Page 1

Em foco

Anuidade Desde 1º de janeiro, vigora a Resolução nº 1.049 do Confea, que altera os valores referentes ao registro de Anotação de Responsabilidade Técnica, serviços, multas e anuidades de pessoas físicas e jurídicas.

Ex-ministro ressalta papel do Engenheiro Agrônomo no século XXI. Rodrigues afirma que “um homem com fome é bravo, mas quando vê seu filho passando fome ele se torna revolucionário”

PÁG. 10

PÁG. 03

Dezembro | Janeiro | Fevereiro 2013-2014

Crea Notícias www.crea-mt.org.br | ascom@crea-mt.org.br | facebook.com/creamatogrosso

Crea-MT faz balanço de gestão e avança promovendo ações inovadoras

Reportagem. A política de buscar avanços para o trabalho desenvolvido pelo Crea em Mato Grosso ganhou uma nova cara nos anos de 2012 e 2013. E essas mudanças tiveram início com um novo modelo de gestão baseado na modernização, expanção e economicidade. PÁG. 04 e 05

Crea-MT encerra 2013 com homenagens Ex-conselheiros e profissionais receberam menção honrosa. PÁG. 11

Profissional associado à AENOR recebe reconhecimento internacional

Conselho inaugura inspetoria de Nova Mutum dia 24 de janeiro O presidente do CreaMT, o engenheiro civil Juares Samaniego, inicia 2014 inaugurando mais uma inspetoria, desta vez será na cidade de Nova Mutum, distante 223 km de Cuiabá.

PÁG. 08

*variação mensal (%)

PROJETOS - PADRÃO RESIDENCIAL Padrão Baixo - R-1

1.093,24

*5,53%

Padrão Normal - R-1

1.293,13

*6,44%

Padrão Alto - R-1

1.429,58

*0,62%

Lote básico (por m² de construção)

Un

Mediana (R$)

Pedreiro

h s/e

5,13

Engenheiro

h s/e

63,70

Cimento CP-32 II

50 kg

19,37

Telha fibrocimento ondulada 6 mm 2,44 x 1,10 m

14,78

PÁG. 12 Últimos reparos para inauguração da inspetoria


02

CREA NOTÍCIAS

9ª EDIÇÃO www.crea-mt.org.br

Galeria

Conselheiro do Crea-MT avisou sobre risco de desabamento

Foto: Divulgação

O geólogo e conselheiro do Crea-MT, Mário Cavalcanti de Albuquerque, avisou em setembro de 2013 que o talude (corte) feito em um morro localizado nas proximidades do Viaduto do Despraiado colocou a rocha em exposição, abrindo a possibilidade de deslizamentos na época das chuvas.Caso a contenção tivesse sido feita previamente, com a correção da instabilidade do talude, não haveria riscos de um possível solapamento [erosão]. Consequentemente, não haveria situação de insegurança para a população local. Desabamento ocorreu menso de dois meses depois.

“Uma das rochas com fraturas está como um ‘iceberg’ e um bloco já foi solapado. Mexeram numa caixa de marimbondos”, comparou.

Cumprimos nossa missão

Editorial Juares Samaniego, presidente do Crea-MT.

