Page 1

PLANEJAMENTO DE COMUNICAÇÃO COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA

Organização

Mari Luana Pozzobon Milena Ganasini

1ª Edição Santa Maria - RS 2017


Planejamento de Comunicação COLÉGIO TÉCNICO INDUSTRIAL DE SANTA MARIA Organização

Mari Luana Pozzobon Milena Ganasini

1ª Edição Santa Maria - RS 2017


Presidente da República Federativa do Brasil Michel Miguel Elias Temer Lulia Ministério da Educação – MEC Ministro de Estado da Educação José Mendonça Bezerra Filho Secretaria de Educação Profissional e Tecnológica – SETEC Secretária Eline Neves Braga Nascimento Universidade Federal de Santa Maria – UFSM Reitor Paulo Afonso Burmann Vice-reitor Paulo Bayard Dias Gonçalves Colégio Técnico Industrial de Santa Maria – CTISM Diretor Luciano Caldeira Vilanova Vice-diretor Marcelo Freitas da Silva Centro de Ciências Sociais e Humanas – CCSH Departamento de Ciências da Comunicação Assessoria de Relações Públicas Projeto Gráfico e Diagramação Emanuelle Shaiane da Rosa Ilustrações e Gráficos Leonardo Lira Araujo Revisão Textual Juliana Prestes de Oliveira Autores Mari Luana Pozzobon Milena Ganasini Ficha catalográfica elaborada por Alenir Goularte – CRB-10/990 Biblioteca Central da UFSM P712

Planejamento de comunicação : Colégio Técnico Industrial de Santa Maria / organização Mari Luana Pozzobon, Milena Ganasini. – 1. ed. – Santa Maria : UFSM, Colégio Técnico Industrial de Santa Maria, 2017. 48 p. : il. ; 21 cm 1. Relações públicas 2. Comunicação – Planejamento 3. Colégio Técnico Industrial de Santa Maria 4. Assessoria de Comunicação I. Pozzobon, Mari Luana II. Ganasini, Milena CDU 070:378.4 316.77 659.3 Copyright © Todos os direitos reservados à Universidade Federal de Santa Maria.


“Comunicação é um conjunto integrado de processos, estratégias, ações, produtos e planos que tem como objetivo estabelecer, consolidar e ampliar o relacionamento de uma organização com todos os seus públicos de interesse e assim de modo definitivo sua condição estratégica”. Wilson da Costa Bueno


FICHA TÉCNICA Título Planejamento de comunicação: Colégio Técnico Industrial de Santa Maria Período de realização Março de 2017 a dezembro de 2017 Equipe do Núcleo de Comunicação Institucional Leonardo Lira Araujo1 Mari Luana Pozzobon2 Milena Ganasini3 Rossano Villagram Dias4 Orientadora Prof. Dra. Carlise Schneider Rodnicki5 Contato Telefone: (55) 3220 8139 E-mail: assessoria@ctism.ufsm.br Facebook: @CTISM.UFSM Site: http://www.ctism.ufsm.br/

1

Acadêmico de Publicidade e Propaganda - UFSM - Contato: leoaraujo.pp@gmail.com/(55) 992050990

2

Acadêmica de Relações Públicas - UFSM - Contato: maluana.ufsm@gmail.com/(51) 997497999

3

Acadêmica de Relações Públicas - UFSM - Contato: milenaganasini@gmail.com/(54) 991915298

4

Acadêmico de Jornalismo - UFSM - Contato: rossanovilldias@hotmail.com /(55) 991550789

5

Orientadora e responsável pelo Laboratório de Relações Públicas (LARP) Contato: carlise.rodnicki@ufsm.br/(55) 32206156 /(55) 991348776


Apresentação do Caderno Esta publicação é o produto final da Disciplina de Assessoria de Comunicação I, resultando no Planejamento de Comunicação do Colégio Técnico Industrial de Santa Maria de 2017. Buscamos, através deste planejamento, integrar as técnicas do exercício das Relações Públicas junto à organização, para que a área de comunicação ocupe uma posição estratégica. Como o Colégio Técnico Industrial (CTISM) não conta com um profissional de Relações Públicas, questões como relacionamento com os públicos, organização de eventos e imagem da organização acabam não sendo planejados ou estratégicos. Dessa forma, este planejamento torna-se de fundamental importância, na medida em que propõe ações para reduzir as barreiras de comunicação existentes, melhorar o relacionamento do colégio com seus públicos e dar notoriedade à Instituição. Portanto, este Plano de Comunicação, válido por um ano, é um documento que irá nortear as atividades da assessoria de comunicação6 na Instituição, a curto e médio prazo. Milena Ganasini Mari Luana Pozzobon Acadêmicas do 5ª sementre do Curso de Relações Públicas da UFSM (2017).

6

Núcleo de Comunicação Institucional do CTISM


1 DIAGNÓSTICO 10 1.1 Apresentação 10 1.1.1 O que é o CTISM? 10 1.1.2 E hoje? 11 1.1.3 CTISM em números 14 1.2 Análise ambiental 15 1.2.1 Um diagnóstico sobre nós 15 1.2.1.1 Confere a metodologia 15 1.2.1.2 Confere os resultados do nosso diagnóstico 16 1.3 Nosso cenário de comunicação é assim 32 1.3.1 Análise macroambiental 32 1.3.2 Análise microambiental 33 1.4. Públicos 34 1.4.1 Para quem a gente fala 34 1.4.2 Os stakeholders do CTISM 34 2 NOSSOS PROPÓSITOS 35 2.1 Geral 35 2.2 Específicos 35 3 AÇÕES ESTRATÉGICAS 35 3.1 O que a gente pensou em fazer 35 3.1.1 Manual de Comunicação Institucional do NCI 36 3.1.2 Campanha de Conscientização Ambiental 37 3.1.3 Ação Dia dos Professores 38 3.1.4 Ação Dia dos Servidores 39


3.1.5 Ação do Dia do Estudante 40 3.1.6 Vídeo Institucional “Jornada do CTISM” 41 3.1.7 Gestão de Mídias Digitais 43 3.1.8 Grupo de ex-alunos e servidores do CTISM 44 3.1.9 Campanha de Divulgação dos Cursos 45 3.1.10 Descubra UFSM 46 3.2 Atividades de sustentação 48 3.3 Cronograma 48


1 DIAGNÓSTICO

1.1 APRESENTAÇÃO 1.1.1 O que é o CTISM? O Colégio Técnico Industrial de Santa Maria (CTISM) é uma escola técnica vinculada à

Coordenadoria de Educação Básica, Técnica e Tecnológica (CEBTT), da Universidade Federal de Santa Maria (UFSM).

O CTISM foi fundado em 04 de abril de 1967, quando a UFSM já contava com vários

cursos superiores. Entretanto, a cidade apresentava uma lacuna em relação a oferta de cursos

técnicos de nível médio. Assim, o então reitor, José Mariano da Rocha Filho, tomou a iniciativa de criar o Colégio Agrícola, em 1963, e o Colégio Técnico Industrial, em 1967, sendo que esse

começou a oferecer os Cursos Técnicos de Eletrotécnica e de Mecânica, articulados ao Ensino Médio, ambos com duração de três anos.

Desde a sua implantação, os primeiros cursos oferecidos pelo CTISM têm sido mantidos,

com redimensionamentos para outras modalidades e/ou turnos. A oferta de cursos técnicos noturnos, por exemplo, levou o CTISM à condição de pioneiro no país.

Confira o histórico da criação dos Cursos do CTISM na página de nº10:

Ao fundamentar-se em uma política pedagógica de integração, entre a educação básica e o ensino técnico, o CTISM toma por objetivo formar cidadãos, capacitando-os para

o exercício profissional, bem como, a partir da preparação desses para o mundo do trabalho, promover a inclusão social.

10


1.1.2 E hoje? Atualmente, o CTISM conta com sete cursos técnicos subsequentes ao Ensino Médio,

na modalidade presencial, sendo eles: Automação Industrial, Eletromecânica, Eletrônica, Eletrotécnica, Mecânica, Segurança do Trabalho e Soldagem.

Além disso, possui quatro cursos técnicos integrados ao Ensino Médio: Eletrotécnica,

Mecânica, Informática para a Internet e Eletromecânica (PROEJA). Também fazem parte da

grade de cursos, na modalidade a distância (EaD): Técnico em Mecânica, Técnico em Segurança do Trabalho, Técnico em Automação Industrial e Técnico em Informática para a Internet.

O CTISM oferece ainda, três cursos de graduação: Curso Superior de Tecnologia em

Fabricação Mecânica, Curso Superior de Tecnologia em Rede de Computadores e Curso Superior

de Tecnologia em Eletrônica Industrial. Além de um curso de Pós-Graduação em Educação Profissional e Tecnológica, nível Mestrado.

O Colégio é a única Instituição Federal de formação técnica industrial da região central

do estado. Portanto, recebe alunos de diversos lugares e idades, sendo a média entre 14 anos e 60 anos.

