Page 1

EDIÇÃO 21 - GOIÂNIA, SETEMBRO DE 2017

CRECI-GO CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS 5ª REGIÃO / GO

CORRETOR DE IMÓVEIS: profissão mais viva do que nunca Perspectivas do mercado imobiliário e crescimento no número de profissionais indicam prosperidade da carreira

ENQUETE

Personalidades ressaltam a importância do corretor de imóveis

CRECI JOVEM

Conselho institui comissão de recepção a novos profissionais

ESPECIAL

Confira como foram as comemorações do Mês do Corretor de Imóveis


2 | Painel Imobiliรกrio


PALAVRA DO PRESIDENTE

Estamos construindo a profissão que queremos? Esse ano a profissão de corretor de imóveis completa 55 anos de regulamentação. Desde o reconhecimento da atividade e da criação do Sistema Cofeci/Creci, em 1962, muito caminhamos. Não ficamos apenas no curso técnico, foi instituído o curso superior de Gestão de Negócios Imobiliários, o bacharelado na UFMA, e ainda nesse seara do conhecimento, alcançamos as especializações lato sensu e até mesmo o mestrado na área. A profissão também ganhou em reconhecimento, tanto da sociedade, quanto das instituições legislativas que sempre consultam o segmento para elaboração de projetos de leis. Contudo, diante de todo o desenvolvimento que vivenciamos, é tempo de refletir sobre a profissão que hoje temos, a que queremos e principalmente, o que estamos fazendo para chegar ao nosso objetivo final. Hoje, temos uma profissão almejada por muitos, seja pela flexibilidade de horários ou pela possibilidade de altos ganhos. O crescente número de inscritos confirma essa tendência. É uma atividade fortalecida pelos órgãos que regem a profissão, e que constantemente buscam sua valorização. Todavia, assim como muitas outras profissões, como os advogados e até os médicos, está ameaçada pelas novas tecnologias, que visam conectar diretamente o comprador ao vendedor, e que ditam até mesmo o fim da atividade. É certo que a postura de alguns corretores de imóveis não ajuda. Muitos atuam no mercado com ética e oferecendo o melhor atendimento ao cliente, mas alguns insistem em serem personalistas, não estabelecer ou não cumprir parcerias firmadas e se sujeitar a condições que desfavorecem o mercado. Aceitar honorários baixos, descumprir com as normas que regulam a profissão,

e até fechar negócios desfavoráveis aos clientes, o que repercute na visão que a sociedade tem da categoria como um todo. Avistando o futuro, acredito que reflito o desejo de todos sobre a profissão que queremos: valorizada pelos clientes, pelos parceiros, por todos, em geral; equilibrada, justa; duradoura e próspera. Com o objetivo delineado, o que podemos fazer para alcançar a profissão que desejamos? No conhecimento reside uma das principais esperanças. É necessário buscar cada vez mais qualificação, para poder oferecer um diferencial à sociedade, saber de informações as quais eles não podem ter acesso. Sendo assim, também é possível agregar mais serviços. Nos chamados momentos da verdade, de contato com o cliente, ter o atendimento como foco e mostrar todo o seu valor. Tornar a tecnologia e o conhecimento parceiros da sua atividade, utilizando dos seus recursos para melhorar o exercício da profissão. É ainda preciso querer construir a profissão que queremos, com ações individuais éticas e desenvolver a visão de conjunto de uma categoria unida. Refletir, planejar e agir. Vamos construir juntos a mudança que queremos!

OSCAR HUGO MONTEIRO GUIMARÃES Presidente do Creci de Goiás, Diretor Pedagógico do COFECI, e Coordenador de Implantação do PQI no Brasil crecigo@crecigo.gov.br

Painel Imobiliário

| 3


SUMÁRIO

6

10

ENTREVISTA:

ENQUETE:

Perito Judicial

Qual a importância do corretor de imóveis?

18

22

CAPA:

ESPECIAL:

Profissão mais viva do que nunca

Comemorações do Dia do Corretor de Imóveis

DE OLHO NA LEI 8

STJ define sobre comissão apartada

26 PROFISSÃO

A visita ao imóvel Veteranos na vida, novatos no mercado imobiliário CRECI-GO institui o Creci Jovem

ARTIGO 14

Atendimento de excelência - metodologia Disney Educação financeira em tempos de crise

32 DIRETO DO CRECI

34 TECNOLOGIA MERCADO 20

Pesquisa revela a força do ‘braço do corretor’ Profissionais em reinvenção

35 SOCIAL

+ QUE CORRETOR 24

36 CRECI NA MÍDIA

VOCABULÁRIO DO CORRETOR 25

37 PARA REFLETIR

EXPEDIENTE O CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS DA 5ª REGIÃO-GO É UMA AUTARQUIA FEDERAL DE DISCIPLINA E FISCALIZAÇÃO DA PROFISSÃO DE CORRETOR DE IMÓVEIS. REGULAMENTADA PELA LEI FEDERAL 6.530/1978 ENDEREÇO: RUA 56, Nº 390, PALÁCIO DOS COLIBRIS, JARDIM GOIÁS, GOIÂNIA-GO - CEP: 74810-240 - FONE/ FAX: 62 3236-7350 - HOMEPAGE: WWW.CRECIGO.GOV.BR, E-MAIL: CRECIGO@CRECIGO.GOV.BR DIRETORIA: OSCAR HUGO MONTEIRO GUIMARÃES, EDUARDO COELHO SEIXO DE BRITO, RAFAEL NASCIMENTO AGUIRRE, JUSCEMAR ANTÔNIO DE OLIVEIRA, JACKSON JEAN SILVA, WÁLTER SÃO FELIPE, JAIR REIS DE MELO. CONSELHEIROS: ANA MÔNICA BARBOSA DA CUNHA, ANTÔNIO ALVES DE CARVALHO, ANTÔNIO ROSA DE MESQUITA, ANTÔNIO SPINETTI ALVES, CARLOS CÉSAR LEMOS DO PRADO, EDUARDO COELHO SEIXO DE BRITO, ELMO MONTEIRO CLEMENT AGUIRRE, FRANCISCO CARLOS LOBO, GERALDO DIAS FILHO, JACKSON JEAN SILVA, JAIR REIS DE MELO, JOÃO BENICIO GOMES, JOÃO PEDRO VIEIRA, JOSÉ MACHADO RESENDE, JOSÉ MÁRCIO MOREIRA SANTOS, ANTÔNIO DE OLIVEIRA, LEANDRO DAHER DA 4 |JUSCEMAR Painel Imobiliário

COSTA, LUIS CLEMENTE BARBOSA, MARCIO ANTONIO FERREIRA BELO, MARCO ANTONIO DE OLIVEIRA, MARIA FRANCISCA ALVES CARVALHO, OSCAR HUGO MONTEIRO GUIMARÃES, RAFAEL NASCIMENTO AGUIRRE, RICARDO ALVES VIEIRA, WALTER SÃO FELIPE, WILDES MARCOS FAUSTINO. SUPLENTES: ADEMIR SILVA, ANDRÉ LUIZ FRANÇA DE MELO, ALEXANDRE GUIMARÃES ROSA DE MOURA, CELSO MONTEIRO BARBUGIANI, CÉSAR FELICIANO DE OLIVEIRA, CLAUDIO GONÇALVES DE ARAUJO, EDGARD FURTADO MARTINS, EVALDO EULER DUARTE DE ALMEIDA, FRANCISCO LUDOVICO MARTINS, HELDER JOSÉ FERREIRA PAIVA, ISMAILDE GOMES DA SILVA, JOSÉ HUMBERTO MARTINS VIEIRA CARVALHO, JOSÉ VIRGÍLIO FERREIRA FILHO, LUCIMAR ALVES ELIAS, LUIZ ANTÔNIO DO NASCIMENTO, LUIZ ANTÕNIO MADY, MARGORETH ALVES DE CASTRO GUIMARÃES, MARIA APARECIDA DIONÍSIO, MURILO SOUSA DE ANDRADE, NEILA ETERNA DE MORAES NASCENTE, PEDRO ANTÔNIO COTECHESKI BOBROFF, RODRIGO PAULLUS BARRETO MACHADO, RONALDO ODORICO VEIGA, SAUL PEREIRA DA COSTA, VALGMAR DOMINGOS TAVARES, VALONI ADRIANO PROCÓPIO, VERONDE ANTÔNIO DE OLIVEIRA.

A REVISTA PAINEL É UMA PUBLICAÇÃO DO CRECI-GO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO: THAYSA MAZZARELO DIAGRAMAÇÃO: NEIDE ATAÍDE - GO-2690 JD REVISÃO ORTOGRÁFICA: ISA DAHER COMERCIAL: OBJETIVA COMUNICAÇÃO E MARKETING - OBJETIVAFCOMERCIAL@GMAIL.COM REVISÃO JURÍDICA: FERNANDO DE PÁDUA - OAB 17840 FOTOLITO E IMPRESSÃO: FLEX GRÁFICA As opiniões expressas nessa publicação são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não refletem, obrigatoriamente, a opinião deste Conselho

www.crecigo.gov.br imprensa@crecigo.gov.br


CORRETORA DE SEGUROS UNIMED

A Corretora Unimed trabalha com todos os tipos de seguros e com as melhores seguradoras do mercado.

Deixe a segurança do que você preza com quem você conhece. Corretora Unimed 25 anos.

Unimed Corretora Av. T-9, nº 276, Setor Marista Fone: (62) 3216-8700 Painel Imobiliário

| 5


ENTREVISTA

Perito Judicial SAIBA TUDO SOBRE O CAMPO DE ATUAÇÃO: COMO SE TORNAR UM PERITO, O MERCADO DE TRABALHO E A REMUNERAÇÃO DA ATIVIDADE

O

perito judicial é um profissional, das mais diversas áreas, nomeado pela Justiça para oferecer laudos técnicos em processos judiciais, nos quais podem estar envolvidos pessoas físicas, jurídicas e órgãos públicos. Os corretores de imóveis também podem atuar como peritos judiciais quando avaliações de imóveis são requeridas. Desde 2015, a Corregedoria Geral da Justiça de Goiás (CGJGO) criou um Banco de Perito Judicial para fornecer aos magistrados um mecanismo

de consulta aos peritos judiciais cadastrados em todas as comarcas do Estado de Goiás. Hoje o banco conta com 781 profissionais inscritos, sendo que 41 são corretores de imóveis. Para fazer parte do Banco de Peritos, além da inscrição no Creci, o profissional deve possuir três anos de atividade profissional,de acordo com o Código de Processo Civil. Não é necessário curso superior (é requerido apenas uma declaração informando a não realização da graduação). Os cursos de aperfeiçoamento na área também não

são obrigatórios, mas são diferencial na hora da busca pelos peritos. Uma dessas qualificações é oferecida pelo Sistema Cofeci/Creci junto à ferramenta de e-mail institucional, que permite o acesso à cursos on-line, como o de Perito Judicial. Frente à grande procura dos profissionais ao curso e a informações sobre como atuar no segmento, a Revista Painel Imobiliário entrevistou o vice-presidente de avaliações imobiliárias do Sistema Cofeci-Creci, Luiz Fernando Barcellos, sobre o tema:

6 | Painel Imobiliário

Numa época de crise e inadimplência crescente, as ações que exigem determinação de valor de imóveis acompanham esse crescimento e isto aumenta a quantidade de perícias a serem realizadas” Luiz Fernandos Barcellos


(CPC), os peritos só podiam ser nomeados entre os profissionais com curso superior, mas essa regra caiu com o novo CPC, bastando, agora, serem legalmente habilitados, competentes e experientes na área de conhecimento respectiva.