Tenho a satisfação de compartilhar com os profissionais da área tecnológica os avanços que conquistamos nos últimos dois anos frente à administração do Crea Mato Grosso. Foram dois anos de muito trabalho, conquistas e aprendizado. Lutamos para interiorizar o Conselho e levar ao profissional do interior um Crea mais atuante e moderno. Para isso investimos na construção de sedes próprias, leilão de carros antigos e compra de veículos novos, aquisição de equipamentos de informática para o setor administrativo e fiscalização, também buscamos desburocratizar e ampliar os horários de atendimento. No setor de políticas públicas buscamos firmar parcerias a exemplo do Tribunal de Contas, Assembléia Legislativa; alavancamos o Crea JúniOr para que o estudante conheça e inicie sua vida profisisonal engajado ao sistema Confea/Crea e Mútua; lutamos pelas legislações de inspeção predial, assistência técnica gratuita, acessibilidade; realizamos campanhas sociais e participamos de diversos eventos para estar presente aonde o profissional está. Quanto à gestão pública rompemos paradigmas tendo como foco uma gestão eficiênte, econômica e trabalhadora. Frente a esses resultados posso afirmar que o Crea Mato Grosso cumpriu, em 2012 e 2013, com sua missão de bem servir aos interesses da sociedade, registrar e fiscalizar o exercício profissional contando nesse mister com a cooperação das Entidades de Classe, de Ensino, das Entidades parceiras na FPI, do nosso representante no Conselho Federal e dos profissionais liberais, em suas ações efetivadas. Nossa avaliação de desempenho através do Programa Gespública têm sido satisfatória e, todos esses resultados que seguem nas páginas a seguir são parte da nossa contribuição para a construção de uma administração pública melhor e mais justa, em benefício dos profissionais e da sociedade mato-grossense. A todos desejamos um feliz natal e próspero 2014 e boa leitura! DIRETORIA Presidente Eng. Civil Juares Samaniego | 1º Vice-Presidente Eng. Agrônomo Ademir Pivatto| 2º Vice-Presidente Eng. Florestal Joaquim Paiva de Paula | Diretor Administrativo Eng. Agrônomo Júlio Cesar Alves de Lima | Vice-Diretor Administrativo Geólogo Mário Cavalcanti de Albuquerque | Diretor Financeiro Eng. Civil André Luiz Schuring| Vice-Diretor Financeiro Eng. Agrônomo Luiz Nery Ribas EXPEDIENTE Crea-MT. Av. Historiador Rubens de Mendonça, 491 - Araés. CEP: 78.008-000 Edição: Rafaela Maximiano (DRT 1120) Textos e Revisão: Igor Bastos, Laís Costa, Josemara Zago, Ségio Neves e Rafaela Maximiano (Gecom/Crea-MT) Projeto Gráfico e Diagramação: Gabriela Clemente Impressão: Gráfica Millenium Fotos: Arquivo Gecom/Crea-MT, Otimar Ferreira e Assessorias Estagiário: Thiago Cardoso

FALE COM A COMUNICAÇÃO ascom@crea-mt.org.br (65) 3315-3027

Crea Notícias Ano II Nº 9 Dezembro/Janeiro/Fevereiro de 2013, é uma publicação oficial do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso. O Conselho, assim como as Inspetorias regionais não se responsabiliza por conceitos emitidos nos artigos assinados neste veículo.


CREA NOTÍCIAS 03

9ª EDIÇÃO www.crea-mt.org.br

EM FOCO

Ex-Ministro ressalta papel do Engenheiro Agrônomo no Século 21 O ex-ministro da Agricultura, Roberto Rodrigues, afirma que o mundo carece de líderes como teve no passado e lamenta que o presidente Barack Obama, que surgiu como esperança renovada, esteja perdendo a força por conta dos problemas enfrentados pelos Estados Unidos. “É um momento de incerteza preocupante e ainda não sabemos onde isso vai desaguar, mas por outro lado coisas boas estão acontecendo e uma delas é o aumento da longevidade. Eu mesmo sou exemplo disso. Já cheguei à marca dos 70 e espero viver pelo menos mais 30 anos, cuidando dos meus netos”, comentou, arrancando risos da platéia.

Para ele, a carência de lideranças individuais pode ser substituída pelas coletivas, surgidas de movimentos sociais, desde que haja foco. Ao ressaltar a fundamental participação do engenheiro agrônomo no Século 21, ele disse que o tema central do congresso em Cuiabá “Segurança Alimentar e Nutricional” está, na verdade, sendo discutido em todo o mundo, sempre levando em conta a preservação do ecossistema. Rodrigues afirmou que “um homem com fome é bravo, mas quando vê seu filho passando fome ele se torna revolucionário” e argumenta que governo e a iniciativa privada têm a responsabilidade de criar ações eficazes para garantia da paz. Ele defende ainda a ideia de que, antes de

pensarmos num crescimento da produção mundial de alimentos na ordem de 70% para 2050, quando, segundo os estudos da FAO/ONU o planeta deverá ser habitado por 9 bilhões de pessoas, é preciso olhar para mais perto, para 2020 por exemplo, pensando num incremento da oferta em torno de 20% pensando numa demanda mais imediata. “Com essa evolução espantosa da tecnologia que estamos vivendo é difícil projetar como será o mundo daqui a 40 anos”, observou. Ainda dentro deste cenário, Roberto Rodrigues lembrou que o mundo deseja que o Brasil, que tem terra disponível, tecnologia e gente competente, se responsabilize por 40% da produção de alimentos no futuro, pois

