Page 1

Correio Francisquense 1ª QUINZENA DE ABRIL DE 2016 | SÃo FranciSco Do Sul e araQuari ano 3 | Nº 42 | GRATUITO | correioFranciSQuenSe.coM.Br

Folha de Araquari HoFFMann / Joinville

NOSSO PRINCIPAL OBJETIVO É GERAR RESULTADOS PARA OS SEUS NEGÓCIOS

169 anos de uma História que estamos ajudando a contar Contabilidade Escrituração Fiscal Setor Fiscal IR Pessoa Física Palestras e Treinamentos Administração de Condomínios Assessoria NOSSO PRINCIPAL Consultoria OBJETIVO É GERAR Planejamento Tributário Setor Societário RESULTADOS PARA

OS SEUS NEGÓCIOS

evento - araQuari

encontro

22ª Café com Autoridades da ACIAA acontecerá dia 26 de abril

Mãe reencontra filho após 20 anos separados

ciDaDe - araQuari

política

Araquari comemora 140 anos com Desfile em sua abertura

Prefeitura enfrenta dificuldades financeiras

PÁGINA 6

PÁGINA11

PÁGINA 10

PÁGINA 3

Contabilidade Escrituração Fiscal Setor Fiscal NOSSO PRINCIPAL IR Pessoa Física OBJETIVO É GERAR Palestras e Treinamentos RESULTADOS PARA Administração de Condomínios OSAssessoria SEUS NEGÓCIOS São Francisco Consultoriado Sul Contabilidade Alameda Ipiranga,Tributário 162 Centro Planejamento Escrituração Fiscal Setor3444-3009 Societário Tel: (47) Setor Fiscal IR Pessoa Física Araquari Palestras e Treinamentos Rod.BR 280 Km 24, 7883 Administração de Condomínios SalaAssessoria B07 Tel:Consultoria (47) 3439-3009 Planejamento Tributário www.amaralcontabilidade.com.br Setor Societário

São Francisco do Sul Alameda Ipiranga, 162 Centro Tel: (47) 3444-3009 Araquari Rod.BR 280 Km 24, 7883 Sala B07 Tel:Francisco (47) 3439-3009 São do Sul Alameda Ipiranga, 162 Centro Tel:www.amaralcontabilidade.com.br (47) 3444-3009 Araquari Rod.BR 280 Km 24, 7883 Sala B07 Tel: (47) 3439-3009 www.amaralcontabilidade.com.br


2

OPINIÃO

SEXTA-FEIRA, 15 DE ABRIL DE 2016

EDITORIAL

Correio Francisquense filiado à

O jornal Correio Francisquense é uma publicação de circulação quinzenal e distribuição Gratuita. Artigos assinados são responsabilidade do respectivo autor (a), não refletindo necessariamente a opinião do jornal.

EXPEDIENTE Diretor Executivo Nilo Junior nilo@correiofrancisquense.com.br

Editora-chefe Margaret Paim jornalismo@correiofrancisquense.com.br

Diagramação Christian Pacheco diagramacao@correiofrancisquense. com.br

Jornalista Margaret Paim margaretpaim@hotmail.com

Jornalista Nayara Soethe Impressão Gráfica Uma 3 mil exemplares Contato comercial@correiofrancisquense.com. br

www.correiofrancisquense.com.br

Telefone (47) 9187-8919

(47) 9187-8919 Envie-nos fotos, videos e sugestão de matérias.

(47) 9187-8919

são chico do futuro

S

obram reclamações dos francisquense, impacientes com algumas situações pelas quais o município vem passado a muito tempo, saúde, educação, infraestrutura, isso não faz parte desta ou daquela gestão, mas de muito tempo atrás. Nosso município foi construído sem planejamento, como a maioria das cidades antigas do Brasil; uma vila que se tornou cidade e agora enfrenta dificuldades para crescer, geograficamente privilegiado pela natureza e na questão logística prejudicado por ter apenas uma única ligação com o continente por via terrestre, a BR 280 que não precisamos nem falar as dificuldades que sentimos pela falta de duplicação. Não pode haver dúvidas acerca da necessidade das intervenções, que atendem a dois eixos fundamentais para a qualidade de vida dos francisquenses: preservar o meio ambiente e aumentar seus espaços produtivos.

