Issuu on Google+

Turma TAE 2

Atividade Integradora As Prendinhas de Natal .


Técnico de Ação Educativa TAE 2 Peça de teatro: As Prendinhas de Natal dezembro 2011 Integrada nos Objetivos do Milénio, a escolha desta turma reporta-se ao primeiro, o da erradicação da pobreza. Alguns dos objetivos dos formandos com a criação da peça foram:  Combater a visão consumista da época natalícia  Promover as relações interpares e interculturas  Incentivar atitudes de partilha e de cooperação  Desenvolver nas crianças – o público-alvo – comportamentos cívicos e solidários

Enredo O Pai Natal recebe as últimas mensagens de pedidos de prendas no seu portátil e, seguidamente, vai com o Zanganito, viciado em comunicar por telemóvel, preparar as Renas para a viagem. Entretanto as prendas conversam sobre o seu estado de espírito em relação ao seu local de destino.

Personagens:  O Pai Natal (que usa um portátil para receber as cartas com os pedidos de prendas)  O Duende Zanganito (viciado em telemóvel) Formadores: Álvaro Gomes, Ana Paula Guia, Adelaide Simões, Custódia Rebocho, Fernanda Bucho, Isabel Silva, José Carlos Marques, Manuel Farinha, Rosa Botequilha

1


 8 Prendas o A Prenda o A Prenda o A Prenda o A Prenda o A Prenda o A Prenda o A Prenda o A Prenda

Vaidosa Amuada Preguiçosa Triste Feliz Brincalhona Chinesa Russa

2

Cenário Uma árvore de Natal grande, enfeitada, com prendinhas. As prendas estão adormecidas junto com as outras. Há uma mesa com um portátil. Entra o Pai Natal, abre o portátil, toca uma música infantil e as prendas levantam-se e começam a dançar, exceto a Preguiçosa, que se espreguiça, boceja, vira a almofada e deita-se de novo. A prenda brincalhona dirige-se ao público infantil e estimula a sua participação. Quando a música para, as prendas ficam lado a lado.

Diálogos: PAI NATAL: - Não acredito! Mais mensagens de última hora, dos meninos para o Pai Natal, a pedirem prendas. É uma para o Norte, outra para o Sul e outra para o Centro e eu já não me entendo. Oiçam esta do Carlitos: (lê) “Querido Pai Natal! Este ano portei-me muito bem. Só puxei o cabelo à Mariazinha, dei uns pontapés ao Joãozinho, e escondi os óculos à Sarita. Como sou um bom menino, quero uma Playstation.” PAI NATAL: - Ora digam lá, meninos, vocês acham que o Carlitos se portou mesmo bem? (As prendas abanam a cabeça a indicar que não) Ai, ai, ai! Estes meninos! Formadores: Álvaro Gomes, Ana Paula Guia, Adelaide Simões, Custódia Rebocho, Fernanda Bucho, Isabel Silva, José Carlos Marques, Manuel Farinha, Rosa Botequilha


Mas agora reparo! As prendas já estão ali, prontas para seguirem e o Duende Zanganito ainda não chegou para me ajudar. O que estará ele a fazer? Zanganito! Zanganito! O duende não vem e o Pai Natal pede ajuda aos meninos para o chamarem. PAI NATAL: (virando-se para os meninos):- Ajudem-me a chamar o Zanganito. Vou contar até três e depois chamamos todos juntos, bem alto “Zanganito!”. Vamos lá! Um, dois, três – Zanganito! (As prendas também chamam) (Zanganito entra a correr, muito aflito, com um telemóvel na mão, atrapalha-se e esbarra na prenda vaidosa, que grita) PRENDA VAIDOSA: - AI! Olha que me estragas o penteado! (compõe o cabelo) (Zanganito dirige-se então ao Pai Natal que está com as mãos na cintura e a bater o pé em sinal de desagrado) PAI NATAL: - Sempre ao telefone, Zanganito! Que vício? ZANGANITO: - Ó Pai Natal, estava só a enviar uma mensagenzinha ao meu amigo Gambozino que está a passar férias com o homem do saco, que agora começou a namorar com a Moura Encantada que está no castelo de Almourol, que…. (diz tudo isto de uma forma expressiva imitando um homem com um saco às costas e uma mulher) PAI NATAL: - (interrompendo o Zanganito) Chega! Não há tempo para isso! As prendas já estão prontas e à espera para serem entregues. (aponta para as prendas e estas fazem que sim com a cabeça, cada uma segundo a sua personalidade) PAI NATAL: - Vamos preparar as Renas! (O Pai Natal sai e o Zanganito fica para trás, puxa a cadeira do computador, vira-a mais para o público e mais de costas para a cena, senta-se, recostase, estica as pernas e volta a telefonar. Concentra-se no telefonema) ZANGANITO:- Tou? Gambozino? Tás as gostar das férias? Olha aqui tá um frio de rachar. O quê? Não me digas? E tens brincado muito? (Entretanto o Pai Natal volta, faz sinal aos meninos para não dizerem nada e dirige-se até ao Zanganito pé ante pé, por trás. Tira o telefone ao Zanganito e fala ele ao telefone) PAI NATAL: - Gambozino? Você é o elo mais fraco. Adeus!

