Page 1

Semanário Regional de Oeiras

Cascais

Quarta-feira 04 a 10 de dezembro 2019 Ano VII | N.º 308 | €0,01 Diretor Henrique Jorge Santos

PUB.

NÚCLEO DE APOIO DO ACES EM OEIRAS VISITADO PELA ORGANIZAÇÃO

Pág. 07

Pág. 07

Pág. 09

Pág. 11

Pág. 12 Exposição

Um mar de estórias Pág. 13

Pág. 16

Equipas para crianças em risco elogiadas pela OMS

Pág. 03

“CAMPANHA DE NATAL” Esta semana:

Carcavelos e Parede

NATAL “INVADE” CASCAIS

OEIRAS VAI “AVERIGUAR FACTOS”

Vem aí mais uma edição da Cascais Christmas Village. O evento dedicado à época natalícia vai realizar-se uma vez mais no Parque Marechal Carmona. Entre 05 de dezembro e 01 de janeiro, o espaço vai uma vez mais juntar vários motivos de entretenimento, tanto para crianças como para adultos. Pág. 02

O evento “Capital do Natal” que arrancou no passado fim de semana no Passeio Marítimo de Algés foi alvo de críticas por parte de turistas espanhóis no primeiro dia. A autarquia anuncia que vai “proceder à averiguação dos factos” e a organização compromete-se a “melhorar a experiência”. Pág. 05

Publicidade

Dentisteria • Ortodontia • Odontopediatria • Periodontologia Endodontia Microscópia • Cirurgia Oral • Prostodontia • Patologia Oral • Higiene Oral

A George Gomes Dental Center vem melhorando com sucesso sorrisos, oferecendo a cada paciente atenção personalizada para superar as suas expectativas mais elevadas.

Av. Copacabana, 19-2º B | 2780-227 OEIRAS | 211 376 141 | geral@ggdc.pt | www.ggdc.pt


2

Costa do Sol jornal

Informação Geral

04 a 10 de dezembro 2019

PARQUE MARECHAL CARMONA

CASCAIS PREPARA VILA DO NATAL Vão ser 27 dias de animação e promoção do espírito natalício.

O

Parque Marechal Carmona está a postos para mais uma edição do Cascais Christmas Village. A partir de 05 de dezembro e até 1 de janeiro, o Natal vai celebrar-se no parque com renas verdadeiras, duendes, soldados romanos, reis magos e um Bosque Encantado Haverá animação e atividades para todas as idades. Numa Vila Natal que cruza o universo do Pai Natal com o imaginário do Presépio. “Toda a Vila foi repensada para aumentar a experiência de quem nos visita. Os duendes ganharam uma casa nova onde o Marco de Correio gigante não vai deixar nenhuma criança indiferente”, revela a Câmara Municipal de Cascais em comunicado. “Mantêm-se a Casa do Pai Natal, o ‘Bosque Encantado’, onde vai ser possível ver renas verdadeiras e a Árvore de Natal. A Casa do Mago foi totalmente renovada e regressam o Carrossel, o Globo de Neve e a experiência de patinar ou descer a rampa em gelo verdadeiro, para além de animação e espetáculos dos Duendes no Palco da Vila, sem esquecer a Mini-Roda e o verdadeiro Comboio de Natal”, adianta a nota. Na zona do presépio destaque para a presença dos três Reis Magos e os seus camelos, o acampamento romano e o povoado nazareno. Nos intervalos da viagem a este mundo vão encontrar diversos motivos de entrete-

Publicidade

nimento, na Casa da Fantasia (Pinturas Faciais), na Hora do Conto, ou quando caírem os primeiros Flocos de Neve. Os visitantes podem ainda aproveitar o Mercadinho de Natal e a Zona de Restauração com diversas iguarias. As entradas são grátis para as crianças

com menos de três anos, €6,50 até aos 11 anos, €7,5 a partir dos 12 anos e €6,5 para os maiores de 65 anos. Estão disponíveis também packs de família: quatro acessos (€26), cinco acessos (€32,50) e seis acessos (€39). Perto do Parque Marechal Carmona, na

Baía de Cascais, já se encontra instalada e a funcionar a “Maior Roda Gigante de Portugal”. No dia 15 de dezembro, entre as 10h00m e as 20h00m, no Cascais Christmas Village, a autarquia cascalense, em parceria com a RTP, vai promover uma ação solidária de recolha de brinquedos usados. Os brinquedos recolhidos serão entregues a Instituições Particulares de Solidariedade Social do concelho.

TRESPASSE LOJA DE FOTOGRAFIA OEIRAS Loja única no ramo A funcionar normalmente, com boa carteira de clientes Por motivo de aposentadoria

URGENTE TM 916 644 664


Informação Geral

04 a 10 de dezembro 2019

Costa do Sol jornal

3

ORGANIZAÇÃO VISITOU NÚCLEO DE APOIO EM OEIRAS

OMS ELOGIA MODELO QUE JÁ SINALIZOU 70 MIL CRIANÇAS EM RISCO

Representante esteve no Núcleo de Apoio a Crianças e Jovens em Risco do Agrupamento de Centros de Saúde de Oeiras e afirmou que Portugal tem resultados que mostram o impacto do trabalho desenvolvido nesta área.

C

erca de nove mil crianças ou jovens em risco foram sinalizados em 2018 através de uma rede de equipas multidisciplinares existentes em todos os centros de saúde e hospitais com pediatria, um modelo elogiado pela Organização Mundial de Saúde. Um representante da Organização Mundial de Saúde - Yongjie Yon - esteve na passada semana a visitar um Núcleo de Apoio a Crianças e Jovens em Risco, no Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) de Oeiras, para perceber o que são estas unidades, para que servem e como funcionam. No final da visita, em declarações à agência Lusa, a coordenadora do Programa Nacional de Saúde Infantil e Juvenil, da Direção-Geral de Saúde, explicou que esta Rede Nacional de Núcleos de Apoio a Crianças e Jovens em Risco foi criada em 2008 para responder à problemática dos maus tratos tanto ao nível dos cuidados de saúde primários, como ao nível dos cuidados hospitalares. Segundo Bárbara Menezes, desde que começaram a ser feitos relatórios de recolha de dados, em 2009, que foi possível contabilizar cerca de 70 mil situações de crianças e jovens em risco. “São cerca de nove mil situações por ano e no ano de 2018 manteve-se nas nove mil situações”, revelou. Acrescentou que apenas em cerca de 25% dos casos detetados foi preciso encaminhar para as comissões de proteção de menores ou para os tribunais, sublinhando que na maior parte das situações, foi possível resolver com a participação da família, graças ao trabalho

CSJ 4674

Publicidade

do núcleo. A enfermeira explicou que se trata de equipas multidisciplinares constituídas por médicos, enfermeiros, técnicos de serviço social e psicólogos, todos com formação específica e que fazem consultadoria e prestam apoio às equipas de saúde familiares e às unidades hospitalares. Um modelo que impressionou o responsável da Organização Mundial de Saúde, já que vai ao encontro do que a própria organização recomenda como prática para combater os maus tratos contra crianças e jovens. “Isto é algo que frequentemente defendemos como um elemento importante na abordagem que os países devem ter para combater a

violência contra as crianças, que é diferentes setores juntarem-se. E o que aprendi hoje, vi em ação e posso dizer a outros países é que Portugal conseguiu e têm os resultados que mostram o impacto deste trabalho intersetorial”, apontou Yongjie Yon. Referiu que muitas vezes os países mostram-se céticos quanto aos resultados de uma política deste género, alegando que não têm os meios ou que é de difícil implementação. “Podemos partilhar o exemplo de Portugal. Vimos e isto de facto funciona e tem resultados. Por isso, é importante que recolhamos informação para depois partilhar a experiência de Portugal noutros países”, defendeu o representan-

te da OMS, que está em Portugal para participar no seminário “Saúde Infantil, Promoção e Prevenção”, que decorre sexta-feira, em Lisboa, e onde vai falar sobre lesões não intencionais na infância. Bárbara Menezes, da Direção-Geral de Saúde, sublinhou que a rede precisa agora de uma recolha de dados mais fina, a par de uma formação constante e de investimento no tempo de atuação para cumprir as várias intervenções previstas. “Na área dos cuidados de saúde primários já conseguimos ter um sistema de informação com todo o processo clínico da criança e com as diretrizes de como se realiza a avaliação de risco familiar e isso ajuda todos os técnicos de saúde a

conseguirem objetivar o que estão a observar com aquela criança e aquela família”, apontou. Os dados mais atuais da rede mostram que existem atualmente 289 núcleos em Portugal continental e Açores, nos quais trabalham 1.050 profissionais de saúde, divididos entre 41 hospitais com atendimento pediátrico e 248 centros de saúde. O Agrupamento de Centros de Saúde (ACES) de Oeiras abrange uma área territorial de 61,21 quilómetros quadrados e serve 250.489 utentes, dos quais 49.663 são crianças com idade entre os zero e os 18 anos.