Repensar a cidade para os próximos 50 anos é urgente e o poder público precisa começar a trabalhar desde já. Temos outro grande problema, o futuro dos nossos filhos, educação de qualidade e emprego, para que nossos jovens não tenham que sair para outras cidades em busca de fazer a vida. Se não houver condições e planejamento para que novo empreendimento que geram riquezas e novos negócios possam se instalar de forma adequada e sem prejuízo para cidade como um todo, corremos o risco de envelhecer junto com os já velhos casarões. As transformações ensejam mudanças também na atitude de autoridades e cidadãos. Nunca é demais parar e pensar no outro, só reclamar não vai adiantar, pensar que tudo esta piorando por causa da crise, também não ajuda, tem que arregaçar a manga e trabalhar para nossa cidade ser melhor.

ARTIGO

Atividade portuária, um futuro promissor A situação da atividade portuária em SFS é parte de um processo de evolução da infraestrutura logística no Brasil, já que os portos são os principais canais de acesso ao mercado internacional. Ao facilitar o investimento privado em portos, o Estado possibilitou a intensificação de investimentos para a evolução de toda uma cadeia logística que envolve o sistema portuário. Como a exportação brasileira é pequena frente a economia do Brasil, há perspectiva de crescimento. Soma-se que, em relação a grãos, a desaceleração do crescimento da China, faz com que o Brasil tenha que ser mais competitivo. No Brasil, o custo de transporte de soja do produtor até o porto é superior à três vezes do que nos EUA. Metade da soja é produzida do meio do Brasil para acima, porém a grande maioria exportada por portos localizados abaixo. A fim de diminuir o custo deste trajeto está sendo investido em ferrovias, uso de hidrovias, novos portos e muitos terminais privados. Tudo isto “lá pra cima”, a exemplo do “Arco Norte”.

Em relação direta aos portos, a concorrência dos terminais privados ameaçou os portos públicos. A primeira fase da ameaça veio com a “onda dos containers”, mais atrativo financeiramente. A próxima onda deve refletir sobre a movimentação dos grãos. Para equilibrar, temos que compensar com um aumento da produção de soja no Sul, movimentação de soja do Norte do Uruguai e da Argentina, contar com as excelentes ações que empresários de SFS estão tomando para captar novos embarques, a exemplo da recente operação de celulose, aumento da eficiência operacional e do forte envolvimento do trabalhador portuário.

CESAR CRUZ proFeSSor


3

COTIDIANO

SEXTA-feira, 15 de abril de 2016

política

Prefeitura diz enfrentar dificuldades financeiras Administração municipal diz que problemas financeiros são devidos a queda dos royalties do petróleo.

N

o segundo semestre do ano passado a Prefeitura Municipal de São Francisco do Sul informou através da Secretaria de Comunicação a exo ne r aç ão 5 0 c a r go s comissionados. A iniciativa, tomada pelo Prefeito Luiz Roberto de Oliveira, foi devido o cenário econômico que se apresentava, bem como o corte de repasses do Governo Federal ao município, como exemplo, os royalties do petróleo que o município têm direito, por ter na cidade uma Unidade da empresa e por ela ter dutos que fazem a ligação com a refinaria de Araucária, n a re g i ão me t rop ol i t a n a de Curitiba (PR). O corte, segundo informações da própria assessoria de imprensa, estaria gerando uma economia de 5 milhões aos cofres da

Prefeitura. Mesmo antes dos cortes, a Prefeitura de São Francisco do Sul, vem passando por dificuldades financeiras, dificuldades para honrar pagamento de contratos e empenhos e deixando de fazer investimentos importantes. Embora o dispêndio para o pagamento do funcionalismo esteja garantido, a Prefeitura vem perdendo todos os meses 2 milhões em receita com a queda dos royalties, alegando que muitos investimentos estão parados por causa dessa perda. A administração municipal diz estar procurando outras formas de atrair recursos para a cidade, como por exemplo, investir no turismo, tentando trazer mais cruzeiros internacionais. Um esforço que ainda não deu resultados. Desde 2013, representantes

do município viajam para Miami (EUA) para fechar negócios. Neste mês, o próprio prefeito viajou à Miami com vereadores e secretária de Educação do município, para participar de feiras internacionais de cruzeiros com intuito de trazer transatlânticos para cidade. Hoje não há dinheiro para fazer investimentos e melhorias para atrair novos cruzeiros. Navios que passaram por São Francisco do Sul de 2012 à 2015, não superou 11 durante to do o p e r ío do . A lé m d a crise financeira, o mercado de cruzeiros marítimos exige boa infraestrutura nas cidades para receber esse público que quer conhecer lugares que proporcionem encantamento como as belezas naturais, qualidade nos serviços de hotéis e restaurantes e atrações turísticas e culturais.


