Issuu on Google+

Braskem na

Feiplastic Confira tudo o que aconteceu nos cinco dias de feira

jun 2013

44


Editorial

A palavra é sua Envie comentários sobre a revista, reportagens ou sugestões de pauta para: comunicacao_empresarial@braskem.com

Relação com o Cliente é nosso alicerce A participação da Braskem na Feiplastic evidencia o quanto nosso crescimento está atrelado ao crescimento dos nossos Clientes. Somos uma indústria em constante evolução; o desenvolvimento de produtos, serviços e mercado é componente fundamental da nossa estratégia. Mas temos de ir além: é preciso ter em mente que nos relacionamos com pessoas e, portanto, o estabelecimento de uma relação de confiança com cada Cliente é o alicerce do nosso negócio. O resultado da Braskem está no Cliente e depende da nossa capacidade de agregar valor aos produtos e serviços, em busca de oportunidades com foco nas demandas e necessidades da cadeia do plástico. A inovação, portanto, começa na interação com o Cliente, tendo como premissas humildade para aprender e foco em identificar possibilidades que nossas equipes de desenvolvimento traduzirão em novidades para atender às demandas do mercado. Tudo isso se resume em duas palavras: parceria e confiança. É preciso transmitir ao Cliente que nos importamos com o desenvolvimento de sua empresa tanto quanto com o da nossa. E isso vale especialmente nos cenários menos favoráveis, quando cresce a importância de fazermos valer nossa posição de liderança em benefício de toda a cadeia produtiva. Nosso estande na Feiplastic e todas as ações que apoiamos durante o evento sustentam esse objetivo e a busca da liderança com foco no espírito de servir aos nossos Clientes, capturando as oportunidades existentes no presente e no futuro.

Luciano Guidolin VPE – Unidade de Poliolefinas, Comperj e Renováveis

EXPEDIENTE

“A participação na Feiplastic evidencia o quanto nosso crescimento está atrelado ao crescimento dos nossos Clientes”

Responsabilidade Corporativa: Marcelo Lyra, RAE de Relações Institucionais e Desenvolvimento Sustentável Editor Responsável: Nelson Letaif Coordenação: Priscila Boccia e Mayara Thomazini Apoio Editorial: Ligia Maia Vannucci Produção Editorial: Ketchum Estratégia Colaboradores: Andréa Teixeira, Lucila Cardenas, Nahia Nader, Stacy Torpey e Yuri Tomina Projeto Gráfico: Keenwork Design Fotos: Banco de Imagens Braskem, COBAPLA e Pacifil, Maria Teresa Chong, Philipe Medeiros, Rogério Lorenzoni. Tiragem: 7.260 exemplares


Soluções

Inovadoras

Prêmio Destaque • Geração Braskem 

3

As mentes por trás da invenção: Ivo Andrei Oliveira Lino Lima, Diercio Galdino da Silva Neto, Alex Turra Borges, Alcides Lopes Brasileiro Neto e Felipe Correa Lima Sales

Conheça a nova técnica de inspeção que gera economia e mereceu o primeiro lugar na categoria Soluções Inovadoras do Prêmio Destaque 2012 Um problema recorrente em alguns fornos de pirólise preocupava os Integrantes da UNIB 1 BA, que vinha obtendo baixa performance operacional, chegando, em alguns casos, a intervenções para reparo. Esses equipamentos são utilizados para craquear as cargas (nafta, GLP ou etano), gerando uma mistura de hidrocarbonetos leves (eteno, propeno, butadieno, benzeno, tolueno e xileno), os principais produtos dessa unidade, que serão separados nos equipamentos subsequentes. A falha ocorria por conta de um defeito bem no “coração” dos equipamentos, ou seja, as serpentinas de craqueamento que ficavam excessiva e prematuramente deformadas e desalinhadas por causa das altas temperaturas (de 1.000°C a 1.200°C), apesar de terem sido fabricadas justamente para resistir a tamanho calor. “O tempo de vida útil dessas serpentinas costuma ser de seis anos, mas, em questão de meses, percebíamos as deformações e os desalinhamentos excessivos”, conta Ivo Andrei Oliveira Lino Lima, coordenador dos especialistas da Engenharia de Projetos da Diretoria de Empreendimentos (DE). Hoje a razão do transtorno é conhecida, mas, até que o mistério dos fornos fosse solucionado, foi necessário um trabalho árduo de investigação – digno de prêmio. Tanto é assim que a criação da Técnica de Inspeção para Verificação do Desalinhamento das Serpentinas dos Fornos de Pirólise não

