Page 1

EDIÇÃO 18 - GOIÂNIA, OUTUBRO DE 2015

CRECI-GO CONSELHO REGIONAL DE CORRETORES DE IMÓVEIS 5ª REGIÃO / GO

PARQUE CERRADO Conheça o complexo que será a maior área verde de Goiânia

ÉTICA Conduta íntegra influencia nos resultados alcançados pelo profissional

CARTÓRIOS Creci estabelece parceria que beneficia a categoria

Ação social do mercado imobiliário Creci de Goiás convoca os corretores de imóveis e as imobiliárias para a Campanha Natal com Leite 2015. O objetivo é arrecadar latas de leite em pó a serem doadas a instituições que atendem crianças e adolescentes, indicadas pelo Juizado da Infância e Juventude.


2 | Painel Imobiliรกrio


PALAVRA DO PRESIDENTE

O desafio em ser corretor de imóveis Hoje, conseguir um lugar ao sol está obrigando o profissional a se conhecer melhor, a se atualizar constantemente, pois as mudanças estão trazendo desafios assustadores. Ganhar dinheiro e ser feliz ao mesmo tempo, está fazendo com que o profissional produza muito mais e trabalhe arduamente para conseguir um resultado satisfatório. A função principal do Corretor de Imóveis é satisfazer as necessidades do cliente, de acordo com o seu potencial. A isso chamamos de realizar sonhos. Mas, na realidade, o profissional faz um papel de assessoria imobiliária. Para isso ele precisa se qualificar, conhecer a legislação, estudar o produto em todos os seus aspectos e dar toda a orientação necessária para que o cliente faça uma boa escolha, esclarecendo todas as dúvidas que o mesmo tiver. O corretor de imóveis é um profissional liberal que trabalha todos os dias da semana, não tendo o final de semana para o seu descanso, pois os finais de semana são os dias que os clientes têm mais tempo para conhecer os imóveis. A remuneração do profissional vem com o sucesso de suas negociações, não tem férias e nem descanso remunerado, pode passar por períodos sem vendas, ele financia o seu trabalho. Age sem preconceitos, aceitando a liberdade de cada um, procurando não se envolver emocionalmente nos problemas pessoais dos seus clientes, mas tendo sempre em mente a necessidade de poder ajudá-los naquilo que está relacionado à sua função, entendendo cada pessoa e tratando-as com ética e respeito, deixando a elas sempre o direito de decidir pela escolha. O mundo está em constante transformação, exigindo do profissional uma atualização constante dos seus conhecimentos para cumprir com o seu dever de bem informar e orientar os clientes no momento da aquisição. No atual momento, a responsabilidade do corretor de imóveis aumenta, pois, as ofertas em grande número deverão ser analisadas com muito critério no momento em que orienta o seu cliente na escolha. A responsabilidade civil do corretor de imóveis, art. 723 do CC, onde determina que deverá ser dada toda a informação sobre a segurança e o risco do negócio, respondendo por perdas e danos, faz com que, a cada dia, a busca pela qualificação e pelo conhecimento se torne uma necessidade. ESTUDAR – ESTUDAR – ESTUDAR Essa é a máxima que os profissionais, corretores de imóveis, doravante terão que cumprir, sob pena de não permanecerem no mercado, ou se verem com uma ação judicial pelas informações incorretas.

OSCAR HUGO MONTEIRO GUIMARÃES presidente do Creci de Goiás, diretor pedagógico do COFECI, e coordenador de implantação do PQI no Brasil crecigo@crecigo.gov.br

Painel Imobiliário

| 3


SUMÁRIO expediente

6

10

ENTREVISTA

CAPA

Brendon De Simone fala sobre seu livro Next Generation Real Estate

Conselho inicia arrecadações para a Campanha Natal com Leite 2015

36

24

ESPECIAL

MAPA DE REGIÕES

Guia do Corretor Nota 10

Setor Oeste: elitização acelerada

DE OLHO NA LEI 8

ISTI ao alcance das mãos Registro no CAR é prorrogado até maio de 2016

30 profissão

Ética no mercado imobiliário Creci-GO é primeiro a implantar PQI Captar é preciso

MERCADO 12 42 DIRETO DO CRECI Parque Cerrado

Consórcios Imobiliários

vocabulário do corretor 18

Profissionais comemoram o Dia do Corretor Creci Itinerante Delegacia do Entorno do DF é ampliada Eleição triênio 2016-2018 Reunião com corretores de imóveis

FISCALIZAÇÃO 20 44 SOCIAL

+ QUE CORRETOR 22

45 CRECI NA MÍDIA

CONVÊNIOS 23

46 PARA REFLETIR

EXPEDIENTE O Conselho Regional de Corretores de Imóveis da 5ª Região-GO é uma autarquia federal de disciplina e fiscalização da profissão de corretor de imóveis. Regulamentada pela Lei Federal 6.530/1978 Endereço: Rua 56, Nº 390, Palácio dos colibris, JARDIM GOIÁS, goiânia-GO - CEP: 74810-240 - Fone/ fax: 62 3236-7350 - Homepage: www.crecigo.gov.br, E-mail: crecigo@crecigo.GOV.br Diretoria: OSCAR HUGO MONTEIRO GUIMARÃES, EDUARDO COELHO SEIXO DE BRITO, RAFAEL NASCIMENTO AGUIRRE, JUSCEMAR ANTÔNIO DE OLIVEIRA, JACKSON JEAN SILVA, WÁLTER SÃO FELIPE, JAIR REIS DE MELO. Conselheiros: ANA MÔNICA BARBOSA DA CUNHA, ANTÔNIO ALVES DE CARVALHO, ANTÔNIO ROSA DE MESQUITA, ANTÔNIO SPINETTI ALVES, CARLOS CÉSAR LEMOS DO PRADO, EDUARDO COELHO SEIXO DE BRITO, ELMO MONTEIRO CLEMENT AGUIRRE, FRANCISCO CARLOS LOBO, GERALDO DIAS FILHO, JACKSON JEAN SILVA, JAIR REIS DE MELO, JOÃO BENICIO GOMES, JOÃO PEDRO VIEIRA, JOSÉ MACHADO RESENDE, JOSÉ MÁRCIO MOREIRA SANTOS, ANTÔNIO DE OLIVEIRA, lEANDRO DAHER DA 4 |JUSCEMAR Painel Imobiliário

COSTA, LUIS CLEMENTE BARBOSA, MARCIO ANTONIO FERREIRA BELO, MARCO ANTONIO DE OLIVEIRA, MARIA FRANCISCA ALVES CARVALHO, OSCAR HUGO MONTEIRO GUIMARÃES, RAFAEL NASCIMENTO AGUIRRE, RICARDO ALVES VIEIRA, WALTER SÃO FELIPE, WILDES MARCOS FAUSTINO. Suplentes: ADEMIR SILVA, ANDRÉ LUIZ FRANÇA DE MELO, ALEXANDRE GUIMARÃES ROSA DE MOURA, CELSO MONTEIRO BARBUGIANI, CÉSAR FELICIANO DE OLIVEIRA, CLAUDIO GONÇALVES DE ARAUJO, EDGARD FURTADO MARTINS, EVALDO EULER DUARTE DE ALMEIDA, FRANCISCO LUDOVICO MARTINS, HELDER JOSÉ FERREIRA PAIVA, ISMAILDE GOMES DA SILVA, JOSÉ HUMBERTO MARTINS VIEIRA CARVALHO, JOSÉ VIRGÍLIO FERREIRA FILHO, LUCIMAR ALVES ELIAS, LUIZ ANTÔNIO DO NASCIMENTO, LUIZ ANTÕNIO MADY, MARGORETH ALVES DE CASTRO GUIMARÃES, MARIA APARECIDA DIONÍSIO, MURILO SOUSA DE ANDRADE, NEILA ETERNA DE MORAES NASCENTE, PEDRO ANTÔNIO COTECHESKI BOBROFF, RODRIGO PAULLUS BARRETO MACHADO, RONALDO ODORICO VEIGA, SAUL PEREIRA DA COSTA, VALGMAR DOMINGOS TAVARES, VALONI ADRIANO PROCÓPIO, VERONDE ANTÔNIO DE OLIVEIRA.

A Revista Painel é uma publicação do CRECI-GO ASSESSORIA DE COMUNICAÇÃO: Thaysa Mazzarelo COLABORAÇÃO: caROLINA DINIZ Diagramação: Neide Ataíde - GO-2690 JD REVISÃO ORTOGRÁFICA: Isa Daher COMERCIAL: OBJETIVA COMUNICAÇÃO E MARKETING - objetivacomercial@ig.com.br Revisão jurídica: FERNANDO DE PÁDUA - OAB 17840 Tiragem: 15.000 exemplares Fotolito e impressão: FLEX GRÁFICA As opiniões expressas nessa publicação são de exclusiva responsabilidade de seus autores e não refletem, obrigatoriamente, a opinião deste Conselho

www.crecigo.gov.br imprensa@crecigo.gov.br


“A construção de uma marca está diretamente ligada a qualidade de sua equipe. Parabéns Corretor.” Ademir Silva

27 de agosto - Dia do Corretor de Imóveis

Painel Imobiliário

| 5


ENTREVISTA

Próxima geração de corretores de imóveis

B

rendon é licenciado para vender imóveis em dois estados, possui registro nos EUA e no exterior, e recentemente abriu DeSimone & Co, uma empresa imobiliária independente, com sede New York, trazendo uma abordagem fresca e focada no consumidor, em um dos mercados mais fascinantes do mundo: o imobiliário. As dicas de Brendon também são distribuídas por 250 jornais diários e em muitos sites de mídia de grande audiência, incluindo a Forbes, Yahoo! Casas, AOL e Fox Business. Ele já foi entrevistado como especialista imobiliário por veículos de comunicação como o Good Morning America, HGTV, FOX News, Bloomberg & FOX Business. Em entrevista ao Painel Imobiliário, Brendon fala sobre seu livro e dá dicas de como se tornar um corretor de imóveis da próxima geração. Em seu livro, você fala sobre um novo cenário do mercado imobiliário. Qual é essa situação atual e como ela se di-

6 | Painel Imobiliário

Arquivo pessoal

Especialista no mercado imobiliário, Brendon De Simone tem mais de uma década de experiência variada em imóveis residenciais em todo os EUA. Seu conselho prático é destaque em seu novo livro Next Generation Real Estate, em português "A Próxima Geração de Corretores de Imóveis", bem como em sua coluna semanal, publicada em um dos maiores portais imobiliários americanos, Zillow, acessado por 70 milhões de visitantes por mês.


fere do momento anterior em que o segmento se encontrava? A tecnologia mudou a maneira que os compradores e vendedores realizam a transação imobiliária. A partir de anúncios on-line para as assinaturas digitais e as informações divulgadas, o papel do corretor de imóveis mudou muito. Contudo, mesmo com tanta informação que vem on-line, o papel do profissional é tão importante como sempre. Não é apenas sobre encontrar os anúncios, é ajudando aquelas informações a fazerem sentido e ser um recurso confiável ao lado de um processo muito complicado e, às vezes estressante, que pode ser a pesquisa de imóveis pela internet. A tecnologia é um dos fatores mais importantes dessa mudança. Como ela mudou o mercado e o papel dos corretores de imóveis? Tecnologia é o motor principal. É o fluxo de informação e do desejo de seu povo para fazer as coisas

O profissional deve continuar sendo a luz que guia e estar sempre presente com os clientes. Ele deve saber quando pegar o telefone em vez de enviar um texto e estar disposto a encontrar-se pessoalmente.”

de imediato, ver as coisas imediatamente. Estamos mais visual do que nunca. Um bom corretor de imóveis ganha seu sustento hoje por conhecer o seu mercado por dentro e por fora. Como o corretor de imóveis pode usar a tecnologia a seu favor? Ele pode fazer anúncios on-line, passeios virtuais, assinaturas digitais e utilizar tecnologia móvel. Como o profissional deve agir em meio a toda essa tecnologia? O corretor de imóveis tem que ajudar compradores e vendedores a

entenderem o sentido de todas as informações. A informação por si só, sem cor ou a "história" por trás dela, não tem sentido. Como mesclar as novas tecnologias e as técnicas tradicionais do mercado imobiliário? O profissional deve continuar sendo a luz que guia e estar sempre presente com os clientes. Ele deve saber quando pegar o telefone em vez de enviar um texto e estar disposto a encontrar-se pessoalmente. Também deve conhecer os seus clientes e como eles gostam de se comunicar e seguir suas preferências.

