Page 1

CORREIO JUQUERY

Mairiporã • Sexta-feira 21 de fevereiro de 2014

1

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã, sexta-feira, 21 de fevereiro de 2014

www.correiojuquery.com.br

CORREIO ONLINE

ANO IX - Nº 506 ● www.correiojuquery.com.br Distribuição gratuita ● R$ 1,00 (nas bancas)

Mamografia pode ser marcada sem pedido médico PÁGINA 6

ANIVERSÁRIO DA CIDADE

Paula Fernandes

Confirmada como principal atração

PÁGINA 6

Viajar entre municípios do Estado está 6,54% mais caro PÁGINA 5

Vereadores e direção do Hospital discutem a intervenção na entidade J. L. Gonçalves

O presidente da Câmara, Essio Minozzi Júnior, acompanhado de outros três vereadores, esteve reunido anteontem com o interventor do Hospital e Maternidade Mairiporã (HMM), Anderson Apare­ cido Mendonça, para dis­ cutir questões relacio­nadas à intervenção do município na entidade, que deveria durar 180 dias, mas está chegando próxima de 180

meses, e sobre os gastos da instituição ao longo dos anos. Essio cobrou balancetes que a lei exige para poder votar, na terça-feira, novo repasse financeiro para os próximos doze meses, que somam R$ 7,5 milhões. O Correio trará, em sua próxima edição, um panorama sobre o HMM e os motivos que ainda mantém o HMM sob intervenção.

Conta de água vai ter reajuste de 4,66% em maio O índice da revisão tarifária foi divulgado esta semana pela Artesp (Agência Reguladora de Sanea-

mento e Energia do Estado de São Paulo) para todas as cidades atendidas pela Sabesp. PÁGINA 5

Prefeitura e Correios Intervenção no hospital, que deveria durar 180 dias, está sob tutéla da Prefeitura há quase 180 meses

MAIRIPORÃ

PÁGINA 3 Correio Imagem

Embora não seja novidade atribuir ao eleitor a fraqueza de memória, na prática ela se confirma. Levantamento feito pela reportagem do Correio, no último final de semana, aponta que a maioria dos eleitores mairiporanenses não se lembra em que votou para deputado, nas eleições de 2010. Pior, não se lembra em quem votou para vereador, em 2012. PÁGINA 3

Câmara dos Deputados decide obstruir e adia votação de veto sobre novos municípios

PÁGINA 3

Valdeci América propõe isenção de IPTU para portadores de doenças crônicas O vereador Valdeci América (PV) sugeriu ao prefeito Marcio Pampuri, que sejam realizados estudos que propiciem a isenção do pagamento de IPTU aos portadores de doenças crônicas, ou seus responsáveis legais. De acordo com a proposta, também seriam beneficiados os portadores de Neoplasia (tumor maligno), síndrome de imunodeficiência adquirida (Aids), insuficiência renal crônica e também doentes em estado terminal. O vereador salientou que se trata de medida aguardada por esse segmento da sociedade e

já podem celebrar convênio para reabrir agência em Terra Preta

sugeriu ainda que o prefeito destine recursos especificamente para atender a isenção sugerida, o que garantiria a viabilidade e aprovação da proposta. Inclusão - Em outra indicação, Valdeci solicitou que o prefeito determine ao departamento competente estudos que viabilizem a inclusão de Mairiporã no programa ‘Mais Médicos’, do Governo Federal. Segundo o parlamentar, a sugestão é relevante e necessária, pois a vinda de mais médicos à cidade colaboraria com a área da Saúde, há muito tempo enfrentando dificuldades.

Correio Imagem

Cesta básica sobe mais que inflação em janeiro PÁGINA 5

tempo

Final de semana com altas temperaturas e pancadas de chuva nos finais de tarde.

Carnaval de rua terá bailes noturnos, matinés e desfile de blocos PÁGINA 6

Rafael Tadeu quer a reabertura do velório municipal Vereador pelo PSDB, Rafael Tadeu enviou esta semana uma moção reivindicatória ao prefeito Marcio Pampuri, em que cobra a reabertura do velório municipal, medida reclamada há bastante tempo pela sociedade mairiporanense. O parlamentar elencou uma série de razões que a reabertura traria para a população. PÁGINA 2

Correio Imagem


2

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 21 de fevereiro de 2014

POLÍTICA

Rafael Tadeu pede a reabertura do velório municipal Da Redação

A REABURTURA imediata do velório municipal foi tema de uma moção reivindicatória apresentada pelo vereador Rafael Tadeu (PSDB) na sessão de Câmara de terça-feira, 18. Entre os muitos considerandos, o vereador destacou que o velório foi fechado de forma intempestiva pela administração municipal em 2011, e que o velório de que a cidade dispõe, hoje, é pago; que o

velório municipal, além de possuir as instalações necessárias, tem a facilidade de estar na mesma área ao Cemitério da Saudade e que está situado na região central da cidade. De acordo com Rafael Tadeu, a sociedade mairiporanense se ressente do velório municipal, que bem cuidado atende aos interesses da coletividade. Três ofícios também foram lidos pelo parlamentar, em que pede a limpeza e capina das ruas Camélias (Jardim Bela Vista), Divulgação

Maria Pacheco do Valle (Jardim Pereira), Argemiro Moreira (Loteamento Jardim da Lagoa), limpeza de bueiros na rua das Margaridas (Jardim Bela Vista) e pavimento asfáltico ou concreto para as ruas Antônio de Abreu (Jardim Gibeon), Lurdes Garcia Romero (Jundiaizinho) e Julio Ribeiro (Jardim Lúcia). Outras três indicações foram encaminhadas ao prefeito: a que pede conserto para a calçada da rua Laudemiro Ramos (Vila

Vereador Edio quer atendimento odontológico a todas as pessoas carentes Correio Imagem

Da Redação

Nil Dantas, preocupado com a dengue, cobra limpeza de córrego Da Redação

DEMONSTRANDO preocupação com o surto de dengue por toda a cidade, o vereador Nil Dantas (PV) indicou ao chefe do Executivo, que o Departamento de Obras proceda a limpeza e o desassoreamento do córrego existente na rua Imirim, no Parque Votorantim, que necessita de ampla limpeza.

O vereador destacou que as ruas próximas ao córrego não possuem calçadas apropriadas para a circulação de pedestres, e estarem tomadas pelo mato, o que os obriga a andarem pelo leito carroçável, o que traz risco á segurança. Nil também lembrou os problemas que córregos assoreados causam, dentre eles o de ser criadouro do mosquito da dengue.

Aladim diz que autoridades estão atentas à dengue Da Redação

EM DISCURSO na sessão da Câmara, na terça-feira, 18, o vereador Aladim (PSC) afirmou que as autoridades municipais estão agindo contra a dengue, não combatendo somente o efeito, mas sim a causa, ou seja, equipes visitam bairros da periferia e as casas de pessoas que contraíram a doença. O vereador chamou a atenção para o fato de hospitais atenderem pessoas infectadas e que não informaram a Vigilância Sa-

Vereador visitou a Vila São José, a pedido dos moradores, e constatou as necessidades do bairro

Vereador Boava pede asfalto e centro de atividades para Guavirutuva e Pirucaia Correio Imagem

O VEREADOR professor Edio (PRB), através de moção reivindicatória, ao prefeito municipal, cobrou a ampliação dos atendimentos odontológicos, hoje restritos a crianças de até 14 anos, para todas as pessoas carentes, através do Posto de Saúde de Terra Preta. Segundo o vereador, acima da idade citada são realizadas apenas extrações dentárias, o que é muito pouco em razão da demanda existente e que não se pode aceitar que esse tipo de procedimento exclua a maior parcela da sociedade. “O atendimento tem que ser para todos e os demais problemas odontológicos existentes, como limpeza, retirada de cárie, obturações e tratamento de canal”, assinalou o professor, que pediu ao prefeito que avalie a situação e estenda o benefício do atendimento às pessoas carentes que residem em Terra Preta. Correio Imagem

Divulgação

Nova), que se encontra em péssimas condições; a realização de obras de pavimentação ou concreto nas ruas Seis (Jardim Pereira), Américo Luiz Sperandio (Jardim São Francisco II) e Caminho do Riacho (Jardim das Flores), que possuem leitos carroçáveis que prejudicam o tráfego de veículos, e a que pede a ampliação do velório municipal, que poderá oferecer maior comodidade no atendimento às famílias.

