Page 1

ANO XIV Nº 166 FEVEREIRO 2010

Publicação do Centro de Tecnologia em Administração Funerária Órgão Oficial de Divulgação do Setor Funerário Nacional

HAITI SEM VIDA E SEM ALMA Tragédia no país precipita enterro de vítimas sem identificação e sem ritos fúnebres

Leia também TANAPROXIA:

Agente funerário que atua em Portugal faz curso oferecido pelo CTAF.

TANEXPO2010:

Uma das maiores feiras funerárias da Europa, acontece em março na Itália.


Os treinamentos de sucesso em 2009 também serão oferecidos em 2010. Agende-se! EXCELÊNCIA NO ATENDIMENTO Data: 24/02/2010; Horário: das 09h às 18h30; Local: ABREDIF - São Paulo

CERIMONIAL: CELEBRAÇÃO DA VIDA Data: 25/02/2010; Horário: das 09h às 18h30; Local: ABREDIF - São Paulo

TÉCNICAS DE VENDAS EM PLANOS FUNERÁRIOS Data: 26/02/2010; Horário: das 09h às 18h30; Local: ABREDIF - São Paulo

TEÓRICO-PRÁTICO EM TANATOPRAXIA Data: 10 a 14/03/2010; Local: Campinas-SP

RECONSTITUIÇÃO FACIAL Data: 15/03/2010; Local: ABREDIF - São Paulo

INFORMAÇÕES E INSCRIÇÕES (14) 3882.0595 www.funerarianet.com.br


Tanatopraxia

criar o Uma ótima oportunidade para empresa! diferencial que faltava em sua Curs o de Exte nsão Univ ersit ária, Teór ico-P rátic o de Tanatopraxia, ministrado em parceria com o Instituto de Biociências da unesp - universidade estadual paulista. Durante o curso são abordados: • Anatomia dos Sistemas Esquelético, muscular, respiratório e digestório; • Anatomia dos Sistemas circulatórios e nervoso; • Dissecação das artérias e veias das regiões mais utilizadas para injeção e drenagem.

Local:

Campinas-SP

Próxima Turma De 10 a 14 de março

: S A D A IT IM L S A VAG ões:

Aproveite Por + R$ 270,00

Faça o curso de R

econstituição Fac

scriç Informações e In (14)

3882.0595

Realização:

m.br

et.co www.funerarian

DF FEVEREIRO2010

ial

3


Sumário Ano XIII Nº 165 JANEIRO 2010

EDITORIAL

5

ABREDIF

12

Denúncia de Sonegação leva polícia a investigar funerárias do Rio de Janeiro.

DESENVOLVIMENTO

21

CAPA

18

Agente Funerário que atua em Portugal faz curso de Tanatopraxia oferecido pelo CTAF

Tragédia no HAITI precipita enterro

MUNDO

22

de vítimas sem identificação ou a

Tanexpo 2010: ainda é possível programar visita para uma das maiores feiras funerárias da Europa, que acontece em março na Itália

realização dos rituais fúnebres

Nesta edição Novidades em produtos e serviços que aliam o moderno e o tradicional são atrações da TANEXPO2010.

• Clipping.......................................... 07 • Cartas............................................ 09 • Sefesp............................................ 10 • Abredif........................................... 12 • Marketing....................................... 15 • Luto............................................... 16 • Funeral Shopping......................... 25 • Legislação..................................... 28 • Humor&Tal.................................... 32

DF FEVEREIRO2010

4


Editorial SOLANGE SERAFIM

Em fevereiro começa de verdade o ano novo Já estamos em 2010 e a categoria mantém-se na expectativa das mudanças no mercado, provocadas pela provável regulamentação do microsseguro ainda no primeiro semestre deste ano. A mobilização foi decisiva e rendeu resultados positivos frente ao cenário que se desenhava no final de 2009. Foi possível que os anseios e a realidade do setor fosseM ouvidos pelos membros que conduzem a implantação do microsseguro no país. No entanto, isso foi só o primeiro round. Ainda é necessária a união e, cada vez mais imprescindível as reuniões e discussões em torno do futuro do negócio. E para quem não perde nenhuma oportunidade de ficar atualizado, a Tanexpo 2010 - Feira Funerária de Bologna - Itália, uma das maiores da Europa, acontece em março, entre os dias 26 e 28. Nesta edição da Revista Diretor Funerário temos uma matéria sobre o evento que sempre reúne brasileiros, ou em visitas avulsas ou em grupos formados pelo CTAF (2002 e 2006). Mas não se enganem os Diretores Funerários que imaginam que tudo lá fora é melhor ou mais avançado que no Brasil. Nosso país tem uma excelente tradição no setor funerário e os cursos do CTAF - Centro de Tecnologia em Administração Funerária também. Em dezembro o curso de Tanatopraxia oferecido pelo CTAF recebeu um agente funerário que atua em uma empresa portuguesa, da capital Lisboa. Participante de outros cursos na Europa, André Bart elogiou o ministrado por aqui. “Foi um excelente investimento. O curso é prático e realmente prepara para a aplicação da técnica”, afirmou. Bart foi um dos 16 alunos do curso realizado em Campinas em dezembro de 2009 e disse que além da qualidade, o curso também é um ótimo investimento em relação aos similares europeus, em média € 400,00 mais barato, mesmo tendo que viajar e se hospedar no Brasil. A Diretor Funerário não podia deixar de falar sobre a tragédia no Haiti. As muitas coberturas realizadas pela imprensa de todo o planeta nos mostraram a dimensão da situação, mas nós procuramos retratar um pouco da situação funerária. O sepultamento das vítimas passou a ser prioridade para evitar que outras doenças se proliferassem em decorrência dos corpos em decomposição a céu aberto. O enterro em vala comum, a única alternativa, feriu as tradições religiosas e culturais dos Haitianos, que - adeptos da crença vodu - valorizam demais os ritos fúnebres e o sepultamento individual. E depois de uma tragédia o que mais sobra para se apegar, se não a fé? Fé e crença também estão no artigo da seção Luto desta edição. O tema central, um provável final dos tempos, previsto por várias civilizações antigas e até por Nostradamus para 2012, fala sobre o MEDO da morte. O sentimento é o motor das ações da humanidade. O artigo ainda nos leva a reflexão:”quem tem medo da morte não vive”. Para arrematar, Diretores e agentes funerários devem ficar atentos às matérias nas páginas de SEFESP e ABREDIF. A primeira fala sobre a condição de gerente e suas implicações trabalhistas. O assunto atrapalhou algumas empresas funerárias do Estado de São Paulo, que enfrentaram ações na justiça por conta da falta de informação. A matéria da ABREDIF é um alerta. Empresários do setor funerário no Rio de Janeiro foram presos por sonegação. Entender e prestar atenção na correta escrituração fiscal e contábil é, neste momento, prioridade para o setor. Para Fevereiro é isso. Um bom feriado de Carnaval e muito pique para o verdadeiro início do ano. Prestem atenção nas datas dos cursos de Excelência no Atendimento; Cerimonial e Técnicas de Vendas, oferecidos pelo CTAF no final de fevereiro e nos de Tanatopraxia e Reconstituição Facial, marcados para o início de março. Agendem-se e não percam suas vagas! Um grande abraço! A Redação DF FEVEREIRO2010

5


Expediente

Diretor Executivo

Conselho Editorial

Conselho Editorial

Lourival Antonio Panhozzi lori@sistemaprever.com.br

Mario Fernando Berlingieri marinhob@hotmail.com

Ilso Sanchez Parra lutopaulista@uol.com.br

Diretora Administrativa

Departamento Financeiro

Redação

Dulce Cristina C. Nascimento dulce@ctaf.com.br

Ana Paula Delmanto paula@ctaf.com.br

Solange Serafim solange@ctaf.com.br

Projeto Gráfico, DTP, Marketing e Publicidade

Assinaturas, Depto. Comercial e Treinamento

Colaboradores

Henrique Teixeira henrique@ctaf.com.br

Leandro da Silva Jerônimo leandro@ctaf.com.br

CARTA AO LEITOR

Maria José Bueno Rocha Taísa Berlingieri

SERVIÇOS

Faleceu o Diretor Funerário Hélio Chagas Silva Noticiamos com pesar o falecimento do Diretor Funerário HELIO CHAGAS SILVA, proprietário da Assistência Póstuma Izabelense, da cidade de Santa Izabel-PA. Hélio tinha 55 anos e foi vítima de parada cardio-respiratória, vindo a falecer no dia 01 de novembro de 2009. Diretor Funerário há mais de 26 anos, Hélio prosperou na última década, investindo na modernização dos serviços oferecidos à população de Santa Izabel e outras 3 cidades da região, onde atendia mais de 5 mil associados. Encontrou no CTAF e na Revista Diretor Funerário amparo e informações para o próprio crescimento. Deixou a mulher, Maria Helena, os filhos Cinthia, Shirley, Kleber e Jairo, e os netos Brenda, Álvaro, Kaio e Camili. A viúva, Maria Helena, assumiu a direção da empresa.

Assinaturas Impressas: Para novas assinaturas. Disque para fone/fax: (55) (14) 3882-0595, envie pedido pelo correio para: Rua Dr. Rodrigues do Lago, 464 CEP 18602-091 - Botucatu - SP - Brasil, e-mail para assinatura@ctaf.com.br Atendimento ao assinante: Fone/fax: (55) (14) 3882-0595 Rua Dr. Rodrigues do Lago, 464 CEP 18602-091 - Botucatu - SP - Brasil e-mail: atendimento@ctaf.com.br Na internet acesse: www.funerarianet.com.br Para anunciar: (55) (14) 3882-0595 Redação: (55) (14) 3882-0595 e-mail: revista@ctaf.com.br Jornalista Responsável Solange Serafim - Mtb - 23.860 Impressão: JOARTE - jorgedj@joarte.com.br

Toda a família presta através desta uma homenagem ao marido, pai, avô e empresário Hélio. Nossas homenagens A Redação DF FEVEREIRO2010

6

A Revista Diretor Funerário é uma publicação mensal do Centro de Tecnologia em Administração Funerária, órgão oficial de divulgação do Setor Funerário Nacional. A publicação não se responsabiliza pelas opiniões e conceitos emitidos em artigos assinados e em anúncios publicitários.


Clipping Urnas funerárias para mortos brasileiros no Haiti são nacionais As urnas funerárias utilizadas para traslado e sepultamento dos brasileiros mortos no terremoto do Haiti, em 12/01, são fabricadas no país. Um avião da FAB (Força Aérea Brasileira) decolou da base aérea do Galeão levando 18 urnas funerárias para o Haiti. O embaixador Antonio Patriota e outros 30 passageiros também estavam no voo. Além disso, o avião levará 5,3 toneladas de medicamentos, 3,1 toneladas de mantimentos, 8,8 toneladas de fardas e roupas de cama, e 20 barracas, num total de cerca de 20 toneladas. O número de mortos brasileiros na tragédia, no entanto, já superava 20 pessoas, ainda na segunda semana após o terremoto. E-band.com.br, Janeiro/2010

Agências funerárias escapam à crise, pelo menos na Europa Novos serviços como cerimónias no mar ou a transformação de cinzas em diamantes são trunfos para escapar à crise. A Servilusa obteve, em 2009, um lucro de 7,1 milhões de euros e arrecadou 23,3 milhões de euros em volume de vendas. Contas feitas, esta agência funerária aumentou o EBITDA (resultados antes de juros, impostos, depreciações e amortizações) em 41% face a 2008, tendo realizado 5.160 cerimónias fúnebres. Resultados que contrariam o ciclo empresarial num ano devastado pela crise financeira. O segredo é só um: “Inovamos os nossos serviços. Novos produtos, como música na igreja e no cemitério, urnas mais modernas, serviços de catering à medida das exigências”, foram alguns dos trunfos utilizados por esta empresa, como explicou à Agência Financeira o diretor geral da Servilusa, António Balha e Melo. Além disso, a Servilusa apostou em serviços fora do comum. Um deles é a realização de uma cerimónia a bordo de um barco e onde as cinzas são aspergidas no mar. “Depois é entregue às pessoas um cartão com localização GPS para fazerem homenagens futuras”, contou Balha e Melo. Este serviço existe desde 2009 e custa cerca de 400 euros. Ao mesmo tempo, esta agência também é capaz de extrair carbono do cabelo ou cinzas e, transformá-lo em diamante, avaliado em 1.200 euros, ou vender o “pote ecológico”, que permite semear as cinzas e plantar uma árvore.

