Page 1

Número 100 - Set/Out de 2004 - Ano XXIII

ÓRGÃO OFICIAL DO CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DE SÃO PAULO

Avenida Paulista, 688 - Térreo - CEP 01310-909 - São Paulo - SP

Conselho continua com enquete de pesquisa sobre a Odontologia Página 4

CROSP firma parceria com UNESCO no concurso “A Saúde Bucal” Página 13

Projeto de lei que define ato médico prejudica profissionais da Odontologia e de outr as áreas da saúde Página 8

CROSP promo v e seminário entre cirurgiões-dentistas e oper ador as de saúde do Página 24 estado de São Paulo

Setenta e cinco cirurgiões-dentistas v encem eleições par a v ereador, prefeito e viceprefeito Página 21


ÍNDICE

CRO/SP

CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DE SÃO PAULO Avenida Paulista, 688 – Térreo Tel Tronco-Chave: (11) 3549-5500 CEP 01310-909 São Paulo – Brasil www.crosp.org.br ÓRGÃO OFICIAL DO CONSELHO REGIONAL DE ODONTOLOGIA DE SÃO PAULO

Órgão Oficial do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo

Expediente

PRESIDENTE Dr. Emil Adib Razuk SECRETÁRIO Dr. Luiz Roberto Cunha Capella TESOUREIRO Dr. Francisco Couto Mota

3

EDITORIAL

4

PESQUISA

8

PROFISSÃO

8

PROFISSÃO II

Autoridades discutem atualização profissional em congresso da UNIP

9

PREVENÇÃO

Programa de Prevenção e Diagnóstico do Câncer Bucal vai a 8 cidades

10

ÉTICA

12

CONCURSO A SAÚDE BUCAL

21

ELEIÇÃO

22

FISCALIZAÇÃO

24

MERCADO

CONSELHEIROS Dr. Ideval Serrano Dr. Claudio Yukio Miyake (licenciado) Dra. Neide Aparecida Sales Biscuola Dr. Adriano Albano Forghieri Dra. Leila Viana Dr. Nélson José Modesto Guidio

TELEFONES DO CROSP Projeto Gráfico, Diagramação e Edição: Consultoria, Publicidade e Assessoria de Imprensa Ltda.

Tel: (11) 3487-2092

E-mail: redacao@aip-y.com comercial@aip-y.com Editor Responsável: H. Carrijo (MTb 17.396) Colaboradores: Patrizia Rigonati Assessoria de Imprensa E-mail: imprensa@crosp.org.br TEL: (11) 3549-5500 Fotolitos e Impressão: OESP Gráfica S.A. Av. Prof. Celestino Bourrul, 100 - São Paulo Tiragem: 90.000 exemplares

02

TRONCO-CHAVE 3549-5500 Cobrança 3549-5501 até 3549-5507

Contabilidade 3549-5508 até 3549-5511

CROSP continua com enquete sobre pesquisa

Ato médico compromete autonomia de cirurgiões-dentistas

Código de Processo Ético é discutido em Campos do Jordão

CROSP aumenta número de prêmios e amplia parcerias

Setenta e cinco cirurgiões-dentistas são eleitos no pleito municipal

Falsos profissionais são autuados

CROSP faz seminários com profissionais e operadoras de saúde

Contas a Pagar 3549-5512 e 3549-5513

Seccionais 3549-5545 e 3549-5546

Financeiro 3549-5563

CPD 3549-5514 até 3549-5518

Secretaria 3549-5548 até 3549-5550

Tesouraria 3549-5565

Especialidades 3549-5519 até 3549-5522

Marketing 3549-5551

Comissão Ética 3549-5566 até 3549-5572

Atendimento 3549-5524 até 3549-5526

Compras 3549-5552 até 3549-5554

Recursos Humanos 3549-5573 e 3549-5574

Inscrição e Registro 3549-5527 até 3549-5539

Fiscalização 3549-5558 até 3549-5560

Licitação 3549-5579

Odontologia Empresarial 3549-5540 até 3549-5543

Imprensa 3549-5561 e 3549-5562

Jurídico 3549-5580 até 3549-5583


EDITORIAL

PARTICIPAR É IMPORTANTE "Tudo que você faz, que experimenta, que pensa afeta quem você é. Você tem grande influência na criação de si próprio" (mensagem escrita em cédula de um dólar - Seleções-set/2004)

O CROSP tem incentivado os colegas à participação para a valorizar a odontologia e o cirurgião-dentista. Sejam os 4.086 que se prontificaram a trabalhar no grande Concurso "A Saúde Bucal"; a Campanha Vote em Cirurgião-Dentista; os questionários sobre a situação da odontologia na atualidade, as demonstrações de solidariedade e presença em nossos eventos, como o Dia de Tiradentes e do Cirurgião-Dentista. A participação une a classe odontológica, nos mantém coesos e firmes em nossos atos, na busca de reconhecimento da sociedade, na educação do povo sobre a necessidade de preservar a saúde bucal, na orientação dos jovens, na valorização da classe. É verdade que a maior parte da categoria sofre a concorrência do grande número de formados que, a cada dia aumenta mais, enquanto os consultórios se esvaziam. Esse é o nosso dilema. Mas, estamos plantando para o futuro. Quem imaginaria que um Programa de Saúde Bucal iria gerar mais de 5 milhões de trabalhos escolares? Que o Bradesco apoiasse doando R$ 300.000,00 (trezentos mil reais) para os prêmios e impressos; que as empresas de

Novo Crosp - Órgão Oficial do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo

produtos odontológicos fornecessem equipamentos para sortear entre os nossos colaboradores? Qual a causa de tamanho sucesso? A transparência com que o CROSP age. Tudo é claro, e prestamos contas de todos os nossos atos. Deve-se reconhecer a vontade de acertar de toda a Diretoria, de seus Conselheiros e de todos os membros das Delegacias Seccionais. O interesse pelo progresso de cada um dos colegas vem orientando nossa administração desde o início. Por outro lado, nada faríamos não fosse o apoio, a dedicação, o esforço de nossa classe, para nos ajudar em nossos objetivos, que se resumem em dignificar a profissão, desenvolver a empatia com a sociedade, valorizar o trabalho da odontologia. Com o esforço conjunto, o ganho é de todos. E você pode ter grande influência na criação de si próprio. Um abraço do Emil Adib Razuk

03


PESQUISA

CROSP mantém enquete sobre pesquisa Sugestões de colegas sobre a pesquisa de opinião, que será realizada este ano, norteará as metas do CROSP para a valorização da Odontologia

O

Conselho Regional de Odontologia de São Paulo continua recebendo sugestões dos colegas para a pesquisa que será realizada, ainda este ano, com o objetivo de traçar o perfil dos profissionais e da Odontologia no estado, além de verificar qual é a imagem que a população tem dos cirurgiões-dentistas. O resultado da pesquisa é de importância relevante para permitir que o CROSP conheça os pontos positivos da profissão em São Paulo, quais as deficiências que devem ser sanadas e o que a população pensa sobre a Odontologia de uma maneira geral. O CROSP recebeu, até o momento, cerca de 400 sugestões num universo de 70 mil cirurgiõesdentistas e vê com estranheza a pouca participação dos colegas, em particular, das lideranças de classe. O Conselho reforça a observação de que as opiniões deverão se restringir aos limites definidos por lei para o papel das autarquias de fiscalizadora da profissão, não podendo sugerir, por exemplo, a criação de cooperativas que beneficiam apenas uma parcela da classe. Com os dados na mão, o Conselho poderá estabelecer uma linha de ação visando o fortalecimento da Odontologia. A estratégia será construída respeitando o que será revelado pelo levantamento. A meta do CROSP é revitalizar a profissão, torná-la mais visível e simpática à opinião pública. Pretende-se, ainda, descobrir mecanismos que sensibilizem os governantes para a urgência de investimentos na saúde bucal e para que essa área seja considerada prioritária pelas políticas públicas. O profº dr. Flávio Fava de Moraes, ex-reitor da USP, já reafirmou sua posição favorável à iniciativa do CROSP de decodificar a profissão. Ele ressaltou o caráter democrático da iniciativa do Conselho de compartilhar com a classe a tarefa de valorizar a Odontologia. Consultar os cirurgiões-

04

dentistas sobre o que abordar na pesquisa encerra também, para o profº dr. Flávio Fava de Moraes, o cuidado que tem o CROSP de montar uma metodologia correta, que "seja mais generalista, evitando-se que seja focada estritamente pelo lado profissional ou acadêmico". Para ele, o desafio é planejar cuida-

to no que se refere às providências para ampliar o mercado quanto à promoção da boa imagem da profissão junto à opinião pública, os conselheiros estão abertos à imaginação e à criatividade dos colegas a serviço da coletividade. Para o presidente do CROSP, dr. Emil Adib Razuk, a mobilização dos inscritos é um po-

Site do CROSP permitirá que cirurgiãodentista opine sobre o teor a ser abordado pela pesquisa de opinião pública que deve acontecer ainda este ano dosamente as questões que serão formuladas para que a pesquisa, em razão de más perguntas, não consiga obter os elementos necessários para o fim desejado que é de otimizar a Odontologia. É esse zelo que o Conselho está tomando. Embora a autarquia esteja profundamente envolvida com as questões pelas quais passam a classe e seja sensível às necessidades dos cirurgiões-dentistas, tan-

deroso instrumento de trabalho que deve ser cultivado para que a classe consiga realizar e atingir as metas estabelecidas. O Conselho quer que não só os profissionais se manifestem, mas também os estudantes e os recém-formados. Essa nova geração de cirurgiões-dentistas deve e pode se posicionar sobre que tipo de Odontologia ele espera encontrar no futuro e quais as ferramentas que se

deve usar para atingir o objetivo. O CROSP, embora já tenha pequena amostragem dos anseios da classe com as cerca de 400 sugestões, espera que esse número aumente para que a pesquisa traduza de maneira mais fiel possível o que a maioria do coletivo deseja ver questionado. Para isso, o Conselho dispôs no site www.crosp.org.br uma enquete na qual o profissional poderá rapidamente, e sem custo nenhum, expor sua opinião (veja na página ao lado). O levantamento será feito por uma instituição de renome e com credibilidade no mercado. Será realizada uma licitação pública para a qual serão convidados os institutos Datafolha, Ibope, Toledo & Associados, Vox Populi, Trevisan, etc. Serão ouvidos a população, entidades de classe, empresas e institutos de ensino ligados à Odontologia, o Poder Público, estudantes, técnicos de prótese dentária e os cirurgiõesdentistas.


