Issuu on Google+

jornal da

FILIADO A

CONLUTAS CORREIOS - SP

OPOSIÇÃO

Às direções do Sintec - sp e Fentect Número 4

Julho

2012

CAMPANHA SALARIAL 2012

Unifique os 35 sindicatos na Campanha Salarial 2012! Entre os dias 12 e 17/06 foi realizado em Fortaleza-CE o XI CONTECT(Congresso dos Trabalhadores dos Correios) que contou com 265 delegados. O SINTECT-SP, BRU, SJO e TO não foram para o congresso. O congresso tinha a responsabilidade de tirar a pauta de reivindicações, um calendário de luta e preparar o conjunto da categoria para a campanha salarial e contra o SAP. Lamentavelmente não cumpriu este papel! O rompimento com a FENTECT e a eleição da nova diretoria viraram os eixos de discussão do congresso. Mais Independente de quem ganhou o congresso, agora é hora de unificar todos os sindicatos e a categoria na campanha salarial, independente de quem está dentro ou fora da Federação. Avaliamos que ago-

ra todos os sindicatos devem estar presentes na mesa de negociação conforme aprovado no CONTECT, e também que o comando de Negociação terá um representante por cada sindicato e mais seis membros da direção da FENTECT. Se não for encaminhado assim a nova direção da FENTECT estará desrespeitando a deliberação do Congresso. Para nós da Oposição/CONLUTAS, é muito importante a unidade na campanha salarial, para que sejamos vitoriosos. Nesta campanha salarial além da questão econômica não podemos abrir mão da luta por mais contratação de funcionários, por segurança contra os assaltos, pela suspen-

são do SAP, contra o assédio moral e por melhores condições de trabalho.

Os delegados da FNTC votaram no Bloco de Oposição, mais não entraram na direção da FENTECT! Os delegados da FNTC foram ao XI CONTECT anunciar o rompimento com a Fentect e fazer um chamado aos trabalhadores à unidade da Campanha Salarial 2012, objetivando a construção de uma Pauta de Reivindicação e Calendário de Mobilização único, para avançarmos nas conquistas e enfrentarmos os ataques da Direção dos Correios e do Governo Federal. Com os votos críticos dos delegados ligados ao PSTU, a CSP Conlutas e da FNTC, o “bloco de oposição” ganhou o congresso. Mas queremos registrar que "ironicamente" a Federação segue sendo majoritariamente dirigido pelo PT e pela CUT que estão representados tanto no Bloco da ARTSIND/ PT do Taliban, que saiu da Secretaria Geral para as finanças, quanto pelo Bloco de Oposição que tem na sua composição militantes do PT, ligados ao MRL, MUTE, Alternativa Ecetista, ASS e Intersindical alem dos CUTistas do PCO e "Independentes". Estão propagandeando muito que a oposição venceu e

que a Federação agora é de luta. Como podemos ver vários membros dessa "oposição" estão atrelados a duas organizações políticas (PT/CUT) que apoiam o governo fazendo parte deste, de várias Diretorias, Assessorias, Coordenadorias, Gerencias e Supervisões dentro da Empresa de Correios. Acreditamos que a política do voto critico no Bloco foi acertada, com todas contradições que existem dentro e fora do "bloco de oposição". Respeitamos vários companheiros que estão no bloco compondo a direção da Federação, mas também queremos alertar que dentro deste bloco tem pessoas que usam dos métodos de calúnia e difamação, com ataques morais às pessoas que divergem deles o que é muito grave para a democracia operaria. Uma coisa é certa, tantos os militantes do PSTU, da CSP-CONLUTAS e da FNTC, mesmo não es-

tando na direção da federação vão estar juntos aos trabalhadores ecetistas lutando por melhores condições de trabalho, contratação de funcionários, melhores salários e contra o SAP.

Condições de trabalho

Respeitados pela sociedade, desrespeitados pela a ECT: Os Trabalhadores(as) dos correios sempre tiveram muita credibilidade perante a sociedade. Mas devido à política de desmonte da ECT e do governo federal, essa confiança, vem sendo destruída ano a ano. Isso se dá por falta de investimentos do governo e da direção da empresa que querem sucatear a ECT para poder privatizá-la de vez. Hoje temos carteiros e atendentes que lidam diretamente com o público sendo agredidos verbalmente e fisicamente pela sociedade. E tudo isso acontece pela a falta de efetivo e de condições de trabalho. Hoje o governo Dilma e a empresa

querem só impor metas de produção aos trabalhadores, como o famigerado SAP. Porém, não dão condições de trabalho necessárias. Falta EPI, bolsa de carteiro, protetor solar, veículos, segurança e o principal, mão de obra. Dos 9 (nove) mil contratados no último concurso mais de 40% não ficaram na empresa devido às condições de trabalho e o baixo salário. Agora na véspera da campanha salarial, a direção da empresa está propagandeando a contratação de 9 (nove) mil trabalhadores em 3 (três) parcelas. Porque não contrata os nove mil agora? Na campanha salarial vamos exigir todas as contratação já.


