Issuu on Google+

A importância da sopa Paula Veloso | 22-07-2009

Além de ser indicada no tratamento da obesidade, é importante para a manutenção do peso ideal, para as pessoas que sofrem de falta de apetite ou têm dificuldade em digerir, para os idosos ou ainda para controlar a ingestão compulsiva de alimentos nas crianças. Até há alguns anos atrás, a sopa era obrigatória na mesa dos portugueses. De tal modo era importante que, quando alguém referia a ementa do almoço ou do jantar, quase sempre falava da sopa e do "resto", termo que conferia à sopa o papel principal. Para muitas famílias de baixos recursos económicos, este era, não raras vezes, o único prato da refeição. Este poderá ser um motivo que leva tanta gente a não a consumir nos dias de hoje... a sua conotação com a pobreza. No entanto, pela sua riqueza nutricional e pelo seu baixo valor calórico, deveria ser obrigatória nas refeições de todos os que querem ser saudáveis. Independentemente da região onde é consumida, tem sempre uma base constituída maioritariamente por água, "farináceos" que, dependendo da situação geográfica, podem ser batata, feijão ou outra leguminosa, ou mesmo pão, como na região alentejana. Invariavelmente, os produtos hortícolas como hortaliças de diversos géneros, cenouras, cebolas, abóbora, tomates, feijãoverde, entre muitos outros, entram também na sua constituição. Tudo temperado com um fio de azeite. Sim, um fio, não um rio! Rica em vitaminas, minerais e antioxidantes - tão procurados nas farmácias a preço bem mais elevado e, seguramente, sem a mesma biodisponibilidade -, tem também um apreciável teor de fibras, idealmente combinadas com água para uma maior saciedade e um melhor funcionamento intestinal. Boas razões para comer sopa Além de ser indicada no tratamento da obesidade, é importante para a manutenção do peso ideal, para as pessoas que sofrem de falta de apetite ou têm dificuldade em digerir, para os idosos ou ainda para controlar a ingestão compulsiva de alimentos nas crianças, porque: - é um alimento pouco calórico e com uma grande variedade de legumes, de sabor sempre diferente (nota: quando as pessoas usam cubos de caldos de carne, que, além de um desinteressante valor nutricional, têm sal em excesso, tornam as sopas muito idênticas); - a combinação de fibras alimentares com um elevado teor em água tornam-na num bom regulador intestinal; - nas crianças, constitui muitas vezes a única forma de estas ingerirem


vegetais; - permite aproveitar vitaminas e minerais que se perdem quando se desperdiça a água de cozedura; - é pouco alergénica (fraca probabilidade de provocar alergias); - não contém as moléculas agressivas que se formam noutros processos de confeção (como nos fritos ou nos grelhados na brasa); - proporciona ao organismo um bom aproveitamento dos seus nutrientes; - é de fácil digestão; - por ser um alimento com grande volume, sacia rapidamente, ao mesmo tempo que contém poucas calorias, sendo, por isso, um importante alimento na prevenção e combate à obesidade.


10 Boas Razões Para Comer Sopa A nutricionista Madalena Muñoz dá-lhe "10 Boas Razões para Comer Sopa"! Lá porque é Verão, não há razão para a deixar de comer... Puxe pela criatividade e use e abuse dos conselhos que a nutricionista lhe sugere para não perder muito tempo em frente do fogão. Mexa bem os minerais, vitaminas, fibras, proteínas vegetais, ferro e cálcio e sirva tudo com uma boa dose de comodidade, rapidez e... muita saúde! Vai uma sopa?

Relembrando as vantagens da sopa, por vezes esquecida, aqui vão 10 razões para a ter sempre presente.

Há sempre uma boa razão para incluir sopa na nossa alimentação diária – faça chuva, sol ou frio.

Lá por ser Verão, não deixe de a comer! Isto porque... 1. Alimenta o corpo e a alma: sopa faz-nos sentir bem e mais nada! Aconchega e alimenta - corpo e alma. Se for quente, aquece-nos, se for fria, refresca-nos, com a eficácia que se pretende! Já uma cerveja ou um gelado até podem refrescar-nos mas uma desidrata-nos e ambos podem engordar-nos... com eficácia mas... isto não se pretende! Como já dizia a nossa avó, para aliviar uma gripe, vai uma canjinha de galinha. É, aliás, remédio santo para muitas outras questões... ora continue lá a ler:

2. Fonte de minerais e vitaminas. Como não deitamos fora a água da cozedura (esta deve ser breve e só se deve colocar as verduras quando a água estiver a ferver), os minerais e algumas das vitaminas das hortaliças, bem como das leguminosas etc., permanece. Bónus: tomate e espinafres são hortícolas que se tornam mais nutritivas ainda quando cozidas (versus em crú).

3. Fonte de leguminosas. Há que aproveitar as sopas para incluir feijões, lentilhas, grão, ou soja, pois as leguminosas são ricas em fibra, proteína vegetais, ferro e cálcio. Pela sua variedade contêm um leque vasto de cores e sabores, e são muito saciantes; triture no puré mas deixe algumas a boiar.

4. Jantar ideal. Uma sopa rica faz um rico jantar, já que o jantar convém ser mais leve que o almoço. Sopa de peixe, sopa de cevadinha perolada com cogumelos e feijão encarnado, caldo verde, sopa à alentejana, gaspacho com pão torrado e ovo picado, e canja de galinha, são apenas alguns exemplos de sopas saudáveis e equilibradas.

5. Para quem quer emagrecer com saúde: relativamente baixas em calorias por prato, fecha o melhor negócio entre baixo valor calórico e alto poder de saciação (tira a fome devido ao seu volume, à quantidade de água e fibras que contém);


6. Para quem tem pressa: especialmente fora de casa, poucas escolhas se comparam em vantagens nutritivas;

7. Para quem tem muita fome: regra de outro no controlo de peso, especialmente para os homens que comem mais do que as mulheres;

8. Para quem tem “má” dentição (novos e idosos); 9. Para quem não gosta do "resto" (repete a sopa); 10. Para quem tem gosto na tradição gastronómica portuguesa e mediterrânica… Um truque para apressar a sua confecção é cozinhar a base da sopa numa panela e os "verdes flutuantes" noutra. Assim, quando triturar a base, os agriões, os espinafres, o feijão verde, ou as couves partidinhas, etc., já estarão prontas e basta misturar!

Bom apetite!


Sopa - Saúde e poupança

Vou comprometer-me aqui e agora a comer mais sopa. A sopa tem imensas vantagens, para a saúde e para a carteira. A sopa é uma opção económica, quando ingerida antes da refeição sacia e assim poupamos no conduto. Em vez de um grande bife só para nós, podemos comer uma parcela menor de carne, ou peixe. A sopa é rica em água e fibras, que nos fazem bem à saúde, saciam e melhoram o funcionamento do intestino. Se queremos emagrecer, nada como um bom prato de sopa antes da refeição. A sopa aquece-nos no Inverno. E já está tanto frio... Vou vos deixar mais um vídeo sobre poupança e alimentação: http://videos.sapo.pt/YhKQTBybGFBbITw39R1i


A importância da Sopa