Page 1

CORREIO JUQUERY

Mairiporã • Sexta-feira 31 de janeiro de 2014

1

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã, sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

ANO IX - Nº 503 ● www.correiojuquery.com.br Distribuição gratuita ● R$ 1,00 (nas bancas)

DENGUE

ENTREVISTA A poucos dias da abertura do ano legislativo, o presidente da Câmara Essio Minozzi Junior fala sobre temas de importância para a cidade, o relacionamento com o Poder Executívo e a expectativa para o segundo ano de gestão

mairiporã registra dezenas de casos de pessoas infectadas pela doença. a secretaria municipal da saúde se recusa a vir a público falar sobre o surto. página 6 

FUNCIONALISMO

Correio Imagem

Prefeito amplia concessão de cestas básicas e dá 6% de repasse nos salários

J. L. Gonçalves

PÁGINA 3

Sabesp já pede economia de água A falta de chuvas levou a Sabesp a emitir um alerta, no início da semana, através da Rede Globo, sobre o consumo de água na Região Metropolitana. Os reservatórios estão com apenas 20% de sua capacidade, a menor nos últimos dez anos. Economia é a palavra de ordem, segundo a concessionária. PÁGINA 5 Correio Imagem

O prefeito Márcio Pampuri, depois de várias reuniões com o Sindicato dos Servidores, vai conceder, a partir de 1º de fevereiro (data-base), repasse de 6% nos salários do funcionalismo. O chefe do Executivo também determinou a ampliação no fornecimento de cestas básicas, agora extensivo aos funcionários que recebem até R$ 2 mil por mês. Essa decisão elevou o número de cestas de 1.300 para 1.650. A proposta de café da manhã aos trabalhadores dos pátios da Prefeitura, já se encontro em processo de licitação. O prefeito Márcio Pampuri estuda agora aumento real de salário, que será objeto de discussão com o Sindicato durante o mês de fevereiro Divulgação

Parceria entre Valdeci América VIOLÊNCIA NA CIDADE e deputada Regina Gonçalves Homicídios, furtos e roubos de veículos bateram rende frutos a Mairiporã Depois de conseguir um veículo para a Secretaria Municipal do Meio Ambiente, o vereador trabalha agora para a

liberação de R$ 250 mil, através de emenda parlamentar, para uso em obras de infra-estrutura. PÁGINA 6

recorde em dezembro PÁGINA 5

Mais de 10 mil alunos voltaram às aulas na segunda-feira Estudantes das redes municipal e estadual de ensino voltaram às salas de aula na segunda-feira,

Vereador Valdeci América e a deputada Regina Gonçalves

27, nas mais de 50 escolas espalhadas pelo município. O retorno este ano ocorreu uma semana

antes, em virtude da realização da Copa do Mundo de Futebol no Brasil. A rede particular tem

retorno previsto para a próxima segunda-feira, dia 3 de fevereiro. PÁGINA 5


2

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 31 de janeiro de 2014

POLÍTICA Vereador Edio entrega Nil faz visitas a bairros e conversa com a população pedidos de recursos para Divulgação

Da Redação

O VEREADOR Nil Dantas (PV) visitou inúmeros bairros no último final de semana, acompanhado encarregado de obras Jecivaldo de Jesus (Bahia). Estiveram na Serra da Cantareira, Hortolândia, Jardim da Serra, Parque Suíço, Floreta Negra, Monchalé e Santa Fé. Fizeram parte da comitiva os representantes da Empresa Construbam, responsável pela coleta de lixo na cidade, Cristiano Dias e Saulo Magalhães, que conversaram com as comunidades sobre a melhora na qualidade deos serviços prestados e também a possibilidade de viabilizar um dia a mais na coleta desses bairros. A vice-presidente da Associação do Bairro Hortolândia, Penha Conceição, também conversou com o vereador sobre soluções para os problemas do bairro.

Da Redação

NA SEXTA-FEIRA, 24, o vereador professor Edio (PRB) entregou ao deputado Otoniel Lima (PRB), ofícios em que solicita sua intervenção junto ao Governo Federal, no sentido de liberar, atra-

O CRESCENTE surto de dengue tem assustado a população

vés de emendas parlamentares, recursos para investimentos em esporte e infra-estrutura. Segundo o vereador, existe necessidade de atender as demandas dos jovens na atividade esportiva, cada vez mais crescente em Terra Preta e Mairipo-

rã, e também na aquisição de equipamentos de emergência e urgência nas UBS que serão inauguradas no distrito e na sede do município. O parlamentar, durante a visita deputado, estava acompanhado do vereador Aladim. Divulgação

Vereador visitou diversas associações de bairro na periferia da cidade

Rafael Tadeu quer que população fique alerta com o surto de dengue Da Redação

esporte e infra-estrutura

de Mairiporã e o vereador Rafael Tadeu (PSDB), ao falar sobre o assunto no início da semana, recomendou que as pessoas Divulgação

se previnam contra o mosquito transmissor da doença, pois estamos no verão e os casos nesta estação costumam aumentar. Segundo o vereador, o acúmulo de lixo ainda é um dos maiores fatores que contribuem para a proliferação do mosquito. “Estou preocupado com a situação, pois são inúmeros os casos da doença, em vários bairros. É preciso que o cidadão aja de forma simples, evitando a procriação do mosquito. A regra é não deixar água parada em qualquer tipo de recipiente, casos de vidros, potes, pratos, pneus, panelas, calhas de telhados, bandejas, bacias, drenos de escoamento, cavaletes, blocos de cimento, urnas de cemitério, folhas de plantas e vasos, além de outros locais em que a água da chuva é coletada e armazenada”, disse Rafael Tadeu. O vereador tem cobrado maior atenção das autoridades da Saúde para o problema.

Vereador professor Edio durante encontro com o deputado Otoniel Lima

Marcos do Táxi prestigia Marcinho da Serra vai propor ao Executivo uma unidade do Procon na cidade a geração saúde Da Redação

O VEREADOR, que é adepto da geração saúde, prestigiou a inauguração da Academia GT Fitness, mais uma opção para os mairiporanenses que gostam da prática de exercícios físicos para manter em dia o corpo e a mente. Segundo o vereador, trata-se de um empreendimento importante para a cidade e que trará inúmeros benefícios à população.

“A cidade está crescendo e a população também. Isso faz com que tenhamos público para mais empreendimentos, inclusive no ramo da atividade física, e quem ganha com isso é Mairiporã”, destacou Marcos do Táxi (PV). Na foto, Diego (professor), Viviane (proprietária), Geraldo (professor), Marcos do Tàxi, professor Eduardo, coordenador Luciano e a também proprietária Rosana. Divulgação

Da Redação

A VOLTA dos trabalhos legislativos, na terça-feira, 4, deverá ter como destaque a propositura do vereador Marcinho da Serra (PSD), que pretende ver instalada no município uma unidade do Procn. Segundo o parlamentar, a cidade evolui muito nos últimos anos e comporta esse tipo de serviço à população, que hoje não tem a quem recorrer quando se sente lesada em seus direitos como consumidora. “Vou propor ao prefeito que

estude a melhor forma de implantar um Procon em Mairiporã, e com isso oferecer ao consumidor um instrumento que faça valer a lei e os códigos de defesa. Hoje não há nada desse tipo na cidade. Sei que o prefeito tem interesse em oferecer condições para que a população se sinta beneficiada nos mais diversos setores, e o Procon seria um deles”, assinalou Marcinho. A proposta deve ser feita através de indicação, que será lida na primeira sessão ordinária do ano.

Aladim agradece o prefeito por serviços realizados Da Redação

CÂMARA MUNICIPAL DE MAIRIPORÃ

DURANTE esta semana o vereador Aladim (PSC) visitou inúmeros bairros e em alguns deles foi conferir de perto o trabalho realizado de patrolamento e cascalhamento, casos dos Remédios, Cardoso e Pedra Vermelha. Segundo o vereador, havia necessidade de se conservar as

vias dessas localidades, que dificultavam o acesso dos moradores e, em especial, dos condutores de veículos escolares. “Era um serviço que se fazia necessário e o prefeito foi sensível aos reclamos. Vim esta semana ver o que estava sendo feito e recebi o agradecimento dos moradores, extensivos ao dr. Márcio Pampuri”, assinalou Aladim. Divulgação

COMUNICADO Atendendo o disposto no § 1º do artigo 68-A do Regimento Interno, o Presidente da Comissão Permanente de Finanças e Orçamento torna pública a AUDIÊNCIA PÚBLICA  que será realizada no dia  20 de fevereiro, quinta-feira, às 19h, no Plenário “27 de Março” da Câmara Municipal, situada na Alameda Tibiriçá, nº 422, Bairro Centro, nesta cidade e Comarca, ocasião em que  CONVOCA  todos os segmentos representativos da sociedade civil para participar da referida audiência, onde o Poder Executivo demonstrará, através de seus secretários municipais, o cumprimento das metas fiscais da execução orçamentária do quadrimestre imediatamente anterior.    Mairiporã, 27 de janeiro de 2014.   RICARDO VIEIRA DA SILVA Presidente da Comissão de Finanças e Orçamento

O vereador recebeu cumprimentos dos moradores pelo trabalho que está sendo realizado

ETEC ATIBAIA TRANSPORTE ESCOLAR 2014 PERÍODO NOTURNO Vagas kimitadas

FAÇA A SUA RESERVA!

