Page 1


KARLA ARCHER

ATIVE O DOM DE DEUS QUE HÁ EM TI

SINOP/MT Eplot Gráca 2016


CATALOGAÇÃO Archer, Karla Sinop - Mato Grosso Prexo Editorial: 92687 Eplot, 2016

109 páginas

Sistemático: Cristianismo e Teologia Cristã ISBN 978-85-92687-03-8

Agência Brasileira do ISBN

ISBN 978-85-92687-03-8

9

788592 687038

PROJETO GRÁFICO E CAPA Cristiane Oliveira IMPRESSÃO Gráca e Editora Eplot Ltda-ME. Av. dos Jacarandás, 264 Jardim Jacarandás | 78 556 020 Sinop | Mato Grosso Tel.: 66 3532 3755 E-mail: eplotgraca@hotmail.com


APRESENTAÇÃO Esta obra relata a decisão da autora quanto as coisas celestiais, bem como sua preocupação pelo bem estar das pessoas na jornada desta vida. Escrever falando de Karla Watanabe Archer é para mim muito fácil, pois seu valor, conduta e caráter são incontestáveis. Neste livro pude perceber com notória clareza a sua fidelidade à Palavra de Deus, bem como, um perfeito equilíbrio em relação à intempéries da nossa sociedade caótica que necessita de mudanças e de um novo nascimento. Nós necessitamos de alimento para nosso corpo físico, mas temos também a necessidade de nutrir diariamente nossa alma, através da busca pela Palavra de Deus para vivermos acima da mediocridade, pois esse sempre foi e será o desejo do ser humano. Útero Espiritual traz um relevante conhecimento, pois é uma mistura de vivência da autoria com um excelente apanhado de mensagens bíblicas, que respondem aos nossos mais íntimos e secretos anseios e questionamentos. O Espírito Santo orientou-a ao pegar na pena para escrever e sua lavra aí está! Leia e enriqueça seus conhecimentos. Foi para mim prazeroso e edificante falar desta ovelhinha tão querida. Deus abençoe. Ariovaldo José da Silva Pastor - Igreja Presbiteriana Renovada-(Sinop-MT) 05


IMPRESSÃO Gráca e Editora Eplot Ltda-ME. Av. dos Jacarandás, 264 Jardim Jacarandás | 78 556 020 Sinop | Mato Grosso Tel.: 66 3532 3755 E-mail: eplotgraca@hotmail.com


AGRADECIMENTOS Ao meu marido, Junior, que tem dedicado sua vida a cuidar de mim e de nossos filhos, sem seu apoio seria impossível me dedicar aos propósitos eternos. Aos meus filhos Brunna e Gabriel, que me inspiram diariamente a prosseguir crendo na força contida na oração de uma mãe que zela pela vida espiritual de sua maior herança. À minha mãe Elizabeth e pai Sadao (in memorian), que sempre serão o meu primeiro fundamento de gratidão a Deus. Ao pastor Ariovaldo José da Silva que, desde o ano de 1998, tornou-se mentor em minha vida. Sua sensibilidade espiritual, liderança desbravadora, paixão por almas e dedicação à família sempre foram minhas principais fontes de inspiração. Em nome do Pastor Laelso da Silva Santos agradeço as igrejas Missão Apoio do Japão que consolidaram meus primeiros passos na fé Cristã. A Deus por me fazer compreender que nenhum caminho por mais gratificante que seja - se compara a uma vida entregue ao cumprimento de Sua vontade. A você leitora, que tem desejado ativar o dom de Deus que há em ti. Obrigado por deixar que as palavras contidas neste livro possam enriquecer ainda mais seu relacionamento com Deus.

07


SUMÁRIO I. ALINHAMENTO Paulo e sua pré-ciência do útero espiritual

15 17

II. DESTRAVANDO NO CÉU O QUE PRECISA SER LIBERADO NA TERRA Pré-determinado Abatimento espiritual Quando tudo parece perder o sentido Passar pelo deserto é inevitável, morrer nele é loucura! A arte de superar derrotas e frustrações Experimentando o vazio da própria existência Não se deixe abater pelas provocações O que precisamos saber sobre aqueles que nos perseguem Ignore seus opositores Deus permite crises em nossas vidas O peso de nossas angústias Sensibilidade espiritual aguçada O intérprete das lágrimas Fique atento Uma semente incorruptível Para cada ação humana uma reação Divina Abandone a meninice e conquiste um novo nível espiritual Gerar é bom, dar a luz é ainda melhor Levanta-te

19 21 22 22 23 24 25 26 26 27 27 28 30 31 31 32 33 34 35 36

III. É TEMPO DE DESPERTAR 39 41 43

O Deus das promessas O Deus dos tempos 09


O tempo de aperfeiçoamento Não adiante os ponteiros O vazio do presente Nova fase, nova identidade Aquele que prometeu é fiel Fé emocional e fé convicta De volta ao primeiro amor Noiva Minha, amada Minha!

44 45 48 48 49 51 52 53

IV. IDENTIDADE CASTRADA Quando a amargura defrauda a sede das emoções As marcas de um lar desestruturado As marcas de um casamento desalinhado Filtrando a amargura Razões injustificáveis - A árvore da razão - A quitanda de Satanás - Os semideuses Dor renegada X perdão liberado A cura pelo perdão - A espada viva - Cheios do Espírito Santo Troca de direitos Níveis de amargura - Confronto - Ironia - Insinuações - Acusações - Desprezo Quando a amargura defrauda a vida espiritual Enfermidade no espírito - Esfriamento espiritual - Falta de fé Saia do problema Viver sem conceber A noiva de Cristo

57 59 59 61 62 62 63 63 63 64 65 65 66 67 68 68 69 69 69 70 71 72 72 73 73 75 75


V. DOIS CAMINHOS, UMA ESCOLHA E UM FUTURO Uma coisa é pecar, outra é se deixar morrer pela ignorância Uma atitude de fé fará toda a diferença Crie novas alianças Três tempos Deus releva o tempo de ignorância, mas não tolera o pecado em tempo de maturidade O que enxergamos como fim Deus vê como recomeço Santa e inculpável

79 81 82 82 83 85 87 90

VI. ESCOLHIDAS E ATIVADAS Simplesmente escolhidas Quando os meus sonhos pessoais são atravessados ao propósito de minha existência Deus só precisa do nosso sim O favor de Deus está acima de qualquer resistência Por mais loucura que pareça a obra é santa! Meu chamado, nossa missão! O Espírito Santo deseja nos engravidar dos sonhos de Deus As virtudes do Espírito Gerando Cristo em nós Livres para gerar Não aborte sua missão O Espírito e a noiva dizem vem!

11

93 95 96 99 100 101 102 102 103 104 105 106 107


INTRODUÇÃO Ative o dom de Deus que há em ti! Por essa razão, torno a lembrar-lhe que mantenha viva a chama do dom de Deus que está em você mediante a imposição das minhas mãos. (2 Timóteo 1:6).

Anteriormente, Paulo já havia deliberado essa virtude sobre Timóteo, e agora ele sabia o quanto era relevante incita-lo novamente a despertar o dom Deus que havia dentro dele. Há um encargo pessoal que rege a vida de cada cristão e esta incumbência foi direcionada de acordo com a capacidade individualizada que cada um possui. No Evangelho de Mateus 25:15a, vemos com clareza essa realidade: A um deu cinco talentos, a outro dois, e a outro um; a cada um de acordo com a sua capacidade. Por uma pessoa possuir mais talento que outra não a torna mais importante. O que a torna especial é corresponder ao nível de capacitação que Deus determinou distintamente a cada um. Devemos saber distinguir a nossa medida das demais pessoas, para que não venhamos exigir de alguém o que não lhe foi proposto ou retirar aquilo que lhe é ordenado. Paulo sabia exatamente quem era:

13


Paulo, servo de Cristo Jesus, chamado para ser apóstolo, separado para o evangelho de Deus. (Romanos 1:1)

Isso não se trata de exibicionismo e sim convicção. Creio que por isso o apóstolo Paulo deveria ficar tão indignado ao se deparar com dons paralisados, talentos inutilizados, capacitações inoperantes. Ao constatar essa realidade na vida de Timóteo, logo tratou de persuadi-lo a esse respeito. Nunca podemos esquecer que todas as nossas aptidões provêm de Deus para um fim proveitoso. E o Espírito de Deus o encheu de sabedoria, entendimento, ciência e em todo o lavor. (Êxodo 35:31)

Este livro tem o objetivo de nos levar a ativar a nossa consciência à existência de um útero espiritual que pulsa por gerar os planos que Deus tem nos reservado.

14


ALINHAMENTO

Útero espiritual

15


PAULO E SUA PRÉ-CIÊNCIA DE UM ÚTERO ESPIRITUAL

Como seres espirituais que somos devemos abrir nossa visão espiritual aos mais diversificados assuntos. Todo cristão deve analisar seu comportamento como noiva de Cristo. Ao aguçar sua consciência a esse respeito perceberá que há um útero espiritual direcionando seu homem interior a gerar algo em sua vida. Paulo compreendia perfeitamente seu papel como noiva de Cristo e reconhecia existir nele um útero espiritual que se movia conforme a vontade de Deus. Meus filhos, novamente estou sofrendo dores de parto por sua causa, até que Cristo seja formado em vocês. (Gálatas 4:19)

Paulo descreve estar sofrendo as mesmas dores de uma mulher que está prestes a dar a luz. Como noiva de Cristo havia um útero que o fazia compreender que na esfera espiritual ele estava tendo que passar pelas mesmas aflições geradas na fase final de uma gestação. Por isso ao iniciar a leitura deste livro direcione seu entendimento ao útero espiritual que rege sobre sua vida como noiva de Cristo. Devemos ter a percepção do que o nosso útero espiritual está gerando. Para tanto selecionamos alguns 17

“Paulo compreendia perfeitamente seu papel como noiva de Cristo, e reconhecia existir nele um útero espiritual que se movia conforme a vontade de Deus”


exemplos para retratar momentos em que nós, como noiva de Cristo, possamos estar atravessando sem saber como superar determinadas situações - tais como esterilidades espirituais; ou fases que enfrentamos o amortecimento das promessas de Deus; ou ainda sofremos com várias espécies de amarguras e pecados; e por fim o útero que nos conduzirá ao grande mover que Espírito Santo deseja gerar em nós. Nosso desejo é que você receba essa ativação em seu Espírito e o liberar de tudo o que Deus espera que você realize ainda nesta vida.

18


DESTRAVANDO NO CÉU O QUE PRECISA SER LIBERADO NA TERRA

Útero da esterilidade

19


PRÉ-DETERMINADO

Ninguém cria algo sem um objetivo definido. Uma máquina de lavar possui funções pré-estabelecidas com a finalidade de atender uma necessidade. Da mesma forma dentre as muitas capacidades contidas em uma mulher podemos destacar a de gerar. O corpo de uma mulher é naturalmente formado para recepcionar a vida, mas o que fazer quando seu útero parece ter vindo com certo defeitinho de fábrica? É lógico que se estivéssemos falando de um produto, a exemplo da máquina de lavar, com certeza recorreríamos à sua garantia, caso estivesse vencida apelaríamos ao técnico, e não tendo jeito ainda tentaríamos usar a máquina mesmo que ainda não enxaguasse as roupas com tanta eficiência. Ocorre que não estamos falando de uma máquina, mas sim de uma pessoa. E quando se refere ao ser humano sua pré-ciência de não estar correspondendo ao desígnio de sua existência lhe causará muitas frustações. Havia uma mulher chamada Ana que estava vivendo um período de grande conflito pessoal. Ana e sua rival Penina eram casadas com Elcana. Penina havia dado filhos e filhas ao seu marido, ao contrário de Ana que era estéril. (1 Samuel 1: 5-6).

“E quando se refere ao ser humano sua pré-ciência de não estar correspondendo ao desígnio de sua existência lhe causará muitas frustações” 21


ABATIMENTO ESPIRITUAL Dada a impossibilidade de ser mãe Ana estava vivenciando um prolongado estágio depressivo. Seu abatimento havia chegado ao limite máximo e há muito já não conseguia reagir aos desafios da vida. Sabemos que a depressão é uma doença de ordem fisiológica e psíquica. Geralmente a pessoa depressiva vive arraigada em seu passado ou costuma cerca-se de fatores negativos que a rodeiam e a fazem reproduzir alteração do humor, profunda tristeza, associados a anseios, amarguras, desesperança, culpas e baixa autoestima. Ana viveu momentos semelhantes ao sentir-se incapacitada e diminuída por não poder gerar um filho. As circunstâncias a dominaram de tal forma que se tornou apática aos detalhes essenciais da vida. Eu particularmente fui atingida por um período depressivo. Anos atrás fui levada à linha limite de quase todas as áreas de minha vida ao mesmo tempo e sobreviver àqueles confrontos foi desafiador. Há algumas situações que devemos nos atentar em momentos como esse. Primeiro reconhecer os familiares, amigos e parentes que nos ajudam a suportar os dias maus. No caso de Ana seu marido tentava lhe estimular com palavras de apoio e autoafirmação. (1 Samuel 1:8): Também devemos nos afastar de pessoas ou situações que tentam nos aprisionar em nossas debilidades emocionais, como foi o caso de Penina, que vivia afrontando Ana com o intuito de mantê-la aprisionada em suas frustrações. (1 Samuel 1:7): E por fim buscar em Deus as devidas respostas que nos retirarão deste mar de sofrimento.

QUANDO TUDO PARECE PERDER O SENTIDO Ana não enxergava mais o amor de seu marido e reagia às provocações de sua rival com choro e falta de apetite (1 Samuel 1:7-8). Literalmente sua apatia aos acontecimentos externos demonstrava que Ana havia escolhido trancar-se nos porões de sua alma. Em meus dias de escuridão - semelhante a Ana - via-me enclausurada a um estado deplorável. Recordo que nos anos em que eu e o meu esposo fomos acometidos por uma sequência de desajustes de ordem 22


familiar, financeira e pessoal sem saber como vencer aqueles turbilhões de dificuldades mergulhamos em um esgotamento sem fim. Semelhante a Ana, o meu esposo não comia e só emagrecia, e eu nem para ser “afortunada” com pelo menos com o mesmo efeito, só engordei! Afundei o sofá com meus quilos a mais. Em momentos como esse já não nos cuidávamos com tanto esmero. Relembro que na fase final deste processo sombrio mesmo contabilizando perdão e perdas ainda me sentia segura por não ter que me desfazer de alguns bens, o que não durou muito tempo. Para o meu desconforto no entremeio deste período tivemos que nos contentar com um veículo pick-up estrada que mais parecia uma “carroça”. O vidro não fechava, a roda vivia trepidando e para completar meu infortúnio o para-brisa dianteiro estava totalmente trincado. E como advogada ir ao fórum defender meus clientes nestas condições era desafiador. Quando chovia os dias maus se completavam. Isso que a falta de um bom veículo era só um mero detalhe frente aos inúmeros problemas que tínhamos que enfrentar! Hoje rimos muito destes dias, mas de fato enfrentá-los não foi nada divertido.

PASSAR PELO DESERTO É INEVITÁVEL. MORRER NELE É LOUCURA! O deserto pode ter início e fim em nossas vidas. Atravessá-lo é uma tarefa árdua e diária. Esse lugar parece ser uma rota sem direção, um caminho sem fim. Suas extremas temperaturas nos fazem enfrentar o sol escaldante, bem como as noites frias e sombrias. É justamente no deserto que ficamos mais suscetíveis aos ataques de cobras e escorpiões, por isso neste período a falta de percepção pode ser fatal. De fato, o deserto é desafiador e esgotante! A sensação é que vencemos apenas mais um dia, e que o amanhã nos espera com os mesmos desafios. A escassez e o abatimento são inevitáveis! Sem dúvidas, Deus escolheu o deserto como uma das escolas da vida. Mas é inegável que até mesmo nesta caminhada, Ele nos supre, mesmo que seja com um bocadinho de pão e um odre de água, mesmo que seja só para nos manter em pé para prosseguir! 23


Somente aqueles que enxergam o infinito céu vencerão os limites daquele grande mar de areia. Temos que aprender todos os ensinamentos deste lugar para transformar cada desafio em um aprendizado. Hoje compreendo perfeitamente os motivos das aflições que atravessei. Tais confrontos promoveram em mim uma crise existencial e mediante as muitas indagações pude compreender que um dos objetivos de Deus nos levar ao deserto concentra-se em nos fazer enxergar o céu! O deserto não é o fim. É apenas o começo. Atravessá-lo pode levarnos a descobrir o real motivo de nossa existência e redirecionar novas fases de nossas vidas. Só assim compreenderemos que o indicador da bússola que deve guiar os nossos passos não se limita ao nosso tempo terreno. Quem estabelece as suas rotas está acima de nós. Não olhe para as circunstâncias, olhe para o alto! O deserto que atravessei me fez entender que o silêncio das noites frias e o cansaço dos dias intermináveis são necessários. Neste período tive que aprender a sair totalmente de cena para Jesus tomar o controle de tudo. Render-nos por completo ao Seu querer é a decisão mais sábia a se tomar. Quando estivermos prontos para assumir um novo ciclo em nossas vidas a bússola divina nos guiará até que sejamos retirados daquele lugar.