4

COTIDIANO

correioFranciSQuenSe.coM.Br

evento

A 1ª cidade de Santa Catarina faz 169 anos

A criação de uma rota de produtores artesanais e turismo rural devem ser desenvolvidos para oferecer aos visitantes.

a

s comemorações do m u n i c í p i o de S ã o Francisco do Sul a elevação de categoria de cidade ocorrida em 15 de abril de 1847, traz na memória lembranças de uma cidade construída pelas mãos de imigrantes e escravos, voltada sua economia para o mar com seus grandes investimentos na área portuária. C on hec id a como u m a cidade histórica, com uma arquitetura original, resquício da colonização portuguesa, preservada em cerca de 400 edificações tombadas pelo I n s t i t u to do P at r i môn io

Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), São Francisco do Sul, têm o encanto de suas belezas naturais com belíssimas praias, dunas, mata atlântica e extensa baía babitonga que deixa os visitantes com vontade de voltar. A região Continental, no Distrito do Saí, que também fez aniversário, 166 anos, vem se destacando pelos investimentos no turismo rural, mesmo com dificuldades empresários estão investindo em Pousadas, Parque e Pesque Pague, restaurantes, bares e lanchonetes, onde que frutos do mar é o prato principal. Os bairros Estaleiro, Vila da

Glória e a Praia Bonita, são os locais que mais crescem em população e investimentos. Com a chegada do asfalto praticamente em toda orla, desde a entrada do ferry boat na região do Gibraltar onde é vista a região da Vigoreli de Joinville, até as terras de Itapoá, cortando a costa da Serra do Mar, têm contribuído muito para as melhorias e investimentos empresariais no turismo rural. O município por meio da Secretaria de Agricultura e Pesca, Secretaria de Turismo e Epagri estão em contato com os produtores para a criação da

Rota dos Produtores Artesanais de São Francisco do Sul, onde os produtores possam atender os turistas em sua propriedade intensificando a prática do

Turismo Rural. Em regiões do estado existem diversos projetos voltados ao turismo rural como o Acolhida na Colônia.


5

COTIDIANO

SEXTA-FEIRA, 15 DE ABRIL DE 2016

ciDaDe

Festilha comemora 169 anos da cidade população e visitantes terão shows e atrações gratuitas no Aterro da Babitonga.

a

terceira cidade mais antiga do Brasil tem muita história para contar. Histórias sobre seu povo, gastronomia, música, lenda e o saber fazer de anos atrás que passa de geração para geração pelas mãos dos artesãos locais. Essa celebração das tradições e do patrimônio material e imaterial acontece durante a 28ª Festilha – Festa das tradições da Ilha – de 14 a 17 de abril. A Festilha foi criada para comemorar a elevação de São

CORREIOFRANCISQUENSE.coM.Br

Francisco do Sul à categoria de cidade. Este ano, São Chico completa 169 anos desde que foi considerada cidade e não mais uma vila. A festa será no Centro Histórico com uma programação repleta de opções gastronômicas com a participação de entidades; espaço para os artes ãos, a p re s e n t a ç õ e s a r t í s t i c a s e culturais, bem como apresentações de músicos da região e os shows nacionais g r a t u i t o s n o At e r r o d a Babitonga. Toda a programação da festa é gratuita.

Ubatuba recebe galerias de águas pluviais A Rua Armazém, no Ubatuba, recebe a obra de instalação da tubulação com as galerias de águas pluviais. O trabalho realizado pela Secretaria de Balneários visa solucionar os alagamentos que ocorrem

PARA MAIS CONTEÚDO,

quando há grande volume de chuva. As obras iniciaram na manhã no ultimo dia (12) e tem previsão de término para esta quarta-feira (13). Cerca de 45 galerias são instaladas no local.