匀䔀 䔀ⴀ 伀 唀䰀 匀䴀 䤀䌀 䔀 吀刀 䄀 䴀 䴀䄀 伀刀 䄀䜀

䌀甀爀猀漀㨀ꀀ

吀준䌀一䤀䌀伀 䔀䴀  吀刀䄀一匀䄀윀픀䔀匀 䤀䴀伀䈀䤀䰀䤀섀刀䤀䄀匀ꀀ 䌀甀爀猀漀 漀戀爀椀最愀琀爀椀漀 瀀愀爀愀 猀攀爀 挀漀爀爀攀琀漀爀 搀攀 䤀洀瘀攀椀猀 樀甀渀琀漀 愀漀猀  爀最漀猀 挀漀洀瀀攀琀攀渀琀攀猀 ⠀ 挀愀爀琀攀椀爀愀 搀漀 䌀刀䔀䌀䤀ⴀ䌀伀䘀䔀䌀䤀⤀ 

䄀甀氀愀猀 愀 搀椀猀琀渀挀椀愀 愀琀爀愀瘀猀 搀攀 瀀氀愀琀愀昀漀爀洀愀 眀攀戀  瀀爀瀀爀椀愀 攀 瀀爀攀猀攀渀挀椀愀椀猀 渀漀 瀀漀氀漀 搀愀 一漀瘀愀攀猀挀漀氀愀䈀爀愀猀椀氀⸀ 䔀猀琀甀搀攀 搀攀 愀挀漀爀搀漀 挀漀洀 漀 猀攀甀 琀攀洀瀀漀Ⰰ 昀氀攀砀椀戀椀氀椀搀愀搀攀  搀攀 搀椀愀猀 攀 栀漀爀爀椀漀猀⸀ 䔀猀琀最椀漀 猀甀瀀攀爀瘀椀猀椀漀渀愀搀漀 攀洀 䤀洀漀戀椀氀椀爀椀愀猀⸀  刀瀀椀搀漀 攀 攀昀椀挀椀攀渀琀攀⸀   唀洀愀 瀀爀漀昀椀猀猀漀 攀洀 愀氀琀愀 渀漀 洀攀爀挀愀搀漀 䈀爀愀猀椀氀攀椀爀漀Ⰰ 猀攀樀愀 甀洀 

䌀漀爀爀攀琀漀爀 搀攀 䤀洀瘀攀椀猀ꀀ 刀甀愀 吀ⴀ㄀㐀Ⰰ 渀먀 ㈀㠀㠀Ⰰ 匀攀琀漀爀 匀攀爀爀椀渀栀愀 ⴀ 䌀䔀倀 㜀㐀㠀㌀㔀ⴀ 㤀 Ⰰ 䜀漀椀渀椀愀 ⴀ 䜀伀

⠀㘀㈀⤀ ㌀㘀㌀㜀ⴀ 㘀㐀  簀 ㌀㘀㌀㜀ⴀ 㘀㐀㌀

䄀瘀攀渀椀搀愀 䌀漀渀琀漀爀渀漀Ⰰ 㐀㤀 Ⰰ 䌀攀渀琀爀漀Ⰰ 䄀渀瀀漀氀椀猀ⴀ䜀伀

⠀㘀㈀⤀ ㌀㤀㐀㌀ⴀ㘀㠀㈀㈀ 簀 ㌀㌀㈀㄀ⴀ㔀㐀㔀㠀

Painel Imobiliário

| 7


DE OLHO NA LEI

ISTI ao alcance das mãos Aplicativo emite o imposto on-line em Goiânia

D

esde o final do mês de agosto quem pretende registrar o imóvel não precisa ir aos cartórios ou unidades de atendimento rápido da Prefeitura de Goiânia. É que a Secretaria Municipal de Finanças (Sefin) lançou o aplicativo Atende Fácil pelo qual o contribuinte, via o smartphone ou tablet, declara dados da propriedade e o valor pago pela mesma para cálculo e emissão instantânea do Documento Único de Arrecadação Municipal (Duam), que pode ser pago pela internet ou em qualquer agência bancária. Após a comprovação do pagamento, é emitido o laudo que deve ser apresentado no cartório. O sistema foi denominado de ISTI Declaratório e se somará ao funcionamento tradicional, presencial. As vistorias serão realizadas somente em declarações duvidosas realizadas pelo

8 | Painel Imobiliário

aplicativo, nas demais os dados serão verificados por meio de cruzamento de preços de imóveis similares, Planta de Valores e tabela de preço de construções. “Mudamos o procedimento. O ISTI Declaratório se embasa no princípio da inversão do crédito. Estamos acreditando que o contribuinte vai falar a verdade, vai fazer uma declaração verídica sobre o valor do imóvel. No entanto, se a prefeitura entender que há divergência, haverá fiscalização e sanções legais cabíveis. O novo sistema é, sem dúvida, um grande avanço para a cidade”, afirma o secretário municipal de Finanças, Jeovalter Correia. A ferramenta visa reduzir de, em média, 100 dias para 15 minutos, via on-line, o trâmite de abertura do ISTI e emissão do Duam. A inovação faz parte do novo Regulamento do Código Tributário (RCTM) lançado pela prefeitura para modernizar e desburocratizar o atendimento à sociedade. Além do ISTI Declaratório, o Aplicativo Atende Fácil, já disponível para download na Play Store, oferece outros serviços municipais como o cálculo e emissão do boleto do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU), consulta ao Cadastro de Inadimplentes e outros.

Registro no CAR é prorrogado até maio de 2016 As inscrições no Cadastro Ambiental Rural (CAR) tiveram que ser adiadas até maio de 2016 devido à baixa adesão. Apenas 59% dos imóveis rurais brasileiros foram inseridos no Cadastro dentro do prazo estipulado em maio desse ano. O CAR foi criado pela lei 12.651/2012 no âmbito do Sistema Nacional de Informação sobre Meio Ambiente e consiste no registro eletrônico obrigatório para os imóveis rurais. O intuito do Cadastro é reunir todas as informações ambientais para controle, monitoramento, combate ao desmatamento e planejamento ambiental e econômico dos imóveis rurais. De acordo com dados da Secretaria de Meio Ambiente, Recursos Hídricos, Infraestrutura, Cidades e Assuntos Metropolitanos (Secima), referentes a julho deste ano, em Goiás há, aproximadamente, 150 mil imóveis rurais. Destes, apenas 45 mil cadastros foram feitos – cerca de 30% do total. Percentual abaixo da média nacional. Quem não aderir ao CAR pode sofrer prejuízos, afinal o recibo do cadastramento é exigido na concessão de crédito rural e em processos de licenciamento ambiental. O cadastramento é realizado por meio do site www.car.gov.br.


Painel Imobiliรกrio

| 9


CAPA

Natal com Leite 2015 Arrecadações foram iniciadas para a quinta edição da ação social do mercado imobiliário

A

quinta edição da Campanha Natal com Leite, que incentiva corretores de imóveis e imobiliárias a arrecadarem latas de leite em pó para serem doadas às crianças e adolescentes de abrigos, já começou com doações. Os conselheiros deram o pontapé inicial na ação social com entrega de 60 quilos de leite em pó à Creche São Judas Tadeu, que atende 150 crianças de dois a seis anos de idade. Na oportunidade, o presidente da entidade Reno Julios Mesquita explicou que 90% das crianças atendidas pela creche são de famílias necessitadas em que os pais dependem da instituição para poderem deixar seus filhos enquanto trabalham. Os outros 10% são de indicações da prefeitura. “Além do leite, o que a creche mais necessita no momento é de verba para manter a infraestrutura, luz, água, pagamento dos funcionários, entre outras coisas”, comentou o presidente sobre as necessidades da creche, que ainda está

recebendo doações de informática para equipar laboratório recém-inaugurado. "Não tem forma melhor de começar a Campanha do que com as primeiras doações", comenta o presidente do Creci de Goiás, Oscar Hugo, sobre a iniciativa que entregou leites arrecadados em cursos ministrados em Goiânia e no interior do Estado. Depois desse primeiro passo, a Campanha Natal com Leite segue buscando parcerias e doações. O Sinduscon

Goiás e a Unimed já renovaram sua participação na ação social. A primeira com apoio na divulgação da Campanha entre seus associados, a segunda com doação de 120 latas de leite em pó a serem entregues às instituições indicadas pelo Juizado da Infância e Juventude de Goiânia. Em Caldas Novas, rádios, portais de notícias e as lojas maçônicas e DeMolay já estão divulgando e promovendo a doação de latas de leite para a iniciativa.

Campanha Natal com Leite em números: Número de doações

Número de abrigos contemplados

Abrangência da ação social

2010

500 quilos de leite em pó

4

Grande Goiânia

2011

600 quilos

5

Grande Goiânia

2013

800 quilos

7

Grande Goiânia e Caldas Novas

2014

1 tonelada

12

Grande Goiânia, Entorno do DF, Caldas Novas e Rio Verde

Edição

10 | Painel Imobiliário


Painel Imobiliรกrio

| 11


mERCADO

Parque Cerrado ParcerIa público-privada e colaborativa entregarão um dos maiores parques de Goiânia à sociedade pal e ao Centro de Convenções Oscar Niemeyer, o Parque Cerrado Dr. Paulo Panarello Neto foi criado pela Lei n° 9360/2013 e está sendo colocado em prática por meio de parceria público-privada. A prefeitura de Goiânia, através da Agência Municipal de Meio Ambiente (AMMA), o Fórum de Habitação, a Associação Brasileira de Cimento Portland e a EuroAmérica Incorporações fazem parte da parceria. A Incorporadora será responsável por 1/8 da obra, custeando os materiais para a construção do Parque, que deve ser realizada pela prefeitura. O Governo do Estado

Divulgação

O

s títulos de capital mais verde do Brasil e de 2° cidade mais arborizada do mundo serão confirmados com novidade que chega a Goiânia no prazo de cinco anos. Além dos 33 parques e bosques já implantados na cidade, segundo dados da prefeitura, será construído o que deve ser um dos maiores parques municipais de Goiânia, o Parque Cerrado. Serão 706 mil metros quadrados de área verde, que correspondem ao tamanho de oito parques Vaca Brava ou cinco parques Flamboyant. Localizado na região sul da cidade, no Bairro Lozandes, próximo ao Paço Munici-

Juan Zamora considera que o Parque é uma contribuição para a cidade

12 | Painel Imobiliário


Divulgação

Edimilson Borges ressalta a valorização que a área verde deve trazer a região

também garantiu participação na obra. “Temos um projeto de longo prazo para a Goiânia e, por isso, acreditamos que o nosso papel é contribuir com o desenvolvimento da cidade”, comenta o presidente da EuroAmérica, Juan Zamora, sobre a doação. O objetivo é que todos saiam ganhando. A cidade recebe mais uma opção de lazer; a empresa ganha com a valorização imobiliária impulsionada pelo Parque, que favorece o empreendimento vertical lançado à frente da área verde. O presidente da Incorporadora ressalta que não houve outro benefício oferecido à empresa no projeto, como a concessão de outorga, como ocorrem em outras parcerias público-privadas. A esperada valorização da região é a mesma dos bairros que já receberam a construção de áreas verdes como o Parque Cerrado, tal como o Jardim Goiás, com o Parque Flamboyant,

e o Setor Bueno, com o Vaca Brava. “Os parques têm sido um grande vetor de atração para a procura de imóveis, uma vez que o morador quer maior qualidade de vida na hora de decidir onde viver”, comenta o coordenador de vendas da Incorporadora, Edimilson Borges. Ao citar um estudo de inteligência do mercado imobiliário realizado pela empresa, o coordenador de vendas aponta que a valorização dessas regiões foi em média de 3,5 do valor original nos últimos dez anos. "A região será um eixo de valorização imobiliária", prevê Edimilson Borges. “Essa região está se consolidando muito qualitativamente com shopping, universidades e residenciais de alto padrão como os Jardins e o Alphaville e, agora, com este empreendimento de conceito único”, reforça o vice-prefeito Agenor Mariano, sobre o Parque Cerrado.