“Sem dúvidas, Deus escolheu o deserto como uma das escolas da vida” A ARTE DE SUPERAR DERROTAS E FRUSTRAÇÕES Certa vez ouvi um psicólogo relatar um fato que lhe ocorreu. Uma jovem paciente havia lhe telefonado dizendo que estava precisando muito de sua ajuda, mas naquela oportunidade ele não poderia atendê-la. Logo em seguida veio a saber que a mesma havia cometido suicídio. Impactado com aquela situação acabou descobrindo que nem ao menos seus pais tinham ciência que a própria filha enfrentava um irreversível quadro de depressão. Pessoas próximas a nós podem estar morrendo ao nosso lado por que estamos presos em nosso próprio “mundinho” sem ao menos enxergálas. 24


“Pessoas próximas a nós podem estar morrendo ao nosso lado por que estamos presos em nosso próprio “mundinho” sem ao menos enxergá-las” Caso você esteja enfrentando um momento similar a esse ou conheça pessoas que estejam passando por um quadro depressivo, procure rodear-se ou cercar amigo com palavras de ânimo e apoio. O caminho que distancia. Esse delicado momento de um profundo abatimento é muito estreito. Elcana, seu marido, lhe perguntava: "Ana, por que você está chorando? Por que não come? Por que está triste? Será que eu não sou melhor para você do que dez filhos? (1 Samuel 1:8).

Palavras afirmativas e estímulos positivos liberam vida e são essenciais para nos manter ou manter outros perseverantes!

EXPERIMENTANDO O VAZIO DA PRÓPRIA EXISTÊNCIA Ana poderia ter se acomodado. Por mais que não pudesse ter filhos ela possuía uma situação financeira estável e um marido que lhe amava. Por que mesmo assim ela se limitava a essa angústia e se deixava experimentar do vazio de sua própria existência? Independente de muitas realizações que possamos angariar ao longo da vida, por vezes, poderemos também provar um imenso vazio de nós mesmos. A irrealização sempre denunciará um espaço que precisa ser suprimido. Essa falta de êxito nos levará a um contínuo sentimento de insegurança e incapacidade. Toda capacidade inativa em nós faz ecoar o grito de algo que somos capazes de produzir, mas não sabemos como fazêlo. Ana tinha certeza que havia nascido para maiores realizações e que a sua estadia nesta terra não poderia ser improdutiva. Neste momento certas perguntas precisavam de respostas que somente ela mesma poderia 25


reproduzir. Quem disse que sou incapaz? Quem disse que não posso? Quem disse que não há solução? No momento em que Ana visualizou a possibilidade de reverter sua situação ela constatou que a única pessoa que poderia mantê-la em um cativeiro seria ela mesma. Compete a nós a mudança necessária que tantos precisamos. Todo desafio que nos leva a um ambiente de confronto se torna-se um lugar crucial e decisivo em nossas vidas. Quais são as áreas vazias, inexistentes, angustiantes, desafiantes e confrontantes que você precisa dar concisas e definitivas respostas? NÃO SE DEIXE ABATER PELAS PROVOCAÇÕES Todas as vezes que Ana era instigada por Penina ficava mais suscetível e vulnerável às acusações de sua rival e claro, mediante as muitas chacotas, seu esmorecimento era inevitável. Entrava e saía ano e as constantes afrontas faziam Ana se enxergar como uma pessoa infrutífera, incapaz e limitada. O que precisamos saber sobre aqueles que nos perseguem 1. Eles sempre serão usados para tentar nos desestabilizar. 2. Preocupam-se em ressaltar nossas deficiências e dar evidência aos nossos pontos negativos. 3. Estão prontos para nos irritar e nos provocar a ira. 4. Parece que nos auxiliam ou nos protegem, até nos expor com a mesma medida, sem nenhuma restrição. 5. Procuram cutucar a ferida para que continuamente sangre em um interminável sofrimento. 6. Agem com espírito de competitividade. 7. Utilizam de suas astúcias e humor sarcástico para nos constranger. Ignore seus opositores A maior arte de superar derrotas e frustrações é reagindo a elas. Enquanto estivermos lutando, mesmo que dilaceradas, ainda somos mais que vencedoras. O verdadeiro derrotado é aquele que se dá por vencido antes do término de suas batalhas. 26


Mesmo Ana se sentindo abatida não deixava de ir à casa do Senhor, mesmo que para isso tinha que enfrentar seus gigantes e transpassar todas as provocações de sua rival. Devemos observar detalhadamente as pessoas que costumam caminhar ao nosso lado e não andam conosco. Em nossa caminha podemos ser mal interpretados por pessoas que não enxergam um milímetro daquilo que Deus nos tem reservado. Por isso essas pessoas não podem ser pedra de tropeço em nossa caminhada, devemos desconsiderá-las e prosseguir crendo! Desfaça as amizades que procuram expor suas fraquezas com a finalidade de mantê-la aprisionada em suas limitações. Se você não puder se distanciar de sua companhia, proteja seu coração e ignore suas péssimas influências. Aprenda a arte de escutar sem, contudo, ouvir. Enquanto pessoas semelhantes à Mardoqueu tem ajudado Ester a se transformar em rainha, ao mesmo passo, existem pessoas semelhantes aos irmãos de José que tentará nos lançar em buracos.

“Devemos observar detalhadamente as pessoas que costumam caminhar ao nosso lado e não andam conosco” DEUS PERMITE LIMITAÇÕES EM NOSSAS VIDAS Há momentos que se a nossa percepção espiritual não estiver aguçada, não saberemos identificar a razão dos grandes conflitos que atravessamos. A Palavra nos revela que o próprio Deus havia deixado Ana estéril. (1 Samuel 1:5,6). A esterilidade de Ana não provinha do inimigo e saber distinguir isso já é um grande avanço em nossa vida espiritual. Pasme, mas o próprio Deus havia promovido essa limitação na vida de Ana! Há situações que só existem para descobrirmos que o nosso “negócio” será somente entre nós e o Altíssimo. É importante reconhecer de onde provém nossos confrontos! Demorou um pouco para Ana se conscientizar que Deus estava digitando em fontes garrafais: “Ei, este problema é entre você e eu”! Você já parou para pensar que existem situações em sua vida que 27


mais ninguém possui a autonomia para resolver, senão Deus! Ana reconheceu que só Deus poderia restaurar a sua sorte e lhe apontar uma nova direção. Existem muitos obstáculos em nossa caminhada que são permitidos por Deus para o nosso crescimento. Pois ele fere, mas dela vem tratar; ele machuca, mas suas mãos também curam. (Jó 5:18)

Foi Deus que permitiu que o coração de Ana ficasse despedaçado ao ponto de lhe encurralar com uma enorme crise existencial. Por mais que seu marido a amasse ele não compreendia que tamanha angústia fazia parte de um propósito maior. Há períodos que são somente nossos, podemos ter apoio, pessoas podem deliberar a nós palavras afirmativas, mas o dever de romper ainda continua sendo nosso. Neste momento aquela velha frase “ore por mim” pode cooperar, mas não resolverá o nosso problema! Há situações que a única atitude será responder “o que posso fazer por mim mesma”. Como Ana devemos nos tornar “Ei, este problema inconformados com toda forma de esterilidade que tentam roubar de nós o que é entre você e eu” nascemos para gerar, pois essa descoberta nos levara obter êxito em cada uma das nossas intenções.

O PESO DE NOSSAS ANGÚSTIAS Ana não tinha a mínima ideia que Deus já havia lhe designado para um propósito definido. Ela desconhecia que carregava em si uma semente que mudaria o percurso de sua geração. O peso de nossas angústias sempre será equivalente ao peso de nossa missão! Nesta hora somos conduzidos a despertar todos os dons necessários, caso contrário não se romperá a força que há em nós. Em meio a uma devastação moral e religiosa que havia se instalado naqueles dias sobre Israel, Deus precisava de uma semente de qualidade. 28


Por isso que a missão de Ana lhe exigiu mais busca e entrega. A quem muito foi dado, muito será exigido; e a quem muito foi confiado, muito mais será pedido. (Lucas 12:48 b) Certos desafios só refletem a medida de capacidade, força e unção que Deus quer suscitar dentro de você. Ana nem sabia que suas lágrimas eram as lágrimas do próprio Deus que havia decidido compartilhar com ela a Sua dor. Quando Deus divide sua angústia conosco, a princípio, não compreendemos muito bem, só sentimos recair sobre nós as toneladas daquilo que Ele deseja revelar-nos. Às vezes achamos que já fizemos de tudo, mais ainda não fizemos a única coisa que Ele espera que façamos. Isso “Uma das grandes virtudes nos leva a questionar: o que Deus espera da vida é saber lapidar o de mim? tive dificuldade em combruto diamante escondido preenderComo que todas as esterilidades que em meio às provações”. venci na sede de minhas emoções, que venci em confrontos familiares, que venci nas incertezas profissionais e ministeriais eram justamente as pluralidades de assuntos das quais estava sendo preparada para romper em minha vida. A esterilidade de Ana representava a esterilidade daquele povo que há muito anos havia deixado de seguir os caminhos do Senhor. Mal ela sabia que enquanto seu útero físico chorava por um filho o seu útero espiritual gemia por uma descendência espiritual. Quantas vezes o Espírito Santo nos leva a gemer por motivos que na ocasião são incompreensíveis ao nosso entendimento, mas posteriormente constatamos que não foi por acaso.

“Certos desafios só refletem a medida de capacidade, força e unção que Deus quer suscitar dentro de você” 29


SENSIBILIDADE ESPIRITUAL AGUÇADA Você consegue contemplar o peso da glória de Deus sobre a semente que Ana foi escolhida para gerar? Perceba que Ana só estava sendo atraída a Deus para que Ele pudesse revelar a ela a extensão e o motivo de sua missão. Ana geraria aquele que promoveria a restauração de Israel. Quando as nossas lágrimas forem para nos religar ao propósito daquilo que Deus já de antemão tem planejado, adentraremos na nova dimensão espiritual que tanto Ele deseja nos estabelecer. Todos os anos, Ana subia à casa do Senhor carregando suas dores e amarguras. Ano após ano fazia aquele trajeto sem nenhum resultado. Mas aquele ano foi diferente, ela subiu decidida a romper. Há pessoas que têm feito o trajeto de sua vida de olhos fechados. De forma sistemática retornam para suas casas, sem, contudo, inserir uma única expectativa em seus corações. É hora de sair do automático e retomar o controle dessa estrada! Ana percebeu que o âmbito terreno jamais responderia o que a sua alma buscava. Assim aprendeu que primeiro deve ser destravado no céu aquilo que precisava ser liberado na terra! Direcionar nossos anseios para o lado certo nos poupará de muitos enfados. Ana se levantou e, com a alma amargurada, chorou muito e orou ao Senhor (1 Samuel 1: 9b, 10). A atitude dessa mulher foi fenomenal, mesmo com a alma amargurada Ana se moveu em fé rumo á presença do Senhor e em meio às lágrimas derramou diante d’Ele suas aflições. E após um total derramar de si mesma, orou ao Senhor e sua oração motivou a fazer um voto de entrega e comprometimento que mudaria o rumo de sua história. Quer uma receita poderosa? Orações específicas! Como Deus aprecia orações com propósitos claros e definidos. Melhor ainda se vierem regados com o nosso derramar. “É hora de sair Quando dispomos desses momentos, o nosso ambiente natural se transforma em do automático e uma extraordinária atmosfera celestial. Essa retomar o controle atmosfera fez Ana entregar de forma absoluta aquilo que não era visível ao olhar humano, dessa estrada!” 30


mas totalmente existente ao olhar espiritual. Devemos estar perceptíveis aos períodos em que Deus deseja nos levar às águas ainda mais profundas!

O INTÉRPRETE DAS LÁGRIMAS A lágrima pode representar tanto um esvaziamento de expectativas como um esgotamento de possibilidades. A lágrima pode representar o desejo de dividir a dor com alguém que esteja pronto para nos consolar. Ana dividiu sua lágrima com Elcana e recebeu seu carinho em troca, dividiu com Penina e recebeu seu desprezo em troca, mas ao dividir com Deus alcançou Sua compaixão e misericórdia. Não sufoque o seu choro e nem reprima as orações contidas em meio às muitas lágrimas. Momentos assim são tão sobrenaturais que em um piscar de olhos nossos úteros espirituais são tocados pela graça divina e de repente engravidamos dos mais improváveis sonhos. Aquele que sai chorando enquanto lança a semente, voltará com cantos de alegria, trazendo os seus feixes. (Salmos 126:6): Deus respondeu a Ezequias: Ouvi a sua oração, suas lágrimas;... (2 Reis 20:5)

Deus não lança nenhuma de nossas lágrimas ao esquecimento.

“Ana dividiu sua lágrima com Elcana e recebeu seu carinho em troca, dividiu com Penina e recebeu seu desprezo em troca, mas ao dividir com Deus alcançou Sua compaixão e misericórdia”

FIQUE ATENTO Não podemos andar despercebidos. Aquele era o ano proposto, o tempo perfeito, a hora certa para a vida de Ana. Existe o tempo exato para as circunstâncias se moverem ao nosso favor, devemos enxergar essas

31


oportunidades de ouro em nossa caminhada! Uma precipitação da nossa parte nos levaria a querer conceber antes do tempo, já um atraso poderia nos fazer perder a chance. Se Ana tivesse se adiantado um ano, talvez o céu lhe respondesse da seguinte maneira: “Indeferimento de oração. Causa: motivação correta em tempo errado”. Motivação correta em tempo errado nos faz errar na confiança de estarmos certos.

“Uma precipitação da nossa parte nos levaria a querer conceber antes do tempo, já um atraso poderia nos fazer perder a chance” UMA SEMENTE INCORRUPTÍVEL Penina concebeu muitos frutos de seu ventre, mas nenhum se comparou a Samuel que Ana gerou. Quando concebemos algo que não satisfaça somente os nossos próprios interesses, mas que agrade primeiramente o coração de Deus, nossos frutos serão incomparáveis. Você entende a profundidade de sua missão? Deuteronômio 8: 2,3 descreve que Deus havia conduzido seu povo ao deserto com o objetivo de humilhá-lo e pô-lo à prova. Todo sofrimento tinha uma específica finalidade: conhecer o que estava no coração do seu povo e assim Deus saberia se obedeciam ou não aos seus mandamentos. O próprio Deus os permitia passar fome para depois Ele mesmo os sustentar com o Seu maná. Incrível como Deus trabalha por meio das dificuldades! Cristãos que têm dificuldade de interpretar momentos de dificuldades como estágios que precedem suas conquistas correm o risco de perecer em seus desertos. A inconformidade de Ana a levou fazer um voto a Deus. No devido tempo ela cumpriu com sua promessa, entregando seu filho Samuel ao Sacerdote Eli (1 Samuel 2:11). Tais atitudes revelaram a seriedade de seu comprometimento e a postura de seu caráter. Deus sempre buscará pessoas altamente fiéis para realizarem seus grandes feitos. Caso Ana não tivesse sido estéril, será que teria chegado ao 32


nível de renúncia que se propôs? Resumidamente, no Antigo Testamento dentre as muitas funções designadas a um sacerdote, podemos relacionar a de cumprir seu papel de mediador entre Deus e os homens, posicionando - se em oração em favor do povo. Ao subir a Siló, Ana uniu a sua fé a uma porção dobrada que seu marido havia ofertado por sua vida e esses dois elementos foram suficientes para atrair uma voz sacerdotal ao seu favor.

“Deus sempre buscará pessoas altamente fiéis para realizarem seus grandes feitos” PARA CADA AÇÃO HUMANA UMA REAÇÃO DIVINA Porquanto Ana só no coração falava; seus lábios se moviam, porém não se lhe ouvia voz nenhuma; por isso, Eli a teve por embriagada e lhe disse: Até quando estarás tu embriagada? Aparta de ti este vinho! (1 Samuel 1:13-14). Neste momento Ana não perdeu a oportunidade de reparar aquele equívoco e expor diante de Eli toda sua aflição. Posterior às suas considerações Eli selou sobre Ana um novo tempo em sua vida: Porém Ana respondeu: Não, senhor meu! Eu sou mulher atribulada de espírito; não bebi nem vinho nem bebida forte; porém venho derramando a minha alma perante o Senhor. Não tenhas, pois, a tua serva por filha de Belial; porque pelo excesso de minha ansiedade e da minha aflição é que tenho falado até agora. Então lhe respondeu Eli: Vá em paz, e que o Deus de Israel lhe conceda o que você pediu. (1 Samuel 1:1517).

