Page 1

CORREIO DO RIBATEJO

Tudo em Pneus ao melhor preço

Fundado em 1891 por João Arruda. Director de Mérito: Dr. Virgílio Arruda

PUB

18 de Março de 2011 • 119.º ano • N.º 6.248 • Sai à 6.ª-feira • Preço: j 0,60 • Semanário Regional • Telef. 243333116 • Fax 243333258 Director: João Paulo Narciso • Redacção: Rua Serpa Pinto, 98 a 104 • Apartado 323 • 2001-904 Santarém• E-mail: correiodoribatejo@mail.telepac.pt Gerentes e proprietários: Mário da Conceição Lopes, Manuel Oliveira Canelas e Luís Manuel Pires Marques www.correiodoribatejo.com

PUB

Telefones: 243323304 SANTARÉM 243356000 PORTELA DAS PADEIRAS

Por “destruição de vestígios arqueológicos” e “possível sonegação de informação”

Associação de Defesa do Património apresenta queixas-crime contra Igespar e grupo Enfis A Associação de Estudo e Defesa do Património Histórico-Cultural de Santarém apresentou, na quarta-feira, duas queixas-crime, uma contra o grupo Enfis, por alegada “destruição de vestígios arqueológicos”, e outra contra o Igespar (Instituto de Gestão do Património) por “possível sonegação de informação”. Depois de, em 2008, ter apresentado ao Ministério Público uma queixa contra aquele grupo, entretanto arquivada, a associação volta a actuar judicialmente, porque, entretanto, “tomou conhecimento de uma segunda grande destruição de património protegido por Lei”, segundo afirma Vasco Serrano, presidente da Associação, num comunicado enviado ao Correio do Ribatejo. p. 6

Gimnodesportivo de Pernes finalmente adjudicado Após várias tentativas infrutíferas, a Câmara de Santarém adjudicou, finalmente, a obra de construção do Pavilhão Gimnodesportivo de Pernes, orçada em 800 mil euros, comparticipada em 80% por fundos comunitários. O pavilhão, há muito reclamado, deverá estar concluído até ao final do ano. Entretanto, a Câmara espera arrancar, também, com a construção do campo sintético, adiantou o vereador João Leite, ao Correio do Ribatejo. p. 23

Sem apoios e sem o “habitual convite” da Câmara Municipal

Mulheres autarcas homenageadas pelo Governo Civil do Distrito

Grupos de teatro de Santarém comemoram dias mundiais do Teatro e da Poesia Nove grupos de teatro de Santarém resolveram organizar, sem quaisquer apoios exteriores, as comemorações dos dias mundiais do Teatro (27 de Março) e da Poesia (21 de Março), através de um programa diversificado oferecido ao público de todas as idades. Apesar de, este ano, não terem recebido o “habitual convite da Câmara Municipal”, os grupos não quiseram deixar de assinalar estas datas simbólicas, segundo disse em conferência de imprensa, Carlos Oliveira, do Teatrinho de Santarém e porta-voz da organização. A iniciativa apanhou de surpresa o vereador da Cultura. p. 17

p. 9

PUB

Grelhados no carvão

JANTARES DE GRUPO

Peixe e Carnes frescas diariamente •

FESTAS DE ANIVERSÁRIO

Abriu com nova Gerência Rua Dr. Jaime Figueiredo, n.º 8 - r/c – 2005-139 SANTARÉM

Aberto todos os dias das 7 às 23 horas •

Telefone 243 306 481 (por trás do tribunal)


2

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

verso da capa

CLICK!

Os ginastas do Gimo Clube de Santarém continuam a dominar a nível Distrital nas disciplinas de Mini Trampolim e Duplo Mini Trampolim. Na última prova, realizada em Salvaterra de Magos, os atletas Mariana Cunha (iniciados), Patrícia Antunes (juniores) e Bernardo Cerveira (seniores) sagraram-se campeões distritais de Mini Trampolim. O Gimo Clube de Santarém arrecadou ainda o título de iniciados e juniores femininos e o de seniores masculinos naquela modalidade. Na disciplina de Duplo Mini Trampolim, Bernardo Cerveira, Cátia Alexandre e as equipas de juniores femininas e de seniores - femininos e masculinos sagraram-se igualmente campeões distritais. Pelo Pavilhão Gimnodesportivo de Salvaterra de Magos passaram cerca de 50 ginastas do Clube, entre os dias 19 e 20 de Fevereiro, onde disputaram este Campeonato Distrital. Este elevado nível competitivo demonstrado, sobretudo pelas jovens atletas do Gimno, não está a passar despercebida a nível nacional. Patrícia Antunes e Rita Batista foram chamadas pelo director técnico nacional para o estágio da selecção nacional, que decorreu no Centro de Alto Rendimento de Sangalhos nos dias 7 a 9 de Março. Após um ano de 2010 em que conseguiram vários triunfos (tendo sido as únicas a subirem ao escalão “elite” no Campeonato Nacional de Duplo Mini Trampolim), as ginastas viram assim o seu esforço recompensado.

PUB

VENDE-SE Em construção no Alto do Bexiga – Jardim de Cima MORADIAS T6 GEMINADAS

APARTAMENTOS T3 + 1 COMÉRCIO E SERVIÇOS NO RÉS-DO-CHÃO

SANTARÉM (Av.ª do Hospital Novo) APARTAMENTOS T1 e T3 GARAGENS INDIVIDUAIS E ESPAÇOS ÚLTIMO ESCRITÓRIO VISITE O ANDAR MODELO

A DISTINÇÃO PELA QUALIDADE Construção e Comercialização de Imóveis AV.ª BERNARDO SANTARENO (Junto ao Novo Hospital). Telemóveis 917566373 – 912218448. Telefone/Fax. 243371623. – SANTARÉM


publicidade

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

CORREIO DO RIBATEJO

3


4

ambiente

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

“Portugal precisa de desenvolver a sua marca própria”

Moda alia sustentabilidade e inovação Perto de 50 criadores responderam ao desafio nacional lançado pela Câmara Municipal de Santarém (CMS) para a idealização e produção de uma mala a partir de materiais reciclados. O projecto “Ideias do Antigamente fazem a diferença no Ambiente”, aliado a uma vertente de desenvolvimento sustentável, foi lançado no Natal de 2010 e teve como parceiro o Instituto de Artes Visuais, Design e Marketing (IADE). Esta quarta-feira, foram distinguidos os trabalhos que aliaram originalidade, rigor de execução e potencial de comercialização a uma componente de preocupação ecológica, “permitindo olhar para um produto para além da sua funcionalidade”. Para Carlos Barbosa, docente do IADE, e um dos membros do júri, estas iniciativas são “meios de comunicação subtis que contribuem para a mudança de mentalidades e atitudes”. Na óptica do responsável, estes concursos de ideias poderão, por outro lado, “influenciar a alteração do sistema económico prevalecente”, dando como exemplo os sistemas de microfinanciamento, numa perspectiva de empreendedorismo e criação do próprio negócio. Segundo Carlos Barbosa os trabalhos apresentados revelaram “uma grande consistência conceptual e potencial para produção em pequena ou média escala”,

“Ideias do antigamente fazem a diferença no Ambiente” contou com a participação de 50 criadores que idealizaram malas a partir de materiais reciclados

para além do factor de reaproveitamento de materiais. “A criatividade anda à solta no país e a inovação não anda longe”, afirmou, destacando as “visões complementares” que se conjugam na “necessidade de compreender que o ecossistema do planeta é, afinal, a nossa casa”. Ana Justo Rosa, a criadora vencedora deste concurso, disse ao Correio do Ribatejo que aproveitou “restos de tecidos” que tinha em casa para conceptualizar um saco em forma de flor. “Este trabalho demorou

uma semana a fazer: o patchwork, com hexágonos e triângulos foi o mais complicado”, explicou. Trata-se de uma mochila versátil que, do avesso, transforma-se numa toalha de praia. Tem ainda no interior um saco pequeno que tem a particularidade de ser decorado com caricas forradas de tecido. Habituada a trabalhar no “campo da criatividade”, Ana Justo Rosa vai agora ter a possibilidade de frequentar um curso de fotografia no IADE, o primeiro prémio que estava a concur-

so. “É um incentivo, e é gratificante ver o trabalho que desenvolvemos ser reconhecido”, disse. Para Teresa Beco de Lobo, outra docente do IADE, esta iniciativa serviu para “alertar para o conceito de sustentabilidade, em particular dos jovens, levando-os a reflectir na possibilidade de utilizar materiais de uma outra forma”. “Precisamos de gente criativa”, disse a responsável pelo mestrado de ‘Moda e Branding’ que está a decorrer naquele Instituto.

“Portugal necessita de desenvolver também a componente de marca própria e de ter novas iniciativas. Esta, da Câmara de Santarém, vem ajudar a criar essa consciência. Estas novas concepções têm potencial para serem exploradas a nível empresarial”, disse a docente ao Correio do Ribatejo. “No plano particular dos acessórios, há espaço para que surjam novos projectos, uma vez que hoje as mulheres recorrem cada vez mais a este tipo de produto: uma mala ou um colar conse-

guem dar um arejamento imediato a uma toillete”, fez notar. “Temos que começar a pensar em novos conceitos de negócio e, de facto, ao nível dos acessórios, Portugal começa a ter espaço no mercado internacional”, afirmou. Para a vereadora da CMS, Luísa Féria, esta iniciativa teve o virtuosismo de “promover o desenvolvimento sustentável, aliando-o a uma ideia de economia local e aproveitamento de materiais”. Á margem da entrega de prémios e desfile dos trabalhos finalistas, que contou com ‘modelos’ da Escola Ginestal Machado de Santarém, foi ainda formalizado um protocolo entre a autarquia e o IADE. “Era chegada a hora de deixar definido, no papel, as ligações entre as duas instituições”, referiu ao Correio do Ribatejo a vereadora, frisando que o município tem desenvolvido inúmeros projectos com o IADE. Deu como exemplo a colaboração ao nível da candidatura do Instituto Politécnico de Santarém da Cultura Avieira a Património Nacional, no qual a CMS participa na equipa de trabalho. Na calha, existem já novas iniciativas do género de forma a aproveitar o potencial criativo que é notório, sobretudo entre os jovens, que apresentaram a maioria das propostas neste concurso. Filipe Mendes

Câmara de Santarém Defesa do Ambiente Quercus dá parecer e Liga para a Protecção Associações discutem negativo a pedreira da Natureza modelo de desenvolvimento assinam protocolo Educação e formação para a sustentabilidade são os objectivos do protocolo de colaboração que a Liga para a Protecção da Natureza (LPN) vai assinar com a Câmara de Santarém. O documento foi aprovado por unanimidade na reunião de segunda-feira do executivo municipal. Nos termos do protocolo, a LPN compromete-se a elaborar e a prestar apoio técnico e institucional na exe-

cução e gestão administrativa das acções de formação acordadas com a autarquia, de acordo com os critérios definidos enquanto entidade formadora certificada. A Câmara Municipal deverá apoiar as acções de formação, disponibilizando, sempre que possível, os seus quadros técnicos de alguns espaços do município para a dinamização dessas actividades, nomeadamente a Casa do Ambiente.

“Que Modelo de Desenvolvimento?” é o mote do XXI Encontro Nacional das Associações de Defesa do Ambiente (ADA) que se vai realizar no Cartaxo, a 26 de Março. O encontro será temático, tendo a Assembleia Geral da Confederação das ADA considerado necessário “retomar a discussão crítica do actual modelo de desenvolvimento”, assim como “desbravar caminhos, na senda dum desenvolvimento autenticamente sustentá-

vel e que não esqueça as dimensões da solidariedade e do bem-estar social”. O Encontro será dividido em dois painéis: da parte da manhã, serão apresentadas comunicações que abordarão aspectos mais gerais ou programáticos do tema em debate. De tarde, serão abordadas experiências concretas, sejam elas exemplos para a construção dum desenvolvimento com sustentabilidade ou casos a que as ADA se opuseram.

A associação ambientalista Quercus deu parecer negativo à Avaliação de Impacte Ambiental (AIA) de uma nova pedreira localizada em Boleiros, Fátima, alertando para a alegada entrada em exploração mesmo antes da conclusão do processo. Em comunicado, a Quercus assegura que, mesmo sem uma declaração de impacte ambiental emitida pelo Ministério do Ambiente, está já em curso a exploração de blocos de pedra, “desmatando o azinhal protegido sem autorização”. Fonte da Câmara Munici-

pal de Ourém disse à agência Lusa que, numa acção de fiscalização ao local, se verificou que a empresa tem uma licença de pesquisa que autoriza a abertura de uma vala de 30 metros de extensão, seis de profundidade e um de largura, para poder verificar a qualidade dos blocos. “O processo está regular em função do pedido” e a empresa possui uma autorização para ocupação da Reserva Ecológica Nacional (REN), afirmou José Manuel Alho, vice-presidente da Câmara Municipal de Ourém.


ambiente

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

CORREIO DO RIBATEJO

5

Poluição no Rio Alviela

Ministra do Ambiente assegura apoio apoios para projecto de requalificação ambiental A ministra do Ambiente assegurou sexta-feira (11 de Março) que os projectos de requalificação da bacia do rio Alviela resultaram de “uma opção política clara do Governo” e que existe financiamento nacional assegurado, apesar dos constrangimentos orçamentais. Dulce Pássaro participou dia 11 em Alcanena na assinatura de dois projectos inseridos no programa global de requalificação e valorização da bacia do Rio Alviela, onde afirmou que “politicamente foi decidido que o QREN apoiava estes projectos, mesmo apesar das medidas de restrição impostas pelo Plano de Estabilidade e Crescimento (PEC)”. A ministra esclareceu ainda que vai ser possível à câmara de Alcanena realizar endividamento para comparticipar a sua parte nestas obras, ao abrigo do que foi decidido para os projectos que forem alvo de candidaturas a fundos comunitários do QREN. “Alcanena deixará de ser referenciada como uma

Dulce Pássaro e Fernanda Asseiceira na assinatura dos projectos inseridos no Programa de Valorização da Bacia do Alviela

zona com problemas ambientais”, sublinhou Dulce Pássaro, acrescentando que estas obras de despoluição “são um sinal de que está a ser feito um esforço de recuperação de passivos ambientais industriais”. Os contratos assinados representam um investi-

mento de 9 milhões de euros, integrados no investimento global para esta zona que ronda os 21 milhões de euros. Um dos projectos com contrato de empreitada já assinado é o da reabilitação da célula de lamas não estabilizadas da Estação de Tratamento de Resí-

duos (ETAR) de Alcanena, que representará cerca de 4 milhões de investimento. As lamas industriais depositados nesta célula desde os anos 90 vão ser transferidas e recuperadas num dos Centros Integrados de Recuperação, Valorização e Eliminação de Resíduos

(CIRVER) da Chamusca. O outro projecto, cujo contrato foi assinado dia 11, é o que diz respeito ao estudo para a remodelação da rede de colectores de saneamento, domésticos, industriais e pluviais deste concelho. Prevê-se um investimento de 5 milhões de euros, comparticipados por fundos comunitários e por fundos próprios da Associação de Utilizadores do Sistema de Tratamento de Águas Residuais de Alcanena (AUSTRA). O objectivo desta intervenção nos colectores é separar os efluentes industriais dos efluentes domésticos, permitindo desta forma um tratamento mais adequado destes resíduos na ETAR de Alcanena. A presidente de Câmara de Alcanena, Fernanda Asseiceira (PS), frisou que estas obras são “estruturantes para o desenvolvimento do concelho, acrescentando que “a valorização a indústria dos curtumes também passa pela concretização efectiva destes projectos”.

Fernanda Asseiceira pediu ainda o ministério do Ambiente, em particular à Administração da Região Hidrográfica da Tejo (ARH Tejo), para que a execução destas obras “seja acompanhada de perto de forma a que se evitem os erros do passado”. “A população de Alcanena não irá compreender que estes projectos não resolvam de vez a questão da poluição do rio Alviela”, sublinhou a autarca. Por lançar estão ainda as obras de melhoramento da eficiência da ETAR de Alcanena, um projecto que estará a cargo da AUSTRA e que representará um investimento de 7 milhões de euros, comparticipado por fundos do QREN. Em fase final de conclusão está também o projecto de construção de uma unidade de tratamento de resíduos industriais (“raspas verdes”), uma obra também a cargo da AUSTRA em parceria com o Centro Tecnológico das Indústrias do Couro (CTIC) e que custará cerca de 1,5 milhões de euros. PUB


6

património

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

Por “destruição de vestígios arqueológicos” e “possível sonegação de informação”

Associação de Defesa do Património apresenta queixas-crime contra Igespar e grupo Enfis A Associação de Estudo e Defesa do Património Histórico-Cultural de Santarém (AEDPHCS) apresentou, na quarta-feira, duas queixas-crime, uma contra o grupo Enfis, por alegada “destruição de vestígios arqueológicos”, e outra contra o Igespar (Instituto de Gestão do Património Arqueológico e Arquitectónico) por “possível sonegação de informação”. Depois de em 2008 ter apresentado ao Ministério Público uma queixa contra aquele grupo, entretanto arquivada, a associação volta a actuar judicialmente. Em 2008, a queixa-crime foi motivada, segundo a AEDPHCS, pela “maior destruição de vestígios arqueológicos ocorrida no Centro Histórico de Santarém”, em 2007, no edifício em frente ao Cineteatro Rosa Damasceno. Agora, “esta Associação tomou conhecimento de uma segunda grande destruição de património protegido por Lei, ocorrida em finais de 2008, na Av. 5 de Outubro, nºs. 2 e 4 e Rua Maestro Luís da Silveira, nºs. 1,

solicitado à Direcção do Igespar “a adequada intervenção e sanção dos responsáveis, sem que nada tenha sido feito até à presente data”.

Associação quer “cumprir o seu dever”

Fachada do edifício, entretanto demolida

3 e 5”, diz Vasco Serrano, presidente da Associação, num comunicado enviado ao Correio do Ribatejo. Vasco Serrano esclarece que a alegada destruição se verificou, em Setembro de 2008, aquando da demolição da fachada do edifício em frente ao Cineteatro Rosa Damasceno, durante

as obras de construção civil ali em curso. “Consultámos o processo do Igespar e verificámos que não foi respeitada a sua imposição no sentido de escavar a fachada e respectiva área de segurança”, afirmou Vasco Serrano, em declarações ao Correio do Ribatejo. O responsável contesta a

actuação do Instituto de Gestão do Património por este “não ter sancionado os alegados infractores” e por “não haver nenhum despacho da tutela sobre as destruições efectuadas que constam nas informações técnicas do processo, desde Dezembro de 2008”. A Associação adianta que tem

Museu, tradução da sinalética e dicionário multimédia entre as iniciativas

A AEDPHC - que está a ser julgada em Tribunal sob acusação de crime de difamação, movida pelo grupo Enfis, na sequência da primeira queixa-crime - não desiste de “cumprir o seu dever, em conformidade com o que se espera de um movimento associativo de defesa do património, e, com o disposto na Lei geral e específica do país”, considera Vasco Serrano. “Torna-se premente que se salvaguarde aquilo que é um legado civilizacional, histórico e cultural, salientando ser necessário consciencializar as populações e intervenientes, bem como, dar a conhecer os valores em presença”, refere a associação. “Em Santarém, o modus operandi relativo à salvaguarda do património, ainda

carece de grande atenção”, lamenta. O Correio do Ribatejo contactou o grupo Enfis e o Igespar, mas antes do fecho da edição não conseguiu ouvir os respectivos responsáveis. Recorde-se, porém, que em Abril de 2010, em resposta às críticas feitas por dois arqueólogos que participaram em campanhas arqueológicas no edifício em questão (os quais lamentaram a destruição de informação arqueológica durante as obras em curso), João Pedro Cunha Ribeiro, subdirector do Igespar, contactado pelo Correio do Ribatejo, reconheceu que “uma parte que deveria ter sido escavada, junto à fachada do edifício, foi removida por meios mecânicos”. Todavia, o subdirector do Igespar desvalorizou o sucedido, tendo mesmo afirmado que o que apareceu nessa escavação, embora importante, “não é a jóia da coroa da arqueologia scalabitana” [ver Correio do Ribatejo de 23 de Abril de 2010]. Sofia Meneses PUB

«CORREIO DO RIBATEJO» – 18-3-2011

Dialecto de Minde quer dar-se a conhecer A criação de um museu, a tradução de toda a sinalética da vila, a produção de um dicionário multimédia e aulas para adultos são algumas das iniciativas em curso para dar a conhecer a língua minderica, património de Minde. Da responsabilidade do Centro Interdisciplinar de Documentação Linguística e Social (CIDLeS), de Minde, o projecto inclui ainda a distribuição, pelo Jornal de Minde, de fascículos para a aprendizagem da língua ou o aumento do número de estabelecimentos comerciais que adoptam o minderico. Actualmente, na vila, ape-

nas uma placa menciona Minde em minderico, “Ninhou”, mas o objectivo é que a indicação de Lisboa surja associada a “Casal Grande”, Alcanena a “Cabaça Sem Miolo” ou Mira de Aire a “Terruja de Santo Estêvão” e que a direção à auto-estrada inclua “carreirancha”. No café ‘O Estaminé’, o minderico já entrou na lista e quem pede um café recebe um “joão da garota”, podendo acompanhar com uma “regatinha” (água). José Achega, um dos proprietários, elogia a iniciativa, convicto de que contribui para recuperar o minderico que “estava a perder-

RECTIFICAÇÃO No Correio do Ribatejo de 11 de Março de 2011, página 4, é referido erradamente que o próximo convidado da iniciativa ‘Primeiras Segundas, conversas leves, temas de peso’, desenvolvida mensalmente pelo Núcleo de Museu e Património Cultural da Câmara de Santarém é o arquitecto João Aguiar, quando na verdade a iniciativa terá como convidada Josélia Santos Neves, do Instituto Politécnico de Leiria. Pelo lapso, as nossas desculpas.

se um pouco” e para “dinamizar a terra”. Num minimercado local, a proprietária, Celeste Moura, tem os artigos traduzidos em minderico, opção que tomou depois de frequentar a primeira edição das aulas para adultos e de se ter apaixonado pela língua. Tanto, que faz questão que as conversações no local de trabalho e até na rede social Facebook sejam em minderico. “Adoro o linguajar de Minde”, confessou Celeste Moura, natural de Torres Novas, considerando o vocabulário “facílimo” e só tem “pena de não haver mais gente a falar”. No Museu de Aguarela Roque Gameiro, inaugurado em 2009, várias inscrições e as legendas que acompanham os trabalhos do artista que dá nome ao espaço surgem em minderico. “Era natural que num ambiente destes, com uma pessoa tão ligada às suas raízes, à sua terra, preservássemos a língua que é uma identidade de Minde”, jus-

tificou a directora do museu, Maria Alzira Roque Gameiro. A responsável do CIDLeS, Vera Ferreira, que estuda o minderico desde o ano 2000, adiantou que a revitalização de uma língua não se faz por “puro romantismo”. “Tem que haver necessidade da parte da comunidade e a comunidade minderica revela, de facto, essa necessidade”, referiu. Por isso, o CIDLeS, organismo que se dedica à documentação e preservação do património linguístico ameaçado na Europa, tem em curso a criação de um dicionário multimédia bilingue (“piação” (minderico)/português), que vai ter “explicações semânticas, fonéticas, gramaticais e pragmáticas” do minderico. O estudo da emergência do vocabulário minderico, projecto que foi proposto à Fundação para a Ciência e Tecnologia, e um documentário sobre esta língua ameaçada, são outros projectos do centro.

