Page 1

revista

GENTE REGIÃO DO MÉDIO TIETÊ

UM SENHOR JORNAL

BELEZA Tendências para cabelo, maquiagem e semijoias

ANO 1 | EDIÇÃO 2 | FEVEREIRO DE 2014

MODA O figurino de Madonna e outras divas no Grammy 2014

SAUDÁVEL

Kanti e o pouco conhecido hobby do plastimodelismo

CASA É possível ter uma piscina natural em casa, saiba como

Semeando

futuros Idealizado pelo médico Calixto Hueb, projeto Plantar chega ao Hospital Piedade em parceria com a Unimed


Expressinho 1988/1989

Em pé: Lori, Ziza, Macalé, Egídio, Beto, Cidão, Gilmar, Cassiano e Chula; Agachados: Miguel, Pita, Zimerman, Paulinho Antunes, Gali, Ricardo e Beto Cruzeiro

Ricardo Ticianelli, o grande artilheiro

EXPRESSINHO, a maquininha vermelha O Expressinho Futebol Clube foi fundado em um ambiente de muita amizade e paixão pelo esporte. Um dos principais responsáveis foi o ex gerente do Banco Itaú, Gumercindo Ticianelli. Em 1983, quando o CAL (Clube Atlético Lençoense) estava disputando a segunda divisão do futebol profissional, o patrocínio da camisa era o Banco Itaú e o alvinegro foi campeão invicto

Júnior, Leonardo, Ricardo e Mosca

Em todos os finais de ano, o filho de Guma, Gumercindo Ticianelli Júnior, reunia os profissionais em férias para jogos amistosos na região. Era um time de amigos jogadores profissionais que se reunia nos finais de ano. Surgia o nome Expressinho. A data oficial de fundação é o dia 16 de dezembro de 1986. Em 1987, a disputa do primeiro torneio, o estadual “Amador Pé No Chão”. Em 1988, o primeiro título, na Copa

Júnior e Guma, campeão em 1989

Júnior, Eduarda e Douglas (capitão)

Marimbondo. Em 1989 dores e mais uma série foi campeão invicto do de campeonatos. Outros primeiro campeonato atletas fizeram parte da amador mufundação TÍTULOS nicipal. Em da equipe, AMADOR: seu elenco CAMPEONATO como Clau1989, 1992, 2002, 2012 tinha Buana, dio Abade, E 1013. Ziza, PauliZimermam, LENÇÓIS nho Antunes, 1993,COPA Jonas, Ade2008, 2010, 2011, Edson Casermir Rorato, 2012. ta, Silvano, Gumercindo COPA IMPRENSA Galli, Walmir, Ticianelli Jr, 2002 E 2010, Cidão, CasLori, Carlão, COPA MARIMBONDO siano, MacaChula e Pio. 1988 E 1989 lé, Wagner e Hoje a Célinho entre Maquinioutros, com destaque nha Vermelha – como para Ricardo Ticianelli, o time ficou conhecido artilheiro de cinco ama- – é composto por ex-

Nilson Sobral (capitão)

-profissionais e jogadores das escolhinhas de iniciação esportiva. Na história recente do clube, o atleta Doulgas Carvalho é uma das referências do elenco que atualmente conta com Nilson Sobral, Betinho e Carlinhos, além de atletas mais jovens como Jossone, Maresia, Quintilha, Fernando, Feijão, Tiago, Josimar, Vitinho, Leonardo e Tiago e os que vieram neste ano: Telão, Lucas, Mineiro, Marlon, Willian, Rafael Rosa, Rafael Monteiro.


revista GENTE

suplemento mensal do jornal O ECO

´

PĂĄgina 3


Página 4

suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

ÍNDICE CASA

Calixto Hueb, o

doutor

Lírios da Paz e outras boas plantas para se ter em casa

árvore

27

Obstetra comemora chegada do projeto ‘Plantar’ ao Hospital Nossa Senhora da Piedade

Tenha uma piscina natural só para você!

24

20 BELEZA

Dourado volta após domínio do prata Prepare-se: as franjas voltaram!

8

10

Mechas em alta para todas as idades Dia ou noite, acerte na maquiagem

11

VIDA SAUDÁVEL

Kanti fala sobre o hobby do plastimodelismo

32

12

MODA

Os figurinos de Madonna e outras divas no Grammy 2014

Veja a coleção 2014 de praia & piscina da Morena Rosa

16

18


revista GENTE

suplemento mensal do jornal O ECO

Pรกgina 5


Página 6

suplemento mensal do jornal O ECO

revista

revista GENTE

DA REDAÇÃO

GENTE Diretor responsável: Moisés Rocha – MTb 442-84 Coordenação de Produtos Editoriais: Conceição Giglioli Carpanezi – MTb 23.105

gente

Editor-Chefe: Vitor Godinho – MTb 55.736/SP Diagramação: Cristiano Guirado – MTb 44.324 Vinicius Humberto de Castro Produção e redação: Cristiano Guirado – MTb 44.324 Editora Centro Oeste www.editoracentrooeste.com.br Departamento Comercial: Manoel dos Santos Silva Maria Terezinha Ramos Ivanilto Pereira da Silva Arte-ϐinalista Denis Juvêncio da Silva Fotograϐia Márcio Moreira – MTb 071-76/SP Administrativo Tiago Francisco Moreno Colaboração: Carlos Alberto Duarte, Angelo Neto, Priscila Pegatin, Welinton Barros, Vinícius Humberto Castro, Jerusa Natália Morelli, Natália Godoy, Pâmela Balber Carazzatto, Wanderley Fernando do Carmo e Sueli Aparecida Pereira. A Revista GENTE é uma publicação do Jornal O ECO, publicada pela Editora Folha Popular Ltda-ME (CNPJ 03.433.116/0001-02 – IE 416.043.125.113-ME). Rua Geraldo Pereira de Barros, 948, Centro Lençóis Paulista-SP CEP 18.680-020 Contato: (14) 3269 3311 Email oeco@jornaloeco.com.br Impressão: Mavina Duarte dos Reis ME - Grá ica Substrato/ JS Produções Grá icas Ltda - ME

que faz a diferença! Fazer a diferença na vida das pessoas é uma das mais importantes missões de cada ser humano na face da terra (felizes aqueles que conseguem). A história do projeto Plantar, que em O obstetra Calixto Hueb é o nome da moda. Nos últimos 30 dias ele foi destaque na mídia duas vezes. Primeiro, no Jornal da Cidade, de Bauru, mais recentemente no G1 (www.g1.globo.com). Desde 2001, quando começou com o projeto Plantar foram inúmeras aparições na imprensa nacional em todos os níveis. E, aos poucos, a realização de um sonho revelado por ele mesmo de passar o projeto adiante. Iniciativa que o próprio médico já viu brotar em outros cantos do país e que começa a ganhar força na região. Em Pirajuí, por exemplo, desde o ano passado é lei: para cada criança que nasce, uma árvore se planta. Agora é a vez de Lençóis Paulista. Através de uma

breve chega ao Hospital Piedade, em Lençóis Paulista, é um exemplo de como ações sócioambientais são bonitas, saudáveis elegantes e estão na moda!