mostra seu enorme potencial de exportação quebrando recordes a cada ano. Ao aduzir que sustentabilidade é a palavra da moda, o ex-ministro do governo Luís Ignácio Lula da Silva (2003 a 2006), natural de Cordeirópolis, agrônomo e professor, João Roberto Rodrigues, entende que o agrônomo tem de manter o pé na terra, mas levantar a bandeira do setor cobrando decisões políticas eficazes. “Vejo o agricultor como aliado de Deus na manutenção da vida no planeta, mas nós agrônomos somos os gestores dessa parceria”, concluiu. Ele defende que o Brasil é um país que tem dado saltos de tecnologias extraordinárias na agricultura aumentando a produtividade por hectares de alimentos, energias e de

fibras ano após ano, de carne de proteína animal, proteína vegetal e que somente a falta de estratégia poderia estagnar o brasileiro e que o engenheiro agrônomo pode evoluir esse cenário. “Eu acho que no mundo contemporâneo não tem mais espaço para líderes absolutistas como tivemos no passado, então eu defendo a tese de que corporações comandem o processo de liderança global e se o tema central do mundo é segurança alimentar e se o agrônomo tem um papel primordial nesse tema, então a corporação econômica universal tem um papel a cumprir, porém tem que fazer isso com foco, com articulação, com unidade, se não ficar uma coisa difusa, pois assim os resultados nem aparecem e o efeito é negativo.”


04

CREA NOTÍCIAS

9ª EDIÇÃO www.crea-mt.org.br

Crea-MT avança promovendo ações inovadoras

A política de buscar avanços para o trabalho desenvolvido pelo Crea em Mato Grosso ganhou uma nova cara nos anos de 2012 e 2013. E essas mudanças tiveram início com um novo modelo de gestão baseado na modernização, expanção e economicidade. A primeira mudança sentida pelos profissionais foi a ampliação no horário de atendimento ao público. Na sede do Crea em Cuiabá, o atendimento iniciava suas atividades às 12h, agora inicia às 8h e encerra às 17h30, uma ampliação de 4h. “Com o revezamento dos funcionários conseguimos ampliar o o horário de atendi-

mento sem honerar a folha de pagamento e, mantivemos as contas de energia, pois nem todos os setores abrem nesse horário”, garantiu o presidente do Conselho, Juares Silveira Samaniego.

O investimento em tecnologia iniciou com os serviços on-line. O Crea Mobile é um aplicativo para celulares e tablets que possibilita ao profissional acessar a qualquer momento e horário

ART, Emissão de Certidões, Anuidade, consulta de protocolos, entre outros. Também foram adquiridos novas impressoras, computadores e tablets para a sede e inspetorias bem como fiscalização.


CREA NOTÍCIAS 05

9ª EDIÇÃO www.crea-mt.org.br

EM FOCO

“O investimento em tecnologia é fundamental para um trabalho com excelência e rapidez”, reconhece Sa-

maniego. Ter um Crea fortalecido e atuante em um estado que ocupa 18% do território nacional com quase um milhão de quilômetros quadrados e 141 municípios é tarefa árdua. Nos últimos dois anos a atual gestão conseguiu a doação de cinco terrenos, está construindo os prédios das inspetorias de Juara, Juína, Campo Verde e Nova Mutum. Inaugurou em 2013 Sorriso e abriu um escritório em Comodoro. Estão

em negociações a doação de terrenos nos municípios de Lucas do Rio Verde, Cáceres, Água Boa e Mirassol D’Oeste.

“Para se ter uma idéia da importância dos nossos profissionais na economia do país e consequente importância de o Crea estar fiscalizando o interior, Mato Grosso tem 19 cidades entre as 100 do país com maior valor adicionado bruto da agropecuária no PIB em 2011. São dados divulgados pelo IBGE na primeira quinzena de dezembro”, destacou o presidente lembrando que o município de Sorriso aparece na vice-liderança, Campo Verde em 4º, Sapezal em 5º e Primavera do Leste

em 9º. Ainda são destaques agropecuários outros 15 municípios mato-grossenses. Ao todo são 24 inspetorias, possuem sedes próprias Rondonópolis, Sorriso, Sinop e Primavera do Leste. O Conselho está presente também em Guarantã do Norte, Vila Rica, Alta Floresta, Lucas do Rio Verde, Sapezal, Diamantino, Tangará da Serra, Pontes e Lacerda, Várzea Grande, Barra do Garças e Canarana. A ampliação da frota de veículos principalmente para a fiscalização levou o Crea-MT a conseguir veículos para todas as inspetorias. “Já no primeiro ano de gestão contávamos com 67 veículos. Nunca nosso Conselho havia conseguido tanto. Optamos

por leiloar motos e carros mais antigos que precisavam de manutenção e atualmente somamos 34 carros e algumas inspetorias possuem mais de um carro”, afirmou Sa-

maniego. a inspetoria de Rondonópolis possui 03 veículos, Tangará 02 e Sinop 02. A sede possui doze unidades sendo que oito são exclusivos para a fiscalização sendo duas vans e 04 veículos para trabalho administrativo.