Esses acontecimentos ocorreram logo após a oferta de amor de seu marido e seu voto de entrega. Nesses momentos geramos um mover espiritual atraindo a graça 33


de Deus de tal maneira que o próprio Deus mobiliza seus ungidos em nossa direção e, até mesmo sem entenderem a profundidade dos fatos, são impelidos a nos abençoar. Sempre precisamos das benções das autoridades que sobrepõem nossas cabeças. Muitas pessoas não respeitam as hierarquias de Deus, e mal sabem que para tudo há um modo e um tempo específico. Corresponder às etapas corretamente nos levará aos grandes saltos que tanto “Não corro atrás de almejamos. bênçãos, corro atrás Por vezes ouvi um amigo que estimo demais dizer: não corro atrás de benções, de Deus e corro atrás de Deus e automaticamente as automaticamente bênçãos são obrigadas a me alcançar. Ana falou com Deus e Deus inquietou o sacerdote as bênçãos são Eli para abençoá-la.

obrigadas a me alcançar”

ABANDONE A MENINICE E CONQUISTE UM NOVO NÍVEL ESPIRITUAL Ana nos provou que as nossas meninices não nos levam a lugar algum. Ana até tentou “causar” com uma grevinha de fome. Bem, essa atitude pode ter lhe consumido uns quilinhos, mas não foram suficientes para alcançar a misericórdia do Pai. Se não nos conscientizarmos de que precisamos deixar a religião que só alisa as nossas dores, contudo sem curá-las, e passarmos a cultivar um relacionamento com Deus, provavelmente deixaremos de conceber, gerar e dar à luz muitos acontecimentos que só uma vida compartilhada ao Seu lado permitirá desfrutar de Sua graça. Chego a imaginar se Ana não conhecesse bem o Deus que ela servia, poderia ter se deixado persuadir pela religião sensacionalista que provavelmente a colocaria em um pedestal pelos seus muitos sofrimentos. Já a teoria do sofrimento lhe aplaudiria em pé pela eterna introspecção de sua dor. Agora se ela caísse na mídia, seria um prato cheio para os abutres de audiência expô-la aos infinitos debates de sua triste história de depressão! Nesta hora dentre as várias correntes filosóficas, com certeza alguém se manifestaria: Encontrei a solução para o sofrimento dessa mulher, Ana precisa adotar uma criança! 34


Veja... não sou contra a adoção. Porém um projeto por mais lindo que seja se não corresponder às reais expectativas de Deus não existirá virtude em si mesmo. Precisamos saber distinguir se devemos gerar ou adotar métodos. Em alguns casos, métodos são mais fáceis e até mesmo necessários, desde que “Enquanto a religião não viciem nossas mentes a um cativeiro que apresenta um deus fatalmente nos impedirão de construir com seus inúmeros pensamentos criativos, inspiradores, argumentativos, decisivos. procedimentos de Enquanto a religião apresenta um deus com seus inúmeros procedimentos de como servi-lo, Cristo como servi-lo, Cristo nos leva a Deus para nos nos leva a Deus para apresentar um Pai que tem desejado compartilhar conosco uma vida de profundo nos apresentar um Pai” e contínuo relacionamento. É tempo de não perder mais tempo!

GERAR É BOM, DAR À LUZ É AINDA MELHOR Ana não dormiu de barriga cheia. Seus sonhos eram reais! Quando a palavra de Deus é liberada em nosso favor ela não voltará sem antes cumprir exatamente o que diz: Assim também ocorre com a palavra que sai da minha boca: não voltará para mim vazia, mas fará o que desejo e atingirá o propósito para o qual a enviei. (Isaías 55:11) O salmo 37:4-6 mostra-nos que para cada ação humana existe uma reação Divina: Se Lhe agradamos Ele nos concede os desejos do nosso coração; se Lhe entregarmos nossos caminhos e n'Ele confiarmos, tudo Ele fará por nós! Ao ponto de fazer sobressair a nossa justiça como a luz e o nosso direito como o meio-dia. Ana fez um voto que agradou ao Senhor e Deus concedeu o desejo do seu coração. Ana entregou Samuel ao Senhor e tudo Deus fez por ela, tanto que Lhe concedeu mais cinco filhos. Quando a justiça de Deus passa a ser a nossa, nossos atos passam a ser inconfundíveis em Sua presença! Detalhe: Deus caminha ao nosso lado, passo a passo. Ana desejou 35


um filho e lhe foi concedido quando ela devolveu a única semente que representava seu tudo. Deus lhe abençoou em múltiplas porções! E todos nós, com o rosto desvendado, contemplando, como por espelho, a glória do Senhor, somos transformados de glória em glória, na sua própria imagem, como pelo Senhor, o Espírito! 2 Coríntios 3:18). Sempre haverá um teste de fidelidade e de comprometimento que antecederá as nossas promoções. Quando alguma esterilidade nos é extirpada, geramos uma pluralidade de novas oportunidades. Deus não irá requer ter alguma coisa sem lhe acrescentar algo ainda melhor.

“Quando a justiça de Deus passa a ser a nossa, nossos atos passam a ser inconfundíveis em Sua presença!” LEVANTA-TE Ana sentiu-se impelida a levantar-se, e hoje, nós como igreja viva estamos de igual modo sendo movidos a nos levantar e mobilizar nossos úteros espirituais contra toda esterilidade instalada em nossa vida pessoal, familiar, profissional e ministerial. É tempo da noiva gloriosa se levantar e romper com os aguilhões que a mantem refém em um cativeiro de subjugo, dor e humilhação. Semelhantemente a Ana, a noiva de Cristo que tem clamado por genuínos filhos espirituais os quais denunciará a infidelidade de uma geração. É tempo de mudança, é tempo de restauração! Cânticos 2:8-14 narram momentos de intimidade entre Salomão e sua amada, e descrevem a sensibilidade de uma mulher que percebia os movimentos que seu amado fazia em sua direção que lhe impelia a se levantar ao seu encontro. A cada dia mais, Cristo se movimenta em nossa direção para vir buscar a sua amada noiva. Que possamos aguçar nossa sensibilidade e nos levantar para tudo o que Ele deseja nos revelar.

36


REFLETINDO SOBRE O ASSUNTO Você consegue detectar alguma área de sua vida que não está gerando aquilo que você sabe que deveria gerar? Você reconhece que isso tem lhe causado angústias e frustrações? Como você tem reagido? Ou não tem reagido? Você pode distinguir pessoas e situações que lhe são favoráveis das quais não corroboram para o seu bem? Será que você está precisando de atitudes que toquem o coração de Deus? Você pode estar realizando várias coisas ao mesmo tempo, mas consegue detectar uma única atitude que Deus tem esperado a seu respeito? E se existe uma esterilidade em sua vida, quem pode resolvê-la? Relacione algumas atitudes que você vai precisar executar para rompê-la? Você pode descrever qual entrega despertará uma voz profética em sua vida? Você reconhece que seu nível de relacionamento com Deus define se você conhece o Deus dos milagres ou das esterilidades?

Quero lhe estimular a pontuar tudo o que Deus falou ao seu coração, e semelhante à Ana, gerar agora um ambiente de milagre à sua volta. Derrame seu coração e exponha suas fragilidades. Seus ouvidos sempre estão prontos a nos escutar! Se porventura estiver sofrendo de quaisquer sintomas de depressão, reaja contra esse grande mal. Busque ajuda de amigos ou profissionais capacitados. 37


Se você reconhecer em seu espírito que essa grande crise corresponde a uma angústia do próprio Deus que foi compartilha a você, então chegou o tempo de sair das águas rasas e se lançar a um nível mais profundo. Verifique em seu coração se é hora de assumir novos comprometimentos e se dispor a novas renúncias. Caso seja o momento entregue-se sem restrições. Como noiva de Cristo você sente que sua vida espiritual precisa irromper com alguma esterilidade?

“Como noiva de Cristo você sente que sua vida espiritual precisa irromper com alguma esterilidade?”

38


É TEMPO DE DESPERTAR

Útero amortecido pelo tempo

39


O DEUS DAS PROMESSAS Você já observou quando Deus planeja algo ao nosso respeito, como um soar de trombeta Ele começa a nos anunciar Sua intenção.

Não que Ele esteja nos prestando contas do que fará, mas como um de Seus maiores prazeres é se relacionar conosco. O Pai nunca costuma pegar seus filhos de surpresa. Então o Senhor disse a Abrão: Saia da sua terra, do meio dos seus parentes e da casa de seu pai, e vá para a terra que eu lhe mostrarei. Farei de você um grande povo, e o abençoarei. Tornarei famoso o seu nome, e você será uma bênção. (Gênesis 12: 1,2)

Clame a mim e eu responderei e lhe direi coisas grandiosas e insondáveis que você não conhece. (Jeremias 33:3) Após minha conversão que se deu aos meus dezenove anos ainda quando residia no Japão juntamente com meu marido e filha, moramos por quase cinco anos naquele país e para mim foi gratificante consolidar meus primeiros passos de fé em uma pequena e calorosa igreja chamada Missão Apoio. Nesta época não alimentava qualquer pretensão de retornar ao Brasil. Queria ficar trabalhando no Japão e continuar servindo a Deus em

Você já observou quando Deus planeja algo ao nosso respeito, como um soar de trombeta Ele começa a nos anunciar Sua intenção. 41


minha igreja local, mas Deus possuía outros planos para mim e a minha casa. Naquele período minha irmã caçula morou conosco e, mesmo ela ainda não tendo um encontro pessoal com Deus, eu me sentia mobilizada pelo Espírito Santo a lhe repetir insistentemente a seguinte fala: - Minha irmã, você se casará com um pastor! Naquele momento comecei profetizar em sua vida sem ao menos saber o poder contido naquelas afirmações. Passado algum tempo a nossa “katinha” começou namorar um rapaz chamado Adriano por ser um jovem atencioso me identifiquei imediatamente com aquele “futuro candidato a pastor”, e assim ambos passaram a ir de vez em quando à igreja comigo. Tudo seguia tranquilamente, até que a minha igreja local promoveu um encontro de três dias e lá eu fui sem saber o que Deus havia preparado para mim. Já no final daquele encontro, uma das preletoras relatou que havia sido estéril e pela graça de Deus não somente havia lhe concedido um filho, mas também a unção de orar por outras mulheres estéreis para elas também engravidarem. Desta maneira como meu médico havia me dito que meu útero era virado, mesmo não havendo comprovada impossibilidade de novas gestações, resolvi pedir apenas uma oraçãozinha com a simples intenção de quem sabe Deus também resolvesse sanar aquele “pequeno incidente” em meu útero. Mas para minha surpresa essa pastora (que tinha uma voz como de trovão), levou sua mão em minha barriga na direção de meu útero e me disse: Mulher segura esse seu filho, pois em menos de um ano colocarei em seus braços, o chamando à existência como se já fosse aquilo que ainda não existia! Ao retornar para casa ainda extasiada resolvi ler a Bíblia e Deus me levou a uma porção de sua Palavra que me fez entender perfeitamente que retornaríamos para o Brasil. Naquela mesma noite, acordei meu marido, e contei sobre a palavra de ter um filho, mesmo sonolento, ele me disse: - Se for da vontade de Deus, assim seja! E com o “amém” de meu esposo, em alguns dias encontrei-me grávida! E aos seis meses de gestação lá estávamos nós retornando ao nosso país. 42


Minha irmã e o Adriano continuaram morando no Japão, enquanto isso, já no Brasil, intensificava minhas orações por eles. Logo em seguida eles passaram a frequentar assiduamente a igreja, ambos se entregaram a Jesus, e em seguida casaram-se. Passado pouco tempo o Adriano foi ungido a presbítero e atualmente é um dos pastores que compõem a igreja Missão Apoio do Japão. Resumindo, como o Senhor havia me instruído: engravidei, retornei para o Brasil e ainda definiu o chamado na vida da minha irmã e cunhado. Desde essa época comecei a compreender que: “Certamente o Senhor soberano não faz coisa alguma sem revelar Seus planos aos seus servos, os profetas”. (Amós 3:7) Por que relatei todos esses fatos? Para que pudesse testificar ainda mais em seu coração que quando Deus nos faz promessas e anuncia seus propósitos, na verdade Ele está nos liberando para uma nova dimensão. Por isso devemos nos apegar com “firmeza” à esperança que professamos, pois Aquele que prometeu é fiel (Hebreus 10: 23). Deus é fiel! O DEUS DOS TEMPOS O Deus das promessas também é o Deus dos tempos, por isso que Salomão ao buscar a sabedoria de Deus compreendeu que para tudo há uma ocasião, e um tempo para cada propósito debaixo do céu. (Eclesiastes 3:1) Deus dividiu o tempo de várias maneiras e a mais usual para nós é a separação do dia e da noite. Jesus mesmo nos alertou: “...quem anda de dia não tropeça, pois vê a luz deste mundo, quando anda de noite, tropeça, pois nele não há luz". (João 11:9b, 10)

Em cada amanhecer sabemos que haverá várias fases até o sol do meio dia atingir a sua potência máxima, portanto devemos andar à luz das promessas de Deus e compreender que para cada propósito existe um tempo determinado. 43


Se nesta evolução não soubermos identificar o tempo da prova que nos aperfeiçoa, o tempo de tratamento pessoal, o tempo de amadurecimento de nós mesmos, o tempo da espera dos planos de Deus se concretizem corremos o risco de colocar tudo a perder e atrair situações que não estavam nos scripts do Soberano. Entenda: se as promessas do Senhor ainda não brilham como o sol do meio dia, talvez ainda seja tempo de seguir os conselhos do salmista: “Espere no Senhor. Seja forte! Coragem! Espere no Senhor” (Salmos 27: 14).

Proceder dessa forma provavelmente te resguardará de muitos problemas. O TEMPO DO APERFEIÇOAMENTO Da mesma maneira que acompanhamos as mudanças das fases de desenvolvimento do dia devemos de igual forma respeitar as fases da noite! Vimos acima Deus nos instruindo a caminhar à luz de suas promessas, pois decidir trilhar um caminho aonde não há luz poderá nos transportar a muitas armadilhas e tropeços. Veja, devemos respeitar as fases que nos levam ao alcance das promessas de Deus e para isso será imprescindível identificar qual período em que estamos inseridas! No capítulo anterior, Ana desconhecendo qualquer promessa a seu respeito lutou bravamente para reverter uma esterilidade em sua vida. Ao contrário disso, agora vemos Sara aflita porque as promessas de Deus existiam, mas encontravam-se temporariamente amortecidas pelo tempo. Perceba que as promessas sobre Sara estavam vivas, mas como ainda não havia chegado o tempo determinado Deus resguardava o seu útero amortecido em um estágio de profundo sono. Quando tudo à sua volta estiver em silêncio é por que Deus “faz as promessas descansarem em um processo de quietude”. Às vezes agimos como se as promessas de Deus estivessem correndo o risco de perder seu prazo de validade e fora de hora tentamos digerir garganta abaixo aquilo que ainda deveria estar sendo depurado pelo tempo. 44


Como sabido, Deus trabalha de dia! E quem criou o tempo, sabe perfeitamente o tempo certo de “O relógio de Deus despertar todas as coisas! O relógio de nunca trabalhará Deus nunca trabalhará conforme a conforme a nossa vontade, os nossos ponteiros que nossa vontade, os devem se ajustar ao d'Ele. nossos ponteiros A melhor atitude nesses que devem se momentos de espera é nos lançar nas ajustar ao d'Ele” verdades contidas em Salmos 91: 1, 2, e nos proteger ainda mais no esconderijo do Altíssimo, aprender descansar à sombra do Onipotente, e nos alimentar da certeza de que Ele é o nosso Deus, o nosso refúgio, a nossa fortaleza, e n'Ele podemos confiar! Descanse à Sua sombra e deixe os ponteiros das promessas trabalharem na direção correta. NÃO ADIANTE OS PONTEIROS Como diz o ditado popular “quem já não trocou os pés pelas mãos”? “Quem já não colocou a carroça à frente dos burros”. Sarai, a mulher de Abrão, não lhe tinha dado filhos. Ela possuía uma escrava egípcia, que se chamava Agar. Um dia Sarai disse a Abrão: — Já que o Senhor Deus não me deixa ter filhos, tenha relações com a minha escrava; talvez assim, por meio dela, eu possa ter filhos. Abrão concordou com o plano de Sarai, e assim ela lhe deu Agar para ser sua concubina. Isso aconteceu quando já fazia dez anos que Abrão estava morando em Canaã. Abrão teve relações com Agar, e ela ficou grávida. (Gênesis 16:1-4)

45


Enquanto as promessas não se cumpriam na vida de Sara, sua criatividade superou a média: meu marido Abraão + minha serva Hagar = filho da promessa. Ainda hoje não existem somente as precipitadas “Saras à solta”, ainda encontramos muitos “omissos Abraãos” compactuando com desastrosas decisões! (Gênesis 1-3). Ou vice-versa. Ao não interpretar adequadamente o tempo de todas as coisas, corremos o risco de transformar incomparáveis promessas em tensos pesadelos. Isso que dá querer despertar antes do raiar do dia! Se semelhante as sete maravilhas do mundo pudéssemos eleger as sete maravilhas de Deus, particularmente escolheria o “espetáculo do tempo” como uma dessas maravilhas! Quem respeita essa preciosidade aprende a observar os detalhes de seu trajeto. Mas ao ignorar sua existência corremos o risco de nos perder em seus enigmáticos ponteiros sem saber identificar o momento exato de todas as coisas. O lado positivo do tempo não discernido por Sara versa em nos ajudar a interpretar os nossos: 1. O tempo de espera releva as intenções de nossos corações. 2. O tempo de espera revela as nossas fragilidades. 3. O tempo de espera pode nos levar a desacreditar nas promessas de Deus. 4. O tempo de espera pode nos fazer dar interpretações às promessas de Deus fora de sua vontade. 5. O tempo de espera pode forçar os nossos braços agir por conta própria. 6. O tempo de espera pode nos fazer substituir a promessa por um artifício. 7. O tempo de espera pode nos levar a introduzir pessoas que nem faziam parte da promessa. 8. O tempo de espera pode nos fazer transferir a outros o que foi dado a nós. 9. O tempo de espera pode nos levar a ultrapassar os limites das promessas. 10. O tempo de espera pode nos fazer gerar em um escravo aquilo que só quem é livre poderia. 46