CÂMARA MUNICIPAL DE SALVATERRA DE MAGOS

EDITAL ANA CRISTINA RIBEIRO, Presidente da Câmara Municipal de Salvaterra de Magos: Torna público que, nos termos do art°. 78°, do DecretoLei n.º 555/99, de 16 de Dezembro, na redacção que lhe foi conferida pelo Decreto-Lei n.º 26/2010, de 30 de Março, por seus despachos de 10 de Janeiro e 10 de Fevereiro de 2011, foi concedido a Fragoso e Rego - Construções, Lda, o Alvará de Loteamento n.º 2/11, que titula a aprovação da operação de loteamento e respectivas obras de urbanização, de parte do prédio com a área de 1.093 m2, sito na Rua do Vale, na Freguesia de Foros de Salvaterra, Município de Salvaterra de Magos, descrito na Conservatória do Registo Predial de Salvaterra de Magos sob o n.º 1620/19941206, da Freguesia de Foros de Salvaterra, inscrito na matriz predial rústica sob o artigo 71, Secção BB parte, da mesma freguesia e, visa a criação de um lote, com a área de 1.002,15 m2, destinado à construção de moradia unifamiliar e anexo de apoio, com o máximo de 1 piso acima da cota de soleira e a área de implantação e construção máximas de 218,60 m2, 1 fogo, cujas descrições constam na “Planta de Síntese, Memória Descritiva e Justificativa e Planta de Cedências”, do aludido Alvará, e no processo de Loteamento n.º 93/10, documentos que podem ser consultados nesta Câmara Municipal. Para conhecimento se publica o presente Edital, que vai ser afixado nos Paços do Concelho e publicado nos termos da Lei. Município de Salvaterra de Magos, 9 de Março de 2011 A Presidente da Câmara Municipal, Ana Cristina Ribeiro


sociedade

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

CORREIO DO RIBATEJO

7

União de Sindicatos de Santarém em ano de luta

Governo está “a usar gasolina para apagar o fogo” Valdemar Henriques, coordenador da União de Sindicatos do Distrito Santarém – USS/CGTP – IN, afirmou, dia 11 de Março, em conferência de imprensa, que o Governo está “a usar gasolina para apagar o fogo”, ao tentar resolver a crise a através de medidas de austeridade que não acalmam, antes aumentam, a ganância dos mercados financeiros e só pioram a qualidade de vida dos portugueses. Por isso, a CGTP programou várias acções de luta, a primeira das quais já amanhã (dia 19), em Lisboa. Algumas das iniciativas terão lugar na cidade de Santarém, como é o caso do lançamento do livro “Contributos para a História do Movimento Operário e Sindical – das raízes até 1977”, dia 14 de Abril, que contará com a participação de Carvalho da Silva, secretário-geral

Santarém será palco, segundo Valdemar Henriques, do lançamento do livro “Contributos para a História do Movimento Operário e Sindical – das raízes até 1977”, dia 14 de Abril

da CGTP-IN. A manifestação marcada para amanhã, contra o desemprego, as injustiças e as

desigualdades, pela mudança de políticas, “será uma das maiores manifestações dos últimos anos no

nosso país”, prevê Valdemar Henriques. Sobre os números do desemprego em Santarém, o

Um morto em acidente rodoviário por circulação em contra-mão Um morto e dois feridos é o resultado de um acidente rodoviário em Santarém, registado na manhã de sexta-feira (dia 11), e que ficou a dever-se à circulação de um automóvel

em contra-mão, divulgou a PSP local. Em comunicado, a PSP informou que o acidente ocorreu cerca das 09h30, na Circular Urbana D. Luís (Rua O), no sentido

Norte - Sul, havendo a suspeita de que um dos condutores circulava em sentido contrário. Do acidente resultou um morto, o “condutor do veículo suspeito de circu-

lar em sentido contrário de 68 anos de idade”, e dois feridos, cujo estado de saúde é ainda desconhecido. O trânsito esteve interrompido até às 11h45.

Três jovens detidos por distúrbios em vários locais da cidade A PSP deteve na semana passada três jovens, entre os 20 e os 22 anos, em Santarém, devido a distúrbios junto a uma bomba de combustível e a uma pastelaria. Em comunicado, a PSP de Santarém referiu que os jovens terão provocado danos em propriedade privada, incluindo um automóvel.

Depois “terão estado numa pastelaria da cidade e causado novamente distúrbios, bem como ameaçado clientes de agressões, ostentando um ferro e uma arma branca (navalha), além de terem danificado uma máquina de tabaco”, divulgou a PSP. Na proximidade da pastelaria, segundo o comuni-

cado, os jovens provocaram alguns danos em viaturas que ali se encontravam. “Foram apresentados para julgamento em processo sumário, tendo o mesmo transitado para processo comum”, refere a Polícia adiantando que os arguidos foram submetidos à medida de coação de termo de identidade e residência.

Também na cidade de Santarém, durante a noite de quarta para quinta-feira foram identificados outros três jovens, de 15, 17 e 19 anos de idade, por suspeita de furto em armazém. “Dado que não foi possível apurar os valores furtados, os mesmos seguiram o seu destino”, acrescentou o comunicado da PSP.

Rixa à saída de um bar provoca três feridos em Alcanena Três feridos, dois dos quais graves, foi o resultado de uma rixa entre clientes de um estabelecimento de diversão nocturna, em Alcanena, na madrugada de 12 de Março, que envolveu “agressões com armas brancas”, disse à

Lusa fonte dos bombeiros. As causas da contenda, que ocorreu à saída de um “bar e casa de diversão noturna” situado na localidade de Filhós, freguesia de Bogalhos, concelho de Alcanena, são desconhecidas disse uma fonte

dos Bombeiros Municipais de Alcanena, que foram chamados ao local às 5h28. Os feridos graves, de 26 e 51 anos de idade, e o ferido ligeiro, de 45 anos, foram transportados para o Hospital de Torres Novas, adian-

tou a mesma fonte. Além dos bombeiros municipais de Alcanena, com duas ambulâncias, também se deslocaram ao local os voluntários de Pernes, com uma ambulância, e elementos da GNR de Alcanena.

sindicalista disse que há 20 mil inscritos nos centros de emprego do distrito, o que, à semelhança do que se passa no resto do país, está longe de corresponder à realidade, esta com uma dimensão ainda mais preocupante. Dia 1 de Abril, haverá uma manifestação de jovens trabalhadores, em Lisboa, na continuidade das comemorações do Dia Nacional da Juventude (28 de Março). “Pretendemos dizer aos jovens que, se querem ter uma vida melhor, têm que lutar por isso”, salientou o sindicalista, criticando as “medidas sórdidas” de facilitação do despedimento e redução do valor das indemnizações, que o Governo pretende aplicar aos que vão entrar no mercado de trabalho. “Essa protecção zero para as novas gerações será gravíssima do ponto de vista

da coesão social”, frisou. No âmbito dos 40 anos de existência da CGTP, Santarém será palco do lançamento do livro “Contributos para a História do Movimento Operário e Sindical – das raízes até 1977”, dia 14 de Abril, pelas 18 horas, na Sala de Leitura Bernardo Santareno. Além de Carvalho da Silva, estarão presentes os autores da obra – Américo Nunes, Daniel Cabrita, Emídio Martins, Francisco Canais Rocha, José Ernesto Cartaxo, Kalidás Barreto e Vítor Ranita – todos eles ligados ao movimento sindical. Para o Dia do Trabalhador – 1º de Maio – a USSCGTP-IN está a preparar um programa comemorativo, ao mesmo tempo que tem já em marcha o trabalho preparatório do seu 8º Congresso. SM

Munícipe queixa-se de buracos na estrada entre Advagar e Santos A estrada entre Advagar e Santos, nas freguesias de Tremês e Achete, motivou a intervenção de uma munícipe descontente com o mau estado do piso, na reunião de segunda-feira do Executivo Municipal, no período reservado ao público. A munícipe queixou-se do caminho intransitável que é obrigada a percorrer todos os dias, situação que, segundo disse ao Correio do Ribatejo, se mantém de há dois anos a esta parte. A queixosa disse que, depois de alertada para a situação, a Junta de Tremês resolveu o problema dos buracos através da colocação de “tuvenan” na parte da estrada pertencente àquela freguesia. Porém, “a junta de freguesia de Achete não ligou nenhuma”, lamentou, adiantando que a junta, “em vez de arranjar a estrada, colocou pedras da pedreira nos buracos, o que não melhorou em nada a situação”. A munícipe diz que a degradação da estrada tem, inclusive, dificultado a circulação de ambulâncias. O Correio do Ribatejo contactou a Junta de Freguesia, a qual informou que em breve iria proceder, também, à colocação de “tuvenan”, esperando com isso resolver a situação.

Minuto de silêncio pela tragédia no Japão O Executivo municipal de Santarém fez um minuto de silêncio, no início da reunião de segunda-feira (dia 15 de Março), pela tragédia que assolou o Japão. O sismo de 8,9 e a onda gigante de 10 metros que se seguiu foram já considerados a maior catástrofe no Japão, desde a II Guerra Mundial, com consequências humanas e económicas (estas a nível planetário) profundas, ainda por estimar em toda a sua dimensão.


8

sociedade

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

Nelson Marçal e Fernando Luís Marques compilaram “livro obrigatório” para auditores

Sector Público tem Manual de Auditoria Auditores, investigadores e técnicos responsáveis pela implementação de sistemas de controlo interno nas organizações públicas passam agora a dispor de uma ferramenta que lhes vai permitir sistematizar a forma de trabalho. O “Manual de Auditoria e Controlo Interno no Sector Público”, compilado por Nelson Marçal e Fernando Luís Marques, assume um carácter eminentemente prático, como explicaram os autores durante a apresentação da obra que decorreu ao final da tarde desta quarta-feira no auditório da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Santarém (ESTGS). Francisco Alveirinho Correia, presidente da Associação de Técnicos Administrativos Municipais (ATAM), referiu que este livro “sai numa altura oportuna”. Para o também docente da cadeira de Auditoria no Politécnico de Idanha-aNova, “têm surgido no actual contexto de crise, a nível nacional e internacional, enormes fraudes”, e por isso, o papel dos auditores terá de ser reforçado. “Quando se chega a uma organização, há que perceber qual é o sistema de controlo interno que está implementado”, referiu, acrescentando que este manual vai permitir a “quem está no terreno ter um melhor desempenho”. O autor do prefácio, Ilídio Tomás Lopes, coorde-

Nelson Marçal, Francisco Alveirinho Correia, Ilídio Tomás Lopes, Jorge Faria e Fernando Luís Marques

nador do Departamento de Contabilidade e Finanças da ESTGS, destacou que a obra “vem colmatar a quase inexistência de literatura nacional neste campo do saber”. Referindo-se em concreto ao conteúdo do manual, o investigador explicou que a primeira parte incide sobre “a mitigação do risco, o principal paradigma e orientação dos profissionais do campo da auditoria”. A segunda parte, de natureza “directiva”, debruçase sobre as ferramentas de “detecção de fraude”, imprescindíveis para “garantir a credibilidade da informação financeira e controle de recursos”. Orientado para o sector público, “onde cada vez mais existem menos recur-

Notas Soltas de Almeirim

Louvor a Joaquim Gomes

A Câmara Municipal de Almeirim deliberou, na reunião do Executivo de 9 de Março, aprovar a fase final da requalificação do Parque Desportivo Municipal, bem como um voto de louvor ao atleta Joaquim Gomes, da Associação 20 Kms, campeão nacional de sub 21, em Taekwondo. Foi ainda aprovado um voto de pesar pela recente morte do funcionário da Autarquia, José Carlos, de 43 anos. Também a Assembleia Municipal de Almeirim aprovou, por unanimidade, um voto de pesar pela morte do ex-presidente daquele Órgão Autárquico, José João Trindade Caetano, nos anos 1979 a 1985. Antigo oficial miliciano, combatente em Timor, ficou conhecido por sempre tentar o consenso entre os deputados municipais, sem abdicar dos seus ideais humanos e políticos. Foi-lhe prestada uma sentida homenagem à sua memória e endereçados à família sentidos pêsames.

Livro “Cultura Popular de Almeirim” lançado dia 26

O livro “Cultura Popular de Almeirim” do já saudoso almeirinense Álvaro Pina Rodrigues, será lançado dia 26,

sos e, por outro lado, uma maior exigência por parte da sociedade civil que quer melhores serviços”, este manual vem “parametrizar os procedimentos”, como explicou Fernando Luís Marques, um dos autores. O economista e chefe de Divisão de Gestão Financeira da Câmara de Ourém, afirmou que “a auditoria ainda é uma pecha no sector público”, alertando para a necessidade de “monitorizar e acompanhar de forma mais rigorosa os meios dos organismos do Estado” de forma a “maximizar a qualidade e eficiência”. Neste sentido, este Manual de Auditoria, cuja “maisvalia” é o seu carácter “prático”, poderá constituir-se como uma ferramenta de trabalho para os técnicos

que implementam os sistemas de controlo interno, segundo afirmou Nelson Marçal, co-autor da obra. O gestor e docente do ISLA de Santarém destacou que, das 184 páginas do livro, “70 são papéis de trabalho”, habitualmente utilizados pelos auditores no desempenho das suas funções. “Faltava, de facto, esta compilação no sentido de normalizar e enquadrar o trabalho destes profissionais”, afirmou. O livro que agora chega aos escaparates, foi editado sob a chancela da Sílabo, resulta do trabalho de investigação de dois reputados académicos, Nelson Marçal e Fernando Luís Marques, e foi prefaciado por Ilídio Tomás Lopes.

pelas 15h00, na Biblioteca Municipal Marquesa de Cadaval. Além de agente e correspondente bancário, comerciante e gestor da sua casa agrícola, Álvaro Pina Rodrigues foi, desde sempre, um ímpar lutador, preocupado com a cultura dos mais humildes e mais desprotegidos. Nos escassos tempos livres da sua vida pesquisou e escutou o povo do seu concelho, gravando as suas lendas, tradições, danças, cantigas, rezas e orações. Este livro é, pois, um dos trabalhos desse perfeccionista, injustiçado e incompreendido Álvaro Pina Rodrigues, postumamente editado, graças à persistência da família. Depois do lançamento do livro, actuará o Grupo de Teatro Narizes Perfeitos, da Banda Marcial de Almeirim, com a peça “Casa de Bernarda Alba”. Entretanto no mesmo dia, à mesma hora, mas no salão nobre da Câmara Municipal, decorre a entrega dos prémios aos concorrentes distinguidos nos jogos Florais de Almeirim 2010/2011. Dois eventos culturais, a realizar no mesmo dia e hora, em espaços públicos geridos pela Autarquia, não deveriam acontecer. Almeirinenses ilustres, como Álvaro Pina, Francisco Henriques, José Chamusca, Carlos Cachado, Matias Veríssimo e tantos outros, merecem todo o nosso respeito e consideração.

Dádiva de sangue em Almeirim O Grupo de Dadores Benévolos de Sangue do Con-

Notas Soltas do Cartaxo

• Estão abertas a 22 e 23 de Março na Casa Municipal da Juventude as inscrições para a Páscoa Desportiva e Cultural, uma actividade promovida pela Câmara Municipal para o período das férias escolares. As actividades terão dois turnos: 11/15 e 18/21 de Abril, destinando-se a crianças e jovens entre os 6 e os 14 anos. • A malandragem continua cada vez mais refinada. Há dias um jovem casal ia abordando no parque de um hipermercado alguns clientes quando estes se dirigiam para os seus carros estacionados. Insinuantes, diziam ser portadores de brindes e prendas para dar. Passado o impacto das ofertas, apresentavam algumas mercadorias dizendo ser excedentes de remessas que também davam a troco de 300 ou 400 euros. As pessoas apercebendo-se que algo estava mal devolviam tudo, inclusive os brindes. Mas há notícia que o esquema tem sido apresentado junto de idosos de algumas freguesias. • Os eleitos do Bloco de Esquerda na Assembleia Municipal dizem em comunicado divulgado pela Rádio Cartaxo, que o estado em que se encontra o Centro de Convívio na cidade “é uma das marcas do desrespeito a que os executivos da Câmara e da Junta de Freguesia para com os seniores” que dizem ser a geração rasca do Cartaxo. • Com um conjunto de manifestações religiosas irá ter lugar domingo dia 27 de Março a procissão do Senhor dos Passos, que este ano realiza o encontro dos andores junto à Casa de S. João Baptista. No dia 26 pelas 21h00 a procissão sai da igreja paroquial. No domingo seguinte pelas 15h00 percorrerá as ruas da cidade e na sexta-feira santa, 22 de Abril pelas 21h00 a procissão do Senhor Morto. Todas as cerimónias serão acompanhadas pela Banda de Música da Sociedade Filarmónica Cartaxense. • Regressa este domingo dia 27 entre as 9 da manhã e as 2 da tarde junto à Praça de Toiros a Feira Rural, que mensalmente irá ter lugar sempre no último domingo de cada mês e que conta com um apoio protocolar estabelecido entre a Câmara Municipal e a Confederação Nacional de Jovens Agricultores. Um espaço onde se poderão encontrar produtos tradicionais produzidos no concelho. Os portadores do cartão municipal sénior poderão adquirir frutas e legumes a preço zero mediante a apresentação de cheques rurais que devem ser levantados na Câmara Municipal ou nas Juntas de Freguesia de suas residências. Luís Montejunto

celho de Almeirim promove dia 27, a partir das 09h00, mais uma colheita de sangue na Casa do Povo da Cidade. O Instituto Nacional do Sangue supervisionará todo o processo da colheita, deslocando à cidade as viaturas próprias, com médicos, enfermeiros e outros técnicos especializados nesta humanitária acção.

Ex-Combatentes reúnem-se em almoço O 3.º Almoço dos Ex-combatentes do Concelho de Almeirim realizou-se dia 13. Depois da colocação de uma coroa de flores, com a presença de representantes dos Órgãos Autárquicos, seguiu-se o almoço, no salão Moinho de Vento, no qual participaram cerca de cinco dezenas de almeirinenses. Nesse dia, na igreja de S. João Baptista, a comunidade católica orou pelo eterno descanso dos seus familiares, e não esqueceu os militares portugueses que deram a vida honrando a Pátria, na guerra do Ultramar. Na solenidade, a assembleia ficou maravilhada pela actuação do novo Coro Paroquial. Os paroquianos que formaram este grupo para tentar auxiliar o Coro que há dezenas de anos assegura os cânticos religiosos nas solenidades daquele templo, actuam apenas no 2.º domingo do mês, sob a dedicada orientação musical do tenor Armando Calado. Hermenegildo Marmelo


sociedade

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

Existem perto de 800 eleitas para cargos públicos no distrito de Santarém

Mulheres autarcas homenageadas pelo Governo Civil De forma a marcar o Dia Internacional da Mulher (08 de Março), o Governo Civil de Santarém decidiu este ano prestar homenagem às mulheres do distrito que ocupam cargos públicos. Ao todo, nos 21 concelhos, perto de 800 autarcas são mulheres, entre as quais quatro presidentes de Câmara: a nível nacional, só em Lisboa e Braga existem mais eleitas. Segundo a governadora civil de Santarém, Sónia Sanfona, o distrito tem uma “longa tradição” neste domínio, factor que se tem traduzido “num ganho para a sociedade”. As mulheres trazem para a política, segundo a responsável, um “apport diferente” promovendo, por isso, uma “maior diversidade e inovação”. No entanto, alerta a representante do Governo no distrito, a entrada das mulheres na vida pública “precisa de incentivos”, referindo-se à Lei da Paridade aprovada pelo PS, que reserva lugares nas listas para cidadãos do sexo feminino. Este mecanismo pretende, assim, garantir a entrada de mulheres num mundo tradicionalmente masculino: “Hoje a discriminação não está na Lei, está nas mentalidades”, frisou a secretária de Estado da Igualdade Elza Pais, que se associou a esta cerimónia em Santarém.

Foram homenageadas oito autarcas do distrito

Para a governante, a Lei da Paridade veio “repor a justiça: não é uma medida de bondade para com as mulheres”, afirmou. “A política fica mais qualificada com a participação das mulheres”, afirmou Elza Pais, uma vez que “elas trazem para a coisa pública novos estilos de liderança”. “Promover a igualdade é promover a inclusão”, referiu. Ao longo deste mês, serão apresentados em todos os Ministérios, os Planos para a Igualdade, revelou a secretária de Estado, que formalizou com as autarquias do Cartaxo e da Golegã os seus Planos Concelhios. Saudando este “compromisso com a igualdade”, por parte dos cem municípios que já subscreveram o do-

cumento que pretende promover a igualdade de oportunidades entre géneros, Elza Pais frisou que “nesta altura de crise o País não pode descurar o papel das mulheres”, uma vez que estão hoje em maior número entre os licenciados do País. Para José Junqueiro, secretário de Estado da Administração Local, a existência de mulheres na liderança de autarquias é “um bom sinal para a Democracia”. “Não existem dúvidas que são as mulheres as detentoras de maiores qualificações, e não seria admissível que a participação na vida pública lhes estivesse vedada”, frisou. Esta cerimónia deu continuidade a uma iniciativa iniciada em 2010, ano em que o Governo Civil de Santa-

rém distinguiu mulheres pertencentes às forças de segurança e de protecção civil. Esta homenagem a oito autarcas, entre as quais as presidentes das câmaras municipais de Abrantes, Céu Albuquerque, Alcanena, Fernanda Asseiceira, Rio Maior, Isaura Morais, e Salvaterra de Magos, Ana Ribeiro, pretendeu abarcar as 800 mulheres eleitas no distrito. A sessão foi precedida de um seminário sobre “empreendedorismo feminino”, tendo Elza Pais reafirmado a decisão do Governo de apresentar, ainda em Março, planos para promover “uma nova cultura organizacional” nas empresas do sector público, que permita o acesso das mulheres aos centros de decisão. Filipe Mendes

(Reunião Ordinária)

Para cumprimento do estabelecido no Art.º 28, parágrafo 2.º, alínea b, do Regulamento Interno, convoco a Assembleia Geral do Centro de Solidariedade Social Nossa Senhora da Luz, para reunir no dia 27 de Março, pelas 14h30, na sua sede social sita em Póvoa de Santarém, com a agenda seguinte: 1. Apresentação, discussão e votação do relatório e contas referente ao exercício de 2010; 2. Apresentação de uma proposta da direcção para a filiação da instituição numa entidade de intervenção sócio/cultural; 3. Outros assuntos de interesse da instituição. Nota: Se não fôr possível o funcionamento da Assembleia conforme o determinado em 1.ª convocatória, devido à falta de quórum, a mesma funcionará meia hora depois com qualquer número de sócios (Art.º 30.º, parágrafo 1.º do Regulamento Interno). Póvoa de Santarém, 10 de Março de 2011. O Presidente da Mesa da Assembleia Geral, José Carlos Saramago Carvalho

9

Jornadas Parlamentares do BE dias 21 e 22 em Torres Novas As Jornadas Parlamentares do Bloco terão lugar a 21 e 22 de Março, em Torres Novas, Santarém. Durante estes dois dias de trabalho, os deputados do Grupo Parlamentar do Bloco estarão em Santarém para conhecer de perto as consequências da crise social e das medidas de austeridade do Governo no distrito, nomeadamente ao nível das condições de saúde, educação, cultura e apoio social, e ao nível do sector do comércio e actividades económicas, desenvolvimento agrícola e agro-pecuário e transportes, entre outros. Na manhã de segunda-feira, dia 21, terá lugar uma primeira visita no distrito de Santarém, ao Centro de Saúde de Abrantes, com a presença do deputado João Semedo, acompanhado de outros deputados, entre os quais o deputado José Gusmão, eleito pelo distrito, altura em que será apresentado um importante Projecto de Lei do Bloco na área da Saúde. Na manhã de segunda-feira os restantes deputados do Bloco farão ainda visitas a diversos concelhos do distrito de Santarém, reunindo com organizações e associações locais, que desenvolvem trabalho na área social, educativa e económica. Às 15h terá lugar a sessão de abertura das Jornadas Parlamentares, com intervenção política do líder parlamentar, José Manuel Pureza seguindo-se, ainda da parte da tarde, um debate temático e a apresentação de um Projecto de Lei na área dos Transportes. Às 20h, na Chamusca, terá lugar o jantar com intervenção política de Francisco Louçã. Na terça-feira, 22 de Março, o grupo parlamentar do Bloco terá uma reunião interna para elaboração de propostas que dará entrada posteriormente, no âmbito das alternativas às políticas de austeridade do Governo, e às 12h30 será a sessão de encerramento, com uma declaração final do líder parlamentar, José Manuel Pureza. PUB

AGÊNCIA FUNERÁRIA XAVIER XAVIER,, LDA LDA.. Atendimento Permanente (24 horas): 243 408 205 Telemóveis 965 025 085 – 962 723 941 – 962 405 207 Funerais – Trasladações – Cremações Tratamos de toda a documentação, Caixa Previdência SEDE: Rua do Comércio, 10 – ALCANEDE Telefs. 243 408 205 – 243 406 156 – Fax 243 406 157 FILIAL: Rua S. Tiago, 115-117 – TREMÊS – Telef.Fax. 243 479 515 agenciafunerxavier@sapo.pt

E.A.C.A. – Empresa das Águas Cloretadas de Alcanhões, S.A.

