Page 1

nº 333 • junho 2014

Odebrecht Properties: estádios preparados para o mundial de futebol de 2014! Odebrecht 70 anos: da construção à operação de empreendimentos de Entretenimento

Odebrecht Infraestrutura América Latina celebra primeira safra da usina açucareira 5 de Septiembre, em Cuba

Concluídas as obras do Trecho II da Linha 1 do Metrô de Lima, no Peru


sumário nº 333 • junho 2014

4

A PRIMEIRA SAFRA DA USINA 5 DE SEPTIEMBRE, EM CUBA

expediente ODEBRECHT NOTÍCIAS é um informativo eletrônico quinzenal, enviado às quartas-feiras, de circulação interna, produzido e editado pela equipe de Comunicação da Odebrecht S.A. PRODUÇÃO E EDIÇÃO DE CONTEÚDO: Bárbara Rezendes FOTOS: Arquivo Odebrecht ARTE: Criativos JORNALISTA RESPONSÁVEL: Bárbara Rezendes EDITOR DE FOTOGRAFIA: Júlio Cezar Frutuoso SUGESTÕES: brezendes@odebrecht.com DISTRIBUA O ODEBRECHT NOTÍCIAS EM SUA EMPRESA!

26

TRECHO II DA LINHA 1 DO METRÔ DE LIMA, NO PERU, É FINALIZADO


12

CONHEÇA AS FASES DE PRODUÇÃO DE UMA UNIDADE AGROINDUSTRIAL

14

CONCLUÍDA A CASA DE FORÇA 3 DA USINA HIDRELÉTRICA SANTO ANTÔNIO

MARACANÃ, ITAIPAVA ARENA PERNAMBUCO E ITAIPAVA ARENA FONTE NOVA SÃO ENTREGUES À FIFA, PARA A COPA DO MUNDO DE 2014

42

ODEBRECHT 70 ANOS: ENTRETENIMENTO

30

16 RÁPIDAS 56 PRESENÇA NO FACEBOOK:

ODEBRECHT S.A. E ODEBRECHT REALIZAÇÕES IMOBILIÁRIAS ALCANÇAM 100 MIL FÃS EM SEUS PERFIS

60 PESSOAS 64 CONCESSIONÁRIAS BAHIA

NORTE E ROTA DAS BANDEIRAS BENEFICIAM COMUNIDADES COM O PROGRAMA CAIA NA REDE

66 PRÊMIOS E RECONHECIMENTOS 70 BIBLIOTECA PASTOR ARNOLD É INAUGURADA NO BAIXO SUL DA BAHIA

72

AÇÕES SOCIAIS

PRÓXIMA EDIÇÃO:

18

JUNHO


agroneg贸cio

4


A Usina 5 de Septiembre tem características parecidas com as usinas do Brasil da década de 80, o que facilita a implantação de tecnologia brasileira na unidade açucareira cubana

3 5


E

m 5 de maio, a Odebrecht Infraestrutura - América Latina celebrou a conclusão da primeira safra da Usina 5 de Septiembre, localizada no município de Rodas, em Cuba. A unidade açucareira é administrada em parceria com a Empresa Azucarera Cienfuegos. O contrato de gestão da usina foi assinado em 14 de novembro de 2012 e previa a elaboração de um plano de negócios para recuperar a capacidade de produção da usina de cana-de-açúcar. “Optamos por propor não somente a recuperação da usina, mas uma ampliação de sua capacidade e a cogeração de energia elétrica”, conta Wolney Ernesto Longhini, diretor de Contrato. O planejamento foi colocado em prática a partir de 17 de janeiro de 2014, após a aprovação do cliente e seus investidores. A história de Cuba pode ser contada por meio da evolução da indústria açucareira no país. O açúcar é o principal produto da economia nacional. “Os investimentos em renovação tecnológica e ampliação produtiva significam estabelecer um novo paradigma de eficiência e desenvolvimento econômico, justamente no momento em que o governo cubano impulsiona o crescimento da economia, investindo na eficiência e no aumento da produção”, destaca Wolney. O contrato com a Odebrecht para a Usina 5 de Septiembre representa a primeira participação privada estrangeira na gestão de uma usina, desde a revolução socialista cubana, demonstrando a confiança dedicada à Organização.

6

A maior parte da equipe da Usina 5 de Septiembre é formada por moradores locais, do município de Rodas. O grupo conta ainda com expatriados brasileiros e integrantes cubanos do grupo Azcuba

INVESTINDO NO FUTURO Desde a década de 80, a colheita de canade-açúcar em Cuba é toda mecanizada. O equipamento disponível foi desenvolvido localmente, mas usa uma tecnologia ultrapassada para os dias de hoje, que danifica a cana-deaçúcar e reduz a produtividade. Nos últimos anos, o país tem introduzido tecnologia brasileira e para atender o plano de negócios elaborado para a Usina 5 de Septiembre, a Odebrecht conquistou uma linha de crédito com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) para a importação de equipamentos industriais e agrícolas do Brasil, o que permitirá renovar a frota de equipamentos da usina e modernizar a linha industrial. “Nesta primeira safra sob


administração da Odebrecht, o foco foi na eficácia, buscando obter melhores resultados com os recursos disponíveis, pela disciplina e qualidade na execução das tarefas. Com o investimento nos novos equipamentos, ganharemos também eficiência nos processos agrícola e industrial”, explica. Os planos para a usina são grandes e a equipe já visiona as próximas safras. “O salto de produção ocorrerá em três anos, quando as áreas de cana-de-açúcar que estão sendo plantadas estiverem em produção e os novos equipamentos industriais entrarem em operação”, afirma Wolney. A Odebrecht espera duplicar a produção da usina para que ela cresça até 140 mil toneladas de açúcar por safra.

SAIBA MAIS A conclusão da safra significa o término da colheita e da produção de açúcar da usina. As etapas seguintes são manutenção industrial e renovação e tratos culturais do canavial.

O contrato prevê que o resultado da gestão da Usina 5 de Septiembre seja dividido em partes iguais entre Odebrecht e cliente, a Empresa Azucarera Cienfuegos.

7


A Usina 5 de Septiembre é uma de seis unidades idênticas construídas no país. A metodologia adotada para sua modernização poderá ser aplicada também nas demais usinas

8


9


10

FEITA POR PESSOAS DE CONHECIMENTO

RELACIONAMENTO COM A COMUNIDADE

A equipe dirigente da Usina 5 de Septiembre tem se dedicado também a capacitação dos integrantes. A troca de informações e experiências as pessoas em campo foi constante e essencial para esta primeira safra. Para ampliar esse aprendizado, será implantado o Programa Acreditar (Creer), que oferecerá conhecimento tecnológico sobre os novos equipamentos, com base no trabalho desenvolvido pela

Os moradores vivem de forma intensa as mudanças que começam a surgir na comunidade do entorno da usina. A unidade tem gerado interesse e chamado a atenção do país para a região. No âmbito social, além de oferecer cerca de 1.300 oportunidades de trabalho, a Odebrecht projeta implantar o programa Energia Social para Sustentabilidade Local – criado pela Odebrecht Agroindustrial

Odebrecht Agroindustrial em suas unidades no Brasil. Os integrantes começarão ainda a receber treinamento para aplicarem o Programa Integrado de Sustentabilidade, que inclui inciativas de Saúde, Segurança do Trabalho e Meio Ambiente (SSTMA), e para procedimentos que assegurem a qualidade dos produtos que serão comercializados. “Estamos solicitando o uso das instalações de um instituto técnico desativado, vizinho à usina, para começar as aulas”, conta Wolney.

para promover o desenvolvimento sustentável das comunidades de influência direta dos locais onde atua. “Existe uma grande expectativa para o futuro. Em parceria com a Universidade de Cienfuegos, serão levantadas as necessidades da comunidade, que será beneficiada com cuidados para as pessoas e para o meio ambiente”, declara Heber Ramirez Sánchez, morador de Turquino e integrante da área de Sustentabilidade da Usina 5 de Septiembre.


A capacitação de integrantes é uma das premissas adotadas pela liderança para a safra 2014/2015

11


Nossos Neg贸cios

12


13


Infraestrutura

Com a finalização UHE Santo Antôni recorde: montar 1 em 12 meses

14


o do GG3, a equipe da io alcançou um novo 17 Unidades Geradoras

Mais força para gerar energia

E

m maio, a Odebrecht Infraestrutura - Brasil, responsável pela construção da Usina Hidrelétrica (UHE) Santo Antônio, em Rondônia, concluiu a montagem eletromecânica da Unidade Geradora 32 da Casa de Força 3. Esta é a última máquina do Grupo Gerador 3 (GG3), que estava em processo de instalação. A última peça colocada na máquina foi a Hatch Cover, uma espécie de tampa do gerador. A partir desta entrega, a equipe de Comissionamento realizará os testes operacionais necessários para a plena geração de energia nesta Casa de Força. Luiz Ailton da Silva Santos, mecânico no projeto, relata em nome da equipe a satisfação pelo trabalho realizado: “Estamos muito felizes em concluir a montagem de mais uma Casa de Força. Nos sentimos orgulhosos em fazer parte desse empreendimento”. Para Vanderlan Silva, supervisor de turbina, a conclusão da Casa de Força 3 indica que grande parte dos desafios já foi vencida. “Chegamos ao total de 32 máquinas, montadas em prazos recordes. Continuamos motivados, agora para atuar no GG4 e no GG5, coroando o bom trabalho feito por este grupo”.