parceria com a Unimed, o Hospital Nossa Senhora da Piedade vai oferecer uma árvore de presente para cada criança que nascer em sua maternidade. Com isso, a expectativa é de que em 2014 mais de mil novas árvores sejam plantadas no município, pelas mãos de seus próprios moradores e cuidadas pelos adultos de amanhã, as crianças que estão por chegar. Além dessa grande novidade sócio-ambiental que ilustra nossa matéria de capa, a segunda edição da Revista Gente tem uma pauta diversiϔicada para todas as necessidades e todos os interesses. Neste número, o leitor vai conhecer histórias como a de Evandro Cantizani, o Kanti, e seu solitário hobby

do plastimodelismo. Os mais ousados vão ter ideias de como instalar uma piscina natural dentro da sua própria residência (na sala, se quiser!), com peixes e todo o ecossistema de uma lagoa de verdade. Além de outras dicas de como deixar a casa mais verde e, por consequência, oferecendo maior qualidade de vida à sua família. O calor ainda está aí – e como – e suas tendências seguem em alta. Cortes e cores de cabelo que vão marcar essa época e outras inspirações, como maquiagem e assessórios que vão completar os visuais mais quentes da estação, não poderiam faltar. Tudo isso e muito mais nas próximas páginas. Boa leitura!


revista GENTE

suplemento mensal do jornal O ECO

Pรกgina 7


Página 8

suplemento mensal do jornal O ECO

BELEZA

Leve & natural Temporada de sol e calor agrega cor e alegria para os cortes de cabelo e moda evidencia leveza e naturalidade

Cristiano Guirado

C

ada estação tem suas peculiaridades e sensações particulares que, de uma forma ou de outra, acabam refletindo nas tendências da moda para aquela época do ano. E segundo a cabeleireira Eunice Dalbém, a Nice, do Fino Trato Studio Hair, o verão 2014 trouxe o sol e o calor para a cabeça das mulheres, com cortes que valorizam as cores e a alegria. “Leveza e naturalidade estão em alta em uma temporada com volumes e cachos que passam um ar de mulher sexy e ousada”, afirmou, em entrevista à Revista Gente. “E predominam as cores quentes como cabelos loiros platinados, marrons acobreados, vermelhos e castanhos mais avermelhados”, acrescenta. Nestes moldes, os comprimentos variam do médio ao longo. “Com a base reta e pontas repicadas para dar o suporte necessário para a formação desses cachos. A ondulação realmente está em alta. Predomina o uso do ‘franjão’,

as franjas aparecem maiores, com pouca diferença em relação ao restante dos fios”, ressalta Nice. “O liso já foi, cabelos lisos devem ganhar mais movimento, mesmo que seja uma leve ondulação nas pontas”, completa. Nice destaca outra tendência para 2014, que são os cabelos curtos milimetricamente, corte conhecido como ‘pixiecut’. “A ideia de que apenas o cabelo comprido exala feminilidade está ultrapassada. As mulheres têm investido no pixiecut, popularizado no fim da década de 1950 por Andrey Hepburn e, na década seguinte por Mia Farrow”, revela. Segundo ela, é um modelo de

corte ideal para mulheres com traços delicados e pode não surtir um efeito tão bom em mulheres maiores ou com traços grosseiros. “As mudanças valem para qualquer pessoa, basta o profissional decidir junto com o cliente qual estilo vai ficar melhor. Mas, no fundo, todo mundo pode arriscar, basta ter coragem, já que o cabelo cresce”, avisou. Nice encerra chamando a atenção para o cuidado com a saúde dos cabelos, não só com sua aparência. “Ousada ou tradicional, de nada adianta se os cabelos não estiverem hidratados. É preciso atenção constante e assim o resultado será muito melhor”, finaliza.

Marca registrada da cantora Taylor Swift (acima), a franja está em alta, assim como o pixie cut da atriz Jenifer Lawrence

revista GENTE


suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

Casa da Vó Presentes e brinquedos

Brinquedo TRATOR FARMER De R$459,00 por

R$

PROMOÇÃO Rua Coronel Joaquim Gabriel, nº300 - Centro - Lençóis Paulista

(14) 3263-2377

369,00

Página 9


Página 10

suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

BELEZA

os

DOURADOS da estação

Mistura de três cores do ouro ganha espaço no mercado de semijoias que ainda vive o auge da procura pelas peças prateadas; para empresária do setor, Célia Gomes Bianchini, cada comunidade tem as suas preferências, com alguma influência das celebridades na TV Cristiano Guirado

O

mercado de semijoias é um intermediário entre as joias legítimas e as bijuterias. Alternativa interessante para quem teme pela segurança ao usar uma peça cara em público – cena cada vez mais difícil nos dias de hoje – mas que não tem os baixos custos das bijus e, por isso, não comportam tanto em sua compra o ato de arriscar. Peculiaridade que faz com que os comerciantes do setor sigam as tendências da moda, como as roupas e sapatos. “Depois de muito tempo de preferência total pelo prata, o dourado passou a ser mais procurado. Agora estão surgindo algumas peças combinando as três cores do ouro – dourado, branco e rosê –, mas ainda estamos no auge do dourado”, explica Cé-

Depois de uma hegemonia das peças prateadas, dourado volta a estar na preferência do consumidor; peças clássicas de uso cotidiano tem procura ao longo de todo o ano

lia Gomes Bianchini, da Monalisa. Ela conta que as principais referências do setor são feiras especializadas no Rio de Janeiro e em São Paulo. Mas, apesar dos eventos darem uma ideia do que vai se vender para as próximas temporadas, sempre é preciso adaptar a oferta às preferências locais. “Isso é muito regional. É normal uma peça vender bastante em uma cidade próxima e aqui não ter tanta atenção. Também dá para se saber que o consumidor lençoense não aceita tão bem as peças mais usadas no Rio de Janeiro”, revela. A menos, é claro, quando a peça está nas mãos de uma celebridade. “A TV impulsiona bastante as vendas de uma determinada peça. Se alguma celebridade ou personagem de telenovela aparece usando, com certeza vai ter mais procura. O anel da Jade (da novela O Clone) foi bastante marcante neste sentido”, conta. No calendário, as semijoias também seguem as tendências da estação. O que está nas vitrines hoje é a coleção Verão 2014. São aguardadas para o final de fevereiro as primeiras referências sobre as peças que serão as preferidas para as estações mais frias do ano. No entanto, Célia garante, existem aquelas peças que vendem bem o ano todo. “Peças mais clássicas nunca saem de moda e também existem as semijoias para serem usadas no dia a dia”, finaliza.


suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

Página 11

BELEZA

De dia e de noite:

sempre bela Formais ou informais, festas exigem produções diferentes durante o dia e durante à noite, sempre harmonizando com o figurino; no entanto, para maquiadora, é no dia a dia que acontecem os piores erros