Existindo há 50 anos, o CTISM é uma Instituição que se baseia na construção e compartilhamento de

conhecimento humano e tecnológico. Dessa forma, tem como

Missão: Promover a educação profissional, desenvolvendo conhecimento humano e tecnológico. Visão: Consolidar-se como centro de referência nacional em educação profissional. Valores: Respeito, ética, responsabilidade, comprometimento, igualdade, sustentabilidade e solidariedade.

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

11


1.1.3 CTISM em números

Bolsistas que podem ser ou não alunos do colégio, dependendo a modalidade da bolsa.

14

64

servidores docentes da Educação Básica, Técnica e Tecnológica

26

servidores docentes do Ensino Superior

37

servidores técnico-administrativos em educação

265

estudantes dos Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio e PROEJA

395

estudantes dos Cursos Técnicos Subsequentes

189

estudantes dos cursos a distância (EaD)

372

estudantes do ensino superior

113 bolsistas 09

terceirizados FATEC

17

terceirizados Sulclean

06

prédios

01

ginásio poliesportivo, compartilhado com o Colégio Politécnico

01

biblioteca setorial

26

laboratórios

14

salas de aula


Organizacional é o conjunto de valores e atitudes compartilhado pela instituição e seus stakeholders.

1.2 ANÁLISE AMBIENTAL 1.2.1 Um diagnóstico sobre nós

Stakeholders público estratégico. Descreve uma pessoa ou grupo de interesse da organização.

O diagnóstico é uma técnica importante, pois possibilita mapear a situação real da

instituição. Segundo Oliveira (2007)7, o diagnóstico corresponde à primeira fase do processo

de planejamento estratégico e procura responder à pergunta básica: “qual a real situação da

instituição, quanto aos seus aspectos internos e externos?”. Assim, torna-se possível identificar os pontos positivos e negativos em relação ao processo administrativo e comunicacional.

Conhecer o ambiente institucional, seus públicos e sua cultura organizacional é

PCO

imprescindível para a elaboração de projetos eficazes às necessidades do Colégio Técnico

esta pesquisa busca mensurar o nível de satisfação dos colaboradores no ambiente interno da organização.

Industrial de Santa Maria (CTISM).

Quer saber como a gente fez isso? Veja os próximos itens.

1.2.1.1 Confere a metodologia Para entender a cultura organizacional foram necessárias diversas conversas informais

POP

com servidores e estudantes, além de entrevistas abertas com a Direção do colégio e análise

esta pesquisa de opinião é um levantamento estatístico com amostra específica da opinião pública. Ela indica as opiniões de uma determinada população, neste caso, dos estudantes do CTISM.

dos acontecimentos, sob olhar externo. Essas ações permitiram a construção qualitativa das percepções acerca da cultura organizacional, sempre intensificando as avaliações para a comunicação.

Para conhecer os stakeholders foram utilizadas duas ferramentas de coleta de

dados: uma pesquisa de clima organizacional (PCO) e uma pesquisa de opinião pública

(POP). E, por fim, para identificar o cenário da comunicação no CTISM, construímos a

análise ambiental parcial.

Análise Ambiental é a identificação do cenário futuro e avaliação da situação atual da organização, com relação a algumas variáveis críticas dos seus ambientes externo e interno. 7

OLIVEIRA, D. P. R. Planejamento estratégico: conceitos, metodologias e práticas. 28 ed. São Paulo: Atlas, 2007.

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

15


1.2.1.2 Confere os resultados do nosso diagnóstico A Cultura da Comunicação

Existem alguns costumes e práticas que compõem a cultura do colégio, os quais se

convertem em pequenos problemas quando não administrados ou solucionados. Esses

problemas podem interferir, gradualmente, no funcionamento e implantação de políticas de comunicação efetivas.

A fim de solucionar isso, o Colégio Técnico Industrial conta, desde 2016, com um aca-

dêmico de jornalismo, bolsista do Departamento de Relações Empresariais e Comunitárias

(DREC), que, atualmente, integrou-se à equipe do Núcleo de Comunicação Institucional (NCI). E, no ano de 2015, contava com uma bolsista de Relações Públicas. Apesar disso, nenhum plano ou política de comunicação foi criado e mantido na Instituição.

O Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) do CTISM 2014-2017 previa como

ação estratégica fortalecer a imagem institucional, através do aperfeiçoamento da comunicação interna e da melhoria da comunicação com a sociedade, ampliando a divulgação das

atividades desenvolvidas pelo CTISM. Porém, das ações propostas no PDI, apenas 5% foram implementadas, ou seja, reconheceu-se a necessidade e importância de uma comunicação eficaz, mas pouco buscou-se fazer para melhorá-la, até o momento.

Dessa forma, observamos que, por não existirem pessoas responsáveis pela gestão

das demandas internas e externas da comunicação institucional, convencionou-se que cada departamento agisse por conta própria. Assim, percebemos que o canal mais utilizado para informar os públicos do CTISM é o e-mail. Apesar dessa ser a ferramenta mais utilizada, notamos uma resistência, por parte de alguns docentes, em ler e responder e-mails. Assim, ainda que seja cultural a prática de comunicação via e-mail, nem sempre ela se mostra eficiente em relação a demandas urgentes.

No que se refere aos relacionamentos formais dos colaboradores com a Instituição e

entre os mesmos, há uma segmentação quanto à categoria de atuação e ao espaço físico. Nesse

sentido, percebemos que os docentes que não possuem sala no prédio principal acabam não se integrando muito às atividades promovidas, em geral, nesse prédio. Entretanto, existem alguns

grupos formados por TAESs e docentes que participam de atividades informais, como futebol por exemplo. Essas atividades auxiliam no estreitamento das relações, bem como o costume de comemorar aniversários, com bolo e outros quitutes, no departamento ao qual pertencem.

16


Essa segmentação está atrelada às disputas de ego, identificadas pela busca do reconhe-

cimento pessoal nas mídias institucionais. Outro aspecto recorrente é o do não pertencimento

à Instituição, comodismo, posicionamentos arcaicos e conservadores, por parte dos servidores. Em função da localização do colégio, dentro da Universidade, o CTISM é reconhecido

pela comunidade da UFSM como um único prédio (prédio 5). Por isso, possui dificuldades em

integrar todos os cursos e estudantes que têm aulas em outros prédios. Dessa forma, muitas

ações são centralizadas no prédio principal e acabam atendendo apenas os cursos integrados ao Ensino Médio, os professores e os departamentos localizados nesse prédio.

Devido a inexistência, até o momento, de um núcleo de comunicação, internamente

a comunicação era truncada. Isso se dava pela falta de um ponto emissor/receptor, pois a comunicação não é direcional e nem horizontal. Assim, não existe uma cultura de troca de

informações, de divulgação, planejamento e organização de eventos, além de não existir um canal para dúvidas e sugestões dos stakeholders. Dessa forma, a maioria das atividades aconteciam com prazos reduzidos e empiricamente.

Nossas Mídias Digitais

O CTISM tem como mídias institucionais a rede social Facebook @CTISM.UFSM e o site

http://www.ctism.ufsm.br/. No Facebook a fanpage do CTISM possui 3.252 curtidas (censo: março de 2017) e engajamento regular. Conta com alcance orgânico de 1.500 pessoas em

média, e as interações variam de 2 a 300 reações nas publicações, entre curtidas, comentários e compartilhamentos.

A partir de novembro de 2016 a fanpage passou a contar com o gerenciamento de

conteúdo, através de um plano de mídia e política de relacionamento, por meio de respostas padrões, horários de publicações e distribuição de conteúdo por relevância. A fanpage possui

linguagem informal, com a utilização de emojis e gifs, e seu foco é informar os estudantes sobre o que acontece no colégio, bem como, sobre datas comemorativas.

Apesar de possuir um bom número de envolvimento com os servidores, a fanpage não

consegue engajar os TAEs e os estudantes dos cursos subsequentes e superiores, pois não

gera conteúdo interativo e novidades, nem trabalha com questões atuais das redes sociais. Além disso, a página não tem layout padrão ou tag para conteúdo, e não interage com os comentários e checks-in dos usuários.

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

17


O site do CTISM passou por uma remodelação em dezembro de 2016 e sua nova versão

foi lançada em fevereiro de 2017, tendo agora o padrão institucional e melhor organização imagética. Muitas abas do site antigo foram reconfiguradas, facilitando o acesso às principais

informações sobre o colégio, como: contatos, equipe diretiva e corpo docente, além de uma aba específica para alunos.

O site é bastante utilizado, fazendo parte do cotidiano, principalmente dos servidores,

em função da aba Intranet (portal administrativo). Entretanto, na maior parte do tempo, ele assume um papel retroativo em relação à cobertura de eventos e acontecimentos do colégio, não desempenhando sua principal função: informar sobre e repercutir os acontecimentos do

CTISM à comunidade. As notícias, normalmente, não são planejadas e acontecem de acordo

com o surgimento das demandas. Assim, não existe uma política de relevância de assuntos, do que noticiar, do que exibir, de como e de qual maneira noticiar.