Quais as atividades desenvolvidas pelo Perito Judicial ? Perito Judicial é o profissional nomeado pelo juiz para essa função dentro de um processo judicial. Esse profissional somente é perito judicial no âmbito desse processo, não caracterizando uma designação permanente. Em que casos são solicitadas os Peritos Judiciais? Em todas as ações em que a prova pericial tenha sido requerida e deferida pelo juízo, haverá a nomeação de um perito judicial. O perito é nomeado entre os profissionais habilitados legalmente para as atividades a serem desenvolvidas na perícia. No caso dos corretores de imóveis, quando houver avaliações de imóveis a serem feitas pelo perito. Como ocorre a convocação? Os peritos são nomeados pelo juiz, intimados de sua nomeação, devem formular propostas de honorários que, após aprovadas pelas partes e homologadas pelo juízo deverão ter seu valor depositado nos autos, para cobrir o custo da perícia. Podem atender à convocação os profissionais que se julgarem aptos a realizar o trabalho com qualidade e diligência. Quem pode ser perito judicial? Pelo antigo Código de Processo Civil

Quais conhecimentos técnicos necessários para atuar na área? Os conhecimentos técnicos necessários são os atinentes à questão em discussão no processo. No caso dos corretores de imóveis, todo profissional inscrito e com situação regular ante o CRECI de sua região pode ser nomeado como perito judicial num processo em que o escopo da perícia seja a determinação do valor de mercado de um imóvel. É recomendável, entretanto, que os corretores interessados nessa atividade de avaliador busquem aprofundar seus conhecimentos, através de cursos de avaliações de imóveis voltados para corretores (há cursos para engenheiros, que tratam a avaliação de forma mais técnica e que extrapolam os conhecimentos do corretor médio, adentrando aos conhecimentos específicos dos profissionais de engenharia). Quais as habilidades necessárias para um perito judicial? Experiência em avaliações de imóveis é um requisito desejável; capacitação, indispensável. Além disso, estar inscrito e em dia com o CRECI. A inscrição no CNAI – Cadastro Nacional dos Avaliadores de Imóveis do Cofeci é um indicativo dessa capacitação. Como é a remuneração do serviço? Homologada a proposta de honorários periciais, quem depositará nos autos o valor desses honorários é o autor ou a parte que requereu a perícia, havendo casos em que as partes dividem esse ônus. O juiz libera, a requerimento do perito, até 50% desse valor para o início dos trabalhos, devendo o saldo ser liberado apenas após a entrega do laudo pericial e atendidas todas as

atividades que exigem a presença do perito. Interessante observar que a avaliação feita pelo perito judicial no processo é apresentada em um Laudo Pericial, única ocasião em que essa avaliação feita por um corretor pode receber essa designação. Nas demais, deve ser o Parecer Técnico de Avaliação Mercadológica – PTAM (as normas da série 14653 da ABNT restringem a denominação de Laudo de Avaliação aos profissionais inscritos nos CREA’s) Como se cadastrar para ser convocado como perito? O novo CPC criou um cadastro de peritos que cada Tribunal de Justiça deve elaborar, através de consulta à internet, aos órgãos fiscalizadores das profissões etc. Poucos estados já iniciaram esse cadastro. Onde não houver, é de livre escolha do juiz e, neste caso, os profissionais devem preparar curriculum vitae e levar nas secretarias das varas, para habilitarem-se às nomeações. Como percebe o mercado para esse profissional? Numa época de crise e inadimplência crescente, as ações que exigem determinação de valor de imóveis acompanham esse crescimento e isto aumenta a quantidade de perícias a serem realizadas. Sempre que o juiz nomear um perito, cada parte pode indicar um assistente técnico, o que leva ao mínimo de três profissionais atuando em cada perícia. E os três poderão ser corretores de imóveis. Renovo a questão: não há o profissional perito judicial. Ele apenas está perito judicial desde sua nomeação pelo juiz até o recebimento do saldo de honorários, encerrando sua participação no respectivo processo. Os cursos de perito judicial são complementares ao curso de avaliação de imóveis e trazem conhecimentos da forma de atuar nas perícias. Só o curso de avaliação de imóveis reconhecido pelo Cofeci habilita a inscrição do corretor no CNAI. Painel Imobiliário

| 7


DE OLHO NA LEI

CONHEÇA OS PROJETOS DE LEI REUNIDOS NA AGENDA LEGISLATIVA PLS Nº 503, DE 2009

Adesão ao Simples Nacional Ementa: Altera a Lei Complementar n° 123, de 2006, para permitir a opção pelo Simples Nacional de Microempresas e empresas de pequeno porte dos ramos de atividade decorrentes do exercício de atividade de consultoria e de atividade intelectual, de natureza técnica, científica, desportiva, artística ou cultural, que constitua profissão regulamentada ou não, bem como serviços de instrutor, de corretor, de despachante ou de qualquer tipo de intermediação de negócios. Autor: Senador Wilder Morais Estado: Goiás Partido: PP-GO Tramitação: A matéria aguarda deliberação de requerimento para que tramite em conjunto com os PLs nº 195, de 2010; 5, 253, 295, 296 e 542, de 2015 – Complementares; e com o PLC n° 113, de 2015 – Complementar. O requerimento é de autoria do Senador José Pimentel (PT-CE).

8 | Painel Imobiliário

PL Nº 1.809, DE 2011

Inserção da identificação do corretor de imóveis nas transações imobiliárias Ementa: Altera o art.3° da Lei n° 6.530, de 12 de maio de 1978, que regulamenta a profissão de corretor de imóveis, obrigando a inserção do nome do corretor de imóveis e seu respectivo número de registro junto ao Creci nas transações imobiliárias. Autor: Onofre Santo Agostini, ex-deputado Estado: Santa Catarina Partido: PSD Tramitação: a proposição está na Câmara dos Deputados, onde tramita em regime ordinário e terá apreciação conclusiva pela CTASP e pela CCJC. A matéria está na CTASP para apreciação. Já foram designados relatores na comissão, que proferiram parecer ao texto, mas não se deliberou sobre os relatórios. Atualmente, a relatoria é do Deputado Leonardo Monteiro (PT-MG), que ainda se manifestará.

PL Nº 3.876, DE 2015

Cria o Cadastro Territorial Ementa: Estabelece normas para elaboração do cadastro territorial dos municípios e dá outras providências. Autor: Deputado Edmilson Rodrigues Estado: Pará Partido: PSol Tramitação: A matéria tramita em regime ordinário nas comissões a seguir: CDU, CFT e CCJC. Depois de passar pelas comissões, seguirá para análise final no Plenário. A CFT e a CCJC, além dos aspectos orçamentários e constitucionais, respectivamente, deverão analisar o mérito da proposta. Na CDU, o projeto foi aprovado na forma de substitutivo. Atualmente na CFT, aguarda designação do relator.


PL Nº 4.481, DE 2012

Exercício domiciliar de profissão liberal (home office) Ementa: Dispõe sobre exercício domiciliar de profissão liberal Autor: Cícero Lucena Estado: Paraíba Partido: PSDB Tramitação: Oriundo do Senado Federal, o projeto tramita na Câmara dos Deputados em regime de prioridade e está sujeito à apreciação conclusiva da CDU, da CTASP e da CCJC. Durante a tramitação na CTASP, o Deputado Roberto Santiago (PSD-SP) apresentou o Requerimento de Redistribuição nº 9.732, de 2014, para incluir a CDU na análise da matéria. Dessa forma, na CDU foi designado relator o Deputado Heuler Cruvinel (PSD-GO), que apresentou relatório pela aprovação, seguido pelos colegas da comissão. Na CTASP, a Deputada Gorete Pereira (PR-CE), relatora, apresentou parecer favorável e este foi aprovado. O projeto seguiu para a CCJC, onde o Deputado Hildo Rocha (PMDB-MA) apresentou parecer pela inconstitucionalidade da matéria. Ainda haverá deliberação sobre o parecer.

PL Nº 145, DE 2015

Prestação de esclarecimentos sobre o andamento das obras pela incorporadora Ementa: Altera a Lei n° 4.591, de 16 de dezembro de 1964, para tornar mais efetivo o funcionamento das comissões de representantes. Autor: Deputado Carlos Bezerra Estado: Mato Grosso Partido: PMDB Tramitação: A proposição está na Câmara dos Deputados em regime de tramitação ordinária. Será apreciada pela CDU e pela CCJC em caráter conclusivo. A CDU designou para a relatoria do projeto o Deputado Flaviano Melo (PMDB-AC). Seu parecer é pela aprovação com emenda que obriga a convocação ordinária de assembleia pela comissão de representantes a cada seis meses, no mínimo, para a prestação de contas. Com o mesmo fim, a comissão poderá convocar assembleia extraordinária se tiver o incitamento de pelo menos um terço de seus membros. O parecer foi aprovado por unanimidade, e a matéria seguiu para a CCJC, onde foi designado relator o Deputado Alceu Moreira (PMDBRS). O seu relatório é pela constitucionalidade, pela juridicidade e pela técnica legislativa do projeto e da emenda da CDU. O PL aguarda a deliberação da comissão.