DESAFIO SENDO CUMPRIDO As Unidades Geradoras utilizadas na UHE Santo Antônio são do tipo Bulbo, modelo que favorece os aspectos ambientais da região, minimizando ao máximo os impactos ao meio ambiente para a geração de energia em uma usina hidrelétrica. Cada uma dessas máquinas possui oito metros de diâmetro e 1.300 toneladas, peso superior ao de mil carros populares. A Casa de Força 3 é composta por 12 Unidades Geradoras, com potência total instalada de 864 megawatts. A montagem eletromecânica dessa estrutura teve início em agosto de 2012. Hoje, 21 meses depois, o terceiro grupo de geração da usina já opera com seis Unidades Geradoras, disponibilizando 441,3 megawatts de energia. “É uma satisfação muito grande trabalhar no projeto. A cada dia de trabalho nos aperfeiçoamos mais, compartilhamos experiências e formamos pessoas”, afirma Carlos Kléber Martins, encarregado geral. Quando concluída, a UHE Santo Antônio vai dispor de 50 Unidades Geradoras, capazes de gerar 3.568 megawatts de energia. 

15


rápidas

Um novo Porto de Miami Em maio, a Odebrecht concluiu a revitalização do Porto de Miami, nos Estados Unidos. O projeto PortMiami Wharves Strengthening compreendeu a construção de um novo quebra-mar, de 1.585 metros, reforçou o cais de carga e fortaleceu as estruturas existentes. Também incluiu melhorias para facilitar a dragagem e modernizou vigas do trilho dos guindastes e instalações elétricas e hidráulicas do porto, além de restaurações no

A questão ambiental também foi tratada de forma cuidadosa pelo projeto. Antes do início das obras, a Odebrecht transferiu 185 espécies de coral ameaçadas de extinção e observou os hábitos dos peixes-boi-marinho que habitam a região para não impactá-los. O Porto de Miami é o porto da América do Norte mais próximo ao Canal do Panamá e aumentará consideravelmente seu volume

cais. O contrato foi a primeira construção portuária da Odebrecht no país. Foi concluído dez dias antes do prazo estabelecido com o cliente, abaixo do orçamento original e sem incidentes de segurança. Exigiu uma coordenação eficiente com os agentes do porto para que não houvesse impacto na operação de navios de carga e cruzeiros, que atracam 24 horas por dia, sete dias da semana.

de carga quando o último estiver pronto para receber os navios da classe Post Panamax (de tamanho limite para as eclusas do Canal do Panamá). A revitalização, combinada ao serviço de dragagem que será realizado, transformará o Porto de Miami na única estrutura na costa Leste do país com capacidade para receber navios desse tipo, aumentando a economia local e mudando a logística de transporte de bens da Flórida.

O projeto PortMiami Wharves Strengthening foi concluído em 950 dias ininterruptos

16


Em nome do Instituto Lula, foram doadas aos produtores do Kukula Ku Moxi 130 enxadas, 130 ancinhos (rastelos), 130 catanas (facões) e 10 motobombas (utilizadas para a irrigação)

Visita brasileira a Angola Em 6 de maio, a Biocom e a Sodepac – ambas com participação da Odebrecht Infraestrutura - África, Emirados Árabes e Portugal em Angola – receberam a visita do ex-presidente do Brasil, Luiz Inácio Lula da Silva, representando o Instituto Lula, e do presidente do Conselho de Administração da Odebrecht S.A., Emílio Odebrecht. Com foco nas atividades agrícolas em Angola, a agenda incluiu uma visita à Biocom – empresa agroindustrial angolana formada por Odebrecht (40%), Cochan (40%) e Sonangol (20%) –, ao Centro de Formação Profissional (CEFOPROF) de Cacuso e ao Kukula Ku Moxi, programa de agricultura familiar do Polo Agroindustrial de Capanda (PAC) criado em 2010 para atender comunidades rurais da região do Pungo Andongo. Carlos Mathias, diretor da Biocom, recebeu o grupo e fez uma breve apresentação sobre o projeto. Os visitantes conheceram a planta industrial e o Centro de Operações Integradas, onde

puderam constatar a fase de comissionamento dos equipamentos. No CEFOPROF, visitaram os laboratórios onde são realizadas aulas práticas de solda, caldeiraria e tornearia – uma parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (SENAI) para a formação profissional dos jovens que atuarão na manutenção e operação da planta industrial da Biocom. Durante a visita ao Kukula Ku Moxi, na comunidade Kitexe, em Pungo Andongo, Luiz Inácio Lula da Silva e Emílio Odebrecht foram recebidos por Carlos Fernandes, presidente do Conselho de Administração da SODEPAC, que lhes apresentou o desenvolvimento da região e o trabalho do agricultor familiar através do programa. Luiz Inácio Lula da Silva parabenizou a equipe pela iniciativa e falou sobre a importância da agricultura familiar também para a economia: “Espero que Angola desenvolva uma agricultura familiar forte e reduza a necessidade de importação de alimentos”.

17


rápidas

Estádio do Maracanã, à esquerda, e Arena Corinthians, à direita: construídos pelas equipes da Odebrecht

Construindo estádios O canal de televisão Discovery Channel produziu a série Construindo Estádios, sobre três arenas que serão sede da Copa do Mundo de 2014: Arena Corinthians, em São Paulo, e Maracanã, no Rio de Janeiro, construídos pela Odebrecht Infraestrutura - Brasil, e Arena Amazônia, em Manaus. A produção mostra imagens e depoimentos sobre a construção, revelando os desafios das obras. “Temos orgulho de apresentar uma visão detalhada sobre os audaciosos projetos assumidos pelo Brasil, entre eles a transformação de um estádio da década de 1950, o icônico Maracanã”, declara Michela Giorelli, vice-presidente de Produção e Desenvolvimento para a

18

Discovery Networks Latin America/US Hispanic. No dia 18 de maio, o canal exibiu o episódio sobre o Maracanã. A produção revela detalhes da reforma do estádio que será sede da final do mundial de 2014, destacando a tecnologia moderna utilizada para revitalizar uma arquitetura lendária, de seis décadas. O programa dedicado à Arena Corinthians foi apresentado no dia 1º de junho. O episódio mostra como foi erguida a sede da abertura da Copa do Mundo de 2014, que é também um legado para os cerca de 30 milhões de torcedores do Sport Club Corinthians Paulista.


Visita ao projeto Baixo Iguaçu Em maio, a Usina Hidrelétrica (UHE) Baixo Iguaçu – em construção pela Odebrecht Infraestrutura - Brasil entre os municípios de Capitão Leônidas Marques e Capanema, no Paraná – recebeu a visita do governador do Paraná, Carlos Alberto Rich. O governador e sua comitiva foram

Neoenergia, cliente da obra. Na ocasião, o governador ressaltou a importância do empreendimento para a região e para a população local, destacando o aumento da oferta de trabalho e das oportunidades de capacitação profissional. Ao percorrer as instalações, Carlos

recepcionados por Augusto Roque, diretor-Superintendente de Energia da Odebrecht Infraestrutura, Luis Fernando Rahuan, diretor de Contrato, e Solange Ribeiro, presidente da empresa

Alberto Rich conheceu a cozinha industrial do projeto e a futura casa de força da usina. Quando concluída, a UHE Baixo Iguaçu terá potência instalada de 350 megawatts.

Rodrigo Larralde, gerente Administrativo-financeiro, Luis Fernando Rahuan, Carlos Alberto Rich e Augusto Roque

19


rápidas

Estruturas posicionadas

20

Em 11 de maio, o Consórcio Construtor Transrio, com participação da Odebrecht Infraestrutura - Brasil, finalizou a colocação das vigas de sustentação do segundo vão do Viaduto da Avenida Brasil, da Via Expressa Transolímpica, no Rio de Janeiro. Com a finalização dessa etapa, o viaduto torna-se a segunda

ú l ti ma s se te viga s da e stru tu ra, d e 30 m e tros ca da u ma. Pa ra a re a l iza çã o d o tra ba l h o, u ma da s p i sta s da Ave n i da Bra s i l ( i m p o rta nte via d e a ce sso a o ce ntro da c i da d e ) fo i i nte rd i ta da p o r 12 h o ra s a o tráfego d e ve í c u l os, d o km 28 , 3 a o km 29 , 5 , n o ba i rro d e De o d o ro.

Obra de Arte Especial (OAE) do projeto. A o p e ra çã o e nvo lve u ce rca d e 30 i ntegra nte s, pa ra a i m p la nta çã o da s

O Viaduto da Avenida Brasil conta com três vãos e tem extensão total de aproximadamente 100 metros.


O estator é uma das maiores peças da UHE Teles Pires, com 380 toneladas, 18,7 metros de diâmetro e 3,8 metros de altura

Avanços na montagem da primeira Unidade Geradora Em 19 de maio, a Odebrecht Infraestrutura - Brasil realizou a descida do estator da primeira unidade geradora da Usina Hidrelétrica (UHE) Teles Pires, localizada na divisa dos Estados do Pará e Mato Grosso. O estator é a primeira peça importante do gerador a ser instalada, com a função de gerar a energia elétrica que será produzida pela usina. A operação foi concluída em aproximadamente quatro horas. A

peça foi içada por meio de duas pontes rolantes sincronizadas e percorreu uma distância de 60 metros, da área de montagem ao poço do gerador. Quando concluída, em agosto de 2015, a UHE Teles Pires terá capacidade para gerar de 364 megawatts em cada uma de suas cinco unidades geradoras do tipo Francis, totalizando 1820 megawatts de energia, suficientes para abastecer mais de 6 milhões de pessoas.

