Page 1

CORREIO FRANCISQUENSE SÃO FRANCISCO DO SUL

O jornal feito para você

Sexta-feira, 6 de junho de 2014 Edição nº10, ano 1

REFRIGERAÇÃO

meira

ASSISTÊNCIA TÉCNICA AUTORIZADA E VENDA DE PEÇAS

www.correiofrancisquense.com.br jornalismo@correiofrancisquense.com.br | facebook.com/jornalCFFA

Prevenir para não acontecer de novo MEIO AMBIENTE. A cidade sofre com danos ambientais, mas é possível mudar esse panorâmara. PÁGs. 6 e 7

FOTO: MARGARET PAIM

FOTO: MARGARET PAIM

FOTO: DIVULGAÇÃO

Em nossos 20 anos preparamos uma super promoção GPTU 40 de R$ 2900,00 por R$ 2390,00 à vista Rua Santa Catarina, 2628 – Floresta Joinville

(47) 3426-3355

SFS é indicada como destino turístico da Copa Ministério do Turismo indicou cidade para receber visitantes. PÁG. 12

Festa do Camarão agradou o público

Novo espaço para a saúde bucal

Três dias do evento mobilizaram comunidade da Vila da Glória. PÁG. 8

Centro vai atender demandas de maior complexidade. PÁG. 4


CORREIO FRANCISQUENSE

São Francisco do Sul, sexta-feira, 06 de junho de 2014

02

www.correiofrancisquense.com.br

OPINIÃO EDITORIAL

Queremos o meio ambiente por inteiro

Litoral brasileiro: problemas sociais e ambientais

S

E

sta frase já virou Em troca, as invasões moda nas redes em áreas de matas ciliares, sociais, em dis- restingas e manguezais. cursos de palestrantes e Os embargos e pedidos de políticos. Mas não temos demolições em áreas de um começo melhor para risco protelam na justiça dar ênfase, em nossa pro- há anos, sem conclusões. posta, no dia do Meio Am- Em algumas situações, biente, lembrado ontem, 05 regularizações fundiárias de junho. estão em andamento. Sim, queremos nosso Vimos esgoto a céu abermeio ambiente inteiro – to, jogados diretamente ao sem poluição, com água mar; potável, rede de coleta e traVimos a população ficar tamento de esgoto. Quere- sem àgua na temporada; mos mais segurança, meVimos casas inundadas lhor atendimento na saúde pelas chuvas de verão; e uma educação formadora Vimos ‘óleo derramado de cidadão conscientes. nas praias e baía e céu enQueremos mais liberdade coberto de fumaça tóxica. e direitos respeitados. Para Mas, há esperança. resumir, queO povo remos quali- “Ainda há muito está consdade de vida o que fazer, mas ciente de em todos os seus deveestamos em uma sentidos. res e saindo Mas o que nova era. As às ruas. fazemos para O poder que isso se políticas públicas público, aos torne presen- em favor da poucos, reste, não algo ponde os comunidade estão no futuro? questionaA o l o n - em pauta” mentos da go dos anos, população. vimos São Ainda há Francisco do muito o que Sul, com seus 167 anos, fazer, mas estamos em crescer e mudar. De uma uma nova era. As políticas cidade pacata, onde as por- públicas em favor da cotas ficavam noite adentro munidade estão em pauta. abertas para uma cidade Conselhos Municipais de reconhecida nacionalmen- meio Ambiente em ação, te por suas belezas e desas- organizações não-governatres ecológicos. mentais atuante, legislatiA cidade mudou. Filhos vo em sintonia e executivo da terra foram embora e com propostas e desafios. novos moradores chega- É isso que queremos...Viver ram e, principalmente nas por inteiro. regiões à beira mar, houve um salto populacional.

Ricardo Rose Jornalista com especialização em Marketing e Meio Ambiente e diretor de Sustentabilidade da Câmara de Comércio e Indústria BrasilAlemanha de São Paulo.

ão poucas as praias brasileiras que ainda guardam sua beleza original. A ocupação de áreas litorâneas pouco habitadas aumentou bastante nos últimos quarenta anos, principalmente nas regiões Sul e Sudeste. Cidades praianas foram incorporadas às rotas turísticas pela abertura de estradas e tornaram-se os novos alvos dos fluxos migratórias internos, atraídos pelo crescimento da construção de imóveis. Cresceu a população e também aumentaram os problemas com relação ao saneamento básico e ao lixo. Descarga de esgotos domésticos em córregos antes cheios de peixes e falta de aterros sanitários para o resíduo doméstico, continuam a ser deficiências de muitas cidades litorâneas brasileiras. A derrubada de áreas remanescentes de mata atlântica, o aterro de mangues e a destruição da vegetação de restinga são características desta desordenada ocupação do litoral brasileiro. Por um lado, a abertura indiscriminada de loteamentos sem qualquer infraestrutura, de outro a interdição e privatização de praias, beneficiando proprietários de grandes mansões. O turismo tem se tornado um peso ao meio ambiente de toda a região litorânea. A cada verão ou feriado, milhões de visitantes acorrem às cidades, aumentando a população e sobrecarregando o sistema de abastecimento de água e de coleta de lixo. O serviço de tratamento de esgotos não existe ou, na melhor das hipóteses, é insuficiente para atender ao volume da demanda. Com isso, são descarregadas toneladas de lixo em terrenos baldios e o mar recebe, através de córregos, milhões de litros de água poluída por efluentes domésticos. Artigos para este espaço devem conter no mínimo 1.600 e no máximo 1.800 caracteres. Sua opinião é importante para nós! Escreva para o Correio Francisquense! Envie seu artigo para jornalismo@correiofrancisquense.com.br.