Radialista doa carroça de burro para substituir rabecão do IML de Arapiraca Um protesto irreverente mobilizou uma grande multidão que acompanhou, no dia 9 de janeiro, a saída de uma carroça de burro da porta da Gazeta FM para ser entregue, pelo radialista Alves Correia, no IML de Arapiraca-AL. Apelidada de “Burrecão”, a carroça, que levava um caixão, passou por ruas centrais da cidade, chamando a atenção da população. O movimento inusitado gerou uma campanha no programa de Alves, levado ao ar diariamente das cinco às nove da manhã, com a finalidade de protestar contra a falta de um veículo especializado no transporte de cadáveres para o IML. “O rabecão está quebrado há vários dias e ninguém toma providência. É uma falta de respeito aos moradores de pelo menos 50 cidades da região”, desabafou Alves, que conseguiu arrecadar mais de R$ 1.600,00 junto aos ouvintes para comprar a carroça em substituição ao veículo, que já estava sendo consertado em uma oficina de Maceió. O próprio Alves Correia fez questão subir na carroça e ficou ao lado de um caixão, também comprado com dinheiro arrecadado na campanha. O diretor do IML não estava no local e alguns funcionários, mesmo emburrados, tiveram que receber o “presente” doado pela população arapiraquense. O transporte de cadáveres estava sendo feito com ajuda dos proprietários de Casas Funerárias. “Se não fosse a ajuda deles a situação seria bem pior”, finalizou o radialista. Jornal Extra - Alagoas janeiro/2010

Enterro grátis para quem beber, dirigir e morrer Uma funerária da Geórgia -EUA, ofereceu um contrato inusitado: quem morrer dirigindo bêbado ou sobre efeito de drogas na noite do réveillon teria o enterro gratuito! Os serviços que a McGuire, Jennings and Miller Funeral Home ofereceu aos seus prováveis clientes incluiriam urna, cova, limousine e preparação dos restos mortais. Mas a funerária não queria de fato cumprir a promoção e sim aproveitar a ocasião para alertar para os perigos da direção de um veículo em situações extremas provocadas por álcool e drogas.

Até 2011, a Servilusa quer adquirir entre 14 a 16 agências do setor, além de abrir lojas e aumentar o número de funcionários. Atualmente, esta empresa conta com 303 contratados e 53 lojas em Portugal. Naquele país existem cerca de 1.500 agências funerárias e registam-se 103 mil óbitos por ano. Agencia Financeira On Line - Portugal janeiro/2010 DF FEVEREIRO2010

Blog Dezembro/2009

NOTA:

O Clipping é uma coletânea de notícias do setor funerário publicadas nos jornais de todo o país. Ele é um painel do que está acontecendo no setor e chega para a Diretor Funerário através de um serviço especializado que rastreia tudo o que é publicado na imprensa. A redação apenas transcreve a notícia, dando os créditos dos órgãos de imprensa onde foram primeiramente veiculadas e a data. Não são reportagens realizadas pela redação da Diretor Funerário. 7


Registro

FEVEREIRO

01/02 01/02 01/02 01/02 02/02 02/02 02/02 03/02 03/02 03/02 04/02 05/02 05/02 06/02 06/02 06/02 07/02 07/02 08/02 08/02 08/02 08/02 09/02 09/02 10/02 11/02 11/02 11/02 11/02 11/02 12/02 12/02 13/02 13/02

Anderson J. Nascimento........................................ Pitanga-PR Epaminondas Moreira.........................................Guiratinga-MT Evaldo Fernandes...................................... Barra do Bugre-MT Roosevelt Juvêncio...................................................Lavínia-SP José Mauro Souza Moreira...............................Itapetininga-BA Josefina Partata.................................................. Palmeiras-GO Renato Cezar Martins.......................................... Boa Vista-RR Braz Leite Rezende........................................Alto Araguaia-MT Junior da Silva Moraes................... Santa Cruz Capibaribe-PE Valmir Zirke.........................................................Guabiruba-SC Antonio Francisco Nunes.........................................Atibaia-SP Antonio Carlos Silva Freitas.....................Caçapava do Sul-RS Carlos Konorath Heldt................................... Cachoeirinha-RS Ana Paula Callegali............................... Pindamonhangaba-SP Cláudia Lima Ferreira Gonçalves......................Bebedouro-SP José Luis Targino de Moura.....................................Itambé-PE Bernardo Souza Theodoro........................................Lages-SC Karen Aline Batista...........................................Porto Alegre-RS José Nemigno C. Neto..................... São Sebastião Passe-BA Marni Ferreira Mesquita.....................................Itapuranga-GO Sérgio de Castro................................................ Monte Alto-SP Tatiane Arruda Gesualdi.................................................. Itaí-SP Claudio da Silva Ribeiro................................ Correia Pinto-SC Graziela Bitencourt Santana................................... Peabiru-PR Marcelo Marcondes Silveira................................ Cabreúva-SP Anderson Batista Moreira........................................Corupá-SC Benedita Beatriz da Purificação.........................Porto Feliz-SP Eitmar Lorenzete................................................. Panorama-SP Elenice O. Silva Filipini............................................. Fartura-SP Milton Budini................................... Ferraz de Vasconcelos-SP Carlos Magno Alves dos Reis.............................. Mesquita-RJ Vitoria Marques Rodrigues................................ São Tiago-MG Elizabete Mezanino................................. Mirassol D’Oeste-MT João Manica.......................................Peixoto de Azevedo-MT

13/02 13/02 14/02 14/02 14/02 15/02 15/02 15/02 16/02 16/02 16/02 17/02 17/02 18/02 18/02 18/02 18/02 20/02 20/02 21/02 21/02 22/02 23/02 23/02 24/02 24/02 24/02 24/02 26/02 27/02 27/02 28/02 28/02

Lydia Pinho Cerbatian...........................................Miranda-MS Rubens Pereira Junior.......................................... Mineiros-GO Ângela Maria da Cunha Silva................... Bom Despacho-MG Anne Karolini Souza............................................. Ji Paraná-RO Luiz Alberto de Sousa.............................................. Floriano-PI Gunilda M. Borges.................................... Barra do Ribeiro-RS Paulo Sérgio Rodrigues.................................. Três Pontas-MG Vilmar Xavier dos Santos.................................Porto Alegre-RS José Lineu Cravo Roxo..................................Embú Guaçú-SP Luzinete Miguel M. Filha Rodrigues.................. São Tiago-MG Silvio Luis......................................................... Jardinópolis-SP Gilmar Pereira Fernandes................................... Rio Verde-GO Nilson de Azevedo.............................. União dos Palmares-AL Antonio Evangelista Sobrinho..............................Fortaleza-CE Leni Maria Sturmer...............................................Chapecó-SC Maria Alice de Moura............................................ Diadema-SP Niedja Alves Pereira............................................... Milagres-CE Darci Mathias...................................................Porto Alegre-RS Maria Klein..........................................................Concórdia-SC Carlos Nilson Bueno..........................................Mogi Mirim-SP Sebastião Alpheu de Souza Feitosa............... São Mateus-ES Dirceu Pedro da Silva........................................Borborema-SP Ivone O. Silva Filipini................................................ Fartura-SP Marlene Rutz.................................................. Pedro Osório-RS Afonso Henrique Arruda Gesualdi.................................. Itaí-SP José Rodrigues Fonseca......................................... Balsas-MA Marco Aurélio Arantes..............................................Franca-SP Rafael Darius Staedele....................................... Blumenau-SC Amilton Machado Filho.................................Rio de Janeiro-RJ Jose Otavio Ramos.............................................. Nioaque-MS Vera Lúcia Vasconcelos de Lima Nobre........Pirassununga-SP Luiz Carlos Tomaz........................... Santa Rosa do Viterbo-SP Sérgio Ribeiro Dias................................................Pinheiro-MA

MARÇO

Agora, você assinante, também tem seu espaço para comemorar seu aniversário. E , desde já, desejamos a todos os nossos votos de feliz aniversário.

01/03 03/03 03/03 03/03 03/03 04/03 04/03 05/03 06/03 06/03 07/03 07/03 08/03 08/03 09/03 10/03 10/03 10/03 11/03 11/03 11/03 11/03 12/03 12/03 12/03 13/03 13/03 13/03 13/03 14/03 15/03 15/03 16/03

Pedro Paulo de Carvalho................................................Itaí-SP Ezequiel Jose Cooper.............................................Curitiba-PR Fabiano Imperial.................................................. Cambará-PR Jones Ravasi......................................................... Milão – Itália Regiane dos Santos...................... Vargem Grande do Sul-SP Adriano Nagano.........................................................Bauru-SP Luiz Antonio Gonçalves Engrazia................... Porto Alegre-RS Adair Alves do Nascimento.............................. Ariquemes-RO Edson Petry........................................................ Rio Pardo-RS Kenner Grings..................................................Cunha Porã-SC Elson Antonio de Melo.............. São Gonçalo do Sapucaí-MG Patricia Mayer............................................... Ponta Grossa-PR Cassius Lineu Cravo Roxo............................ Embu Guaçú-SP Maria Edir Martins...............................................Rio Verde-GO Silmara Tarsitano de Campos...........................Catanduva-SP Dimar Eustáquio Barcelos....................................Barreiras-BA Tais Travessoni Martins Pires............................ Borborema-SP Valmir Gustavo Zirke.......................................... Guabiruba-SC Alessandro Munhoz Neri.......................Bala V. do Paraíso-PR Claudio Brac.........................................Mirassol Do Oeste-MT Cornelia Maria Marcondes Lemos......................... Guapé-MG Marielza Cristina Tomaz..................Santa Rosa do Viterbo-SP Jair Machado............................................Barra do Ribeiro-RS Marcelo Silvestre Dayrell.......................................Curvelo-MG Rodrigo Jose Bazeth Schittini.......................... Miradouro-MG Dilermando Modesto Teixeira...................................Arcos-MG Gilberto Queiroz....................................................... Capela-AL Jorge Luis Petroneri.......................................... São Carlos-SP Maria Eduarda Gandolfi Leme........................................Itaí-SP Pedro Faria Junior........................................................Tatuí-SP Guilherme Davi Alves Cabral................................ Milagres-CE Jose Barbosa Nunes................................Patos de Minas-MG Manoel Geraldo Lages...............................Novo Cruzeiro-MG

17/03 17/03 18/03 18/03 18/03 18/03 19/03 19/03 20/03 20/03 21/03 22/03 23/03 24/03 24/03 24/03 24/03 25/03 25/03 25/03 25/03 26/03 26/03 26/03 27/03 27/03 29/03 29/03 29/03 29/03 30/03 31/03