PESQUISA

Novo Crosp - Órgão Oficial do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo

05


FORMAÇÃO

Orto 2004 reúne especialistas da Ortodontia Presidente do congresso, dr. Jairo Côrrea antecipa o que vai ser apresentado este ano

S

ão Paulo sedia, mais uma vez, o Congresso de Ortodontia e Ortopedia Funcional dos Maxililares, a ORTO 2004-SPO. O evento, que está mais internacional do que nunca, acontece de 09 a 12 de outubro no Expo Center Norte, e aguarda mais de 5 mil pessoas. Dr. Jairo Côrrea, presidente do congresso, convida a todos a participarem do ORTO 2004 - SPO. Ele adianta que o evento vai trazer especialistas da área da Europa e da América Latina e abrir fóruns de debate para discutir temas relacionados à Odontologia como marketing, informática, arquivos digitais e sistema financeiro.

Novo Crosp - Para quem é o congresso?

Jairo Côrrea - O congresso é dirigido aos cirurgiões-dentistas, fonoaudiólogos, psicólogos e os especialistas na área de ortodontia e ortopedia funcional dos maxilares.

NC - Qual o objetivo ? O que há de novo? JC - O objetivo maior de todos os eventos da Odontologia é mostrar o avanço a que chegou a nossa especialidade em ortodontia, ortopedia funcional dos maxilares, com novas filosofias trazidas por professores de todo o mundo. Nós teremos oito convidados especiais dos Estados Unidos e da Europa que estarão aqui cobrindo com seu saber com seu potencial científico, tudo o que tem de mais moderno.

NC - Que dimensão terá? JC - Esse congresso foi projetado para 5 mil pessoas mas nós já temos cerca de 2 mil e 600 pré-inscritos de todos os quadrantes do Brasil. Já temos representante de mais de 300 municípios e de 20 países. Na verdade é o maior congresso de ortodontia e ortopedia funcional da maior metrópole da América Latina. Consideramos ser esse o segundo maior congresso em especialidades

06

Dr. Jairo Corrêa, presidente Congresso de Ortodontia e Ortopedia Funcional dos Maxilares - ORTO 2004. em todo o mundo. Eu conheço todos e estou voltando inclusive da Europa agora. Fui à Dinamarca, no Congresso da Sociedade Européia, e verifiquei que, em termos de grandiosidade, somos melhores, seja em termos de convidados, seja do lado da exposição promocional onde a indústria e o comércio participam ativamente. A programação científica definitiva mostra grandes estrelas e temas atuais no mais abrangente programa científico de todos os tempos. É o que vai acontecer nesse congresso.

NC - Quantos participantes, expositores estão confirmados? JC - Irão participar mais de 150 empresas expositoras. E haverá 600 atividades científicas, aproximadamente. Nós teremos 150 conferências e 300 painéis. Em relação à informática, apresentaremos um nível adiantadíssimo com o que há de mais moderno na área. Teremos um

fórum livre, onde vão se discutir controvérsias, temas atuais como a explosão da população profissional e suas conseqüências sócio-econômicas. Vamos falar da importância do marketing para o relacionamento e para motivação do serviço, as doenças ocupacionais, a carreira docente, como contribuição e complemento de honorários e o lado de sistema financeiro, como ferramenta auxiliar do negócio odontológico. Vamos ter também a parte toda de informática porque nós vamos estar realizando também o primeiro encontro nacional de professores e coordenadores de curso em especialização em ortopedia funcional dos maxilares, o 7º Simpósio de Informática na Ortodontia e Ortopedia Funcional dos Maxilares que vai abordar diversos procedimentos da informática aplicados na ortodontia e na ortopedia. Apresentaremos os últimos avanços na tomografia computadorizada. Será dado enfoque especial às imagens digitais relacionada com a certificação digital. O simpósio de informática vai viabilizar caminhos para garantir a segurança, credibilidade científica e confiabilidade aos arquivos digitais que necessitam de certificado para que tenham validade jurídica nos tribunais. Vai acontecer também o 1º Congresso Brasileiro de Ortopedia Funcional dos Maxilares que é considerado uma vitória pelos novos especialistas. Foi criada uma nova

especialidade chamada ortopedia funcional dos maxilares. Na verdade, o Brasil foi o primeiro país a conhecer o curso na área de ortopedia. O próprio Conselho Federal de Odontologia determinou assim na reunião da ANEO. A EXPOR 2004, que nós chamamos de exposição de ortopedia e ortodontia 2004, vai ser sensacional por termos mais produtos, novas tecnologias e por facilitar ao profissional crédito para compra.

NC - Existe algum aspecto a destacar? JC - O mais importante é a presença internacional que cresceu de uma forma muito boa. A participação de todos os países da América é muito importante.

Alô!Alô! Turma de 1954 USP Três Rios Colega: você está sendo convidado a participar do cinqüentenário da turma. Será um almoço, no dia 27 de novembro, no Hotel Quality, em São Paulo. Para atualização de endereços, contatar os doutores Costela (3862-6065); Mota (5571-7873); Loduca (3755-1130 e 37591082); Leônidas (5524-3673 e 5681-7902); José Todescan (3758-0949 e 3758-1741) ou Ariovaldo (3209-0513 e 32778594). Seja breve na sua confirmação!


FORMAÇÃO

Site do CROSP oferece curso virtual sobre câncer bucal Parceria firmada entre o CROSP e a Net Odonto estará disponibilizando a partir de outubro o primeiro curso virtual que abordará, a partir de novembro, o tema câncer bucal, ministrado pelo prof. Haroldo Arid Soares. O curso está dividido em quatro módulos de aproximadamente 20 minutos cada: primeiro módulo - Fatores de Risco para o Câncer Bucal; segundo módulo - Lesões Cancerizáveis; terceiro módulo - Aspectos Clínicos das Lesões de Câncer de Boca; quarto módulo - Bases para o Tratamento e Prevenção. Os inscritos no Conselho terão acesso gratuito, através dos sites do CROSP (www.crosp.org.br) ou da empresa Net Odonto (www.netodonto.com.br). O aluno, monitorado pela Net Odonto, poderá realizar o curso de acordo com sua disponibilidade de tempo.

A Net Odonto é uma empresa que atua na área de Educação Virtual à Distância. Seu objetivo é o de viabilizar uma ferramenta de ensino, integrando autores, instituições, empresas e a classe odontológica. É uma empresa formada por cirurgiões-dentistas e o seu compromisso junto ao CROSP é o de beneficiar a classe, de maneira ampla e irrestrita, propiciando um fluxo de informações e de conhecimento aos cirurgiões-dentistas de maneira rápida e efetiva, rompendo barreiras como distância dos grandes centros, eventuais deslocamentos, hospedagens, além de proporcionar acesso a informações atualizadas com menores custos e sem desperdício de tempo. A partir da esquerda, dr. Haroldo Arid Soares, professor que vai ministrar as aulas, e dr. Silvio Yunes, diretor da Net Odonto.

Curso Internacional de Odontopediatria, integração de conhecimentos

Dr. Guedes-Pinto, ao centro de óculos, coordenador do curso, com os professores da FOUSP. A Odontopediatria da FOUSP promoveu o II Curso Internacional para Professores da América Latina e Península Ibérica, em maio. Assim como aconteceu no

ano passado, a disputa pelas 15 vagas disponíveis foi grande. Havia 43 candidatos. Dos quinze alunos selecionados, onze eram de países da América Latina e um de Portugal, dos quais sete eram professores titulares de faculdades de Odontologia. O curso de quatro semanas teve carga de 144 horas e foi coor-

Novo Crosp - Órgão Oficial do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo

denado pelo prof. dr. Guedes-Pinto e ministrado pelos professores da Odontopediatria dr. Marcelo José S. Bönecker, dra. Maria Salete Nahás Pires Corrêa, dra. Célia Regina Martins Delgado Rodrigues, dr. José Carlos P. Imparato, dra. Ana Lídia Ciamponi, dra. Ana Este Haddad e dra. Márcia T. Wanderley. Diferentes tópicos da odontopediatria foram abordados na forma de aulas, workshop, apresentação de pesquisas e discussão de casos clínicos. Os professores visitantes tiveram a oportunidade de apresentar trabalhos clínicos e científicos. Com base nas discussões, pôde-se estabelecer protocolos de pesquisas entre as faculdades dos professores estrangeiros e os da Odontopediatria da FOUSP, aumentando o intercâmbio entre estes centros de estudos. A maioria levou para seus países esboços adiantados de pesquisa por terem sido orientados pelos professores da FOUSP e pelas informações obtidas na biblioteca.

Turma de 1957 de Araraquara Nos dias 15,16 e 17 de outubro será realizada, no Hotel Majestic, em Águas de Lindóia, a reunião anual da turma de 1957 da Faculdade de Farmácia e Odontologia de Araraquara. Convide familiares e amigos. Informações: (11) 36722955 e pelo site www.hotelmajestic.com.br.

1ª Jornada de Prótese Dentária Nos dias 21 e 22 de outubro, ocorre a 1ª Jornada de Prótese Dentária, na Escola de Aperfeiçoamento Profissional da APCD em São Bernardo do Campo. Serão oferecidos mini cursos e conferências e teleconferências com um sistema de perguntas e respostas simultâneas. Estão sendo oferecidas 150 vagas e as inscrições vão até o dia 21 de outubro. Maiores informações pelo telefone (11) 43516540.

07


PROFISSÃO

Emenda do senador Tião Vianna (PT/AC) ao projeto de lei que define o ato médico prejudica cirurgiões-dentistas

N

os corredores do Senado Federal, trava-se uma verdadeira guerra. De um lado, estão os médicos, que tentam aprovar projeto de seu interesse que define e regulamenta o ato médico. De outro, estão os conselhos federais e regionais de Odontologia, Biologia, Biomedicina, Educação Física, Enfermagem, Farmácia, Fisioterapia e Terapia Ocupacional, Fonoaudiologia, Nutrição, Psicologia, Serviço Social e Técnicos em Radiologia. O projeto de lei em discussão tornam privativos da classe médica todos os "procedimentos diagnósticos" e "indicações terapêuticas". O dispositivo impede

profissionais não-médicos de atuar sem que o paciente lhes tenha sido encaminhado por um médico. No setor público, é possível que se estabeleçam rotinas em que o encaminhamento médico se torne, na prática, obrigatório, o que pode gerar filas intermináveis. O projeto também avança sobre o assunto "chefias". De acordo com o artigo 3º do PLS 25/2002, "as atividades de coordenação, direção, chefia, perícia, auditoria, supervisão e ensino dos procedimentos médicos devem ser unicamente exercidos por médicos", deixando cirurgiões-dentistas e outros profissionais da saúde à deriva no preenchimento de cargos. O CROSP permanecerá

atuante diante do problema. O presidente e o secretário do Conselho, dr. Emil Razuk e dr. Luiz Roberto Capella, entrarão em contato com os membros da Mesa e as lideranças do Senado e com os demais Conselhos Regionais de Odontologia. E já está mobilizando todas as categorias da saúde prejudicadas com o ato médico. O CROSP defende o restabelecimento do artigo 5° que estava no projeto original apresentado pelo ex-senador Geraldo Althoff (PFL-SC), que afirmava que a lei não se aplicaria “ao exercício da Odontologia e da Medicina Veterinária, nem a outras profissões de saúde regulamentadas por lei, res-

salvados os limites de atuação de cada um delas”. O artigo 5° foi retirado pelo relator do projeto, o médico Tião Vianna (PT-AC). O CROSP defende ainda a retirada do parágrafo único e do artigo 4°. O parágrafo único determina que as atividades de prevenção, que “envolvam procedimentos diagnósticos de enfermidades ou impliquem em indicação terapêutica, são atos privativos do profissional médico”. O artigo 4°, diz que a infração à lei “configura crime de exercídio ilegal da Medicina, nos termos do Código Penal Brasileiro”. O projeto está agora na Comissão de Assuntos Sociais do Senado. Se passar, segue para a Câmara dos Deputados.

