Page 1

CORREIOJUQUERY CORREIOJUQUERY

Mairiporã, sexta-feira, 15 a 21/6 - 2018

1

Nº 709 - Distribuição gratuita - R$ 1,00 (nas bancas) - www.correiojuquery.com.br

Mairiporã, 15 a 21 de junho de 2018 - ANO XIV

BRASIL INICIA AMANHÃ A BUSCA PELO

M. Borges

HEXACAMPEONATO

E

m busca do sexto título de campeão mundial de futebol, o Brasil inicia domingo, em Rostov, na Rússia, sua caminhada diante da seleção suíça. A partida tem início previsto para as 15 horas, na Arena Rostov. O técnico Tite não confirmou a equipe de estreia, mas não deverá ser dife-

rente da que disputou o último amistoso, domingo passado, contra a Áustria. Hoje jogam França x Austrália, às 7h; Argentina x Islândia, às 10h, Peru x Dinamarca às 13h e Croácia x Nigéria às 16h. No domingo, além do Brasil às 15h, jogam Costa Rica x Sérvia, às 9h, Alemanha x México às 12h.

X BRASIL

SUIÇA

Cidade tem 53,3 veículos para cada cem habitantes Mairiporã é uma das cidades com menos de 100 mil habitantes com maior número de veículos - incluindo carros, motos, ônibus, caminhões, trato-

res, quadriciclos e até reboques. Os 51.019 veículos registrados na cidade, em abril deste ano, pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), confirmam

que, a cada ano, mais e mais veículos circulam pelas ruas do município. Na última década, a frota teve aumento de 114%. A cidade, com 95.601 habitantes, segundo faM. Borges

Medicamentos em Mairiporã têm diferença de até 60% nos preços Levantamento realizado pela reportagem do Correio em 7 farmácias de Mairiporã e Terra Preta, escolhidas aleatoriamente, e 48 medicamentos, sendo 24 de cada classificação, apontou que a diferença de preços dos medicamentos chega a 60%. Foram comparados valores entre os genéricos, produtos de referência e também a média dos custos entre os dois grupos. PÁGINA

dos do IBGE de julho do ano passado, garante taxa de motorização maior que a do País, com 53,36 veículos para cada grupo de cem habitantes. PÁGINA 5 Cada instituição define o horário de funcionamento durante os jogos

Bancos poderão mudar horário de atendimento durante jogos do Brasil As agências bancárias de todo o País terão expediente especial nos dias em que a Seleção Brasileira entrar em campo pela Copa do mundo na Rússia. A estreia do Brasil na Copa será contra a Suíça neste domingo (17), às 15 horas, e as partidas seguintes da primeira fase serão contra Costa Rica (dia 22, às 9h) e Sérvia (dia 27, às 15h). De acordo com a circular divulgada pelo Banco Central, nos dias de jogo

as agências poderão funcionar até duas horas a menos, porém deverão estar abertas ao público por pelo menos quatro horas. O funcionamento normal diário é de seis horas. Ficará a critério de cada instituição decidir se abre mais tarde, fecha mais cedo ou se fará pausa durante o expediente. As agências ficam obrigadas a afixar avisos sobre a mudança de horário de atendimento com antecedência mínima de dois dias úteis.


2

OPINIÃO

COLUNA DO

CORREIO

CORREIOJUQUERY FRASE

“Em matéria de impostos, é função de um bom pastor tosar suas ovelhas, mas não tirar o seu couro.” (Tibério - Imperador romano)

PROBLEMAS

Folheando antigas edições de jornais locais é possível constatar que depois de nove administrações municipais (algumas com o mesmo prefeito), que somam mais de 30 anos, Mairiporã continua com os mesmos problemas: saúde precária e, em alguns casos, temerária; rede de coleta de esgoto que não chega a 40%, em uma cidade com 80% de seu território dentro da área de proteção ambiental; água ainda distribuída através de caminhões-pipa; estradas ruins; mobilidade urbana caótica e segurança inexistente. Diante dessa constatação fica a pergunta: o que foi que os prefeitos que passaram pelo Palácio Tibiriçá fizeram em mais de 30 anos? Ah, não se pode omitir que com a devida complacência dos mais de 100 vereadores que ocuparam cadeiras na Câmara no mesmo período.

TRIBUTOS

A coisa não anda muito boa para os cofres municipais. A inadimplência entre os contribuintes só faz aumentar. O Refis para grandes devedores se constituiu num fragoroso fiasco. Aliado a isso, o IPTU deste ano está entrando nos cofres na base do conta-gotas. A verdade é que o povo cansou dos políticos, da bandalheira e roubalheira, do mau uso do dinheiro público e por aí vai. E em outubro o eleitor vai dar seu recado nas urnas. Só não vai entender quem não quiser.

FOLHA

Também é voz corrente no Paço que a folha de pagamento dos funcionários está no limite determinado por lei. Ou seja, pode explodir a qualquer momento. Mas isso não causa estranheza, diante do descomunal quadro de comissionados, que recebem muito e fazem nada. Nessa toada a coisa pode degringolar de vez, pois arrecadação baixa e folha de pagamento alto não é uma equação que dá certo.

SAGA

A saga dos carros abandonados pela cidade continua. A Prefeitura publica uma relação interminável em todas as edições da Imprensa Oficial, finge que vai tomar providência e os proprietários fingem que acreditam. Pelo tamanho da frota largada ao relento, mais um pouco e essa história vai nos remeter ao conto de Machado de Assis, ‘O Alienista’, em que um homem, ao chegar numa pequena cidade, convenceu os abastados de que era preciso construir um manicômio. Depois de pronto, internou todos os moradores. Ou seja, mais um pouco e todos os carros da frota local receberão o carimbo de ‘abandonados’.

ELEIÇÃO

Sem grana e sem prestígio, a classe política de Mairiporã vai ficar de fora das urnas em outubro. Exceção feita ao ex-vereador Aladim, que garante estará com seu nome colocado à avaliação dos eleitores pelo PR. O que ainda não se sabe é quem vai formar na dobradinha com ele. Muitos nomes, mas nenhuma definição. Sem cacife eleitoral e financeiro, nenhum vereador pretende saber como anda o prestígio junto à população. Alguns deles, que ensaiaram candidatura no final do ano passado, emudeceram.

E O POVO...

