Page 1

Olá cá estamos nós com mais notícias! De mês para mês a evolução das crianças tem sido uma constante. Assim um dos espaços preferidos do grupo, o escorrega, onde anteriormente existiam alguns

conflitos

para

estar lá em cima, agora já não acontecem com tanta frequência, uma vez que as brincadeiras entre pares começam a ser mais frequentes e também as brincadeiras lado a lado.

Contudo, continuam a querer os brinquedos

transformando-se

para esta

eles, criança

numa possível “encantadora de cães”. A “ginástica” tornou-se também uma das atividades do grupo.

A autonomia do grupo continua a aumentar havendo um maior controle das micções, pedindo inclusive para ir ao bacio. O descalçar e o calçar dos sapatos também foi uma conquista,

(principalmente

os

sapatos dos colegas) e o resultado final é fantástico!


A nível da linguagem começaram a construir frases com duas palavras e a tentar exprimir-se de forma inteligível, inclusive na relação entre os pares, levando-os até a explicar uns aos outros o que está nos livros. Os livros continuam a despertar muito interesse.

Luísa Dacosta atribui aos livros para a infância «uma grande responsabilidade». A leitura dá aos mais novos aquilo que considera ser uma segunda placenta. «Podem viver coisas terríveis mas ainda não são a sério, o que os ajuda a prepararem-se para o mundo que irão encontrar», explica. O gosto pela leitura deve cultivar-se desde muito cedo. «Na escola já é tarde para fazer leitores», alerta a autora. Também Alice Vieira, autora de diversos livros infantis e juvenis, entende que ler histórias aos mais novos é um processo fundamental que deve começar o mais cedo possível, para captar os leitores. Destinados a proporcionar prazer e entretenimento à criança, as cores, letras, imagens ou até o cheiro dos mais diversos livros infantis apelam aos principais sentidos que importa estimular na infância, contribuindo ao mesmo tempo para o desenvolvimento da competência literária e de leitura dos mais novos. Além disso, Alice Vieira defende que as histórias e personagens que levam ao sonho e ao imaginário ajudam «as crianças a tornarem-se adultos».1

No dia 15 de Maio festejamos o Dia da Família.

Os

grupos

de

Creche

presentearam os pais com a canção “A máquina dos beijinhos.” Cada criança ofereceu uma flor à sua família. No final de todas as atuações houve um lanche convívio. 1

http://www.educare.pt/educare/Atualidade.Noticia.aspx?contentid=F2428881DF8E4BBA9F1F45904E4BFBE8&ops el=1&channelid=0


Ainda pedimos a colaboração dos pais no sentido de decorarem um coração com a fotografia da família.

No final do mês a estagiária da ESEC terminou o seu estágio, mostrando e contando a história da “Lagartinha Comilona” no computador. A seguir as mãos de cada criança foram pintadas e carimbadas numa cartolina originando uma borboleta.

Como já tinha acontecido para o pai e para a mãe, para o

dia

da

Criança

também um individual.

Cada criança ainda pintou um boneco os meninos, uma boneca as meninas, dando origem a um painel coletivo para comemorar o dia da Criança!

E por este mês já estão as novidades do nosso trabalho. Até Junho!

fizemos

Sala1AnoMaio  

Espreitadelas 1 Ano

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you