CORREIO FRANCISQUENSE

EXPEDIENTE

FALE COM A REDAÇÃO jornalismo@correiofrancisquense.com.br

O jornal Correio Francisquense é uma publicação, com circulação quinzenal nas cidades de São Francisco do Sul, Araquari, Barra do Sul e Itapoá, Estado de Santa Catarina. Distribuição Gratuita. Artigos assinados são responsabilidade do respectivo autor (a), não refletindo necessariamente a opinião do Correio Francisquense.

Endereço: Rua Fernandes Dias, 155, Centro Histórico - São Francisco do Sul Telefone: (47) 3442-2049 Impressão: Grafinorte Tiragem: 2 mil exemplares Diretor-Geral: Antônio Eduardo Pereira Diretor Administrativo: Nilo Junior Editora: Margaret Paim Reportagem: Maiara Carvalho e Margaret Paim. Colunistas: José Couto, Leonardo Nogueira, Margaret Paim, Gustavo Gamper e Christian Pacheco. Comercial: direcao@correiofrancisquense.com.br www.correiofrancisquense.com.br facebook.com/jornalCFFA


São Francisco do Sul, sexta-feira, 06 de junho de 2014

03

www.correiofrancisquense.com.br

POLÍTICA

Frota nova para a Secretaria de Saúde ECONOMIA. Prefeitura afirma que, com aquisição, deixará de gastar dinheiro em aluguel de veículos

FOTO: DIVULGAÇÃO

Veículos foram adquiridos com recursos próprios

O

Prefeito Luiz Zera e Secretário Municipal de Saúde, Dr. Carlos Id, oficializaram na última terça, no Centro Histórico, a aquisição de seis novos veículos zero km, modelo Ford Fiesta, destinados a estrutura administrativa e operacional da Secretaria Municipal de Saúde. Em específico, um deles irá servir a Vigilância Epidemiológica e outro o Centro de Atendimento Especializado e Prevenção à Saúde - CAEPS/DST-AIDS.

O Investimento total, com recursos próprio da Secretaria, foi de R$ 197 mil, o que, segundo Dr. Carlos, elimina o custo anual, com locação de veículos, de R$ 180 mil, economizando-se assim para a realização de outros investimentos previstos. O Prefeito Luiz Zera disse que a aquisição de frota de veículos própria para a Prefeitura e Secretarias representa mais uma quebra de paradigma em sua gestão, além de proporcio-

nar melhores condições de trabalho aos servidores que atuam em campo. “Quando assumimos, a frota da Prefeitura estava toda sucateada e os custos com locação de veículos eram altíssimos”, ressaltou Zera. “Fazemos questão de que nossos funcionários possuam estrutura adequada de trabalho, para a atender melhor a população, mas também é exigido que zelem pelo patrimônio público”, Concluiu o Prefeito.

RECRUTA CANDIDATOS www.sesisc.org.br (link: Trabalhe Conosco)

Função* e Cidade

COZINHEIRO São Francisco do Sul

No de Vagas

Prazo e Local de Inscrições

Banco de Candidatos

Até o dia 10/06, pelo site ou comparecer no Restaurante do SESI anexo à Bunge, no dia 11/06 às 08h30min, munido de currículo, para inscrição presencial e em seguida realização de prova técnica e entrevista**. Endereço: Rodovia Olívio Nobrega, Nº 6500.Telefone: (47) 3471-1116 com Fernanda.

*Vagas para ambos os sexos. As demais informações do processo seletivo podem ser acessadas no item “Trabalhe Conosco” no site www.sesisc.org.br **Dependendo do número de candidatos, a data da entrevista poderá ser alterada. O presente processo seletivo terá validade de 01 (um) ano, prorrogável por igual período, a partir da data de publicação do resultado final.

