Page 1

Relatório de fiscalização CAPS i – Camaragibe Rua Afonso Pena, 81 – A - Timbi

Por determinação deste Conselho fomos ao estabelecimento acima identificado verificar suas condições de funcionamento. Trata-se de uma unidade de saúde pública municipal, integrante da rede de atenção em Saúde mental, especializada no atendimento para crianças. Ao buscar dados no CNES, verificamos a existência de cadastros, com numeração distinta (como nas imagens acima). No local, foram identificadas funcionamento do serviço:

as

seguintes

condições

dois de

ROTINAS •

Trata-se de CAPS tipo II, que atende 02 turnos

Gestão da unidade é recente, com 03 meses

Casa é alugada

Maior parte da equipe é contratada

Equipe cadastrada no CAPS i CNES 5481511: Médica Psiquiatra: MAGDA COELHO DA CUNHA PEDROSA - CRM 7073 (especialidade não está Página 1 de 4


registrada). Pediatra: ALBA VALERIA NEGROMONTE NOGUEIRA – 10317 (especialidade não registrada)

Fonte: CNES

Equipe cadastrada no CAPS i CNES 6502458: JULIANA DE OLIVEIRA CARNEIRO DA CUNHA – 13844 (especialidade registrada)

Fonte: CNES

Atende autismo, hiperatividade e outras condições de sofrimento mental em crianças de 0 a 16 anos e 11 meses

Possuem quadro de atividades e mais 02 grupos de AD

Problema maior é um adolescente com quadro psíquico e Álcool e Drogas (AD). Onde atender? Em um CAPS AD ou no CAPS i?

Equipe multiprofissional com psicólogo, assistente social, pediatra, pedagogo, psiquiatra, terapeuta ocupacional, enfermagem, técnica de enfermagem, arte-educador e serviços gerais

Reuniões de equipe são regulares e o trabalho é coletivo.

Ambiente acolhedor

Muitas situações de violência terminam por envolver serviço social através de Centro de Referência de Assistência Social (CRAS)

Há visita domiciliar e Matriciamento

Equipe aguardando seleção pública simplificada

Até final do mês estava com 178 pacientes

São formados grupos com seis às sete crianças. Há 04 grupos de altistas de 0 a 4 anos, que implica na maior demanda para o CAPS i, em termos de grupos Página 2 de 4


02 vezes por semana reúne grupos com famílias. As mães são estigmatizados com problemas de auto cuidado, e demandam atenção do serviço

ESTRUTURA •

Não possui rampa para cadeirantes

Sala da gerência equipada, com materiais educativos e rotinas institucionais

Sala da equipe técnica com mesa para preenchimento prontuários, climatizada, com escalas afixadas

SAME organizado

Rotinas afixadas nas paredes

Possui banheiro único para os sexos

Conta com materiais para crianças com entretenimento lúdico, como jogos e materiais de arte\ pintura

1º piso com acesso exclusivo por escada sem corrimão. Há risco de queda

No piso superior há 01 sala com TV, 02 colchões, almofadas e ventilador. É uma sala de vídeo com banheiro anexo

Conta com Ludoteca

Ainda no piso superior conta com a sala para atendimento com duas cadeiras, mesa, cadeira para profissional de saúde, papéis e impressos. Há ainda outra sala semelhante com porta para um almoxarifado

Conta ainda com uma área de refeições nesse 1º piso, com 01 mesa maior e outra para crianças menores

Há ainda uma sala para consultório com cama de privacidade

Copa com botijão de gás no meio da cozinha. Conta com retaguarda de nutricionista do NASF e fornece alguns lanches às crianças, mas não fornece almoço

Farmácia estava sem Levozine (Maleato de Levomepromazina) nem Neuleptil (periciazina)

atendimento ou para grupos, solteiro, mas com condições

de

01 de

Página 3 de 4


Nos bastidores da unidade, piso térreo, fica a farmácia e uma mesa ampla para trabalhos coletivos e educativos

Considerações finais: Diante das condições de provisoriedade em relação à casa alugada e equipe contratada, fica difícil a compreensão dos objetivos da política pública municipal em saúde mental de Camaragibe. Será que seria possível imaginar alguma retração nessa demanda crescente, ainda acumulada pelo uso de Álcool e outras drogas pela população adolescente? Mesmo considerando o processo de trabalho no local que parece bastante ativo, apesar de contratos frágeis, sem concurso público, a estrutura com problemas como o botijão de gás e o acesso por escada ao primeiro piso, sem corrimão com risco de queda, o problema verificado com múltiplos registros para o mesmo serviço ante o CNES, o conceito final para este serviço seria “D” Camaragibe, 20 de março de 2014 Otávio Valença - médico fiscal

Página 4 de 4

Relatório de fiscalização CAPS Camaragibe (20.03.14)