Da Redação

ATRAVÉS de três indicações, o vereador Alexandre Boava (PPS) solicitou do prefeito a realização de obras e serviços em favor de bairros da periferia. Para o Guavirutuva, pediu que o prédio onde da escola municipal, desativada, se transforme em Centro de Atividades Esportivas, para atender adultos e crianças no desenvolvimento de práticas sadias através do esporte. Para o bairro Pirucaia, cobrou pavimentação asfáltica na estrada Servidão dos Bentos, com início na estrada municipal Mario Romeiro, altura da igreja Congregação do Brasil. Segundo Boava, a estrada em questão concentra grande circulação de veículos, que encontram dificuldades de trafegabilidade. Em outra indicação, pediu que o departamento competente da Prefeitura promova a

restauração e pintura geral do prédio que abriga o Programa de Saúde de Família (PSF), pois as condições de atendimento são precárias.

Ricardo Vieira promove palestras para explicar a dengue Divulgação

Da Redação

A EVOLUÇÃO da dengue em Mairiporã, que tem feito dezenas de vítimas, levou o vereador Ricardo Vieira (PSDB) e realizar uma série de palestras no PSF da Capoavinha, como forma de prevenção. O vereador, que é médico, esclarece desde as condições ideais que o mosquito transmissor se prolifere, até os sintomas da doença (febre alta, dores de cabeça, abdominal e muscular, ao redor dos olhos, vômito, manchas na pele e, em alguns casos, sangramentos). O vereador também esclarece que em caso de suspeita da doença, a pessoa não deve se auto medicar e buscar ajuda médica o mais rapidamente possível. “Para combate à dengue não existe vacina ou antídoto que elimine o vírus, apenas tratamento dos sintomas”, assinala Ricardo Vieira, que

nitária, o que colaborou para que algumas localidades ficassem sem atendimento. “O primordial é que as pessoas se conscientizem de que evitar o mosquito é o mais importante e, para tanto, têm que seguir regras amplamente divulgadas, como fechar bem caixas d’água, tambores, tirar água de vasos e pneus, enfim, atitudes que impedem a proliferação do mosquito”, assinalou Aladim. O vereador informou também que o pronto socorro da cidade está atendendo, em média, de  600 a 800 pessoas.

Marcinho da Serra consegue mais R$ 250 mil para obras de infra-estrutura Da Redação

ATRAVÉS de pedido encaminhado ao deputado Ricardo Berzoini (PT), o vereador Marcinho da Serra (PSD) conseguiu a liberação, através de emenda parlamentar, de mais R$ 250 mil, que serão encaminhados à Prefeitura para a realização de obras de infra-estrutura, dentre elas pavimentação asfáltica. Marcinho afiançou que ou-

tros recursos foram conseguidos, e que serão divulgados no decorrer das próximas semanas. “Nossas idas a Brasília têm sido frutíferas e quem ganha com isso é a população, pois temos privilegiado aquilo que os bairros consideram como prioridade. E vamos continuar em busca de mais recursos, pois a cidade precisa de dinheiro para solucionar boa parcela dos problemas”, disse o vereador. Divulgação

lembrou ser a melhor forma de se evitar a doença o combate aos focos, através do acúmulo de água, local ideal para a criação do mosquito transmissor. Durante os trabalhos legislativos de terça-feira, 18, o vereador também se pronunciou sobre o problema.

Pedido de Posto de Atendimento Ambulatorial na Estância Santo Antônio é indicado por Marcos do Táxi Correio Imagem

Da Redação

PARA atender uma população cada vez mais crescente do bairro Estância Santo Antônio, e também do Jardim Flor de Bragança, Parque Bariloche e Vila Popular, o vereador Marcos do Táxi (PV) indicou ao prefeito a necessidade de se instalar, numa casa de propriedade da Prefeitura, na rua Diamante, 265, um Posto de Atendimento Ambulatorial. O vereador justificou o pedido, assinalando que a população dos bairros citados precisam, para um simples atendimento médico, se deslocar até o centro da cidade, o que poderia ser evitado com o posto. Outras duas indicações foram feitas: a que pede a padronização dos redutores de velocidade (lombadas) em ruas do bairro Capoavinha, pois nem todos têm as mesmas medidas, e a limpeza e capina na estrada do Barreiro, nas proximidades da creche Tio Basteco, no Parque Náutico.


Mairiporã • Sexta-feira 21 de fevereiro de 2014

contato@correiojuquery.com.br

COLUNA DO CORREIO

Prefeitura e Correios já podem celebrar convênio para reabrir agência em Terra Preta

CAUSA

Juarez César Da Reportagem

CONTRATO

DEPOIS das ações promovidas pelo presidente da Câmara, Essio Minozzi Júnior (PR) e pelo ex-presidente Valdecir Odorico Bueno, em favor da reabertura da agência dos Correios em Terra Preta, foi a vez do Poder Executivo enviar projeto de lei, aprovado pelos vereadores na sessão de terça-feira, 18, que autoriza convênio entre a Municipalidade e a Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos (EBCT), para oficializar essa reabertura. A agência, segundo a proposta, vai funcionar no prédio da subprefeitura do distrito. Na semana passada, também durante sessão legislativa, o presidente da Câmara, vereador Essio Minozzi Júnior, apresentou moção reivindicatória (que obteve a assinatura da maioria dos vereadores), em que fez uma série de considerações sobre a necessidade da reabertura da agência em Terra Preta. O presidente, contudo,

Depois do barulho feito pelo ex-presidente da Câmara, Valdecir Odorico Bueno, as autoridades locais abraçaram a causa de Terra Preta para ter de volta as agências dos Correios e do banco Santander. Primeiro, o ex-presidente foi recebido em audiência pelo prefeito e, em seguida, teve um encontro com o atual presidente, Éssio Minozzi Júnior. Na sessão legislativa da semana passada, Essio apresentou moção reivindicatória e um requerimento cobrando providências. Na sessão desta semana, projeto de lei autorizando convênio entre Prefeitura e Correios foi votado e aprovado, facilitando a reabertura da agência no distrito. A cobrança do presidente Essio Minozzi Júnior, para que seja enviado ao Legislativo cópia do contrato entre o Executivo e o Santander, quer pôr às claras em que condições foi renovado o compromisso entre as partes para que o banco continue como gestor das contas de mais de 2 mil servidores municipais. Ainda que de forma oficiosa, nos bastidores o que se comenta é que o ex-burgomestre Aiacyda renovou o contrato (o primeiro rendeu R$ 5 milhões aos cofres públicos) sem quaisquer ônus ao banco. Verdade ou não, o melhor é conferir de perto.

ANÚNCIO

Pelo andar da carruagem Mairiporã vai ter dois candidatos a deputado (ambos a estadual) como legítimos representantes da cidade. O ex-prefeito Antônio Aiacyda (PSDB) e o vereador Walid Ali Hamid, o popular Aladim (PSC), decidiram que vão enfrentar as urnas. Só falta o anúncio de ambos, para tornar a coisa oficial.

CONVERSA

O ex-presidente da Câmara, Eduardo Pereira dos Santos (Du), embora filiado ao PTB, vai apoiar o ‘chefe’, deputado Roberto Santiago, que é do PSD. O ex-vereador tem conversado com inúmeras lideranças políticas da cidade para amarrar acordos que possam resultar em boa votação a Santiago, que vai tentar a reeleição como federal.