Com Lusa


Informação Geral

Costa do Sol jornal

04 a 10 de dezembro 2019

ORÇAMENTO PARTICIPATIVO DE CASCAIS 2019

SALA 3

BOMBEIROS VOLTAM A DOMINAR VOTAÇÃO

Festas Felizes

Restaurante e Marisqueira www.pica-peixe.com

Cerca de 70 mil pessoas votaram no Orçamento Participativo.

O

projeto para a aquisição de duas viaturas para os Bombeiros Voluntários de Alcabideche foi o grande vencedor da edição de 2019 do Orçamento Participativo de Cascais. Durante a apresentação dos projetos mais votados, que decorreu no Mercado da Vila, Carlos Carreiras congratulou-se por uma das mais elevadas votações de sempre. “Quase 70 mil pessoas votaram no OP Cascais 2019. Essa é uma prova de que os cidadãos estão motivados e a Câmara só podia mostrar que esse interesse é muito bem-vindo e reconhecido”, afirmou o presidente da Câmara Municipal de Cascais. Durante o evento, o autarca anunciou também que vão ser concretizados os 37 projetos mais votados, num valor que ultrapassa os 10 milhões de euros. “Começámos com um orçamento no valor de 1,5 milhões de euros que era uma gota do orçamento da Câmara Municipal. O objetivo é o orçamento disponível para o OP ser cada vez maior, é irmos tão longe quanto possível”, referiu. Um dos destaques do OP Cascais 2019 foi o projeto para a criação de um Centro Vivo de Aviação Clássica no Aeródromo de Tires, que ficou em segundo lugar no top de

SALA 1

projetos mais votados (com 4832 votos na tipologia A). De realçar também o facto de três projetos vencedores serem oriundos do OP Jovem. Já a inclusão e saúde representam 28% do valor total da tipologia B. Com 6.596 votos, o projeto para tornar os parques infantis do concelho em locais onde a mobilidade reduzida não é obstáculo para as brincadeiras surge em primeiro lugar no top da votação nesta categoria. Abrigos para animais, ajuda aos sem-abrigo, rampas nos passeios, cadeiras para banhos de mar em segurança quando o corpo não ajuda, sinais sonoros em semáforos foram as principais preocupações dos cidadãos que participaram neste OP 2019. Com 114 obras concluídas, a taxa de execução dos primeiros oito anos é de 97%, revelou a Câmara Municipal de Cascais.

Parque Estacionamento Privativo Peixe Fresco - Mariscos Vivos

Todos os dias grelhados de carnes frescas e vários peixes de mar frescos

REVEILLON

Ambiente familiar e com muita animação. Aceitamos reservas.

Sala reservada só para grupos

SALA 2

Aceitamos reservas para almoços/jantares de Natal para grupos e empresas, aniversários e outros eventos MENÚS ESPECIAIS

Várias especialidades de carne e peixe

Caril de gambas | Espetada de tamboril com gambas Arroz de cherne/tamboril/marisco | Espetada vitela Bife à "Pica-Peixe" | Petiscos variados Aceitamos cartões Visa e Multibanco

Coordenadas GPS: N 38.716888º W 9.348260º Reservas Tel.: 214 442 332 Telm.: 932 802 289

Rua dos Canteiros, 209B - TIRES - 2785 S. Domingos de Rana Encerra às quartas-feiras e terças-feiras ao jantar

CSJ 4999

4

CASCAIS

Motoclube solidário

feito com amor

Cinquenta cabazes para famílias carenciadas.

O

Motoclube da Vila de Cascais vai promover uma campanha de solidariedade no próximo dia 07 de dezembro. A associação vai realizar um passeio de Pais Natal e entregar 50 cabazes a famílias carenciadas do concelho de Cascais. Os mais visados vão ser doentes oncológicos e crianças com incapacidades. Os cabazes vão ser distribuídos pelo Hospital de Cascais, na Escola Básica Branquinho da Fonseca, a famílias da freguesia de Alcabideche e também na Aldeia SOS. Para além dos bens alimentares, o motoclube irá também oferecer bilhetes para partidas de futebol, circo e cinema. O Motoclube da Vila de Cascais é uma associação sem fins lucrativos constituída a 12 de novembro de 2012, cujas ações têm como base “a necessidade de resposta junto da comunidade cascalense, com especial atenção sobre aquela que passa por períodos de carência socio-económica”.

No Centro Comercial Tirano

Praça Fernando Lopes Graça, n.º 156 R/c Lj.2 - TIRES Tels.: 214 446 198 - 919 229 316 | www.feitocomamor.9f.com

Boas s F esta

Publicidade

Brindes de Natal e grande variedade de Presépios Miniatura. Preços económicos. Aceitamos encomendas para arranjos de Natal a seu gosto.

CSJ 4998

CSJ 2637

Venha ver o nosso lindo presépio


Informação Geral

04 a 10 de dezembro 2019

Costa do Sol jornal

5

CAPITAL DO NATAL NO PASSSEIO MARÍTIMO DE ALGÉS

QUEIXAS LEVAM CÂMARA DE OEIRAS A “AVERIGUAR FACTOS”

O primeiro fim de semana do evento que decorre até 12 de janeiro em Algés ficou marcado pelas críticas.

A

Câmara de Oeiras comprometeu-se a “proceder à averiguação dos factos” que estão a levar centenas de turistas espanhóis a reclamar contra um parque de Natal, que abriu portas este fim de semana em Algés. “Tendo tomado conhecimento de reclamações de visitantes da Capital do Natal, evento privado e apoiado por diversas entidades, a Câmara Municipal de Oeiras já está a proceder à averiguação dos factos”, lê-se num comunicado divulgado pela autarquia. A Capital do Natal foi apresentada como um “sítio mágico” que dá a oportunidade de se “brincar com neve real”, “patinar na maior pista de gelo” e ver espetáculos de luzes num grande lago no centro do recinto, entre outros. O Christmas Fun Park da Europa está a ser comercializado também em Espanha, e este fim de semana foram vários os espanhóis que se deslocaram ao parque nos arredores de Lisboa. Contudo, centenas deles estão a tecer grandes críticas à Capital do Natal, a exigir o dinheiro de volta e o encerramento do parque, alegando que a imagem que lhes foi vendida não corresponde à realidade, e que “nem neve havia”. “Fraude Capital do Natal” foi o nome escolhido para a página de Facebook criada no domingo “para pessoas que foram enganadas pela Capital do Natal, tanto aqueles que perderam seu tempo e dinheiro como aqueles que já adquiriram ingressos e não podem recuperar seu dinheiro” e que já tem 1.934 membros, lê-se na descrição da página. O mesmo nome foi dado a um abaixo-assinado onde se pede que o parque seja encerrado e que já foi assinado por mais de 2.280

CSJ 4175

Publicidade

pessoas. Afirmando que o parque é “uma farsa para todos que compraram um ingresso para passar o dia”, os promotores do abaixo-assinado dizem ainda que a organização da Capital do Natal “ignora as reclamações daqueles que pagaram por algo que foi prometido e não foi cumprido” e continuam a “vender bilhetes para enganar mais turistas e pessoas no seu país”. Por isso, pedem “assinaturas para tentar fechar o parque”, para não “enganarem mais pessoas”. Segundo o jornal espanhol “Hoy”, a União de Consumidores da Estremadura (UCE) já recebeu mais de uma centena de reclamações de

publicidade enganosa, porque as “instalações não correspondem à realidade”. Do lado dos portugueses, também foram escritas várias críticas na página oficial de Facebook da Capital do Natal, mas ainda ninguém apresentou queixa na DECO - Associação Portuguesa para a Defesa do Consumidor. “Neste momento, não temos registo de qualquer reclamação”, disse fonte da DECO à Lusa. Na página oficial de Facebook da Capital do Natal podem ler-se comentários como “Antes de mais muitos parabéns pelo marketing que envolve o evento, parabéns pela comunicação que engana qualquer um.