21


rápidas

Metrô de Caracas registra novos recordes Em abril, a Odebrecht Infraestrutura - América Latina iniciou a construção do fosso de ventilação e saída de emergência (VSE N1) do setor Oeste da estação Bello Monte da Linha 5 do Metrô de Caracas, na Venezuela. O primeiro metro do fosso foi escavado em um tempo recorde, de 48 horas. A escavação completa deve estar concluída em agosto de 2014. A proximidade com o Rio Guaire (30 metros) fez com que a equipe dedicasse ainda mais atenção aos itens de segurança, como monitoramento da instrumentação, controles de verticalidade e planos de contingência. Após a escavação de nove metros, foi encontrado um material rochoso composto de grafite, o que culminou no replanejamento da operação e na troca dos equipamentos de trabalho. Quando concluído, o fosso terá 24 metros de profundidade e 15 metros de diâmetro. A equipe conta com 72 integrantes, divididos em dois turnos de trabalho. Estima-se que o volume de material retirado será de 5,6 mil m³ e que será utilizado 457 m³ de concreto para o revestimento das estruturas.

Foto Ilustração. Projeto da estrutura da estação Bello Monte, da Linha 5 do Metrô de Caracas

22


Integrada aos sistemas corporativos Em maio, a Mectron – empresa da Odebrecht Defesa e Tecnologia – concluiu o projeto de implantação dos sistemas corporativos utilizados pela Organização. A iniciativa

equipes de Tecnologia da Informação (TI) da Odebrecht Engenharia Industrial e de Engenharia e Construção, Centro de Serviços Compartilhados (CSC) e

possibilita mais sinergia nos processos administrativofinanceiros com a Odebrecht, agilidade e unidade na consolidação de informações gerenciais e otimização de custos operacionais. Foram implantados o sistema ERP Oracle e as ferramentas SD2000, para administração dos índices de Saúde, Segurança do Trabalho e Meio Ambiente (SSTMA); XRT, para a área de Tesouraria; Softway, para processos de comércio exterior; MS Project Server, de gestão de portfólio de projetos; e o novo SisEPC Manufatura, desenvolvido para atender as empresas com processos de fabricação de produtos. O projeto foi realizado no prazo de seis meses, pelas

integrantes da Mectron. A Mectron foi adquirida pela Odebrecht Defesa e Tecnologia em 2011. Desde então, tem realizado iniciativas de integração com a Organização. “Foi desafiador implantar os sistemas em paralelo às alterações na estrutura organizacional da empresa e à migração dos processos administrativos para o CSC. As ferramentas precisaram ainda ser adaptadas aos procedimentos de uma empresa de defesa e tecnologia, com características de pesquisa, desenvolvimento e industrialização, bem diferentes dos negócios de engenharia”, declara Evandro Rangel, responsável pela TI da Odebrecht Defesa e Tecnologia.

23


rápidas

Nossa Cultura, Nossa Marca

Como nossas marcas convivem com Convivência com o selo vertical O selo pode conviver com o nome dos Negócios por escrito: Odebrecht Agroindustrial

Odebrecht Óleo e Gás

Odebrecht Ambiental

Odebrecht Transport

Odebrecht Infraestrutura

Enseada Indústrial Naval

Odebrecht Latinvest

Braskem

Odebrecht Properties

Ou com as marcas dos Negócios, respeitando a proporção:

2x

x

x

Infraestrutura

x

Infraestrutura

Exemplo:

Agroindustrial

Ambiental Ambiental

Defesa e Tecnologia Tecnologia

Engenharia Industrial Industrial

Infraestructura Infraestrutura

24

Encontre outras orientaçõe


m o selo dos 70 anos da Odebrecht Convivência com o selo horizontal Na aplicação do selo horizontal, a proporção também deve ser respeitada:

x

Infraestrutura Infraestructura

Importante: A aplicação do selo horizontal deverá ser sempre em posição de destaque, acima das marcas.

Agroindustrial

Ambiental

Oil & Gas

Defesa e Tecnologia

Engenharia Industrial

Previdência

Infraestrutura

Latinvest

Corretora de Seguros

es no Território da Marca:

www.odebrecht.com/territorio

25


AmĂŠrica Latina

26


O Trecho II da Linha 1 do Metr么 de Lima tem 12,4 km de viadutos

Confira como 茅 o Trecho II da Linha 1 do Metr么 de Lima.

27


E

m 12 de maio, o Consórcio Metro de Lima, formado por Odebrecht Infraestrutura - América Latina e Graña y Montero, concluiu as obras civis e eletromecânicas do Trecho II da Linha 1 do Metrô de Lima, no Peru. O marco foi acompanhado de uma comemoração especial: os trabalhos foram concluídos cinco meses antes do prazo pactuado com o cliente. Para marcar o início do processo de entrega, foi realizada uma cerimônia que contou com a presença do presidente da República, Ollanta Humala Tasso; do Ministro do Transporte e Comunicação, Carlos Paredes Rodríguez; do Primeiro Ministro, René Cornejo; da prefeita de Lima, Susana Villarán; do prefeito de El Agustino, Víctor Salcedo; e do prefeito de San Juan de Lurigancho, Carlos Burgos; além de Ricardo Boleira, diretor-Superintendente da Odebrecht Infraestrutura no Peru. Durante o evento, os convidados embarcaram no trem e viajaram da alameda cultural da estação El Ángel até a estação Bayóvar, a última do Trecho II. Ao final, o grupo foi recebido por crianças e jovens participantes dos projetos

28

sociais realizados pelo consórcio durante as obras. Em seu discurso, Ollanta Humala Tasso destacou que a antecipação da entrega foi acompanhada de um alto nível de segurança e qualidade. O presidente também ressaltou a importância de contar com um sistema de transporte massivo como o metrô, que contribui para a redução do trafego de veículos e consequentemente a melhoria da qualidade de vida e o benefício ao meio ambiente.


A cerimônia de entrega do projeto foi realizada na estação Bayóvar, onde também foi colocada a placa de inauguração deste segundo trecho do Metrô de Lima

Projeto Linha 1 do Metrô de Lima – Trecho II 5.018 trabalhadores no pico das obras 10 estações Capacidade de 2.150 pessoas por estação

Ponto de partida: Villa El Salvador Ponto de chegada: San Juan de Lurigancho Tempo de viagem: 50 minutos

Veja como foram realizadas as construções das pontes que integram as vias do Trecho II da Linha 1 do Metrô de Lima.

29


capa

O “período exclusivo Fifa” começou no dia 21 de maio e se estenderá até 18 de julho. Nele, a Odebrecht Properties deixa de atuar na operação das arenas

30


F

altam poucos dias para o início da Copa do Mundo de 2014 e os preparativos para a realização deste grande evento esportivo entram na fase final. Em maio, a Fifa (Federação Internacional de Futebol) assumiu a administração dos estádios do Brasil que serão sede do mundial. Entre eles estão o Maracanã, no Rio de Janeiro, a Itaipava Arena Fonte Nova, na Bahia, e a Itaipava Arena Pernambuco, construídos pela Odebrecht Infraestrutura - Brasil e

administrados pela Odebrecht Properties. Até a entrega à Fifa, neste primeiro ano de administração, as arenas conquistaram a aprovação dos torcedores e a confiança das famílias, que voltaram a frequentar os estádios com segurança, tanto para jogos de futebol como para eventos de entretenimento ou empresariais. Confira a seguir, um balanço das iniciativas realizadas até agora pelas arenas e saiba mais sobre o período de exclusividade da Fifa.

31


PAIXÃO CARIOCA No dia 21 de maio, o Maracanã completou 205 dias de operação após sua reforma. O estádio, que será sede da final da Copa do Mundo de 2014, ficará sob a administração da Fifa do dia 22 de maio até o dia 18 de julho. A federação assume o comando do campo e de itens como segurança, alimentação, bilheterias, ingressos, serviços de telecomunicações, credenciamentos e instalações complementares. O Maracanã já pode comemorar as vitórias conquistadas até aqui. A maior proximidade do campo, visibilidade, facilidade de acesso, tecnologia, segurança, além das dependências confortáveis e sustentáveis foram percebidas pelos torcedores durante os jogos. “Foi um período de ajustes e de importantes conquistas. Estamos orgulhosos do trabalho realizado, tendo sempre o público como grande protagonista deste espetáculo”, afirma João Borba, presidente do Maracanã. O Tour Maracanã aproximou ainda mais as pessoas do estádio, desde sua inauguração, em outubro de 2013. Os visitantes têm a oportunidade de conhecer os bastidores do esporte e saber um pouco mais sobre as histórias, curiosidades e craques que passaram pelo gramado que já foi palco de grandes clássicos. Três dias antes do período exclusivo da Fifa, o tour teve uma programação especial: os visitantes encontraram no vestiário as camisas dos jogadores brasileiros convocados e deixaram cerca de 200 mensagens de apoio à Seleção Brasileira.

32

O Tour Maracanã estará suspenso no período de 20 de maio a 20 de julho. Com a remodelação, o Maracanã apostou ainda no conceito de estádio multiuso e vem se firmando cada vez mais como um novo espaço para eventos coorporativos e particulares. “Temos o compromisso de oferecer uma gestão de qualidade, que leve conforto e segurança aos torcedores e transforme o Maracanã em um centro de referência mundial de esporte e entretenimento”, destaca João Borba.