SILÊNCIO

Enquanto as ‘feras’ começam a sair da toca, o prefeito Márcio Pampuri segue em silêncio absoluto e não dá pistas sobre quem vai apoiar nas eleições de outubro. Há quem diga que espera pelo anúncio oficial da candidatura de Celino Cardoso (PSDB) à reeleição, que tem sido seu cicerone nas visitas ao Palácio dos Bandeirantes.

HORÁRIO

Mais da metade dos municípios do Estado de São Paulo aboliu a realização de sessões legislativas à noite. A mais recente foi Bauru, que transferiu os trabalhos para as 14 horas. Inexplicavelmente a Câmara de Mairiporã continua na contramão, realizando sessões às 19h30. A desculpa de que o público, no período noturno, pode assistir aos trabalhos, é conversa mole de quem não quer abrir mão de outros afazeres. Ninguém assiste às sessões, exceto aquela meia-dúzia disposta a pagar qualquer preço para não ficar em casa solidário com a esposa na hora da novela. Será que existe parlamentar na mesma situação?

MEIO AMBIENTE

Já foi dito, aqui mesmo nesta coluna, que a secretaria do Meio Ambiente em Mairiporã é tratada de forma lúdica. Nem graduação consegue ganhar através do Governo do Estado. Na prática, segue mostrando inoperância. Casos escabrosos pululam em várias regiões da cidade e as questões mais dramáticas estão sem solução, como a falta de esgotamento sanitário, que tem como principais vítimas o rio Juqueri e a represa Paiva Castro, ambos criminosamente poluídos, sem se falar em córregos e riachos por todo o município. Discursos vagos, falas lúdicas e formas dispersivas se ouvem dos responsáveis. Muitos dos problemas não são atuais, mas os que assumiram os cargos devem responder e cumprir o juramento de posse. Também seria oportuno escolher um novo local para abrigar a pasta, pois o pardieiro em que se encontra, na rua Cardoso César, é uma aberração.

VIP

Ao que parece alguns integrantes do primeiro escalão do governo Márcio Pampuri têm direito a tratamento Vip. Dificilmente são encontrados em seus locais de trabalho, não atendem o celular e raramente aparecem em reuniões importantes. A desculpa é sempre a mesma: outros compromissos. Pergunta: cargo de primeiro escalão não é de dedicação exclusiva?

OBRAS

O governo Marcio Pampuri continua prometendo muitas obras para este ano, já que o primeiro foi considerado como de ‘ajustes’. A expectativa é grande.

MINISTÉRIO

As informações são oficiosas e carecem de confirmação. Nos bastidores são cada vez mais insistentes os comentários de que o Ministério Público vai determinar à Prefeitura que levante a intervenção no Hospital e Maternidade Mairiporã, ou seja, devolva a instituição à iniciativa privada, e que proporá ação de improbidade administrativa contra o ex-prefeito Aiacyda, por conta de dezenas de contratos firmados com construtoras, apontados como irregulares pelo Tribunal de Contas. Verdade ou não, diz o ditado que ‘onde há fumaça há fogo’.

PROCESSOS

Com relação às construtoras, a Prefeitura deve ingressar em Juízo hoje, com uma ação ordinária de cobrança contra a Geração Engenharia e a Soleil Engenharia e Tecnologia, por conta do projeto executivo que resultou na construção do terminal rodoviário. No próximo mês, outra ação semelhante, desta vez por conta da edificação do Centro Educacional, mais especificamente sobre o valor do laudo pericial, contra a Geração Engenharia e a Amorim Engenharia e Arquitetos Ltda.

PODER

É impressionante o poder de fogo de correligionários dos petistas na hora de arrumar dinheiro para quitar as dívidas dos condenados pelo Mensalão. Um fôlego e tanto! Até o ministro do Supremo, Gilmar Mendes, ficou boquiaberto. Se a moda pega, haja cofrinho eletrônico para salvar a pele da bandidagem.

FRASE

“Nunca é tarde demais para ser aquilo que sempre se desejou ser.” (George Eliot, pseudônimo da romancista inglesa Mary Anne Evans)

3

www.correiojuquery.com.br

Correio Imagem

Terra Preta necessita ter agência dos Correios para atender mais de 25 mil habitantes afirmou que a moção não foi o que motivou o Executivo a enviar o projeto ao Legislativo. “O prefeito tem sido sensível a essa questão, é não é de ago-

LEVANTAMENTO

Eleitor não lembra em quem votou para deputado e vereador Correio Imagem

Claudio Cipriani Da Reportagem AS ELEIÇÕES quase gerais deste ano se aproximam e o personagem mais importante, o eleitor, novamente será abordado pelos candidatos, centenas deles, em busca de voto. A tarefa, no entanto, embora pareça fácil, não é. Principalmente pelo fato do eleitor não se lembrar em quem votou quatro anos atrás. E não são poucos os ‘esquecidos’. Em levantamento realizado pela reportagem do Correio no final da semana passada, pelas ruas da cidade, 73% dos eleitores consultados disseram não se lembrar em que votaram para deputado nas eleições de 2010. Pior que isso, só os 29% que disseram não se lembrar em quem votaram para vereador em 2012. Embora não tenha base científica, os dados, obtidos por amostragem com 420 eleitores, são indício de que a população não acompanha ou não toma conhecimento do trabalho do deputado e mesmo do vereador. Os números também confirmam uma máxima de muito tempo: ‘a memória política do brasileiro é curta’. Se aliada à falta de interesse pelos candidatos e posteriormente pelos deputados, o quadro se torna ainda mais grave. Vinculo - Segundo estudos de analistas políticos, vários são os fatores que contribuem para essa ‘amnésia coletiva’. A começar pelo sistema eleitoral, confuso, responsável pela quebra de vínculos entre eleitor e candidato, em que se destaca o coeficiente eleitoral. O eleitor vota em determinado candidato, que não se elege, mas o voto ajuda a eleger outro, da mesma

Nas eleições municipais de 2010, quase 20% dos votos foram perdidos coligação, que ele nem conhece. Além de não estabelecer vínculo entre quem vota e quem é votado, não cria uma relação de fiscalização e contrapartida entre eles. O problema poderia ser minimizado com a mudança do sistema eleitoral, porém a classe política não quer ouvir falar no assunto. No levantamento realizado pelo Correio, o percentual de quem não se lembra em que votou é preocupante, pois esse ‘esquecimento’, intencional ou não, colabora com o crescimento espantoso de votos brancos e nulos verificados na cidade nas últimas três eleições e no número de quem não aparece para votar. Na mais recente delas, em 2012, para eleger prefeito e vereadores, de um colégio de 55 mil cidadãos aptos a votar, 9.833 se abstiveram, 2.911 anularam o voto e outros 2.433 votaram em branco, ou seja, 18% ficaram à margem do processo e abriram mão de exercer a cidadania.

ra. O projeto pede autorização para gastar recurso municipal com uma atividade que é de responsabilidade do Governo Federal, e isso mostra seu

empenho em resolver a questão”, disse. O projeto foi encaminhado para sanção do chefe do Executivo.

Receita com IPVA mês passado foi 18,48% maior que em janeiro de 2013 Lúcia Helena Da Reportagem COM uma frota de veículos 10% maior, no período de um ano, era esperado um aumento no repasse do IPVA (Imposto Sobre a Propriedade de Veículos Automotores) em janeiro último. E ele foi 18,48% maior, segundo informações da Secretaria da Fazenda do Estado. O depósito nos cofres da Prefeitura foi de R$ 4,05 milhões, enquanto em janeiro do ano passado foi de R$ 3,41 milhões. Se for considerado o índice acumulado de 5,94% do IGP-

-DI, de janeiro do ano passado a janeiro deste ano, a arrecadação real (valor nominal descontada a inflação), apresentou aumento de 13,54%. O município recebe 50% do total arrecadado, o que significa que até janeiro Mairiporã arrecadou um total de R$ 8,02 milhões. O IPVA é uma importante fonte de receitas para o município, representando de 6% a 7% do total de recursos. Mesmo com a queda dos preços dos veículos no mercado, principalmente dos usados, que refletiu no valor médio pago de IPVA por veículo, o aumento da frota trouxe equilíbrio à arrecadação.