99843-2141 4604-4268 Augusto

Correio Imagem


Mairiporã • Sexta-feira 31 de janeiro de 2014

www.correiojuquery.com.br

3

contato@correiojuquery.com.br

COLUNA DO CORREIO DENGUE

A Secretaria Municipal da Saúde parece não dar a devida atenção ao registro de dezenas de casos de dengue em Mairiporã. Não veio a público, passadas muitas semanas do surgimento dos primeiros casos, para alertar a população e divulgar os bairros infestados pelo mosquito responsável pela doença, nem o número de vítimas. Se permitiu, timidamente, em divulgar uma daquelas notícias produzidas por assessoria de imprensa, que beiram a perfumaria, sem descer a detalhes, e a espalhar alguns outdoors. A reportagem deste jornal tentou conseguir informações precisas acerca do problema, na edição da semana passada, porém ninguém se dispôs a falar sobre o assunto. É preciso agir com rapidez no combate à dengue e na mesma velocidade orientar a população e privilegiar os bairros sabidamente infestados. À exemplo do que ocorre em outras cidades, é mister que se coloquem carros de som nas ruas alertando e orientando as pessoas. Porém, o que é deve ser feito, de verdade, é as autoridades do setor dar a cara a tapa e não se esconder em confortáveis poltronas em refrigerados gabinetes. Pelo que se ouve aqui e ali, já que não existem informações oficiais, é que a dengue não tem privilegiado qualquer tipo de classe social. Do mais rico, ao mais pobre, dezenas estão infectados.

SAÚDE (I)

Não é sem razão que a área da Saúde é a mais criticada no governo do prefeito Marcio Pampuri. Ela não vai bem e passa a impressão de que seus dirigentes não estão preocupados com as críticas e reclamações, que já tomaram conta do município. Nas redes sociais elas são contundentes e alguém, do governo, precisa agir com rapidez para estancar essa crise. A performance, até aqui, é constrangedora.

SAÚDE (II)

As reclamações quanto ao atendimento na área da Saúde continuam. Aliás, reclamações sempre existiram, só que agora as queixas podem alcançar a grande imprensa. Segundo a população carente, a falta de medicamentos é constante e inaceitável. Seria prudente o prefeito intervir. Até porque, a imagem do governo e da cidade corre o mundo pela internet.

A BASE

Com a volta dos trabalhos legislativos no início de fevereiro, o prefeito Marcio Pampuri (PR) já sabe que a sua base de sustentação não sofrerá redução. Os vereadores que deram sustentação ao governo em 2013 seguirão firmes e fortes, pois a maioria classifica que os acordos firmados foram cumpridos.

MUDANÇA

O PV tem dito, e começou a conversa lá atrás (na campanha eleitoral), que vai imprimir uma nova história na política mairiporanense, na administração pública e acabar com os modos e práticas de antanho. Então a hora é agora. Estamos no segundo ano de gestão e é melhor coibir os modos de antanho que uns e outros, instalados no poder, praticam contra o patrimônio público.

RETORNO

O prefeito Márcio Pampuri retornou de uma viagem de férias e reassumiu o controle do Palácio Tibiriçá. Temas importantes o aguardam, inclusive a abertura de muitas licitações. No campo político, o alcaide vai ter que iniciar conversas com os candidatos que pretende apoiar nas eleições de outubro vindouro. Terá que se definir por um candidato a governador e os que disputarão cadeiras na Assembléia Legislativa e Câmara Federal. Seria prudente, no entanto, ao declarar apoio público, esmiuçar os acordos e se Mairiporã estará contemplada se esses candidatos continuarem ou se tornarem deputados. O silêncio mantido até aqui deve acabar.

CANDIDATOS

A parte que cabe ao eleitor também precisa ser feita nas eleições. Os candidatos eleitos pela região (Atibaia, Bragança Paulista e Guarulhos) há quatro anos, e que daqui levaram muitos votosw, não fizeram absolutamente nada pela cidade. É bom que o eleitor se lembre deles na hora de negar o voto: Beto Trícoli, Edmir Chedid e Roberto Santiago.

13º SALÁRIO

Vereadores de centenas de municípios brasileiros começaram a ingressar em Juízo com o intuito de receberem 13º salário como trabalhadores comuns. Segundo eles, os conselheiros do Tribunal de Contas também recebem, inclusive os que foram deputados estaduais e hoje são conselheiros no órgão. Briga boa!

CÂMARA

Na cidade de Sorocaba os vereadores torraram mais de R$ 8 mil com pizzas. Isso mesmo, com as deliciosas redondas. Não se sabe se acompanhadas de um refrescante chopinho. Um escândalo. Outros escândalos mais ocorrem em milhares de legislativos espalhados pelo país. Na contramão, a Câmara de Mairiporã segue rigorosamente aquilo que a lei preceitua, exceção feita ao período entre 2005 e 2006, em que os vereadores fizeram a ‘farra’ das sessões extraordinárias, que lhes proporcionou um ‘gordo’ Natal. Todos foram condenados a devolver o dinheiro. Alguns o fizeram, outros ainda não.

ABANDONO

Boa parte da cidade está suja, com muito mato e buraco. Especialmente terrenos baldios, cujos proprietários não estão nem aí para o problema. O hotel do Clube de Campo, por exemplo, que dizem as más línguas foi vendido a um empresário local, está coberto pelo mato e ninguém faz nada. A fiscalização da Prefeitura se finge de morta. Quando a imprensa ‘berra’ é tachada de ser do contra ou de inimiga. É preciso que a lei alcance essa gente que produz mato, insetos e ratos. Hora de acabar com as benesses para poucos privilegiados.

ENSINAMENTO

Os italianos têm um provérbio que, se levado à risca, tem gente na Prefeitura que está prá lá de escravizada por não cumprir a palavra. Dizem os italianos: “Uma palavra na sua boca, ela é sua escrava. Fora de sua boca, você é escravo dela.” Preste atenção!

COLIGAÇÕES

Em matéria de reforma política, os políticos não querem mudanças, pois a bagunça os beneficia também através de imbróglios financeiros, administrativos, etc. Mas parece estar definido que isso só vai acontecer na eleição deste ano, em que os partidos poderão fazer alianças para eleger deputados estaduais e federais. Na próxima eleição para vereador, em 2016, as coligações devem estar proibidas. Este é um dos poucos pontos de consenso entre os deputados dentro do projeto de reforma política. A preocupação dos partidos é que com o fim da coligação nas eleições proporcionais, apenas as grandes legendas devem sobreviver. Nos corredores do Congresso falam em apenas oito ou nove partidos.

VAQUINHA (I)

Não se teve notícia, em Mairiporã, se petistas da aldeia aderiram à vaquinha que ajudou José Genoíno a pagar a multa do processo do mensalão. Gaiato, nosso barbudo guru, animado com o sucesso da campanha, foi ligeiro ao comentar: “vou pedir doações na internet para pagar o IPTU e o IPVA”. VAQUINHA (II) Diante do sucesso obtido por Genoino, que arrecadou R$ 760 mil, outros mensaleiros entraram na onda, casos de Delúbio Soares, João Paulo Cunha e Zé Dirceu, todos agora com cofrinhos eletrônicos. O jornalista Cláudio Humberto, comentando o tema, lembrou do filme ‘Todos os Homens do Presidente’, em que o informante, com a alcunha de Garganta Profunda, dá uma dica à dupla de jornalistas que investigam o escândalo Watergate: “follow the money”, ou, “siga o dinheiro”. “Se a Receita Federal ou a Polícia Federal se interessarem pela lista de ‘doadores’, talvez encontrem dinheiro do mensalão brotando do chão”, diz Cláudio Humberto.

PREFERÊNCIA (I)

Não deve ser nada fácil ocupar a função de primeira dama na França. Via de regra, os presidentes eleitos na terra de Brigitte Bardot dão preferência às amantes. Se a moda pega!

PREFERÊNCIA (II)

Cidades turísticas e aquelas que vão sediar a Copa do Mundo decidiram levar à estratosfera os preços de hotéis, comidas, bebidas, passeios, coisa que se estendeu também aos que têm quiosques nas praias. Não é sem razão que os ricos passaram a dar preferência a um hábito muito conhecido entre a patuléia: caixas de isopor com comidas e cervejinhas geladas.

FRASE

“Se quiser que os seus sonhos tornem-se realidade, acorde!”. (William Shakespeare, dramaturgo e poeta inglês).

ENTREVISTA

Presidente da Câmara fala das expectativas para 2014 Ao completar um ano à frente do Poder Legislativo, o vereador e presidente Essio Minozzi Júnior fala com exclusividade ao Correio, analisando o primeiro ano da sua gestão e a relação mantida com o Poder Executivo.

