Page 1

Instituto de Ciências Sociais

Cristiano de Oliveira Maciel Análise de um excerto do filme 8½ (1963), de Federico Fellini Ciências da Comunicação

Linguagens e Narrativas Audiovisuais II

Docente Daniel Cruz Brandão

Novembro de 2018


Linguagens e Narrativas Audiovisuais II Ciências da Comunicação

2018/2019

Introdução 8½ é um filme de 1963 realizado por Federico Fellini, que retrata a história de Guido Anselmi (Marcello Mastroianni), um famoso realizador em recuperação numa estância termal, que apresenta uma crise de criatividade enquanto tenta desenvolver o seu próximo filme, uma megaprodução de ficção científica. Um crítico de filmes, Carini (Jean Rougeul), diz-lhe que as suas ideias são superficiais e confusas. Guido é avisado pelo produtor, Pace (Guido Alberti), que não pode continuar a assumir que atores de grande nome vão participar no seu filme sem saberem de que se trata. Conocchia (Mario Conocchia), assistente de produção, ameaça despedir-se, visto que toda a equipa está a trabalhar às cegas para o filme. Pace obriga Guido a ver os screen tests, mas Guido não consegue tomar qualquer decisão. À parte dos hiatos e problemas na produção do filme, Carla (Sandra Milo), a amante de Guido, visitao, acabando por ser ignorada. Guido também convida a sua mulher Luisa (Anouk Aimée) para o visitar, relevando que o casal está com problemas maritais e que uma separação poderá ser eminente. O filme é intercalado por sequências em que Guido sonha, relembra episódios de infância e tem visões de uma mulher ideal para o filme. Essa mulher é Claudia (Claudia Cardinale), uma atriz famosa, que chega durante a sessão de visionamento dos screen tests. Guido explica-lhe o filme, mas Claudia afirma que o seu personagem principal é antipático e insensível porque é incapaz de amar. Guido acaba por cancelar o filme, mas a sua equipa faz uma enorme conferência de imprensa para anunciar o início das filmagens, da qual Guido se ausenta sem responder a uma única questão. Este meta-filme, que salta constantemente entre sonho e realidade, acaba com uma sequência surreal em que todos os personagens dão as mãos e marcham em uníssono.

Cristiano Maciel

1


Linguagens e Narrativas Audiovisuais II Ciências da Comunicação

2018/2019

Ficha técnica o Título: 8½ (Otto e mezzo) o Género: comédia/drama surrealista o Duração: 138 minutos o País: Itália e França o Realização: Federico Fellini o Produção: Angelo Rizzoli o Guião: Federico Fellini, Ennio Flaiano, Tullio Pinelli e Brunello Rondi o Direção de arte: Gianni Di Venanzo o Edição: Leo Cattozzo o Banda sonora: Nino Rota o Principais atores: Marcello Mastroianni, Claudia Cardinale, Anouk Aimée, Sandra Milo, Rossella Falk, Barbara Steele, Madeleine Lebeau, Eddra Gale, Guido Alberti, Mario Conocchia, Jean Rougeul

Análise de um excerto de 5 minutos O excerto que escolhi para a análise está enquadrado na parte final do filme, quando Claudia aparece na sessão de visionamento dos screen tests. Neste excerto, Guido e Claudia deslocam-se até um possível local de filmagens e Guido explica à atriz as suas ideias para o filme. O excerto situa-se entre os minutos 1:57:38 e 2:03:15.

Figura 1A | 1h57m39s

Figura 1B | 1h57m42s

Na primeira cena deste excerto, acompanhamos Claudia a conduzir Guido para o seu carro, através de um ângulo ligeiramente picado. O protagonista, Guido, não é visível nesta cena, o que possivelmente manifesta a intenção do diretor querer focar a atenção do espetador em Claudia. Cristiano Maciel

2


Linguagens e Narrativas Audiovisuais II Ciências da Comunicação

Figura 2A | 1h57m46s

Figura 2B | 1h57m50s

Figura 2C | 1h57m53s

Figura 2D | 1h57m56s

2018/2019

No plano seguinte, Claudia dirige-se ao seu carro e entra nele. Acompanhamos a atriz de lado e de trás, num plano aproximado de peito que depois se transforma num plano médio, com um movimento de câmara à mão (Figuras 2A a 2D).