Projeto aprovado permite revisão da Planta Genérica de Valores do município Wagner Azevedo Da Redação

UM DOS mais importantes instrumentos da administração municipal, a Planta Genérica de Valores (PGV), usada para efetuar o cálculo que define o valor venal dos imóveis e a incidência do respectivo Imposto sobre a Propriedade Predial e Territorial (IPTU), passará por ampla revisão. Foi o que decidiu a Câmara de Vereadores, ao aprovar projeto de autoria do Executivo, que autoriza essa ampla reforma. Dentre os motivos da atualização está a que adequa esses

valores à realidade do mercado imobiliário. A PGV da Prefeitura foi elaborada em 1977 e desde então não foi alterada, exceto os valores das alíquotas incidentes. Segundo a exposição de motivos da Procuradoria Geral do Município, responsável pelo texto do projeto, a falta de atualização na planta representa imóveis com valor venal divergente da realidade de mercado, situação que precisa ser corrigida de forma a promover justiça tributária a toda a população. De acordo com a propositura aprovada, ainda não é possível precisar quais as áreas da cidade onde existem distorções.

CORREIOJUQUERY .COM.BR

Câmara dos Deputados decide obstruir e adia votação de veto sobre novos municípios Da Redação

COM receio do baixo quórum entre os senadores, as bancadas da Câmara dos Deputados lançaram mão da obstrução e adiaram a votação do veto da presidente Dilma Rousseff ao projeto que regulamenta a criação de municípios (PLP 416/08) na sessão de terça-feira, 18, que foi acompanhada por manifestantes a favor da criação de novos municípios. Das galerias do plenário, cobraram a derrubada dos vetos. Um dos articuladores da manobra para adiar a votação, o deputado Danilo Forte (PMDB-CE), explicou que o baixo número de senadores daria vitória ao governo, já que não seria possível angariar os 41 votos necessários para derrubar o veto. “Para manter viva esta matéria, para não enterrar esta discussão e postergar por dois ou quatro anos com a discussão de um novo projeto, vamos obstruir os trabalhos e discutir este tema na próxima sessão do Congresso”, explicou Forte. A obstrução foi seguida pela maioria dos partidos, que deixou apenas o PT na defesa da votação do veto, que não ocorreu. A nova data de votação será definida pelo presidente do Congresso, senador Renan Calheiros, mas alguns parlamentares defenderam que ela seja realizada na próxima terça-feira, dia 25.

Em plenário, deputados obstruíram, em plenário, votação de derrubada do veto sobre a criação de novos municípios


4

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 21 de fevereiro de 2014

OPINIÃO OZÓRIO MENDES drozorio@yahoo.com.br

I

A caixinha de isopor

números setores da economia brasileira, desde hotéis e restaurantes, boates, passando pelas companhias aéreas até chegar ao simples ambulante que perambula pelas praias, resolveram seguir exemplos variados do Governo quando se trata de penalizar o contribuinte e mexer em seu bolso: aumentar preços. Às vésperas da Copa do Mundo, os preços explodiram de tal forma que uma simples omelete, num restaurante do Rio de Janeiro, custa a ‘bagatela’ de R$ 99. Quartos em hotel quadruplicaram o valor de suas diárias e na praia um simples refrigerante não sai por menos de R$ 7 a latinha. Ou seja, a esculhambação é geral. O turista que se lasque e, mesmo se recorrer a hospedagens alternativas, como albergues e camping, também vai pagar mais caro. Isto tudo posto representa que está faltando ‘jogo limpo’ nesses segmentos da economia, o que já levou a maioria das pessoas a apelar para a velha, boa e conhecida caixinha de isopor, agora também adota pelos ricos que freqüentam as mais badaladas praias tupiniquins. Se o pobre leva farofa, frango, cerveja, cachaça, batidas,

salada de batata com maionese, macarronada e refrigerante, o rico também faz uso da caixa onde se encontram uísque, sanduíches de peito de peru, canapés diversos, água mineral Perrier e, claro, a cervejinha. Não fosse isso tudo e a rede hoteleira não estaria, como divulgou o Fórum de Operadores Hoteleiros, com mais da metade de seus quartos nas cidades que vão sediar os jogos, ainda disponíveis. Os preços causaram um ‘choque’ naqueles que pretendem fazer turismo durante a Copa. Lento como um paquiderme, o Governo, ao invés de coibir a prática abusiva de preços, lança uma campanha em suas redes sociais para estimular viajantes, empresários e veículos de comunicação a compartilhar boas práticas de consumo de produtos e serviços, como as diárias de hotel, bilhetes de companhias aéreas, tarifas de restaurantes e outros serviços públicos e privados, como que a implorar para que o turismo no Brasil pratique preço justo. Você, cidadão, acredita na boa fé e na boa vontade do segmento turístico no país?

N

ão é novidade, ao contrário, é prática comum, milhares de municípios brasileiros (Mairiporã na lista) dependerem eternamente dos cofres federais. Parece regra constitucional. Da parte do Governo Federal, a intenção é mesmo essa, ou seja, tornar as cidades reféns enquanto puder, pois só assim é possível a manutenção do ‘status quo’, isto é, do poder de barganha. O que mais intriga nessa relação díspar, é o fato dos prefeitos aceitarem passivamente essa imposição, sem ao menos lutar para uma mudança ainda que tímida. A imagem da prefeitada de pires na mão em Brasília, atrás de esmolas, é patética e, ao mesmo tempo, danosa aos interesses da população. Primeiramente, os Executivos municipais deveriam brigar por uma reforma que promovesse a equidade na

N

o início deste ano letivo a imagem de uma caloura da Faculdade Cásper Líbero, em São Paulo, sendo submetida a ato vexatório, em que é obrigada a simular sexo oral com uma banana, e de outro calouro, da mesma instituição, amarrado a um poste na Avenida Paulista, causou a indignação da OAB-SP, que se manifestou por meio do Presidente da comissão contra o trote, Fábio Romeu Canton Filho.  “Sou contrário ao trote que, geralmente, acaba  levando à violência e à humilhação. Hoje, considero os argumentos para sua manutenção, como a tradição e rito de passagem, pueris. Na prática, esses trotes desvirtuam para práticas criminosas, como cárcere privado, assédio moral e humilhação. E esse tem um agravante, aconteceu na Faculdade de Jornalismo mais antiga do país, a Cásper Líbero, que forma profissionais compromissados com a informação, e em uma das mais importantes avenidas do mundo. Por meio das redes sociais, esse tipo de trote terá uma repercussão mundial negativa e instantânea, demonstrando o nosso atraso medieval”, afirma Canton. Particularmente, sempre fui contra trotes. Enquanto veterano nunca participei dos trotes feitos no ônibus (na época Francorrochense) que nos levavam

à faculdade, nem tampouco nas imediações. Nunca é demais lembrar das duas mortes em face a essas atitudes bárbaras de pessoas sem educação, sem noção e muitas vezes motivadas por consumo de álcool. Em 1999, Edison Tsung-Chi Hsueh, 22 anos, aprovado no curso de medicina da Universidade de São Paulo (USP), morreu afogado em uma piscina durante o trote. Em 2009, o país registrou outra vítima de trote fatal: Vitor Vicente de Macedo Silva, 22 anos, do Departamento de Física da Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, também morreu afogado. Ele teria sido forçado a entrar na piscina mesmo sem saber nadar. Agora, essa pouca vergonha de pessoas imundas moralmente falando, que obrigam a simulação de sexo oral. Nunca é muito lembrar que um dia pode ser a filha desse imbecil que poderá ser obrigada a fazer a mesma coisa. Ou do jeito que as coisas andam, talvez chegue ao ponto de não ser mais uma banana e sim um órgão genital de verdade. Sou a favor da criminalização do trote vexatório e violento. Pessoas que praticam isso, enquanto estudantes, não podem ser futuros profissionais sérios, pois se trata de questão de moralidade e isso acompanha a pessoa durante sua vida.