Acesse o site www.cofeci.gov.br para ter acesso à Agenda Legislativa completa

Painel Imobiliário

| 9


ENQUETE

Qual a importância do

corretor de imóveis? CONSTRUTORES, INCORPORADORES, DIRETORES DE IMOBILIÁRIAS E DE ENTIDADES DO SETOR IMOBILIÁRIO FALAM SOBRE O PAPEL DESEMPENHADO PELOS CORRETORES DE IMÓVEIS PARA O SEGMENTO E PARA A SOCIEDADE:

O corretor de imóveis é um profissional mais que imprescindível nas transações imobiliárias, é insubstituível. As novas tecnologias podem trazer facilidades, inclusive para o mercado imobiliário, mas não têm o talento humano do profissional que garante a melhor e mais segura negociação.” Oscar Hugo Monteiro Guimarães, presidente do CRECI-GO

A importância do corretor de imóveis nas negociações se dá pela própria complexidade que exige o negócio . Ele tem um papel fundamental de aproximar as partes, analisar os documentos ,verificar o uso devido do imóvel , prestar todas as informações inerentes à consultoria e à transação imobiliária . Outro fator importante é a confiança, característica imprescindível para um bom negócio. Ressalto que o profissional deverá cumprir os seus deveres éticos, lembrando que poderá responder sob pena, segundo o Art. 723 do Código Civil. Hoje, o corretor de imóveis está inserido no desenvolvimento do país, onde participa de ações que venham beneficiar o setor da habitação.” Lucimar Alves Elias, presidente do Sindimóveis-GO

10 | Painel Imobiliário

O corretor de imóveis é o nosso parceiro diário. Seu trabalho é fundamental para o sucesso das operações imobiliárias. Nós acreditamos que tal profissional atua como um realizador de sonhos, pois é com a sua intermediação qualificada que será garantida ao consumidor uma negociação segura e feliz.” Gustavo Veras, diretor da LOFT Construtora

O mercado imobiliário sempre simbolizou uma espécie de termômetro econômico. Vale dizer: mercado em alta, economia vai bem; mercado em baixa, economia vai mal. Isto porque a cadeia produtiva da construção civil representa cerca de 18% do PIB brasileiro e trata-se de mercado espontâneo, ou seja, embora bem essencial, só compra quem pode. Mas quem promove esse mercado e faz dele um dos maiores segmentos participativos do PIB são os corretores de imóveis que, aliás, são os promotores da realização do maior sonho de cada brasileiro: a casa própria.” João Teodoro Silva, presidente do Cofeci


O corretor de imóveis é de fundamental importância para o setor imobiliário e para a sociedade. Um bom corretor, preparado e dedicado, dá segurança ao negócio imobiliário e possibilita mais conforto e tranquilidade para o comprador, contribuindo, assim, para a geração de renda e tributos”.

Roberto Elias, presidente da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi-GO)

Carlos Alberto Moura, presidente do Sindicato da Indústria da Construção no Estado de Goiás (Sinduscon-GO)

Os corretores de imóveis são parceiros imprescindíveis na cadeia produtiva da habitação e auxiliam determinantemente para que o setor imobiliário continue a oferecer a sua parcela de contribuição no avanço da economia brasileira. Em nome do SecoviGoiás, parabenizo todos os profissionais da área.”

O corretor de imóveis é um grande parceiro, pois entende de toda a logística de uma negociação imobiliária. É um profissional amplamente capacitado para intermediar as operações necessárias, com visão estratégica de mercado. É ele quem dá a segurança e o respaldo que comprador e vendedor merecem.”

Ioav Blanche, presidente do SecoviGoiás

O corretor de imóveis é um dos principais agentes do mercado, pois o mesmo é quem conhece as necessidades do consumidor de perto e atua como agente formador de opinião. Para nós, é de suma importância o desenvolvimento e capacitação deste profissional. Por isso, atuamos sempre criando incentivos e uma plataforma para disponibilizar informações de mercado e produtos.” Rodrigo Meirelles, diretor comercial da EBM Desenvolvimento Imobiliário

O corretor de imóveis é um importante agente na realização de sonhos. O imóvel é, sem dúvidas, o bem mais desejado de uma família, como diz o próprio ditado popular “quem casa, quer casa”. Depois de anos de trabalho, uma pessoa ao procurar um corretor de imóveis ele está dizendo “Confio em você para me ajudar a realizar o sonho da

A segurança nas transações imobiliárias é, em grande parte, de responsabilidade do corretor de imóveis. É ele quem vai avaliar se a documentação está correta e trazer uma proposta justa e um compromisso correto de futuro. Utilize sempre o corretor de imóveis em suas transações, buscando a segurança.”

Ana Flávia Canedo Oliveira, diretora executiva da Oliveira Melo Construtora

O mercado imobiliário passou por momentos de dificuldades e está se recompondo, o personagem essencial neste avanço é o corretor, que está se reinventando, buscando cada vez mais capacitação para atender da melhor forma nosso cliente. Nós da Terral, acreditamos que o profissional move o mercado imobiliário, buscamos ter esse relacionamento fortalecido, valorizando o nosso maior parceiro: o corretor de imóveis!” Marcelo Borges, diretor da Terral Incorporadora

minha vida.”

O corretor de imóveis é o profissional qualificado para apresentar as oportunidades de negócios para os consumidores de imóveis. Seja para investimento ou moradia, o corretor tem conhecimento de preços, melhores bairros e se a documentação do vendedor e do imóvel está em ordem para a transferência do imóvel a ser adquirido.”

João Cláudio, Diretor Comercial da Polo Imóveis

Ademir Silva, diretor da Conectiva Imóveis

Painel Imobiliário

| 11


O corretor é o profissional mais importante em toda cadeia do mercado imobiliário, tendo em vista que é ele o responsável por fazer a intermediação entre comprador e vendedor e zelar pelos interesses dos dois lados. Sem o corretor de imóveis não haveria mercado imobiliário.”

A arte de vender está na sabedoria de se conectar, venda é confiança e afinidade. Em nossa profissão temos que ser completos e gostar de pessoas. Corretor de imóveis é um trabalho de honra, pois não há negócio sem mediação desse profissional.” Ricardo Teixeira, diretor da URBS RT Lançamentos Imobiliários

Marcos Henrique Alvares, diretor comercial da Opus

A experiência de adquirir a casa própria deve ser inesquecível e realizada por pessoas que têm paixão por aquilo que fazem. Ser corretor de imóveis é ter orgulho de participar deste momento da vida das pessoas.”

O corretor de imóveis é o elo principal na junção de vontades entre comprador e vendedor. Profissão de amor e fé!”.

Ricardo Vieira, diretor da Provenda Imobiliária

Murilo Andrade, diretor da Adão Imóveis

Eles têm se profissionalizado bastante, isso porque o mercado tem exigido deles cada dia mais. Sua presença nas negociações é fundamental. Acredito que, hoje, não é seguro adquirir imóvel seja de construtora ou de terceiros sem esse assessoramento.” Thiago Galvão, diretor da Brasal Incorporações em Goiânia

12 | Painel Imobiliário

O corretor de imóveis é o elo entre o sonho e a realidade de uma família. No trabalho diário, é capaz de achar o lar ideal, transformando a vida das pessoas. Parabéns pela dedicação, seriedade e lealdade com os seus clientes.” Eduardo Oliveira, diretor da CINQ Desenvolvimento Imobiliário


Painel Imobiliรกrio

| 13


ARTIGO

Atendimento de excelência - metodologia Disney EXISTE PIOR COISA QUE UM CLIENTE QUE, QUANDO CHEGAMOS PERTO, VAI EMBORA RECLAMANDO E NÃO SABEMOS POR QUÊ? ELE ESPEROU, MAS A SECRETÁRIA NÃO PASSOU O RECADO. ELE VEIO ENTUSIASMADO, MAS JÁ REPETIU TANTAS VEZES A MESMA COISA QUE SE FARTOU. O BOM ATENDIMENTO NÃO DEPENDE APENAS DE UMA PESSOA, DEPENDE DE TREINAMENTO E CAPACITAÇÃO DE TODA A EQUIPE.

E

speramos sempre que as outras pessoas nos tratem com respeito e empatia. Não importa se estamos em um ambiente de trabalho, familiar, com os amigos ou comprando algo. E, para isso, precisamos saber lidar com as pessoas. Já parou para pensar em como os seus clientes se sentem quando são atendidos? As vendas no mercado imobiliário não são simples. Envolvem produtos de altíssimo valor, e a decisão de compra é sempre mais demorada. O cliente observa minuciosamente todos os prós e, principalmente, os contras. Justamente por isso que o corretor deve redobrar seus cuidados para desenvolver um atendimento impecável: um único olhar e todo o processo pode ser destruído. Sabendo a importância do atendimento de excelência, Walt Disney desenvolveu um treinamento para toda sua equipe: do faxineiro ao CEO, todos tratam os clientes como convidados.

14 | Painel Imobiliário

“Mas a Disney está no ramo do entretenimento! Isso não se aplica ao meu mercado!” Não se deixe enganar! Pensemos além das aparências. Hoje, mais do que nunca, o método dele é universal e atemporal. Nas consultorias, geralmente ofereço dicas para lidar com todos os clientes. Abaixo, seguem algumas delas que, tenho certeza, alavancarão suas vendas de forma exponencial: • Ouça com atenção o que os outros têm a dizer. • Seja gentil. Não custa nada demonstrar que você respeita o outro. • Preste atenção aos detalhes. As pessoas falam mais com o corpo do que com a voz, e isso pode fazer uma grande diferença na hora do fechamento. • Demonstre entusiasmo. Seu cliente pode ser a pessoa mais difícil do mundo. Se você tiver muitas dificuldades para lidar com a situação, pense no seguinte: é ele quem pagará seus honorários! • Seja confiável. Agir de má fé fará

com que você perca credibilidade, clientes e dinheiro. Honestidade e sinceridade são as melhores técnicas de atendimento que existe. E lembre-se: cada cliente tem a sua história, a sua imaginação e os seus sonhos. Encante o cliente, e faça-o sentir-se a pessoa mais especial de todo o processo.

TATHIANE DEÂNDHELA Consultora de Carreira, Empresária, escritora do livro “Faça o Tempo Trabalhar para Você”


Painel Imobiliรกrio

| 15


ARTIGO

Educação financeira em tempos de crise A CORRETAGEM É UMA PROFISSÃO DE CARÁTER ECONOMICAMENTE FLUTUANTE, OU SEJA, NÃO HÁ REMUNERAÇÃO FIXA, PORTANTO, HÁ A DEPENDÊNCIA DAS VENDAS. HÁ COMISSÕES DE VALOR SIGNIFICATIVO, MAS QUE PODEM NÃO ACONTECER TODO MÊS. DESTA FORMA, É UM DESAFIO PARA O CORRETOR LIDAR COM SEU DINHEIRO DE FORMA EQUILIBRADA E ESTRATÉGICA.

