Page 196

Julio Cezar Fidalgo Zary

O inimigo presente nesta zona de ação já era conhecido da 1ª DIE: a 232ª Divisão de Infantaria. Monte Castello era ocupado por elementos do 1044º Regimento de Infantaria. O G-2 da Divisão levantou que, em Monte Castello, havia o valor aproximado de duas Companhias, provavelmente a 1ª e a 2ª Companhias. Havia reforços: canhões autopropulsados antitanque, e carros de combate, em pequeno número, que foram assinalados na área desde os primeiros ataques. Alguns locais de tiro haviam sido recentemente preparados na encosta sul da cota 977 (Castelo), e também posições de entrincheiramento no topo e logo ao norte da elevação, de acordo com levantamento fotográfico feito no dia 5 de dezembro, conforme documento do G-2.

Figura 7 - Posições Inimigas no Setor de Monte Castello. Fonte: Palestra ministrada para a EsAO pelo Coronel R/1 Sérgio, em fevereiro de 2005.

Ao longo da crista entre norte de Monte Castello e sul do Monte Della Torraccia havia diversas posições defensivas assinaladas, ainda posições de tiro para metralhadoras e possivelmente de morteiros, sendo que estas foram construídas após o último ataque realizado, tendo em vista os alemães perceberem a intenção dos aliados em conquistar aquelas elevações. Para a defesa da região de C. Vitteline havia casas preparadas, possuindo locais de tiro preparados, posições de metralhadoras e posições de trincheiras com locais de tiro. A crista que ligava Vitteline ao ponto cotado de 977 possuía poucos locais de tiro, porém havia uma possível posição de morteiros. Para se ter uma ideia das posições inimigas no terreno, elas foram colocadas na Figura 7.

194

Não foi possível saber exatamente qual era a tropa inimiga que ocupava a região de Bellavista e Monte della Casellina, que parecia estar fora do

Profile for Correios Cultura

Revista Postais 07 - 2016  

Revista Postal N. 6 - 2016 - Restauração da Agência Central dos Correios de Petrópolis. Artigo de Andréa Fernandes Considera, Erika Pereira...

Revista Postais 07 - 2016  

Revista Postal N. 6 - 2016 - Restauração da Agência Central dos Correios de Petrópolis. Artigo de Andréa Fernandes Considera, Erika Pereira...

Advertisement