O que é pirólise? É o processo de transformação, por aquecimento, de uma mistura em outra substância.

apenas apontou um defeito de fábrica dessa peça vital, como também foi a vencedora do nosso Prêmio Destaque 2012, na categoria Soluções Inovadoras. Eureca! Uma força-tarefa com representantes do fabricante das serpentinas e Integrantes da Braskem das áreas de Engenharia de Projeto, Suprimentos, Montagem, Produção e Manutenção investigou durante meses todas as etapas do processo dentro da unidade, mas nada foi identificado. “Foi então que criamos uma nova técnica de inspeção com içamento da serpentina e medição a laser para verificar o alinhamento na etapa de fabricação. O método desenvolvido pela Braskem permitiu deixar a peça na mesma posição em que ela fica dentro do forno. Só assim localizamos o erro, que era de fabricação da serpentina”, ressalta Alcides Lopes Brasileiro Neto, engenheiro da Construção e Montagem da Diretoria de Empreendimentos (DE). “Acionamos o fabricante e repassamos nossa técnica a ele. Agora, a serpentina só é enviada para a Braskem após ser aprovada pela inspeção que criamos”, destaca. Resultado: a técnica tornou-se parte essencial da avaliação de qualidade na fábrica que produz as serpentinas e, de quebra, trouxe para a Braskem uma economia de cerca de R$ 5 milhões por ano – montante que estava sendo destinado aos frequentes reparos das peças na UNIB 1 BA. Hoje, a solução premiada é parâmetro a ser seguido por todas as unidades da empresa.


4

  Geração Braskem • Capa

Presença de

sucesso na Feiplastic Com estande interativo focado nas inovações e parcerias desenvolvidas com os Clientes, a Braskem destaca o plástico como solução em benefício da sociedade ções do plástico em benefício à sociedade. Vitrine para estimular os negócios e ponto de encontro “Esse trecho da música expressa bem o nosso posicionade especialistas de diversos países, a Feiplastic (Feira Internamento: ‘vou te contar’ o que nós fazemos juntos. Ou seja, cional de Plástico, antiga Brasilplast) é o principal evento do queremos mostrar o que somos capazes de realizar junto setor na América Latina. É, portanto, a cada dois anos, a princom os nossos Clientes, Integrantes e Parceiros, reforçando a cipal oportunidade que a Braskem tem para se aproximar ainquestão da colaboração. Afinal, como diz a música ‘é imposda mais das empresas do segmento e receber seus Clientes. sível ser feliz sozinho’”, ressalta Cláudia Bocciardi, responsáCom o maior estande da feira, ocupando uma área de vel pelo Marketing Institucional. 2.034 m2 e estrategicamente localizado, conseguimos atrair uma média de 1.100 visitantes por dia. Líder das Américas em produção de resinas termoplásticas e maior fabricanNossas novidades te de biopolímeros do mundo, nossa empresa não pouNesta edição da Feiplastic, a Braskem optou por explopou esforços para destacar sua forte atuação em pesquisa rar integralmente o seu portfólio, distribuído em 26 catáe desenvolvimento de novos produtos e possibilidades de logos digitais disponibilizados para envio eletrônico através aprimoramento de seu portfólio. de tablets fixos nas mesas de atendimento do estande. Os Para que isso fosse possível, os esforços começaram visitantes puderam conhecer as diferentes aplicações das com a escolha da identidade visual desse espaço. Com as resinas de PP, PE e PVC nos produtos expostos em uma vitricores da empresa e o mote que marcou as ne criada especialmente para moscomemorações dos 10 anos em 2012, surtrar o plástico aplicado em soluções “Vou te contar preendemos os visitantes com um pouco para embalagens, lazer, construção Os olhos já não podem ver de poesia para falar de química, inovação e civil, automobilístico, entre outros, Coisas que só o coração pode sustentabilidade. Frases da música Wave, do bem como nos fabricantes de máentender compositor e maestro Tom Jobim, deram o quinas que trabalharam maciçaFundamental é mesmo o amor tom da visita e convidavam cada interessamente com as nossas resinas. É impossivel ser feliz sozinho” do a conhecer um pouco mais da história da O grande destaque foi o selo (trecho da música Wave de Tom Jobim) Braskem, suas inovações e as diversas aplicaBraskem Maxio®, criado para dife-