Para eventos durante o dia, o ideal é a maquiagem em tons neutros, como demonstra a elegância real da princesa da Inglaterra, Kate Midleton (à esquerda); para looks noturnos, as cores vibrantes como no rosto da jovem atriz Victória Justice (à direita) são um bom exemplo Cristiano Guirado Festas durante o dia, festas durante à noite. Eventos em espaços fechados ou ao ar livre. Todos esses fatores devem ser relevados na hora de decidir o que vestir e, por consequência, como se maquiar. Afirmação endossada pela maquiadora Paulinha Maciel que aproveita para explicar as diferenças entre uma ocasião e outra. E ela alerta, harmonizar com o figurino é fundamental. “A roupa diz muito. A pessoa com uma roupa esportiva não deve usar uma maquiagem muito carregada ou muito brilhante”, explica. Isso, é claro, não considerando os modismos. “Neste

verão as mulheres estão usando muito os tons de flúor, algo que dá impressão de ser mais aceso. Mas é um modismo, não é todo mundo que usa e é uma moda bem rápida. Nas estações frias volta a preferência pelas maquiagens mais tradicionais”, afirmou. Segundo Paulinha Maciel, é bem marcante a diferença entre as combinações de maquiagem para eventos informais ou festas de gala, sejam de dia ou à noite. “Geralmente, a maquiagem para a noite é mais carregada, tem mais brilhos, mais cores... a maquiagem para o dia é mais neutra, mais light”, avalia. Paulinha explica que em eventos as mulheres erram muito pouco a maquiagem. “Já vi madrinha na porta da igreja

com maquiagem equivocada, mas é mais difícil. Quando é um evento para o qual as pessoas sem programam, é mais comum que eles contratem profissionais para se maquiar”, conta. Já no dia a dia, os erros costumam saltar aos olhos, ainda mais para quem tem o olhar treinado. “Quem entende consegue ver se de longe a diferença, principalmente no pescoço”, alerta. A profissional dá dicas para reduzir a possibilidade de erros, mesmo quando a maquiagem for feita em casa. Depois de analisar e garantir a harmonia com o figurino, o ponto mais importante é a cor da pele. “As pessoas exageram na vontade de cobrir as imperfeições e acabam errando, principalmente na maquiagem do dia a dia”, completa.


Página 12

suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

BELEZA

Mechas em alta Procuradas durante o ano todo e por mulheres de diversas idades, mechas fazem parte cada vez mais do universo feminino; californianas e ombré hair são tendências em alta

Ombré hair, usado por Cléo Pires na novela Salve Jorge, investe no degradê ao longo dos fios; mechas californianas, de Drew Barrymore, evidenciam a cor nas pontas

Cristiano Guirado

F

eitas em região estratégica para acentuar o rosto, as mechas estão cada vez mais nas preferências das mulheres de todas as idades e com procura durante as quatro estações do ano. Tendência consolidada que é atestada pelos profissionais da área. “Dá para contar nos dedos quantas das minhas clientes não tem mecha”, revela Rocheli Luzia Marrique Guedes, do salão Segredos da Beleza. Cabeleireira há dez anos, ela observa a procura aumentar há pelo menos um ano. E com variações. “A pessoa usa a moda por um período de seis meses a um ano, depois ela vai modificando”, diz Rocheli. A dife-

rença é que o uso das mechas se adaptou a diversas idades e de adolescentes a aposentadas, a maioria absoluta das mulheres hoje quer uma nos cabelos. Para a especialista, a explicação para essa abrangência é simples: “a mecha faz toda a diferença, ilumina o rosto e dá um ar elegante e sofisticado”. Dois estilos diferentes de penteados com mechas estão em alta entre as celebridades norte-americanas e vem ganhando adeptos no mundo todo: as mechas californianas e o ombré hair. As mechas californianas são inspiradas nos surfistas, que usavam a parafina para proteger os cabelos do sol e da água salgada e isso deixa as extremidades dos fios mais claras que o resto do

cabelo. As mechas são feitas nas pontas dos cabeços. “Os mais requisitados são tons loiros e mel, mas aumentou bastante a procura pelos tons mais quentes, como ferrugem”. O ombré hair é um degradê da cor original, o tom usado para as mechas dependerá da cor do cabelo da mulher. As mechas são feitas no comprimento. “Com alguns fios desde a raiz e concentrando nas pontas. É um efeito que está se usando bastante”, diz Rocheli, revelando que é o estilo preferido de quem passa pelo seu salão. “Lembrando que o ideal neste tipo de clareamento é não deixar tanto contraste, não deixar marcas no cabelo, que é o que fica feio neste tipo de trabalho”, conclui.


revista GENTE

suplemento mensal do jornal O ECO

ĞŶƚƌŽĚĞƐƚĠƟĐĂ ǀĂŶĕĂĚŽƚƌĂnj ŶŽǀŝĚĂĚĞƐĞŵ ƚƌĂƚĂŵĞŶƚŽƐ

L

ençóis Paulista ganhou um novo conceito para tratamentos de beleza, o Centro de Estética Avançado ESTHÉTIQUE. Inaugurado nesta semana, possui salas amplas e climatizadas e aparelhos modernos, e conta com toda a experiência da Esteticista Mariane Dutra Lisboa, formada Bacharel em Estética pela Anhembi Morumbi, em São Paulo. A lençoense já trabalhou em renomadas clínicas da capital, como do Dermatologista Jardis Volpe e do Nutrólogo Thiago Volpi. Para oferecer resultados com mais eficácia, as clientes passam por avaliação para saber os objetivos, e após, começam o tratamento. Além de Estética Facial, como limpeza de pele, Peelings, com utilização de produtos de excelente qualidade, a Esteticista trouxe duas novidades: a Criolipólise e a Radiofrequência de alta potência, tratamentos que são muito procurados entre pessoas famosas. A Radiofrequência é destinada ao tratamento de flacidez facial e corporal, rugas e linhas de expressão, celuli-

O centro ƐƚŚĠƟƋƵĞ conta com estrutura e equipamentos modernos, serviços exclusivos, e neste mês de fevereiro estará oferecendo preços especiais nos tratamentos.

dƌĂƚĂŵĞŶƚŽƐĚŽĞŶƚƌŽĚĞƐƚĠƟĐĂǀĂŶĕĂĚŽ

Nas fotos, os resultados dos tratamentos de Radiofrequência de alta potência para rejuvenescimento e celulite, e Criolipólise, para o tratamento de gordura localizada

Página 13

te e rejuvenescimento facial. Por ser mais concentrado, a cliente poderá fazer um número menor de sessões e já contará com bons resultados. A Criolipólise é um tratamento novo para diminuir a gordura localizada, também muito procurado pelo público masculino, por perder rapidamente a gordura abdominal. O procedimento consiste no congelamento das células de gordura de determinada região do corpo em uma única sessão, chegando a perder de 20 a 25% de gordura no local da aplicação. O resultado pode ser visto em até dois meses, sendo necessária ou não nova aplicação. Apenas é indicado para gordura localizada e não para emagrecimento. Vale ressaltar que todos os procedimentos oferecidos não são invasivos. Para comemorar a inauguração, durante o mês de fevereiro os tratamentos estarão com preços especiais, fique ainda mais linda/o e preparada/o para curtir o carnaval! Os atendimentos são realizados com hora marcada, de segunda a sexta-feira, das 9h às 19h, e o pagamento poderá ser efetuado através de cartões. O Centro de Estética Avançado Esthétique fica na Rua Dr. Antonio Tedesco, 806, centro em Lençóis Paulista, telefone 3263-0722. Curta nossa página no Facebook.com/Esthetique.lençóis.


Página 14

suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

MODA

Escolha bem os seus

óculos de sol Eles são o complemento perfeito para o figurino das tardes quentes de verão, mas são, antes de tudo, uma questão de proteção; saiba mais sobre esses companheiros inseparáveis de todas as estações do ano

Você sabia que...

Júlia Roberts, com feições quadradas, fica perfeita em óculos ovalados

... cada cor de lente tem uma função/ benefício específico? As diferentes cores oferecem formas de proteção diferenciadas, além de proporcionarem alterações distintas na visão.