José Antonio Pereira....................................... Mangaratiba-RJ Ricardo de Santis..........................................Morro Agudo-SP Adriano José Bochnia................................... Ponta Grossa-PR Aparecida Cad............................................... Tupaciguara-MG Gustavo Vaz de Oliveira........................... Barra do Garças-MT Sebastião Ribeiro da Silva................. Presidente Prudente-SP Alessandro Caldato................ Santo Antonio Descoberto-GO Pedro Henrique Garcia...........................................Lajinha-MG Elias do Carmo Souza.........................................Ji Parana-RO Olmar Zottas........................................................Soledade-RS Gilberto Luis Gomes................................................ Bastos-SP Marcio Roberto Dourado.................................... Redenção-PA Jacel Pereira da Silva....................................... Ariquemes-RO Danilo Lima Santana.......................................Pilão Arcado-BA Fabio Simas Brandão............................................... Niterói-RJ Ivani Rodrigues.................................................. Promissão-SP José Ataíde Cândido Pinto................. Cacimba de Dentro-PB Ana Laura Ribeiro Marçal................................Alto Taquari-MT Edwardes Cezar Santana........................ Dores do Indaiá-MG Janilde Cardoso dos Santos................................. Altamira-PA Orestes Carlos S. de Carvalho...........São Caetano do Sul-SP Jose Lazaro Cad............................................ Tupaciguara-MG Marcos Aurélio Cardoso.................... Presidente Prudente-SP Nelci Diniz Marçal............................................Alto Taquari-MT José Miranda Chaves....................................... Rio Casca-MG Simone Cristina do Nascimento........................ Americana-SP Camilo de Lelis Amorin...................................Cataguases-MG Gilmar Pereira da Silva............................................Brasília-DF Roberto Carlos Garcia............................................Lajinha-MG Sidnei Braz................................................................ Jarinu-SP Ednalva Alves Roberto............................................ Piritiba-BA Ricardo Costa Sandes...........................................Aracuai-MG

DF FEVEREIRO2010

8


Cartas Caros Leitores O CTAF recebeu nos meses de dezembro e janeiro vários e-mails e cartas solicitando informações sobre a implantação do Microsseguro no Brasil, em andamento desde 2008, mas amplamente discutida pela categoria a partir de setembro de 2009, quando o assunto foi tema de reunião durante a funexpo. Cada solicitação tem sido respondida individualmente (porque são bastante específicas e divergem entre si) ou pelo próprio presidente da ABREDIF - Associação Brasileira de Empresas e Diretores do Setor Funerário, Sr. Lourival Antonio Panhozzi, ou pelos presidentes e diretores dos Sindicatos estabelecidos, ou ainda pela consultoria jurídica do CTAF - Centro de Tecnologia em Administração Funerária. Para melhor informar todo o setor expomos o cronograma abaixo. O CTAF, a Revista Diretor Funerário, os Sindicatos da Categoria e a ABREDIF continuam à disposição dos interessados para as informações que se fizerem necessárias. ABRIL DE 2008 Tem início uma comissão de estudos para a implantação do microsseguro no Brasil. Dois representantes do Ministério da Fazenda; dois representantes da SUSEP; um representante do Banco Central do Brasil; um representante do Ministério da Previdência Social; dois representantes da Federação Nacional de Empresas de Seguros Privados e Capitalização - FENASEG; dois representantes da Federação Nacional dos Corretores de Seguros Privados e de Resseguros, de Capitalização, de Previdência Privada, e das Empresas Corretoras de Seguros e de Resseguros - FENACOR; e dois representantes da Escola Nacional de Seguros - FUNENSEG. Membros da SUSEP - Superintendência de Seguros Privados - integram a comissão. JUNHO DE 2008 Comissão estabelece cronograma de apresentação dos trabalhos. JULHO DE 2008 Apresentação do Relatório I (conceito, identificação do público alvo e definição de “baixa renda” na população nacional). AGOSTO DE 2009 Entrega do Relatório IV (produtos prováveis de Microsseguros e seus parâmetros mínimos). SETEMBRO DE 2009 Categoria toma conhecimento do andamento da implantação do microsseguro - Projeto de Lei na Câmara de Deputados - e de suas implicações para o setor funerário; Empresários do Estado de São Paulo se reúnem e decidem por uma mobilização ampla. OUTUBRO DE 2009 Sindicatos de outros Estados aderem á mobilização. Empresários do setor, em todo o país, se unem em prol do novo momento na história do “negócio” funerário. NOVEMBRO DE 2009 Categoria é ouvida pela comissão que estuda a implantação do microsseguro no país. Angústias são minimizadas e anseios prometem ser levados em consideração. DEZEMBRO 2009 Comissão se reúne em Brasília no Fórum (inicialmente chamado de “marco regulatório”, que acabou sendo adiado para 2010). Implantação ainda depende de estudos mas foi incluída como prioridade na agenda do Governo. JANEIRO DE 2010 Notícias anunciam para o primeiro semestre deste ano a implantação do microsseguro no país. Tema não foi regulamentado porque o governo ainda analisa aspectos fiscais e tributários. Mercado de Seguros já se prepara para a novidade.

PARTICIPEM:

Envie suas perguntas, comentários, sugestões para o e-mail: revista@ctaf.com.br; ou para o endereço: CTAF - Revista Diretor Funerário Rua Dr. Rodrigues do Lago, 464 - Centro CEP 18602-091 - Botucatu-SP

DF FEVEREIRO2010

9


Sindicato das Empresas Funerárias do Estado de São Paulo Rua Saint Martin, 35-65 - Jd. Aeroporto CEP 17043-081 - Bauru-SP Fone/fax: (14) 3227-4448 e-mail: sefesp@uol.com.br

Sefesp

gerente e empregados de confiançA: COMO AGIR DENTRO DA LEGISLAÇÃO TRABALHISTA Para ajudar Empresários e Diretores do setor funerário que têm dúvidas e/ou enfrentam situações semelhantes Algumas Empresas Funerárias têm enfrentado dificuldades e ações trabalhistas, geralmente movidas por ex-funcionários que procuram a Justiça para receber honorários e comissões não pagas porque exerciam a função de “gerentes”. A alegação principal desses reclamantes é que o cargo não era exercido em seu pleno conceito, sendo apenas uma nomenclatura - o chamado “gerente de fachada”.

pode ocorrer de forma tácita, não havendo necessidade de documento formal para reconhecimento do exercício da função. A admissão dessa possibilidade levou a Segunda Turma do Tribunal Superior do Trabalho a negar recurso de revista a um profissional paranaense que pretendia receber como extra o período trabalhado além da oitava hora da jornada diária. Essa prerrogativa é vedada pela CLT aos que exercem cargo de confiança, como o de gerente”, de acordo com o Tribunal Superior do Trabalho, em 13/05/2005.

No setor funerário, assim como em demais setores econômicos, a Justiça tem dado ganho de causa aos reclamantes, quando fica provado que não possuíam realmente autonomia para exercer a função de gerentes.

CARGO DE CONFIANÇA - ASPECTOS TRABALHISTAS A Consolidação das Leis do Trabalho – CLT, em seu Capítulo II, trata da duração do trabalho, onde aborda, dentre outras, questões inerentes à jornada de trabalho, períodos de descanso, trabalho noturno e quadro de horários.

Baseado nessa situação o SEFESP pesquisou e divulga os artigos a seguir com o objetivo de ajudar Diretores Funerários a se posicionarem frente a seu quadro de colaboradores.

Aqui trataremos, basicamente, da função de gerente, diretor e chefes de departamento ou filial, exercentes de função de confiança. Neste sentido, nossa intenção é comentar a previsão legal que dispensa tais trabalhadores da obrigatoriedade de submeterem-se a controle de ponto, bem como da dispensa do empregador em pagar horas extras a esses empregados.

Os especialistas afirmam que cabe ao reclamante provar que não exercia as funções e que, mesmo no setor funerário, essa não é tarefa fácil. Outra questão que merece destaque é o fato do gerente exercer também tarefas de seus subordinados não descaracteriza o cumprimento de seu cargo original. Como diz um ditado popular “são ossos do ofício”. Algumas dicas dos especialistas também podem ser observadas, como por exemplo, ter um Plano de Cargos e Salários ou uma política de promoções bem definida e clara dentro da empresa, bem como uma boa descrição de funções entre os empregados (veja na próxima edição). Gerente sem cargo - Outra observação interessante é que o contrário também é verdadeiro, ou seja não é necessário ter um cargo oficial de gerente para usufruir de seus benefícios ou estar enquadrado em suas obrigações: “A configuração do cargo de gerente da empresa

Neste sentido, a CLT, no art. 62, II, e em seu parágrafo único, assim dispõe: “Art. 62. Não são abrangidos pelo regime previsto neste capítulo: I - ... II - os gerentes, assim considerados os exercentes de cargos de gestão, aos quais se equiparam, para efeito do disposto neste artigo, os diretores e os chefes de departamento ou filial. Parágrafo único. O regime previsto neste capítulo será aplicável aos empregados mencionados no inciso II deste artigo, quando o salário do cargo de confiança, compreendendo a gratificação de função, se houver, for inferior ao valor do respectivo salário efetivo acrescido de 40% (quarenta por cento)”. Isso significa dizer que os empregados enquadrados nestas condições não têm direito, em princípio, a jornada normal mínima, nem a remuneração de outras horas além das normais, ou seja, a horas extraordinárias. Trata-se de função de confiança, cujo gerente, a nosso ver, é o nome mais propício no que diz respeito ao pressuposto

DF FEVEREIRO2010

10


fundamental: confiança. Entretanto, o próprio inciso II do art. 62 da CLT cita os diretores e chefes de departamentos ou filial como funções equiparadas a dos gerentes. Esses gerentes, diretores e chefes de departamentos ou filial, exercem cargo de gestão, e, pelo padrão mais elevado de vencimentos, se diferenciam dos demais empregados. Além disso, é necessário que se tenha poder de mando geral e represente a empresa em suas relações com terceiros ou possua encargos cujos desempenhos exijam uma confiança especial e incomum. O cargo de confiança é expressão de sentidos diversos. Existe na lei: a) a confiança genérica que qualquer empregado deve inspirar, como pressuposto de sua relação de trabalho com a empresa; b) a bancária para fim de jornada não reduzida, prevista no art. 224 da CLT; c) os da diretoria, gerência e outros de confiança imediata; d) o do gerente investido de mandato, sem limite de sua jornada, previsto no artigo da CLT, que ora comentamos. Leciona Carrion, in Comentários à Consolidação das Leis do Trabalho, 30ª edição, p. 119, que “a denominação utilizada na empresa não é o importante; a gerência pode ser no campo administrativo, somente (em grandes ou pequenas empresas) ou no administrativo e no técnico (geralmente só nas médias e grandes empresas)”. Entretanto, há quem defenda que não pode ser considerado cargo de confiança a mera direção técnica. Na verdade, tanto a jurisprudência quanto a doutrina majoritárias defendem que, para caracterizar a função de confiança, o que vale é o poder de autonomia nas decisões importantes a serem

tomadas, poder este em que o empregado se substitui ao empregador. Outro aspecto importante, percebido nas mais recentes decisões judiciais, é que não se pode pretender atribuir função de confiança ou de gerência a simples chefes de serviços, encarregados de função de rotinas permanente. Para evitar esta possibilidade, a lei procurou cercar o conceito com várias circunstâncias, identificadoras em seu conjunto (padrão mais elevado de vencimentos, poder de decisão e não submissão a controle de horário de trabalho). O Tribunal Superior do Trabalho, julgando Recurso de Revista onde uma empresa pretendia esquivar-se do pagamento de horas extras a um empregado que exercia função de gerente, assim decidiu: Para que fique o gerente excepcionado dos preceitos relativos à duração do trabalho, necessária a inequívoca demonstração de que exerça típicos encargos de gestão, pressupondo esta que o empregado se coloque em posição de verdadeiro substituto do empregador ou “cujo exercício coloque em jogo - como diz Mário de La Cueva - a própria existência da empresa, seus interesses fundamentais, sua segurança, e a ordem essencial do desenvolvimento de sua atividade” (TST, RR 17.998/90.3, Cnéa Moreira, ac. 1ª T. 2.686/91). Em relação à remuneração de 40%, prevista no parágrafo único do art. 62 da CLT, temos que, para não usufruir as vantagens do trabalho prorrogado, é insuficiente a natureza da função ou estar liberado dos controles de horário. A remuneração deve ser superior em 40% ao salário básico do próprio gerente ou de outros empregados da seção, antes da promoção e liberação da jornada. Fonte: Francisco Rego, técnico em Contabilidade, bacharel em Direito, consultor do SINDCONT-AL, consultor da Federação das Associações de Micro e Pequenas Empresas do Estado de Alagoas, consultor da Rede Nordeste Contábil e ex-professor do Curso de Administração Financeira do SENAI.