Congresso sobre atualização profissional reúne autoridades

A

Universidade Paulista realizou em setembro o I Congresso Brasileiro de Atualização Profissional 2004. Diversos especialistas, cada qual uma autoridade dentro de sua área, foram convidados para conferenciar aos alunos e professores da faculdade. Para falar sobre a Odontologia, o palestrante convidado foi o presidente do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, dr. Emil Adib Razuk. Foram 20 conferências, uma por dia. Além do dr. Emil, foram convidadas personalidades como o presidente do Supremo Tribunal Federal, ministro Nelson Jobim; o ministro Carlos Velloso, também do STF; o jornalista José Hamilton Ribeiro, repórter do programa Globo Rural da TV Globo; o coordenador-técnico da seleção brasileira de futebol, professor Mário Jorge Lobo Zagallo, entre outros. Nicolau Tortamano, vicereitor de Extensão Comunitária e diretor do Instituto de Ciências da Saúde da UNIP, explicou que o I Congresso Brasileiro de Atualização Profissional procurou estimular os alunos a se desenvolver constantemente. "Tentamos mostrar que a renovação deve ser constante e que

08

Palestra do dr. Emil Adib Razuk sobre a atualização profissional na Odontologia, transmitida ao vivo pela internet, reuniu mais de 600 estudantes e professores no teatro da UNIP. sem atualização, o profissional não tem condições de progredir na carreira, principalmente o egresso da faculdade", alertou. Sobre o presidente do CROSP, o vice-reitor fez uma síntese de sua participação: "Ele colaborou mostrando pontos

da Odontologia, que podem ser aplicados em todas as áreas e a inter-relação entre as diversas profissões, como a fisioterapia e a educação física". Em suas duas horas de exposição, dr. Emil reforçou a idéia da

necessidade de os alunos se atualizarem: "O sucesso da profissão depende da vontade de se especializar". Ele aproveitou para chamar a atenção das 600 pessoas, a maioria estudantes de Odontologia, que assistiam à sua palestra, para a importância de conscientizar os pacientes sobre a saúde bucal ser a porta para a saúde geral das pessoas. Os programas realizados pelo CROSP, como o de Prevenção e Diagnóstico do Câncer Bucal e o Concurso “A Saúde Bucal”, também foram abordados na conferência. A palestra foi transmitida pelo sistema multiensino da UNIP, que disponibilizou satétile, emissoras de TV e internet, para que os alunos e professores de todo o Brasil pudessem interagir com cada palestrante.


SAÚDE PÚBLICA

Programa de Prevenção e Diagnóstico do Câncer Bucal será realizado em oito cidades

O

Conselho Regional de Odontologia de São Paulo vai levar, a partir de novembro, o Programa de Prevenção e Diagnóstico Precoce de Câncer Bucal a oito cidades do estado (Araras, Catanduva, Fernandópolis, Franca, Presidente Prudente, Taubaté, São José dos Campos e o bairro do Ipiranga, em São Paulo). Os agentes públicos e de saúde desses municípios se propuseram a elaborar um planejamento capaz de atender o maior número possível de pessoas, basicamente, da parcela mais carente da população. O Conselho, através de seu presidente, dr. Emil Razuk, vem desenvolvendo, desde 2002, quando foram diagnósticos 89 casos de carcinoma espinocelular só na cidade de São Paulo, intenso trabalho de prevenção e diagnóstico do câncer bucal. O CROSP vai distribuir à população folderes explicativos sobre o carcinoma, os cuidados preventivos e os fatores de risco, estimulando o auto-exame; e aos cirurgiões-dentistas, um manual do câncer bucal com todas as instruções e informações sobre as técnicas de diagnóstico, as características das lesões cancerizáveis, os aspectos clínicos do carcinoma espinocelular, os exames complementares, a metodologia de diagnóstico para o tratamento, os meios de prevenção e encaminhamentos. "Todo o fluxograma foi elaborado desde a distribuição dos folhetos informativos, o exame dos pacientes, exames complementares e o encaminhamento dos pacientes com lesões bucais aos hospitais especializados", afirmou o coordenador do Programa, dr. Haroldo Arid Soares, professor titular da Unimes e coordenador do curso de especialização em Estomatologia da Umesp. Segundo ele, foi feito um trabalho cuidadoso para evitar uma demanda reprimida à realização de diagnósticos de câncer bucal. Por isso, a realização das parcerias com as prefeituras, algumas universidades, associações de classe, entidades filantrópicas e com o governo do estado, que vai ajudar no atendimento de pacientes encaminhados pelo programa. O governador Geraldo Alckmin se comprometeu com o presidente do CROSP, dr. Emil Razuk, a disponibilizar os hospitais estaduais para essa ação nessas cidades. As instituições ajudarão na infra-estrutura de atendimento e de realização das biópsias. Dr. Haroldo explica que a participação de todos esses segmentos vai permitir o envolvimento direto da comunidade, trazendo a Odontologia para perto da população. O Programa vai lançar também um censo pela internet sobre câncer bucal com acesso gratuito ao cirurgião-dentista.

Novo Crosp - Órgão Oficial do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo

09


ÉTICA Conselhos Regionais de Odontologia se reúnem, em Campos do Jordão, para discutir atualização do Código de Processo Ético

N

os dias 5,6 e 7 de agosto, o Conselho Federal de Odontologia e os Conselhos Regionais realizaram, em Campos do Jordão, uma oficina de trabalho em torno da atualização do Código de Processo Ético. Além do presidente do CFO, dr. Miguel Nobre, estiveram presentes os presidentes dos CROs, os presidentes das comissões de ética de cada estado e seus assessores jurídicos. Foram apresentadas e debatidas propostas em quatro grupos de trabalhos e levadas a plenária final. Participaram da votação, os presidentes dos Conselhos Regionais, os conselheiros federais, a diretoria do Conselho Federal e os presidentes das comissões de ética dos regionais. Dr. Miguel Nobre disse que "a grande importância da oficina foi atender aos anseios dos reclamantes, da população, dos colegas descontentes e alguns conselhos como, por exemplo, o Conselho

Regional de São Paulo, que tem um grande número de processos, para agilizar o julgamento dos processos". Ele ressalta que a maior preocupação da classe é defender a população de maus profissionais, oferecer comodidade e presteza aos pacientes. O dr. Rubens Côrte Real, conselheiro do CFO e relator dos trabalhos, explicou que a partir de todas as sugestões apresentadas, será elaborado um documento que conterá a síntese das necessidades apontadas pelos participantes das oficinas de trabalho. Após a sistematização das propostas, o CFO vai elaborar uma redação que passará por uma análise jurídica e dará a forma legal ao novo código. Ainda não há uma data prevista para aprovação final do novo Código de Processo Ético.

Comissão Organizadora Presidente Dr.Miguel Álvaro Santiago Nobre - Presidente do Conselho Federal de Odontologia.

Coordenador: Dr. Emil Adib Razuk - Presidente do CROSP

1º Secretário: Marcos Luís Macedo de Santana - secretário-geral do CFO 2 Secretário: Luiz Roberto Cunha Capella - secretário do CROSP

Relatoria Geral Dr. Rubêns Corte Real de Carvalho e Selene Machado Costa Guedes.

Relatores dos Grupos José Thadeu Pinheiro (grupo 1)

10

Acima, grupo de trabalho reunido. Em cima, ao cento da mesa, dr. Emil Razuk, presidente do CROSP, e dr. Miguel Nobre, presidente do CFO, ladeados pelo dr. Luiz Roberto Capella, secretário do CROSP, e dr. Lester Pontes de Meneses, tesoureiro do CFO. À esquerda, conselheiros reunidos e coquetel oferecido pela Nossa Caixa Nosso Banco.


ÉTICA Lucimar de Souza Leal (grupo 1) Joaquim Guilherme Vilanova Cerveira (grupo 2) Maria Isabel de Souza Ávila Ramos (grupo 2) Anísia Maria Fialho Abdalla (grupo 3) Augusto Tadeu Ribeiro Santana (grupo 3) Anselmo Calixto (grupo 4) Outair Bastazini (grupo 4)

Comissão Jurídica Marcos Halfim - CFO Andréa Damm da Silva Brum da Silveira - CFO Luiz Edmundo Gravata Maron - CFO

Palestra sobre "Experiências sobre Código de Processo Ético" Coordenador Dr. Marcos Halfim - CFO

Conferencistas Dr. Luiz Edmundo Gravatá Maron - CFO Dr. Rubens Ferreira - CRO-SP Dr. Ubyratan Cavalcanti - OAB

Grupos de Trabalho Grupo 1 - João Batista Neto - secretário - José Mario Morais Mateus - coordenador - José Thadeu Pinheiro - relator - Lucimar de Souza Leal - relator - Lester Pontes de Menezes - supervisor

Grupo 2 - Roberto Eluard da Veiga CAvali - coordenador - Arnaldo de Almeida Garrocho - secretário - Ericson Leão Bezerra - supervisor - Joaquim Guilherme Vilanova Cerveiira- relator - Maria Izabel de Souza Ávila Ramos - relatora

Grupo 3 - Anísia Maria Fialho Abdalla - relatora - Augusto Tadeu Ribeiro Santana - relator - Genésio Pessoa de Albuquerque Jr. - supervisor - Anísio Lima da Silva - secretário - Emanuel Dias de Oliveira e Silva - coordenador

Grupo 4 - Anselmo Calixto - relator - Ailton Diogo Morilhas Rodrigues - coordenador - Mário Ferraro Tourinho Filho - secretário - José Armando Costa Júnior - supervisor - Outair Bastazini - relator

