Issuu on Google+

JUQUERY

Mairiporã • Sexta-feira 28 de junho de 2013

1

www.correiojuquery.com.br

CORREIO CORREIOJUQUERY.COM.BR

ANO IX - Nº 474 ● Mairiporã, sexta-feira, 28 de junho de 2013 ● Distribuição gratuita ● R$ 1,00 (nas bancas) Humberto Do Lago Müller

Passagem R$ 0,15 mais barata nas linhas intermunicipais começa a valer na segunda-feira A redução de R$ 0,15 no preço da passagem dos ônibus que fazem as linhas intermunicipais (São Paulo e Franco da Rocha) começa a valor na segunda-feira, 1, decisão adotada pela Empresa Metropolitana de Transportes Urbanos (EMTU). Nas linhas

circulares (dentro do município) a redução de R$ 0,15 passou a valer na segunda-feira, 24, depois de acordo entre o prefeito Marcio Pampuri, os vereadores e os representantes da Empresa de Transportes Mairiporã (ETM). PÁGINA 5

Câmara vota extinção de 21 vagas de livre nomeação

2 MIL PESSOAS PARTICIPAM DE PROTESTO EM MAIRIPORÃ

Os vereadores aprovaram em segunda e última votação, por unanimidade, na sessão ordinária de terça-feira, 25, projeto de Lei Complementar de autoria do Legislativo, que extingue 21vagas de cargos de comissão(aqueles de livre provimento, para os quais não é exigida a realização de concurso público), no quadro de funcionários da Câmara Municipal. O projeto também altera o nível salarial do cargo de Assessor Técnico de Gabinete. A redução no número de cargos vinha sendo discutida

entre a presidência da Casa e os vereadores desde o mês de março, no sentido de adequar os cargos de provimento em comissão. Na justificativa da Mesa Diretora, o projeto também tem o objetivo de corrigir distorções apontadasem anos anteriores pelo Tribunal de Contas de São Paulo. O projeto foi à sanção do prefeito. Foram extintos seguintes cargos: 7 assessores de vereador, 6 assessores técnicos parlamentares, 7 assessores parlamentares e 1 assessor legislativo.

Manifestantes pararam a Fernão Dias e fecharam o comércio na cidade

Prefeitura Municipal de Mairiporã

PÁGINA 5

COMUNICADO Atendimento da Prefeitura será interrompido devido a mudança de sistema

Criação de emprego formal em maio foi positiva em Mairiporã Foram 55 vagas criadas com carteira assinada no mês de maio, puxadas pelo bom desempenho do setor de

Serviços. Construção Civil e Comércio, juntos, fecharam 36 postos de trabalho. Nos cinco primeiros meses deste ano

Vereadores aprovam LDO 2014 por unanimidade Sem discussão e com apenas uma emenda parlamentar, do vereador Éssio Minozzi Júnior, a Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) de 2014, estimada em R$ 181 milhões, foi aprovada por unanimidade na sessão ordinária de terça-feira da Câmara Municipal. Neste ano, a proposta teve apenas a emenda do presidente da Casa, acrescida ao projeto de lei do Executivo, cujo artigo 13 ficou com a seguinte redação em seu parágrafo primeiro: “A transferência de recursos a título de subvenções sociais, nos termos da Lei Federal 4.320 de 17 de março de 1964, atenderá as entidades privadas sem fins lucrativos, inclusive as previstas na lei 9.790/1999, que exerçam atividades de natureza continuada nas áreas de assistência social, saúde, interesse à saúde, edu-

cação ou cultura”. Os demais vereadores, segundo conversas de bastidores, deverão apresentar emendas ao Plano Plurianual (PPA) e à Lei Orçamentária Anual (LOA), que serão encaminhadas ao Legislativo em agosto e setembro, respectivamente. Desta forma, os parlamentares terão tempo para receber informações sobre os projetos de alcance estadual e federal que influenciam na arrecadação e gastos municipais antes da votação da PPA e do orçamento 2014. Valores - Os gastos totais do orçamento previsto estão assim divididos: R$ 159.755.000 para a Prefeitura, R$ 14.779.000,00 para a Previdência Municipal e R$ 7.311.500 para o Poder Legislativo. O total previsto é de R$ 181.846.000.

R$ 30 MILHÕES Ninguém acertou as seis dezenas do concurso 1.506 da Mega-Sena, sorteado anteontem. Com isso, o prêmio acumulou e pode pagar R$ 35 milhões amanhã, estimativa da Caixa Econô-

mica Federal. Os números sorteados foram 03 - 14 - 18 - 34 - 42 – 49. Ao todo 182 apostam acertaram a quina (R$ 13.681,20 cada) e outras 10.892 a quadra (R$ 326,58 cada).

os números foram muito superiores aos registrados no mesmo período do ano passado. PÁGINA 3

Pampuri discute Via Rápida para licenças ambientais Em busca de soluções para as limitações impostas pela legislação ambiental, o prefeito Marcio Pampuri foi recebido em audiência pelo secretário-adjunto da Secretaria Estadual do Meio Ambiente, Rubens Naman Rizek Junior. O prefeito lembrou que o APP (Áreas de Proteção Permanente) e as áreas de mananciais, engessam o município, e de que forma a secretaria pode ajudar o município. O prefeito também falou sobre outros assuntos de inte-

resse de Mairiporã, e recebeu a promessa de parceria para a implantação do Via Rápida Ambiental, que consiste na prestação de serviço via Web para atividades de baixo impacto em áreas urbanas, dispensando o balcão de atendimento da Cetesb, o que vai permitir agilidade nos licenciamentos. O prefeito demonstrou satisfação com os rumos da conversa à saída da reunião, e que o Via Rápida foi uma surpresa positiva.

O sistema de informatização da Prefeitura de Mairiporã está sendo modificado para melhorar o atendimento prestado ao contribuinte. Para que haja a conversão de informações constantes no banco de dados da administração, será necessário que os serviços sejam interrompidos temporariamente. - NOTA FISCAL ELETRÔNICA - Este serviço ficará indisponível a partir das 22 horas do dia 28 de junho de 2013 (sexta-feira), até no máximo, dia 5 de julho de 2013 (sexta-feira). - ISS ELETRÔNICO - Serviços indisponíveis a partir das 17 horas, do dia 28 de junho de 2013 (sexta-feira), até no máximo, dia 5 de julho de 2013 (sexta-feira). - ATENDIMENTO INTERNO - Será interrompido a partir do dia 1 de julho de 2013 (segunda-feira) até no máximo, dia 5 de julho de 2013 (sexta-feira). A Prefeitura informa ainda aos contribuintes que têm acesso à Nota Fiscal Eletrônica, que fiquem atentos aos seus endereços de e-mail, onde serão encaminhadas as novas senhas de acesso ao novo sistema. A expectativa da Prefeitura é de que os serviços sejam normalizados gradativamente e antes mesmo da data informada. Informações e dúvidas: 11 4419-8000. Ricardo Honorio

Correio Imagem

Pampuri foi recebido em audiência pelo secretário Rubes Rizek

Mais de Trânsito estaciada na contramão e sobre a faixa pedestre na rua XV de um bom de Novembro, centro da cidade. exemplo ATÉ do trânsito QUANDO? Viatura do Departamento


2

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 28 de junho de 2013

OPINIÃO

contato@correiojuquery.com.br

COLUNA DO CORREIO BOM SENSO

Todos que conhecem o diretor do Departamento Municipal de Trânsito, o sr. Vanderlei Mascarenhas, o elogiam pelo equilíbrio, pela sensatez e pelo espírito de comando que possui. O que lhe falta, com certeza, é carta branca para atuar no setor e até em outros, como a segurança, do qual é profundo conhecedor. Isso nos remete ao governo municipal. Seis meses se passaram e a questão do trânsito, em todos os seus meandros, só fez piorar. Não há projeto aprovado (existem bons esboços) que permita ao diretor colocar em prática aquilo que aprendeu ao longo de sua vida profissional. Também é relevante dizer que o departamento já deveria ter sido transformado em secretaria, muito antes do desmembramento sofrido pela pasta da Educação, que ensejou as ‘novas’ secretarias de Cultura e Esporte, sem se falar na de Assuntos Institucionais (?). A mobilidade urbana pode melhorar, porém o prefeito tem que se permitir a dar autoridade a quem sabe e quer fazer.

A

s manifestações que se espalharam pelo Brasil nas últimas semanas deveriam ser motivo de profundas reflexões pela classe política, que há um bom tempo perdeu não só a credibilidade, mas a vergonha de espoliar os cofres públicos. Sobre o assunto, o jornalista Jorge de Oliveira, na Folha de S. Paulo, foi feliz na abordagem sobre os protestos e os motivos que levaram a população a sair às ruas. Publicamos neste espaço, dois trechos de seu artigo, dignos de leitura atenta. “Os cientistas políticos e os sociólogos de plantão ainda estão atônitos com as manifestações de rua que ocorrem no país. A convulsão social que explodiu nos estados é a combustão espontânea da revolta de um povo

EDITORIAL

O clamor das ruas que estava contido, manipulado por políticos e liderado por um governo que subestimou a capacidade popular de se indignar. O PT achou, durante muito tempo, que o pão e o circo seriam suficientes para manter os brasileiros anestesiados. E o que se vê é a revolta popular contra as migalhas dos programas sociais, a alta da inflação, o endividamento da classe média levada ao consumo por uma política econômica leviana e desastrosa de um governo que administra o país no improviso”.