V

ivemos um 2016 de crise econômica e incertezas. Tal cenário recaiu sobre o mercado imobiliário e apresentou a muitos corretores, alguns pela primeira vez, a dura realidade dos problemas financeiros. Há um viés negativista em relação à crise, mas também pode ser uma oportunidade de rever práticas e conceitos, assumir as rédeas de sua vida financeira, para então realizar melhores escolhas de vida. O que vêm a sua mente quando o assunto é finanças? Economia, números, investimentos, planilhas? Geralmente a associação é relacionada à ciências exatas, mas podemos examinar além. Quem constitui a economia de um país são seus habitantes, pessoas com sentimentos, desejos, hábitos, sonhos, crenças, limitações, criatividade e destrutividade - seres humanos com tudo a que têm direito! É por

16 | Painel Imobiliário


essa razão que modelos puramente matemáticos não dão conta de encaminhar as questões encontradas na realidade econômica. Os seres humanos são mais complexos e, muitas vezes, mais imprevisíveis do que a matemática. Por isso, é fundamental pensar no seu comportamento em relação às finanças, quais os hábitos que podem estar te aproximando ou afastando da prosperidade. Afinal, quanto dinheiro já passou pelas suas mãos até hoje e o que fez dele? Uma ferramenta que vai revolucionar a forma como enxerga a teoria e a prática em relação à sua vida financeira. São quatro passos: DIAGNOSTICAR: Durante 30 dias registre todos os seus gastos - mesmo os mínimos- categorizando-os por despesas (transporte, farmácia, comer fora, residência etc). No final do mês, some cada categoria e verá que provavelmente gasta mais do que imagina. O objetivo é identificar para onde está indo cada centavo do seu dinheiro e perceber que geralmente nossas despesas são parecidas durante todo o ano. Após

analisar, cabe a você decidir o que é possível diminuir, eliminar ou transformar na forma de gastar. Promoções e descontos à vista podem ser uma boa pedida. SONHAR: É preciso saber quais são seus sonhos, colocar no papel e registrar também, que para cada sonho é preciso saber qual o seu valor, quanto será necessário guardar e em quanto tempo. Afinal, a vida precisa ser mais do que dormir, acordar, comer, trabalhar. Quando olhamos para trás, o que marca são os sonhos realizados, o que direta ou indiretamente envolvem o dinheiro. Pode ser sair da dívida, fazer um curso, trocar de carro, enfim, descubra o que te motiva o suficiente para ajustar o padrão de vida, abrir mão de pequenos confortos para dar lugar aos sonhos que marcam uma vida inteira.

de longo prazo, acima de dez anos, aconselho Tesouro Direto, Previdência Privada, entre outros. Para uma melhor segurança é preciso ter sempre um especialista para acompanhar os investimentos de médio e longo prazo. Quando se tem o controle sobre sua situação financeira e se pratica hábitos de consumo conscientes, é possível trocar a sensação de privação pela sensação de realização. Não sejamos escravos da condição financeira insatisfatória! Quanto mais dispostos a encarar nossa realidade - externa e interna – mais podemos tomar nossa vida em nossas mãos, apropriar-nos dela e de nossas decisões. No início, pode ser um desafio, mas já percebeu que quando nos habituamos, a dificuldade fica menor? Aposto que, em pouco tempo, você estará realizando o que julgava ser impossível.

ORÇAR: Muitos corretores passam a vida inteira com sonhos que poderiam ser realizados com organização financeira. Após realizar o diagnóstico, definir quanto pode guardar por mês, reserve o valor assim que receber seu rendimento. O sonho deve ser priorizado, por isso não deixe para guardar o dinheiro que sobra no final do mês – se sobrar. Costumo brincar que é seu dízimo pessoal, destinado para o que é mais importante em sua vida. POUPAR: O quarto passo é onde consolidamos os sonhos. Não basta apenas investir e guardar dinheiro, é preciso saber o porquê deste dinheiro guardado, portanto, o segredo é que para cada investimento realizado, um sonho deve estar atrelado. Um dos melhores investimentos é guardar dinheiro para sonhos definidos. Aconselho algumas modalidades de investimento: curto prazo, até um ano na Caderneta de Poupança, médio prazo até dez anos em CDB, Tesouro Direto, Fundo de Investimentos. Já para os sonhos

DAYANE GODINHO é Educadora Financeira, Psicóloga Clínica, especialista em desenvolvimento de pessoas, gestão de equipes, cultura organizacional, planejamento estratégico, atração e seleção de pessoas. Sócia proprietária da franquia DSOP Educação Financeira em Goiás, atuante no segmento de Educação Financeira para escolas, empresas, pessoa física, casais e famílias.

Painel Imobiliário

| 17


CAPA

Uma profissão mais viva do que nunca MESMO COM AS MUDANÇAS IMPOSTAS PELA TECNOLOGIA E COM A ACOMODAÇÃO DO MERCADO IMOBILIÁRIO, A PROFISSÃO DE CORRETOR DE IMÓVEIS CONTINUA CRESCENDO E COM POSSIBILIDADE DE GENEROSAS COMISSÕES. SÓ EM GOIÂNIA E APARECIDA DE GOIÂNIA, INCORPORADORAS TEM R$ 700 MILHÕES EM COMISSÃO PARA PAGAR

G

oiás é um dos poucos estados brasileiros que vem mantendo estabilidade no mercado imobiliário, mesmo durante as intempéries da economia nacional. Por aqui, o preço do imóvel manteve-se, as vendas não se estagnaram e até o volume de distratos está caindo. Mas há ainda um outro dado que demonstra a força desse mercado: o crescimento dos corretores de imóveis. Segundo dados do Conselho Regional de Corretores de Imóveis de Goiás (Creci-GO), o número de profissionais do setor cresceu 54% em Goiás nos últimos seis anos, saltando de 10.911 em 2011 para 16.615 em 2017. Na contramão de outras atividades profissionais, a corretagem de imóveis têm ganhado cada dia mais adeptos. A flexibilidade de horários e, principalmente, a possibilidade de altos ganhos despertam interessados a ingressar na profissão. A categoria, que completa esse ano 55 anos de regulamentação pro-

18 | Painel Imobiliário

fissional, tem atualmente um mercado superior a R$ 14 bilhões para explorar. Esse é o Valor Geral de Vendas (VGV) das unidades imobiliárias em lançamento, em construção e com unidades prontas para primeira venda em Goiânia e em Aparecida de Goiânia, de acordo com dados da pesquisa da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário de Goiás (Ademi-GO), realizada no primeiro quadrimestre deste ano. Considerando o valor de honorários praticados em Goiás - 5% sobre o valor da compra - são R$ 700 milhões de renda potencialmente a ser distribuídos entre os profissionais e empresas do setor. “Esse é o tamanho do nosso mercado de lançamentos, e ainda temos o setor secundário, que são os imóveis usados. Por isso, essa é uma profissão de vanguarda, que permite um profissional mudar de situação econômica em curto espaço de tempo, se ele estiver preparado para isso”, diz o diretor de imobiliária, José Hum-


berto Carvalho, que ressalta que o brasileiro só troca de imóveis 1,8 vezes na vida, o que torna esse momento importante e delicado. Corretor de imóveis há três anos, o ex-gerente do setor de autopeças Edgar Marcos Pinheiro, de 49 anos, deixou a área na qual atuou por 25 anos em busca de novos desafios para sua vida profissional. “Eu me senti desafiado quando começaram a me dizer que eu ia aposentar no ramo porque não sabia fazer outra coisa”, conta. Influenciado pela esposa, que já havia deixado de lecionar para se tornar corretora de imóveis, ele entrou para a profissão e não se arrependeu. “Eu já tinha um salário muito bom, por já estar há 16 anos na empresa de autopeças e ser de confiança. Mas, como corretor, já consegui dobrar meus ganhos, e tenho a possibilidade de ir sempre além”, conta. Quitar dívidas, o financiamento do veículo, pagar a faculdade para a filha foram algumas conquistas econômicas que a nova profissão lhe rendeu, além da possibilida-

Na contramão de outras atividades profissionais, a corretagem de imóveis tem ganhado cada dia mais adeptos. A flexibilidade de horários e, principalmente, a possibilidade de altos ganhos despertam interessados a ingressar na profissão.”

de de viajar mais. “Antes não sobrava dinheiro, nem tempo”, fazendo alusão à flexibilidade de horários que a profissão autônoma permite.

Flexibilidade de horário, possibilidade de uma melhor qualidade de vida e interesse em alcançar maiores ganhos financeiros, foram as principais razões que levaram Shirlei Alves a optar pela profissão. Corretora de imóveis há mais de 20 anos, ela diz que a carreira é ideal para quem está cansado de bater o ponto. “Eu gostava da área de vendas, era empregada em uma grande empresa em Goiânia até que um dia recebi o convite de uma amiga para atuar como corretora, e não me arrependo, porque hoje tenho flexibilidade e mais tempo para mim”, diz. Experiente em mercado imobiliário, Shirlei já atuou como corretora de imóveis em Caldas Novas, Brasília e até fora do país. “Há dez anos fui conhecer os Estados Unidos e passei seis meses por lá, passeando, mas também atuando como mediadora nas transações imobiliárias para brasileiros. Foi uma época boa, de muito aprendizado e de muitos contatos”, conta. A profissional também aponta os desafios que precisa enfrentar no dia a dia para conquistar o sucesso na carreira. “Apesar dos benefícios, é preciso planejamento financeiro porque nem sempre conseguimos efetivar uma venda todos os meses. Tem mês que dá certo, outros não, mas aí é que entra a habilidade do profissional no planejamento das contas. O segredo para viver os momentos de instabilidade na profissão é planejar”, indica.

Painel Imobiliário

| 19


CAPA

Pesquisa revela a força do ‘braço do corretor’ Para comunicar ao consumidor seus lançamentos, as incorporadoras fazem anúncio nos jornais, TVs, rádios e internet, distribuem panfletos pelas ruas, contratam outdoor, busdoor e painéis eletrônicos. Para quem está de fora, essas são ferramentas suficientes para atrair o consumidor ao estande para a compra, mas há um outro trabalho de bastidores: é o do corretor de imóveis, levando informação e orientação para convencer o consumidor a visitar o decorado e considerar aquela oferta como uma possibilidade de compra. A esse processo de atração, a gíria do meio comumente chama de ‘braço do corretor’. O gerente comercial de incorporadora Denis Branco relata um exemplo exitoso da atuação dos corretores de imóveis. Em um lançamento ocorrido no setor Park Lozandes, a maioria dos visitantes (70,59%) foram atraídos pela equipe de vendas. O quantitativo foi mensurado em pesquisa realizada pela incorporadora com os próprios visitantes, demonstrando a relevância da atuação do profissional. Para ele, o resultado é uma demonstração da expertise do profissional. “Mais do que apresentar tabelas,

O gerente comercial Denis Branco considera essencial o trabalho desempenhado pelos corretores de imóveis na venda de lançamentos

plantas e decorado, o grande desafio do corretor de imóveis é conseguir captar a real necessidade do consumidor porque somente assim conseguirá oferecer uma solução assertiva. O trabalho de atraí-lo ao estande passa por essa conexão dele com o cliente”, diz.