Daniel Bonora é advogado, vice-presidente da OAB de Mairiporã, presidente da Comissão de Assistência Judiciária e Assessor Técnico Parlamentar.

MIGUEL MOUSSA

A

Unificação das polícias

s polícias, entidades incumbidas de assegurar a ordem, a disciplina, a moral e a segurança pública, em todo o país, administrativamente se divide em duas: Civil e Militar. A Polícia Militar é constituída de guardas fardados ou uniformizados, armados ou não, adstritos aos destacamentos e suas respectivas companhias e batalhões, além da Casa Militar, que se encarregam da vigilância pública, diária e ostensivamente, cuidando das perseguições ao crime e às contravenções penais.  Por isso mesmo é conhecida tecnicamente por Polícia Ostensiva, por estar nas ruas. A Polícia Civil, chefiada hierarquicamente em sua jurisdição por um delegado, administrativamente está subordinado à Delegacia Seccional, Regional, Geral e Casa Civil, a qual se encarrega da investigação através de seus policiais detetives, e na elaboração dos inquéritos, para apuração de infrações cometidas pelo cidadão comum, cujos resultados são encaminhados

ao Poder Judiciário para as providências do Ministério Público. Por isso, é conhecida também por Policia Judiciária. Portanto, sabemos que, enquanto a gloriosa Policia Militar se organiza sob os cuidados de seus comandantes, separadamente, a Policia Civil se organiza sob os comandos do delegado. Embora divididas administrativamente, são elas encarregadas pela Segurança Pública. Pergunta-se: Como podemos entender, administrativamente falando, a existência de duas entidades, que embora trabalhem separadas,  buscam o mesmo fim, cujos assuntos pertencem a uma mesma pasta; a da Secretaria da Segurança Pública?  Nos países de primeiro mundo, como os Estados Unidos, a policia é unificada, pois entende que a união faz a força, ou melhor, a união faz a Força Pública. Acordem  senhores governantes, enquanto o bem se divide, o mal se une, e temos um exemplo definitivo disso: o PCC. Unificação já, para as polícias!

*Miguel Nagib Moussa é advogado e presidente da Ordem dos Advogados do Brasil em Mairiporã e foi presidente da Câmara de Vereadores.

De pires na mão distribuição dos recursos auferidos com taxas, impostos e tributos, dividindo o grosso da arrecadação em partes iguais com Estados e a União. Como nem tudo é possível num país onde a classe política se locupleta do dinheiro público, cabe aos prefeitos fazer uso de um plano B, que tem relação com o modo de governar. No caso de Mairiporã, que vive não só de pires, mas de tigela, de bacia, de caldeirão na mão, muito poderia ser feito para melhorar a arrecadação e também os gastos. A administração municipal precisa com urgência de uma nova Planta Genérica de Valores (PGV) que promova a justiça tributária; de uma política

inteligente que incentive o pagamento do IPTU, reduzindo a dívida ativa que hoje está em escandalosos R$ 60 milhões; de um IPTU progressivo para os proprietários de áreas sem finalidade social e de parcerias (inclusive as público-privadas) em projetos que possam fazer girar como se deve a roda da economia local. Mas há também que pôr em prática a contrapartida, ou seja, reduzir drasticamente o número de cargos em comissão na Prefeitura e acabar com dezenas de penduricalhos nos proventos, fazendo vigorar um Plano de Cargos e Salários que atenda as necessidades de ambas as partes.

E economizar na manutenção da máquina, diminuindo os gastos com combustíveis, telefones, material de consumo e evitar o desperdício de água, luz, gás, enfim, como faz a dona de casa. Medidas salutares que iriam propiciar aumento de receita. Nos últimos anos Mairiporã tem recebido recursos da esfera federal através de emendas parlamentares, que só são possíveis graças à visita de nossas autoridades aos deputados instalados em Brasília, e depois de muita conversa e humilhação. Por ano, essas emendas não somam R$ 2 milhões, ou seja, uma esmola miserável. Recentemente, a presidente Dilma Rousseff prometeu liberar R$ 22 milhões a Mairiporã, através do PAC. Anúncio feito com pompa e circunstância, porém efêmero. Ou mudam os prefeitos, ou pereceremos todos.

ESSIO MINOZZI JR.

Ozório MendeS é advogado e foi vereador na gestão 1983/1988

DANIEL BONORA Trotes vexatórios

EDITORIAL

essiominozzijr@terra.com.br

E agora José?

A

intervenção no Hospital tinha a finalidade de sanear e adequar os serviços de atendimento público à saúde. O relatório da Comissão de Avaliação do Hospital de 2001 apontava que os serviços de atendimento vinham sendo prestados de maneira insatisfatória e indicava como solução a intervenção para melhor atender ao serviço público de saúde. Através do Decreto nº 3622, em 2 de abril de 2001, o Poder Executivo  estabeleceu 180 dias de intervenção. Após 13 anos, o hospital continua sob a gestão do interventor nomeado pela prefeitura e agora é a população que reclama por melhor qualidade nos serviços por ele prestados.

Em abril daquele ano foi aprovada a primeira lei autorizando a concessão de auxílio financeiro ao hospital. Recursos públicos do orçamento da saúde municipal repassados para a entidade beneficente para consumi-los sem as regras impostas pelo ordenamento jurídico aos órgãos públicos. Na época, não foi estabelecido um contrato de gestão, recomendado pela boa prática jurídica para repasses públicos ao terceiro setor. O contrato de gestão exige metas, objetivos, formas de atuação e custos. Suas cláusulas devem nortear-se pelos princípios constitucionais para a Administração Pública e, ainda, pelo princípio da economicidade. Deve também

explicitar critérios objetivos de avaliação de desempenho a serem utilizados, mediante indicadores de qualidade e produtividade. O hospital prestava serviços pagos por subvenção municipal através do convênio SUS. Essas subvenções continuam até hoje. Em junho de 2002 o hospital recebeu recursos públicos destinados à  execução de obras de reforma no pavimento inferior. Adequou-se o espaço para que acumulasse os serviços do Pronto Atendimento. O governo municipal, que se propôs sanear e melhorar o atendimento do hospital em 180 dias, no final de 2004, após 3 anos e 9 meses, havia repassado exatos R$ 6.286.794,80 para

a entidade, não contabilizada as subvenções do SUS e os recursos do Programa Saúde da Família celebrado com a entidade em janeiro daquele ano por Contrato de Gestão através da Lei nº2.322. Nessa lei a entidade fica autorizada, a seu critério, selecionar, contratar e gerenciar médicos, enfermeiros, auxiliar de enfermagem e técnico de enfermagem, todos com carga horária diária de oito horas e quarenta horas semanais para atuarem no PSF. À proposta original de intervenção acrescentou-se ao hospital o Pronto Atendimento e a gestão do Programa Saúde da Família bancada, evidentemente, pelos sucessivos governos municipais até hoje.