No que se refere às plataformas digitais, é importante ressaltar que não há comunicação

integrada, logo, poucos conteúdos são direcionados do site para a fanpage e vice-versa. Não existe, também, espaço de comunicação informal, como grupos de Facebook ou WhatsApp, que poderiam ser utilizados para a comunicação direta entre estudante/docente/direção. Isso

compromete o alcance de informações mais detalhadas ou urgentes, e dificulta a convergência e conhecimento dos canais de informação, que podem ser acessados pelos usuários.

Os Stakeholders

Pesquisa de Opinião Pública Optamos por apresentar os resultados e cruzamentos da pesquisa de opinião pública,

aplicada a 137 estudantes do CTISM, a partir de gráficos e breves descrições deles. As refle-

xões foram organizadas de acordo com o mapeamento da faixa etária e nível de escolaridade, revelando a heterogeneidade dos estudantes do CTISM.

No primeiro momento, fez-se uma análise descritiva dos dados primários referente à

idade, gênero e escolaridade dos pesquisados. No segundo, propomos uma análise entre os hábitos de utilização dos meios de comunicação e redes sociais, bem com os hábitos de uso das

mídias institucionais para acesso à informação. Por fim, a partir de uma análise comparativa entre os estudantes, por faixa etária, pudemos perceber as diferenças nas avaliações referentes

à satisfação com o colégio e os eventos realizados, e também pôde ser notado os resultados sobre as suas preferências (estações de rádio, locais para comer, séries e estilo musical).

18


Perfil dos Pesquisados Entre os entrevistados, a maior parte

(78,7%) são homens e apenas 21,3% mulheres

(Figura 1), sendo que esse percentual não varia significativamente entre outras escolas

técnicas do Rio Grande do Sul. Em relação

ao nível de ensino dos pesquisados temos:

25,7% cursando o técnico integrado ao ensino médio, 31,6% no curso técnico subsequente,

Figura 1: Gênero. Fonte: Autoras

30,1% na graduação, 6,6% no mestrado e

5,8% no ensino médio integrado para jovens e adultos (Proeja)(Figura 2).

O Colégio possui, em sua maioria,

(59,12%) estudantes entre 16 e 28 anos de idade, mas também abrange pessoas de

14 a 60 anos (Figura 3). Dos pesquisados,

36% ingressaram no CTISM em 2017, 27,2% estão entre 1 a 2 anos na Instituição e outros

14,7% estão há 3 anos ou mais no colégio. Da totalidade, apenas 2,9% (4 pessoas) pos-

suem alguma deficiência como lúpus ou baixa visão.

Figura 2: Nível de ensino. Fonte: Autoras

Consumo de Mídia A forma como os entrevistados aces-

sam informação também se difere de acordo

com a faixa etária. Tal afirmação se dá porque, em geral, 58,8% dos estudantes utilizam o

Facebook “todos os dias” e 25,7% o utilizam “muitas vezes”(Figura 4). O que é um alto

índice de uso, se comparado a porcentagem

das outras redes sociais, como o Twitter com

5,1%, o Instagram com 13,2% e o Snapchat

Figura 3: Idade. Fonte: Autoras

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

19


com 21,3% de uso “todos os dias“. Dessa

forma, o Facebook ranqueia o pódio entre as plataformas com maior acesso diário, principalmente entre os estudantes de 18 a 25 anos,

representando 61,2%. Neste caso, as variantes foram adaptadas para “todos os dias“ = “con-

cordo totalmente“, “2 a 3 vezes por semana“ Figura 4: Utilização diária do Facebook. Fonte: Autoras

= “concordo“, “1 vez na semana“ = “discordo“, “2 vezes por mês“ = “discordo totalmente“.

Todavia, apenas 5 pessoas (10%) desse

público, de 18 a 25 anos, utilizam-se do Face-

book para obter informação sobre o CTISM. E, dos 58,8% que fazem uso da plataforma dia-

riamente, apenas 13,2% (18 pessoas) utilizam a fanpage do colégio para obter informações a respeito do mesmo (Figura 5).

O meio de comunicação institucional

mais utilizado pelos estudantes, para obter informações em relação ao CTISM, é o próFigura 5: Frequência de utilização do Facebook para sanar dúvidas sobre o CTISM. Fonte: Autoras

prio site (26,5% “sempre” e 23,5% “muitas vezes”). Apesar de o acesso à internet, para

obter informações, ser uma prática comum

(77,2%), cerca de 56,6% (entre “sempre” e “muitas vezes”) dos pesquisados costumam

se informar diretamente com os professores (Figura 6).

Outros meios de comunicação como

rádio (5,1%), televisão (14,7%), jornal impresso

(5,9%) e revista (5,9%) são pouco utilizados

pelos estudantes como fonte de informação, diariamente.

20

Figura 6: Frequência de utilização dos “professores” para sanar dúvidas sobre o CTISM. Fonte: Autoras


Satisfação Em relação aos serviços prestados pelo

colégio, usamos as variantes 1 como “discordo

totalmente”, 2 como “discordo”, 3 como “não tenho opinião”, 4 como “concordo” e 5 como

“concordo plenamente”, adaptando-as, em algumas questões, para “satisfeito“, “pouco satisfeito“, “bom“, “razoável”, a fim de representar o grau de satisfação e de qualidade desse serviços.

Figura 7: Satisfação com os terceirizados. Fonte: Autoras

A avaliação mais positiva é em relação

aos terceirizados (recepção e limpeza), na qual 41,9% dos estudantes afirmam estar extremamente satisfeitos e 33,8% estão satisfeitos (Figura 7).

Sobre a estrutura física (prédios, salas

de aula, banheiros, calçadas, acessibilidade

etc.) em geral, 47,7% afirmam estar “satisfeitos”, 28,7% “extremamente satisfeitos” e 14,3%

“não têm opinião”. Em relação ao material (internet, computadores, livros etc.), 47,1% dizem estar “satisfeitos” e 36,8% “extrema-

mente satisfeitos”, já 11% afirmam “não ter opinião”. Sobre a equipe diretiva do CTISM,

Figura 8: Satisfação com o método de ensino. Fonte: Autoras

27,2% afirmam estarem “extremamente satisfeitos”, 41,2% pontuam como “satisfeitos” e 22,1%

“não têm opinião”. Com base nos resultados nota-se que, em todos os quesitos, as avaliações

de nível 4 lideram as respostas, ficando entre 35% e 48% o número de pesquisados “satisfeitos” com os serviços do CTISM.

Sobre os departamentos do CTISM, 26,3% afirmam não ter opinião e as avaliações posi-

tivas ficaram entre 43,4% para alternativa “satisfeito” e 22,1% para alternativa “muito satisfeito”.

Acerca do ensino, as avaliações em relação aos professores são de 45,6% como “satisfatória” e

23,5% como “extremamente satisfatória”, sendo que apenas 11,8% estão “insatisfeitos” e 19,1% “não têm opinião”. Relativo ao método de ensino (Figura 8), 41,2% dizem estar “satisfeitos”, 23,5% estão “extremamente satisfeitos”, 24,3% “não tem opinião” e 11% (9,6 + 1,4) salientam sua

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

21


“insatisfação”, que pôde ser notada através das respostas da pergunta aberta de nº 4, que totaliza 22,5% de observações, sobre o que

mais incomoda no colégio, como: métodos arcaicos, falta de prática etc.

Ainda sobre a questão nº 4, “O que

mais te incomoda no CTISM?”, detectamos nas respostas que 24% dos alunos, entre 14 e 18 anos, reclamam da carga horária e da

cobrança excessiva. 28% da amostra total

reclama de algum dos seguintes aspectos: falta de materiais/serviços, como wi-fi, xerox,

bebedouro, lancheria, limpeza dos banheiros, materiais de higiene etc. Há também Figura 9: Visitas técnicas. Fonte: Autoras

reclamações sobre a presença de mosquitos

no colégio, e de atitudes machistas, racistas e LGBTfóbicas, por parte do corpo discente e docente.