Com um estande de 2.034 m2 de área, a Braskem recebeu 1.100 visitantes por dia

Capa • Geração Braskem 

renciar as resinas da companhia que oferecem maior eficiência produtiva e minimizam o impacto ambiental durante o processo de transformação do Cliente. Atualmente, 10 resinas de polipropileno e EVA recebem o selo, oferecendo benefícios como: • Diminuição do consumo de energia, com o processamento a temperaturas mais baixas; • Aumento da produtividade, podendo eliminar algumas etapas produtivas; • Redução no uso de matéria-prima, sem alteração das propriedades do produto final. O desenvolvimento do selo Braskem Maxio® materializa a busca constante da Braskem para aprimorar seus processos e produtos, com o objetivo de oferecer sempre a melhor solução para os Clientes. A novidade destaca nossa estratégia de desenvolvimento sustentável, a exemplo do que foi feito com o selo I’m greenTM, empregado para identificar resinas feitas a partir de matéria-prima de fontes renováveis, lançado na edição anterior da feira e que, hoje, é uma realidade de mercado. Em Renováveis também houve lançamento: durante a feira foi anunciada uma nova linha de PE Verde de baixa densidade (PEBD), que estará disponível para o mercado em 2014. Para viabilizar a produção de aproximadamente 30 mil toneladas, serão realizados investimentos para a interligação das unidades de Eteno Verde e a PE 4 RS. Foram escolhidos dois diferentes tipos de tecnologia – Autoclave e Tubular – para possibilitar a produção de resinas com diferentes características e que permitam atender a uma maior variedade de aplicações. Outra novidade mostrada na Feiplastic foi o lacre de plástico para latas de bebidas, lançado pela Cerve-

5

Totens: catálogos de produtos, Braskem Maxio®, Desafio de Design Odebrecht Braskem, Parcerias, cases do Programa Visio

jaria Colônia. A solução, desenvolvida em parceria com a Companhia Brasileira de Embalagens (CBE), garante a vedação completa da parte superior da lata, uma vez que não há risco de deslocamento durante todas as etapas de transporte da fábrica até o consumidor final. Com isso, o lacre pode ser aplicado ainda na linha de produção após a lata passar por lavagem e esterilização. O grande benefício é oferecer segurança alimentar ao produto, que, totalmente limpo e vedado, estará pronto para o consumo imediato após a compra. A previsão é que a novidade esteja disponível no mercado a partir de setembro, quando as bebidas serão lançadas no mercado.