São 169 Anos desde a elevação à categoria de Cidade. Parabéns São Francisco do Sul uma cidade potencialmente histórica, turística, cultural, empreendedora e hospitaleira.

Filie-se ao PSD!


6

COTIDIANO

SEXTA-feira, 15 de abril de 2016

Mãe e filho se encontram depois de 20 anos separados

Há 20 anos que Luiz Eduardo Wanke não tinha contato com a mãe e outros parentes de Minas Gerais.

M

oradores da cidade de Varginha (MG), a família de Patrícia buscava em casas de repousos, hospitais e unidades de saúde, pistas sobre o paradeiro do tio, com quem perderam contato após ele ter sofrido um acidente de trabalho em Itapoá (SC). Com traumatismo craniano e depois de 45 dias em coma induzido, Luiz Eduardo perdeu grande parte da memória e passou a contar apenas com o apoio da esposa, Maria Cecília Lopes. Sem ter qualquer lembrança da família ou dados de contato da mãe e do irmão mais novo, Luiz Eduardo foi procurado pelos familiares de Patrícia. As pistas obtidas indicaram apenas que ele morava em São Francisco do Sul. “Ele trabalhava com construção civil no Paraná e em Santa Catarina, e a cada hora estava morando em um lugar diferente. Procura-

mos por vários lugares durante esse tempo e tínhamos muito medo de uma notícia ruim a respeito de seu paradeiro”, explicou Patrícia. O objetivo principal da procura era promover o reencontro entre ele e a mãe, Augusta Wanke, já com 86 anos de idade. Patrícia Souza entrou em contato por meio de mensagem na fanpage do Hospital Nossa Senhora da Graça no Facebook. O texto pedia qualquer informação sobre o paradeiro de Luiz Eduardo. No dia 5 de abril recebeu a resposta do hospital com a notícia de que havia um registro no sistema com o nome do tio, endereço e telefone. “Naquela hora eu nem tinha voz e pernas, tamanha era a emoção em receber aquela

mensagem”, contou emocionada O reencontro entre mãe e filho ocorreu no último domingo (10/4). Chorando muito, Luiz Eduardo abraçou Augusta e os demais familiares, em um momento que marcou todos que estavam ali. “Foi uma mistura de felicidade, aflição e dúvidas, mas, no final, todas as expectativas foram superadas pela alegria desse momento inesquecível depois de tanto tempo de distância”, comemorou o irmão José Fernandes.

Patrícia Souza


8

Folha de Araquari

folhadearaquari.com.br

viôlencia

A chance que Laura Beatriz não teve: Viver

Revolta. As ofensas ditas por meios sociais, sejam por aplicativo de whatsapp, facebook entre outros, têm as mesmas consequências de ofensas verbais que são feitas em uma discussão .

A

menina Laura Beatriz C a rdos o , de t rê s anos, supostamente a s s a s s i n a d a p e lo padrasto Rafael Silva dos Santos, 20 anos, em Araquari, deu uma nova chance de vida a cinco pessoas de vários estados brasileiros. Pacientes do estado de São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Paraná receberam o coração, o fígado, os rins e as córneas de Laura, depois de autorizados pelo pai biológico Jonatan Robson Flores. Coincidência ou não, Laura doou seu coração a Rafael Ribeiro, de um ano e dez meses, com doença cardíaca desde o nascimento, o mesmo nome de quem suposto tirou sua vida. Laura não teve tempo de conhecer a nova cidade que chegou em Janeiro para morar. Também não teve tempo de ir à Escola, aprender a escrever, contar e brincar como amiguinhos. Morta abruptamente, Laura vinha sofrendo maus tratos como relata a denunciante do registro Disk 100 à Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, re a l i z ad a no d i a 2 3 de fevereiro às 22h50. Em forma anônima, denunciou que as crianças, Laura e o irmão José de seis anos, eram agredidos física e psicologicamente pela genitora e pelo padrasto. O sistema encaminhou a denúncia ao Conselho Tutelar e à Promotoria da Comarca. Segundo informações repassadas à imprensa, cinco denúncias ao conselho tutelar foram realizadas por vizinhos, mas negadas pelo próprio Conselho. Com morte encefálica às 16h25 da tarde de domingo, (10), Laura Beatriz trouxe à tona a preocupação das autoridades da falta de uma rede de proteção onde o estado, a família e a sociedade t r a b a l h e m j u n to s p a r a proteger as crianças e os adolescentes. Em entrevista na tarde de terça-feira, (12) o Promotor de justiça de Comarca de Araquari Dr. Diogo Luiz Deschamps, afirma que, o caso de Laura Beatriz demonstra claramente a falha de todos. “Uma criança de três anos está morta. Falhamos em algum momento. Sabemos do trabalho dos profissionais da Unidade Pronto Atendimento (UPA) de Araquari, que denunciaram ao Conselho

