Page 1

ago 2013

45 Mais um ano de conquistas! No aniversĂĄrio da Braskem, os Integrantes comentam as iniciativas que mantĂŞm a nossa empresa sempre jovem

Edelson Delpoio Basilio, Dena Lynn Ferguson, Jones Formigheri e Wilson de Moura da Silva compartilham suas experiĂŞncias


Editorial

A palavra é sua Envie comentários sobre a revista, reportagens ou sugestões de pauta para: comunicacao_empresarial@braskem.com

Há onze anos...

“Nasceu a Braskem!”. Assim começava a carta enviada a cada um dos Integrantes no dia 16 de agosto de 2002. Na mesma ocasião, cada Integrante recebeu o nosso Compromisso Público – documento com os valores e as intenções da Braskem desde seus primeiros passos – que foi divulgado naquele dia em todos os grandes jornais brasileiros. A nossa Braskem nascia com sonhos de grandeza: ser uma Petroquímica Brasileira de Classe Mundial, com a certeza de que não seria grande em voo solo. Nosso futuro seria traçado a partir do sucesso de cada um de nossos Integrantes, resultado de sua atuação diária para promover o sucesso de nossa indústria em todos os seus elos. Nossa Cultura Empresarial seria a base para a criação de um ambiente que promovesse Competitividade, Inovação e Espírito de Servir para toda a cadeia. E assim temos feito desde então. A Braskem tem sido protagonista da consolidação da indústria no Brasil, incentivando a ampliação da competitividade da cadeia petroquímica e dos plásticos por meio da melhor utilização dos ativos, da otimização de processos e da contínua busca da satisfação de nossos Clientes. A capacidade das nossas equipes de se desafiar, inovar, mobilizar e empresariar se manifestou de inúmeras maneiras nesses onze anos de trajetória. Foram várias patentes, novos produtos, aplicações inovadoras e serviços ampliados que proporcionaram crescimento de mercado aos nossos Clientes. Também podemos contabilizar diversos avanços, que beneficiaram toda a cadeia, tanto em polímeros quanto em produtos renováveis e químicos. Avanços esses que resultaram em maior valor percebido pela sociedade em geral, que passou a ter acesso a soluções melhores, mais leves e bem adaptadas às demandas dos consumidores, com destaque para o fato de serem mais sustentáveis. Podemos ter orgulho de tudo o que fizemos até aqui. Esse sentimento confirma que estamos no caminho certo. Temos que, de maneira humilde, ter em mente que é preciso fazer mais, sobretudo superando as expectativas de nossos Clientes e da sociedade. Feliz Aniversário, Braskem!

Nosso futuro seria traçado a partir do sucesso de cada um de nossos Integrantes

EXPEDIENTE

Rui Chammas VPE – Unidades de Petroquímicos Básicos

Responsabilidade Corporativa: Marcelo Lyra, RAE de Relações Institucionais e Desenvolvimento Sustentável Editor Responsável: Nelson Letaif Coordenação: Priscila Boccia e Mayara Thomazini Apoio Editorial: Ligia Maia Vannucci Produção Editorial: Ketchum Estratégia Colaboradores: Andréa Teixeira, Lucila Cardenas, Nahia Nader, Stacy Torpey e Yuri Tomina Projeto Gráfico: Keenwork Design Fotos: Banco de Imagens Braskem, Maria Teresa Chong, Philipe Medeiros, Rogério Lorenzoni. Tiragem: 7.260 exemplares