6

  Geração Braskem • Capa

ória da Braskem

Túnel do tempo com a mem

Pioneirismo Sustentável Dando mais um passo em direção ao desenvolvimento sustentável, a Braskem foi a primeira companhia brasileira do setor a tornar pública a Pegada de Carbono de seus produtos, com a divulgação dos dados de emissão de Gases de Efeito Estuda (GEE) das resinas de polipropileno, polietileno – baixa densidade, baixa densidade linear e alta densidade – e PVC. Ainda muito desconhecido pela maior parte da sociedade, o estudo da Pegada de Carbono permite a avaliação do total de emissões de GEE liberado na produção de um determinado produto ou na realização de uma atividade. “Desta forma, disponibilizamos ao público uma informação importante como apoio à decisão de escolha por produtos e processos com menor impacto nas mudanças climáticas”, comenta Jorge Soto, responsável por Desenvolvimento Sustentável na Braskem, que apresentou esses dados numa coletiva de imprensa durante a Feiplastic. A coletiva contou também com a participação de Keyvan

Macedo, Gerente de Sustentabilidade da Natura, como um membro da nossa cadeia de Clientes, que reforçou como esse tipo de informação é relevante para suas decisões empresariais e de Alexandre Comin, diretor do MDIC, que destacou como esta iniciativa se encaixa com a estratégia do governo brasileiro para fortalecer a economia de baixo carbono. Para a nossa empresa, a divulgação da Pegada de Carbono é uma maneira transparente de demonstrar o impacto ambiental dos nossos produtos, compará-los a outras alternativas e identificar oportunidades para redução das emissões.

Ponto de encontro

A Braskem distribuiu mais de 2.500 credenciais da Feiplastic aos seus Clientes e pode recebê-los em sua “casa na feira”. O estande da empresa abrigou 26 salas de reunião e um auditório para 50 pessoas, onde foram realizadas 21 palestras ao longo da semana. “O objetivo era compartilhar com os Clientes do setor de transformação as melhores práticas, tendências de mercado e oportunidades de novos negócios, levando à cadeia do plástico mais competitividade e capacitação”, conta Maria Renata Vaz, responsável pelo Marketing Durante a feira, a Braskem patrocinou duas ações que foram destaques: a Opede Poliolefinas. ração Reciclar e o “Papa Cartão”.  A primeira, sob a coordenação da Plastivida Luciano Guidolin, VPE – Unidade Poliole(Instituto Socioambiental dos Plásticos), teve como objetivo posicionar-se e consfinas, Comperj e Renováveis, também define cientizar as pessoas sobre a reciclagem do plástico e suas propriedades. A ação o evento como uma oportunidade especial “Papa cartão” complementou a Operação Reciclar, ao coletar e triturar, na saída para a Braskem. “Durante os cinco dias da da feira, as credenciais utilizadas pelos visitantes. Parceria entre o Instituto do Feiplastic, é possível contatar um número PVC e a R. S. de Paula, empresa fabricante de cartões, o processo foi realizado grande de Clientes, para reforçar o nosso em estações coletoras, disponibilizadas no pavilhão de exposição. Além disso, a compromisso com a cadeia do plástico e a Braskem patrocinou a Conferência Feiplastic, um evento simultâneo à feira, que criação conjunta de valor”, enfatiza. reuniu os profissionais de toda a cadeia produtiva do plástico para promover o Como ressalta Marcelo Cerqueira, VPE debate sobre tendências, alternativas e soluções para os atuais desafios do setor.


Parcerias com Clientes Carteiras do auditório - Qforma (Grupo Fortlev) Cerveja Colônia com Lacres de PE – CBE

Capa • Geração Braskem 

7

Balas com embalagem de BOPP – Serviplas Revestimento externo do estande com chapas de PP – Plascony Sacolas PE Verde – Nobelpack Porta-copos de PVC reciclado – Instituto PVC

28

parcerias com fabricantes de equipamentos operando com resina Braskem

– Unidade Vinílicos, foi por conta desse compromisso com o setor que a entrada em operação da Planta de PVC Alagoas, no ano passado, marcou a história da Braskem como grande fornecedora desse insumo no mercado brasileiro. “Essa planta é um investimento importante, pois havia uma grande ansiedade da cadeia de produção do PVC por mais produto. Hoje, estamos disponibilizando mais de 200 mil toneladas de PVC por ano aos nossos Clientes”, informa Cerqueira. Para Rui Chammas, VPE – Unidade Petroquímicos Básicos, a Feiplastic é um ponto de encontro essencial da Braskem com seus Clientes: “É quando podemos mostrar as nossas inovações, a nossa estratégia e a nossa maneira de servir ao mercado, que está materializada no Visio, nosso programa de atendimento de excelência comercial”, afirma.