E continua: “Mas numa análise mais simplista, observa-se que no cerne de toda essa questão o combate à corrupção é a palavra de ordem que se repete nos cartazes e está na boca dos manifestantes. O país está atolado na lama, a honestidade desce pelo esgoto. Não existem mais líderes, homens públicos confiáveis. O Brasil está mergulhado na anarquia, dominado por pelegos sindicais irresponsáveis, analfabetos e despreparados que povoam os 39 ministérios e outros órgãos públicos. A presi-

dente da República, como uma autista, mostra o seu despreparo para dirigir o país quando em plena crise voa para São Paulo para se aconselhar com Lula e o marqueteiro João Santana. Mais uma vez ignora o clamor das ruas e prioriza a reeleição, enquanto o país pega fogo! O marketing não salvou Collor quando pediu que a população saísse às ruas de verde e amarelo para apoiá-lo na crise. A multidão vestiu-se de preto. O resultado, todos conhecem”. Pegando carona nos comentários do jornalista, é imperioso louvar os vários segmentos organizados da sociedade mairiporanense, que também foram às ruas e deixaram um recado claro aos políticos: também aqui há sim capacidade de se indignar e lutar por aquilo que é justo e de direito.

BOM SENSO (II)

Outra questão importante é melhorar o nível dos integrantes do Departamento de Trânsito. Os que não sabem, devem aprender através de cursos de capacitação, em que certamente saberão que educação, camaradagem e campanhas educativas são ingredientes que podem aproximar a sociedade do órgão responsável pelo ordenamento dos transportes no município e sua mobilidade. Falta de educação (no sentido mais amplo do termo) leva ao quadro vivenciado pela sociedade nos últimos dez anos: indústria da multa, discussões públicas entre proprietários de veículos e agentes de trânsito, abusos de autoridade e também de parte dos motoristas, enfim, comportamentos que poderiam inexistir tivesse a autoridade o bom senso de dar o exemplo e de reduzir a vontade férrea de fazer dinheiro através da força e das multas.

EM VIGOR

Dia 1º de julho passa a valer a resolução do Contran (Conselho Nacional de Trânsito), que transforma em advertência as multas consideradas leves e médias. Será que em Mairiporã ela será respeitada? Ou continuará no ritmo industrial dos últimos anos?

BILHETE ÚNICO

Excelente a iniciativa do presidente da Câmara, Essio Minozzi Júnior, de propor a criação do bilhete único em Mairiporã. A medida beneficiaria milhares de pessoas que diariamente se utilizam do transporte coletivo e que invariavelmente necessitam de dois ou três trocas de ônibus para chegar ao destino.

EM SILÊNCIO (I)

A experiência diz que quando tudo está na mais absoluta calmaria, é nesse momento que as coisas acontecem. E isso serve para os partidos políticos de Mairiporã. Sem barulho, está havendo um troca-troca incessante e as baixas já são representativas em alguns deles. Embora cedo, tem gente já pensando na sucessão municipal em 2016.

EM SILÊNCIO (II)

Nos corredores da Câmara a calmaria também é sinal de fumaça. Encontros restritos em alguns poucos gabinetes, reuniõezinhas com direito a assessores do lado de fora e conversinhas de pé de ouvido são indícios de que a coisa pode ser barulhenta a qualquer momento.

RECESSO

Com a aprovação da LDO (Lei de Diretrizes Orçamentárias) na terça-feira, os vereadores ganharam o direito de entrar em recesso (férias parlamentares) a partir de segunda-feira. As sessões legislativas, salvo convocações extraordinárias, só voltam em agosto.

TERRA ZERO

Esse é o slogan de alguns prefeitos do interior de São Paulo, ao se referir ao plano de asfaltar todas as ruas de suas cidades. Bons exemplos podem e devem ser copiados.

ESSIO MINOZZI JR.

DELFIM NETTO

essiominozzijr@terra.com.br

contatodelfimnetto@terra.com.br

Em recente comentário falei de um artigo superinteressante da inteligente jornalista Raquel Landim, na Folha de São Paulo, no qual ela desvenda mais uma jabuticaba da realidade brasileira: somos a única economia do planeta capaz de lidar simultaneamente com 29 índices de inflação! Eles são construídos por quatro respeitáveis instituições - IBGE, FGV, FIPE e DIEESE - que medem no tempo, no espaço e em diversos setores as variações das taxas a inflação, divulgadas em períodos certos em todas as freqüências. Constroem até mesmo índices diários, exclusivos, pagos pelos clientes interessados (a FGV) por necessidade de ofício. Antes de terminar de redigir o comentário, tive que acrescentar apressadamente um novo índice ao jaboticabal: no último dia 7 de junho a Ordem dos Economistas do Brasil relançou o seu Índice de Custo de Vida  da Classe Média, que acompanha 468 bens e serviços. Divido com meus leitores uma singela questão: o brasileiro é ou não é o cidadão do mundo mais bem informado e atualizado sobre os problemas da inflação? A jornalista Raquel Landim ofereceu mais uma informação no seu excelente artigo, a de que “na Austrália o índice da inflação é divulgado a cada três meses”... Isso me trouxe à  lembrança a “batalha dos índices” que ocupou enormes espaços da mídia (impressa, televisiva e blogueira) nos meses de março e abril, a propósito da “inflação do tomate”, quando estava no auge o “cabo-de-guerra” entre o governo e o sistema financeiro para decidir sobre a necessidade de elevação das taxas de juro como o instrumento capaz de impedir que a meta da inflação fosse ultrapassada. Venceram os argumentos e os poderosos músculos do “mercado”. A taxa Selic subiu de 7,25% para os atuais 8% aa. reiniciando o

A

cidadania enraizada nas recentes manifestações do povo brasileiro faz tremer os alicerces do modus operandis dos processos decisórios de nossa recente democracia representativa. Não apenas pela forma como ocorreram, mas pelo conteúdo explicitado. Recusa-se aceitar menos do que seus direitos. Não se trata de um meneio, mas de um reacordar da dignidade soberana de uma nação. Um sacode à classe dirigente desse país que surpreendida ficou desnorteada, sem poder de reação. Políticos, empresários e todos aqueles que se aproveitam dos fundos públicos de forma espúria que se cuidem. Renasce a consciência que a cidadania deve entrar em ação. O direito ao acesso a informações públicas além de possibilitar a fiscalização dos recursos pelo cidadão permite a análise da justeza das escolhas desses gastos e da qualidade oferecida pelas políticas públicas em curso. As manifestações foram aceitas pela sociedade brasileira pela sua legitimidade política, mas repudiada pelo vandalismo, depredação do patrimônio público e privado, saques, violência desproporcional da polícia e pelo oportunismo dos extremistas de direita e esquerda. A nação brasileira clama por justiça. Preço justo nas tarifas de ônibus mobilizou reivindicar, conscientemente ou não, o Estado de Bem Estar Social que desde o final dos anos 1980 vem sucumbindo às políticas públicas. Ao exigir eficiência na Saúde, na Seguran-

alegre retorno em direção a “meta” de colocar a taxa de juros brasileira novamente no topo do mundo. E a banda superior da meta de inflação (6,5%) foi apenas levemente ultrapassada por um breve período, enquanto os índices de preços passaram a se comportar de forma mais civilizada com a regularização da oferta dos produtos da agricultura. Decorrido o período para normalização da produção, os preços retornaram aos níveis habituais e a terrível “inflação do tomate” deixou de existir para a mídia. A atoarda, no entanto, cumprira o seu papel de turbinar as expectativas, com o tomate servindo de isca e motivo para diversos índices mostrarem uma inflação “fora de controle”, que a elevação dos preços estava se generalizando em toda a economia e que a “salvação da pátria” dependia do aumento da taxa de juros. Na ocasião, não foram considerados os fatos que mostravam que o problema do tomate era sazonal. Em cada mercado particular os preços variam em função das características da demanda e da oferta. A demanda é condicionada por hábitos culturalmente determinados (as donas de casa têm dificuldade de substituir o tomate nas receitas que aprenderam com suas avós). Do lado da oferta, ela é fixa no curto prazo: depende da área plantada há 90 dias em resposta aos estímulos recebidos dos preços no momento do plantio. Se há um problema climático que reduza a quantidade ofertada, o equilíbrio entre a oferta e a procura no curto prazo exige um dramático aumento do preço. Isso não é inflação. É um ajuste de preço relativo que cortará a demanda para ajustá-la ao nível da oferta. Como aconteceu com o preço do tomate que voltou ao patamar antigo, aliás em menos de 90 dias...

OZÓRIO MENDES drozorio@yahoo.com.br

O gigante acordou

Delfim Netto, é professor emérito da FEA-USP, ex-ministro da Fazenda, da Agricultura e Planejamento.