Prêmio Destaque • Geração Braskem 

Prevenir é sempre melhor

As

m

tes en

po

a ás d r tr

ção: Priscila Beck e Gus tavo inven

3

Lara nja

Conheça o projeto vencedor do Prêmio Destaque 2012 na categoria Segurança, Saúde e Meio Ambiente A forte cultura preventiva e de redução de riscos na Braskem estimulou a criação de um plano de ação que rendeu o primeiro lugar na categoria Segurança, Saúde e Meio Ambiente do Prêmio Destaque 2012. A ideia premiada surgiu após relatos de incidentes no processo de armazenagem de produto final em unidades de PP em outros países, mas similares às da Braskem. “Não tínhamos qualquer ocorrência grave em nossas instalações, nossos procedimentos seguem padrões de excelência de Segurança, Saúde e Meio Ambiente (SSMA). Ainda assim, não podíamos ficar parados diante das notícias que chegaram”, conta o engenheiro Gustavo Silva Laranja, da área de Engenharia de Processos da PP 1 RS e da PP 2 RS. Gustavo e Priscila Martins Beck, engenheira de Processos da PP 3 PLN, decidiram então fazer a avaliação e o diagnóstico de todos os sistemas de silos das unidades de PP da Braskem. Em seguida, realizaram o levantamento dos produtos mais críticos (aqueles que poderiam envolver maiores riscos durante seu processo de produção) e elaboraram um plano de ação para mitigar ao máximo eventuais ocorrências. Estratégia que valeu prêmio O plano envolveu mudanças simples, de caráter preventivo, que chamaram a atenção por demandarem pouco investimento. Além disso, sua implementação não interrompeu a produção das unidades, o que evitou qualquer impacto nas entregas para os Clientes.

Para isso, uma das decisões foi transferir a fabricação desses produtos mais críticos das unidades PP 1 e PP 2, que ficam no Rio Grande do Sul, para a PP 3, em Paulínia, no interior de São Paulo. “Sabíamos que a PP 3 já cobria boa parte dos requisitos de prevenção propostos pela empresa licenciadora de tecnologia das unidades. Precisamos apenas focar nosso trabalho nas adequações necessárias para tornar a armazenagem de produto final ainda mais segura”, comenta o engenheiro Gustavo Laranja. Com isso, na unidade de Paulínia, o sequenciamento lógico do sistema de aeração dos silos de armazenagem de produto final foi todo revisado e novas etapas foram automatizadas. Na prática, é realizada uma série de conferências automáticas no funcionamento dos equipamentos que permite maior robustez (confiabilidade) operacional. “Ao realizar a automatização do processo, minimizamos erros operacionais e evitamos a exposição a riscos”, explica.


anos de Braskem Pessoas que fazem parte dessa trajetória contam sobre iniciativas que mantêm a Braskem líder, inovadora e parceira de seus Clientes

Em busca da perpetuidade, a Braskem completa onze anos de existência atuando fortemente para crescer junto com a cadeia do plástico. Em pouco mais de uma década, triplicamos de tamanho: nascemos com 13 unidades e 2.800 Integrantes e hoje somos 7.600 Integrantes em 36 plantas industriais distribuídas em três países, além dos

escritórios em diversas regiões do mundo. Tudo o que foi conquistado até aqui é resultado de muito trabalho e comprometimento de cada um dos nossos Integrantes, sempre movidos pelo desafio, pelo espírito inovador e pela colaboração -- as marcas registradas da nossa empresa desde o primeiro ano de vida. Confira a seguir por que todos nós, juntos, merecemos parabéns. Nosso negócio No setor químico e petroquímico, nós nos destacamos como a maior produtora de resinas termoplásticas das Américas. Somos ainda líder na produção de PP nos Estados Unidos. Além das resinas, fabricamos insumos químicos básicos (eteno, propeno, cloro, soda e solventes, entre outros). Em matérias-primas renováveis, a Braskem responde pela maior produção do mundo de polietileno verde (PE verde), fabricado com etanol da cana-de-açúcar. Somados, todos esses produtos dão à Braskem um dos portfólios mais completos do mercado.