Com relação aos eventos realizados

pelo colégio, sendo 1 para “muito ruim”, 2 “ruim”, 3 “razoável”, 4 “bom” e 5 “muito bom”, as visitas técnicas ranquearam o

pódio com 42,6% de avaliações “muito bom”

(Figura 9). Em segundo lugar, está o aniversário do CTISM, realizado neste ano, com

33,8% de “muito bom”, seguido da mateada (30,1%), show de talentos (24,3%), jogos

interséries (23,3%) e volta às aulas (palestras,

apresetações de projetos, recreios expandi-

dos) (23,3%) e, por último, o ciclo de palestras com 17,6% (Figura 10), todos com avalição “muito bom”. Figura 10: Ciclo de palestras. Fonte: Autoras

De acordo com a faixa etária, muda-se

a preferência pelos eventos. Para estudantes

de 14 a 17 anos, os melhores eventos do 22


CTISM são as visitas técnicas (42,2%) e o aniversário CTISM (33,8%). Para estudantes de 18 a

25 anos são as visitas técnicas (36,7%), o aniversário do CTISM e a mateada (24,5%). Para os de 26 a 33 anos de idade são as visitas técnicas (50%), seguida dos jogos interséries e a feira de

ciências (35,7%). Também para os estudantes de 34 a 39 anos são as visitas técnicas (40%) e o

aniversário do CTISM (26,7%). Já para os estudantes de 40 a 60 anos a mateada fica em primeiro lugar, com 61,5%, seguida das visitas técnicas e aniversário do CTISM (53,8%). Mesmo com

boa avaliação nas observações (pergunta aberta), 55% dos alunos, com idades entre 14 e 18,

evidenciam o baixo número de visitas técnicas em seus respectivos cursos. A mesma reclamação representa 50% dos discentes de 40 a 49 anos. Ainda em relação aos eventos, 47% da população, que representa os cursos noturnos, sente-se excluída dos eventos que acontecem no CTISM. Preferências A faixa etária dos estudantes do CTISM pouco influência nos hábitos de consumo de

estações de rádio, pois a mais ouvida entre os estudantes, de 14 a 25 anos, é a Rádio Atlântida (37,8%), assim como é a mais ouvida pelos estudantes de 40 a 47 anos de idade (13,3%).

Em segundo lugar está a Rádio Gaúcha (11%), opção do público de 34 a 49 anos (27,7%) e de 14 a 25 anos (27,3%).

Em relação ao estilo musical dos estudantes do CTISM, o rock (30,9%) é o preferido por

todas as faixas etárias. Em segundo lugar está o estilo alternativo (19,9%), em terceiro o sertanejo (17,6%), em quarta posição temos o pop (16,9%) e, em quinto, as músicas tradicionalistas

(13,2%). Ocupa o último lugar o estilo musical gospel, com 75,7% de não ouvintes, mesmo tendo 15,4% de ouvintes entre 40 e 49 anos de idade.

Para os alunos de 14 a 25 e de 34 a 39 anos, o restaurante Bella Trento está entre os luga-

res mais frequentados para jantar, com 21,8% das preferências. Em segundo lugar, o fast food Subway com 12,9% das preferências. Outros optaram, em maioria, por lancherias e pizzarias sem identificação.

Quando questionados sobre entretenimento, 75,3% dos jovens de 14 a 18 anos assistem

séries, sendo que as mais populares são How I Met Your Mother e Grey’s Anatomy. Dos jovens de

19 a 25 anos, 63,2% assistem séries e suas favoritas são Game of Thrones e The Walking Dead. Em contrapartida, apenas 36,8% dos alunos, de 26 a 60 anos, assistem séries, sendo a mais popular entre eles The Big Ben Theory.

Relativo ao conteúdo para as mídias institucionais, 33,8% dos alunos querem receber

informações sobre oportunidades de bolsa, de estágio, de cursos e de eventos. 25,3% querem Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

23


receber dicas sobre livros, filmes, documen-

tários, séries, ajuda sobre como conciliar vida e escola, como lidar com machismo e racismo, e sobre comunidade LGBT, mercado

de trabalho, dia a dia, previsão do tempo, tecnologia, mercado de trabalho, entre outros.

Quando indagados sobre a preferên-

cia por ter um grupo informal no Facebook,

com todos os estudantes do CTISM, para avisos e divulgações, 41,2% dos pesquisados

afirmam ter interesse nesse grupo, e apenas Figura 11: Grupo informal no Facebook. Fonte: Autoras

12,5% afirmam não querer (Figura 11). Orgulho

Mesmo com algumas insatisfações

de determinados segmentos de estudantes

do CTISM, em relação a estrutura física, ao ensino (corpo docente e método) e aos eventos realizados (ou escassez deles), 63,2%

sentem-se extremamente orgulhosos de

estudar ou trabalhar (bolsistas/estagiários) no colégio e 22,8% têm orgulho de fazer parte do CTISM. Apenas 8,8% não possuem opinião

e outros 5,1% (“discordo” 2,9% e “discordo

totalmente” 2,2%) dizem não sentir orgulho (Figura12). Em todas as faixas etárias, o índice de orgulho não é inferior a 75%.

Pesquisa de Clima Organizacional Figura 12: Orgulho. Fonte: Autoras

A interpretação dos resultados e cru-

zamentos de informações, mais pertinentes

ao estudo, foi realizado de acordo com os objetivos da pesquisa. Através de mapea24


mento de gênero, categoria dos servidores e de tempo de trabalho no CTISM.

No primeiro momento, fez-se uma

análise descritiva dos dados primários refe-

rente ao perfil dos pesquisados. No segundo, propôs-se uma análise entre os hábitos de consumo de informação, acerca do colégio,

a utilização dos meios de comunicação e

redes sociais, com os hábitos de uso das mídias institucionais para acesso à informa-

ção, segmentados por gênero. Em seguida,

a partir de uma análise comparativa por

Figura 13: Categoria de servidores. Fonte: Autoras

tempo de serviço na Instituição, pudemos perceber as diferenças nas avaliações refe-

rentes a satisfação com o colégio e com os eventos realizados. Por fim, são apontados os números em relação a percepção do clima

organizacional e motivação dos servidores, segmentado por categoria. Perfil dos Pesquisados Das categorias pesquisadas, 66,3%

são docentes e 33,7% são técnicos administrativos em educação (Figura 13). O gênero masculino é maioria entre os servidores do

CTISM, representando 60,5% da população

Figura 14: Faixa etária. Fonte: Autoras

pesquisada, sendo que 1,2% pertence a outro

gênero e 38,3% são gênero feminino. No colégio, as mulheres são a metade do número total

de homens da categoria técnica administrativa, e o mesmo acontece em relação aos docentes. A faixa etária dos servidores varia de 25 anos a 65 anos de idade, com maioria entre 30 e 35

anos (Figura 14). Cerca de 38,8% dos servidores estão na Instituição de 5 a 10 anos, e 15,1% há 10 anos ou mais. 16,2% estão de 1 a 3 anos e outros 10,4% a menos de 1 ano. Da amostra,

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

25


apenas três pessoas possuem deficiência, como visão monocular, deficiência física e espondi-

lite ancilosaste, os outros 95,6% não possuem nenhuma deficiência. Comunicação Por meio da análise dos hábitos de

consumo de informação e mídias, segmentada por gênero, nota-se que tanto os homens quanto

as mulheres se consideram pouco informados sobre o colégio. Aproximadamente 35,8% dos

homens se consideram “muitas vezes” informados, assim como 42,4% das mulheres. Apenas 3%

das mulheres e 5,7% dos homens se consideram Figura 15: Você se considera informado sobre os acontecimentos do CTISM? Fonte: Autoras

“sempre” informados sobre o que acontece no CTISM (Figura 15).

Em geral, as mulheres obtêm informações

sobre o colégio no próprio site (42,4%) e através

do e-mail (48,5%). Já os homens se informam

mais pelo e-mail (41,4%) e pelo boletim (24,5%). Os outros recursos de informação são utilizados também, a fanpage é mais utilizada pelas

mulheres (21,2%) do que pelos homens (9,4%).

Já o boletim é usado por 30,3% das mulheres e o site por 22,6% dos homens.

O e-mail é o recurso digital mais utili-

zado pelos servidores. Tanto os homens (90,6%) quanto as mulheres (81,8%) acessam todos os

dias o e-mail (Figura 16). Nenhum dos res-

pondentes informou “não utilizar”, ou “utilizar raramente” o e-mail. O Facebook mostrou-se a Figura 16: Você utiliza o e-mail todos os dias? Fonte: Autoras

26

plataforma mais utilizada, diariamente, pelas

mulheres (42,1%) do que pelos homens (39,7%).


Entre os veículos pesquisados,

(rádio UFSM, site CTISM, site UFSM, e-mail,

direção, fanpage, boletim, recepção) o mais

utilizado pelos homens, para encontrar

informações sobre o CTISM, é o próprio site (30,2% “sempre”), seguido do e-mail

(28,3% “sempre”), e do boletim (13,2% “sempre”). Por outro lado, para as mulheres

o e-mail ocupa a primeira posição, com

30,3%, seguido do site do CTISM (27,3%) e

do boletim informativo (18,2%) (Figura 17). Para ambos, a rádio universidade é o veículo

onde menos se encontra informações sobre o CTISM.

Figura 17: Onde você encontra informações sobre o CTISM? Fonte: Autoras

O principal interesse dos pesquisados, em relação aos assuntos veiculados nos meios

de comunicação do colégio, apesar de 12,8% não terem opinado, se divide entre: cotidiano do colégio (32,6%), notícias em geral (12,8%), eventos (14%) e curiosidade (7%).

Sobre a missão, visão e valores da UFSM, 57,6% das mulheres e 59,6% dizem conhecer.