As mensagens de apoio à Seleção Brasileira gravadas no Tour Maracanã foram exibidas no telão do estádio e também entregues à Confederação Brasileira de Futebol (CBF) para que os jogadores assistam

33


ORGULHO PERNAMBUCANO A Itaipava Arena Pernambuco foi entregue à Fifa no dia 22 de maio e será devolvida à Odebrecht Properties em 4 de julho. Durante a Copa do Mundo de 2014, a Fifa será responsável por toda a estrutura, incluindo a venda de ingressos, segurança interna, alimentação, serviços de telecomunicações, credenciamentos e estruturas temporárias. O período de exclusividade para o mundial teve início exatamente um ano após o início da operação da arena. Desde o apito inicial do jogo entre Clube Náutico Capibaribe e Sporting Clube de Portugal, na noite de 22 de maio de 2013, a nova casa do futebol pernambucano recebeu inclusive a final do Campeonato Pernambucano, disputada entre os clubes Náutico e Sport Clube do Recife. “A arena sediou a Copa das Confederações como o primeiro grande teste para a Copa do Mundo. Desde então, já operamos mais de 30 jogos. Agora, a Fifa assume uma estrutura já testada e pronta para um belo espetáculo”, afirma Alexandre Gonzaga, presidente da Arena Pernambuco.

O Tour da Itaipava Arena Pernambuco estará suspenso de 22 de maio a 15 de julho. Nesse período é possível conhecer a arena virtualmente. Acesse o tour 360°: www.itaipavaarenapernambuco.com.br/arena

Neste primeiro ano, a Itaipava Arena Pernambuco já enfrentou grandes desafios. Na falta de luz que atingiu a região Nordeste do país durante o clássico do campeonato sul-americano entre Náutico e Sport, em 28 de agosto de 2013, a partida foi realizada normalmente com o apoio de geradores. A partida final do Campeonato Pernambucano, quando foi registrado o maior público de todo o campeonato (30.061 pessoas), a decisão local da sul-americana e a primeira partida com portões abertos do Santa Cruz Futebol Clube foram realizadas sem qualquer ocorrência crítica, comprovando a assertividade da equipe na área de segurança e conquistando a confiança do público. Motivadas pela garantia de boa estrutura e segurança, as famílias têm se consolidado como um fiel público da arena. Reginaldo Costa é um exemplo dessa mudança de comportamento. Ele resolveu comemorar seu aniversário de 73 anos reunindo esposa, neto e bisneto para assistir a um jogo. “A visibilidade é impressionante. Ficamos muito próximos dos jogadores com total segurança e isso aumenta a emoção”, declara. Pessoas com dificuldade de locomoção também estrearam no estádio ou voltaram a acompanhar as partidas. Por jogo, entre 60 e 120 pessoas com dificuldade motora (idosos e pessoas com necessidades especiais) são atendidas pelo serviço de van adaptada da Itaipava Arena Pernambuco.

34


Por meio de campanhas como o uso da hashtag #PazNoFutebol nas redes sociais, a administração da Itaipava Arena Pernambuco tem convidado a torcida a contribuir para um clima de paz durante os jogos

35


CASA DOS TORCEDORES BAIANOS Na Itaipava Arena Fonte Nova, o período exclusivo Fifa teve início no dia 21 de maio. Em 11 de julho, a Fonte Nova Negócios e Participações (FNP), concessionária responsável pela operação da arena, retomará a operação. Neste período, itens como segurança, alimentação, bilheterias, ingressos, precificação e credenciamentos serão de responsabilidade da Fifa. O Tour 100% e a agenda de shows e eventos da arena também estarão

36

suspensos durante esse período. O site e as redes sociais da Itaipava Arena Fonte Nova, assim como o do Maracanã e da Itaipava Arena Pernambuco, continuarão ativos, comunicando informações e dicas de mobilidade, segurança e lazer para os dias de jogos do mundial na capital baiana. O Tour da Itaipava Arena Fonte Nova estará suspenso de 21 de maio a 20 de julho. Os agendamentos para o segundo semestre já estão disponíveis pelo e-mail: tour@arenafontenova.com.br.


Com atrações nacionais, internacionais e eventos corporativos, a Itaipava Arena Fonte Nova comprovou seu caráter multiuso em seu primeiro ano de operação e é referência em realização de eventos na Bahia

Números da Itaipava Arena Fonte Nova Jogos realizados: 48 Clubes de futebol que já jogaram na arena: 36

Visitantes no Tour Itaipava Arena Fonte Nova: 13 mil Eventos realizados: 45

Público em jogos: 905.908 pessoas

Nota dos jogadores para a arena na pesquisa Datafolha*: 9,2

Gols: 110

(*) pesquisa realizada de dezembro de 2013 a janeiro de 2014

37


38


39


O Maracanã e as arenas Itaipava Fonte Nova e Itaipava Pernambuco são os três estádios da Copa do Mundo de 2014 mais seguidos no Facebook. Com cerca de 200 mil fãs, a Itaipava Arena Fonte Nova tem o perfil oficial mais curtido das arenas do Brasil. Em segundo lugar está a Itaipava Arena Pernambuco, com aproximadamente 176 mil likes, e em terceiro está o Maracanã, com cerca de 106 mil fãs. A página da Fonte Nova no Facebook é também onde as pessoas interagem mais, curtindo, comentando e compartilhando

conteúdo. São mais de 35,5 mil pessoas falando sobre a arena. O segundo estádio mais comentado é o Maracanã, com 29,8 mil. As três páginas na rede social têm como foco principal a prestação de serviços, oferecendo informações sobre os jogos, shows e outros eventos, além de postar curiosidades sobre a história do futebol brasileiro. Oferecem também cobertura completa dos jogos, com informações em tempo real e acervo de fotos por partida realizada.

ACOMPANHE A ITAIPAVA ARENA FONTE NOVA: Site: http://www.itaipavaarenafontenova.com.br/

SIGA A ITAIPAVA ARENA PERNAMBUCO: Site: http://www.itaipavaarenapernambuco.com.br/

ACOMPANHE O MARACANÃ: Site: http://www.maracana.com/

40


Ranking das arenas mais curtidas 1. Itaipava Arena Fonte Nova (Salvador): 192.016 likes 2. Itaipava Arena Pernambuco (Recife): 179.146 likes 3. Maracanã (Rio de Janeiro): 132.401 likes 4. Arena Castelão (Fortaleza): 97.662 likes 5. Arena do Grêmio (Porto Alegre): 70.560 likes

41


Entretenimento:

da projeção da obra à operação dos empreendimentos

A

p a rt i c i p a ç ã o d a O rga n i z a ç ã o n a co n s t ru ç ã o e o p e ra ç ã o d e e m p re e n d i m e nto s d e Ent re te n i m e nto é u m a re a l i d a d e a nt iga . N a d é c a d a d e 5 0 , a co n s t ru to ra N o rb e rto O d e b re c ht fe z d o i s i m p o rta nte s p ro j e to s p a ra a c u l tu ra b ra s i l e i ra , o Te at ro Ca s t ro Alve s e o C i n e te at ro G u a ra ny, e m Sa lva d o r. Re ce nte m e nte , co n s t ru i u q u at ro a re n a s q u e s e rã o s e d e d a Co p a d o M u n d o d e 2 01 4 e o p e ra t rê s d e l a s – I ta i p ava A re n a Fo nte N ova , I ta i p ava A re n a Pe rn a m b u co e M a ra c a n ã –, q u e re ce b e m d e j ogo s d e fu te b o l a s h ows i nte rn a c i o n a i s . Po d e - s e co n s i d e ra r q u e o p o nto d e p a rt i d a d a h i s tó ri a d a o rga n i za ç ã o e m p ro j e to s d e e nt re te n i m e nto fo i a c a p i ta l b a i a n a . Em 1 953 , a O d e b re c ht re ce b e u o d e s afi o d e re s ta u ra r o C i n e te at ro G u a ra ny, c a s a d e gra n d e t ra d i ç ã o n a c u l tu ra l o c a l q u e e s tava e m ru í n a s . O m u n i c í p i o n ã o s u p o rta ri a o c u s to d a s o b ra s e e ntã o fo i a b e rto u m e d i ta l d e co n co rrê n c i a , e m q u e o ve n ce d o r re fo rm a ri a o e s p a ço e p o d e ri a o p e rá - l o p o r 1 0 a n o s . Co n q u i s ta d a a o b ra , e m 1 2 0 d i a s , a O d e b re c ht co n c l u i u a revi ta l i za ç ã o d e n ove i n s ta l a çõ e s e l e t ro e l e t rô n i c a s e a re c u p e ra ç ã o e s t ru tu ra l d o G u a ra ny e p a ss o u a a d m i n i s t rá - l o .

42


F R E D E R I CO BA R BOSA

é integrante da Organização desde 1981 , quando trabalhava na Companhia Brasileira de Projetos e Obras (CBPO). Começou sua carreira em São Paulo e percorreu o país em obras como a implantação da Mina dos Carajás, no Pará, a Universidade Estadual do Norte Fluminense e projetos de Oscar Niemeyer e Darcy Ribeiro, no Rio de Janeiro, entre outros em ferrovias, estradas, metrôs, estações de tratamento de esgoto, saneamento e urbanização de cidades. Engenheiro civil, com especialização em Negócios Imobiliários e cursando pósgraduação em Administração Pública, Frederico foi recentemente gerente Operacional na construção da Arena Corinthians, em São Paulo, pela Odebrecht Infraestrutura - Brasil . O projeto representou seu primeiro desafio em construções no ramo de Entretenimento.