Painel Imobiliário

| 13


O conceito de parceria também esteve presente na idealização do Parque Cerrado. O projeto do complexo foi colaborativo, aos moldes do modelo bastante utilizado nos EUA denominado "charrette", que consiste na participação da sociedade com opiniões sugeridas em workshops para o desenvolvimento do projeto. Os encontros foram realizados no Paço Municipal em março desse ano e geridos pelo arquiteto Guilherme Takeda, que já aplicou a técnica em cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Paraná e em Goiás, em Anápolis, na Praça Bom Jesus, na época do centenário do município. “Este foi um projeto pensado para privilegiar a cultura e as tradições goianas que, bem interioranas, valorizam o contato com a natureza e o relacionamento com outras pessoas. Goiano ama parque, então, quanto mais, melhor. Nunca vai ser um exagero”, frisa o arquiteto sobre o Parque Cerrado.

Com a participação de entidades, associações de bairro, profissionais das mais diversas áreas e estudantes, os workshops desenvolveram o projeto do Parque Cerrado com os anseios da sociedade. Inspirado na fruta que é símbolo do Cerrado, o Pequi, o complexo foi dividido em sete setores, que trazem atrações diferenciadas. Uma área de mais de 66 mil m² abrange o Setor dos Esportes que traz espaço para piquenique, para as artes e quadras para esportes tradicionais. As atividades mais ousadas terão uma área de 24 mil m² no Setor Radical, com espaço para skate, rampas, half-pipe e parede de escalada. O Parque ainda oferecerá um Setor de Aventura, que será a área mais extensa do complexo,com vegetação densa, pista de Mountain Bike (já existente e que será mantida), equipamentos para arvorismo e para ciclovia, que percorrerá todo o Parque.

Parque é dividido em sete setores

14 | Painel Imobiliário

Divulgação

Conheça o Parque

O arquiteto Guilherme Takeda administrou os workshops para formulação do projeto do Parque

Ao lado do Setor de Aventura, estará o Ambiental. Projetado para promover a educação ambiental e despertar a consciência sustentável, foram concebidas as atrações de cinema ao ar livre, Vila Ambiental e horta orgânica. Em uma área de 102 mil m² estará o Setor de Contemplação. Com muito verde para atividades ao ar livre e para soltar pipa, o espaço ainda possuirá um grande lago com pedalinhos e uma vista única do deck para os finais de tarde ao pôr do sol. Unindo os cartões-postais Oscar Niemeyer e o Parque do Cerrado, estará a Passarela construída acima da GO 0-20 que servirá de mirante para observação da cidade. Além da passarela, o Setor das Artes e Eventos traz ainda o teleférico que ligará a entrada do Parque à Vila Ambiental.


Parque particular

O Parque disponibiliza serviços de compartilhamento, como o Bikeshare

As ciclovias percorrem toda a área verde

Como complemento do Parque do Cerrado existe o Espaço EuroAmérica, área privativa de 70 mil m² reservada aos moradores dos cinco condomínios do complexo imobiliário que será construído à frente do Parque. Integrado à área verde, estarão o espaço fitness, de yoga e alongamento, que dividirão espaço com food trucks, pet place e playgrounds. A área ainda incentiva o compartilhamento das atrações, com uma biblioshare, wi-fi liberado e bikeshare. Cada condomínio terá seu parque privativo, acessado por meio de sistema de biometria. Os moradores poderão acessar a área verde quando quiserem, até mesmo de noite, sem se preocupar com a segurança. “Criar espaços verdes e proporcionar a convivência com a natureza dentro dos centros urbanos é, sem dúvida, um dos grandes desafios para a sustentabilidade das cidades. Acreditamos que este empreendimento seja uma contribuição”, diz Juan Zamora, presidente da Incorporadora sobre o lançamento. O complexo imobiliário, situado na orla do Parque, tem uma área total de 28 mil m². O primeiro condomínio (perspectiva abaixo) será entregue em fevereiro de 2016 e possui duas torres de apartamentos de três e quatro suítes.

O anfiteatro é uma das áreas disponíveis aos visitantes

Painel Imobiliário

| 15


mERCADO

Consórcios imobiliários Alternativa aos financiamentos bancários têm crescido em número de contratações

16 | Painel Imobiliário

Mensalmente, os cotistas participam de sorteio para serem contemplados, ou seja, receberem o crédito para a compra do imóvel. Eles também podem participar ofertando lances, quem der o lance mais alto leva a carta de crédito. Ao ser contemplado, o participante recebe a carta para ser utilizada em qualquer tipo de imóvel, seja novo ou usado, residencial ou comercial, o que desejar. O imóvel adquirido fica hipotecado ou alienado fiduciariamente ao grupo consorciado, a critério da administradora, até o consórcio ser quitado. Quem opta pelos consórcios

Divulgação

A

s novas regras dos financiamentos imobiliários divulgadas nos últimos tempos têm aberto espaço para outras alternativas para a aquisição de imóveis, como os consórcios imobiliários. De acordo com dados da Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC), somente no primeiro semestre desse ano, mais de 109 mil novas cotas de consórcio foram vendidas, um crescimento de 40% em comparação às 77,9 mil acumuladas no mesmo período em 2014. Para o presidente executivo da ABAC, Paulo Roberto Rossi, o primeiro semestre mostrou-se bastante consistente no aumento gradativo das vendas de cotas, tanto no âmbito do setor imobilário, como no geral. "Os números confirmam maturidade na atitude do consumidor que, com responsabilidade, vem adequando suas finanças pessoais ao momento difícil da economia brasileira”, enfatiza. Os consórcios imobiliários consistem em uma modalidade em que o interessado adquire uma cota e passa a fazer parte de um grupo, de pessoas físicas ou/e jurídicas, que se autofinanciam para a compra de imóveis. É como se fosse criada uma poupança em conjunto, em que todos contribuem mensalmente com uma prestação que leva em conta o valor do crédito contratado, a taxa de administração e o fundo de reserva do consórcio.

imobiliários, em detrimento do financiamento imobiliário, de acordo com o presidente da ABAC tem, entre outras vantagens, a possibilidade do pagamento à vista do bem, que aumenta o poder de barganha do comprador e os descontos, além dos custos menores das mensalidades, uma vez que nos consórcios não incidem os mesmos juros dos financiamentos. Outra vantagem é a opção de utilizar o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) para oferta de lance, complementação do valor de carta de crédito e até mesmo para amortização ou liquidação do saldo devedor do consórcio. Contudo, Paulo Roberto frisa que nem sempre a opção por consórcio imobiliário é a mais indicada. "Consumidores com necessidade imediata do imóvel devem buscar outra forma de adquiri-lo. O consorciado geralmente tem o perfil planejador, a médio e longo prazos", aponta. Para o gerente geral de administradora de consórcio, Charles Holanda, esse perfil tem se modificado nos últimos meses. De acordo com o gerente, é cada vez mais comum clientes que buscam a modalidade como forma de buscar, em tempo hábil e sem burocracia, o crédito no mercado, do que interessados a utilizar o consórcio como forma de investimento. "Grande parte

O presidente da ABAC, Paulo Roberto, relaciona o aumento à maturidade do setor de consórcios


dos meus clientes são advindos de compras com construtora que entraram no consórcio depois de não conseguirem o financiamento bancário. São pessoas com algum capital, que estão usando hoje o consórcio como forma de dar o lance e se antecipando para poder buscar o crédito mais rápido", comenta. Essa mudança de perfil faz Charles Holanda acreditar que agora, mais do que nunca, os corretores de imóveis devem conhecer mais sobre o funcionamento dos consórcios imobiliários. "O corretor tem que saber agregar serviços, porque se tiver contato com alguém da área de consórcios, pode salvar um cliente quando necessário", diz.

com consorciados e público potencial de consórcios, em cinco capitais brasileiras, entre elas Goiânia, 63% dos entrevistados optaram ou pretendem optar pelo consórcio para a compra de imóveis. O estudo indicou ainda que dos consorciados 52% são da classe C, seguida pela classe B (23%), D (22%) e A (3%). O perfil dos clientes predominante é de homens (64%), casados (72%), com mais de 40 anos (54%).

Perfil dos consorciados De acordo com pesquisa realizada pela Associação Brasileira de Administradoras de Consórcios (ABAC)

Para o gerente geral Charles Holanda, os consórcios imobiliários têm novo perfil de cliente

Como garantir um consórcio seguro O primeiro passo para contratar um consórcio seguro é verificar a administradora que oferece o serviço. Hoje em dia existem administradoras ligadas a instituições financeiras, cooperativas, seguradoras e outros segmentos. "Ao decidir pela compra de cota de consórcio, o consumidor deve primeiro verificar se a administradora é autorizada pelo Banco Central a comercializar cotas de consórcio", destaca o presidente executivo da ABAC, Paulo Roberto Rossi. Para tanto, o interessado pode entrar em contato pelo número 145 ou acessar www.bcb.gov.br. É recomendado também ler atentamente as cláusulas do contrato e solicitar todos os esclarecimentos que julgar necessários, tais como percentual de contribuições, tipos de seguro que poderão ser exigidos, garantias que deverão ser fornecidas quando for contemplado, além de como se processará a contemplação. Outras orientações são: verificar se o valor do crédito e o prazo de duração do grupo constam no contrato, bem como o critério de correção do crédito que será aplicado pela administradora, e certificar-se que aquilo que foi prometido, em propaganda ou pelo vendedor, consta no contrato. "Desconsidere promessas verbais: todos os direitos e obrigações do consorciado devem estar estabelecidos no contrato", enfatiza Paulo Roberto.

Painel Imobiliário

| 17


vocabulário do corretor de imóveis

ABC do corretor de imóveis Um pouco mais sobre os termos que todo profissional deve saber, mas não tem coragem de perguntar

Guarda-corpo: grade ou balaustrada de proteção usada em balcões, janelas, sacadas ou varandas.

Espólio:

Cessão de Direitos:

conjunto de bens deixados por pessoa falecida; herança do espólio; dívida do espólio.

contrato oneroso ou gratuito pelo qual o cedente transfere, ao cessionário, créditos ou direitos.

Marquise: anteparo ou pequeno telhado sobre a porta de entrada; cobertura. Aberta lateralmente, que se projeta além da prumada ou da parede de construção.

Plano Diretor: diz-se do planejamento feito pelas autoridades Averbação: nota aposta à margem de um registro público, mencionando as ocorrências que ou alteram ou anulam em relação a pessoas ou coisas: averbação da extinção da hipoteca, da sentença de separação de dote etc. Inscrição de certos títulos, ou documentos, em repartições públicas. O mesmo que averbamento.

18 | Painel Imobiliário

municipais (institutos de planejamento urbano) na busca de antecipar e projetar a ocupação organizada do solo antevendo os próximos 10, 20 e 50 anos. É onde são definidas as regras e padrões para sua ocupação com definição de áreas específicas para residências e para todas as atividades que atendam as vocações do município – comércio, indústria, serviços, turismo e lazer. Fonte: Dicionário Imobiliário, de Celso Pereira Raimundo e Wilson Carvalho de Almeida – Editora Imobiliária


Painel Imobiliรกrio

| 19


FISCALIZAÇÃO

CRECI-GO estreita vínculos com cartórios Realização de Simpósios e estruturação de salas para atendimento exclusivo são realizadoS em prol da categoria

F

Acima, o presidente e os conselheiros do Creci prestigiaram a inauguração da sala do corretor estruturada pelo tabelião Fernando Dias, em Goiânia Abaixo, em Formosa, o diretor de fiscalização, Carlos César, o coordenador Alaor Bezerra, o delegado da cidade, Daniel Silva, com o tabelião Túlio Tavares e equipe na sala exclusiva