Jenifer Aniston tem o rosto oval e usa um modelo aviador

Cinza – São usadas para várias atividades, fazendo com que o usuário sinta-se à vontade e confortável. É a cor mais adequada para quem tem astigmatismo porque reduz o brilho e não distorce as cores. Âmbar/castanho – São indicadas para dirigir, já que oferecem uma boa noção de contraste e profundidade. Ela melhora o conforto de míopes e hipermétropes por aumentar a visão de contraste, além de filtrar a luz azul que também está relacionada ao desenvolvimento da catarata. Verde – As lentes verdes filtram pouca luz azul, mas oferecem melhor visão de contraste. É a cor mais adequada para a população acima dos 60 anos, quando tem início uma perda gradual da visão de contraste.

O uso dos óculos de sol é, antes de tudo, questão de prevenção. A exposição excessiva aos raios ultravioleta pode provocar diversas doenças oculares, na maior parte das vezes, causadas pela falta de cuidados na infância ou adolescência. Em caso de dúvida, não deixe de consultar o oftalmologista. Mas a estética é importante, sem dúvida. Bem escolhidos, os óculos escuros dão um arremate perfeito àquele figu-

rino que promete ser sucesso nas tardes quentes brasileiras. O formato do rosto deve ser considerado. São quatro os tipos principais: redondo, quadrado, triangular e oval. Para quem tem a face quadrada, óculos arredondados e ovalados são os melhores. Já quem tem rosto redondo fica bem com armações retangulares e quadradas. O rosto oval é o mais fácil: combina tanto com arredondados quanto retangu-

lares. No caso dos rostos triangulares, com pouco queixo, os modelos mais adequados são os tipo aviador e mais ovalados embaixo. O tamanho deve ser inversamente proporcional às dimensões da face. Para um rosto pequeno, armações maiores, em rosto grande, pelo contrário, peças menores. O resultado final deve ser equilibrado. Especialistas recomendam um teste simples para a hora da

compra. Sorria. Se a armação se mexer, não a compre. A ocasião é importante. Se os óculos tem metal na composição, deve combinar com os outros acessórios, sem misturar. Lentes espelhadas, sempre em alta no verão, devem ser usadas apenas em situações informais. Piscina, esportes ou o uso cotidiano, cada situação pede um modelo diferente. Na hora da escolha, o velho bom senso é um amigo infalível.

Púrpura – São a melhor opção para quem pratica esqui ou caça, porque aumentam a visão de contraste em ambientes com fundo azul ou verde. Descansam os olhos e devem ser usadas em ambientes fechados e dias nublados, especialmente no inverno. Amarela – As lentes amarelas bloqueiam a luz azul e reduzem o ofuscamento de motoristas no lusco-fusco do entardecer. Entretanto, são inadequadas durante o dia, já que reduzem a visão de contraste em ambientes com muita luminosidade.


revista GENTE

suplemento mensal do jornal O ECO

Pรกgina 15


Página 16

suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

MODA

as divas do

Grammy Kate Perry, Kelly Osbourne, Madona, Beyonce: veja os figurinos que chamaram a atenção na maior e mais importante premiação musical do planeta, realizada no dia 26 de janeiro

Beyonce

Katy Perry

Madonna

Kelly Osbourne

A cantora – que abriu a noite ao lado do marido J-Z - encabeçou a lista das mulheres bem vestidas da premiação do Grammy 2014. Ela investiu num vestido branco com transparência de Michael Costello e acertou em cheio em quesitos como maquiagem, unhas, anéis e cabelo estilo.

Ousada na medida certa, usou um dos figurinos mais comentados da noite. O vestido Valentino – recém-saído das passarelas – cheio de tule e com estampas de notas musicais combinou perfeitamente com o jeito de marota da cantora americana.

A diva pop chamar a atenção não é novidade. Mas dessa vez Madonna abusou de ser Madonna e se apresentou ao lado do filho, maravilhosa e em trajes masculinos. Vestindo a musa, um impecável smoking Ralph Lauren, com direito a gravata, camisa, chapéu, bengala, luva e anéis

Criticada pelos fashionistas mais conservadores, a filha de Ozzy Osbourne escolheu um poderoso vestido preto Badgley Mischka, com pedras de diamantes nos ombros, costas abertas e colar de cruz de diamante violeta. Segundo ela própria, o figurino foi inspirado no Black Sabbath.


revista GENTE

suplemento mensal do jornal O ECO

Pรกgina 17


Página 18

suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

MODA

para curtir a praia ou piscina com conforto e

ESTILO

Inspirada no dinamismo do universo feminino e na exuberância da natureza tropical, coleção moda

praia 2014 da Morena Rosa representa e valoriza a sofisticação, sensualidade e alegria da mulher brasileira


revista GENTE

suplemento mensal do jornal O ECO

MODA

onde encontrar Hot Wear Rua Dr Antonio Tedesco, 281 Lençóis Paulista Telefone (14) 3263 3263

Página 19


Página 20

suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

COTIDIANO

Uma árvore para cada

CRIANÇA Idealizado pelo obstetra Calixto Hueb, Projeto Plantar será adotado no Hospital Nossa Senhora da Piedade em parceria com Unimed e vai dar uma muda de árvore para os pais de cada criança que nascer na maternidade local Cristiano Guirado

E

“Com outro hospital entrando no projeto ele ganha uma inserção maior. E espero que não pare mais de crescer”, diz Calixto Hueb

stá por ajustes. O Projeto Plantar vai se enraizar no Hospital Nossa Senhora da Piedade até o final de fevereiro. A ação surge em parceria com a Unimed/Lençóis e vai dar uma muda de árvore para cada criança que nascer na maternidade local. A cidade tem de 70 a 100 partos mensais e, com isso, a partir de 2014 Lençóis Paulista deve ganhar mais de mil novas árvores por ano, plantadas e mantidas pelos seus próprios moradores, cuidando da terra onde crescerão seus filhos. “Apresentamos a ideia para a diretoria do Hospital e todos ficaram muito entusiasmados. Foi muito gratificante”, revela o presidente da cooperativa médica, Calixto Hueb. Na parceria, o Hospital Piedade vai acondicionar as mudas em um pequeno viveiro – atualmente em vias de preparação – dentro do prédio do Hospital Nossa Senhora da Piedade. Periodicamente, a Unimed vai reabastecer o estoque de mudas. A ação funciona desde 2001 na Santa Casa de Macatuba – que faz em média 30 partos mensais

– e Calixto comemora a parceria com o hospital lençoense. “Com outro hospital entrando no projeto ele ganha uma inserção maior. E espero que não pare mais de crescer”, diz. “Vamos começar a distribuição ainda em fevereiro e cada paciente, qualquer que seja seu obstetra, vai ganhar uma árvore, independentemente de ele ser do SUS (Sistema Único de Saúde) ou de convênios”, diz Carlos Eduardo Bueno Amaral, gestor técnico do Hospital Nossa Senhora da Piedade que avisa: já tem um espaço reservado para as mudas. “É um projeto gratificante, em um momento em que o mundo fala muito sobre o meio ambiente, ele tem educação ambiental que vai servir para a própria criança, quando for mais velha”, acrescenta. Os pais aprovam a iniciativa. Flavia Andreotti, mãe do pequeno Gustavo, 4 anos, plantou a árvore no Parque do Paradão logo que deixou a maternidade. “Levei muito a sério e assim que me recuperei da cesárea, fui plantar, para que ela crescesse junto com o Gu.


revista GENTE

suplemento mensal do jornal O ECO

Página 21

COTIDIANO Ele vai crescer e acompanhar a árvore”, conta. Para as mães que a partir de agora vão receber a sua, ela dá o recado. “É uma excelente experiência, dá a noção de que precisamos preservar o mundo para nossos filhos.