Nossa cultura Ao longo de sua trajetória, a Braskem implantou diversas ações focadas em melhoria contínua, inovação e desenvolvimento sustentável. Em melhoria contínua, o destaque fica para a criação do Braskem+, em 2004. Voltado para a busca da excelência da produção da empresa, esse sistema de trabalho apoia as unidades da organização na melhoria das operações com foco em qualidade, produtividade e sustentabilidade. Outro aliado nessa busca é o SEMPRE, o sistema de gestão integrada de Saúde, Segurança e Meio Ambiente (SSMA), criado entre 2005 e 2006, que tem por objetivo prevenir e minimizar riscos e perdas pessoais, ambientais e materiais. É dentro desse contexto, visando a excelência operacional e segurança, que ocorrem periodicamente as grandes Paradas de Manutenção nas unidades, realizadas a cada seis anos. Durante esse período, a planta deixa de produzir e passa por uma revisão geral. “As paradas são o momento de que dispomos para preparar os ativos, no caso, as unidades e seus equipamentos, para os desafios futuros. Nesses eventos, atuamos de forma a remover eventuais vulnerabilidades, atender às legislações, implantar atualizações tecnológicas para garantir que o negócio continue a oferecer confiabilidade e segurança”, explica Eduardo Freire de Lima, responsável pela Área de Paradas de Vinílicos. “O objetivo é realizar limpeza, manutenção e inspeção em cada um dos equipamentos. São ações necessárias para que a unidade permaneça funcionando com excelência operacional e dentro dos padrões exigidos pela legislação”, acrescenta Julio Cesar Coppola, responsável pelo Desempenho de Manutenção da UNPOL SP. Vilar Costa de Oliveira, coordenador das Paradas de Manutenção da UNIB 2 RS, conta que as grandes paradas de unidades de produção demandam planejamento de até 18 meses antes da execução. “É uma iniciativa que envolve muitos detalhes, como compra de materiais importa-

Capa • Geração Braskem 

dos e contratação de serviços, que precisam ser detalhados e planejados. Há mais de 30 mil tarefas a serem executadas em uma única parada de manutenção”, destaca. “As paradas são momentos que mostram na prática que o sucesso depende da colaboração”, ressalta Ayres Sanches Teixeira, coordenador das Paradas de Manutenção da UNIB 1 BA. “A harmonia entre os Integrantes e todos envolvidos nesse evento é fundamental para cumprir a missão no menor prazo, sem que as pessoas e o meio ambiente corram risco.”

5


O Centro de Tecnologia e Inovação de Triunfo (Rio Grande do Sul), por exemplo, é considerado o mais moderno da indústria petroquímica na América Latina. Entre suas conquistas, estão: Lançamento de

64

Mais de

300

projetos de inovação implementados

Na avaliação de Ayres, as concepções filosóficas da TEO (Tecnologia Empresarial Odebrecht) contribuem bastante nesse momento em especial: “O respeito pelas pessoas, a educação pelo exemplo, assim como o espírito de servir em vez de ser servido são fundamentais para o desenvolvimento da organização e se adaptam perfeitamente ao evento de parada.” Nossa visão Incubar boas ideias e transformá-las em novos produtos e aplicações. Esse é o objetivo constante dentro da Braskem. Para apoiá-lo, a empresa conta com dois Centros de Tecnologia e Inovação (CTIs), localizados no Brasil e nos Estados Unidos. Em torno de 300 profissionais especializados trabalham nessas unidades, que mantêm parcerias com universidades, centros de pesquisas, Clientes e fornecedores em busca da inovação constante.

8

Prêmios FINEP

(Financiadora de Estudos e Projetos), importante entidade de reconhecimento à inovação no país. Mais de

690

patentes depositadas

produtos nos últimos 3 anos...

...o que representa

18%

do volume apurado com a comercialização de resinas termoplásticas da Braskem.