Gostaria de saber onde posso reclamar sobre este evento” ou “Podiam ter publicado as fotos do dia de ontem, dos caminhos totalmente enlameados onde os pés das pessoas se afundam em lama... das impossíveis filas, dos quiosques fechados, dos farelos sujos da ‘pseudo-neve’ que lá enfiaram, das crianças à procura de um Pai Natal que não foi chamado à festa”. O parque em questão vai decorrer até 12 de janeiro, e os bilhetes têm um custo de 25 euros para crianças dos 3 aos 12 anos e pessoas com mais de 65 anos, e de 30 euros para adultos. Com Lusa

ORGANIZAÇÃO DEFENDE-SE DAS CRÍTICAS

Capital do Natal compromete-se a “melhorar a experiência” Promotores acusam entidades espanholas de promover “informação incorreta”. “Algumas entidades em Espanha, como blogues e agências de viagem, veicularam informação incorreta sobre o evento, sem terem confirmado ou validado essa informação connosco”, defende em comunicado a Christmas Fun Park, entidade responsável pela organização da Capital do Natal. Segundo os promotores do evento, “esta ação acabou por criar falsas expectativas a alguns visitantes e afetou negativamente a sua experiência no parque, o que deu origem a um conjunto de queixas e comentários negativos nas redes sociais”. Contudo, a Christmas Fun Park compromete-se “a melhorar ainda mais a experiência dos nossos visitantes”, uma vez que se trata do “primeiro ano”. A organização não aceita também “as acusações de más condições para os animais no recinto, já que as renas, tal como todo o parque, estão devidamente licenciadas pelas autoridades competentes”. E conclui: “a Capital do Natal esclarece que está a responder individualmente a todas as queixas e comentários negativos e a avaliar as formas possíveis de resolver as situações reportadas”.


6

Opinião

Costa do Sol jornal

Marés de São Bento

04 a 10 de dezembro 2019

“Palavras e sonhos” Maria Clotilde Moreira

Miguel Costa Matos

AS CONQUISTAS E DESAFIOS TRABALHO INVISIVEL DO COMBATE À POBREZA tóricos e entram em êxtase pela sauando nos dirigimos a um servi-

N

a semana passada o INE deu-nos a conhecer novos dados sobre a condição de vida dos portugueses. As conclusões são animadoras. Tanto a pobreza como a privação material estão em mínimos históricos – no seu alcance e na sua intensidade. Não há registo de alguma vez ter havido menos pobreza infantil ou menos idosos em risco de pobreza ou exclusão social. Estes números retratam a vida real das pessoas e são o resultado de uma viragem de política que repôs salários e prestações sociais e devolveu confiança e convergência à economia, trazendo consigo mais e melhor emprego. Ainda assim, não refletem medidas como os manuais gratuitos ou os passes mais baratos. Esta realidade não pode deixar de impressionar num país ainda a recuperar das sequelas de uma crise global e de overdose de austeridade. Porém, maiores e mais persistentes são as sequelas da pobreza nas pessoas. Numa sociedade que parece cada vez mais focada no seu umbigo, importa dizer que combater a pobreza não é só uma obrigação moral – que a Igreja bem reconheceu na sua doutrina social – mas também uma medida do mais elementar bom senso, tanto para a economia como para travar os populismos. O mesmo se pode dizer da desigualdade, que conhece dimensões obscenas e injustas. Os seus malefícios para o crescimento económico até já pelo FMI são compreendidos. Temos, pois de saudar a redução da desigualdade a mínimos históricos. Estranho é que, no último Debate Quinzenal onde estes números estiveram em debate, o PSD tenha trocado a sua tradicional consciência social pela vitimização de quem mais tem, fazendo lembrar a insuficiência económica do Professor Cavaco e sua Maria. De facto, não vivemos no “país das maravilhas” mas temos preocupações maiores do que com a Rainha de Copas. Assinalo 3 que surgem destes dados: 1. Desde 2010 a pobreza não para de crescer entre os desempregados. Esta situação reflete a incapacidade dos desempregados de longa duração regressarem ao trabalho, muitas vezes desajudados pela discriminação de idade e pela falta de qualificações. 2. Depois de um grande progresso em 2017, este ano mais pessoas com emprego conheceram a pobreza. Com menos pessoas a terem uma intensidade laboral muito reduzida, a raiz do problema está nos baixos salários. 3. Por fim, diferentes regiões conhecem diferentes pobrezas. Enquanto no Alentejo falta emprego, no Norte e Algarve o problema é o rendimento. Não podemos ficar indiferentes perante o custo da insularidade na Madeira e nos Açores. E Lisboa, apesar de ser a região mais rica, é também a região mais desigual. Tudo isto nos convoca a agir. O PS não só quer continuar a diminuir a pobreza nos jovens e idosos, aumentando tanto o Complemento Solidário para Idosos até ao limiar da pobreza como o abono de família. Queremos travar a pobreza no emprego e desemprego. Para isso, não só queremos aumentar o salário mínimo para 750€ como acordar em concertação social um pacto para o crescimento dos salários e para a qualificação profissional. Importa ainda concretizar respostas aos desafios das condições de vida em cada região, descentralizando e investindo em infraestrutura e respostas sociais. Já chegamos tão longe. Por isso mesmo, não podemos ficar por aqui.

Q

ço, a uma caixa de supermercado ou a um balcão por exemplo contactamos directamente com um atendedor com quem falamos e vemos o trabalho e o trabalhador. Mas há muita coisa que aparece feita sem nos apercebermos que estiveram pessoas a trabalhar como de invisíveis se tratasse. Por exemplo quando pela manhã as nossas ruas estão varridas, os caixotes de lixo e eco-pontos esvaziados, o pão acabado de fazer dentro do saco que deixámos pendurado na nossa porta e até as cartas que entram nas nossas caixas de correio. Estas coisas acontecem sem que na grande maioria se veja quem está a fazer ou fez. Nestes trabalhos invisíveis há um pormenor que me deixa muitas vezes pensativa quando as pessoas ouvem um discurso de um administrador, director e principalmente de um político cheio de pormenores, trejeitos artísticos de linguagem, grandes referências a números, estatísticas e factos his-

bedoria demonstrada. Será sabedoria própria ou o trabalho de uma equipa eclética, trabalhadora que organiza o assunto, lhe dá uma linguagem própria do apresentador mantendo-se no anonimato… Claro que muitos destas personalidades têm bases e até saber traduzido em graus académicos oficiais mas uma grande maior parte do trabalho é o resultado pesquisado e esquematizado por equipas que no anonimato são o seu suporte. Quantos prefácios em livros e revistas assinados por estas personalidades também são trabalho destes anónimos? Assim talvez fosse oportuno começarem a divulgar o nome dos homens e mulheres que são as suas rectaguardas, quem constitui as equipas que muitas vezes prolongando horários de trabalho, fornecem parte ou até talvez todo o discurso que estamos ouvindo. E temos também o trabalho invisível dos avós que muitas vezes depois de uma vida de duros empregos ajudam

os seus filhos – agora eles sobrecarregados por horários prolongados e muitas vezes longe de casa – a cuidar dos seus netos. Mesmo nesta sociedade ajudada por tanta tecnologia os horários são cada vez mais longos, os anos de trabalho para se chegar à reforma prolongados, tardando que antes das atrozes chegarem se possa gozar os dias de chuva no aconchego da casa ou passear nos dias de Primavera. O mundo assenta, em grande parte, em trabalho invisível, horários prolongados, anos de correrias para o emprego e de submissões para o conservar prevendo que isto tudo se agrave numa politica de lucro a todo o custo, gastando-se os bens que a natureza nos dá… mesmo sabendo-se que um dia haverá um colapso. Mas, entretanto, alguns ganham e gastam milhares esquecendo-se que esta maneira de estar na vida e apesar de lhes dar poder momentâneo um dia atingirá também os seus descendentes.