20 | Painel Imobiliário

az parte da rotina dos corretores de imóveis a ida a cartórios e tabelionatos de notas. Visando facilitar o acesso dos profissionais aos serviços cartorários e ao mesmo tempo promover um melhor relacionamento, o Conselho tem realizado simpósios com a categoria e os cartórios. No Entorno de Brasília, o tabelião Irley Carlos Quintanilha e o oficial de registro de Santo Antônio, Gilsomar Silva Barbalho, esclareceram em Simpósio sobre a responsabilidade civil que cabe ao corretor de imóveis, de acordo com o artigo 723 do Código Civil, e as responsabilidades do cartorário quando trabalham com uma procuração do cliente. “Foi um encontro bastante profícuo, com resultados imediatos em termos de aproximação entre os presentes, sugestões para os cartórios e informações para os corretores. São atuações conjuntas como essa que tornam o trabalho de todos mais produtivo”, declarou o tabelião Irley Quintanilha. A mesma troca de experiências ocorreu em Caldas Novas. "Foi uma iniciativa muito válida. Os profissionais tinham inúmeras dúvidas, que acredito que foram esclarecidas", comentou o tabelião titular e oficial registrador do Cartório de Rio Quente, Willy Borges de Amorim. O titular do Cartório de Registro de Imóveis e 1° Tabelionato de Caldas Novas, Leandro Félix, que também ministrou palestra no evento, considerou o Simpósio importante: "Deve


haver uma simbiose muito grande entre a alavanca mestre dos negócios, os corretores, e quem os finaliza, os cartórios". A aproximação com os cartórios tem gerado resultados na prática. Em Formosa, o 1º Ofício de Notas e de Registro de Imóveis instalou uma sala de atendimento exclusivo para os corretores de imóveis no cartório, onde é possível realizar todos os serviços com economia de tempo e atendimento personalizado. "O cartório tem que andar de mãos dadas com o corretor, se ele for bem atendido, vai voltar sempre. A intenção é melhorar ainda mais o atendimento. Ficar à disposição para que o corretor possa ter uma central de negócios no cartório", revela o tabelião responsável pelo Cartório, o Dr. Túlio Valadares Reis. Cartórios de Goiânia e Caldas Novas também já oferecem sala de atendimento exclusivo para o corretor de imóveis. “Devemos falar a mesma língua. Não tem um dia que o corretor não precise de um cartório e que o cartório não esteja atendendo um corretor. Quanto mais rápido o cartório atender, mais negócios serão fechados. É melhor para o corretor e melhor para o cartório”, ressaltou o tabelião do 7° Tabelionato de Notas de Goiânia, Dr. Fernando Dias, que estruturou a sala para a categoria na capital. A sala para atendimento exclusivo também está sendo estruturada no Cartório Silva, no 1° Registro Civil e Tabelionato de Notas. "A intenção é dar celeridade ao processo, que hoje em dia dura em média 30 dias. É oferecer o serviço desde o início do ciclo, desde as certidões até a entrega da escritura ao corretor de imóveis, sem que ele tenha que se preocupar com nada", diz o registrador e tabelião Mateus da Silva. Além de sala exclusiva, o titular do Cartório de Registro de Imóveis e 1° Tabelionato de Caldas Novas, Leandro Félix, desenvolveu o Serviço de Atendimento ao Corretor de Imóveis (SACI) que se encontra em testes operacionais. O programa consiste no atendimento em tempo real por telefone aos profissionais para tirar dúvidas jurídicas, documentais, entre outras. "O mecanismo irá fornecer maior agilidade aos procedimentos", comenta o titular. O diretor de fiscalização do Conselho, Carlos César Lemos do Prado, responsável pelos simpósios e reuniões com os cartórios, comenta a importância dos encontros e do relacionamento contínuo: “São parceiros, de certa forma, então precisam conhecer suas atividades melhor”.

Em reunião na sede do Creci com os representantes do Cartório Silva, ficou decidido que, em breve, será inaugurado serviço de atendimento exclusivo aos corretores Os titulares de cartórios Willy Borges e Leandro Félix, participaram de Simpósio em Rio Quente ao lado dos responsáveis pela fiscalização do Conselho

cartórios parceiros CARTÓRIO SILVA - 1º Registro Civil e Tabelionato de Notas Av. 85 Qd. 231, Lt. 25/26 - Setor Marista, Goiânia-GO Fones: (62) 3926-0300 3928-0300 / 3941-0300

Cartório de Rio Quente Tabelionato e Ofício de Registro Rua Mato Grosso, s/n, Bairro Esplanada, Rio Quente-GO Fone: (64) 3452-1017

4º Registro de Imóveis Avenida E, 195 - Jardim Goiás, Goiânia - GO (62) 3995-0444

CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS E TABELIONATO 1º DE NOTAS DE CALDAS NOVAS R Cel João Batista, 109- Setor Central, Caldas Novas-GO (64) 3453-1521

CARTÓRIO FERNANDO DIAS 7º Tabelionato de Notas Av. Mato Grosso, 187 - St. Campinas, Goiânia-GO Fone: (62) 3233-8373 1º Tabelionato Notas e Registro de Imóveis de Formosa Av. Anhanguera, 125 - Centro, Formosa - GO Fone: (61) 3632-1088

CARTÓRIO DE REGISTRO DE IMÓVEIS DE SANTO ANTÔNIO DO DESCOBERTO Quadra 48, Lote 11 - Centro Santo Antônio do Descoberto-GO (61) 3606-1007 1º TABELIONATO DE NOTAS DE LUZIÂNIA Rua José Franco Pimentel, 152 Centro - Luziânia-GO (61) 3209-8150

Painel Imobiliário

| 21


+ que CORRETOR Entre uma reunião e outra com clientes, é preciso encontrar um tempo para fazer o que gosta. Praticar um esporte ou alimentar um hobbie pode ser fundamental para se livrar do estresse e cuidar da saúde física e mental. Os corretores de imóveis contam o que vÊm fazendo para manter corpo e mente sãos.

FUTEBOL DIFERENTE Foram as características físicas que levaram o corretor de imóveis Diego Marinho Almeida Noleto a praticar o futebol americano. Por ser maior e mais pesado que os colegas de escola, o corretor não se adaptava totalmente ao futebol brasileiro. O desejo de praticar o futebol americano veio dos jogos que assistia na televisão. A concretização veio depois que colegas do irmão resolveram formar o primeiro time, o Goiânia Rednecks, do qual Diego Marinho faz parte desde 2013, na linha ofensiva. Com o aumento da visibilidade do esporte no Brasil, veio o desenvolvimento regional, com a criação de novos times, e logo os treinos passaram de uma para duas vezes na semana e nos finais de semana. O que era um hobby foi se profissionalizando, com participação em campeonatos, mas nada que deixe de lado a função principal do esporte: de extravasar o estresse da semana.”Depois que comecei a jogar fiquei mais tranquilo. Melhorou meu condicionamento físico e minha saúde”, comenta o corretor.

EXERCÍCIO DA SOLIDARIEDADE Há um ano a corretora de imóveis Camila Hosana Moura Oliveira faz parte do Projeto Semeadores da Alegria, que proporciona momentos de diversão a pacientes de hospital e internos de asilos. Depois de passar por curso de formação, a corretora adotou as roupas e maquiagem de palhaço para fazer pacientes de enfermaria, CTI e até de UTI mais felizes. Para ela, o trabalho voluntário permite realizar o que mais gosta, ajudar pessoas, principalmente quem está passando por um momento delicado, e crianças. A atividade é de mais trabalho do que de descanso, mas Camila Hosana garante valer a pena. “É outro mundo. É cansativo, mas dá prazer. A gente sai de lá melhor do que entrou”, ressalta.

22 | Painel Imobiliário

ACORDES MUSICAIS Desde criança, o corretor de imóveis Jhonathas Reis Silva desenvolveu o seu talento musical, seja tocando instrumentos de sopro ou de corda. Hoje ele se divide entre o violão, o contrabaixo e a bateria na banda da igreja em que frequenta. As apresentações são aos domingos com alguns ensaios noturnos durante a semana. O hobby o ajuda a relaxar: “A gente esquece as dificuldades do dia a dia. Foca na música e se desliga do resto”. Jhonathas até pensa em se profissionalizar na música, mas sabe que o estudo em conservatório demandaria o tempo que hoje não possui com a rotina de corretor de imóveis.


CONVÊNIOS

Benefícios para corretores de imóveis Creci de Goiás firma parceria com empresas para oferecer vantagens exclusivas para a categoria:  Desconto em especialização  Gasolina e álcool com desconto de até R$ 0,30 o litro nos postos da Rede Xodó. Retire seu adesivo no CRECI-GO e garanta seu desconto  Chips Computadores Fone: (62) 3087-6601 www.chipscomputadores.com.br

Convênio firmado entre Creci de Goiás e o Instituto de Pesquisa e Educação Goyazes - IPEG oferece desconto exclusivo de 10% no valor da matrícula e mensalidades dos cursos de pós-graduação à distância para corretores de imóveis e dependentes diretos. São ofertados 47 cursos em diversas áreas como Gestão de Vendas e MBA em Gestão Empresarial.  Convênio para compra de automóveis

 Clube Jaó (62) 3269-8001 / www.jao.com.br/ home  Farmácia LIG MED (62) 4002-4400 / www.ligmed.com.br  TRAMA COWORKING (62) 3996-6293 / www.trama.eu  Colégio Ateneu Dom Bosco Fone/Fax: (62) 3093-3545 www.ateneusalesiano.com.br  IPOG - Fone/Fax: (62) 3945-5050 www.ipog.edu.br  Faculdade Cambury Fone/Fax: (62) 3236-3000 www.cambury.br  Proordem Fone/Fax: (62) 3932-0765 www.proordem.com.br

Renovação de convênio entre Creci de Goiás e Nissan Katana oferece desconto de até 20% na compra de automóveis para corretores de imóveis. A parceria, firmada em 2011 e suspensa no ano passado por determinação da montadora, foi retomada para benefício dos profissionais. Os descontos variam mensalmente, de acordo com o modelo de automóvel. O percentual varia de 12% nos modelos March até 20% na Frontier. Para usufruir do benefício, basta apresentar a carteira profissional.

Lojas Goiânia Loja 1: Av. Meia Ponte, 355, St. Santa Genoveva Telefone: (62) 3623-7000 Loja 2: Av. T-1, nº 981 St. Bueno. Telefone: (62) 3605-7000 Loja Itumbiara Av. Modesto de Carvalho, nº 3.250. Bairro Nossa Senhora Aparecida. Telefone:(64) 2103-0303

 Brasas - Curso de Inglês (62) 3213-1011 / www.brasas.com  Faculdade Estácio de Sá Fone: (62) 3601-4914 - www.estacio.br  Quality Lavanderia (62) 3241-1141 / www.qualitylav.com.br  Preços exclusivos de seguro no Smartia Seguros On-line www.smartia.com.br  Valor fixo de R$ 89,90 mensais por anúncios ilimitados no site de imóveis Corretor Eletrônico www.corretoreletronico.com.br

Painel Imobiliário

| 23


Mapa de Regiões ESPECIAL

24 | Painel Imobiliário

Setor


Oeste: elitização acelerada

Painel Imobiliário

| 25


Mapa de Regiões

Contrariando as intenções do urbanista Atílio CorrÊa Lima, o bairro foi o primeiro a atrair os olhares da classe alta e dos empresários do ramo imobiliário POR CAROLINA DINIZ

E

No início do ano, a praça foi ponto de encontro para manifestantes do protesto contra o aumento da passagem de ônibus”. Hélio de Oliveira

ntre os primeiros lugares no ranking dos setores com metro quadrado mais caro de Goiânia, de acordo com pesquisa do Departamento de Prospecção e Análise do Creci de Goiás (Depami), o Setor Oeste se consolidou como bairro nobre desde a sua ocupação na década de 50. Incluso no projeto inicial da capital, feito por Atílio Corrêa Lima, suas ruas foram abertas em 1952 e aos poucos os moradores foram surgindo, construindo casas, sem o apoio do poder constituído nos primeiros anos. De acordo com a urbanista e professora da PUC-Goiás, Anamaria Diniz, muita coisa mudou do que havia sido planejado. O plano de urbanização previa a construção de dois grandes parques no bairro: o Bosque dos Buritis e o Capim Puba. Somente o primeiro se concretizou. Segundo relatos do urbanista Alexandre Ribeiro Gonçalves, no local

previsto para o parque Capim Puba, surgiram o Lago das Rosas e o Zoológico, numa área menor que a destinada originalmente. Outra área verde que sofreu alterações do plano original foi o Bosque dos Buritis. Grande parte que seria destinada a ele foi doada ao Colégio Ateneu Dom Bosco, Externato São José, Assembleia Legislativa, Fórum e Tribunal de Justiça. De acordo com os estudos de Ribeiro, a região próxima ao Lago das