Pode preparar o bolso, porque os preços dos produtos nos supermercados irão subir. A Associação Paulista de Supermercados (Apas) já avisou que os valores serão “fortemente impactados” por causa do estabelecimento de tabela com preços mínimos para o transporte de cargas pelo governo, também conhecido por frete.

SEM-TETO

O PSBD de São Paulo, via Twitter, comemorou decisão liminar que exclui os 645 municípios do Estado de se submeter aos efeitos da emenda constitucional que eleva o teto salarial dos servidores estaduais,

aprovada semana passada pela Assembleia. A decisão foi tomada em Adin ajuizada pela prefeitura de São Bernardo do Campo, administrada pelo tucano Orlando Morando.

TUCANOS

O PSDB paulista tem insistido que os diretórios municipais lancem candidatos a deputado estadual e a deputado federal. Vale tudo, ex-prefeitos, ex-vereadores, líderes comunitários, enfim, gente que possa trazer votos principalmente para Geraldo Alckmin, que vai mal das pernas na corrida presidencial. Essa pretensão tucana certamente só vale para cidades com colégios eleitorais expressivos. No caso de Mairiporã, a regra deve ser desconsiderada. Além de poucos eleitores, não há nomes expressivos.

PERMANENTE?

Vários municípios, Mairiporã no pacote, decretaram situação de emergência durante a greve dos caminhoneiros. No entanto, o fim da situação de emergência, caso tenha sido decretado, ainda não foi divulgado pela maior parte das Prefeituras.

LDO (I)

A segunda audiência pública para discussão da Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) aconteceu ontem na Câmara. Como esperado, o plenário estava às moscas. O pouco que tinha deve ser creditado na conta de servidores comissionados. Agora corre o prazo de dez dias para a apresentação de emendas.

LDO (II)

Vereadores não veem a hora de votar logo essa lei, pois sem sua aprovação não é dada a largada para o recesso parlamentar, também conhecido como ‘férias dos vereadores’. Aliás, férias ‘merecidíssimas pelo muito que os edis fizeram no primeiro semestre’.

Mairiporã, sexta-feira, 15 a 21/6 - 2018

EDITORIAL Cadê os candidatos?

TABELIÃO

O leito carroçável avenida da Tabelião Passarella continua firme e forte colecionando buracos, crateras, poças de água e desníveis em vários trechos. Principal artéria da cidade, que absorve pelo menos 75% de todo o fluxo de veículos, a tendência é que a situação fique ainda pior. Seria oportuno que o prefeito recuperasse toda a via, mas que fique bem claro que a exigência é de asfalto, não concreto, daqueles que vem sendo espalhados por aí, como se fosse pavimento.

Assistência Contábil, Fiscal e Departamento Pessoal Abertura e Encerramento de Empresas

4419-3295 - 4419-7188 - 4419-7171

www.tanenocontabilidade.com.br R. Olavo Bilac, 165-B - Centro - Mairiporã

Colega de sala

O

AJUDINHA

EMPRESA JORNALÍSTICA SANTOS & FERREIRA LTDA. Travessa Antonieta C. Spada, 26 CEP 07600-000 – Mairiporã-SP DIRETOR RESPONSÁVEL A. Wagner Azevedo DIRETOR COMERCIAL Marcos Roberto Borges DIRETOR DE REDAÇÃO David da Cunha Boal Júnior REDAÇÃO Lúcia Helena Juarez César Cláudio Cipriani Salvador José COLABORADORES Delfim Netto Ozório Mendes Celso Feliciano Rafael Fernandes

DIAGRAMADOR Jean Capuano REDAÇÃO E PUBLICIDADE Travessa Antonieta C. Spada, 26 Centro - Cep: 07600-000 Mairiporã - São Paulo www.correiojuquery.com.br contato@correiojuquery.com.br correio.juquery@ig.com.br

CNPJ nº 05.785.139/0001-01 As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste jornal O jornal se reserva o direito de não editar publicidade sem fundamentar recusa

Cobrança de verdade OZÓRIO MENDES

Rafael Fernandes, 19 anos, cursa o segundo ano de jornallismo na Faculdade Casper Líbero

exercício era simples: entrevistar uma pessoa com o objetivo de encontrar alguma passagem ou acontecimento na vida dela que valesse a pena ser aprofundado em uma reportagem. Era apenas um exercício em uma das aulas do curso de jornalismo; a reportagem nem seria realizada de verdade. O professor anuncia que as duplas vão ser escolhidas por ele, o que gera o habitual pânico geral, já que todo mundo prefere fazer qualquer tipo de exercício com um amigo próximo, aquele com o qual você já tem facilidade na troca de ideias e discutir questões. Mas, como a finalidade do exercício é explorar as memórias do outro, os pares são formados justamente por aqueles que menos têm intimidade (não faz sentido tentar conhecer alguém que você já conhece, né?). O meu nome é falado em voz alta, mas eu não ouço o nome da minha dupla. Só quando todos os pares são finalmente formados é que eu descubro quem é a colega que faria o exercício comigo e parece que o professor acertou em cheio, pois eu realmente nunca tinha trocado mais de duas ou três palavras com ela. Começamos com certa timidez, é claro. Deixo que ela faça as perguntas (a verdade é que eu não fazia ideia do que perguntar sobre a vida de uma pessoa que eu mal conhecia). Ela pergunta sobre a minha infância e eu respondo de acordo com as coisas que eu lembro. Algumas memórias se confundem; é o efeito do tempo que vai deixando o passado nublado, revelando apenas aqueles detalhes que guardamos com mais carinho. “Será que isso aconteceu desse jeito mesmo?”, eu me perguntava. Chegou a minha vez de fazer as perguntas e de início só repeti as que ela havia me feito quando foi sua vez de perguntar. Porém, quanto mais a conversa avançava, mais perguntas eu tinha. Descobri que ela fazia duas faculdades e era apaixonada por matemática. Ela descobriu o meu gosto por livros de ficção e um hábito que pouca gente sabe: prefiro não v er o filme antes de ler o livro. No final dos trinta minutos de duração do exercício, uma conversa rápida, eu senti que a conhecia. Não, não nos tornamos amigos íntimos, mas conhecidos, que não se conheceram através de coisas que outras pessoas falaram e nem que desenvolveram aquele tipo de relação superficial de colegas que só se cumprimentam, mas não param para conversar. Conhecimento que se deu através da troca de experiências. Que falta faz dedicar trinta minutos ou mais para as pessoas.