Formadores: Álvaro Gomes, Ana Paula Guia, Adelaide Simões, Custódia Rebocho, Fernanda Bucho, Isabel Silva, José Carlos Marques, Manuel Farinha, Rosa Botequilha

3


(Pondo o telefone em cima da cadeira, puxa o Zanganito por uma orelha e leva-o para fora de cena, cantando) PAI NATAL: - Zanganito, já te tenho dito, que não é bonito andares-me a enganar. (Zanganito sai, com o Pai Natal, esperneando. As prendas ficam sozinhas e a Prenda Brincalhona bate palmas, brinca e diz, cantarolando) PRENDA BRINCALHONA: -Vamos embora, olarilolé! Vamos embora olarilólá! PRENDA VAIDOSA:- E eu, meninas, como sou chique, vou para Paris! Vou para uma casa muito rica, vou ser entregue a um menino que tem um quarto cheio de brinquedos! PRENDA BRINCALHONA: - (imitando os gestos da Prenda Vaidosa a gozar, repete) - Eu sou chique, eu vou para Paris! És mesmo uma Prenda Vaidosa! PRENDA VAIDOSA: – Cala-te, Prenda Brincalhona! Tu tens é inveja! Tu vais para onde? PRENDA BRINCALHONA:- Eu vou para o Seixal! Eh, Eh! Lá há um rio grande, há barcos, há gaivotas. Vai ser tão bom! Vou para casa da Ritinha que é uma menina muito traquina! Vou-me divertir tanto! Iupi! (Dá uma volta e fica de frente para a Prenda Amuada que se vira para o lado, revelando o seu amuo) PRENDA BRINCALHONA:cantarolando)

(dançando

com

a

Prenda

Amuada

e

- Eu sou a Prenda amuada, lá, lá, lá, lá, ando sempre chateada, lá, lá, lá, lá. (A Prenda Amuada desprende-se e vira-se, amuada) PRENDA FELIZ (sorrindo) - Diz, lá Prenda Amuada, porque é que estás assim? PRENDA AMUADA: - Não digo, não digo e não digo! (cruza os braços, ainda mais amuada e bate o pé) PRENDA FELIZ: - Vá lá, conta! PRENDA AMUADA:- É que eu vou para a Serra da Estrala! PRENDA CHINESA: - E qual é o problema? Eu vou para a China! É muito mais longe e não estou amuada!

Formadores: Álvaro Gomes, Ana Paula Guia, Adelaide Simões, Custódia Rebocho, Fernanda Bucho, Isabel Silva, José Carlos Marques, Manuel Farinha, Rosa Botequilha