Viagem muito especial Esta edição da Feiplastic também teve significado especial para 35 Integrantes. O grupo, com representantes das unidades brasileiras da Braskem, foi trazido a São Paulo para participar do evento e, assim, ver de perto como a colaboração deles é fundamental para o sucesso da empresa. Ana Paula Azevedo dos Reis, operadora sênior da PE 2 BA, confessa que se emocionou ao ver a força da Braskem no evento. “Pudemos visitar os estandes de Clientes e ver as nossas resinas, inclusive a que produzimos em minha unidade, sendo aplicadas em diversos processos industriais. Foi uma oportunidade única. Sinto-me recompensada pela minha dedicação profissional e orgulhosa por fazer parte da história de sucesso da nossa empresa”, diz. Técnico sênior de Manutenção e Planejamento da UNIB 3 ABC, Renato da Silva se surpreendeu: “Fiquei impressionado com o tamanho do nosso estande, a organização e a

Renato, Ana Paula, Emanuel, Luiza e Heitor contam para nós o que viram

recepção que nos foi dada. Além disso, a visita à Feira me possibilitou conhecer toda a cadeia do plástico e constatar o grande número de empresas que dependem do nosso trabalho. Isso, sem dúvida, fez com que eu me sentisse ainda mais valorizado como Integrante da Braskem”. Sentimento semelhante teve Emanuel F. Messias Barbosa, operador sênior de PVC 2 AL. “Fiquei admirado!”, resume, ao ser perguntado sobre sua experiência na feira. Ele acrescenta que, embora já conhecesse bem a Braskem, ao visitar a Feira, percebeu a real dimensão do plástico em nosso cotidiano e, consequentemente, a importância que a empresa tem dentro deste mercado. “Estamos entre os melhores do mundo e isso é um estímulo extra para o meu trabalho. Quero compartilhar essa vivência com os meus colegas de unidade e estimulá-los também”, comenta. Heitor Brasil da Silva, técnico de Operação da PP 5 DCX, também quer repassar o conhecimento profissional adquirido na Feiplastic. “Ao ver o uso prático das resinas produzidas pela Braskem, percebi que a busca constante pela qualidade deve ser o foco principal do trabalho de todos os Integrantes”, afirma. “Os produtos que fabricamos são transformados por nossos Clientes e qualquer desvio durante o nosso processo impactará diretamente nos resultados deles. Devemos nos empenhar diariamente para que isso não aconteça, buscando sempre a melhor maneira de servir ao Cliente.” “Sei que sou privilegiada por esta oportunidade”, comemora a operadora pleno da UNIB 2 RS, Luisa Scheibler da Silva. “Somente aqui, devido à grandiosidade da participação da Braskem na Feiplastic, percebemos que somos parte de uma empresa de classe mundial e inovadora”, conclui.


8

  Geração Braskem • Pesquisa de ambiente

Trabalhar na

Braskem

Confira o que respondeu a maioria dos mais de cinco mil participantes da segunda Pesquisa de Ambiente de Trabalho O primeiro resultado positivo da Pesquisa de Ambiente de Trabalho realizada este ano em todas as unidades da Braskem foi a quantidade de participantes no Brasil e no exterior. Ao todo, mais de cinco mil Integrantes responderam voluntariamente ao questionário online da consultoria Great Place to Work®, o que representou 77% de retorno e um aumento de oito pontos percentuais em relação ao ano de 2011. “Isso mostra que a maioria de nós está disposta a compartilhar sua opinião e suas expectativas e, principalmente, a contribuir com melhorias na empresa”, acredita Paula Tamura, da equipe de Atração e Diversidade, responsável pela condução da pesquisa. Outro dado que comprova o empenho de todos, Líde-