Jurisprudência sobre o assunto

GERENTE QUE NÃO MANDA TEM DIREITO A HORA EXTRA

Gerente que não goza de liberdade para negociar preços e tratar com fornecedores, nem tem poder de admitir e demitir outros empregados, tem direito ao pagamento de hora extra porque não exerce função de confiança e, portanto, não se enquadra na norma contida no artigo 62, II da CLT. Esse foi o entendimento dos juízes da 12ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho da 2ª Região (TRT-SP) no julgamento de um recurso da Computer Warehouse Ltda. contra decisão da 13ª Vara do Trabalho de São Paulo.

EMPREGADO GERENTE - SUBORDINAÇÃO À DIRETORIA DA EMPRESA

Não descaracteriza o exercício do cargo de gerente, com amplitude de poderes, o fato de este prestar contas e se encontrar subordinado a diretor da empresa. Ora, o gerente tem gama ampla de atuação mas, por óbvio, deve sujeitar-se ao poder da diretoria, visto que não é o efetivo empregador. Entendimento em sentido contrário faria com que o empregado gerente se arrogasse, em verdade, à condição de proprietário da empresa, pois a ninguém deveria prestar contas. Exercendo o recorrente o cargo de gerente, não se encontrava sujeito ao controle de horário e, por expressa disposição legal, não faz jus ao recebimento de horas extras, adicional noturno e reflexos. (TRT 2ª Região - 3ª T; Acórdão nº 20020343072/2002 Relatora Mercia Tomazinho; Revisora Silvia Regina Pondé Galvão Devonald). DF FEVEREIRO2010

11


Associação Brasileira de Empresas e Diretores do Setor Funerário

Abredif

Av. Paulista, 2006 - 9º andar- conj. 903/904 CEP 01310-200 - São Paulo-SP fone/fax: (11) 3283-3384 - abredif@terra.com.br

DIRE TORES FUNER ários devem ficar atentos À EScrituraçÃO CONTÁBIL E FISCAL

Recomendação constante da ABREDIF pode evitar situações como a vivenciada no Rio de Janeiro, no início de 2010 “Venho repetindo isso há pelo menos 3 anos. É necessário ficar atento à correta escrituração contábil e fiscal na empresa funerária”. A frase é do presidente da Associação Brasileira de Empresas e Diretores do Setor Funerário - ABREDIF, Lourival Antonio Panhozzi, ao receber notícias sobre a investigação que culminou com a prisão de contadores e proprietários de Empresas Funerárias, por sonegação de impostos, no estado do Rio (veja Box).

salientou mais de uma vez o presidente da ABREDIF nos encontros mais recentes.

O assunto é sempre tema de reuniões e encontros de Diretores Funerários, em todos os Estados, e ganhou ênfase com a mobilização da categoria em torno da iminente implantação do microsseguro no país. “Temos que estar como nossas empresas impecáveis, sob todos os aspectos, porque certamente seremos alvos de olhares atentos. Para qualquer situação é necessário estar com a empresa em ordem”,

É bastante provável que a fiscalização em torno da atividade funerária acontecerá em todos os Estados. O CTAF deve promover um Workshop, com a contadora Judithe Orsi Cruz, para melhor orientar os profissionais da área.

A escrituração contábil e fiscal não é mesmo uma tarefa das mais fáceis e o assunto deve ser acompanhado por um bom contador, que deve se manter informado e atualizado. Isso vale para empresas de qualquer setor, mas deve ser observado com especial atenção pelas empresas funerárias, já que a falta de uma legislação específica e de literatura sobre o ramo pode levar a interpretações incorretas e/ou conflitantes.

A ABREDIF lamenta a situação no Rio de Janeiro, mas prega que todas as empresas funerárias do país devem manter suas obrigações perante a legislação vigente. E espera, ainda, que as próximas notícias sobre o

dez/2009 a mai/2010

DF FEVEREIRO2010

12


TUDO SEGURO?

assunto sejam mais favoráveis, já que a categoria, que vem se profissionalizando na última década, preza pela imagem construída de empresa sólida, comprometida com o cliente e econômica e socialmente responsável. Funerárias são investigadas por suspeita de sonegação de impostos no Rio de Janeiro

EMPRESAS EMITIAM NOTAS FISCAIS FRIAS NOS SERVIÇOS QUE PRESTAVAM. CONTADORES E DONOS DE FUNERÁRIAS FORAM INDICIADOS POR TRÊS CRIMES. A Secretaria Municipal de Fazenda e a Delegacia Fazendária investigam 12 funerárias suspeitas de sonegar impostos no Rio. Os agentes fizeram uma operação no dia 19 de janeiro e apreenderam notas fiscais frias e documentos. O esquema evolveria donos e contadores das empresas. A polícia descobriu a fraude depois de uma denúncia. Segundo os agentes, as empresas emitiam notas fiscais frias nos serviços que prestavam. Em alguns casos, as notas tinham valor menor do que 2% do que realmente foi pago. Um homem foi preso em flagrante. O RJTV teve acesso às notas frias. Em apenas um enterro foram gastos R$ 13.700, no entanto, a funerária declarou apenas R$ 225,75. Um outro caso chamou a atenção dos investigadores. Uma das funcionárias cobrou por um enterro R$ 22.800,00 mas a nota fiscal saiu com R$ 382,00, menos de 2% do preço real. Investigações Durante as investigações, com uma câmera escondida, os agentes visitaram os suspeitos, como se fossem clientes, e pediram orçamentos para enterros. Todos ultrapassaram R$ 2 mil. “O que vai diferenciar é o valor da urna ou do caixão. Aí tem de dois até vinte mil reais. Um serviço de R$ 3.800,00 vai atender o senhor muito bem”, disse um funcionário de uma funerária. No dia 19, em uma das funerárias, os investigadores encontraram cerca de 300 notas fiscais frias com o mesmo valor: R$ 259,00. “Essa via aqui é a via branca, ela teria que ser entregue ao contratante. Se ela está aqui, já aconteceu uma sonegação, e é praticamente impossível que trezentos familiares tenham optado pela mesma urna e mesmo tipo de serviço funerário”, afirmou a delegada Valéria de Aragão. Dono de funerária preso: Numa outra funerária, o dono foi preso em flagrante por supressão de documentos. Os investigadores disseram que ele tentou esconder talões de recibos com os valores cobrados pelos serviços. De acordo com a polícia, o empresário (iniciais FFS), de 49 anos, tem quatro passagens pela polícia e já foi condenado por sonegação de impostos.

A FUNSEG é hoje a principal corretora de seguros do setor funerário. Possui uma história construída ao longo de vários anos de parceria sólida com as entidades e empresas do setor. Entre os produtos da FUNSEG, destacam-se: RAMO VIDA: Vida Empresa; Plano assistencial; Acidentes pessoais; Decessos; Prestamista; Previdência privada. RAMO ELEMENTARES: Automóvel (inclusive cortejo e ambulância); Caminhão; Residencial; Comércio e Serviços; Moto (Mapfre 2 rodas).

F. F. S. disse que só vai se pronunciar em juízo. A polícia estima que, em um ano, o esquema tenha dado um prejuízo de, pelo menos, R$10 milhões aos cofres públicos. Todos os contadores e donos de funerárias investigadas foram indiciados por três crimes: falsidade ideológica, falsidade documental e sonegação fiscal. Eles podem pegar até 12 anos de prisão. “Em alguns documentos a gente percebeu um ‘N/Fiscal’, não é ‘nota fiscal’, é ‘não fiscal’, ou seja, aquele documento não tem valor fiscal. É importante, mesmo nesse momento de dor, o contribuinte fazer questão da nota fiscal, conferir se foi realmente aquele valor pago, que vai facilitar muito a fiscalização”, completou a delegada. Fonte: Do G1 - RJ, com informações do RJTV

DF FEVEREIRO2010

13

SOLICITE AGORA MESMO UMA COTAÇÃO

(14)

3815.4057 • (11) 3050.0516

e-mail: funseg@ctaf.com.br


Registro

MARÇO

Antecipamos a relação dos aniversariantes para você não perder a festa. 01/03 01/03 02/03 03/03 03/03 03/03 04/03 04/03 04/03 05/03 06/03 07/03 09/03 09/03 09/03 09/03 10/03 11/03 12/03 13/03 13/03 13/03

Jose Alri R. Nogueira............................... Fortaleza-CE Jose de Souza..............................................Brotas-SP Cesário de Campos Ferrari................... Piracicaba-SP Alessandra Ribeiro Fernandes......Campo Grande-MS Carlos Alberto Notario......... Presidente Bernardes-SP Luiz Cláudio Araújo............Santa Bárbara D’Oeste-SP Ariane Carducci............................Laranjal Paulista-SP Rosane Carducci..........................Laranjal Paulsita-SP Somalio Vellardo Filho................................Guaruja-SP Cicero M. Xavier Martins..............................Toledo-PR Viviane de Cássia Brasil Conti....... Belo Horizonte-MG Angelo Jose Panico...................... Lençóis Paulista-SP Francisco Alves de Lima...........Santa do Araguaia-PA Luciana Ap. Tavares da Silva.............. Martinópolis-SP Ramiro Rodrigues de Ávila Júnior............Araguari-MG Waldir Baessa.............................................. Lucélia-SP Isabel Cristina Izatto..........................................Jaú-SP Luiz Antonio D. Mandu...........Itapecerica da Serra-SP Frank Abrahim Lima Filho...................... São Fidelis-RJ Carlos Reis.................................... Cerqueira Cesar-SP Geraldo Angelo Mazer......................... Sertãozinho-SP Jorge Luis Petroneri...............................São Carlos-SP

14/03 16/03 17/03 18/03 19/03 19/03 20/03 20/03 23/03 23/03 23/03 24/03 24/03 24/03 25/03 27/03 27/03 28/03 28/03 29/03 30/03

Orlando Luchetta..................................Ilha Solteira-SP Alberto José..........................................Jaboticabal-SP João Alberto Colnaghi................................ Agudos-SP José Claudio Notario........... Presidente Bernardes-SP Dalva Thomas B. Athia.......... Presidente Prudente-SP Willian José A. Panico.................. Lençóis Paulista-SP José Roberto Martins Mozini................ Pacaembu-SP Maria Magdalena S. Rosseto....................... Birigui-SP Hélio Fernando Cornea.............................. Peruíbe-SP Maria José M. T. de Jesuz.São João da Boa Vista-SP Vilson Vigolo............................................... Sorriso-MT Fabio Simas Brandao................................... Niterói-RJ Genisson Vasconcelos Santos................... Aracaju-SE Paulo Dias.................................................Araguari-MG Jose de Souza Revoredo.........................Mossoro-RN Fausto Caetano de Almeida...................... Vinhedo-SP Maria S. da Silva Monteiro............. Pereira Barreto-SP Maria Ap. P. Marmirolli............................... Pedreira-SP Maria José C. Bueno Rocha..................São Paulo-SP Vinicius Jose A. Panico................ Lençóis Paulista-SP Victor Alexandre Angélico............ Lençóis Paulista-SP

Hagáteixeira

indeterminado

www.tanatus.com.br

Carrinho elétrico para elevação de urnas. A Bateria.