CJ- Na gestão 2009/2012, da qual o senhor fez parte como vereador, o relacionamento entre Executivo e Legislativo não era nada amistoso. Ao contrário, durante bom tempo as agressões verbais e acusações de corrupção integraram o cardápio oferecido à população. Nessa sua incursão como presidente, que análise faz sobre a relação com o novo governo? Essio - Prevaleceu, naqueles 4 anos, na maior parte do tempo, o interesse público a favor dos moradores da cidade. A Câmara não se omitiu em fiscalizar, debater os problemas e investigar as ações daquele governo. Era um governo reeleito, em continuidade, com apenas quatro novos vereadores. Nesse primeiro ano são sete os vereadores de primeiro mandato, o primeiro ano do Dr. Marcio Pampuri e uma nova equipe de trabalho. Naturalmente um novo governo traz mudanças. Nesse primeiro ano ele procurou implantar sua forma de administração, de planejar suas prioridades, adequá-las ao orçamento herdado do governo anterior, planejar os outros 3 anos e, ao mesmo tempo, dar continuidade ao serviços oferecidos à população. Diante disso, a também nova Câmara contribuiu para que o prefeito adequasse o ordenamento jurídico municipal de acordo com seu modelo de governança, pois ao atender suas demandas criam-se melhores condições para as realizações. Difícil comparar relacionamento entre poderes, ainda mais em conjunturas tão distintas. CJ- Que ações dos vereadores e da própria Câmara o senhor pode destacar como importantes para a população? Essio - Com o apoio dos vereadores diminuímos 25% dos cargos comissionados, readequamos os espaços para acolher mais três vereadores, mas a prioridade foi melhorar a interação com o morador através da ouvidoria e do facebook. O acesso as informações públicas e a atuação legislativa foi aprimorada através do site e do Jornal da Câmara. Um ano de muito trabalho. Foram 40 reuniões ordinárias e 19 extraordinárias para viabilizar esse novo ordenamento jurídico.  A CEI do Transporte investigou aquela concessão pública. O Ministério Público acatou seu relatório e abriu uma investigação pública. Nas Audiências Públicas do PPA, LDO, LOA e as quadrimestrais de acompanhamento das metas fiscais do orçamento do Executivo, apesar de baixa participação popular, o debate foi relevante e proporcionou algumas alterações nos projetos originais. CJ- Como o senhor avalia a nova concessão dos serviços de abastecimento de água e esgotamento sanitário à Sabesp? Essio - Há avanços importantes nessa nova concessão diante da baixíssima cobertura de água tratada e esgotamento sanitário do atual contrato. Primeiro porque atende as exigências do novo Marco Legal do Saneamento estabelecido pela Lei Federal 11.445/07 que

J. L. Gonçalves

traz inovações dando garantia de independência entre quem presta o serviço e quem planeja e fiscaliza e, principalmente,  o poder de controle desta prestação, o que parece ser um passo importante para a mudança do atual quadro de saneamento da cidade. Segundo, porque está baseado no Plano Municipal de Saneamento, colocando a prefeitura como protagonista nesse novo contrato, pois define a expansão do abastecimento de água potável e esgotamento sanitário em bairros que nunca foram atendidos. Esse plano estabelece mais uma Estação de Tratamento de Água na sede do município e o aumento da capacidade de tratamento na estação de Terra Preta, além de uma nova Estação de Tratamento de Esgoto no distrito. Por fim, os prazos e metas estabelecidas em contrato serão acompanhados pela Agência de Reguladora de Saneamento e Energia do Estado de São Paulo - Arsesp, responsável pelo seu cumprimento, possibilitando o controle social do contrato. CJ- Mairiporã tem problemas considerados crônicos que datam de muito tempo. Quais o senhor avalia como prioritários e o que a Câmara pode fazer a respeito? Essio - Mairiporã está longe de ser uma cidade sustentável. Esse processo de ocupação urbana desorganizada apontando impactos na área de mananciais passou a ser o nosso maior problema pelas suas conseqüências. Pelo baixo conhecimento dessa realidade esse processo ainda não foi entendido e, por isso,  não temos uma política pública local formatada para combatê-lo. O altíssimo cres-

Vereadores abrem o ano legislativo com sessão na terça-feira Wagner Azevedo Da Redação FINDO o recesso parlamentar, iniciado em 15 de dezembro do ano passado, os 13 vereadores de Mairiporã abrem o ano legislativo na próxima terça-feira, 4, com a primeira sessão ordinária do ano. Eventos importantes em nível nacional, como Copa do Mundo e Eleições, vão influir nos trabalhos, pois o tempo para discussão e votação de proposituras que impliquem em repasse de recursos financeiros e licitações de obras é menor, por imposição da legislação eleitoral. Os vereadores, de forma geral, acreditam que este ano será

bem melhor que o primeiro e que tanto Executivo quanto Legislativo, vão conseguir atender as demandas da população e contribuir para a melhoria da qualidade de vida de todos. Extra  - Os vereadores estiveram reunidos pela primeira vez este ano, na semana passada, em sessão extraordinária, para votar seis projetos de interesse do governo municipal, dentre eles o repasse de recursos para o Hospital e Maternidade Mairiporã. Com a disposaição do Executivo em realizar boa parte de suas propostas, a expectativa na Câmara é que o número de projetos a ser votado em 2014 será recorde.

Recursos do Fundeb movimentaram R$ 27 milhões na Educação Da Redação O TOTAL de recursos repassados a Mairiporã no ano passado, pelo Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) chegou a R$ 27,7 milhões, segundo publicação de estimativas de receitas por município, através do site do Tesouro Nacional, na semana passada. Esse repasse é uma das mais importantes fontes de recursos para as prefeituras, e são distribuídos de forma automática, ou seja, sem a necessidade de autorização ou convênios, mediante crédito em conta específica. A distribuição é realizada com base no número de alunos da educação básica pública,

de acordo com dados do último censo escolar, sendo computados os alunos matriculados nos respectivos âmbitos de atuação prioritária. Ou seja, os municípios recebem os recursos do Fundeb com base no número de alunos da educação infantil e do ensino fundamental, e os estados, com base no número de alunos do ensino fundamental e médio. O fundo foi criado em 2006. Estimativas - De acordo com o site, a estimativa de repasses para este ano de 2014 é um pouco menor, R$ 25,8 milhões, porém o resultado final é sempre maior, como foi no ano passado, quando a estimativa era de R$ 27,1 milhões.Também há variação no número de alunos. Se em 2013 a estimativa foi de 8.233, para 2014 é de 8.423.

cimento populacional, dez mil pessoas nesses últimos três anos, demanda mais serviços públicos na saúde, segurança, educação, habitação, infra-estrutura urbana, saneamento ambiental. O pior, ele não traz a devida contrapartida de recursos para a cobertura desses serviços. Essa cegueira situacional possibilita preocupações setorizadas e, por conseqüência, ações pontuais que têm demonstrado serem insuficientes. Mais recursos para o hospital, apoio na criação da Guarda Municipal são dois exemplos recentes. CJ- Sua carreira política deve ser considerada bem sucedida. Foi secretário da Educação entre 1997 e 2001, secretário de Desenvolvimento Econômico e Turismo entre 2007/2008 e vereador entre 2009 e 2012. É considerado como um excelente quadro político. Agora, como presidente da Câmara, o que o motiva?  Essio - Minha trajetória política está entrelaçada com a minha carreira profissional como gestor público. A necessidade de melhorar a qualidade da gestão onde atuei me levou a conciliar a prática cotidiana com a busca de conhecimento acadêmico da Administração Pública. Acumulei experiências, boas e não tão boas, e hoje, na presidência da Câmara, acredito ser possível melhorar o seu desempenho em favor dos moradores da cidade. Ao disponibilizar as informações públicas da Câmara, por exemplo, mais do que cumprir com a lei de acesso a informação, entendo estar contribuindo para ampliar a atuação da cidadania dos mairiporanenses. Ao propor uma reforma administrativa, busco melhorar a qualidade dos serviços por ela prestados. O que sempre me motiva: ajudar a organização em que estou atuando a ser melhor daquela que encontrei. CJ- O que o Legislativo poderia ter feito e não fez? Essio - Criar a Escola Legislativa para desenvolver programas que promovam a aproximação da Câmara com escolas do município, com a sociedade e com a comunidade, objetivando a formação e a qualificação para a cidadania. Talvez mais pessoas participassem da vida política da cidade, contribuindo para melhorá-la. A escola também seria responsável pela capacitação em serviços dos nossos servidores. CJ- Que mensagem deixa para a população de Mairiporã? Essio - Tenho certeza que podemos fazer mais e melhor pela nossa cidade. Foi por isso que passei a participar da política, por entender que é  através dela que podemos melhorar a vida das pessoas. A população escolhe seus representantes acreditando ser suficiente para que a cidade se desenvolva, mas normalmente não  é assim que acontece. Como vereador, sempre me posiciono a favor dos interesses e necessidades de nossa gente. Considero um privilégio trabalhar em prol da população de Mairiporã.

Voto vai custar, em média, R$ 25 para eleger um deputado Juarez César Da Reportagem A CONQUISTA de uma cadeira na Assembléia Legislativa ou mesmo na Câmara Federal, é tarefa para poucos, pois exige dois ingredientes que não são fáceis de constar no currículo dos candidatos: popularidade e dinheiro. E com base em dados das campanhas eleitorais dos vitoriosos em 2010, especialistas em marketing político calculam que obter uma vaga numa das duas casas legislativas (São Paulo ou Brasília) vai demandar este ano um investimento médio de R$ 25 por voto. Isso significa que planejar a campanha para arrebanhar 150 mil eleitores, por exemplo, terá um custo de R$ 3,5 milhões. Isto confirma aquilo que já se sabia, ou seja, gastar sola de sapato não basta. Ainda de acordo com os marqueteiros, não existe receita mágica para calcular o valor de cada voto, pois são inúmeros

os fatores que influem: conhecimento do candidato, estrutura de mandato e os territórios que serão trabalhados em busca do voto. A estimativa acima, só foi possível com o cruzamento de dados do Tribunal Superior Eleitoral e estudos realizados pelo Instituto Transparência Brasil. Segundo o Instituto, o voto tem inflação própria, que está próximo de 200% num período de quatro anos. Levando-se em consideração os dados de 2010, o custo do voto na disputa proporcional em 2010 ficou em R$ 10,73. A partir dessa premissa é perfeitamente explicável a disposição dos políticos de investirem cada vez mais na busca do mandato, que justifica, entre outros fatores, a projeção de alta do preço de uma campanha este ano. Entre os principais custos de uma campanha eleitoral estão os investimentos em estratégia de campanha, realização de pesquisas, comunicação no sentido de tornar o candidato conhecido, jurídico, com cabos eleitorais, logística e confecção dos materiais.