Rosas pode ter sido a primeira a ser ocupada, já que o Diário Oficial da época indicava a venda de 154 lotes na área, que ficava na divisa com a Vila Coimbra. O urbanista relata que desde o final dos anos 50, o Setor Oeste já era mais adensado que o Setor Sul, mas até o início da década de 60, praticamente não havia construções acima da Avenida Assis Chateaubriand. Sua hipótese, que tenta explicar os motivos para o fato do crescimento mais acelerado, é pela sua configuração física. O desenho atual do setor permanece parecido com o projetado por Atílio, uma malha reticulada convencional. O traçado era mais fácil de ser implantado, pois não deixava dúvidas a respeito da posição das casas nos lotes. O aspecto físico do bairro auxiliou na ocupação, já que as ruas eram mais limpas e havia menos matagal. A pesquisadora Anamaria Diniz constatou que a descaracterização do projeto do Setor Oeste com a destinação de áreas verdes e públicas pra outros fins levou a uma situação que depois se repetiria em outros bairros da cidade: a falta de sequência na numeração das ruas. “É por isso que existem vias com numeração seguida de letras: Rua 6-A ou 8-A, porque o projeto inicial havia sido implantado e as ruas numeradas. Depois se vendiam áreas públicas e se abriam novas ruas, daí a necessidade desse complemento”, explica. Em 2010, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) registrou a quantidade de 26.519 moradores, sendo que dados apontam que desde aquela época os primeiros moradores já Foto antiga do Lago das Rosas que surgiu no lugar do Parque Capim Puba

26 | Painel Imobiliário


eram elitizados e os primeiros imóveis eram de alto padrão. Segundo Anamaria, essa mudança da classe alta para o bairro se deve às alterações feitas pelos irmãos Coimbra Bueno. “O Setor Sul foi lançado para ser o bairro mais nobre, mas por conta da sua estrutura e projeto de ‘bairro jardim’ se tornou mais caro do que o St. Oeste, que já estava em vias no formato xadrez. Como o setor também não teve o apoio financeiro do governo, enxergaram mais facilidade em asfaltar primeiro as ruas do Setor Oeste, até porque havia o interesse do mercado imobiliário em expandir a cidade para o lado privado, o lado Oeste”, conta a urbanista. Dessa forma, a classe média alta se instala primeiro no St. Oeste. As ruas do St. Sul foram asfaltadas com dinheiro dos moradores, o que deixou o processo muito mais lento. Apesar de ter recebido maior atenção do mercado imobiliário e do governo, o bairro também padeceu da falta de rede de água tratada, asfalto, esgoto e até energia elétrica. Embora sempre tenha sido um bairro de elite, moradores mais antigos se lembram que muitos anos se passaram até que o bairro fosse atendido por serviços básicos. Coisas de uma cidade que ainda dava os primeiros passos rumo ao desenvolvimento. “Goiânia foi uma experiência, como primeira capital do século 20, e a primeira com urbanista brasileiro – o Atílio”, afirma Anamaria. O engenheiro civil Willer de Al-

O morador Willer de Albuquerque ressalta o contraste do cenário atual do setor com o tempo em que era criança

buquerque Fonseca, de 80 anos, mora no bairro e conta que quando se mudou para lá, em 1963, a situação era bem diferente da atual. “Naquela época não tinha ruas para chegar em casa, andávamos em trilhas na terra. Ao redor do parque não havia quase nada, eram poucas casas onde hoje é a Alameda”, lembra. Quando criança, ele fugia de casa para tomar banho no Lago das Rosas com os amigos e até brincavam com canoas que ficavam no local. O engenheiro se recorda que era o sonho de muitas pessoas morarem perto do lago. Segundo Willer, os primeiros prédios que surgiram na região ficavam onde hoje se encontram clínicas e os prédios já tinham um padrão diferenciado pelo que se encontrava no restante da cida-

Fotos: Secom

Moradores querem sair da casa por motivo de segurança ou do imóvel ser muito antigo, mas não querem sair do bairro”.

de. Poucos anos depois, se mudou do Setor e só retornou nos anos 90: “Havia asfalto por todo lado e a infraestrutura já estava bem melhor”. O engenheiro não pretende sair mais da região, porém lamenta a falta de planejamento do mercado imobiliário ao explorar o setor. “Infelizmente a construção de ‘monstros’ de quase 40 andares estão acabando com a cidade, com o setor. Temos um ‘elefante branco’ logo ali do outro lado do parque. As redes de esgoto e elétrica não vão comportar e o trânsito fica cada vez pior”, afirma Willer, que acredita que a única razão para o setor ainda ter mobilidade, diferentemente do Setor Bueno, são as ruas largas, que amenizam a grande quantidade de carros que circulam diariamente pelo bairro. Apesar da correria do dia a dia, o engenheiro tenta aproveitar o parque aos fins de semana. Para ele, a permanência do zoológico no local evitou a tentação da prefeitura em liberar o espaço para loteamento, construção de prédios. “É o pulmão da cidade”, afirma.

A beleza do Lago das Rosas. Ao lado, o monumento da Praça do Ratinho

Painel Imobiliário

| 27


Mapa de Regiões

Um setor onde se encontra tudo o que precisa

Aos finais de semana são realizadas as feiras da Lua e do Sol (ao lado)

28 | Painel Imobiliário

Perfil imobiliário O Setor Oeste foi um dos primeiros setores a receber a verticalização em Goiânia e por essa e outras razões, apresenta em seus empreendimentos característica dos imóveis da época: amplos espaços. Foi o tamanho do imóvel que despertou o interesse da biomédica Ana Flávia Teixeira na hora da compra do seu primeiro apartamento. "Procurei apartamentos em outros setores, mas mesmo os usados apresentavam metragens pequenas. Como queria um imóvel mais amplo fiz preferência pelo setor que, além de oferecer uma locação privilegiada pela proximidade ao trabalho, trouxe esse benefício", diz. De acordo com estudo realizado por incorporadora, o bairro tradicional é o que concentra o maior número de edifícios com metragem acima dos 250 metros. Fator que, aliado à infraestrutura de serviços oferecida pelo setor, garante alto índice de aprovação dos moradores e que serve como chamariz para novos residentes. Para atender esse público, a incorporadora desenvolveu um novo empreendimento com apartamentos de 360 m², que preserva os pontos fortes dos edifícios tradicionais, mas oferece um upgrade de tecno-

logia, aproveitamento de espaços e serviços dos projetos modernos.“Eu e o arquiteto Victor Tomé estudamos o que as pessoas que vivem ou desejam morar naquela região querem. Fizemos uma releitura destes edifícios vintenários que tanto agradam seus moradores, mas com as atualizações que os tornarão ainda melhores”, explicou João Gabriel Tomé, diretor da incorporadora. O empreendimento oferece espaços amplos em todos os cômodos; sala, cozinha, varanda e quartos, como os encontrados nos apartamentos já construídos. Contudo, o projeto traz novidades como o maior número de garagens – de cinco ou seis por apartamento – e a visão panorâmica de 180 graus da cidade na sala, sem qualquer pilar ou obstáculo à frente, denominada de Sky Living Vogue. Exemplos como o do empreendimento estão se tornando comuns na região. Arquivo pessoal

Fotos: Secom

O Setor Oeste se destaca pela grande concentração e variedade de serviços ofertados. Em meio a dois parques, o bairro reúne prédios comerciais, agências bancárias, restaurantes tradicionais, imobiliárias, hospitais, escolas, igrejas e a Assembleia Legislativa do Estado de Goiás. O que também chama atenção é o aglomerado de hotéis requintados como o Mercure, Golden Tulip, Address, Best Western Tamandaré Plaza e o primeiro hotel 5 estrelas de Goiânia, inaugurado em 1986, o Castro´s Park Hotel. Na região também não faltam opções de lazer. É possível encontrar uma diversidade de bares, restaurantes, centros de compras e boates. Aos sábados, a Praça Tamandaré é cenário para a realização da Feira da Lua. Criada em 1993, inicialmente com a exposição de 250 feirantes, hoje, este número aumentou para 1.240 bancas expostas. As bancas são divididas em: alimentação, artesanato, vestuário feminino, vestuário masculino, vestuário infantil, calçados e acessórios. A qualidade, a diversidade e o preço bom são considerados diferenciais dos produtos vendidos na feira. Seu público estimado é de 10 mil pessoas por sábado. E, de acordo com pesquisa realizada em agosto de 2008, a maioria dos frequentadores - cerca de 70% - é do sexo feminino. Aos domingos acontece a Feira do Sol, na Praça do Sol. Mesmo com uma quantidade bem menor de expositores, a feira também já se tornou tradição na cidade.

Os incorporadores Victor e João Gabriel Tomé mantiveram as características dos edifícios antigos


Novidade no ICG! 10

AVALIAÇÃO MERCADOLÓGICA DE IMÓVEIS

MESES

TRANSAÇÕES

IMOBILIÁRIAS

Aprova pelo CO do FECI

Faça já sua matrícula!

Curso presencial ou a distância

Por que fazer no ICG? 7 anos de experiência no ensino de qualidade, estrutura moderna, estacionamento e ampla biblioteca. Referência em cursos na área imobiliária!

Estamos também nas redes sociais:

Mais informações em institutoconscienciago.com.br Avenida Hamburgo, Qd. 142, nº 254, Jardim Europa, Goiânia - Goiás. CEP 74330-340 - Fone: (62) 3224-8931 / 3287-2466 / 8538-3828

PODE ABRIR O CHAMPAGNE E

w w w. i n s t i t u t o c o n s c i e n c i a g o . c o m . b r

Cliente satisfeito Segurança Excelência Capacitação das pessoas Otimização de processos Valorização da equipe Inovação Resultados crescentes Expansão do negócio Direcionamento estratégico

NOS CHAMAR DE SICOOBSECOVICREDQUALIDADE

Internet banking | Cartões de débito e crédito | Aplicações Financiamentos e empréstimos | Consórcios | Seguros | Previdência • Av. T-4 - Shopping Buena VIsta - St. Bueno - (62) 3416-0000 • Av. D, 314 - St. Oeste - (62) 3250-0303 • PAC - CRECI - Rua 56, Qd B-14, Lt 7/8 - Jd. Goiás - (62) 3093-0700 • PAC ESTAÇÃO GOIÂNIA - Av. Goiás Norte, nº 2151, Loja 27 Centro - (62) 3088 - 0218

Painel Imobiliário

| 29


PROFISSÃO

Ética no mercado imobiliário Conduta profissional dentro das normas e bons costumes É importante para a reputação do corretor de imóveis

O

sucesso de um corretor de imóveis não depende apenas da quantidade e qualidade dos produtos que tem para oferecer aos clientes e nem do auxílio da tecnologia nos meios de divulgação e comunicação. Responsável por alavancar a carreira, sua reputação é essencial e é formada a partir da boa conduta, credibilidade, profissionalismo, da clareza e transparência nas negociações e algumas outras características. O coordenador da Comissão de Ética e Fiscalização Profissional (Cefisp) do Creci de Goiás e corretor de imóveis, Edgard Furtado Martins, define ética imobiliária como a forma em que os agentes deste mercado interagem com os clientes. “Agir com ética significa apresentar as devidas certidões, observar se a construção é averbada, se o imóvel pode ser financiado, prestar informações sobre financiamentos,

30 | Painel Imobiliário

oferecer dados corretos, não omitir detalhes”, explica o corretor. Além de ser a decisão certa a se tomar, as vantagens de agir com honestidade vão além da simples transação. “O profissional inserido no contexto imobiliário, que observa os postulados que regem a profissão, constantes da resolução 326/92, tem a seu favor a certeza do retorno material e imaterial de sua conduta, que é a valorização propiciada por uma carteira de clientes sólida, construída na confiança do serviço/ consultoria bem prestada”. Edgard relata uma história pessoal de uma cliente que possui há seis anos, com a qual aproximadamente cinco transações já foram realizadas. A enfermeira Rozimeiry Bonfim confirma, conheceu o corretor quando estava comprando um lote e ele estava intermediando o negócio por parte do vendedor. “Desde então eu nunca mais

fiz transações com outro corretor. O Edgard sempre me deu todo suporte necessário, todas as instruções. Ele desempenha seu papel com excelência”, conta Rozimeiry. De acordo com a enfermeira, os problemas que sofria com outros corretores estava relacionado ao mau atendimento e à falta de conhecimento por parte deles. “Sempre que preciso, busco o Edgard e ainda o recomendo a todos meus conhecidos. Muitos já vieram me agradecer depois”, garante. “Conquistando a confiança do cliente, é possível mantê-lo na carteira por muito tempo, multiplicando o mercado”, salienta o corretor. Em tempos de recessão e grande concorrência, o atendimento tem se tornado um diferencial na hora em que o consumidor vai escolher o corretor de imóveis para intermediar os negócios. Quando se trata de um cliente querendo vender o imóvel, o corretor deve ir além da avaliação e divulgação da propriedade. Ele deve informar ao cliente, por exemplo, sobre as vantagens de se negociar com contrato de exclusividade na venda do imóvel, esclarecendo que, ao ofertar em várias imobiliárias, corre-se o risco de passar a impressão de que o imóvel está encalhado, ou que existe uma pressa em vendê-lo, desvalorizando o bem. Seja por desconhecimento da


legislação que rege o mercado imobiliário, seja por caráter dúbio, a falta de ética está presente no dia a dia de qualquer profissional, inclusive dos corretores de imóveis. Nesse caso, a função de prestar o serviço, buscando a satisfação mútua das partes, é relegada a segundo plano, em detrimento do recebimento da comissão. Com a explosão imobiliária ocorrida nos últimos anos e o aumento no número de profissionais, aumentaram os casos de condutas anti-éticas no mercado. Realidade que deve mudar. “Além da dificuldade em prosperar no mercado concorrido, aqueles que exercem de maneira equivocada, o destino é sair do mercado. Os que fazem certo, tendem a prosperar”, afirma o coordenador Edgard. O corretor de imóveis que opta por estar sempre pautado na ética e profissionalismo demonstra a sua importância no mercado imobiliário e conquista a admiração e o respeito de quem o contrata, adquirindo a credibilidade almejada.