Se para cada bebê se plantasse uma árvore, teríamos mais qualidade de vida e melhores exemplos de vida. Valentina tem poucos meses de vida, sua árvore também. Seus pais, os publicitários

Carlos Alberto Galassi e Maíra BelascoGalassi, já conheciam o projeto e sabiam que junto com o bebê viria a árvore. “Sempre admirei essa iniciativa, um incentivo para que realmente ensinemos valores para os nossos

filhos”, considerou Carlos Alberto. “O mais legal é a questão da criança crescer e saber que a árvore é dela, que deve cuidar. Desenvolve um certo senso de responsabilidade e ajuda a ter consciência ecológica”, completa.

Beto Galassi: O mais legal é a questão da criança crescer e saber que a árvore é dela

Flávia Andreotti: É uma excelente experiência, dá a noção de que precisamos preservar o mundo para nossos filhos

‘Sempre tive vontade de passar isso adiante’, diz Calixto O obstetra Calixto Hueb sempre teve uma inquietude: “A obstetrícia não pode ser aquela coisa fria: nasceu o bebê, entrega para a mãe e diz boa sorte. O nascimento de uma criança é algo muito bonito para ter um desfecho assim. Eu sempre pensei em formas de marcar esse momento”, revela. Ele cita pequenas ações como um Diploma de Mãe ou um CD com fotos feitas na sala de parto como tentativas de aquecer o momento em que os novos pais

deixavam a Santa Casa de Macatuba. Mas ele queria incrementar. “Na época a discussão sobre desmatamento era grande e decidir dar uma árvore de presente”, lembra. Desde 2001, os pais de cada criança que nasce por suas mãos ganham uma muda de árvore. E nunca mais parou. Calixto contabiliza em torno de quatro mil partos desde então, cada um devidamente acompanhado por uma muda de árvore. “Foi uma ação que comecei em uma pro-

porção pequena, só para Macatuba, como um trabalho de formigas. Mas sempre tive vontade de passar isso adiante”, disse. Em poucos anos, a ideia ganhou a atenção da mídia regional e em 2006 o médico foi convidado para uma série de entrevistas para o Jornal da Cidade de Bauru e TV Tem, entre outros. “Repercutiu bastante isso, deu até conteúdo para a Globo News, passou em todo o Brasil. Foi bem divulgado”, conta. As consequências foram imediatas. “Recebi te-

lefonemas de pessoas de várias cidades que me ligaram para saber detalhes do projeto. Ele já deve ter sido inserido em várias santas casas do interior”, revela. Calixto se diz satisfeito com o crescimento do projeto. “É algo que me deixa muito feliz, um projeto de uma simplicidade muito grande, uma coisa minha na vontade de fazer algo bonito para a gestante e para o bebê. Não esperava que fosse dar a repercussão que deu”, finaliza.


Página 22

suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

NA MÍDIA

sob a regência de

peixes Altruístas, receptivos e simpáticos. Assim são as pessoas do signo de Peixes. Para quem se apega aos papos de zodíaco, Lençóis Paulista pode ser um caso interessante. A cidade é regida por dois piscianos, a prefeita Bel Lorenzetti e o vice José Antonio Marise. As lideranças políticas lençoenses são os ilustres aniversariantes do mês de fevereiro. Bel dia 20 e Marise dia 23.

antenado José Oliveira Prado pode dizer que tem feeling para “prever” o futuro no show biz! Ele já trouxe para a Facilpa, antes da fama, nomes como Guilherme & Santiago e Vitor & Léo e dificilmente erra quando diz que um artista vai estar em voga em determinada época do ano. Prova disso são as presenças de Cláudia Leite e Daniel na grade de shows da edição 2014 do evento. A cantora passa por Lençóis Paulista poucas semanas antes de cantar na abertura da Copa do Mundo, o cantor, além de estar na trilha sonora da novela das oito, acaba de se tornar o primeiro garoto propaganda individual da história da Coca Cola.

registrado Os proeminentes casais Luis Carlos Dalbén, o Gigio, e a esposa Sílvia (à esquerda) e José Geraldo Darcie e Ana Lúcia Darcie


suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

HELCO CARANI

ZEFIRO ORSI

MÁRIO TRECENTI

JOSÉ GARRIDO GIL

MÁRIO ZILLO

LUIS PACCOLA

PRIMO CASALI

20 de Janeiro 1944 a 2014 FRANCISCO RADICCHI

JOSÉ HIRAN GARRIDO

LUIZA BODINI BREGA

OSMINDO CAMPANARI

HORÁCIO MORETTO

MÁRIO RADICHI

LUIZ BAPTISTELLA

VIRGILIO CAPOANI

LINA BOSI CANOVA

RUBENS PIETRAROIA

JOSÉ CICCONE SOBRINHO

SYLVIO CAPOANI

LÚCIO DE OLIVEIRA LIMA

EDY EURÍPEDES CONEGLIAN

ALEXANDRE RAYMUNDO PACCOLA

AMIRALE FINCO

ASSAD FERES

DR. ANTONIO TEDESCO

PE. SALUSTIO RODRIGUES MACHADO

PEDRO NATÁLIO LORENZETTI

70 anos de história

HOSPITAL NOSSA SENHORA DA PIEDADE

BRUNO BREGA HOMENAGEM PELOS RELEVANTES SERVIÇOS PRESTADOS COMO FUNDADOR DESTA ENTIDADE

Página 23

GERALDO PEREIRA DE BARROS GRANDE BENFEITOR DESTA CASA

DR ANTONIO LEÃO TOCCI, 1º DIRETOR CLÍNICO DESTA CASA

LYDIO BOSI GRANDE COLABORADOR PELA GRANDEZA DESTE HOSPITAL

FAMÍLIA SR ANTONIO LORENZETTI FILHO

JACOMO AUGUSTO PACCOLA

JACOMO NICOLAU PACCOLA

MANOEL MOREIRA DA CRUZ

ZEFERINO RIBEIRO SOBRINHO

PROVEDORIA ATUAL

HOMENAGEM VEREADOR MANEZINHO

ANTONIO SEGALLA

ANTONIO ZILLO

DR. ELIAS DE OLIVEIRA ROCHA

DR. JOÃO PACCOLA PRIMO

GINO AUGUSTO ANTONIO BOSI

JOAQUIM ANSELMO MARTINS

JOSE ANTONIO GARRIDO


Página 24

suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

CASA

com a

natureza em casa Ter uma piscina natural particular é possível

Cristiano Guirado

É

comprovado cientificamente que uma residência com bastante área verde tem ingredientes a mais para a qualidade de vida de seus habitantes. Em tese, somos feitos para gostar do que é vivo, por isso plantas nos fazem sentir melhor do que objetos. Não à toa, o paisagismo, antes exclusivo a grandes áreas, cada vez trabalha para criar ambientes para as residências. Agora imagine o leitor, no conforto da sala de estar de sua residência, assistir TV em uma