Já sobre os mesmos itens, mas do CTISM, a porcentagem é: mulheres 75,8% e homens 84,6%.

Em geral, 52,3% dos servidores afirmam ter presentes em seu dia a dia os valores do CTISM e 11,6% afirmam que não.

Satisfação e Insatisfação Para os servidores que estão na Instituição de 0 a 2 anos, os melhores eventos foram:

o aniversário do CTISM (70%), realizado neste ano, e a feira de ciências e tecnologia (45%). Para os servidores que estão entre 3 e 5 anos, os jogos interséries (47,05%) e a feira de ciências

e tecnologia (47,05%) ocupam as primeiras posições. Àqueles que estão a mais de 5 anos no

colégio: o aniversário do CTISM (57,14 %) e a feira de ciências e tecnologia (51,02%). O evento que obteve menor avaliação, em geral, foi o ciclo de palestras com 9,3%. Dentre as observações

feitas pelos pesquisados, destaca-se o pouco engajamento dos alunos nesses eventos, bem

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

27


como a escassez de algo pensado para incluir os cursos superiores.

Os principais motivos de insatisfação no

trabalho dos servidores do CTISM, apontados

pelos que estão de 0 a 2 anos no colégio, são: impossibilidade de crescimento (23,57%) e instalações inadequadas (21,42%). Para os que estão

de 3 a 5 anos são: ambiente de trabalho ruim (29,41%) e instalações inadequadas (29,41%). E

para os que estão a mais de 5 anos na Instituição

são: falta de reconhecimento (24,48%), ambiente Figura 18: Principais motivos de insatisfação no CTISM. Fonte: Autoras

de trabalho ruim (18,36%) e impossibilidade

de crescimento (18,36%)(Figura 18). Em con-

trapartida, os principais motivos de satisfação dos servidores, na maior parte dos casos são: estabilidade no emprego (48%) e autonomia no trabalho (28%) (Figura 19).

No geral, metade dos servidores (50%)

dizem receber as informações necessárias para desenvolver suas funções, e a maioria (64%)

entende a importância da realização de suas

tarefas para o crescimento do colégio. Os ser-

vidores (85,3%) sentem-se capacitados para desenvolver suas funções e (48,4%) acreditam que a Instituição oferece oportunidades para o desenvolvimento pessoal. Figura 19: Principais motivos para você tarbalhar na UFSM. Fonte: Autoras

Levando em conta a totalidade das res-

postas, os pesquisados classificam o CTISM como um espaço aberto a receber as considerações

dos servidores. Também o consideram como um local em que a pressão, sob o ritmo de trabalho, é mínima.

28


Mais da metade dos pesquisados (58,9%) dizem que sua remuneração é com-

patível com o trabalho. Além disso, 66,7% dos servidores, que estão na Instituição de 0 a 2 anos, consideram que seu trabalho lhes proporciona uma vida financeira estável, assim como, 64,7% dos que estão de 3 a 5 anos, e 65,2% dos que estão a mais de 5 anos no CTISM. Imagem, Clima e Motivação A imagem de uma organização, via de regra, é construída pela concepção do público.

Nesse sentido, os técnicos administrativos em educação (79,3%) e os docentes (61,4%) acreditam que o CTISM tem uma boa imagem perante a comunidade de Santa Maria. Porém, diminui um pouco esse percentual em relação à Universidade.

Em relação a imagem dos próprios departamentos, apenas 3,4% técnicos acreditam

que o seu departamento não possui uma boa imagem. Já a porcentagem dos docentes que reconhecem que seu departamento não tem uma imagem muito positiva é de 17,5%. Todavia,

em relação ao clima organizacional, 38,6% dos docentes avaliam como “bom”, 33,3% como

“regular”, outros 10,5% apontam como “ruim” e 3,5% como “péssimo”. Já com os TAEs a por-

centagem é de 58,6% como “bom”, 24,1%

como “ótimo” e apenas 3,5% avaliaram como “péssimo” o clima organizacional (Figura 20).

Os TAEs apresentam níveis maiores

de satisfação, com relação ao seu departamento e equipe de trabalho, do que os docentes. Uma vez que, 19,3% dos docentes

estão muito “insatisfeitos” com a equipe de trabalho e 12% avaliam o clima do trabalho

como “ruim” ou “péssimo”. Apesar disso, os níveis de realização profissional e de satis-

fação com o departamento em que atuam

são semelhantes para as duas categorias. Apenas 5,3% dos docentes dizem estarem pouco realizados profissionalmente, e 3,5%,

Figura 20: Clima do ambiente de trabalho no CTISM. Fonte: Autoras

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

29


desse grupo, estão muito insatisfeitos no departamento em que atuam (Figura 21). Dos 29 técnicos,

6,9% não se sentem realizados em sua profissão

e 3,4% estão insatisfeitos com o trabalho que desempenham em seu departamento (Figura 22).

Através dos dados coletados, observa-se

que os níveis de cooperação relativos aos docentes são inferiores aos dos TAEs. Pois, 24,6% dos docentes não recebem incentivo para trabalhar

em equipe, e afirmam (14%) que não há cooperação entre os departamentos. Com isso, 52,6% Figura 21: Você se sente realizado profissionalmente? Fonte: Autoras

reconhecem haver atividades de integração no CTISM, mas não sabem ao certo se são propostas institucionais. Outros 12,3% desconhecem a existência dessas atividades. Dos 56 docentes pesquisados, 36,8% não participam das atividades que acontecem no colégio e apenas 29,4%

consideram “muito importante” as ações, que têm por objetivo integrar os servidores, mas

21,6% responderam que consideram isso “pouco importante”.

Para a outra categoria, a cooperação

entre departamentos é frequente, e 48,3% dos pesquisados afirmam receberem incentivo, de seu superior, para desempenharem atividades

em grupo. 34,5% dos técnicos afirmam que a Instituição promove ações de integração, porém

outros 41,4% não sabem se as atividades existenFigura 22: Você se sente realizado profissionalmente? Fonte: Autoras

30


tes são propostas institucionais (Figura 23). Desses 29 TAEs pesquisados, 13,8% afirmam

que não existem atividades de integração e

44,8% dizem que participam das atividades existentes, como happy hour e futebol.

A grande parte dos técnicos reconhece a importância desse tipo de atividade (52%). Explicando A Pesquisa de Opinião foi aplicada,

durante o mês de maio de 2017, a todos os estudantes do CTISM, por meio de

questionários on-line da plataforma Google Forms. Para isso, os respondentes foram direcionados ao laboratório de informática

do colégio, para que, pelo computador, respondessem a pesquisa. Foram obtidas 137 pesquisas, de acordo com a amostra

Figura 23: O CTISM realiza atividades de integração para os servidores? Fonte: Autoras

probabilística estratificada, definida no planejamento da POP.

Estudantes e Amostra

A Pesquisa de Clima Organizacional foi aplicada, durante os meses de maio e junho de 2017,

1343 estudantes dos cursos presenciais integrados ao ensino médio, subsequentes, PROEJA, graduação e mestrado.

aos servidores do CTISM, através de questionários on-line da plataforma Google Forms. Foram obtidas 86 respostas, que representam 65,1% da população. Os docentes pesquisados receberam

o link da pesquisa por e-mail, com um prazo para resposta. Já para os técnicos administrativos (TAEs), a pesquisa foi aplicada presencialmente, pela plataforma digital Google Forms.

População 93 docentes + 39 técnicos administrativos.

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

31


1.3 NOSSO CENÁRIO DE COMUNICAÇÃO É ASSIM 1.3.1 Análise macroambiental Análise macroambiental Oportunidades

Ameaças

TECNOLÓGICAS

Interação com cursos de eletroeletrônica e redes de informática para a criação de plataformas; Desenvolvimento de ferramentas de mensuração avançadas; Estúdio e equipamentos para produção audiovisual e fotográfica; Criação de conteúdo sobre as últimas tendências; Novas tecnologias de áudio descrição, internacionalização da linguagem, linguagem de sinais e braile.

Obsolescência das mídias atuais, em função da acelerada inovação; Dificuldade em acompanhar o ritmo das inovações.

POLÍTICO-LEGAIS

A Lei nº 12.527/2011 que regulamenta o direito constitucional de acesso às informações públicas; Inclusão comunicacional às necessidades de deficientes.

Lei nº 9.610 dos direitos autorais; Ausência de termos de direito de uso de imagem dos estudantes e servidores; Greves e paralisações.

SOCIOAMBIENTAL

Utilização de materiais digitais para redução de papel; Infraestrutura ecologicamente correta de alguns prédios; Reaproveitamento de materiais; Existência do Projeto UMA na UFSM; Existência de um grupo de revitalização no colégio; Atuação do projeto da Coleta Seletiva.

Docentes, discentes e TAEs de diversos lugares e com hábitos socioambientais não condizentes com o da Instituição; Esgoto despejado no rio ao lado do colégio; Infestação de mosquitos e insetos.