Para Edgard Furtado, a conduta ética reflete tanto na reputação quanto na área financeira

O que é a Cefisp A Comissão de Ética e Fiscalização Profissional se institui pela necessidade e obrigação da autarquia de fiscalizar o exercício da atividade do corretor de imóveis, em relação à classe, clientes, colegas, e demais postulados determinados pela legislação concernente ao exercício da profissão, cabendo à Comissão citada instruir e julgar os processos que lhe são encaminhados. Esta comissão é constituída por oito profissionais inscritos no Conselho, indicados pela diretoria do

Omissão traz imputações ao corretor Às vezes, por pura falta de conhecimento, o corretor comete atos que ferem as normas da categoria. “As pessoas estão cada vez mais conscientes dos seus direitos. Então, para evitar problemas, o corretor deve conhecer suas obrigações contidas no Código de Ética”, aconselha Edgard. Aprovado pela resolução nº326/92 do Cofeci, o Código de Ética Profissional dos Corretores de Imóveis estabelece as atribuições conferidas aos corretores, bem como as atitudes indevidas. O ato de omitir detalhes, por exemplo, que possam comprometer o negócio, é considerado como transgressão grave, sujeito a consequências disciplinares. Cabe ao Conselho determinar, em cada caso, se o corretor infrator receberá advertência verbal, censura, multa, suspensão da inscrição ou até o cancelamento e apreensão da mesma. Para o coordenador jurídico do Creci, Fernando de Pádua, além das punições que podem ser aplicadas devido às faltas éticas previstas na resolução citada, o profissional pode ser responsabilizado na esfera civil, segundo preceitua o artigo 723 do Código Civil. “Conforme o texto, o corretor é obrigado a executar a mediação com diligência e prudência, e a prestar ao cliente, espontaneamente, todas as informações sobre o andamento do

negócio, esclarecimentos acerca da segurança ou do risco do negócio, sob pena de responder por perdas e danos” alerta o advogado. Na busca desenfreada pela comissão, aqueles que 'estão' corretores, são os que mais faltam com a ética. De acordo com o levantamento realizado em junho pela Cefisp, 65% dos denunciados possuem menos de cinco anos de inscrição junto ao Conselho. Praticar ou facilitar o exercício ilegal da profissão e anunciar sem a devida autorização são as denúncias mais recorrentes entre os processos recebidos. Edgard descreve os infratores como “pessoas que escolheram este trabalho por vislumbrarem a oportunidade, e não por gosto ou vocação”. O corretor ético, profissional e, sobretudo inteligente, sabe que a essência de sua profissão não é apenas vender ou comprar imóveis, mas realizar sonhos e construir relacionamentos sólidos e duradouros. “A maioria das pessoas que se tornou corretor por ganância, por oportunidade, se decepcionou, pois viu que não era simplesmente sentar e vender, pois há concorrência, há oscilações no mercado”, completa. Segundo o coordenador, outra denúncia recorrente é o ato de locupletar, que significa a apropriação de valores, seja através de aluguéis ou compra e venda, em que o profissional pega o dinheiro sem autorização da parte, causando prejuízo aos envolvidos.

Creci, podendo estes serem ou não conselheiros da casa, com exceção de seu coordenador que, necessariamente, deve ser um conselheiro (efetivo ou suplente), que tem por obrigação apenas a coordenação da reunião, sendo possível seu voto apenas nas situações de desempate. A atribuição desta Comissão se dá em duas frentes distintas. Uma delas é a análise de processos oriundos da equipe de fiscalização do Conselho, os chamados Autos de Infração (AI) que se referem a situações onde o corretor/empresa pratica infrações como anunciar sem opção de venda, facilitar o exercício da profissão a

não inscrito e publicar anúncio sem o número do Creci ou Registro de Incorporação (RI) de empreendimento, por exemplo. A segunda frente de trabalho se dá na análise do chamado Termo de Representação (TR), que se refere às denúncias oriundas da sociedade e mercado em suas mais diversas representações, sejam elas clientes ou colegas que se sentiram lesados pela ação de um corretor/empresa, ou demais entes públicos que representam interesses da coletividade como Ministério Público, delegados etc.

Painel Imobiliário

| 31


PROFISSÃO

CRECI-GO é primeiro a implantar PQI Programa de Qualidade Imobiliária do Sistema Cofeci/Creci é lançado em Goiás Desenvolver os diferenciais competitivos e aumentar a rentabilidade das imobiliárias. Esses são os objetivos do Programa de Qualidade Imobiliária (PQI) desenvolvido pelo Sistema Cofeci/Creci e que está sendo implantado em Goiás como projeto piloto. O Programa foi apresentado em junho aos empresários goianos que receberam com receptividade a iniciativa. "O caminho é esse. Está na hora de padronizar os corretores de imóveis e as imobiliárias", disse o empresário Thiago Maciel Ferreira. O diretor comercial Everson Magalhães Junior também já sinalizou interesse em implantar o PQI em sua empresa: "Buscamos sempre investir em programas de excelência. Acredito que, esse em questão, vai possibilitar que possamos atingir a qualidade almejada". O corretor de imóveis e empresário, João Lemes de Paula, saiu na frente e foi o primeiro a aderir ao PQI. Ele viu no Programa o caminho para fazer sua empresa, especializada em aluguel, crescer. “Eu vi nessa iniciativa a oportunidade de padronizar minha empresa e de começar de forma organizada um departamento de vendas”, ressaltou o empresário.

Programa de gestão foi apresentado aos empresários goianos

O empresário João Lemes foi o primeiro a implantar o PQI em sua empresa

32 | Painel Imobiliário

O diretor de expansão da Templum Consultoria, empresa que coordena a implantação do Programa, Guilherme Kiellander, explica que a iniciativa consiste em um modelo de gestão e certificação que abrange três ciclos. No total, são três anos de programa: a primeira fase é de estruturação e organização da empresa, com planejamento e treinamento em doze meses, ao final com a certificação bronze e ISO 9.001; a segunda etapa consiste no fortalecimento do marketing e capacitação da equipe, com a conquista do selo prata; e no terceiro estágio o foco é a maximização dos lucros, com melhoria de gestão e de ações de marketing. Ao final é alcançado o selo ouro. À frente do projeto como diretor para assuntos pedagógicos do Cofeci, o presidente Oscar Hugo ressalta que o Programa é uma iniciativa pioneira e que será desenvolvido em Goiás como modelo para os demais estados. "Além de oferecer uma melhoria contínua às imobiliárias, o PQI vai tornar o mercado mais valorizado e competitivo", enfatiza o coordenador do PQI no Brasil. Acesse www.crecigo.gov.br para saber como implantar o PQI na sua empresa.


Painel Imobiliรกrio

| 33


PROFISSÃO

Captar é preciso Captação de imóveis é atividade atrativa para os profissionais Em uma negociação imobiliária, as técnicas e argumentos de venda não teriam sentido sem a existência do imóvel em questão, disponível para venda, compra ou locação. Vem daí a importância da captação dos imóveis e da figura do captador. A captação de imóveis consiste no processo de busca, descoberta e formalização da venda ou locação de um imóvel pelo corretor de imóveis, que nesse cenário atua como captador. O autor do livro Captação de Imóveis, Rodrigo Barreto, caracteriza esse profissional como "quem busca prospectar novos produtos (bens imóveis) para ampliar e/ou repor a carteira imobiliária e, consequentemente, possibilitar constantes negociações imobiliárias". Apesar de todo corretor de imóveis no exercício da profissão captar imóveis uma hora ou outra, a atividade exige habilidades e conhecimentos adicionais. O profissional deve ser dinâmico, com visão estratégica, saber administrar conflitos e atualizar constantemente seus conhecimentos. "É fundamental ter conhecimento sobre avaliação imobiliária; entender as necessidades e desejos de cada cliente; técnicas de vendas avançadas; conhecer sobre documentação e financiamento imobiliário; apresentar-se, e de forma transparente, responder aos principais questionamentos pelos quais normalmente os clientes evitam assinar um documento exclusivo e com honorário dentro do que é estabelecido", ressalta Rodrigo Barreto. Para o corretor de imóveis Brandão, que trabalha com frequência como captador, o conhecimento é aliado, tanto para uma avaliação acertada do imóvel quanto para transmitir segurança ao cliente, que por muitas vezes reluta em fornecer exclusividade e até mesmo opção de venda. "Quanto mais conhecimento, mais fácil será chegar no preço certo. Quanto mais chegar no preço adequado, mais fácil será fazer a captação. Não é só comparar um imóvel com o outro, é comparar tudo", enfatiza o corretor. Para isso, o profissional deve estar sempre atualizado sobre os preços dos imóveis da região, dos lotes, saber apresentar as vantagens de se contratar um profissional, entre outras informações. O corretor de imóveis Brandão viu a necessidade

de captar imóveis se transformar em habilidade 34 | Painel Imobiliário


O imóvel, estando no preço real de venda, sempre surgirão interessados. Para isso o corretor deve ter respaldo e estar amparado pelo conhecimento técnico e de posse de documentos”

que muitas vezes não tinha na imobiliária, então eu ia atrás do que o cliente queria, andava na região até encontrar", comenta. O trabalho por necessidade de mercado se tornou uma habilidade: "Faço o trabalho inicial, reúno os documentos, as certidões e pego o imóvel, com exclusividade e trago para a imobiliária".

Arquivo pessoal

"O imóvel, estando no preço real de venda, sempre surgirão interessados. Para isso, o corretor deve ter respaldo e estar amparado pelo conhecimento técnico e de posse de documentos, material de pesquisas que contribuam para que o cliente perceba que estará bem assessorado", pontua Rodrigo Barreto. Em linhas gerais, o profissional deve apresentar toda sua capacidade para que o cliente confie que seu imóvel está em boas mãos. A atividade é atrativa para os profissionais que, por muitas vezes, pensam em ganhar duas vezes em uma mesma venda, como captador e vendedor. Ao mesmo tempo, é uma área importante para as imobiliárias por ser responsável por manter a carteira de clientes e, por isso, são profissionais sempre procurados pelas empresas. A remuneração do captador varia de acordo com cada imobiliária, mas em geral representa de 10 a 25% da comissão recebida pela empresa. Nas parcerias realizadas entre autônomos é comum o rateio da comissão. Logo ao entrar no mercado imobiliário, o corretor de imóveis Brandão percebeu a prosperidade da área de captador. "O cliente pedia um imóvel

Para Rodrigo Barreto, o corretor deve oferecer segurança ao cliente na captação de imóveis

Dicas para captar mais • Aproveite o plantão de vendas e enquanto não recebe ligações, faça captação ativa; • Encontre através de anúncios de imóveis (por faixa, anúncio de jornal...) os proprietários de imóveis; • Coloque uma meta. Faça 10, 20 ligações, agende 4 visitas novas todos os dias. Mas antes se prepare, monte um script de atendimento, treine com um colega, com a esposa, na frente do espelho, até que perceba que está agindo de forma natural; • Persista; • Interaja com colegas, escreventes de cartórios; • Leia novas matérias, artigos, faça cursos on-line. Atualize-se! • Aprenda algo novo, uma palavra nova para aperfeiçoar o seu vocabulário. Enfim, não se permita ficar inerte.