FALECIMENTOS - A diretoria e os conselheiros do CROSP , comovidos pela perda de tão brilhantes colegas, enviam às suas famílias as mais sinceras condolências. Morreu Fernando de Souza Lapa (1927-2004) Nascido em Floriano, no Piauí em 1927, o professor Lapa veio jovem para São Paulo, com a intenção de ser mecânico da Aeronáutica, um sonho de infância. Aqui, mudou de idéia. Fez vestibular para Odontologia. Desde então, São Paulo e o Brasil foram agraciados com um dos mais importantes representantes da classe. Especialista em Cirurgia e Traumatologia Buco - Maxilo Facial e em Ortodontia, recebeu o título de Sócio-Benemérito do Colégio Brasileiro de CTBMF. Foi responsável pelo setor de Ortondontia e Cirurgia Buco-Maxilo Facial da disciplina de Cirurgia Plástica e Queimaduras do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP, desde 1963. Doutor em ciências pela Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, aprovado com nota máxima. Foi o primeiro CirurgiãoDentista a defender tese de Doutoramento em Cadeira de Cirurgia da Faculdade de Medicina da USP. Era doutor em Odontologia pela PUC do Rio Grande do Sul, Livre Docente em Cirurgia e Traumatologia Buco-Maxilo Facial da mesma faculdade, professor extra-numerário do curso regular de Medicina da USP, desde 1961, professor titular da especialidade na Faculdade de Odontologia de Santo Amaro (OSEC) e da Faculdade de Odontologia da Zona Leste e membro de diversas Comissões Examinadoras de Concursos para Livre Docência. Foi membro de inúmeras Associações como a Federation Dentarie Internacional, a British Association for Maxilo Facial Surgery e a Sociedade Argentina de Cirurgia y Traumatologia Buco Maxilo-Facial. Seu enorme currículo compunha-se de mais de 400 títulos. Era um mestre sempre respeitado e reconhecido pela sua capacidade. Foi o segundo presidente do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, tendo construído e ampliado a sede da avenida Paulista e dirigido a entidade de 1972 a 1976. Em seguida, partiu para revolucionar o CFO, imprimindo-lhe a marca de sua dedicação e do seu conhecimento por 12 anos, de 1976 a 1988. No CFO, deu ênfase às especialidades, criando concursos para habilitação de profissionais, através de bancas de professores eméritos. Regulamentou as profissões auxiliares da Odontologia, criou solenidades marcantes, como o Dia do Cirurgião-Dentista Brasileiro, em outubro de 1981. Reformou e informatizou a sede do Rio de Janeiro. Sempre foi bom marido, bom pai. Jamais temeu enfrentar dificuldades e era sempre direto, reconhecendo o mérito das pessoas, mas jamais foi complacente com erros, desonestidades e mau caráter. Era duro como o sertanejo curtido pela vida difícil e amigo em quem sempre se podia confiar. Político hábil, entendia a classe e suas necessidades e as atendia dando o melhor de si. Foi um guru da Odontologia, respeitado e obedecido, sem jamais dividir o comando da sua administração que dirigia com mão firme. Em nossa memória estará sempre vivo, como uma lenda, pois a grandeza da Odontologia, nos últimos 40 anos, muito deve a esse nortista do Piauí, que como tantos migrantes outros, vieram em busca de um sonho e engrandeceram São Paulo e o Brasil, com seu esforço, com sua dedicação e com seu grande saber. O profº. dr. Fernando de Souza Lapa faleceu no dia 30 de julho, aos 77 anos.

Falece o profº. dr. Jayme Maurício Leal Faleceu em 21 de abril de 2004, aos 68 anos de idade, o professor titular da disciplina de Endodontia na Faculdade de Odontologia de Araraquara UNESP, dr. Jayme Maurício Leal, associado da APCD - Regional de Araraquara desde 1º de abril de 1961. Homenageado no II Encontro de Endodontia da APCD Regional de Araraquara, ele fazia parte da diretoria da APCD desde 13 de abril de 1967. Passou por várias gestões, atuando como vice-presidente, diretor do Fundo Mútuo de Pecúlio, na comissão científica, no conselho fiscal, como diretor da EAP de 1996 a 2000 e consultor da presidência, na última gestão. Profº dr. Jayme Maurício Leal fez parte do corpo docente do curso de especialização em Endodontia da EAP desde a primeira turma, em 1981. De 1995 a 2004, além de ministrar aulas no curso, passou para a coordenação.

Novo Crosp - Órgão Oficial do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo

11


CONCURSO DE SAÚDE BUCAL

Concurso de Saúde Bucal amplia parcerias e

aumenta número de prêmios

O

Conselho Regional de Odontologia de São Paulo, junto com a Secretaria de Estado da Educação, conseguiu ampliar o leque de parcerias para a realização do Concurso “Saúde Bucal” - 2004. O CROSP fechou parceria com a UNESCO (veja matéria na página ao lado) e o apoio do Bradesco, que vai doar os prêmios em dinheiro para professores, escolas e alunos, e do jornal “Folha de S. Paulo”, além da colaboração da TV Cultura e da Dabi Atlante, que vai oferecer um consultório dentário Croma SF Flex, um aparelho de raios-X e um Profi II Ceramic. Os prêmios este ano foram dobrados em relação ao ano passado. Pela Loteria Federal de Natal, serão sorteados, entre os voluntários que trabalharem no concurso, consultórios dentários, aparelhos de raios X, profident, viagens e prêmios em dinheiro totalizando cerca de R$ 100 mil. Na edição do próximo jornal, será publicada a relação dos premiados.

12

Participação - Para que o concur-

O COLEGA INTERESSADO, QUE NÃO PARTICIPOU NO ANO PASSADO DO CONCURSO “A SAÚDE BUCAL”, DEVE PREENCHER A FICHA DE INSCRIÇÃO ABAIXO, RECORTÁ-LA E ENVIÁ-LA AO CROSP

so seja realizado com eficiência e consiga cumprir os seus objetivos, cada escola participante vai precisar de um profissional de odontologia para atuar na orientação, julgamento e classificação dos melhores trabalhos desenvolvidos pelos alunos, ao longo do concurso. Nesse sentido, 6.100 cirurgiões-dentistas deverão ser recrutados para dar assistência técnica às escolas, explicações sobre os cuidados com a higiene e medidas preventivas da saúde bucal. O colega cirurgião-dentista que tem um filho, um sobrinho, um neto, esposa que trabalha em uma escola ou mora perto de um colégio estadual, pode e deve participar dessa iniciativa que, acima de tudo, valoriza o cirurgião-dentista e reforça o seu compromisso social. "Além do caráter pedagógico, o concurso permite a integração do cirurgião-dentista com a população. Por isso, é fundamental a participação, o envolvimento e a colaboração de todos nesse movimento que enfatiza a importância da saúde bucal", ressalta dr. Emil Razuk.


CONCURSO DE SAÚDE BUCAL

UNESCO CROSP e

A

UNESCO (Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura) fechou parceria por um ano com o CROSP para a realização do Concurso de Saúde Bucal na rede estadual de ensino, em 2004. Na área de saúde, é a primeira parceria direta com um órgão de classe. O compromisso assumido só foi possível em razão do sucesso verificado na ação desenvolvida pelo Conselho e Secretaria Estadual da Educação de São Paulo, em 2003, que mobilizou 6 milhões, de alunos, 210 mil professores do ensino fundamental e 4.086 cirurgiões-dentistas voluntários. O resultado, mais de 5 milhões de trabalhos executados, repercutiu, em Brasília, e despertou o entusiasmo do homem-forte da UNESCO, dr. Jorge Werthein, que elogiou a iniciativa do presidente do CROSP, dr. Emil Adib Razuk, para a conscientização das crianças para a saúde bucal. A dimensão da parceria tem a mesma medida da importância e credibilidade de que goza o escritório no Brasil, que é, segundo a revista "Veja", a maior unidade da UNESCO em todo o mundo. A Organização é muito criteriosa na hora de acertar parcerias ou destinar recursos. A UNESCO é a entidade da ONU para fomentar e financiar projetos educacionais. O protocolo de intenções para o desenvolvimento de ações conjuntas nas áreas de interesse comum entre a UNESCO e o CROSP foi assinado no dia 26 de agosto (veja fac-símiles nesta reportagem) entre o dr. Emil Razuk e dr. Jorge Werthein. A parceria se justifica pois está inserida no princípio do mandato da UNESCO que é a de promover a educação em seus mais variados aspectos. O protocolo lembra que é um compromisso da Organização, em nível internacional, a necessidade de garantir a Educação para todos. A UNESCO tem concentrado esforços no sentido de cooperar com a sociedade civil brasileira para que a educação seja o principal meio para a melhoria da realidade social e identificou o potencial de trabalho em educação e disseminação de informações desenvolvido pelo CROSP. Tanto o Conselho como a UNESCO esperam com a parceria desenvolver ações conjuntas para implementar projetos que envolvam atividades de prevenção em saúde bucal na rede escolar e despertar nos alunos da educação infantil os "bons hábitos de higiene bucal, bem como conscientizar a população sobre a importância da saúde bucal para a saúde geral". A operacionalização das linhas de ação será feita através das equipes técnicas do Conselho e da UNESCO.

Parceria inédita na área da saúde com órgão de classe, a Organização das Nações Unidas para a Educação parabeniza a proposta e os resultados do Concurso “A Saúde Bucal”

Novo Crosp - Órgão Oficial do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo

13


CONCURSO DE SAÚDE BUCAL Concurso de Saúde Bucal pode virar uma referência em outros países

Em entrevista ao “Novo Crosp”, Maria Rebeca Otero Gomes, oficial de Projetos da Área de Educação para Saúde da UNESCO, comenta a parceria firmada com o CROSP. Ela ressaltou que a Organização vai dar todo o apoio para que o Concurso “A Saúde Bucal” se torne uma referência no Brasil e para outros países, onde o tema tem grande relevância. Maria Rebeca diz que a proposta estimula a disseminação de informações sobre a saúde bucal e motiva professores e alunos a trabalharem o tema em sala de aula, além de oferecer material escrito e áudio-visual atualizado sobre o assunto.

Novo Crosp - Fale um pouco sobre essa parceria com o CROSP.

Maria Rebeca - A parceria da UNESCO com o CROSP começou a partir de uma reunião onde nos foi apresentado o trabalho de prevenção da saúde bucal em escolas no estado de São Paulo. O Dr. Emil, presidente do CROSP, solicitou à UNESCO apoio a essas ações e encaminhou proposta de parceria institucional. Esta proposta foi analisada e após sua aprovação assinamos um protocolo de intenções com o CROSP para apoio ao desenvolvimento da prevenção em saúde bucal na rede escolar, da conscientização da população sobre a importância da saúde bucal para a saúde geral e para a implementação de novas edições do concurso "A Saúde Bucal", objetivando despertar o tema nas crianças em escolas do estado de São Paulo.