“Nosso desafio permanente é fazer uma leitura adequada das necessidades dos Clientes para lançar produtos novos”, comenta Patrick Teyssonneyre, responsável por Inovação e Tecnologia para UNPOL e UNVIN. “Dentro dessa estratégia, foi fundamental a integração dos nossos centros de tecnologia, que se completaram nas competências técnicas dos Integrantes, formação, perfil e equipamentos, importantes instrumentos para a evolução da área de Tecnologia e Inovação.” Luis Fernando Cassinelli, responsável por Inovação Corporativa, acrescenta que o investimento na química verde foi outro fator essencial para que a Braskem ganhasse visibilidade como empresa inovadora junto ao mercado. “Graças a isso, muitas portas se abriram no Brasil e no exterior, dando-nos acesso a companhias com tecnologia de ponta”, comemora. Nosso jeito de se relacionar Uma parceria sólida e construída ao longo dos anos à base de confiança e respeito é essencial para o sucesso de qualquer negócio. A Braskem acredita nisso e, desde seu nascimento, procura surpreender e direcionar suas estratégias e ações de acordo com as expectativas de cada um dos seus mais variados Clientes. Segundo Walmir Soller, responsável pelo Negócio de PP, essa postura traduz a cultura de Servir ao Cliente, que, na prática, motiva as equipes das mais di-


Capa • Geração Braskem 

versas áreas da empresa a entenderem as necessidades e aspirações de cada Cliente e a inovarem, para que todos cresçam juntos, desenvolvam novos mercados e mantenham negócios sustentáveis e lucrativos. “Essa atuação gera lucro para os Clientes, fortalece o setor e reforça ainda mais a parceria entre a Braskem e seus Clientes”, resume Soller. Isabel Figueiredo, responsável pelo Comercial, Exportação & Desenvolvimento de Mercados da UNIB, destaca que essa inovação intrínseca nas relações com seus Clientes, pautada pela TEO, sempre fez com que a Braskem fosse vista como uma parceira e não apenas como uma fornecedora para a cadeia do plástico. “Além disso, a estrutura de uma grande empresa aliada a essa atuação personalizada, baseada em delegação e confiança nas pessoas, oferece agilidade na resposta às demandas dos Clientes e do mercado”, completa.

7

Resultado: as conquistas da Braskem nesses 11 anos devem-se muito também à relação saudável, madura e sempre promissora que mantém com seus Clientes – tanto aqueles que trabalham com a empresa há 11 anos quanto aqueles que acabaram de se juntar à nossa família. “Temos muitos Clientes que acreditam em construir seu sonho junto com a gente desde a primeira hora. E há os que foram se unindo a nós ao longo da jornada, à medida que fomos nos ca-

Vamos fazer!

e“Vamos fazer” para cel Ao escolher o conceito eInt a cad e qu a atiz enf skem brar seus 11 anos, a Bra do ão raç sa história. “A elabo grante é protagonista des o de ação: reforçar o orgulh pir ins conceito teve como raabo col a tem ao tinuidade pertencimento e dar con s”, ano 10 s sso no s do ção emora ção, trabalhado na com erInt as nsável por Campanh conta Karina Lara, respo r po es ant egr agradecer aos Int nas. “Nosso objetivo foi ” m. ske Bra da o ria de sucess fazerem parte da trajetó zou erativa, a iniciativa mobili int sta po pro a um Com xiMé s, no Brasil, Estados Unido Integrantes da Braskem ram tra ilus e qu ticipar das fotos co e Alemanha. Para par r em es foram convidados a pô ant egr Int a campanha, os ecol iram un os fot as ão: aboraç prática o espírito de col a par 1 ro segurando um núme gas de trabalho, cada um anos. formarem os nossos 11

Parabéns, PVC 2 AL!

