Issuu on Google+

Misturas de culturas deram origem a ceia natalina Página 4

Perfume: o elixir para a beleza Página 3

Edital do Metrô ABC sai em maio de 2013 Página 07

São Bernardo do Campo - DEZEMBRO 2012 - Ano 4 - Edição 32 - correiodosbairros@terra.com.br - ANUNCIE: 4109-1044


2|

DEZEMBRO 2012

Editorial Um tempo para reflexão Daqui a alguns dias, estaremos comemorando a chegada do Natal e do Ano Novo. E é neste momento que devemos refletir sobre tudo o que aconteceu durante este ano em nossas vidas. É hora de refletirmos sobre as expectativas e sobre tudo o que realizamos e conquistamos. Enfim, é tempo de renovarmos o nosso compromisso com os nossos ideais de vida. Faça uma lista com todos os sentimentos e lembranças que se quer deixar para trás e a destrua. Em seguida faça uma segunda lista com tudo que se deseja para o futuro e guarde-a. Assim começa o planejamento para uma nova vida com mais qualidade, com mais prosperidade e sucesso. E como 2012 foi um ano marcado pelas eleições municipais, vamos pensar também em nossa cidade e no que podemos fazer para que ela cresça e melhore ainda mais. Afinal, somos nós, os seus habitantes, a mola propulsora do seu desenvolvimento. No dia 13/12, a Câmara Municipal de Vereadores de São Bernardo inaugurou seu novo plenário que, deverá receber em 2013, 28 legisladores; sete cadeiras a mais que na atual legislação. E é muito importante participarmos de todo esse processo novamente e reivindicar melhorias e inovações para a nossa cidade, pois só assim, com a força e a união de seus habitantes é que ela se transformará. Um feliz Natal e um 2013 de realizações!

Correio dos Bairros - EXPEDIENTE DIRETOR RESPONSÁVEL:

João Luiz da Costa Neto ASSESSORA ADMINISTRATIVA: Fernanda Gualque

4109-1044 6853-5551 correiodosbairros@terra.com.br

O Jornal é distribuído gratuitamente em São Bernardo do Campo

Dicas de Prevenção ao furto ou roubo à residências Dicas de Prevenção ao furto ou roubo à residênciaA Prevenção é o objetivo principal da Polícia Militar, na busca por proporcionar maior sensação de segurança à sociedade. Para alcançar esse objetivo, além da atividade de Polícia Ostensiva, contamos com o comprometimento da sociedade, pois a Segurança Pública é dever do Estado e obrigação de todos. Tenha por hábito exercer e estimular a solidariedade entre vizinhos, pois em termos de segurança é uma grande aliada do policiamento preventivo. Dicas de Segurança: - Sempre estimule e pratique a solidariedade entre vizinhos. - Sempre conte com um apoio externo em caso de longas viagens, como um vizinho, amigo ou parente para recolher a correspondência e checar a residência. - Sempre atenda pessoas não identificadas ou não aguardadas

- Sempre mantenha corredores e áreas livres, evitando criar obstáculos que possam esconder pessoas. - Nunca abra a porta para pessoas estranhas ou que você não está aguardando, mesmo que previamente identificadas. - Nunca contrate serviços de segurança de empresas desconhecidas ou de pessoas sem qualificação profissional de vigilante. - Nunca deixe objetos de valor à vista em sua residência quando receber visitas, pessoas a serviço ou quando estiver ausente. com a porta trancada e pelo sistema de interfone. - Sempre tenha controle dos pontos de acesso em sua residência (portas, janelas, corredores, áreas livres, teto) e certifique-se da eficiência dos sistemas de alarmes, trancas e grades de proteção. - Sempre mantenha trancados todos os acessos que não estiverem sendo utilizados.

Contamos com sua colaboração em adotar posturas preventivas individuais e coletivas, devolvendo o sentimento de pertencimento social e por consequência aumentar a sensação de segurança. Conte sempre com o serviço da Polícia Militar. Em caso de Emergência ligue 190.

ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE REATIVAÇÃO DA ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA ACADÊMICA VINTE DE AGOSTO. Pelo presente, a comissão de reativação, por seu presidente, convoca os associados para ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA DE REATIVAÇÃO, devido a inercia das ultimas gestões em relação a regularização e atualização da ASSOCIAÇÃO ATLÉTICA ACADÊMICA VINTE DE AGOSTO, a realizar-se, em 22 de dezembro de 2012, às 9h00min, em primeira chamada com quórum de 1/5 dos associados ou, em segunda chamada, trinta minutos após, com o quórum presente, de fronte ao portão principal da Faculdade de Direito de São Bernardo do Campo, sita na rua Java, 425, Jardim do Mar, São Bernardo do Campo, São Paulo, para apreciação e deliberação da seguinte ORDEM DO DIA: 1 – deliberação acerca da reativação da associação; 2 – nomeação da nova diretoria, como gestão do ano de 2013; 3 – alteração, adequação e aprovação do novo Estatuto Social, conforme o Código Civil de 2002. Atenciosamente, Guilherme Badan Mitiura Koharata, Presidente da Comissão de Reativação.

CORREIO DOS BAIRROS PARA ANUNCIAR LIGUE:

4109-1044


DEZEMBRO 2012

|3

Perfume: um elixir para a beleza Perfumaria e cosmético representam o segmento de mercado mais consumido pelas mulheres. Ao longo de sua história, podemos observar que os primeiros indícios de utilização de perfumes são os incensos, que deram a origem da palavra derivada do latim per fumun ou pro fumun, que significa “através da fumaça”. Eles serviam de oferenda aos deuses e seu uso remetia à purificação. Mais tarde, os egípcios criaram óleos e pomadas, que eram elaborados por meio da técnica de maceração de plantas para extrair seus aromas e, então, aplicava-se nos cabelos, surgindo como forma de cosmético e a busca de um elixir para a beleza. No início do século XIX, a indústria de perfumes iniciou uma história de sedução, magia e encantamento. Independentemente da idade, classe social, cultura ou grau de instrução, a maioria das mulheres dedica parte de sua renda para consumir fragrâncias. Consequentemente mobiliza-se um segmento que, a cada ano, intensifica seu faturamento com novidades que transcendem, especialmente por criarem produtos altamente sedutores. Assim surgiram os perfumistas, que usam o nariz para criar fragrâncias marcantes. Em um único perfume é possível uti-

sua aspersão, vão direto paras as narinas. As Notas de Coração são com a alma e a personalidade de um perfume, são notas que expressam o tema principal da fragrância. Menos voláteis, evaporam mais devagar, são sentidas assim que o perfume “desaparece” sobre a pele, geralmente mais encorpadas como as de flores, folhas e especiarias. As Notas de Fundo são a roupa de uma fragrância, definem o cheiro que se difunde na pele. Pouco voláteis, os ingredientes evaporam lentamente, é o último acorde a ser percebido e o que permanece por mais tempo. São notas densas, como as de resinas, de madeiras e as de origem ani-

lizar até 300 matérias-primas, sendo capaz de distinguir mais de três mil cheiros, combiná-los em uma quantidade ilimitada de fórmulas. Como um maestro compõe as diferentes notas, sua mistura resulta no acorde ou na harmonia da fragrância, imaginando o papel que cada ingrediente terá em sua composição olfativa. A força de um perfume depende da concentração de extrato aromático e das matériasprimas usadas em sua compo-

sição. Transformar esse mix em sucesso está nas mãos desses profissionais. O perfume pode ser divido em 3 partes: Notas de Saída, Notas de Coração e Notas de Fundo. As Notas de Saída são a introdução do perfume, seu impacto inicial, elaborada para despertar o interesse, são as notas mais leves e frescas que exalam do frasco, ligeiras e voláteis elas evaporam rapidamente, são sentidas logo após a

mal. Elas que garantem a fixação de um perfume, pois como ao contrário que muitos pensam, não existe um “fixador” no perfume, quanto mais rico em notas de fundo, mais intenso e duradouro o perfume fica em sua pele. O perfume sempre estará ligado a luxo e sofisticação, atraindo e encantando pessoas através dos tempos, um objeto misterioso e oculto afinal não pode vê-lo apenas senti-lo. A criação de novos perfumes e suas inspirações pode vir de grandes histórias de amor, personalidade marcantes, entre outras coisas, e dão alma a esse objeto que instiga profundos desejos através do sentido mais primitivo do homem: o olfato.