Embora um antigo filósofo do futebol tenha dito que se macumba ganhasse jogo o campeonato baiano terminaria sempre empatado, os políticos parecem não concordar. E por mais que se diga o contrário, muitos costumam procurar uma ajuda espiritual extra, principalmente em tempos eleitorais. E aí vale tudo. De templos católicos a evangélicos, de padres e pastores, até os terreiros com seus pais e mães de santo. Afinal, uma forcinha a mais para a campanha sempre é bem-vinda. Sem contar que a simples presença do candidato em qualquer desses locais desperta, naturalmente, a simpatia de seus habituais frequentadores. Em Mairiporã, ao longo de sua história política, quase todos os candidatos passaram por todos esses locais. Mesmo com a promessa de vitória, poucos conseguiram fazer valer essa ‘ajudinha’ extra.

PLANOS

E tem a história de um vereador que, internado numa clínica em Atibaia, foi questionado pela enfermeira: “Qual é seu plano (de saúde)?” E ele, sem pensar duas vezes: “Ficar bom!”

3

CRÔNICA

RAFAEL FERNANDES

Folclore Poítico CORREIOJUQUERY

OPINIÃO

Mairiporã, sexta-feira, 15 a 21/6 - 2018

ARTIGOS

S

e o mar não estava para peixe antes da greve dos caminhoneiros, que dirá agora. Os candidatos às eleições de outubro sumiram, muito provavelmente para não explicar a maior crise de abastecimento dos últimos anos, que refletiu em cheio em todas as áreas da atividade econômica. O eleitor já deu mostras, antes mesmo das paralisações por todo o País, que está de saco cheio daqueles que em seu nome fazem tudo o que há de mais condenável que possa existir numa Nação que mais parece terra arrasada. No dicionário dessa gente a palavra democracia tem sinônimos estranhos: falcatrua, roubalheira, corrupção, mordomia e um cinismo de fazer corar estátua. Se já estavam sumidos das ruas, para não ter que dar explicações ao povo, durante a greve se omitiram vergonhosamente. Ainda assim, uma gama de caras de pau se lança candidato (só à presidência da República são mais de dez). Em Mairiporã o assunto eleição, pelo menos no que diz respeito ao parlamento municipal, é assunto proibido. Discursos e posicionamentos dão lugar ao mais absoluto silêncio e alguns dizem que vão sair às ruas, durante a campanha, depois de esfregar óleo de peroba na cara, para pedir votos aos paraquedistas de sempre. Esse quadro, a menos de quatro meses das eleições gerais, é assustador e não permite que o cidadão vislumbre ao menos uma mísera vela no fim do túnel. Os políticos, de forma geral, ou estão sendo acusados em delações premiadas, ou estão respondendo a inúmeros processos ou estão presos. Sem considerar os mais de dez candidatos a presidente, cuja maioria se lançou para buscar recursos financeiros em benefício próprio, nos demais cargos em disputa muito pouco se ouve falar. Quem conhece um mínimo que seja de política sabe perfeitamente que 90% desses nomes são velhos conhecidos do eleitor e também da polícia. Este é o momento em que a opinião pública, de forma geral, precisa dizer alto e bom som tudo o que está engasgado e que foi engolido a seco. O que não é pouca coisa. O eleitor, em boa medida, tem que ter vergonha na cara e varrer esse bando de ladrões da vida pública. Embora pareça fácil, não é. Com um quadro dantesco como esse, seria até ingenuidade perguntar: cadê os candidatos?

VIOLÊNCIA

Conforme reportagem deste jornal na edição passada, o número de homicídios explodiu na cidade no mês de abril, dados oficiais da Secretaria da Segurança Pública do Estado. Nossas autoridades, no entanto, se comportam como se essa situação fosse corriqueira. Ou seja, prefeito e vereadores não tem nenhum interesse pelo assunto. Nos primeiros quatro meses deste ano foram 7 homicídios dolosos (quando há intenção de matar).

CORREIOJUQUERY

Advogado Militante na Comarca e ex-vereador na gestão 1983/1988.

O

amigo leitor deve ter lido com cuidado, os números da violência de abril registrados em Mairiporã. São assustadores, para dizer o mínimo. A pergunta que cabe é uma só: quem se sente seguro na cidade? E as estatísticas não ficam restritas a homicídios, também têm números espantosos em lesões por acidente de trânsito, furtos e roubos em geral e furtos e roubos de veículos e de carga, além de estupros. Ainda não chegamos ao patamar de cidades da região que são mais violentas, mas dentre cinco, já somos a terceira. O que a população não entende é que, mesmo a segurança sendo um assunto pertinente ao Governo do Estado, nossas autoridades não se debruçam com seriedade sobre a falta de segurança. O que têm feito até aqui são discursos eloquentes, indicações e requerimentos oriundos da Câmara e algumas moções de

apelo, como se a população pudesse se fiar em moções de vereadores. Reportagens especiais que o Correio fez há algumas semanas revelaram que o efetivo policial militar de Mairiporã atua com metade do necessário, e que também a Polícia Civil tem um quadro defasado. A isso, deve-se somar equipamentos e viaturas sucateadas. Dos últimos concursos realizados pela Polícia Militar de São Paulo, o município praticamente não recebeu qualquer fração dos novos policiais formados. Prefeito e vereadores, por dever de ofício, precisam cobrar, inclusive através da grande imprensa, que o Governo do Estado aumente o efetivo policial e dê boas condições de trabalhos aos militares. Assistir a criminalidade crescer de forma vertiginosa, sem nenhum tipo de reação, é condenável sob todos os pontos de vista.

TRAPOS DE MEMÓRIA CELso FELICIANO

Coronel e Mestre em Ciências da Comunicação. Foi Comandante Geral da Polícia Militar de São Paulo e Secretário de Desenvolvimento Sustentável do Governo Municipal de Mairiporã.