À PEDIDO

Educação e Cultura

Fabianne Valadares Alves Inglês: requisito básico Ter fluência no inglês é uma competência primordial para um profissional capacitado e completo. A língua inglesa é uma das mais faladas do mundo e já é considerada essencial para quem deseja ingressar no mercado de trabalho. No entanto, somente 3% dos profissionais brasileiros falam o inglês com fluência e sem dificuldades. Um dado interessante é que 67% das dez principais empresas do Brasil têm dificuldade em contratar funcionários bilíngues. Saber falar inglês não significa que você domine o idioma, e a comunicação assertiva e correta da língua inglesa é essencial para o mundo dos negócios. Muitas são as vantagens da Língua inglesa para a carreira. Algumas frases em inglês já são padronizadas no mundo dos negócios, termos e expressões no idioma são constantemente utilizados por empresas e se tornaram essenciais para a comunicação entre as organizações e seus colaboradores, e, além disso, a maioria das entrevistas de emprego são feitas em inglês, o que se tornou um diferencial nos processos seletivos. Os profissionais que tem fluência na língua conseguem salários de até 70% maiores e recebem promoções mais rapidamente. Quanto maior o nível hierárquico do profissional, maior é a exigência para o conhecimento do inglês. A maioria dos profissionais que tem fluência no inglês faz viagens profissionais para o exterior. Ter essa habilidade faz com que você se comunique melhor e tenha oportunidade de conhecer as diferenças culturais. Profissionais que estudaram a língua inglesa por mais de 4 anos se destacam quando comparados aos colegas que não tiveram tal oportunidade, também tem melhores chances nos processos seletivos internos do que aqueles que sabem somente a língua nativa. Por causa da globalização, muitas organizações possuem clientes de várias partes do mundo, o que faz com que um profissional que tenha conhecimento da língua inglesa acabe se tornando indispensável.


CORREIO FRANCISQUENSE

São Francisco do Sul, sexta-feira, 06 de junho de 2014

04

www.correiofrancisquense.com.br

CIDADE

Espaço para saúde bucal é inaugurado em SFS ATENDIMENTOS. Intenção é dar continuidade ao trabalho realizado na atenção básica O cuidado com a saúde bucal da comunidade francisquense foi reforçado com a inauguração do Centro de Especialidades Odontológicas (CEO) no dia 30. A intenção é dar continuidade ao trabalho que já é realizado pela rede de atenção básica. O CEO vai oferecer tratamentos que exigem maior grau de complexidade como periodontia, cirurgias, tratamento de canal, atendimento a portadores de necessidades especiais, entre outros procedimentos. A orientação aos pa-

cientes é de que continuem procurando a unidade de saúde do seu bairro para o primeiro atendimento e, quando necessário, os profissionais vão encaminhá-los ao CEO. O Centro Especializado conta com três consultórios completos, equipamentos de última geração, equipe de três cirurgiões dentistas e três auxiliares de saúde bucal. A implantação deste espaço é fruto da parceria entre os governos municipal, estadual e federal. Um dos consultórios que irá atender a população

FOTO: DIVULGAÇÃO/SECOM


São Francisco do Sul, sexta-feira, 06 de junho de 2014

05

www.correiofrancisquense.com.br

Começam as obras do Trevo do Ervino

“ALEMÃO”. Novo acesso, realizado pela mesma empresa que asfaltou a Estrada do Ervino, deve ser concluído em 20 dias FOTO: MAIARA CARVALHO

Q

uem passa pela BR 280 sentido São Francisco do Sul deve ter percebido a presença de máquinas e homens trabalhando na pista próximo a entrada ao acesso à Praia do Ervino. Trata-se da obra de construção de um “trevo alemão”. A execução é da mesma empresa que fez o novo acesso a praia e já havia recebido autorização pelo Dnit (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes) e só faltava finalizar o processo de indenização. O prazo de conclusão do trevo é de 20 dias.

Expectativa é que obra seja concluída em 20 dias

NAES abre inscriçoes para ensino supletivo Estão abertas as matrículas para o NAES (Núcleo Avançado de Ensino Supletivo) para o segundo semestre para as turmas de 1º, 2º e 3º anos do Ensino Médio. Também será aberta uma turma específica para quem pretender fazer apenas o 3º ano. As aulas iniciam no dia

4 de agosto e ocorrem no período noturno, das 19 às 22 horas, no Caic Irmã Joaquina Busarello, local onde também devem ser feitas as matrículas. Interessados em cursar o ensino supletivo devem ter no mínimo 18 anos de idade e não estar cursando o ensino médio regular.

Além disso, no ato da matrícula devem apresentar os seguintes documentos: RG e CPF; histórico do Ensino Fundamental (5ª a 8ª série); histórico parcial se já concluiu o 1° ou 2° ano do Ensino Médio; carteira de Reservista; comprovante de vacinação contra Rubéola (19 a 39 anos) e uma foto.