4


PRENDA AMUADA: - Vocês não entendem nada, tenho que explicar tudo! É que na Serra da Estrela faz muito frio e há muita neve! PRENDA RUSSA: - Olha, eu vou para a Rússia e garanto-te que lá ainda está mais frio e neve. Mas não entendo qual é o problema! A neve é tão gira! Parece algodão! Podemos brincar e fazer bonecos de neve. Vais gostar! PRENDA CHINESA:-Pois! Não há motivo para estares Amuada! E tu, Prenda Feliz, diz lá qual é a razão da tua felicidade? PRENDA FELIZ:- (suspirando de felicidade) Ai, ai! Realmente estou mesmo Feliz! E sabem porquê? Sabem? TODAS AS PRENDAS EM CORO:- Não! PRENDA FELIZ:- E vocês, meninos, sabem? (Os meninos hão de responder que não) PRENDA FELIZ:- Está bem, eu conto! É que eu vou para um país africano, muito pobre, em que os meninos nunca têm prendas de Natal e eu vou dar alegria aos meninos. Desta vez eles vão ter uma Prenda e vão ficar muito felizes. E por isso vão andar sempre a brincar comigo! PRENDA TRISTE: - Então é por isso! Então percebem agora porque é que eu estou triste. (choraminga alto e assoa-se a um lenço com muito barulho) PRENDA RUSSA: - Vá lá, não chores! Conta lá o que se passa! PRENDA TRISTE: - Está bem, então eu conto! É que, ao contrário da Prenda Feliz, eu vou para casa de um menino muito rico. (chora mais e mais alto) PRENDA VAIDOSA: – Então como é que estás triste! Eu ficaria muito contente! Eu sou tão bonita! Ia dar-me muito bem em casa de um menino rico! PRENDA TRISTE:- És mesmo uma Prenda Vaidosa! Não entendes nada! Eu estou triste porque sei que vou chegar lá, o menino olha para mim, se eu tiver sorte brinca um bocadinho comigo e pronto! Põe-me de lado, e passa para outra prenda. Como é rico e tem muitos brinquedos, não me vai ligar mais e lá fico eu o resto da vida esquecida a um canto. (chora de novo) PRENDA BRINCALHONA:- Vá lá, não fiques assim! Verás que há sempre alguém que nos dá valor. Alegra-te! Olha, vamos jogar um jogo! Eu represento um animal e vocês adivinham qual é! Vamos jogar, meninos? Anda jogar Preguiçosa! (Puxa pela Prenda Preguiçosa, que se senta, espreguiça) Formadores: Álvaro Gomes, Ana Paula Guia, Adelaide Simões, Custódia Rebocho, Fernanda Bucho, Isabel Silva, José Carlos Marques, Manuel Farinha, Rosa Botequilha

5


PRENDA PRGUIÇOSA:- Não! Deixa-me dormir! Não quero brincar! Tenho tanto sono! Vou dormir! (abre a boca e volta a deitar-se) (A Prenda brincalhona representa um cão /um gato /um macaco…. Todas as prendas riem e batem palmas à medida que os meninos adivinham. Entretanto regressam de repente o Pai Natal seguido do Zanganito que continua ao telemóvel. As prendas não reparam e continuam a brincar e a rir. O Pai Natal bate palmas para chamar a atenção e as prendas alinham-se imediatamente e calam-se, exceto a Prenda Brincalhona que continua a saltitar pelo cenário a fazer de macaco, sem reparar no Pai Natal) PAI NATAL: - Prenda Brincalhona! (Ao ouvir isto a Prenda Brincalhona recua, pé ante pé e esbarra com a Zanganito que entretanto se colocara mais à frente. A Prenda Brincalhona dá um salto e vira-se para o Zanganito) PRENDA BRINCALHONA: - Zanganito, Zanganote, desliga o telélé ou levas um piparote! (E faz uma careta) PAI NATAL: - Brincalhona! Já para o teu lugar! PRENDA BRINCALHONA: - (virando-se para o Pai Natal e fazendo continência) - Sim, chefe! Já vou chefe! (A prenda Brincalhona toma o seu lugar ao pé das outras) PAI NATAL:- Prendas de Natal, as renas estão prontas. São horas! Vamos embora! (Alinham-se, o Pai Natal à frente, o Zanganito a seguir e depois todas as Prendas, em fila. A última é a Brincalhona que pega por um braço na Prenda Preguiçosa que se alinha também. Saem a cantar “We wish you a Merry Christmas”).

FIM

Formadores: Álvaro Gomes, Ana Paula Guia, Adelaide Simões, Custódia Rebocho, Fernanda Bucho, Isabel Silva, José Carlos Marques, Manuel Farinha, Rosa Botequilha

6


As Prendinhas de Natal