Painel Imobiliário

| 35


ESPECIAL

GUIA DO

de

CORRETOR IMÓVEIS

Em comemoração pelo Dia do Corretor de Imóveis reunimos, em EDIÇÃO ESPECIAL, especialistas do mercado imobiliário para oferecer dicas e conselhos para o seu melhor desempenho profissional

36 | Painel Imobiliário


WhatsApp marketing Razões para utilizar a ferramenta como canal de relacionamento com o cliente

O

aplicativo WhatsApp é um dos mais utilizados no Brasil. Estima-se que mais de 70% dos smartphones ativos no país possuam o comunicador. Tamanha popularidade se dá por conta das várias funcionalidades presentes no aplicativo. Através dele é possível trocar mensagens, imagens, arquivos de áudio, vídeo e recentemente também passou a ser possível ligar para o seu contato que também possuir o comunicador instalado. Por conta destas facilidades, o WhatsApp tem sido amplamente utilizado pelo mercado imobiliário, tanto na gestão de equipes de vendas, como também por se constituir em um excelente canal de atendimento ao cliente. O WhatsApp pode ser considerado como uma evolução do atendimento on-line, pois ele não só amplia a quantidade de canais, como também possibilita a interação a qualquer hora do dia, gerando mais comodidade ao cliente. Se for bem explorado, representa um excelente ganho de produtividade. Veja razões para você utilizá-lo ao invés do velho PABX na recepção. Seu cliente utiliza o WhatsApp Já dissemos aqui que este é o aplicativo de mensagem mais utilizado no Brasil. Substituiu as mensagens de texto e apresenta versões para vários sistemas operacionais, além de possibilidades de atendimento via desktop. É muito provável, portanto que o seu cliente o utilize. Possui várias possibilidades

de comunicação Além de permitir a troca de mensagens em vários formatos de comunicação, o WhatsApp não possui restrição para o tamanho do arquivo. Por conta disso, ele é uma excelente ferramenta de envio de publicidade, tais como vídeos sobre seus imóveis. Também não existe restrição quanto ao envio, é possível enviar a mesma mensagem para quantas pessoas você quiser. Por isto mesmo é ideal ter muito cuidado para não tornar sua estratégia invasiva e ser bloqueado por quem você está tentando cativar. Permite a resposta imediata Ao divulgar o número do WhatsApp em suas placas imobiliárias, nos seus anúncios ou nos sites da sua empresa, você estará fazendo com que o seu cliente chegue mais facilmente até você. Enviadas em tempo real, as mensagens possuem retorno imediato. Dependerá da sua proatividade para fidelizar estes clientes, por isto, se possível, invista em um profissional para realizar estes atendimentos.

bém pode ser uma forma de receber sugestões e reclamações. Geralmente as pessoas fazem isto através das redes sociais, mas a vantagem de fazer isto pelo WhatsApp é que estas informações ficarão restritas à imobiliária. Valor muito baixo de investimento Simbolicamente, o WhatsApp cobra o valor de US$ 1,00 anual para sua utilização. É praticamente gratuito. Por conta disso, para disponibilizar uma central de atendimento via WhatsApp, seu investimento estará relacionado a um smartphone e internet à disposição. Como é provável que você já possua ambos, agora é pôr mãos à obra! Denis Levati, especialista em Mercado Imobiliário do VivaReal

Ofereça um canal para ouvir o cliente O principal objetivo das empresas que utilizam WhatsApp para atendimento ao cliente está em criar um canal de vendas. Mas o aplicativo tamPainel Imobiliário

| 37


ESPECIAL

CRM Imobiliário:

Gerenciando seus clientes e vendendo muito mais!

C

RM é uma sigla em inglês para a expressão Customer Relationship Management que pode ser traduzida como Gestão de Relacionamento com o Cliente. A estratégia de CRM não se limita apenas à tecnologia, mas envolve todas as áreas de uma empresa, em busca da criação de meios que visam o melhor atendimento ao

38 | Painel Imobiliário

cliente e, consequentemente, a geração de mais negócios. Por mais que alguns profissionais talvez não concordem, este é um tema espinhoso em nosso mercado. Temos que admitir que em um segmento onde tipicamente os clientes não compram "muito", e em média, segundo pesquisas, vão trocar de casa

apenas 3 vezes em sua vida, a ideia de investir tempo se relacionando com quem já comprou de você ou de sua empresa, pode não parecer algo tão atrativo para garantir o comissionamento do mês, não é mesmo? Quando falamos naqueles clientes que ainda de fato não compraram o imóvel, o problema é mais crítico ainda. Muitas


vezes são tantos os contatos recebidos juntamente com a intensa agenda do corretor de imóveis, que realmente fazer uma boa gestão destes clientes é algo quase impossível. Por mais que estes sejam acontecimentos perfeitamente compreensíveis, é preciso ter em mente que o cliente não perdoa! Ele exige dos profissionais conhecimento e disponibilidade, e o fato de você ou seus corretores possuírem 50 clientes para retornar uma ligação, e por isso a resposta sobre o valor do condomínio vai demorar 2 dias, não importa. Ele quer agora, e se você esquecer, está fora! Vai perder muitos negócios. Mas fique tranquilo! Neste cenário de clientes exigentes e de intensa agenda do corretor de imóveis, onde implantar práticas orientadas à satisfação do cliente é algo fundamental, existem os sistemas de CRM Imobiliários, que são tecnologias desenvolvidas para aproximar os corretores aos seus clientes e seus imóveis. Tudo de forma muito mais simplificada do que a típica gestão de carteira via e-mail, agenda de papel ou planilhas de Excel. Caso você queira implantar a

CRM não é sistema, CRM é gestão estratégica verdadeiramente orientada ao cliente. O sistema é parte do método para fazer isso”

estratégia de CRM, veja abaixo 5 dicas que você pode começar a fazer agora, de forma simplificada e sem investir muito.

É comum, muitas vezes, observarmos sistemas em que os corretores, para otimizarem seu tempo, não preenchem os dados dos clientes.

● Contrate um sistema: Há opções bem acessíveis no mercado É praticamente impossível você conseguir organizar o contato com os seus clientes através de e-mail ou de sua agenda. Um sistema de CRM é altamente indicado para o início de sua estratégia. Atualmente, existem no mercado pelo menos 100 empresas de CRM especializadas no segmento imobiliário, e você encontrará opções de diversos tipos. Com R$40,00 mensais você já consegue contratar um bom sistema de CRM, para 1 usuário.

● Reveja seus processos básicos e identifique oportunidades: Quanto tempo você demora para responder o primeiro contato? E quanto tempo demora para responder dúvidas? Você não possui o imóvel para o cliente, você some ou segue enviando ofertas? Entre diversas outras perguntas. Reflita sobre a sua forma de trabalho e encontre formas de melhorar o seu contato com clientes e aumentar o seu retorno.

● Complete todos os dados de seus clientes agora mesmo É comum ser solicitado durante o contato apenas o nome e telefone do cliente. Esqueça! Passe a pedir também o e-mail, data de aniversário, bairro de interesse, status civil e tudo a mais que você conseguir de informação. Será muito útil para você realizar ações posteriormente. ● Garanta a qualidade dos dados Caso você implante o sistema em uma imobiliária, após a implantação, garanta que os dados dos clientes sejam alimentados de forma correta.

● CRM não é sistema. É visão. Por mais que falamos em sistemas, em tese, se você usasse uma folha de papel e se organizasse muito bem com isso e fizesse ações estratégicas para seus clientes, isso seria CRM. CRM não é sistema, CRM é gestão estratégica verdadeiramente orientada ao cliente. O sistema é parte do método para fazer isso. Resumindo, fique atento, pois não adianta contratarmos um sistema de última geração, e os profissionais seguirem sem a mentalidade do gerenciamento eficaz de seus clientes e da satisfação do atendimento. Muito mais do que tecnologia, pense em gente, em sonhos realizados, e em como prestar o melhor serviço.

Mariana Ferronato: Diretora de marketing do portal VivaReal e fundadora do site Marketingimob.com, onde já escreveu mais de 3.000 artigos para o setor. Profissional com mais de 11 anos de experiência no departamento de marketing de empresas do setor.

Painel Imobiliário

| 39


ESPECIAL

Superdicas para eliminar as preocupações É inevitável ter preocupações. A preocupação é um sentimento que provoca aquela sensação de eterno desconforto. Ela cria a necessidade de ter controle total sobre tudo o que está acontecendo e que, porventura, irá acontecer. A preocupação estabelece uma forte relação com a responsabilidade, o medo e a ansiedade. Neste cenário de profundas transformações, todo líder de sucesso aspira por crescimento e, à medida que sua empresa cresce, cresce também a responsabilidade que ele tem sobre suas ações e as ações de cada pessoa que lidera. O medo, por sua vez, provoca aquela sensação de insegurança, de incompetência, de impossibilidade e um pressentimento de que algo ruim está para acontecer. Já a ansiedade pode prejudicar a qualidade de vida, autoestima e saúde do ser humano. A ansiedade pode causar o surgimento de enfermidades psicossomáticas, ou seja, doenças que afetam a saúde física e mental. Gastrite, úlceras, colites, taquicardia, hipertensão, insônia, cefaleia e alergias. Portanto, elimine já da sua vida a preocupação! Para você conquistar ou manter sua habilidade de eliminar a preocupação, seguem algumas dicas importantes: 1. Coloque foco na solução e não no problema. 2. Viva um dia de cada vez. 3. Caso não consiga administrar uma situação, lembre-se sempre é possível recomeçar. 4. Existem dias e até mesmo épocas di-

40 | Painel Imobiliário

fíceis. Então esteja preparado para o pior e veja e pense como solucionar. 5. Sempre haverá pessoas que irão magoá-lo, a ponto de você ficar muito decepcionado. Saiba perdoá-las, você não precisa continuar sendo amigo destas pessoas. Pois não vale a pena carregar sentimentos de vingança e ódio. Enquanto você ficar alimentando estes sentimentos, você está, na verdade, permitindo que a pessoa que o magoou ou o decepcionou, continue exercendo influência (negativa) sobre a sua vida.

6. Saiba dizer “não” sem sentir culpa. 7. Lembre-se, existe sempre solução para seus problemas. 8. Aprenda a perdoar a si mesmo. 9. Não seja tão exigente com as pessoas ou consigo mesmo a ponto de se tornar uma pessoa inflexível. 10. Acredite: 95% das suas preocupações não se tornarão problemas. 11. Não imite os outros. Seja você mesmo! Lembre-se: a inveja é o suicídio dos seus sonhos. 12. Aconteça o que acontecer, seja sempre feliz!


Superdicas para Superdicas para fazer um estratégico uma comunicação planejamento Um dos principais fatores de sucesso das pessoas e empresas é saber para onde eficaz “vai”, ou seja, ter um planejamento deta1. O que você faz é o mais importante: A comunicação não verbal é responsável por cerca de 90% do impacto da comunicação, então o seu comportamento é a mensagem mais poderosa que você passa para quem está na plateia. 2. A comunicação é dependente do estado emocional. As pessoas aprendem mais quando estão em um bom estado: conforto, calma, curiosidade, desafio, alegria e entusiasmo e em um ambiente no qual se sentem respeitadas e acolhidas. Críticas, comparações, sarcasmo e cinismo atrapalham a comunicação. 3. Atenção e Concentração: cuide para ser claro, procure ser compreendido. Pergunte a si mesmo: como posso transmitir esta mensagem de maneira a não ser mal interpretado? 4. Comunicação Verbal e Não Verbal: o sentido do que você fala vem mais de como se fala do que daquilo que se fala. Vários pesquisadores examinaram esta questão, sendo que um dos mais famosos, Albert Mehrabian, chegou a resultados surpreendentes. Ele concluiu que a mensagem é transmitida por meio de: • O que dizemos, isto é, as palavras que usamos – 7 %. • Como dizemos, isto é, o uso da voz em termos de tom, volume e ritmo – 38 %. • Nossa linguagem corporal – 55 %. 5. Aproveite as Oportunidades: sempre que uma pessoa está na presença de outra, as duas se comunicam. Mesmo quando pensa que não está transmitindo mensagens, você está fazendo. Talvez não sejam mensagens que você queira transmitir, mas a outra pessoa as está recebendo. “Não deixe de se comunicar.”