Centro de Solidariedade Social Nossa Senhora da Luz CONVOCATÓRIA Assembleia Geral

CORREIO DO RIBATEJO

ASSOCIAÇÃO COMERCIAL E E,PRESARIAL DE SANTARÉM

ALMEIRIM • ALPIARÇA • BENEVENTE • CARTAXO CHAMUSCA • SANTARÉM

Sede em Alcanhões Sociedade Anónima registada na Conservatória do Registo Comercial de Santarém sob o n.º 754 a Fls. 184 do Lv C2 Capital Social Subscrito e Realizado 500.000 Euros Pessoa Colectiva 500343535

CONVOCATÓRIA

ASSEMBLEIA GERAL

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

CONVOCATÓRIA

Em conformidade com o art.º 15.º da alínea e), convoco os Associados, para uma ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA, a realizar na sede desta Associação – Rua Serpa Pinto, 126 - 1.º, em Santarém, pelas 21 horas do dia 30 de Março de 2011. “ORDEM DE TRABALHOS” 1. Discussão e Votação do Relatório da Direcção, as Contas de Gerência do ano anterior, bem como o Parecer do Conselho Fiscal, e decidir sobre a aplicação a dar ao saldo que for apresentado. 2. Outros assuntos de interesse da Associação. Se à hora marcada não estiverem presentes a maioria dos Associados, a Assembleia funcionará meia hora depois, com os presentes. Santarém, 14 de Março de 2011. O Presidente da Mesa da Assembleia Geral, Jorge Paulo Ferreira

A pedido da Administração, convoco os accionistas para uma Assembleia Geral a ter lugar na sede social na QUINTA DAS MARTANAS em Alcanhões, no dia 26 de Março de 2011, pelas 14 horas, com a seguinte ORDEM DE TRABALHOS 1. – Apreciar e votar o Relatório da Administração e as Contas do exercício de 2010. 2. – Deliberar sobre a proposta de Aplicação de Resultados. 3. – Proceder à apreciação geral da Administração e da Fiscalização da Sociedade. NOTA: – Nos termos do artigo 11 dos Estatutos se à hora indicada não estiver representado 25% do Capital Social a Assembleia funcionará uma hora depois com qualquer número. Alcanhões, 20 de Fevereiro de 2011. O Presidente da Mesa da Assembleia Geral, Rui Manuel Batista Lourinho


10

economia

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

Cerveja Cintra duplica produção e entra nos refrigerantes após ser salva da falência A fábrica de cerveja Cintra, adquirida há um ano pela espanhola Font Salem no âmbito de um processo de insolvência, entra em funcionamento esta semana com uma quarta linha de enchimento que duplicará a produção da unidade. Antoni Folguera, diretor geral da Font Salem, marca pertencente ao Grupo Damm, um dos três principais cervejeiros espanhóis, disse à agência Lusa que o primeiro ano de actividade em Santarém foi “muito positivo”, obrigando a “correr as etapas” do plano de negócios traçado “muito mais rapidamente” que o esperado. “Não podemos dizer que estamos estáveis ao nível da produção e do mercado porque teremos que crescer muito mais para sermos competitivos, realmente rentáveis”, afirmou. Adquirida há um ano por 15,5 milhões de euros, a unidade construída pelo empresário Sousa Cintra e inaugurada em 2002, teve de sofrer um processo de “actualiza-

A unidade de Santarém conta actualmente com 86 colaboradores, prevendo, com os investimentos em curso, chegar aos 120

ção” porque, apesar do edifício moderno, o equipamento encontrado estava “obsoleto” e algum nem sequer funcionava, disse. Com um historial de dificuldades financeiras praticamente desde o início da

laboração, a unidade foi comprada pelo grupo espanhol à Iberpartners, de Jorge Armindo, que a havia adquirido a Sousa Cintra em 2006. No primeiro ano de actividade sob esta administra-

ção, e com os investimentos entretanto realizados, a fábrica “chegou ao nível máximo de capacidade de produção”, valor nunca atingido antes, disse Antoni Folguera. Sem querer revelar o vo-

lume de produção alcançado nem os valores investidos, dados que classificam de “confidenciais”, o director geral da Font Salem apenas confirmou que os investimentos feitos e previstos “vão superar claramente” o valor da aquisição. “Por isso, a nossa aposta no mercado português e nesta fábrica em Santarém é de longo prazo e definitiva. Não é uma aposta especulativa ou de curto prazo”, afirmou. Além da duplicação da produção de cerveja, com a abertura da nova linha de engarrafamento de latas, a fábrica de Santarém vai ainda ser dotada da capacidade de produção de refrigerantes para o mercado das marcas de distribuição ibéricas. Antoni Folguera disse à Lusa que a Font Salem decidiu manter a marca Cintra, porque já existia no mercado e tinha “notoriedade”, estando a engarrafar barris para o canal horeca (bares, restaurantes, etc.) e a engarrafar para o merca-

do angolano, onde a marca já estava implantada e tem vindo a crescer. O grosso da produção vai para o chamado segmento da distribuição, tendo a unidade entre os seus clientes todas as grandes cadeias de supermercados. A partir da fábrica de Santarém estão igualmente a ser abastecidos os clientes de distribuição das regiões mais ocidentais de Espanha (da Galiza à Andaluzia), mantendo-se ainda a prestação de um serviço iniciado pela Iberpartners, de enchimento para outras marcas. Antoni Folguera afirmou que o Grupo Damm é líder na franja mediterrânica (com a marca Estrela Damm), detendo a Font Salem perto de 60 por cento do mercado de marcas de distribuição de cerveja e 45 por cento do de refrigerantes em Espanha. A unidade de Santarém conta actualmente com 86 colaboradores, prevendo, com os investimentos em curso, chegar aos 120, disse. PUB

LIQUIDAÇÃO TOTAL LOJA DE DECORAÇÃO

Grandes descontos. Espelhos, cómodas, aparadores, consolas, mesas e telas. Vários artigos de decoração até 50% desconto. Rua Dr. Manuel Gomes da Silva, 24 – Cartaxo – Telemóvel 938370355

Florista Lucília

Aberto todos os dias A trabalhar há 3 décadas Largo dos Capuchos, 6 (Largo do Cemitério) Telefone 243 32 78 76 – 2000-070 SANTARÉM

TIAGO RELVA Notário - Santarém

Tiago Miguel Berrincha Travassos Relva, Notário, certifica que por escritura de dez de Março de dois mil e onze, exarada a folhas 80 e seguintes do livro de notas para escrituras diversas número 43 do Notário Tiago Miguel Berrincha Travassos Relva, com instalações na Praceta Pedro Escuro, número 18, em Santarém, MARIA GERTRUDES DE JESUS JORGE MASSENA, NIF 130223204, viúva, natural da freguesia de Tremês, concelho de Santarém, onde reside no Casal da Passadeira, declarou que, com exclusão de outrém, é dona e legítima possuidora dos seguintes imóveis: NÚMERO UM:

«CORREIO DO RIBATEJO» – 18-3-2011

«CORREIO DO RIBATEJO» – 18-3-2011

Tribunal Judicial do Cartaxo

Tribunal Judicial do Cartaxo

ANÚNCIO

ANÚNCIO

1.º Juízo Cível

(2.ª publicação)

Processo: 203/1995 Execução Sumária Exequente: Caixa Geral de Depósitos, S.A. Executado: Auto-Conta e Representações, Lda. e outro(s)... N/Referência: 1911754 Nos autos acima identificados, correm éditos de 30 dias, contados da data da segunda e última publicação do anúncio, notificando os contitulares David Cunha Alves, nascido(a) em 09-03-1954, NIF-134972180, BI-7650726, domicílio: Rua Serpa Pinto, 3.º Dt.º, 2070-000 Cartaxo e José Manuel Cunha Alves, nascido(a) em 19-07-1962, natural de Moçambique, BI-9218540, domicílio: Rua Visconde de Bucelas, 11, Bucelas, 2670-000 Loures, com última residência conhecida na(s) morada(s) indicada(s) para que foi designado o dia 01-04-2011, pelas 14 horas, neste Tribunal, para se proceder à abertura de propostas, que sejam entregues até esse momento nesta Secretaria, pelos interessados na compra do quinhão hereditário do executado Francisco António Cunha Alves, divorciado, NIF 145423379, na herança ilíquida e indivisa aberta por óbito de seus avós, David Nunes Cunha, que também usava David Cunha, ocorrido em 13/09/57 e Maria Marques Subtil Cunha, ocorrido em 10-10-91, que eram casados no regime da comunhão geral de bens e residentes no Cartaxo e que serão entregues a quem maior preço oferecer, acima de j 31.500,00. Se pretender exercer o seu direito de preferência, pode fazê-lo no próprio acto da venda, se alguma proposta for aceite. Passei o presente e mais dois de igual teor para serem afixados. Cartaxo, 1 de Março de 2011. O Juiz de Direito, Nelson Barra (Dr.) O Oficial de Justiça, Cláudia Pereira

1.º Juízo Cível

(2.ª publicação)

Processo: 203/1995 Execução Sumária Exequente: Caixa Geral de Depósitos, S.A. Executado: Auto-Conta e Representações, Lda. e outro(s)... N/Referência: 1911724 Nos autos acima identificados foi designado o dia 01-04-2011, pelas 14 horas, neste Tribunal, para a abertura de propostas, que sejam entregues até esse momento, na Secretaria deste Tribunal, pelos interessados na compra do quinhão hereditário do executado Francisco António Cunha Alves, divorciado, NIF 145423379, na herança ilíquida e indivisa aberta por óbito de seus avós, David Nunes Cunha, que também usava David Cunha, ocorrido em 13/09/57 e Maria Marques Subtil Cunha, ocorrido em 10-10-91, que eram casados no regime da comunhão geral de bens e residentes no Cartaxo. PENHORADO AO EXECUTADO: Francisco António Jacinto Cunha Alves. Estado civil: Solteiro. Documentos de identificação: BI8352965, NIF-145423379. Endereço: Rua do Gil, N.º 5, 1.º Dt.º, Cartaxo, 2070-000 Cartaxo. MODALIDADE DA VENDA: Venda mediante proposta em carta fechada. VALOR A ANUNCIAR j 31,500,00. Cartaxo, 1 de Março de 2011.

O Juiz de Direito, Nelson Barra (Dr.) O Oficial de Justiça, Cláudia Pereira

PRÉDIO RÚSTICO composto por cultura arvense de sequeiro e oliveiras, sito em Vale Madeiros, freguesia de Tremês, concelho de Santarém, com a área de quatro mil e seiscentos metros quadrados, a confrontar de norte com Maria da Luz, de sul com Manuel Patrício, de nascente com José Jorge e de poente com António Esteves, omisso na Conservatória do Registo Predial de Santarém, inscrita na respetiva matriz em nome de Francisco Rafael Jorge sob o artigo 36 da secção B, com o valor patrimonial tributário (IMI) de 196,80 euros, o valor patrimonial tributário (IMT) de 497,54 euros e o atribuído de mil euros. NÚMERO DOIS: PRÉDIO RÚSTICO composto por cultura arvense de sequeiro, figueiras e oliveiras, sita em Cabeço do Marco, freguesia de Tremês, concelho de Santarém, com a área de quatro mil trezentos e vinte metros quadrados, a confrontar de norte e de poente com José Jacinto, de sul com José Esteves e de nascente com José Nobre, omisso na Conservatória do Registo Predial de Santarém, inscrito na respetiva matriz em nome de Francisco Rafael Jorge sob o artigo 85 da secção N, com o valor patrimonial tributário (IMI) de 169,94 euros, o valor patrimonial tributário (IMT) de 429,63 euros e o atribuído de mil euros. NÚMERO TRÊS: PRÉDIO RÚSTICO composto por oliveiras, pomar de macieiras e pereiras, sito em Juncal, freguesia de Azoia de Cima, concelho de Santarém, com a área de dois mil e duzentos metros quadrados, a confrontar de norte com Manuel Domingos, de sul com estrada pública, de nascente com Rita Massena e de poente com António Pedreiro, omisso na Conservatória do Registo Predial de Santarém, inscrito na respetiva matriz em nome de José do Rosário – Cabeça de Casal da Herança de, sob o artigo 115 da secção A, com o valor patrimonial tributário (IMI) de 411,88 euros, o valor patrimonial tributário (IMT) de 1.041,34 euros o atribuído de mil e quinhentos euros. Que possui estes bens em nome próprio, convicta de que lhes pertencem, há mais de vinte anos, por os ter adquirido, no estado de solteira maior, pelo ano de mil novecentos e setenta e quatro, posteriormente casada com Adelino da Silva Massena sob o regime da comunhão de adquiridos e atualmente viúva, o primeiro e segundo imóveis por compra verbal a Francisco Rafael Jorge e mulher Maria Balbina de Jesus, residentes no lugar e freguesia de Tremês, e o terceiro imóvel por compra verbal a José do Rosário e mulher Piedade do Rosário, residentes que foram no lugar de Tremês, e desde então e ininterruptamente os cultiva, colhendo os frutos, fazendo as obras de conservação necessárias, posse que sempre exerceu, com conhecimento e à vista de toda a gente, sem oposição de quem quer que seja, sendo, por isso uma posse pacífica, contínua, pública e de boa fé, pelo que os adquiriu por usucapião, não tendo todavia, dado o modo de aquisição, documento que lhe permita fazer prova do seu direito de propriedade. Santarém, 10 de Março de 2011. O Notário, Tiago Miguel Berrincha Travassos Relva


educação

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

CORREIO DO RIBATEJO

11

Assinatura de protocolos de formação em contexto de trabalho na Escola Ginestal Machado

Oitenta e cinco alunos com estágios profissionais em 48 empresas da região Oitenta e cinco alunos dos Cursos Profissionais da Escola Secundária Ginestal Machado (ESGM), em Santarém, assinaram protocolos com 48 entidades de acolhimento, empresas e instituições da região, que os irão receber, de 13 de Junho a 11 de Julho, de 2 a 29 de Novembro de 2011 e em Fevereiro de 2012, em contexto de trabalho. Segundo o protocolo agora assinado, os alunos do 11.º ano dos Cursos Profissionais de Técnico de Manutenção Industrial/Electromecânica, Técnico de Gestão e Programação de Sistemas Informáticos, Técnico de Secretariado, Técnico de Multimédia e Técnico de Electrotecnia, irão cumprir um total de 420 horas de estágio. A cerimónia decorreu terça-feira, 15 de Março, integrada nas comemorações do Dia da Escola que incluíram, para além da assinatura dos protocolos, a homenagem à professora Maria Antónia Costa (ler caixa), a divulgação dos cursos profissionais em funcionamento na escola a alunos do 9.º ano de outros estabelecimentos de ensino da região e a entrega de diplomas de excelência e mérito. Vítor Barreto, presidente da Comissão Administrativa Provisória do Agrupamento de Escolas Dr. Ginestal Machado disse ser “um orgulho” ter alunos a frequentar cursos profissionais e classificou a assinatura dos protocolos como “um momento importantís-

Alguns dos alunos que a partir de Junho vão ter a sua primeira experiência no mundo do trabalho

simo” para a escola, ao possibilitar aos alunos a entrada no mundo do trabalho, permitindo-lhes “aprender na prática o que aprenderam em teoria”. Vítor Barreto salientou o facto da assinatura dos protocolos decorrer no dia da Reconquista de Santarém – 15 de Março – um momento que permite simbolizar a ligação da escola à comunidade e a importância que dá aos cursos profissionais. “É importante que os alunos mostrem o nosso valor” junto das instituições onde vão estagiar, enfatiza. Já antes, Luísa Féria, vereadora com o Pelouro da Educação na Câmara Municipal de Santarém, havia sugerido aos alunos que fossem para os estágios “de coração aberto” para o pri-

meiro contacto com o mundo do trabalho. Os cursos profissionais de nível secundário foram criados pela portaria n.º 550 C/2004 de 21 de Maio e visam a aquisição e o desenvolvimento de competências técnicas, relacionadas, organizacionais e de gestão de carreira relevantes para a qualificação profissional a adquirir, para a inserção no mundo de trabalho e para a formação ao longo da vida. A cerimónia de assinatura dos protocolos contou com a presença de alunos, professores, encarregados de educação e representantes de entidades de acolhimento, empresas e instituições, que encheram por completo o ginásio da escola. JPN

Maria Antónia Costa homenageada no Dia da Escola As comemorações do Dia da Escola Secundária Ginestal Machado (ESGM) iniciaram-se terça-feira (15 de Março), em Santarém, com uma homenagem à professora Maria Antónia Pires Costa (Mitó), aposentada após 37 anos e dez meses de serviço, tendo desempenhado, durante 26 anos, o cargo de presidente do Conselho Directivo/Executivo da ESGM. Maria Antónia Costa foi alvo, a 21 de Fevereiro deste ano, de um louvor por parte do Agrupamento de Escolas Dr. Ginestal

Machado, publicado no Diário da República de 8 de Março de 2011 (2.ª Série), que refere o “seu excelente conjunto de competências pedagógicas e de liderança” reveladas “quer no exercício das funções de docente quer como Presidente do órgão de gestão”. O louvor elogia ainda o “seu profissionalismo, a sua abertura à inovação, a sua dedicação à escola, o amor à causa educativa, o seu forte carácter, o seu rigor e a sua postura que foram essenciais para o prestígio desta escola e para o bom nome que hoje apresenta”.

Antecedendo o descerrar de uma placa junto à entrada da sala do Conselho Executivo que imortaliza a passagem de Maria Antónia Costa pela ESGM, Vítor Barreto, presidente da Comissão Administrativa Provisória do Agrupamento, disse que a homenageada representa “25 anos de história da escola”, agradecendo a sua “dedicação” e participação activa na “construção desta escola”. Salientou ainda as competências evidenciadas pela docente e o seu inegável contributo prestado à instituição. JPN

Maria Antónia Costa e Vítor Barreto

Biblioteca de Rio Maior candidata-se a Programa Gulbenkian de Língua Portuguesa A Câmara Municipal de Rio Maior, através da Biblioteca Municipal, apresentou uma candidatura ao Programa Gulbenkian de Língua Portuguesa - Subsídios para Projectos de Promoção da Leitura Púbicas 2011. O Projecto, com um montante global candidatado de 18.600 euros, terá o início previsto

para Outubro deste ano e prologar-se-á até Junho de 2013. “Ler mais é saber” é o mote para o Projecto apresentado pela Biblioteca Municipal, que considera como meta prioritária que os pais tomem consciência do papel crucial que desempenham na promoção do livro e da leitura e, simulta-

neamente, que se apercebam da importância da sua participação em actividades de desenvolvimento dos seus educandos e do seu papel fundamental como “impulsionadores” da cultura. Esta candidatura aponta para o desenvolvimento de um modo articulado e regular entre a leitura e a escrita, para estimular e enraizar

hábitos de leitura junto do público-alvo. Pretende ensinar/sensibilizar para a importância dos livros como fonte de saber e meio de aprendizagem ao longo da vida e contribuir para potenciar a acção dos pais enquanto mediadores de leitura. Aumentar a competência dos mediadores de leitura e a competência dos

técnicos das bibliotecas afectos ao projecto, bem como desenvolver acções de sensibilização à leitura junto da população em geral e implicar activamente algumas figuras publicamente reconhecidas, enquanto modelos de leitores junto das crianças e da população em geral, são outros objectivos a atingir.

Os Projectos de Promoção da Leitura pretendem aproximar o livro dos potenciais leitores, criando uma relação entre as acções a desenvolver e o público-alvo, transformandoo em sujeito activo, numa tentativa de, assim, formar leitores e diminuir, a médio e longo prazo, os níveis de iliteracia.


12

publicidade

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

“CORREIO DO RIBATEJO” – 18-3-2011

DIRECÇÃO DE FINANÇAS DE SANTARÉM SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM

ANÚNCIO e ÉDITOS DE 20 DIAS PROCESSO DE EXECUÇÃO FISCAL Nº 2089200501082299 AP

CITAÇÃO DE CREDORES E VENDA DE BENS (Única publicação) JORGE MANUEL SARDINHA SERRA, Chefe do Serviço de Finanças do concelho de Santarém. Faz saber que, no processo de execução fiscal acima identificado em que é executada MUSIC AND FRIENDS INSTRUMENTOS MUSICAIS UNIPESSOAL LD.ª, com sede em Av.ª Madre Andaluz, n.º 6 B - Santarém e que corre termos por dívidas à Administração Fiscal de Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Colectivas (IRC), Imposto sobre o Valor Acrescentado (IVA), Imposto sobre o Rendimento das Pessoas Singulares (IRS) e Coimas Fiscais (CF), dos anos de 2004 a 2009, foram penhorados em 29 de Outubro de 2010 os bens móveis a seguir indicados, com vista a garantir o montante actual de 34.847,93 j, sendo 29.669,78 j de quantia exequenda e 5.178,15 j de acréscimos legais e que, no dia 7 de ABRIL de 2011, pelas 15,00 horas, se procederá à sua venda por meio de PROPOSTAS EM CARTA FECHADA (n.º 1 do art.º 248.º do CPPT) sendo o valor base para a venda o indicado em cada verba, correspondente a 70% do valor atribuído, não sendo consideradas as de valor inferior (n.º 4 do art.º 250.º do CPPT). BENS A VENDER Venda n.º 2089.2011.081 (Lote 1) - Valor base para as propostas de 1.411,00 j (mil quatrocentos e onze euros) 3 Móveis expositores de madeira, de cor clara, com 3 prateleiras envidraçadas e 2 portas, a que se atribui o valor de j 600,00; 1 Balcão expositor de madeira, de cor clara, com 1 prateleira envidraçada, a que se atribui o valor de j 170,00; 2 Suportes de Parede de Guitarras, Marca Proel, em metal preto, com 55 componentes de suporte no total, a que se atribui o valor de j 550,00; 1 Impressora, Marca Epson, de cor cinzenta, a que se atribui o valor de j 100,00; 5 Cadeiras Visit. Emp. DP500E LR, de cor laranja e azul, a que se atribui o valor de j 75,00; 1 Quadro branco de Melanina BO 90x120, a que se atribui o valor de j 35,00; 1 Gaveta de Caixa Registadora, de cor preto, a que se atribui o valor de j 80,00; 2 Estantes K&M, cromadas, a que se atribui o valor de j 28,00; Venda n.º 2089.2011.082 (Lote 2) - Valor base para as propostas de 542,00 j (quinhentos e quarenta e dois euros) 1 Guitarra clássica Pickup Shadow SH1900, de cor preta, a que se atribui o valor de j 85,00; 1 Guitarra Clássica CG-100 Starsun, castanha, um pouco rachada, a que se atribui o valor de j 25,00; 1 Guitarra Clássica APC 4C, castanha, a que se atribui o valor de j 100,00; 1 Guitarra Clássica APC 5C, castanha, a que se atribui o valor de j 110,00; 1 Guitarra Clássica APC 8C, castanha, a que se atribui o valor de j 170,00; 1 Guitarra Clássica APC 15M, castanha, a que se atribui o valor de j 90,00; 1 Guitarra Clássica Valência GC-180, de cor castanho, com uma leve mossa, a que se atribui o valor de j 48,00; Venda n.º 2089.2011.083 (Lote 3) - Valor base para as propostas de 328,00 j (trezentos e vinte e oito euros) 1 Guitarra Clássica APC A Custom, castanha, a que se atribui o valor de j 380,00; Venda n.º 2089.2011.084 (Lote 4) - Valor base para as propostas de 216,00 j (duzentos e dezasseis euros) 1 Guitarra Eléctrica Stagg R500 GBK, de cor preto baço, a que se atribui o valor de j 250,00; Venda n.º 2089.2011.085 (Lote 5) - Valor base para as propostas de 440,00 j (quatrocentos e quarenta euros) 1 Djembe Aspire Latin Percussion (instrumento musical), sem pele, de cor preto, a que se atribui o valor de j 130,00; 1 Combo Guitarra Acústica 60 AA R EU, de cor castanho e preto, a que se atribui o valor de j 124,00; 1 Guiro Sonor FGLN (instrumento musical), de cor amarelo, a que se atribui o valor de j 26,00; 1 Cabaça Linko (instrumento musical), de madeira e cor preto, a que se atribui o valor de j 17,00; 1 Cabaça Sonor L2617 (instrumento musical), de madeira e cor prateada, a que se atribui o valor de j 48,00; 1 Clave Sonor (instrumento musical), de madeira, a que se atribui o valor de j 7,00; 1 Par de Maracas Sonor Pintadas (instrumento musical), de madeira e cor azul, a que se atribui o valor de j 20,00; 1 Flauta Vidro Piccolo “C” Hall, em vidro transparente, a que se atribui o valor de j 48,00 2 Blocos de Madeira (instrumento musical), a que se atribui o valor de j 13,00; 1 Apito Samba LP 352, de cor dourado, a que se atribui o valor de j 27,00; 2 Harmónicas Hohner, para Fado Português, de cor prateada, a que se atribui o valor de j 50,00;