A Arena Corinthians foi entregue em 15 de abril de 2014, pela Odebrecht Infraestrutura - Brasil ao Sport Club Corinthians Paulista. O estádio será sede da abertura da Copa do Mundo de 2014

43


Co m e ss a ex p e ri ê n c i a , N o rb e rto O d e b re c ht afi rm a q u e “a p re n d e m o s a te r s ó c i o s . A p re n d e m o s q u a l é o n o ss o p a p e l n o s co n s ó rc i o s e n a s e m p re s a s q u e o p e ra m s e rvi ço s p ú b l i co s co n ce d i d o s . Pa ss a m o s a a c u m u l a r, a p a rt i r d e e ntã o , co n h e c i m e nto s q u e e m m u i to n o s s e rvi ri a m p a ra a s u p e ra ç ã o d e o u t ro s d e s afi o s q u e vi rí a m o s a e nfre nta r n o fu tu ro” . A ex p e ri ê n c i a teve gra n d e i m p o rtâ n c i a n a c u l tu ra e m p re s a ri a l d a O rga n i za ç ã o e re a l m e nte , e ss e fo i a p e n a s o p o nto d e p a rt i d a . Co m o co nta Fre d e ri co B a rb o s a , o re l a c i o n a m e nto d e o b ra s e co n ce ss õ e s c u l tu ra i s co m a a d m i n i s t ra ç ã o p ú b l i c a fo i a m p l i a d o co m o te m p o . “ N o B ra s i l , a c a rê n c i a d e re c u rs o s fi n a n ce i ro s d o gove rn o co nvo co u e m p re s a s p riva d a s a exe rce re m u m p a p e l q u e va i a l é m d a s co n s t ru çõ e s” . Co m a l egi s l a ç ã o a b ri n d o o p o rtu n i d a d e s p a ra i nve s t i m e nto s , co m o n a s Pa rce ri a s Pú b l i co - P riva d a s ( P P Ps ) , a p a re ce e s p a ço ta m b é m p a ra a o p e ra ç ã o d e e m p re e n d i m e nto s .

Para celebrar os 70 anos da Organização, ao longo do ano, o Odebrecht Notícias apresenta reportagens especiais em suas edições. Acesse o acervo Odebrecht 70 anos no site do ON: www.odebrechtnoticias.com.br

44


PIONEIRISMO Os métodos construtivos da Odebrecht em empreendimentos de Entretenimento permaneceram inovadores. Ainda na década de 50, no Teatro Castro Alves, o desafio foi atender o cliente, o então governo de Antonio Balbino, que exigiu a entrega em um prazo curto. Iniciado em 1957, apesar dos ajustes necessários no projeto original que foi herdado, o espaço foi entregue em 11 meses, com instalações apropriadas para o elenco, 1.700 poltronas e cerca de 4 mil lugares no anfiteatro ao ar livre da Concha Acústica (o teatro municipal de São Paulo, por exemplo, tinha na época 1.600 assentos). Frederico Barbosa conta que em projetos deste segmento existem metodologias e cuidados específicos como proteção acústica, estruturas civis e iluminações especiais, cuidados com a climatização e acessibilidade. Na Arena Corinthians, por exemplo, a cobertura tem tratamento acústico eficiente, com aplicação de camadas especiais de gesso e mantas impermeabilizantes. A solução de fundação foi modificada de estação trepanada por estacas pré-moldadas, o que permitiu ganhar cerca de três meses no cronograma. A preocupação com a Sustentabilidade também faz parte das inovações propostas pela Odebrecht. Frederico ressalta que as instalações da Arena Corinthians têm sistemas com sensores de menor consumo de água, uso de reserva de águas de chuvas para os sanitários e irrigação do gramado e iluminação com sensores econômicos, por exemplo. “A Organização, nas últimas décadas, sempre esteve à frente de projetos diferenciados e se caracterizou pelo pioneirismo, desde a sua diversificação em áreas inexploradas pelo seu mercado original de atuação [a engenharia] até a internacionalização para países de extremas diferenças culturais e costumes próprios. Esta tendência se preservou e com certeza se preservará ao longo da sua história, pois é próprio do perfil dos integrantes”, destaca. A inovação adotada pela Odebrecht também envolve a maneira de atuar com os integrantes. “No estádio, trabalhamos muito com a autoestima da equipe e de cada trabalhador. Isso teve significativo resultado na produtividade no canteiro”, afirma Frederico Barbosa.

45


VISÃO DE FUTURO Nestes 70 anos, a Organização seguiu buscando novos desafios. Lidando com mercados cada vez mais exigentes, manteve a premissa de Sonhar o Sonho do Cliente e ampliou sua área de atuação também no ramo de Entretenimento. Participou da construção do Estádio Olímpico João Havelange, no Rio de Janeiro, para os Jogos Pan-americanos de 2007; esteve à frente das obras da Arena Pernambuco, Arena Corinthians, em São Paulo, Arena Fonte Nova, em Salvador, e do estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro, que serão sede da Copa do Mundo de 2014; e está construindo o Parque Olímpico e a Vila dos Atletas para os Jogos Olímpicos de 2016. Assim, continua visionando novas oportunidades de negócio na construção e operação de empreendimentos. “Temos chance de participar de projetos de desenvolvimento urbano que ainda virão no entorno das arenas, por exemplo”. Ele relembra que no bairro de Itaquera, onde está localizada a Arena Corinthians, o empreendimento tem transformado e desenvolvido a região. A perspectiva de atuação fora do Brasil também é promissora. Pablo Rodriguez é integrante há 16 anos e participou das obras da American Airlines Arena e do Adrienne Arsht Center, nos Estados Unidos, pela Odebrecht. “Estou certo de que nos últimos anos a Organização desempenhou um importante papel na construção e administração de empreendimentos de Entretenimento e conquistou uma incrível reputação com, por exemplo, o envolvimento em instalações esportivas para a Copa do Mundo de 2014 e os Jogos Olímpicos de 2016”. Denio Cidreira, diretor-Superintendente de Entretenimento na Odebrecht Properties, relembra que a atuação neste segmento está no contexto da criação do Negócio, fundado em 2012 para desenvolver investir e operar ativos imobiliários também nos segmentos de Propriedades Públicas e Propriedades Privadas. “Uma das principais características da Odebrecht Properties é atuar em sinergia com outros Negócios da Organização, como foi o caso das arenas, construídas pela Odebrecht Infraestrutura - Brasil e operadas por nós”. Denio conta que o objetivo é fortalecer estes espaços como arenas multiuso, para jogos de futebol e outros espetáculos culturais. “Estamos atentos a todas as oportunidades de crescimento nesse mercado, sem perder o foco na eficiência operacional para tornar o negócio sustentável e prover a melhor experiência possível para os nossos usuários”, afirma.

46


A grandiosidade estrutural e arquitetônica do Adrienne Arsht Center é admirável, um espetáculo em si. Visível em diversas partes de Miami, o teatro faz parte do cartão postal da cidade. Os detalhes e perfeição das instalações transmitem beleza, segurança e conforto ao público. O espectador tem uma visão clara do palco e a acústica é perfeita

Adelia Schuina, frequentadora do Adrienne Arsht Center.

O Adrienne Arsht Center é palco de diversos eventos culturais, oferecidos a preços acessíveis. O espaço contribuiu ainda para a restauração do centro de Miami e seu desenvolvimento econômico, trazendo consumidores para o comércio local

47


EXEMPLOS DE PROJETOS DE ENTRETENIMENTO

O pra meses. deixan

O projeto de construção do Teatro Guarany deu origem a um livro sobre o Teatro e o Cinema na Bahia. A obra pertence à época em que a Odebrecht passou a investir em publicações estritamente culturais

48


azo desafiador de co . Cinco dias ant nstrução do teatro Castro A lves es d ndo apenas a Co o espetáculo de inauguração, um foi cumprido: a estrutura foi en ncha Acústica, po t in r isso a inaugura cêndio destruiu o corpo princip regue em 11 ção oficial foi em al do prédio, 1967

qual já passou o Teatro la pe o çã ra au st re or ai m Odebrecht realizou a Entre 1973 e 1975, a histórico de Manaus io ôn im tr pa l pa ci in pr , Amazonas

49


O Am para

gra mbro de 1975) e inte ve no a 74 19 de l ri ab (de ão foram utilizados i entregue em 19 meses uç fo tr ia ns ah co B a i m su te m E ua Ig a. r oc a ép O Shopping Cente Salvador inédito para de no ba ur to en vim ol nv o para a estrutura aç de s da um plano de dese la ne to 70 to estrutural e 1.1 10.300 m³ de concre

50

A Odebrecht 2013, o empr Odebrecht (3


merican Airlines Aren o Miami Heat – a é um complexo de esporte, cu lt clube de basque te norte-americ ura e lazer na região central d ano –, foi inaug urado em 31 de e Miami, nos Estados Unidos. R ealizado dezembro de 19 99

o Belas Shopping. Em a, ol ng A de er nt ce ng shoppi da nstrução do primeiro esa com participação pr em ls, al M s ela B a foi responsável pela co Kuland mercial ser administrado pela a ou ss pa to en expansão do centro co m di de en o re an pl um a nd ai que desenvolve 30%) e HOGI (70%),