Chamou a atenção nos protestos que pipocaram por todo o país, o fato das manifestações não contarem com líderes políticos ou partidários, nem dos conhecidos pelegos que habitam os sindicatos que, há muito, se transformaram em ‘sócios’ do dinheiro público. Foi espantoso ver a população sair às ruas de peito aberto e repetir, à exaustão, que “povo unido não precisa de partido”. Foi fundamental saber que o caráter apartidário da mobilização fez sacudir o país e dar a entender aos políticos que eles sim, não são tão fundamentais assim. Os governos se viram obrigados a recuar e reduzir o preço das tarifas do transporte público, mesmo que para isso tivessem que repetir o velho e surrado discurso de perda nos investimentos para cobrir as tarifas menores. O mais importante nisso tudo, no entanto, foi saber que o preço da passagem foi só a

CARTAZ

Inscrição num cartaz do movimento das ruas: “Queremos hospitais no padrão FIFA”.

TRÊS POR UM

Levantamento feito por jornalistas nos três países que promoveram a Copa do Mundo em edições anteriores, aponta que eles tiveram que investir cerca de R$ 10 bilhões cada um. Total: R$ 30 bi. O Brasil deve chegar perto de R$ 40 bilhões em gastos apenas para a Copa de 2014. Então...

HIPOCRISIA

Não há nada de condenável em trazer médicos estrangeiros para atuar nas áreas mais remotas do país. Os facultativos brasileiros se recusam sistematicamente a atuar nos locais mais longínquos e não têm que reclamar da decisão do governo.  Mesmo sendo uma medida emergencial, melhor do que nada. Fora com os hipócritas.

FRASE

“A democracia é a necessidade de se inclinar de vez em quando diante da opinião dos demais.” (Winston Churchill, político inglês)

gota d’água. O sentimento que reina na população é o de que chegou a hora de exigir melhorias na saúde, na educação, na segurança pública, no custo de vida e pôr fim à bandalheira em que se transformou a política no país, mergulhada na lama, repleta de bandidos de terno e gravata e de milhões de ‘bolsistas’ incentivados a receber sem trabalhar. Não posso evitar as críticas aos baderneiros e vândalos que se aproveitaram da ocasião nobre com violência inaceitável.

Finalmente a população vitimada pela gastança, privilégios e incompetência gerencial reagiu e cobra, daqui por diante, seriedade no trato da coisa pública e, se não é possível acabar de vez com a bandidagem explicita nos governos, em todos os seus níveis, que pelo menos se reduzam as mazelas, a ignorância e se dificulte o caminho para os políticos desonestos. Parece, e tomara que sim, ‘o gigante acordou’.

Ozório MendeS é advogado e foi vereador na gestão 1983/1988

EMPRESA JORNALÍSTICA SANTOS & FERREIRA LTDA. CNPJ nº 05.785.139/0001-01 Travessa Antonieta C. Spada, 26 CEP 07600-000 – Mairiporã-SP – Telefone: (011) 4419-1842

ESCONDIDOS

Enxotado das ruas pela população, o PT se escondeu. Jamais esperava que um dia isso fosse ocorrer. O velho ditado, no entanto, é sempre atual: “Não há bem que sempre dure, nem mal que nunca se acabe”. Até o Lula se escondeu.

ça, na Educação, na Mobilidade Urbana deixa clara a opção para que os governantes gastem os impostos que pagamos prestando esses serviços essenciais com a qualidade adequada. Sem faz de conta. Apartidário indicou, por óbvio, que os partidos políticos estão distantes dos anseios da cidadania comprometendo a representatividade dos políticos. Os eleitos para gerir a nação devem no mínimo repensar desengavetar a Reforma Política e começar dando voz e vez à participação popular no processo decisório dos rumos do país. Se o poder emana do povo vamos ouvi-lo. Entretanto, os valores democráticos testados, até o momento, demonstram estarem consolidados. O direito a manifestação popular e a liberdade de expressão prevaleceram sobre a intolerância. Minha geração superou o regime de exceção, conviveu com a repressão. Daí o valor imensurável dado à liberdade. A democracia ainda é a melhor forma de governo. O país do futebol, do carnaval e do jeitinho incorpora para o mundo a cidadania. Melhor, os manifestantes, em sua maioria jovens, deram aula de democracia, amor a pátria e maturidade política para todos nós. Um sacode sem lideranças identificadas. Se prevalecer está criado um paradigma! Enfim, cabe aos dirigentes a humildade de reconhecer a justeza das reivindicações conciliando e cedendo as exigências do clamor popular para o bem de todos os brasileiros.

ESSIO MINOZZI JUNIOR é vereador do PR e professor, pós-graduado em Gestão Educacional UNICAMP em Gestão Publica - FUNDAP, e presidente da Câmara de Mairiporã

MESMO REMÉDIO

Não foram apenas os políticos confortavelmente instalados em seus refrigerados gabinetes que tomaram um susto com o povo nas ruas, a protestar contra as mazelas produzidas pelos governos da União, Estados e Municípios. O PT, que uma vez no poder há mais de dez anos se julga inatingível, ficou assustado com a reação da classe média, cansada de ser usurpada no financiamento de infindáveis projetos denominados ‘bolsas’. Ou o governo da presidente Dilma muda o foco ou pode ter que engolir o mesmo remédio que extirpou do governo a doença chamada Fernando Collor. O povo não se deixa mais enganar: os projetos petistas denominados ‘bolsas’ podem ser resumidos num só: “Bolsa Vagabundo”.

Sacode

A jabuticaba e os tomates

DIRETOR EXECUTIVO Marcos Roberto Borges

REDAÇÃO Wagner Azevedo Lúcia Helena Juarez César Cláudio Cipriani

DIRETOR DE REDAÇÃO David da Cunha Boal Júnior

EDITOR DE TEXTO Jean César C. Pavão

DIRETOR PRESIDENTE Joyce Franciely dos Santos

As matérias assinadas são de responsabilidade de seus autores e não refletem a opinião deste jornal

COLABORADORES Marion Halm Delfim Netto Éssio Minozzi Ozório Mendes Daniel Bonora

REDAÇÃO E PUBLICIDADE Travessa Antonieta C. Spada, 26 Centro - Cep: 07600-000 Mairiporã - São Paulo SITE www.correiojuquery.com.br contato@correiojuquery.com.br correio.juquery@g.com.br

O jornal se reserva o direito de não editar publicidade sem fundamentar recusa

CORREIO JUQUERY. COM.BR


Mairiporã • Sexta-feira 28 de junho de 2013

3

www.correiojuquery.com.br

LOCAL Mairiporã cria 55 novos empregos em maio, segundo melhor resultado em cinco meses Correio Imagem

EMPREGO EM MAIRIPORÃ MAIO 2013 (Principais setores) Setor

Admissão

Demissão

Indústria T.

138

130

8

Const. Civil

36

55

-19

Comércio

138

155

-17

Serviços

318

236

82

Total

632

577

55

3.167

3.109

58

No ano

Claudio Cipriani Da Reportagem

Saldo

MAIRIPORÃ criou 55 novos empregos formais durante o mês de maio, o segundo melhor resultado nos primeiros cinco meses do ano, perdendo apenas para março. No mesmo mês do ano passado, foram criadas 90 vagas, quase o dobro do saldo alcançado mês passado. No cômputo geral do ano, o saldo passou a ser positivo em 58 postos de trabalho com carteira assinada. Na comparação com o mesmo período do ano passado, a recuperação foi expressiva, pois no primeiro qüinqüênio de 2012 o saldo era negativo em 372 empregos formais.

EMPREGO NA REGIÃO MAIO 2013 Admissões

Demissões

Saldo

Mairiporã

Cidades

632

577

55

Franco da Rocha

582

527

55

Francisco Morato

364

353

11

Caieiras

829

937

-108

Cajamar

1.110

1.296

-186

Região

3.517

3.690

-173

Os dados são do Caged (Cadastro Geral de Empregos), divulgado na sexta-feira (21) pelo Ministério do Trabalho. Setores - Apenas os setores de Serviços (82) e Indústria de Transformação (8) contribuíram para o resultado positivo em maio. Os outros seis setores pesquisados pelo governo fecharam postos de trabalho. A Construção Civil apresentou retração com o corte de 19 vagas formais e o Comércio outras 17. Região - Mairiporã, Franco da Rocha e Francisco Morato foram as cidades da região com saldo positivo na geração de empregos. Caieiras (-108) e Cajamar (-186) contribuíram para o resultado negativo na soma das cinco cidades, com 173 postos fechados. Setores da construção civil e indústria de transformação fecharam vagas