SABER FAZER E FAZER SABER – DÉCADA DE 1990 III - A HORA DE PINTAR O SET (final) 2- O cenário (em inglês, set) pode ser uma casa, uma empresa, uma rua, um bairro, uma cidade, etc.. Pode ser a paisagem natural ou um ambiente criado artificialmente, não importa, desde que sirva para a finalidade estabelecida. A bela visão de uma localidade, a partir de sua entrada, pode sugerir o nível da qualidade de vida, higiene e saúde existentes no lugar e ser um convite aos passantes para uma visita. Uma empresa que se preocupa com a apresentação de sua fachada e organiza seu layout racionalmente, tem um alto retorno. Internamente, a satisfação de seus empregados e, externamente, o reconhecimento da comunidade por colaborar na montagem do cenário que atrairá turistas e empreendedores, distinguindo a cidade, dando-lhe características peculiares. 3- Várias empresas brasileiras estão aplicando um método conhecido por housekeeping - manter a casa limpa. Para elas, a limpeza é uma obrigação de todos e não apenas tarefa dos faxineiros. Ao promover o dia da limpeza, uma organização descobriu uma área ociosa de 2400m2 e se livrou de um aluguel mensal de 40000 dólares ao liberar um antigo depósito, conforme relatou a revista EXAME de 21 de agosto último (ar* 1991), receitando “como dar início a um programa de housekeeping e melho-

rar a organização dos locais de trabalho: 1 - promover um dia de limpeza, com ampla campanha de cartazes e folhetos para criar motivação; 2- nesse dia, toda a empresa pára. Os funcionários devem ter liberdade para realizar o que acham melhor para o seu local de trabalho: fazer faxina, pintar paredes, etc.; 3 - a utilidade de todos os móveis e utensílios deve ser questionada. Aquele que estiver em desuso deve ser jogado fora ou aproveitado por outro departamento; 4 após a limpeza, sempre sobram áreas livres. Elas precisam ser ocupadas imediatamente, como pontos de lazer ou de melhoria da produção, para evitar que surjam no local novos entulhos; 5 - a escolha periódica dos setores mais limpos e organizados ajuda a preservar o trabalho. A visita de familiares também, pois ninguém gosta de mostrar aos parentes que trabalha em meio à sujeira; e 6 - os funcionários devem ser conscientizados, através de palestras e cursos, de que sem limpeza não há qualidade nem produtividade.” Estes ensinamentos valem para a comunidade. Quando seus integrantes decidirem que é hora de pintar o set e souberem escolher as cores haverão de produzir uma opereta aplaudida em cena aberta, recebendo a melhor crítica e recomendada a outros espectadores. A eles, na melhor tradição do teatro, só se pode desejar M (boa sorte).


4

LOCAL

CORREIOJUQUERY

CORREIOJUQUERY

Mairiporã, sexta-feira, 15 a 21/6 - 2018

MAIRIPORÃ NÃO APARECE NO LEVANTAMENTO

Região tem três cidades sem risco de surto para dengue, zika e chikungunya Divulgação

Claudio Cipriani | da Redação

NENHUMA cidade da região aparece na lista de 1.153 municípios que apresentaram alto índice de infestação do mosquito Aedes aegypti e correm risco de surto para dengue, zika e chikungunya, segundo o Ministério da Saúde. Os números foram divulgados no início da semana com base em estudo feito pelo LIRAa (Levantamento Rápido do Índice de Infestação por Aedes aegypti),

Vacinação contra a gripe prorrogada até dia 22 Lucia Helena | da Reportagem

O MINISTÉRIO da Saúde, em anúncio feito anteontem, prorrogou até o dia 22 de junho a Campanha Nacional de Vacinação contra a

Gripe. O órgão assinalou que foram baixas as coberturas registradas até o momento, principalmente nos grupos prioritários formados por crianças e gestantes. A imunização segue com os grupos prioritários defini-

dos desde o início da campanha, podendo ser ampliado, a partir do dia 25 de junho e caso haja disponibilidade de vacinas nos estados e municípios, para crianças de cinco a nove anos de idade e adultos de 50 a 59 anos.

que identifica os criadouros predominantes e o quadro de infestação dos municípios. Quando o índice é inferior a 1%, a condição é considerada satisfatória. Mairiporã não aparece na listagem, o que significa que não fez nenhum levantamento acerca das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti. Caieiras aparece com 0,1, Cajamar com 0,3 e Francisco Morato com 0,8. O município de Franco da Rocha está em situação de alerta, com 2.9.

De 1% a 3,9% há situação de alerta; e existe o risco de surto se for superior a 4%. Dos 5.561 municípios brasileiros, 5.191 realizaram algum tipo de levantamento. Segundo o Ministério da Saúde, o LIRAa é fundamental para o controle do Aedes, pois indica os bairros onde estão concentrados os focos de reprodução do mosquito e o tipo de criadouro predominante, e ajuda os municípios a ter melhores condições de fazer o planejamento das ações de combate e controle do mosquito.

G1

ROUBO DE CARGA NA CIDADE Ano Total 2018 12 (até abril) 2017 16 2016 28 2015 21 2014 9 2013 2

O NÚMERO de roubo de carga tem sido crescente desde 2013 em Mairiporã. Apenas no primeiro quadrimestre deste ano já foram 12 registros. De acordo com dados da SSP-SP (Secretaria da Segurança Pública), foram 2 em 2013 e, no ano seguinte, espantoso aumento de 350%, com 9 ocorrências. Em 2015, novo aumento expressivo, de 133%, com 21 registros. Em 2016 os números voltaram a subir, com 28 roubos registrados, que representaram 33% a mais. 2017 foi o único ano em que houve queda, com 16 cargas roubadas. De acordo com especialistas em criminalidade, o aumento nesse tipo de roubo tem relação direta com a migração do crime para essa modalidade. Também apontam que a popularização de transações eletrônicas ajudou, pois hoje ninguém tem dinheiro, moeda mesmo, circulando. Os registros de roubos a casas comerciais, incluindo os postos de gasolina, diminuíram,

porque a maioria das vendas desses setores é recebida via cartão. Se o criminoso precisa de dinheiro, geralmente para comprar drogas e armamento, a saída foi atacar carros-fortes e cargas, estas vendidas rapidamente, porque o receptador paga à vista, ainda que o preço

Salvador José | da Redação

MAIRIPORÃ é uma das cidades com menos de 100 mil habitantes com maior número de veículos - incluindo carros, motos, ônibus, caminhões, tratores, quadriciclos e até reboques. Os 51.019 veículos registrados na cidade, em abril deste ano, pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran), confirmam que, a cada ano, mais e mais veículos circulam pelas ruas do município. Na última década, a frota teve au-