em da nova planta de PVC O início das operações de po AL 2 C ano. “Hoje, a PV Alagoas completou um rme o a par to du /ano do pro gerar 460 mil toneladas ela se , ção plia am a com so, cado brasileiro. Além dis misprodução de PVC do He de de ida un ior ma a u torno êlo, mp Ca l bra rco Aurélio Ca fério Sul”, orgulha-se Ma uziod “Pr as. go Ala ção da PVC responsável pela Produ ade alid qu com C, PV de resina mos quatro grades de tes internacionais.” superior à dos concorren érica produção de PVC na Am na r A Braskem é líde os tub de ção du pro a e de toda Latina. E mais da metad nosda C PV de ina res a liza e conexões do Brasil uti cres, contribuímos para o ma for a ess “D sa. pre sa em no to en eam , moradia e san cimento da urbanização érat Est r po vel nsá cin, respo país”, enfatiza Bruno Fac os. ílic Vin UN do rca Me de ência gia, Marketing e Intelig


8

  Geração Braskem • Capa

pacitando para servi-los. Hoje, precisamos de todos eles para seguir na trajetória de desenvolvimento da cadeia do plástico e de nosso crescimento”, conclui Edison Terra, responsável pelo Negócio de PE.

Nosso futuro Desde a sua origem, a Braskem assumiu o compromisso público de atuar pautada pelos princípios do Desenvolvimento Sustentável e de Saúde, Segurança e Meio Ambiente (SSMA). Ao longo dos seus 11 anos de existência, o discurso tomou forma em ações práticas e resultados contabilizados. Na questão de Desenvolvimento Sustentável, entre 2002 e 2012, a empresa reduziu em:

61% a geração de resíduos

11%

o consumo de energia

39%

a geração de efluentes

“Essas melhorias são conquistas que dão legitimidade à Braskem”, ressalta Jorge Soto, responsável por Desenvolvimento Sustentável. Ele lembra ainda que a empresa também vem trabalhando arduamente em cima do seu portfólio para desenvolver produtos cada vez mais sustentáveis. “Dessa busca surgiram PE e PP verdes feitos a partir de matéria-prima de fontes renováveis, identificados pelo selo I’m greenTM. E também a linha Maxio®, com resinas que oferecem maior eficiência à cadeia do plástico e minimizam o impacto ambiental no processo de transformação. Hoje, oferecemos 10 resinas de polipropileno e EVA nessa família, que une competitividade a sustentabilidade”, destaca. Esse compromisso da Braskem se faz presente também em sua contribuição à cadeia do plástico, a fim de que as soluções com produtos plásticos possibilitem a toda a sociedade uma vida mais sustentável. Entre os destaques estão o desenvolvimento de produtos mais acessíveis e que viabilizem soluções para os problemas da sociedade, como a de cisternas no Nordeste brasileiro, que ajuda a população a recuperar a água da chuva e, assim, enfrentar os meses de seca que atingem a região. Devemos destacar ainda a posição de benchmarking em SSMA que a Braskem ocupa no setor químico e petroquímico. Nos últimos 10 anos, houve uma redução de 91% na taxa de acidente com e sem afastamento. Um grande aliado nessa conquista é o SEMPRE, o sistema Braskem de Saúde, Segurança e Meio Ambiente cada vez mais utilizado nas operações da empresa no mundo. “O atendimento às diretrizes e aos requisitos do SEMPRE é um compromisso de todos os Líderes, Integrantes e Parceiros da empresa. É essa postura proativa e focada na disciplina que assegura que os resultados alcançados pela empresa sejam sustentáveis e direcionados à melhoria contínua, mesmo considerando-se as diversas aquisições ocorridas ao longo dos anos”, afirma Rita Carvalho, responsável pelo SSMA Corporativo.