E muito pior que errarmos é ter que passar um período sofrendo com suas consequências! Sara transformou temporariamente seus sonhos em um pesadelo sem fim, ao entregar sua serva para gerar um filho de seu marido atraiu para si as implicações de ações imediatas e impensadas. Como já sofri por não calcular a extensão de minhas decisões! Creio que esses foram uns dos meus maiores aprendizados, por isso esse versículo faz parte da minha cartilha de lições: Qual de vocês se quiser construir uma torre, primeiro não se assenta e calcula o preço, para ver se tem dinheiro suficiente para completá-la? (Lucas 14:28) Essa consciência tem me feito traçar planos a longo prazo – agindo desta forma conseguimos vencer o imediatismo, analisar melhor as possíveis consequências de nossas atitudes e com certeza trará mais segurança aos nossos atos. Assim, logo após Hagar saber que estava grávida, Sara já sentiu o tamanho do problema de sua precipitada decisão, e mais do que depressa novamente tentou desfazer de suas inconsequências, mas era tarde demais. (Gênesis 16:4-9) Certa é a máxima “Abismo chama abismo” (Salmos 42:7a). E mais uma vez o relógio de Sara percorria o caminho inverso do relógio de Deus. Pois o relógio de Deus se moveu para trazer Hagar de volta e fazer Sara arcar com as consequências de seus atos. (Gênesis 16: 6 a 9). Vou relatar um fato de minha vida que me levou a receber o troféu das “Atitudes Impensadas”. Após um período atuando na advocacia decidi temporariamente abdicar de minha profissão por ter a certeza de que Deus estava “O tempo de espera redirecionando aquele período para outros projetos. Fiquei naquela condição e por não pode nos fazer gerar entender o tempo determinado para todas as em um escravo aquilo coisas, após alguns meses resolvi exercê-la que só quem é livre novamente. Resumindo, passado algum tempo tive que novamente fechar essa porta poderia conceber” em minha vida. Certamente é melhor não conceber, 47


depois de concebido não será tão fácil nos livrar dos frutos de nossas ações. Sara teve que ver o menino crescendo ao seu lado! Em outras palavras você quis, então sofra as consequências! Enfim, gerar sem divina orientação nos fará carregar o nosso “Ismael” por um tempo. O VAZIO DO PRESENTE Há vários fatores que geram ansiedade, mas quero relacionar um tipo de ansiedade que não somente abateu Sara, mas que tem se instalado de uma forma avassaladora em nossa geração. Essa ansiedade é gerada quando o motivo de preocupação está no futuro. Vimos que Ana se abateu por circunstâncias que lhe acometiam naquele momento, já Sara ao projetar sua vida para um futuro permitiu ser envolvida por um excessivo grau de aflição. Ocorre que a ansiedade pelo futuro ”Tencionar os nossos tornava o seu presente vazio, incompleto, desejos somente a apreensivo e sem graça! Tencionar os nossos desejos somente a realizações vindouras nos realizações vindouras levará a sofrer demasiadamente por nos levará a sofrer antecipação. demasiadamente por Devemos aprender a preencher dias antecipação” silenciosos com a presença de Deus, sermos gratos por todas as coisas e superar as inquietações de nossa alma completando-as de esperança e fé. Caso Sara não tivesse lançado sua mente ao futuro, suas preocupações não teriam lhe roubado a paz que tanto o seu presente queria lhe permitir viver em plenitude e sobriedade enquanto aguardava a manifestação da promessa.

NOVA FASE, NOVA IDENTIDADE A velha Sarai não conceberia e nem o antigo Abrão teria o filho da promessa sem antes se transformarem em Sara e Abraão. Deus modificou os nomes de ambos os despindo do “velho homem” que os tornava 48


incapazes de gerar o filho da promessa. Ao serem transformados em Sara e Abraão ambos caminhariam mediante o fôlego de vida de Deus e se tornariam prolíferos sobre a terra. (Gêneses 17:5 a 16): Há um momento de nossas vidas que, por mais importantes que sejam, Deus nos leva a entender o nosso nascimento espiritual nos filiando de tal forma à Sua Paternidade que inevitavelmente o homem espiritual preponderará ao natural. João expressou com clareza essa realidade: “Os quais não nasceram por descendência natural, nem pela vontade da carne nem pela vontade de algum homem, mas nasceram de Deus”. (João 1:13) Em 12:41 do Evangelho de João nos descreve que Isaías havia enxergado a “natureza divina” de Jesus. Existe um momento em nossa caminhada que a revelação da nossa verdadeira origem prediz a chegada de um novo tempo com o objetivo de evidenciar a natureza divina existente em cada um de nós. Este reconhecimento espiritual simboliza que estamos prontos para assumir uma nova dimensão em áreas de nossas vidas. Abençoarei os que te abençoarem e amaldiçoarei os que te amaldiçoarem; em ti serão benditas todas as famílias da terra. (Gênesis 12:3)

Certamente as promessas de Deus não perecem, podem estar temporariamente adormecidas, mas jamais envelhecidas! Não devemos esquecer que Deus vela por sua palavra para cumpri-la (Jeremias 1: 12) e no momento certo as despertará ao nosso favor.

“Certamente as promessas de Deus não perecem, podem estar temporariamente adormecidas, mas jamais envelhecidas” AQUELE QUE PROMETEU É FIEL Não sei se alguém tem mentido para você ou até aonde você tem acreditado em suas limitações como uma verdade central em sua vida. 49


Independente de qualquer situação decida hoje fechar as portas da incredulidade e adentre nos caminhos da fé. Sempre seja Deus verdadeiro e todo homem mentiroso (Romanos 3:4 a) mesmo que esse homem seja a nossa própria consciência que tenta nos ludibriar em nossas fraquezas. Certa vez pude compreender algo em minha vida. Escutei um renomado pastor relatando que por várias vezes oraram por ele dizendo que Deus o havia consagrado como apóstolo, mas a banalização desse ministério no Brasil por alguns segmentos religiosos fazia esse pastor menosprezar essa orientação. Até que um dia alguém lhe repreendeu dizendo para tomar posse daquela direção, feito isso, ele percebeu que Deus o impulsionava a acreditar na extensão de seu chamado apostólico. No exato momento em que ouvi Devemos nos essa experiência senti como se uma flecha havia sido lançada em minha enxergar como direção e atingido em cheio o meu Deus nos vê e espírito! não como Imediatamente o Espírito Santo me fez recordar que há muito Deus achamos que levantava pessoas em lugares e fases somos! diferentes de minha vida a orarem por mim e diziam que Deus havia me levantado com o mesmo espírito da personagem bíblica Débora. Sempre que recebia aquelas orações fazendo referência a essa notória juíza me sentia um tanto intrigada e confusa, mas naquele dia me senti desafiada a tomar posse daquela identidade espiritual e assim o fiz diante do Senhor. Devemos nos enxergar como Deus nos vê e não como achamos que somos! Reconhecer as mudanças que Deus deseja gerar em nós modificará completamente o curso de muitas coisas que devem ser destravadas em áreas de nossas vidas. Deus sempre tentará ampliar o nosso entendimento para revelar nosso encargo e missão. Enquanto Abraão clamava por um filho, Deus o levou a sair de sua tenda, olhar para os céus e contar as estrelas com a 50


finalidade de fazê-lo enxergar a extensão de suas promessas. (Gênesis: 15:5). Geralmente temos dificuldades de dimensionar a visão que Deus nutre ao nosso respeito. Ao abrir nossa visão espiritual conseguimos enxergar em nós a exata medida de quem realmente fomos projetadas a ser. FÉ EMOCIONAL X FÉ CONVICTA Aqueles que deixam as promessas de lado acabam provando o fracasso e o vazio de sua existência. Pois em Deus vivemos, nos movimentamos e existimos. (Atos 17:28 a)

Devemos abandonar definitivamente a fé emocional que nos faz levantar e cair na mesma proporção que nosso estado de espírito se encontra. Em certa oportunidade Jesus tentou transformar a fé visual de Tomé em uma fé convicta (João 20: 25-29), por outro lado nos temos com a convicta fé de Abraão que ainda confronta nossos limites. Vejamos sete efeitos da fé de Abraão (Romanos 4:16 a 22): 1. A fé nos faz crer contra a esperança ...“O qual, em esperança, creu contra a esperança”... 2. A fé nos faz transpassar as circunstâncias ...“não atentou para o seu próprio corpo já amortecido”... 3. A fé gera a graça de Deus ao nosso favor ...“pela fé, para que seja segundo a graça, a fim de que a promessa seja firme a toda a posteridade”... 4. A fé dá vida ao inexistente ...“Deus, o qual vivifica os mortos, e chama as coisas que não são como se já fossem”...

51


5. A fé elimina a dúvida do coração ... “não duvidou da promessa de Deus por incredulidade” ... 6. A fé amplia nossa visão na dimensão de Deus ... “E estando certíssimo de que o que Ele tinha prometido também era poderoso para fazer” ... 7. A fé faz resplandecer a justiça de Deus ... “Assim isso lhe foi também imputado como justiça”... Como temos aplicado nossa fé? Quando esgotamos todas as possibilidades e probabilidades humanas e adentramos na linha do inatingível, é exatamente neste desafiante limiar que nossas sementes de fé geram o impossível! Deus permite situações extremas para ativar em nós a fé sobrenatural existente no homem natural e nos provar que “o impossível inexiste”.

“Devemos abandonar definitivamente a fé emocional que nos faz levantar e cair na mesma proporção que nosso estado de espírito se encontra” DE VOLTA AO PRIMEIRO AMOR

Sabemos que uma família, uma igreja, uma empresa, um povo dividido em si mesmo não subsistirá! Note, enquanto Sara e Abraão permitiam que os desafios diários, as frustrações pessoais, o desgaste emocional e as indiferenças os distanciassem um do outro, mais permaneciam afastados das firmes promessas. A família ainda continua sendo um termômetro que mede a tempe“Primeiro Deus restaurou ratura em tempo real de nossas ações o altar da casa de Abraão como representantes da igreja viva e inevitavelmente uma é o reflexo da para depois semear em outra. Observe que somente após Sara sua posteridade” e Abraão se ajustarem como marido e 52


mulher Isaque pôde ser gerado. Primeiro Deus restaurou o altar da casa de Abraão para depois semear em sua posteridade. Após ser curada de suas emoções Sara aprendeu a nunca mais contaminar seu leito sagrado e nem dispor seus momentos de intimidade como uma mercadoria de troca. Somente após Sara ser completamente restaurada nos braços de Abraão as firmes promessas puderam ser transportadas do âmbito espiritual e geradas no mundo físico. Somos responsáveis pelo que estamos gerando! NOIVA MINHA, AMADA MINHA! Somente uma igreja alinhada ao seu Noivo gerará filhos legítimos, caso contrário ainda dependerá da escrava para gerar para si um reino, um povo, uma descendência sobrepujada a um cativeiro de jugo e humilhação. Abraão teve dois filhos, um da escrava e outro da livre. O filho da escrava nasceu de modo natural, mas o filho da livre nasceu mediante promessa. (Gálatas 4:22,23) Os filhos da serva jamais herdarão com os filhos da livre... (Gálatas 4:30 b)

Você pode imaginar o corpo físico de Sara sendo novamente reavivado, seu útero então amortecido saindo do profundo sono e sendo despertado para o propósito divino. Levante-se, refulja! Porque chegou a sua luz, e a glória do Senhor raia sobre você. (Isaías 60:1). Aquele que não dormita (Salmos 121:4) sempre agirá na hora certa, e em um diminuto instante a sombria e interminável noite dará a luz no mundo físico aquilo que já brilhava no mundo espiritual. Novamente Abraão e Sara estavam entregando-se um ao outro como um casal no furor de sua paixão. E de repente Sara sente seu corpo ser transformado como de uma jovem cheia de ânimo e vigor se rendendo novamente ao prazer da intimidade já perdidos nas lacunas de suas memórias. 53


Em pleno século XXI, vemos que Deus não muda. Seu desejo ainda é reavivar tudo que considerávamos desgastado, destruído e perdido pelo tempo com a finalidade de despertar e intensificar em nosso espírito uma profunda paixão por Jesus. Uma mente renovada gera uma igreja transformada! É tempo de restaurar a intimidade perdida, o amor abafado, a chama apagada e deixar nossos olhos brilharem novamente como noiva entregue aos braços de nosso amado. Jesus virá buscar uma igreja apaixonada. E se os nossos corações não começarem a ser arrebatados desde já por mais de Sua presença, como levará alguém que não comunga de uma intimidade com Ele? As marcas do tempo não podem apagar a nossa identidade como noiva de Cristo: 1. Não deixe que o esfriamento adormeça sua consciência! “O noivo demorou a chegar, e todas ficaram com sono e adormeceram” (Mateus 25:5). 2. Podemos ser confrontados com o avanço dos dias, o desgaste do tempo, e até o dissabor da vida mais nunca podemos deixar que isso nos impeça de sermos restaurados por Cristo. “E para apresentá-la a si mesmo como igreja gloriosa, sem mancha nem ruga ou coisa semelhante, mas santa e inculpável” (Efésios 5:27). 3. É tempo de requerer tudo o que se perdeu e busca-Lo incansavelmente até resgatarmos novamente o prazer da intimidade! “Para onde foi o seu amado, ó mais linda das mulheres? Diga-nos para onde foi o seu amado e o procuraremos com você!” (Cânticos 6:1). 4. A expectativa de tê-lo novamente reascende o fogo do Espírito Santo em nossos corações, reavivando tudo o que estava amortecido em nossas vidas. “Venha depressa, meu amado... “(Cânticos 8:14 a). 54


Devemos fixar nossos olhares para as promessas e deixar “Aquele que completa tudo em todos” reestabelecer em nós a intenção primeira de todas as coisas. Nos últimos dias, diz Deus, derramarei do meu Espírito sobre todos os povos. Os seus filhos e as suas filhas profetizarão, os jovens terão visões, os velhos terão sonhos. (Atos 2:17) Precisamos ser geradas no útero das promessas de Deus até que Seus sonhos, visões e profecias sejam concebidas em nosso interior.

“É tempo de restaurar a intimidade perdida, o amor abafado, a chama apagada e deixar nossos olhos brilharem novamente como noiva entregue aos braços de nosso amado”

55


REFLETINDO SOBRE O ASSUNTO Você consegue elencar algumas promessas que Deus tem feito referente a você, sua família, profissão ou até mesmo ministério? Você tem seguido o seu relógio ou tem aperfeiçoado os seus dias ao Deus do tempo? Você costuma refletir sobre as consequências de cada um de seus atos? Você se recordaria de algo que te fez carregar um “Ismael” por um tempo? Quais promessas que você sabe que estão temporariamente amortecidas sobre a sua vida? Olhando para todas as promessas, você pode compreender a extensão daquilo que Deus espera de você? Sua fé é oscilante? Ou você crê que impossível inexiste? As marcas do tempo têm apagado sua identidade como noiva de Cristo? Qual posicionamento você precisa para reverter essa situação?

56


IDENTIDADE CASTRADA

Útero da amargura

57


QUANDO A AMARGURA DEFRAUDA A SEDE DAS EMOÇÕES Esta geração está sendo contaminada por um ardiloso sentimento, a amargura. Está levando as pessoas a passarem por um processo de deformação de suas emoções, transformando bons sentimentos em ressentimentos. Nesse capítulo analisaremos como a amargura tem invadido a alma humana e como após se alastrarem na sede dos sentimentos, suas raízes têm atingido a vida espiritual com toda espécie de incredulidade e frieza, refletindo inclusive no corpo físico. Existe um ditado que diz: “o inteligente aprende com os próprios erros e os sábios aprendem com os erros dos outros!” Então que possamos aprender com os muitos erros de Mical. Para entender um pouco mais sobre Mical, rapidamente pontuaremos alguns detalhes de sua vida. Seu pai, o rei Saul, imaginando que Davi não sobreviveria ao ter que derrotar cem filisteus, comprometeuse que sobre essa condição concederia sua filha por esposa. (1 Samuel 18:25). Mical amava Davi e já casada, como prova de seu amor, enganou seu próprio pai para livrá-lo da morte. Tal atitude demonstrou que ela estava disposta a pagar qualquer preço para protegê-lo. (1 Samuel 19:17). A devoção de Mical por Davi despertou a ira de seu pai e, suplantando os sentimentos da própria filha, lhe concedeu por esposa a outro homem, com isso ele conseguiria atingir diretamente a Davi. (1 Samuel 25:44). AS MARCAS DE UM LAR DESESTRUTUTADO Muitos traumas da vida começam na base familiar. Acompanhei 59


pessoas que tiveram sua infância ou juventude marcadas por decepções e tragédias e, ao seguir suas histórias de vida, constatei que atrás de suas ações e comportamentos sempre existia uma lacuna emocional precisando de reconstrução. Semelhantes à Mical quantos tiveram pais que nunca souberam tratar seus filhos com a devida proteção, tendo sua base familiar decomposta por traumas, cresceram vendo aqueles que deveríamos servir como seus referências de vida sendo justamente os usurpadores de sua inocência. Assim mediante tantas vivências marcadas pela dor como apagar da memória tais acontecimentos se essas lembranças estão enraizadas e vivas em seus corações! Sabemos que se não há nenhum impedimento em nossa capacidade mental. Os acontecimentos contidos em nossa memória não podem ser apagados. Mas semelhante a uma ferida em nosso corpo físico, os sentimentos ruins não podem ser esquecidos, mas isso não impede que sejam curados. Sabe como reconhecer que algo não te atinge mais? Quando um acontecimento registrado em sua memória não doer mais em seu coração. Tenho uma cicatriz em minha perna e ao vê-la facilmente relembro o dia em que, ainda com uns nove anos de idade, ao correr por cima do telhado de minha casa, em uma disputa com o meu primo para ver quem conseguia pegar primeiro uma goiaba da árvore do vizinho, de repente fomos surpreendidos com o romper daquele telhado, e após eu ficar dependurada sobre a casa fui socorrida pela minha mãe. Lógico que essa peraltice me rendeu alguns ferimentos. Recordo-me que no momento senti uma terrível dor, logo minha mãe me acudiu e cuidou daquele ferimento até que estivesse totalmente curado. Hoje tenho apenas as lembranças e as cicatrizes de um acontecimento que não me doem mais. Deus quer cuidar de nossas feridas, ao ponto de sará-las completamente: “Farei cicatrizar o seu ferimento e curarei as suas feridas, declara o Senhor, porque a você, Sião, chamam de rejeitada, aquela por quem ninguém se importa”. (Jeremias 30:17) 60


Ah se Mical tivesse se voltado a Deus e deixado que Ele lhe curasse! Preferiu permanecer alimentando a mágoa e deixando suas feridas expostas a tanto desgosto. Deus deseja transformar as nossas cicatrizes em verdadeiros certificados de superação e vitória!