Saia do “enrolation”!

aprenda inglês naturalmente, aulas práticas e dinâmicas

96739.6170


4

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 31 de janeiro de 2014

OPINIÃO OZÓRIO MENDES drozorio@yahoo.com.br

N

Candidatos a deputado

asci no Paraná e a minha cidade, Paranaguá, sempre teve um representante na Assembléia Legislativa do Estado, ou mesmo na Câmara Federal, ou em ambos. Isso desde sempre, e isso sempre fez a diferença. Não há como enfrentar problemas e resolvê-los sem que exista alguém nas esferas superiores a brigar por aquilo que necessitamos. Fui vereador em Mairiporã e em 1986, partindo da premissa da representatividade, fui o primeiro político da cidade a disputar uma cadeira na Assembléia Legislativa. Claro que sabia das dificuldades de ser eleito e que isso dificilmente ocorreria, diante de inúmeras razões, dentre elas a falta de recursos financeiros para enfrentar uma campanha e, a mais evidente delas, o colégio eleitoral da cidade, diminuto, com pouco mais de 15 mil eleitores. Posteriormente a isso, surgiram outros candidatos que chamamos de ‘natos’, ou seja, nascidos ou residentes em Mairiporã, casos do dr. Roberto Tellian, Toninho Aiacyda e dr. Márcio Pampuri, para ficar em alguns poucos

exemplos, que também não lograram êxito pelas mesmas razões que enfrentei. O que quero ressaltar, é a importância da classe política local em assumir compromissos, mesmo sabendo das dificuldades. É oferecer ao eleitor mairiporanense a oportunidade de não votar em desconhecidos ou em espertalhões que jamais vão se debruçar sobre os problemas da cidade. Em todos os pleitos subseqüentes ao que participei, os votos obtidos foram crescendo, mesmo que insuficientes. Isso nos alenta na medida em que o eleitor tem consciência de que precisamos brigar mais pela cidade, que devemos apoiar candidatos que têm aqui sua carreira política, independentemente de partidos ou ideologias. Diante dessa assertiva, me resta sugerir aos eleitores que o voto deve ser dado aos candidatos de Mairiporã. Se não os tivermos, que os votos sejam dados às legendas ou até mesmo na opção ‘branco’. Seria uma lição aos forasteiros e aos que de quatro em quatro anos se dizem moradores do município.

Ozório MendeS é advogado e foi vereador na gestão 1983/1988

DANIEL BONORA Cuidados ao adquirir um imóvel Não são poucas as queixas e os registros de casos em que o comprador do imóvel é enganado. Além de ficar sem a propriedade, perde o dinheiro que, na maioria das vezes, levou anos para conseguir juntar. Por isso mesmo, é importantíssimo adotar alguns cuidados básicos na hora de realizar a transação, principalmente em nossa cidade, onde o número de imóveis irregulares e sem documentação, é muito grande. Portanto, cautela nessa hora é o que se impõe. O comprador de um imóvel deve observar se todas as informações que constam nos prospectos, propagandas e anúncios correspondem ao estado do imóvel, e se as suas dimensões e anexos constam da planta aprovada pelo município. Um dos fatores que podem definir o valor do imóvel, principalmente em relação à utilidade que se pretende destiná-lo, é o zoneamento urbano. Estas informações podem ser prestadas pela Prefeitura Municipal, e constarão também do processo de incorporação quando for o caso. Em se tratando de imóvel em construção, deve conferir ainda a qualidade e tipo de material aplicado na obra, verificar se o material corresponde com o que consta do memorial descritivo, conforme registro da incorporação no Cartório do Registro de Imó-

veis respectivo. É importante que o consumidor faça várias visitas ao imóvel durante o dia, noite e fins de semana, para observar e avaliar os possíveis inconvenientes, entre eles, o movimento do trânsito, o tipo de freqüentadores da região, a existência ou não de policiamento, o funcionamento de casas noturnas, a utilização da via pública como feira livre, constatação de excesso de barulho, etc. Sobre a documentação, antes de fechar o negócio verificar junto a Prefeitura se há possibilidade de o imóvel ser desapropriado. Além disso, É preciso pedir certidão dos distribuidores cíveis; certidão do distribuidor federal; certidão de protesto do vendedor; certidão vintenária; certidão negativa de ônus e alienação; certidão negativa de débitos fiscais, se for imóvel rural; certidão previdenciária; e comprovante de pagamento de taxas de água, esgoto, luz, e, se for o caso, de condomínio do imóvel. Todas essas certidões poderão indicar se  existe algum embaraço judicial como penhora , arresto, entre outras medidas. Geralmente, cabe ao comprador o pagamento da escritura e seu registro. Ao vendedor cabe pagar a comissão do corretor e as despesas com certidões.

Daniel Bonora é advogado, vice-presidente da OAB de Mairiporã, presidente da Comissão de Assistência Judiciária e Assessor Técnico Parlamentar.

Carta do leitor

A

cada divulgação dos índices de criminalidade pelo Estado fica a certeza de que não temos a quem recorrer quando o assunto é segurança pública. Os números crescentes nos levam a concluir que a bandidagem está melhor aparelhada que a polícia e que as autoridades têm feito nada para oferecer à sociedade a tranqüilidade que se exige para trabalhar, estudar e voltar para casa são e salvo. Mairiporã é refém da violência e os números provam isso. A incidência cada vez maior de roubos e furtos de veículos, por exemplo, dá ao cidadão a certeza de que ele é mais e mais impotente e, em igual medida, o Estado é incompetente. Com o passar dos anos a criminalidade se mostra mais sofisticada e, na con-

EDITORIAL

Estamos sozinhos tramão, os instrumentos de segurança menos eficientes. No caso de Mairiporã, que tem outros indicadores de violência alarmantes, além de roubos e furtos, não tem faltado interesse das autoridades municipais em discutir o assunto e buscar soluções. O que não há é um Estado com vontade de priorizar a segurança e discuti-la em profundidade e com seriedade. A questão da violência, cada dia mais arraigada em nosso cotidiano, é assunto de todos, pois só faz aumentar e não há governo capaz de propor uma solução. Além de todos os componentes já conhecidos,

também falta o aprimoramento do sistema prisional brasileiro, e total reformulação do Código Penal. Só quando o país tiver condições de julgar, condenar e conter os marginais que hoje atuam impunemente, é que os cidadãos vão respirar aliviados e sair às ruas sem medo. A realidade hoje é que ladrões, assaltantes e criminosos de menor ou maior grau de violência sabem que pode contar com a impunidade, dos trâmites burocráticos, da fragilidade da legislação e da corrupção que grassa em todos os níveis de poder. Ao longo dos anos, Mairiporã viu sua popu-

lação crescer de forma espantosa, enquanto os instrumentos de combate à criminalidade só fizeram diminuir, a começar pelo efetivo policial (diminuto), pela pouca estrutura de trabalho (falta de viaturas, de combustível, de equipamentos modernos), e de policiais com salários dignos. Não é de se espantar, pois, com a estatística de que na cidade é registrado um roubo e um furto de veículo por dia. Sem contar lesões corporais e estupros. Nunca é demais repetir: o desleixo dos governantes com a segurança, que deveria ser prioritária, tira a tranqüilidade do cidadão em transitar pela rua e até dentro de sua casa. E pelo que se viu até aqui, não há sinais de que algo será feito a curto, médio ou longo prazos. Infelizmente!

ESSIO MINOZZI JR. essiominozzijr@terra.com.br

Mais Segurança

O

aumento da criminalidade em Mairiporã exige providências das autoridades responsáveis pela segurança pública da população. O Conseg - Conselho Comunitário de Segurança da cidade - protocolou junto à Secretária Estadual da Segurança Pública solicitação de providências no sentido de aumentar o efetivo da Policia Militar.  Alega que temos apenas entre dez a doze policiais por turno, poucas viaturas e que o serviço 190 se torna deficiente pelo fato do atendimento ser no município de Guarulhos e realizado por

policiais que pouco conhecem a nossa cidade. Na semana passada o presidente do Conseg, Enésio Lopes, esteve reunido com o prefeito Dr. Marcio Pampuri e comigo, para analisarmos possíveis providências. Concordamos que o primeiro passo seria marcarmos uma audiência com o secretário da Segurança Pública para reivindicar a melhoria desses serviços na cidade. A segurança, de responsabilidade constitucional do governo do Estado, vem preocupando as autoridades municipais. Apesar disso, é no

município que a criminalidade atua e diante dessa situação as prefeituras ficam obrigadas a tomar providências e passam a gastar recursos municipais para complementar os serviços de segurança pública estadual. Por isso, algumas cidades vêm estabelecendo convênio denominado ‘Operação Delegada’, em que a com a Polícia Militar aumenta a disponibilidade de policiais na cidade. A prefeitura passa a remunerar esses profissionais para atuar no período de suas folgas. Em outras cidades as prefeituras passaram a criar

a Guarda Municipal para, dentro de área de atuação, complementar os serviços de segurança. Em Mairiporã o prefeito já conta, no orçamento de 2014, com recursos para a implantação dessa Guarda Municipal. Além disso, já tem autorização legislativa para firmar convênio com o Corpo de Bombeiros e instalar uma unidade em Terra Preta. Estamos aguardando essa audiência com o atual  secretário da Segurança Pública do Estado de São Paulo, Dr. Fernando Grella Vieira, e reivindicarmos uma melhor segurança ao moradores de nossa cidade.