piscina natural, sentado em uma ‘poltrona’ de pedras e rodeado por carpas. Quem pinta a imagem – e garante que é possível e rápido - é Rogério Bernardes, da empresa Jardins Lagos, especializada em trazer a natureza para dentro dos muros residenciais. Bernardes conta que as piscinas naturais – não necessariamente com todo o vanguardismo descrito por ele – são uma alternativa para quem gosta de se sentir mais perto da natureza, uma vez que é possível recriar nelas todo o ecossistema de uma lagoa. “O lençoense gosta bastante de jardins e lagos, muita gente tem

em casa e uma boa parte deles é em ambientes internos”, diz. E com muitas vantagens em relação às piscinas convencionais. “Para começar, existe a questão da sustentabilidade, é uma obra 100% limpa que não demanda uma gota de cimento”, ressaltou. “Ela fica personalizada, de acordo com as necessidades do proprietário da residência e é muito mais bonita, já que pode ser decorada com diversas plantas, flores e até peixes. A carpa é um peixe muito dócil, ideal para o convívio com o humano”, explica. As piscinas naturais não demandam tan-

to espaço quanto diz a primeira impressão da cena. Isso quer dizer que não é necessário, por exemplo, ter uma propriedade fora dos padrões das construções urbanas. “Estamos construindo uma de três metros por seis, com um metro e meio de profundidade. Mas as medidas podem variar bastante de acordo com o espaço disponível”, diz Bernardes. Outra vantagem é a economia. Não é preciso esvaziar e o tratamento da água não demanda produtos químicos e detritos naturais – como a fuligem – são eliminados naturalmente.


revista GENTE

suplemento mensal do jornal O ECO

Pรกgina 25


Página 26

suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

CASA

Fora mosquitos! De fácil acesso e cultivo, a citronela é repelente natural e arma poderosa contra o principal contratempo da temporada de calor: os mosquitos; saiba como usar em seu favor essa poderosa arma da mãe natureza Cristiano Guirado

O

deia mosquitos? Convenhamos, isso é fácil, afinal, estamos falando de uma das criaturas mais inconvenientes, asquerosas e perigosas da cadeia alimentar. E quando seus predadores naturais (sapos, aranhas e lagartixas, por exemplo) não dão conta do recado, alguns apelam para os repelentes. Mas também existem aqueles que não gostam de ficar com a pele oleosa e lambuzada com os anti-insetos artificiais. Para estes, a solução é mais simples do que se imagina, e – o que é melhor – nasce na terra: a citronela. A planta da família da erva cidreira é uma arma contra os mosquitos e aparece nos registros da colonização da região. Há quase 300 anos, as monções que partiam da região de Porto Ferreira e se embrenhavam Rio Tietê adentro para desbravar o que até então era o sertão desconhecido, relatavam uma série de problemas em suas expedições: ataques de índios, cobras, animais selvagens, dificuldades geográficas e falta de suprimentos. Mas nada foi para os registros tantas vezes quanto o que o colonizador chamava de “violentos ataques de mosquitos”. O óleo feito à base das folhas da citronela logo passou a ser carga obrigatória em embarcações expedicionárias. O mundo evoluiu, a ciência também e o segredo da citronela foi desvendado: a planta tem mais de oitenta componentes, entre citronelal, geraniol e limoneno. Além do óleo essencial, é possível encontrar vários produtos à base de citronela, de loções e sprays para a pele até velas e incensos. Além de repelir os odiosos mosquitos (e até algumas espécies de formigas), a planta mágica também é usada contra febres intestinais, distúrbios digestivos e na aromaterapia, graças às suas propriedades calmantes. Como usar essa potência da natureza a seu favor? É muito fácil. Quem não a tem em casa pode encontrar sem grande esforço em qualquer área verde. Pequenos pedaços picados da folha em um prato com água já livram o ambiente dos visitantes indesejáveis. Mas, uma série de dicas podem aumentar sua eficácia (veja quadro nesta página). Assim sendo, reorganize seu jardim e diga adeus às moscas.

A Citronela pode ser cultivada em pequenas jardineiras e até mesmo vasos. Por ser uma espécie de capim, é de fácil multiplicação e não requer grandes cuidados. Reparta as mudas, corte as folhas e enterre o talo verde com um chumaço de raiz numa cova de tamanho proporcional, cavada em lugar ensolarado. Cubra com terra misturada a material orgânico. Adulta, a planta tem cerca de um metro de altura e de circunferência e não costuma atrair pragas. - A citronela deve ser plantada na direção do vento. O assoprar da brisa vai inundar seus cômodos com o aroma repelente e aumentar sua eficácia. - Ferva algumas folhas e faça uma espécie de chá para usar na limpeza de pisos - Amasse e esfregue uma folha de citronela nas partes do corpo mais expostas, como braços e pernas - Mantenha em um vaso dentro de casa e sempre que quiser, corte um pedaço de uma das folhas para que a essência se espalhe.


revista GENTE

suplemento mensal do jornal O ECO

Plantas indicadas para ambientes fechados Babosa ou aloé vera; Filodendro (Peperômia filodendro) Clorófito (Chlorophytumcomosum) Fico (Ficusbenjamina) Hera (todas as espécies da família) Lírio da paz (foto)

Por uma vida mais

verde Ambientes fechados em casa ou mesmo apartamentos podem e devem ser decorados com flores e plantas em geral; mais do que fazer parte da decoração elas fazem bem ao corpo e à mente e, com as escolhas certas, vão, literalmente, dar vida nova ao ambiente Muitos não vivem sem plantas e não se perguntam porquê. E a maioria das pessoas que não tem verde em casa – pelos mais diversos motivos – tem vontade de ter. Elas podem fazer parte da decoração do seu lar e bem arranjadas, com seus coloridos, podem trazer contribuições belíssimas ao ambiente. Mas, não se pode deixar de lado os efeitos benéficos de se dividir o teto com o verde. Ter plantas em casa faz bem à saúde. É cientificamente comprovado que elas purificam o ar, removendo uma série de itens poluentes, inclusive benzeno e formaldeído, gases tóxicos cancerígenos encontrados comumente em produtos de limpeza. Ter plantas em casa é ainda mais interessante para quem mora em centros urbanos ou convive com um fumante, elas reduzem os efeitos danosos da

poluição. As plantas trazem para dentro de casa uma sensação gostosa de proximidade com a natureza. O resultado estético é satisfatório e o conforto visual e físico é notório. Muitas espécies podem ficar em ambientes fechados, desde que escolhidas e cuidadas de acordo. Existem espécies que se adaptam bem a ambientes fechados, desde que acomodadas em vasos adequados e cuidadas corretamente. Para ficar dentro de casa, as folhagens de sombra são mais indicadas. Mesmo assim, caso elas sejam expostas aos raios solares, poderão crescer mais facilmente. Se a planta estiver próxima à janela, vai ficar mais bonita. Longe, terá mais dificuldade para crescer. O primeiro passo é determinar onde a planta vai ficar e a partir disso, escolher a espécie.

Quem tem um ambiente fechado com bastante espaço pode apostar em plantas como pleomele verde, dracena fragrance, na palmeira-ráfis ou na dracena de madagascar, que podem alcançar até dois metros de altura. Essas variedades se dão bem em ambientes fechados e com pouca incidência de luz. Plantas com a mesma característica, mas bem menores, são os lírios-da-paz, os antulhos e as zamioculcas. É importante lembrar que o tamanho da planta tem que ser diretamente proporcional ao tamanho do vaso, esse cuidado é fundamental para o seu desenvolvimento. Em geral, tem que ser regada de duas a três vezes por semana. Mas quando é recém chegada precisa de mais água porque passou por um período de estresse, que é a adaptação ao novo ambiente.