“Sabe como reconhecer que algo não te atinge mais? Quando um acontecimento registrado em sua memória não doer mais em seu coração” AS MARCAS DE UM CASAMENTO DESALINHADO Após vencer suas guerras e ser constituído rei de Israel, Davi já possuía outras mulheres e filhos. Nesse estágio da vida Mical havia se unido com Paltiel, mas esse enlace não durou muito tempo, logo após Davi assumir o trono de Israel, exigiu que Mical fosse tirada dos braços de seu segundo companheiro. (2 Samuel 3:13 a 16). Ao retomar sua vida ao lado de Davi, Mical já não era mais a mesma. Aqui encontramos uma mulher amargurada pelo tempo. Nessa altura da vida Mikal já carregava em si as marcas do desprezo de seu pai, e de dois relacionamentos frustrados. Cada um destes conflitos fragmentou sua alma e aos poucos suas expectativas pessoais foram sendo destruídas. Às vezes sem compreender os porquês, tudo à nossa volta parece tomar uns caminhos marcados pela dor, decepção e revolta, subjugadas a todo tipo de abusividade, traição e falta de apoio. Anos atrás meu sogro foi diagnosticado com um câncer muito agressivo. Naquela ocasião tivemos que mobilizar toda família, meu esposo passou a cuidar de duas empresas, de duas casas, e por mais de um ano tentamos combater aquela doença, mas foi irreversível. Logo após seu falecimento enfrentamos uma forte crise em nossa empresa, dado a esse prolongado e exaustivo período de stress se instalou uma crise em nosso casamento. Nessa época por mais que houvessem inúmeras maneiras de reagir positivamente, eu não as enxergava, e preferia me apegar somente às várias circunstâncias negativas que haviam se estabelecido, e assim fui 61


permitindo dia após dia essas adversidades crescerem como uma verdade central dentro de mim! Passei a filtrar melhor aquele momento esgotante, nomeei cada uma daquelas amargas raízes que me contaminavam e após detectar a motivação que me levou as alimenta-las busquei combate-las. Precisamos nos posicionar contra tudo aquilo que tenta nos aprisionar! Batalhas vencidas nos dão o direito de possuir os despojos da luta travada e retomar nosso lugar de autoridade. A reconquista dos dias bons, da vida abundante, da alegria nos leva a uma vida de reinado e completude da glória de Deus. FILTRANDO A AMARGURA Semelhante a um purificador de águas os relacionamentos em seu cotidiano enfrentam vários tipos de contratempos. Esses fatores externos quando não filtrados passam a liberar resíduos contaminando a qualidade do relacionamento. Por isso torna-se necessário realizar a manutenção dos nossos sentimentos para que sejam eliminadas as sujeiras que insistem em permanecer em nós. Acaso pode sair água doce e água amarga da mesma fonte? (Tiago 3:11)

Ocorre que para muitos não é uma tarefa fácil livrar-se dos aprisionamentos gerados pela amargura, e por isso essa raiz tem dominado as pessoas com tanta facilidade. Para derrotá-la deveremos destruir os três poderosos alicerces que a sustenta: - 1. Razões injustificáveis - 2. Dor renegada x perdão liberado - 3. Troca de direitos 1. RAZÕES INJUSTIFICÁVEIS Deus fez nascerem no jardim do Éden várias espécies de árvores, mas duas se destacavam, a árvore da vida e a árvore do conhecimento do bem e do mal, além de criá-las Deus lhes impôs uma ordem: 62


Coma livremente de qualquer árvore do jardim, mas não coma da árvore do conhecimento do bem e do mal, porque no dia em que dela comer, certamente morrerá. (Gênesis 2:9; 16-18)

A árvore da razão Passamos a considerar que a árvore do bem e do mal, simboliza a razão. Neste contexto poderíamos definir a razão como uma capacidade para resolver (alguma coisa) através do raciocínio, utilizando-se de um senso pessoal que lhe permite julgar determinada situação segundo suas próprias lógicas e deduções. Vemos homens e mulheres matando, roubando, traindo, mentindo, odiando e tudo isso sendo fundamenNão deixe o tado em suas “justas” razões. Quando tomamos decisões inimigo achar embasadas em nossa razão, elas guarida no coração! possuem pelo menos duas colunas de sustentação: 1º coluna – “A quitanda de Satanás” A serpente estava lá, utilizando-se de toda a espécie de argumentos para oferecer o seu fruto e nesse quesito sabemos o quanto ela é sagaz. Diariamente somos bombardeadas com pensamentos que nos dizem: Viu o quanto te maltrataram? Você não tem valor algum! Não te amam, te abandonaram! Nem pense em perdoar essa afronta! Deus não se importa com o teu sofrimento! Se defenda, faça justiça! Olha se ceder com certeza vão pisotear em você. Odeie, despreze, maltrate, vingue-se. Sobretudo o que se deve guardar, guarda o teu coração, porque dele procedem às fontes da vida. (Provérbios 4:23) 2º coluna – “Os semideuses” Tornamo-nos conhecedores do bem o do mal, capazes de decidir o que é melhor para nós, as nossas justificativas nos agradam mais, pois 63


geralmente a filtramos segundo os nossos próprios pareceres. Não precisamos de regras e padrões se podemos ditar o percurso de nossas vidas e reinar sem Deus, e ao usurpar o Seu lugar, excluímos os Seus conselhos, ferimos as Suas ordenanças e nos portamos como autênticos “semideuses”. Se estiver agindo assim, cuidado para a tua razão não te matar! Os dias maus que atravessei, em muitas vezes estava tão convicta de meus argumentos e nada me fazia desconsiderar minhas “corretíssimas” razões. Ocorre que muitas delas sempre são injustificáveis diante de Deus. Hoje sei que se tivesse persistido em continuar comendo da árvore do conhecimento do bem e do mal, certamente áreas de minha vida teria morrido em minhas razões. Sofrer uma crise financeira não quer dizer que aquela pessoa jamais será bem sucedida. Da mesma forma que enfrentar crises emocionais, não significa que jamais será feliz novamente. 2. DOR RENEGADA x PERDÃO LIBERADO Para aquelas que buscam respostas e um resultado prático nas aéreas que lhe “Vemos homens e causam sofrimento, não se importarão muito consigo mesma. mulheres matando, Deixe lhe explicar melhor. Se você roubando, traindo, tivesse que segurar fortemente a mão de seu mentindo, odiando filho, pois caso contrário ele poderia despencar de um despenhadeiro, nesta hora e tudo isso sendo mediante a gravidade da situação você se fundamentado em importaria com o seu sofrimento? Creio que qualquer pessoa se esforçaria ao máximo suas “justas” razões” para impedir tamanha tragédia, mesmo que lhe custasse total renúncia de si mesmo. Para superarmos diversos traumas que nos causam todo tipo de frustrações e angústias será necessário um elevado grau de renúncia e esforço pessoal. Os frutos da vida abundante são contrários aos da razão. Paulo conhecia bem dessa luta, ele sabia perfeitamente que a carne sempre 64


desejará o que é contrário ao Espírito; e o Espírito, o que é contrário à carne, pois sempre estão em conflito um com o outro. (Gálatas 5:17 a) . A mentalidade da carne é inimiga de Deus, por não se submeter à Sua Lei. Aqueles que preferem seguir essa mentalidade atraem para si a morte, já os que seguem a mentalidade do Espírito, alcançam vida e paz. (Romanos 8:5,6): Mulheres não aceitam serem saradas por Deus, antes preferem que suas feridas sejam continuamente expostas em um processo sem cura. A cura pelo perdão Como vimos acima, sempre haverá a necessidade de uma renúncia em razão a um objetivo maior. Para proteger o filho um pai ou uma mãe se doaria sem limites, da mesma forma para resguardar o seu casamento, refazer uma amizade, reatar o relacionamento com um ente querido você deve perdoar. Entenda, o perdão tem que ser um fato em nossas vidas. Não há quem se denomine discípulo de Cristo e renegue o perdão às pessoas. Na advocacia em determinadas situações sempre me esforcei para promover determinados acordos por considerar que eles cobriam uma multidão de insanáveis erros, como o perdão cobre uma multidão de injustificáveis razões. Então não queira achar razões humanas para perdoar, simplesmente perdoe. Temos ao nosso lado o Único que precisava conhecer o inteiro teor da nossa dor, já possui o bálsamo de seu amor que tanto precisamos para sermos curadas. A espada viva Sabe quando você percebe que passou a se alimentar da árvore da Vida? Quando a semente do amor de Cristo estiver arraigada dentro em você. A Bíblia nos declara que Deus é amor! Uma das grandes missões de Jesus foi fazer com que esse amor chegasse até nós. Uma espada transpassou Jesus para que o grão de trigo pudesse morrer e dar muitos frutos. Hoje a espada do Espírito que nos transpassa é a Palavra de Deus sendo vivificada em nossos corações pelo Espírito Santo (Efésios 6:17a, Romanos 5:5b). Por meio do Espírito de Deus aprendemos amar inclusive 65


as pessoas mais detestáveis e às menos prováveis. Isso não significa que você deva se subjugar a um estado de escravidão. Impor limites, até mesmo se distanciar de pessoas e circunstâncias será necessário. Mas o que deve ficar bem resolvido são as questões em seu coração. Da mesma forma a viva espada do Espírito mata todas as espécies de amarguras e faz ressuscitar em nós a plenitude de vida gerada por meio do perdão. Cheios do Espírito Santo A Bíblia diz que Estevão estava cheio do Espírito Santo e, antes de morrer apedrejado, levantou os olhos para o céu e viu a glória de Deus, e Jesus de pé, à direita de Deus. Logo em seguida a esse acontecimento ele sussurrou suas últimas palavras dizendo: "Senhor, não os consideres culpados deste pecado". (Atos 7:54 a 59)

A presença do Espírito Santo nos conduz a: 1. Cultivar o perdão como um estilo de vida; 2. Manter nossos olhos fixos no Pai e não nas circunstâncias; 3. Conscientizar-nos que a nossa luta não é contra a carne ou sangue; 4. Posicionar-nos como mediadora e intercessora de nossos opressores; 5. Renunciar desde a auto piedade ao orgulho, desde a justiça pessoal ao ódio. Recordo-me que em certa oportunidade o Senhor levantou-me como intercessora de uma pessoa, mas por me sentir ferida eu encontrava resistência ao interceder por sua vida e, de fato, minhas orações não estavam ultrapassando o teto de minha casa. Até que ouvi claramente Deus dizer ao meu coração: - como queres interceder, se não sinto a sua misericórdia e nem a sua compaixão! Sem contemplar esse sentimento em você sua oração será ineficaz! O Senhor me levou a refletir em várias passagens que me convenciam da importância de externar minha compaixão. A seguir, relacionei sete poderosos versículos que demonstram que a compaixão 66


tem o poder de suscitar: 1. E, vendo-a, o Senhor moveu-se de íntima compaixão por ela, e disselhe: Não chores. (Lucas 7:13) 2. Então Jesus, movido de íntima compaixão, tocou-lhes nos olhos, e logo seus olhos viram; e eles o seguiram. (Mateus 20:34) 3. E Jesus, movido de grande compaixão, estendeu a mão, e tocou-o, e disse-lhe: Quero, sê limpo. (Marcos 1:41) 4. E, Jesus, saindo, viu uma grande multidão, e possuído de íntima compaixão para com ela, curou os seus enfermos. (Mateus 14:14) 5. Mas um samaritano, que ia de viagem, chegou ao pé dele e, vendo-o, moveu-se de íntima compaixão. (Lucas 10:33) 6. Então o Senhor daquele servo, movido de íntima compaixão, soltou-o e perdoou-lhe a dívida. (Mateus 18:27) 7. E, levantando-se, foi para seu pai; e, quando ainda estava longe, viu-o seu pai, e se moveu de íntima compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou. (Lucas 15:20) Compreender que a compaixão é a combustão que os milagres precisam para serem gerados fará toda a diferença em nossas ações.

“Os frutos da vida abundante são contrários aos da razão” 3. TROCA DE DIREITOS Anular um direito em detrimento a palavra de Deus às vezes nos parece loucura. A sensação é que a fita métrica do sofrimento se torna uma medida incalculável, em nossa consciência essa conta nunca bate. Não estou querendo dizer que devemos nos tornar inertes aos nossos direitos, a justiça esta aí para aplicar suas sanções àqueles que 67


mereçam ser devidamente punidos. O Evangelho sempre nos induz à renúncia de nós mesmos. Devemos nos conscientizar que um ganho em Deus às vezes poderá ser contabilizado como uma perda para nós. Essa abdicação corresponde à troca de lícitas razões pela fé. ...mas o meu justo viverá pela fé. E, se retroceder, não me agradarei dele. (Hebreus 10:38)

NÍVEIS DA AMARGURA Quando não superamos as crises existenciais, o viver amargurada acaba se tornando um estilo de vida. É desta maneira que um mal hábito se transforma em um constante hábito comportamental. Nessa altura corremos o risco de não conseguir identificar seus vícios. A alma que se torna refém de seus ressentimentos permite que tudo ao seu redor seja contaminado, o riso transforma em pranto, a alegria em dor. Ao terem suas personalidades defraudadas pessoas assim passam a fazer uso dos próximos níveis da amargura. Primeiro nível da amargura: CONFRONTO Mical, ao ter sua vida entregue aos efeitos da amargura, se deixou envolver nas armadilhas contidas atrás deste faccioso sentimento: Voltando Davi para casa para abençoar sua família, Mical, filha de Saul, saiu ao seu encontro... (2 Samuel 6:20a) O versículo acima releva que Mical não poupou esforços para ir ao encontro de Davi, mas a sua rápida disposição tinha um latente objetivo, derramar todo seu descontentamento. Aqueles que são derrotados pelos ressentimentos sempre estão prontos a exteriorizar suas amarguras, são ligeiros para cobrar, destratar e ridicularizar pessoas e situações. A raiz de amargura quando brota sempre tentará contaminar a muitos. (Hebreus 12:15). 68


Segundo nível da amargura: IRONIA A motivação que compeliu Mical ir ao encontro de seu esposo tinha o objetivo de despojar sua ironia: ...como o rei de Israel se destacou hoje... (2 Samuel 6:20) Mical utilizou-se de palavras que manifestavam o sentido oposto de seus sentimentos, afirmando ao contrário daquilo que pensava. Pessoas que foram vencidas pela amargura costumam fingir valorizar algo, mas na realidade as desprezam. Geralmente a ironia vem acompanhada com um acentuado ar de deboche, manifestam sua ironia sarcástica para não demonstrar que as suas feridas ainda sangram. Terceiro nível da amargura : INSINUAÇÕES Palavras cheias de amargura sempre querem causar duplicidades de sentidos em suas expressões sendo carregadas de insinuações: ...tirando o manto na frente das escravas de seus servos... (2 Samuel 6:20).

Quem já não viveu um pouco dos dois lados, tanto sofreu insinuações promovidos por terceiros, e também se deixou amargar por circunstâncias mal resolvidas. Sempre que percebo que a amargura está tentando me aprisionar e me transformar em uma pessoa que na minha essência não sou, por mais difícil que seja, logo tento me desfazer desse laço. Ter a consciência de que estamos amarguradas ou que pessoas amarguradas tentam nos prender nos permitirá combater essa raiz com mais veemência. Quarto nível da amargura: ACUSAÇÕES Suas salivas sempre estão prontas para destilar o veneno da acusação: 69


...como um homem vulgar... (2 Samuel 6:20) Por não superarem suas decepções, essas pessoas não se satisfazem em ter a própria alegria furtada, mas também se tornam incapazes de aceitar o êxito na vida daqueles que angariam vitórias e logo tentam lhe impor acusações infundadas. No reino animal a cadeia alimentar de cada animal revela qual o grupo familiar que pertencem, os bois gostam de se alimentarem de pastagens já os urubus se alimentam principalmente de carne em putrefação. Cada espécie se define pelo gênero de sua própria natureza. Não tem como fugir desta regra, o nosso comportamento revelará se habita em nós a natureza pecaminosa ou a natureza Divina. Sabemos que o adversário de nossas almas é o maior acusador de todos os tempos. Assim quem dele se alimenta a ele se assemelha. Devemos ter cuidado! Quinto nível da amargura: DESPREZO Neste tópico veremos outra faceta da amargura, que por se abrigar debaixo de uma roupagem se torna um pouco mais difícil de identificar: ...Mical, a filha de Saul, olhou de uma janela, e, vendo a Davi dançar e tocar, o desprezou no seu coração. (1 Crônicas 15:29b)

Observe que os olhos de Mical estavam fixos em Davi, sorrateiramente observava seus passos e media precisamente cada um de seus movimentos. Tudo isso sendo feito no mais absoluto sigilo. O desprezo de Mical perfurou o mais profundo do seu ser, o seu coração! Quando atingimos esse desnível emocional e desprezamos as pessoas como se elas não tivessem nenhuma importância em nossa vida é porque a raiz de amargura superou todas as fontes de vida. Nessa altura o amor de Deus torna-se um assunto muito distante da realidade que o dominou. Creia: a mágoa tem feito seus reféns e a dissimulação, falsidade e a hipocrisia têm castrado suas vítimas que tem sido tragadas pelo ódio, falta de perdão, frieza e indiferença. Mical se tornou a exata medida de seu pai, vingativa, egoísta e 70


amarga. Somos derrotadas por aquilo que não derrotamos e nesse momento a maldição acaba se perpetuando na vida daqueles que não encontram o caminho da graça: Suas bocas estão cheias de maldição e amargura. Seus pés são ágeis para derramar sangue; ruína e desgraça marcam os seus caminhos, e não conhecem o caminho da paz. Aos seus olhos é inútil temer a Deus. (Romanos 3:14 a 18) Renegar a cura e opor-se ao perdão revelou que aos olhos de Mical era inútil temer a Deus. As nossas dores não podem suplantar ao sacrifício de Cristo na cruz.