4|

DEZEMBRO 2012

Mistura de culturas deram origem à Um dos pontos altos da comemoração do Natal é a ceia. Parte das tradições familiares e históricas, a ceia é a soma de diversas crenças populares transformando os pratos servidos em refeições inesquecíveis. A ceia natalina tem origem na festa pré-cristã da Roma Antiga – a Saturnália. Essa festa terminava em 25 de dezembro, e tinha mesa repleta de delícias que acabou incorporada ao Natal. Ainda na crença cristã, se faz uma analogia com a última ceia de Jesus Cristo que, antes da sua morte, celebrou com os discípulos a Páscoa dos judeus. Dos alimentos, o mais tradicional é o peru. O consumo dessa ave foi originado nos Estados Unidos. Nesse país, o peru é um prato tradicionalmente servido no Dia de Ação de Graças, celebrado na quarta quinta-feira de novembro. Índios norte-americanos criavam essa ave antes da colonização inglesa. Eles serviam o peru para comemorar a primeira grande colheita. Esse hábito foi incorporado à cultura norte-americana. A degustação de frutos secos veio da cultura romana. Para os romanos, cada tipo de fruto seco tinha um significado especial. As avelãs evitavam a fome, as nozes relacionavam-se com a abundância e prosperidade, as amêndoas protegiam as pessoas dos efeitos


DEZEMBRO 2012

m à ceia natalina Costumes populares transformam o Natal em uma festa de símbolos. da bebida. Por isso, os frutos secos que colocamos à mesa no Natal são mais do que simples alimentos: é um antigo costume romano que promete a ausência de fome, pobreza e protege contra os excessos da bebida. O tradicional panetone foi criado na Itália, mas não se sabe exatamente sua origem. Uma das versões conta que foi criado em 900 d.C. na Itália pelo padeiro Tone, batizado então de pane-diTone. O que se sabe ao certo é que o panetone foi trazido ao Brasil pelos imigrantes italianos após a Segunda Guerra Mundial.

Natal a Martinho Lutero, autor da Reforma Protestante. Ao olhar para o céu através de alguns pinheiros que cercavam a trilha, Lutero viu a copa das árvores extremamente iluminadas pela luz das estrelas. Encantado pela beleza da imagem, Lutero resolveu arrancar um galho e levar para casa. Depois de chegar em casa, plantou o pequeno pinheiro num vaso com terra e chamou esposa e filhos para enfeitá-lo com pequenas velas acesas e papéis coloridos. Assim, nascia a árvore de natal.

Presépio

Os enfeites natalinos nos convidam a entrar no clima de natal. A exemplo da ceia, a decoração natalina também tem origem em inúmeras culturas.

O presépio também representa uma importante decoração natalina. Ele mostra o cenário do nascimento de Jesus composto por uma manjedoura, os animais, os reis Magos e os pais do menino. Esta tradição de montar presépios teve início com São Francisco de Assis, no século XIII.

Árvore de Natal

Guirlanda

Há várias versões sobre a origem da árvore de natal, mas a maioria delas atribui a inclusão desse importante ornamento ao

O uso de guirlandas é oriundo da antiguidade, seja pagã – como sinal de boa recepção aos lares –, e até no Império Romano – como

Sem enfeites, não há clima de natal

símbolo de prosperidade e saúde. Ambas as utilizações já eram expostas em frente às portas. Há registros do uso da guirlanda em outras culturas da antiguidade, como Grécia e Egito. O hábito manteve-se na Idade Média, como emblema de proteção das famílias nobres. O natal, que compila símbolos das festas pagãs germânicas a celebração de nascimento do messias cristã, passou a utilizar as guirlandas devido à conotação das folhas de azevinho com a paixão de Cristo.

|5

Boas Festas! A Melhor mensagem de Natal é aquela que sai em silêncio de nossos corações e aquece com ternura os corações daqueles que nos acompanham em nossa caminhada pela vida.

Vereador |

Gilberto França


6|

DEZEMBRO 2012

CIRCULANDO Cidadão Sãobernardense

Alunos da rede municipal de São Bernardo fazem releituras de obras de artistas plásticos

O vereador de São Bernardo Gilberto França se tornou o mais novo ‘batateiro’ ao receber o título de cidadão sãobernardense. O parlamentar está em seu primeiro mandato, sendo reeleito para a próxima Legislatura, e tem um perfil atuante na Câmara Muncipal, em que faz parte de diversas comissões. Atualmente é secretário da Comissão de Constituição e Justiça, presidente da Comissão de Obras e Serviços Públicos, e vice-presidente das comissões da Defesa da Criança e do Adolescente; do Idoso, Aposentado, Pensionista e Portador de Necessidade Especial e dos Direitos do Consumidor.