Para isso, há uma habilidade básica que todo corretor de imóveis deve ter: a habilidade e se relacionar com pessoas. “Esse é o primeiro pré-requisito, pois o profissional precisará lidar com diferentes perfis e precisam saber lidar com eles”, conta.

Mais do que apresentar tabelas, plantas e decorado, o grande desafio do corretor de imóveis é conseguir captar a real necessidade do consumidor porque somente assim conseguirá oferecer uma solução assertiva.”

20 | Painel Imobiliário


Profissionais em reinvenção O dia a dia do corretor de imóveis Johnny Willian Silva, de 29 anos, não inclui mais plantões nos apartamentos decorados pela cidade, mas diante do computador. Ele integra a equipe de vendas on-line de imobiliária, onde trabalha, e atende virtualmente os consumidores que clicam em anúncios digitais ou entram no chat da empresa. Do setor, com 40 profissionais, saem 25% das vendas de toda a empresa, com 240 profissionais “Uma coisa é fato, os clientes que chegam a um apartamento decorado hoje já passaram pela internet, quem está on-line atende o cliente primeiro”, diz o corretor de imóveis Johnny. O atendimento é virtual até o momento em que o consumidor solicitar o agendamento de uma visita ou um telefonema. Os profissionais respondem aos questionamentos via whatsapp, enviando imagens, vídeos, documentos e outras informações. Assim como em várias outras carreiras, a profissão de corretor de imóveis está passando por uma transformação com o avanço das tecnologias. As TIC’s (Tecnologias de Informação e Comunicação) estão cada vez mais presentes. Mas, com o aprimoramento dos softwares inteligentes, que usam dados para identificar perfis e preferências do público com cada vez mais assertividade, há quem fique em dúvida quanto à longevidade da profissão. Especialistas na área imobiliária não acreditam na hipótese. Eles consideram que a compra de um imóvel, seja para morar, abrir um negócio ou para um simples investimento, envolve o fator emocional, o que demanda uma relação de confiança entre o profissional com o consumidor. Desta forma, as tecnologias ainda não se desenvolveram ao ponto de mediar o relacionamento humano, não têm essa inteligência emocional e quanto mais bem qualificado e mais habilidade em relacionamento humano o profissional tiver, mais chance ele tem de ser bem sucedido na carreira e não perder espa-

ço para uma máquina ou um sistema. O gerente comercial Denis Branco também pensa o mesmo. Em sua avaliação, o contato humano sempre será imprescindível no processo de venda. “O desafio do profissional é conseguir captar a real necessidade do consumidor que, em boa parte das vezes, está nas entrelinhas do contato. Muitas vezes, ela não está clara nem mesmo para o comprador e essa percepção é uma habilidade humana”, diz. Outro fator que assegura a profissão é a insegurança com as tecnologias e suas ferramentas. O consumidor já usa a internet para a pesquisa, mas ainda não se sente confiante em concluir a transação, que envolve um valor elevado. Ainda há uma preocupação com a segurança dos dados em rede. Nesse quesito, o profissional é importante para trazer mais segurança para a negociação. As imobiliárias e os corretores de imóveis analisam toda a documentação do imóvel, por isso, trazem a segurança jurídica para o negócio. Eles ainda proporcionam mais segurança para o proprietário do imóvel, com o controle de acesso dos potenciais compradores ao imóvel. Pesquisa recente da Universidade de Oxford (UK), analisou 702 ocupações e estimou em percentual suas chances de extinção nos próximos 20 anos. Os corretores de imóveis não fi-

guram na lista. Só profissões robotizáveis estão ameaçadas. O estudo considerou demandas específicas de cada profissão: criatividade, interação social e negociação, pontos fracos dos computadores. Só profissões que não dependem dessas qualificações estão ameaçadas pela tecnologia. Para o presidente do Cofeci, João Teodoro Silva, essas três qualificações são a essência do corretor de imóveis. "Máquinas não pensam, agem somente com base na lógica matemática, na pré-programação, mas negócios não são apenas lógicos. Não raro, a lógica tem de ser substituída pelo raciocínio adaptativo. O corretor de imóveis e seus clientes se relacionam socialmente", comenta. De acordo com João Teodoro, o segredo é o constante aperfeiçoamento: "O profissional que insistir na inércia também desaparecerá. A tecnologia veio para auxiliar, não para destruir nossa profissão. É só aprender a usá-la". O presidente do Creci-GO, Oscar Hugo, concorda e complementa: a profissão está mudando, mas está longe de deixar de existir. "Os consumidores, o mercado e a concorrência exigem um profissional mais antenado e atuante no mundo digital, mais qualificado, ciente de todas as nuances referentes à negociação e mais ético. Apenas corretores de imóveis que consideram a atividade como carreira irão progredir", enfatiza.

Painel Imobiliário

| 21


ESPECIAL DIA DO CORRETOR DE IMÓVEIS

AGOSTO:

Mês do Corretor de Imóveis CONFIRA COMO FORAM AS COMEMORAÇÕES DA DATA FESTIVA

E

sse ano, além do Dia do Corretor

Homenagens e Festa

de Imóveis,

comemorado dia 27 de agosto, o Creci de Goiás celebrou os 55 anos de regulamentação profissional. Desta forma, ao invés de apenas um dia, foram programadas atividades comemorativas para todo o mês de agosto, que promoveram:

22 | Painel Imobiliário

A Câmara Municipal de Goiânia e a Casa de Leis de Anápolis homenagearam a categoria pelo seu Dia. Em Anápolis, personalidades como o vice-presidente do Creci de Goiás, Eduardo Seixo de Britto, receberam Diploma de Honra ao Mérito. Ainda na cidade, foi promovida a Festa do Corretor de Imóveis pela Associação de Imobiliárias de Anápolis (AIA), com apoio do Conselho. Em Goiânia, além da homenagem teve lançamento do livro Boas Práticas do Mercado Imobiliário e café da manhã.


Mais de 130 atendimentos no Creci Itinerante Em agosto, a unidade móvel de atendimento do Conselho percorreu os municípios de Anápolis, Rio Verde, Porangatu e Uruaçu para levar os serviços para mais perto dos corretores de imóveis. Foram 12 dias de atendimento que totalizaram 137 serviços prestados, entre eles a maioria foi de inscrição, negociação e entrega de carteiras.

14 palestras reuniram 500 corretores de imóveis Goiânia, Anápolis, Planaltina, Bela Vista de Goiás, Cidade Ocidental e Piracanjuba foram algumas das cidades que receberam palestras do Creci de Goiás. Temas como Corretor Digital, Gestão de Equipe, Corretor Líder Coach, Financiamento Imobiliário entre outros foram ministrados no Workshop Profissional. Também tiveram palestras sobre Documentação Imobiliária e Contratos, A Boa Fé Objetiva e Como Garantir o Recebimento dos Honorários.

Meia tonelada de solidariedade

Os corretores de imóveis encerraram o mês da melhor forma: retribuindo com solidariedade as conquistas da profissão. Mais de 500 quilos de alimentos e leite em pó foram doados a Associação de Serviço à Criança Especial (Ascep) e ao Abrigo Solar Colombino. As doações, arrecadadas com a entrada solidária das palestras promovidas pelo Conselho no mês de agosto, foram entregues pelos corretores de imóveis Guilherme Alvarenga e Adilson de Freitas, profissionais assíduos no Workshop Profissional.

Painel Imobiliário

| 23


+ que CORRETOR ENTRE UMA REUNIÃO E OUTRA COM CLIENTES, É PRECISO ENCONTRAR UM TEMPO PARA FAZER O QUE GOSTA. PRATICAR UM ESPORTE OU ALIMENTAR UM HOBBIE PODE SER FUNDAMENTAL PARA SE LIVRAR DO ESTRESSE E CUIDAR DA SAÚDE FÍSICA E MENTAL. OS CORRETORES DE IMÓVEIS CONTAM O QUE VÊM FAZENDO PARA MANTER CORPO E MENTE SÃOS.

ARTES MARCIAIS

CICLISMO

Depois de um tempo afastado dos esportes, o corretor de imóveis Renato Ragonezi retornou há três meses às artes marciais. Depois de fazer por cinco anos tanto Boxe quanto Muay Thai, Renato foi encontrar na prática do Jiu Jitsu e do MMA o lazer e a qualidade de vida que busca para equilibrar a rotina.

BLOQUEIO NO STRESS O corretor de imóveis Paulo Vittor Barbosa é jogador de futevôlei premiado. Foi campeão no torneio de inauguração do Country Clube de Goiás e já participou de muitos campeonatos. Praticante do esporte há mais de dez anos, Paulo alia a facilidade de acesso à atividade esportiva, por não ter que montar time, uma vez que joga de dupla, aos relacionamentos que constrói por meio da prática do exercício.

24 | Painel Imobiliário

Enquanto desfruta das belezas naturais de Montividiu e cidades da região, o corretor de imóveis Gilson Rossim conquista, por meio das pedaladas, maior disposição e reduz a ansiedade e o stress que são acumulados no dia a dia de trabalho. Há três anos Gilson procurou por um lazer que estimulasse a atividade física para alcançar a boa forma. Na bike ele encontrou a solução.


VOCABULÁRIO DO CORRETOR DE IMÓVEIS

ABC do corretor de imóveis Um pouco mais sobre os termos que todo profissional deve saber, mas não tem coragem de perguntar MEMORIAL DESCRITIVO:

APARTAMENTO GIARDINO OU GARDEN:

descrição de todas as características de um projeto arquitetônico, especificando os materiais que serão necessários à obra, da fundação ao acabamento.

Apartamento térreo ou localizado nos primeiros andares que possui um quintal ou jardim. Em empreendimentos de padrão mais alto, pode comportar até uma pequena piscina, churrasqueira ou forno de pizza.

ESCRITURA PÚBLICA: instrumento que o tabelião lavra em seu livro de notas, a pedido dos interessados, revestido das formalidades legais, inclusive a sua assinatura, as das partes contratantes e de duas testemunhas, por meio do qual se autentica e prova um ato jurídico ou convenção, de caráter público ou privado. É a escritura original. O primeiro traslado, dela extraído ou escritura autêntica, tem o mesmo valor do instrumento original. A escritura pública é uma espécie do instrumento público.

LAJE TÉCNICA:

uma área do prédio, reservada para abrigar os controles e passagem do sistema elétrico, hidráulico, ar condicionado, telefonia, ar comprimido, gases, oxigênio (no caso de hospitais) e demais equipamentos relativos à manutenção e funcionamento de uma edificação. A sua importância numa obra se deve ao fato de concentrar em um único setor, todos os equipamentos necessários para a manutenção do edifício.