Reservas Manuel Machado

REGISTO DE MEMÓRIAS

C

ontrariando o velho conceito oitocentista que abençoava a criação de museus principalmente quando estes se assumiam como um excelente objectivo para caldear identidades nacionais emergentes, hoje em dia a tendência é bastante diferente. Tão diferente que na definição do ICOM (International Council of Museums) um museu é “uma instituição permanente, sem fins lucrativos, ao serviço da sociedade e do seu desenvolvimento, aberta ao público e que adquire, conserva, investiga, difunde e expõe os testemunhos materiais do homem e de seu entorno, visando a Educação e a fruição pela sociedade”. Como se pode ver, não se reserva nem uma palavra para a questão da tal identidade nacional, muito embora, por uma questão de respeito para com muitos dos museus que se constituíram no passado, possamos e devamos sempre salvaguardar a velha denominação de “Museu Nacional”. Os tempos mudaram muito e o que

vemos agora é uma nova geração de museus ou unidades museológicas e centros interpretativos, todos apostados no desenvolvimento de temáticas que superam a representação do território e dos patrimónios municipais. E os municípios, grosso modo, têm feito um excelente trabalho nesta área. De um modo geral um museu poderá ser encarado como um lugar onde encontramos a história de alguma coisa. É um lugar que, estando no presente, nos explica o passado. Há até museus que já começam a projectar o nosso futuro. Uma coisa é certa: um museu é sempre um lugar de memória que deve estar ao serviço da Educação, da Cultura e da Cidadania. Veja-se o investimento quanto a renovações de percursos expositivos e quanto a criação de materiais informativos. Veja-se também o que tem sido feito em termos de inventariação. Cascais tem já hoje uma rede de museus e centros interpretativos integrados pelo Museu Condes de Castro Guimarães,

Museu do Mar - Rei D. Carlos, Museu da Música Portuguesa - Casa Verdades de Faria e também pelos Farol Museu de Santa Marta, Forte de São Jorge de Oitavos, Casa de Santa Maria e Espaço Memória dos Exílios. Conta ainda com outros espaços museológicos tais como a Casa das Histórias Paula Rego, o Palácio da Cidadela de Cascais, o Marégrafo de Cascais e o Espaço Memória Teatro Experimental de Cascais. Já em Oeiras podemos e devemos destacar o Museu do Automóvel Antigo, em Paço de Arcos e o Museu da Pólvora Negra em Barcarena, mais concretamente no edifício da antiga Casa dos Engenhos, o mais antigo do complexo e aquele onde funcionaram os primeiros engenhos de galgas utilizados para o encasque da pólvora negra. Vale a pena visitar qualquer um destes lugares de memória!

Ficha Técnica Costa do Sol jornal - Semanário Regional de Oeiras e Cascais Estatuto Editorial: www.facebook.com/CostaSolJornal Fundador: J. Elias Martins Proprietária: Teresa Diana Prada Martins Editor: Labirinto de Páginas Unipessoal, Lda. NIF: 510676448 Sede e redação: Rua Instituto Conde Agrolongo, nº 5 - 2º Esqº 2770-081 Paço de Arcos Telefones: 211 569 942 | 911 566 455

Diretor: Henrique Jorge Santos Redação: Carlos Gaspar da Silva E-mail: noticiascostadosol@gmail.com Opinião: Alexandra Domingos, Clotilde Moreira, José d’Encarnação, Manuel Machado, Miguel Costa Matos, Nuno Piteira Lopes, Pedro de Sá, Rui Rama da Silva Secretariado: Deolinda Prada Martins Publicidade: Dina Oliveira e Bruno Antão E-mail: publicidade.costadosol@sapo.pt

Design Gráfico: Diana Martins Distribuição: Agostinho Castanheira Periodicidade: Semanal • Preço: 0,01€ Nº de registo na ERC: 126369 Nº depósito Legal: 360449/13 Tiragem: 35.000 Impressão: Gráfica Funchalense Rua da Capela da Nossa Senhora da Conceição, nº 50 Morelena | 2715-029 Pêro Pinheiro – Portugal


Publicidade

04 a 10 de dezembro 2019

Costa do Sol jornal

7

Desejamos aos nossos estimados clientes e amigos um Feliz Natal e Bom Ano Novo

DIA 2 - SAMSUNG 490€+IVA

DIA 3 - KIT DIOPLASTE 295€+IVA

DIA 4 - TORRADEIRA 380€+IVA

DIA 5 - COLOUR READER 430€+IVA

DIA 9 - KIT BARBOTMAT 385€+IVA

DIA 10 - TORRADEIRA 380€+IVA

DIA 6 - GRELHADOR 425€+IVA

DIA 7 - ROCK IN RIO 350€+IVA

DIA 11 - GRELHADOR 425€+IVA

DIA 12 - KIT BARBOTMAT 385€+IVA

DIA 13 - APARADOR 350€+IVA

DIA 14 - ROCK IN RIO 350€+IVA

DIA 16 - KIR DIOPLASTE 295€+IVA

DIA 17 - TORRADEIRA 380€+IVA

DIA 18 - ROCK IN RIO 350€+IVA

DIA 19 - HUAWEI 490€+IVA

CSJ 5001

DIA 21 - ROCK IN RIO 350€+IVA

Largo dos Duartes, nº 185 C, TIRES 2785-619 São Domingos de Rana Tel.: 214 442 259 | geral@sabicor.pt | Siga-nos

DIA 20 - KIT DIOPLASTE 295€+IVA

DIA 23 - TROTINETE 890€+IVA

* Limitado ao stock de prémios existentes

Estrada de Mem Martins, 166 Lojas A e B, Algueirão 2725-381 Mem Martins 219 201 651 | geral@rexcor.pt | Siga-nos


8

Informação Geral

Costa do Sol jornal

04 a 10 de dezembro 2019

Publicidade

FESTIVAL LUSO-BRASILEIRO

COMÉDIA NO ESTORIL Segunda edição do evento no Salão Preto e Prata.

Festas Felizes

SABORES CASEIROS DO MÉXICO Enchiladas | Quesadillas | Tacos | Nachos Deliciosas Sobremesas Caseiras: Cheesecake de maracujá Bolo de chocolate com compota de malagueta NOVIDADE: Bolo de banana

Faith no More no NOS Alive Nova confirmação para o festival de música.

A

banda norte-americana Faith No More é a mais recente confirmação no festival NOS Alive, que vai decorrer em julho de 2020, no Passeio Marítimo de Algés, em Oeiras, Lisboa, anunciou a organização. “A banda americana junta-se ao cartaz do festival no dia 10 de julho e sobe ao palco no mesmo dia de Billie Eilish, Finneas, Cage The Elephant e Anderson .Paak & The Free Nationals”, refere em comunicado a promotora do festival. O quinteto liderado por Mike Patton tocou pela última vez na Europa em junho de 2015. O Nos Alive regressa ao Passeio Marítimo de Algés nos dias 09, 10 e 11 de julho de 2020. Entre os nomes já confirmados pela or-

ganização estão Billie Eilish, Cage The Elephant, Caribou, Da Weasel, Taylor Swift, Two Door Cinema Club e Wolf Parade. Com Lusa

TACO AZTECA

Município de Oeiras Câmara Municipal

Discussão pública referente a pedido de Loteamento AVISO ISALTINO AFONSO DE MORAIS, Licenciado em Direito; Presidente da Câmara Municipal de Oeiras. FAZ PÚBLICO que, nos termos do nº. 7 do art.º 24.º da Lei n.º 91/95, de 2 de setembro com a nova redação dada pela Lei n.º 70/2015, de 16 de julho, conjugado com o art.º 112.º do Código do Procedimento Administrativo e n.º 2 do art.º 119.º do Regulamento de Permissões Administrativas, Taxas e Outras Receitas do Município de Oeiras, se encontrará a decorrer a partir do dia 4 de dezembro e pelo prazo de 15 dias, a discussão pública referente ao pedido de loteamento, requerido por Maria Floripes Barreto da Fonseca Centieiro e outros, processo camarário P2-4/2014, respeitante ao art.º 633.º em Leceia, na Freguesia de Barcarena. A consulta do processo, para efeito de eventuais observações ou sugestões por parte do público em geral, poderá naquele prazo ser efetivada no Departamento de Habitação e de Reabilitação Urbana, na Rua do Aqueduto, Palácio Marquês de Pombal, Edifício Celeiro em Oeiras das 9:30h às 17:00h. No que respeita às sugestões, reclamações ou observações, devem ser apresentadas por escrito até ao final do período referido, devidamente fundamentadas e entregues na Unidade de Atendimento e Apoio Administrativo desta Câmara Municipal, durante o horário normal de expediente (segunda a sexta feira, das 8:30h às 17:00h) ou remetida por correio, dirigida ao Presidente da Câmara Municipal de Oeiras e ainda através do correio eletrónico para dpgu@cm-oeiras.pt. E para constar se passou o presente e outros de igual teor, que vão ser afixados nos lugares públicos do costume. Oeiras, 28 de novembro de 2019

O Presidente da Câmara Isaltino Morais

TACO SAN GERÓNIMO

Ambiente familiar e acolhedor. Encerra ao Domingo

214 572 089 • 966 586 005 | pasionmexicana.rest@gmail.com Rua Capitão Leitão, 204 | 2775-226 PAREDE (Junto à Estação de Comboios) | Pasión Mexicana

30 NOVEMBRO - COMEMORAÇÃO 34º ANIVERSÁRIO Agradecemos aos nossos estimados clientes e amigos a preferência!

Boas Festas

Restaurante

Publicidade

CSJ 4995

Encerra de 24 dezembro a 2 janeiro. Reabre dia 3 janeiro.