O Urtigão

GUSTAVO GAMPER GUSTAVO@ GAMPERNAUTICA.COM.BR

São Francisco: uma cidade às moscas Não é de hoje que notamos um desenvolvimento do setor graneleiro em nossa área portuária. Esse setor certamente trouxe uma série de benefícios econômicos para nossa cidade e também para Santa Catarina como um todo, já que a produção de outros Estados escoam por nosso porto. Porém, com o aumento do movimento de caminhões e trens transportando essas comodities, sem muito controle do quanto desse material cai em nossas estradas, é possível notar o aumento da sujeira e consequentemente do número de seres “indesejáveis” em nosso cotidiano. Nesse caso cito os ratos, os pombos (que devido à quantidade de doenças que carregam pode-se dizer que são os verdadeiros ratos com asas) e as moscas, que deram título a essa coluna de hoje. Está uma situação bem desconfortável para a população, principalmente para aqueles “São Francisco que habitam as reprecisa sim de giões mais próximas desenvolvimento, ao porto, como Centro Histórico e Paulas. mas não estamos As moscas estão presentes em todos os dispostos a ser lugares: em casas, encobertos por restaurantes, bares e praças. essa lama suja” Olhando essa situação, já é possível comparar nossa cidade a Paranaguá, que vive essencialmente do granel e exala seu cheiro de podridão a alguns quilômetros de distância dali. A efeito de comparação, estamos ainda no inicio nesse processo de “putrefação”, por isso alguma coisa precisa ser feita e logo. São Francisco precisa sim de desenvolvimento, mas não estamos dispostos a ser encobertos por essa lama suja a qual nossa cidade está se transformando. Cabe às autoridades responsáveis intensificar a fiscalização e multar efetivamente os caminhões e trens que andam despejando grãos durante sua viagem. Nós sempre fomos famosos por ser uma cidade portuária que tinha um centro limpo, não podemos esperar que sejamos “uma cidade suja que tem um porto”.


CORREIO FRANCISQUENSE

São Francisco do Sul, sexta-feira, 06 de junho de 2014

06

www.correiofrancisquense.com.br

MEIO AMBIENTE

A lição de casa precisa ser feita TAREFA DA SOCIEDADE. Preservar é responsabilidade do poder público, mas também do cidadão

FOTO: DIVULGAÇÃO

N

a semana em que se comemora o Meio Ambiente, o Correio Francisquense aborda os principais problemas ambientais de nossa cidade. Precisamos nos unir e avançar. Lembramos da​ cortina de fumaça que encobriu o céu de São Francisco do Sul e até detectado pelos satélites da NASA em setembro de 2013. Durante o acidente, quase 60 horas, centenas de moradores

não sabiam o que fazer. Preocupados com a toxidade, corriam de um lado para outro. Outro acidente que afetou o meio ambiente e deixou a população em alerta, aconteceu em janeiro de 2008. A barcaça da Empresa Mar Azul (NORSUL) virou em alto mar, na entrada da baia Babitonga, com 340 bobinas de aço a bordo, provocando derramamento de óleo. A carga pertencia a empresa

FOTO: PROJETO TONINHAS

ArcelorMittal Tubarão e a trazia para o Porto de São Francisco do Sul. No ano 2000, a comunidade também sofreu com um grande derramamento de efluentes líquidos da Petrobras. O destino - Rio Acaraí. Todos estes são impactos ambientais que se juntam a muitos outros em nossa cidade. O município enfrenta ainda com as invasões em área de restingas e mangue-

FOTO: AGÊNCIA BRASIL

zais, no entorno da baia Babitonga e em diferentes pontos da cidade. Sofre com o desmatamento acelerado nas encostas, com a falta de tratamento do esgoto e ainda com o derramamento expressivo de grãos em toda rodovia. Os problemas são muitos para uma cidade de 47 mil habitantes, com uma extensão territorial de 498 quilômetros quadrados. O que precisamos é avançar.

FOTO: DIVULGAÇÃO

As imagens acima refletem a importância do cuidado com o meio ambiente: danos ambientais causados por irregularidades e falta de fiscalização; esgoto a céu aberto demonstra a falta de planejamento urbano e falta de cuidado com os recursos hídricos, colaborando com a proliferação de doenças. A preservação de áreas de mangue deve ser uma política permanente.


São Francisco do Sul, sexta-feira, 06 de junho de 2014

07

www.correiofrancisquense.com.br

Feira Ecocultural

Ponto de Vista

FOTO: MAIARA CARVALHO

HORACIO SCHWOCHOW

O dia do Meio Ambiente será comemorado no dia 7, sábado, no Parque Ecológico, no centro da cidade com a 1ª Feira Ecocultural. A programação contempla apresentação de bandas nos deques ao longo do parque, feira de artesanato, distribuição de folders. “É um dia para passear com a famíSecretária de Meio Ambiente, lia, fazer piquenique”, Fernanda Vollrath. afirma a secretaria de meio ambiente de São Francisco do Sul, Fernanda Vollrath. No mês passado, o parque, que reserva três diferentes pontos de observação ao turista, recebeu quatro mil visitantes.