ÁREA ÚTIL: área total de todos os pisos dos compartimentos de um edificação, descontada a área de projeção das seções transversais das paredes e de outros elementos construtivos.

PINGADEIRA: acabamento externo de proteção que desvia a água das chuvas, impedindo que ela escorra ao longo das paredes da fachada.

Fonte: Dicionário Imobiliário de Celso Pereira Raimundo e Wilson Carvalho de Almeida

Painel Imobiliário

| 25


PROFISSÃO

A visita ao imóvel DICAS E TÉCNICAS PARA A HORA DECISIVA PARA O CORRETOR DE IMÓVEIS E PARA O CLIENTE

A

internet pode até ter se tornado a opção principal quando se trata da busca pelo imóvel ideal, mas nada substitui a visita ao imóvel. É nesse contato com o cliente que o corretor de imóveis tem a oportunidade de conquistar e garantir o fechamento da venda. O executivo coach e especialista em gestão, Luciano Masan, explica que pelo fato do ser humano ser dotado de

cinco sentidos, experiências em que todos os sentidos estejam envolvidos se tornam mais marcantes, por isso, a importância da visita presencial ao imóvel. Para o especialista, o primeiro passo para uma boa apresentação do imóvel começa bem antes, ainda na preparação do profissional. "É necessário que o corretor entenda como cada fator influenciou na construção e como cada item utilizado na construção torna aquele imóvel melhor", comenta, citando que é indispensável o conhecimento do empreendimento, que vai além das características presentes na planta baixa.

Para o especialista Luciano Masan, a visita ao imóvel envolve os cinco sentidos

26 | Painel Imobiliário

Conhecer em detalhes a vizinhança também é importante. Saber onde tem panificadoras, farmácias, parques, academias, como é o trânsito na região e quais as perspectivas para o bairro, faz com que o profissional possa apresentar o imóvel de forma positiva. Mas o essencial, acima de tudo, é saber se o empreendimento realmente atende as necessidades do cliente. "Se você não identifica antes o perfil do cliente, o que ele busca, e o leva a um imóvel que não atende suas necessidades, você o perde logo de cara", ressalta o gerente de revenda Vanderlei Luciano de Melo Junior, baseado em seus nove anos de atuação no mercado. Ao fazê-lo perder tempo visitando o que não interessa, é gerado um desgaste na relação. Contudo, se o imóvel está dentro das expectativas do propenso comprador, é chegada a hora da visita. É recomendado que o corretor de imóveis chegue antes do cliente, assim pode preparar melhor o ambiente. "Ele deve abrir as janelas, deixar o espaço mais claro, ventilado, resfriar o imóvel (principalmente no caso daqueles que pegam sol direto). Se estiver desocupado, até limpá-los superficialmente. Já no caso de estar ocupado, pedir ao proprietário que o deixe em boas condições", indica Vanderlei Luciano. Estando tudo pronto, já é possível recepcionar o cliente. O corretor de imóveis deve manter sua postura de autoridade no assunto, mas sem


Ficha de visita

austeridade. O domínio das questões relativas às transações imobiliárias e ao imóvel em questão, garantem segurança ao comprador e geram confiança. A cordialidade e o trato gentil tornam a visita mais agradável. "É importante lembrar que o cliente é quem mais deve falar", enfatiza Luciano Masan. Quanto à técnica, os especialistas recomendam que a apresentação deve ser iniciada pelos pontos positivos do imóvel ou pelos diferenciais mais procurados pelo comprador. "Às vezes, o imóvel tem vista para o parque, então deve-se levá-lo primeiramente para ver a varanda. Se a necessidade for de quartos maiores, ao chegar neles é preciso mostrar que ele terá o espaço que precisa e assim por diante", diz Vanderlei Luciano. Proporcionar essa visualização do cliente morando no imóvel é uma técnica que pode gerar resultados. Fazê-lo se imaginar no ambiente, pergun-

tar como disporia os objetos naquele espaço, pode levar à conclusão da venda. Ressaltar os cinco sentidos já mencionados anteriormente também pode favorecer. "Faça com que ele se atente para a altura dos cômodos, o cheiro de tinta fresca, a textura da parede, o vento que entra pela janela, qualquer outro tipo de sensação deve ser ressaltada para que ele perceba e aprecie", recomenda Masan. Ao finalizar a apresentação do imóvel, Vanderlei Luciano recomenda aos corretores de imóveis perguntar ao cliente se ele gostou do empreendimento e se é realmente o que ele procura. "Se ele não responder na hora, orientamos para que espere por um prazo, ao menos um dia para entrar em contato novamente, mas nunca deixá-lo solto. Se ele fechar negócio, ótimo. Caso não feche, deve-se levantar os motivos e partir para outro imóvel dentro das novas informações obtidas", diz.

O hábito é pouco comum. Na visita a um imóvel, o corretor de imóveis colhe os dados do cliente e o faz assinar uma ficha de visita. O documento é como um termo de compromisso em que o cliente que está procurando um imóvel para comprar, assina juntamente com o corretor, formalizando que conheceu aquele determinado empreendimento pela primeira vez através daquele profissional. Trata-se de uma ficha simples, que contem os dados do imóvel, as informações sobre o pretenso comprador e do corretor que apresentou o empreendimento. A ferramenta é pouco utilizada apesar de sua importância. "O termo é um dispositivo essencial de segurança para o profissional" alerta o coordenador jurídico do Creci de Goiás, Fernando de Pádua. A ficha de visita pode ser utilizada judicialmente caso haja problemas na negociação, como no caso do cliente fechar o negócio direto com o proprietário após a visita ou quando houver negativa do pagamento da comissão. Além de auxiliar o profissional a garantir seus direitos, a ferramenta é mais um documento que formaliza e assegura o trabalho realizado pelo corretor de imóveis. "Muitas vezes o profissional tem receio de pedir para que o cliente assine a ficha ou simplesmente esquece do documento", comenta o corretor de imóveis Vanderlei Luciano (foto) sobre a utilização da ferramenta.

É necessário que o corretor entenda como cada fator influenciou na construção e como cada item utilizado na construção torna aquele imóvel melhor” Vanderlei Luciano, corretor de imóveis Painel Imobiliário

| 27


PROFISSÃO

Veteranos na vida, novatos no mercado imobiliário EXPERIÊNCIAS PESSOAIS E PROFISSIONAIS AUXILIAM NO DESENVOLVIMENTO DE NOVA CARREIRA NA TERCEIRA IDADE

D

e acordo com a estimativa mais recente do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a expectativa média de vida do brasileiro chega aos 75 anos, para ambos o sexo. Estudos mostram que a longevidade no Brasil tem crescido a passos largos nos últimos anos. Conforme relatório da Organização Mundial de Saúde (OMS), o número de pessoas com mais de 60 anos no país deverá crescer muito mais rápido do que a média internacional. Além do mais, o brasileiro está vivendo melhor e com isso as pessoas passam a ter mais anos de uma vida ativa e produtiva. Conforme dados da última Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad), divulgada no final do ano passado, mais de 900 mil idosos entraram na população ocupada do País, entre 2013 e 2014. O grupo de trabalhadores com mais de 60 anos cresceu 12,6% em um ano, maior alta entre todas as faixas etárias. De acordo com o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística

28 | Painel Imobiliário

Tenho uma boa renda proveniente de imóveis que alugo lá no Acre e aqui em Goiânia, mas sempre tive interesse nessa área de corretagem e quando vi a oportunidade achei super interessante” Whashington Luiz, corretor de imóveis


“ (IBGE), a participação da terceira idade entre todos os empregados cresceu de 7,5%, em 2013, para 8,2% no ano passado. Algumas empresas já perceberam essa mudança no mercado de trabalho e querem arregimentar profissionais experientes que buscam um novo começo. É o caso de imobiliária de Goiânia que lançou, desde o ano passado, o Programa Veteranos, para atingir esse público da terceira idade. O projeto nasceu da observação dos profissionais da melhor idade que já estão no mercado imobiliário. O acreano Washington Luiz Gadelha Maia, 53 anos, ingressou no segmento por meio do projeto. Ele vive em Goiânia há 10 anos e parece não ter medo de recomeçar. Por 20 anos trabalhou como funcionário do Banco do Estado do Acre e aos 37 anos, pouco antes de sair do banco, graduou-se em administração de empresas. Em 2014 concluiu o curso de direito e atualmente, além de estudar para o exame da Ordem, inicia uma nova profissão, a de corretor. “Tenho uma boa renda proveniente de imóveis que alugo lá no Acre e aqui em Goiânia, mas sempre tive interesse nessa área da corretagem e quando vi a oportunidade achei super interessante. Hoje estou aqui e achando ótimo”, conta o ex-bancário, que é casado e tem uma filha. A bagagem de vida da aposentada Jacira das Graças Pinheiro Azolino, 68 anos, também é de dar inveja

a muito aventureiro. Ela se formou em Direito ainda bem jovem, mas aos 18 anos, antes mesmo de completar a faculdade, descobriu uma vaga de aeroviária. Como já tinha um inglês bem desenvolvido, conseguiu fácil o emprego nessa área, na qual ela trabalhou por 35 anos. Atuou no setor aeroviário durante o auge de duas maiores empresas de aviação do Brasil. Por causa da profissão, além de conhecer e ter morado em dezenas de países, hoje ela fala três idiomas fluentemente. Conheceu países como França, Inglaterra, Japão, Marrocos e vários países do norte da África e outros. Atualmente, Jacira está aposentada desde os 62 anos, é viúva, tem dois filhos (teve três, um infelizmente faleceu) e resolveu voltar para o mercado de trabalho, pois, segundo ela, começou a ficar ansiosa. “Uma pessoa como eu que sempre acostumou a trabalhar durante toda vida não consegue

Uma pessoa como eu que sempre acostumou a trabalhar durante toda vida, não consegue ficar parada. Então vi o anúncio da seleção e achei muito interessante e estimulante e resolvi topar esse novo desafio” Jacira das Graças Pinheiro Azolino

ficar parada. Então vi o anúncio da seleção no Facebook e achei muito interessante e estimulante e resolvi topar esse novo desafio”, conta Jacira. O diretor da empresa, Ricardo Teixeira, explica porque o Projeto Veteranos foi criado: “As pessoas que se encontram hoje na melhor idade são muito ativas e querem ser produtivas”, Para ele, a experiência de vida e profissional faz a diferença no trabalho de corretor de imóveis. “Quem tem uma vivência maior entende melhor as necessidades das pessoas, das famílias e isso na hora de vender um imóvel faz muita diferença. Por isso acreditamos muito no potencial desses profissionais”, afirma.