14


CONCURSO DE SAÚDE BUCAL NC - É a primeira parceria que vocês fazem nessa área com um órgão de classe? MR - Na área de saúde é a primeira parceria direta com órgão de classe, mas no âmbito dos projetos de cooperação técnica existentes na UNESCO temos apoiado diversas ações que têm a participação de conselhos de classe.

“É a primeira parceria direta da UNESCO com um órgão de classe na área da saúde” (Maria Rebeca Otero Gomes) NC - O programa do CROSP pode se tornar uma referência em programa de saúde bucal e educacional? MR - Daremos todo o apoio para que esta proposta torne-se referência no Brasil e para outros países onde o tema tem grande relevância. A proposta que vem sendo implementada estimula a disseminação de informações sobre o tema e motiva professores e alunos a trabalharem o tema em sala de aula, além de oferecer material escrito e áudio-visual atualizado sobre o assunto. É uma iniciativa importante para a rede pública do estado de São Paulo e que atinge um grande contingente de alunos em diversas cidades do estado.

NC - O que atraiu a UNESCO para a parceria? MR - O concurso "A Saúde Bucal" faz com que os alunos busquem informações, escrevam ou realizem trabalhos artísticos e discutam o assunto. O enfoque preventivo da saúde bucal é muito importante. Em se tratando de saúde pública, fazse necessário estar sempre apontando as ações preventivas com o objetivo de informar e fazer com que as pessoas modifiquem sua prática objetivando a obtenção de uma vida saudável. O concurso é mais um mecanismo para fazer com que as informações sejam disseminadas, absorvidas e que conseqüentemente possamos obter uma modificação da prática relacionada à melhoria da saúde bucal dos alunos. Devemos somar diversas iniciativas que possam contribuir para a melhoria da saúde da população. A educação para a saúde em idade escolar fará com que essas crianças adquiram hábitos saudáveis para toda a vida. Os benefícios são enormes, por isso é importante que todos colaborem com os professores e pais nessa jornada.

NC - O programa tem o propósito de formar gerações mais saudáveis...

MR - Bons hábitos e cuidados bucais são essenciais para uma boa saúde. Para isso, uma rotina diária de cuidados com a higiene bucal é necessária. É essencial que esses hábitos sejam adquiridos na infância. Além do ambiente familiar, a esco-

Novo Crosp - Órgão Oficial do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo

15


CONCURSO DE SAÚDE BUCAL la é local essencial para que as informações sejam transmitidas às crianças e os maus hábitos corrigidos. Segundo diversas pesquisas, constatou-se que no Brasil 95 % das pessoas sofrem de cárie ou infecções na gengiva. Essa realidade tem que ser mudada. A maioria desses problemas pode ser evitada com uma escovação adequada e o uso do fio dental. Outra informação relevante é que um dos períodos mais importantes para prevenir as cáries é durante a erupção dos dentes. Com isso o trabalho junto à população escolar torna-se essencial para transformarmos essa estatística.

UNESCO, catalisadora de propostas A UNESCO é a agência das Nações Unidas especializada em educação. Desde sua criação, em 1945, trabalhou para aprimorar a educação mundial por meio de acompanhamento técnico, estabelecendo parâmetros e normas, criando projetos inovadores, desenvolvendo capacidades e redes de comunicação atuando como um catalisador na proposta e disseminação de soluções inovadoras para os desafios encontrados. O estreito contato com Ministérios da Educação e outros parceiros em 188 países colocaram isso como eixo central de ação. O Brasil faz parte do E-9, grupo dos países mais populosos do mundo, onde a UNESCO promove ações prioritárias de desenvolvimento no Setor de Educação. A principal diretriz da UNESCO é “Educação para Todos”, onde são desenvolvidas ações direcionadas ao fortalecimento da capacidade nacional, acompanhamento técnico, apoio à implementação de políticas nacionais de educação através de diversos projetos, aprimoramento e democratização da educação em todos os seus níveis e modalidades. Abaixo, a relação de algumas entidades com as quais a UNESCO já fez parcerias e que o CROSP passará a integrar: Comunidade Solidária - Aprendiz - GIFE Comunica - Realice - Faça Parte - Iko Poran Instituto Cidadania - Visão dos Índios - Viva Rio Instituto Paulo Montenegro - Instituto Ayrton Senna - Comunidade Bahai - British Council United Nations Volunteers - Alfabetização Solidária - Universiabrasil - Instituto Arte na Escola - Conselho Nacional de Secretários de Educação (CONSED) - Instituto Polis - Fundação Roberto Marinho - Instituto de Hospitalidade DNA Brasil - UNIPAZ - Fundação Gol de Letra Instituto Diversidade Cultural - Integrare Centro de Integração de Negócios

16


CONCURSO DE SAÚDE BUCAL Representante da UNESCO aprova programa do CROSP Dr. Jorge Werthein, representante da UNESCO no Brasil, tem circulado tanto e com tamanha desenvoltura pelos gabinetes e salas de autoridades brasileiras, que mereceu duas páginas na maior revista de circulação do Brasil, a “Veja”, na edição de 8 de setembro. Dr. Werthein é quem autoriza a liberação de recursos e define as parcerias a serem feitas no país. Criterioso na hora assumir compromissos, Werthein entende que a educação é o meio mais eficaz para acabar com as agruras no Brasil. Funcionário graduado das Nações Unidas, ele viu no programa do CROSP uma iniciativa séria e preocupada com a formação e a a saúde bucal das crianças da rede estadual de ensino que recebe, em geral, alunos da parcela mais carente da população, aquela que pouco acesso tem à Odontologia. O Programa do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo procura justamente fazer um trabalho de conscientização da saúde bucal como forma de prevenção a problemas bucais que podem se agravar sem atendimento adequado. O trabalho social do CROSP recebeu a chancela da UNESCO e de seu homem-forte, dr. Jorge Werthein.

Novo Crosp - Órgão Oficial do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo

17


CONCURSO DE SAÚDE BUCAL

Concurso Saúde Bucal 2004 Publicamos nesta edição a última relação dos 4.086 cirurgiões-dentistas, que participaram voluntariamente do Concurso de Saúde Bucal, em 2003, na rede estadual de ensino. O CROSP reconhece e valoriza o empenho dos profissionais para o sucesso do programa. O Conselho Regional de Odontologia de São Paulo aproveita para convidar os voluntários do ano passado que se apresentem novamente para participar do concurso, que acontecerá no final de 2004, e que tragam novos colegas para o programa. Contamos com sua dedicação! REGIÃO CRO 45880 5969 53099 49144 31308 31913 21794 37217 23765 61154 77702 56240 23946 15850 19183 19239 44165 58296 69302 73399 46654 72141 51322 71928 65976 67724 54655 76097 28671 66615 64745

18

SÃO JOSÉ DOS CAMPOS / SOROCABA NOME RENATA TERUMI TOKUNAGA ROSEMARY GERHKE CARDOSO ROSMERI FAGLIONI DA SILVA MENDES SANDRO URIZZI TEIXEIRA SERGIO LEMOS SOLHA SILVANA MARIA SILVEIRA SOLANGE MARIA DE ALMEIDA AOKI SYLVIA MARIA PADILHA WYATT TANIA ZAGATTO DA SILVA TATIANA SARETTA FERREIRA PINTO VALDECI FERREIRA DE LIMA VALDIR MARTINS DE FARIA VERA LUCIA PINTO FERREIRA RUBIAL VIDAL MOREIRA FILHO VIRGINIA REZENDE DE SIQUEIRA YARA CAMARGO DE SOUZA RIGHI ADRIANA CRISTINA DENARDI MARRETO ADRIANA JACINTO ADRIANA REGINA BRIANEZI ADRIANA STELLA PEREIRA ADRIANO PEREZ REBUCCI AFONSO CELSO PIMENTEL COELHO ALCIDES MIRANDA DE ARAUJO ALESSANDRA BATISTELA LARAGNOIT ALESSANDRA YUMI NAKAHARA ALEX BRIGANO CANALES ALEXANDRA GOMES GOUVEA ALEXANDRE DE CAMARGO PLACCO ALICE TOKIKO ADACHI ALLISSON VALENTINI DE SOUZA ANA CECILIA GOMES LEMOS

REGIÃO CRO 65008 61010 73403 64313 69086 66053 73867 32561 31909 27233 30426 74920 76434 73406 62083 30093 39859 26683 49116 24505 29646 41597 71595 22105 40544 29433 72012 7209 57980 59463 54191 15363 58745 71600 69546 61217 12573 64140 33512 44126 63488 31907 60566 56052 36672 25091 37748 47883 32745 65298 54184 66394 65389 72155 51066 61669 73420

SOROCABA NOME ANA CRISTINA ANTUNES GRILO ANA PAULA CORREA DE ALMEIDA MORAES ANA PAULA MIGUEL DE CAMPOS ANA PAULA SILVA CORREA ANDREA CRISTINA DE BARROS CENCI ANDREA DALLA MORA ESQUERDO ANGELA CLAVIJO DEL GROSSI ANTONIO SERGIO DE CERQUEIRA LUZ ARMANDO JARDINI JUNIOR AUREA APARECIDA SILVA IANNI BEATRIZ MARIA MARTINS DOS SANTOS BIANCA MARANGONE BRUNA SANTARSIERE BRUNNO LARIZZATTI BUENO CAMILA SORRILHA SANTOS CANDIDA MARIA BETTI CARLA MARIA BARBOSA LOURENCO CARLOS ALBERTO DO NASCIMENTO CARLOS HENRIQUE SILVEIRA VILLELA CARLOS ROBERTO TOLOTO CARMEN SILVIA DE C.ANNUNCIATO LIMA VERDE CHRISTINA MADEIRA DE MOURA CAMPOS CINTIA HYPPOLITO CURY CLARA MARIA VIEIRA DE CAMARGO SOBRAL CLAUDIA MARIA DE PAULA ALMEIDA CLAUDIA MARTINS BONILHA DE CAMPOS MOREIRA CLAUDIA PREZOTO PRESTES CLAUDINEI FERRARO CLAUDIO ALEXANDRE BARUFALDI CLAUDIO ROBERTO FORTES ROCHA E SILVA DALTON FERNANDO PAGIANOTTO DALZA VOLPONI DANIEL FUJINOHARA VON AH DANIELA ANTUNES VASQUES DANIELA MACIEL MODA DANIELA RODRIGUES DARCY CLAUDINEI BARBIERI VILLA DEBORA LOPES DEBORA MORAIS DE OLIVEIRA SOAVE EDILSON VALENTE JORGE EDNA TOYOTA EDSON KEN-ITI KAWAKAMI EDUARDO AMARAL ELIAS EDUARDO JOSE DE ALMEIDA ELAINE FATIMA DE CARVALHO SILVA ELIDIA SIDEILEI DE BRITTO ELIETE BARROS ARRUDA SANTOS ELIZA YORIKO ONO ENIO LARA RODRIGUES ERICA ALVES PISTORI PASSARO ERICA MIEKO ONO ERIKA COMITRE VIEIRA FABIANA AMARAL GUEDES RODRIGUES FABIANA NUNES MELARE FABIANA SIMOES DE ALMEIDA VIU FABIO ROGERIO ATHIE FABIOLA CRISTINA MARTINS