"Devemos nos conscientizar que um ganho em Deus às vezes poderá ser contabilizado como uma perda para nós” QUANDO A AMARGURA DEFRAUDA A VIDA ESPIRITUAL Antecedendo ao reinado de Davi, Israel vivia debaixo de um terrível julgo. Naquela época o ministério sacerdotal era o status máximo da representatividade de Deus e nesta ocasião encontrava-se totalmente corrompido por Eli e seus dois filhos. Sabemos que a geração de Saul experimentou um grande período de decadência espiritual, no momento em que a arca da aliança foi roubada a presença e a glória de Deus se apartou de Israel, momento em que passaram a viver debaixo de julgo e humilhação. Agora entendemos que na ocasião em que Davi retornava saltitante de alegria, dançando e adorando expressivamente a Deus sem se importar com as pessoas em sua volta é porque ele sabia que a glória e a presença de Deus estavam retornando a Israel. Ocorre que Mical não somente o desprezou em seu coração, sua imperceptibilidade lhe fez incapaz de compreender o grande momento de vitória que Deus realizava sobre Israel, que motivava Davi externar tão grande júbilo. Geralmente nos lançamos em nosso macro mundo, deixamos de 71


perceber a presença de Deus e continuamos dizendo: não contemplas a minha dor, olhas para mim! Enquanto à nossa volta Deus está promovendo uma grande conquista não só em prol de alguns, mas sobre um povo, uma geração! Aquele que permite que a frieza espiritual tome conta de suas emoções será fatalmente atingido. Devemos cuidar com enfermidades que desejam se instalar em nosso espírito nesses últimos tempos. Dentre elas destaco duas: ENFERMIDADE NO ESPÍRITO 1. Esfriamento espiritual Vimos anteriormente que o amor de Deus é gerado em nosso espírito, mas também sabemos que devido ao aumento da maldade, o amor de muitos esfriaria (Mateus 24:12). Isso é muito sério! Neste século a falta de amor será a doença que teremos que enfrentar e combater com todas as forças para que não se instale de forma letal em nosso espírito. Lares estão sendo dilacerados em suas amarguras. Pessoas têm se amargurado contra suas lideranças, lamentavelmente muitos pastores estão amargurados com suas ovelhas, amigos tem se amargurado por causa de palavras, atitudes e ações e ainda existem muitas outras pessoas amarguradas contra o próprio Deus! Se você estiver com um desses sintomas, você tem – no mínimo – uma raiz de amargura e que poderá ser a causa de esfriamento espiritual. Pecamos quando deixamos que pessoas tomem o lugar de Deus e tornem o centro de nossas vidas, livre-se da dependência emocional e filiese à dependência de Deus. Independente dos laços de amargura “Pecamos quando que tentam nos aprisionar, devemos seguir deixamos que pessoas crendo que somente um Deus de amor pode contemplar as nossas debilidades e nos cobrir tomem o lugar de Deus com a sua força para que o amor não se esfrie.

e tornem-se o centro de nossas vidas”

72


2. Falta de fé Analise esse contraposto: enquanto a palavra nos revela que sem fé é impossível agradar a Deus (Hebreus 11:6a) e esse passo Jesus nos questiona: quando o Filho do homem vier, encontrará fé na terra? (Lucas 18:8b) Nossas amarguras, além de nos fazer sentir feridas e decepcionadas com algo ou alguém, produzindo um esfriamento em nossos sentimentos, ainda tentam minar a nossa fé, pois na maioria das vezes - quando estamos desacreditados - retrocedemos em quase tudo, inclusive em nossa vida espiritual. Quantas vezes nos deixamos aprisionar com pensamentos, tais como: “Hoje não vou à igreja porque estou chateada com fulano...” Ou, “não irei a tal reunião porque alguém me ofendeu antes de sair de casa!” Ou, “estou desmotivada em ler a Bíblia ou um bom livro por que não valerá a pena, estou decepcionada com muitas situações, das quais parece que Deus nem se preocupa!” Nossa geração precisará desenvolver em si a inteligência emocional para que não seja controlada por suas emoções. Lute contra toda ausência de fé, em qualquer hipótese creia sempre mais em Deus e Sua palavra do que em seus sentimentos. Tenho uma frase que repito há anos: Entre os meus “achismos” e a palavra de Deus, continuo fechada com Deus! Essa pequena frase continuamente me leva a fazer pequenas renúncias ativando minha fé em situações extremas. Exercite sua grande fé em pequenas coisas e quando você menos esperar estará realizando grandes feitos com uma pequena porção de fé. Deus tem prazer em honrar nossos atos de fé!

“Exercite sua grande fé em pequenas coisas e quando você menos esperar, estará realizando grandes feitos com uma pequena porção de fé” SAIA DO PROBLEMA Enquanto o povo preocupava-se acusar e crucificar os malfeitores que estavam ao lado de Jesus na cruz, Cristo estava interessado em 73


restaurar a alma desses homens e lhes perdoar os pecados. Um daqueles criminosos ao reconhecer a divindade contida em Cristo lhe clamou: “lembre-se de mim ao entrares em Seu Reino! Prontamente Jesus lhe respondeu: Garanto que ainda hoje estarás comigo no paraíso.” (Lucas 23:42-43). Enquanto um dos malfeitores desdenhava e insultava Jesus, o outro soube reconhecer naquele momento que mesmo subjugado à morte, ainda poderia lhe sobrevir situações mais gravosas, como a perda da própria salvação. Devemos decifrar as circunstâncias que nos rodeiam, para isso é necessário sair do problema e analisá-lo como se estivéssemos do lado de fora. Como já disse anteriormente, simultaneamente sofri um enorme desgaste em quase todas as áreas de minha vida, fiquei tão envolvida com os problemas que eles foram me consumindo de tal maneira que as minhas forças quase se esvaíram. Até que um dia meu colega de trabalho que estava me ajudando resolver algumas dificuldades jurídicas me orientou a sair do problema e tentar enxergar quanto o meu estado emocional estava abalado. Nesta fase da vida, segui seus conselhos e passei a me comportar não mais como uma pessoa que estava sendo consumida por todas aquelas adversidades, mas como se eu fosse uma pessoa do lado de fora que teria que aprender resolver aquelas contrariedades sem ser atingida por eles, caso contrário os mesmos poderia me levar a uma exaustão. Quando passei a preservar as mesmas, percebi que haviam coisas muitos mais importantes a serem conservadas, tais como a minha fé e confiança em Deus, bem como a minha alegria de viver e o amor que nutria pela minha família. Do que adiantaria vencer aqueles problemas se eles roubassem o verdadeiro sentido da vida? “Se sua vida espiritual Um dos criminosos morreu em sua estupidez, já o outro soube decodificar que estiver correndo riscos, seu maior problema não se concentrava em preservá-la talvez seja ter levado uma vida entregue à criminalidade. Sua maior tragédia seria permitir que a sua maior missão” sua imperceptibilidade também ceifasse sua salvação. 74


Se sua vida espiritual estiver correndo riscos, preservá-la talvez seja sua maior missão. Existe em nós uma integridade espiritual que deve ser preservada e resguardada a todo custo. Jesus sempre estará ao nosso lado para nos ajudar a nos desvincular dos problemas que tentam consumir a nossa alma e desestabilizar a nossa identidade espiritual. VIVER SEM CONCEBER Um útero que não cumpre a sua função tem a capacidade de extirpar uma geração, um povo, uma descendência, morrendo sem deixar um legado. Mical não teve filhos! (2 Samuel 6:23) Sua esterilidade representou a totalidade de sua vida, morreu como seu útero, seco em si mesma. Assim muitos nascem e morrem sem cumprir seu propósito de vida. Considero esse o mais terrível dos abortos, não conceber os designíos a nós firmados. Deus nos escolheu n'Ele antes da criação do mundo. (Efésios 1:4 a). A NOIVA DE CRISTO A mulher representa a noiva de Cristo, e como noiva quantos homens, mulheres e jovens têm se tornado estéreis por conta de seus conflitos espirituais. Uma igreja ferida dificilmente gerará a vida de Deus. Deus deseja nos curar e nos libertar para que sejamos transportadas ao “Uma igreja ferida cumprimento da nossa missão.

dificilmente gerará a vida de Deus”

Antes mesmo de te formar no ventre materno, Eu te escolhi; antes que viesses ao mundo. Eu te separei e te designei para a missão de profeta para as nações! (Jeremias 1:5)

75


Enquanto o útero espiritual da noiva de Cristo estiver sangrando com dores de rejeições, desavenças ministeriais, pluralidade de propósitos provavelmente não poderá ser estabelecida como uma maternidade espiritual. Somos um organismo vivo, nossas dores devem ser compartilhadas e curadas por meio do amor que emana de Cristo. É tempo de perdão, reconciliação, restauração!

76


REFLETINDO SOBRE O ASSUNTO Você consegue detectar alguma raiz de amargura em sua vida? Se a resposta foi sim, quais as áreas das suas emoções têm sido defraudadas? Traumas, angústias e decepções tem ditado seu futuro? Que tal usar a regra das Razões Injustificáveis, Dor Renegada x Perdão Liberado, Troca de Direitos? Razões injustificáveis As suas justificativas têm sido alimentadas pela árvore da razão ou você tem deixado Jesus ser o alimento que desfaz sua razão para transformar em sua justificativa. Dor renegada x perdão Não tente encontrar razões emocionais para a liberação do perdão, faça por meio de convicção que possui em Jesus Cristo. Troca de direitos Não use a fita métrica para medir a extensão de sua dor. Uma pessoa só se torna boa se bons sentimentos forem seus companheiros, ao invés de se comunicar com o ódio e amargura se relacione com o perdão e a graça. Você tem experimentado alguns dos níveis de amargura que foram relacionados - “confronto, ironia, insinuações, acusação e desprezo”. Como tem combatido esse mal? O último estágio da amargura é aquele que causa esfriamento espiritual e falta de fé. Se você detectar essa apatia em sua vida, reaja! No tópico - saia do problema - verificamos que se nos deixar consumir pelos problemas, colocaremos em risco coisas muito mais importantes. Como estão as suas vestes como noiva de Cristo? 77


DOIS CAMINHOS, UMA ESCOLHA E UM FUTURO

Útero do pecado

79


UMA COISA É PECAR. OUTRA É SE DEIXAR MORRER PELA IGNORÂNCIA

Então Josué, filho de Num, enviou secretamente de Sitim dois espiões e lhes disse: "Vão examinar a terra, especialmente Jericó". Eles foram e entraram na casa de uma prostituta chamada Raabe, e ali passaram a noite. (Josué 2:1).

Até esse momento tudo que Raabe havia produzido era uma vida de prostituição e pecado, como meretriz, seu útero se limitava em abrigar somente seus desejos pecaminosos. O pecado pode aprisionar várias áreas da vida, e dependendo da gravidade seu poder destruidor pode ser fatal, ainda que o gozo de seus beneficios não demonstre que corremos esse risco. O pecado pode destruir várias áreas de nossas vidas, mas existe um estágio ainda mais degradante: “quando o pecado destrói inclusive a nossa inteligência”. Creio que um dos mais cruéis efeitos do pecado é que mesmo conscientes de sua existência ainda nos permitimos viver debaixo de sua ignorância, por isso a perspicácia de Raabe “um dos mais cruéis me impressiona. efeitos do pecado é Essa mulher compreendeu perfeitaque mesmo conscientes mente que se continuasse naquele caminho de pecado a morte seria um fato em sua vida. de sua existência ainda Romper nem sempre é uma tarefa fácil, mas nos permitimos viver absolutamente necessária.

debaixo de sua ignorância”

81


UMA ATITUDE DE FÉ FARÁ TODA A DIFERENÇA Também foi mediante a fé que a prostituta Raabe, por haver acolhido os espiões, não foi morta juntamente com os incrédulos. (Hebreus 11:31).

O maior pecado a ser vencido é aquele que nos envolvemos em profundo grau de dependência, ao ponto de cauterizar a nossa própria consciência e cegando o nosso entendimento a passividade de seus efeitos. A fé de Raabe fez com que ela agisse em favor daqueles espias. Quando nos mobilizamos por meio das nossas ações damos vida à nossa fé e atraímos o mover de Deus. Na advocacia aprendi que o processo “O maior pecado a ser tinha que ter cara, em outras palavras não vencido é aquele que nos bastava somente peticionar uma ação e aguardar seu andamento. Pequenas atitudes, envolvemos em profundo possíveis intervenções poderiam quebrar a grau de dependência” fria impessoalidade existente na formalidade jurídica. Da mesma forma nossos atos de fé desfazem qualquer distância existente entre nós, Deus e a Sua palavra.

CRIE NOVAS ALIANÇAS Jurem-me pelo Senhor que, assim como eu fui bondosa com vocês, vocês também serão bondosos com a minha família. Dêem-me um sinal seguro. (Josué 2:12)

Raabe, ao se deparar com a destruição de Jericó, sabia que os prodígios do Deus dos Israelitas eram poderosos sobre a terra e que inevitavelmente sua cidade seria aniquilada. Assim tratou rapidamente em fazer novas alianças com os israelitas que espiavam a terra. 82


Às vezes para vencer o pecado será determinante nos aliançar com pessoas que nos auxiliarão promover tais recomeços. Devemos manter nossa sensibilidade aguçada em relação às pessoas que nos cercam, existem muitas pessoas boas que são verdadeiras conexões de bençãos para nós. Rute e Noemi, Moisés e Arão são exemplos de genuínas amizades, alianças divinas, perfeita troca de apoio. Para novos caminhos novas parcerias são indispensáveis, mas não são suficientes. Não tem como desejar o novo sem romper com o velho. Não tem como caminhar em uma nova fase de santidade sem romper com as cordas que nos amarram ao pecado. O rei de Jericó ordenou que Raabe se livrasse dos espiões, mas ela não acatou suas ordens, pois já havia se aliançado com o Deus dos israelitas. (Josué 2:3 a 9). Confesso que sofri muito por não compreender que em cada etapa há um remanejamento de pessoas ao nosso redor. Por mais que os relacionamentos sejam fundamentais em nossa caminhada, nossas amizades nunca poderão sobrepor aos caminhos que Deus tem nos reservado. Em algumas circunstâncias seremos impelidas a nos distanciar de pessoas não por que elas não sejam boas ou especiais, mas se quisermos seguir trilhando novas etapas certos distanciamentos serão imprescindíveis. Podemos inclusive fazer um remanejamento para outros lugares, devemos nos manter atentos a tais mudanças geográficas.

“Não tem como desejar o novo sem romper com o velho” TRÊS TEMPOS Jericó foi destruída, seus moradores totalmente exterminados e Raabe juntamente com sua família foram salvos. O livre arbítrio é um presente de Deus para a humanidade. Esse poder de escolha sempre nos dá o direito de romper com aquilo que tenta nos aprisionar e nos destruir. Ter a consciência que o poder de decisão está 83


em nossas mãos transformará nossas escolhas em ações responsáveis. A sábia decisão de Raabe, não somente a livrou da morte e do pecado, mas principalmente lhe revelou sua correta identidade. Ao adaptar sua vida aos padrões de Jericó ela conheceu somente adjetivos deploráveis proferidos a uma mulher. Além de Jericó manter sua verdadeira essência oculta ainda deturpava sua real imagem ao mais baixo escalão de imoralidade. O pecado sempre tentará encobrir a verdadeira essência de Deus a nós atribuída. Em sua nova vida, Raabe resgatou e manifestou a verdadeira mulher que estava ofuscada pelo pecado. Em sua verdadeira identidade o pejorativo termo que a classificava como prostituta não fazia parte de seu contexto de vida. Na vida de Raabe existiram três palavras: passado, presente e futuro, e estes demarcaram três tempos: um passado de meretriz, um presente de decisão e um futuro de reinado. Deus nos transporta para o Seu reino e n'Ele somos convidadas a reinar: Pois ele nos resgatou do domínio das trevas e nos transportou para o Reino do seu Filho amado. (Colossenses 1:13).

Raabe casou-se com Salmom descendente da linhagem de Arão e juntos tiverem um filho chamado Boaz que fora bisavô do rei Davi. De uma meretriz a uma integrante da linhagem que precedeu a vinda de Cristo. Todos os moradores de Jericó estavam enganados, somente Raabe havia tido o entendimento e recebido a genuína “O pecado sempre revelação! Uma cidade inteira morreu em sua ignorância e pecado! Por isso não se tentará encobrir a surpreenda se você tiver que caminhar na verdadeira essência de contramão de um sistema. Deus a nós atribuída” Há planos maravilhosos ao nosso respeito, talvez o que te falta é mudar a rota para que você viva o melhor dos seus dias!