2 Sacos Teclado Rocherster, de cor preto, a que se atribui o valor de j 52,00; 3 Descansos para Ombro Menuhin, de cor preto e castanho, a que se atribui o valor de j 68,00; 8 Enroladores de Cordas Stagg GSW-1, de cor amarelo, a que se atribui o valor de j 5,00; 1 Fixador Prato - Choque SRAGG CTL-26, a que se atribui o valor de j 4,00; 5 KAZOO STAGG, várias cores, a que se atribui o valor de j 3,00; 5 Afinadores Digitais Stagg CTU-C, para vários instrumentos, de cor preto e cinzento, a que se atribui o valor de j 73,00; 1 Feltro de Prato Choque, de cor preto, a que se atribui o valor de j 8,00; 1 Pickup Cherub Pinça WCP55, para guitarra, de cor preto, a que se atribui o valor de j 3,00; 1 Descanso de guitarra Wolf, de cor preto, a que se atribui o valor de j 7,50; 2 Tripés Planet Waves Headstand PW-HDS, de cor preto e cinzento, a que se atribui o valor de j 14,00; Venda n.º 2089.2011.090 (Lote 10) - Valor base para as propostas de 773,00 j (setecentos e setenta e três euros) 1 Analisador de Espectro Alto RSA27, de metal, a que se atribui o valor de j 110,00; 1 Crossover Alto X-P234, de metal, a que se atribui o valor de j 125,00; 2 Colunas Alto Elvis 10 150W, de cor cinzento escuro, a que se atribui o valor de j 240,00; 2 Colunas Passiva Alto PS 2 120W, de cor preto, a que se atribui o valor de j 237,00; 2 Afinadores Korg AT-1, de cor preto, a que se atribui o valor de j 185,00; Venda n.º 2089.2011.091 (Lote 11) - Valor base para as propostas de 581,00 j (quinhentos e oitenta e um euros) 1 Coluna Elect. Crate GX412S, de cor preto, a que se atribui o valor de j 674,00; Venda n.º 2089.2011.092 (Lote 12) - Valor base para as propostas de 159,00 j (cento e cinquenta e nove euros) 1 Tensor Viola Wittner 916, de cor preto, a que se atribui o valor de j 12,00; 1 Tensor Violino Wittner 1/8, de cor preto, a que se atribui o valor de j 10,00; 1 Tensor Violino Wittner 1/2, de cor preto, a que se atribui o valor de j 10,00; 2 Tensor Thomastik Infield 212 4/4, para Violino, de cor preto, a que se atribui o valor de j 44,00; 1 Tensor Thomastik Infield 213 4/4, para Viola, de cor preto, a que se atribui o valor de j 12,00; 1 Tensor Violino Wittner 3/4, de cor preto, a que se atribui o valor de j 10,00; 2 Tensor Violino Wittner 1/4, de cor preto, a que se atribui o valor de j 21,00; 2 Tensor Violino Wittner 4/4, de cor preto, a que se atribui o valor de j 21,00; 3 Tensor Viola Wittner, de cor preto, a que se atribui o valor de j 44,00; Venda n.º 2089.2011.093 (Lote 13) - Valor base para as propostas de 1.251,00 j (mil duzentos e cinquenta e um euros) 3 Cordas de Viola Daddario D2 410, a que se atribui o valor de j 125,00; 2 Cordas Thomastk de Violoncelo Ré, a que se atribui o valor de j 24,00; 3 Cordas Thomastk de Violoncelo Lá, a que se atribui o valor de j 48,00; 3 Cordas Thomastk de Violoncelo Sol, a que se atribui o valor de j 44,00; 1 Corda de Guitarra Eléctrica Daddario ECG24 11-50, a que se atribui o valor de j 9,00; 2 Cordas Violino Daddario H310, a que se atribui o valor de j 57,00; 3 Cordas Violino Daddario H310 W, a que se atribui o valor de j 126,00; 8 Cordas Violino Daddario H410 LM, a que se atribui o valor de j 343,00; 2 Cordas Violino Daddario H410 LH, a que se atribui o valor de j 85,00; 1 Corda Cello Daddario H510 4/4 M, a que se atribui o valor de j 126,00; 1 Corda Cello Daddario H511 4/4 M, a que se atribui o valor de j 12,00; 1 Corda Cello Daddario H512 4/4 M, a que se atribui o valor de j 20,00; 1 Corda Cello Daddario H514 4/4 M, a que se atribui o valor de j 35,00; 1 Corda Cello Daddario H513 4/4 M, a que se atribui o valor de j 29,00; 4 Cordas Nacional Guitarra Fado, a que se atribui o valor de j 15,00; 5 Cordas Nacional Guitarra Fado Coimbra, a que se atribui o valor de j 19,00; 2 Cordas Thomastick Ré (II), a que se atribui o valor de j 43,00; 1 Corda Pirastro 1798, a que se atribui o valor de j 133,00; 1 Corda Pirastro 3371, a que se atribui o valor de j 148,00; 2 Cordas Acústica Darco D5400 12, a que se atribui o valor de j 11,00; Venda n.º 2089.2011.094 (Lote 14) - Valor base para as propostas de 153,00 j (cento e cinquenta e três euros) 1 Pele Evans Timbalão 8" Hidraulic TT08HG, para baterias, transparente, a que se atribui o valor de j 11,00; 2 Peles Evans Timbalão 12" Hidraulic TT12HG, para baterias, de cor branca, a que se atribui o valor de j 25,00; 2 Peles Evans Timbalão 13" Hidraulic TT13HG, para baterias, transparentes, a que se atribui o valor de j 26,00; 2 Peles Evans Timbalão 14" Hidraulic TT14HG, para baterias, transparentes, a que se atribui o valor de j 27,00; 1 Pele Evans Timbalão 15" Hidraulic TT15HG, para baterias, transparente, a que se atribui o valor de j 20,00; 1 Pele Evans Timbalão 18" Hidraulic TT18HG, para baterias, transparente, a que se atribui o valor de j 21,00; 1 Pele Evans Genera 12" B12G1, para baterias, transparente, a que se atribui o valor de j 11,00; 1 Pele Remo Pinstripe 20", para guitarra, de cor preto, a que se atribui o valor de j 30,00; 1 Protecção de Pele Patch Evans Duplo EQPC2, para bateria, a que se atribui o valor de j 5,00;

Venda n.º 2089.2011.086 (Lote 6) - Valor base para as propostas de 336,00 j (trezentos e trinta e seis euros) 1 Bateria Digital DRUMTRACK V2, de cor preta e prateada, a que se atribui o valor de j 390,00; Venda n.º 2089.2011.087 (Lote 7) - Valor base para as propostas de 164,00 j (cento e sessenta e quatro euros) 1 Violino Mini, de cor castanho, com estojo, a que se atribui o valor de j 190,00; Venda n.º 2089.2011.088 (Lote 8) - Valor base para as propostas de 629,00 j (seiscentos e vinte e nove euros) 1 Acordeão Delicia Júnior 32, de cor branco e preto, a que se atribui o valor de j 730,00; Venda n.º 2089.2011.089 (Lote 9) - Valor base para as propostas de 1.722,00 j (mil setecentos e vinte e dois euros) 4 Micros Sennheiser E 815 S-X, de cor preto, a que se atribui o valor de j 200,00; 1 Micro Headset Evo G3, de cor preto, a que se atribui o valor de j 110,00; 1 Microfone Jts Lapela CM-501, de cor preto, a que se atribui o valor de j 18,00; 2 Chordmaster PW CM, dicionários de acordes, de cor preto, a que se atribui o valor de j 48,00; 2 Estantes para pauta 906 TX40, cromadas, a que se atribui o valor de j 15,00; 1 Controlador Midi Behringer UMX61, de cor cinzento, a que se atribui o valor de j 170,00; 1 Afinador/Metrónomo Musedo MT30, para vários instrumentos, de cor preto, a que se atribui o valor de j 10,00; 2 Tripés Elec/Bx. RockStand, cromadas e de cor preto, a que se atribui o valor de j 12,00; 1 Banco Teclado RockStand DLX, de cor preto, a que se atribui o valor de j 22,00; 1 Banco Teclado RockStand Prem, de cor preto, a que se atribui o valor de j 25,00; 1 Batente Bombo Sonor Dupla Face SCH28, para bateria, de cor preto e metalizado, a que se atribui o valor de j 14,00; 1 Saco Gobal Bags de Percussão, de cor azul, a que se atribui o valor de j 20,00; 1 Pedal Stagg PP1000, para bateria, de metal, a que se atribui o valor de j 65,00; 2 Tripés Teclado Konig 37960, de cor preto, a que se atribui o valor de j 27,00; 8 Lamire Violino Pyramid, de metal, a que se atribui o valor de j 45,00; 1 Estojo Clarinete, em madeira de cor preto, a que se atribui o valor de j 25,00; 1 Metronome Wittner QM2, de cor creme, a que se atribui o valor de j 35,00; 1 Saco Pratos 22" RockBag, de cor preto, a que se atribui o valor de j 37,00; 1 Saco RockBag para 12 Microfones, de cor preto, a que se atribui o valor de j 28,00; 1 Suporte Casio CS-65, para piano digital, de cor castanho, a que se atribui o valor de j 70,00; 1 Caixa Bateria Stagg 14", de cor preto, a que se atribui o valor de j 56,00; 1 Caixa Bateria Stagg 12", de cor preto, a que se atribui o valor de j 53,00; 1 Caixa Bateria Stagg 13", de cor preto, a que se atribui o valor de j 57,00; 1 Caixa Bateria Stagg 22", de cor preto, a que se atribui o valor de j 114,00; 1 Morley Power Wah Volume PWOV, pedal para guitarra, de cor preto, a que se atribui o valor de j 70,00; 5 Descanços de Ombro Kun Mini, várias cores, a que se atribui o valor de j 97,00; 1 Mini Suporte Girafa Gibraltar SCSBBT, para bateria, de metal, a que se atribui o valor de j 22,00; 1Pedal Rocktron X-Tune Afinador, para guitarra, de metal, a que se atribui o valor de j 72,00; 8 Suportes de Guitarra Eléctrica Proel EXPOGE, de cor preto, a que se atribui o valor de j 225,00;

Venda n.º 2089.2011.095 (Lote 15) - Valor base para as propostas de 168,00 j (cento e sessenta e oito euros) 2 Produtos de Limpeza de Instrumentos Formula 65, de 30ml, a que se atribui o valor de j 4,00; 23 Resinas para violino Stagg Rosin, a que se atribui o valor de j 53,00; 2 Limpa violinos Hill Varnish Cleaner, a que se atribui o valor de j 7,50; 1 Cabo Rockcable de 6 mts. XLR/XLR, de cor preto, a que se atribui o valor de j 5,00; 2 Cabos Jts. Para Transmissor GC-80, para guitarra, de cor preto, a que se atribui o valor de j 10,00; 3 Cabos DC Cyoks Flex, de 50 cm, de cor preto, a que se atribui o valor de j 6,00; 1 Cabo de Ébano, para guitarras, artesanal, a que se atribui o valor de j 3,50; 11 Enroladores de cordas Dunlop 100, para viola, de cor preto, a que se atribui o valor de j 16,00; 2 Cordões Kinstar SK1, para guitarra, de várias cores, a que se atribui o valor de j 4,00; 1 Carrilhão Alhandra nº 2, para viola clássica, de cor dourado, a que se atribui o valor de j 13,00; 80 Palhetas Jim Dunlop USA, de várias cores, a que se atribui o valor de j 31,00; 3 Slides em Acrílico Dunlop, a que se atribui o valor de j 18,00; 1 Slide Médio Solid Brass 224, a que se atribui o valor de j 8,00; 2 Slides Médio Solid Brass 222, a que se atribui o valor de j 10,00; 1 Slide Médio Cromado 220, a que se atribui o valor de j 4,50; Os bens penhorados encontram-se armazenados na Rua Coronel António Manuel Batista, n.º 209 em Fazendas de Almeirim É depositário dos bens o Sr.º Filipe Marques Lima, Telefone n.º 932.564.650, com domicílio na Rua Coronel António Manuel Batista, n.º 209 – 2080-537 Fazendas de Almeirim, o qual, no cumprimento das suas obrigações e depois de contactado, deverá mostrar os bens aos interessados. As propostas poderão ser submetidas através da Internet no site (www.e-financas.gov.pt/vendas/.) ou, em alternativa, serem entregues pessoalmente neste Serviço de Finanças ou remetidas pelo correio em sobrescrito fechado, dentro de outro envelope, de forma a serem recebidas até às 15 horas do dia da venda, e delas deve constar a referência “PROPOSTA PARA A VENDA N.º 2089.2011. (n.º da venda) – MUSIC AND FRIENDS INSTRUMENTOS MUSICAIS UNIPESSOAL LD.ª, bem como o preço oferecido e a identificação completa (Nome, morada e CF) e a assinatura do proponente, ocorrendo a sua abertura no dia e hora acima designados, na presença do Chefe do Serviço de Finanças, podendo assistir ao acto o legal representante da executada, bem como os proponentes e eventuais titulares do direito de preferência, os quais, por este meio, ficam notificados para, nos termos do art. 892º do Código de Processo Civil, exercerem o seu direito. Se o preço mais elevado, com o limite mínimo da base de licitação, for oferecido por mais de um proponente, e se estiverem presentes no acto da abertura, abrir-se-á logo licitação entre eles, salvo se declararem que desejam adquirir o bem em compropriedade. Estando presente só um dos proponentes do maior preço oferecido, poderá este cobrir as propostas dos outros, e, se nenhum deles estiver presente ou nenhum quiser cobrir as propostas dos outros, proceder-se-á a sorteio, com vista à determinação da proposta que deverá prevalecer (art. 253º/c. CPPT). Adjudicado o bem, deverá ser depositada na Secção de Cobrança deste Serviço de Finanças a totalidade do preço, no prazo de 15 dias, contados do termo do prazo de entrega das propostas, sob pena das sanções previstas na Lei do Processo Civil. O valor base para a venda inclui IVA à taxa legal. SERVIÇO DE FINANÇAS DE SANTARÉM, aos onze dias do mês de Março do ano de dois mil e onze. O CHEFE DE FINANÇAS, Jorge Manuel Sardinha Serra

JARDINAGEM CONSTRUÇÃO E MANUTENÇÃO DE JARDINS

Casais de São Vasco – Albergaria – 2000-307 ABITUREIRAS – SANTARÉM – Telef. 243 478 198 Telef. 243 478 199 – Fax 243 478 200 – TM. 932 302 790 – tsv.internacional@hotmail.com

MONTAGEM DE SISTEMAS DE REGA LIMPEZA E TRATAMENTO DE PISCINAS Tlm.: 919 944 905 – Telef.: 243 322 718

O ESCRIVÃO, Jorge Fernando Santos Morgado

MUD ANÇAS MUDANÇAS VASSALO , LD A. ASSALO, LDA. Transportes

Nacionais

SANTARÉM: Rua de S. Martinho, 6-1.º – Telef. 243556499 Telemóvel 914037409


agricultura

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

CORREIO DO RIBATEJO

13

Em apenas dez anos, Portugal perdeu 25 por cento das suas explorações agrícolas

Agricultura debatida em Santarém Na última década, a agricultura portuguesa sofreu uma série de ajustes estruturais. Se por um lado a área média das explorações aumentou 2,5 hectares, por outro, a superfície destinada à prática agrícola recuou em quase meio milhão de hectares. Estes dados fazem parte do Recenseamento Agrícola de 2009 (censo realizado de dez em dez anos), recentemente disponibilizados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), e serviram de base a mais um debate organizado pelo advogado António Pena Monteiro. No auditório da Associação de Futebol de Santarém, um painel composto pelos presidentes das Associações de Jovens Agricultores de Portugal (AJAP), Firmino Cordeiro, e dos Agricultores do Ribatejo (AAR), António Alberto Gonçalves Ferreira, e Elizete Jardim, técnica da Direcção Regional de Agricultura de Lisboa e Vale do Tejo (DRALVT), reflectiu sob as perspectivas de futuro para este sector no país. Segundo Pena Monteiro, “não se pode ter agricultura sem gente, nem gente sem agricultura”, realçando a “relevância do sector primário”, que hoje se liga com questões ambientais e de fixação demográfica. Os dados preliminares do documento mostram que a área ocupada pela produção agrícola em Portugal correspondia a cerca de 50 por cento da superfície territorial do país - 4,6 milhões de

“O problema não está em Bruxelas, está no Terreiro do Paço”

Firmino Cordeiro, Elizete Jardim, António Ferreira e Pena Monteiro

hectares: valor que representa uma retracção de meio milhão de hectares em apenas uma década. E em termos de produção, houve quebras significativas em todas as fileiras. As de maior relevo verificaram-se nas culturas industriais da beterraba e tomate, por exemplo (67 por cento), nos cereais (menos 43 por cento), nos pomares (menos 25 por cento) e nos citrinos, com reduções na ordem dos 28 pontos percentuais. Para isto contribuíram a extinção de 112 mil explorações agrícolas, correspondendo a 25 por cento da área total que existia no início do século. Das 300 mil restantes, três quartos têm uma dimensão média abaixo dos cinco hectares, enquanto “um reduzido número de explorações (cerca de 260),

com mais de 1000 hectares, exploravam, em 2009, 12 por cento do total da superfície agrícola. Neste retrato da agricultura nacional, verifica-se que 80 por cento do volume de trabalho realizado no sector depende da mão-deobra familiar, e as explorações que funcionam como empresas, apesar de serem apenas dois por cento do total, cobrem uma área que representa 25 por cento da superfície agrícola útil (SAU) portuguesa. Perante este cenário, que não deixa de ser preocupante, dada a forte dependência externa de Portugal em produtos alimentares, António Gonçalves Ferreira alerta que há o risco de estarmos a entrar numa fase de agricultura de subsistência, capaz apenas de produzir alimento suficiente para suprir as necessidades do pro-

prietário da terra e da sua família. Um fenómeno que, defende, tem de ser invertido, até porque existem regiões no País, em particular no Ribatejo, com capacidade para se tornarem altamente produtivas. “O problema hoje está centrado na competitividade de um mercado que é global e aberto”, disse o responsável, acrescentando que “há capacidade no regadio” para que este tipo de cultura se possa transformar num subsector pujante. Contudo, a aposta em culturas intensivas terá de passar, forçosamente, pelas linhas políticas que ficarão definidas aquando da afectação das verbas comunitárias para 2013 e na criação de mecanismos, como o ‘emparcelemento’ de terrenos, de forma a possibilitar ganhos de escala.

Já o presidente da AJAP discorda: “não se podem criar zonas com grande competitividade e deixar tudo o resto ao abandono”. “Quando a pequena agricultura se perder, perde-se o País”, afirma Firmino Cordeiro, defendendo que os dois tipos de exploração devem coexistir. “O que não é possível é organizarem-se planos iguais: terá de haver ajustes”, afirma o responsável, mostrando-se “apreensivo” com a diminuição abrupta do sector. “A única coisa que cresce é o abandono”, disse, referindo-se em particular à desertificação do interior e ao “imenso património agrícola do Estado que se encontra sem qualquer tipo de aproveitamento”. Por outro lado, diz, as políticas que têm sido feitas para o sector estão desajustadas do “País real” e critica o excesso de burocracia que grassa no Ministério. “Existem mais de 20 Organismos diferentes com competências para vistoriar o sector agrícola”, exemplificou. “O problema não está em Bruxelas, está no Terreiro do Paço. Temos uma ‘máquina’ Estatal que absorve uma grande parte dos fundos comunitários que deveriam ser aplicados em ajudas aos agricultores”, afirmou. Para Firmino Cordeiro, a aposta terá antes de passar

pelo desenvolvimento dos factores que são distintivos do território nacional: “a diversidade e qualidade dos produtos e a precocidade que se verifica em inúmeras colheitas”. Falando no caso concreto do Ribatejo, Elizete Jardim, da DRALVT, considera que há condições para que a agricultura seja “altamente competitiva”. No entanto, alerta, isto só será possível “quando os agricultores aprenderem a valorizar o produto do seu trabalho”. “Há o hábito de exportar a granel, sem haver a preocupação de acrescentar valor aos produtos”, referiu a responsável. “Temos de defender uma ruralidade moderna”, afirmou Elizete Jardim, a par da “definição de uma identidade territorial”, como formas de impulsionar o sector. Os números do Censo indicam que o sector agrícola envelheceu em Portugal: a idade média do produtor aumentou quatro anos, sendo que cerca de metade dos agricultores têm mais de 65 anos, e as mulheres representam apenas um terço do universo profissional do sector. Apenas seis por cento dos agricultores obtêm o seu rendimento exclusivamente da actividade: 80 por cento trabalha uma média de 22 horas semanais nos seus terrenos e 64 por cento declararam, no censo, que recebem pensões e reformas. Filipe Mendes

uma situação que, defendeu, vai obrigar a um aumento de produção em todo o mundo e ao reforço da gestão de stocks em todos os países. “A maior dificuldade, apesar do desafio do aumento de produção, é que ao aumento dos preços dos alimentos está associado um aumento dos custos de produção, essencialmente os mais ligados aos combustíveis e à eletricidade”, observou, reiterando que a matéria em apreço é “crucial” para todo o mundo.

Os preços internacionais dos cereais sofreram um aumento drástico em Fevereiro, com os valores da exportação dos principais grãos mais caros 70 por cento do que no mesmo mês do ano passado. O índice da FAO atingiu os 236 pontos em Fevereiro, mais 2,2 por cento do que em Janeiro, o valor mais elevado em termos reais e nominais dos últimos 20 anos, altura em que esta organização começou a monitorizar os preços.

Escalada de preços vai obrigar a aumento de produção A escalada no preço das matérias-primas e dos alimentos a nível mundial vai obrigar a um aumento de produção em todo o mundo e ao reforço da gestão de stocks, alertou o ministro da Agricultura. À margem de um encontro de agricultores do Norte do Vale do Tejo, na Golegã, ocorrido a 03 de Março, António Serrano comentou o facto de os preços dos alimentos terem voltado a bater recordes em Fevereiro, pelo oitavo mês consecutivo,

António Serrano

considerando que este é um “assunto crucial e de preocupação para todas as sociedades”. O governante disse que a informação da Organização das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura

(FAO) “não são novidade”, acrescentando que as mesmas vão ao encontro das projecções que têm vindo a ser feitas. De acordo com a FAO, todos os preços dos produtos analisados neste índice, que mede as variações de um cabaz composto por cereais, açúcar, óleos, carne e lacticínios, subiram, excepto o do açúcar, e a situação deve agravar-se devido à escalada de preços do petróleo. “A procura dos produtos alimentares continua eleva-

díssima, em especial dos cereais, com quebras significativas de stocks no milho, produto que está a sofrer uma concorrência muito grande na sua utilização, quer para a alimentação quer para a sua utilização nos biocombustíveis, sobretudo nos Estados Unidos”, referiu António Serrano. O ministro acrescentou que a procura aumentou bastante nos EUA, o que originou reflexos de “acentuada redução de stocks e movimentações financeiras nos preços dos cereais”,


14

memória

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

CORREIO CENTENÁRIO O que se diz...