Tutelar quando Laura deu entrada com fratura no fêmur. Também temos o registro que o Conselho Tutelar esteve conversando com a família na UPA ainda quando Laura estava internada e a realização de uma visita à família no dia 9 de março, mas que não houve constatação de maus tratos e a fratura do fêmur teria possivelmente ocorrido de uma queda da escada”, afirma Promotor Deschamps. Ainda de acordo com Promotor Diogo, as falhas serão apuradas quanto às de nú nc i a s ao C on s el ho Tutelar pelos vizinhos, como vem sendo comentado, mas negado pelo Conselho. “A sociedade deve ser participativa. A Promotoria não recebeu denúncia de maus tratos e não há registro de Boletim de Ocorrência. O Estatuto da Criança e do Adolescente deixa claro: é dever do Estado, da família e da sociedade zelar pelo completo bem estar da criança e do adolescente” afirma promotor Diogo Deschamps.

Promotor de justiça Dr. Diogo Luiz Deschamps

Comunidade Desabafa Em grupo social do Facebook, em Araquari, moradores revoltados com a morte da menina Laura aproveitaram a rede social para desabafar. Frases de ódio e vingança, incitação à violência foram as mais curtidas e comentadas. Mas teve àqueles que foram mais além e desabafaram contando a realidade de muitas famílias brasileiras, como conta Solange Evangelista “Caros amigos, Infelizmente essa é uma realidade cada vez mais frequente nas famílias. Muitas mães, solteiras, separadas ou viúvas em busca de um novo companheiro acabam caindo na desgraça de colocar um monstro assim dentro de casa pra conviver com os filhos pequenos e não veem maldade, estão carentes e

apaixonadas e não acreditam que eles possam maltratar, espancar ou violentar seus anjinhos. Filhos são obras de Deus, Ele nos designou a cuidar e zelar por eles, porque um dia serão cobrados de nós”. De acordo com o Promotor Diogo, as pessoas tratam a internet principalmente as redes sociais com uma terra sem lei, um local onde as pessoas podem falar o que bem entendem, ofender, hostilizar e ameaçar pessoas e que acham que não haverá nenhuma consequência. Para o promotor, essas ofensas podem caracterizar crime de calúnia, injúria e difamação. No mês de março, um caso que tramitou no Fórum de Araquari onde duas pessoas que foram identificadas na rede social Facebook por apologia ao crime, por estarem incitando pessoas a agredirem o delegado de Polícia do município. E l a s f o r a m re s p o n s a b i l i z a d a s c o m multa de um salário mínimo. “Qualquer pessoa que profere ofensa e ameaça está sujeita a mesma responsabilização das pessoas que fazem fora do mundo virtual. A única dificuldade que se tem é a identificação devido a prática de construção de Fakes, mas o Senado já aprovou uma lei autorizando tanto a polícia como o Ministério Público a requisitar dados cadastrais de autores de crimes cibernéticos. Isso vai auxiliar bastante a identificação e punição dessas destas pessoas”, afirma Deschamps . A orientação é que a pessoa que se sinta ofendida, ameaçada por algum comentário nas redes sociais, registre um boletim de ocorrência e desde logo procure advogado, porque a grande maioria desse tipo de crime, principalmente os crimes chamados crimes contra honra, ofensas e x i n g a me ntos , ele s s e processam mediante ação penal privado, no caso não será a promotoria de justiça que vai dar inicio ao processo crime. É a própria vítima, que por meio de advogado, tem que dar início a esse processo. Por isso também que a maioria dos crimes acabam não sendo investigados porque as pessoas não tem condições financeiras de dar entrada nesse tipo e processo, finaliza Deschamps.