Presidente Conselho Municipal de Meio Ambiente

A questão ambiental em São Francisco do Sul

Utilidade Pública Qualquer dano ambiental devem ser denunciados pela população. Desde um simples corte de árvores até o derramamentos de óleos nos rios e mares. A prefeitura municipal possui a Ouvidoria que faz a triagem das denúncias e as encaminha para a fiscalização ambiental. Veja como denunciar • Telefone para (47) 3444 3658; • Encaminhe e-mail para ouvidoria@saofranciscodosul. sc.gov.br; Ou Diretamente com a ouvidora no Centro Integrado Municipal Multiuso (Endereço Barão do Rio Branco, 217, Centro – SFS – CEP 89240-000).

Petisqueira - Frutos do Mar Música ao vivo Praia do Marquinhos/ São Francisco do Sul/SC Aberto todos os dias. O ano inteiro. A partir das 9 horas

O município de São Francisco do Sul, pôr ser uma ilha continental, têm muitos problemas ambientais. Existem grandes Áreas de Preservação Permanente (APPs), pressão populacional e de expansão portuária. Para mim, isso tudo devem ser analisados do ponto de vista técnico (engenharia ambiental, agronomia, biologia, geologia, geografia, oceanografia e outros) e social. Acredito que devemos manter um ambiente equilibrado e sustentável e ao mesmo tempo criar oportunidades de desenvolvimento e empregos para a população. Hoje a comunidade francisquense está acordando para os problemas ambientais.Os órgãos estaduais e municipais estão revendo a legislação dos armazéns de fertilizantes e de produtos químicos. A fiscalização está bem mais rígida quanto a novos empreendimentos e os antigos estão se adequando. Quanto ao resíduos sólidos vejo que houve um estudo sério sobre o assunto do qual participamos e a lei deve ser votada em breve, regularizando os vários segmentos. Vejo que uma grande preocupação de todos é a questão do tratamento de efluentes domésticos ou esgoto que vem sendo adiada por várias administrações municipais. Para mim, sendo pela iniciativa privada ou não, as obras devem ser executadas com urgência para não termos um colapso turístico no município. É importante que seja apresentado um sistema eficiente de tratamento dos esgotos. Atualmente o Conselho está analisando um processo da ALL sobre derramamento de óleo no rio após um acidente e também sobre uma sentença que determina a criação de estação de tratamentos de efluentes e emissário submarino TEFRAN (Petrobras).

Fone: 47-9989-6163 familiahc.ppp@gmail.com


CORREIO FRANCISQUENSE

São Francisco do Sul, sexta-feira, 06 de junho de 2014

08

www.correiofrancisquense.com.br

VARIEDADES

Mais de 15 mil pessoas participam da 3a Festa do Camarão na Vila da Glória SUCESSO DE PÚBLICO. Mais de duas toneladas de frutos do mar foram comercializados no evento

FOTO: MARGARET PAIM

Margaret Paim

jornalismo@correiofrancisquense.com.br

C

om mais de 2 toneladas de frutos do mar comercializados na 3ª Festa do Camarão 2014, depois de sua reedição, já dá para saber que a festa, com certeza, foi um sucesso. Com esses dados é possível ter uma noção da quantidade de pessoas que aproveitaram o fim de semana na Vila da Glória - Distrito do Saí. Levantamento feito pela organização, estimase que passaram pela festa 15 mil pessoas entre moradores e visitantes nos três dias - sexta, sábado e domingo (30, 31 de maio e 1º de junho). A gastronomia foi baseada na culinária açoriana, com petiscos a base de frutos do mar, bolinho de bacalhao, pasteis e a novidade - um Mix de frutos do mar ( filé de peixe e camarão à milanesa, camarão ao bafo, molho de camarão, arroz, salada e fatia de pão caseiro). Além da culinária abundante, a festa trouxe diversas atrações culturais, escolha da Rainha Juvenil e Mirim e o tradicional bingo. Com muitas premiações, não só a comunidade aproveitou os prêmios e os artesanatos oferecidos nas barracas. Muitas pessoas de diversos cidades compareceram - Joinville, Itapoá, Curitiba, Araquari, Barra do Sul, Barra Velha, Jaraguá do Sul, Guaramirim entre outras. De acordo com o Padre Genésio Murara, a festa teve um brilho diferente

Maria da Conceição Souza, canta as pedras no grande Bingo na tarde de domingo. Mais de 80 brindes foram doados pela comunidade de toda região este ano. As melhorias nas instalações, principalmente na construção do novo galpão deram mais conforto e agilidade nas atividades da festa. O apoio da Prefeitura Municipal, a organização e engajamento dos colaboradores surtiram resultados satisfatórios. “É a soma das forças de uma comunidade colocando a serviço da vida - É promover o bem”, finaliza Pe Genésio.

Tradição A região continental de São Francisco do Sul, nominada do Distrito do Saí, têm como característica principal na sua economia, a comercialização e o grande consumo de pescados. Na sua maioria, os peixes são comercializados nos restaurantes à beira mar

na localidade do Estaleiro, na Vila da Glória e na Praia Bonita. Capturados na baia Babitonga pelos pescadores artesanais ou vindos de grandes fornecedores do estado, o comércio de peixe já é tradição, e a Festa do Camarão, só veio consagrar esta atividade. Segundo Ivan Ledoux Batista, um dos organizadores da festa, a participação das entidades foram de suma importância para o sucesso. “Com total organização e apoio dos membros voluntários da Igreja Nossa Senhora da Glória, tivemos na região da Vila da Glória a participação dos Clubes de Mães Andorinhas, Recanto da Amizade e da 3ª Idade Toninha, da Escola Básica Estadual João Alfredo Moreira e do Centro Municipal Infantil Estrelinha do Mar.