Da Redação

Roubo de carga tem média de 15 registros por ano Wagner Azevedo | da Reportagem

Cidade tem 53,3 veículos para cada cem habitantes mento de 114%. Neste ano, enquanto o Brasil atingiu a marca de 47,28 veículos para cada cem habitantes e o Estado de São Paulo de 63,06 veículos para cada cem habitantes, Mairiporã garante taxa de motorização maior que a do País, com 53,36 veículos para cada cem habitantes. Para os especialistas em estudos sobre trânsito, transportes e logística, o índice tem aspectos positivos e negativos. “Do ponto de vista econômico, mostra que a cidade tem bom rendimen-

Indústria é o empregador número um da cidade

Só nos primeiros quatro meses deste ano foram 12 registros

seja menor. Ainda segundo especialistas, o consumidor final é a principal vítima dessa ação, pois tem que pagar o custo final, que não fica restrito à conta do transporte e do armazenamento, tudo isso é impactado pela falta de segurança.

LOCAL

Mairiporã, sexta-feira, 15 a 21/6 - 2018

Mairiporã gerou 12 empregos no primeiro quadrimestre de 2018, mas embora o resultado seja positivo, perdeu duas vagas na compa-

ração com os últimos quatro meses do ano passado, quando foram contratados 14 trabalhadores. O levantamento foi feito pelo Correio com base nos dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados).

Correio Imagem

São 53 veículos para cada grupo de 100 habitantes to individual, que permite a compra de veículos. Por outro lado, do ponto de vista da sustentabilidade, mostra que a cidade está investindo no transporte individual motorizado em detrimento de outras opções sustentáveis, como o

transporte coletivo e o individual não motorizado.” Afirmam, ainda, que é possível comparar cidades quando o número de habitantes é levado em consideração, na chamada taxa de motorização, porém as carac-

O setor da Indústria de Transformação manteve-se como maior empregador da cidade entre janeiro e abril deste ano, com 53 empregos, seguido pelo setor Serviços. No mesmo período em 2017, era o setor de Serviços quem mais empregava, com 80 pessoas contratadas. Setores - A Indústria gerou 53 novos empregos formais neste ano, computando-se os

dados até abril. A construção civil fechou 29 postos, resultado da contratação de 43 pessoas e 72 demissões. O Comércio também oscilou negativamente, com 53 vagas fechadas.

Medicamentos em Mairiporã têm diferença de até 60% nos preços Da Reportagem LEVANTAMENTO realizado pela reportagem do Correio em 7 farmácias de Mairiporã e Terra Preta, escolhidas aleatoriamente, e 48 medicamentos, sendo 24 de cada classificação, apontou

que a diferença de preços dos medicamentos chega a 60%. Foram comparados valores entre os genéricos, produtos de referência e também a média dos custos entre os dois grupos. Com base na diversidade de política de preços adotada pelos diversos estabeleci-

5

mentos e para que fosse possível efetuar um comparativo, a pesquisa partiu dos seguintes parâmetros: levantar pessoalmente os preços em farmácia/ drogaria; utilizar como critério o preço com desconto máximo para o cliente comum, independente da exigência de cadastro do consumidor; não considerar os descontos vinculados ao Programa Farmácia Popular. Entre os medicamentos de referência, a maior diferença de preço encontrada foi em relação ao antialérgico Claritin 10mg de 12 comprimidos. A variação chega a 150,95%: R$ 50,19, R$ 20 e ao preço médio de R$ 36,39. A diferença de custo chega a R$ 30,19. A maior diferença entre os medicamentos genéricos foi no custo do anti-inflamatório Nimesulida 100 mg de 12 comprimidos: chega a 350,50%. Os valores são R$ 13,47, R$ 7,64 e R$ 2,99, com uma variação de R$ 10,48. A tabela é a mesma para todo o País e sofre apenas a alteração de ICMS de cada Estado. A lista estabelece o preço que a farmácia paga pelo produto e o valor máximo de repasse ao consumidor e a tabela é reajustada uma vez por ano.

terísticas de cada município devem ser avaliadas. Qualidade do transporte público, poder aquisitivo da população e topografia são fatores que influenciam na quantidade da frota de uma cidade. O alto número de motoriza-

ção é incentivado pelo governo federal através das facilidades para se comprar veículos, por meio de parcelamentos, descontos e redução de impostos. E diante disso, as cidades nada podem fazer para influir diretamente no processo.

ANUNCIE

CORREIOJUQUERY.COM.BR


6

CORREIOJUQUERY

Mairiporã, sexta-feira, 15 a 21/6 - 2018

CORREIOJUQUERY

Mairiporã, sexta-feira, 15 a 21/6 - 2018

7


8

LOCAL

CORREIOJUQUERY

Mairiporã, sexta-feira, 15 a 21/6 - 2018

1.495 CARGOS PARA 91 DIRETORIAS DE ENSINO

Educação publica edital para concurso de agente de organização escolar Lucia Helena | da Redação

A SECRETARIA de Estado da Educação (SEE) publicou no Diário Oficial o edital referente ao concurso para provimento de 1.495 Agentes de Organização Escolar (AOE). Os que conseguirem a vaga serão distribuídos entre as 91 diretorias regionais de ensino da rede estadual paulista. O concurso terá validade de dois anos, contados a partir da data em que publicar a homologação no Diário Oficial do Estado (prorrogável uma vez por igual período, a critério da SEE). As inscrições poderão ser realizadas no site

da CKM Serviços (www.ckmservicos.com.br), no link referente ao respectivo concurso, até às 16h do dia 10 de julho deste ano, quando serão encerradas. A função de agente é atuar exclusivamente nas unidades de ensino da rede em atividades que envolvem a rotina da secretaria escolar, assim como no atendimento aos alunos e comunidade escolar em geral. A jornada de trabalho compreende 40 horas semanais e a remuneração mensal total é de R$ 1.142,64 (salário base + abono complementar). Para concorrer, o candidato precisa ter idade mínima de 18 anos,

nível médio completo e ser brasileiro nato, naturalizado ou, em caso de nacionalidade portuguesa, estar amparado pelo estatuto de igualdade. A taxa de inscrição é de R$ 32,00 e pode ser paga por meio de boleto em qualquer agência bancária, sendo a inscrição confirmada somente após a efetivação do pagamento dentro do prazo estipulado. Ao se inscrever, o candidato deverá obrigatoriamente optar por uma das 91 Diretorias de Ensino que integram a rede estadual paulista, e acompanhar o status de sua inscrição no link específico do concurso no site da CKM.

