Page 1

Ar-condicionado solar não consome eletricidade http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=arquiteturabioclimatica-ar Enrico Neves e Pedro Ganemian, 2°C

Resumo Crítico “Ar condicionado ecológico” Um estudo realizado na Universidade Federal de São Carlos (UFSCar), sobre chaminés solares, nos faz perceber, que podemos utilizar produtos sustentáveis para melhorar nossa qualidade de vida, sem prejudicar o ambiente que vivemos. A chaminé solar desenvolvida pelo professor Maurício Roriz e seus orientandos Fernando Sá Cavalcante e Letícia de Oliveira Neves, adota o mesmo princípio de um aquecedor solar de água e pode ser instalada para estimular a ventilação natural em residências ou escritórios. "A chaminé funciona como um coletor solar: os raios solares atravessam um vidro e aquecem uma placa metálica preta, situada abaixo dele. Aquecida, a placa emite calor, mas em frequência diferente da que vem do sol e para a qual o vidro é opaco. Assim, o calor entra, mas não consegue sair", explica Roriz. A partir daí, podemos entender o funcionamento do sistema, que se baseia no chamado “efeito chaminé”, pois o ar quente, no interior da estrutura, se torna mais leve, tendendo a subir, aspirando o ar dos ambientes, e substituindo-o pelo ar exterior, mais puro e geralmente mais confortável. O sistema já foi desenvolvido, mas ainda não é comercializado. Ainda apresenta muitas deficiências estéticas, e funcionais, já que é muito grande e robusto, tirando então toda sua praticidade.


A descoberta é de fundamental importância para a sociedade, pois o conflito entre conforto e sustentabilidade é muito grande, e inovações sustentáveis como essa, unem os dois conceitos, mostrando que a população pode ter qualidade de vida, sem precisar pagar caro, e poluir o ambiente. Porém é um sistema que será útil a um longo prazo, já que ainda não está disponível para venda, e deve ser instalado em todas as construções, como prédios e casas. O projeto apresenta além de tudo, uma ótima relação custo-benefício, mesmo que ainda não divulgados os valores de produção para uma escala industrial, pois com o tempo, recupera-se o investimento inicial, já que o consumidor terá uma diminuição na sua conta de luz mensal, pois o aparelho, não utiliza energia elétrica. Ainda não houve nenhum tipo de investimento, para a produção do aparelho em escala industrial, pois ainda não há interesse de empresários brasileiros. A partir do momento em que houver um investimento na arquitetura bioclimática, poderemos desfrutar de soluções simples e eficientes no nosso dia a dia. A notícia por sua vez, é de fácil interpretação, pois trás imagens, e apresenta uma linguagem popular, além de ser muito completa e passar credibilidade ao leitor, pois trás muitas falas de pesquisadores. Porém, não divulga valores, datas e possíveis comercializações do produto para a população.

Referência Bibliográfica:


PILEGGI, Monica. Ar-condicionado solar não consome eletricidade, Agência Fapesp - 28/04/2011Disponível em: http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php? artigo=arquitetura-bioclimatica-ar-condicionadosolar&id=010170110428 Acesso em: 20/05/2011.

Colégio Nossa Senhora Aparecida


Grupo:

Turma: 2º C

Enrico Neves, Pedro Ganemian

RESUMO CRÍTICO “Ar condicionado solar não consome eletricidade”

São Paulo Maio, 2011

Ar-condicionado solar não consome eletricidade  

resumo c´ritico

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you