Também do Clube de Mães da Praia Bonita e da ajuda dos membros da Capela Santa Terezinha do Frias e da Escola Municipal do Estaleiro”. Conforme ainda Batista, este ano quase dobrou a participação da comunidade e visitantes, em referência a festa do ano passado. A 1ª Festa do Camarão (FECAM) surgiu em comemoração ao aniversário do Distrito da Sai - Vila da Glória que tem sua Fundação em 5 de abril de 1850. Pelas informações de moradores, um deles o Sr. Elias Correia da localidade do Estaleiro, hoje a Festa teria 30 anos se não fosse interrompida por 14 anos consecutivos. A Festa sempre foi organizada pelos fiéis da Igreja Nossa Senhora da Glória e comunidade. Com apoio da

Associação Ascoredi.

Críticas De acordo com alguns visitantes que utilizaram a Lancha Glorimar para travessia do centro histórico à Vila da Glória nos dias da Festa do Camarão, houve aumento no valor da passagem, de R$ 8 para R$ 10.Um custo de ida e volta de R$ 40 reais por casal. Alguns moradores também defendem a mudança da data da festa. O retorno para a data oficial das primeiras edições, onde comemoravam-se o mês de aniversário do Distrito do Saí - Vila da Glória. Assim, a história e o reconhecimento dos fundadores estariam também sendo prestigiado.


São Francisco do Sul, sexta-feira, 06 de junho de 2014

09

www.correiofrancisquense.com.br

Margaret Paim

BEM SIMPLES

MARGARETPAIM@HOTMAIL.COM

Vila da Glória e sua gente! Um prato cheio de delícias

Foto:Marcos Araújo

A

3a Festa do Camarão também elegeu suas Rainhas mirim e Juvenil. Veja as vencedoras. • Rainha Mirim Camila Alves Pereira, 11 anos ( primeira da esquerda para a direita, de vestido Lilás), estudante da Escola Básica Estadual João Alfredo Moreira • Rainha Juvenil Shayana Soares da Silva, 13 anos ( de vestido preto) estudante da Escola Básica Estadual João Alfredo Moreira. Foto: Margaret Paim

Família e gastronomia

Receita: Anéis de Lula na Cerveja

A Festa do Camarão tem sua característica principal. Não pense que é o camarão. É a Festa da Família e, onde há família, têm gastronomia. Para a edição 2015 sugerimos uma receita deliciosa, que está aí ao lado. “ Anéis de Lula na Cerveja”. Voluntários botaram a mão na massa nos três dias de festa Ingredientes

Bastidores da Festa

1kg de Lula anel 1 copo de cerveja 1copo de farinha de trigo 1 ovo inteiro Suco de um limão 2 colheres (sopa) de maionese 2 colheres ( chá) de mostarda 1 1/2 xícara (chá) creme de leite fresco. Modo de preparo Foto: Luiz Ozório

Tempere as lulas com sal e limão, reserve. Em um liqüidificador, bata a cerveja, a farinha e o ovo. Passe as lulas nessa mistura e frite com azeite bem quem, até dourar. Em uma tigela colocar o creme de leite, a maionese, a mostarda e o sal. Mexa bem para que fique homogênea, sirva com as lulas e se preferir arroz branco. Bom apetite!

Mesmo trabalhando, a alegria é contagiante. Os recursos arrecadados são distribuídos às entidades participantes da Festa do Camarão.


CORREIO FRANCISQUENSE

São Francisco do Sul, sexta-feira, 06 de junho de 2014

10

www.correiofrancisquense.com.br

SEGURANÇA

Duas mortes em rodovias no mês de maio em SFS

TRAGÉDIAS. Acidentes ocorreram com dois dias de diferença, e causaram transtornos na BR-101 e na SC-415. FOTO: DIVULGAÇÃO

Fiorino após acidente no Morro da Palha

N

o último dia 20, um acidente no Morro da Palha, no Km 12 da BR 280 tirou a vida de Edi Mafra, de 53 anos. Ele dirigia uma Fiorino quando bateu de frente com um caminhão. Como o acidente ocorreu no sentido a São Francisco do Sul, a Polícia Rodoviária Federal acredita que a vítima estava fazendo uma manobra de ultrapassagem ou perdeu

o controle e invadiu a pista contrária. No final de semana anterior, dia 18, um motociclista também perdeu a vida em uma batida de carro. Marco Adélio Antunes, de 42 anos dirigia uma moto quando bateu em uma caminhonete, na SC 415, sentido Enseada. A motorista da caminhonete não se feriu.