Que andam agora a fazer de republicanos uns arranjistas reaccionarios que ainda nas vesperas de 5 de Outubro faziam conferência nos centros cathólicos. – Que o João Franco protegeu muito serrano que justifica as creações de Molière. – Que a camara desiste de fazer das barreias d’Alcaçova um throno de confeiteiro. – Que pelo sr. ministro da justiça foi dado o prazo d’um mez para os syndicantes ao cartorio do notario d’Alcanhões apresentarem o seu relatório. – Que cada vez estão mais turvas as aguas da Empreza! – Que a Casa Cadaval vae assalariar 50 guardas particulares para defeza das suas propriedades em Muge. – Que não é difícil saber em que casa d’esta povoação se reunem os indivíduos que com o seu procedimento estão prejudicando a causa da Republica. – Que ha uma senhora de Muge que tem mendigado animosidades contra o administrador da Casa Cadaval! – Que esta dama levou a sua irritabilidade ao ponto de censurar o correspondente d’um jornal de Lisboa por se não pôr ao lado dos protestantes! – Que tudo isto se filia em entendimentos hypocritas d’alguns camaleões políticos. – Que é muito louvada a attitude de velhos republicanos de Santarem que não se associam a manejos... facinorosos. – Que o sr. dr. Brito Camacho deve visitar o campo do Rocio em princípios de abril. – Que os rapazes do batalhão voluntário apparecerão fardados dentro em breve. – Que não ha meio de purgar a cidade de pocilgos. – Que as ratazanas continuam a roer os esteios das arvores na Calçada d’Atamarma. – Que vae estabelecer banca de advogado em Santarém o sr. dr. Francisco da Silva Garcez. – Que não ha meio de desafrontar dos cazebres que o circundam o edifício monumental da egreja de Santa Clara. – Que uma commissão de proprietarios de vehiculos de carga, e outra de barqueiros tenciona pedir ao sr. ministro do fomento a construcção d’um caes na margem direita do Tejo. – Que continuam a dormir pelos taludes da estrada para a Estação algumas arvores das O. P. que o temporal de dezembro de 1910 derrubou! Quasi no seculo passado!... – Que foi enterrada a questão das covas de bagaço em Abitureiras. – Que Eolo, apezar da sua velhice, tem tido forças para levantar pedras depositadas no adro do Salvador! – Que a sala d’espera da Estação do Caminho de ferro vae ser encerrada.... n’uma redoma de vidro.

CORREIO DE HÁ 50 ANOS Dia de S. José Patrono dos carpinteiros e mais artifícies, S. José tem amanhã o seu dia que, noutros tempos, era santo e de guarda, não havendo quem o não respeitasse, dentro ou fora de portas. A vida corria os seus trâmites, leves e descansados, abalando as famílias de ranchada para os campos, a merendar por entre o perfume das laranjeiras em flor. Passaram os anos, a vida levou outro rumo, as Ómnias deixaram de ser o retiro obrigado deste festival e só ficou S. José, a venerar, na oficina ou no escritório, na repartição ou na escola, dia sempre solenizado por todos os crentes, na vida exterior ou interna, no trabalho ou no descanso, com merenda ou sem ela. Voltaram, porém os belos tempos, não faltando a romagem às Ómnias e mais aprazíveis arrabaldes, que os santarenos vão demandar outra vez em obediência à tradição que com este sol – tem mais calor ainda...

ANÚNCIO DA SEMANA

ANÚNCIO DA SEMANA In: Correio do Ribatejo de 18 de Março de 1961

In: Correio da Extremadura de 18 de Março de 1911


memória

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

Ruy Duarte de Carvalho evocado em Santarém Ruy Duarte Carvalho vai ser homenageado num Encontro de familiares e amigos, com uma Exposição documental e biográfica, uma mostra e visionamento dos seus filmes e a análise antropológica da sua filmografia, no próximo dia 23 de Março (quarta-feira), pelas 17 horas, na Escola Secundária Dr. Ginestal Machado. Ruy Duarte Carvalho nasceu em Santarém, a 6 de Abril de 1941, viveu na Quinta da Teixeira, Fontaínhas e faleceu em 12 de Agosto de 2010, aos 69 anos, na Namíbia, país onde residia. Ao longo da sua vida desempenhou muitos papéis sociais, facto que o tornou uma figura ímpar no panorama do conhecimento e das letras de Angola e, ultrapassando as suas fronteiras, conseguiu o reconhecimento de entidades, investigadores e demais intelectuais um pouco por toda a Europa. Atendendo à sua singular carreira, aos laços que familiares ainda mantém no nosso concelho e ao projeto de valores da cidadania e interculturalidade, que a Oficina de Teatro da Escola Secundária Dr. Ginestal Machado (ESGM), está a desenvolver para o corrente ano, uma Comissão abraçou a ideia de promover esta singela homenagem a este scalabitano, inquieto, andarilho, interventivo, com uma visão do mundo que marcou o caminho da investigação do mais íntimo e profundo das vivências da população de Angola, sobretudo da região Sudoeste, onde investiu a maior parte da sua existência: na investigação, no audiovisual, na prosa, na poesia, na pintura e aguarela… Assim, no próximo dia 23 de Março (quarta-feira), pelas 17 horas, no auditório da ESGM, decorre um encontro de familiares e amigos de Ruy Duarte de Carvalho. À noite, no Teatro Sá da Bandeira, integrada na programação do Cineclube, haverá uma sessão de cinema com o filme Nelisita (longa metragem premiada em várias Festivais), de forte pendor etnográfico, altura em que a sua obra será comentada pelos oradores, João Carmo, professor da disciplina de antropologia da imagem, na Escola Superior de Educação de Santarém (ESES) e por Jaime Araú-

jo, sobrinho do homenageado, conhecedor da obra e actual tradutor dos seus livros para futura edição em Inglaterra. Do programa consta ainda uma exposição documental e biográfica do autor, na ESGM, patente desde Fevereiro e que se prolonga, em Abril, na ESES, através da análise antropológica da sua cinematografia, no âmbito da disciplina de antropologia da imagem, da responsabilidade de Maia Carmo. Este evento é organizado por uma Comissão da qual fazem parte a Oficina de Teatro da referida escola, o Centro Cultural Regional de Santarém, o Cineclube de Santarém e grupo de teatro Teatrinho de Santarém. Na altura do seu falecimento, estava este grupo a encetar esforços para que Ruy Duarte de Carvalho visitasse esta cidade, para proferir uma palestra na ESGM, onde a sua filha, Eva Carvalho, havia concluído o ensino secundário. Este scalabitano partiu ainda jovem com a sua família para Moçâmedes, de onde regressou para concluir o curso de regente agrícola. Doutor em Antropologia Social e Etnologia, em Paris, estudou cinema em Londres. Naturalizou-se angolano após a descolonização. Foi premiado no

âmbito do cinema e da poesia e também teve actividade como artista plástico. Leccionou nas Universidades de Luanda, Coimbra, S. Paulo, Paris e Berkeley. Homem de valores e saberes multifacetados, é um modelo do efeito fértil da transculturalidade, numa personalidade irrequieta e sempre disponível para um olhar científico e estético dos espaços que considerava “o lugar dos sinais fecundos, o lugar do arsenal de referências fecundáveis e potencial significante, capaz de actuar como conotador e detonador de criação, é um espaço que se situa fundamentalmente ao sul, quer poética quer civicamente. (…) A minha experiência poética nunca deixa de ser resultante de uma experiência tributária da carga cultural que transporto e do meio em que transito da pele do regente agrícola, cineasta e antropólogo investido num espaço que as circunstâncias, pessoais, sociais e históricas determinaram que fosse angolano, no Sul de África e no terceiro Mundo.” (in JL, 1989). A sua obra começou a ser reconhecida no início do segundo milénio; contudo, sempre trabalhou sem objectivo do reconhecimento, mas pela fruição do saber e pela vontade inesgotável de mostrar e traduzir as cosmogonias antropoló-

gicas do Homem, fazendoo de uma forma poética, quer pela harmonia da escrita, quer pelo equilíbrio da imagem sempre realista, capturando o belo, a energia, dos momentos simples, das práticas quotidianas e ritualizadas, traduzindo o embrenhado dinâmico de uma cultura em expansão. Registou e valorizou a cultura tradicional Angolana, através de filmes, documentários e fotografia. Da mais cuidada mostra etnográfica fez poesia e ficção, fixou a força e a beleza autóctone em desenhos e pinturas, testemunhas da história dos costumes e crenças. “É engraçado que agora as pessoas descobriram que eu estou aqui. Mas vivi grande parte da minha vida ali na Maianga” disse à revista Vida, em 2009, por altura de uma homenagem que lhe foi prestada, em Luanda e à qual acorreram intelectuais de todo o mundo. Por cá também o Centro Cultural de Belém lhe ofereceu um espaço de reconhecimento em 2008, e, em 2010, já após a sua morte, o Festival Internacional de Cinema do Estoril dedicoulhe um dia inteiro, dedicado à apresentação da sua vasta filmografia. A Oficina de Teatro da ESGM, tem vindo a promover espaços de reflexão e debate sobre a nossa cidade de Santarém. Muitos dizem ser uma cidade despida de motivações e contudo basta um leve olhar para a reconhecermos como berço de gente tão interessante e marcada pela inebriante energia de produzir movimento cultural. Tal com Ruy Duarte de Carvalho, a procura ou a síntese de identidades irrompe pelas obras de inúmeros actores de genialidades aqui nascidos. A razão do sucesso?? Porque daqui se foram, dirão alguns, ou porque aqui nasceram, dirão outros. Muitos scalabitanos coabitam com esta dúvida e não se deixam ficar na nostalgia. Desta forma a comissão proponente do evento, reúne um grupo de gente pleno de vontade de repensar os nossos valores, não descorando a necessidade de fazer mover os ânimos citadinos, num crescendo fértil de manifestações genuínas à procura de reconhecimento. Margarida Gabriel* * Oficina de Teatro da ESGM

CORREIO DO RIBATEJO

15

Crónicas dum novo tempo - XXXIII

A sombra Num destes dias, ainda no mês de Fevereiro, a Luz do Sol inundou a Natureza, fazendo com que todas as formas e seres animassem as suas vidas com a alegria que o Sol oferece aos habitantes da superfície da Terra. Enquanto passeava pelo campo, gozando aquela luz solar, observei a sombra do meu corpo que se delineava no chão. O sol de Fevereiro, ainda baixo, projectava a minha sombra com uma dimensão enorme, mais do dobro do meu real tamanho. Um outro Eu, que duplicava a minha forma e os meus gestos. Perguntei a mim mesmo qual seria mais real. Eu ou a minha sombra? Sim, se eu sou real, então a minha sombra também o é. Mas se o Sol desaparecer por detrás de uma nuvem a minha sombra deixa de existir. Se o Sol voltar a aparecer a sombra volta novamente a ser real. Contudo, a minha mente e os meus sentidos têm noção da minha forma física, e dizem-me que eu sou real, mas que a minha sombra é apenas uma forma projectada de mim mesmo, pela luz solar. Seremos nós fisicamente verdadeiros só porque temos forma física? Ou toda a matéria física não passa de energia, tal como a luz do sol que cria as sombras? Sendo assim, as formas físicas e todo o mundo material não passam de uma ilusão dos nossos sentidos. Esta consciência originou uma conversa com a minha sombra. Sentei-me numa pedra que se encontrava junto a uma árvore, aproveitando a sombra da árvore. A minha sombra ficou estática, curvada, desenhando o meu perfil curvo, sentado. Perguntei à sombra se ela era real. Se tinha pensamentos, emoções de alegrias, de tristezas, dores... enfim! Se quando a luz surgia e ela se revelava, se a sua realidade era semelhante à minha. Se a sua realidade era algo objectivo que existia fora dela, ou, se pelo contrário, era algo subjectivo que existia dentro de mim. Um holograma de mim próprio... Não obtive resposta! Apenas um gesto repetitivo da minha mão que levantei para sentir a minha face. Não desisti, e voltei a perguntar-lhe se ela era formada pelas minha projecções - física, emocional, mental e espiritual. Caso eu sentisse uma situação agradável, seria que ela também sentiria esse mesmo prazer? Se eu me sentisse doente, ela também ficaria doente? Seria que ela buscava uma realidade diferente, ou a sua sombra também projectava uma outra forma, tão real como ela? Estava estático, sentado na pedra sem obter qualquer resposta, protegido da luz do Sol pela sombra da árvore. A minha sombra ali estava também, imóvel, curvada tal como eu, como se reflectisse sobre as minhas perguntas. O tempo passava lentamente, e enquanto a tarde avançava a sombra da árvore ía desfazendo a forma da minha sombra. Eu continuava contemplando aquela forma, que ao início era nítida, desfigurando-se agora vagarosamente, e misturando-se com a sombra da árvore. Por fim, a minha sombra já não existia! Era apenas uma imaginação da minha mente dentro da sombra da árvore. O Sol foi baixando no horizonte até desaparecer na totalidade. A noite foi surgindo calmamente, enquanto o Sol iluminava outros campos mais à frente, projectando sombras de outros, como eu, que iniciariam as mesmas perguntas às suas sombras. Quando estava já bem escuro quis levantar-me. Não conseguia! Algo incompreensível me fazia ficar estático, sentado naquela pedra. Imóvel, deixei-me ficar… Sentia-me a sombra de um outro Eu, como se as perguntas que fiz à minha sombra estivessem a ser feitas a mim, e a noite me fosse desfigurando até a Luz voltar. José Augusto Rodrigues ———————— N. R. – José Augusto Rodrigues assina a rubrica “Crónicas dum Novo Tempo” todas as terceiras sextas-feiras de cada mês.


16

cultura

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

Vereador do PS contesta gastos com artistas de fora e falta de apoio ao cortejo de carnaval A contratação de vários artistas nacionais para o programa das Festas de São José foi referida criticamente pelo vereador António Carmo (PS), na reunião do executivo de 14 de Março. “Não sou contra as festas, mas discordo que o município gaste milhares de euros com artistas que não são do nosso concelho”, disse o vereador, contestando, a propósito, o atraso na transferência de verbas para as freguesias, que impediu a

realização do corso carnavalesco. António Carmo considerou que o cortejo de carnaval, que este ano não se realizou, constituía já um marco na agenda cultura de Santarém, pelo que a autarquia deveria ter assegurado a sua organização, através da empresa municipal de Cultura e Turismo (CUL.TUR). Vítor Gaspar, vereador com o pelouro da Cultura (PSD), disse que a contra-

tação de artistas nacional para as Festas da Cidade (entre os quais Áurea e Herman José, com concertos agendados para os dias 18 e 19 de Março, respectivamente) conta com o patrocínio de empresas, não representando, por isso, custos para a autarquia. Quando ao corso carnavalesco, Vítor Gaspar reconheceu que este ano não foi possível, por motivos financeiros, reunir um número mínimo de adesões por par-

te das juntas de freguesia (as quais por sua vez, convidam as associações do concelho a participar, como tem acontecido nos últimos anos). Porém, o vereador confia que, em 2012, será retomada a sua realização, pretendendo a Câmara encontrar o necessário financiamento de entidades externas. “Este ano não foi possível, mas no próximo ano queremos arranjar patrocinadores para o cortejo de carnaval”, afirmou. SM

Carlos Oliveira distinguido com Prémio Prestígio Personalidade Carlos Oliveira, mais conhecido por Chona, fundador, director artístico e encenador do Teatrinho de Santarém, foi distinguido, dia 5 de Março, com o Prémio Prestigio Personalidade, atribuído pela Federação Portuguesa de Teatro de Amadores (FPTA). A entrega do prémio decorreu no âmbito da cerimónia de encerramento do Concurso Nacional de Teatro 2011, na Póvoa de Lanhoso. Com um vasto curriculum ligado ao teatro, ao associativo e a diversas companhias, Carlos Alberto da Silva Oliveira tem o seu nome ligado à criação e organização de vários projectos culturais, entre os quais o Festival Internacional de Teatro para a Infância e Juventude (FITIJ), a Bienal Internacional de Teatro-Circo de Santarém, a ex-Bienal Luso-Brasileira de Palhaços. Em consequência do seu relacionamento com outros

Carlos Oliveira, ao centro, junto de outros premiados

países europeus, foi credenciado pelo Conselho da Europa para diligenciar no

sentido de Portugal receber o «7º Encontro de Teatro Europeu», no âmbito de

A Casa de Bernarda Alba hoje à noite no Taborda “A tragédia das mulheres das aldeias espanholas acorrentadas a preconceitos e mitos que um convencionalismo social, tão cruel como vazio de valores, defende a todo o custo,” explica o drama vivido por cinco filhas de uma mulher, Bernarda, (Fernanda Narciso) que representa o poder desmedido, esmagando todos os sonhos das filhas, raparigas adolescentes, tais como as alternativas de casamento ou de mudança de vida, em troca de oito anos de luto, fechadas, presas de corpo e alma. A Casa de Bernarda Alba, de Frederico Garcia Lorca, numa adaptação e encenação de Fernanda Narciso, vai estar hoje, sexta-feira, às 21h30, no palco do Círculo Cultural Scalabitano (Teatro Taborda), numa interpretação do Grupo de Teatro Narizes Perfeitos, de Almeirim.

«Lisboa - Capital da Cultura», em 1994. Organizador do 1º Festival Internacional de Teatro de Lisboa e do 1º Festival de Teatro da Feira Nacional de Agricultura, também a ele que se deve a realização dos Festivais de Outono, em Santarém, que proporcionaram o encontro de grupos amadores com críticos de teatro, exposições e colóquios. Carlos Oliveira tem sido distinguido com vários prémios ao longo do seu percurso artístico, como por exemplo, o 1º Prémio de Teatro dos Jogos Florais da Feira do Ribatejo, 1º Prémio de Teatro da CGTP Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses, 1º Prémio Nacional de Textos de Teatro, promovido pelo Teatro Experimental do Porto, 1º Prémio do Festival de Teatro do Mónaco e 1º Prémio Nacional do INATEL de mérito no Teatro Amador.

João Brites criou projecto para “ajudar a pensar o que significa a cenografia hoje” O encenador torrejano João Brites criou um projecto para representar Portugal na Quadrienal de Praga 2011 com o objectivo de “ajudar a pensar” o que significa a cenografia hoje e o que é o espaço de representação. O projecto “Do Outro Lado”, irá representar Portugal na 12.ª edição da Quadrienal de Praga 2011, evento internacional na área da cenografia e design performativo que decorrerá naquela cidade entre 16 e 26 de Junho de 2011. João Brites explicou que o projecto “não é uma retrospectiva de uma obra de décadas, é um trabalho inédito sobre a existência, o homem, a capacidade de ir além dos muros que se constroem, e de criar uma intervenção de tridimensionalidade”. Nascido em Torres Novas, em 1947, João Brites é fundador e director, desde 1974, do Teatro O Bando, tem-se dedicado ao ensino, publicou diversos textos sobre o processo criativo e tem também trabalhos na área das artes plásticas. “Do Outro Lado não é um fim em si, mas uma passagem para ajudar a reflectir”, sublinhou durante a sessão de apresentação que decorreu no Palácio Foz, em Lisboa, com a presença da equipa, o co-autor Rui Francisco e a coordenadora do catálogo Maria Helena Serôdio. João Brites considerou “um privilégio” representar Portugal na Quadrienal de Praga porque “é o evento mais importante a nível mundial sobre a cenografia”, e este ano, pela primeira vez, a relaciona com as artes plásticas, indicou. O artista fez também questão de sublinhar que, ao fim de 36 anos de trabalho na área, aquilo que é e faz hoje resulta do trabalho conjunto com pessoas como José Manuel Castanheira, António Casimiro, João Lagarto e Cristina Reis, que “deram um grande contributo para um olhar reflectido sobre o que quer dizer cenografia” em Portugal. “Parece que existem na cenografia mais jogos de ocultação do que de revelação”, comentou, acrescentando que o colectivo que dirige pretende continuar a fazer uma reflexão pública sobre estas questões, mesmo depois da presença em Praga. João Brites encenou espectáculos e eventos no âmbito da Europália91 e da Lisboa94, tendo coordenado também esta área na Expo98.

Teatro com crianças no Fórum Mário Viegas O Centro Cultural Regional de Santarém e o Teatrinho de Santarém continuam ao longo do mês de Março – Mês do Teatro – a promover aos domingos sessões de teatro para e com crianças. Trata-se de uma versão da história bíblica do Rei Salomão que vai estar novamente no Fórum Actor Mário Viegas nos próximos domingos (20 e 27 de Março), às 16h00. Cada entrada custa um euro.

Festas em honra de S. José em Chã de Baixo/Outeiro de Fora As Festas em Honra de S. José, nos lugares de Chã de Baixo e Outeiro de Fora decorrem de hoje a domingo (20 de Março). Amanhã, sábado, destaque para a Missa e Procissão em honra do Padroeiro, com início, às 15 horas, no final das quais a Banda do Xartinho dará um concerto. A animação musical, hoje, sexta-feira, está a cargo de Pedro Melão, no sábado, de Chaparral Band, e no domingo, de LF Music. Neste último dia, actuam, a partir das 16 horas, o Rancho Folclórico de Arneiro das Milhariças e as Danças de Salão de Tremês. DJ’s e um esmerado serviço de restaurante animam as festas que encerram com fogo de artifício.


cultura

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

CORREIO DO RIBATEJO

17

Sem apoios e sem o “habitual convite” da autarquia de Santarém

Grupos de teatro comemoram dias mundiais do Teatro e da Poesia

Nove grupos de teatro de Santarém resolveram organizar, sem quaisquer apoios exteriores, as comemorações dos dias mundiais do Teatro (27 de Março) e da Poesia (21 de Março), através de um programa diversificado oferecido ao público de todas as idades. Apesar de, este ano, não terem recebido o “habitual convite da Câmara Municipal”, os grupos não quiseram deixar de assinalar estas datas simbólicas, segundo disse em conferência de imprensa, Carlos Oliveira, do Teatrinho de Santarém. Espectáculos de teatro, momentos de poesia, exposição fotográfica, workshop de voz, projecção de vídeo e uma tertúlia sobre arte são algumas das iniciativas que irão animar vários espaços do

concelho, sobretudo, o Fórum Actor Mário Viegas e o Círculo Cultural Scalabitano, até dia 27 de Março. Participam nestas comemorações o Veto Teatro Oficina, Teatrinho de Santarém, Centro Dramático Bernardo Santareno, Cena Aberta, Teatro Animal, Oficina de Teatro da Escola Dr. Ginestal Machado, Grupo de Teatro da Universidade da Terceira Idade de Santarém, Narizes Perfeitos e Aqui Há Gato. O Cénico de Pernes e o grupo de teatro da APPACDM (Associação de Pais e Amigos do Cidadão Deficiente Mental) não estão envolvidos na organização, por motivos de agenda e compromissos anteriormente assumidos, mas poderão estar presentes em

alguns momentos do programa, explicou Carlos Oliveira. O actor referiu com agrado o facto da autarquia ter escolhido o grupo Fantasia (da APPACDM) para actuar no Teatro Sá da Bandeira, no Dia Mundial do Teatro.

“Inventar soluções” face à crise Durante a conferência de imprensa, além da apresentação do programa, os participantes falaram sobre as dificuldades que enfrentam e que tentam ultrapassar com “capacidade de improvisar e de inventar soluções”, conforme realçaram. O prolongado atraso no pagamento dos apoios protocolados por parte da Câmara e a escassa venda de espectá-

culos em tempo de crise são factores que os obrigam a reformular projectos e formas de actuação, sem, contudo, desistirem do seu trabalho. “É uma crise a que estamos habituados”, afirmou Carlos Oliveira, sem dramatizar a situação. “Se nos apoiarem, produziremos mais; senão, produziremos menos mas com a mesma qualidade”, salientou, com a concordância de todos. Sofia Vieira, do Aqui Há Gato, defendeu que “enquanto houver público, haverá teatro, com ou sem apoio da autarquia”. José Manuel Rodrigues, do Centro Dramático Bernardo Santareno (o único grupo com uma estrutura profissional), fez notar que esse apoio não é sinónimo

Programa comemorativo O programa das comemorações dos dias mundiais da Poesia e do Teatro teve início, dia 6, com o espectáculo “Teatro com Crianças”, pelo Teatrinho de Santarém, que voltará a ser apresentado dias 20 e 27, pelas 16h30, no Fórum Actor Mário Viegas. Neste mesmo espaço, haverá, dia 20, “Poesia com Todos”, uma sessão aberta de leituras individuais. Dias 18 e 19, pelas 21h30, no Círculo Cultural Scalabitano, sobe ao palco “A Casa de Bernarda Alba”, pelo Grupo de Teatro Narizes Perfeitos, o qual ousa competir, orgulhosamente, com o espectáculo que Herman José

irá apresentar, dia 19 à mesma hora, nas Festas da Cidade. Nas tardes de 22, 24 e 25 de Março, haverá “animações teatrais”, pela Cena Aberta, nas freguesias de Azóia de Baixo, Romeira e Abitureiras. A Escola Ginestal Machado acolherá, dia 25, uma oficina intitulada “História do Teatro” e, dia 30, uma aula de formação sobre “A Voz”, pelo Centro Dramático Bernardo Santareno. No centro comercial “W Shopping”, estará patente de 25 de Março a 2 de Abril, a exposição fotográfica “Imagens de Teatro”, sobre a actividade dos grupos do concelho de Santarém. Dia 26, a livra-

ria “Aqui há Gato” exibe duas peças de teatro de marionetas: a “História da Carochinha”, pelas 11h30, e “A princesa que bocejava a toda a hora”, pelas 16 horas. À noite, será apresentada a peça “O Gajo”, pelo Grupo de Teatro Animal, no Círculo Cultural Scalabitano. O Dia Mundial do Teatro – 27 de Março – terá uma programação especial, no Fórum Actor Mário Viegas. Pelas 16h30, haverá “Teatro com Crianças”, pelo Teatrinho de Santarém, e às 18 horas, “Acção Teatral”, pela Oficina de Teatro da Escola Ginestal Machado. Segue-se, pelas 18h15, uma tertúlia, desig-

nada por “Tertúli’Arte”, com a participação dos encenadores Rui Madeira, Pedro Barreiro e Pedro Oliveira e de Nilza Sousa (comunicação produção). Todos os oradores convidados estão ligados a Santarém, embora desenvolvam a sua actividade artística noutras regiões do país. Segue-se uma sessão de “vídeo projecção”, que consiste num trabalho colectivo orientado por José Gaspar, sobre a mensagem do Dia Mundial do Teatro. As comemorações terminam com um convívio que incluirá actuações diversas, sob o título “Teatro com papas na língua”.

de subsidiodependência, pois é dado em troca de espectáculos. “Não devemos depender da Câmara, mas é certo que esta sempre apoiou todos os grupos. Desde há cerca de dois anos que as contas não têm sido acertadas, o que a juntar às graves dificuldades de venda de espectáculos, provocou uma crise financeira. Por isso, tivemos que nos reestruturar e reduzir ao mínimo o elenco profissional”, disse.