CSJ 5004

PASSEIO MARÍTIMO DE ALGÉS

Aceitamos reservas para almoços/jantares de Natal

Aceitamos reservas para almoços/jantares de Natal e encomendas de mariscos / especialidades Gastronomia Portuguesa

Encerra de 20 a 26 dez. Reabre dia 27 dez. ABERTO ATÉ ÀS 2 DA MANHÃ

Cervejaria Canecao

Canal Benfica TV. Encerra 5ª feira

MARISCOS SEMPRE VIVOS SAPATEIRAS - PERCEBES NAVALHEIRAS - GAMBAS AMÊIJOAS - CONQUILHAS BERBIGÃO

TÁBUA DE MARISCOS 1 Pessoa - 33,90€ 2 Pessoas - 47,90€

AS NOSSAS ESPECIALIDADES SEGUNDA - PATO ASSADO NO FORNO TERÇA - CARAS DE BACALHAU E PERNIL NO FORNO QUARTA - PRATOS VARIADOS SEXTA - LEITÃO ASSADO SÁBADO - MASSADA E ARROZ DE MARISCO DOMINGO - COZIDO À PORTUGUESA

R. de Braga, 69 A/B - REBELVA - CARCAVELOS - Tel.: 214 521 994

CSJ 5000

O

s dias 05 e 06 de dezembro vão ser de comédia no Casino Estoril. Está a chegar a segunda edição do Festival Luso-Brasileiro de Comédia, que junta comediantes portugueses e brasileiros para vários espetáculos de intercâmbio de culturas humorísticas, num evento transversal com stand-up comedy, teatro, improviso e muitas outras surpresas, sempre com a presença em palco, de pelo menos um humorista português e outro brasileiro. O humorista brasileiro Cláudio Torres Gonzaga vai ser o mestre de cerimónia do evento. No primeiro dia, o festival irá receber as Banana Papaia - Joana Gama e Rita Camarneiro - que vão criar uma apresentação com a comediante brasileira Bruna Louise. O “trio dos profissionais” marcará presença com Mónica Vale de Gato, Abbadhia Vieira e Miguel Lambertini. O humorista Fernando Rocha irá ainda dividir o palco com Rodrigo Marques. O segundo dia contará com António Raminhos que receberá o humorista brasileiro Diogo Portugal, seguidos de Hugo Rosa com o carioca Leone Vieira. Por fim, sobem a palco Pedro Luzindro e a comediante brasileira Abbadhia Vieira. Nos dois dias do evento, haverá um final com todos os comediantes da noite sob o comando de Joana Gama e Hugo Rosa.


04 a 10 de dezembro 2019

Informação Geral

Costa do Sol jornal

FÉRIAS DE NATAL

PAREDE

O CriArte acolhe iniciativa da Associação Teatro ao Minuto.

Número de refeições aumentou, diz autarquia.

Carcavelos promove workshop

Escola requalifica refeitório

A

Escola Secundária Fernando Lopes-Graça em Carcavelos tem agora mais condições na cozinha e refeitório. O estabelecimento de ensino foi um dos vencedores do Orçamento Participativo de Cascais em 2018, cujo projeto passava pela requalificação destes espaços dentro da escola. Segundo a Câmara Municipal de Cascais, “o número de refeições servidas aos alunos da Escola Secundária Fernando Lopes-Graça aumentou significativamente” depois da reabilitação. Na inauguração dos novos espaços estiveram presentes Carlos Carreiras, presidente da Câmara Municipal de Cascais, os verea-

MURTAL

Férias de Natal - Histórias e Teatro” é o nome do workshop que vai ser promovido pela Associação Teatro ao Minuto no espaço CriArte, em Carcavelos, entre os dias 16 e 20 de dezembro. Este workshop destina-se a jovens dos 10 aos 15 anos, com número de vagas limitado. Durante cinco dias, os jovens vão participar em jogos de teatro, conhecer diferentes tipo de teatro, descobrir histórias e contos tradicionais sobre o Natal e participar, se o desejarem, num espetáculo final. A participação é gratuita e decorrerá entre as 10h30m a as 16h30m (de 16 a 19) e entre as 10h30m às 19h00m no dia 20 de dezembro. As inscrições online decorrem até 14 de dezembro (até às 23h59m) em feriasnatal.eventbrite.pt. A iniciativa da Associação Teatro ao Minuto conta com o apoio da Cascais Jovem. Publicidade

CSJ 5003

9

dores Frederico Pinho de Almeida, Joana Pinto Balsemão e Frederico Nunes, e também o presidente da União das Freguesias de Carcavelos e Parede, Nuno Alves.

A SMUP vai ao parque Dia 07 de dezembro.

A

banda da Sociedade Musical União Paredense vai atuar no próximo dia 07 de dezembro na Associação de Reformados e Idosos do Murtal. A iniciativa insere-se no ciclo “A Banda vai ao Parque”, promovido pela União de Freguesias de Carcavelos e Parede. O concerto terá início às 15h00m e vai ser dirigido pelo maestro Sérgio Costa.


CRÓNICA

10

Letras no ocaso Pedro de Sá

ANOITECEU

L

Empresas

Costa do Sol jornal

ar? O que é isso de lar? Quando um prenúncio de regresso pelo mundo anoitecido, um sentir de orfandade aloja-se-me no sentir, ou talvez nunca dali tenha partido, em verdade, nunca houve, debaixo deste céu, um lugar onde me sentisse em casa, onde regressar me apaziguasse o pensamento, vejo, agora, pressa à minha volta, pelas ruas percebemos o turvar dos céus, enquanto os candeeiros procuram contrariar, alumiando o possível, a ordem natural do acontecer, ouço, ainda sentado à secretária, “Vais ficar a fazer serão? Não vais para casa?” malas quase arrancadas do chão, luzes apagadas com ferocidade, casacos vestidos sem olhar, desarmoniosos passos por uma ansiada fuga (para onde?), tudo ao meu redor numa dessintonia veloz, e uma constância gritada (“Despacha-te!) de uns para os outros. Restavam dois ou três, não às secretárias, talvez olhassem o vazio de existir por mais um dia, quando, por fim, saio, creio que ainda ficara um, olhava as ruas anoitecidas pela janela, talvez espelhassem o desalento da sua alma, porém, o vazio da minha já me preenchia o bastante, como me pesa o pensar a esta hora, no fundo, pesa-me mais o existir que o pensar, ou talvez o inexistir, afinal, os passos contrariam-me os desejos, apesar de tudo, agrada-me a sensação de estar sentado atrás de um volante, a ilusão de um leme, apenas isso, a ilusão, há muito que a vida me ensinara algo tão fundamental: somos meros grãos aos caprichos de um qualquer vento, porém, o facto de, agora, neste exíguo espaço, na distância da minha realidade (as músicas sucedem-se fazendo-me caminhar pelas paisagens de mim, mostrando-me quantos já fui nesta vida…), e na proximidade da dos outros, as ruas, a esta hora, povoadas de viaturas rumo a um sentido inequívoco (Lar? O que é isso de lar?), não sei porquê, a imagem daquele colega (olhava as ruas anoitecidas pela janela, talvez espelhassem o desalento da sua alma) regressa-me, será que ainda por lá continua? Deixo-me ir neste indolente cortejo, resta-me a música, neste momento, ecoa uma que me relembra quando olhava o mundo com esperança (meu Deus! De facto, já fui tantos!), leva-me para amanheceres, uma confiança indefectível nos meus passos, hoje, que ironia, à minha volta apenas uma noite imensa e gritos desesperados, ainda tenho, pelo menos, mais quarenta minutos neste pára e arranca até casa, amanhã tudo se repetirá, creio que sem um único desvio, e compreendo-me um derrotado, mais um a quem a vida, na sua incessante ferocidade, empalideceu os sonhos. Regresso-me com outra sonoridade, levanta-me memórias com aroma a ilusão, às vezes, confesso, questiono a sua veracidade, tal a perfeição desse acontecer, eu também outro, nessa fase os sonhos já se tinham turvado, porém, ao som destes acordes materializavam-se perante a minha incredulidade, quando a venço, já a vida, na sua incessante ferocidade, tudo destruía, por aqui viajo, de longínquos amanheceres até ao arruinar de sonhos, e a lancinante dor de saber que amanhã tudo se repetirá, agora, à minha frente, a ponte, regressa-me uma ideia com a idade do meu pensar, dizer adeus ao aqui, muitos apelidam de desistência, nada disso, sempre considerei um acto de profunda coragem, um passo sem regresso para o desconhecido, no fundo, para a Verdade, e nunca será de desistência, mas sim de afirmação, porque só nos opomos ao Ser, logo, virar costas à vida é simultaneamente um acto de exaltação, e esta noite afigura-se-me a ideal para… Nem por acaso, neste momento, estou a meio da ponte, uma das melodias que elegi para o adeus ao aqui pelo ar, baixo o vidro, a noite nem está fria, estou tão afundado na minha dor que nem me vou aperceber, uma dor que me acompanhou cada respirar, tão poucas vezes se aquietou, vou regressar-me na sua companhia, saber-lhe a génese, talvez por lá se esqueça de mim e eu relembre o conceito de lar, abro a porta do carro, chegou a hora do regresso, de repente compreendo-me um privilegiado, ao menos tenho a possibilidade de escolher a hora, são vinte e trinta e três, passo o gradeamento para o outro lado, ouço gritos e múltiplas buzinadelas ao longe, estou tão afundado na minha dor que nem me apercebo de uma mão estendida em súplica para me ater ao aqui, é tarde, estou cansado, só me resta um passo para cumprir o regresso.