ESSIO MINOZZI JUNIOR é vereador do PR e professor, pós-graduado em Gestão Educacional UNICAMP em Gestão Publica - FUNDAP, e presidente da Câmara de Mairiporã

DELFIM NETTO contatodelfimnetto@terra.com.br

A

s altas temperaturas e o longo período de estiagem do início do ano nas regiões Sul e Sudeste do país reduziram as estimativas de colheita da safra brasileira de grãos 2013/2014, de 196 milhões para 193,9 milhões de toneladas. A previsão mais recente - com base nos dados do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola do mês de janeiro, divulgado no dia 11 de fevereiro, pelo IBGE - mostra uma diferença de aproximadamente 2,1 milhões de toneladas em relação à estimativa anterior concluída em 10 de dezembro. Com a volta das chuvas agora em fevereiro, uma nova previsão com os números atualizados da colheita deverá ser conhecida na segunda semana de março. Por enquanto é mantida a previsão de que, mesmo com a redução, o volume final da safra

Os grãos, o clima e o açúcar 2013/2014 registrará mais um recorde, com um crescimento de 4% sobre a colheita do ano passado. O Ministério da Agricultura - segundo o seu serviço de imprensa - está dando grande ênfase ao resultado de um levantamento relativo ao crescimento da produtividade “sem precedentes” do cultivo de grãos na região Centro-oeste, hoje a maior produtora de soja e milho. Uma área até recentemente irrelevante para a agricultura brasileira viveu a partir dos anos 1970 uma enorme transformação graças aos trabalhos de pesquisa e o desenvolvimento de tecnologias da Embrapa: em menos de quatro décadas ampliou o volume da produção em 1.400% com um aumento da área de cultivo de apenas 400%. Hoje responde por 40% da produção nacional de grãos e detém os

melhores índices de produtividade em soja e milho. Com a normalização do clima, as áreas de cultivo de grãos devem retomar suas atividades sem novas dificuldades. Onde a estiagem está produzindo efeitos dramáticos é no setor sucroalcooleiro, que além do castigo climático foi penalizado duramente com a política de preços do governo. Plantadores de cana, usineiros e fabricantes de equipamentos confiaram que os preços dos combustíveis seriam determinados pelo mercado e, depois de realizar pesados investimentos, estimulados pelo governo a construírem ou ampliar as usinas de etanol e o aproveitamento do biodiesel, foram constrangidos pelo controle de preços da gasolina e¨, em seqüência, dos combustíveis derivados do álcool e do etanol. A conseqüência é que mui-

tas instalações fecharam e outras ainda vão fechar porque não têm condição de sobrevivência. É verdade que houve uma sucessão de dificuldades climáticas, mas basicamente a crise foi produzida por um erro da política de preços de combustíveis do governo. O que é lamentável é que esses investimentos foram feitos por estímulo do próprio governo, que imaginava que o etanol ia ser a solução para o setor sucroalcooleiro e que o biodiesel seria a salvação para os produtores mais pobres; mas eram hipóteses que poderiam ter se realizado se não tivesse havido aquela mudança de política no meio do caminho. O setor de açúcar e álcool está, realmente, numa situação muito difícil. Começam uma safra devendo uma safra inteira e isso vai levar a mais desistências no meio do caminho.

Delfim Netto, é professor emérito da FEA-USP, ex-ministro da Fazenda, da Agricultura e Planejamento e colunista do Correio.

EMPRESA JORNALÍSTICA SANTOS & FERREIRA LTDA. CNPJ nº 05.785.139/0001-01 Travessa Antonieta C. Spada, 26 CEP 07600-000 – Mairiporã-SP – Telefone: (011) 4419-1842

DIRETOR EXECUTIVO Marcos Roberto Borges

REDAÇÃO Wagner Azevedo Lúcia Helena Juarez César Cláudio Cipriani

DIRETOR DE REDAÇÃO David da Cunha Boal Júnior

EDITOR DE TEXTO Jean César C. Pavão

DIRETOR PRESIDENTE Joyce Franciely dos Santos

As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste jornal

COLABORADORES Delfim Netto Éssio Minozzi Ozório Mendes Daniel Bonora Miguel Moussa

REDAÇÃO E PUBLICIDADE Travessa Antonieta C. Spada, 26 Centro - Cep: 07600-000 Mairiporã - São Paulo SITE www.correiojuquery.com.br contato@correiojuquery.com.br correio.juquery@g.com.br

O jornal se reserva o direito de não editar publicidade sem fundamentar recusa


Mairiporã • Sexta-feira 21 de fevereiro de 2014

5

www.correiojuquery.com.br

LOCAL ALIMENTOS

Cesta básica sobe mais que inflação em janeiro Da Reportagem A CESTA básica do consumidor mairiporanense ficou mais cara em janeiro, segundo levantamento feito pela reportagem. Em relação a dezembro do ano passado, houve alta de 1,68%, acima, portanto, da inflação medida pelo IPCA, informada no final de semana pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), que foi de 0,67% no mês. Na comparação com janeiro do ano passado, houve queda de 1,24%. A reportagem analisou preços de 34 produtos. De acordo com o levantamento, os grupos de bens que compõem a cesta básica do mairiporanense tiveram as seguintes variações: alimentação (1,84%), produtos de limpeza (2,04%), produtos de higiene pessoal (-0,12%). Os maiores aumentos fi-

caram para a carne bovina de 1ª, a lingüiça fresca, o arroz e a cebola. Caíram de preço o açúcar refinado, o ovo e o leite longa vida, mas insuficientes para reduzir o custo total da cesta. Motivado pela alta demanda, mais uma vez a carne bovina de 1ª liderou o aumento de preço. Desde dezembro do ano passado que o consumo aumentou e, em contrapartida, os produtores passaram a utilizar mais ração para alimentar os rebanhos. A cebola também foi uma das vilãs de janeiro, com preço atípico para o período. Como a carne, a lingüiça foi outro produto a ter o preço elevado, também por conta da alta demanda Custo - O preço médio da carne de 1ª subiu 4,65% de dezembro para janeiro, com o quilo passando a custar, em média, R$ 17,20 (levantamento também realizado nos açougues). A maior alta,

Câmara vota na terça mais R$ 7,5 milhões para o Hospital Da Redação

PROJETO de lei de autoria do prefeito Marcio Pampuri será discutido e votado na sessão legislativa de terça-feira, 19, sobre a concessão de auxílio financeiro ao Hospital e Maternidade Mairiporã.

VENDO

Um jazigo no Cemitério Jd. da Serra, com 3 gavetas. Valor 9.000,00

4604 4131

O repasse, desta vez, terá validade de doze meses (março deste ano a fevereiro de 2015), no total de R$ 7.560.000,00, em parcelas mensais de R$ 600 mil, e uma parcela extra, em dezembro deste ano, de R$ 360 mil, para pagamento do 13º salário dos funcionários.

CORREIO JUQUERY .COM.BR

Correio Imagem

Em maio conta de água vai ficar 4,66% mais cara A SABESP (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo), que vem enfrentado dias difíceis no abastecimento por conta da falta de chuva e com seus reservatórios em níveis nunca antes registrados, prepara um ‘presente’ indigesto para os consumidores atendidos por ela: conta de água mais cara a partir de maio, com reajuste previsto de 4,66%.

O índice da revisão tarifária foi divulgado pela Arsesp (Agência Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo), mas ainda precisará passar por uma consulta pública antes de ser aplicado às medições do consumo feitas após o dia 11 de maio. Caso a Arsesp mantenha esse índice, ele será o percentual máximo de reajuste que a Sabesp poderá aplicar.

Viagem de ônibus no Estado está 6,54% mais cara desde domingo

A carne bovina de 1ª só perdeu para a cebola no aumento de preço da cesta básica 45,18% foi da cebola, elevando o preço médio para R$ 2,09. O macarrão (pacote 500 gramas) subiu 19,13%, com preço médio

de R$ 2,37 em janeiro. As sugestões para substituir a carne bovina são o frango, a carne suína e o peixe.

QUEM tem o hábito de viajar para o litoral ou cidades do interior paulista pode preparar o bolso, pois desde domingo, 16, as passagens estão 6,54% mais caras. A Artesp (Agência de Transporte do Estado de São Paulo), reguladora do setor, autorizou o reajuste. Para os ônibus rodoviários (em que os passageiros viajam sentados e com poltrona numerada) o aumento é 6,54%. Os ônibus suburbanos (que permitem viajar em pé e comprar passagem dentro do ônibus) tiveram reajuste maior: 7,24%. Valem somente para a passa-

gem. Seguro e taxas continuam inalterados. Os valores das passagens são definidos pela Artesp de acordo com a quilometragem percorrida na viagem. O aumento ocorre para 631 linhas de ônibus rodoviários e 431 de suburbanos. Grande São Paulo - Os ônibus que transportam passageiros entre municípios que integram a Região Metropolitana (de São Paulo para Mairiporã e vice-versa, por exemplo) não estão inclusos no reajuste, cujas tarifas são reguladas pela EMTU (Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos).