pelas

unidades

ALAGOAS Academia e empresa, uma aproximação desejada: em sua 6ª edição, a Semana Braskem de Tecnologia e Inovação, que ocorreu de 12 a 16 de agosto, em Alagoas, contou com o apoio de importantes instituições de ensino, como a Universidade Federal de Alagoas (UFAL), o Instituto Federal de Alagoas (IFAL), o Centro de Estudos Superiores de Maceió (Cesmac) e o SENAI. “É uma oportunidade de aproximação entre a Academia e o setor privado. Aos professores e estudantes, possibilita maior compreensão das demandas do mercado de trabalho. Para a empresa, é uma chance de dar visibilidade à sua cultura”, ressalta Milton Pradines, responsável por Relações Institucionais de Alagoas. BAHIA 579 dias sem acidentes com afastamento: o que corresponde a 12,6 milhões de homem/hora trabalhados! Essa é a maior conquista da UNIB 1 BA, que segue rumo ao Estágio 3 do SEMPRE e se prepara para uma grande parada no próximo mês. “O resultado é valioso, pois demonstra a evolução da cultura de SSMA, a conscientização dos riscos envolvidos no ambiente de trabalho e o respeito de cada um dos nossos Terceiros e Integrantes com os nossos valores”, destaca Silvia Reis, gerente de Saúde, Segurança e Meio Ambiente (SSMA). “É uma vitória da equipe, Integrantes e Terceiros da UNIB 1 BA. O mais difícil agora é não cair na armadilha do sucesso, pois nosso desafio se renova a cada dia”, completa a diretora industrial Ana Carolina Viana. ESTADOS UNIDOS Um brinde à Segurança: Integrantes de duas unidades norte-americanas da Braskem também comemoraram importantes recordes em junho. La Porte, no Texas, não registra incidentes há três anos – nada menos do que 1.095 dias! Neal, West Virgínia, está há dois anos sem ocorrências. Em ambas as unidades, os Integrantes puderam celebrar seus respectivos marcos com almoços especiais de comemoração.

Integrantes Braskem Idesa

MÉXICO Sejam bem-vindos: a Braskem Idesa realizou a 4ª edição do Programa de Participação Pública – Casas Abertas nas cidades mexicanas de Coatzacoalcos e Nanchital, no estado de Veracruz. No total, o evento recebeu 221 visitantes, que puderam conhecer detalhes do polo que deve ser inaugurado em 2015 na região. Além de maquetes e fotos, foram mostradas as medidas de segurança que estão sendo tomadas, assim como as ações de mitigação de impactos e de monitoramento ambiental, entre outros detalhes. “É uma oportunidade para fornecer informação oficial e atualizada para diferentes segmentos da sociedade, como representantes de universidades e estudantes, imprensa, ONGs, fornecedores e público em geral”, afirmou Antonio Galvão, responsável de SSMA do projeto. SÃO PAULO Parabéns triplicados: a Braskem não foi a única a comemorar aniversário recentemente. A PE 8, localizada no Polo Petroquímico de Cubatão, completou 55 anos. Pertencente naquela época à Union Carbide, a fábrica foi inaugurada em julho de 1958, com a missão de produzir polietileno de baixa densidade. Hoje, a unidade produz 140 mil toneladas de resina por ano. No time de aniversariantes está também a Planta de Especialidades do ABC. Em agosto, comemorou-se os 40 anos da partida oficial para o início da produção de cumeno e tetrâmero. Atualmente, além desses dois produtos, são fabricados noneno, isoparafinas e as resinas Unilene e PIB (Polibutenos). Polo Petroquímico de Cubatão


Simplesmente

vital

Embalagens para medicamento (PE, PP e PVC)

A fim de manter a higiene, afastando os riscos de contaminação, ou até mesmo para garantir que o coração não pare de funcionar, o plástico acompanhou a evolução da Medicina e se tornou matéria-prima fundamental

Bolsas de soro (PP, PE e PVC)

Bolsas de sangue (PVC)

Equipo (PVC)

Cateteres (PVC)

Luvas (PVC)

Tubos de transfusão e hemodiálise (PVC)

Piso (PVC)

Fios de sutura (PP)

Vestuário descartável: jaleco, touca, calçado e máscara (PP)

Seringas (PP e PVC)