Artemrede “discriminatória” José Rodrigues lamenta que a Artemrede (rede de teatros municipais) “não

compre nada a Santarém”. Carlos Oliveira vai mais longe: “A Artemrede não trouxe nenhum benefício”, pois “os grupos amadores estão impedidos de se candidatarem” para integrar a programação, medida que considera “injusta e discriminatória”. Margarida Gabriel, da Oficina de Teatro da Escola Dr. Ginestal Machado, lembrou a dinâmica e a capacidade de resistência dos grupos de teatro de Santarém. “Há grupos reconhecidos que nem sequer têm um espaço para ensaiar e apresentar espectáculos”, observou. “As mesmas flores plantadas em terras diferentes têm diferente crescimento”, metaforizou Fernanda Narciso, numa crítica à forma como a cidade cuida da cultura local. Protestos e desabafos que, certamente, serão debatidos na tertúlia que irá decorrer dia 27, pelas 18h15, no Fórum Actor Mário Viegas, na qual participarão, como oradores convidados, várias figuras ligadas a Santarém que exercem a sua actividade artística/profissional noutras cidades do país (Rui Madeira, Pedro Barreiro, Nilza Sousa e Pedro Filipe Oliveira). Sofia Meneses

Vereador da Cultura “surpreendido” Vítor Gaspar, vereador com o Pelouro da Cultura, contactado pelo Correio do Ribatejo, afirma ter ficado surpreendido com as declarações dos grupos de teatro, sobre a alegada falta do “habitual convite” por parte da Câmara. “Achei estranho terem dito isso, quando o costume é serem os próprios grupos a apresentar propostas à Câmara. Não houve ano nenhum em que tivéssemos recusado apoio às comemorações do Dia Mundial do Teatro”, disse o vereador. Em seu entender, o facto de estar programado para a noite de 27 de Março um espectáculo pelo grupo da APPACDM, não impediria a realização de outras iniciativas no Teatro Sá da Bandeira. “Sinceramente, acho que foi má vontade”, disse Vítor Gaspar, adiantando que a Câmara, apesar das dificuldades financeiras, tem dado sempre todo o apoio logístico solicitado pelas associações. Carlos Oliveira, enquanto porta-voz dos nove grupos de teatro, sublinhou que não se trata de má vontade e declarou que não há “qualquer melindre” nem conflito com a autarquia. Carlos Oliveira explicou que, nos anos anteriores, era habitual serem contactados por técnicos da Câmara, no sentido de prepararem atempadamente a programação do Dia Mundial do Teatro, mas que este ano tal não se verificou, talvez por ter havido mudanças nos interlocutores (designadamente com criação da empresa municipal de Cultura e Turismo). “Mas está tudo bem, não há problema nenhum”, frisou. SM


18

VENDE-SE

COMPRA-SE VENDE-SE

RECHEIO HABITAÇÃO

COMPRO

Av.ª Padre Ramalho, 15, telefone 243429302 ou telemóvel 917217668 – Alcanhões.

M

óveis usados ou antigos, velharias, recheios de casa. Compramos a dinheiro. Telemóvel 962430689 ou telefone 243703938.

VENDEM-SE

ivendas, terrenos, V apartamentos e permuta-se.

5166

Trata Júlio Figueiras, Constantino & Filhos, Soc. de Construções, Lda., telefone 243769334 ou telefone 919700709.

VENDE-SE

9250

camas individuais, 1 mesa cabeceira, 2 colchões, 2 roupeiros, 1 mesa cozinha, 4 cadeiras, 1 sofá, 1 máquina lavar roupa e 1 frigorífico. Trata TM. 968389412.

VENDE-SE

oradia, em SantaM rém, 500 m , terreno 690 m , com piscina e 0840

2

2

área de lazer, junto ao Hospital/Pingo Doce e acesso ao auto-estrada. Vende 240.000,00 euros. Telemóvel 938618610.

MÓVEIS USADOS COMPRAMOS 5185

2

0801

obílias e móveis M soltos, usados. Vou a casa.

8325

A

partamento com 3 assoalhadas, na zona do Hospital. Telemóvel 936409380.

VENDE-SE

VENDE-SE

VENDE-SE

C

asa para restaurar, no Vale de Santarém. Preço 30.000 euros. Telefone 243322876.

VENDE-SE

ivenda r/c e 1.º anV dar, com 3.000 m de terreno e várias árvores 0794

2

de fruto, em Alcanede. Telemóvel 914936325.

SÓ PARTICULARES

uintinhas (casas Q antigas), propriedades e apartamentos. 0758

Telemóvel 967616868.

VENDE-SE

partamento, 122 m , A usado, bem conservado, bem localizado, 0795

2

Santarém, 3 quartos, 1 roupeiro, 1 cama, cozinha, móveis castanho, fogão, 1 w.c., banheira, despensa, 2 marquises, 1 móvel grande, 1 mesa, 2 cad., 1 AP ar condicionado, 1 salamandra, sótão grande, 3.º andar, sem elevador. 52.900 euros. Telemóvel 922107787.

VENDE-SE

0816

J

eep Honda CRV, ano 2000, 137.000 km, inspeccionado até Abril de 2012 com ar condicionado. Telemóvel 936674512.

ARRENDA-SE

és-do-chão em moR radia, zona convento de S. Francisco – S. 0771

ALUGA-SE

R

0854

enault 5, em bom estado, com 37.000 km, de garagem, preço 725 euros. Telemóvel 916166731.

VENDEM-SE

0845

2

camas em ferro, de corpo e meio, completas, como novas. Telefone 243301478.

VENDE-SE

scada interior em E mogno, torneada, bom preço. 0852

ALUGA-SE ARRENDA-SE ARRENDA-SE

0820

A

ndar 4 assoalhadas, com 2 elevadores e arrecadação no sótão. Telefone 243440228.

ALUGA-SE

0798

Q

uarto com serventia de cozinha. Telemóveis 915192159 e 964304076. com ou sem moT3 bília, centro da cidade; e T2 sem mobília, no 0661

Alto do Bexiga. Telemóvel 967809532.

ARRENDA-SE LOJA

0498

L

oja (com cave no piso inferior), frente para 2 ruas, área do piso superior: +-100 m2 e área do piso inferior: +-100 m2. Localização: Rua Padre João Rodrigues Ribeiro, n.º 12 – Santarém. Renda: 620.00 euros. Pede-se fiador. Contactar: TM. 918685312.

ALUGA-SE

0803

T2

todo mobilado, em Santarém. Telemóvel 919926422 ou telefone 243328513 (à noite).

ARRENDA-SE

0810

T3

Escritório/Consultório

com terraço e churrasqueira, zona norte de Almeirim. Telemóvel 917080470.

Aluga-se na Av. D. Afonso Henriques, em Santarém.

0539

Trata telefone 263580236 ou telemóvel 966955245

A

luga-se a médicas, enfermeiras ou professoras, junto do W Shopping. Telemóvel 912250833.

ARRENDA-SE

A

ndar com 4 assoalhadas, junto ao Tribunal, dá para escritório. Telefone 243429598 ou telemóvel 917595388.

0722

Ao abrigo dos artigos 9.º, 11.º e 12.º dos estatutos, convoco a Assembleia Geral Ordinária para dia 25 de Março de 2011, pelas 20,30 horas. ORDEM DE TRABALHOS 1 – Apresentação, Discussão e Votação do Relatório e Contas da Direcção e Parecer do Conselho Fiscal referente ao ano 2010. 2 – Informações e Esclarecimentos Diversos. Santarém, 10 de Março de 2011. O Presidente da Assembleia Geral, Ludgero Mendes Nota: 2.ª Convocação, 30 minutos depois, com qualquer número de Associados.

ções, tectos falsos, serviços de ladrilhador, rebocos, montagem de apliques, etc.. Por orçamento ou à hora. Contacto: TM. 934156716.

ALUGA-SE

Rua Capitão Romeu Neves, 5 – Santarém Telemóveis 919000120 / 916000711

0752

T0

mobilado, perto da Escola Agrá-

ria. Telemóvel 918942312 ou telefone 243351943.

QUARTOS

0828

A

rrendam-se, mobilados, perto do Hospital e E. Leclerc. Telemóvel 915975569.

ALUGA-SE

Andar com três 1.º assoalhadas, zona do Pereiro. 0563

Informa Travessa S.Julião, n.º 5 – Santarém

QUARTOS

lugam-se, mobilaA dos, em Santarém. Telemóveis 918322181 e

0826

914144348.

ALUGA-SE

0622

A

partamento ou quartos, junto à Praça de Touros e Continente. Telefone 243327282 ou telemóvel 966589410.

ALUGA-SE

ndar, 7 assoalhadas, A com lougradoro, com ou sem garagem, Por0685

tas do Sol. Telemóvel 919742780.

ALUGAM-SE

uartos a alunos e Q professores, em casa independente, próximo 0189

da Escola Ginestal Machado, Casa do Campino e Instituto Politécnico. Contactos: TM. 965016641 e 966765309.

seu computador O está com problemas? Lento? Não liga? Tem virus?. Desloco-me. Zona de Santarém. Telemóvel 927061675.

CANALIZADOR

e tem problemas na S sua canalização ou nas suas torneiras, con8657

ARRENDA-SE

Rés-do-chão (179 m2), logradouro (236 m2), garagem e arrecadações, para HABITAÇÃO, ESCRITÓRIOS, ATL, CLÍNICAS OU OUTRO RAMO DE NEGÓCIO.

ALUGA-SE

AJUDA PC

0821

Telemóvel 911000740

técnico. Telefone 243440366 ou telemóvel 917442513.

0686

nicações. Telemóvel 912384064.

para restaurante em Santarém

0666

ALUGA-SE

0809

Q

uarto mobilado, com serventia de cozinha, junto ao W Shopping. Telemóveis 910834789 e 936877385.

quartos, casa inde2 pendente, junto ao W Shopping. Telemóvel 919774454.

ARRENDA-SE

partamento (2 quarA tos), na Rua Actriz Alda Rodrigues, n.º 120 0499

– Santarém. Sem mobília. Renda: 350 euros. Pede-se fiador. Contactar: TM. 916265461.

QUARTO

obilado, aluga-se, M em Santarém. Telemóvel 969303121.

0692

ALUGA-SE

partamento T1, em A Santarém, mobilado e equipado, renda 280

0853

euros. Telemóvel 912345524.

ARRENDA-SE

ndar 4/5 assoalhaA das, hall, cozinha, despensa, marquise e 2

0848

wc. Telefone 243324997 ou telemóvel 966417091.

zes, etc., de orçamento ou à hora. Telemóvel 913625950. 2

EMPREGO

asa mobilada e C equipada com electrodomésticos, com 3 di-

0755

odos os trabalhos de T construção civil: telhados, limpeza de algero-

8658

tro de Saúde de S. Domingos. Telemóvel 919607902.

0811

ALUGAM-SE

EXECUTAM-SE

abinete com 22 m , G com casa de banho privativa, junto ao Cen-

ALUGA-SE

visões grandes, cozinha e w.c.. Bastante confortável. Informações depois das 15 horas, pelo TM. 916693113.

tacte-nos para o telemóvel 913625950.

ALUGA-SE

0847

PRECISAM-SE

endedores/as para V produtos de beleza da Yves Rocher. 4792

Trata TM. 917827748.

SENHORA

ferece-se para traO balhos domésticos, ou cuidar de idosos, in-

0824

terna ou externa. Telemóvel 937808310.

SENHORA

rocura trabalho para P limpezas e passar a ferro.

0833

Telemóvel 967424684.

URGENTE PRECISA-SE

0630

E

steticista, para salão. Contacto: TM. 911013701.

SENHORA

ferece-se, a horas, O para limpezas. Telemóvel 966962719.

0843

DIVERSOS CAVALHEIRO

iúvo, deseja conheV cer senhora séria, para futuro compromisso. 0837

Telemóvel 961202814.

SOS PC

ssistência Técnica A em informática, Hardware e Software, comu0864

COZINHEIRO/A ou ESTAGIÁRIO

ALUGAM-SE

Trata telemóvel 966420992 ou telefone 243040661.

inturas - interior e P exterior, isolamentos, pavimentos, canaliza-

9059

PRECISA-SE

L

uarto, casa sosseQ gada e de respeito, em Santarém.

Telemóvel 934661224.

ANTÓNIO DA SILVA

oja para qualquer ramo, comércio ou escritório, na Av. Marquês de Pombal (em frente ao Quiosque – S. Domingos). Telefone 249879496 ou telemóvel 965539185.

uartos a raparigas, Q em apartamento independente, perto do Poli-

xterior, interior, isoE lamentos, algerozes, telhados, etc..

9058

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA CONVOCATÓRIA

QUARTO

VENDE-SE

quarto. Valor 6.000 Euros. Telemóvel 962309595.

ARRENDA-SE

COMPRO

0511

PINTURAS

Sociedade Recreativa Operária de Santarém

A

partamento (3 quartos), na Rua Padre João Rodrigues Ribeiro, n.º 7 – Santarém. Sem mobília. Renda 320 euros. Pede-se fiador. Contactar: TM. 918685312.

oradia, Ribeira de M Santarém, r/c e 1º andar pequeno, 1 grande 0844

Telemóvel 914936325.

u aluga-se, moraO dias, no Verdelho. Telemóvel 916296594.

ARRENDA-SE

0497

Bento – Santarém, 3 quartos, sala de refeições, 2 casas de banho e 2 halls, com ou sem mobília. Pede-se fiador. Telemóvel 966880281.

0782

0747

publicidade

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

DESENHADOR PROJECTISTA

xecutam-se projecE tos de arquitectura, especialidades, restauros 0657

e legalizações. Desloca-se a todo o país. Telemóvel 914504962.

TRESPASSA-SE

alão de cabeleireiS ro, com gabinete de estética, ou vende-se 0830

equipamento em separado, no centro de Santarém, preço 10.000 euros, como novo. Motivo: mudança de residência. Telemóvel 912204848.

TRESPASSA-SE OU CEDE-SE

alão de cabeleireiS ra, no centro histórico de Santarém. 0829

Telemóvel 968229462.

Ao Divino Espírito Santo Ao Padre Cruz e Sãozinha

OVENA INFALÍVEL. Oh N Jesus que disseste: Pede e receberás, procura e acharás, bate

0834

e a porta se abrirá. Por intermédio de Maria Vossa Mãe Santíssima, eu bato, procuro e Vos rogo que minha prece seja atendida (menciona-se o pedido). Oh! Jesus que disseste: Tudo o que pedires ao Pai em meu nome Ele atenderá. Com Maria Vossa Santa Mãe, humildemente rogo ao Pai, em Vosso Nome, que minha prece seja ouvida (menciona-se o pedido). Oh! Jesus que disseste: O Céu e a Terra passarão mas a minha palavra não passará. Com Maria Vossa Mãe Bendita eu confio que a minha oração seja ouvida (menciona-se o pedido). G. S.


publicidade

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

PROFISSÕES LIBERAIS FRANCISCO PEDRÓGÃO

ADVOGADOS & SOLICITADORES

Rua Pedro de Santarém, n.º 65 - 1.º Dt.º Telef. 243 042 631 – Fax 243 357 674 2000-223-SANTARÉM

FERNANDO MARTINHO SOFIA MARTINHO JOSÉ CARLOS PÓ

J. LOURO DOS REIS RUTE REBOLA

ADVOGADOS Rua António José de Almeida, 17-1.º Esq.º (Junto ao Antigo Banco de Portugal) Telef. 243326821 Fax 243333830 – SANTARÉM

MARIA JOÃO ALVES e MARIA MANUEL ESTRELA

SOCIEDADE DE ADVOGADOS, RL Largo Cândido dos Reis, 11 - 3.º Esq.º (Frente ao Hospital Velho) Telfs. 243323641 e 243332829 Fax 243332156 – 2000-241 SANTARÉM E-mail:mja.mme.adv@oniduo.pt

ADVOGADO

ADVOGADOS

NATIVIDADE CARDOSO

ADVOGADO

LISZT DE MELO PAULO M. NAZARETH BARBOSA SOLICITADORES

RICARDO PEDROSA DE MELO

ADVOGADO Rua Dr. Jaime Figueiredo, 24 - A - 1.º Esq.º Telef. 243325036 – 2000-237 SANTARÉM Praça da República, 29-1.º Esq.º - Almeirim Telefs. 243597997/8 – Fax 243597999

MÉDICO Doenças Pulmonares Alergias Respiratórias Consultório: Urb. da Antiga Praça de Touros, Lote 8-4.º Dt.º Telefone 243326957 – 2000 SANTARÉM

DR. MANUEL DO ROSÁRIO Endoscopia Alta, Colonoscopia Consulta de Gastroenterologia, às segundas-feiras Rua Dr. Teixeira Guedes, 13-1.º. Telef. 243323113 Marcações telefónicas nos dias úteis

SOLICITADORA

Av.ª do Brasil, Edifício Scálabis, 17, 1.º Dt.º – 2005-136 Santarém Telef. 243328393 – Telemóvel 938590759 Fax 243328522

FERNANDA FONSECA NEVES

ADVOGADA Estrada de S. Domingos, Lote 3 - 1.º Esq.º SANTARÉM Telef./Fax 243306703 – TM. 964500159

OLIVEIRA DOMINGOS Largo Cândido dos Reis, n.º 3 - 1.º Telef. 243326310 Fax 243333587 2000-241 SANTARÉM

DR. JOÃO ROQUE DIAS

J. FRÓIS RAFAEL MARGARIDA LENCASTRE FRÓIS

ADVOGADOS Escrit.: Praça Sá da Bandeira, 22-1.º Telef. 243325178 – SANTARÉM

MADEIRA LOPES FRANCISCO MADEIRA LOPES

ADVOGADOS Telef. 243323700 – Fax 243332994 Rua Elias Garcia, 24-1.º Apartado 173 – 2001- 902 SANTARÉM

DR. FERNANDO SARAIVA Especialista em Reumatologia Médico do Hospital de Santa Maria DOENÇAS REUMÁTICAS Cons.: Rua Padre Inácio da Piedade de Vasconcelos, 11 - 1.º Telef. 243326449 – SANTARÉM

DR. EDUARDO LOPES

DOENÇAS DOS OLHOS Cons. e Aplic. Lentes de Contacto, a partir das 14 horas, de 2.ª a 6.ª-feira. Rua Vasco da Gama, 23 - Loja C e D Telef. 243328303 – 2000-232 SANTARÉM

DR. ARTUR GOULART

MÉDICO Marcações pelo telefone 243325254 Cons.: Urb. da Antiga Praça de Touros, Lote 7 - 2.º Dt.º – SANTARÉM

DR. CÉSAR MARTINS

DERMATOLOGIA – DOENÇAS DA PELE

DR.ª HELENA ESTEVES OBSTETRICIA E GINECOLOGIA

J. MARTINS LEITÃO JOÃO P. MARTINS LEITÃO CÁSSIO MARTINS LEITÃO

ADVOGADOS R. Pedro de Santarém, 37-1.º Frente Telef. 243324713 – Fax 243333126 2000-223 SANTARÉM

ORLANDO MENDES TERESA PINTO FERREIRA Sociedade de Advogados, R.L. Travessa do Fróis, 3 - 1.º e 2.º 2000-145 SANTARÉM Telef. 243328444 – Fax 243391079 E mail: orlandomtpf_socadv.rl@mail.telepac.pt

ANA MARTINHO DO ROSÁRIO ISABEL ALVES DE MATOS VICTOR BATISTA ADVOGADOS Av.ª do Brasil, 1.º C (Edifício Scálabis) Telef. 243326242 – SANTARÉM

A. PEREIRA GOMES ADVOGADO Largo Cândido dos Reis, 11-4.º Esq.º Telefones 243321706/7 Fax 243321708 – 2000 SANTARÉM

JOSÉ FRANCISCO FAUSTINO JOÃO RAFAEL FRANCISCO ANTUNES LUÍS FRANCISCO LOPES LEITÃO DR.ª GRAÇA FERREIRA SOUSA PEDRO GOULÃO ADVOGADOS Rua Reitor Pedro Calmon, n.º 6 - 1.º – SANTARÉM Telefone 243327159 – Fax 243327160

PIEDADE GARCIA ADVOGADA Largo do Município, n.º 21 - 1.º Esq.º Apartado 192 – Santarém Telef. 243332341 – Fax 243322941 Telemóvel 914453138

A. PENA MONTEIRO

ADVOGADO Escritório: Rua Capelo e Ivens, n.º 36 Apartado 122 – 2001-092 SANTARÉM Telef./Fax: 243 325 238

DR. MÁRIO SOARES CIRURGIA VASCULAR

DR. MIGUEL TRIGO

MÉDICO OFTALMOLOGISTA Largo do Seminário, 31 Telef. 243322332 – SANTARÉM

Joaquim Pedroso da Costa MÉDICO ESPECIALISTA Cirurgia Geral SURGIMED Telef. 243305780 – SANTARÉM

PSICÓLOGA

Maria do Céu Dias PSICOLOGIA CLÍNICA Mestre em Psicologia da Educação Acordos: PT - CTT - SAMS - CGD Av.ª Bernardo Santareno, n.º 23 - r/c Dt.º – 2000-153 SANTARÉM Marcações: Telefones 243329105 e 243322786

Dr.ª Maria do Rosário M. Faustino MÉDICA ESPECIALISTA OUVIDOS – NARIZ – GARGANTA Rua Colégio Militar, Lote B - 1.º Frente Telef. 243322396 – SANTARÉM

TERAPEUTA DA FALA

M.ª PAULA RONDÃO Acordos com: PT - CTT - CGD SÃ VIDA Av.ª Bernardo Santareno, n.º 23 r/c Dt.º – 2000-153 SANTARÉM Marcações: Telef. 243329105 Telemóvel 917548644

Laboratório Prótese Dentária Todos os dias úteis Contrato de prestação de serviços com SAMS e outros. Av.ª D. Afonso Henriques, 31-2.º - Dt.º Telef. 243327366 – SANTARÉM

ADVOGADO Largo do Município, 21 - 1.º Esq.º Apartado 96 2005-245 SANTARÉM Telef. 243 333 556 – Fax: 243 325 159

DR. BART LIMBURG

MÉDICO DENTISTA HOLANDÊS Av.ª Bernardo Santareno, 13 - 1.º Dt.º (Av.ª do Hospital Novo) Telef. 243332757 – SANTARÉM

AMILCAR J. DA LUZ COSTA

SOLICITADOR Largo da Piedade, 7-2.º Esq.º Telef. 243324012. Às 2.as e 5.as, das 10 às 12.30 horas – SANTARÉM

SAÚL BAPTISTA

ADVOGADO Rua Dr. Ginestal Machado, 13 - 1.º Telef. 243357290 – Fax 243357291 2005-155 SANTARÉM

DR. JÚLIO ARANHA

CARDIOLOGISTA Electrocardiograma M.A.P.A. Monitorização Ambulatória da Pressão Arterial E.C.G. Holter 24 Horas Ecocardiogramas M, 2 D Doppler Prova de Esforço Av.ª José Saramago, n.º 17 - 1.º Telemóvel 912722206 – SANTARÉM

ADVOGADO Apartado 91 2000-999 – Santarém Telefefone - Fax 243322135 Atendimento: R. Alexandre Herculano, N.º 10, 1.º. 3.as, 4.as e 5.as de tarde e 6.as de manhã.