ESSIO MINOZZI JUNIOR é vereador do PR e professor, pós-graduado em Gestão Educacional UNICAMP em Gestão Publica - FUNDAP, e presidente da Câmara de Mairiporã

DELFIM NETTO contatodelfimnetto@terra.com.br

Sem bússola, em mar revolto

A

partir do momento em que vieram à luz do dia as patifarias nos mercados financeiros, com a quebra do banco Lehman Brothers nos Estados Unidos em 2008, foi se tornando evidente que as políticas monetárias praticadas pelos bancos centrais nas economias ditas desenvolvidas, apenas “evitavam o pior” - enquanto o ajuste fiscal que as acompanhou destruía as finanças dos demais países cuja administração se corrompera aceitando participar irresponsavelmente do jogo dos derivativos financeiros. Operações que pareciam estimular o desenvolvimento, mas que na verdade escondiam, atrás de modelos matemáticos sofisticados, enormes apostas cujos riscos nem os governos nem seus bancos centrais entendiam. Sessenta e quatro meses convivendo com a maior crise do capitalismo depois da

Grande Depressão da década de 1930 e com a tragédia de 60 milhões de trabalhadores desempregados, ainda não se tem segurança do que fazer para sair do atual problema. Ben Bernanke, um competente teórico - que deixa agora em janeiro o comando do Federal Reserve dos EUA após oito anos - desabafou numa entrevista no segundo semestre de 2013 dizendo que “estamos navegando sem bússola, em noite escura e mar revolto”. A respeitada economista Janet Yellen, primeira mulher a presidir o FED, assume num momento em que as indefinições dos bancos centrais, na maioria dos países, apenas transmitem as incertezas que assombram os formuladores de política econômica em todo o mundo. Nos Estados Unidos é pelo menos visível que a economia está se recuperando. Na perspectiva de organismos como o FMI e Banco Mundial

é uma recuperação crescente. E a sra. Yellen prevê um crescimento de 3% da economia americana em 2014. Minha expectativa é que entramos o ano de 2014 nos Estados Unidos bem melhor do que em 2013. Os efeitos do afrouxamento monetário (o “Quantitative Easing”) perderam eficiência na margem, mas tornou-se claro que retirá-los, (o “tapering”), não é tarefa trivial. O Banco Central americano está enrascado no problema de como realizá-lo sem produzir um terremoto nos mercados financeiros mundiais. Sua confusa política de comunicação (que a sra. Yellen quer melhorar) - de anunciar um comportamento (o “forward guidance”) não limitado a condicionalidades físicas, mas apenas ao calendário da execução - pode acrescentar problemas para a política cambial brasileira. Não precisamos de novi-

dades na política monetária, mas é necessário ajudá-la com uma política fiscal adequada que se comprometa de forma crível a reconduzir a expectativa da inflação para a meta de 4,5% num horizonte aceitável. Como ninguém sabe muito bem como fazê-lo, é preciso da disposição firme do governo, muito cuidado e alguma paciência. O fato é  que os Estados Unidos estão saindo da crise, e é difícil saber quando vão alcançar aquele nível de desemprego de 6,5% que estão imaginando, para calibrar o desmanche do “afrouxamento” monetário.  O que se pode esperar é a recuperação da economia americana e da atividade na própria Europa, que deve melhorar ligeiramente este ano, pois tem uma redução importante dos déficits fiscais e uma quase eliminação dos déficits em conta corrente entre os países.

Delfim Netto, é professor emérito da FEA-USP, ex-ministro da Fazenda, da Agricultura e Planejamento e colunista do Correio.

Sr. Redator

 No último dia 26/1/14, faleceu meu esposo,  José dos Reis, mais conhecido como Zé do Neca. Estávamos despreocupados  com a burocracia quanto a liberação do corpo e outros procedimentos, pois há 14 anos pago o plano funerário do grupo Maria Paula. Porém, qual não foi minha decepção quando tive que ir até a funerária para comprovar o pagamento (sendo que o valor vem descontado no meu holerite) e que somente após esta comprovação eles iriam buscar o corpo. Descobri também que todas as promessas feitas no momento da venda do plano não eram reais, pois tive que, no momento do velório, cuidar da liberação do cemitério, todas as taxas foram pagas por mim e no final só tivemos direito à urna. Por este motivo venho a público expressar minha indignação quanto ao plano Maria Paula, que infelizmente só descobri sua ineficiência neste momento de dor.

Vilma F. Almeida

EMPRESA JORNALÍSTICA SANTOS & FERREIRA LTDA. CNPJ nº 05.785.139/0001-01 Travessa Antonieta C. Spada, 26 CEP 07600-000 – Mairiporã-SP – Telefone: (011) 4419-1842

DIRETOR EXECUTIVO Marcos Roberto Borges

REDAÇÃO Wagner Azevedo Lúcia Helena Juarez César Cláudio Cipriani

DIRETOR DE REDAÇÃO David da Cunha Boal Júnior

EDITOR DE TEXTO Jean César C. Pavão

DIRETOR PRESIDENTE Joyce Franciely dos Santos

As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste jornal

COLABORADORES Delfim Netto Éssio Minozzi Ozório Mendes Daniel Bonora Fabiano Rodrigues

REDAÇÃO E PUBLICIDADE Travessa Antonieta C. Spada, 26 Centro - Cep: 07600-000 Mairiporã - São Paulo SITE www.correiojuquery.com.br contato@correiojuquery.com.br correio.juquery@g.com.br

O jornal se reserva o direito de não editar publicidade sem fundamentar recusa


Mairiporã • Sexta-feira 31 de janeiro de 2014

www.correiojuquery.com.br

ESCALADA DA VIOLÊNCIA

Em dezembro, roubo de veículos cresceu 141% em Mairiporã

Claudio Cipriani Da Reportagem

A VIOLÊNCIA registrada em Mairiporã no último mês de 2013 teve crescimento espantoso. Em relação a novembro, aumento de 141% no roubo de veículos e 80% nos furtos, também de veículos. Homicídios e tráfico de entorpecentes também cresceram acima dos três dígitos. Ainda assim os números foram semelhantes ao registrados em 2012 (crescimento de apenas 0,1%). Os dados foram divulgados na tarde de segunda-feira, 27, pela Secretaria de Estado da Segurança Pública e pelos dados significa que somente em dezembro foram roubados em Mairiporã 29 veículos (praticamente um por dia) e

furtados outros 27 (também quase um furto diário), um recorde de proporções assustadoras para a população. Nos últimos dois anos, a tendência é de alta nesse tipo de crime. Homicídios - Se no mês de novembro do ano passado não houve registro de homicídio doloso, em dezembro houve um salto de 200%, com duas ocorrências apontadas. E esses dados ficam mais alarmantes se observado o item ‘tentativa de homicídio’, que em todo o ano passado somou mais de 19 casos. Na comparação com ano de 2012, a violência praticamente se manteve, porém com viés de alta, o que é preocupante. Seguro - O montante de roubos e furtos de veículos no

Estado de São Paulo cresceu 10,1% em 2013, chegando a 215 mil casos. Esse tipo de ocorrência é o fator que mais influencia o cálculo do seguro de um automóvel, informa a Federação Nacional de Seguros Gerais (FenSeg). Os registros de furtos e roubos de veículos vêm crescendo desde 2009, e se tornou uma “tendência” que pode ser atribuída, em parte, à alta nas vendas, afirmam especialistas. A expansão na frota também aqueceu o comércio ilegal de peças e dos receptadores de carros roubados e furtados. O volume de furtos e roubos de veículos em Mairiporã é o maior em 8 anos. Entre novembro e dezembro do ano passado, o aumento na criminalidade foi de 22%.

OS NÚMEROS DA VIOLÊNCIA DEZEMBRO/2013 Item

Registros

Crescimento (%)

Homicídio

2

200

Tentativa de homicídio

4

300

Lesão corporal dolosa

27

0

Estupros

1

-400

Tráfico de entorpecentes

9

125

Roubos em geral

19

26,6

Roubo de veículos

29

141

Furtos em geral

59

-8

Furtos de veículos

27

80

NO ANO (2013) Item - Homicídio - Tentativa de homicídio - Lesão corporal dolosa - Estupros - Tráfico de entorpecentes - Roubos em geral - Roubo de veículos - Roubo a banco - Roubo de carga - Furtos em geral - Furtos de veículos

CORREIO JUQUERY .COM.BR

Registros 13 19 371 35 56 259 156 1 2 735 153

Atenção! Informamos que estamos fazendo o recall do produto Galinha Pintadinha - Ref: 0851, por motivo de falta de informação de montar o produto antes de entregar á criança, em sua rotulagem, conforme a Norma NM 300:2002 de Segurança do Brinquedo. Para mais informações acesse:

www.brincadeiradecrianca.com

5


6

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 31 de janeiro de 2014

Cidade tem dezenas de casos de dengue; Secretaria da Saúde não fala sobre o surto da doença Juarez César Da Reportagem ALGUMAS dezenas de caso de dengue foram registradas na cidade nas últimas semanas, porém as informações são oficiosas, pois a Secretaria Municipal da Saúde se recusa a fornecer os dados, que deveriam ser de conhecimento público até como forma de alerta. As notas emitidas pela as-

sessoria de imprensa da Prefeitura, se limitam a informar que a Municipalidade está realizando uma série de ações de combate à dengue, com atividades diversificadas de prevenção e orientação. Também é nota oficial que foram procedidas inspeções em residências nos bairros Jardim Brilha, Jardim Santana, Furnas, Olaria, Capoavinha, Jardim Néri, Vila Popular e Parque Náutico,

porém nada foi informado sobre os números de notificações da doença e de pessoas infectadas, nem mesmo os bairros que comprovadamente têm o mosquito. O silêncio do secretário Manoel Blanco, há várias semanas, é inaceitável, pois deveria ser o primeiro a vir a público explicitar o que está ocorrendo, sem omitir qualquer informação. Casos  - De acordo com informações de funcionários

do Hospital e Maternidade Mairiporã, e de familiares de infectados pela dengue que têm plano de saúde, são muitas dezenas de casos em Mairiporã. Oficialmente quem falou sobre a dengue foi o prefeito Marcio Pampuri, durante audiência pública realizada anteontem, para discutir o plano de mobilidade urbana para a cidade, que disse ter conhecimento de 12 casos da doença.