51


Com part do Parqu

stádio de o e u e s e d o ã ntr pliaç (FIU) a am 585 m² e iluminação de a id r ló F a ld m Internaciona amarotes, um clube co e d a id s r e iv 19 c à Un t entregou a ter 17 mil assentos, ) h c e r b e d O a u A Em 2008, ano. A estrutura passo letic Association (NCA ric th futebol ame National Collegiate A o d dos padrões

A in inter

52


ticipação da Odeb rech ue Olímpico e da V t Infraestrutura - Brasil, a Conce ila dos Atletas, no ssionária Rio Mais re Rio de Janeiro, pa ra os Jogos Olímpi aliza as obras de construção cos de 2016

nauguração da Arena Fonte Nova, realizada no dia 7 de abril, mostrou que Salvador entrou no circuito de grandes eventos de porte ernacional, sejam eles esportivos, culturais ou empresariais. A arena será sede da Copa do Mundo de 2014

53


es quibancadas, camarot ar em os íd bu ri st di r lugares, adaptada para recebe é o conta com 46 mil e us o ti ul ad m st a E en no ar va 14 0 no de 2 Em Pernambuco, a á a Copa do Mundo ar di se a ur ut tr as es A competições esportiv as e cadeiras especiais. tr ou e es çõ en nv o shows, co diversos eventos com

A estrutura m com 170 m etr movimentaç o ão p

54


Após a reforma, o novo Maracanã, palco da final da Copa do Mundo de 2014, no Rio de Janeiro, conta com 78.838 assentos e oferece inovações que promovem melhor interação entre o público e o estádio, como a arquibancada inferior que está a apenas 14 metros do gramado

metálica da Are os. A cober na Corinthians é inédit tur a. para as var a é um projeto arroja Seu vão livre é conside iações térm icas e esfor do, com apoios pendular rado o maior da Amér ic ços provoca dos pelo ven es das treliças, o que p a Latina, to ermite sua

55


redes sociais

A

pós dois anos de presença no Facebook, a Odebrecht S.A. chegou aos 100 mil fãs em seu perfil oficial. O número foi registrado em maio deste ano e veio acompanhado de outro destaque: 74% do público que curtiu a página na rede social é orgânico, ou seja, foi conquistado sem o uso de publicidade. Criado para reforçar e disseminar os valores da Organização, especialmente entre o público jovem, o perfil demonstra nas estatísticas de acesso que está no caminho certo. Dos 100 mil fãs conquistados, 35% têm entre 18 a 24 anos e 41% entre 25 a 34 anos. Junto com os perfis da Odebrecht em outras redes sociais, a página no Facebook é um canal de comunicação entre o público e a Organização. Dezenas de mensagens com solicitações, dúvidas e agradecimentos são respondidas diariamente, cativando ainda mais o público para continuar acompanhando a Organização nas redes sociais.

56

A Organização O ABRIL DE 2010 É criado no Youtube o canal

MAIO DE 2011 É iniciado o monitoramento p

SETEMBRO DE 2011 O vídeo da maquete 3D da A em um só dia

ABRIL DE 2012 O perfil da Odebrecht S.A. é i

DEZEMBRO DE 2012 O ano termina com 18 mil fã

OUTUBRO DE 2013 A Odebrecht é a 6ª página m do LinkedIn, segundo pesquis

DEZEMBRO DE 2013 A página do Facebook fecha o

MARÇO DE 2014 A Odebrecht S.A. passa a est

MAIO DE 2014 O perfil da Odebrecht S.A. no

SIGA A ODEBRECHT S.A. NAS REDES SOCIAIS:


Odebrecht nas Redes Sociais da Odebrecht

para perceber como a marca Odebrecht é vista nas redes sociais

Arena Corinthians bate recorde de visualização na página, com 424 mil visualizações

inaugurado no Facebook e no Twitter

ãs no Facebook e 5.600 fãs no Twitter

mais procurada no Brasil e a 71ª página mais procurada no mundo pelos usuários sa divulgada pela própria rede social

o ano com 58 mil fãs. No Twitter, são 7.589 seguidores

tar presente também no LinkedIn, Instagram, Tumblr e Google Plus

o Facebook alcança 100 mil fãs.

57


M A RC A D E R EA L I Z AÇÕ E S Em 22 de maio, a página da Odebrecht Realizações Imobiliárias no Facebook também atingiu a marca dos 100 mil fãs. Criado em julho de 2011 , o perfil é utilizado como instrumento para fortalecer os atributos da marca e criar uma relação mais próxima com os clientes e admiradores. O conteúdo publicado oferece informações úteis e curiosas sobre temas ligados ao universo da Odebrecht Realizações Imobiliárias, como engenharia, arquitetura, design, arte, lugares diferentes para se conhecer, dicas de decoração, sustentabilidade e lançamentos, entregas e outras realizações do Negócio. A linha editorial diversificada tem por objetivo atrair os mais diferentes perfis de público, além de posicionar a marca.

SIGA A ODEBRECHT REALIZAÇÕES IMOBILIÁRIAS NAS REDES SOCIAIS:

58


Integrantes da Odebrecht Realizações Imobiliárias agradecem aos 100 mil fãs. A foto foi postada no perfil do Negócio no Facebook

59


rápidas•pessoas

Planejando o futuro No dia 28 de março, a Odebrecht Infraestrutura - América Latina realizou o Encontro de Jovens para os integrantes do Equador que estão participando do Programa Jovem Construtor de 2014. O evento foi realizado em Quito e durou cerca de oito horas. A iniciativa teve como objetivo criar um espaço de integração e interação com o diretor-Superintendente no país, José Conceição Santos, conhecer suas experiências profissionais e compartilhar ideias, além de ouvir testemunhos e recomendações de quem participou do programa e alinhar conceitos sobre Programa de Ação, Avaliação e Plano de Vida e Carreira.

O grupo de Jovens Construtores de 2014 no Equador é formado por 16 integrantes

60


O PSBC busca passar ao integrante a mensagem de que a segurança em campo também depende de cada um

Segurança como prioridade Em abril, a Concessionária Ruta del Sol e o Consórcio Construtor Ruta del Sol (Consol), administrados pela Odebrecht Latinvest e Odebrecht Infraestrutura - América Latina, respectivamente na Colômbia, realizaram as primeiras iniciativas do Programa de Segurança Baseado em Comportamento (PSBC). O programa é uma ferramenta para orientar os integrantes sobre Saúde e Segurança do Trabalho. Nessa primeira fase, cerca de 3.700 integrantes participaram de apresentações musicais e assistiram à peças de teatro e narrações de histórias de vida, além de vídeos sobre segurança e bem-estar. Pa rt i c i p a ra m a i n d a d a i n i c i at iva El e u b e rto M a rto re l l i , d i re to r-

S u p e ri nte n d e nte d a O d e b re c ht I nfra e s t ru tu ra n a Co l ô m b i a ; Ed e r Fe rra c u tt i , d i re to r d a Co n ce ss i o n á ri a Ru ta d e l So l ; R i c a rd o Pa re d e s , d i re to r d e Co nt rato d o Co n s o l Tre c h o N o rte ; M a rce l o P i l l e r, d i re to r d e Co nt rato d o Co n s o l - Tre c h o S u l ; A nto n i o G a s p a r, re s p o n s áve l p o r S u s te nta b i l i d a d e n a O d e b re c ht I nfra e s t ru tu ra - A m é ri c a Lat i n a ; e J o s é Pego ra ro , re s p o n s áve l p o r Eq u i p a m e nto s n o N egó c i o . “O PSBC é tão importante quanto a entrega da Ruta del Sol. Esse projeto só vale a pena se nossos integrantes entenderem que também são responsáveis por sua segurança e puderem voltar para casa a salvos”, declarou Eleuberto Martorelli, na cerimônia de abertura do programa.

61


rápidas•pessoas

Inovação para preservar a vida Em maio, o projeto Moatize Expansão, realizado pela Odebrecht Infraestrutura - África, Emirados Árabes e Portugal em Moçambique, promoveu a Cerimônia de Certificação de 52 monitores e 21 técnicos de Segurança do Trabalho. O curso, com carga horária de 1.200 horas, foi realizado pela área de Saúde, Segurança do Trabalho e Meio Ambiente (SSTMA) do projeto, em parceria com o Ministério do Trabalho, e representa uma iniciativa inédita da Odebrecht no país: o primeiro curso de formação profissional na área de SSTMA. Após nove meses, os 73 participantes têm agora um perfil diferenciado para atuar em projetos da Organização ou do mercado de trabalho em Moçambique.“Para a Odebrecht,

formar pessoas é investir em seu maior patrimônio: os integrantes. Estou preparada para cuidar de pessoas, zelar por vidas e garantir as metas de segurança do projeto”, declara Jéssica Mamudo, formada como monitora de Segurança. Roberto Salvador, responsável por SSTMA no projeto, é o idealizador do curso e delineou a grade curricular. “Esta iniciativa rendeu frutos e deixará marcas em cada canto de Moçambique. Segurança do Trabalho, além de conceito e prática, passa a ser valor em cada um desses formandos”, afirma. O exemplo, Roberto e sua equipe já deixaram: em maio de 2014, o projeto Moatize Expansão atingiu a marca de cerca de 850 dias sem acidentes com afastamento, um índice que reflete que a segurança está em primeiro lugar na obra.