06

CREA NOTÍCIAS

REPORTAGEM

8ª EDIÇÃO www.crea-mt.org.br

Crea-MT alerta para alterações na fiscalização A fiscalização do exercício profissional realizada pelo Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT), não emite mais a notificação. Desde o mês de agosto de 2013, a fiscalização do Crea-MT, verificando irregularidades nos empreendimentos de engenharia, agronomia e afins, passa a lavrar de imediato o Auto de Infração, sem nenhuma notificação prévia, sujeitando o autuado às cominações legais, inclusive ao pagamento da multa nele expressa. “Vale ressaltar que a regularização da falta, após o recebimento do Auto de Infração, não mais o elimina, como quando existia a notificação”, explica o gerente de Fiscalização,

Giovani Bertol. O gerente informa que o Conselho Federal de Engenharia e Agronomia (Confea) alterou os procedimentos para instauração, instrução e julgamento dos processos de infração e aplicação de penalidades, previstos na Resolução nº 1008 de 2004, por meio da Resolução nº 1047 de 2013. “Dentre outras, a principal alteração trata-se da supressão do prazo de notificação que vigorou apenas até o dia 03 de agosto. E, também da apresentação de defesa que antes feita no prazo de 10 dias eximia o notificado da multa. Agora, constatada a irregularidade e lavrado o auto de infração pelo fiscal, mesmo apresentando a defesa, não está livre do pagamento da multa. Pode-se solicitar

o cancelamento ou a redução da multa, onde cada caso será analisado pelas câmaras responsáveis”, explica. Giovane ainda alerta sobre a não regularização no prazo. “O profissional fica impedido de retirar docu-

mentações dentro do Crea. Já a pessoa jurídica terá uma Certidão de Dívida Ativa”. A fiscalização atua conforme as leis que regulamentam as profissões, lei 5.194/66, lei 6.496/77 e de acordo com as resoluções do Confea.

Campanha do Leite de 2013 foi sucesso

Em 2013, com o apoio das Inspetorias do interior do Estado, Crea-MT realizou a entrega de mais de mil litros de leite para o Hospital do Câncer de Mato Grosso, entre latas de leite em pó e leite longa vida. Em alguns municípios as inspetorias contaram com o apoio de outras instituições da sociedade civil, como foi o caso do Cartório de Registro de Imóveis de Nova

Mutum que também abraçou a causa. O presidente agradeceu o empenho de todos os colaboradores do interior. “Todos estão de parabéns. Agradeço também à solidariedade de parceiros como Cartório de Registros de Imóveis de Nova Mutum que foi fundamental para arrecadação daquela inspetoria e, também de outros parceiros que com certeza garantiram o

sucesso dessa campanha”, declarou Samaniego durante a entrega. A doação ocorreu em 13 de dezembro, durante a última Sessão Plenária do exercício de 2013 do Crea-MT. Na ocasião a entrega foi feita pelo presidente Juares Samaniego à nutricionista do HC, Araceli Leite Costa. “Essa é a segunda vez que o Crea-MT realiza esta campanha e temos o prestígio de sermos os comtemplados. A necessidade do nosso hospital, que possui 100 leitos e uma ocupação média diária de 80%, é de 40 litros de leite por dia e por isso é muito importante a colaboração de todos para que os pacientes possar ter uma dieta adequada. Agradecemos muito essa parceria e desejamos que ela

se renove sermpre”, agradeceu Araceli. Para reforçar ainda mais essa doação, dia 14, durante o evento de confraternização e comemoração pelos 47 anos do Crea-MT, as bebidas foram vendidas a um preço solidário que será revertido em mais litros de leite para o Hospital. “Acreditamos que de maneira muito simples conseguimos ajudar muitas pessoas. Os convidados aceitaram com muita alegria nossa proposta o que tornou ainda mais valioso esse gesto solidário. Esperamos que essa campanha se torne uma tradição com a adesão cada vez maior dos profissionais de Mato Grosso”, declarou Juares Samaniego.