Conta-gotas, tampas e lacres (PP e PE)

Filmes para embalagens de seringas (PP)

Ampolas (PP)


O espírito inventivo e visionário não foi o único aliado dos cardiologistas que criaram o primeiro coração-pulmão artificial do Brasil, na década de 50. O plástico também estava lá, ajudando-os a viabilizar a invenção – uma máquina que mantém a circulação e a oxigenação do sangue fora do corpo do paciente durante a operação desses órgãos – e que, desde então, tem salvado muitas vidas. Atualmente, a novidade fica por conta do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia, em São Paulo. A instituição desenvolveu e já está testando um coração artificial composto de titânio, aço inoxidável e poliuretano. O dispositivo auxilia a circulação sanguínea enquanto o paciente aguarda o transplante de um coração natural. O plástico está presente ainda nos avanços da traumatologia, ao viabilizar a construção de próteses que substituem ossos e articulações, como quadril e joelho. As vantagens do uso do material vão desde os baixíssimos índices de rejeição do organismo até a sua resistência ao choque. Assim como nos casos citados acima, outras especialidades da Medicina evoluíram e, cada vez mais, fazem da matéria-prima uma parceira importante de profissionais de saúde e hospitais. Com seus diversos tipos de aplicações, o plástico tem colaborado para a evolução do tratamento médico. “O PVC é um dos materiais mais seguros para o uso medicinal”, destaca Bruno Faccin, responsável por Estratégia, Marketing e Inteligência de Mercado UN Vinílicos. Ele não está sozinho. Estima-se que cerca de 45% de todos os recursos utilizados na área sejam feitos dos mais diferentes tipos de plástico – polipropileno (PP), polietileno (PE) ou vinílicos (PVC). Tal preferência se justifica pelas vantagens apresentadas pelo material. “A resistência do PP oferece proteção tanto aos profissionais de saúde quanto aos pacientes”, explica Marcus Vinícius Trisotto, responsável pelo Marketing Estratégico de UNPOL. Rafael Piacenza, responsável pelo Marketing Estratégico de PE, complementa: “A versatilidade do polietileno permite a utilização do plástico em diversos processos”.

Plástico na Saúde • Geração Braskem 

11

Há anos, Vanusca Dalosto Jahno (foto ao lado), pesquisadora da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (PUCRS) e da Universidade Feevale de Novo Hamburgo (RS), dedica-se a estudos com polímeros na Medicina. “O uso do plástico na área médica sempre foi promissor. Com o aumento da expectativa de vida da população, o desenvolvimento e o uso desses polímeros na Medicina poderão colaborar para manter a qualidade de vida das pessoas”, justifica Vanusca. Uma de suas pesquisas é voltada ao desenvolvimento de membranas poliméricas, que, depois de implantadas no corpo humano, ajudariam na regeneração de tecidos e ossos. No futuro, a grande vantagem do uso desse tipo de material será a absorção gradual do implante pelo organismo, evitando rejeições.

Braskem premiada nos EUA Em abril, a unidade norte-americana de Neal conquistou o Prêmio Fornecedor Bronze oferecido pela Ethicon, subsidiária da Johnson & Johnson. Há mais de 30 anos, a Braskem é responsável pelo fornecimento de polipropileno à empresa, que fabrica suturas cirúrgicas. Junto com o prêmio, a Ethicon destacou alguns pontos positivos do desempenho da Braskem como fornecedor. Entre eles, o compromisso contínuo de firmar uma parceria de confiança e a proatividade na inovação e no desenvolvimento de equipamentos para melhorar cada vez mais os resultados. A empresa elogiou ainda as iniciativas da Braskem de “assegurar um ambiente mais seguro e produtivo sem comprometer a eficiência do processo”.