Associação de Equoterapia receberá auxílio da Prefeitura J. L. Gonçalves

Da Redação

A CÂMARA de Vereadores aprovou projeto do Executivo, que autoriza a concessão de auxílio financeiro, de R$ 8 mil mensais, à Associação Promoção Social ‘Mais Uma Estrela que Nasce’, sediada em Terra Preta, que atende crianças e adolescentes com necessidades especiais através de fisioterapia e equoterapia. Com uma equipe formada por fisioterapeuta, psicólogo e equitador, a entidade atende atualmente 50 pessoas semanalmente. Com o auxílio, também serão atendidas 15 pessoas encaminhadas pela Secretaria Municipal da Saúde e outras 10 pela APAE. O projeto, segundo o Executivo, tem por finalidade ajudar uma entidade que presta excelentes serviços à cidade e que não tem fins lucrativos. A ajuda mensal se destinará ao custeio de materiais de consumo e pagamento de salários.

Autoridades municipais visitaram as instalação da Associação, sediada em Terra Preta


6

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 21 de fevereiro de 2014

GERAL Paula Fernandes

R$ 3 MILHÕES Apenas uma aposta acertou as seis dezenas do concurso 1.575, sorteado anteontem, e levou o prêmio de R$ 111 milhões. Os números sorteados foram: 01 - 04 - 05 - 14 - 45 - 56. A estimativa de prêmio para o sorteio de amanhã é de R$ 3 milhões. Ao todo, 709 apostas acertaram a quina (R$ 16.432,41 cada) e outras 42.590 a quadra (R$ 390,78 cada).

confirmada como principal show na festa de aniversário da cidade

LEITURA DINÂMICA

Correio Imagem

A SECRETARIA da Educação e Cultura está finalizando a agenda de shows para a semana de aniversário da cidade, em março, que novamente será comemorada no Espaço Viário Mario Covas (região central), entre os dias 27 e 30. O principal show será da cantora Paula Fernandes (cogitada para a Festa da Primavera do ano passado), que acontecerá no enceramento da festividade, no dia 30, domingo. Antes vão se apresentar conjuntos locais e regionais na sexta-feira, 28, e o maestro João Carlos Martins, com orquestra, no sábado. O dia do aniversário, 27, quinta-feira, abertura do evento, poderá contar com show do grupo Art Popular, cuja contratação ainda não foi finalizada.

TEMPO HOJE Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite. Mínima de 18°C e máxima de 31°C. AMANHÃ Pela manhã sol forte e muitas nuvens. À tarde e à noite, pancadas de chuva. Temperaturas entre 22°C e 32°C. DOMINGO Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos nublados e chuva a qualquer hora. Mínima de 21°C e máxima de 29°C. SEGUNDA Sol com muitas nuvens durante o dia. Pancadas de chuva à tarde e à noite. Temperaturas entre 19°C e 29°C.

OBITUÁRIO 17/2- Luiz Adão Martins, aos 74 anos, solteiro, deixa a filha Cláudia. Sepultado no Cemitério Terra Preta. 16/2- Megue da Silva Almeida, aos 36 anos, divorciada. Sepultada no Cemitério Terra Preta. 15/2- Harumi Morayama Shimada,  aos 80 anos, viúva, deixa os filhos Gildete, Hélio, Jorge, Paulo, Sérgio, Claudete e Cláudio. 15/2- Margarida Ribeiro Rodrigues, aos 87 anos, viúva, deixa os filhos Maria Aparecida, Cláudio, Cleodete, Elisabete e Paulo Sérgio. Sepultada no Cemitério da Saudade. 14/2- Conceição Rodrigues dos Santos, aos 69 anos, casada. Sepultada no Cemitério da Saudade. 14/2- Marcelo Ramos, aos 41 anos, deixa a filhla Liliane. Sepultado no Cemitério Terra Preta. 12/2- José Macena Filho, aos 55 anos, casado, deixa os filhos Rafael, Rivelino, Mônica, Maria e Rivaldo. Sepultado no Cemitério Terra Preta.

Carnaval de rua terá cinco bailes noturnos, duas matinés e desfile de blocos Da Redação

TAMBÉM organizado pela Secretaria da Educação e Cultura, o Carnaval será comemorado em Mairiporã nos mesmos moldes

AS MULHERES que têm entre 50 e 69 anos, nasceram em ano com final par e fazem aniversário em fevereiro, já podem agendar exames de mamografia sem necessidade de pedido médico, gratuitamente, pelo SUS. A medida faz parte do programa “Mulheres de Peito”,

05:00 06:00 07:00 08:00 09:00 10:00 11:00 11:30 12:00 13:00 13:30

14:00 15:00 15:30 16:00 17:15 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00

05:00 07:00 09:00 11:00 13:00 15:00 17:00 19:00 20:00 21:30 23:00

06:00 06:30 06:50 07:00 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:30 12:15 13:00 14:00 15:00 16:00 16:30 17:00 17:15 17:30 17:45 18:00 18:15

18:30 18:45 19:00 19:20 19:40 20:00 20:30 21:00 21:30 22:00 22:40 22:55 23:00 23:05 23:15 23:59

06:00 06:45 07:00 07:45 08:00 08:45 09:00 09:45 10:00 10:45 11:00 11:45 12:00 12:30 13:00 13:45 14:00 14:30 15:00

15:45 16:00 16:30 17:00 17:45 18:30 19:15 20:00 21:00 22:00 23:00 23:59

06:00 07:15 08:00 09:15 10:00 11:15 12:00 13:15 14:00 15:15 16:00

17:15 18:00 19:15 20:00 21:00 22:30 23:59

05:00 05:30 06:00 06:30 07:00 07:40 08:00 08:45 09:45 12:45 14:15 16:45 18:15 22:00

05:30 06:30 07:30 08:30 09:30 10:30 12:30 14:30 16:30 18:00

06:00 08:00 10:00 12:00 14:00 16:00 18:00

06:30 07:10 07:30 08:30 09:00 09:30 10:00 10:45 13:45 15:30 17:45 19:30 23:00

06:30 07:30 08:30 09:30 10:30 11:30 13:30 15:30 17:30 19:00

07:00 09:00 11:00 13:00 15:00 17:00 19:00

04:30 05:10 05:30 05:45 06:00 06:15 06:30 06:45 06:50 07:00 07:15 07:45 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30

04:30 05:30 06:00 06:15 06:30 07:00 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30

04:45 05:30 06:00 06:15 06:30 07:00 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30

14:00 14:30 14:45 15:30 15:00 15:15 16:00 16:15 16:30 16:45 17:00 17:30 18:00 18:30 19:30 20:30 21:30

13:00 13:30 14:00 14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 18:00 18:30 19:30 20:30 21:30

13:00 13:30 14:00 14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:30 21:30

07:40 08:40 09:20 10:00 05:30 06:15 06:40 07:00 07:20 08:00 08:20 09:00 09:40 10:20 10:40 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00 14:30 15:00

do ano passado. Uma enorme tenda no Espaço Mario Covas, com a realização de cinco bailes noturnos (sexta a terça-feira, das 20h à 1h) e duas matinés (domingo e terça, das 15h às 18h).

Blocos - A Secretaria informou também que quatro blocos vão desfilar pelas ruas da cidade e um no distrito de Terra Preta. A ordem dos desfiles ainda não foi divulgada.

Mulheres podem marcar mamografia sem pedido médico Da Redação

04:50 05:15 05:45 06:00 06:15 06:40 06:50 07:20 08:20 09:15 10:30 11:15 12:00 13:30 15:00 15:45 16:15 17:30 19:00 19:30 20:00 21:00 21:30 23:00

Paula Fernandes vai cantar no encerramento da festa

CONSEG - O Núcleo de Ação Local (NAL) de Terra Preta, braço do Conseg Mairiporã, foi reativado no dia 6 de fevereiro último e passou a contar com dois coordenadores: José Rosalvo e Rogério Felippe. Com a reativação, o Conseg possui agora três núcleos ativos, computando-se os da Serra da Cantareira e Rio Acima. Todos têm reuniões trimestrais e aquilo que for decidido nesses encontros passa a fazer parte integrante da ata oficial do Conselho, mensalmente encaminhada à Secretaria Estadual de Segurança Pública.