04 a 10 de dezembro 2019

NOVA IMOBILIÁRIA EM ALGÉS E LINDA-A-VELHA

“Soluções Ideais” para uma nova habitação A rede imobiliária aposta na valorização da relação com o cliente.

F

undada em 2002 na cidade de Coimbra, a rede imobiliária “Soluções Ideais” marca presença desde janeiro deste ano em Linda-a-Velha e Algés. Como conta José Correia Antunes, a empresa tem vindo a “aperfeiçoar um modelo de negócio centrado no cliente, apostando na inovação e na melhoria continua da qualidade do serviço”. De acordo com o diretor da agência, “o investimento imobiliário é uma decisão de grande impacto para as famílias e encontrar a solução ideal é uma responsabilidade que assumimos e levamos a sério”. E acrescenta: “como valorizamos a nossa relação com o cliente temos vindo a acrescentar valor aos nossos serviços, criando novas ofertas e desenvolvendo equipas de profissionais qualificados e em permanente evolução”.

A “Soluções Ideais” disponibiliza um serviço “muito completo” para os clientes, desde o apoio na compra, venda ou arrendamento de imóveis, serviços de gestão de arrendamento, certificação energética, manutenção e remodelação de imóveis e até uma seleção de moradias em projeto. “A ‘Soluções Ideais’ recorre a uma empresa independente especializada na monitorização e avaliação da satisfação dos clientes e os resultados surpreendem sempre pela positiva com taxas de reconhecimento e satisfação superiores a 95% e dezenas de testemunhos positivos. O que os clientes mais valorizam é o apoio durante o processo e a nossa disponibilidade

para escutar e resolver problemas”, revela José Correia Antunes. Para o diretor da agência, a grande diferenciação da “Soluções Ideais” é “a aposta nas pessoas, clientes ou colaboradores, não centrando a atenção apenas nos resultados mas também na forma como estes são construídos”. A “Soluções Ideais Linda-a-Velha | Algés” tem uma equipa em crescimento que conta já com sete profissionais que desenvolvem tarefas de prospeção de imóveis , acompanhamento de clientes e a promoção e divulgação dos imóveis angariados. Em toda a rede são já cerca de 200 profissionais distribuídos por 26 lojas em todo o país.

Rua Irene Lisboa, 5 A | 2795-139 Linda-a-Velha Tlm. 914 927 027 | si.lindavelha@solucoesideais.pt

VOLUME SUBLIME - CABELEIREIRO E ESTÉTICA NA PAREDE

Profissionalismo e dedicação ao serviço do cliente O melhor dos serviços de beleza feminino e masculino.

C

hama-se “Volume Sublime”, abriu em julho deste ano e é o mais recente projeto de Sérgio Pereira e Cristela Pereira. A exercer a profissão de cabeleireira há vários anos, Cristela Pereira sempre desejou ter o seu próprio salão. Assim, o seu marido Sérgio Pereira, empresário e sócio gerente da “Taverna d’s Pereiras” e da “Taverna de Rana”, decidiu oferecer-lhe, como prenda de aniversário, a abertura do “Volume Sublime - Cabeleireiro e Estética”. A gerente decidiu convidar para trabalhar consigo Rita Pereira, esteticista, com quem trabalhou durante cinco anos noutro cabeleireiro, com o objetivo de “prestar um serviço de excelência a preços acessíveis”. O “Volume Sublime” oferece um vasto leque de serviços aos seus clientes. Desde os serviços de cabeleireiro de senhora e homem (hairstylist, corte, brushing, madeixas, alisamentos, hidratações, entre outros), serviços de estética, oferecendo vários tratamentos de corpo (celulítico, redutor, linfático, massagens, depilações e depilações a laser, pedicure e manicure, unhas de gel, verniz de gel e também nutrição) mas também tratamentos de rosto (limpeza de pele, botox, lifting, anti rugas, hidratação profunda, vários tipos de máscaras e maquilhagem). O espaço disponibiliza também vouchers de oferta no valor e serviços que o cliente desejar. De acordo com Cristela Pereira, “toda a equipa trabalha com muito profissionalismo, dedicação e inovação”. E adianta: “mantemo-nos sempre atualizadas com as novas tendências, participando regularmente em formações”. “O nosso lema é a qualidade. Trabalhamos com produtos de qualidade e naturais, fundamental para a obtenção de bons resultados e a satisfação do cliente. Aqui o cliente

pode usufruir dum ambiente simpático, familiar e acolhedor”, explica a responsável. O “Volume Sublime” está aberto de terça a sábado, das 09h00m às 19h00m, não fechando para almoço. Ao domingo, funciona das 09h00m às 13h00m. Encerra à segunda feira.

Av. da República, 1075, Loja B | 2775-274 PAREDE | 210 732 089 - 935 101 154 Volume Sublime volumesublime@gmail.com |


CSJ 4997

04 a 10 de dezembro 2019

Publicidade

Costa do Sol jornal

11


Os meus livros Jorge Fonseca de Almeida

“RELATÓRIOS SOBRE A REVOLUÇÃO DE 5 DE OUTUBRO”

E

ste livro, publicado pela Câmara Municipal de Lisboa, reúne oito relatórios de membros das forças armadas que participaram do lado republicano na Revolução de 1910. Assume maior importância o relatório de Machado dos Santos, o homem cuja coragem, inteligência e determinação, permitiu a vitória do movimento republicano nesse já longínquo 5 de Outubro. Foi ele que quando os outros desertaram, fugiram, não cumpriram o que tinham prometido, persistiu com o seu grupo entrincheirado na Rotunda, repeliu os ataques de que foi alvo e obteve a rendição das forças monárquicas. Outros relatórios, nomeadamente os de Mariano Choque Júnior, Ascensão Valdês, Correia Henriques, Ernesto Gomes, Francisco Sousa Mendes, são simples justificações para a seu não cumprimento dos compromissos assumidos. Alguns chegam ao ponto de se vangloriar pelo sua passividade, que teria permitido aos revoltosos vencer. Revoltante de ler. A verdade é que todos estes tinham como missão tomar os respetivos quarteis e não o fizeram, o que levou que esses batalhões tomassem posições, incluindo fazendo fogo, contra os republicanos civis e militares. Também interessante o depoimento de Afonso Pala, que teve papel importante da sedição de Artilharia 1, mas que depois, na Rotunda, resolveu, com outros oficiais, vestir-se à paisana e fugir. Significativo o facto de quase todos os implicados terem patentes baixas, sendo os mais graduados capitães e a maioria apenas de alferes, tenente ou mesmo sargento ou cabo. Fica também claro o papel da carbonária na preparação e no apoio civil à Revolução. O último depoimento, o do tenente Joaquim Ferreira Dinis, relata a tomada das portas de Algés pelos republicanos e a contenção das forças estacionadas no concelho de Oeiras, por um número relativamente pequeno de militares e algumas centenas de civis. Um livro importante para quem queira compreender o que efetivamente se passou naqueles três dias que derrubaram a monarquia.