Figura 3A | 1h57m56s

Figura 3B | 1h58m03s

Figura 4A | 1h58m07s

Figura 4B | 1h58m18s

Cristiano Maciel

3


Linguagens e Narrativas Audiovisuais II Ciências da Comunicação

2018/2019

O plano seguinte mostra Guido a entrar no carro, num plano que apresenta um travelling de aproximação (Figuras 3A e 3B). De seguida, começam a dirigir-se ao seu destino, um possível lugar de filmagens. Tendo em conta que vai ser iniciada a conversa em que Guido conta a Claudia as suas ideias, um detalhe interessante neste plano é a iluminação de fundo. Na Figura 4A, podemos observar que o fundo é escuro. A câmara roda, acompanhando o carro e, na Figura 4B, distingue-se uma luz no fundo, que pode ser vista como representando o destino do protagonista para um lugar mais claro, mais iluminado (isto é, em termos de ideias).

Figura 5A | 1h58m19s

Figura 5B | 1h58m28s

Figura 5C | 1h58m44s

Figura 5D | 1h58m47s

Figura 5E | 2h00m04s

Figura 5F | 2h00m12s

Cristiano Maciel

4


Linguagens e Narrativas Audiovisuais II Ciências da Comunicação

2018/2019

A cena seguinte é uma conversa longa dentro do carro entre os dois personagens (Figura 5A a 5F). É aqui que Guido conta a Claudia as suas ideias para o filme. Toda a cena é feita em campo-contra-campo, com o diálogo entre os personagens a ganhar importância e a música que se ouvia na cena anterior a desaparecer completamente. Uma dinâmica muito interessante é a iluminação das faces das personagens. A face de Claudia está totalmente iluminada, enquanto que a face de Guido se encontra parcialmente escurecida. Esta opção tomada pelo realizador dá a Guido uma aparência mais sombria e antagónica: ao mesmo tempo que ele está a revelar as suas ideias, a sua face está parcialmente escurecida, podendo sugerir que ele está a guardar informação para si.

Figura 6A | 2h00m17s

Figura 6B | 2h00m21s

Guido e Claudia chegam ao seu destino e a câmara faz um pan horizontal para nos mostrar aquilo que eles estão a ver: uma construção abandonada (Figuras 6A e 6B). O plano seguinte (Figura 7A) é um dos meus planos favoritos neste excerto e acentua a dinâmica de iluminação usada durante a viagem de carro. Aqui, Claudia está visível

Figura 7A | 2h00m22s

e Guido está completamente escurecido, apenas com alguns dos contornos da sua cabeça iluminados. Guido acabou de revelar a Claudia todas as suas ideias para o filme e é possível que se esteja a “esconder”, com medo da reação ou que esteja num estado mental, de certa forma, vulnerável. O plano seguinte é uma ilusão, uma representação visual de uma cena do filme de Guido. Começa com um pan vertical de baixo para cima e de seguida a câmara passa a um travelling de aproximação (Figuras 8A e 8B). O plano seguinte inicia-se com um pan horizontal (Figuras 9A e 9B) e depois a câmara corta para um grande plano de Claudia (Figuras 10A e 10B). A câmara segue o movimento, enquanto a personagem prepara a mesa. Cristiano Maciel

5


Linguagens e Narrativas Audiovisuais II Ciências da Comunicação

Figura 8A | 2h00m36s

Figura 8B | 2h00m41s

Figura 9A | 2h00m43s

Figura 9B | 2h00m48s

Figura 10A | 2h00m50s

Figura 10B | 2h00m58s

2018/2019

A cena seguinte é uma cena longa e dinâmica, com várias escalas de planos. Começa com um grande plano lateral de Claudia (Figura 11A), que olha para Guido, que saiu do carro e caminha na direção oposta, à medida que a câmara faz um travelling de aproximação (Figura 11B). Mais uma vez, verifica-se a diferença das iluminações dos dois personagens, o que reforça a assertividade de Claudia e a insegurança de Guido.