Folha de Araquari

SEXTA-feira, 15 de abril de 2016

9

política

Araquari recebe investimentos para o turismo

Parque Municipal e Centro de Convenções estão no planejamento da Secretaria para os próximos anos.

C

om o desenvolvimento Industrial avançando na cidade a Prefeitura viu a necessidade de investir em outros setores como o Turismo que nos últimos anos têm recebido u m a a te n ç ã o e s p e c i a l . No último dia 6 de abril, a Secretaria de Turismo Esporte e Lazer lançou um site exclusivo para promover as atrações da cidade e serviços. No portal, www.turismo. araquari.sc.gov.br, o visitante vai encontrar as alternativas “Gastronomia”, “Festas”, “Agenda”, “Hospedagem” e “Mídias” como opções para planejar a viagem até o município. De acordo com o Secretário da pasta, Paulino Travasso, a cidade precisa desenvolver os serviços para atender os visitantes

que vêm a cidade “Nosso foco é na gastronomia. Já temos ótimos restaurante que são referência e queremos incentivar a criação de mais opções de culinária, principalmente frutos do mar” completa. O site ainda está em fase de construção e aberto a sugestões da comunidade. Empresas de serviços também podem se cadastrar. Pensando na gastronomia, a Secretaria criou a Festa do Caranguejo que teve sua terceira edição em janeiro deste ano e recebeu oito mil visitantes na cidade. Para o calendário de eventos de 2016 a Prefeitura já anunciou a Festa dos Amigos “Stammtisch” em 11 de junho e a tradicional Festa do Senhor Bom Jesus, em 6 de agosto, que já completa

150 anos de história. Em 2017 Araquari realiza a Festa do Maracujá, realizada a cada dois anos, e que atrai um grande público a cidade. Além das festas já em andamento o Secretário Travasso confirma novos investimentos “Temos um terreno de 120 mil mª em que vai ser construído um Parque municipal. Estamos em fase de projeto e em seguida iremos buscar recursos para execução” diz. Travasso também conta que estão em busca de investidores para a criação de marinas, já que a cidade recebe um grande público de pesca. O turismo industrial também deve ser implantado nos próximos anos já que grandes empresas se instalaram no município. Araquari também deve receber um Pórtico na

entrada da cidade. Paulino comenta que comparada a cidades vizinhas Araquari ainda está “engatinhando” neste setor “O que falta na cidade é um centro de convenções. Hoje precisamos montar uma estrutura do zero a cada evento que realizamos” conta. Paulino ainda destaca que a duplicação da BR 280 também é necessária para melhorar o trânsito e atrair mais público. Turismo esportivo Além do público religioso, Araquari tem recebido várias visitantes que buscam competições esportivas. Na temporada de verão foi realizada o Agita Verão na Barra do Itapocu e que recebeu um grande público para a prática de esportes. Na comemoração

de aniversário de 140 anos de Araquari a programação também contou com diversas ações: 13ª Copa Vôlei de Praia Feminino, realizada no Largo da Carioca, em 2 de abril; No dia 9 de abril o Torneio Aberto de Futevôlei de Araquari. Nesta sábado, 16 de abril, haverá a 1ª Etapa da Liga Leste de Tênis de Mesa. O evento inicia às 8h e será realizado no Ginásio Municipal Moacir Iguatemy da Silveira. Em 2015, o evento reúne aproximadamente 200 atletas de diversas cidades. E encerrando as comemorações haverá 17ª Corrida Rústica de Araquari. A largada será da frente do Ginásio Municipal Moacir Iguatemy da Silveira, às 16h. Em 2015, o evento reuniu aproximadamente 300 atletas de diversas cidades.


10

Folha de Araquari

folhadearaquari.com.br

EVENTO

Desfile Cívico na abertura das comemorações dos 140 anos de Araquari O calor sufocante do dia 05 de abril não inibiu a comunidade de participar do desfile cívico em comemoração os 140 anos da cidade.