é...

res e Integrantes, em construir um Ambiente de Trabalho cada vez melhor foi o aumento das notas de avaliação em cada quesito: em 92% das questões, as notas subiram em comparação à pesquisa anterior. Segundo Daniela Panagassi, Líder de Atração e Diversidade, o bom resultado deve-se especialmente à dedicação dos Líderes para fortalecer a relação com seus Liderados, que é fundamental para a construção de um ambiente de trabalho mais saudável. Além disso, várias ações foram implementadas pela Braskem nos últimos dois anos com o objetivo de esclarecer questões apontadas na pesquisa de 2011, como a capacitação dos Líderes sobre a política de remuneração e promoção, e respectiva comunicação para todos os Integrantes. Os programas de desenvolvimento de Líderes, por sua vez, mantiveram foco na formação de Líderes educadores e empresários cada vez melhores, que, alinhados as nossas concepções filosóficas, formam novas gerações. “Através dos resultados da pesquisa de 2013 vemos como evoluímos”, destaca Daniela. Os esforços para seguir evoluindo vão continuar. Há planos de ação, com foco nas oportunidades de melhoria, que estão sendo traçados a partir dos resultados


Pesquisa de ambiente • Geração Braskem 

...sentir orgulho da empresa (para 84% dos Integrantes)

...ter uma relação de confiança com a liderança (77%) ...saber que os Líderes compartilham seus conhecimentos e informações relevantes (70%)

da última pesquisa e devem começar a ser implantados nos meses de setembro e outubro. Após análise, as ações corporativas definidassão: I) a construção, o alinhamento e a comunicação do Propósito e Visão da Braskem para os próximos anos, de forma a esclarecer e engajar ainda mais todos Integrantes para o crescimento de uma das maiores indústrias do setor petroquímico mundial; II) aumentar o reforço no conhecimento, no entendimento e na prática da TEO; III) reforçar a estratégia de formação de Líderes Educadores e de Melhores Empresários, através de ações de Educação Pelo Trabalho e de programas de Educação Para o Trabalho. Está previsto, a cada três meses, um acompanhamento de todas essas ações.

Saiba mais sobre nosso ambiente de trabalho Foi distribuído em todas as unidades da Braskem um folder com os principais indicadores da Pesquisa de Ambiente 2013. Além disso, no Braskem View você encontra um espaço dedicado à Pesquisa (Você > Ambiente de Trabalho > Brasil), com todo o histórico do programa de ambiente e os planos de ações.

9

Em quais pontos podemos melhorar? Quando se fala de oportunidades de desenvolvimento profissional e de reconhecimento pelo trabalho, a maioria dos Integrantes – mais de 59% dos que responderam a pesquisa – disse estar satisfeita com o que a empresa oferece. O percentual, aliás, é maior do que foi verificado em 2011, mas o objetivo da Braskem é atuar para que o ambiente seja melhor a cada dia e, consequentemente, tenhamos melhores resultados nas próximas pesquisas. Dentre as oportunidades de melhoria, destacam-se também os seguintes desafios para os Líderes: dedicarem mais tempo e presença aos seus Liderados; ampliarem a prática do feedback; fortalecerem ainda mais a disciplina na condução do ciclo PAAJ; e se comunicarem mais frequentemente com suas equipes para que as informações cheguem no momento certo. Isso tudo demonstra o quão fundamental será mantermos o contínuo reforço da prática da TEO no dia a dia. Há também oportunidade para que o Integrante esteja mais presente junto ao seu Líder, com motivação para aprender, garra e persistência para que todos sintam-se cada vez mais realizados na organização.