Figura11A | 2h01m05s

Figura 11B | 2h01m18s

Cristiano Maciel

6


Linguagens e Narrativas Audiovisuais II Ciências da Comunicação

2018/2019

Enquanto os dois observam o espaço, há grandes planos de um e de outro, feitos com câmara à mão (Figuras 11C e 11D). É nesta altura que Claudia começa a revelar que é difícil empatizar com o personagem que Guido criou, uma vez que ele não consegue amar. Quando ela lhe pergunta “O que é que ele espera das outras pessoas?”, é-nos mostrado um plano picado de Guido, com a cara com sombras, plano esse que transmite de forma muito clara a vulnerabilidade e incerteza do protagonista (Figura 11E). Claudia continua a ser apresentada com iluminação uniforme, mas desta vez num plano geral (Figura 11F).

Figura 11C | 2h01m21s

Figura 11D | 2h01m29s

Figura 11E | 2h01m49s

Figura 11F | 2h02m04s

De seguida há um plano geral de Guido, que é alinhado numa das linhas dos terços (Figura 11G) e é contrabalançado com outro grande plano de Claudia (Figura 11H). Durante uma troca de argumentos, há uma dinâmica de campo-contra-campo (Figura 11G a 11J), mas em que Guido está muito mais afastado. Penso que esta opção foi tomada de forma a afastar a audiência dos argumentos dados pelo protagonista e aproximá-la daqueles que Claudia dá, sugerido que ela é, de certa forma, a voz da razão. Quando é revelado que Guido vai cancelar o filme, faz-se uso, novamente, do campo-contra-campo, mas desta vez com dois muito grandes planos de cada um dos intervenientes (Figuras 11K e 11L). No plano com Guido, é possível observar o triângulo de Rembrandt no lado esquerdo da sua face. Outra coisa que se pode observar é que no plano com Claudia, a cara dela está muito menos iluminada do que nos planos anteriores, uma mudança que pode representar a sua deceção com a inexistência de uma parte para ela no filme. Este confronto entre os dois é interrompido, acabando por se dar início à cena seguinte. Cristiano Maciel

7


Linguagens e Narrativas Audiovisuais II Ciências da Comunicação

Figura 11G | 2h02m08s

Figura 11H | 2h02m19s

Figura 11I | 2h02m23s

Figura 11J | 2h02m33s

Figura 11K | 2h02m45s

Figura 11L | 2h02m52s

2018/2019

A cena seguinte é caraterizada pelo caos sonoro e visual que se desencadeia quando vários elementos da equipa de produção do filme aparecem. Nesta cena é possível observar planos gerais (Figuras 12A, 12B e 12D), planos de conjunto (Figuras 12C e 12E) e um plano aproximado de peito (Figura 12F).

Figura 12A | 2h02m55s

Figura 12B | 2h02m57s

Cristiano Maciel

8


Linguagens e Narrativas Audiovisuais II Ciências da Comunicação

Figura 12C | 2h03m03s

Figura 12D | 2h03m07s

Figura 12E | 2h03m11s

Figura 12F | 2h03m13s

2018/2019

Tudo isto acontece de forma repentina, sendo que cada plano é utilizado durante poucos segundos e os planos escolhidos são intercalados de forma a causar confusão ao espetador, tal como o protagonista está confuso com toda a agitação que de repente se formou e com todas as pessoas que o vieram buscar para a conferência de imprensa que visaria anunciar o início das filmagens. Este é, então, na minha opinião, um dos excertos mais importantes do filme. É aqui que culminam todas as questões de bloqueio criativo do protagonista, que passa todo o filme a evitar tomar decisões relacionadas com a produção do seu filme. A “mulher ideal”, com quem ele sonha durante todo o filme, é também conhecida e apresentada neste excerto, mas não dá ao filme o desfecho que se esperava. É a mulher que se pensava que ia desbloquear todo o filme que acaba por levar ao cancelamento do mesmo.

Cristiano Maciel

9

Profile for Cristiano Maciel

Análise do filme 8½  

Análise do filme 8½  

Advertisement