Painel Imobiliário

| 29


PROFISSÃO

CRECI-GO institui o Creci Jovem NOVA COMISSÃO OFERECE SUPORTE E ORIENTAÇÃO AOS NOVOS CORRETORES DE IMÓVEIS QUE INGRESSAM NA PROFISSÃO

Q

uando iniciou na profissão de corretor de imóveis, Gedionay Ferreira se sentiu deixado à sorte. O curso técnico realizado para ingresso na profissão não proporcionava conhecimento suficiente para sua atuação como profissional e a empresa em que havia iniciado não lhe trazia as informações necessárias para a prática. "Não me ofereceram nenhum preparo, me passaram os panfletos, as etiquetas e me mandaram panfletar. Eu não sabia lidar com os clientes, argumentar sobre o preço e quais os documentos eram necessários na negociação", relata. Foi com a cara e a coragem e com a ajuda de alguns colegas que Gedionay, diferente de muitos que desistem da profissão logo nos primeiros anos de atuação, seguiu em frente:

Membros do Creci Jovem se reuniram em café da manhã com o presidente Oscar Hugo, instrutores do Workshop Profissional e os corretores de imóveis mais assíduos nas palestras;

"Foi um começo difícil, mas hoje já consigo atuar plenamente". Visando auxiliar os corretores de imóveis que ingressam na profissão,

Estamos aqui para abrir as portas do Creci aos novos profissionais de forma mais próxima e ajudar a ter uma visão mais realista da profissão” Pedro Ivo Guerra, corretor de imóveis e coordenador do Creci Jovem

30 | Painel Imobiliário

o Creci de Goiás instituiu, por meio da portaria 610/2017, o Creci Jovem. A comissão é formada por profissionais com até cinco anos de ingresso na profissão e tem como objetivo principal assistir aos corretores de imóveis em início de carreira e, ao mesmo tempo, auxiliar e assessorar quando for o caso, o Conselho em suas atribuições. "Estamos aqui para abrir as portas do Creci aos novos profissionais de forma mais próxima e ajudar a ter uma visão mais realista da profissão", comenta o coordenador do Creci Jovem,


o corretor de imóveis Pedro Ivo Guerra. A própria experiência vivenciada no início da carreira no mercado imobiliário por Pedro Ivo, foi o incentivo para se lançar no desafio de coordenar a Comissão. "O intuito é esclarecer sobre os caminhos que os novos profissionais podem trilhar na profissão. Evitar que passem pelo que passei, que saibam o que vale a pena fazer e o que não. Em geral, auxiliar quem está começando", ressalta. O mesmo motivo levou a corretora de imóveis Elke Sandrelly a se oferecer para participar da iniciativa e se tornar parte do Creci Jovem. Apesar de ter ingressado com pé direito no mercado, com a venda imediata de um imóvel, Elke também passou pelas dificuldades iniciais: "Não tive quem me orientasse, fui atrás de cursos e das informações sozinha. Somente hoje, com quase três anos de inscrição, que dá para falar que entendo alguma coisa".

Entre as atividades a serem desenvolvidas pela Comissão estão: a realização de cursos e palestras sobre temas práticos do dia a dia do profissional, como o Workshop Profissional que já está na quarta edição com sucesso de público; a recepção dos novos profissionais nas Entregas de Carteiras; visitas a escolas e universidades para falar sobre a profissão e sobre as atribuições do Conselho; desenvolvimento de atividades sociais, dicas e orientações sobre procedimentos imobiliários, entre outras. O presidente do Creci de Goiás, Oscar Hugo Monteiro Guimarães salienta a importância do trabalho a ser realizado pelo Creci Jovem e principalmente do fato dos membros seguirem o critério dos cinco anos de inscrição. "Desta forma é possível compreender de perto as necessidades dos novos profissionais e oferecer o suporte necessário para que se tornem corretores de imóveis de sucesso", finaliza.

Como participar Para fazer parte da Comissão, o corretor de imóveis deve ter até cinco anos de inscrição no Conselho e disposição para auxiliar os colegas que estão iniciando na carreira. O Creci Jovem promove o compartilhamento de experiências e de conhecimentos para o desenvolvimento de um mercado imobiliário melhor, tanto para os profissionais quanto para a sociedade. O grupo se reúne mensalmente, em reuniões realizadas na última quarta-feira do mês, na sala do Creci Jovem, disponibilizada na sede do Conselho. Para mais informações, entrar em contato pelo crecijovem@crecigo.gov.br

Conheça a cooperativa de crédito que oferece serviços e produtos vantajosos e especiais para corretores de imóveis

• Av. T-4 - Shopping Buena VIsta - St. Bueno • Av. D, 314 - St. Oeste • PA Secovi - Av. Fued José Sebba, esq. com Rua 32, Qd. A22 - Lt. 22/24, Jardim Goiás (62) 3416-0000

Painel Imobiliário

| 31


DIRETO DO CRECI

CRECI-GO disponibiliza webmail gratuito E-MAIL ILIMITADO, EXCLUSIVO E COM ACESSO A CURSOS PARA A CATEGORIA Já pensou em ter uma conta do Gmail com o domínio @creci.org.br? É o que o Creci de Goiás disponibiliza para os corretores de imóveis em regularidade com o Conselho. E ainda tem mais. Além de contar com uma caixa de e-mail ilimitada, o profissional tem acesso a todas as ferramentas do Google G Suite. Trata-se de uma solução hospedada para e-mails, agendas e colaboração integrada oferecida apenas às escolas e instituições de ensino, que está sendo disponibilizada pelo Cofeci a toda a categoria. A novidade oferece agenda de contatos integrada; drive ilimitado para arquivos, que permite salvar 'na nuvem' documentos e fotos; criação de documentos, planilhas e apresentações; e ainda participar de cursos oferecidos no Google Classroom, como o de Perito Judicial. Para criar sua conta basta acessar o site http://criar.creci.org.br e in-

formar os dados solicitados. A verificação da conta será realizada via e-mail no prazo de até dois dias. Após a con-

firmação da criação da nova conta, basta acessar o e-mail por meio do www. gmail.com.

CURSO DE PERITO JUDICIAL Por meio do Google Classroom, o Sistema Cofeci-Creci, em parceria com o Creci de São Paulo, disponibiliza aos corretores de imóveis o curso on-line e gratuito de Perito Judicial. O treinamento é constiuído

32 | Painel Imobiliário

de oito aulas de aproximadamente 30 minutos cada, com vídeo, apostila e exercícios de avaliação. Ao final, é emitido diploma ao participante que tiver obtido pontuação igual ou superior a 60% nas respostas de todas as atividades disponibiliza-

das. No entanto, a certificação não é válida para inscrição no Cadastro Nacional de Avaliadores de Imóveis do Cofeci (CNAI). O curso é oferecido com frequência pela ferramenta on-line, pelo http://ead.creci.org.br/.


CRECI ITINERANTE NA ESTRADA A unidade de atendimento móvel do Conselho, Creci Itinerante, já percorreu mais de 20 municípios do interior até agosto. Bela Vista de Goiás, Anápolis, Rio Verde, São João da Aliança, Porangatu e Guapó foram algumas das cidades que receberam todos os serviços oferecidos na sede e delegacias do Creci, agora mais perto dos corretores de imóveis. Negociação, inscrições de pessoa física e jurídica e informações de como se tornar corretor de imóveis estão entre os serviços mais procurados. O corretor de imóveis Luiz Kephany Pereira dos Santos nem precisou ir muito longe para usufruir dos serviços do Conselho. Em Anápolis, a unidade móvel de atendimento estava ao lado da imobiliária em que trabalha. "Foi muito bom, de muito fácil acesso", comentou. Em Rio Verde, a unidade de atendimento móvel foi prestigiada pelo presidente Oscar Hugo; pelo 2° vice-presidente Rafael Aguirre; pela dele-

gada do Creci em Rio Verde, Michelle Felipe César; pelo presidente da Associação de Corretores de Imóveis do município; Antônio Francisco Barbosa e por profissionais da região. O presidente da Associação ressalta que já é costume os profissionais se programarem junto à agenda do Creci Itinerante para usufruir dos serviços."Quando sentimos a necessidade de que a unidade móvel venha em uma data mais próxima, solicitamos e somos sempre atendidos", enfatiza Antônio Barbosa.

WORKSHOP PROFISSIONAL TEM SUCESSO DE PÚBLICO Auditórios lotados e avaliações positivas em pesquisas de satisfação. Esses são os resultados das quatro edições do Workshop Profissional. A iniciativa, promovida pelo Creci Jovem, visa oferecer palestras em Goiânia e no interior sobre temas relacionados às atividades dos corretores de imóveis. A primeira edição, realizada em maio na sede do Conselho, reuniu mais de 200 corretores de imóveis para discutir sobre temas como negociação objetiva, marketing e vendas, qualificação de contatos e como contornar as objeções dos clientes. Hoje, já na quarta edição, o

Workshop Profissional é sucesso de público, com auditórios lotados e aumento de 50% no número de participantes. As pesquisas de avaliação das palestras também demonstram a satisfação dos participantes quanto aos temas e instrutores. Cerca de 90% avaliaram como excelente a didática dos palestrantes e 70% como positivo os temas abordados. A experiência exitosa levou o circuito de palestras a Anápolis no mês em que se comemora o Dia do Corretor de Imóveis. Em parceria com a Associação de Imobiliárias de Anápolis (AIA), foram promovidas palestras sobre gestão de equipe de vendas, redes sociais e internet e liderança. O objetivo é ampliar as atividades do Workshop para os demais municípios do interior. A programação e inscrições das palestras estão disponíveis em www.crecigo.gov.br

WHATSAPP ATINGE MAIS DE 2 MIL ATENDIMENTOS Desde 2014, o Whatsapp foi implantado como mais uma ferramenta de comunicação e ouvidoria do Conselho. Com mais de 2 mil corretores de imóveis cadastrados, a ferramenta atingiu esse ano a marca de 2.200 atendimentos de janeiro a junho. Além de receber as notícias do Conselho e programação de cursos e palestras, os profissionais cadastrados podem enviar denúncias de contraventores, saber mais sobre os processos de inscrição, taxas e anuidade, esclarecer dúvidas jurídicas, consultar sobre débitos e muito mais. Os clientes e a sociedade em geral também utilizam o veículo para verificar a regularidade do corretor de imóveis e esclarecer dúvidas. O atendimento via Whatsapp é avaliado positivamente pelos corretores de imóveis pela rapidez e facilidade que o veículo proporciona. A ferramenta vem a somar como canal de ouvidoria do Conselho, que conta ainda com atendimento presencial, via telefone, e e-mail, que até esse mês totalizaram cerca de 500 atendimentos.