Fonte: Autoras

32


1.3.2 Análise microambiental Análise microambiental Forças

Fraquezas

Utilização do e-mail diariamente pelos servidores; A existência de um boletim informativo efetivo para os servidores; Utilização do site com fonte de informação pelos stakeholders; Utilização do Facebook diariamente pelos discentes.

Os servidores se sentem pouco informados sobre os assuntos do colégio; Baixo engajamento dos servidores e estudantes na fanpage; Alguns eventos desqualificados; Ausência de profissionais da comunicação concursados; Inexistência de um canal informal entre os discentes e a Instituição; Poucas ações para os cursos do ensino superior e cursos técnicos subsequentes.

SERVIDORES

Boa remuneração; Estabilidade no emprego; Capacitados; Autonomia no trabalho.

Docentes pouco motivados a trabalhar; Docentes pouco incentivados a trabalhar em equipe; Pouco reconhecimento; Impossibilidade de crescimento; Aumento na evasão (troca de instituição ou aposentadoria) dos servidores; Pouco engajamento nas atividades; População composta por maioria masculina.

ESTUDANTES

A maioria dos alunos sentem orgulho de estudar no colégio; Diversidade de idade.

Diversas idades e hábitos de consumo diferentes, o que dificulta a criação de conteúdo para a fanpage; Pouco engajamento nas atividades; Escassez de visitas técnicas.

COMUNICAÇÃO

Fonte: Autoras

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

33


1.4. PÚBLICOS 1.4.1 Para quem a gente fala Diversas frentes de relacionamento podem ser estruturadas nas organizações, para a

comunicação com seus públicos. Na implementação de qualquer estratégia é fundamental conhecer para quem se fala, saber o que falar e como falar, a fim de garantir o envolvimento dos stakeholders.

Podemos tratar como público os principais envolvidos, direta ou indiretamente,

com a organização, e que podem influenciar nas decisões, ou serem por ela influenciados.

Eles podem ser os principais formadores de opinião, e disseminadores de causas que dizem respeito às organizações.

1.4.2 Os stakeholders do CTISM 321 Estudantes - Cursos Técnicos Integrados ao Ensino Médio, de 13 a 19 anos de idade; 122 Estudantes - Curso Técnico Integrado PROEJA, de 26 a 52 anos;

610 Estudantes - Cursos Técnicos Subsequentes, maiores de 16 anos; 27 Acadêmicos - Mestrado, com faixa etária entre 23 e 58 anos; 369 Acadêmicos - Ensino Superior, entre 19 e 55 anos;

66 Servidores - Docentes da Educação Básica, Técnica e Tecnológica, entre 25 e 60 anos; 27 Servidores - Docentes do Ensino Superior, entre 25 e 60 anos;

39 Servidores - Técnico-Administrativos em Educação, de 24 a 66 anos; 06 Terceirizados Fatec e 03 estagiários da Fatec, entre 20 e 40 anos; 17 Terceirizados da Sulclean, entre 25 e 50 anos;

30 Bolsistas dos Departamentos, entre 18 e 28 anos de idade. Bem como, Pró-Reitorias, Órgãos Executivos, Órgãos Suplementares, Unidades Univer-

sitárias da UFSM e o Santa Maria Tecnoparque. Assim, planejamos ações para 1.449 estudantes, 132 servidores, terceirizados e bolsistas, além de toda a comunidade universitária. Isso implica na adoção de uma postura plural, primando por assumir um posicionamento ético, sem ferir as escolhas de nenhum de nossos públicos.

34


2 NOSSOS PROPÓSITOS

2.1 GERAL Fortalecer a imagem institucional e estreitar as relações entre servidores, estudantes,

Universidade e comunidade santa-mariense.

2.2 ESPECÍFICOS - Aumentar a notoriedade da unidade de ensino, dentro e fora da Universidade, por meio das plataformas digitais institucionais e do recurso audiovisual;

- Estimular ações de responsabilidade socioambiental na Instituição, na comunidade acadêmica e nos servidores;

- Criar um canal de comunicação direta entre os departamentos, os docentes, os alunos e os egressos do CTISM, através do Facebook;

- Qualificar os eventos, promovidos pela direção, departamentos e docentes, realizados na Instituição;

- Reconhecer a importância do trabalho dos docentes e motivá-los, por meio de uma ação presencial e outra on-line;

- Reforçar o sentimento de pertencimento dos servidores e estudantes ao Colégio Técnico Industrial, através de ações presenciais e on-line.

3 AÇÕES ESTRATÉGICAS

3.1 O QUE A GENTE PENSOU EM FAZER Na busca por reduzir alguns dos problemas apresentados no diagnóstico da comunicação

do CTISM e visando a melhoria da Instituição como um todo, estruturamos nosso plano em:

ações de comunicação interna, de comunicação externa, de comunicação mista e de ações de sustentação. Essas são as atividades que permeiam todos os projetos e o dia a dia da Instituição. Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

35


Veja como ficou cada um dos projetos:

3.1.1 Manual de Comunicação Institucional do NCI O Manual de Comunicação tem o objetivo de estabelecer os fluxos de comunicação e de

informação, para a atividade de assessoria de comunicação. Busca-se garantir que, com o ingresso

de novos membros ao Núcleo de Comunicação do colégio, as diretrizes já estabelecidas sejam mantidas, visando a unidade do trabalho realizado e a continuidade das atividades. O manual

será impresso e estará sempre à disposição dos integrantes do núcleo e da direção do CTISM. Confere aí os assuntos que estarão no manual: 1. Apresentação da Instituição

2. Integrantes do NCI do CTISM 2017 3. Funções do NCI no CTISM

4. Ferramentas de Comunicação 4.1 Facebook 4.2 Site

4.3 E-mails

4.4 Boletim semanal

5. Técnicas de Relações Públicas 6. Técnicas Publicitárias 7. Técnicas Jornalística

Recursos utilizados Manual de Comunicação Institucional do NCI Descrição

Valor

Recursos Materiais

-

-

Recursos Humanos

1 RP, 1 PP, 1 JO, 1 PE

-

Recursos Financeiros

3 impressões e encadernamento

R$ 100,00

Total Fonte: Autoras 36

R$ 100,00


3.1.2 Campanha de Conscientização Ambiental No CTISM, a Coleta Seletiva foi implantada em dezembro de 2015, em parceria com a

Comissão de Planejamento Ambiental da UFSM e com o auxílio de professores da Instituição.

Neste ano, a UFSM habilitou associações e cooperativas para a coleta de resíduos, através da

Coleta Seletiva Solidária. Assim, os resíduos gerados no CTISM e nas demais unidades da UFSM estão sendo coletados por essas entidades, gerando renda.

Com o objetivo de educar a comunidade do CTISM, em relação ao descarte dos resíduos,

e sensibilizar sobre a importância de realizar a separação corretamente, será desenvolvida uma campanha na fanpage do colégio e uma ação presencial no dia do lançamento da mesma.

Essa ação prevê a colocação de móbiles pelos prédios do CTISM, a criação de uma

identidade visual para o projeto (aliado ao Projeto Coleta Seletiva Solidária da UFSM) e vídeos explicativos sobre separação de resíduos, que serão veiculados na fanpage.

Estabelecendo metas - Produção de 10 móbiles;

- Produção de 3 vídeos de até 1’30” para a fanpage; - Produção de 3 cartazes da campanha; - 1 inserção no site do CTISM.

O que a gente faz para saber se vai dar certo? A avaliação dessa ação será feita com base nos indicadores de emissão, para quantificar

o que foi produzido, nos indicadores de recepção, para mensurar o alcance e impacto da ação nos públicos e espaço na mídia, e nos indicadores de compreensão, que mostram a retenção da mensagem e mudança de comportamento.

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

37


Recursos utilizados Campanha de Conscientização Ambiental Descrição

Valor

Recursos Materiais

-

-

Recursos Humanos

1 RP, 1 PP, 1 JO

-

Recursos Financeiros

Impressão de 3 cartazes 10 móbiles

R$ 15,00 R$ 40,00

Total

R$ 55,00

Fonte: Autoras

3.1.3 Ação Dia dos Professores No dia 15 de outubro é comemorado o dia do professor, data que homenageia os pro-

fissionais que são responsáveis pelo desenvolvimento educacional do país. Os professores do

CTISM, como constatado em pesquisa, se sentem desvalorizados e desmotivados dentro da

Instituição. Ao pensar nesses dois fatores, decidimos criar um audiovisual em comemoração à data, para divulgar na fanpage.

Inicialmente iremos perguntar a alguns professores qual foi o aluno que marcou a vida

deles e o porquê, informando que esse vídeo será uma produção para o dia do estudante. Feito isso, entraremos em contato com esses estudantes ou ex-estudantes, mencionados nas falas dos professores, e mostraremos o vídeo a eles. A recíproca acontecerá à medida que esses estudantes gravarem um vídeo para o professor em questão.