84


DEUS RELEVA O TEMPO DE IGNORÂNCIA, MAS NÃO TOLERA O PECADO EM TEMPO DE MATURIDADE A história de Raabe retratou perfeitamente o que Deus pode fazer em uma pessoa que se lança sem reservas à Sua vontade. Mas isso não será possível se estivermos corrompidos em nossos próprios pecados e, ao invés de usar nosso útero espiritual para gerar a vida de Deus, dispô-lo para conceber nossos desejos pecaminosos. Por mais que o tataraneto de Raabe, Davi, foi chamado com um propósito específico e reconhecido como o homem segundo o coração de Deus, sua missão não impediu que temporariamente fosse seduzido pelo pecado. Assim, aquele que julga estar firme, cuide-se para que não caia! (1 Coríntios 10:12) Possuir um título não diz necessariamente que estamos gerando os planos de Deus. Podemos inclusive estar usurpando Seu grandioso Nome com o único objetivo de realização pessoal. Sabemos que Davi manteve um relacionamento extraconjugal com Bate-Seba que já era casada com Urias. A estultícia de Davi não previu que seus secretos momentos de prazer gerariam no útero de BateSeba um fruto. (2 Samuel 11: 3-5). O pecado sempre estará pronto para nos passar uma rasteira e nos levar a caminhos mais longe que estamos dispostos a percorrer. Davi não conseguiu prever que na tentativa de manter seu romance em total sigilo teria que sacrificar a vida do marido de Bate-Seba. Assim como Urias já não era empecilho, e nem a sua vida íntima com Bate-Seba era segredo para ninguém, os sonhos deste casal cresciam na mesma medida que aquele bebezinho se desenvolvia. Quantas vezes temos planejado algo, acompanhamos seu crescimento, dedicamos nossos dias a sonhar com projetos que não ultrapassam a medida dos nossos próprios desejos. E quanto mais nos envolvemos mais difícil será nos desapegar dos nossos erros. Quanto temos sacrificado pelas nossas egoístas vontades? Atropelando princípios, valores e deixando um rastro de destruição onde passamos! 85


Não tem como dizer que andamos com Deus se vivemos concebendo o pecado. A natureza divina não divide espaço com a carnal. Ao saber que seu filho corria risco de vida, Davi chorou, lamentou, jejuou, mas não soube interpretar que dar a luz fora do propósito divino, além de paralisar todas as áreas da vida, ainda teria de enfrentar um processo de sequidão. Sempre ficaremos sem resposta se a nossa motivação for pedir para Deus dar vida aos frutos de nossos pecados. Deus é nosso pai, amigo, companheiro, mas pedir para que Ele corrompa Seu código de santidade ao nosso favor já é abuso. As consequências do pecado de Davi mataram duas vidas. Va lá que os nossos erros não cheguem a tanto, mas devemos reconhecer que pior do que encarar nossos erros é admitir que eles comprometem a vida de muita gente à nossa volta. Por muitas vezes atravessamos o caminho de pessoas por não saber interpretar que o que Deus tem para elas é diferente do que Ele tem para nós. Outras vezes, até mesmo sem perceber ignoramos pessoas na defesa de nossos interesses pessoais. Devemos refletir com muita seriedade as nossas atitudes para não ter que ver as digitais de nossos erros impressas em pessoas inocentes. Aquele bebezinho não resistiu, pois enquanto o nosso homem carnal reinar sobre nos estaremos refletindo a natureza pecaminosa do primeiro Adão. E nesta hora a posição social, todo poder de influência nem o deus cheque ou o amigo cartão de crédito suprirão aquilo que deva ser gerado por meio de um intenso quebrantamento pessoal. Somente por meio de um genuíno arrependimento seremos levados a nossa total libertação. Ao terem suas vidas novamente alinhadas à vontade de Deus, BateSeba gerou Salomão, um fruto que precedia a glória de Cristo e o resplandecer da natureza do segundo Adão. Assim está escrito: "O primeiro homem, Adão, tornou-se um ser vivente"; o último Adão, espírito vivificante. Não foi o espiritual que veio antes, mas o natural; depois dele, o espiritual. O primeiro homem era do pó da terra; o segundo homem, do céu. Os que são da terra são semelhantes ao homem terreno; os que são do céu, ao homem celestial. 86


Assim como tivemos a imagem do homem terreno, teremos também a imagem do homem celestial. Irmãos, eu lhes declaro que carne e sangue não podem herdar o Reino de Deus, nem o que é perecível pode herdar o imperecível. (1 Coríntios 15:45-50).

Deus deseja que sacrifiquemos nossos desejos egoístas, trapaceiros, desonestos, interesseiros e desumanos que ao invés de gerar, matam! Proceder desta maneira, suscitaremos a glória do segundo Adão, Jesus Cristo em nossas vidas.

“O pecado sempre estará pronto para nos passar uma rasteira e nos levar a caminhos mais longe que estamos dispostos a pagar” O QUE ENXERGAMOS COMO FIM, DEUS VÊ COMO RECOMEÇO Precisamos gerar em arrependimento, mas como? Reproduzindo a imagem ressurreta do segundo Adão em todos os aspectos da vida. E o Senhor enviou a Davi o profeta Natã. Ao chegar, ele disse a Davi: Dois homens viviam numa cidade, um era rico e o outro, pobre. O rico possuía muitas ovelhas e bois, mas o pobre nada tinha, senão uma cordeirinha que havia comprado. Ele a criou, e ela cresceu com ele e com seus filhos. Ela comia junto dele, bebia do seu copo e até dormia em seus braços. Era como uma filha para ele. “Certo dia, um viajante chegou à casa do rico, e este não quis pegar uma de suas próprias ovelhas ou do seus bois para preparar-lhe uma refeição. Em vez disso, preparou para o visitante a cordeira que pertencia ao pobre". Então, Davi encheu-se de ira contra o homem e disse a Natã: "Juro pelo nome do Senhor que o homem que fez isso merece a morte! Deverá pagar quatro vezes o preço da cordeira, porquanto agiu sem misericórdia". Então Natã disse a Davi: "Você é esse homem! (2 Samuel 12:1 a 7) (grifos nossos). 87


Davi e Bate-Seba não foram destruídos, e sim temporariamente corrigidos. A graça de Deus sempre está disposta a nos alcançar, mais depois de fatídicos erros muitos deixam de acreditar que o mesmo Deus da correção é o Deus dos recomeços. Davi se deixou ser restaurado e sua dependência ao Espírito Santo lhe provou que a graça superabundou às impostas leis da condenação. Após vivenciar esse processo de restauração ele expressou por meio do Salmos 51:1-17 esse momento de libertação e cura: Tem misericórdia de mim, ó Deus, segundo a tua benignidade; apaga as minhas transgressões, segundo a multidão das tuas misericórdias. Lava-me completamente da minha iniqüidade, e purifica-me do meu pecado. Porque eu conheço as minhas transgressões, e o meu pecado está sempre diante de mim. Contra ti, contra ti somente pequei, e fiz o que é mal à tua vista, para que sejas justificado quando falares, e puro quando julgares. Eis que em iniqüidade fui formado, e em pecado me concebeu minha mãe. Eis que amas a verdade no íntimo, e no oculto me fazes conhecer a sabedoria. Purifica-me com hissopo, e ficarei puro; lava-me, e ficarei mais branco do que a neve. Faze-me ouvir júbilo e alegria, para que gozem os ossos que tu quebraste. Esconde a tua face dos meus pecados, e apaga todas as minhas iniquidades. Cria em mim, ó Deus, um coração puro, e renova em mim um espírito reto. Não me lances fora da tua presença, e não retires de mim o teu Espírito Santo. Torna a dar-me a alegria da tua salvação, e sustém-me com um espírito voluntário. Então ensinarei aos transgressores os teus caminhos, e os pecadores a ti se converterão. Livra-me dos crimes de sangue, ó Deus, Deus da minha salvação, e a minha língua louvará altamente a tua justiça. Abre, Senhor, os meus lábios, e a minha boca entoará o teu louvor. Pois não desejas sacrifícios, senão eu os daria; tu não 88


te deleitas em holocaustos. Os sacrifícios para Deus são o espírito quebrantado; a um coração quebrantado e contrito não desprezarás, ó Deus. E agora o mesmo Davi estava aprendendo a não somente entender, aceitar e depender da graça imerecida que quebra todos os grilhões dos legalistas conceitos que tentam aprisionar as nossas mentes a eterna condenação de nossos erros. Existem situações totalmente resolvidas em nossas vidas, mesmo assim o inimigo de nossas almas ainda tenta pesar em nossa consciência o fardo da culpa. A culpa por nossas imaturidades, a culpa de ter colocado nossa família em alguma situação indesejada, a culpa de não ter feito mais pelos outros. Às vezes um recomeço só se “Depois de fatídicos restabelecerá quando nos conscientizarmos erros muitos deixam que em primeiro lugar devemos perdoar a nós mesmas. de acreditar que o Precisamos identificar em quais mesmo Deus da situações o inimigo insiste em nos manter aprisionadas em nossas vírgulas arrastando as correção é o Deus dos nossas histórias em intermináveis acusações. recomeços” Não podemos nos aprisionar em uma culpa eterna e desfazer o sacrifício da cruz que opera em nosso benefício. O primeiro Adão sempre tentará manter nossas mentes cativas à culpa eterna de nossos erros. Muitas pessoas têm a dificuldade de aceitar que: ...onde o pecado abundou, superabundou a graça. (Romanos 5:20 b)

Liberar a nossa mente deste cativeiro nos projetará ao um incontestável e absoluto estado de graça. Deus tem novos recomeços todos os dias! Creia Ele deseja projetar nossa vida espiritual para a chegada de um novo tempo. SANTA E INCULPÁVEL A noiva a que Jesus virá buscar será sem mancha nem ruga ou coisa 89


semelhante, mas santa e inculpável (Efésios 5:27) totalmente redimida e lavada por seu Sangue, tendo suas vestes santificadas n'Ele. É tempo de uma completa transformação! É tempo de um purificar que é gerado de dentro para fora. Vencendo todos os níveis de pecados e omissões que nos tem afastado de Sua presença. Não podemos morrer em nossas ignorâncias! Devemos nos levantar com atitudes de fé! Deus deseja estabelecer novas alianças para esse novo tempo! Nossas atitudes descrevem o nosso grau de maturidade! Se entregue por completo e deixe o segundo Adão se aperfeiçoar em você! Não o detenha! O que nos destrói não é o pecado, é a ausência da presença de Cristo, que nos purifica, nos redime e nos perdoa.

90


REFLETINDO SOBRE O ASSUNTO Você consegue detectar alguma fonte pecaminosa que tem aprisionado sua vida? Caso a reconheça, semelhante Raabe você também estaria disposto a se posicionar com uma atitude de fé? Até mesmo criar novas alianças? Você reconhece que Deus releva nosso tempo de ignorância, mas abomina o pecado em tempo de maturidade? E caso haja pecado nesse estágio de sua vida cristã, você reconhece que as consequências de nossos atos poderão serem tratadas com maior rigor? Muito você consegue contemplar o quanto Deus te ama, mas abomina o pecado que tenta te entrelaçar? Será que há situações que tem feito o segundo adão sobressair ao primeiro em área de sua vida? Creia que áreas de sua vida que tem sido levada a um caminho de total renúncia tem precedido o anúncio de um novo tempo se restabelecendo. Como estão suas vestes como noiva de Cristo?

91


ESCOLHIDAS E ATIVADAS

Útero preparado para gerar

93


SIMPLESMENTE ESCOLHIDAS

O anjo, aproximando-se dela, disse: “Alegre-se, agraciada! O Senhor está com você!” (Lucas 1:28) Em um momento de nossas vidas Deus promove um encontro conosco se revelando a nós de forma íntima e profunda. O apóstolo Paulo soube perfeitamente distinguir esse momento. Mas Deus me separou desde o ventre materno e me chamou por sua graça. Quando lhe agradou revelar o seu Filho em mim para que eu o anunciasse entre os gentios, não consultei pessoa alguma. (Gálatas 1:15,16) Nesta passagem Paulo faz transparecer sua segurança quanto: 1. Ter sido separado ainda no ventre de sua mãe 2. O chamado da graça havia lhe alcançado 3. Deus desejava revelar Seu Filho a ele 4. Para cumprir um específico chamado: anunciar Jesus entre os gentios A convicção interior de Paulo era algo tão concisa que ele não precisou consultar ninguém para seguir adiante em seu chamado. Antes mesmo de me converter ao Evangelho, sonhava com coisas que iriam acontecer ao meu respeito. Mas logo que me converti passei a sonhar ainda mais e de fato até hoje Deus me orienta muito por meio dos sonhos. Quando conheci a Cristo tive muitas dúvidas de qual caminho deveria seguir, em meio a esse desconforto, decidi orar ao Deus criador do 95


universo, na lógica de uma jovem de 19 anos, Aquele que criou todas as coisas certamente teria a resposta! Então disse: Deus do universo, conheço várias religiões e agora fui em uma igreja diz que somente Jesus Cristo ser o caminho verdadeiro. Naquela noite disse a Deus que se eu sonhasse com qualquer pessoa que representasse os caminhos que lhe descrevi, desde aquele dia em diante eu Lhe serviria por toda minha vida. Para minha surpresa naquela noite sonhei com o pastor daquela pequena igreja, ele estava todo reluzente e vestido de branco, flashes saiam de suas mãos, ele me olhou firme e sério, estendeu a sua mão, e sem tirar seus olhar ao meu me levou para dentro de uma pequena igreja e me sentou entre aqueles bancos. Olhou novamente para mim como se me dissesse: - Eis o seu lugar! Nessa hora acordei com a certeza de que Deus havia relevado seu Filho a mim! A pior decisão é aquela que decidimos trilhar nossos próprios caminhos. O inimigo de nossas almas sempre tentará “Em um momento de nos descaminhar de todo propósito nossas vidas Deus estabelecido por Deus. promove um encontro A atitude de Maria foi simplesmente louvável. Em nenhum momento se opôs aos conosco se revelando designíos pré-determinados a ela. Toda a nós de forma entrega genuína sempre permitirá ao Espírito íntima e profunda” Santo nos conduzir à essência de nossa existência.

QUANDO OS MEUS SONHOS PESSOAIS SÃO ATRAVESSADOS PELO PROPÓSITO DA MINHA EXISTÊNCIA O anjo, aproximando-se dela, disse: Alegre-se, agraciada! O Senhor está com você! Maria ficou perturbada com essas palavras, pensando no que poderia significar esta saudação. Mas o anjo lhe disse: "Não tenha medo, Maria; você foi agraciada por Deus! (Lucas 1:28-30) Imagine os pensamentos que permeiam o coração de uma mulher 96


que está prestes a se casar. Sua mente só pensava em seu futuro marido, vestido de casamento, noite de núpcias, nova casa. Enfim, Maria estava muito envolvida com todos os preparativos de seu enlace matrimonial. E de repente um anjo vem e lhe diz: “Alegre-se, agraciada! O Senhor está com você!”. Mas antes mesmo de Maria manifestar qualquer reação o anjo lhe acalmou dizendo: Não tenha medo! Muitas das vezes nos sentimos impulsionados a encarar algo acima de nossa estrutura humana. Sempre temos que enfrentar inseguranças, mas não devemos deixar com que esses sentimentos nos imobilizem frente a tudo que somos chamados a realizar. Outro detalhe importante: será que estamos preparados e totalmente desprendidos de nós mesmos ao ponto de Deus poder atravessar incisivamente os nossos planos, incluindo nesse pacote desejos retos, lícitos e idôneos? Deus sempre estará à procura de uma genuína entrega daqueles que não contabilizam perdas, não medem consequências, que não racionalizam probabilidades. O jovem rico pensou demais, Caim ofertou a sobra, a esposa de Ló olhou para trás e Maria se entregou por inteiro sem calcular os riscos! (Lucas 18:23, Gêneses 4:3 a 5, Gênesis 19:26, Lucas 1:38). Enquanto para alguns é muito simples aceitar os planos de Deus, para outros acaba sendo um fardo. Podemos transformar em sobrecarga aquilo que Deus quer que façamos em liberalidade. Deixar o secular para dedicar ao principal! Essa frase surtirá efeito se realmente soubermos definir o que é secular e principal. Maria provou que seu casamento por mais importante que fosse, comparado aos planos de Deus ainda era algo secular, suas atitudes comprovaram que o reino e a justiça de Deus eram suas principais prioridades. Nosso posicionamento sempre revelará o conteúdo das nossas verdadeiras intenções. É tempo de demonstrar os frutos de nossa entrega, submissão e fé. Quanto mais controlamos a nós mesmos, mais difícil será abandonar o formatado mundo que temos construído a nossa volta. Hoje a nossa maior luta não é contra o inimigo, esse já foi vencido na cruz do calvário, e seus grilhões rompidos sobre nossas vidas. Nossa maior guerra sempre será contra nossos desejos pessoais que comprometem a vontade de Deus se cumprir ao nosso respeito. Jesus disse à mulher pega em adultério “Eu não te condeno” 97


(libertando-a de todo jugo e pecado) só que logo em seguida lhe fez uma ressalva muito séria: “vai e não pequeis mais”! (João 8:11) Todas as libertações que precisamos já foram conquistadas por Jesus, não precisamos de nenhum esforço pessoal para receber sua graça. Agora a ordem de ir e não pecar mais dependia exclusivamente do grau de renúncia que aquela mulher estava disposta a pagar. Em outras palavras, a cada momento Jesus está tentando nos dizer: A minha parte Eu já cumpri sobre sua vida, agora você pode cumprir a sua em favor da minha? Maria poderia ter rejeitado sua missão! Devemos reconhecer que criar e amar um filho que não era fruto do seu relacionamento com José realmente foi uma situação atípica aos seus planos. Como precisamos desse altruísmo para romper em áreas de nossas vidas! Desconsiderar, abdicar, desapegar de nossos próprios interesses para que prevaleça a vontade do Pai nos levará a romper com coisas, sistemas e até mesmo pessoas. Maria teve que mudar sua estrutura e reconstruir sua vida em torno da pessoa de Jesus. Enquanto Cristo estiver vivo dentro de nós, nossas rotas, nossos dias, nossos passos deverão ser conduzidos em Sua direção.