A

solenidade em comemoração a Emancipação Política de Araquari, ocorrida na (5), lotou o centro histórico do município. Araquarienses p re s t i g i a r a m o evento assistindo o Desfile Cívico organizado pela Prefeitura Municipal. Participaram da solenidade autoridades políticas, prefeito municipal João Pedro Woitexem e vice-prefeito Clenilton Pereira, vereadores, o novo Pároco Pe. José Vicente Omena, representantes da classe empresarial e de entidades, alunos das Escolas municipais, estaduais e dos Centros de Educação Infantil (CEIs) com apresentações de poemas, crônicas, danças e cantos. O Instituto Adventista de Ensino de Santa Catarina (IAESC) celebrou o aniversário de Araquari com a apresentação do Coral Jovem, com seus 125 alunos, na regência do

Margaret paim

Margaret paim

sobre a Prova Brasil - onde constata que o município de Araquari já avançou a meta estabelecida para a educação. Segundo prefeito m u n i c i p a l , Jo ã o Pe d ro Woitexem, o momento é de comemorar os 140 anos de Araquari com muita alegria, já que a cidade está no caminho d o c re s c i m e n to , deixando de ser uma cidade dormitório das décadas passadas. “A partir de 2009, criamos mecanismos para que a cidade comece a desfrutar do progresso atual. Vi a j a mos mu ndo afora juntamente com empresários associados da Federação das Indústrias de Santa Catarina (FIESC) levando informações importantes sobre as

potencialidades de nossa c id ade . S ab e mos q u e o marco de nossa gestão é o crescimento. Mas temos ainda que investir forte no saneamento. Começamos no dia 11 as obras na área central e no próximo dia 27 de abril iniciaremos no bairro Itinga, finaliza prefeito Woitexem. Para vice-prefeito Clenilton Pereira, mesmo com seu desligamento das funções de secretário de Desenvolvimento Econômico do município, vê Araquari seguindo a sua trajetória natural, depois da sua gestão ter seguindo uma cartilha onde o desenvolvimento da cidade resulta de medidas eficazes implementadas dia a dia. “Estou muito contente com o desenvolvimento da cidade, mas claro ainda temos muitos pontos para acertar. São novas medidas que precisam ser tomadas

Margaret paim

Margaret paim Margaret paim

maestro Marcelo Ricardo. As homenagens

realizadas pelos alunos e professores emocionaram o público presente. Mensagem de o t i m i s m o p ro fe r i d a pela professora da Escola M u n i c i p a l Po n to A l to ,

para a cidade não ser um lugar de empresas, mas uma cidade com toda qualidade de vida para seus habitantes”. Quanto o Desfile Cívico, o dia do aniversário da cidade

já tem como tradição as apresentações no centro histórico, faz parte da cultura, a comunidade espera ansiosa o dia 5 de abril, comenta Pereira. Margaret paim


Folha de Araquari

SeXta-Feira, 15 De aBril DE 2016

22ª Café com Autoridades da ACIAA tem data marcada

Desfile Cívico Margaret paiM

A novA diretoriA da Associação Empresarial e Agrícola (ACIAA), quer contribuir para o crescimento do município

No Desfile Cívico participaram alunos das escolas municipais e estaduais, Centros de Educação Infantil (CEIs), Entidades não governamentais, Grupos da Terceira Idade, Fundações Cultural e Esportiva, Bombeiros Militar e Voluntário, Empresas, Piquet Rancho do Cucho e Frota da Administração Municipal.

o Margaret paiM

Margaret paiM

Margaret paiM

Margaret paiM

Margaret paiM

11

primeiro Café com autoridades de 2016 será realizado no dia 27 de abril às 8h30 no Auditório da ACIAA. O evento reúne empresários e classe política para debater sobre a situação de Araquari. Nesta edição o Café terá a participação do Prefeito Mu n i c i p a l Jo ão Ped ro Woitexem que junto a sua equipe de planejamento fará uma apresentação da gestão municipal dos últimos oitos anos, desde que assumiu a Prefeitura em 2009 até abril de 2016. No evento ainda teremos a presença de duas grandes empres as instaladas em Araquari que vão apresentar seus projetos de energia. A Weg falará sobre Eficiência Energética e a Ciser que

falará sobre RB/E Energia certa para sua empresa e também apresentará a planta da sua empresa em Araquari. O Café com Autoridades é um evento organizado p e l a AC I A A q u e v i s a i nce nt iva r o deb ate de reivindicações, cobrar melhorias das autoridades e promover melhorias para os empresários e comunidade. O evento passou por mudanças e a partir deste ano será realizado quatro vezes ao ano e não mais mensalmente como acontecia anteriormente. Esta mudança foi uma escolha da nova diretoria gestão 2016/2017 que entende que desta forma o evento pode ser melhor trabalhado e as reivindicações feitas possam ter prosseguimento.