1

dia com

Uma analista de registro fiscal Atenção é uma característica essencial para Gilvana Farias de Omena, que, entre outras funções no trabalho, assegura o pagamento de fornecedores

Olho vivo nas informações

Diariamente, chegam às mãos de Gilvana Farias de Omena inúmeros recibos e notas fiscais (NFs), vindos de fornecedores de todos os cantos da Braskem. Essa documentação precisa ser triada, digitalizada e, por fim, registrada no SAP (Sistema, Aplicação e Produtos de Processamento de Dados). “O cumprimento correto das etapas assegura a liberação do pagamento de fornecedores e também a geração de informações fiscais, contábeis e financeiras para a empresa”, conta a analista de Registro Fiscal. “Preciso estar constantemente atenta a qualquer inconsistência de informação nesses documentos, como valor, descrição do serviço ou CNPJ errados e também verificar se há autorização do gestor do contrato para aquele pagamento.”

07:30

Gilvana chega à unidade CS 1 AL e, depois de ver seus e-mails, dá prioridade às pendências existentes, como as NFs que apresentaram divergências e que precisam ser devolvidas para verificação a fornecedores e responsáveis pelos documentos.

09:00

Constantemente, chegam recibos e NFs para pagamento de serviços e materiais, além de remessas ao Registro Fiscal, via malote, correios, usuários e fornecedores. Nesse momento, Gilvana faz a primeira triagem, verificando possíveis inconsistências.

A função da área Registro Fiscal faz parte do Centro de Serviços Compartilhados (SC), que presta apoio às unidades da Braskem no Brasil e no mundo. Ao todo, o SC responde por cerca de dez atividades de apoio às unidades da empresa, envolvendo Administração de Pessoas, Apuração e Recolhimento de Tributos, Cadastro de Fornecedores e Produtos, Guarda Documental, Contencioso Trabalhista e Tributário, Contabilidade Nacional, Contas a Pagar e Receber, Tesouraria Nacional e Internacional, além de cuidar da gestão financeira das sucursais e subsidiárias da empresa no exterior. Veja, a seguir, como é ser uma analista financeira da área de Registro Fiscal por um dia.

14:00

Os documentos aprovados são digitalizados e Gilvana faz nova checagem. Se nada for encontrado, é feito o registro fiscal de cada um deles no BPM (Business Process Management) e, depois, a efetivação no SAP. Posteriormente, ainda pode surgir divergência. Nesse caso, é gerado um “desvio”. Esse aviso de que há algo errado é enviado ao usuário responsável pelo pedido de compra, para correção. Em alguns casos, pode ser feito pela equipe de Tratamento de Desvio. O prazo de resolução é de cinco dias.

16:00

Diariamente, Gilvana gera um relatório para identificação das inconsistências entre os documentos recebidos e os que já estão disponíveis nos sistemas BPM e SAP. Ela visualiza ainda a Lista de Trabalho Central para verificar pendências e, em seguida, efetua a devolução da documentação com problemas.

Foco nas mudanças fiscais Edward Bell, Integrante da Braskem America, também precisa ser muito atento e bem informado. O analista tributário é responsável, por exemplo, por analisar relatórios de vendas, compras e estoques para registro fiscal, além de ler cuidadosamente de perto as publicações fiscais, em busca de alterações nas leis e nos regulamentos do setor. “Essas mudanças podem afetar os negócios da Braskem, por isso faço também o acompanhamento para saber se elas estão sendo comunicadas e implementadas dentro da empresa”.

Este material foi impresso em Vitopaper® - papel sintético produzido a partir de plásticos reciclados pós-consumo - pela Vitopel, maior produtora de BOPP da América Latina e Cliente da Braskem. Para cada tonelada de Vitopaper® produzida, deixam de ser enviados aos aterros e lixões 750 quilos de resíduos plásticos. Após utilizar este material, descarte adequadamente em recipiente destinado à reciclagem de plásticos. Desta forma, os resíduos poderão ser utilizados novamente para produção de Vitopaper®.


G45  
Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you