“...tome o menino e sua mãe, e fuja para o Egito...” (Mateus 2:13)

Para isso devemos estar dispostos a mudanças! O ministério dessa família era proteger, resguardar, promover, encaminhar e revelar Jesus ao mundo. Por incrível que parece nunca se falou tanto de Jesus e se conheceu tão pouco d'Ele. Por anos, minhas condutas foram respaldadas por um modo religioso de ser, até eu ser completamente convencida de que parte de meu evangelho não passava de meros legalismos comportamentais. Quando decidi redirecionar a pessoa de Cristo em áreas de minha vida, percebi que as coisas essenciais da vida são mais simples do que eu imaginava. Hoje, por exemplo, a minha consciência do breve retorno de 98


Cristo me faz orar mais pela minha família, familiares, bem como por inúmeros motivos relacionados ao corpo de Cristo, mas houve tempo que estava tão corrida e cheia de tantas outras prioridades que mal orava por mim. Não negocie os banquetes celestiais por nenhum manjar desta terra. Nosso tempo deve ser consumido pelos relevantes motivos d'Aquele que nos elegeu n'Ele.

“Deus sempre estará à procura de uma genuína entrega daqueles que não contabilizam perdas, não medem consequências, que não racionalizam probabilidades” DEUS SÓ PRECISA DO NOSSO SIM

Tudo que vem de Deus ao nosso encontro é precedido por algo que às vezes nem sabemos como explicar, só sentimos Sua força fazer borbulhar algo único em nosso interior. Nesta hora sentimos o agitar das águas paradas em nossos corações e o ascender de uma chama viva e incontrolável. Neste momento nasce a certeza de que estão surgindo coisas novas ao nosso respeito. Creio que Deus nos leva a conhecer a verdadeira intenção de Seu coração sem ultrapassar os limites do nosso livre arbítrio, por isso a decisão de cumpri-la cabe a nós. E aos que predestinou, também chamou; aos que chamou, também justificou; aos que justificou, também glorificou. (Romanos 8:30)

Se reagimos positivamente ao Seu chamado, certamente seremos justificados e glorificados n'Ele. A partir do momento em que Deus nos convida a comungar de Seus planos, nossa vida nunca mais será a mesma! Sempre Ele terá uma 99


singularidade de assuntos a compartilhar conosco. Desde o momento que Maria deixou Jesus ser o primeiro ministério em sua vida todas as demais coisas lhe foram acrescidas! Permita que hoje sejam desatadas as promessas de Deus a seu respeito! Diga sim! Simplesmente sim! Deseje o que Deus deseja, sonhe com o que Deus está sonhando. Seu sim revelará quem é o Senhor de sua vida:

“A partir do momento em que Deus nos convida a comungar de Seus planos, nossa vida nunca mais será a mesma”

“Então disse Maria: Aqui está a serva do Senhor; que se cumpra em mim conforme a Tua Palavra. E o anjo se ausentou dela.” (Lucas 1:38)

O FAVOR DE DEUS ESTÁ ACIMA DE QUALQUER RESISTÊNCIA Maria chega àquele distinto homem e com toda a sua singeleza de espírito declara ao seu noivo que estava grávida! Até aí tudo bem, independente de qualquer circunstância mulheres geralmente engravidam. Mas tentar convencê-lo que o fruto de seu ventre foi gerado pelo Espírito Santo se tornou algo muito fantasioso! Coloque-se na pele de José e reflita no que você pensaria ao ouvir tal declaração. José era justo, mas acreditar em tamanha criatividade seria lhe pedir demais. Tudo que precisamos ter é a certeza de que o que estamos gerando provém do Espírito Santo. Caso seja, o próprio Deus se encarrega de cumprir em nós o que Ele já determinou. Você é convicto da obra que Deus tem lhe preparado? Por que você deve ser o primeiro a ser convencido. A nossa convicção nos move em perseverança, nos torna determinados, nos faz obstinados. José temporariamente desacreditou! Alguns poderão vir contra suas decisões, outros tantos poderão te criticar. Se você tiver a certeza de que o que está gerando provém de Deus, não os ouça. Maria era convicta de o que estava gerando provinha do Espírito 100


Santo. É nesse ponto que todo aquele que se torna convicto da obra que o Espírito está promovendo em Sua vida sabe que dependerá de Sua indescritível ajuda, de Sua incomparável graça, de Seu imensurável favor. Aquele que começou a boa obra é fiel para completa-la. (Filipenses 1:6)

A diferença em trilhar não os nossos, mas os planos de Deus é que caminhamos debaixo de Seu aval. Ele se torna o nosso garantidor! Maria precisou somente compartilhar de suas convicções e Deus tratou de convencer José a seu favor. Ver portas se abrindo aonde não havia possibilidades é esplendoroso!

“Tudo que precisamos ter é a certeza de que o que estamos gerando provém do Espírito Santo. Caso seja, o próprio Deus se encarrega de cumprir em nós o que Ele já determinou” POR MAIS LOUCURA QUE PAREÇA, A OBRA É SANTA! Pelo contrário, Deus escolheu as coisas loucas do mundo para envergonhar os sábios e escolheu as coisas fracas do mundo para envergonhas as fortes. (1Coríntios 1:27) Minha mãe me conta que ainda quando criança ela me via medindo as pessoas de cima em baixo e pensava: tomara que minha filha não seja esnobe! Isso que tenho feito até o dia de hoje, amo, observar coisas e pessoas e tentar identificar o dom de Deus que existe em cada situação e oportunidade. Tudo que precisamos já existe dentro de nós, basta crermos! A melhor atitude sempre será crer no que Deus já determinou ao seu respeito e se posicionar diante daquilo que ainda inexiste aos olhos naturais, mas já vive dentro de você. Jesus já estava vivo dentro de Maria! Enquanto os planos de Deus estiverem vivos em você ninguém poderá destruir sua missão.

101


Não subestime as pessoas e nem o dom de Deus que há dentro delas. MEU CHAMADO, NOSSA MISSÃO! Agora o propósito estava completo, Maria e José estavam grávidos da mesma missão. Nosso chamado pessoal sempre nos levará à nossa missão, e a nossa missão sempre envolverá outras pessoas. Maria tinha o encargo pessoal de gerar Jesus e juntamente com José ela tinha a missão de cuidar de Jesus. Se em sua vida você não compreender que nada tem que girar ao seu redor não saberá interpretar adequadamente o que Deus está requerendo em cada fase de sua vida. Se Maria tivesse criado Jesus para si Ele jamais chegaria a nós. Devemos interpretar nossa missão além dos nossos anseios. Se Maria olhasse para os seus sentimentos ela jamais desejaria ver seu Filho padecendo em uma cruz. Ao contrário disso, Maria olhou para Deus e soube reconhecer que seu chamado foi criar o Filho de Deus para aquele propósito final. Tentar inserir legalismos pessoais em propósitos divinos poderá nos desvirtuar do dom de Deus que há em nós pulsando para manifestar-se.

O ESPÍRITO SANTO DESEJA ENGRAVIDAR-NOS DOS SONHOS DE DEUS Tentar dimensionar a multiforme capacidade do Espírito Santo é algo impossível, creio que mesmo aqueles que se dedicam a conhecê-Lo jamais experimentaram tudo que procede desta Fonte inesgotável. Maria logo que se viu grávida do Espírito Santo deixou de sonhar seus próprios sonhos. Se sonhar com o seu casamento já era bom, sonhar os sonhos Deus se tornou melhor ainda. Devemos sonhar coisas certas em horas certas. Naquele momento Maria tinha que se dedicar à sua gravidez ao invés de seu casamento. Maria jamais disse “não vou gerar Jesus”. Há um tempo determinado para todas as coisas. Atropelá-lo pode nos causar problemas. 102


“Devemos interpretar nossa missão além dos nossos anseios”

Você tem certeza que o que você tem desejado provém de Deus para a sua vida? Devemos ter a certeza de que um casamento, uma faculdade, um emprego, uma empresa, um ministério, amizades têm sido gerados pela vontade de Deus em nossa vida!

AS VIRTUDES DO ESPÍRITO Por muitas vezes vi pessoas desejando receber dons do Espírito Santo sem propósito definidos. Deus derramou a virtude sobre Maria para uma finalidade específica, a fim de envolvê-la e capacitá-la para uma missão. Deus não sai por aí desperdiçando unção! Se Ele tem nos chamado é por que já sabe da capacidade existente em nós, agora se não nos posicionamos à altura de Seu chamado estamos desprezando essa liberação. Quantos de nós sentimos nosso coração palpitar mais forte quando sentimos nossos dons, habilidades e talentos sendo ativados por seu Espírito, mas logo em seguida vêm inúmeras adversidades que tentam roubar suas preciosas virtudes. Maria se sentiu agraciada por Deus lhe escolher para ser mãe de seu Filho e jamais cogitou na possibilidade de ignorar a unção recebida. Existem vários assuntos que me interessam muito, mas alguns simplesmente me fascinam. Maria ficou maravilhada com a possibilidade de ser tomada pelo operar do Espírito Santo. Tudo que nascemos para fazer nos preencherá de tal forma que as circunstâncias ficam pequenas diante de tal grandiosidade. Deus deseja extrair de nós atitudes que a glória d'Ele possa ser manifesta. Quando fazemos a exata medida daquilo que Ele nos pede, passamos de pessoas comuns a incomuns. É neste momento que os nossos maiores prodígios são gerados. “Ao homem pertencem os planos do coração, mas do Senhor vem a resposta da língua”. (Provérbios 16:1)

103


Creia, Deus quer te revelar o que só Ele pode te dar! Entre seus planos pessoais e a unção de Deus, Maria preferiu o que liberava a unção em sua vida! Às vezes o Senhor nos chama para algo em circunstâncias tão extremas e até mesmo inusitadas, e se por um instante decidíssemos contemplar a nossa pequenez poderíamos pensar que não somos capazes. Isso ocorre para que possa-mos aprender que somente Deus tem o poder de nos encorajar e liberar Sua força em nossas limitações para o aperfeiçoamento de nossos dons! Em Salmos 51:11 Davi faz um pedido a Deus: "Não me lances fora da Tua presença e não retires de mim o Espírito Santo." Devemos fazer como o salmista, não nos importarmos com a profundidade das abdicações que Deus exigir de nós, desde que não nos sejam afastadas as virtudes de Seu Espírito que nos completa. “Entre seus planos pessoais e a O nosso chamado sempre unção de Deus, Maria preferiu o que atrairá a unção do Espírito Santo a nós e fará com que a virtude de liberava a unção em sua vida!” Deus nos cubra por inteiro.

GERANDO CRISTO EM NÓS O Espírito Santo deseja gerar a presença de Cristo cada dia mais em nosso espírito. Cristo é o foco, o centro, a direção, todas as áreas de nossas vidas devem convergir a Ele. Quando acionamos nossa consciência para a Pessoa de Cristo percebemos que tantas outras coisas são tão pequenas e até mesmo desnecessárias. Certa oportunidade o Espírito Santo falou ao meu coração: “se julgas Cristo ser a Pérola mais Valiosa de sua vida venda todas as suas pérolas de menor valor e as troque pela mais Preciosa”. Na ocasião achei tudo tão fácil, mas depois me ver enfrentando tudo e todos por uma razão maior, me fez perceber que na prática nossas renúncias não são tão simples assim! Sem fé, foco e determinação corremos o risco de nos perdermos pelo caminho. 104


Somente quando nos desfazemos das pérolas que devem ser vendidas Cristo passará a ser o nosso tudo. O Espírito e a noiva dizem: "Vem!" E todo aquele que ouvir diga: "Vem!" Quem tiver sede, venha; e quem quiser, beba de graça da água da vida. (Apocalipse 22:17) Devemos nos aliar ao Espírito nesta grande conclamação, venha Jesus! Antes que Cristo retorne para nos buscar, devemos buscar manter todas as áreas de nossas vidas completamente rendidas a Ele. Quem não tem o Espírito não aceita as coisas que vêm do Espírito de Deus, pois lhe são loucura; e não é capaz de entendê-las, porque elas são discernidas espiritualmente. Mas quem é espiritual discerne todas as coisas, e ele mesmo por ninguém é discernido; pois quem conheceu a mente do Senhor para que possa instruí-lo? Nós, porém, temos a mente de Cristo. (1Coríntios 2:14-16). (grifos nossos) Uau, o Espírito Santo deseja impulsionar a nossa mente até adquirir este nível de consciência. LIVRES PARA GERAR Maria disse sim! Jesus não foi o Filho de seu relacionamento com José, Jesus foi o filho espiritual de Maria e José. Confesso, nesse ponto o desapego de Maria me desafia. Vamos imaginar algo semelhante. Se Deus enviasse um anjo dizendo: antes de você sonhar seus sonhos, quero que gere um bebê, cuide dele com todo o seu amor e o crie para mim. E se respondêssemos: - Pretendo conceber, mas não tenho o desejo

Cristo é o foco, o centro, a direção, todas as áreas de nossas vidas devem convergir a Ele.

105


de fazê-lo desta forma! E mesmo assim Deus continuaria dizendo: - mas Eu quero que seja assim e o crie para mim. E se neste ponto ainda assim permanecesse o conflito, veríamos que o nosso individualismo ou egocentrismo estariam subtraindo a vontade de Deus. Você sabe responder com clareza o que Deus tem pedido para você gerar? Houve um tempo, após conceber novos projetos, tive que combater um dos meus maiores desafios: me livrar do meu controladorismo e inconstância que sempre queria estar no comando de tudo e não me deixava pagar o preço necessário para consolidar essa nova etapa de minha vida. Haverá períodos em que ao nos dedicarmos a gerar o que o Espírito Santo nos leva a conceber implica em ter que mudar completamente nossa rotina, inserir novas regras e comportamentos será essencial para o bom desenvolvimento da “gestação”. Se não nos conscientizar que devemos abdicar de muitas coisas quem comprometam aquilo que temos proposto a realizar corremos o risco de sofrer um indesejado aborto! NÃO ABORTE SUA MISSÃO Alguns estão concebendo algo novo, outros estão gerando, outros estão prestes a dar à luz, mas infelizmente existem muitos que estão abortando a sua missão. Não deixe que as convicções que o Espírito deseja gerar em você sejam corrompidas, deturpadas, fragilizadas e muito menos abortadas. Saia da linha de conforto, confronte! Posicione-se e deixe o Espírito Santo gerar em você a semente da qual você foi chamado para frutificar. Deus está levantando uma geração Comprometida com a sua missão De gerar filhos espirituais, Homens, mulheres, jovens e crianças São a esperança de um novo tempo Para essa geração O Espírito está movendo sobre a terra 106


Ele vai gerar a vida de Deus em você! (Trechos de uma composição musical feita pelo meu amigo, o compositor, Anderson Mendes, para o ministério Geradoras de vida)

Verdadeiramente nestes últimos dias Deus tem levantando uma geração comprometida com a sua missão! Creio que se esse livro chegou às suas mãos é por que você faz parte deste grande gerar do Espírito nestes últimos dias que antecedem o retorno de Cristo.

“Não deixe as convicções que o Espírito deseja gerar em você sejam corrompidas, deturpadas, fragilizadas e muito menos abortadas. Saia da linha de conforto, confronte!” O ESPÍRITO E A NOIVA DIZEM VEM! Seu breve retorno é algo que tem sido gerado em nossos corações e testificado em nosso espírito! Há uma conclamação do Espírito Santo liberada sobre as nações: volte noiva minha à essência d'Aquele que está retornando para te buscar! É tempo de adentrarmos nesse útero espiritual e nos unirmos a essa voz gerada pelo Espírito Santo que está prestes a se cumprir em nossas vidas! O Espírito e a noiva dizem: "Vem!" E todo aquele que ouvir diga: "Vem!" Aquele que dá testemunho destas coisas diz: "Sim, venho em breve!" Amém. Vem, Senhor Jesus! (Apocalipse 22:17 a, 22:20)

107


REFLETINDO SOBRE O ASSUNTO Você conhece o propósito de sua existência? Até que ponto seus sonhos tem sido atravessados por esses propósitos? Deus têm o seu sim? Ou ainda há caminhos que você não consegue submeter ao seu senhorio? Se sim, ore para Deus quebrar suas resistências e daqueles que lhe perseguem. Você consegue distinguir seu encargo pessoal de sua missão? Seu útero espiritual esta gerando os sonhos de Deus? O que você tem feito com as virtudes do Espírito que Deus tem derramado sobre sua vida? Será que existe alguma missão que você tem negligenciado? A conclamação de voltar a essência do amor de Cristo tem ardido em seu coração?

108


CONCLUSÃO Querida leitora espero que esse livro tenha contribuído de forma positiva em sua vida espiritual. Gostaria que encerrasse essa leitura você mesmo fazendo uma conclusão a respeito, por isso te faço a seguinte pergunta: Muitos úteros e vários destinos. Qual será o seu? CONSIDERAÇÃO FINAL Ative o dom de Deus que há em ti!

109


Profile for Cristiane Oliveira

Karla Watanabe Livro Ative O Dom de Deus que há em Ti  

Karla Watanabe Livro Ative O Dom de Deus que há em Ti  

Advertisement