PROJETOS TENTAM AUXILIAR NA RECUPERAÇÃO

Mairiporã tem quase 150 adolescentes apreendidos em apenas cinco anos

Da Reportagem

04:40 05:00 05:15 05:45 06:00 06:00 06:15 06:40 07:00 07:00 07:15 07:30 07:45 08:00 08:00 08:30 09:00 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00

11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00 14:30 14:45 15:00 15:15 15:30 16:00 16:15 16:30 16:45 17:00 17:30 18:00 19:00 20:00 21:00

05:45 06:15 06:40 07:00 07:20 07:40 08:00 08:20 08:40 09:00 09:10 09:20 09:40 10:00 10:20 10:40 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00

14:30 15:00 15:30 16:00 16:15 16:30 16:40 16:50 17:00 17:15 17:30 17:45 18:00 18:20 18:40 19:00 19:30 20:15 21:00 22:00 22:20 23:00

Seduzidos pelo crime, principalmente o tráfico de drogas, 146 crianças e adolescentes foram apreendidos em flagrante ou por determinação judicial em Mairiporã nos últimos cinco anos, de acordo com números oficiais da Secretaria de Segurança Pública de São Paulo. Não entraram nessa conta os 5 registros feitos de janeiro a abril deste ano. Os dados, registrados entre 2013 e dezembro de 2017, são considerados absurdos pelos analistas em criminalidade juvenil e tornou-se um problema quase que insolú-

04:15 05:00 05:30 06:00 06:15 06:30 07:00 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00

11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00 14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 19:00 20:00 21:00

12:30 13:00 13:30 14:00 14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 20:00 21:00

06:00 06:40 07:10 07:30 08:00 08:00 08:30 09:00 09:10 09:30 10:00 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00

06:00 06:40 07:10 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00

13:30 14:00 14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:15 21:00 22:00 23:00

14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:00 20:30 21:00 22:00 23:00

Ano 2013 2014 2015 2016 2017 Total

Total 6 8 40 58 34 146

vel para as autoridades. Está na média de outros duas cidades, Caieiras e Cajamar, e explicita a fragilidade da segurança pública, já que a venda de drogas é feita por crianças e

adolescentes que exercem a função de ‘vapores’. Semads - Sobre os menores infratores, o Semads (Secretaria Municipal de Ação e Desenvolvimento Social) informou que oferta serviços obrigatórios como medida socioeducativa, definida pelo Poder Judiciário, como prestação de serviços comunitários e liberdade assistida. Também há o Creas (Centro de Referência Especializado de Assistência Social), que acompanha esses jovens e suas famílias e trabalha pela inclusão em programas e benefícios da Assistência Social, além de alguns projetos independentes.

Arteris Fernão Dias aumenta em 10,2 % os investimentos no primeiro trimestre de 2018 Da Redação

04:00 05:00 05:30 06:00 06:15 06:30 07:00 07:00 07:30 08:00 08:00 08:30 09:00 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00

APREENSÃO DE ADOLESCENTES

No primeiro trimestre deste ano a Arteris Fernão Dias investiu mais de R$ 50 milhões em obras, recupera ção de pavimento, gestão e manutenção da rodovia. O valor é 10,2% maior do que o aplicado em 2017, quando foram investidos aproximadamente R$ 44,9 milhões. Porém, durante os dez anos de concessão, os investimentos já ultrapassam a casa dos R$ 2,1 bilhões. O investimento de uma década foi aplicado em melhorias na rodovia com foco na segurança do usuário, redução de acidentes e trafegabilidade da via. É o caso, por exemplo, de obras como

o Contorno de Betim, construção do trevo no km. 494, implantação de 88 km. de faixas adicionais, instalação de 53 passarelas para pedestres, construção de alças de acesso, adequação de trevos, entre outras melhorias. A rodovia Fernão Dias possui fluxo diário em

torno de 200 mil veículos. A Arteris é responsável pela manutenção e conservação de 570 quilômetros de extensão da BR341, dede Contagem/MG até término em Guarulhos/SP. No treclho estão 33 municípios, sendo 27 no Estado de Minas Gerais. Divulgação