Parceria entre Valdeci América Prefeitura diz que câmeras de monitoramento e deputada Regina Gonçalves voltaram a funcionar rende frutos a Mairiporã Da Redação

Durante todo o ano passado o vereador Valdeci América (PV) mantém estreito relacionamento com a deputada estadual Regina Gonçalves, parceria que tem rendido frutos a Mairiporã. A parlamentar tem demonstrado interesse pelas causas elencadas pelo vereador, que por sua vez atende aos reclamos das comunidades.

Essa parceria já rendeu a entrega de um veículo à Secretaria Municipal do Meio Ambiente, a ser utilizada nos serviços de fiscalização e dentre de mais algumas semanas a liberação de recursos da ordem de R$ 250 mil para obras de infra-estrutura no município. Valdeci frisou que a deputada tem sido um canal importante na busca de recursos e que a parceria deve prosseguir durante todo este ano.

Da Redação

O MONITORAMENTO da cidade por câmeras, sistema implantado durante o governo do PSDB, e que ficou desativado durante bom tempo, voltou a funcionar, segundo informações veiculadas pela assessoria de imprensa do prefeito. Segundo a nota, a Coordenadoria de Segurança e Mobilidade Urbana (nova nomenclatura do Departamento de Trânsito), oito câmeras fo-

ram reposicionadas na avenida Tabelião Passarella, altura do terminal rodoviário e na confluência com a rua Maria Vaz; na avenida Leonor de Oliveira, altura do Cartório Eleitoral; e nas ruas Adriano Marrey Júnior, Padre Vairo, Boaventura, Cardoso César (conflu~encia com a Dom José Maurício da Rocha); na rotatória de acesso à Terra Preta e na rua Ari da Silva (proximidades da subprefeitura), que totalizam seis câmeras na cidade e outras duas no distrito.

Excesso de afogamentos na represa motiva reunião na Prefeitura Da Redação REPRESENTANTES da Defesa Civil, do DER (Departamento de Estradas de Rodagem), da Sabesp, do Departamento de Trânsito e do Corpo de Bombeiros estiveram reunidos no dia 21 último, no Palácio Tibiriçá, para discutir, juntamente com o prefeito

Marcio Pampuri, novas medidas que diminuam o número de casos de afogamento na represa Paiva Castro, e em trechos do rio Juqueri, no bairro do Rio Acima. Os casos de afogamentos desde o final do ano passado, já são maiores ao registrado mesmo período do ano imediatamente anterior. Dentre as decisões adotadas,

SINDICATO DOS TRABALHADORES DO SERVIÇO PÚBLICO MUNICIPAL DE MAIRIPORÃ COMUNICADO No final de 2013 houve assembléia geral dos servidores que discutiram a proposta apresentada pelo Prefeito e equipe, sobre a reposição da inflação, aumento real e andamento das discussões sobre o Plano de Cargos, Carreiras, Salários e Benefícios (PCCSB), cesta básica e café da manhã. A assembléia contou com a presença maciça de servidores, até mesmo com proposta de greve. Na ocasião um dos principais negociadores, o prof. José Antonio da Costa Fernandes, assessor do Sindicato, informou a todos da negociação e do prazo solicitado pelo Executivo para atender as reivindicações. O prefeito de Mairiporã, Dr. Márcio Cavalcanti Pampuri, e os secretários de Governo, da Fazenda e Procuradoria Geral do município, garantiam a reposição da inflação em torno de 6%, mas solicitaram um prazo até 15 de janeiro para que eles estudassem o aumento real no ano de 2014. Nas discussões e debates, a atuação do sindicato foi ressaltada pelos servidores, principalmente por que é a primeira vez na história de Mairiporã que ocorre uma negociação. Já na reunião do dia 22 de janeiro, o Executivo municipal respondeu as reivindicações do sindicato, aprovadas na assembléia de dezembro, e enviou projeto de lei, já aprovado, para conceder a reposição da inflação. Pediu ainda mais prazo, até o dia 12 de fevereiro, para estudar e apresentar proposta de aumento real aos servidores, o que significa que as negociações estão em curso. O Executivo alertou que já garantiu o aumento do número de cestas básicas para os trabalhadores que ganham até R$ 2 mil; quanto ao café da manhã para os trabalhadores dos pátios, o processo está em fase de licitação. NOVA ASSEMBLÉIA ESTÁ  PREVISTA PARA FEVEREIRO. A LUTA CONTINUA! AUMENTO REAL JÁ! GESTÃO DIGNIDADE E RECONSTRUÇÃO

está a que Prefeitura, Sabesp e DER ficam responsáveis pelo fechamento e sinalização das áreas públicas, bem como do monitoramento quanto às evasões. Também serão efetuadas fiscalizações constantes nos pontos onde há maior incidência de casos, através da Vigilância Sanitária, fiscais de comércio e

a Polícia Militar, que promoverá blitze com o uso de bafômetro. Participaram do encontro, além do prefeito Márcio Pampuri, o capitão Elran Marcel Dorce, do Corpo de Bombeiros, José Eduardo Victorino, da Defesa Civil, Roberto Simões, do DER, Carlos Dandis, da Sabesp e Marcio Pires, do Departamento de Trânsito.

Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Público Municipal de Mairiporã Alameda Tibiriçá, 496 –  Vila Nova – Mairiporã – São Paulo – 07600.000. CNPJ Nº 52.376.886/0001-76 - Tel/fax:  4604.3733

O SINDICATO É VOCÊ. FAÇA  PARTE ! SINDICALIZE-SE !

  VENHA FORTALECER NOSSAS LUTAS!

   Veja os benefícios de ser um sindicalizado: - Assessoria jurídica - Odonto - Corte de cabelo - Manicure - Colônia de férias - Cartão farmácia para servidores com mais de 3 anos. - Cartão de compra no comércio local. - Convênio Médico com inclusão de agregados (neto, filho maiores de 18, pais etc). - Descontos no comércio local - Descontos em colégios e universidades   Compareça na nossa sede para preencher o formulário.

Sindicato dos Trabalhadores do Serviço Publico Municipal de Mairiporã

FILMES NA TV HOJE

MIB - HOMENS DE PRETO 2 (Men in Black II), EUA, 2002, cor, 89 minutos, direção de Barry Sonnenfeld. Com Tommy Lee Jones, Will Smith e Rip Torn. Depois que evitaram um desastre interplanetário, como caçadores de extraterrestres, quatro anos se passaram, mas o perigo volta quando uma investigação de rotina detecta um alienígena no planeta. (GLOBO, 16h05) CARA DE SAPO (Orla Frosnapper), Dinamarca, 2001, cor, 78 minutos, direção de Peter Dodd. Desenho animado. Victor e seus amigos conseguem ser mais espertos que o valentão da cidade e se juntam ao circo. (CULTURA, 18h) ELEIÇÃO: O SUBMUNDO DO PODER (Haw Se Wui), Hong Kong, 2005, cor, 85 minutos, direção de Johnnie To. Com Simon Yam e Tony Leung Ka Fai. A rivalidade emerge entre os candidatos que disputam a presidência da mais antiga tríade de Hong Kong e até contrariar anos de tradição vai valer. (CULTURA, 22h) A GUERRA DOS PELADOS (Idem), Brasil, 1971, cor, 98 minutos, direção de Sylvio Back. Com Jofre Soares, Stênio Garcia e Átila Iório. O episódio histórico da Guerra do Contestado (1912/1916) no outro de 1913, no interior de Santa Catarina, onde o conflito envolvia a concessão de terras a uma companhia de estrada de ferro.  (TV BRASIL, 22h30) JONAH HEX, CAÇADOR DE RECOMPENSAS (Jonah Hex), EUA, 2010, cor, 80 minutos, direção de Jimmy Hayward. Com Josh Brolin, John Malkovich e Megan Fox. Depois de ser vítima das maldades de um homem e ressuscitar com poderes sobrenaturais, homem torna-se caçador de recompensas. (SBT, 23h) MAU DIA PARA PESCAR (Mal dia para Pescar), Uruguai, 2009, cor, 110 minutos, direção de Álvaro Brechner. Com Gary Piquer e Jouko Ahola. Ex-campeão mundial de luta livre, decadente a alcoólatra, acredita ainda ser o homem mais forte do mundo. Inédito! (TV BRASIL, 0h30)