M. Borges

Investimentos na rodovia Fernão Dias chegaram a 45% do previsto Juarez César Da Reportagem A JORNALISTA da Folha de S. Paulo, Dimmi Amora, publicou na edição de domingo (23), reportagem em que analisa os investimentos que deveriam ter sido feitos nas rodovias concedidas pelo Governo Federal em 2007, e que completaram neste mês cinco anos. A reportagem informa que só 12%, em média, do que deveriam investir, realmente foi realizado nos 2.600 quilômetros sob a responsabilidade de empresas privadas. No caso da rodovia Fernão Dias, cuja vencedora foi a OHL, estavam previstos gastos de R$ 55,7 milhões, em cinco anos, porém o realizado chegou qua-

se à metade, R$ 25 milhões, que representam 45%. No ano passado, as empresas Artemis (espanhola) e Brookfield (canadense) compraram as concessões da OHL em todo o país. Com referência às tarifas do pedágio, elas saltaram de R$ 1,00 para R$ 1,40 em cinco anos, aumento de 27,3%. A reportagem cita ainda que ao assumirem as estradas, as concessionárias comprometeram-se com gastos em três áreas: recuperação, manutenção e melhoramentos (ou ampliação) das rodovias. As 11 obras de grande porte representavam 40% das rodovias, o que incluía passarelas, desvios e praças de pedágio. As empresas, no entanto, concentraram-se nas pequenas

intervenções. Ainda de acordo com a jornalista, a Artemis informou que nas cinco concessões (de um total de sete) que comprou da OHL, foram gastos R$ 4,1 bilhões, sem distinguir se os valores são em melhoramentos e recuperação. Quanto às grandes obras, disse que está empenhada na obtenção de licenças. Mairiporã – Em território mairiporanense, a concessionária (antes com a OHL e agora) realiza obras de recuperação da estrada, que desmoronou em vários locais. Em alguns trechos a cidade espera pela construção de passarelas, iluminação e obras no entorno das entradas de acesso a inúmeros bairros. Mas não há previsão para o início desses trabalhos. Divulgação

Principal avenida da cidade, a Tabelião Passarella concentra o maior número de ambulantes

Comércio ambulante cresce 37% na cidade

Juarez César Da Redação

UMA ATIVIDADE econômica que cresce a cada dia em Mairiporã é a do comércio ambulante, com ênfase para pontos de venda de alimentos (lanches, espetinhos, pastel, coco verde, churros etc). Segundo estimativas da Vigilância Sanitária, esse tipo de comércio cresceu 37%

Multas leves e médias devem ser convertidas para advertência Wagner Azevedo Da Redação

Prefeitura pede Casos de furtos, roubos autorização e estupros aumentam e homicídios caem em maio para emprestar ção) chegou a 10. Já este ano, J C R$ 1,7 milhão foram registrados 6 casos, o D R uarez a

ésar

eportagem

OS PRINCIPAIS índices de criminalidade apresentaram queda em Mairiporã durante o mês de maio, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública do Estado de São Paulo, divulgados terça-feira, 25. Apenas os casos de furtos e roubos em geral e estupros apresentaram alta. Conforme as estatísticas, ao se comparar maio deste ano com o mesmo período de 2012, houve  diminuição no registro de homicídios. Em maio do ano passado o número de homicídios dolosos (com inten-

que equivale a uma redução de quase 50%. Na contramão, os casos de estupros foram seis vezes maiores. Em maio do ano passado, apenas 1 foi registrado, contra 6, em maio agora. Outros dois tipos de crime que apresentaram crescimento foram os de furtos e roubos em geral, ainda que com percentuais pequenos. O tráfico de entorpecentes também registrou queda no mês passado, com um total de 2 casos,contra 5 em igual mês em 2012, porém os de lesão corporal dolosa cresceram.

NÚMEROS DA VIOLÊNCIA Janeiro a Maio

2012

2013

Homicídio

10

6

Lesão corporal dolosa

152

192

Estupros

4

16

Tráfico de entorpecentes

20

26

Roubos em geral

115

118

Roubos veículos

69

61

Furtos em geral

341

288

Furtos veículos

65

65

Wagner Azevedo Da Reportagem PROJETO de lei de autoria do Executivo foi lido durante os trabalhos legislativos de terça-feira, 25, e deverá ser votado na próxima sessão ordinária. Nele, a Prefeitura pede autorização para emprestar, junto ao Banco do Brasil, R$ 1,7 milhão, destinados à aquisição de máquinas e equipamentos através do Programa de Intervenções Viárias (Provias). Uma vez aprovado, o dinheiro será consignado como receita no orçamento do município, ou em créditos adicionais, e obrigatoriamente será aplicado na compra de máquinas, caminhões e outros equipamentos. Na justificativa enviada à Câmara, a secretária de Assuntos Jurídicos, Regina Maria Rosado Pantano, assinalou que a Prefeitura conta hoje com uma frota velha e que obriga a gastos freqüentes com manutenção. A habilitação junto ao Provias, que é um programa do Governo Federal, vai permitir através dessa linha de crédito a renovação da frota e a prestação de serviços a um maior número de bairros. A secretária também disse que a amortização do financiamento terá seis meses de carência e quitação em 48 parcelas mensais, com taxa de juros efetiva de 4% ao ano.

A PARTIR  de segunda-feira, 1º de julho, entra em vigor a resolução do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) que obriga os municípios a converterem multas leves e médias em advertência. Caso não ocorra a mudança, os especialistas acreditam que poderá provocar uma corrida às delegacias e, fatalmente, deverá desencadear onda de questionamentos judiciais. A regra vale desde a entrada em vigor do Código de Trânsito Brasileiro (CTB) em 1997, que já especificava que as infrações leves e médias deveriam ser punidas com advertência escrita. O casuísmo e oportunismo das Prefeituras, no entanto, deu outro entendimento, já que na prática adotá-la representaria perda considerável de receita, como é o caso de Mairiporã, que fez das multas um mecanismo rentável para melhorar seu fluxo de caixa. O pretexto era o de que faltava regulamentar. Agora, não falta mais. Infrações leves e médias são aquelas que, em razão do seu menor potencial ofensivo, não impõem àqueles que as cometem sanções financeiras. O Departamento Municipal de Tr��nsito não se manifestou até o momento sobre a entrada em vigor dos novos procedimentos, nem sobre campanha de esclarecimento e conscientização dos motoristas. Da mesma forma, não tem projetos para treinar os agentes de trânsito, que continuarão a fazer autuações normalmente, mesmo que a infração constatada seja leve ou média. A Câmara de Vereadores, por sua vez, poderia aprovar lei, que já vigora em várias cidades brasileiras, de obrigar a divulgação da conversão de multas em advertência.

nos últimos cinco anos, a maioria sem o necessário cadastro no órgão da Secretaria Municipal de Saúde e sem o alvará de licença de funcionamento. A cada dia surge uma nova barraquinha, carrinho ou van e, para driblar a concorrência, busca-se a variedade nas opções. Também proliferam vendedores de produtos piratads, que vão desde brinquedos e bijuterias até

CDs e DVDs. Sem pagar impostos e sem a garantia de higiene nos alimentos, os ambulantes chegam a registrar ganhos superiores aos lojistas, que são obrigados a arcar com uma série de tributos. A Prefeitura, a quem cabe a fiscalização do comércio ambulante, parece não se importar, o que contribui para o crescente e contínuo aumento dessa categoria.

Aprovado repasse de mais R$ 4 milhões ao Hospital Lúcia Helena Da Redação A INTERVENÇÃO do município na administração do Hospital e Maternidade Mairiporã completou 10 anos no último mês de março. E ao que parece, vai continuar por mais um bom tempo. Só este ano, com mais um repasse aprovado pela Câmara de Vereadores, na terça-feira, 25, terão sido repassados à instituição R$ 7.600.000. De acordo com o projeto aprovado, serão mais R$ 3,6 milhões em parcelas mensais de R$ 600 mil entre os meses de setembro

deste ano e fevereiro do ano que vem, mais R$ 330 mil destinados ao pagamento de encargos e contribuições sociais, previdenciárias, fiscais e FGTS. Em dez anos de intervenção e uma coleção de problemas, o Hospital e Maternidade Mairiporã, em valores atualizados, recebeu mais de R$ 70 milhões dos cofres municipais. Em todo o período, a contrapartida foi um serviço ruim, com reclamações de toda natureza, falta de médicos e equipamentos, inchaço do quadro de funcionários e inúmeros boletins de ocorrência policial.


4

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 28 de junho de 2013

GERAL Correio Imagem

Corais escolares se apresentam em dois coretos, neste domingo Da Redação

Ovo custa mais caro do que frango na região Da Redação

JÁ VAI longe o tempo em que o ovo era um ingrediente barato na alimentação do brasileiro. Contraponto da carne bovina, sempre foi utilizado como ‘mistura’ na comida do trabalhador. Mas esse tempo passou. Os ovos brancos têm assustado os consumidores mais atentos. A cartela com 12 unidades é vendida a R$ 4,71, em

média. O valor ultrapassa o da carne branca. O quilo do frango resfriado é comercializado a R$ 4,08, em média, variando entre R$ 4,85 e R$ 3,69. Comparando os preços médios das duas proteínas a diferença é de 15,44%, ou seja, R$ 0,63. Se a dona de casa não pesquisar, a dúzia de ovos pode ser ainda mais cara, chegando a R$ 5,29 em algumas redes supermercadistas da região.

Não é de hoje que os ovos estão com os preços mais ‘salgados’. Desde janeiro, o item alimentício acumula alta de 12,41%, quando a dúzia custava R$ 4,19. Em contrapartida, o quilo do frango está mais barato, do primeiro mês do ano para esta semana o valor apresentou queda de 21,68%. O item faz parte do grupo de hortifrutigranjeiros, alimentos in natura que, teoricamente, não precisam de refrigeração.