CREA NOTÍCIAS 07

9ª EDIÇÃO www.crea-mt.org.br

REPORTAGEM

Fiscalização inteligente é meta para 2014

Para da agilidade aos serviços de fiscalização a estrutura do Crea-MT oferece 33 veículos e 33 agentes ativos lotados na sede e 23 inspetorias presentes no estado de Mato Grosso. Em 2013 foram realizadas 25.619 atividades de fiscalização. Dentro dessas ações foram lavradas, 8.064 notificações, 7.308 autos de infração, 9.821 obras irregulares e 418 diligências, lembrando que em 2013 as vistorias buscaram ampliar os serviços em 40% na área rural, as mesmas ocorreram em: propriedades rurais, área civil, órgãos públicos, PCH, algodoeiras, instalações industriais, armazéns gerias, frigoríficos e laticínios. Com a Fiscalização Inteligente foi utilizado um software com um convênio com o TCE-MT o qual permitiu o acesso às informações sobre as obras executadas em todos os órgãos públicos e nos municípios do estado. Foram firmados convênios também com a Junta Comercial do Es-

tado de Mato Grosso para os municípios de Cuiabá, Várzea Grade, Campo Verde, Mirassol D´Oeste, Diamantino, Sorriso, Juara e Pontes e Lacerda. Essas fiscalizações foram feitas em parceria com órgãos como MAPA, INDEA, IBAMA entre outros. Alguns exemplos de atividades da agronomia fiscalizadas pelo Crea-MT foram a produção de alimentos e matérias primas de origem vegetal, exemplos como cultivo de soja, cultivo de milho, algodão, arroz e outros. Foram fiscalizadas, lavouras, empresas de planejamento agropecuário e assistência técnica e cooperativas. O principio dessas ações eram de verificar se as empresas das áreas estavão devidamente registradas e com responsável legalmente habilitado, exigir ART de projetos, ART de assistência técnica por safra e anuidade de pessoa física e jurídica. Durante as inspeções foram constatadas 3952 notificações, e 2905 auto de in-

fração. Foram fiscalizadas 1240 propriedades rurais em 27 municípios; 22 armazéns gerais, 5 destilarias de álcool e biodiesel, 3 PCH´s no exercício referente a geração de energia e ainda frigoríficos, laticínios e sementarias, forma analisados 260 receituários agronômicos e dentro desta analise foi observado um grande numero de receituários preenchidos de forma incorreta e principalmente sem a assinatura do responsável técnico. As metas da fiscalização para o ano de 2014 são de: Elaboração de uma cartilha de orientação aos produtores a fim de informar a importância da legislação vigente; Realizar palestras de esclarecimentos junto aos sindicatos rurais; Fiscalizar

100% dos municípios agrícolas; Firmar convênio com INDEA; Implantar medidas que possibilitam a realização de fiscalização orientativa; Criar mecanismos que vise celeridade dos procedimentos com a colaboração da equipe administrativa do setor de fiscalização; Incrementar a fiscalização na área rural em 20%; Reduzir o percentual de processos com vícios de origem de 7% para 5%; Oferecer estrutura mínima para realização de fiscalização com aquisição de tablets, impressoras portáteis e software moderno através do PRODAFISC; Primar pela excelência do atendimento ao cliente interno e externo; Buscar o reconhecimento dos profissionais do sistema e da sociedade mato-grossense através da fiscalização ágil e eficiente.


08

CREA NOTÍCIAS

ENTIDADES

8ª EDIÇÃO www.crea-mt.org.br

Mútua-MT emprestou mais de R$ 5 milhões em 2013

A Caixa de Assistência dos Profissionais do Crea-MT, a Mútua-MT, concedeu no ano de 2013 mais de cinco milhões de reais

em benefícios para os profissionais do Estado, é o que indica o relatório anual das atividades da instituição. Entre os benefícios que mais tiveram saída em 2013, o “Apoio Flex”, que cobre despesas pessoais, é o campeão. “Aquisição de Veículos” e o “Garante Saúde”, para cobertura de despesas médicas e odontológicas também são os mais visados. “Acreditamos que a facilidade de aquisição e os juros que

