Page 1


Entidades se unem ao ANDES-SN na luta por 10% 10% do PIB para educação

Várias entidades sindicais e movimentos sociais atenderam ao chamado do ANDES-SN para a realização de uma campanha nacional em defesa da aplicação de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) na educação. Mais de quarenta pessoas participaram da reunião, realizada na última quarta-feira (15/6), na sede da entidade, em Brasília, para discutir o tema e pensar um cronograma de ações. O ANDES-SN e as demais entidades decidiram por lançar a campanha "10% do PIB para a educação já!" por considerarem urgente a construção de unidade na luta para enfrentar o problema já crônico da falta de financiamento condizente com a promoção da educação de boa qualidade para toda a população brasileira. Foi deliberado na reunião pela formação de uma Comissão Executiva e criado também um calendário de ações a serem desenvolvidas para divulgar a campanha em todo o território nacional e buscar a adesão dos demais setores organizados da sociedade civil. A idéia é que seja realizado um plebiscito popular sobre o tema no início de novembro. Além do ANDES-SN, fazem parte da comissão a Aliança Nacional dos Estudantes Livres (Anel), CSP-Conlutas, Executivas de Cursos, Movimento dos Sem Terra (MST), Movimento dos Trabalhadores Livres (MTL), Sindicato Nacional dos Profissionais de Educação do Rio de Janeiro (Sepe/RJ), Fórum Nacional de Defesa da Escola Pública do Rio de Janeiro (FNDEP/RJ), Sindicato Nacional dos Servidores Federais da Educação Básica, Profissional e Tecnológica (Sinasefe) e Unidos pra Lutar. A campanha também está na pauta do próximo encontro do Grupo de Trabalho de Política Educacional (GTPE) do ANDES-SN, que acontece nos próximos dias 29 e 30 de junho.


Seminário de Mulheres do ANDES-SN será semana que vem

O I Seminário Nacional de Mulheres do ANDES-SN acontecerá nos dias 30 de junho e 1 de julho, em Fortaleza. A programação do seminário está fechada. O tema da Conferência de abertura será “Violência contra as mulheres”, com a professora Acácia Batista Dias, da Universidade Estadual de Feira de Santana. Haverá quatro mesas de debates: “Mulheres, docência universitária e movimento sindical”, Saúde sexual e reprodutiva das mulheres, sexualidade e lesbofobia”, “Mulheres e diversidade: geracional, raça-etnia e necessidades especiais”, e “Violência contra as mulheres: políticas públicas e legislação”. Os temas das mesas de debates serão os mesmos dos Grupos de Trabalho. A ADUFF fez bons debates preparatórios e vai levar uma delegação com cinco pessoas para o Seminário. Além disso, o professor Waldecyr Herdy Alves, da UFF, foi convidado pelo ANDESSN para ser debatedor na mesa sobre políticas públicas e legislação.


Marcha da Liberdade reúne 1.500 pessoas em Copacabana

Após a violenta repressão à Marcha da Maconha de São Paulo, no dia 21 de maio, diversos movimentos sociais de São Paulo uniram-se em solidariedade e convocaram, para a semana seguinte, a marcha pela liberdade na Avenida Paulista. O ato reverberou tanto que, rapidamente, movimentos de todo o Brasil organizaram marchas pela liberdade, contra a criminalização e repressão dos movimentos sociais e pela regulamentação de armas menos letais em mais de 40 cidades pelo Brasil. No Rio de Janeiro, a Marcha da Liberdade foi convocada para o Posto 6 de Copacabana, no sábado, 18 de junho. Logo na concentração, houve oficinas de cartazes, discursos sobre a necessidade de liberdade para manifestação e também sobre as diversas pautas das entidades e movimentos presentes. Depois, manifestantes saíram em passeata até o Copacabana Palace, onde o ato foi encerrado com muita música e um jogral falando sobre outras lutas e atos que ocorrerão no Rio de Janeiro nas próximas semanas. Durante todo o trajeto do ato não ocorreu qualquer problema com a polícia e, no Brasil inteiro, apenas em Belo Horizonte foi registrado algum tipo de incidente.


Mudanças na mala direta da ADUFF

Pensando em melhorar cada vez mais a comunicação de nossa Seção Sindical com o conjunto dos filiados, a ADUFF inicia algumas mudanças na forma de utilização da mala direta eletrônica. Os boletins eletrônicos passarão a ser enviados regularmente às terças-feiras. Nossas informações serão todas divulgadas no boletim, e disponibilizadas em outras mídias digitais (nossa página e pelos perfis no Facebook e no twitter). Outras mensagens podem ser enviadas avulsas, mas apenas quando forem realmente relevantes e urgentes. Além disso, o Informandes Online (informativo mensal do ANDES-SN) não será mais enviado pela a malar direta. As principais notícias do movimento docente nacional estarão no boletim. Quem quiser acessar o Informandes na íntegra, ele está disponível em nossa página (www.aduff.org.br).


www.aduff.org.br facebook.com/aduff.ssind twitter.com/aduff_ssind


ADUFF - Boletim Eletrônico 21.06  

Boletim informativo da ADUFF

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you