Assassinato no Sandra Regina Gilberto Pinheiros Gonçalves, de 27 anos foi morto no final da tarde do dia 26, na Rua Grécia, no Bairro Sandra Regina, em São Francisco do Sul. Segundo a Polícia Militar, dois homens dispararam contra Gilberto que foi atingido na cabeça e no abdômen.

Mobilidade

LEONARDO NOGUEIRA LEONARDO.N.MENDOCA @GMAIL.COM

A poluição dos nossos automóveis Todos nós sabemos que a quantidade de carros nos últimos anos tem crescido a uma taxa elevada e não há como não dizer que com isso a taxa de emissão de poluentes tem crescido também. Atualmente existe 4 carros para cada habitante no Brasil segundo dados do Departamento Nacional de Transito – Denatran. Há dez anos a proporção era de 7,4 carros para cada habitante. Mas qual a poluição emitida por nossos carros? Ela realmente faz mal a nossa saúde? O que podemos fazer para poluir menos e ir até onde precisamos? Talvez a resposta não seja tão simples quanto à pergunta, mas vamos tentar explicá-la. Atualmente a frota brasileira é predominantemente composta por veículos de combustão por queima de combustíveis fosseis (gasolina e diesel). Alguns cientistas estimam que os automóveis sejam responsáveis por aproximadamente 75% da emissão de monóxido de carbono lançados na atmosfera e responsáveis por 68% de toda a poluição mundial do ar, que inclui as emissões por indústrias, incineração de lixo e automóveis. E este número sobe para 90% se consideramos apenas as áreas urbanas. Podemos fazer muito para reduzir a emissão de monóxido de carbono e outros poluentes na atmosfera. Uma coisa simples é compartilhar nosso carro com amigos e vizinhos que trabalham no mesmo lugar ou que vão para destinos próximos. Outra alternativa bastante interessante que tem ganhado muitos adeptos e crescido a cada dia, são os aplicativos para pegar carona. Através deles é possível dar ou pegar carona com pessoas que estão indo para lugares próximos ou até o mesmo destino que o seu e pagar uma pequena quantia – bem inferior a passagens de ônibus em alguns lugares – para ajudar na gasolina ou nas despesas da viagem. E ainda tem a nossa amiga bicicleta, que pode ser utilizado para fazer coisas simples como ir à padaria ou ao mercado buscar pequenas coisas em um belo dia de sol. A comodidade gerada por nossos automóveis é inquestionável e essas alternativas para minimizar seus impactos fazem bem a saúde, ao bolso e principalmente ao meio ambiente. Já somos mais de 7 bilhões de habitantes e devemos chegar a 8 bilhões em 2026. Nosso papel como cidadãos deve garantir um futuro melhor às próximas gerações.


São Francisco do Sul, sexta-feira, 06 de junho de 2014

11

www.correiofrancisquense.com.br

JOSÉ COUTO

ESPORTE Judô em destaque

O

nosso judô esteve no último sábado, 17, na cidade de Balneário Comburiu, participando da 17ª Copa Amigos do Futuro, evento da Federação Catarinense. Os principais judocas vem representando São Francisco nos últimos anos. Na categoria sub 15, no masculino, destaques para o 2º lugar de Guilherme Henrique Santos no meio pesado e Matheus Vinícius de Moura, no pesado. No feminino, ainda na categoria sub 15, Helena Vieira, no peso leve e Maysa Dutra, no meio pesado, conquistaram a medalha de bronze, ficando Gabrielly Spenazzatto, no peso médio, com a 1ª colocação e a medalha de ouro. Ainda no feminino, Maria Eduardo Machado, na categoria sênior, conquistou o 2º lugar no peso meio médio e garantiu a sua medalha de prata. No peso médio, destaque para Hemily Gonçalves de Almeida, que conquistou a 1ª colocação e garantiu mais uma medalha de ouro para a sua vasta coleção. No masculino,

Colégio Francisquense é campeão da Olesfran

JOSECOUTO@GMAIL.COM

FOTOS: DIVULGAÇÃO

Andrey dos Santos Machado e Jeferson Freitas da Silva, conquistaram a 4ª e 5ª colocação respectivamente. Uma boa participação da delegação francisquense em Balneário Camboriú, conquistando importantes resultados e somando pontos no concorrido ranking catarinense da modalidade.

Futsal de SFS em 2o nos Joguinhos O Futsal francisquense conquistou o segundo lugar nos Microrregionais dos 27º Joguinhos Abertos, garantindo a sua passagem para a fase regional, que ocorre na cidade de Jaraguá do Sul entre os dias 27 de junho e 2 de julho.