Em dez anos, concessionária informa que já investiu R$ 2,1 bilhões na rodovia

CORREIOJUQUERY

Mairiporã, sexta-feira, 15 a 21/6 - 2018

9


10

CORREIOJUQUERY

Mairiporã, sexta-feira, 15 a 21/6 - 2018

CORREIOJUQUERY

EDITAL PARA VENDA DE IMÓVEL CONCORRÊNCIA Nº 001/2018 ASSOCIAÇÃO DOS PROPRIETÁRIOS DO LOTEAMENTO SAUSALITO PORTAL 3, associação privada, inscrita no CNPJ de nº 08.382.857/0001-25, sediada na Estrada de Santa Inês, s/n, KM 17, Bairro Santa Inês, CEP. 07600-000, Mairiporã/SP, torna público que no dia, hora e local abaixo indicado, realizará licitação na modalidade de concorrência, do tipo maior oferta, para a alienação de imóvel de sua propriedade, nas condições em que se encontra, de acordo com as condições estabelecidas no presente edital, são elas: Dia: 30/06/2018 Hora: 10 horas Local: Sede da Associação Objeto: A presente concorrência tem por objeto a venda do imóvel lote 09 da quadra B localizado no loteamento SAUSALITO - PORTAL 3, no município de Mairiporã/SP, com área de 1.250,00 mts2, nas condições que se encontram. Matrícula: 5107 Imóvel: “Lote 9 da quadra B, do Loteamento SAUSALITO - PORTAL 3, bairro Rio Abaixo, em Zona Urbana, deste distrito, município de Mairiporã, com área de 1.250,00 mts2, medindo – 25,00 mts de frente, nos fundos, 25 mts, da frente aos fundos do lado direito 50,00 mts, e do lado esquerdo 50,00 mts, confrontando de frente com a estrada existente, nos fundos com a Rua dos Nascisos, do lado direito com o lote 10, e do lado esquerdo com lote 08, cadastrado pela Prefeitura Município de Mairiporã sob o nºs 04.74.02.09.” Lance mínimo: R$150.000,00 (cento e cinquenta mil reais). Pagamento: À vista, sendo um sinal de 20% no ato da assinatura do compromisso de compra e venda e o restante na assinatura da escritura. Corretagem: A associação não se responsabiliza por repasse nenhum valor a Corretores de Imóveis que apresentarem possíveis compradores ao imóvel, ficando a cargo deles este pagamento. DA APRESENTAÇÃO DA DOCUMENTAÇÃO E DAS PROPOSTAS: (i). No dia, hora e local indicado no preâmbulo deste Edital, a Comissão Especial de Licitação procederá ao recebimento da respectiva proposta, em envelope fechado, para o imóvel objeto deste Edital. (ii). O envelope deverá conter a proposta de preço do licitante conforme modelo constante do “Anexo A” deste Edital. (iii). Para cada licitante será permitida a apresentação de uma única proposta para o imóvel objeto deste Edital. DA ABERTURA DOS ENVELOPES DE HABILITAÇÃO E DAS PROPOSTAS DE PREÇOS (i). No horário estabelecido para o recebimento das propostas a Comissão Especial de Licitação procederá ao exame da habilitação dos licitantes. DA ANÁLISE, JULGAMENTO E CLASSIFICAÇÃO DAS PROPOSTAS (i). Será proclamada vencedor a proposta que, atendendo às exigências deste Edital, apresentar a maior oferta de preço em Real. (ii). Ocorrendo empate de propostas de preços, a Comissão Especial de Licitação procederá, na mesma sessão, sorteio para classificação final da proposta vitoriosa. ANEXO A CONCORRÊNCIA Nº 001/2018

MAIRI TECH MUITO MAIS QUE INFORMÁTICA

MODELO DE APRESENTAÇÃO DE PROPOSTA

CEMITÉRIO DA SAUDADE 6/6- Marco Roberto Franco Bueno, aos 49 anos, casado com Márcia Aparecida Scaglione Bueno, natural de Santo André, deixou as filhas Tatiana e Jéssica. 11/6- Mercedes Pereira Cassalho, aos 60 anos, casada com Wilson Fernandes Cassalho, deixou os filhos Cláudio e Daniela.

CEMITÉRIO DOS COQUEIRAS 7/6- Alzira Moreira de Andrade, aos 82 anos, solteira, natural de Correntina (BA), não deixou filhos. 7/6- Júlio Moço, aos 90 anos, viúvo, natural de Pratania (SP), deixou os filhos João e Ângela. 9/6- José dos Anjos C. dos Santos, aos 49 anos, separado, natural de Presidente Venceslau (SP), deixou a filha Bianca. 10/6- Maria do Espírito Santo Souza, aos 66 anos, divorciada, natural de Penalva (MA), deixou os filhos Janaína e Jerônimo. 11/6- Aparecida Florindo Cardoso, aos 69 anos, viúva, natural de Indaiatuba (SP), deixou os filhos Lucimara e Marcos.

CORREIOJUQUERY.COM.BR

TEMPO HOJE

AMANHÃ

Chuvoso durante o dia e à noite. Temperaturas baixas desde as primeiras horas da manhã, com mínima de 12°C e máxima de 17°C.

Chuvoso durante o dia e à noite. Temperaturas baixas desde as primeiras horas da manhã, com mínima de 12°C e máxima de 17°C.

DOMINGO Céu nublado com possibilidade de garoa durante todo o dia. Temperaturas entre mínima de 12°C e máxima de 19°C.

SEGUNDA

Nublado pela manhã, com possibilidade de garoa. Tarde de sol e poucas nuvens. Mínima de 13°C e máxima de 21°C.

"SEIKI & SEIJI INFORMÁTICA LTDA ", sociedade empresária limitada, constituída conforme as leis brasileiras, devidamente inscrita no CNPJ/ MF sob nº. 62.265.988/0001-78, com sede à Rua Hermelina Bueno Franco, nº 106 - Jardim Henrique Martins - Mairiporã - SP, declara para os devidos fins de direito o extravio de todos talões de notas fiscais de serviços do nº 051 a 150 referentes à Inscrição Municipal nº. 7.876, na Prefeitura de Mairiporã."_

Concurso 1.675

01 02 03 05 07 08 09 12 14 19 20 21 22 23 25

4419-7112

SERVIÇOS

OBITUÁRIO

Lotofácil

ASSISTÊNCIA TÉCNICA COMPUTADORES Rua Cardoso NOTEBOOKS MONITORES César, 21 – Centro ROTEADORES VÍDEOGAMES LÂMPADAS DE LED

TREVO DA SORTE INFORMA RESULTADOS

Federal

Concurso 05292

1º - 03223 - R$ 350 mil 2º - 38041 - R$ 18 mil 3º - 82936 - R$ 15 mil 4º - 04815 - R$ 12 mil 5º - 07173 - R$ 10 mil

Mega-Sena

Concurso 2.0499

10 19 27 31 51 53

Quina

Concurso 4.703

11 34 39 46 75

Lotomania

Concurso 1.874

00 01 08 13 23 34 35 37 38 41 44 55 65 66 70 71 72 74 78 90

Dupla-sena

Concurso 1.799

1º sorteio

06 13 34 44 45 46

2º sorteio

05 06 16 23 38 41

LOTERIAS TREVO DA SORTE Rua Cel. Fagundes, 61

4604-3232

EDITAIS

Mairiporã, sexta-feira, 15 a 21/6 - 2018

1. Qualificação do licitante: Nome:_________________________________________________________________ CPF/CNPJ:__________________ Endereço:___________________________________ Profissão:________________________ Telefone:______________________________ 2. Valor total da proposta:_________________________________________________ DECLARAÇÃO: Declaro, ao assinar esta proposta em 01 (uma) via, que conheço e estou de pleno acordo com as normas do Edital acima referido e que aceito o imóvel no estado físico de ocupação e de regularização em que se encontra. São Paulo, 30 de junho de 2018 Assinatura do Licitante ou Representante Legal