Os vídeos passarão por edição e se tornarão um único produto, que será divulgado na

data comemorativa. Além disso, com objetivo de personalizar e parabenizar cada docente

da Instituição, colocaremos um donut ou sonho, embalado junto a um cartão comemorativo nominal, em cima da mesa de cada professor, antes do início da aula.

Estabelecendo metas - Entrevistar 4 professores;

- Entrevistar 4 alunos ou ex-alunos;

- Fazer a inserção do vídeo na fanpage; - Entregar 90 donuts ou sonhos;

- Entregar 90 cartões comemorativos.

38


O que a gente faz para saber se vai dar certo? A avaliação dessa ação será feita com base nos indicadores de emissão, para quantificar

o que foi produzido, e nos indicadores de recepção, para mensurar o alcance e impacto da ação nos públicos on-line e espaço na mídia.

Recursos utilizados Ação Dia do Professor Descrição

Valor

Recursos Materiais

Equipamento de audiovisual (microfone, câmera)

-

Recursos Humanos

8 entrevistados 2 RPs e 1 PP

-

Recursos Financeiros

90 donuts ou 90 sonhos Impressão de 90 cartões

Total

R$ 450,00 ou 270,00 R$ 50,00 R$ 550,00

Fonte: Autoras

3.1.4 Ação Dia dos Servidores No dia 28 de outubro é comemorado o dia do Servidor Público no Brasil. Para homena-

gear e agradecer os servidores do CTISM, vamos realizar a ação de entrega de uma plantinha

Suculenta ou um chazinho, juntamente com um cartão. Nosso objetivo com essa ação é, além de reconhecê-los pelo trabalho desenvolvido, reafirmar qual é o papel do servidor público dentro da Instituição.

Reconhecemos a indiferença de alguns servidores em relação ao trabalho, assim como

sabemos que eles, no país, não são bem vistos. Nesse sentido, buscaremos, através da entrega de uma plantinha, relembrar algumas características básicas do cargo de servidor, que estão

relacionados ao ‘ser’ e a ‘função’ da planta, além dos cuidados que ela precisa. A entrega dos mimos está prevista para acontecer na segunda-feira (29), aliada ao envio do cartão por e-mail e de um post na fanpage.

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

39


Estabelecendo metas - Entregar cerca de 100 plantinhas;

- Entregar 100 cartões comemorativos; - Fazer 1 peça gráfica para fanpage;

- Obter uma inserção no site da UFSM e CTISM.

O que a gente faz para saber se vai dar certo? A avaliação dessa ação será feita com base nos indicadores de emissão, para quantificar

o que foi produzido, e nos indicadores de recepção, para mensurar o alcance e impacto da ação nos públicos on-line e espaço na mídia.

Recursos utilizados Ação Dia do Servidor Público Descrição

Valor

Recursos Materiais

-

-

Recursos Humanos

1 PP, 2 RP, 1 JO

-

Recursos Financeiros

100 plantas Impressão de 100 cartões

R$ 500,00 R$ 50,00

Total

R$ 550,00

Fonte: Autoras

3.1.5 Ação do Dia do Estudante Os alunos são os principais sujeitos da educação. Valorizá-los é uma forma de melhorar

o seu desempenho escolar e reconhecer a sua importância. Assim, como qualquer outra data, reconhecemos que o Dia do Estudante precisa ser notado e reconhecido pela instituição, tendo em vista que os alunos são o motivo para a escola existir.

Devido a isso, desenvolveremos uma ação muito simbólica, sem que seja necessário

atrapalhar o andamento das aulas. Daremos uma maçã com adesivação e um cartão a cada aluno, parabenizando-os pelo seu dia. A ação reflete uma ideia reversa, de ser sempre o professor

a receber a fruta do saber. A ação prevê, além da intervenção presencial, uma ação na fanpage.

40


De acordo com o planejado, serão colocadas uma maçã em cada classe da sala, antes

do início das aulas, juntamente com o cartão. No quadro colocaremos mensagem em alusão ao sentido da ação com a maçã e faremos o registro com cobertura fotográfica.

Estabelecendo metas - Distribuir 1000 maçãs;

- Entregar 1000 cartões comemorativos; - Fazer duas inserções na fanpage.

O que a gente faz para saber se vai dar certo? A avaliação dessa ação será feita com base nos indicadores de emissão, para quantificar

o que foi produzido, e nos indicadores de recepção, para mensurar as curtidas e o engajamento do público com a publicação da cobertura da ação na fanpage.

Recursos utilizados Ação Dia do Estudante Descrição

Valor

Recursos Materiais

Câmera fotográfica

-

Recursos Humanos

2 RPs

-

Recursos Financeiros

1000 maçãs Impressão de 1000 cartões

R$ 500,00 R$ 30,00

Total

R$ 530,00

Fonte: Autoras

3.1.6 Vídeo Institucional “Jornada do CTISM” “Os vídeos institucionais funcionam com força e precisão para multiplicar conceitos e

discursos corporativos, pois reproduzem a fala e a imagem de formadores de opinião” (ARGENTI,

2006, p. 180)1. Nesse sentido, buscamos produzir um material capaz de apresentar a Instituição, ARGENTI, Paul A. Comunicação empresarial: a construção da identidade, imagem e reputação. 4 ed. Rio de Janeiro: CAMPUS, 2006. p. 172-192. 1

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

41


de forma rápida, em todos os eventos realizados, ou em eventos que ela esteja participando, representando todas áreas de ensino que a compõe, suas instalações e as atividades realizadas pelos estudantes.

O diferencial do audiovisual é o desejo de pertença que ele pode promover em relação

ao contexto que está sendo exibido. Para isso, utilizando-se da missão de promover a educação profissional, desenvolvendo conhecimento humano e tecnológico, pretendemos possibilitar a

participação dos estudantes do CTISM no processo de construção desse material, bem como estimular o sentimento de pertencimento ao colégio.

O vídeo institucional será veiculado nas televisões internas do colégio, na fanpage, site

do colégio e da UFSM, além de eventos representativos fora da UFSM. Será feita uma ação de lançamento, prevista para novembro.

Estabelecendo metas - Alcançar 3 mil visualizações no Facebook; - Obter 40 compartilhamentos na fanpage;

- Conseguir 1 inserção nas mídias da UFSM.

O que a gente faz para saber se vai dar certo? A avaliação dessa ação será feita com base nos indicadores de emissão, para quantificar

o que foi produzido, nos indicadores de recepção, para mensurar o alcance e impacto da ação nos públicos e espaço na mídia, e nos indicadores de compreensão avaliados, através dos comentários on-line e off-line em relação ao vídeo.

Recursos utilizados Vídeo Institucional “Jornada do CTISM” Descrição

Valor

Recursos Materiais

Equipamento audiovisual Materiais grife UFSM Materiais almoxarifado

-

Recursos Humanos

1 câmera, 1 diretor, 1 assistente de câmera, 2 making of, 1 assistente de produção, 1 diretor de arte

-

Recursos Financeiros

-

-

Total 42

Fonte: Autoras

-


3.1.7 Gestão de Mídias Digitais O gerenciamento correto das mídias digitais é extremamente importante para dar

notoriedade a marca CTISM, e isso deve ser feito de forma planejada e estratégica. Existem três canais de relacionamento da Instituição com os stakeholders: a fanpage, o site e o boletim

semanal, através do e-mail.

Na busca por manter a Instituição presente na rede, essas plataformas serão alimentadas

semanalmente com conteúdo relevante para os públicos da Instituição. Para isso, será feito

um plano de mídia para Facebook, que prevê a categorização dos posts por tags, e um plano básico para o site sobre as campanhas que serão veiculadas, tendo em vista que o planejamento

das notícias fica sob responsabilidade do jornalista. A ação iniciará no mês de maio, com a padronização da identidade visual da fanpage, e terá término no mês de dezembro de 2017.

Estabelecendo metas - Informar 70% das atividades realizadas no CTISM para os servidores e estudantes; - Criar 5 tags de conteúdo;

- Calendarizar 100% das datas históricas e comemorativas previstas no plano de mídia; - Aumentar o número de curtidas da fanpage em 20%, até novembro de 2017;

- Ampliar a geração de conteúdo para entre 3 e 6 postagens semanais na fanpage.

O que a gente faz para saber se vai dar certo? A avaliação dessa ação será feita com base nos indicadores de emissão, para quantificar

o que foi produzido, nos indicadores de recepção, através do monitoramento da fanpage, para

mensurar o alcance e impacto da ação nos públicos e espaço na mídia, e nos indicadores de

compreensão, avaliados através do engajamento presencial nas atividades divulgadas, além dos comentários on-line, em relação ao conteúdo publicado.