TEMPLO DA POESIA

“Ary” em Oeiras Sessões nos dias 06 e 07.

A

Cultura

Costa do Sol jornal

digressão nacional de “Ary, O Poeta das Canções” vai encerrar nos próximos dias 06 e 07 de dezembro, às 21h30m, Templo da Poesia do Parque dos Poetas, em Oeiras. Com dez anos de espetáculos ininterruptos, o espetáculo consiste num tributo a José Carlos Ary dos Santos, por Joaquim Lourenço. Canções históricas como Desfolhada, Canção de Madrugar, Cavalo à Solta, Tourada, Estrela da Tarde, Um Homem na Cidade, O Cacilheiro, O Homem das Castanhas, Lisboa Menina e Moça, Os Putos e Retalhos da Vida de um Médico, entre outras, são tocadas e cantadas de forma inovadora e contemporânea com recurso à linguagem da música clássica, do jazz, da world music e do novo teatro musical. “Ary, O Poeta das Canções” conta com a participação de Joaquim Lourenço na voz, João Guerra Madeira no piano, João Ricardo Almeida no contrabaixo, Bruno Monteiro nas percussões, António Barbosa no violino, Nanã Sousa Dias nos saxofones, Pedro Santos no acordeão, Bruno Mira na guitarra portuguesa e Catarina Gonçalves na dança.

04 a 10 de dezembro 2019

ARTES PLÁSTICAS

Salão de Outono no Estoril Mostra vai estar patente até 14 de janeiro.

V

ai ser inaugurada no próximo dia 07 de dezembro, na Galeria de Arte do Casino Estoril o XXXIII Salão de Outono. Trata-se de mais uma edição da mostra coletiva de Pintura e de Escultura, onde será possível encontrar alguns dos mais conceituados artistas plásticos contemporâneos. Na sua 33ª edição, o Salão de Outono reúne um vasto elenco de obras nas modalidades de pintura e escultura da autoria dos seguintes artistas: Alfredo

Luz, António Joaquim, Branislav Mihajlovic, Cohen Fusé, David Levy Lima, Diogo Navarro, Edgardo Xavier, Fernando Gaspar, Filipa Oliveira Antunes, Gustavo Fernandes, João Feijó, Lima Carvalho, Luzia Lage, Mário Vinte e Um, Mariola Ladowska, Nadir Afonso, Naguib, Nélio Saltão, Paulo Ossião, Pedro Castanheira, Rui Carruço e Ulisses Oviedo, na pintura; Abílio Febra, Carlos Ramos, Filipe Curado, João Sotero, Jorge Pé-Curto, Marius Moraru, Moisés Preto Paulo e Rogério Timóteo, em es-

cultura. Esta mostra coletiva estará patente ao público, todos os dias, até 14 de janeiro, das 15h00m às 24h00m. A entrada é livre.

Publicidade

1 DEZEMBRO/19 COMEMORAÇÃO 4º ANIVERSÁRIO-BRASA DE SASSOEIROS Aceitamos reservas para almoços/jantares de Natal para grupos e empresas, aniversários e outros eventos.

MENUS ESPECIAIS PARA GRUPOS

Desejamos aos nossos estimados clientes e amigos um Feliz Natal e Bom Ano Novo

RESTAURANTE CHURRASQUEIRA TAKE-AWAY ALMOÇOS - PETISCOS - JANTARES Todos os dias grande variedade de carnes e peixes frescos grelhados no carvão TODOS OS DIAS PEIXE FRESCO DAS LOTAS NACIONAIS MARISCOS VIVOS A MELHOR SELEÇÃO DE CARNES CHURRASCO E COZINHA À VISTA Posta Maronesa Carnes Maturadas e Tbone Espeto do Lombo com Bacon Massada de Garoupa com Gambas Açorda de Gambas Açorda de Garoupa com Gambas Bacalhau Assado à Lagareiro Polvo Assado à Lagareiro ENTRADAS OU PETISCOS Ameijoa, Gambas à Guilho, Mexilhão de Vinagrete, Salada de Polvo, Paiola e Cabeçeiro de Porco Preto DELICIOSAS E VARIADAS SOBREMESAS CASEIRAS CONFECIONADAS NO RESTAURANTE

CSJ 4984

12

Praceta Professor Alfredo de Sousa, 7A | 1495-241 ALGÉS (junto ao Holmes Place) | Tel.: 212 453 042 Rua Gonçalo Velho Cabral, 90 | Quinta da Bela Vista | Sassoeiros | 2775-797 CARCAVELOS | Tel.: 211 341 921 Visite-nos ou faça a sua Reserva. Email: brasadesassoeiros@gmail.com | Encerram à Segunda-feira


04 a 10 de dezembro 2019

Cultura

Costa do Sol jornal

13

CASCAIS

CASA DAS HISTÓRIAS EXIBE OBRAS INÉDITAS DE PAULA REGO O mais recente trabalho tridimensional da artista será apresentado pela primeira vez em Portugal nesta mostra.

P

intura, gravura, desenhos soltos e cadernos de desenhos inéditos de Paula Rego, bem como a sua mais recente obra tridimensional, vão estar patentes numa nova exposição a inaugurar na quinta-feira (05 de dezembro) na Casa das Histórias, em Cascais. A mostra é composta por obras inéditas doadas pela artista à Casa das Histórias, abrangendo mais de 60 anos de produção, anunciou a Fundação D. Luís, que organiza a ex-

posição e parceria com a Câmara Municipal de Cascais, no âmbito da programação do Bairro dos Museus. A inauguração da exposição está marcada para quinta-feira, com a presença da ministra da Cultura, Graça Fonseca, altura em que será também assinado um novo contrato Casa das Histórias – Museu Paula Rego, que garante a continuidade deste projeto por mais dez anos, segundo a fundação. “Este contrato reafirma, afinal, a relação de confiança

Publicidade

“Um Mar de Estórias – o Mundo em Presépios” é o título da Exposição organizada pela Oeiras Viva E.M. composta por 132 presépios, provenientes da vastíssima colecção da Dra. Maria Cavaco Silva, que foi inaugurada no dia 29 de Novembro na Piscina Oceânica de Oeiras e aberta ao público desde o dia 1 de Dezembro às 10h. Cada presépio encerra em si a singularidade afectiva da sua própria estória e todos em conjunto representam a pluralidade de culturas e a universalidade do Natal, vivido pelo Mundo. Esta Exposição levá-lo-á numa expedição pelo Mundo e poderá vê-la até ao dia

entre todas as partes, começando deste modo um novo ciclo com energias renovadas e novidades numa programação que é e será sempre fiel ao universo artístico de Paula Rego”, realça o presidente da Câmara Municipal de Cascais, Carlos Carreiras. Em representação da artista, será o seu filho Nick Willing a assinar o contrato Casa das Histórias-Museu Paula Rego 2019-2029. Datados de 1953 a 2019, os trabalhos expostos convidam a percorrer o vasto e diversificado universo artístico de Paula Rego, que inclui desenhos soltos, cadernos de desenhos inéditos e a mais recente obra tridimensional da artista, “Orgulho/Pride” (da série “Sete Pecados Mortais”), exibida pela primeira vez em Portugal. Tridimensional, feita em ‘papier mâché’, com materiais e tecidos vários, a obra representa, em tamanho natural, a rainha consorte de França Marie Antoinette (1755–1793). Trata-se do resultado de um trabalho de continuidade com as criaturas fantásticas que Paula Rego executou entre 1977 e 1978, período durante o qual criou uma série de bonecos em tecido, representando personagens dos contos populares: “A princesinha grávida”, “O príncipe perfeito”, “A princesa da ervilha”, “As três cabeças de oiro” e “O gato das botas”. A exposição apresenta ainda uma série de obras e de modelos construídos pela artista, reveladores do seu processo criativo a partir dos anos de 1990. “É a partir desta década que as histórias que conta começam a ser encenadas no seu estúdio, quer através de modelos vivos, quer através dos modelos que a própria artista modela para interagirem numa complexa cenografia que a artista passa a pintura”, explica a curadora, Catarina Alfaro. “Paula Rego: desenhar, encenar, pintar” vai estar aberta ao público a partir de sexta-feira e até 24 de maio de 2020. Fonte: Lusa

LINDA-A-VELHA

6 de Janeiro de 2020, das 10h às 18h, de Segunda a Domingo.