PROMOÇÃO PRAS UP GR O DE COM te consul

Pioneirismo Científico em Tanatopraxia DF FEVEREIRO2010

14


Marketing por AUCÉLIO GUSMÃO

PLANEJAMENTO E DIFUSÃO DE cultura A vida está sempre em construção. Novos desafios, uma evolução sistemática, onde verdades anteriores deixam de corresponder às novas cobranças e obrigam mudanças. Com estes cenários, muito modismo e controvérsias. Benchmarketing é um deles. Na verdade ele só revela o que os outros fazem, o que é tímido e raramente suficiente para satisfazer e fascinar os clientes de hoje. Vejam só os japoneses - apesar de terem criado uma dinastia econômica - se concentraram na disciplina e nas falhas da concorrência, seus processos têm como base copiar e aperfeiçoar, nunca inovar, o que é temeroso, tanto que algo desagradável começa a acontecer. Duas perguntas são decisivas. A primeira seria “se você dirigisse uma empresa concorrente da sua, como faria para superá-la?”. A outra “se estivéssemos começando do zero, o que faríamos de modo diferente ou evitaríamos fazer?”. Resposta satisfatória significa que você conhece sua empresa. Quem não planeja, não planta, nem colhe. Será absoluto ou guarda algo controverso? Sempre é lembrada a história da cigarra e da formiga, quando no verão a cigarra canta, enquanto a formiga se prepara para o inverno. O resultado todos sabem! Por que planejar? A maioria das pessoas imagina que os planejamentos dirão a elas exatamente o que fazer. Os fatos, suposições e verdades mudam e obrigam a mudança dos planos. Todavia, os planejamentos continuam e jamais devem parar. Sabem por quê? O ato de planejar importa bem mais que o próprio plano. Planejar ensina a conhecer seu negócio, seu mercado, seus clientes e seus concorrentes. É sem dúvidas um excelente critério e arte de aprendizagem. Planejar definitivamente difunde a cultura organizacional e maneiras de lidar com a problemática do dia a dia.

Um planejamento jamais deveria se basear em suposições, porque nenhuma suposição - exceto a morte e os impostos - é segura. A base do sucesso que nunca falhou foi fazer o que as pessoas gostam. Pesquisa americana recente alude que hoje não sabemos o que estaremos consumindo daqui a cinco anos, pois ainda não foi descoberto. Como prever o amanhã? Existem outras perguntas importantes que lhe levam ao foco ou centro de atenções desejadas: Quem são os destaques em seu ramo? Que editores, redatores e revistas mais influenciam? Que clientes são formadores de opinião? Que jornais e revistas os leitores respeitam mais? Quem publica, edita e trabalha como colaboradores para eles? Qual seu relacionamento com esses indivíduos? Quem pode lhe ajudar a se aproximar dessas influências chave? Quais feiras de negócios e convenções freqüentam? Faça uma planilha e siga todos os dias. Prefiro definir bem a missão e visão. Missão - o maior objetivo - o impacto social mais amplo e conseqüente que você deseja ter. Algo como a Merck - melhorar a saúde humana - a Disney, dar alegrias, e tantas outras. As visões são egoístas. Representam suas aspirações em longo prazo para seu negócio, não para aqueles a quem você poderia servir ou ser útil, tipo ser o mais conceituado, lucrativo ou confiável. Kennedy quando decidiu mandar o homem à lua, certamente deve ter imaginado na supremacia militar absoluta e ver o mundo sem guerras. Sendo verdadeira esta observação, a missão que emanaria seria a paz mundial. Segundo David Thoreau “a mais elevada das artes é influir na qualidade de vida do dia”, bem como a advertência inteligente e viva de Judith Bardwick “a economia é nova, mas as pessoas são velhas”.

Aucélio Gusmão

avulso

DF FEVEREIRO2010

15


Luto por: TAÍSA LUCIA BERLINGIERI

A LIçÃO DO MEDO Semana passada recebi a divulgação de um workshop sobre MEDO. Na mesma noite, fui assistir ao programa “Marília Gabriela Entrevista”, da GNT e ela estava entrevistando um psiquiatra que falava sobre o MEDO. No dia seguinte, em outro programa que gosto muito, “Saia Justa”, também na GNT, elas falavam sobre MEDO. Para fechar a semana recebi um e-mail do pessoal da revista Diretor Funerário sugerindo que eu escrevesse algo sobre as previsões do fim do mundo em 2012 e o que isso produz no imaginário das pessoas. Assim que acabei de ler, pensei...MEDO..

provocar reações físicas como descarga de adrenalina, aceleração cardíaca e tremor. Pode provocar atenção exagerada a tudo que ocorre ao redor, depressão, pânico etc... Medo é uma reação obtida a partir do contato com algum estímulo físico ou mental (interpretação, imaginação, crença) que gera uma resposta de alerta no organismo. Esta reação inicial dispara uma resposta fisiológica no organismo que libera hormônios do estresse (adrenalina, cortisol) preparando o indivíduo para lutar ou fugir.

Depois te tudo isso não poderia deixar de falar um pouco sobre MEDO...

O MEDO também é um sentimento bastante relacionado com a profissão de agente funerário. A morte e o “contato” com ela são situações que causam muito MEDO. A constatação de que realmente a morte chega para todos nós e as infinitas crenças do que acontece depois dela enriquecem o imaginário das pessoas e colaboram para a instalação do MEDO.

Segundo a Wikipédia (enciclopédia virtual) o medo é um sentimento que proporciona um estado de alerta demonstrado pelo receio de fazer alguma coisa, geralmente por se sentir ameaçado, tanto fisicamente como psicologicamente. O medo pode

Elisabeth Kübler-Ross, em seu livro Os Segredos da Vida, na lição do MEDO (cap. 8) diz que como todos os medos têm origem no medo de morrer, tomar consciência disso e aprender a relaxar diante do MEDO que cerca a morte nos ajudará a enfrentar todas as outras coisas com mais naturaidade.

fev/09 a jan/10

DF FEVEREIRO2010

16


“Haverá um eclipse solar mais escuro e sombrio que todos desde a criação do mundo...tanto que parecerá que a gravidade da Terra perdeu seu movimento natural e que o planeta mergulha no abismo da escuridão perpétua”. Assim, Nostradamus escreveu que será o fim do mundo, e segundo o calendário da Civilização Maia e alguns estudiosos isso acontecerá no dia 21/12/2012. Inumeras explicações chegam a esse resultado, outras datas já foram anunciadas pra esse fim, como por exemplo, a virada do ano de 2000. Mas nada aconteceu e explicações científicas são dadas em seguida. ... Enfim, por trás das preocupações com o fim da humanidade e de como tudo poderá acontecer, é o MEDO da morte - que é o mais profundo e a base sobre o qual repousam todos os outros MEDOS. Mas, apesar disso, podemos fazer uma reflexão atual: No mundo de hoje, tão violento e com a morte tão banalizada, o grande vilão da vida das pessoas é o MEDO de vida. Segundo o psiquiatra Eduardo Ferreira Santos, o MEDO de viver é mais grave do que o MEDO de morrer. E cita uma frase de Voltaire para ilustrar isso: “Tem gente que tem MEDO de viver pouco para não morrer muito”

apenas duas emoções: o amor e o medo). O amor expande e produz mais amor. O MEDO desenvolve mais MEDO, especialmente quando não nos damos conta dele. Geramos mais MEDO quando agimos por MEDO. Encontramos a verdadeira liberdade quando ousamos fazer as coisas que mais tememos. Dê um salto em vez de recuar e você encontrará a vida em vez de perdê-la. Não faça do MEDO uma parte permanente da sua vida. Quando tomamos a decisão de nos desapegar do MEDO, encontramos uma nova vida. Essencialmente, abdicar do MEDO é abrir-se para o AMOR. Nas palavras de Hellen Keller, uma mulher que superou o desafio da cegueira e da surdez: “ou a vida é uma aventura arrojada ou não é nada”. Se conseguirmos aprender essas lições de MEDO, poderemos levar a vida com uma sensação de êxtase e milagre. E o mundo pode até acabar depois disso...

Kübler-Ross diz, quem vive com MEDO não está realmente vivo, e acrescenta, nossos pensamentos reforçam nosso MEDO ou aumentam o nosso amor ( segundo ela, na essência do ser humano, existem

Taisa Lúcia Berlingieri Psicóloga Especialista em Intervenções em Perda e Luto Prever Santa Isabel – Jaboticabal / SP taisa@preverjaboticabal.com.br

out/2009 a mar/2010

DF FEVEREIRO2010

17


HAITI

Mortos no

HAITI TRAGÉDIA CHOCOU O MUNDO NO INÍCIO DE 2010 E EXPÔS A FRAGILIDADE HUMANA EM TODAS AS SUAS NUANCES por: SOLANGE SERAFIM DF FEVEREIRO2010

18


O país é o mais pobre do hemisfério ocidental. Mais de 10 milhões de pessoas vivem em condições precárias num território que já passou por todo tipo de regime, sempre exploratório. Desde 2004 sofre intervenção da ONU - Organização Mundial das Nações Unidas - que tenta a paz e a estabilidade na região. Nesta tarefa o Brasil é o país que conduz os esforços, através dos militares, baseados e já totalmente integrados à comunidade local. Um terremoto na tarde do dia 12 de janeiro, com 7º na escala Richter, derrubou todas as esperanças do povo sofrido. Informações desencontradas falaram em até 200 mil mortos e 3 milhões de desabrigados. Conforme o tempo ia passando a situação foi se desenhando mais aterradora. No início prédios destruídos e milhares de soterrados. Uma semana após o primeiro tremor, o terror somavase á tristeza e a situação era de calamidade total: corpos apodrecidos nas ruas, cidadãos famintos se tornavam ferozes na busca de sobrevivência, cães, igualmente famintos, comiam os restos humanos entre os escombros, hordas de estrangeiros chegavam ao país para a ajuda humanitária. Nas semanas seguintes as temidas ondas de epidemias de tétano, gangrena, raiva, leptospirose, meningite e outras doenças de diagnóstico mais difícil assolariam a população totalmente debilitada física e emocionalmente. Isso sem falar nas viroses e diarréias ou pior, nas chamadas contaminações cruzadas por vírus HPV ou da Hepatite A. Isso porque milhares de pessoas tentaram salvar os feridos, mesmo sem proteção e sem condições. Os especialistas afirmam que as epidemias só serão controladas pelo menos 1 ano depois da tragédia, isso num esforço coletivo de

saneamento e política de saúde adequada. A chegada dos americanos, mais de 12 mil soldados, aliada a força de paz com 9 mil integrantes, ajudou a minimizar o caos, fazendo com que a ajuda humanitária vinda de todos os lugares do planeta chegasse às mãos dos necessitados. Um navio escola e outros navios ancorados na costa do país possibilitaram o atendimento aos feridos. A evacuação voluntária da população da capital, Porto Príncipe, que foge para outras regiões do país ou para a Republica Dominicana (país que abriu as fronteiras e preparou uma acolhida privilegiando os feridos), também foi decisiva para minimizar os horrores. Outro abalo intenso, uma semana após o primeiro, levou mais desolação aos haitianos. A destruição nem foi notada, porque o caos já estava instalado e parecia impossível perder ainda mais. O governo haitiano decretou estado de emergência até o final de janeiro, assim como um luto nacional de 30 dias, até 17 de fevereiro. O SEPULTAMENTO Por mais que a imprensa terrestre tenha exaurido o assunto nos noticiários de TV, Jornais, sites de notícias, blogs e afins, quem estava no Haiti pós terremoto afirma que um elemento crucial faltava às cenas de horror retratadas: o cheiro dos corpos em decomposição a céu aberto, debaixo de um sol asfixiante.