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

43


Recursos utilizados Gestão de Mídias Digitais Descrição

Valor

Recursos Materiais

-

-

Recursos Humanos

2 RPs, 1 PP

-

Recursos Financeiros

-

-

Total

-

Fonte: Autoras

3.1.8 Grupo de ex-alunos e servidores do CTISM Não há dúvida de que o Facebook é uma excelente plataforma de comunicação, devido

aos milhares de pessoas que acessam a plataforma diariamente. No CTISM, o número de usuários da plataforma também é grande, cerca de 81,8% dos servidores e 72,8% dos estudantes.

Dessa forma, visando manter um contato mais direto, informal e rápido com os ex-estudantes do colégio, ativaremos um grupo no Facebook para que a comunidade do CTISM possa, cada vez mais, ter informações.

Atualmente, existe um grupo no Facebook com cerca de 630 ex-alunos do CTISM,

que está sendo administrado pelo professor José Abílio de Freitas. Entretanto, o grupo não é

movimentado ou atualizado. Assim, buscando estreitar os laços com a comunidade egressa

do colégio, objetivamos reativar esse grupo, para manter os membros, e acrescentar mais estudantes do colégio.

A fanpage do CTISM será a moderadora do grupo, criando algumas regras de convivência,

para que o objetivo do grupo não se perca. Assim, não serão permitidas divulgações que não

sejam de oportunidades, de desenvolvimento educacional ou profissional, nem piadas ou brincadeiras. Com esse grupo, queremos criar um canal direto para esclarecer dúvidas imediatas

sobre as aulas, avisos em geral, oportunidades de estágios e eventos de interesse dos públicos do grupo. Por meio disso, mostraremos que a Instituição está preocupada em fornecer informações de qualidade e imediatas, além de aproximar os estudantes do mercado de trabalho.

44


Estabelecendo metas - Adicionar ao grupo 50% dos ex-alunos do CTISM, e os alunos dos anos finais; - Aumentar a publicação de oportunidades, entre 2 e 4 posts quinzenais.

O que a gente faz para saber se vai dar certo? A avaliação dessa ação será feita com base nos indicadores de emissão, para quantificar

o que foi produzido, e nos indicadores de recepção, através do monitoramento do grupo, para

mensurar o engajamento do público, de acordo com os comentários, reações e compartilhamentos.

Recursos utilizados Grupo de Ex-alunos e Servidores do CTISM Descrição

Valor

Recursos Materiais

-

-

Recursos Humanos

2 RPs, 1 PP

-

Recursos Financeiros

-

-

Total

-

Fonte: Autoras

3.1.9 Campanha de Divulgação dos Cursos Muitos estudantes do colégio carecem de informações sobre o seu próprio curso. Con-

forme pesquisa realizada, 33,8% afirmam querer saber mais sobre o que cada curso do CTISM

faz. Com isso, realizaremos uma campanha de divulgação dos cursos do colégio, voltada para o processo seletivo, que acontece em dezembro.

A campanha irá acontecer na fanpage do colégio, aliada a uma notícia por semana, que

irá para o site, sobre determinado curso. O objetivo é criar personas para falar sobre a área de atuação e de estudo de cada curso, nas peças gráficas, e trazer depoimentos de profissionais

da área, nas matérias do site. Essa campanha está prevista para iniciar no dia 11 de setembro,

quando serão abertas as inscrições para o processo seletivo, e encerrará no dia 4 de novembro, dias antes das inscrições terem sido encerradas.

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

45


Estabelecendo metas - Realizar 8 inserções na fanpage.

O que a gente faz para saber se vai dar certo? Esta ação será avaliada com base nos indicadores de emissão, para quantificar o que foi

produzido, e nos indicadores de recepção, para mensurar o número de comentários, curtidas, reações e compartilhamentos.

Recursos utilizados Campanha de Divulgação dos Cursos Descrição

Valor

Recursos Materiais

-

-

Recursos Humanos

2 RPs, 1 PP

-

Recursos Financeiros

-

-

Total

-

Fonte: Autoras

3.1.10 Descubra UFSM O Descubra UFSM é um evento anual, realizado pela Coperves, que tem como objetivo

apresentar aos estudantes de outras instituições quais oportunidades a UFSM oferece, através

da apresentação dos cursos, de forma dinâmica, para os estudantes de ensino médio e fun-

damental. Dessa forma, o NCI irá assessorar o Departamento de Ensino no planejamento dos espaços multidisciplinares, que serão ocupados pelo CTISM no evento.

Para isso, buscaremos estruturar os estandes e os projetos que irão para o Descubra,

de forma que agreguem os conhecimentos advindos da ciência e tecnologia e possibilitem a interação da comunidade universitária com a comunidade externa.

Ao visarmos a organização do evento, que neste ano acontece nos dias 14, 15 e 16 de

outubro, iremos organizar uma escala de participação e de atividades, com os horários em que os professores e os alunos se dispuserem a estarem presentes, para que o estande não fique

sozinho e sem atividade. Nosso objetivo é criar um espaço para que a comunidade externa interaja com o CTISM, através de um espaço para fotos, da intervenção de projetos como 46


Gaudérios Bootz, EcoAgille, EcoCTISM, entre outros. Além de disponibilizar uma ilha com

computador, para as inscrições no processo seletivo do CTISM, que estará com as inscrições

abertas, e uma ilha de jogos, de acordo com os disponíveis no http://www.ctism.ufsm.br/ alunos/objetos-de-aprendizagem.

Estabelecendo metas - Produzir 1 painel backdrop temático; - Tematizar o estande (decoração);

- Disponibilizar 1 computador para as inscrições no processo seletivo; - Criar uma ilha de jogos com 2 tvs e puffs;

- Criar um ambiente lounge com balas, café e chá.

O que a gente faz para saber se vai dar certo? A avaliação dessa ação será feita com base nos indicadores de emissão, para quantificar

o que foi produzido, e nos indicadores de recepção, para mensurar o número de público que esteve no estande, o número de participantes nas atividades e a repercussão nas redes sociais, através do monitoramento das tags disponibilizadas no evento.

Recursos utilizados Descubra UFSM Descrição

Valor

Recursos Materiais

Decoração 2 Tvs Puffs e bancos Computador

R$ 50,00

Recursos Humanos

2 RPs

-

Recursos Financeiros

Painel backdrop Balas Café e chá

R$ 260,00 R$ 50,00 R$ 50,00

Total

R$ 410,00

Fonte: Autoras

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

47


3.2 ATIVIDADES DE SUSTENTAÇÃO Para garantir a execução e continuidade das ações, que serão realizadas pela assessoria de

comunicação, destacamos que algumas atividades precisam acontecer diariamente ou em períodos contínuos, diferentemente do que acontece com os projetos.

Para isso, realizamos a atualização do mailing-list, do público do CTISM, semestralmente, e

a criação de um mailing geral, com as entidades das cidade, imprensa e unidades representativas da UFSM. Realiza-se também o envio do cartão de aniversário para todos os servidores do colégio, via e-mail.

Para que a cultura de comunicação interna ganhe força, realizamos semanalmente o disparo

de um Boletim Informativo, com o resumo dos principais acontecimentos da semana. O boletim é enviado para os servidores, bolsistas e terceirizados Fatec.

A assessoria também é responsável por auxiliar na organização e divulgação dos eventos insti-

tucionais, sempre que for solicitada ajuda. Do mesmo modo, fica sob sua responsabilidade a clipagem

de tudo o que sai na mídia, principalmente o que representar um ganho de imagem para a Instituição. Além disso, envia comunicados, recebe e responde dúvidas, e divulga os eventos, tudo via e-mail.

3.3 CRONOGRAMA E quando a gente vai fazer isso? Veja como organizamos:

Cronograma de Ações Ações Diagnóstico

Mar

Abr

Mai

Jun

X

X

X

X

Manual de Comunicação Institucional do NCI

X

Jul

Ago

X

X

Campanha de Conscientização Ambiental Vídeo Institucional “Jornada do CTISM”

X

Grupo de Ex-alunos e Servidores do CTISM

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X

X X

Descubra UFSM Ação Dia do Estudante

X

Ação Dia do Servidor Público

X

Ação Dia do Professor

X

Fonte: Autoras 48

Out

X

Campanha de Divulgação dos Cursos Gestão de Mídias Digitais

Set

Nov

Dez

X

X


“A comunicação pode colaborar com o desenvolvimento de ações voltadas aos

diferentes públicos, visando informar, esclarecer, aproximar e integrar, para que seja estabelecido um elo entre estes e a organização, por meio de uma política de diálogo

e transparência que cria a sinergia necessária para que as práticas comunicacionais sejam incorporadas como fundamentais para todos os cidadãos.”

Autor Desconhecido

Planejamento

de

Comunicação

Colégio Técnico Industrial - CTISM/UFSM

49


Colégio Técnico Industrial de Santa Maria Prédio 5, Campus da UFSM – Bairro Camobi CEP 97105-900 – Santa Maria - RS Fones: 55 3220 8044 | 3220 9540 www.ufsm.br/ctism 50

Planejamento de Comunicação do Colégio Técnico Industrial  

Plano de Comunicação desenvolvido pelo Núcleo de Comunicação Institucional

Advertisement