Roberto Salvador e Tomé Mungoi, integrante do projeto Moatize Expansão, formado como técnico de Segurança do Trabalho

62


Liderança em prática Integrantes que atuam em função de liderança no Consórcio Aeroporto Goiânia – formado por Odebrecht Infraestrutura - Brasil e Via Engenharia, em Goiás – participaram de um treinamento para ampliar seus conhecimentos sobre gestão de competências, processos de liderança e engajamento de equipes. Nos encontros, ocorridos entre março e maio de 2014, o grupo formado por 60 pessoas pode ainda ouvir alguns de seus liderados, que expuseram suas expectativas em relação ao ambiente de trabalho no canteiro de obras. A entrega dos certificados ocorreu durante cerimônia, no dia 6 de maio, no canteiro. Denominado Café com Líderes, a iniciativa contemplou a

do autodesenvolvimento para o alcance das metas e para o aumento de produtividade das equipes. Garantia de qualidade na entrega da obra, fortalecimento da cultura da Segurança do Trabalho, da Saúde e do Meio Ambiente e a prática do Espírito de Servir são alguns dos temas destacados no manual. Com os conhecimentos adquiridos, a liderança acredita estar mais preparada para lidar com os diferentes perfis de integrantes que atuam no projeto. “Conceitos ultrapassados devem ficar para trás. Essa nova postura vai proporcionar um melhor relacionamento, ganho de produtividade e eficiência no planejamento das atividades diárias”, afirma Marcos de Sousa,

equipe gerencial e a diretoria do Consórcio, além de encarregados, engenheiros e Responsáveis por Programa (RPs) da área Administrativa. Entre as atividades, os participantes elaboraram o manual As 12 Práticas de Sucesso do Líder, que reúne boas práticas no processo de liderança e a importância

encarregado de Serviço Civil. Eudes Gomes, encarregado de Montagem de Estrutura Metálica, acredita que a capacitação refletiu também em sua vida pessoal. “Você se sente mais motivado e faz seus liderados se sentirem também. É fundamental ter a capacidade de estimular sua equipe”, avalia.

63


Caia na Rede

A

s Concessionárias Bahia Norte, na Bahia, e Rota das Bandeiras, em São Paulo, têm promovido a inclusão digital nas comunidades onde atuam por meio do Caia na Rede. Em maio, as empresas da Odebrecht TransPort, responsáveis por concessões rodoviárias na região metropolitana de Salvador e no interior de São Paulo, celebraram novas conquistas para os moradores locais com a realização do programa. Responsável pelas rodovias que formam o Corredor Dom Pedro, da região metropolitana de Campinas ao Vale do Paraíba, a Concessionária Rota das Bandeiras inaugurou no dia 22 de maio, duas novas salas do programa. Os espaços foram abertos no município de Atibaia, onde outros dois espaços estão em funcionamento. Atualmente, o Caia na Rede conta com 46 salas instaladas em 11 municípios e já capacitou 3.100 alunos. A meta é, até 2017, disponibilizar 150 espaços nas 17 cidades que integram o corredor e capacitar 27 mil pessoas. Na Bahia, a Concessionária Bahia Norte, que administra as rodovias do Sistema BA-093, comemorou o primeiro ano do projeto Caia na Rede - Janela para o Mundo, realizado na comunidade Menino Jesus, no município

64

As duas salas do Caia na Rede existentes em Atibaia já beneficiaram 287 pessoas

de Candeias, no Recôncavo Baiano. Em 16 de maio, 35 estudantes se formaram em cerimônia na sede da Associação dos Moradores, onde as aulas são ministradas. O local foi reestruturado em 2013 pela concessionária e pelos moradores para receber o projeto, que conta também com o apoio da Fundação Odebrecht, Dell, Sedas, ITS Brasil e Microsoft.


Com aproximadamente 3.500 habitantes, a comunidade tem poucos computadores e acesso restrito à internet. A iniciativa está ajudando a mudar essa realidade, contribuído ainda para a inserção de profissionais no mercado de trabalho. Neste primeiro ano, foram capacitadas 91 pessoas, de 15 a 29 anos. “Em um ano de atividades, o Caia na Rede incentivou nossa

comunidade a buscar meios para a sustentabilidade, mobilizando novos recursos e parceiros para fortalecer ainda mais a região”, afirma Meirevânia Neves, presidente da Central das Organizações Comunitárias de Menino Jesus (CORCOMEJ). Os resultados bem sucedidos levaram a Bahia Norte a apoiar outro projeto voltado à inclusão digital: a Rede de Estudos e Desenvolvimento de Menino Jesus (REDMEJ). Com previsão de início para julho de 2014, a REDMEJ promoverá aulas para capacitar os moradores em tecnologias digitais que permitirão a preservação e resgate histórico e cultural da comunidade. O REDMEJ foi eleito o 5º melhor projeto baiano inscrito para o Programa Cultura Viva do Estado da Bahia, em edital promovido pela Secretaria da Cultura. “Ter rodovias de qualidade é muito mais do que investir somente na estrutura física, é investir nas pessoas, dentro e fora da concessionária. É acreditar que podemos contribuir para o desenvolvimento das comunidades e das pessoas que vivem próximas às rodovias que administramos”, declara Leana Mattei, assessora de Desenvolvimento Socioambiental da Concessionária Bahia Norte. 

65


rápidas•prêmios e reconhecimentos

Participação premiada De 14 a 18 de maio, o projeto Infraestrutura Províncias/Águas, realizado pela Odebrecht - África Emirados Árabes e Portugal em Angola, participou da 4ª edição da Feira Internacional de Benguela (FIB). Na ocasião, recebeu o prêmio de Melhor Participação em Construção Civil e Obras Públicas. A Odebrecht esteve no evento mostrando como tem contribuído para o desenvolvimento da província, expondo os projetos executados durante os 10 anos de atuação em Benguela, como Águas de Benguela; Regularização e Controle de Rios; Infraestruturas Integradas; estradas; e Aeroporto Internacional da Catumbela. Na exposição, apresentou ainda suas ações de responsabilidade social, como as Oficinas de Pneus e Palha, de Programa de Empreendedorismo Social (PES), cujo objetivo é promover o desenvolvimento socioeconômico da unidade familiar por meio da formação em empreendedorismo e do fomento de empreendimentos individuais e associativismo na província. A feira contou ainda com a participação da Odebrecht Ambiental, que tem começado a participar do desenvolvimento do setor de águas e saneamento da província. “Eventos como esses fomentam a partilha de conhecimentos e experiências e fortalecem as relações entre empresas de diversos ramos, contribuindo para o desenvolvimento social e econômico de Benguela”, reforçou Odete Marques, integrante da área de Planeamento. A FIB é uma iniciativa do governo da província de Benguela e promove na região um espaço que permita reunir os principais agentes econômicos e sociais na partilha de conhecimentos e experiências, capazes de fortalecer as relações entre si e, consequentemente, contribuir para o desenvolvimento socioeconômico da região.

66


No ranking do ENR Em 13 de maio, a revista Engineering News Record (ENR) – principal publicação do setor de Construção Civil no mundo – realizou a cerimônia de premiação que contemplou a Odebrecht Infraestrutura - América Latina com o prêmio de Melhor Projeto Global por dois empreendimentos realizados no Panamá: Saneamento da Bahia de Panamá e Renovação Urbana Curundú. O evento foi promovido durante a Cúpula Global da Construção ENR+Dodge, em Nova York, nos Estados Unidos. Na categoria Restauração/Residência, o projeto de Renovação Urbana Curundú foi premiado pela construção de 1.008 moradias populares, pelo plano de melhoria na infraestrutura e pelas ações de integração social e comunitárias realizadas. Delfín del Busto, engenheiro no projeto, conta que trabalhar em um empreendimento que transformou um bairro desfavorecido em uma região com habitações de qualidade e harmônicas ao meio ambiente foi motivo de orgulho. “Este projeto proporcionou ainda capacitação profissional aos moradores e oportunidades de atuarem no mercado de trabalho”, afirma. A Planta de Tratamento de Águas, desenvolvida pelo projeto Saneamento da Bahia de Panamá, venceu a categoria Águas/Águas Residuais por seu programa de conservação ambiental para os mangues da Bahia de Panamá. Gerardo Díaz, responsável por Engenheira e Administração Contratual, agradeceu o prêmio, em nome de toda a equipe que participou das obras. “Este é um projeto que aporta desenvolvimento econômico, urbano e turístico para o Panamá”.

O júri do ENR foi formado por um grupo de especialistas internacionais. Os critérios avaliados incluíam aspectos como: desafios superados, programas de segurança do trabalho, contribuição às comunidades e qualidade da obra. Os projetos participantes deveriam contar com profissionais multiculturais e não poderiam registrar acidentes de trabalho com vítima fatal.