DF FEVEREIRO2010

19


HAITI O enterro dos corpos vitimados pelo terremoto, passou a ser prioridade para minimizar a ocorrência de doenças. Cerca de 4 dias após a tragédia as informações eram de que pelo menos 70 mil corpos foram enterrados em valas comuns, com 6 metros de profundidade e 30 de comprimento, num local chamado de Titanyen, a 10 Km ao norte da capital. Caminhões basculantes despejavam os corpos, muitas vezes envoltos em entulhos, fotos, e restos do que um dia foi vida.

investe na cerimônia e até nas criptas, verdadeiras casas, para o sepultamento, já que acredita-se que as almas continuam a viver e conectadas com seus entes. Os túmulos são locais de reverencia e uma ligação entre vivos e mortos. Os haitianos acreditam que é dever dos filhos providenciar o sepultamento, o retorno à origem, que é a terra. Dificilmente encaram as despedidas funerárias de maneira coletiva e isso acabou se tornando um problema até psicológico após a catástrofe de 12 de janeiro. “É uma violação de tudo o que essas pessoas prezam”, diz o antropólogo Ira Lowenthal. Há até mesmo um ditado que diz que cada um nasce só e morre envolto no seu próprio lençol. O corpo nunca pode ser abandonado. E o local onde está o corpo não pode se perder.

A medida evitou que continuassem a se decompor a céu aberto, nas ruas e na frente dos postos de atendimento médico. Aconteceu a revelia de muitos parentes, que insistiam para velar seus mortos. No final o cansaço e a desolação venceram as crenças e tradições.

Os estudiosos também ressaltam que a água é um elemento essencial nos rituais fúnebres. “Ela é um elemento simbólico por garantir a ligação com a terra. Daí, potes, vasos e copos utilizados pelo morto devem ser guardados como relíquias. A terra é a mãe e, a água, o que conduz até ela.”, explicam.

O sepultamento dos corpos foi inevitável e quase mais importante que busca por sobreviventes. No Haiti pós terremoto a palavra desaparecido era só um atenuante para morte, já que muitos dos corpos foram sepultados sem identificação.

Num cenário desolador onde tudo foi perdido, a crença e a tradição poderiam ajudar a restaurar a dignidade e a minimizar as feridas abertas no imaginário coletivo. Sobre os haitianos abateu-se mais um golpe.

RITUAIS FUNERÁRIOS A religião católica é seguida por 80% dos Haitianos, a crença Vodu, no entanto, é adotada pela população. Sua tradição cultural é tão forte que foi considerada patrimônio do país.

“A religião vai encontrar um jeito de resolver isso. Os praticantes do vodu fazem um ritual para liberar o espírito do morto, para que ela vá embora e reencarne. Enquanto você não libera esse espírito, ele não pode prosseguir em sua viagem. Não é por causa da religião que o corpo não será enterrado. Eles vão arranjar um jeito de agradar esse espírito, de fazer com que ele entenda sua morte”, acreditam os especialistas.

Originária dos cultos africanos, como o candomblé no Brasil, o Vodu adora várias divindades e é repleta de rituais cenográficos. Os rituais fúnebres individuais são valorizados, longos e geralmente um ônus da família do morto. Muito se

DF FEVEREIRO2010

20


Desenvolvimento por SOLANGE SERAFIM

Agente funerário de Lisboa faz curso de Tanatopraxia do CTAF Profissional afirma que a técnica ainda não é amplamente difundida em Portugal, mas acredita que é só uma questão de tempo CARLOS ANDRÉ BART é brasileiro, do Paraná, mas está há mais de 7 anos em Portugal, onde trabalha como agente funerário. Em dezembro, Carlos participou do Curso de Tanatopraxia oferecido pelo CTAF, junto à SETEC, em Campinas, e afirmou ter sido o melhor investimento profissional que já fez. “A empresa onde trabalho, como a grande maioria em Lisboa, não faz Tanatopraxia ainda, mas isso é só uma questão de tempo. O curso do CTAF é excelente e me sinto totalmente preparado para aplicar a técnica nos corpos”, revelou. A legislação e as tradições religiosas e culturais portuguesas ainda restringem a utilização da Tanatopraxia, o que fez com que as empresas funerárias se acomodassem e não buscassem aperfeiçoamento nessa área. A chegada de uma concorrente espanhola, o Grupo Servilusa, porém, está alterando rapidamente esse cenário. “Nas agencias dessa empresa estrangeira a Tanatopraxia já é oferecida. A aceitação entre a população ainda é lenta. Os portugueses são muito tradicionais, principalmente nos cultos fúnebres, e por isso acho que a inovação será introduzida aos poucos, mas será realidade em breve”, opinou Carlos Bart.

curso semelhante lá na Europa e mais próximo de Portugal é oferecido na Espanha, em Barcelona. O valor do investimento lá é € 1.200,00. Aqui com inscrição, hospedagem e viagem (Lisboa-Campinas) gastei cerca de € 800,00”, conta Carlos, que também fez o Curso de Reconstituição Facial e aproveitou para conhecer a realidade das empresas funerárias brasileiras, em visitas técnicas pelo interior de São Paulo. CTAF É PIONEIRO NA DISSEMINAÇÃO DA TANATOPRAXIA Carlos André Bart não é o primeiro estrangeiro a participar do curso de Tanatopraxia oferecido pelo CTAF. Outros empresários do setor funerário de Portugal e de Angola, na África, já estiveram entre os Diretores Funerários brasileiros nestes mais de 10 anos. A turma de dezembro, realizada entre os dias 10 e 14, reuniu mais 16 profissionais do setor, vindos de várias partes do Brasil. Os professores Oisenyl Tâmega e Progresso Garcia, da Tanatus, ensinam a técnica com aulas teóricas e práticas, realizadas em corpos no SVO de Campinas, em tempo real. Essa dinâmica, proposta pelo CTAF desde a segunda metade da década de 90, habilita os alunos a exercerem a profissão imediatamente a conclusão do curso, o que torna o investimento altamente compensador. A próxima turma de Tanatopraxia será realizada em março, entre os dias 10 e 14. O investimento é de R$ 1887,00 e inclui hospedagem com café da manhã e traslado do hotel ao SVO em Campinas. Para maiores informações e inscrições: (14) 3882-0595 ou www.funerarianet.com.br (opção cursos - menu a esquerda).

A aceitação mais lenta da Tanatopraxia é só uma das grandes diferenças das empresas funerárias portuguesas e brasileiras. Eles se mostrou impressionado com o progresso do setor no país, principalmente no período em que ficou fora do país. Enquanto as funerárias no Brasil se modernizaram e buscam profissionalização e investem em obras que oferecem conforto aos vivos para as despedidas fúnebres, em Portugal o Diretor Funerário continua tratando apenas da morte, e com inúmeras ressalvas. “A família autoriza a funerária a preparar o corpo, ainda no hospital. Os velórios ainda são feitos em igrejas”, exemplifica. A concorrência estrangeira vem modificando o cenário e foi isso que motivou Carlos a procurar o curso de Tanatopraxia. “Eu já tinha feito um curso na Espanha, sobre práticas de IML. Meu professor era francês e o curso também foi muito bom, porém mais cientifico. Aqui no Brasil, além do curso ser mais específico para a Tanatopraxia, também foi totalmente prático. Excelente mesmo. Com 2 dias de prática já achei que o investimento tinha valido a pena.” A eficiência do curso, no entanto não foi o que mais atraiu Carlos Bart. O valor do investimento foi decisivo no momento da inscrição. “O DF FEVEREIRO2010

21


Mundo Em março acontece a 10ª edição da por SOLANGE SERAFIM Tanexpo Uma das mais importantes feiras funerárias da Europa movimenta a Itália entre os dias 26 e 28 Acontece de 26 a 28 de março, em Bolonha, na Itália, a 10ª Edição da TANEXPO - uma das mais expressivas feiras funerárias da Europa. O evento é bem conhecido dos brasileiros, que são freqüentadores, avulsos ou participantes dos grupos formados pelo CTAF em 2002 e 2006. Para se ter uma idéia da dimensão do evento, sua última edição, em 2008, marcou a transferência de sua cidade sede - de Modena para Bolonha, um centro mais adequado para receber os mais de 16 mil visitantes vindos de 50 países de todo o mundo. • 25 mil metros quadrados de área de exposição; • Mais de 208 expositores, sendo 20% de empresas estrangeiras; • 40 veículos jornalísticos inscritos. Entre os atrativos da Tanexpo estão: o melhor da produção funerária e ornamentação para cemitérios italiana e internacional, ataúdes e urnas, automóveis fúnebres, acessórios, arte funerária, mármores, granitos, esculturas, fotocerâmicas, instalações de crematorios, produtos sanitários e tudo relacionado ao setor. “Temos uma oferta cada vez mais ampla e de vanguarda, aberta ao futuro a novas realidades, mas ao mesmo tempo atenta à tradição e valorização dos produtos de qualidade, com elaboração artesanal, características imprescindíveis para o crescimento e desenvolvimento do mercado funerário”, enfatizam os organizadores. A Tanexpo oferece ainda, uma ala especial para desenvolvimento de projetos arquitetônicos, batizada de “Diseno & Investigacion”. O tema este ano são as inovações em tumbas e capelas familiares. A Academia de Bellas Artes, Universidade “La Sapienza”, de Roma, Departamento de Arte e Antropologia Sacra da Academia “Di Brera” e a Faculdade de Tecnologia da Itália Setentrional, de Milão, participarão dos debates envolvendo aspectos religiosos, práticos, culturais e tecnológicos na arquitetura e projeto no setor de cemitérios e funerárias. Exposição de decoração floral enriquecerá esse pavilhão durante a TANEXPO 2010. Vários profissionais da área estarão desenvolvendo arranjos com produtos dos expositores da Feira. A organização também prepara visitas monitoradas à floricultura do cemitério monumental de Bolonha. Palestras Paralelamente à Feira a Tanexpo também oferece oportunidades para aprimoramento profissional, com palestras e debates sobre assuntos do setor. A exemplo do que ocorreu no Brasil, durante as edições recentes da funexpo, os temas tratados na Feira Italiana em 2010 serão: Tanatopraxia; Reconstituição Facial; Rituais e Cerimoniais de Despedida e Marketing no Setor Funerário. As palestras e aulas serão coordenadas pelo “Centro Studi Oltre” e outras associações da categoria. A novidade deste ano será o painel para visitantes e expositores sobre as oportunidades de negócio entre empresas européias e sulamericanas/ internacionais. O evento é organizado pela Conference Service - Bologna (ITALY) Fone: 39 051 4298312 – Fax: 39 051 4298312 Email = info@tanexpo.com DF FEVEREIRO2010

22


PARA PARTICIPAR Data: De 26 a 28 de 2010 Horário: Das 9h30 às 6h30 Local: BolognaFiere Fairgrounds. Pavilhões 16, 21 e 22; Entrada Principal: Piazza Costituzione. Ingresso: Somente para profissionais do setor; O valor do ingresso para 2 dias de visitas é de € 35,00 (cerca de R$ 90,00). Venda On Line no site a partir de fevereiro No Site: Informações sobre passagens de trem ou avião, reservas de hotel, restaurantes, e dicas de passeio www.tanexpo.com Para quem vai viajar É necessário tomar as providencias rapidamente. A primeira delas é entrar em contato com uma agência de viagens. Verificar a situação do passaporte (para quem não tem - sucursal da polícia Federal) e é bom se informar com antecedência, pois é necessário apresentar uma lista de documentos pessoais, em cópias autenticadas e originais e geralmente leva alguns dias para tudo ficar pronto.

fev a jul/10

DF FEVEREIRO2010

23

Na mala roupas de frio e meia estação, porque em março é final de inverno na Itália. As temperaturas ficam entre 10ºC e 20ºC, mas o inverno este ano na Europa tem sido rigorosíssimo. Sapatos baixos e confortáveis, para poder andar bastante. Não leve muita coisa, na pior das hipóteses você poderá encontrar o que precisar por lá mesmo. Carregar mala não é fácil! Não se esqueça da máquina fotográfica. Único item imprescindível.