REGIÃO CRO 65567 36798 80126 67771 73425 29771 62444 67026 71258 57405 28396 68424 45171 73427 45860 68380 49516 56936 46936 10152 73428 15664 72035 61272 5162 76125 36850 27107 73431 37545 68361 37404 18300 71889 76126 73433 62031 64342 73435 39868 73346 80138 32197 29914 74015 43582 31154 62769 72309 46291 51381 61112 35933 41371 32870 50161 76130

SOROCABA NOME FABRICIO CASTELLO FRARI FERNANDO COSTA RODRIGUEZ FLAVIA CAROLINA FERRI FLAVIA CRISTINA MENDES DA SILVA FLAVIA MIRELA RUZZENE ATHIE FLAVIO JOSE LEITE DE BARROS FLAVIO PASQUETA PEREIRA FRANCINI DOMINGUES DOS SANTOS NUNES FREDERICO MARTINEZ SAMPAIO GERALDINE ELIZABETH PAGIANOTTO T ROSA GILZA CARLA CERIBELLI TALARICO GIOVANA BERNARDO DE BARROS GISELE MARTINS FRANCISCO GLADIS SANTOS DE LIMA FIGUEIREDO GLAUBER MACHADO ALMEIDA GRAZIELA TIVERON HERMENEGILDO GREYCE MARIA TENCA RIBEIRO HALBERT VILLALBA HAMILTON LOPES CAMPOS HARUCO HONMA SONODA HENRIQUE ADAMI CORDEIRO DE CAMPOS HERCULANO AUGUSTO SOBRAL JANAINA AMARO MIRANDA JOAO GOMES RODRIGUES JUNIOR JOAO PAIAS JORGE LUIZ CABRAL FILHO JOSE ANGELO PIOVEZANE JOSE ANSELMO FABBRI JOSE AUGUSTO GAMBARO ESQUIERDO JOSE EUCLIDES NASCIMENTO JOSE LUIZ DEL BIANCO JUNIOR JOSE ROBERTO CARRILHO JOSE WILLIAM LEITE OLIVEIRA JULIANA ABOLINS BARBIERI GESSOLLI JULIANA VIEIRA KARINE LOPES BRIAMONTE KARLA FABIANA FERREIRA DA CUNHA KATIA CRISTINA BELTRAME KATIA NAEMI SHIMABUKURO KATIA SUELI SORRILHA PERON KELLY CARVALHO ANDRADE KELLY GUANDALINI PONCHE KERRY WILSON BORELLI JUNIOR LAIS PEDROZO LIPPI LARISSA CRISTINA NORONHA VIEIRA LARISSA SCHORR LESCURA SANTOS LEANDRO AMBROSIO LEANDRO VALIAS DE CARVALHO LEONARDO CALDINI ALBIERO LETICIA DE CAMPOS CAMARGO LILIA MARIA ARMBRUSTER DENARDI LILIANE FONTES OZI FURTADO LIRIS SILMAR JACINTHO PEREIRA LUCIA ITSSUCA MORI LUCIA MARA GONCALVES FREDERICO PERES LUCIA TOCHIE TANABE LUCIANA BELTRAME ROCCO


CONCURSO DE SAÚDE BUCAL REGIÃO CRO 53452 53793 58111 76131 76132 54770 62530 44358 43157 36956 24881 18751 36597 52281 62316 64170 46768 50375 76136 34820 55506 76135 63460 28127 56044 52816 42753 57549 22436 30891 31712 22612 74963 42583 42211 20525 20745 72121 19007 47820 21349 33467 24568 28653 67360 40609 73647 65011 43635 63261 66519 47492 71197 46188 18108 29176 10810

SOROCABA NOME LUCIANA CAMARGO FERNANDES BARBOSA LUCIANA DOMINGUES LUCIANA OLIVEIRA GARCIA LUCILA CARLA SQUINA LUCILENE APARECIDA VIANA LUIS ANTONIO MATHEUS NETO LUIS GUSTAVO MOTTA POMPEU E SILVA LUIZ BADDINI CHIOZZOTTO FILHO LUIZ FRANCISCO ZAPPAROLI DOS SANTOS LUIZ MARCOS PERONI JUNIOR LUIZ VALDO NOBRE DE LIMA LUIZA EUGENIA CARDOZO KANAJI MARA REGINA PINOTTI MARCEL AUGUSTO MARANGON MARCEL FERNANDO RODRIGUES DO PRADO MARCELLO BARROS DA COSTA MARCELO ARRAVAL MARCELO KENDY IAMANAKA MARCELO MASSUCHETTI DA CRUZ MARCELO PONTES PASQUALI MARCIA CELESTE DE OLIVEIRA PILAO MARCIO BRAGA DE AVILA MARCIO YOSHIO KODAMA MARCOS DOTTO DE FIGUEIREDO MARCOS MADUREIRA ROGICK MARCOS ROBERTO THOMAZELLA DE ALMEIDA MARIA ANGELICA DOS REIS MARIA APARECIDA DA SILVEIRA TOLEDO SILVA MARIA APARECIDA DE SOUZA DAMY MARIA CECILIA DOS SANTOS VENTURA MARIA ELENA DAS DORES ALMEIDA CALDINI MARIA ELIZABETH ESTRADA MARIA ESTELA BENEDITO MARIA FERNANDA MUSSATO MARIA HELENA CEZAR MARIA LUCIA MEDEIROS VALENTE GUIMARAES MARIA SILVIA PACHECO FRANCA DE ALMEIDA MARIANA TAIS PRIMO NOGUEIRA MARIANGELA MIRANDA BARUFFALDI MARIDALVA OLIVEIRA MARILISE BERNAL MACHADO MARIO CESAR GUIMARAES MUNHOZ MARIO JOSE ESTEVES MARIO LUIS MORAES GALVAO PACHECO MARISA VIVIANE RODRIGUES MARIZA MIE ADACHI MAURICIO GONZALEZ GROSSO MAURICIO NASCIMENTO SALZANO MAURO KIOCHI ADACHI MAURO SMANIOTO ROSA MILENA HARUMI SAITO MILTON RAYMUNDINI FILHO MONICA SIMONE DIAS DE GOES RODRIGUES NADIA LUCIA FELIX DA SILVA NELMA APARECIDA LITTERIO BENETTE NEUSA APARECIDA CASETTO VIEIRA DA CRUZ NIDIA MARIA MOTTA POMPEU DA SILVA

REGIÃO CRO 40951 14176 34045 80145 51815 76145 64505 28328 76150 63785 36746 47060 26412 71494 23473 38656 39010 56418 66883 66727 56178 29564 60053 41753 28663 32423 78524 31762 22117 37276 39584 15896 64169 73461 48020 36746 47060 26412 71494 23473 38656 39010 56418 66883 66727 56178 29564 60053 41753 28663 32423 78524 31762 22117 37276 39584 15896

SOROCABA NOME NIVALDO GROHMANN BAPTISTA OSORIO DE LARA NETO PATRICIA AUGUSTA BARROS STEFFEN PASSARO PAULA ANDREA FERRI PAULO DE TARSO ALMEIDA CARVALHO PAULO ROBERTO SOARES FILHO PRISCILA MOREIRA SILVEIRA RACHEL GAMBA GARIB RENATA CORREA DA SILVA RENATA CRISTINA BELIZARIO RENATA DO NASCIMENTO AMARAL ALCIATI RENATO ALVARES LEITE FILHO RICARDO KLEINER CIANTELLI RITA DE CASSIA PROENCA ROBERTO DE OLIVEIRA MATOS ROBERTO FERNANDES DA SILVA ROBERTO GOMES RIBEIRO ROBERTO IGNACIO DA SILVA ROBERTO SHIBUYA ROGERIO LUIZ DOMINGUES ROSANA A. MASSUCHETTI DA CRUZ DE AVILA ROSANA DE CERQUEIRA LEITE LUVISOTO ROSANGELA FUJINAMI UMEKITA ROSE MARY YAMAGUTI KAYANO ROSI CAPELARI DA COSTA ROSIANE APARECIDA ROSSETO SAMIRA ABUD DA SILVA SANDRA DOS SANTOS NOGUEIRA RECART SANDRA MENDES DE ALMEIDA GONCALVES SANDRA REGINA CARDOSO SELMA IABIKU SERGIO ROBERTO ORSI DE CAMPOS SIBELY H. MORON MACHADO BARROS DA COSTA SILVANA MASSUCHETTI GOUVEA SILVIA HELENA RODRIGUES RENATA DO NASCIMENTO AMARAL ALCIATI RENATO ALVARES LEITE FILHO RICARDO KLEINER CIANTELLI RITA DE CASSIA PROENCA ROBERTO DE OLIVEIRA MATOS ROBERTO FERNANDES DA SILVA ROBERTO GOMES RIBEIRO ROBERTO IGNACIO DA SILVA ROBERTO SHIBUYA ROGERIO LUIZ DOMINGUES ROSANA A. MASSUCHETTI DA CRUZ DE AVILA ROSANA DE CERQUEIRA LEITE LUVISOTO ROSANGELA FUJINAMI UMEKITA ROSE MARY YAMAGUTI KAYANO ROSI CAPELARI DA COSTA ROSIANE APARECIDA ROSSETO SAMIRA ABUD DA SILVA SANDRA DOS SANTOS NOGUEIRA RECART SANDRA MENDES DE ALMEIDA GONCALVES SANDRA REGINA CARDOSO SELMA IABIKU SERGIO ROBERTO ORSI DE CAMPOS

Novo Crosp - Órgão Oficial do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo

REGIÃO CRO 64169 73461 48020 54893 21848 56136 22686 51898 73463 20039 40488 45314 73049 73464 76162 46399 64918 23674 74893 46869 25801 36693 62863 65089 18071 53252 37758 53853 3129 63573 79397 12856 63924 54203 27115 72194 51438 62491 28904 69639 56049 30969 62982 76045 76046 63238 63962 79954 63528 12412 23011 62519 39975 38129 29933 46819 47497