DOMINGO, 30, dois coretos de Mairiporã serão ocupados por instrumentos e canto coral. A ação faz parte do Projeto Caminhos Sonoros, que neste ano trabalha com a idéia de resgatar a função dos coretos nas praças: ser o lugar que acolhe bandas de música e outras manifestações da cultura local. Mairiporã tem três coretos bem conhecidos, o da Praça Mufarrege, o da Praça da Igreja da Matriz e o da Praça dos Namorados, em Terra Preta. O Coral Caminhos Sonoros se apresentará em dois deles formado por crianças das escolas municipais Mufarrege e Nakamure. Conta este ano com dois professores de Mairiporã, Denis Rosa e Marisa Petri, além de Leandro Nunes e Larissa Costa, que vêm especialmente da Unesp para ensinar o canto coral às crianças daqui. Os quatro professores contam com a coordenação de Marisa Fonterrada, também da Unesp, que atua com corais há mais de 25 anos. Os alunos da Escola Mufarrege se apresentarão na praça do Lavapés, defronte à escola, e os da Escola Nakamure, na Praça dos Namorados, em Terra Preta. Estes cantores mirins têm entre 8 e 10 anos e serão acompanhados de uma pequena orquestra nas apresentações, formada por Michele Shieh (violino), Levi Fernando (viola), Silvino Almeida (violão), Denis Rosa (flauta) e Camila Bruder (voz). A apresentação na praça do Lavapés acontece das 11h às 13 horas e em Terra Preta, das 15h às 17 horas.

Donas de casa arregaçam as mangas e dispensam diaristas Lúcia Helena Da Reportagem AS MUDANÇAS na legislação que rege o serviço das empregadas domésticas e diaristas em todo o país, levaram as donas de casa a tomar uma decisão que há muito não se via: arregaçar as mangas e elas mesmo realizem as tarefas do lar. Ou seja, voltaram a pegar no batente quando o assunto é limpeza da casa e preparo da comida. Se por um lado a nova lei representa uma conquista e tanto para as empregadas, por outro trouxe um custo extra aos patrões, que se não se mostram dispostos a pagá-lo. Cálculos da Fundação Getúlio Vargas (FGV) apontam que o salário mínimo no Estado de São Paulo (R$ 755) somado a encargos e vale-transporte podem chegar a R$ 1.142 por mês. Com o pagamento do Fundo de Garantia, de 8%, o valor sobe para R$ 1.212,49 para o trabalhador que possui jornada de 44 horas semanais, ou oito horas diárias, sem horas extras e adicionais noturnos. Também as diaristas, que chegaram a cobrar R$ 80 por dia, começam a enfrentar dificuldades na hora de conseguir trabalho. Segundo Gislaine Martins Arruda, que é funcionária de uma empresa de consultoria, não tem porque se acanhar na hora de pegar na vassoura, passar o pano ou lavar a louça. “Gosto da minha casa bem arrumada e quando não posso fazer tudo sozinha, contrato a diarista, que vem uma vez a cada quinze dias”, disse.

Cidade tem chuva e frio na chegada do inverno Da Redação NA sexta-feira, 21, começou o inverno e em Mairiporã deverá manter o padrão verificado nos dois anos anteriores, com temperaturas baixas e chuvas. A previsão é do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), de São José dos Campos. De acordo com o Inpe, o trimestre de junho a agosto prevê igual probabilidade de chuva e expectativa de clima seco, com formação de nevoeiros pela manhã e temperaturas que não vão passar de amenas, com intervalos de frentes frias de origem polar. Isso pode derrubar as temperaturas mínimas e máximas, que normalmente variam entre 15°C e 25°C na cidade, e chegar aos valores entre 5°C e 12°C em alguns pontos da cidade. No inverno do ano passado a temperatura média para o trimestre foi de 23°C com mínima de 9°C, porém registros de até 3°C entre os dias 19 e 22 de julho. Nesse mesmo período choveu somente 12 dias.

Correio Imagem

Aposentados recebem primeira parcela do 13º em agosto Da Redação APOSENTADOS e pensionistas do INSS devem receber a primeira parcela do 13º salário em agosto. A decisão sairá nos próximos dias, através de decreto da Casa Civil da presidência da República. A idéia é aprovar uma lei, até o ano que vem, que defina a data da antecipação. O valor do abono é calculado proporcionalmente aos meses que o segurado vem recebendo a aposentadoria ou a pensão. Quem se aposentou em abril, por exemplo, terá o benefício calculado sobre oito meses. Têm direito ao pagamento

do 13º salário os aposentados, pensionistas e os segurados que recebem auxílios doença ou acidente. Não tem direito ao benefício quem recebe amparo assistencial, como o Benefício da Prestação Continuada, auxílio suplementar por acidente de trabalho ou pensão mensal vitalícia. A primeira parcela vem livre do desconto do IR (Imposto de Renda), que incidirá apenas no final do ano. O pagamento segue um calendário que varia para quem ganha até um salário mínimo e para quem recebe mais do que isso. A folha de agosto será depositada entre os dias 26 de agosto e 6 de setembro. Correio Imagem

Professores da rede pública estadual terão aumento de 8,1% Da Redação O PROJETO de lei do Governo do Estado, encaminhado à Assembléia Legislativa e aprovado na última semana, vai aumentar o salário de 415 mil profissionais da rede estadual de ensino. A ampliação salarial dos funcionários do magistério, apoio escolar e aposentados será de 8,1%, e entra em vigor a partir de julho. O texto também determina que até 2014 o aumento salarial dos professores será de 45% e não mais de 42,2% e para os integran-

04:50 05:15 05:45 06:00 06:15 06:40 06:50 07:20 08:20 09:15 10:30 11:15 12:00 13:30 15:00 15:45 16:15 17:30 19:00 19:30 20:00 21:00 21:30 23:00

05:00 06:00 07:00 08:00 09:00 10:00 11:00 11:30 12:00 13:00 13:30

14:00 15:00 15:30 16:00 17:15 19:00 20:00 21:00 22:00 23:00

05:00 07:00 09:00 11:00 13:00 15:00 17:00 19:00 20:00 21:30 23:00

06:00 06:30 06:50 07:00 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:30 12:15 13:00 14:00 15:00 16:00 16:30 17:00 17:15 17:30 17:45 18:00 18:15

18:30 18:45 19:00 19:20 19:40 20:00 20:30 21:00 21:30 22:00 22:40 22:55 23:00 23:05 23:15 23:59

06:00 06:45 07:00 07:45 08:00 08:45 09:00 09:45 10:00 10:45 11:00 11:45 12:00 12:30 13:00 13:45 14:00 14:30 15:00

15:45 16:00 16:30 17:00 17:45 18:30 19:15 20:00 21:00 22:00 23:00 23:59

06:00 07:15 08:00 09:15 10:00 11:15 12:00 13:15 14:00 15:15 16:00

17:15 18:00 19:15 20:00 21:00 22:30 23:59

05:00 05:30 06:00 06:30 07:00 07:40 08:00 08:45 09:45 12:45 14:15 16:45 18:15 22:00

tes do quadro de apoio escolar de 69%. A ação é parte de uma política salarial inédita da Secretaria para os funcionários da rede estadual de ensino paulista. A aprovação da política salarial da Secretaria de Educação do Estado faz com que o valor pago hoje ao quadro estadual seja 44,1% maior do que o vencimento mínimo estabelecido pela Lei Nacional do Piso Salarial Magistério Público. Atualmente, os professores da rede de ensino paulista já recebem 33,3% a mais do que o piso nacional vigente (que é R$ 1.567,00).

06:30 07:10 07:30 08:30 09:00 09:30 10:00 10:45 13:45 15:30 17:45 19:30 23:00

04:30 05:10 05:30 05:45 06:00 06:15 06:30 06:45 06:50 07:00 07:15 07:45 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30

14:00 14:30 14:45 15:30 15:00 15:15 16:00 16:15 16:30 16:45 17:00 17:30 18:00 18:30 19:30 20:30 21:30

07:40 08:40 09:20 10:00 05:30 06:15 06:40 07:00 07:20 08:00 08:20 09:00 09:40 10:20 10:40 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00 14:30 15:00

15:30 16:00 16:15 16:30 16:45 17:00 17:15 17:30 17:45 18:00 18:20 18:40 19:00 19:30 20:15 21:00 22:00 22:20 23:00

05:30 06:30 07:30 08:30 09:30 10:30 12:30 14:30 16:30 18:00

06:30 07:30 08:30 09:30 10:30 11:30 13:30 15:30 17:30 19:00

04:30 05:30 06:00 06:15 06:30 07:00 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30

13:00 13:30 14:00 14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 18:00 18:30 19:30 20:30 21:30

06:00 06:40 07:10 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00

14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:15 21:00 22:00 23:00

06:00 08:00 10:00 12:00 14:00 16:00 18:00

07:00 09:00 11:00 13:00 15:00 17:00 19:00

06:00 06:40 07:10 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30 13:00 13:30 14:00