Coral celebra 40 anos

O custo do ingresso para visitar a exposição será de 2€ e o custo do catálogo da

Concerto a 08 de dezembro.

exposição de 2,5€ (facultativo).

já no próximo domingo, 08 de dezembro, que o Coral de Linda-a-Velha vai encerrar as comemorações dos 40 anos deste grupo. No Espaço Cultural Joaquim Teixeira, na Igreja do Sagrado Coração de Jesus, a a partir das 16h00m, vão ser interpretadas obras de Bach, Handel, Fernando Lopes ou Heitor Villa-Lobos. Como convidados, vão participar no concerto de entrada gratuita o Coro Feminino da Escola de Música Nossa Senhora do Cabo e o Coro de Câmara da Escola de Música Nossa Senhora do Cabo.

A receita dos bilhetes de ingresso reverterá em parte, a favor do Projeto “Famílias com Alma” (https://www.csagradafamilia.pt/comunidade/familias-com-alma/), da Fundação Obra Social das Religiosas Dominicanas Irlandesas. As crianças com idade inferior a 6 anos, a entrada será gratuita.

CSJ 4985

É


14

Desporto

Costa do Sol jornal

04 a 10 de dezembro 2019

Publicidade

FUTEBOL | NACIONAIS

Estoril com empate e derrotas

T

rês encontros, dois resultados, o primeiro na “II Liga” onde o Estoril Praia mantém a 3.ª posição após o empate caseiro com o Leixões (1-1) com golo de Tembeng, somando agora 22 pontos ficando a três pontos do Nacional da Madeira (2.º), equipa que conta mais um jogo que os canarinhos, seguindo-se no domingo a ida a Mafra para defrontar a formação local, jogo apontado para as 15h00, recordando que os mafrenses encontram-se no 8.º lugar, com 16 pontos. O segundo e terceiro, derrotas, foram da formação sub-23 na “Liga Revelação”, com o Rio Ave (3-1), em Vila do Conde, e na tarde desta terça-feira com o Belenenses (0-2), em Sintra, que deixa o Estoril Praia fora dos seis primeiros na tabela, em 7.º lugar, com 27 pontos, com a jornada 19, que vai decorrer este fim de semana, a levar no sábado os canarinhos a Vila da Feira para jogarem com o Feirense.

Sportivo de Carcavelos no “Open Vila de Moaña”

Q

uatro atletas do Grupo Sportivo de Carcavelos marcaram presença no “Open Vila Moaña”, competição que decorreu na Galiza, Espanha, na vertente de Poomsae e Freestyle, de onde regressaram com a 3.ª posição por equipas em Freestyle. Individualmente, Cláudia Sanches, em sub-30, alcançou o 5.º lugar em Poomsae, Vera Costa, em +18 femininos, o 2.º em Freestyle, vertente que Eduardo Martins e Afonso Vieira, em +18 masculinos, subiram ao pódio na 2.ª e 3.ª posição, com a dupla

Afonso/Vera, em Pares +18 anos, a finalizarem em 2.º lugar.

CSJ 4930

TAEKWONDO

A

jovem atleta infantil Renata Luz, foi o grande destaque da participação do Leões de Porto Salvo na “Liga Regional Portugal Taekwondo Centro”, evento que teve lugar no passado domingo no pavilhão Paz e Amizade, em Loures, ao vencer a prova de -22kg, com os restantes dois atletas porto-salvenses, o iniciado Diogo Contreiras, em -31kg, e o sénior Gustavo Passos, em -63kg, a terminarem na 5.ª e 3.ª posição.

CSJ 4622

Leões em destaque na “Liga Regional”


Desporto

04 a 10 de dezembro 2019

Costa do Sol jornal

FUTSAL | LIGA PLACARD

KEMPO

Lombos derrota Leões e está na “Taça da Liga”

Lúcia e Madalina de ouro no “Open Mundial”

U

ma vez mais, esta época, os adeptos do Leões de Porto Salvo saíram frustrados do seu Complexo Desportivo após mais uma derrota, a terceira, em casa, desta feita perante o CRC Quinta dos Lombos, por 2-5, equipa que vinha de quatro derrotas consecutivas e que se apresentou em Porto Salvo sem dois jogadores fundamentais, Eddy e Gonçalo Sobral, dois esteios defensivos da formação de Jorge Monteiro. Com esta vitória o Lombos está de pedra e cal na “Taça da Liga”, prova que vai ter lugar na segunda metade de janeiro, competição que o Leões está em risco de falhar já que não

conta apenas consigo, situação que a acontecer será pela segunda vez em cinco edições, pois a formação, ainda, comandada por Rodrigo Pais de Almeida, não o conseguiu em 2015/16 e 2017/18.

Na partida da passada sexta-feira, que chegou ao intervalo empatada a um golo, apontados por Dura, para o Leões, e Diogo Santos, na própria baliza para o Lombos, a formação aurinegra na segunda metade acabou por

chegar à vitória com golos de Manuel Mesquita, Bruno Vicente e Ivo Oliveira (2), com Ré a fazer o único golo do conjunto verde. Três pontos que permitiram ao CRC Quinta dos Lombos manter-se na 7.ª posição, com 19 pontos, enquanto o Leões de Porto Salvo caiu para o 11.º lugar, com 13 pontos, seguindo-se a jornada que fecha a 1.ª volta, a decorrer este sábado, com os carcavelenses a receberem às 16h00 a AD Fundão e os porto-salvenses a jogarem em Viseu com o 2001, partida que o Leões tem de vencer e esperar que o Eléctrico FC, basta-lhe um empate, e a equipa fundanense saiam derrotados.

RESULTADOS: Nacionais Masculinos/Seniores Taça de Portugal – Achada FC-CDR “Os Vinhais”, 1-3; Estoril Praia-Bairro Boa Esperança, 7-3; Reguilas de Tires-ADR Retaxo, 4-0. Sub-20 – Burinhosa-CRC Quinta dos Lombos, 3-9; Futsal Oeiras-Leões de Porto Salvo, 3-10. Sub-17 – AMSAC-CRC Quinta dos Lombos, 1-1; Leões de Porto Salvo-Belenenses, 6-3. Femininos/Seniores – Atlético Povoense-CRC Quinta dos Lombos, 0-2; Arneiros-Leões de Porto Salvo, 1-0. Distritais Masculinos/Seniores I Divisão – AM Portela-GRF Murches, 7-5; Quinta dos Lombos B-Dramático de Cascais, 8-1; Futsal Oeiras-JOMA, 5-1. II Divisão – Valejas AC-Salesianos do Estoril; Damaia GC-Dramático de Cascais B, 2-2; AM 18 de Maio-Bairro da Tojeira, 7-3. Juvenis I Divisão/Apuramento Campeão – CDR “Os Vinhais”-CF Sassoeiros, 8-7; Leões de Porto Salvo B-SC Torres, 4-2. Iniciados I Divisão/Apuramento Campeão – Leões de Porto Salvo-Jardim Amoreira, 5-2; Shotokai Queluz-CF Sassoeiros, 1-3; Futsal Oeiras-Sporting CP B, 2-3. Femininos/Seniores I Divisão – CRC Quinta dos Lombos-UP Venda Nova, 8-0.

CSJ 2990

CSJ 4992

Publicidade

L

15

úcia Cavaleiro e Madalina Lupascu, atletas da Associação Desportiva Cultural e Recreativa Murtalense, emblema da Parede, concelho de Cascais, regressaram de Budapeste com várias medalhas conquistadas no “Open Mundial” de Kempo, sonb a égide da UWSKF, que decorreu no final de novembro na capital húngara. Lúcia com três de ouro, em Point Sparring, Rumble Sparring e C Vidal, e uma de prata em Formas Mãos Vazias Hard, com Madalina, noutro escalão, a alcançar quatro de ouro nas mesmas disciplinas.


Costa S l do

04 a 10 de dezembro 2019

jornal

CSJ 4993

16

Profile for Costa do Sol - Jornal

Costa do Sol - Jornal | 04 de Dezembro  

Costa do Sol - Jornal | 04 de Dezembro  

Advertisement