Página 27


Pรกgina 28

suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE


revista GENTE

suplemento mensal do jornal O ECO

Página 29

CASA

Agradável, aconchegante e

SUSTENTÁVEL Iluminação e ventilação naturais economizam energia eletrica

É possível ao ser humano que ele possa existir sem gerar dano ambiental? A resposta para esta pergunta é “não” desde que o homo sapiens passou a dominar o planeta, abandonado a condição de parte do ecossistema e passando a construir para si um mundo artificial, feito de asfalto, vidro, concreto e metal. O que é possível – e em pleno século 21, bastante recomendável – é que os proprietários das residências do futuro adotem pequenas medidas para reduzir o impacto ambiental que suas moradias provocam. Em princípio, ‘casa ecológica’ é um termo mais conhecido do grande público por-

O conceito de casa ecológica evolui junto com a tecnologia de preservação da natureza e decisão de reduzir o impacto ambiental pode estar sustentada em providências relativamente simples que a quantidade de casas no mundo é bem maior em relação aos outros tipos de construções. Mas apartamentos, escritórios, prédios comerciais e industriais também podem ser erguidos seguindo as normas de preservação ambiental. O ponto de partida, o terreno, é o primeiro fator importante. É importante que ele tenha sua topografia natural preservada, evitando a movimentação de terra. No mesmo terreno, será observada a preocupação em deixar áreas de infiltração, evitando pavimentação ou calçamento, para que a água da chuva penetre no solo.

Uma casa ecológica abusa de iluminação e ventilação naturais, economizando energia de lâmpadas e ventiladores. Ela deve ter um isolamento térmico eficiente para ser fresca nos dias quentes e aconchegante no frio. O aquecedor solar – que pode encarecer o custo da obra – é um investimento recuperado com o tempo e economia de energia elétrica. Se sua casa já está construída e não tem nenhum desses recursos ou conceitos modernos, também é possível trabalhar para a redução de impacto ambiental. Uma torneira pingando, por exemplo, pode desperdiçar mais de 40 litros de água por dia. Escovar

os dentes com a torneira aberta gasta, em média, 20 litros de água e um banho muito demorado, 180 litros de água. Use mais a vassoura em casa e menos a mangueira. Se não tiver opção, aproveite para limpar o chão ou o carro com a água que já foi usada para lavar roupas. Separe o lixo no já conhecido quarteto de categorias recicláveis: vidro, papel, plástico e metal. Descarte adequadamente o óleo de cozinha, acondicionando-o em uma garrafa pet. Muitas cidades – inclusive Lençóis Paulista e Macatuba – já tem sistemas eficientes de coleta e reciclagem deste material.


Página 30

suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

VIDA SAUDÁVEL

reforço na

equipe Cardiologista Murilo Pavanello, 29 anos, reforça equipe médica da Clínica Game; ‘é um sinergismo, a gente passa a experiência de vida e ele vem com os conhecimentos mais vivos’, diz Carlos Miguel Cristiano Guirado jovem médico cardiologista Murilo Pavanello, 29 anos, é o mais novo profissional da medicina da clínica Game. Com uma parceria firmada no ano passado, ele passa a atender ao lado dos veteranos Carlos Miguel (da mesma especialidade), do obstetra Calixto Hueb e do pediatra Wagner Juliano. “O doutor Murilo é muito bem preparado dentro da Cardiologia. Ele vai ter sua vida profissional própria e dar apoio para momentos em que eu estiver ausente, à noite e

O

aos finais de semana”, diz Carlos Miguel. “Com ele também vamos intensificar a parte preventiva”, completa. Sobre a diferença de idade, Miguel se diz empolgado com a parceria. “É um sinergismo, a gente passa a experiência de vida e ele é jovem e vem com os conhecimentos mais vivos”, considera. Murilo Pavanello ressalta a recepção que teve dos demais médicos da clínica. “Fui muito bem acolhido pelos meus novos parceiros, estou bastante à vontade e feliz de trabalhar ao lado de médicos tão conhecidos”, afirmou.

Carlos Miguel (à esquerda): “É um sinergismo, a gente passa a experiência de vida e ele é jovem e vem com os conhecimentos mais vivos”; Murilo Pavanello: “Fui muito bem acolhido pelos meus novos parceiros”

Natural de Macatuba – filho de Willian Moraes e Zezé Pavanello e neto de Joaquim Moraes, técnico do laboratório da Santa Casa de Macatuba – Murilo passou nove anos no Rio de Janeiro. Na capital carioca, se formou em medicina na Gama Filho e especializou-se em cardiologia no Instituto Estadual de Cardiologia. Pavanello também presta assistência no Hospital Nossa Senhora da Piedade, em clínica médica, cardiologia e no Centro de Tratamento Intensivo. Ele também atende no Ambulatório de Especialidades e no Hospital de Macatuba.


revista GENTE

suplemento mensal do jornal O ECO

Pรกgina 31

DR. VAGNER JULIANO JรšNIOR PEDIATRA ESPECIALISTA EM PNEUMOPEDIATRIA CONVรŠNIOS: UNIMED, GRUPO LWART, FUNERรRIAS, PARTICULARES E PREFEITURA DE MACATUBA

CRM: 106.530 SP

DRA. DENISE BARREIRO COSTA OTORRINOLARINGOLOGIA ADULTO E INFANTIL E MEDICINA DO SONO CONVรŠNIOS: UNIMED, GRUPO LWART, FUNERรRIAS, PARTICULAR

CRM: 125.845 SP

DR. DANILO AUGUSTO DE SOUZA SILVA CIRURGIA BUCOMAXILOFACIAL E ORTODONTIA CONVรŠNIOS: GRUPO LWART, PARTICULAR

CROSP: 91.397

FONE: (14) 3264-4573

58$&2521(/9,5*รŒ/,252&+$ย‡&(1752/(1dร,63$8/,67$63 CEP: 18682046


Página 32

suplemento mensal do jornal O ECO

revista GENTE

VIDA SAUDÁVEL

Um hobby das

Evandro Cantizani, o Kanti, é apaixonado por plastimodelismo

alturas Começou por acaso e desde 1994 Kanti se dedica ao plastimodelismo; 20 anos – e quase 200 modelos montados – depois, ele fala do passatempo que aprendeu a admirar Cristiano Guirado

E

le é uma das figuras mais conhecidas da cidade, seja por ter tocado bateria na noite em bandas conhecidas do lençoense – Decibeis e Pavilhão Nobre, entre outras - seja por trabalhar a vida toda em um único lugar, o Auto Posto Portão, na esquina das ruas Pedro Natálio Lorenzetti e Anita Garibaldi. Mas Evandro Cantizani, o Kanti, ainda revela uma surpresa: ele é colecionador de plastimodelismo, hobby de quem constrói e expõe miniaturas reduzidas em escala de equipamentos reais.