Oposição CSP Conlutas julho 2012

Como fica nossa campanha salarial em SP?

da categoria imediatamente para preparar os trabalhadores (as) para a grande batalha que será a nossa campanha salarial deste ano. Também é preciso unificar o calendário e a pauta de reivindicações e estar presente na mesa de negociação com todos os outros sindicatos conforme foi aprovado no congresso. A direção do sindicato também tem que mudar o seu comportamento, é preciso ter democracia. Não pode ter o comportamento da assembleia ocorrida no dia 15/06/12, uma sexta-feira, onde não tinha cem trabalhadores presentes. Alem disso não permitiu que os presentes na assembleia falassem. Quando nós da Oposição/ CONLUTAS pedimos a palavra para contribuir com propostas o Peixe e o Divisa não permitiram a fala. Achamos que os trabalhadores(as) de São Paulo, não podem fazer campanha salarial separados dos outros estados como a diretoria de São Paulo, está propondo! Por isso, nós da Oposição/CONLUTAS, fazemos um chamado a todos os traA grande pergunta que os trabalhadores dos correios de SP estão fazendo hoje, na balhadores da base para que exijam da diretoria do nosso sindicato que unifique o base, é como fica a nossa campanha salarial, já que o sindicato se desfilou da FEN- Calendário de Luta e a Pauta de Reivindicação com os outros estados, para nós sairmos TECT. Neste sentido é preciso que a direção do sindicato comece a mobilização vitoriosos desta campanha salarial. Só com unidade venceremos esta batalha!

Na campanha salarial, lutar para melhorar o convenio médico! A ECT está acabando com o convênio médico: O convênio médico da ECT, já foi um dos melhores convênios medicos. Mas isso, começou a mudar a partir de 2002, quando a direção da empresa pensando somente em redução de custo para aumentar o seu lucro, começou a atacar o nosso convênio, cancelando convenios com hospitais, clínicas e laboratórios de qualidade.

E por consequência, dificultam a emissão de guias ou não autorizam os procedimentos solicitados pelos médicos. Vejam o absurdo! Até cirurgias são desmarcadas porque a GESAU não autoriza o procedimento. Durante o governo Lula se intensificou esse ataque, haja vista que em algumas regiões da DR/SPM, não existe praticamente atendimento médico de qualidade, como no ABCD e Zona Norte, obrigando os funcionários a se deslocarem destas regiões para outras regiões ou cidades para serem atendidos. Além disso, a empresa nos brindou com um presente de Grego, que foi deixar os ambulatórios fechados por vários meses. Somente agora que estão voltando a funcionar parcialmente. Nesta campanha salarial temos que lutar bravamente contra esse ataque brutal ao nosso convênio médico, pois, ele foi conquistado com muita luta, inclusive com demissões de companheiros(as), que fizeram greves heróicas para que nós tivéssemos um convênio de boa qualidade. Todos na luta pelo nosso convênio!

Estão fazendo Cobranças indevidas dos Atendentes Comerciais nas AC’s ! Como não bastasse o assédio moral, as metas inatingíveis, os assaltos constantes às agências dos Correios, agora o Atendente Comercial sofre com o PROTER (Proteção de Receita). Há um sistema implantado nos Correios onde, depois de objetos postados e encaminhados, nos CTE's verificam o peso, medidas e CEPs e todos Sedex postados nas agências e caso ocorra alguma divergência, as diferenças são lançadas no sistema e cobradas do Atendente que fez a postagem do objeto. O PROTER nada mais é do que uma simplificação e agilidade para responsabilizar e cobrar financeiramente qualquer diferença na cubagem do Sedex. Sistema de segurança, não tem, Sistema contra assédio moral, não tem, mas para fazer o Atendente pagar, o sistema é ágil. Não ao pagamente de nenhuma cobrança aos atendentes comerciais!

Curso de delegados Sindical Cipeiros e ativistas!

A Oposição/CONLUTAS realizou no ultimo dia 01 de Julho o curso de “CONCEPÇÃO, ESTRATÉGIA E PRÁTICA SINDICAL” para delegados sindicais, cipeiros e ativistas. O curso foi administrado pelo ILAESE. Estiveram presentes vários companheiros, que avaliaram ao final, que mesmo sendo um domingão valeu apena o esforço. E para dar continuidade na formação dos delegados, Ciperios e ativistas foi marcado outro curso para o dia 05 de agosto. Desde já estamos convidando todos que queiram participar a entrar em contato com Geraldinho através dos telefones e e-mail que segue no rodapé deste jornal. Ajude a construir a Oposição/SCP CONLUTAS no seu setor de trabalho. Entre em contato atraves do endereço: Praça Padre Manuel da Nóbrega, nº 16 / 4º andar, Centro - SP. Ou através dos telefones (011) 3104-2874 ou (011) 8244-7783, com Geraldinho E-mails: geraldinho16@uol.com.br e fntcorreios@yahoo.com.br


Jornal Conlutas Correios SP - Julho/2012