SOROCABA/TAUBATÉ NOME SIBELY H. MORON MACHADO BARROS DA COSTA SILVANA MASSUCHETTI GOUVEA SILVIA HELENA RODRIGUES SILVIA MARGARIDA DOS SANTOS SOLANGE C.MENDES MOUCACHEN SUZIANA NAKAMURA TAKAO YONEMURA TATIANA ROSA KOZYREFF TATIANE LISBOA LOURENCO TELMA LUCIA DE VASCONCELOS VALERIA APARECIDA PAULA DE ALMEIDA VALERIA APARECIDA R.GROHNANN BAPTISTA VALERIA LIMA AVELAR ROSA VANESSA AMARAL SILVEIRA PINTO VANESSA PETRI VICENTE LUIZ FERREIRA VIVIANE MAZULQUIM VIVIANE NOBRE MODENA VIVIANE REGINA NOGUEIRA WAGNER ROBERTO APARECIDO DAVANZO WILLIAN PICHINI ABEL MARCOS RIOS ROSA ADRIANA DE CASTRO E SILVA ALEXANDRE CEZAR IMMESI BOZZO ANA HELENA JUNQUEIRA MARACCINI ANA LUIZA REIS PEREIRA BAPTISTA SANTOS ANA PAULA ALCKMIN DE BARROS ANDREIA KATIA PIRES REZENDE ANTONINO KIMAID ANTONIO PAES JUNQUEIRA ARRISON ALAN DE CASTRO REIS CESAR FIGUEIRA MIRANDA DE CARVALHO CICERO CRUVINEL CINTIA SANTORO CLAUDIA MARIA SANTOS CLEVERSON FONSECA SOUZA CRISTHIANNE BARBOSA DE OLIVEIRA CRISTIANE ANDRADE GOMES EDA MARIA MENEGHIN EDNEY CHAVES DOS SANTOS ELZA CARVALHO GOMES EMIR BUERI SENNE FABIO NAGAI FABIOLA MAGALHAES BASTOS FATIMA DANIELE DA SILVA MEDEIROS FELIPE MAGALHAES BASTOS FLAVIA GALOCHA MEDEIROS FRANCISCO DE ASSIS PEREIRA FILHO FREDERICO FERREIRA DOS SANTOS GILDA MARIA CALTABIANO GRACE MARIA DE PAIVA REGO CARVALHO HELLEN CRISTINE FERREIRA IVANETE DAS GRACAS CADORINI JOSE ALBERTO HATEM BENETON JOSE JERDY CARVALHO CANETTIERI JOSE PEDRO DE SOUZA JOSE PEREIRA DA SILVA FILHO

19


CONCURSO DE SAÚDE BUCAL REGIÃO CRO 45516 37713 43164 49940 23550 27095 37620 15106 43466 19805 21608 50094 45775 29138 56276 33528 40484 37645 53097 39924 81125 68449 47766 48881 68131 35671 24724 29787 64915 29316 16758 41609 33250 62876 70543 71309 13271 47678 74034 28319 47082 45538 7722 45864 1303 26128 30862 52060 20142 59712 35926 56634 62074 2813

20

TAUBATÉ/TUPÃ NOME JULIO CESAR NORBERTO DA SILVA LETICIA MARIA NUNES DE SOUZA ZERAICK LIANE SATI NAGAI LUCIANA APARECIDA REZENDE FORTES LUIS ENRIQUE ACUNA LUIZ ANTONIO GOBBO MARCELO GALVAO FELIX DA CUNHA MARIA ANGELICA AZEVEDO FIGUEIREDO MARIA DA GLORIA M.EVANGELISTA GOMES MARIA DE FATIMA BUCHARLES MARIA INES LEME MARIA LIANE CAMARGO DOS SANTOS MARIA V. THOMAZ DA SILVA QUEIROZ MAURICIO RODOLFO LOIACONO NUNES MIDORI NAGAKI TANAKA MONICA SASSI CESAR NILCIANE SANTOS TEIXEIRA DA SILVA OSWALDO HIROSHI NAKAMITI PATRICIA MAGALHAES RICO DE AQUINO RAQUEL DO CARMO SOUZA RENATA CRISTIANE DE MORAES RODRIGUES RENATA FRANCA DIAS DOS SANTOS RENATA YAMASHITA RICARDO SANTOS DE SOUZA ROGERIO DE LIMA ROMEIRO ROLIEN GUARDA GARCIA ROSANGELA MORENO RUBENS JOSE FERREIRA DE SIQUEIRA SANDRA DEA VEIGA SILVIA PIRES MARQUES GOBBO SOLANGE A. LEMOS DE OLIVEIRA MOREIRA SOLANGE FATIMA LUMI SYMARA XAVIER LOPES SALLES TANIA MARA DOS S L GUIOTO ABREU TATIANE ALVES SAMPAIO THIAGO MARTINS DE SOUZA PEREIRA WAGNER ANTONIO GALHARDO CRISTINA MORAES CINTRA FRANCO GIOVANA SANCHES VESSONI GLAUCI FERRARI HELEN MANZANO JORGE HENRIQUE FELICIANO JOSE ANDRE GUERREIRO LEANDRO FAJARDO LINCOLN RUBENS RICCI MARISA GARCIA FERNANDES MARLI MARTINS GASPAR ROBERTA MORAES CINTRA FRANCO BACHEGA ROSE MARY DE CASTRO COSTA RUBIA JULIENNE MALDONADO DOS SANTOS SANDRA MARIA GIANSANTE SILVIA BARUFATTI TELMA ESCOBAR GONZALES TELMO FERREIRA ZAMPIERE DE OLIVEIRA

Manual de Orientação Os voluntários, assim como alunos e professores, receberão um manual com orientações e as regras sobre o Programa de Promoção de Saúde Bucal na rede estadual de ensino de São Paulo. O concurso tem o propósito de oferecer aos alunos oportunidades de realização de atividades que possibilitem o desenvolvimento de atitudes adequadas à promoção e manutenção da saúde bucal; ressaltar o assunto “saúde bucal” como tema de trabalho pedagógico; e subsidiar a atuação do cirurgiãodentista como um dos profissionais e parceiros na escola responsável pelo processo educativo de prevenção. Poderão participar todos os alunos do ensino fundamental das escolas estaduais. Modalidades - 1ª e 2ª séries: desenhos em papel sulfite, de qualquer cor, a lápis preto ou de cor, relativos ao subtema “A Importância do Sorriso”; 3ª e 4ª séries: desenhos em cartolina, de qualquer cor, podendo conter colagens, dobraduras e textos, relativos ao subtema “A Importância do Sorriso”; 5ª e 6ª séries: textos narrativos ou dissertativos, podendo conter cerca de 30 linhas, em papel almaço pautado, relativos ao subtema “Como ter um Belo Sorriso”; 7ª e 8ª séries: gibis, com até 10 páginas, em papel sulfite, de qualquer cor, relativos ao subtema “A Importância da Saúde Bucal para a Saúde Geral”. Normas - Cada aluno poderá inscrever apenas um trabalho, que deverá ser inédito e desenvolvido pela equipe pedagógica sob orientação dos professores de Ciências, Biologia, Língua Portuguesa e Artes. Dúvidas conceituais podeão ser dirimidas pelo cirurgião-dentista. Os melhores trabalhos serão escolhidos pela fidelidade do tema, da qualidade e amplitude do conteúdo e a criatividade. Prazos - Até o dia 20 de outubro, serão selecionados os melhores trabalhos de cada categoria por uma comissão formada por professores, pela direção da escola e por cirurgião-dentista indica-

do pelo CROSP. Até o dia 17 de novembro, nova comissão indicarão os trabalhos das escolas sob sua jurisdição. Até o dia 30 de novembro, comissão integrada por representantes do CROSP e da Secretaria de Estado da Educação, selecionarão os três melhores trabalhos de cada modalidade. Premiação - O primeiro colocado de cada modalidade receberá R$ 2.000,00. O segundo colocado, R$ 1.500,00. O terceiro colocado, R$ 1.000,00. Todos que tiverem trabalhos selecionados nas Diretorias de Ensino, durante a segunda fase do concurso, receberão R$ 200,00. Os professores responsáveis receberão prêmio idêntico ao dos alunos vencedores. Aos autores dos trabalhos selecionados de cada escola será conferido um diploma de participação.


GERAL Classe quer o fim da taxa de lixo séptico em Praia Grande No dia 27 de setembro, foi formalizado pedido de extinção da taxa de lixo séptico na cidade de Praia Grande. O pedido foi encaminhado pelo presidente do Sindicon (Sindicato dos Odontologistas de Santos e Região), dr. Mário Roberto Leite Augusto, pessoalmente ao prefeito da cidade, dr. Alberto Pereira Mourão, que, acompanhado de seu vice, sr. Alexandre Evaristo Cunha, e de seu secretário da Saúde, o cirurgião-dentista dr. Eduardo Dall'Acqua, reuniu-se com representantes da classe. Estavam presentes o dr. José Mario e Mattos Baldo, delegado da Seccional do CROSP, em Santos, outros membros da diretoria do sindicato, membros da APCD Regional e vários cirurgiões-dentistas da cidade. Dr. Mário Roberto Leite Augusto relatou ao prefeito a crise pela qual passa todo o país, "em especial a classe odontológica com a fuga dos pacientes dos consultórios". O prefeito adiantou que sua equipe econômica está estudando o caso e que está aberto às sugestões, embora tenha lembrado "das dificuldades de se administrar uma cidade como Praia Grande, cuja população aumenta em 10.000 pessoas por ano". Falou da Lei de Responsabilidade Fiscal e dos custos operacionais da coleta do lixo séptico, mas que analisará a reivindicação da classe.

Eleição 2004 Setenta e cinco cirurgiões-dentistas se elegem no pleito municipal deste ano Os cirurgiões-dentistas se deram bem nestas eleições municipais. Dos 308 candidatos, 75 conseguiram se eleger: 12 a prefeitos, 11 a vice-prefeitos e 52 a vereadores. O CROSP parabeniza os eleitos e os demais candidatos comprometidos com a classe Odontológica. A autarquia iria divulgar os nomes dos candidatos aos inscritos, mas por determinação do Tribunal Regional Eleitoral, foi impedida de publicar em seu jornal a relação dos colegas que eram candidatos. Para garantir a legalidade das candidaturas, que poderiam ser impugnadas pelo TRE, como já ocorrera com candidatos médicos nas eleições passadas, o CROSP considerou mais prudente não publicar a lista. Mas continua a defender a participação da classe na vida política, para que tenhamos representantes que lutem pela valorização da Odontologia e pela saúde bucal. O nome de todos os eleitos será publicado na próxima edição do “Novo Crosp”.