AMANHÃ

O JULGAMENTO DO DIABO (Shortcut to Happiness), EUA, 2007, cor, 106 minutos, direção de Alec Baldwin. Com Anthony Hopkins, Alec Baldwin e Jennifer Love Hewitt. Escritor fracassado, sem sorte com as mulheres, é demitido da loja em que trabalha. A caminho de casa é assaltado e tem seu inédito romance roubado. Tudo parece perdido, até aparecer o diabo, na forma de uma estonteante mulher. (BAND, 14h50) STELLA E A ESTRELA DO ORIENTE (Stella Und Derstern Des Orients), Alemanha, 2007, cor, 89 minutos, direção de Erna Schmidt. Desenho animado. Jovem garota que ao passar o ano novo de 2005 na casa de sua falecida bisavó, consegue voltar 100 anos atrás por conta de um fenômeno astrológico. (CULTURA, 18h30) O DIA DA DESTRUIÇÃO (Locusts), EUA, 2005, cor, 95 minutos, direção de David Jackson. Com John Heard e Mike Farrell. Em um centro de pesquisa nos EUA, subsecretária descobre que um pesquisador desenvolveu no laboratório um supergafanhoto, que resiste aos pesticidas. (BAND, 22h15) NOITES DE CABÍRIA (Le Notti di Cabiria), Itália/França, 1957, p&b, 110 minutos, direção de Federico Fellini. Com Giulietta Masina e François Périer. Prostituta ganha a vida nas ruas de Roma, em 1950, mas é ingênua e sonha com o amor perfeito e acredita na bondade das pessoas. Por isso sofre muitas desilusões. (TV BRASIL, 22h30) A CASA DE ALICE (Idem), Inglaterra/Brasil, 2007, cor, 92 minutos, direção de Chico Teixeira. Com Carla Ribas e Berta Zemel. . Manicure num salão de beleza vai levando a vida. Casada há 20 anos com um taxista, e mãe de três filhos, ainda tem a mãe como hóspede. Não tem nenhuma expectativa de que o casamento mude algo nesta altura da vida. (CULTURA, 23h) MATRIX (Idem), EUA, 1999, cor, 136 minutos, direção de Lana Wachowski e Andy Wachowski. Com Keanu Reeves e Laurence Fishburne. Jovem especialista em informática trabalha em grande companhia de softwares e anda atormentado por pesadelos onde está conectado por cabos a um imenso sistema de computadores do futuro. (SBT, 23h15) MALENA (Idem), Itália, 2000, cor, 105 minutos, direção de Giuseppe Tornatore. Com Monica Belluci e Giuseppe Solfaro. Em plena Segunda Guerra Mundial nada acontece em Castelcuto, vilarejo da costa siciliana. É 1941. Ali vive garoto de 13 anos que vai ter a vida mudada ao conhecer uma mulher irresistível, recém-chegada. (BAND, 1h)

DOMINGO

AS CRÔNICAS DE NÁRNIA, A VIAGEM DO PEREGRINO DA ALVORADA (The Chronicles of Narnia: The Voyage of the Dawn Treader), EUA, 2010, cor, 115 minutos, direção de Michael Apted. Com Georgie Henley e Skandar Keynes. Os três amigos retornam a Nárnia onde se encontram com o príncipe, agora rei, e outros amigos de aventuras passadas. (GLOBO, 12h35) TRISTEZA DO JECA (Idem), Brasil, 1961, p&b, 95 minutos, direção de Amacio Mazzaropi. Com Amacio Mazzaropi e Geny Prado. Dois políticos disputam a eleição e no vale tudo para angariar votos, tentam enganar os eleitores, simples pessoas do campo, usando o Jeca como cabo eleitoral. (CULTURA, 15h30) MAU DIA PARA PESCAR (Mal dia para Pescar), Uruguai, 2009, cor, 110 minutos, direção de Álvaro Brechner. Com Gary Piquer e Jouko Ahola. Ex-campeão mundial de luta livre, decadente a alcoólatra, acredita ainda ser o homem mais forte do mundo. Inédito! (TV BRASIL, 23h) CONTROLE ABSOLUTO (Eagle Eye), EUA/Alemanha, 2008, cor, 118 minutos, direção de D. J. Caruso. Com Shia Labeouf e Michelle Monaghan. Jerry e Rachel não se conhecem, até que um telefonema feito por mulher desconhecida os une. (GLOBO, 0h05)

HORÓSCOPO ÁRIES - 21/3 a 20/4 Repense os hábitos alimentares. Você tende a executar tarefas com especial eficiência e pode inclusive organizar-se melhor. Os cuidados com o organismo serão bastante frutíferos.  TOURO - 21/4 a 20/5 A necessidade de relacionar-se está acentuada e faz com que estar com outras pessoas lhe dê maior prazer. Poderá ter contato com pessoas dinâmicas, inteligentes e estimulantes.  GÊMEOS - 21/5 a 20/6 Estará cheio de disposição para dedicar-se a atividades práticas, principalmente mexer com coisas que envolvam terra. Você anda mais perfeccionista e executará tudo com capricho. 

CÂNCER - 21/6 a 21/7 Os seus contatos afetivos estarão favorecidos e se tornarão mais estáveis. Você tende a sentir segurança em relação a seus sentimentos e isso facilita a vida amorosa. Exercite-se mais.  LEÃO - 22/7 a 22/8 Dias propícios para analisar-se. A necessidade de introspecção está em alta e poderá compreender melhor suas próprias motivações. As atividades sociais estarão facilitadas.  VIRGEM - 23/8 a 22/9 Dias ótimos para recarregar as suas baterias e concentrar-se em tudo o que lhe diz respeito. Cuidar do visual e renová-lo são ótimas pedidas. A sua perspicácia está em alta. 

LIBRA.- 23/9 a 22/10 O setor material estará ativado, por isso acentua a capacidade de realização e dá condições de sair-se bem em tudo o que exija bom senso e eficiência. Acautele-se contra o ciúme.  ESCORPIÃO - 23/10 a 21/11 O seu lado dinâmico estará acentuado, o que facilita relacionamentos e amizades. Curtir velhos amigos será muitíssimo gratificante. O período continua em harmonia favorece os amores.  SAGITÁRIO - 22/11 a 21/12 Fase ótima para fazer um balanço dos últimos acontecimentos. Está em condições de ver as coisas de modo abrangente. Meditar e mentalizar coisas positivas será bastante frutífero. 

CAPRICÓRNIO - 21/12 a 20/1 Estar com os amigos, curtir a turma e freqüentar clubes será divertido neste período, em que Mercúrio estimula seu lado consciente, fraternal e solidário. Reserve um tempo para relaxar.  AQUÁRIO - 21/1 a 19/2 Estará em evidência, o que acentua o carisma pessoal e permite fazer sucesso em seu círculo social. Para não desgastar-se nem se estressar, não assuma responsabilidades demais.  PEIXES - 20/2 a 20/3 A necessidade de ação está em alta, por isso aproveite para fazer caminhadas, passear e agitar socialmente. Conheça pessoas diferentes e respire novos ares, será estimulante. 


Mairiporã • Sexta-feira 31 de janeiro de 2014

www.correiojuquery.com.br

7


8

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 31 de janeiro de 2014

GERAL Estudantes das redes municipal e estadual em Mairiporã retornaram às aulas na segunda-feira

R$ 27 MILHÕES Nenhum apostador acertou as seis dezenas do concurso 1.569 da Mega-Sena, realizado anteontem e o prêmio acumulado, para o sorteio de amanhã, pode pagar R$ 27 milhões. Os números sorteados foram: 05 - 15 - 18 - 31 - 42 - 53. Ao todo, 81 apostas fizeram a quina (R$ 25.568,62 cada) e outras 6.718 fizeram a quadra (R$ 440,40 cada).

Da Redação

O ANO letivo de 2014 foi aberto na segunda-feira, 27, pela Secretaria Estadual de Educação e Secretaria Municipal de Educação. Em todo o Estado mais de 4 milhões de alunos retornaram para as salas de aula, uma semana antes do habitual, em razão da Copa do Mundo do Futebol que, neste ano, será no Brasil. Em Mairiporã, conjuntamente com a rede municipal de ensino, mais de 10 mil alunos voltaram aos bancos escolares. Segundo o órgão governamental, uma das orientações nesta volta às aulas é quanto ao calendário. Por conta dos

TEMPO HOJE Sol e aumento de nuvens de manhã. Pancadas de chuva à tarde. À noite o tempo fica aberto. Mínima de 20°C e máxima de 34°C. AMANHÃ Sol e muita nebulosidade pela manhã. Pancadas de chuva isoladas à tarde e à noite. Temperaturas ficam entre 22°C e 33°C. DOMINGO Sol forte e aumento de nuvens pela manhã. Pancadas rápidas de chuva à tarde e à noite. Máxima em alta, 34°C e mínima de 20°C. SEGUNDA Aumento de nebulosidade com Sol forte pela manhã. Pancadas de chuva à tarde e à noite. Mínima em queda, 18°C e máxima de 34°C.

Meninas com idades entre 11 e 13 anos devem tomar a vacina nos postos de saúde

PREVIDÊNCIA

INSS prorroga prazo de prova de vida para 31 de dezembro

OBITUÁRIO

Da Redação

27/1- André Rosalino Gulias, aos 32 anos, solteiro, não deixa filhos. Sepultado no Cemitério Terra Preta. 26/1- José dos Reis Colodini, aos 67 anos, casado com Vilma F. A. Colodini, deixa os filhos Celina, Carlos Eduardo, Ricardo Luís e Luís Carlos. Sepultado no Cemitério da Saudade. 26/1- Maria Saraiva Batista, aos 77 anos, viúva, deixa os filhos Eunice, David e Davilson. Sepultada no Cemitério Terra Preta

04:50 05:15 05:45 06:00 06:15 06:40 06:50 07:20 08:20 09:15 10:30 11:15 12:00 13:30 15:00 15:45 16:15 17:30 19:00 19:30 20:00 21:00 21:30 23:00

05:00 06:00 07:00 08:00 09:00 10:00 11:00 11:30 12:00 13:00 13:30

14:00 15:00 15:30 16:00 17:15 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00

05:00 07:00 09:00 11:00 13:00 15:00 17:00 19:00 20:00 21:30 23:00

06:00 06:30 06:50 07:00 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:30 12:15 13:00 14:00 15:00 16:00 16:30 17:00 17:15 17:30 17:45 18:00 18:15

18:30 18:45 19:00 19:20 19:40 20:00 20:30 21:00 21:30 22:00 22:40 22:55 23:00 23:05 23:15 23:59

06:00 06:45 07:00 07:45 08:00 08:45 09:00 09:45 10:00 10:45 11:00 11:45 12:00 12:30 13:00 13:45 14:00 14:30 15:00

