Page 1

“A aurora boreal cada vez mais intensa” http://verde.br.msn.com/galeria-de-fotos-bbc.aspx?cp-documentid=26744544, 14/12/2010 Breno Machado Gomes Raquel Simoso

Resumo Crítico “Aurora Boreal” A Aurora Boreal é um fenômeno que ocorre nas regiões polares do planeta de setembro a outubro, e de março a abril. A aurora em forma de cortina luminosa que cobre os céus pode ser vista a olho nu, podendo ser formada por várias cores e se movimenta aleatoriamente. Os raios luminosos são alinhados na direção do campo magnético terrestre.

O espetáculo acontece quando partículas (elétrons e prótons) de poeira espacial e de vento solar são canalizadas pelo campo magnético terrestre e se chocam com os átomos de oxigênio e hidrogênio na atmosfera. A colisão provoca a ionização dos átomos, ou seja, a energia das partículas extraterrestres é transferida para os átomos, provocando uma desestabilização dos mesmos. Acontece, portanto, a transferência de energia entre os átomos, como um efeito dominó, o que ocasiona a desestabilização em massa. Durante


o processo de estabilização, os átomos liberam energia em forma de luz, e gerando, portanto, o fenômeno conhecido como aurora boreal. Os ventos solares são emissões contínuas de partículas carregadas provenientes do Sol em um fluxo rarefeito de plasma quente. Portanto, quanto maior for a incidência de ventos solares, maior a quantidade e mais intenso será o fenômeno da aurora boreal. O ápice de emissões desses ventos, conhecido como máximo solar, acontecerá em 2012, sendo que o último foi em 1958. As luzes poderão ser vistas até a latitude de Roma, e devido a sua grande intensidade, problemas em comunicação por satélite ou rádio acontecerão devido ao forte campo magnético do fenômeno, até o fim do processo de ionização da atmosfera.

Referência Bibliográfica: http://www.brasilescola.com/geografia/aurora-boreal.htm, http://www.praticandofisica.com.br/astronomia/a-aurora-polar.htm, http://www.suapesquisa.com/geografia/aurora_boreal.htm, http://verde.br.msn.com/galeria-de-fotos-bbc.aspx?cp-documentid=26744544, acessados em 17 de junho de 2011

“A aurora boreal cada vez mais intensa”  

resumo critico

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you