oferecemos são os maiores atrativos e ficamos felizes em saber que a Mútua pode colaborar para o sucesso e o bem estar do profissional”, declarou a diretora geral da Mútua-MT, a engenheira civil Marciane Prevedello Curvo. Segunda a diretora geral, a meta da atual gestão é investir no profissional e para isso nos últimos dois anos buscou-se aproximar-se de seus associados, investindo em espaço físico para melhor atendê-los, além de ampliar o número de convênios e

benefícios a serem oferecidos. Também demonstra o relatório que o número de associados aumentou mais de 44% nos últimos dois anos, o que reflete o desempenho e o bom trabalho realizado por toda a equipe, de acordo com a diretora.“A Mútua é o braço social do Sistema Confea/ Crea e tem como principal foco de atuação o profissional/associado e seus dependentes, para tanto buscamos manter o serviço de excelência prestado em todo o Estado de Mato Grosso”, salientou.

Profissional associado à Aenor recebe reconhecimento internacional O engenheiro florestal Marco Antônio França de Paula, atual tesoureiro e ex-presidente da Associação de Engenheiros e Arquitetos do Norte de Mato Grosso (Aenor) foi homenageado com o Prêmio Latin American Quality 2013, durante a 7ª Edição do Festival de Qualidade anual da Latin American Quality Institute (LAQI), que aconteceu na Cidade do Panamá, na República do Panamá. Este prêmio é concedido aos

empresários mais bem sucedidos da América Latina. O prêmio homenageia a excelência e compromisso das empresas que demonstraram crescimento sustentável. A Eco Sistema Engenharia, representada pelo sócio proprietário Marco Antônio, foi selecionada entre 200 empresas de 17 países da América Latina. Considerada a Instituição de Desenvolvimento de Normas e Padrões de Qualidade mais importante da América Latina, a LAQI realiza a

seleção de forma minuciosa, sob avaliação sigilosa, monitorada por profissionais renomados, das mais variadas áreas. “Sentimo-nos honrados em termos Marco de Paula como membro participante de nossa associação. Acompanhamos o trabalho que ele desenvolve na área ambiental e estamos felizes pelo merecido reconhecimento que esse profissional está recebendo”, avaliou o presidente da AENOR, Amadeu Rampazzo.


CREA NOTÍCIAS 09

8ª EDIÇÃO www.crea-mt.org.br

Engenheiro Agrimensor é reconduzido à presidência da Area O conselheiro e engenheiro agrimensor Carlos Roberto Michelini foi reconduzido à presidência da Associação Rondonopolitana de Engenheiros e Arquitetos (Area). Michelini está à frente da Associação desde 2011 e agora assume um novo compromisso pelo período de 2014 a 2016. Michelini avalia como positiva as ações realizadas pela associação. “A Area teve um ano muito produtivo, participamos de vários eventos na região de Rondonópolis e também em outras regiões no estado de Mato Grosso, firmamos um parceria com o XXVIII Congresso Brasileiro de Agronomia, aonde houve um encontro de vários profissionais do Sistema Confea/Crea e Mútua, além de estudantes das áreas de engenharia” declarou.

ENTIDADES

Dica de Livros Obras Públicas: Recomendações Básicas para a Contratação e Fiscalização de Edificações Públicas. Esta obra traz orientações aos órgãos e entidades da Administração Pública quanto aos procedimentos a serem adotados na execução de obras, desde a licitação até a construção, passando pela elaboração de projetos e pela respectiva fiscalização.

Eficiência Energética Tecnológica

e

Prospecção

Este livro reúne informações, para técnicos da área de energia e meio ambiente, acadêmicos da graduação e pós-graduação, a respeito de tecnologias inovadoras com grande potencial para serem incorporadas em processos industriais no Brasil. Além disso, oferece uma análise de como o setor industrial pode alcançar essas tecnologias e dar a sua contribuição para a sustentabilidade do planeta.


10

CREA NOTÍCIAS

8ª EDIÇÃO www.crea-mt.org.br

2014: Novos valores de anuidade, multas e serviços Desde o dia 1º de janeiro, está vigorando a Resolução nº 1.049 do Confea, que altera os valores referentes ao registro de Anotação de Responsabilidade Técnica (ART), serviços, multas e anuidades de pessoas físicas e jurídicas. Para 2014 a anuidade profissional passa a ser devida desde 1º de janeiro e não mais a partir de 1º de fevereiro como apregoava a Resolução 528/2011. Também assevera a nova norma que a anuidade é devida ao Crea da localidade em que o profissional esteja exercendo regularmente as suas atividades profissionais e não mais no Crea do endereço residencial que estiver cadastrado no sistema Confea/Crea, sendo que o Crea que receber a anuidade deverá comunicar