Novo Crosp - Órgão Oficial do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo

Alterações na Consolidação das Normas promovida pelo Conselho Federal de Odontologia Resolução CFO 52/2004 Habilita o cirurgião dentista portador de inscrição secundária a assumir o cargo de responsável técnico por clínicas odontológicas. Cabe ressaltar, que o profissional para assumir responsabilidade técnica por empresas, deverá estar quite com a tesouraria do CROSP, residir no mesmo município ou região metropolitana da empresa e não acumular o cargo por outro local.

Resolução CFO 54/2004 Permite a todas as empresas que comercializarem ou industrializarem produtos odontológicos, requerer inscrição junto ao CROSP. A relação de documentos, bem como o requerimento para inscrição, estão disponíveis na sede e seccionais do CROSP.

21


FISCALIZAÇÃO

Falsos profissionais são denunciados ao CROSP Polícia fecha consultórios de falsários que se passavam por cirurgiões-dentistas

P

ara proteger a classe e a população, o setor de fiscalização do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo continua atento às irregularidades cometidas por maus profissionais e ao exercício ilegal da profissão. Só no último mês de agosto, foram feitas quatro autuações de cirurgiões-dentistas em exercício ilegal da profissão. A fiscalização do CROSP tem sido auxiliada pela polícia. A ação conjunta deve-se ao pedido feito pelo presidente do CROSP, dr. Emil Razuk, à Secretaria de Segurança Pública para mobilizar as forças policiais na repressão a essas práticas criminosas que acontecem, em geral, nas regiões da periferia de São Paulo, onde vivem pessoas com nível de informação menor. No último dia 24 de março, dr. Emil e o supervisor dos fiscais da capital, dr. Clóris Biamino, entregaram essa solicitação pessoalmente ao secretário-adjunto de Segurança Pública, dr. Marcelo Martins de Oliveira. Fiscais do CROSP e policiais militares, num trabalho conjunto, agiram rápido para deter os falsos profissionais que estavam colocando a saúde da comunidade em risco. No dia 01 de julho, com a ajuda da vigilância sanitária, a fiscalização da região de Osasco fechou um laboratório de prótese. No dia 13 de agosto, com a presença do fiscal e do supervisor do Conselho, outro profissional foi impedido de trabalhar por falta de alvará de funcionamento. Seu consultório foi interditado na região do Tucuruvi. E, no dia 19, foram registrados dois casos na zona leste da capital. Duas pessoas estariam se passando por cirurgiões-dentistas. Ambos foram liberados, após assinarem um termo de circunstanciado de exercício ilegal da profissão. Essas ações repercutiram na imprensa. Os jornais "Diário de S. Paulo", "Agora São Paulo" e "Jornal da Tarde" trouxeram reportagens noticiando os casos, assim como a participação da fiscalização do Conselho.

22

O exercício ilegal da profissão decorre, em grande parte, segundo o Setor de Fiscalização do CROSP, da falta de documentação e da panfletagem, ato proibido por "mercantilizar" a profissão e se caracterizar como concorrência desleal. Para que os profissionais não sofram autuações, é preciso que sejam inscritos no CROSP e possuam a documentação. O caso mais grave, porém, é o de pessoas que se passam por cirurgiões-dentistas e tratam de pacientes sem ter o conhecimento científico e ético da Odontologia, expondo a população a riscos de contaminação ou de serviços mal feitos. Casos assim repercutem negativamente para a imagem do cirurgião-dentista. Quem souber de profissionais que estejam em desacordo com a ética ou que sejam falsários, entre em contato com o CROSP através do telefone (11) 3549-5500. Através de denúncias que a maioria dos casos de exercício ilegal da profissão é resolvida.

“Diário de S. Paulo”, “Jornal da Tarde” e “ Agora São Paulo: a grande mídia noticia a ação do CROSP e da polícia contra falsos profissionais.


CURTAS Presidente do CROSP prestigia posse da diretoria da APCD Vila Maria

No último dia 12 de agosto, com a presença de várias autoridades da região de Vila Maria, Zona Norte de São Paulo, bem como da odontologia paulista, realizou-se, no Buffet Mediterrâneo-Vila Guilherme, a posse da nova Diretoria da APCD Regional de Vila Maria. Assumiu a presidência, para o biênio 2004-2006, o dr. Durval Zambon Júnior e o vice-presidente dr. Carlos A.A. de Oliveira, que em ato solene, empossaram os demais membros da diretoria. O presidente do CROSP, dr. Emil Adib Razuk, enalteceu o bom

L

I

V

R

O

relacionamento do Conselho com a APCD Regional de Vila Maria, onde disse contar "com muitos amigos", entre eles o dr. Ideval Serrano, conselheiro do CROSP, dr. Ricardo Deodato, delegado seccional, e dr. Durval Zambon Júnior, presidente da Regional. O dr. Zambon agradeceu as palavras do presidente do CROSP e reconheceu que assume a presidência em condições altamente vantajosas. Desde janeiro de 2003, a APCD - Vila Maria compartilha das instalações da Seccional Norte do CROSP.

Estiveram também presentes, o presidente da APCD Central, dr. Guido Maltagliati, seu vicepresidente, dr. Silvio Jorge Cecchetto, o coordenador da Macro 11, dr. Roberto Mazzo, a dra. Josiane R. Mendonça, representando o presidente do Conselho de Regionais da APCD, dr. João Augusto Sant'Anna, o presidente da Sociedade Paulista de Ortodontia, dr. Jairo Corrêa, e o dr. Joder Ribeiro Mendonça, representando o dr. Henrique Motilinsky, presidente do SOESP. Após a cerimônia, foi servido um coquetel.

S

Novo Crosp - Órgão Oficial do Conselho Regional de Odontologia de São Paulo

A partir da próxima edição, o jornal “Novo Crosp” vai estrear uma coluna de anúncios classificados aos colegas que estejam querendo comprar ou trocar equipamentos odontológicos e consultórios dentários. A proposta é criar um canal de comunicação para que os profissionais e, principalmenbte, os recém-formados, possam adquirir e montar seus consultórios a um custo acessível. Os anúncios classificados poderão ser encaminhados por email para imprensa@crosp.org.br. É necessário descrever o produto ou serviço, o nome da pessoa, o telefone e o e-mail para que os interessados possam entrar em contato.

COMUNICADO Feriados

Dr. Cavalheiro Verardo Neto lança obra sobre amor e poesia Em seu segundo livro, "Amor e Poesia", o escritor cirurgião-dentista Cavalheiro Verardo Neto demonstra sensibilidade e nos remete ao que chamam de verdade absoluta e universal: o amor sem reconceito. Segundo o autor, a obra se divide em duas partes: a primeira, "O amor transformando a vida", mostra o caminho do aperfeiçoamento pessoal; e a segunda, "A poesia enriquecendo o cotidiano", mostra que a poesia é aquilo que está vivo dentro dos poemas, das trovas, dos pensamentos e de tantas outras faces da arte de escrever. Para adquirir a obra, ligar (16) 636-9740 / 9725-9360. Preço: R$ 15,00, já com frete incluso.

Classificados

Em razão dos feriados nacionais, não haverá expediente na sede do CROSP e nas seccionais nos seguintes dias: ! !

11 de outubro - segunda (ponte) 12 de outubro - terça (N.S. Aparecida)

! !

01 de novembro - segunda (ponte) 02 de novembro - terça (finados)

Nesses dias não haverá expediente na sede e seccionais. 23


MERCADO DE TRABALHO

CROSP promove seminário entre cirurgiões-dentistas e operadoras de saúde do estado de São Paulo Profissionais estariam sendo descredenciados de maneira irregular desrespeitando Resoluções do CFO

O

Conselho Regional de Odontologia de São Paulo realizou no último dia 14 de setembro, um seminário sobre relacionamento entre os cirurgiões-dentistas e as operadoras de planos de saúde do estado de São Paulo. O objetivo principal do seminário foi ouvir as lideranças da classe odontológica e as operadoras de saúde para apurar eventuais divergências de procedimento, avaliação de custo dos serviços, formas de aprimorar o atendimento e, enfim, melhorar o relacionamento entre partes, procurando soluções práticas e factíveis. O dr. Emil Adib Razuk manifestou-se preocupado com a baixa remuneração dos procedimentos odontológicos e sugeriu às prestadoras um reajuste, bem como uma forma de participação dos profissionais nos lucros das operadoras. Outro assunto debatido foram as Resoluções n° 19 e n° 20 do

sentes as associações de classe e autarquias convidadas, como o dr. Rubens Côrte Real, do Conselho Federal de Odontologia, o presidente do CORE (Conselhos Regionais), dr. João Santana Filho, representantes da Associação Paulista de Cirurgiões-Dentistas (APCD), Associação Brasileira de Cirurgiões-Dentistas (ABCD), conselhos das regionais da APCD, Associação Brasileira de Odontologia (ABO), Associações dos Cirurgiões-Dentistas de Campinas, Santos e São Vicente, Associação Odontológica de Ribeirão Preto (AORP) e Federação dos Odontologistas do Estado de São Paulo (FOESP). Entre as operadoras convidadas estavam a Odontoprev, Bradesco, Interodonto, Associl, Sul América, Uniodonto de São Paulo e Campinas e DentalCorp. Foram discutidos temas como mercado de trabalho, o cenário atual do relacionamento dos cirurgiões-dentistas com as operadoras de saúde, o ponto de vista dos profissionais, das operadoras e das cooperativas e o resultado do que será estudado e negociado. Na próxima edição jornal, daremos mais informações sobre o seminário.

O que diz a Resolução N° 19 Art. 1°- É vedado o Conselho Federal de Odontologia. A Resolução n° 19 trata do desligamento de cirurgião-dentista vinculado à operadora de plano de saúde e a n° 20 normatiza as perícias e auditorias odontológicas em sede administrativa. Há queixas de cirurgiõesdentistas de que as operadoras estariam descredenciando profissionais de modo a ferir as duas Resoluções. Dr. Luiz Roberto Cunha Capella, secretário do CROSP, diz que algumas operadoras acabam desrespeitando a Resolução n° 19 e algumas perícias e auditorias são feitas em desacordo com a Resolução n° 20. No seminário, estavam pre-

24

desligamento de cirurgião-dentista vinculado por referenciamento, credenciamento ou associação à Operadora de Plano de Saúde, exceto por decisão motivada e justa, garantindo ao cirurgião-dentista o direito de defesa e do contraditório no âmbito da operadora. No alto. dr. Luiz Roberto Capella apresenta dados a representantes de operadoras de saúde. Embaixo, dr. Côrte Real, dr. Emil Razuk e dr. Luiz Roberto Capella. À esquerda, reunião com as operadoras de saúde realizada no dia 14 de setembro, na sede do CROSP.

Edição 100  

Jornal Novo Crosp

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you