EDITAL DE CITAÇÃO Processo Físico nº: 0005252-62.2008.8.26.0338 - Nº DE ORDEM 1427/08 Classe: Assunto: Desapropriação - Desapropriação por Utilidade Pública / DL 3.365/1941 Requerente: Autopista Fernão Dias S/A Requerido: Mário Cavallari Júnior e outros EDITAL DE CITAÇÃO - PRAZO DE 30 DIAS PROCESSO Nº 0005252-62.2008.8.26.0338 O(A) MM. Juiz(a) de Direito da 2ª Vara, do Foro de Mairiporã, Estado de São Paulo, Dr(a). Enio José Hauffe, na forma da Lei, etc. FAZ SABER a(o) ESPÓLIO DE ANTONIO D’AGOSTINO, na(s) pessoa(s) de seu(s) legítimo(s) herdeiro(s) e sucessor(es), que lhe foi proposta uma ação de Desapropriação por parte de Autopista Fernão Dias S/A, alegando em síntese: Trata-se de desapropriação parcial de uma área de terras de 19.651,30m² (dezenove mil, seiscentos e cinquenta e um metros e trinta centímetros quadrados) a ser destacada da transcrição nº 1.002 do Cartório de Registro de Imóveis da Comarca de Mairiporã, que consta pertencer, em parte, ao referido espólio. Como indenização para referida área de terras, a autora ofereceu o valor de R$530.850,34 pela totalidade das áreas desapropriadas nos autos. Encontrando-se o réu em lugar incerto e não sabido, foi determinada a sua CITAÇÃO, por EDITAL, para os atos e termos da ação proposta e para que, no prazo de 15 (quinze) dias, que fluirá após o decurso do prazo do presente edital, apresente resposta. Não sendo contestada a ação, o réu será considerado revel, caso em que será nomeado curador especial. Será o presente edital, por extrato, afixado e publicado na forma da lei. NADA MAIS. Dado e passado nesta cidade de Mairiporã, aos 24 de maio de 2018. ENIO JOSÉ HAUFFE Juiz de Direito

A empresa: PROPOSTA ASSESSORIA CONSULTORIA E PROJETOS SOCIAIS S/S LTDA, devidamente inscrita no CNPJ, sob nº 06.052.742/0001-47, junto a Prefeitura de Mairiporã. DECLARA o extravio das Notas Fiscais de Serviço, Série A, do nº 01 ao nº 100, todas em branco, conforme Boletim de Ocorrência nº 652161/2018.

A empresa: S.C.R. COMUNICAÇÃO VISUAL E COMÉRCIO EIRELI - EPP, devidamente inscrita no CNPJ, sob nº 03.080.919/000120, junto a Prefeitura de Mairiporã. DECLARA o extravio das Notas Fiscais de Serviço, Série 01, do nº 001 ao nº 1100, todas em branco, conforme Boletim de Ocorrência nº 640622/2018.

11

EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA IGREJA APOSTOLICA RESTITUIÇÃO EM CRISTO JESUS

A diretoria da “IGREJA APOSTOLICA RESTITUIÇÃO EM CRISTO JESUS”, através de sua Presidente Bispa ANA PAULA DE BARROS ARANHA AGUIAR, convoca os membros desta IGREJA, para a Assembleia Geral Ordinária, que se realizará no dia 07 de julho de 2018 as 21:00 horas nas dependências desta Igreja, com a finalidade de: ELEIÇÃO E POSSE DOS MEMBROS DA DIRETORIA EXECUTIVA Mairiporã/SP, 15 de Junho de 2018 _________________________________________ ANA PAULA DE BARROS ARANHA AGUIAR

ASSOCIAÇÃO CANADÁ VILLAGE ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA CONVOCAÇÃO O Administrador Provisório, abaixo assinado, devidamente nomeado pelo R. Juízo da 2ª Vara Cível do Foro da Comarca de Mairiporã, atendendo determinação do mesmo Juízo, bem como em conformidade com os Estatutos, Convoca os Senhores Sócios da Associação Canadá Village, sito à Rodovia Fernão Dias, KM 533 + 472 – Parque São Fernão – Mairiporã – SP, a comparecerem para a Assembleia Geral Ordinária de acordo com a determinação judicial a ser Realizada em: DATA: 30 dE Junho de 2018. HORA: 1ª Convocação: 09h00min. (‘quorum” de 51% dos lotes totais). 2ª Convocação: 10h00min. (‘quorum” de qualquer número de presentes). LOCAL: Escritório da Sede da Associação – Av. Montreal, s/n – Lote 1 da Quadra C1 – Associação Canadá Village – Mairiporã – SP. ORDEM DO DIA

A empresa CENTRO DE FORMAÇÃO DE CONDUTORES POSITIVO LTDA, CNPJ nº 03.544.215/000161, DECLARA o extravio do Talão de Notas Fiscais do nº 0001 a 2050, conforme Boletim de Ocorrência nº 29/05/2018 (1).

1º - Eleição dos cargos de Diretor Presidente, Diretor Vice-Presidente e membros do Conselho Fiscal para um novo mandato conforme artigo 42 do Estatuto Social, sendo 03 efetivos e um suplente. Mairiporã, 07 de Junho de 2018 Associação Canadá Village Mauricio Lima da Silva Administrador Provisório (nomeado judicialmente) Obs.: Esclarece que de acordo com o Artigo 15, parágrafo Único do Estatuto Social, não poderão tomar parte nas deliberações da Assembléia Geral ou Reuniões, os Sócios que estiverem em atraso no pagamento de suas contribuições de Taxa de Manutenção Ordinária ou Extraordinária, ou multas que lhes tenham sido impostas, inclusive as contribuições vencidas nos meses das respectivas Assembléias. Esclarece também que de acordo com o Artigo 20 do Estatuto Social, as deliberações das Assembléias Gerais obrigam a todos os Sócios, assim como os demais órgãos sociais, inclusive os Sócios delas ausentes. Esclarece finalmente que de acordo com o Artigo 23, parágrafo Único do Estatuto Social, nas Assembléias Gerais será permitida a representação de sócio por procurador, através de procuração simples com firma reconhecida.


12

CORREIOJUQUERY

140,00

Mairiporã, sexta-feira, 15 a 21/6 - 2018

CORREIOJUQUERY

Mairiporã, sexta-feira, 15 a 21/6 - 2018

13

709  
709  
Advertisement