Margaret paiM

Rod. BR 280 km 29, 4687 - Araquari - SC (47) 3452-2013

ESPECIALISTA EM FABRICAÇÃO DE CASAS PRÉ-MOLDADAS EM MADEIRA

E CASAS DE ALVENARIA

Rod. BR 280 KM 29, 4687 Araquari ‐ SC CEP 89.245‐000  Ă47) 3452‐2013

Rua Waldemiro José Borges, 5.490 Bairro Itinga (Rodovia SC-301)

(47) 3465-0051 Disque orçamentos

www.shoppingdamadeira.com.br contato@shoppingdamadeira.com.br


Folha de Araquari

FolHaDearaQuari.coM.Br

*Certificado de Autorização SEAE/MF N.º 04/0354/2015 Promoção válida de 16/11/15 a 11/10/16. Regulamento completo no site. Imagens meramente ilustrativas.

12

Aproveite as vantagens do cartão

Pague em até 40 DIAS

www.senff.com.br 41 3313-1800 Curitiba / 0300-789-1167 Demais localidades A cada R$ 50,00 em compras = 1 número da sorte Compre na loja em que fez seu Hipermais = 2 números da sorte

Ofertas válidas de 18 a 24/04/16 ou enquanto durarem os estoques.

ARROZ 5KG PARBOILIZADO SABOR SUL

MAIONESE SACHET COM BICO 550GR HELLMANN’S

9,39

LEITE INTEGRAL UHT 1L LANGUIRU

UNIDADE

Comprando a partir de 12 unidades você paga

5,39 5,59

LINGUIÇA TOSCANA CONGELADA 1KG FRIMESA

UNIDADE

UNIDADE

EXTRATO DE TOMATE LATA 340GR ELEFANTE

10,99 O KILO

RECARGA CELULAR

2,78

UNIDADE

COXA E SOBRECOXA DORSAL CONGELADA CANÇÃO

Comprando a partir de 12 unidades você paga

2,28

2

LEITE CONDENSADO 395G PIRACANJUBA

,48 UNIDADE

MILHO VERDE 200GR GOIAS VERDE

1,28 1,34

O KILO

2105.0250 VILA NOVA: Rua QUINZE DE NOVEMBRO, 8507 TELEVENDAS 47 3801.7170 TELEVENDAS 47

2,58 2,68 UNIDADE

Comprando a partir de 12 unidades você paga

3,99

PROFIPO: Rua Waldemiro José Borges, 740

Comprando a partir de 12 unidades você paga

UNIDADE

CERVEJA LATA 350ML COM 18 UNIDADES SCHIN

LAVA ROUPAS EM PÓ 1KG OMO

26,64

PACK C/ 18 UNI

Comprando a partir de 12 unidades você paga

7,58 7,89 UNIDADE

UNIDADE

Trabalhe com a gente!

Estamos contratando portadores de necessidades especiais. Interessados devem enviar currículo para recrutamento@atacadojoinville.com.br

Para obter o preço de atacado basta levar a quantidade igual ou superior à informada, sempre de produtos exatamente iguais: mesma embalagem, tamanho, peso, fragrância ou sabor. Fotos meramente ilustrativas. Preços sujeitos à retificação na loja. Leite e seus derivados não devem ser usados como única fonte de alimentação de lactante, salvo sob orientação médica ou nutricional. É proibida a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 (dezoito) anos (art. 81, ll do estatuto da criança e adolescente). Os preços citados neste VT/impresso são reais. Produtos em caixa ou fardos terão preços oferecidos para varejo. Reservamo-nos o direito de corrigir eventuais erros de impressão. Garantimos a quantidade mínima de 10 (dez) caixas, fardos ou kg de cada produto, conforme legislação. Poderá ocorrer limitação de ofertas com base no artigo 39 do código de proteção e defesa do consumidor. Ofertas válidas de 18 a 24/04/16 ou enquanto durarem os estoques.

AQUI TEM VALE GÁS

Aceitamos os cartões:

Correio francisquense 15 04 16  
Advertisement