10

  Geração Braskem • Plástico na agricultura

Força extra à

safra

Seja em uma simples ferramenta, seja na tecnologia para armazenar grandes quantidades de grão, o plástico vem se tornando essencial na agricultura moderna

Silo bolsa

Mulching Estufa

Você sabia que uma boa colheita conta não só com a experiência do agricultor, a qualidade do solo, o clima da região e a quantidade de recursos tecnológicos à disposição? Hoje o agronegócio conta com um aliado imbatível: o nosso plástico! Diversos produtos plásticos contribuem para aumentar a eficiência do cultivo, reduzindo custos e perdas. “O plástico é um material muito usado no agronegócio. Algumas de suas aplicações, inclusive, já estão bem incorporadas a essa atividade no Brasil e no mundo, como na irrigação e na cobertura de estufas. E existem outras que estão em fase de consolidação no país, por exemplo, o silo bolsa”, afirma Ana Paiva, da equipe de Desenvolvimento de Mercado da Unidade Poliolefinas, Comperj & Renováveis. Conheça algumas das soluções desenvolvidas por nossos Clientes, em parceria com a Braskem: Silo bolsa – grandes bolsas de polietileno que podem armazenar cerca de 200 toneladas de grãos e são facilmente manuseadas na hora do carregamento. Elas asseguram as propriedades originais do produto, que não corre perigo

de sofrer perdas por variação de umidade, ataque de insetos ou danos por fungos. Além da rápida instalação, pois não precisa de nenhum tipo de estrutura física como suporte, o silo bolsa tem como principal vantagem o baixo custo, principalmente quando comparado aos silos tradicionais. Mulching – mantas (ou filmes) são colocadas sobre o solo na lavoura para evitar o crescimento de ervas daninhas que competem com a cultura pelos nutrientes disponíveis e prejudicam seu desenvolvimento. Com isso, é reduzida a necessidade de agroquímicos. Outra vantagem é que o mulching retém mais a umidade do solo, permitindo o desenvolvimento mais rápido de alguns cultivos e, consequentemente, maior retorno financeiro ao agricultor. Estufa – filmes plásticos são utilizados para fazer a cobertura e o fechamento das laterais desse sistema. Dessa forma, as condições climáticas do ambiente interno podem ser completamente controladas pelo produtor, de acordo com as necessidades de cada cultura, maximizando sua produtividade. Irrigação por gotejamento – a tecnologia utiliza tu-


Plástico na agricultura • Geração Braskem 

11

bos de polietileno para levar água a cultivos em áreas onde sua disponibilidade não seja suficiente, principalmente em regiões de seca. Tanque grande para armazenamento de água – feito de polietileno, apresenta forte resistência ao impacto e a ações químicas e do tempo. Permite a estocagem de água, principalmente em regiões onde há escassez desse recurso natural. Outros usos do plástico – algumas peças de máquinas agrícolas e brincos de identificação de animais podem ser fabricados em polietileno. Entre as vantagens para o agricultor estão o baixo custo e a alta resistência oferecidos pelos produtos feitos a partir dessa resina.

Rally da Safra, uma corrida diferente Um dos principais eventos do agronegócio no país, o Rally da Equipes do Rally da Safra colhem informações sobre as lavouras de milho e soja, levantando questões que impactam as duas culturas Safra 2013 contou com o apoio da Braskem junto com a Pacifil, uma empresa do Grupo Suzuki que, além de ser grande parceiro da Braskem na utilização do PE Verde, também atua oferecendo tecnologia de ponta ao setor, como o silo bolsa. A ação, realizada desde 2004, é um levantamento técnico privado que avalia as condições das lavouras de soja e milho no Brasil. Na edição 2013, o Rally contou com sete equipes em campo, que visitaram quatro estados brasileiros e 15 cidades, em um total de 4.500 quilômetros percorridos entre janeiro e março. Formadas por técnicos, inclusive agrônomos, essas equipes entram em contato direto com agricultores e líderes regionais para obter informações sobre questões que impactam as duas culturas: motivos que afetam o bom desempenho da lavoura, melhor época para negociar a safra e logística de produção, entre outras. Durante o evento, Braskem e Pacifil aproveitaram para divulgar o silo bolsa de polietileno na região, que é responsável por quase 70% da produção nacional de soja e milho. “Nosso foco foi conhecer de perto as necessidades dos agricultores, aproveitando a oportunidade para divulgar a solução inovadora, diferenciada e rentável que o silo bolsa é conta Hugo Mesquita Rocha, Integrante da Braskem que participou da iniciativa. “O silo bolsa é bem recebido e, cada vez mais, o agricultor se convence que esta é uma excelente alternativa, ainda mais em tempos em que os custos de transporte e armazenagem são importantes.”