BALCÃO ÚNICO DO SOLICITADOR JORGE HUMBERTO MALACAS

SOLICITADOR Rua Dr. António José de Almeida, 5-3.º Dt.º 2005-138 SANTARÉM Telef. 243326500 – Fax 243326501 Telemóvel 919000120 Email: solicitador@malacas.net

MÉDICOS PAULA CHAMBEL

SOLICITADOR

FISIOTERAPEUTA FORMADA EM ALCOITÃO Telef. (Clínica): 243591402 – ALMEIRIM

MÉDICA CARDIOLOGISTA • Consultas de Cardiologia • Electrocardiogramas • Ecocardiogramas Modo M, 2 D e Doppler a Cor R. Dr. António José de Almeida, 11-4.º Dt.º Telef. 243326957 – 2000 Santarém

J. M. MILHEIRO DE CARVALHO MÉDICO DENTISTA Consultas: segundas, quartas e sextas-feiras.

TERAPEUTA DA FALA

SARA INSTALLÉ FIDALGO

ARMANDO FERREIRA

DR.ª ISABEL MONTEIRO

Rua do Colégio Militar, Lote B, n.º 16 - 1.º Esq.º 2000-230 SANTARÉM Telef. 243329300 – TM. 967498499

Rua Colégio Militar, Lote B - 1.º Frente Telef. 243322396 – SANTARÉM

Mário Soares Médico Especialista

Dr. Rui Castro

Angiologia Cirurgia Vascular

MÉDICO Especialista Clínica Geral

Marcações

CONSULTAS: De segunda a sexta-feira

Telef. 243 305 780

Consultório: Rua José Saramago (atrás do Banco de Portugal), 17 - 1.º – Telef./Fax 243327431 Domicílios: 917770678

NELSON RIBEIRO RODRIGUES Médico MEDICINA INTERNA Rua Dionísio Saraiva, Lote 4 - 1.º Dt.º Telefone 243 591 521 ALMEIRIM

Carla Moura Gonçalves MÉDICA DENTIST A DENTISTA Rua do Colégio Militar, Lote C-26/F Telef. 243 33 29 61 2000-230 SANTARÉM

19

Graça Ferreira da Silva MÉDICA CARDIOLOGISTA Consultas de 2.ª a 6.ª-feira

– ELECTROCARDIOGRAMAS – PROVAS DE ESFORÇO – ECOCARDIOGRAMAS – DOPPLER CARDÍACO – HOLTER (ECG 24 H) – MAPA Estrada de S. Domingos, n.º 13 - 2.º e 5.º – SANTARÉM Telefs. 243328890 e 243325810

Serviços Médicos do Coração

Centro Médico Cirúrgico de Santarém, S.A.

JOÃO NEVES VELOSO

RICARDINO GONÇALVES Rua Pedro de Santarém, 37 - 1.º F Telef. 243324713 - 2000 SANTARÉM

PSIQUIATRIA

CIRURGIA PLÁSTICA Rua Pedro de Santarém, 2 - 3.º A e B Telefone 243321147 – SANTARÉM Marcações a partir das 14 horas

MARIA JOÃO CATROLA

ADVOGADA Rua Pedro de Santarém, 33 - 1.º Esq.º 2000-223 SANTARÉM Telef./Fax 243591648 – TM. 919100473 e-mail: mariajoaocatrola-1457 e @adv.oa.pt

DR.ª PAULA PINHEIRO

DR. DUARTE GONÇALVES (ISABELINHA)

CORREIO DO RIBATEJO

– ELECTROCARDIOGRAMAS – PROVAS DE ESFORÇO – ECOCARDIOGRAMAS – DOPPLER CARDÍACO – HOLTER (ECG 24 H) – MAPA

ACORDOS: SERVIÇO NACIONAL DE SAÚDE – SAMS QUADROS – MAXICARE SINAPE SAMS – TELECOM – MEDIS – SÃ VIDA – MIN. JUSTIÇA – ADVANCECARE Estrada de S. Domingos, n.º 13 - 2.º e 5.º – SANTARÉM – Telefs. 243328890 e 243325810

NO VA MORAD A NOV MORADA CONSULTÓRIO DENTÁRIO

DR. MARCÃO Médico Especialista de ESTOMATOLOGIA (Doenças de Boca e Dentes) Pela Ordem dos Médicos e pelo Hospital de Santa Maria Clínica, Cirurgia e Próteses Dentárias. CONSULTAS TODOS OS DIAS Assistência exclusiva Médica – Garante-se esterilização de todo o material em AUTOCLAVE Largo Cândido dos Reis, 11 - 1.º Dt.º (junto ao Hospital Velho) Telef. 243326435 – SANTARÉM

Dr Dr.. José Manuel G. Nogueira MÉDICO

Electrocardiogramas

Consultas às 2.as, 3.as, 5.as e 6.as-feiras, a partir das 15 horas Marcação pelo telefone 243372731 Praceta Cónego Dr. Manuel Nunes Formigão, Lote 209 (S. Domingos – Santarém)

DR. MARTINHO DO ROSÁRIO

UROLOGISTA – Doenças dos Rins, Vias Urinárias e Aparelho Sexual Masculino – Consultas às 2.ª, 4.ª e 6.as-feiras – Urofluxometria diariamente – Biópsias da Próstata Eco-Dirigidas com resposta Histológica em 3 dias Marcações diárias das 9 às 12 e das 15 às 20 horas Consultório: R. José Saramago, 17 - 1.º – 2005-143 SANTARÉM – Telef. 243327431

MARIA EDUARDA FIGUEIREDO MÉDICA DENTISTA Consultas de 2.ª a sábado Rua Dr. António José de Almeida, n.º 5 - 1.º Dt.º Telefs. 243322959 - 243040130 Telemóveis 918781005 - 929059729 – SANTARÉM

PRÓTESE DENTÁRIA

GRAÇA MARONA

João A. C. Santos (Batalha)

Rua Pedro de Santarém, 37 - 3.º – SANTARÉM – Telef. 243333542

Telef elef.. 243328103 – Rua Prof Prof.. Manuel Bernardo das Neves, Lote 5 - 7.º SANT ARÉM SANTARÉM

Consultórios do Jardim: Telef. 243 593 422 ALMEIRIM

DR. MÁRIO GALVEIAS

DR DR.. CARLOS MM.. SANTOS

Médico Especialista

Médico Urologista do Instituto P ortuguês de Oncologia

OUVIDOS – NARIZ – GARGANTA

Consultas às 3.as-feiras.

Marcações: Telef. 243591521, das 15 às 19 horas. Rua Dionísio Saraiva, Lote 4-1.º - Dt.º ALMEIRIM

Consultório: Centro de Enfermagem Monteiro & Aguiar, Lda. – Rua Padre Inácio da Piedade, 11 – Telef. 243326449 – Santarém

DIVERSOS

ENFERMAGEM

L. M. MARTINHO DO ROSÁRIO

ERMELINDA MELRO

OTORRINO

ENGENHEIRO CIVIL L. Padre Francisco Nunes da Silva, 1 r/c Dt.º - Tel. 243305270 - SANTARÉM

ANÁLISES CLÍNICAS

DR.ª FÁTIMA CONSCIÊNCIA Laboratório: Rua Luís de Camões, 10 Telef. 243309780 – Fax 243309781 SANTARÉM

Ginecologia – Obstetrícia

ENFERMEIRA Todos os tratamentos e Pé-Diabético e Úlceras-Varicosas Praceta de S. Lázaro, 9 - r/c Esq.º (Campo dos Leões) – Telef. 243357228 Residência – Telef. 243323977


20

necrologia

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

SANTARÉM – ACHETE

ALTO DO BEXIGA – SANTARÉM

LOPES & BENAVENTE, LDA. AGÊNCIAS FUNERÁRIAS

MANUEL DA CONCEIÇÃO MAURÍCIO Faleceu a 10-3-2011

AGRADECIMENTO 0838

S

ua esposa, filho, nora, netos, bisnetos e restante família agradecem muito reconhecidamente a todas as pessoas que se dignaram acompanhar o seu ente querido à sua última morada, ou que de qualquer outra forma lhes manifestaram o seu pesar. Agradecimento extensivo ao Dr. João Costa, enfermeiros e pessoal auxiliar do Piso 8 – Medicina 3 do H.D.S. pelo carinho, dedicação e profissionalismo demonstrado.

Agência Funerária Campeão, Lda. Telef. 243325074 – Santarém

FERNANDO JOAQUIM DA CONCEIÇÃO RODRIGUES SECO

A CONFIANÇA CONSTRÓI-SE... HÁ MAIS DE 30 ANOS A SERVIR... FUNERAIS – CREMAÇÕES JAZIGOS

1 Ano de Eterna Saudade ua esposa, filhos, nora e S netos participam que será celebrada missa pelo seu eter0835

Acácio Benavente 916 151 250

Ex-Sócios-Gerentes da Agência Scalabitana

www.lopesebenavente.com

no descanso, amanhã, sábado, dia 19, na igreja de Jesus Cristo – Hospital Velho, às 16 horas, agradecendo desde já a quem se dignar assistir a este piedoso acto.

PORTELA DAS PADEIRAS SANTARÉM

Carlos Lopes 912 505 600

TELEF. 243 323 888

Empresa 100% portuguesa (Frente à Rotunda Luminosa, ao lado da Farmácia Confiança) S. DOMINGOS – 2005-242 SANTARÉM Filial: FAZENDAS DE ALMEIRIM – Rua Dr. Guilherme Nunes Godinho, 280 – Telef. 243 593 800

ALPIARÇA VIEGAS – ALCANEDE

PERNES – SANTARÉM

Agência Funerária Telef.

ALEIXO, LDA.

243328115 Fax

243328818

MARIA ASCENSÃO

Telems. 966007049 968041420 964052764

(Conhecida por Maria Elvira)

JOÃO PPAULO AULO VIEIRA DOS SANTOS MIRANDA MISSA 0831

S

ua mãe participa que será celebrada missa pelo seu eterno descanso no próximo domingo, dia 20, às 11 horas, na igreja Paroquial de Alpiarça, agradecendo desde já a quem se dignar assistir a este piedoso acto.

22-4-2010 – 22-3-2011

MISSA DO 11.º MÊS 0839

Sede: Santarém – P raceta Cidade Badajoz, n.º 15 c/v Praceta Telef. 243558315

S

eus filhos, genro, nora e netos participam que será celebrada missa pelo seu eterno descanso, no próximo domingo, dia 20, às 9.45 horas, na igreja dos Combonianos – Jardim de Cima, agradecendo desde já a quem se dignar assistir a este piedoso acto.

MARIA JOSÉ GONÇAL VES GONÇALVES DUARTE MENDONÇA

«Campeão», Lda. Serviço Permanente Telef. 243 32 50 74 SEDE: Estrada de S. Domingos, 27 - A – SANTARÉM

19-3-1944 –19-3-2011 Com que sempre decorava o seu rosto. Quis o destino, que já não estivesse fisicamente entre nós nesta data, em que completaria 67 anos. 0832

S

eu marido, filhos, nora, genro, demais familiares e amigos nunca a esquecerão. Que descanse em paz!

Agência Funerária

HELDER VACAS, LDA.

Funerais • Cremações • Trasladações • Jazigos Atendimento Personalizado

Telemóveis

917 214 616 (António Cordeiro) 917 550 558 (Nuno Cordeiro) 914 910 449 (David Cordeiro)

Tratamos de Toda a Documentação, Subsídios de Funeral e Pensões – Serviço Gratuito Escritório (Frente ao Hospital) Avenida Bernardo Santareno, N.º 49 – Santarém

SERVIÇO PERMANENTE

Nasceu: 16-12-1926 – Faleceu: 28-2-2011

AGRADECIMENTO

(ZÉZINHA) 67.º Aniversário Natalício

Agência Funerária

ARMANDO CONST ANTINO CONSTANTINO

243 333 520

Fax: 243 327 186 E-mail: agenciafunerariaheldervacas@hotmail.com

24H

0825

S

eus filhos, noras, genros, netos e restante família agradecem muito reconhecidamente a todas as pessoas que se dignaram acompanhar o seu ente querido à sua última morada, ou que de qualquer outra forma lhes manifestaram o seu pesar.

Agência Funerária Xavier, Lda. Telefs. 243408205 - 243479515 Alcanede e Tremez

A Funerária Jorge Almeida, Lda. SERVIÇOS FÚNEBRES PARA QUALQUER PARTE DO PAÍS Telemóvel 917 273 370 Telef. 243 441 246 Fax 243 441 038 Escritório: Rua S. Vicente – Sobral 2000-700 S. Vicente do Paúl

Paula Telem. 917 848 011

Sede: Rua Oriol Pena, 103 – 2000-493 Pernes Sandra Telef. 243 449 444 – Telem. 917 273 370 Telem. 919 006 899 Email: geral@afuneraria.com.pt Site: www.afuneraria.com.pt


necrologia

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

SANTARÉM

SANTARÉM

TREMÊS

MANUEL PPAULINO AULINO MARTINHO RECORDAÇÃO DO DIA DO PAI

JOSÉ GOMES DA COSTA 7 ANOS DE ETERNA SAUDADE 23-3-2004 – 23-3-2011

VÍTOR MANUEL DE BARROS MARGARIDO AGRADECIMENTO Nasceu a 20-05-1976 – Faleceu a 04-03-2011

Seus pais, irmã, cunhado e sobrinho agradecem reconhecidamente a todos os familiares e amigos que se dignaram acompanhar o Vítor à sua última morada, ou que de qualquer outra forma lhes manifestaram o seu pesar. Um obrigado especial ao Instituto Politécnico de Santarém, à Escola Superior Agrária de Santarém e à Scalabituna pelo apoio demonstrado nesta hora difícil, transmitindo-nos dessa forma o quanto dele gostavam. Gostaríamos por último de agradecer a atenção e os cuidados demonstrados pela Equipa Médica que o assistiu no Hospital Distrital de Santarém. A todos, bem hajam.

Foste esposo adorado e paizinho muito querido um coração cheio de amor nunca mais serás esquecido.

D

a sua filha Silvie, netas, genro e esposa que descanses em paz. 0836

Sua esposa recorda com saudade a passagem do 7.º aniversário do seu falecimento. Participa que será celebrada missa pelo seu eterno descanso no próximo dia 23, às 19 horas, na igreja de S. Nicolau, em Santarém, agradecendo desde já a quem se dignar assistir a este piedoso acto.

FONTAÍNHAS – SANTARÉM

CORREIO DO RIBATEJO

VALE DE SANTARÉM

21

ALTO DO BEXIGA SANTARÉM

ALFREDO FERNANDES DE MA TOS MARINHEIRO MATOS Faleceu a 18-5-2009 22 Meses de muitas saudades Ao meu grande amor da minha vida nunca te esquecerei. Porque amor igual ao teu nunca mais encontrarei. Estás sempre no meu coração desta tua mulher que te ama. Adeus até um dia. PAIZINHO Dia 19 é o dia do pai Não estás neste mundo dos vivos Para te podermos dar um Abraço e todo o nosso amor. Mas no livro da vida há uma Página de dor Recordamos-te para sempre Com muitas saudades. ecebe mil beijos dos fiR lhos que não te esquecem. 0841

SANTARÉM

MARIA CL ARA PEREIRA CLARA MIRANDA

SANTARÉM

N. a 29-6-1948 –F. a 20-2-2011

Missa do 30.º Dia

ãe faz um mês que parM tiste, foi uma dura batalha de sofrimento, foram dois 0842

PÓVOA DE SANTARÉM

PORTELA DAS PADEIRAS SANTARÉM

MARIA DE JESUS

NAZARÉ DIAS

Nasceu a 30-12-1912 Chancelaria – Torres Novas Faleceu a 12-3-2011 Santarém

Nasceu a 30-10-1923 Forcalhos – Sabugal Faleceu a 15-3-2011 Santarém

AGRADECIMENTO eus filhos, noras, netos, S bisnetos e restante família agradecem muito reconheci-

JOÃO DA PIEDADE CANEL AS CANELAS (Sargento-Ajudante Fuzileiro) 77 Meses de Eterna Saudade 10-10-04 – 19-3-11 DIA DE S. JOSÉ DIA DO PAI Pai apesar das saudades Não temos grandes ilusões Só nos resta ofertar-lhe Flores e orações. 0849 eus filhos, esposa, genro e neta participam que será celebrada missa pelo seu eterno descanso no próximo domingo, dia 20, às 9.30 horas, na igreja da Póvoa de Santarém. Agradecem desde já a quem se dignar assistir a este piedoso acto.

S

MARÍLIA ERNESTINA AV AREDA DA COST COSTAA LLAV AVAREDA Faleceu a 12-3-2011

Agradecimento e Missa do 7.º Dia uas filhas, filho, nora, S genros, netos, irmãos e restante família agradecem a to-

AGRADECIMENTO eus filhos, noras, genro, S netos, bisnetos e restante família agradecem muito

0856

0857

damente a todas as pessoas que se dignaram acompanhar a sua ente querida à sua última morada, ou que de qualquer outra forma lhes manifestaram o seu pesar.

reconhecidamente a todas as pessoas que se dignaram acompanhar a sua ente querida à sua última morada, ou que de qualquer outra forma lhes manifestaram o seu pesar.

Funerária Dom Fernando, Lda. Telef. 243108492 – Santarém

Funerária Dom Fernando, Lda. Telef. 243108492 – Santarém

AZOIA DE BAIXO – SANTARÉM

CASAIS DE MARIA DELFINA TREMEZ

0846

anos que todos sofremos. Agora tem o teu eterno descanso. Ficarás para sempre nos corações dos teus filhos e netos. Participam que será celebrada missa pelo seu eterno descanso, no próximo domingo, dia 20, às12 horas, na igreja do Vale de Santarém, agradecendo desde já a quem se dignar assistir a este piedoso acto.

SANTARÉM

Agência Aleixo, Lda. Telef. 243328115 – Santarém

0850

Gerente

243 108 492 Telemóvel 913 202 868 / 938 593 716 HONESTIDADE E COMPETÊNCIA SEDE: Rua do Alfageme de Santarém, 29 – RIBEIRA DE SANTARÉM ESCRITÓRIO: Av.ª Bernardo Santareno, Loja B - Frt. ao Hospital – SANTARÉM

eus filhos, nora, genro, S netas e restante família agradecem muito reconhecida0855

mente a todas as pessoas que se dignaram acompanhar a sua ente querida à sua última morada, ou que de qualquer outra forma lhes manifestaram o seu pesar. Agradecimento extensivo aos funcionários da Unidade dos Cuidados Paliativos do Hospital de Tomar e também aos Bombeiros Voluntários de Santarém, todo o apoio e ajuda prestada nesta hora de dor. A todos bem hajam.

JOSÉ ALBERTO RODRIGUES CINTRÃO DA CRUZ

Funerais, Trasladações e Cremações Fernando Figueiredo

Faleceu a 13-3-2011

AGRADECIMENTO

das as pessoas que se dignaram acompanhar a sua ente querida à sua última morada, ou que de qualquer outra forma lhes manifestaram o seu pesar. Participam que será celebrada missa pelo seu eterno descanso hoje, sexta-feira, dia 18, pelas 11 horas, na Sé.

FUNERÁRIA DOM FERNANDO A. FERNANDO,, LD LDA.

MARIA ALBERTINA MARQUES ANACLETO

Agência Funerária Lopes & Benavente, Lda. Telef. 243323888 –Santarém

Faleceu a 13-3-2011

Agradecimento e Missa do 7.º Dia

eus pais, irmã, cunhado S e restante família agradecem muito reconhecidamen-

JOAQUIM JOSÉ DA CONCEIÇÃO OLIVEIRA

3 Anos de Eterna Saudade

2 Anos de Eterna Saudade

20-3-2008 – 20-3-2011

22-3-2009 – 22-3-2011 0851 eus familiares recordam com saudade a passagem do 2.º aniversário do seu falecimento.

S

CELESTE MOREIRA eu filho, nora, netos e bisS neta recordam com profunda dor e saudade a passa0827

gem do 3.º Aniversário do seu falecimento.

te a todas as pessoas que se dignaram acompanhar o seu ente querido à sua última morada, ou que de qualquer outra forma lhes manifestaram o seu pesar. Participam que será rezada missa pelo seu eterno descanso no próximo domingo, dia 20, às 19 horas, na igreja de Jesus Cristo (Hospital Velho), agradecendo desde já a quem se dignar assistir a este piedoso acto.

ASSINE O

CORREIO DO RIBATEJO correiodoribatejo@mail.telepac.pt Telef. 243333116 – Fax 243333258 www.correiodoribatejo.com


22

desporto

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

Semana Desportiva na Saúde está a decorrer até 24 de Março

Enfermeiros também são bons de bola Promover a prática desportiva e estreitar laços de amizade entre os alunos são os objectivos principais de mais uma Edição da Semana Desportiva da Saúde, organizada pela Associação de Estudantes da Escola Superior de Saúde de Santarém (ESSS). Até à próxima quinta-feira, mais de 70 futuros Enfermeiros e Técnicos do sector da medicina vão trocar as batas por equipamentos desportivos, e espraiar no pavilhão da Escola Alexandre Herculano técnicas e tácticas de contra-ataque e defesa. A ‘apitar’ os jogos, nas modalidades de Futsal, Basquetebol, Andebol e Voleibol, vão estar alunos da superior de Desporto, para que a verdade desportiva não seja falseada, mas eventuais luxações serão certamente resolvidas sem qualquer problema. Andreia Tomé, uma das organizadoras, disse ao Correio do Ribatejo que a iniciativa pretende “incentivar a prática da actividade física nos jovens”, con-

Os alunos da Escola Superior de Saúde de Santarém (ESSS) estão a participar num Torneio Desportivo

trariando a tendência de sedentarismo que se verifica. A ideia inicial deste Torneio, que vai já na sua terceira edição, partiu da Equipa de Futebol da ESSS, que representa a instituição a nível nacional e internacional, nos campeonatos universitários. “Decidimos aplicar o modelo a esta actividade e aliála à promoção da importância do Desporto para a Saúde”, explicou Andreia Tomé. Para o futuro, a Associação Académica da ESSS tem o projecto de alargar

esta Semana Desportiva aos restantes estabelecimentos de ensino superior do concelho e numa fase posterior aos do distrito. Para este Torneio estão inscritos mais de 70 atletas, que vão representar 19 equipas nas diversas modalidades. Este ano, segundo disse a responsável, havia a ideia de promover, em paralelo, rastreios de Glicemia e medições de Índice de Massa Corporal durante as Festas da Cidade que se iniciam hoje, mas esta intenção ficou adiada para a Semana Académica.