15:45 16:00 16:30 17:00 17:45 18:30 19:15 20:00 21:00 22:00 23:00 23:59

06:00 07:15 08:00 09:15 10:00 11:15 12:00 13:15 14:00 15:15 16:00

17:15 18:00 19:15 20:00 21:00 22:30 23:59

05:00 05:30 06:00 06:30 07:00 07:40 08:00 08:45 09:45 12:45 14:15 16:45 18:15 22:00

05:30 06:30 07:30 08:30 09:30 10:30 12:30 14:30 16:30 18:00

06:00 08:00 10:00 12:00 14:00 16:00 18:00

O INSS (Instituto Nacional do Seguro Social) prorrogou o prazo para que aposentados, pensionistas e demais segurados realizem a prova de vida. A data inicial, que vencia em 28 de fevereiro, foi postergada para 31 de dezembro. A renovação de senha é realizada para dar mais segurança ao beneficiário e ao governo, pois visa a evitar fraudes e o pagamento de benefícios indevidos. É necessário ir à agência do banco onde o segurado recebe o seu pagamento munido de documento de identificação, como carteira de identidade, de trabalho ou CNH. Se o aposentado ou pensionista não puder ir ao banco por motivo de doença ou problemas de locomoção, o procedimento poderá ser realizado por procurador cadastrado no INSS, no site http://www.previdencia.gov.br/ forms/formularios/form011.html) Até agora, dos 30,8 milhões de benefícios ativos, 26,1 milhões já realizaram prova de vida. Ou seja, faltam 4,7 milhões no país, e 1,097 milhão no Estado de São Paulo (não há recorte por cidade) para recadastrarem suas senhas.

06:30 07:10 07:30 08:30 09:00 09:30 10:00 10:45 13:45 15:30 17:45 19:30 23:00

04:30 05:10 05:30 05:45 06:00 06:15 06:30 06:45 06:50 07:00 07:15 07:45 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30

14:00 14:30 14:45 15:30 15:00 15:15 16:00 16:15 16:30 16:45 17:00 17:30 18:00 18:30 19:30 20:30 21:30

07:40 08:40 09:20 10:00 05:30 06:15 06:40 07:00 07:20 08:00 08:20 09:00 09:40 10:20 10:40 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00 14:30 15:00

6:45 17:00 17:15 17:30 17:45 18:00 18:20 18:40 19:00 19:30 20:15 21:00 22:00 22:20 23:00

06:30 07:30 08:30 09:30 10:30 11:30 13:30 15:30 17:30 19:00

04:30 05:30 06:00 06:15 06:30 07:00 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30

13:00 13:30 14:00 14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 18:00 18:30 19:30 20:30 21:30

06:00 06:40 07:10 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00

14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:15 21:00 22:00 23:00

06:00 06:40 07:10 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00

14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:00 20:30 21:00 22:00 23:00

07:00 09:00 11:00 13:00 15:00 17:00 19:00

04:45 05:30 06:00 06:15 06:30 07:00 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30

13:00 13:30 14:00 14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:30 21:30

Correio Imagem

jogos do mundial de futebol, foi elaborado um cronograma especial e o início das aulas, antes tradicionalmente marcado para o primeiro dia letivo de fevereiro, foi antecipado em uma semana. Isso porque, principalmente em dias de jogos da Seleção Brasileira, pode haver suspensão de aula. Ainda de acordo com a secretaria estadual, as férias do meio do ano também acontecerão mais cedo, entre 12 de junho e 13 de julho, período dos jogos, e posteriormente, em outubro, haverá uma semana de recesso (13 a 19), e enfatizou que independente das alterações, os 200 dias letivos serão mantidos em 2014.

Cobertura da Previdência atinge 82% dos idosos no Brasil Da Redação COM dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios de 2012 (Pnad), o Ministério da Previdência Social informou que 82% dos idosos brasileiros estão cobertos pelo regime previdenciário, o que representa um universo de 20,5 milhões de pessoas. Deste total, 9,5 milhões são homens e 10,8 milhões são mulheres. O número de idosos protegidos pela Previdência apresenta estabilidade desde 1995, ano em que foi registrada cobertura de 80,1% de brasileiros com idade acima de 60 anos. Desde então, o número sempre se manteve entre 80% e 82%. Os dados da Pnad e do ministério mostram que 71,4% de brasileiros com idade entre 16 e 59 anos contribuem para a Previdência Social. São, portanto, mais 61,8 milhões de pessoas cobertas pelo regime.

CONVITE FISIO ESPORTE MAIRIPORÃ Uma parceria entre Clube de Campo Mairiporã e Fisio Esporte objetiva melhorar e criar mais uma opção para associados e demais usuários, em tratamento de fisioterapia, treinamento funcional e reabilitação. Inauguração: 31 de janeiro de 2014, às 19:00 hrs, no pergolado junto a sede do Clube de Campo. Clube de Campo Mairiporã “Uma nova visão para um Clube de Tradição”

SISTEMA CANTAREIRA TEM SÓ 20% DE ÁGUA

Sabesp já pede economia de água Correio Imagem

Da Redação

O BAIXO nível de reservas de água no Sistema Cantareira, da qual faz parte a represa Paiva Castro, de Mairiporã, levou a Sabesp (Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo) a pedir economia no consumo de água. O alerta foi feito na terça-feira, 28, na Rede Globo. Embora não tenha informado se existe risco de desabastecimento, a Sabesp informou que o reservatório está com apenas 22% da capacidade e isso implica que o consumidor deve consumir menos, com economia no uso doméstico. Metropolitana - O Sistema Cantareira atende mais de 9 milhões de pessoas na Região Metropolitana, e tem capacidade de 990 milhões de metros cúbicos de água. O baixo nível nos reservatórios foi agravado pela baixíssima quantidade de chuvas em dezembro, que prosseguiu em janeiro. É o menor nível registrado em 10 anos.

Represa Paiva Castro, último reservatório do Sistema Cantareira, em Mairiporã


Mairiporã • Sexta-feira 31 de janeiro de 2014

www.correiojuquery.com.br

PAPEL HIG MIRAFIORI folha dupla 30m PC C/4

R$ 3,75

KIT BEBÊ SH+COND+SAB+BRINDE UNID

R$ 16,35

SAB ALBANY SUAVE fragrancias UNID 90G

R$ 0,66

ABS. SYM NORMAL C/ABAS SECA PC C/8

R$ 1,65

LINGUICA CALAB DEFUM SADIA KG

R$ 9,89

SHAMPOO TRESEMME varios FC 400ML

R$ 7,53

LINGUICA DE FRANGO SADIA KG

R$ 10,75

PAPEL TOALHA YURI PC C/2 ROLOS

R$ 2,20

SALSICHA MARBA KG

R$ 4,59

HAMBURGUER BOVINO TRAD PERDIGAO CAIXINHA 672G

R$ 8,85

LASANHA SADIA sabores (exceto integrais) CAIXINHA 650G

R$ 9,59

ARROZ MAIS SADIA sabores CAIXINHA 600G

R$ 9,59

RAÇÃO PEDIGREE sabores SACHE 100G

R$ 1,63

AGUA SANIT BUFALO FC 2L

R$ 2,54

DESINF BUFALO fragrancias FC 2L

R$ 2,99

DETERG PO ALA PC 1KG

R$ 3,18

CERA LIQ POLIFLOR PRATIC FC 750ML

R$ 4,99

9


10

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 31 de janeiro de 2014

1 e 2/2 AMEIXA Kg

4,49

ABOB ITALIA Kg

1,99

MANGA TOMY Kg

2,99

ABOBORA JAP Kg

1,69

MAMAO PAPAYA Kg

3,59

BATATA Kg

1,69

GOIABA Kg

2,99

BETERRABA Kg

1,99

ABACATE KG

1,79

CENOURA Kg

1,99

LIMAO Kg

1,49

CEBOLA Kg

1,79

MORANGO BANDEJA

1,99

TOMATE kg

2,99

BROCOLI NINJA UNID

1,99

PEPINO COMUM kg

1,99

1 e 2/2 COXAO DURO Kg

15,90

ASA kg

5,99

COXAO MOLE kg

18,49

PEITO S/OSSO kg

9,89

LAGARTO Kg

15,90

FIGADO FRANGO kg

1,89

PATINHO kg

17,90

COXINHA ASAkg

7,49

CONTRA FILE Kg

19,50

GALINHA kg

3,99

ALCATRA Kg

19,50

BISTECA SUINA kg

9,90

MOELA FRANGO kg

3,49

COST SUINA kg

12,90

FRANGO Kg

4,29

COXA/SOBRECOXA RESFRIADO Kg

8,99

4,29

PERNIL C/OSSO SUINO kg BARRIGA kg

8,49

TOUCINHO kg

6,99

PEITO RESF c/ osso Kg 6,49

OFERTAS VÁLIDAS DE 31/1 a 6/2 OU ENQUANTO DURAREM OS ESTOQUES

MERLUZA POLAKA RIO MARC 1K

11,90

CERVEJA COLONIA LATA

0,99

SUCO MAIS VITA 1l

3,59

VINHO PURO SANGUE 2l

7,29

BATATA YOKITOS 200g

4,98

SALGADINHO YOKITOS

3,49

TEMP KITANO MAIS SABOR 60g

1,99

OLEO MARIA TRADIC/SAB 500ml

5,29

MAIONESE KISABOR 500g

1,99

MAC SCALA 500g

1,79

PAO QUEIJO MILAN 300g

2,89

FEIJAO CARIOCA LEIVINHA 1k

2,69

LAVA ROUPAS OMO LIQUIDO 1l

6,89

VIM CLORO GEL 300g

3,99

LIMPAD YPE MULTI -USO 500ml

2,39

CREME SKALA 1K

4,29

SABONETE LIVY 90g

0,69


503  

EDICAO 503 DO jornal correio juquery de mairipora

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you