VEÍCULOS

Funeral Shopping

BESTA AMBULÂNCIA

2 CHEVROLET S10

FIAT DOBLÔ CARGO

PARATI AMBULÂNCIA

OMEGA SUPREMA GLS

PEUGEOT BOXER

Ano 2001 - reformada (Camargo veículos); Maca dobrável retrátil e banco para acompanhante, motor com 6000 km e pneus meia vida. Valor: a combinar Contato: Panico (14) 3263-1373 - funepanico@hotmail.com

2004/2005, - Branca; Motor 2.4 e 2.8 - 4x2 e 4x4 - conservada Valor: a combinar Contato: Alexandre (51) 3406-1100 - 9322-8888 alexandre@angelus.com.br

Ano 2002 - motor 1.3 Fire; Cinza - Gasolina Valor: R$ 25.000,00 Contato: Silvia (11) 4666-2315

Simples Remoção Perfeitas Condições - LINDÍSSIMA; Valor: a combinar Contato: Wilson (14) 9784-2165

Ano 95/95 - motor 2.2 - Cinza metálico; Completa - Ótimo estado; uso particular. Valor: R$ 12.000,00; Contato: Rodrigo - (14) 9652-0817 Carlos - (14) 9782-2702

Ano 2004 - Branca - Diesel - Lugar para 5 urnas e espaço para 5 acompanhantes; Valor: a combinar Contato: Wilson (14) 9784-2165

DF FEVEREIRO2010

24


CARAVAN AMBULÂNCIA

STRADA FIRE

CHEVROLET MONTANA 1.4

SANTANA QUANTUM

Ano 92 - Oportunidade Valor: R$ 6.500,00 Contato: Rodrigo Schittini (32) 3753-1702 - 3753-1004 - 9984-6144 paxjoseschittini@hotmail.com

Ano: 2005 Gasolina; Branca; Valor: a combinar Contato: Jefferson (13) 3821-1540 - 8127-0880

2008/2008 - Mod. CONQUEST - Flex - Prata Cabine isolada, 2 mesas em inox, iluminação; Valor: a combinar; Contato: Wesley (18) 3551.9409 - 9116.7649 wesleybaessa@hotmail.com

FIORINO AMBULÂNCIA Ano 2000- BEM CONSERVADA; Valor: A combinar Contato: Cobrinha (19) 3633-1530

Ano 96 - Cinza; Gasolina - Linda Valor: a combinar Contato: Jefferson (13) 3821-1540 - 8127-0880

FIAT DOBLÔ

Ano 2002; Modelo Cargo; LINDA; Valor: R$ 22.000,00 Contato: Fabiano

(18) 9133-7600 DF FEVEREIRO2010

25


VEÍCULOS

Funeral Shopping

BESTA GS

SAVEIRO

Ano 2000 / 2001 - 12 lugares; Dir. Hidr. Ar Cond. - com todos os bancos Valor: a combinar; Wilson: (18) 3821.8450 - 9795.0070 Junior: (18) 3851.1824 - 9795.0088

Ano 01/02 - 1.8 - gasolina - Prata - 60.000 km Valor: a combinar Contato: Eduardo

(19) 3893-2227 - funerariasantana@uol.com.br

CHEVROLET BLAZER 2.2

CHEVROLET BLAZER STD

FIAT DOBLÔ

MERCEDES E320 TOURING

Ano 98/98 - 2.2 MPFI - Preta - Gasolina com conversor para álcool; Ar condicionado; D.H. giroflex - preparada para funeral; conservada; Valor: R$ 23.000,00 Contato: Valdemir: (18) 2101.5555 ramais 5551 ou 5574

Ano 2000; completa; prata; álcool; Direção Hidráulica; Trava elétrica, Ar, Rodas de liga leve; 95000 km; Valor: a combinar Contato: (14) 3282-0292 - 9771.0592

Ano 97/98 - completa - MUITO NOVA; Valor: R$ 52.000,00 Contato: Junior Graciani (17) 9166.0140 - 80*8888

Ano 2004/2005 - Simples remoção Valor: R$ 28.000,00; Contato: Silvia (11) 4666-2315 DF FEVEREIRO2010

26


Atender melhor atrai e fideliza clientes. Pensando nisso, o CTAF oferece à sua empresa mais uma novidade. curso

Excelência no Atendimento

Conteúdo: • Relacionamento Interpessoal; • Motivação e comportamento; • Técnicas de atendimento; • Como lidar com clientes zangados; • Imagem dos Funcionários x Vendas de produtos e/ou serviços da emrpesa; • Elaborando um plano de compromisso para o atendimento aos clientes. Data: 24 de fevereiro de 2010. Horário: das 09h às 18h30. Local: sede da ABREDIF - São Paulo Apresentação: JOÃO CARLOS SIMÕES, graduado em Pedagogia, com grande experiência em Recursos Humanos. Auditor da ISO. Informações e Inscrições: (14) 3882-0595

DF FEVEREIRO2010

27

Realização


PROFISSIONAIS

Funeral Shopping TANATOPRAXISTA E AGENTE FUNERÁRIO

AGENTE FUNERÁRIO

JOÃO OLÍMPIO RIBEIRO FILHO 44 anos de idade; 05 anos de experiência como agente funerário; 20 anos como motorista; Experência com ornamentação e serviços funerários em geral. Disponível para a região de Goiás/ Brasília; Contato: (62) 9101-3743 ou (62) 9241-4899

CRISTIANO C. MELO 13 anos de experiência na área; Tanatopraxia, Reconstituição Facial, ornamentação, necromaquiagem e embalsamamento; Gerenciamento de funerária Conforme proposta, disponível para qualquer região do país. Salario: a combinar Contato: (22) 9988-9432 ou 9988-9134 e-mail: mictmr_mictmr@yahoo.com.br

AGENTE FUNERÁRIO

JEAN SANTOS; 23 anos de idade - 5 anos de experiência como agente; Conhecimento das principais cidades do Paraná. Disponível para região de Ponta Grossa/Curitiba; Contato: (42) 8834-0454 jeandalsantos@hotmail.com

AGENTE FUNERÁRIO

FERNANDO DE OLIVEIRA CARVALHO 28 anos; 5 anos de experiência comprovadas, com referência; Faço Suturas, tamponamento, drenagem, ornamentação de urnas, coroas, enfeites florais; Disponível para qualquer região - início imediato; Contato: (19) 9693-9708 • 9273-2331

NOTA: Os anúncios aqui veiculados são de responsabilidade de seus anunciantes, estando a Revista Diretor Funerário isenta de qualquer responsabilidade.

avulso

DF FEVEREIRO2010

28


JOSUEL DE JESUS F. MARTINS 14 anos de experiência na área; Disponível para qualquer região do país; Salário: a combinar; Contato: (19) 3863-2555 • 9219-2802

GERENTE FUNERÁRIO

AGENTE FUNERÁRIO

EVEMIR EDUARDO DOS SANTOS 31 anos de idade; 5 anos de experiência no setor; Atua com preparação de corpos, ornamentação e como motorista; Contato: (11) 2240-0021 • 8870-6944

GERENTE FUNERÁRIO

JUNIO CÉSAR CAMPANHOLO Vasta Experiência em Atendimento ao público; Gerenciamento e administração funerária; Conhecimento geral em práticas de serviços funerários. Contato: (17) 3325-2236 - (17) 9721-5463

ANDERSON FRANCISCO 9 anos de experiência com implantação e administração de Planos de Assistência; Experiência em treinamento nas áreas de pós venda, cobrança, atendimento ao cliente e telemarketing; Disponível para qualquer região do país; Contato: (38) 9978-2750 andercrisfe@yahoo.com.br

CONSULTOR FUNERÁRIO CARLOS EDUARDO MASS; 06 anos de experiência, habilitação cat. B Disponível para a região de Porto Alegre. Contato: (54) 8412-3889

GERENTE DE CEMITÉRIO

REPRESENTANTE COMERCIAL

VENDO CEMITÉRIO EM MAUÁ

TRANSFIRO CONCESSÃO

35 anos ,vasta experiência como Gerente Administrativo Financeiro; Conhecimento das principais atividades de necrópoles; Experiência em velórios, exumação, inumação, remoção; Disponível para região de São Paulo-SP Salário a combinar Contato: (13) 3028-5230 / 9703-4630 e-mail: pires-machado@ig.com.br

CELSO DOS SANTOS; Procura por indústria de Urnas para atender na região Centro-Oeste. Experiência de 8 anos no ramo de vendas; Habilidade em negociação, fechamento de negócios e atendimento ao cliente; Localizado em Cuiabá-MT; Disponibilidade para viagens com carro próprio; Inscrito na Junta Comercial de Mato Grosso. Contato: (65) 3641-9092 • 9224.2738 celsodsantos@yahoo.com.br

CEMITÉRIO COLINA DAS AROEIRAS Na alça do anel rodoviário (trecho Sul); Trav. da Av. Papa João XXIII; 40.000m2, com 9.350 jazigos com 4 gavetas; Documentação técnica e propriedade aprovadas, inclusive Funerária; Não inaugurado, com canalização, água, luz e outros. Valor: a combinar Contato: Nicolae (11) 3222-3244 e-mail: nicolaeg@globo.com

Transfiro contrato de concessão de serviços funerários para empresa idônea do ramo; Local: Litoral Norte do Estado de São Paulo; Prazo de concessão: 10 anos, renováveis; Valor: a combinar. Contato: Sra. Patrícia (12) 8187-0002

DF FEVEREIRO2010

29

EMPRESAS

COMPRO - USADA; Celso Bracalente - Valinhos-SP Contato: (19) 3869-1900 - 7807-3871 Nextel: ID 89*6367 ou celsobraca@linkbr.com.br

PROFISSIONAIS

AGENTE FUNERÁRIO

CAPOTA PARA SAVEIRO


Legislação Por: Deise Neves Botelho Rezende

Você SABE o que são os IMPOSTOS? No Brasil eles estão por toda a parte. Saiba quais são os principais impostos nacionais e o que é feito com sua receita Impostos são valores pagos, em moeda nacional, por pessoas físicas e jurídicas. O valor é arrecadado pelo Estado (governos municipal, estadual e federal) e serve para custear os gastos públicos com saúde, segurança, educação, transporte, cultura, pagamentos de salários de funcionários públicos, entre outros, e usado para investimentos em obras públicas (hospitais, rodovias, hidrelétricas, portos, universidades, e afins).

jurídicas. A utilização do dinheiro proveniente da arrecadação de impostos não é vinculada a gastos específicos. O governo, com a aprovação do legislativo, é quem define o destino dos valores, através do orçamento. O Brasil tem uma das cargas tributárias mais elevadas do mundo. Atualmente, ela corresponde a, aproximadamente, 37% do PIB (Produto Interno Bruto).