Os temas mais comuns são aviões, carros, motos e navios. “Comecei por acaso, um amigo comprou a maquete de um avião e me chamou para ver. E desde criança eu gostava de aviação e me interessei pela maquete”, conta. Ele se lembra do primeiro modelo, comprado na Casa da Vó. “Tenho a nota fiscal guardada até hoje”, revela. Depois do primeiro, pesquisou e se inteirou pelo hobby que encanta milhares de pessoas no mundo todo. “Comecei a pesquisar e descobri o que era de verdade, um hobby diferente, com contexto histórico e uma

terapia”, revela. Mas em Lençóis Paulista, Kanti admite que é um passatempo singular. “É pouco conhecido no interior, mas em São Paulo e na região de Campinas é bastante difundido, com campeonatos fortes”. A singularidade do hobby também dificulta o acesso a novos modelos para aumentar a coleção. “É muito difícil encontrar em Lençóis. Loja física especializada em plastimodelismo, havia uma em Bauru, mas já fechou. Hoje só é possível comprar pela internet”, diz. O investimento, segundo ele, pode variar. “Quando eu comecei era barato, o real valia mais que o dólar”, brinca

Kanti. O plastimodelismo pode ser encontrado em diversas marcas e escalas e uma maquete pode variar de R$ 10 a R$ 500. Neste hobby que em 2014 completa 20 anos, Kanti tem quase 200 modelos montados e cerca de 50 outros ainda aguardando a sua hora de deixar de ser um conjunto de peças para se tornar a miniatura de uma aeronave. Todo dia ele trabalha um pouco na montagem. Sem tanta pressa, afinal, todos esses pequenos aviões estão em seu quarto. “Estou com problema de espaço já”, conta. “Mas no futuro penso em ter um ateliê com espaço só para isso”, finaliza.


revista GENTE

suplemento mensal do jornal O ECO

Pรกgina 33


Página 34

suplemento mensal do jornal O ECO

CALENDÁRIO DE EVENTOS PARA O ANO DE 2014

revista GENTE

JANEIRO COPA INFANTIL DE FUTEBOL REGIONAL SUB 12/14 E 16 FEVEREIRO COPA INFANTIL DE FUTEBOL REGIONAL SUB 12/14 E 16 COPA LENÇÓIS DE FUTEBOL AMADOR MARÇO COPA LENÇÓIS DE FUTEBOL AMADOR COPA INFANTIL DE FUTEBOL REGIONAL SUB 12/14 E 16

RUA IGNÁCIO ANSELMO, 633 CENTRO - LENÇÓIS PAULISTA TELEFONE (14) 9 9702-0433

PLANO DE TRABALHO

ABRIL COPA LENÇÓIS DE FUTEBOL AMADOR COPA CIDADE DO LIVRO COPA INFANTIL DE FUTEBOL REGIONAL SUB 12/14 E 16 MAIO COPA LENÇÓIS DE FUTEBOL AMADOR COPA CIDADE DO LIVRO COPA IMPRENSA DE FUTEBOL REGIONAL

FILIADA À FEDERAÇÃO PAULISTA DE FUTEBOL AMADOR

JUNHO COPA IMPRENSA DE FUTEBOL REGIONAL COPA CIDADE DO LIVRO

JULHO COPA IMPRENSA DE FUTEBOL REGIONAL COPA CIDADE DO LIVRO AGOSTO COPA IMPRENSA DE FUTEBOL REGIONAL SETEMBRO CAMPEONATO AMADOR DE FUTEBOL CAMPEONATO AMADOR SÉRIE B OUTUBRO CAMPEONATO AMADOR DE FUTEBOL CAMPEONATO AMADOR SÉRIE B NOVEMBRO CAMPEONATO AMADOR DE FUTEBOL CAMPEONATO AMADOR SÉRIE B DEZEMBRO CAMPEONATO AMADOR DE FUTEBOL CAMPEONATO AMADOR SÉRIE B COPA MASTER DE FUTEBOL JOGO BENEFICENTE ATLETAS PROFISSIONAIS EM FÉRIAS


HOMENAGEADOS DA ORDEM AO

MÉRITO ESPORTIVO EVENTO FOI REALIZADO NO DIA 20 DE DEZEMBRO DE 2013 NA CÂMARA MUNICIPAL DE LENÇÓIS PAULISTA PELO VEREADOR JÚNIOR TICIANELLI. A CERIMÔNIA CONTOU COM A PRESENÇA DOS VEREADORES MANEZINHO E ANDRÉ SASSO, O CAGARETE.

ARCHANGELO BREGA, CECY BIRAL BREGA • ESPORTISTA REPRESENTADOS POR CRISTIANO BREGA

DOUGLAS CONEGLIAN • VOLEIBOL

JACOB JONER NETO • ESPORTISTA

GILMAR FELÍCIO ROSSI • ESPORTISTA

EQUIPE MASCULINA DE BASQUETE SUB16

PAULO ROBERTO DOS SANTOS, CLAUDIO ABADE, JONAS SAMPAIO DE ALMEIDA FILHO, WALMIR ROBERTO CONTERATO E WAGNER SGUERRI EX-ATLETAS

JOSÉ APARECIDO DOS SANTOS • ESPORTISTA

JOSÉ EDSON DE SOUZA • ESPORTISTA

JURACY CASSITA • ESPORTISTA

LEONARDO HENRIQUE DE OLIVEIRA • BASQUETEBOL

NELSON FAILLACE • ESPORTISTA

RAUL RAMOS DA SILVA • FUTSAL

VICTOR HUGO MACIEL • JIU-JITSU


HOMENAGEADOS DA ORDEM AO

MÉRITO ESPORTIVO ALMIR BENEDITO DE SOUZA E ALTAIR LUIZ DE SOUZA MALHARIA UNIARTE

EVENTO FOI REALIZADO NO DIA 20 DE DEZEMBRO DE 2013 NA CÂMARA MUNICIPAL DE LENÇÓIS PAULISTA PELO VEREADOR JÚNIOR TICIANELLI. A CERIMÔNIA CONTOU COM A PRESENÇA DOS VEREADORES MANEZINHO E ANDRÉ SASSO, O CAGARETE.

TANIA ORSI E ARMANDO ORSI SANTA CATARINA SUPERMERCADOS

GENIVAL SOUZA TRINDADE SUPERMERCADO SANTO EXPEDITO

JORNAL O ECO DIVULGAÇÃO DO ESPORTE REPRESENTADO POR MANEZINHO

JORNAL SABADÃO DIVULGAÇÃO DO ESPORTE REPRESENTADO POR TÂNIA MORBI

JOSÉ AUGUSTO PACCOLA E ANTÔNIO LUÍS PACCOLA RELOJOARIA URIS PACCOLA

JOSÉ CARLOS DE OLIVEIRA – ADEFILP ASSOCIAÇÃO DOS DEFICIENTES FÍSICOS DE LENÇÓIS PAULISTA REPRESENTADO POR JOSÉ LENCI NETO

JOSÉ PLACIDO GUTIERRES GUTCENTER COMÉRCIO DE MÁQUINAS LTDA.

SILVIO SANDRO DA SILVA E JOSÉ VANDERLEY DORETO LISBOA FUNILARIA E PINTURA PLAST COMPANY

MARCELO MING LWART QUÍMICA

MARIA APARECIDA ORTIGOSSA MORETTI E MARCO AURÉLIO MORETTI MS SPORTS

REINALDO ROSSI TRABALHO VOLUNTÁRIO NAS ESCOLINHAS DE ALFREDO GUEDES

SILVANO RODRIGUES DA SILVA PANORAMA MATERIAIS PARA CONSTRUÇÃO REPRESENTADO POR JOSÉ EDSON DE SOUZA

Gente fevereiro  

edição de fevereiro da Revista Gente, publicada pelo jornal O ECO

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you