lhado de suas ações no futuro. Então o que é planejamento? Planejamento é definir no presente como fazer, quando fazer, quais os recursos e o que vamos fazer lá na frente “no futuro”. Existem três níveis de planejamento. Planejamento de Curto Prazo, Médio Prazo e Longo Prazo. Portanto, podemos dizer que o planejamento é, sem dúvida nenhuma, a ponte com os nossos sonhos e objetivos. As etapas do Planejamento 1. Declaração de Visão e Missão • Visão: existe uma frase que traduz exatamente a importância da visão para o seu sucesso: “Se você não sabe para onde está indo, qualquer lugar serve”. A visão está relacionada com a direção em que pretendemos seguir, ou ainda, sobre o que desejamos ser. • Missão: está relacionada com o nosso propósito de vida. Quem somos e o que queremos. 2. Conhecer o Ambiente Externo – Mercado & Concorrência Conhecer o ambiente em que você está inserido e qual é o tipo de qualificação ou conjunto de competências necessárias para se tornar atraente para o mercado/clientes. Saber quais são seus concorrentes e o que eles fazem para serem bons no que fazem. Saber avaliar quais são as OPORTUNIDADES e POSSÍVEIS AMEAÇAS, para sua carreira ou negócio. 3. Conhecer o Ambiente Interno – Recursos & Potencial • Conhecer todos os recursos disponíveis à sua volta e aproveitá-los o máximo possível. • Avaliar sua FRAQUEZAS e FORTALEZAS e determinar os pontos de melhoria. 4. Traçar suas Metas e Objetivos • É importante ter metas, não dá para sair por aí sem saber exatamente o quanto queremos atingir. As Metas são fundamentais para o seu êxito. Portanto, defina exatamente onde você pretende chegar. 5. Partir para Ação Agora sim, você está preparado e pode dar o próximo passo. Você agora sabe com exatidão o que quer e o que fazer para atingir seus objetivos, tudo isto vai dar a motivação necessária para seguir e persistir quando houver dificuldades. Vá em frente!!! 6. Avaliar o Progresso – FeSaturnino Pimenta, edback Instrutor UP Sucesso Esteja antenado para corrigir Treinamentos rotas. Mesmo acreditando ter feito Empresariais o melhor de todos os planejamentos, vá avaliando o seu crescimento e veja o que está dando certo e errado. É neste momento que você deve aplicar o ciclo da melhoria contínua. Painel Imobiliário

| 41


DIRETO DO CRECI

Profissionais comemoram o Dia do Corretor de Imóveis Homenagens, novidades para o setor, palestra e ação solidária marcaram a data comemorativa As comemorações pelo Dia do Corretor de Imóveis, 27 de agosto, começaram antes da data. Em Anápolis, a Associação de Imobiliárias (AIA) promoveu, com apoio do Creci de Goiás, jantar que reuniu os profissionais da região. Logo no dia seguinte, em Goiânia, teve Sessão Solene e café da manhã na Câmara Municipal de Goiânia. A comemoração faz parte do calendário cívico-cultural da Casa de Leis desde 2001 e foi instituída pelo presidente da Câmara, o vereador Anselmo Pereira, por meio da Lei nº 8.073/2001.

Na Sessão Especial, empresas e profissionais que contribuem com o desenvolvimento imobiliário da cidade foram homenageados com certificado de Honra ao Mérito. Para complementar a manhã festiva, a categoria recebeu duas boas notícias: o projeto de lei de atualização do Parcelamento do Solo, que foi entregue à Câmara para discussões, e o aplicativo Atende Fácil. Ainda em comemoração pelo seu dia, na sexta-feira, 28, os profissionais assistiram a palestra do Guilherme Machado, palestrante motivacional, organizada pelo Classificados do O Po-

pular e o Portal Lugar Certo, em parceria com o Conselho, que reuniu mais de 320 profissionais. Em Ceres, o delegado do Conselho no município, Carlos Roberto Silva, promoveu café da manhã em homenagem à categoria que reuniu os profissionais da região. O Dia do Corretor de Imóveis também foi de solidariedade. Como forma de retribuir as conquistas alcançadas, os profissionais doaram mais de 60 quilos de leite em pó à Creche São Judas Tadeu, pela Campanha Natal com Leite 2015.

Em Goiânia, os corretores de imóveis se reuniram na Câmara Municipal para café da manhã em sessão solene e encerraram a semana comemorativa com palestra do especialista em vendas Guilherme Machado

Em Anápolis, foi promovido pela AIA, em parceria com o Conselho, jantar com a categoria. Já em Ceres, o delegado regional Carlos Roberto realizou café da manhã com os profissionais da região

42 | Painel Imobiliário


Creci itinerante Catalão, Cristalina, Mineiros e muitas outras cidades que não possuem delegacia do Conselho terão uma alternativa rápida e eficiente para ter acesso aos serviços oferecidos pela autarquia. Orientações jurídicas, tira-dúvidas, recebimento de denúncias, inscrições de pessoa física e jurídica e outras atividades desenvolvidas pelo Conselho serão disponibilizados no Creci Itinerante. A van que levará os serviços do Conselho é toda customizada para oferecer a estrutura de um escritório móvel. Possui mesas, cadeiras, ar-condicionado e tudo que é necessário para garantir um bom atendimento. O Creci Itinerante deverá pegar a estrada ainda esse ano.

Delegacia do Entorno do DF é ampliada Para oferecer maior conforto aos corretores de imóveis do Entorno do Distrito Federal que buscam qualificação, o Conselho ampliou as instalações da delegacia de Valparaíso. Foi estruturada sala de aula com suporte multimídia e poltronas. A inauguração do novo espaço ocorreu com palestra do advogado Dr. Eduardo Felipe sobre locação de imóveis. O corretor de imóveis Mario Bueno Pereira, que sempre participa dos cursos na região, aprovou o novo espaço: "A sala ficou muito boa". A corretora Clarice Emmerick, que pela primeira vez participou dos cursos oferecidos pelo Conselho, também considerou a nova sala confortável para a realização dos treinamentos.

Eleição triênio 2016-2018 Em agosto, os corretores de imóveis participaram do processo eleitoral para escolha dos 27 conselheiros efetivos e igual número de suplentes para compor o Plenário do CRECI-GO 5° Região para a gestão de 2016-2018. A votação, divulgada e organizada pelo Sistema Cofeci/Creci, foi realizada on-line, pelo site www.votacreci. com.br, e nos postos presenciais, localizados nas delegacias regionais do Conselho. A Chapa União foi eleita com 77,27% dos votos. Os votos nulos totalizaram um percentual de 13,96% e os brancos 8,77%. A chapa eleita inicia seu mandato no primeiro mês de 2016.

Reunião com corretores de imóveis Em agosto, corretores de imóveis que fazem parte do grupo de Whatsapp Parceiros(as) de Imóveis, comunidade que congrega profissionais para estimular parcerias e discutir sobre o mercado imobiliário, se reuniram com o presidente Oscar Hugo. O encontro, agendado pelos próprios participantes do grupo, teve objetivo de conhecer mais sobre o Conselho. De acordo com a administradora do grupo, a corretora de imóveis Micheline Marques, o encontro foi importante por esclarecer sobre as competências do Conselho que nem sempre são de conhecimento dos profissionais. “A iniciativa é válida porque aproxima os corretores de imóveis do Conselho e mostra que o Creci é uma instituição parceira e não uma figura punitiva”, complementou o corretor Rogério Luzini. Os profissionais se comprometeram a replicar as informações recebidas na reunião e manter um relacionamento contínuo com a autarquia para melhoria do mercado imobiliário. Visando receber outros grupos de corretores de imóveis, o presidente está com agenda disponível para marcar reuniões. O contato deve ser realizado com a coordenadora executiva da presidência do Creci, Célia, pelo (62) 3236-7383.

Painel Imobiliário

| 43


SOCIAL

Comenda especial O presidente Oscar Hugo foi agraciado pelas redes Internacional del Conocimiento, Dialogos en Mercosur e Américas em Foco pelo incentivo à integração latinoamericana e a promoção do conhecimento científico e acadêmico. A Comenda Homo Actiones foi entregue pelo coordenador do Encuentro de las Ciencias Humanas y Tecnológicas para la Integracion en la America Latina y Caribe (ECHTEC), o professor Jean Jardim.

Do Piauí para Goiás Em passagem por Goiânia, o presidente do Creci da 23° região, Piauí, Manoel Nogueira Lima Neto, fez uma visita à autarquia goiana. Recepcionado pelo vice-presidente Eduardo Seixo de Britto, o presidente conheceu a estrutura do Conselho e o funcionamento das coordenadorias.

Homenagem póstuma Como forma de prestigiar o conselheiro Omar Ataídes de Castro, falecido em junho desse ano, a diretoria e os conselheiros prestaram homenagem póstuma em reunião plenária. A família do corretor de imóveis, que desde 2007 é membro dos conselheiros, foi condecorada com Diploma de Honra ao Mérito pelos serviços prestados pelo profissional à categoria e à sociedade.

44 | Painel Imobiliário


CRECI NA MÍDIA

O coordenador de fiscalização, Alaor Bezerra, falou sobre a blitz educativa de conscientização da importância da contratação de um corretor de imóveis nas negociações imobiliárias para as rádios do Entorno do Distrito Federal, como a Rádio Entre Rios

Em entrevista à TV Anhanguera, o vice-presidente Rafael Aguirre falou sobre o mercado imobiliário de Rio Verde

De junho de 2015 a setembro de 2015, o Conselho Regional de Corretores de Imóveis foi notícia em veículos de comunicação de todo o Estado, totalizando: Evento realizado em comemoração pelo Dia do Corretor de Imóveis pelo O Popular e Lugar Certo, em parceria com o Conselho foi destaque no Magazine

20 espaços de mídia espontânea, sendo: 4 exibições em telejornal; 4 portais de notícias e redes sociais; 5 em rádios e 6 em revistas e jornais impressos. Painel Imobiliário

| 45


PARA INTERIOR REFLETIR

A nossa língua portuguesa Algumas correções de expressões: Dicas do Prof. Pasquale 'Hoje é domingo pé de cachimbo...' e eu ficava imaginando como seria um pé de cachimbo, quando o correto é: 'Hoje é domingo pede cachimbo...' Domingo é um dia especial para relaxar e fumar um cachimbo ao invés do tradicional cigarro (para aqueles que fumam, naturalmente...). E a gente pensa que repete corretamente os ' ditos populares' No popular se diz: 'Esse menino não para quieto, parece que tem bichocarpinteiro' "Minha grande dúvida na infância.... Mas que bicho é esse que é carpinteiro, um bicho pode ser carpinteiro???" Correto: 'Esse menino não para quieto, parece que tem bicho no corpo inteiro' "Tá aí a resposta para meu dilema de infância!" 'Batatinha quando nasce, esparrama pelo chão.' Enquanto o correto é: 'Batatinha quando nasce, espalha a rama pelo chão.' "Se a batata é um caule subterrâneo, ou seja, nasce enterrada, como ela se esparramaria pelo chão se ela está embaixo dele?"

46 | Painel Imobiliário

'Cor de burro quando foge.' O correto é: 'Corro de burro quando foge!'"Esse foi o pior de todos! Burro muda de cor quando foge??? Qual cor ele fica??? Porque ele mudaria de cor???" Outro que no popular todo mundo erra: 'Quem tem boca vai a Roma.' "Bom, esse eu entendia, de um modo errado, mas entendia! Pensava que quem sabia se comunicar ia a qualquer lugar!" O correto é: 'Quem tem boca vaia Roma.' (isso mesmo, do verbo vaiar). Outro que todo mundo diz errado, 'Cuspido e escarrado' - quando alguém quer dizer que é muito parecido com outra pessoa.

O correto é: 'Esculpido em Carrara.' Carrara é um mármore italiano, muito usado para fazer estátuas e bustos. Estas esculturas ficavam muito parecidas com a pessoa em questão e, por isso, quando duas pessoas eram muito parecidas, dizia-se que uma parecia ter sido "esculpida em carrara". Mais um famoso.... 'Quem não tem cão, caça com gato.' "Entendia também, errado, mas entendia! Se não tem o cão para ajudar na caça, o gato ajuda! Tudo bem que o gato só faz o que quer, mas vai que o bicho tá de bom humor!" O correto é: 'Quem não tem cão, caça como gato.... ou seja, sozinho!'


Painel Imobiliรกrio

| 47


48 | Painel Imobiliรกrio

Revista Painel Imobiliário -18° edição  

O escritor Brandon De Simone fala sobre a nova geração de corretores de imóveis em entrevista e ainda: - Guia do Corretor Nota 10 traz artig...

Revista Painel Imobiliário -18° edição  

O escritor Brandon De Simone fala sobre a nova geração de corretores de imóveis em entrevista e ainda: - Guia do Corretor Nota 10 traz artig...

Advertisement