14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:00 20:30 21:00 22:00 23:00

04:45 05:30 06:00 06:15 06:30 07:00 07:30 08:00 08:30 09:00 09:30 10:00 10:30 11:00 11:30 12:00 12:30

13:00 13:30 14:00 14:30 15:00 15:30 16:00 16:30 17:00 17:30 18:00 18:30 19:00 19:30 20:30 21:30


Mairiporã • Sexta-feira 28 de junho de 2013

www.correiojuquery.com.br

5


6

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 28 de junho de 2013

POLÍTICA Protesto em Mairiporã reuniu 2 mil pessoas e fechou a Fernão Dias Da Reportagem ESTUDANTES e trabalhadores foram às ruas em ato pacífico, na sexta-feira da semana passada, registrando para a história de Mairiporã o maior protesto já visto. A concentração se deu no Espaço Viário Mário Covas e teve como mote exigências sobre transporte coletivo, segurança e saúde. Cartazes, faixas, cantos e palavras de ordem fizeram parte da passeata. A rodovia Fernão Dias acabou fechada pelos manifestantes, que antes, representados por uma comissão, foram recebidos pelo prefeito Marcio Pampuri, que informou sobre a redução de R$ 0,15 na tarifa das linhas municipais. Antes ainda, na terça-feira, 18, um grupo de mais de 100 pessoas esteve na sessão legislativa para cobrar dos vereadores empenho no atendimento

Humberto Do Lago Müller

das reivindicações. Vândalos - Assim como em manifestações por várias cidades, vândalos aproveitaram do movimento pacífico para promover quebra-quebra. Assim foi com algumas cabines da praça de pedágio e com um ônibus da ETM, que ficou destruído. A Polícia Rodoviária Federal, em determinado momento, agiu para conter a onda de violência. Na Câmara - Na terça-feira, 25, um grupo de aproximadamente 100 pessoas voltou a participar da sessão legislativa e, ao final, foi recebido pelo presidente Essio Minozzi Júnior e outros vereadores, oportunidade em que debateram as questões de interesse da coletividade, com ênfase para o transporte coletivo e a segurança. O grupo reivindicou que o preço da passagem das linhas municipais sofra maior redução.

Câmara liberou Tarifas de ônibus das linhas urbana e funcionários mais intermunicipal ficaram R$ 0,15 menores cedo e comércio fechou às 17 horas aprovadas pelo prefeito Márcio Pampuri, em reunião com vereadores e diretores da Empresa de Transportes Mairiporã (ETM). Foram cortados R$ 0,15, passando o valor de R$ 3,15 para R$ 3,00, que entrou em vigor na segunda-feira, 24. No caso das linhas intermunicipais (São Paulo e Franco da Rocha), a Empresa Metropolitana

Da Redação

Da Redação

FUNCIONÁRIOS públicos do Legislativo mairiporanense foram liberados a partir das 15h na sexta-feira (21), data da manifestação popular. A medida foi tomada antecipando algum problema que a Manifestação Contra o Aumento da Tarifa em Mairiporã, pudesse trazer. Precavido contra ações violentas durante os protestos, o comércio também fechou as

portas às mais cedo que o habitual: às 17 horas. Em algumas ruas as portas foram baixadas às 15 horas. Segundo alguns comerciantes da área central, baixar as portas antes do horário previsto é ruim e gera prejuízos, mas reconheceram como legítimo o movimento e respiraram aliviados com a forma pacífica com que transcorreu a manifestação, que não adentrou na zona central da cidade, ficando restrita ao Espaço Viário.

OS PROTESTOS em Mairiporã também resultaram na redução das tarifas cobradas dos usuários do transporte coletivo nas linhas locais e intermunicipais. Em ambos os casos a redução foi de R$ 0,15. As tarifas das linhas que atendem a cidade foram discutidas e

de Transportes Urbanos (EMTU) também decretou redução de R$ 0,15, que passa a valer a partir do dia 1º, segunda-feira. Com as novas tarifas as linhas Mairiporã (Divisa) / São Paulo (Terminal Rodoviário Tietê) e Mairiporã (Terminal Rodoviário) / São Paulo (Terminal Rodoviário Tietê), passam de R$ 4,70 para R$ 4,55. A linha Mairiporã / MeCorreio Imagem

ORÇAMENTO Governo do Estado realiza audiência pública do orçamento no Centro Educacional Lúcia Helena Da Redação UMA  série de audiências públicas para discutir e ouvir as reivindicações dos prefeitos, com o objetivo de elaborar a proposta orçamentária do próximo ano, está sendo realizada pelo Governo do Estado, através da Secretaria de Planejamento e Desenvolvimento Regional. Várias cidades foram escolhidas para sediar essas audiências, dentre elas Mairiporã, que irá receber sugestões para a elaboração do projeto no dia 3, quarta-feira, a partir das 10 horas, no Centro Educacional (avenida Tabelião Passarella). Essa

audiência deverá contar com a presença de prefeitos da região. O orçamento inicialmente proposto gira em torno de R$ 173 bilhões, dos quais R$ 35,9 bilhões serão repassados aos municípios. Técnicos da secretaria apresentam estimativas sobre arrecadações e despesas do governo e a forma como são gastos os recursos estaduais. O prefeito de Mairiporã, Marcio Pampuri, confirmou participação na audiência e, segundo assessores, deverá apresentar uma série de reivindicações que quer ver na proposta orçamentária de São Paulo, com ênfase nas obras de infra-estrutura (asfalto, iluminação e saneamento básico).

Através de indicação vereador Nil pede reforma de quadra esportiva

Correio Imagem

Da Redação UMA  reforma completa (pintura, iluminação, manutenção do alambrado e serviços gerais) na quadra esportiva localizada na rua Minas Gerais, ao lado da Associação Hortolândia, foi pedida pelo vereador Nil, ao prefeito municipal, que assinou que tal procedimento vai atender as necessidades esportivas e de lazer dos usuários. Outras duas indicações foram apresentadas, sobre a instalação de duas luminárias na Travessa dos Camaicuras (Aldeia de Mairiporã, Mato Dentro) e uma na Alameda dos Camaicuras, pois o local vive às escuras; outra sobre a Elektro instalar quatro luminárias e fazer a devida manutenção nas já existentes na estrada Sitio do Pica-pau Amarelo (travessa da estrada dos Moraes), no bairro Mata Fria.

trô Parada Inglesa, de R$ 4,40 para R$ 4,25; Mairiporã / Pedra Branca, de R$ 4,30 para R$ 4,15 e Mairiporã / Franco da Rocha, de R$ 3,60 para R$ 3,45. Já as linhas do seletivo (Mairiporã / Campos Elíseos, Mairiporã / Terminal Rodoviário do Tietê e Terra Preta / Terminal Rodoviário do Tietê), passam de R$ 7,75 para R$ 7,60.

RAFAEL TADEU

Redutor de velocidade e sinalização para as ruas

Unidade do IPEM para Mairiporã é sugerida por Marcos do Táxi Da Redação

DENTRE os trabalhos apresentados pelo vereador Marcos do Táxi, na terça-feira, 25, destaca-se a indicação que pede ao prefeito estudos no sentido de conseguir trazer uma unidade do IPEM (Instituto de Pesos e Medidas) para Mairiporã. Marcos destacou que por se tratar de um órgão que faz parte do mecanismo de defesa do consumidor, seria importante uma visita à cidade e medir os instrumentos utilizados pelo comércio nas vendas ao consumidor, como balanças, bombas de combustível, taxímetros, medidores de pressão arterial, termômetros clínicos, bafômetros e outros. Com isso, ainda de acordo com o vereador, saberemos se está existindo respeito à regulamentação metrológica do Inmetro, e em caso negativo, que os responsáveis sejam punidos. Em outras indicações, o parlamentar pediu que o prefeito fosse oficiado no sentido de determinar a pavimentação asfáltica na rua Tahira Eki, no Jardim Capoavinha, e a concretagem da rua Existente, no bairro Oásis Paulista.