A 13ª edição das Olimpíadas Estudantil Francisquense (Olesfran) terminou no dia 16 de maio. Judô, xadrez e tênis de mesa, foram as 3 últimas modalidades disputadas. O grande campeão foi o Colégio Francisquense, com 135 pontos, fruto da conquista de 7 troféus de 1º lugar, 6 de 2º lugar e um 4º lugar. Em segundo, na pontuação geral, chegou o grande representante do bairro do Paulas, com 99 pontos, levando para o Paulas 5 troféus de 1º lugar, 3 troféus de 2º lugar e dois troféus de 3º lugar. O E.B.M. Franklin de Oliveira, representante do bairro da Reta, conquistou o 3º lugar na pontuação geral, com 33 pontos. Terminados os jogos da fase municipal, agora todas as atenções estão voltadas para a fase microrregional dos Jesc (Jogos Escolares Catarinenses), que aconteceram na cidade de Joinville no período de 28 e 29 de maio.

Destino Floripa

No dia 17 de maio, aconteceu o Floripa Open de Taekwondo. A equipe francisquense, embalados pelos resultados alcançados em 2013, esteve presente e teve uma grande participação. Treinando exaustivamente desde o início da temporada, na opinião do treinador Marcos Teixeira, o resultado alcançado foi considerado como positivo, apesar das dificuldades encontradas no desenrolar da competição. Destaques para Davi de Leone e Lucas Guilherme, que voltaram na bagagem com duas medalhas de ouro. Flávia Heloísa, Joana Mendes e Endreyll Matias também marcaram os seus primeiros pontos no ranking catarinense.

Prefeitura abre 600 vagas para Futebol e Futsal Metodologia Ferretti volta a São Francisco do Sul com força total. Futsal e Futebol de campo serão as duas modalidades que estarão sendo disponibilizadas gratuitamente para 600 crianças, com idades entre 7 e 15 anos. A assinatura do contrato para a implantação do projeto teve a presença do Prefeito Municipal Luiz Roberto de Oliveira, Fernando Luiz Coelho, o Ferretti e do empresário Marco Aurélio Radtke, incentivador do projet. A frequência escola será um quesito a ser cobrado para a inscrição e participação no projeto.


CORREIO FRANCISQUENSE

São Francisco do Sul, sexta-feira, 06 de junho de 2014

12

www.correiofrancisquense.com.br

GERAL

São Francisco do Sul é indicada como destino para turistas da Copa PARA CONHECER. Ministério do Turismo indica a cidade como destino para visitantes de todo o mundo

FOTO:DIVULGAÇÃO

A

poucos dias do início da Copa do Mundo, São Francisco do Sul já está no clima do futebol. E não é só por causa do amor pelo esporte nacional, mas sim, porque a cidade foi a única da região indicada pelo Ministério do Turismo como destino turístico durante o campeonato. O Ministério do Turismo estima que 600 mil estrangeiros e três milhões de brasileiros deverão circular pelo Brasil no mês da Copa. A escolha destas cidades é uma forma de incentivar o visitante a conhecer os atrativos localizados no entorno das cidades-sede dos jogos, aumentando o fluxo turístico. “Recebemos a notícia de que somos um dos destinos turísticos

durante a Copa com muita alegria. Estamos de braços abertos aguardando nossos visitantes”, comemorou o prefeito Luiz Zera. Nos dias dos jogos da seleção brasileira, a Secretaria de Turismo e Lazer vai montar uma estrutura com telão de LED no Mercado Público Municipal para transmissão das partidas.

Horários especiais Durante os jogos da seleção brasileira, a Prefeitura adotará um horário diferenciado. Serão seis horas de expediente, das 8 às 14 horas. O horário especial será adotado nos dias 12, 17 e 23 de junho, na primeira fase da Copa.

Telão será instalado no Mercado Público Municipal para transmitir os jogos

CONEXÃO

CHRISTIAN PACHECO O futuro está batendo em nossa porta e não tem como escapar. A inovação tecnológica evolui tão rápido que mau conseguimos acompanhar. Praticamente todos os meses são lançados produtos que

prometem facilitar a vida, uma dessas inovações que com certeza revolucionar o modo como construímos as coisas é a impressora 3D. Parece coisa de filme, uma máquina onde podemos imprimir objetos, desde

ConPla

uma simples caneca até uma peça automobilística. Mas essa realidade se faz cada vez presente. Essa pequenas fábricas portáteis tem todos o seu caminho voltado para um grande sucesso, Imagine

- Construções e Planejamento Ltda. Empresa Voltada para atividades de Engenharia Construtiva, no ramo de terraplenagem, drenagem, pavimentação, sinalização, obras complementares, recuperação, restauração de vias urbanas, estradas, rodovias, locações e edificações.

BR-280 - KM 33, Araquari/SC. Fone: (47) 3419-5525

a seguinte situação, você está organizando uma festa e precisa de copos personalizados de forma rápida e prática, parece trivial não? Agora imagine restaurar aquele Ford T que não existem mais

peças ou são caras de mais, imprimir um órgão para transplante, quem sabe um osso? Imagine poder imprimir uma casa. Sim isso tudo é possível, e muitas delas já estão sendo realizadas.

Correio francisquense 10