Formatura do Colégio Brasília Na última quarta feira dia 12.12.2012, os formandos do Colégio Brasília comemoraram a sua Formatura/Colação de Grau na Associação dos Funcionários Públicos de São Bernardo do Campo. Ao lado de colegas , professores, amigos e familiares fizeram uma grande festa. Na foto: a formanda Fernanda Gualque e Família.

O artista plástico Gonçalo Pavanello, Luciana Urquizas, coordenadora da Emeb Isidoro Battistin, Anny Lemos e Reynaldo Berto Paulo artistas pásticos que também inspiraram as crianças

Gonçalo Pavanello e a equipe da Emeb Vicente Zammite, no bairro Planalto que também fizeram uma mostra cultural com obras do artista.

Rachel e Claudio Em 10/11/12, Claudio Grana e Rachel Carvalho se casaram em uma cerimônia bem diferente e cheia de surpresas. O religioso ocorreu na Igreja São João Batista e a grande festa no Buffet Pingus. Os noivos escolheram e planejaram cada detalhe, proporcionando um belíssimo evento aos convidados.


Crédito fotos: Eliane Cunha/APAS

DEZEMBRO 2012

Edital do Metrô ABC será lançado em maio de 2013 Secretário dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes confirma a informação ao deputado Orlando Morando. O deputado estadual Orlando Morando participou efetivamente da Reunião Ordinária, da Comissão de Transportes e Comunicações, que ocorreu em 20 de novembro, no Plenário Tiradentes, da Assembleia Legislativa de São Paulo. A reunião contou com a participação do secretário estadual dos Transportes Metropolitanos, Jurandir Fernandes, e do diretor-presidente do Metrô, Peter Walker. Membro efetivo da Comissão, o deputado Orlando Morando fez vários questionamentos sobre as PPPs (Parcerias Público-Privado), além de perguntar sobre o andamento e planejamento da Linha 18 – Bronze do Metrô, o monotrilho que vai ligar a capital ao ABC. Após a forte atuação do deputado Orlando Morando, o secretário Jurandir Fernandes informou que 12 empresas estiveram interessadas no desenvolvimento da Linha 18 – Bronze após o chamamento público e que, no momento, quatro projetos estão sendo analisados. O secretário garantiu ao deputado que o edital de obras será lançado em maio do próximo ano e que as obras terão início ainda em 2013. “Fiquei muito satisfeito com as informações do secretário Jurandir e as nossas expectativas para a implantação desse importante

projeto de mobilidade urbana na nossa região são ainda melhores. Volto a repetir que o Metrô no ABC deixa de ser um projeto e se torna efetivamente uma realidade”, comentou o deputado Orlando Morando, relator especial do projeto de lei, que autoriza o empréstimo de R$9,3 bilhões do governo estadual para investimentos em transportes. O orçamento estimado para a construção da linha é de R$4,1 bilhões. A Linha 18 – Bronze, que passará por Santo André, São Caetano e São Bernardo, terá 20 km de extensão, 19 estações, 25 trens, dois pátios e quatro terminais integrados, atendendo uma população estimada de 400 mil diariamente. A projeção de intervalo entre os trens é ser de menos de três

minutos. Outro ponto abordado pelo deputado Orlando Morando foi o andamento do prolongamento da Linha 2 - Verde, com sistema monotrilho, entre o trecho da Vila Prudente e a Cidade Tiradentes, numa extensão de 24,5 km e 17 estações. Jurandir respondeu ao deputado que as estações estão em fase de contratação. O primeiro trecho da obra, da Estação Vila Prudente até a região do bairro do Oratório, tem previsão de entrega para 2013. O trecho seguinte até São Mateus deve entrar em funcionamento em 2014. A chegada à Cidade Tiradentes, última etapa do percurso com 11 km de extensão, está prevista para acontecer em 2016.

|7


8|

DEZEMBRO 2012


CORREIO DOS BAIRROS