Issuu on Google+

Festa da Páscoa Dia 8 de Abril a Páscoa dominou a Mediateca. Pois é, a nossa equipa de Responsáveis e Monitores com a colaboração de alguns leitores organizaram para este dia a ―Festa da Páscoa‖, onde a animação marcou o momento. Por mais estranho que pareça, nesta festa não houve paredes para segurar, não só porque o espaço era reduzido (comparado com outras festas) mas também porque a ―malta‖ se encontrava toda a dançar… Será que podemos dizer que os DJ´S (André Rodrigues e Gerson Nogueira) estiveram bem atentos aos gostos dos nosso convidados?!! Claro que sim!! Mais uma vês, este ano tivemos o sorteio do Ovo da Páscoa e da Amêndoas. Os grandes vencedores foram os nosso queridos monitores Joana Rodrigues (Ovo da Páscoa) e Bruno Coelho (Amêndoas). Parabéns aos vencedores!!

Destaque

Entrevista a...

O Blog de...

No final, a animação foi tanta que todos ficaram com pena por a festa ter acabado….

Promoção da Leitura

Centro Social da Musgueira


Curiosidades - Os bebés de algumas baleias chegam a mamar quinhentos litros de leite num único dia - Os filhotes do urso cinzento nascem com meio quilo. Em compensação, no período de um ano, atingem os noventa quilos. O ursinho polar nasce com sete quilos e chega aos 725 na fase adulta. - Um porco-espinho, tem em média, 30 mil espinhos. Ele é um excelente nadador porque os espinhos ajudam a flutuar. - As abelhas tem cinco olhos. São três pequenos no topo da cabeça e dois menores na frente. - As formigas são equipadas com cinco narizes diferentes, cada um com uma função específica. A minhoca e a lesma, possuem quatro. - A criatura mais pesada do mar, a baleia-azul, pesa 140 toneladas. É vinte vezes mais pesada que a maior criatura da terra, o elefante africano.

O Blog de.. Daniela Abreu Este mês lançamos uma nova iniciativa — ―O Blog de…‖. Todos os meses iremos ter com um leitor, monitor ou responsável e colocamos-lhes três questões sobre o Blog da Mediateca, são elas: - ―Vais ao blog para‖ - ―O que mais gosto de ver no Blog é‖ - ― O que mudaria no Blog era‖ . Este mês escolhemos a Daniela Abreu, que aceitou logo de imediato o convite. Daniela, ―Vais ao blog para‖ pesquisar coisas sobra a Mediateca; ―O que mais gosto de ver no Blog é‖ as fotografias; ― O que mudaria no Blog era‖ nada.

Centro Social da Musgueira


Entrevista... Ana: Como vieste parar aqui à Mediateca?

tações. Ana: O que esperas vir a desenvolver mais, Lara: Através da aqui neste espaço? Vânia, conhecia numa formação Lara: Penso que o grupo tem vindo a conela falou-me da densar e a fidelizar, com a experiência os Mediateca e vim mais ―difíceis‖ têm vindo mais facilmente a falar com o cooperar. Constante. Ana: Em que área queres investir no futuro?

Lara: Penso vir a desenvolver várias disciplinas, não só numa área, como por exemplo a Ana: Que dificuldades encontras ao mobili- dança e o movimento…Actualmente faço dança contemporânea. Espero poder estuzar um grupo aqui na Mediateca? dar para sempre. Para já sou finalista de Artes performativas. Lara: Nem sempre é fácil, mas o grupo é bastante coeso principalmente quando se aproximam as apresentações. Ana: O que encontras como desafiante em mobilizar este grupo? Lara: As características são diferentes, eles são muito fascinantes, pois têm uma experiência de vida muito rica e isso nota-se pelos testemunhos que dão. Ana: As apresentações que fazes aqui correram de acordo com as tuas expectativas? Lara: A expectativa mata sempre um bocadinho o processo mas o mais importante é o que se faz durante a preparação das apresen-

Centro Social da Musgueira


A Receita da Tia da Joana: Pudim de Ananás e Gelatina Ingredientes:

Preparação:

1 Lata de Ananás

Cobre-se um tabuleiro com ananás faz-se 2 pacotes de gelatina com uma chávena de água a ferver de leite frio.

2 Pacotes de Gelatina de Ananás 6 Ovos 3 Colheres de sopa de açúcar

À parte batem-se 6 claras em castelo e três colheres de sopa de açúcar e junta-se à gelatina. Finalmente por cima do ananás que está no tabuleiro e vai ao frigorifico. Convém fazer-se de um dia para o outro.

Conto Tradicional Oriental ―O Cão Indeciso‖ Numa e noutra beira de um caudaloso rio existiam dois mosteiros. Um cão dócil e cordial para os monges comia a seu bel-prazer num e noutro mosteiro. Quando tocava a campainha do sinal para a refeição dos monges, o cão, estivesse numa ou noutra margem do rio, ia a um ou a outro mosteiro, onde lhe davam os restos. Mas em certa ocasião, estava a tomar banho no rio quando ouviu a campainha da margem direita. Começou a nadar para aquela margem para ir comer, e, então, ouviu que badalava o sino do mosteiro da margem esquerda, o que o fez mudar de rumo e ir para o outro lado do rio. Mas ambos os sinos continuavam a tocar. O cão começou a reflectir sobre que tipo de comida lhe apetecia mais e não se conseguia decidir por uma ou por outra. Ia para um lado do rio e depois para o outro até que, finalmente, lhe faltaram as forças, afundou-se nas águas e, tristemente morreu.

