Issuu on Google+

Sábado, 15.6.2013 / JORNAL NH

Copa das

E!

13

ESPORTE

Cristofer

O arroz e o feijão são semeados longes um do outro. Passam a maior parte da vida distantes. Mas, desde os grãos, sabem que seu destino será conjunto, e por pouco tempo. Como num epitáfio ao prato, esperam pelo momento sublime. É a profecia do prato do dia e da barriga cheia. Dizem que foram feitos um para o outro, que são a perfeita combinação, mas nada de Romeu & Julieta (isso é coisa de queijo com goiabada). O arroz com feijão é mais genuíno, mais brasileiro – mais branco, mais mulato. Assim como eles, são a seleção e o torcedor verde-amarelo. O time canarinho vive a maior parte do tempo além-mar. Joga, vence e faz história bem distante das terras avistadas por Pedro Álvares Cabral e consagrada pelo DNA tupiniquim. Eles precisam um do outro, mas dividem o mesmo prato em raras ocasiões (e nem é culpa da inflação do tomate, um amigo distante). Mas, agora, eles são o prato do dia e servido aqui no nosso quintal. Estão juntos para encher a barriga. A Copa das Confederações põe todos à mesma mesa e será um caldeirão definitivo para testar nosso poder de fogo para a Copa do Mundo. Como em qualquer obra, a cozinha e os estádios estão prontos, mas com alguns problemas que só o teste das cozinheiras e dos jogos irão detectar. Eles foram superfaturados, erguidos sob desconfiança e até com aquele pessimismo já consagrado: “Imagina na Copa”. Mas os seis estádios estão tão bonitos, que até os pessimistas tiveram que se render à nossa capacidade de engrossar o caldo. A competição que se inicia é como o prato de entrada para o banquete que será servido em 2014. Mas é preciso medir a temperatura da infraestrutura de aeroportos, estradas e serviços em geral. Uma coisa é cozinhar para os chegados, outra é aumentar a receita para receber visitantes do mundo todo. O Brasil tem crescido e é hora de não queimar a panela com um cardápio de fracassos. Que a nossa seleção mostre a mesma fome de gols da torcida. Então, põe água no feijão, que a festa vai começar. Bom apetite.

DIEGO DA ROSA/GES

DE MATTOS

Hora da prova do com

FEIJÃO


14copaconfederações