A Odebrecht foi a única empresa premiada em duas categorias na edição 2014 do prêmio entregue pelo ENR. Acima, projeto de Revitalização Urbana Curundú e, abaixo, a Planta de Tratamento de Águas

67


rápidas•prêmios e reconhecimentos

O prêmio foi entregue em Luxemburgo. A partir da esquerda: Yeow Thit Sang, presidente do FIABCI World Prix d’Excellence Awards Committee 2014, Luis Henrique Valverde e Flavio Gonzaga Nunes, atual presidente do FIABCI

Reconhecimento mundial Após ser considerado o melhor residencial do país em 2013, o Vila dos Corais, empreendimento da Odebrecht Realizações Imobiliárias em Pernambuco, ganhou mais um prêmio. Reconhecendo projetos que melhor incorporam a excelência nas disciplinas imobiliárias, o Prix d’Excellence da Fiabci (Federação Internacional das Profissões Imobiliárias) avaliou critérios de criação arquitetônica, comercialização, gestão de instalações, estratégia de marketing, impacto sobre comunidade local e proteção ambiental e concedeu ao residencial o prêmio mundial na categoria Residential Low Rise. Como vencedor do Prêmio Master Imobiliário 2013, na categoria Empreendimento Residencial, o Vila dos Corais foi automaticamente habilitado para participar da competição mundial que premia o empreendimento por mérito geral, não apenas a estética, a funcionalidade ou o tamanho do imóvel. De acordo com Luis Henrique Valverde, diretor

68

Regional da Odebrecht Realizações Imobiliárias em Pernambuco, o prêmio reforça a importância do empreendimento. “O reconhecimento internacional mostra que os conceitos e a nossa forma de trabalhar estão no caminho certo. O empreendimento traz muito fortemente as características da Odebrecht Realizações Imobiliárias, com cuidado e atenção a cada detalhe para satisfazer os clientes”.​ Desenvolvido pela Odebrecht Realizações Imobiliárias na Reserva do Paiva, primeiro bairro planejado de Pernambuco, o Vila dos Corais vem sendo reconhecido pela proposta inovadora, desde o seu lançamento em 2010. Unindo sofisticação, conforto e convívio com a natureza, os 132 apartamentos são divididos em seis torres localizadas numa área de aproximadamente 60 mil m², com 345 metros de frente para a praia do Paiva, em um trecho de mar com piscinas de corais.


Confira e compartilhe A Odebrecht celebra 70 anos com uma série especial em seu canal no Youtube. Ao longo deste ano, você acompanha a contribuição da Organização no desenvolvimento de Comunidades nestas sete décadas. No primeiro capítulo, Jovens da Organização falam sobre seus sonhos, conquistas e o trabalho na Odebrecht.

ACESSE

69


Fundação Odebrecht

Uma nova ferramenta de apoio à educação no Baixo Sul da Bahia

E

m 9 de maio, a Biblioteca Pastor Arnold foi inaugurada no Colégio Casa Jovem, na zona rural do município de Igrapiúna, no Baixo Sul da Bahia. “Esse é um novo momento na história da nossa comunidade”, afirmou Helceres Reis, aluna da unidade de ensino ligada ao Programa de Desenvolvimento e Crescimento Integrado com Sustentabilidade do Mosaico de Áreas de Proteção Ambiental do Baixo Sul da Bahia (PDCIS), apoiado pela Fundação Odebrecht e parceiros públicos e privados. “A biblioteca é fundamental para a educação e tem o poder de levar as pessoas para novos mundos,

70

João Carlos Telles e Norberto Odebrecht na ina da Biblioteca Pastor Arnold, no Colégio Casa Jo

com diferentes informações”, destaca Leandro Ramos, prefeito de Igrapiúna. O nome do novo espaço é uma homenagem ao Pastor Arnold, preceptor de Norberto Odebrecht na infância e responsável pelo complemento em sua formação. O tutor, além da alfabetização, fortaleceu ensinamentos para toda a vida de Norberto Odebrecht, sendo um dos mais importantes o valor de servir e não o de ser servido. “Buscamos fortalecer a realização do objetivo de formar jovens empresários rurais, os quais, exercitando com seus talentos o Protagonismo Juvenil e fixados no campo, em seus próprios municípios,


auguração ovem

se transformem em uma nova geração de agricultores”, explica Waldeck Ornélas, assessor da Fundação Odebrecht. A inauguração do espaço reuniu pais e estudantes do Colégio Casa Jovem, autoridades locais, além do advogado João Carlos Telles; Lauana Martins, diretora Executiva da Casa Jovem; Leonardo Sorice, coordenador e integrador das Fazendas Reunidas Vale do Juliana; e Jackson Regis e Alda Souza, vice-prefeito e secretária de Educação de Igrapiúna, respectivamente. O evento também contou com a presença de Norberto Odebrecht, presidente do Conselho de Curadores da Fundação Odebrecht, Mauricio

Medeiros, presidente Executivo e Delcy Machado, vice-presidente da área de Sustentabilidade. 

Livros e revistas fazem parte do acervo da Biblioteca Pastor Arnold, que está disponível para a população da região

71


rápidas•ações sociais

Fronteiras do Pensamento O Fronteiras do Pensamento, projeto cultural

Em sua quarta edição na capital paulista, o Fronteiras

apoiado pela Braskem, iniciou sua temporada

do Pensamento aposta na liberdade de expressão

São Paulo 2014, em 14 de maio, com a palestra

intelectual e na educação de qualidade como

do escritor britânico Salman Rushide, conhecido

ferramentas para o desenvolvimento. A iniciativa se

mundialmente pela publicação de Os versos

propõe a ver o mundo sob novas formas, promovendo

satânicos, que causou controvérsia no mundo

o debate e a análise dos acontecimentos da atualidade e

Islâmico. Em 28 de maior, o filósofo norte-

das perspectivas para o futuro.

americano Michael Sandel fez sua apresentação

Em oito anos de existência, o Fronteiras do

sobre A Reinvenção do Mundo. A temporada terá

Pensamento conta com cerca de 180 conferências

oito conferências, realizadas no Teatro do Complexo

internacionais realizadas para milhares de espectadores

Ohtake Cultural. Completam a programação os

em São Paulo, Salvador e Porto Alegre, trazendo para o

escritores Mia Couto e Ricardo Piglia, os físicos Brian

debate temas imprescindíveis, dando aos espectadores

Greene e Geofrey West, o filósofo Pascal Bruckner e

uma visão real dos próximos dez ou vinte anos, nas

a diplomata Gro Brundtland.

diferentes áreas contempladas.

Confira a programação da temporada 2014 do Fronteiras do Pensamento no site: www.fronteirasdopensamento.com.br

Combate à exploração infantil O Canal do Sertão, obra realizada pela Odebrecht Infraestrutura - Brasil em Alagoas, foi escolhido para ser pioneiro na implantação do programa Infância de Direitos, que tem como objetivo viabilizar ações eficazes nos ambientes de obra do Negócio, para o combate à exploração sexual infanto-juvenil. O grupo de trabalho formado por

integrantes recebe treinamento sobre o tema, para que possam buscar as melhores soluções a fim de contribuir com a diminuição da exploração sexual infantil na região. As atividades no projeto são desenvolvidas pela Organização Não Governamental Associação Brasileira Terra dos Homens.

O Infância de Direitos tem o apoio dos municípios de São José da Tapera e Senador Rui Palmeira, pertencentes à área de influência do trecho quatro do projeto Canal do Sertão. “Sabemos que a violência

72

sexual infantil é um tema muito velado e vamos apoiar no que for necessário”, ressaltou Jarbas Pereira, prefeito de São José da Tapera. O programa é fruto de uma Declaração de Compromisso Corporativo no Enfrentamento da Violência Sexual contra crianças e adolescentes, assinada em conjunto com a Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República. A partir da experiência consolidada, a metodologia será replicada nas demais obras da Odebrecht Infraestrutura Brasil, e, posteriormente, nos demais países onde a Odebrecht atua. Além do projeto Canal do Sertão, a Usina Hidrelétrica (UHE) Teles Pires, localizada na divisa do Pará e Mato Grosso, também faz parte do projeto de implantação do programa Infância de Direitos.


Assista ao novo Vídeo Institucional da Odebrecht Óleo e Gás e conheça mais sobre a empresa!

73


rápidas•ações sociais

Conscientização para a reciclagem Nos dias 14 e 15 de maio, cerca de 100 crianças panamenhas, de cinco a 12 anos, participaram de desfiles de roupas feitas com materiais reciclados, para comemorar o Dia Mundial da Reciclagem e promover a conscientização da população sobre a reutilização de itens como papel e papelão. A iniciativa foi

palcos para as atividades foram duas escolas primárias, nos bairros de Curundú e Calidonia. O grupo recebeu orientação durante cursos de Educação Artística realizados nas duas comunidades. Os professores incentivaram a educação, o trabalho em equipe e a participação interativa

incentivada pelo projeto Saneamento da Bahia de Panamá, da Odebrecht Infraestrutura - América Latina. Os

para transmitir mensagens de incentivo à proteção ao meio ambiente de uma maneira diferente e divertida.

A atividade faz parte das ações sociais do projeto Saneamento da Bahia de Panamá para promover a responsabilidade com o Meio Ambiente nas comunidades de Curundú e Calidonia

74


A página da Odebrecht S.A. no Facebook conquistou 100 mil fãs!

“Sou muito feliz e realizada. Fazer parte desta equipe não tem preço! Orgulho de fazer parte da Odebrecht”

“Muito orgulhoso deste legado! Parabéns!” João Luiz Costa

Caroline Alves

“Meu sonho é trabalhar nesta empresa, cujo nome me levou a fazer o curso de Engenharia” Lucemir Cotrim

*comentários feitos em nossos posts no Facebook

Que a gente continue sendo nas redes sociais o que somos no dia a dia: uma Organização de pessoas.

Se você ainda não curte, siga a gente por lá também ;) facebook.com/odebrecht.sa

75


On333pt4  
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you