o Crea de origem do Profissional quanto à quitação da anuidade. Fica estabelecido a anuidade no valor de R$ 413,67 para o profissional de nível superior e de R$ 206,84 para o profissional de nível médio, sendo que haverá descontos especiais para aqueles que pagarem antecipadamente ao prazo limite de 31 de março, bem como multa e juros de mora para aqueles que deixarem passar esse prazo. Para o presidente do Crea-MT, Juares Samaniego, “essas alterações são necessárias para o melhoramento do sistema, bem como facilitar as condições de pagamento para o profissional”. Os demais valores atualizados podem ser visualizados em Tabelas de Serviços,

na página principal do Crea-MT, a partir do dia 2 de janeiro.

Veja quais são as opções de pagamento: Nível Superior

Opção 01: R$ 350,00 até 31 de janeiro ou 2x de R$ 175,00 (31 de janeiro e 28 de fevereiro); Opção 02: R$ 370,00 até 28 de fevereiro ou 2x de R$ 185,00 (28 de fevereiro e 31 de março); Opção 03: R$ 413,67 até 31 de março. Opção 04: 6x iguais, mensais e consecutivas, no valor de R$ 68,95 (31 de janeiro, 28 de fevereiro, 31 de março, 30 de abril, 31 de maio e 31 de junho)

Nível Médio

Opção 01: R$ 175,00 até 31 de janeiro, ou 2x de R$ 87,5 (31 de janeiro e 28 de fevereiro); Opção 02: R$ 185,00 até 28 de fevereiro ou 2x de R$ 92,50 (28 de fevereiro e 31 de março); Opção 03: R$ 206,84 até 31 de março. Opção 04: 6x iguais, mensais e consecutivas, no valor de R$ 34,47 (31 de janeiro, 28 de fevereiro, 31 de março, 30 de abril, 31 de maio e 31 de junho)

Convênio com ABNT oferece vantagens aos profissionais Com o objetivo de padronizar informações e procedimentos, definir requisitos técnicos para assegurar proteção e aferir qualidade, além de diminuir custos e evitar conflitos de regulamentos entre os países, a Associação Brasileira de Normas Técnicas (ABNT), um órgão privado responsável pela normalização técnica no país, fornece a base necessária ao desenvolvimento tecnológico brasileiro. Como as normas não são documentos públicos e tem os seus direitos autorais protegidos, elas são vendidas para a realização de diversos documentos e serviços. Visando trazer benefícios aos profissionais da área tecnológica, o Crea-MT firmou uma parceria com a ABNT para disponibilizar na sede do Crea em Cuiabá-MT e nas 24 inspetorias um link de acesso para a visualização gratuita das normas e a aquisição com descontos especiais.  “Para garantir a qualidade, a segurança e maior

durabilidade de obras e serviços os profissionais precisam utilizar-se das normas da ABNT e esse convênio entre o Crea-MT e a ABNT vem para aproximar ainda mais o Conselho dos profissionais e baratear o custo das obras para o fornecedor e principalmente para o consumidor final que é a sociedade.”, avalia o assessor da presidência do Crea-MT, o engenheiro civil Archimedes Pereira Lima Neto. A ABNT é a representante oficial no Brasil das seguintes entidades internacionais: ISO (International Organization for Standardization), IEC (International Eletrotechnical Comission); e das entidades de normalização regional COPANT (Comissão Panamericana de Normas Técnicas) e a AMN (Associação Mercosul de Normalização). Na sede do Crea-MT em Cuiabá, os profissionais têm à sua disposição a Sala do Profissional, onde é possível realizar reuniões, com acesso à internet e agora às normas da ABNT. No interior do estado os profissionais também já podem desfrutar dos serviços nas sedes das Inspetorias.


CREA NOTÍCIAS 11

8ª EDIÇÃO www.crea-mt.org.br

EM FOCO

Crea-MT encerra 2013 com homenagem a profissionais e ex-conselheiros O Conselho Regional de Engenharia e Agronomia de Mato Grosso (Crea-MT) encerrou o exercício de 2013 com um almoço de confraternização no CTG Velha Querência em Cuiabá-MT. Na oportunidade o Crea-MT comemorou o dia do Engenheiro, os 80 anos do Sistema Confea/Crea e Mútua e os 47 anos do Crea-MT. Na ocasião o presidente do Crea-MT, o eng. civil Juares Samaniego também homenageou profissionais

que foram destaque no ano de 2013, profissionais indicados pelas Entidades de Classe e os ex-conselheiros do Crea-MT. E x- c o n s e l h e i r o s receberam certificado de relevantes serviços prestados à nação e os profissionais, por reconhecimento e destacada participação no desenvolvimento do estado. Todas as fotos podem ser conferidas no site do Conselho: www.crea-mt.org.br.