O VEREADOR  solicitou da Prefeitura, em duas das três indicações apresentadas, que o Departamento de Trânsito implante um redutor de velocidade na rua Laurindo Félix da Silva, no Parque do Moinho, local onde os motoristas desenvolve excessiva velocidade, colocando em risco a vida dos pedestres, e a manutenção e pintura do redutor localizado na estrada municipal Augusto Coimbra, no Rio Acima. Pediu também que seja pintada uma faixa de pedestre na avenida dr. José Adriano Marrey Júnior, proximidades do Fórum, pois no local há grande circulação de pedestres. Colocação e conserto de luminárias foi outra indicação do vereador. A colocação se destina à avenida dr. Sérgio Machado Brauner, na Terra Preta, e os consertos nas ruas Laudemiro Ramos (Parque do Moinho), ruas Dois (Parque da Represa), Davi Medeiros (Jardim Gibeon), Pedro Paulo da Fonseca (Colinas II) e Dos Girassóis (Mil Flores). Correio Imagem


Mairiporã • Sexta-feira 28 de junho de 2013

www.correiojuquery.com.br

Valdeci formaliza pedido de R$ 400 mil para obras de infra-estrutura Da Redação

O VEREADOR Valdeci América foi recebido anteontem pelos deputados Alex Manente e Regina Gonçalves, na Assembléia Legislativa, onde formalizou o pedido feito uma semana antes, para liberação de recursos, no montante de R$ 400 mil, divididos entre os dois parlamentares. Metade dos recursos serão utilizados em obras de infra-estrutura e a outra na recuperação do prédio da UBS em Terra Preta. O vereador explicou que a cidade precisa de verbas para atender aos reclamos da população, em especial

NA ÚLTIMA sessão legislativa ordinária realizada pela Câmara, na terça-feira, 25, o vereador professor Edio apresentou indicação, endereçada ao chefe do Executivo, para que seja construído um portal na entrada de acesso ao distrito de Terra Preta, na rodovia Fernão Dias, altura do quilômetro 44,5, sentido São Paulo-Belo Horizonte. “A existência do portal dará novo aspecto paisagístico

Da Redação

EM OFÍCIO enviado ao vereador Marcinho da Serra, datado de 13 de junho último, o deputado Estevão Galvão informou que recursos da ordem de R$ 182 mil foram liberados pelo Governo do Estado que deverão ser investidos nas obras de cobertura da mini-quadra de esportes da escola Diomar Miranda Boni, no Jardim Gibeon, em Terra Preta. O vereador havia solicitado o recurso diretamente ao deputado, que tem conseguido inúmeros recursos, através de emenda parlamentar, para investimento em Mairiporã. “O deputado tem se mostrado atento aos reclamos da nossa cidade e nos últimos anos conseguiu a liberação de recursos para aplicação em obras de infra-estrutura”, assinalou o vereador.

aquela que reside em bairros que não contam com infra-estrutura, como pavimentação asfáltica. Os deputados se mostraram receptivos às reivindicações. Na sessão de terça-feira, o vereador apresentou três indicações: a primeira, solicita serviços de manutenção na alameda Heliotropos, no Parque Petrópolis; a segunda, para que seja pavimentada a alameda Christiano Pereira Bueno, no Jardim Paraíso, distrito de Terra Preta e a última que a Elektro proceda a troca de lâmpadas nas ruas Hebraim Hallak e Boa Ventura, ambas na região central da cidade.

Construção de portal em Terra Preta é solicitada pelo vereador Edio Da Redação

Deputado informa liberação de recursos solicitados por Marcinho da Serra

no acesso a Terra Preta, pois passaria a ser nosso cartão de visita, além de possibilitar a identificação precisa de como adentrar no distrito”, assinalou o parlamentar. O vereador também fez elogios à Subprefeitura e ao secretário de Governo, Marcelo Tenaglia, no atendimento de uma indicação, também assinada pela vereadora Tia Val, de limpeza do mato em torno da escola estadual Carlos Augusto de Pádua Fleury, no bairro Colinas.

Vende-se Ford Fiesta sedan, 1.6 flex, 4 portas, prata, quilometragem de 48.000, modelo 2010/2011, único dono, ótimo estado de conservação. Opcionais: som Pionner, roda de liga leve, trio elétrico, alarme anti-furto e insufilme. Valor: R$ 27 mil.

Vende-se

Mesa com 6 cadeiras e 4 banquinhos, em madeira. Ótima oportunidade. Contato pelos telefones 4419-7266 e 97521-1532.

DIA DO PESCADOR

Caçarola de camarão com quiabo defumado

T

odos já ouviram falar que pescador é bom para contar histórias, não é mesmo? Mas um bom pescador é principalmente aquele que conhece os segredos do mar, sabe observar as fases da lua e tem um cuidado todo especial com a natureza, porque sabe que a sobrevivência e procriação dos peixes dependem do equilíbrio ambiental. Para manter esse equilíbrio e preservar as diversas espé-

cies de peixes, existem leis que regulamentam a forma de pesca e principalmente a época certa para pescar, por exemplo, existe a lei que proíbe a pesca durante a piracema, que é o período de reprodução dos peixes, quando as fêmeas vão para as margens dos rios desovar. O pescador profissional sabe de todos os truques para uma boa pescaria: conhece a época de reprodução das espécies de

- 8 quiabos pequenos - 1 fio de azeite de oliva extra virgem - ¼ de cebola cortada em cubinhos - 1 dente de alho cortado em cubinhos - 3 tomates sem pele e semente cortado em cubinhos - 1 pimenta dedo-de-moça - ½ kg de camarão cinza médio - Sal a gosto - Coentro fresco a gosto

Vale de Santo Ari PESQUEIRO & POUSADA Clodoaldao / Solange

PISCINA & PLAYGROUND

4604.3988

RECANTO DO SOSSEGO

PESQUE & PAGUE

Tá nervoso? Vem pescar!

PISCINA ÁREA DE LAZER CAMPO DE FUTEBOL

Vários tipos de peixes em 3 tanques Seg. a Sex., das 7h30 às 18h Est. Mato Dentro. km 11,5 - Mairiporã www.recantodosossego.net.br

peixes de sua região (e respeita conforme a lei!), sabe escolher a isca e o anzol certo e também conhecem o local mais adequado para pescaria. Como o trabalho do pescador é sempre um desafio, o dia 29 de junho foi escolhido como o Dia do Pescador por ser o dia de São Pedro, o apóstolo que era pescador, e por isso muitos pescadores tem esse santo como protetor.

MODO DE PREPARO

INGREDIENTES

4486-1709

Vende-se

Palio 1.0, ano 98, vermelho. Tratar com Carlos 97544-0081

Fiat Palio Ex1.0, prata, quilometragem original 68.000, pneus novos, IPVA e seguro obrigatório 2013 quitados, gasolina, ano 1999/1999, única dona, ótimo estado de conservação. Opcionais: som Pionner. Valor: R$ 10 mil. Tratar com Renato, 4419-3197 – 99908-1868.

29 DE JUNHO

Tilápias Carpas Pintado Pacús Cat-Fish Matrinxã Dourado

7

Pegue 8 quiabos pequenos, lave em água corrente e seque bem com um pano. Coloque os quiabos em uma grelha de ferro fundida e leve ao fogo médio até que estejam dourados e macios. Reserve. Em uma panela, coloque azeite e refogue a cebola cortada em cubinhos e alho cortado em cubinho. Adicione tomates sem pele e sem semente cortados em cubinhos e pimenta dedo-de-moça; deixe cozinhar por alguns minutos. Acrescente os quiabos (reservados acima), ½ kg de camarão cinza médio, tempere com sal a gosto, tampe a panela e cozinhe até que os camarões mudem de cor. Desligue o fogo, acrescente o coentro e sirva em seguida com cuscuz simples.

IMPÉRIO DA PESCA Estamos atendendo com novo cardápio e maior quantidade de peixes para animar sua pescaria. TILÁPIA - PACU - TAMBACU CAT-FISH - PINTADO - DOURADO - CARPA CABEÇUDA - ETC

OI: 96686-9110 TIM: 94900-9403 VIVO: 99920-1727 4419-1599

NEXTEL: 7780-6628 ID: 650*18898

Mairiporã - SP / Est. Rio Acima 4995 próximo Olária Primavera

PESQUEIRO DO DIRCEU

Est. municipal - Pq. Florestal Marciano, 1020/1200 4486-3740 pesqueirododirceu@hotmail.com Para chegar: Fazer o retorno no km 57 da rodovia Fernão Dias (próximo Cobrascal), sentido São Paulo, entrar na Segunda bifurcação a esquerda, continuar por 2,5 km


8

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 28 de junho de 2013

LAZER HORÓSCOPO ÁRIES - 21/3 a 20/4

LIBRA - 23/9 a 22/10

TOURO - 21/4 a 20/5

Abrem-se novas possibilidades de solução para seus assuntos financeiros. Haverá algumas mudanças em seu trabalho, mas não deverão atingi-lo. Por isso, procure não se assustar.

ESCORPIÃO - 23/10 a 21/11 Dia de avanços em sua vida profissional. Se trabalha com produtos femininos ou de estética e beleza, sucesso está garantido. No entanto, não negligencie os clientes mais antigos.

GÊMEOS - 21/5 a 20/6 A justiça estará ao seu lado no momento. Não tema quem quer prejudicá-lo. Saia de casa sem medo das surpresas negativas. O amor pode curar qualquer ferida, sua ou de alguém que ama.

SAGITÁRIO - 22/11 a 21/12 Dia de sonhar alto e fazer grandes projetos. Iniciativas podem ser tomadas sem medo. Atitudes positivas e confiantes serão premiadas com o sucesso. Não se limite ao que já conhece.

CÂNCER - 21/6 a 21/7

CAPRICÓRNIO - 21/12 a 20/1

Os assuntos financeiros estarão favorecidos, mas ainda exigem cautela. Dia para fechar negócios que não apresentem riscos. Bom momento para compras ou vendas importantes.

As irradiações lunares vão garantir alta disposição física e emocional para enfrentar qualquer desafio hoje. Contará com o apoio e a colaboração dos parentes e amigos. Aceite ajuda.