6:45 17:00 17:15 17:30 17:45 18:00 18:20 18:40 19:00 19:30 20:15 21:00 22:00 22:20 23:00

Receita espera 27 milhões de declarações do Imposto de Renda Da Redação

06:00 06:40 07:10 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00

14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:15 21:00 22:00 23:00

06:00 06:40 07:10 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00

14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:00 20:30 21:00 22:00 23:00

cujo objetivo é rastrear ativamente o câncer de mama e incentivar a realização de exames preventivos para detecção precoce da doença. O agendamento da mamografia é simples: basta ligar para o call center da Secretaria de Saúde, pelo número 0800 7790000. O serviço telefônico estará disponível de segunda a sexta-

O CONTRIBUINTE brasileiro vai ter que apresentar a declaração de Imposto de Renda (IR) mais cedo este ano. Segundo a Receita Federal, haverá um adiamento de quatro a cinco dias, por conta do Carnaval. No total, ao invés dos 61 dias habituais, serão

56 ou 57 dias para a entrega do documento. O prazo final, no entanto, não irá mudar. O último dia para o envio da declaração será 30 de abril, que este ano será véspera do feriado de 1º de maio. A Receita espera 27 milhões de contribuintes a declarar os rendimentos obtidos em 2013.

-feira, das 8h às17h. No próximo mês será a vez das aniversariantes de março agendarem a mamografia sem necessidade de pedido médico. Esta primeira fase do programa é destinada a quem nasceu em ano par, mas caso a mulher tenha nascido em ano ímpar e esteja há mais de dois anos sem fazer o exame, também poderá fazer o agendamento no mês de seu aniversário, ainda este ano. As mulheres nascidas em ano ímpar e que realizaram o exame recentemente terão a oportunidade agendar a mamografia no próximo ano, também no mês do aniversário. A previsão é de que a mamografia seja realizada ainda no mês de aniversário da paciente ou, no máximo, em 45 dias após a solicitação do exame. Caso sejam detectadas alterações no exame ou suspeitas de câncer, a paciente será encaminhada a um serviço de referência do SUS para realizar exames complementares, acompanhamento ou tratamento, de acordo com cada caso.

ADMITE-SE Empregada doméstica para trabalhar no Jardim Celeste Ofereço Carteira assinada e valetransporte

4419-1842 ou 9.9533-7468

Tratar:

MÃOZINHAS - Programa da rede municipal de ensino, o ‘Mãozinhas em Ação’, que oferece aos estudantes aulas regulares de informática, lançou na última semana os softwares Cilab virtual, um laboratório de ciências, e a Copa do Mundo 2014, que apresenta os principais pontos turísticos e informações sobre o Brasil e países que participarão da copa. O objetivo facilitar o processo de aprendizagem do ensino fundamental e conta com 26 laboratórios fixos em escolas municipais e 7 móveis, além de parceria com o Centro de Integração Empresa-Escola (CIEE) com estágio e emprego a jovens estudantes capacitados e que atuam como monitores nesses laboratórios. MEDICAMENTOS - A Prefeitura informou esta semana que desde o dia 18 último a Central de Medicamentos está atendendo em novo endereço, no prédio da UBS Centro, na rua Vereador Carlos Nunes dos Santos, 21. Segundo a nota, o novo local, além de se localizar dentro da unidade de atendimento, conta com melhor infra-estrutura. LACTOSE - Informação sobre lactose nos rótulos dos alimentos pode ser tornar obrigatória. Projeto de lei do senador Paulo Bauer (PSDB-SC) é justificado com os resultados de diversos estudos que apontam a elevada ocorrência da intolerância à lactose no país. Amparado nas pesquisas brasileiras, o autor do projeto informa que essa intolerância foi verificada em percentuais que variam de 45% a 71%. Ele ressalva, contudo, que essa é uma avaliação otimista, diante de estudos internacionais segundo os quais 75% da população mundial sofre de intolerância à lactose. 70 GRAUS - Um carro parado ao sol pode ter temperatura de 70 graus. A conclusão é de uma pesquisa da Universidade de Saint Louis, no Missouri (EUA). O cálculo considera locais onde a temperatura ambiente chega aos 40 graus, situação que se registra em cidades brasileiras nas últimas semanas. Se não existir ar-condicionado no veículo, a situação piora. CHEQUE - Com as despesas típicas de início de ano, a inadimplência nos cheques teve em janeiro o pior resultado para o mês dos últimos quatro anos. Das mais de 65 milhões de folhas emitidas, 2,11% (1,38 milhão) foram devolvidas por falta de fundos. Em janeiro do ano passado, 2,02% dos cheques tiveram o mesmo problema. O maior índice de devoluções é registrado em Roraima, onde mais de 12 em cada cem folhas emitidas registram falta de fundos. Amazonas tem o índice mais baixo (1,27%). São Paulo e Rio de Janeiro vêm em seguida com percentuais de 1,51% e 1,57%, respectivamente.


Mairiporã • Sexta-feira 21 de fevereiro de 2014

www.correiojuquery.com.br

7


8

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 21 de fevereiro de 2014

´

CORREIOJUQUERY .COM.BR AUXILIAR DE EMFERMAGEM Ofereço-me para trabalhar como acompanhante de idoso

Tratar:

EXCELENTE OPORTUNIDADE!

4604-8645 ou 9.7330-1372

Saia do “enrolation”!

aprenda inglês

aulas práticas e dinâmicas

96739.6170


Mairiporã • Sexta-feira 21 de fevereiro de 2014

www.correiojuquery.com.br

9


10

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 21 de fevereiro de 2014

22 e 23/2 ABACATE KG

2,49

PERA kg

3,49

GOIABA Kg

2,99

ABOBORA JAP Kg

1,69

LIMAO Kg

2,49

BATATA Kg

1,69

MANGA PAMLER Kg

2,99

BETERRABA Kg

2,99

LARANJA pera kg

1,99

CENOURA Kg

2,89

MACA GALA kg

3,49

CEBOLA Kg

1,89

MAMAO PAPAYA kg

2,89

MANDIOCA kg

1,89

22 e 23/2 COXAO DURO Kg

15,90

ASA kg

5,99

COXAO MOLE kg

18,49

PEITO S/OSSO kg

9,89

LAGARTO Kg

15,90

FIGADO FRANGO kg

1,89

PATINHO kg

17,90

COXINHA ASAkg

7,49

CONTRA FILE Kg

19,50

GALINHA kg

3,99

ALCATRA Kg

19,50

BISTECA SUINA kg

9,90

MOELA FRANGO kg

3,49

COSTELINHA SUINA kg

12,90

FRANGO Kg

4,29

PERNIL C/OSSO SUINO kg 8,99

COXA/SOBRECOXA RESFRIADO Kg

4,29

PEITO RESF c/ ossoKg

6,49

BARRIGA kg

8,49

TOUCINHO kg

6,99

OFERTAS VÁLIDAS DE 21 a 27/2 OU ENQUANTO DURAREM OS ESTOQUES

PAO QUEIJO MILAN 300g

2,89

MORTADELA PAULICEIA kg

6,89

MIST BOLO BARRA 400g

2,69

MIST BOLO BARRA CHOC 400g

2,89

REFRESCO BARRA 35g

0,58

GELATINA FESTIVA

0,59

QUEIJO RAL VIA LACTEO 50g

1,99

MOLHO SAUDE SACHE 340g

0,99

MAC SCALA 500g

1,79

GROSELHA CERESER 1l

5,89

FEIJAO CARIOCA LEIVINHA 1k

2,79

MILHO PIPOCA KISABOR 500g

1,99

FAR MAND PLAZA 1k

3,99

RACAO PASTEL DOG 15k

26,90

PEIXE PANGA RIO MARC 1K

11,90

506  

edicao 504 do jornal correio juquery de mairipora