Momento de confraternização

Resende homenageado pelo Crea-MT

Deputado Eliene Lima prestigia evento

Deputado Rezende também foi homenageado

Ex-conselheiros em fotos para galeria

Senge indicou profissionais

Crea-Jr em peso em evento

Profissional recebe das mãos do presidente homenagem

Atenção para ver quem será o próximo a receber o diploma


12

CREA NOTÍCIAS

TV CREA

8ª EDIÇÃO www.crea-mt.org.br

Conselho inugura inspetoria de Nova Mutum dia 24 de janeiro

O presidente do Crea-MT, o engenheiro civil Juares Samaniego, inicia 2014 inaugurando mais uma inspetoria, desta vez será na cidade de Nova Mutum, distante 223 km de Cuiabá. A inspetoria possui área total construída de 253,64m² e está localizada na rua das Rosas, quadra 83, lote 12. “A execução da obra foi licitada em pouco mais de R$ 398 mil, dinheiro dos profissionais revertidos em benefício deles mesmos”, lembra o Samaniego destacando que a contrução só foi possível

com a doação do terreno pela prefeitura do município. Para o inspetor do Crea-MT na cidade, Ricardo Bernardi, que também é um dos autores do projeto do prédio, toda a região deve ganhar com a construção, pois a fiscalização do exercício profissional deve ser intensificada com mais espaço para abrigar uma equipe maior. “Agora com o prédio novo os profissionais e toda sociedade poderão ser melhor atendidos, pretendemos ampliar a fiscalização a

Presidente do Crea e envolvidos quando do lançamento da obra em março de 2013.

longo prazo e a Associação de Engenheiros e Arquitetos de Nova Mutum – ASEANM, também terá espaço garantido”, anunciou o inspetor. Marcado para o dia 24 de janeiro às 17h, a inauguração será precedida da primeira plenária do ano quando é escolhida a diretoria do ano e as composições de câmaras e comissões para 2014. “Queremos estruturar o Crea-MT no Estado, além de interiorizar as ações do Conselho com fiscalizações inteligentes e

eficazes. Convido a todos os profissionais a se fazerem presente no próximo 24 de janeiro às 17h para compartilhar deste momento tão importante para Mutum e região. Lembro também que este espaço poderá ser usado não somente pelo Crea, mas também pelas entidades de classe e pelos profissionais. Agradeço ao prefeito da cidade mais uma vez pela doação do terreno, ação que foi fundamental para realizarmos o sonho do profissional da região”, declarou Samaniego.

Diretoria do Crea encerra as atividades anuais

A diretoria do Crea Mato Grosso realizou a última reunião e finalizou as atividades anuais na manhã de 13 de dezembro de 2013.

Os conselheiros que também acumulam as funções de diretores têm mandato anual e auxiliam o presidente do Conselho, o engenheiro civil

Juares Samaniego, a administrar o Conselho. “A atuação dos diretores é fundamental para o funcionamento do Conselho, e a avalição deste ano é positiva. Tivemos um bom rendimento e as reuniões sempre foram produtivas”, avalia o presidente. Esse ano, participaram da diretoria nos cargos de 1º Vice-Presidente, o engenheiro agrônomo Ademir Pivatto; 2º Vice-Presidente, engenheiro florestal Joaquim Paiva de Paula; diretor administrativo engenheiro

agrônomo Júlio César Alves de Lima; vice-diretor administrativo geólogo Mário Cavalcanti de Albuquerque; diretor financeiro André Luiz Schuring e o vicediretor financeiro engenheiro agrônomo Luiz Nery Ribas. Os próximos diretores serão eleitos na primeira sessão plenária de 2014, que deverá ser realizada no mês de janeiro no dia 24 em Nova Mutum. Na ocasião também serão definidos os coordenadores das Câmaras Especializadas do Crea.


Crea Notícias - Ed. 09  

Edição online do Jornal Crea Notícias - Ed. 09

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you