LEÃO - 22/7 a 22/8

Sua facilidade para fazer amigos pode atrair quem não serve. Selecione melhor as amizades e evitará problemas com gente falsa. Se sentir que o romance esfriou, não faça cobranças.

Esteja atento às oportunidades de investir e aumentar os ganhos. Pode perder bela chance, caso se deixe levar pela distração. Bom dia para investir na aparência, no conforto e prazer.

AQUÁRIO - 21/1 a 19/2

Seu carisma natural estará em alta. Todos ficarão atentos à sua performance. Portanto, cuide da imagem. Mas, como está acostumado aos holofotes, poderá lidar com isso tranquilamente.

Aproveite este dia para comunicar-se mais, colocando seus desejos e idéias para quem possa ajudá-lo. Pode ser um dia produtivo, se souber ser aberto com as pessoas próximas.

VIRGEM - 23/8 a 22/9 Serão feitas algumas cobranças para que você seja mais firme no trabalho e com as pessoas ao seu redor. Aceite isso como uma necessidade importante para seu crescimento.

PEIXES - 20/2 a 20/3

Vai levantar-se mais otimista e esperançoso. Dentro de você surgem novas idéias para solucionar antigos problemas. Um telefonema de um filho vai devolver sua alegria.

FILMES NA TV HOJE

LISBELA E O PRISIONEIRO (Idem), Brasil, 2003, cor, 110 minutos, direção de Guel Arraes. Com Selton Mello, Débora Falabella e Bruno Garcia. Moça que adora ir ao cinema e está noiva, conhece um malandro conquistador e ambos se apaixonam. Porém ele está sendo perseguido por um marido traído. (GLOBO, 15h55) FÉLIX, À VOLTA AO MUNDO (Felix, Ein Hase auf Weltreise), Noruega, 2005, cor, 81 minutos, direção de Giuseppe Laganá. Desenho animado., Durante férias na Noruega, Felix salva uma família de terrível ataque de um gigante e vive outras aventuras. (CULTURA, 18h) OS EDUCADORES (Edukators), Alemanha, 2004, cor, 126 minutos, direção de Hans Weingartner. Com Daniel Brühl, Julia Jentsch e Stipe Erceg. Dois jovens acreditam poder mudar o mundo. Rebeldes, expressam sua indignação de forma pacífica, espalhando mensagens de protesto. (CULTURA, 22h) BATMAN, O RETORNO (Batman Return), EUA, 1992, cor, 126 minutos, direção de Tim Burton. Com Michael Keaton, Danny DeVito, Michelle Pfeiffer e Christopher Walken. Magnata inescrupuloso quer eleger prefeito o perverso Pinguim. Batman tenta desmascarar a dupla e terá ainda de enfrentar a mulher gato. (SBT, 23h)

AMANHÃ

O CONTRO DE FÊNIX (Feather Boy), Inglaterra, 2004, cor, 107 minutos, direção de Dermont Boyd. Com Aaron Johnson, Daisy Head e Dorian Healy. Menino de 12 anos, bem falante e simpático, é intimidado e humilhado pelos colegas de escola. E tudo piora quando seus pais se separam. (CULTURA, 15h) AS LOUCAS AVENTURAS DE JAMES WEST (Wild Wild West), EUA, 1999, cor, 106 minutos, direção de Barry Sonnenfeld. Com Will Smith, Kevikn Kline e Kenneth Branagh. Dois agents muito ‘diferentes’ são escalados para localizer e acabar com um louco cientista que quer matar o presidente dos EUA, no velho Oeste. (SBT, 23h45) NANA CAYMMI EM RIO SONATA (Rio Sonata), Suíça/França, 2001, cor, 85 minutos, direção de Georges Gachot. Documentário sobre a influência da cantora no movimento musical brasileiro e a relação com o Rio de Janeiro. (CULTURA, 0h45) O SOLTEIRÃO (Solitary Man), EUA, 2010, cor, 90 minutos, direção de Brian Koppelman e David Levien. Com Michael Douglas e Susan Sarandon. Durante consulta médica, homem bem-sucedido descobre que pode estar com algum tipo de problema cardíaco e resolve mudar drasticamente sua vida. (GLOBO, 1h05)

DOMINGO

DE PERNAS PRO AR (Idem), Brasil, 1956, p&b, 102 minutos, direção de Victor Lima. Com Renata Fronzi, Renato Restier, Costinha e Wilson Grey. Camelô e um servente de teatro trocam acidentalmente sua maleta de bugigangas pela de três bandidos que acabaram de assaltar um banco. E passam a ser perseguidos. (CULTURA, 15h15) DUPLA IMPLACÁVEL (From Paris with Love), França, 2010, cor, 92 minutos, direção de Pierre Morel. Com John Travolta e Jonathan Rhys Meyers. Funcionário de embaixada norte-americana que sonha ser um agente secreto, recebe ordens de uma voz misteriosa que o coloca para fazer trabalhos menores. (GLOBO, 0h15)

Alimentação correta evita a retenção de líquidos Quando o excesso de líquido não é drenado pelo corpo, ele provoca inchaço e aumento de peso. A retenção de líquido pode ser ocasionada por disfunção hormonal ou problemas renais. Uma maneira para saber se há retenção no organismo é pressionar o dedo indicador em uma das pernas e contar até cinco. Ao soltá-lo, se a região ficou esbranquiçada e a pele demorou para voltar ao estado anterior, é sinal de que há retenção de líquido no corpo. Para evitar o excesso de sal e assim acabar com a retenção, o ideal é substituir o saleiro pelo limão no tempero das saladas. É importante também evitar a ingestão de alimentos embutidos e enlatados como salsicha,

salame, presunto, mortadela e linguiça. Os queijos amarelos devem ser evitados e substituídos por queijos brancos, como o cottage e a ricota. Molhos feitos com

glutamato monossódico, como shoyo e inglês também devem ser evitados. O importante é beber muita água, em média 2 litros por dia.

Além da água, alimentos como melancia, melão, abacaxi, berinjela, suco de limão, agrião, salsinha e tomate também agem como diuréticos naturais.

SABOR

Sopa de macarrão com carne e legumes

S

e o tempo esfriou as noites pedem caldos, cremes e sopas. São muitas as sugestões de receitas que podem chegar à mesa. A sugestão desta semana é da sopa mais tradicional, muito utilizada pelos brasileiros. Experimente! Ingredientes: 3 dentes de alho picados; 2 tomates maduros sem pele e sem sementes picados; 3 colheres (sopa) de óleo; 1kg de patinho cortado em cubos; 2 litros de água; 2 cubos de caldo de carne; 2 cenouras picadas; 3 mandioquinhas picadas; 2 batatas picadas; 250g de macarrão ou macarrão instantâneo tipo lámen; 1 xícara

(chá) de cheiro verde picado; 50g de queijo parmesão ralado para polvilhar. Modo de preparo: Em uma panela de pressão, refogue o alho e o tomate no óleo. Adicione a carne e refogue por 15 minutos ou até dourar. Coloque a água, os caldos de carne, tampe a panela e cozinhe por 30 minutos, após começar a chiar. Retire a pressão e abra a panela. Acrescente os legumes e cozinhe até amaciar e a água ferver. Coloque o macarrão e cozinhe até ficar al dente. Adicione o cheiro verde, polvilhe com o queijo ralado e sirva quente. Rende 6 porções.(www.comidaereceitas.com.br)

AUTOS &

Lifan usa o esportivo X60 para aparecer no Brasil A

China é atualmente o maior mercado automotivo do mundo e sabe identificar as oportunidades. Entre as chances que vislumbram está o Brasil. Não por acaso, em outubro do ano passado, a chinesa Lifan decidiu assumir o controle de sua operação por aqui. O hatch 320 e o sedã 620, que eram comercializados pelo antigo representante da marca no país - o Grupo Effa -, deixaram de ser importados. Para definir sua “nova cara” por aqui, os chineses resolveram investir em um dos segmentos que mais crescem no mercado nacional: o de utilitários esportivos. E acabam de lançar o X60, que tem como rival declarado o compatriota Chery Tiggo e entra ainda no “miolo” da disputa entre Ford EcoSport e Renault Duster. Novidade - Produzido em SKD - montagem final de veículos que chegam parcialmente desmontados no Uruguai, o SUV segue a premissa básica dos carros chineses vendidos em território nacional: Preço competitivo - R$ 52.777 - aliado a uma lista de equipamentos de série bastante completa. O X60 sai da fábrica com ar-condicionado, trio elétrico, direção hidráulica e coluna de direção regulável em altura.

Há itens de conveniência como o sistema multimídia com tela de sete polegadas sensível ao toque com rádio/CD/DVD/ MP3 e navegador GPS, além de conectividade Bluetooth e comandos no volante ou por controle remoto. A tela exibe ainda

imagens da câmara de ré. Equipamentos de segurança, como duplo airbag e freios a disco nas quatro rodas com ABS e EBD, também estão disponíveis de série. Não há opcionais oferecidos para o X60.


Mairiporã • Sexta-feira 28 de junho de 2013

www.correiojuquery.com.br

9


10

www.correiojuquery.com.br

Mairiporã • Sexta-feira 28 de junho de 2013


474