Painel Imobiliário

| 33


TECNOLOGIA & PRODUTOS

CONHEÇA O QUE HÁ DE NOVO NO MERCADO E PODE FACILITAR, E MUITO, A SUA VIDA PROFISSIONAL:

PERFIL COMERCIAL DO INSTAGRAM Com mais de 500 milhões de usuários ativos, o Instagram é uma das redes sociais que mais cresce no Brasil. Para se ter uma ideia, o país tem a segunda maior base de usuários do mundo, com mais de 35 milhões de contas, ficando atrás apenas dos Estados Unidos. Se você não tem uma conta na rede é melhor começar a pensar em fazer seu perfil. Se você já tem conta na rede social, essa dica pode ser uma grande aliada. O Instagram permite a criação de um perfil comercial. A vantagem fica por conta das informações que a rede disponibiliza sobre o seu perfil: número de impressões, alcance das publicações, visualizações, dados sociodemograficos dos seguidores e melhores horários para postagens. Para alterar o perfil, basta ir em configurações, nas opções de conta, clicar em "Alternar para perfil comercial". Pronto, agora é só aproveitar todos os recursos disponíveis.

APLICATIVOS PARA TABLET E SMARTPHONES LEGEND O aplicativo disponível gratuitamente, tanto na Play quanto na Apple Store, cria animações em texto para postagens nas redes sociais. São cerca de 20 opções de animação que podem ser finalizadas em dois formatos e 3 tamanhos de imagem para adaptarem melhor a sua postagem.

FACETUNE STORIES Ainda falando sobre Instagram, vale a pena investir em mais um recurso da rede social: os Stories. Publicações de imagens e vídeos que só ficam disponíveis aos usuários por apenas 24 horas. A nova ferramenta já conta com 200 milhões de usuários ativos diariamente. Para criar o seu storie, é só clicar no símbolo de mais azul que fica disponível na foto do seu perfil. Nele, é possível publicar vídeos ou imagens já salvas no seu celular (é só arrastar o dedo para cima que aparecem as imagens) e ainda incluir textos e figurinhas. Uma dica para garantir maior envolvimento é incluir sempre a localização da sua postagem, pois ela pode ser visualizada por todos que buscarem pelo mesmo endereço.

FERRAMENTAS GOOGLE Muitos não conhecem, mas o Google oferece uma gama de ferramentas gratuitas que facilitam o dia a dia. Além do serviço mais utilizado, de e-mail, é possível ficar sempre bem informado com as notícias do seu interesse por meio da ferramenta do Google Alertas; ter acesso a livros on-line no Google Livros; programar seu dia, deixar lembretes e notas no Google Keep; e saber os assuntos mais comentados no Google Trends. E as funcionalidades não param por aí. Ainda é possível criar documentos, planilhas, formulários e apresentações no Google Drive. Vale a pena conferir!

34 | Painel Imobiliário

Precisando deixar aquela foto pessoal perfeita? Baixe o aplicativo Facetune e utilize as 10 ferramentas disponíveis para deixar o selfie perfeito. Com ele é possível clarear os dentes, remover o brilho da pele, ajustar o formato do rosto, corrigir defeitos, reduzir olhos vermelhos, adicionar efeitos de filtro e até mesmo inserir uma moldura à foto. O app está disponível na Play e Apple Store, mas é pago.

WAZE Pode parecer batido falar sobre o aplicativo, mas há ainda quem desconhece o gadget que facilita a vida de quem se locomove muito todos os dias, como os corretores de imóveis. O Waze mostra as ruas que estão congestionadas, com acidentes ou trânsito pesado, e ainda indica o caminho mais rápido para o destino pretendido. O download é gratuito para IOS ou Iphone.


SOCIAL

CERTIFICAÇÃO Os corretores de imóveis que realizaram o primeiro Curso de Perito Judicial oferecido pelo Conselho, por meio da plataforma Google Classroom, receberam seus certificados das mãos do presidente Oscar Hugo e do presidente do Sindicato das Entidades Mantenedoras da Educação Superior de Goiás (Semesg), o professor Jorge de Jesus Bernardo.

PALESTRA O gerente regional da Caixa, Valcedir Vicente Rosa, ministrou palestra sobre financiamento imobiliário no IV Workshop Profissional. Ele foi recepcionado na sede pelo vice-presidente, Eduardo Britto e pelo coordenador do Creci Jovem, Pedro Ivo Guerra.

TROCA DE EXPERIÊNCIAS Em julho, o presidente Oscar Hugo recebeu o presidente Rômulo Soares e os diretores secretário e tesoureiro do Creci-PB, respectivamente, Edson Medeiros e Zelírio Bezerra, em visita à Goiânia para conhecer a estrutura do regional goiano e firmar Termo de Cooperação Técnica, que visa padronizar os procedimentos administrativos entre os Conselhos.

HOMENAGEM Cinco personalidades do mercado imobiliário goiano receberam a Comenda Colibri de Esmeralda. A mais alta condecoração do Conselho foi entregue em Solenidade ao presidente da Fecomércio, José Evaristo dos Santos; ao ex-presidente da Ademi Goiás, Renato de Sousa Correia; ex-presidente da AIA e corretor de imóveis em Anápolis, Geraldo Pereira Braga; e ao tabelião titular do Cartório 4° Ofício, Índio do Brasil Artiaga Lima.

Painel Imobiliário

| 35


CRECI NA MÍDIA A profissão de corretor de imóveis foi destaque no quadro TV TRABALHO da TV ANHANGUERA que apresentou entrevista com o coordenador jurídico do CRECI-GO, Fernando de Pádua

Os jornais CONTEXTO de Anápolis e GAZETA DE GOIANÉSIA também veicularam notícia sobre o Conselho.

De janeiro a agosto de 2017, o Conselho Regional de Corretores de Imóveis foi notícia em veículos de comunicação de todo o Estado, totalizando:

espaços de mídia 30 espontânea, sendo: 4 exibições em telejornais; 5 portais de notícias e redes sociais; 5 em rádios e em revistas 14 e jornais impressos 36 | Painel Imobiliário

A Revista LUDOVICA publicou entrevista com dicas do CRECI-GO para compra do primeiro imóvel

No Dia do Corretor de Imóveis o jornal O POPULAR estampou a sessão dos Classificados com reportagem sobre a profissão


PARA REFLETIR INTERIOR

Tudo o que nos ACONTECE... Os acontecimentos que se sucedem em nossas vidas, embora na maioria das vezes incompreensíveis, são decorrência de nossos próprios atos. Há uma rede invisível que conecta todos os fatos sem que percebamos essa conexão. Temos tendência a buscar sempre um responsável, a atribuir a outrem os nossos insucessos, a apontar um culpado. Tudo isso para tentar fugir às nossas responsabilidades. Na realidade somos os únicos responsáveis por tudo o que nos acontece. E essa realidade corresponde a um ordenamento lógico. Como atribuir a outra pessoa as causas por esses fatos? Muitos atribuem aos seus pais, ao tempo em que nasceram, ao fato de não terem estudado, e por aí vai um rosário de reclamações sem fim. No entanto, se pararmos para analisar, verificaremos que tudo, tudo mesmo, aconteceu para melhorar nossas vidas. Quando estamos no olho do furacão, é até certo ponto compreensível que busquemos um culpado, até para nos eximir da responsabilidade flagrante dos momentos de dor, no desespero dos acontecimentos nefastos. No entanto, olhando os fatos pela perspectiva do tempo, constatamos que nos foram úteis e necessários. A vida nos proporciona uma oportunidade ímpar de contribuirmos para a nossa evolução. E para que a evolução se faça de maneira verdadeira é preciso que nossos atos sejam caracterizados pela diferença. Fazer igual a todos ou como nós mesmos fazíamos de forma rotineira não traz nenhuma distinção. A vida, em qualquer instituição organizada, tem duas premissas básicas: hierarquia e disciplina, às quais se associam outros valores não menos importantes, como lealdade, cordialidade, honestidade, dedicação, competência e seriedade. Em pouquíssimo tempo de convívio aprende-se mutuamente a observar e realçá-los em cada indivíduo, sem que seja preciso nenhuma metodologia de ensino; aprende-se por intuição e por exemplos de atitudes,

comportamentos e empatias, demonstrados no dia-a-dia. A disciplina regula essas relações através de bulas e estatutos, conscientemente aceitos e juramentados, ou seja, no cumprimento estrito do protocolo. Estas informações todas me fazem pensar que deve haver também um protocolo universal, divino, particular de cada um. Desde o princípio e para sempre onde deverão estar registrados todos os atos, intenções, pensamentos e palavras de cada um. E que deve, naturalmente, ser dinâmico como uma contabilidade celestial, marcando todos os débitos e créditos, atualizando constantemente o saldo que poderá ser devedor ou credor. O que seria o protocolo? Um conjunto de normas e procedimentos que regem todos os movimentos de todos os seres em todo o universo. Tudo que existe é regido por um protocolo. Desde o princípio e para sempre. Assim, desde o movimento dos astros até o mais insignificante ato é regido por um protocolo. Tudo o que foi criado por Deus, obedece a um princípio de proporcionalidade, assim tudo está devidamente medido, pesado, contado, protocolado. O que acontece com o ser humano? Ele desconhece a existência do protocolo. E assim começa a agir aleatoriamente e acaba criando problemas e mais problemas em sua vida. Cada ato que seja praticado fora do protocolo ocasiona resultados que serão danosos no tempo e no espaço. Quer se saiba ou não se saiba disso. “Se compreendes as coisas são como são; se não compreendes as coisas são como são” (princípio esotérico). Todas as atividades são regidas por um protocolo que tem uma norma básica comum: o procedimento ético. Quando assim agimos, contribuímos para a nossa evolução. Tudo o que nos acontece é para melhorar a vida da gente. Heitor Freire Corretor de imóveis e advogado

Painel Imobiliário

| 37


Moderna e

ecologicamente correta,

a Revista

Painel Imobiliário

agora é

100% digital.

A publicação do Creci de Goiás concilia a tendência da comunicação on-line à preservação do meio ambiente, reduzindo a zero o uso de papel nas impressões. Acesse o conteúdo da Revista em www.crecigo.gov.br/revistapainel ou faça o download do aplicativo na Apple ou Play Store.

38 | Painel Imobiliário

Painel 21  

A publicação traz reportagem especial sobre o futuro da profissão de corretor de imóveis, tudo sobre a criação do Creci Jovem e ainda como f...

Painel 21  

A publicação traz reportagem especial sobre o futuro da profissão de corretor de imóveis, tudo sobre a criação do Creci Jovem e ainda como f...

Advertisement