―Quando a indecisão se torna crónica, trava o nosso desenvolvimento interior e o nosso processo vital. Nesse caso, os mestres zen dizem: ―Senta-te ou levanta-te, mas não vaciles!‖

Centro Social da Musgueira


Actividades Mediateca Actividades Férias da Páscoa: Cristo Reis - Nas férias da Páscoa fomos dar um passeio pelo Cristo Rei. Partimos da Mediateca de manhãzinha e fizemos uma longa caminhada até lá. À vinda parámos no Terreiro do Paço onde fizemos um Peddy Papper até ao Rossio. Depois fomos provar os famosos gelados do Santini, e voltámos para a Mediateca. Foi muito divertido!

BikeTour — Realizou-se uma caça ao tesouro em bicicleta pela Mediateca no dia 13 de Abril. Uns dias antes os participantes tiveram oportunidade de afinar as suas bicicletas na Mediateca. Um grupo de 20 partiu à aventura pela Alta de Lisboa, passando pelo Parque Oeste, Parque de Stª Clara, a Quinta dos Lilases e a Qtª das Conchas e foi nesta última, lá no cimo ao pé da ―casa assombrada‖ que encontramos e semeamos parte do tesouro (Flores Silvestres) e descobrimos no meio das charadas aquilo que também procurávamos… um saco de doces!! CCB (Centro Cultural de Belém) - No dia 21 de Abril, fomos visitar dois Museus da cidade de Lisboa. Esta viagem cultural começou com a visita ao Museu da Electricidade, à nossa espera estava a técnica do Museu, que nos explicou, sala a sala, todos os recantos do Museu. Foi uma viagem muito interessante e onde aprendemos muito. Pela tarde a visita seguiu-se até ao Museu Berardo, no CCB. Aguardava a nossa chegada uma profissional do Serviço Educativo, que nos acompanhou na visita e ainda nos presenteou com um atelier, onde podemos desenhar e fazer "pequenas/grandes" obras de arte. Este dia foi de facto, uma grande aventura cultural, com muita gargalhada e aprendizagem à mistura. A repetir!!!!

Escolhas 4ª Geração — Teve início um curso no ISU, de orientação profissional, no qual participaram vários jovens da Mediateca, entre eles o Leandro Mendes, Leandro Abreu, Diogo Nascimento, João Teixeira, Inês Braz, entre outros leitores menos assíduos da mediateca. O curso tem uma componente de formação em sala de 3 semanas e mais 2 de estágio numa área que cada um tenha interesse. O feedback de alguns jovens tem sido muito positivo e têm demonstrado um grande desempenho e interesse. Parabéns aos participantes!

Centro Social da Musgueira


Promoção da Leitura Neste jornal contámos com a original colaboração da bibliotecária da Escola Superior de Educação de Lisboa (EXElx), a Dr.ª Stella Gaspar, que nos enviou o seguinte texto: Daniel Pennac escritor francês dos nossos dias teve a ideia de à imagem dos direitos humanos escrever os direitos do leitor. Ei-los enunciados e seguidos de alguns comentários que esperamos que sejam ponto de partida para os vossos: direito de não ler - às vezes todos nos dizem: ‖lê que é bom‖ mas não nos apetece…e porque ler sem apetecer é como comer sem fome… O direito de pular páginas - porque na vida temos sempre de saltar obstáculos e etapas… porque não saltar algumas páginas? O direito de não terminar um livro - porque há coisas que se começam e não dão vontade de acabar…e porque ficar a meio é também uma maneira de se lá voltar. O direito de reler - porque quando se gosta é assim…repete-se e quer-se mais. O direito de ler qualquer coisa - porque nunca sabemos o que nos espera… e o que encontramos como leitura pelo caminho. O direito a se parecer com o herói - porque quem lê pode escolher com quem se parece: o bom …o mau …ou o vilão! O direito de ler em qualquer lugar - qualquer lugar é bom seja para o que for desde que se esteja a gostar…seja de um livro ou outra coisa. O direito de ler uma frase aqui e outra ali - porque é bom saltar à macaca nem que seja com palavras…uma aqui outra acolá. O direito de ler em voz alta – se se canta alto no duche porque não ler também assim…e quem sabe... cativar os vizinhos para a leitura. O direito de calar - porque o silêncio é por vezes a melhor maneira de dizermos o que sentimos e os livros deixam-nos por vezes sem palavras de tantas emoções que nos despertam.

Centro Social da Musgueira


Tel: 219-235-401 Fax: 219-235-401 Correio electrónico: alguem@example.com Endereço da actividade

Passatempos Descobre os 7 erros que existem entre os desenhos abaixo.

Orientadora: Inês Lobão Jornalista: Ana Pinto & Joana Silva Colaboradores: Lara e Joana R. Centro Social da Musgueira


Jornal On/Off Jovem n.º 83 - Abril 2011