Os impostos incidem sobre a renda (salários, lucros, ganhos de capital) e patrimônio (terrenos, casas, carros, etc) das pessoas físicas e

Saiba quais são os principais impostos cobrados no Brasil FEDERAIS • IR (Imposto de Renda) - Imposto sobre a renda de qualquer natureza. No caso de salários, este imposto é descontado direto na fonte; • IPI - Imposto sobre Produtos Industrializados; • IOF - Imposto sobre Operações Financeiras (Crédito, Operações de Câmbio e Seguro ou relativas a Títulos ou Valores Mobiliários); • ITR - Imposto Territorial Rural (aplicado em propriedades rurais).

ESTADUAIS • ICMS - Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços; • IPVA - Imposto sobre Propriedade de Veículos Automotores (carros, motos, caminhões). MUNICIPAIS • IPTU - Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial Urbana (sobre terrenos, apartamentos, casas, prédios comerciais); • ITBI - Imposto sobre Transmissão Inter Vivos de Bens e Imóveis

mai/2009 a abr/2010

CAS INDUSTRIAL - Qualidade e confiança Ref. 60 Madona Marfim Acabamento interno: Cetin drapeado, babado e sobrebabado em rendão de luxo; Acabamento externo: Verniz PU alto brilho (Visor inteiro)

Ref. 18x cor 3 envelhecido Acabamento interno: Cetin liso, babado em cetin e sobrebabado em rendão de luxo; Acabamento externo: Verniz PU alto brilho (Visor inteiro)

www.casindustrial.com.br - Fone (48) 3652-1337 Rua Orleans, 556 - CEP 88890-000 - Grão Pará-SC DF FEVEREIRO2010

30


e de Direitos Reais a eles relativos; • ISS - Impostos Sobre Serviços; PIS/ PASEP e COFINS

Isenções - São isentas da Contribuição para o PIS/Pasep e da Cofins as entidades beneficentes de assistência social que atendam as exigências estabelecidas em lei (CF/88, art.

Contribuição para Financiamento da Seguridade Social, instituída pela Lei Complementar 70 de 30/12/1991, com as alterações da Lei 9.718/98 e subsequentes.

E também as receitas: • dos recursos recebidos a título de repasse, oriundos do Orçamento Geral da União, dos Estados, do Distrito Federal e dos Municípios, pelas empresas públicas e sociedades de economia mista; • da exportação de mercadorias para o exterior; • dos serviços prestados a pessoas físicas ou jurídicas residentes ou domiciliadas no exterior, cujo pagamento represente ingresso de divisas; • do fornecimento de mercadorias ou serviços para uso ou consumo de bordo em embarcações e aeronaves em tráfego internacional, quando o pagamento for efetuado em moeda conversível; • do transporte internacional de cargas ou passageiros; • auferidas pelos estaleiros navais brasileiros nas atividades de construção, conservação, modernização, conversão e reparo de embarcações pré-registradas ou registradas no Registro Especial Brasileiro (REB), instituído pela Lei nº 9.432, de 8 de janeiro de 1997; • de frete de mercadorias transportadas entre o País e o exterior pelas embarcações registradas no REB, de que trata o art. 11 da Lei nº 9.432, de 1997; • de vendas realizadas pelo produtor-vendedor às empresas comerciais exportadoras nos termos do Decreto-Lei nº 1.248, de 29 de novembro

São contribuintes da COFINS as pessoas jurídicas de direito privado em geral, inclusive as pessoas a elas equiparadas pela legislação do Imposto de Renda, exceto as microempresas e as empresas de pequeno porte submetidas ao regime do Simples Federal (Lei 9.317/96) e, a partir de 01.07.2007, do Simples Nacional (LC 123/2007). A base de cálculo da contribuição é a totalidade das receitas auferidas pela pessoa jurídica, sendo irrelevante o tipo de atividade por ela exercida e a classificação contábil adotada para as receitas. A alíquota geral é de 3% ou 7,6% na modalidade não cumulativa. Entretanto, para determinadas operações, a alíquota é diferenciada. O PIS e a COFINS devem ser recolhidos até o dia 20 do mês seguinte ao da competência Nas pessoas jurídicas que tenham filiais, a apuração e o pagamento das contribuições serão efetuados, obrigatoriamente, de forma centralizada, pelo estabelecimento matriz. indeterminado

DF FEVEREIRO2010

31


Legislação • •

de 1972, e alterações posteriores,desde que destinadas ao fim específico de exportação para o exterior; e de vendas, com fim específico de exportação para o exterior, as empresas exportadoras registradas na Secretaria de Comércio Exterior do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior. da venda de energia elétrica pela Itaipu Binacional.

E ainda as receitas relativas às atividades próprias das seguintes entidades: • templos de qualquer culto; • partidos políticos; • instituições de educação e de assistência social que preencham as condições e requisitos do art. 12 da Lei nº 9.532, de 10 de dezembrode 1997; • instituições de caráter filantrópico, recreativo, cultural, científico e as associações, que preencham as condições e requisitos do art. 15 da Lei nº 9.532, de 1997; • sindicatos, federações e confederações; • serviços sociais autônomos, criados ou autorizados por lei;

• • • •

conselhos de fiscalização de profissões regulamentadas; fundações de direito privado; condomínios de proprietários de imóveis residenciais ou comerciais; e Organização das Cooperativas Brasileiras (OCB)e as Organizações Estaduais de Cooperativas previstas no art. 105 e seu § 1º da Lei nº 5.764, de 16 de dezembro de 1971.

Observações: • Consideram-se receitas derivadas das atividades próprias somente àquelas decorrentes de contribuições, doações, anuidades ou mensalidades fixadas por lei, assembléia ou estatuto, recebidas de associados ou mantenedores, sem caráter contraprestacional direto, destinadas ao seu custeio e ao desenvolvimento dos seus objetivos sociais. (IN SRF nº 247, de 2002, art. 47, § 2º) •

Para efeito de fruição desse benefício fiscal, as entidades de educação, assistência social e de caráter filantrópico devem possuir o Certificado de Entidade Beneficente de Assistência Social expedido pelo Conselho Nacional de Assistência Social, renovado a cada três anos, de acordo com o disposto no art. 55 da Lei nº 8.212, de 24 de julho de 1991. (IN SRF nº 247, de 2002, art. 47, § 1º).

fev /2010 a jan/2011

DF FEVEREIRO2010

32


HagaTex

Temos o treinamento sob medida para sua empresa. TANATOPRAXIA;

RECONSTITUIÇÃO FACIAL;

TÉCNICAS DE VENDAS EM PLANOS FUNERÁRIOS; EXCELÊNCIA NO ATENDIMENTO.

Todos eles realizados na modalidade “IN COMPANY”

INFORME-SE: (14) 3882-0595 e-mail: ctaf@ctaf.com.br DF FEVEREIRO2010

33

*O ctaf oferece os cursos na modalidade “in company” na cidade do contratante. Porém, para que o treinamento seja realizado é necessário um número mínimo de participantes e infra-estrutura adequadas para cada curso. Solicite proposta.

CERIMONIAL: CELEBRAÇÃO DA VIDA;


Humor & Tal PAI É PAI

PARA O NATAL DE 2010

O filho roqueiro, de um pastor da igreja, está prestes a completar 18 anos.

Querido Papai Noel!

Louco para dirigir, o rapaz resolve pedir o carro emprestado ao pai. Depois de pensar um pouco, o pastor responde:

Em 2009, você levou o meu cantor e dancarino preferido, Michael Jackson, o meu ator preferido, Patrick Swayze e a minha atriz preferida, Farrah Fawcett...

- Filho, vamos fazer o seguinte: você melhora suas notas na escola, estude a Bíblia todos os dias e corta esse cabelo. E aí voltamos a conversar.

Só quero lembrar vc que o meu político favorito é o Lula e a minha candidata favorita é a Dilma Rousseff...Tá ???

Um mês depois, o rapaz volta a perguntar ao pai se pode usar o carro.

Não esquece .... Colaboração: Maria Lúcia de Souza - Botucatu-SP

- Filho, eu estou realmente orgulhoso: você dobrou suas notas na escola e estudou bem a Bíblia. Mas não cortou o cabelo! E como fica o nosso trato ???

LISBOETAS

- Papai, lendo a Bíblia, eu fiquei intrigado, responde o filho. Sansão usava cabelos longos, Noé também. Até Jesus tinha cabelos compridos !!! E todos eram boas pessoas !!!

ÚLTIMAS NOTÍCIAS DE LISBOA “Gêmeo tenta se suicidar e mata o irmão por engano”. DISK FINADOS Lançaram em Portugal, o novo serviço por telefone, é o Disk-Finados... Você telefona e ouve um minuto de silêncio!

E o pai: É verdade meu filho... e, olha que coisa... TODOS ELES ANDAVAM A PÉ... Colaboração: Solange Serafim - Botucatu-SP

ACIDENTE AÉREO Um avião caiu no cemitério em Portugal. O acidente foi horrível já retiraram 35.000 mortos!

TRÊS AMIGOS APOSENTADOS

CURVA PERIGOSA O português estava dirigindo em uma estrada, quando viu uma placa que dizia: “Curva Perigosa à Esquerda”. Ele não teve dúvidas: virou à direita!

- O que você tá fazendo na vida, Toninho? (exexecutivo da Pirelli). - Bem... eu montei uma recauchutadora de pneus. Não tem aquela estrutura e organização que havia quando eu trabalhava na Pirelli, mas vai indo muito bem.

NO SEXO - Manuel, você gosta de mulher com muito seio? - Não, pra mim dois já tá bom.

- E você, José? (ex-gerente de vendas da Shell). - Eu abri um posto de gasolina. Evidentemente também não tenho a estrutura e a organização dos tempos da Shell, mas estou progredindo.

SOCIEDADE Vocês sabem porque sociedade entre portugueses sempre dá certo? Porque um rouba do outro e deposita na conta conjunta!

- E você Marcos? (ex-funcionário do Congresso Nacional).

Colaboração: André Luis Polo - Botucatu-SP

- Eu montei um puteiro... - Um puteiro???

Participem

- ÉÉÉÉÉÉ!!! Um puteiro!!! É claro que não é aquela zona toda que é o Congresso Nacional, mas já tá dando lucro!!!

ENVIE VOCÊ TAMBÉM SUAS PIADAS Rua João de Campos, 48 - Caixa Postal, 112 CEP 18603-970 - Botucatu - SP Fax para: (14) 3882-0595 Envie seus e-mails para: revista@ctaf.com.br

Colaboração: Solange Serafim - Botucatu-SP DF FEVEREIRO2010

34


*Valores sujeito a cobrança de frete.

Os itens deste KIT podem ser vendidos separadamente

COMPOSTA PELOS SEGUINTES ITENS: • 1 frasco de Loção Adstringente. • 1 frasco de Creme Umectante. • 2 máscaras para Cílios. • 2 estojos de Sombra para os Olhos. • 1 pote de PR-E - Massa para Reconstituição. • 4 potes de PR-S - Pó para Superfície. • 4 potes de Base Fixadora. • 1 frasco de Cola. • 1 embalagem de Brilho Labial. • 1 frasco de Base Seladora. • Acessórios para o manuseio dos produtos.

Curso: RECONSTITUÇÃO FACIAL Turmas em: Março / 2010 Local: Sede da ABREDIF - São Paulo-SP; Horário: das 10h às 17h

Mais um produto:

Informações:

(14) 3882.0595

DF FEVEREIRO2010

35


DF FEVEREIRO2010

36

revista fevereiro 2010  

revista diretor funerario

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you