pelas

Giro

unidades

BAHIA SSMA, um valor para todos: a UNIB 1 BA bateu um recorde importante ao registrar 0,55 acidente em 1 milhão de horas trabalhadas em 2012. A taxa, baixíssima, é resultado do trabalho constante de conscientização. Em março passado, 15 empresas terceiras, que prestam serviços à unidade, e os gestores desses contratos foram homenageados pelo ótimo desempenho em SSMA registrado em 2012. O objetivo é estabelecer um ambiente motivador para a melhoria contínua das práticas e do desempenho em SSMA em todos os níveis da operação. MÉXICO Começam a ser preparados os futuros operadores e técnicos: a inauguração do complexo petroquímico da Braskem Idesa, no estado de Veracruz, está programada para meados de 2015, mas a capacitação dos seus futuros operadores e técnicos já começou em maio deste ano. O programa de formação profissional seguirá o mesmo modelo aplicado no Brasil em parceria com o SENAI (Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial) e

contará com o apoio da Universidad Tecnológica Del Sureste de Veracruz (UTSV). Esse primeiro grupo de 150 alunos terá treinamento específico voltado para a montagem e para os preparativos que colocarão a planta em funcionamento, durante cinco meses. Até o início das operações, a previsão é que 400 operadores sejam capacitados para atuar diretamente na nova unidade.

RIO GRANDE DO SUL Criatividade protegida: o Programa de Incentivo aos Inventores da Braskem estimula a proteção do capital intelectual desde 2011. Em maio, a iniciativa reconheceu 25 Integrantes que depositaram pedidos de patentes no Brasil e no exterior em 2012. A homenagem foi feita durante um jantar, realizado em Porto Alegre, com a presença de vários Líderes da empresa, entre eles, o LE Carlos Fadigas e Edmundo Aires, RAE de Inovação e Tecnologia Corporativa. ALEMANHA 11 anos sem acidentes: a conquista é da unidade alemã PP 11 Wesseling. E sabe qual a chave desse desempenho? Uma forte cultura de prevenção de acidentes e disciplina, que é seguida por todos os Integrantes desde a montagem e a partida da planta, há mais de dez anos. Tal comportamento favorece a constante percepção de risco e o cumprimento de todos os procedimentos e diretrizes do sistema de gestão de SSMA. “Sabemos que é importante estimular os Integrantes a cuidarem não só de si, mas também da segurança dos colegas”, executando qualquer atividade com o máximo de atenção e segurança. Para isso, temos como rotina checar todos os procedimentos, investir em treinamentos constantes e iniciar todas as reuniões abordando o assunto segurança. É a combinação de todas essas ações que reduz os riscos diários e leva ao sucesso”, ensina Hans-Jürgen Buchmann, responsável Industrial da unidade.

Este material foi impresso em Vitopaper® - papel sintético produzido a partir de plásticos reciclados pós-consumo - pela Vitopel, maior produtora de BOPP da América Latina e Cliente da Braskem. Para cada tonelada de Vitopaper® produzida, deixam de ser enviados aos aterros e lixões 750 quilos de resíduos plásticos. Após utilizar este material, descarte adequadamente em recipiente destinado à reciclagem de plásticos. Desta forma, os resíduos poderão ser utilizados novamente para produção de Vitopaper®.


G44