Este mini-campeonato é também uma forma dos alunos “se ficarem a conhecer melhor”, para além das salas de aula e estágios, como referiu Ricardo Silva, outro dos organizadores. Em cada ano, são realizadas duas Semanas Desportivas, que coincidem com a entrada de novos estudantes na Escola, e funcionam por isso como um mecanismo facilitador de integração. Para além destes factores, alguns destes atletas poderão vir a juntar-se à Equipa da ESSS, até porque, afirma Ricardo Silva, “aqui joga-se bom futebol”. Esta Semana Desportiva na Saúde teve início na terça-feira, e está a decorrer até 24 de Março, dia em que se disputam as finais, se fazem a entrega dos prémios e um jantar convívio para retemperar os ânimos. A iniciativa tem o apoio da direcção da ESSS, Scalabisport e Escola Alexandre Herculano, que cede o pavilhão onde se desenrola a actividade. Filipe Mendes

Engolidos pelo tsunami da Azinhaga

Equilíbrio: Vitória é agora penúltimo, mas apenas a dois pontos do primeiro

Os anfitriões, motivados e com louvável entrega à partida, tiveram no ex-vitoriano Helder Guerreiro, dispensado no início da temporada pelo antecessor de Casaca, um dos principais dinamizadores de uma tarde de sonho para as suas cores, contando ainda com o concurso de Pedro Coelho, outro antigo atleta azul. A equipa tentará rectificar o desaire já no sábado, às 15h00, diante do Pinheiro e Cabiçalva, adversário que não consta no histórico de confrontos realizados pelo emblema vitoriano nas seis épocas que já conta de actividade oficial. O encontro marcará a despe-

Campeonatos Distritais 1.ª Divisão Apuramento de Campeão

1.ª Divisão Manutenção

3.ª jornada Fazendense, 2 Ouriense, 1 SL Cartaxo, 0 Alcanenense, 1 Mação, 0 Torres Novas, 0 J V E D G P

3.ª jornada Pego, 1 U. Tomar, 3 Amiense, 2 Ouriquense, 1 S. Correia, 1 Benavente, 3 J V E D G P

1.º Ouriense 2.º Torres Novas 3.º Fazendense 4.º SL Cartaxo 5.º Alcanenense 6.º Mação

3 3 3 3 3 3

1 1 1 1 1 0

1 2 2 0 1 2

1 0 0 2 1 1

4-3 4-3 3-2 3-4 2-3 0-1

25 24 24 23 21 19

4.ª Jornada – dia 20 de Março: Ouriense-SL Cartaxo, Fazendense-Torres Novas e Alcanenense-Mação.

dida de Portugal do brasileiro Léo, atleta que, pela sua dedicação e pelo seu afecto ao emblema que representa, figurará eternamente na história do Vitória Clube de Santarém. O Vitória alinhou na Azinhaga com Cavalão, Neto (cap.), Léo (2), Sérgio (1) e João Nuno (1); Daniel eTiago Agostinho. Duarte, Pedro Aguiar e Pipo Rodriguez não saíram do banco.

Iniciados espreitam o pódio

Com esperanças de ainda conquistarem um dos lugares cimeiros da tabela continuam os iniciados, que golearam em Ferreira do Zêze-

re por 4-1. Daniel (2), Carolo e Francisco Veríssimo (num espectacular golo de calcanhar, em pleno voo) apontaram os tentos vitorianos. Os infantis, jogando diante do seu público, também somaram três pontos, diante do CD “Os Patos”, permanecendo na liderança (a par do CAD Coruche) do Torneio de Encerramento do escalão. Tomás Veríssimo e Franjas bisaram. Menos feliz esteve a equipa de seniores femininos, que viu esfumarem-se as hipóteses de lutar pelo posto de vice-campeã ao perder em Marinhais por 3-2 (golos de Conxi e Rita Almeida).

Veteranos em torneio na Louriceira

A formação de veteranos do Vitória acorreu ao convite do CRD Louriceirense, e participará, entre 23 de Março e 21 de Abril no torneio local, estreando-se no dia 25 de Março defronte da turma da casa. VRD Moitas Venda e CRC Malhouense são as restantes equipas que compõe o grupo B.

1.º Amiense 2.º Benavente 3.º U. Tomar 4.º Pego 5.º S. Correia 6.º Ouriquense

3 3 3 3 3 3

3 1 1 1 1 1

0 1 1 0 0 0

0 1 1 2 2 2

7-3 4-4 4-4 5-7 6-7 5-6

21 21 17 15 10 9

4.ª Jornada – dia 20 de Março: Ouriense-SL Cartaxo, Fazendense-Torres Novas e Alcanenense-Mação.

Futsal

Campeonato Distrital 1ª Divisão Seniores Masculinos

Apuramento Campeão

C. Fátima, 5 Sandoeirense, 5 C. Figueiredo, 3-Conforlimpa, 0 AC DNO, 1 Achete, 3 Riachense, 4 Sabacheira, 4

JVEDG P 4 4 4 4 4 4 4 4

Riachense C. Figueiredo Fátima Sandoeirense Achete Sabacheira Conforlimpa AC DNO

3 3 2 2 2 1 0 0

1 0 1 1 0 1 1 1

Apuramento 1.ª Divisão 4.ª jornada

4.ª jornada

0 14-11 10 1 11-6 9 1 19-14 7 1 15-13 7 2 11-11 6 2 15-13 4 3 8-16 1 3 9-18 1

Próxima jornada: C. FátimaAC DNO, Conforlimpa-Sabacheira, Achete-C. Figueiredo e Sandoeirense-Riachense.

U.Cabiçalva, 8 Louriceirense, 5 Azinhaga , 7 Vit. Santarém, 4 J. Ouriense, 1 Entroncamento, 2 R. Fárrio, 3 CB Golegã, 2

JVEDG P J. Ouriense Tramagal CB Golegã U. Cabiçalva Entroncamento Azinhaga R. Fárrio Vit. Santarém Louriceirense

3 3 4 4 4 4 3 3 4

2 2 2 2 1 1 1 1 0

0 0 0 0 2 2 1 1 2

1 15-8 1 10-7 2 22-8 2 15-26 1 11-11 1 16-22 1 10-11 1 14-16 2 17-21

6 6 6 6 5 5 4 4 2

Próxima jornada: CB Golegã-

Juventude Ouriense, Tramagal-Azinhaga, Louriceirense-R.

Fárrio e Vit. Santarém-U. Cabiçalva. Folga: Entroncamento.

Campeonato Distrital 1ª Divisão Seniores Femininos Fase de Apuramento de Campeão 4.ª jornada

Vitória Clube de Santarém

Viveram-se momentos de terror na Azinhaga: estranhamente relaxados, os seniores vitorianos viram subitamente o mundo ruir sob os seus pés, sendo engolidos para o interior de um pesadelo inesperado. Esmagado num reduto diminuto, e sem espaço para se debater em busca de um túnel de fuga para o futsal de que mais gosta, o Vitória baqueou, esgotado, por números inimagináveis: 7-4, um resultado que o obriga a um esforço extra, nas semanas vindouras, para regressar aos postos cimeiros da classificação. Ainda assim, movidos pelo pânico, os comandados de Luís Casaca tentaram a todo o custo reerguerse de entre os destroços (reduzindo para 5-3), mas era tarde de mais: os prejuízos daqueles trinta minutos de horror iniciais afiguraramse-lhes irreparáveis. A espelhar a tarde de desacerto está a pouca inspiração a partir da marca dos 10 metros: três pontapés desperdiçados, cuja concretização poderia ter contribuído para um desfecho mais risonho…

Associação de Futebol de Santarém

P. Negros, 3 Entroncamento, 3 Riachense, * SL Cartaxo, *

Fase Intermédia Apuramento 4.ª jornada Série A

Marinhais, 3 Vit.Santarém, 2 CAD Coruche, 0 Mação, 4

JVEDG P

(*) Jogo interrompido

JVEDG P 4 3 3 4

P. Negros Riachense SL Cartaxo Entroncamento

3 1 0 0

1 1 2 2

0 12-9 10 1 10-9 4 1 9-10 2 2 12-15 2

Próxima jornada: Entroncamento-Riachense e SL CartaxoP. Negros.

Campeonato Distrital 1ª Divisão Juniores Masculinos 18.ª jornada CB Golegã, 3 CAD Coruche, 1 CB Cartaxo, 0 “Os Patos”, 13 S.Vicentense, 9 AC DNO, 3 U. Tramagal, 8-CB Rio Maior, 9

J V E D G P S. Vicentense “Os Patos” CB Rio Maior Tramagal E. Tomar CB Golegã CAD Coruche AC DNO CD Cartaxo

15 15 15 15 15 14 15 14 16

13 2 0 13 1 1 8 3 4 5 3 7 4 3 8 4 2 8 3 4 8 3 3 8 1 3 12

88-26 41 68-26 40 69-46 27 56-60 18 41-65 15 40-45 14 48-52 13 50-54 12 30-116 6

Próxima jornada: CB Rio Maior-E. Tomar, CAD Coruche-Tramagal, “Os Patos”-S. Vicentense e AC DNO-CB Golegã. Folga: CB Cartaxo.

Campeonato Distrital 1ª Divisão Juvenis Masculinos 14ª jornada J. Ouriense, 3 “Os Patos”, 0 AC DNO, 2 CAD Coruche, 5 “Os Patos” J. Ouriense CAD Coruche AC DNO

J V E D G P 14 14 14 14

9 7 7 2

1 2 1 2

4 5 6 10

41-29 25-24 34-21 21-47

28 23 22 8

Próxima jornada: AC DNO-J. Ouriense e “Os Patos”-CAD Coruche.

3 3 4 3 3

G. Marinhais Mação Vit. Santarém CAD Coruche A. Pernes

2 2 2 0 0

1 1 1 1 0

0 8-3 7 0 21-4 7 1 10-6 7 2 1-7 1 3 3-32 0

Próxima jornada: Mação-Marinhais e A. Pernes-CAD Coruche. Folga: Vitória Santarém.

Campeonato Distrital 1ª Divisão Iniciados Masculinos 15.ª jornada

F. Zêzere, 1 Alcobertas, 1 Abitureiras, 2 “Os Patos”, 3 R. Fárrio, 2 FutAlmeirim Goleganense CAD Coruche R. Fárrio Vit. Santarém “Os Patos” AC DNO Abitureiras F. Zêzere Alcobertas

Vit. Santarém, 4 Goleganense, 5 FutAlmeirim, 17 AC DNO, 0 CAD Coruche, 1

JVEDG 15 12 15 11 15 10 15 10 15 9 15 6 15 4 15 4 15 1 15 1

1 2 2 1 1 1 3 1 1 1

2 2 3 4 5 8 8 10 13 13

73-20 86-28 47-19 64-24 33-28 42-49 28-52 28-82 20-88 15-46

P

37 35 32 31 28 19 15 13 4 4

Próxima jornada: AC DNOAlcobertas, Ferreira Zêzere-Abitureiras, Goleganense-Ribeira Fárrio, Vitória C. Santarém-“Os Patos” e CAD Coruche-FutAlmeirim.

Infantis Torneio de Encerramento 2.ª jornada CAD Coruche, 14-M. Grandes, 1 Vit. Santarém, 4 «Os Patos», 3 CAD Coruche Vit. Santarém «Os Patos» M. Grandes

JVEDG P 2 2 2 2

2 2 0 0

0 0 0 0

0 0 2 2

21-4 7-5 6-11 3-17

6 6 0 0

Próxima jornada: «Os Patos»Moreiras Grandes e CAD Coruche-Vitória C. Santarém.


desporto

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

Obra no valor de 800 mil euros conta com 80% de financiamento do QREN

Pavilhão Gimnodesportivo de Pernes finalmente adjudicado Após várias tentativas infrutíferas, a Câmara Municipal de Santarém adjudicou, finalmente, por ajuste directo, a obra de construção do Pavilhão Gimnodesportivo de Pernes, orçada em 800 mil euros, comparticipada em 80% por fundos comunitários. A proposta de adjudicação foi aprovada pela maioria PSD, na reunião de segunda-feira do Executivo camarário. Os dois vereadores do PS votaram contra, por discordarem do facto de terem sido convidadas apenas três empresas, sempre as mesmas em cada tentativa, quando, na sua opinião, se justificava um maior número de convites,

dada a importância da obra, como já haviam defendido em anteriores reuniões. “Não somos contra a construção do pavilhão, antes pelo contrário, sempre votámos a favor desse projecto. Mas, anteriormente, das três empresas contactadas, só uma respondeu e, a seguir, a Câmara voltou a convidar as mesmas. Discordamos desse procedimento e, por isso, votamos contra”, explicou António Carmo. João Leite, vereador com o pelouro das Obras Municipais (PSD), lembrou que, de acordo com a lei, bastaria contactar uma empresa. Mais, considerou haver ur-

gência na aprovação da adjudicação, uma vez que a obra conta com verbas do Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN), motivo pelo qual não foram convidadas mais do que três empresas, segundo explicou. A escolhida foi a empresa Luís Mina, a única que respondeu ao convite e que satisfez as exigências da Autarquia. Problemas burocráticos e informáticos levaram à não adjudicação nos anteriores procedimentos.

Campo sintético para breve O pavilhão gimnodesportivo de Pernes, há muito re-

clamado, deverá estar concluído até ao final do ano. Quando a empreitada estiver na fase final, a Câmara espera estar já em condições de arrancar com a construção do campo sintético, adjacente ao pavilhão, segundo adiantou o vereador João Leite, ao Correio do Ribatejo. “Estamos em negociações para reunir sinergias, com o objectivo de conseguir vários parceiros para financiar a obra. Se tudo correr bem, como esperamos, ainda este ano iremos dar início aos trabalhos de construção do campo sintético”, afirmou João Leite. SM

Caixeiros - Modalidades

Caixeiros travam Progresso Que o título não induza em erro, nem leve o leitor a tirar conclusões precipitadas, até porque é reconhecido o carácter progressivo dos Caixeiros no panorama do desporto regional. E se dúvidas pairassem sobre a modernidade e espírito empreendedor dos Empregados do Comércio, estas rapidamente se dissipam olhando apenas para o último resultado dos Juvenis do Andebol. O empenho e a dedicação destes atletas permitiu-lhes regressar este fim-de-semana de Azeitão com um 2º lugar na segunda Fase do Campeonato nacional da modalidade. No reduto de um poderoso União Progresso, que durante a primeira fase tinha vencido os escalabitanos nos dois jogos, conseguiram arrancar uma vitória histórica. E para a história do jogo, fica a união do colectivo dos Caixeiros, que conseguiram,

no último minuto, travar o Progresso que jogava em casa. Ao longo da primeira parte, a equipa de Santarém conseguiu impor algum avanço no marcador, para o perder na ponta final. Levaram para os balneários uma desvantagem de três golos, mas depois do descanso, os Empregados do Comércio conseguiram equilibrar as contas e reduzir o défice. Na conta-corrente, e contra a corrente do jogo, onde o equilíbrio foi a tónica principal, a um minuto do fim o resultado cifrava-se em 2222: o resultado final estava em aberto, mas a equipa de Santarém perde a posse de bola e um jogador. Nos dramáticos instantes que se seguiram, a galhardia dos Caixeiros veio ao de cima e, mesmo em inferioridade numérica conseguiu recuperar o esférico e marcar. Para as contas do resulta-

do, valeu ainda um outro golo marcado já quando o árbitro levava o apito à boca, saldando-se este jogo em 24-22, e o 2º. Lugar desta segunda Fase. Já os Infantis masculinos receberam o Samora, em jogo a contar para o Distrital, e ofereceram a vitória ao adversário por 29-13, naquele que deverá ter sido dos jogos menos conseguidos pelos jovens de Santarém. A equipa mista dos Minis dos Caixeiros, deslocou-se a Alcanena para defrontar a experiente equipa do JAC, e também não conseguiram vencer. Ao intervalo a equipa de Santarém, perdia por 18-6. Mas, no segundo meio-tempo, assistiu-se a um melhor controlo de jogo e a equipa dos Caixeiros empatou 6-6, ficando o resultado final em 24-12, deixando uma boa nota para exibições futuras desta equipa que leva ainda escassos meses de treino.

Ao nível do Ténis de mesa, a direcção do clube informa que os treinos de captação de atletas estão a realizar-se na Nave Municipal, e são ministrados por João Duarte, às segundas, quartas e sextasfeiras, das 18h00 às 20h30. O número de atletas interessados tem vindo a aumentar progressivamente o que irá proporcionar a formação de equipas num curto espaço de tempo, informa a direcção, factor que vai possibilitar ao Clube voltar a estar representado numa das modalidades com maior tradição desta colectividade. A equipa de Futebol entra hoje (18 de Março) à noite oficialmente de férias, com um jantar de fim de época na sede do clube. Estava prevista a participação no Torneio de Encerramento, mas apenas três equipas se inscreveram: Caixeiros, Atalaiense e Ferreira do Zêzere, o que impossibilitou a sua realização.

CORREIO DO RIBATEJO

23

Casa do Benfica em Santarém ‘limpa’ medalhas em Sangalhos

Os jovens judocas da Casa do Benfica, em Santarém, vieram do Campeonato Nacional de Cadetes, realizado dia 13 de Março em Sangalhos, com duas medalhas. Dos três atletas em competição pelas cores escalabitanas, só José Carvalho, desta vez, não veio de metal ao peito, apesar da boa nota que deixou nos tatamis de Anadia. Bernardo Monteiro conquistou a prata e Francisca Duarte o bronze, tendo os atletas sido acompanhados pelo treinador Jorge Barroca Vítor e pelo monitor Carlos Ricardo.

Rugby de Santarém homenageia Veca Estamos a pouco mais de 24 horas do arranque do 1.º Torneio de Veteranos Veca/Sousa S.A.,que servirá para homenagear um escalabitano que potenciou o desenvolvimento da modalidade no concelho. Rugby Clube de Santarém Vet’s, Agronomia, S. Miguel, R.C. Lousã, CR Évora, Grupo de Montemor, Dramático de Cascais e Moita do Ribatejo são as equipas que já confirmaram a sua presença no torneio agendado para o dia da cidade – amanhã, 19 de Março – no Campo Chã das Padeiras, em Santarém, a partir das 10h00. Depois da competição, há ainda que fazer a ‘placagem’ a um substancial almoço onde se inclui o inevitável suíno no espeto. Depois de uma tarde de peso, haverá ainda, para os mais corajosos, um jantar do Torneio marcado para o Latiníssimo, seguido de baile. Domingo (dia 20 de Março) os atletas regressam à mesa, com um almoço de encerramento que decorre até à hora da corrida de toiros das Festas de S. José.

IV Edição do Torneio de Futebol Juvenil

Dança Desportiva mostra-se em Santarém A segunda eliminatória do campeonato Regional de Dança Desportiva, organizado pelo ‘New Star Dance Clube’ de Santarém, está marcada para amanhã, 19 de Março, pelas 14h00, no Pavilhão Gimnodesportivo. O Torneio será feito nas modalidades de Latinas e Clássicas, e contará com a presença de 250 dançarinos das várias escolas filiadas na Associação de Dança Desportiva de Santarém. A mo-

dalidade está em franco crescimento no país, e em menos de nove anos, evoluiu de forma exponencial quer ao nível da qualidade, quer no número de praticantes. Este campeonato servirá, por um lado, para consagrar os pares de dançarinos que se têm destacado a nível regional, mas também para descobrir novos valores para a modalidade.

No âmbito das Festas de S. José, a Scalabisport organiza o IV Edição do Torneio de Futebol Juvenil no escalão de Sub11, no próximo dia 20 de Março, pelas 15h00, no Campo de Futebol da Escola Superior Agrária em Santarém. Esta edição conta com a participação das cinco equipas de Futebol do Concelho, Associação Académica de Santarém, Atlético Clube de Pernes, CCDR Moçarriense, Clube Desportivo Amiense e União Desportiva de Santarém.


24

desporto

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

À dúzia é mais barato!

A equipa de Juvenis da Académica de Santarém continua imparável Desta vez, cilindrou por uns esclarecidos 12-2 a formação do Samora Correia. A jogar em casa, os jogadores do Samora entraram no jogo sem medo e chegaram mesmo a adiantar-se no marcador, na sequência de um contra-ataque rápido. A AAS estava decidida a resolver a contenda o mais rápido possível. Mas, depois de ter desperdiçado algumas boas ocasiões de golo, foi a equipa da casa que marcou, aproveitando um erro defensivo da Briosa. O Samora, galvanizado com o golo, tentou pressionar alto a Académica e balanceou a equipa para o ataque. Mas a Briosa correu atrás do prejuízo, e foi sem surpresa que respondeu à desvantagem, não acusando o golo sofrido. A equipa não se desorganizou e continuou a fazer o seu jogo. Num curto espaço de tempo, estava dada a reviravolta ao marcador, e ao intervalo o marcador já mostrava os 4-1 para a Académica. Com as substituições efectuadas ao intervalo, e a alteração táctica, a equipa ganhou outra dinâmica de jogo, e neste segundo meiotempo, o Samora foi uma espécie de bombo da festa do Título Distrital que já é da académica. Nesta segunda parte, jogadas e golos para todos os gostos e mais 2 mãos cheias de oportunidades falhadas, mas mesmo assim, o objectivo de marcar 100 golos neste campeonato estava cumprido. Aliás, já são 102! A dois jogos do final do campeonato, a direcção da Briosa quer terminar apenas com vitórias, e a julgar pelo

João Vasco

Diogo Duque

nível de jogo que os pupilos de Canavarro têm demonstrado em campo, será possível escrever esta página na já longa história do clube. Restantes Resultados: Juniores – Académica, 1Benfica C. Branco, 2. Iniciados “A” – CADE, 0Académica, 2. Iniciados “B” – Académica, 2-Rio Maior, 0. Juvenis “A” – S. Correia, 2-Académica, 12. Juvenis “B” – U. Santarém, 2-Académica, 1. Infantis “A” – CADE, 2Académica, 5. Infantis “B” – Benavente “B”, 0-Académica, 3. Infantis “C” – Académica, 10-Vale da Pedra, 1. Infantis “D” – Académi-

ca, 2-Abitureiras, 1. Benjamins sub-11 “A” – CADE, 6-Académica, 0. Benjamins sub-11 “B” – Académica, 1-Fazendense “A”, 1. Benjamins sub-11 “A” – CADE, 2-Académica, 4. Benjamins sub-10 “B” – Académica, 13-U. Almeirim, 0. Benjamins sub-10 “C” – Académica, 7-U. Tomar, 0. Benjamins sub-10 “D” – Ouriquense, 11-Académica, 1. Traquinas sub-8 “A” Encontro sub-9 AFS em Benavente – Académica, 5Mindense, 0; Académica, 3Glória, 0; e Académica, 1Footkart, 0. Actividades de 19 e 20 de Março: Escolinhas – dia 19, 11h00: treino, na Escola Superior Agrária. Infantis”A” – dia 19, 09h30: Académica-U. Tomar “B”. Infantis “B” – dia 19, 09h30: Académica-Fazendense “A”. Benjamins sub-10 “A” – dia 19, 11h00: AcadémicaS.A. Benfica “A”. Encontro petizes sub-7 da AFS - Campo nº 1 – dia 19, 15h00: Académica “A”Fátima; 16h20: Académica “A”-Glória; e 17h40: Académica “A”-Benavente. Campo nº 2 – Académica “ B”Cartaxo “A”; Académica “B”-Ouriquense; e Académica “B”-Rio Maior. Festas S. José - Torneio Bemjamins sub-11- Campo nº 1 – dia 20, 15h00: Académica-U. Santarém; 15h30: Académica-Moçarriense; 16h00: Amiense-Moçarrense; 16h30: Académica-Amiense; e 17h00: Amiense-U. Santarém. Campo nº 2 – 15h00: Pernes-Amiense; 15h30: Pernes-U. Santarém;

16h00: Académica-Pernes; 16h30: Moçarriense-U. Santarém; e 17h00: Moçarriense-Pernes. 17h30: Distribuição de prémios. Distrital Infantis – dia 19, 09h30: U. Santarém-Riachense “ B”. Benjamins sub-10 “D” – dia 19, 11h00: AcadémicaSalvaterrense “B”. Infantis “C” – dia 19, 09h30: Cartaxo “A”-Académica. Infantis “D” – dia 19, 10h30: Moçarriense “B”Académica. Benjamins sub-11 “A” – dia 19, 11h00: Samora Correia-Académica. Benjamins sub-10 “C” – dia 19, 11h00: Pernes-Académica. Traquinas sub-8 “A” (7anos) - Encontro Escolas Azambuja – dia 19, 15h00: Académica-Alhandra; 15h30: Académica-Azambuja; 15h55: Académica-Vilafranquense; e 16h50: Encerramento de jogos. Petizes (5 anos) – 15h00: Académica-Vilafranquense “B”; 15h20: AcadémicaAlhandra; 15h40: Académica-Azambuja; 16h00: Académica-OTA; 16h20: Académica-Vilafranquense “A”; e 16h50: encerramento de jogos. Juniores – dia 19, 15h00: Odivelas-Académica. Benjamins sub-11 “B” – dia 19, 15h30: Footkart-Académica. Iniciados “A” – dia 20, 10h30: Alferrarede-Académica. Iniciados “B” – dia 20, 10h30: Ouriquense-Académica. Benjamins sub-10 “B” – dia 20, 11h00: Salvaterrense “A”-Académica.

Joaquim faz Carreira noTaekwondo Joaquim Rafael Carreira Gomes, o atleta da equipa de Taekwondo da Associação 20km de Almeirim, é o novo Campeão Nacional Sub 21 da modalidade na categoria de -68 kg. Um atleta de peso, que venceu todos os combates, com destaque para os expressivos 9-0 na meia-final frente ao antigo detentor do título e considerado esperança olímpica, o lutador Ezequiel Gomes. As provas decorreram a 26 e 27 de Fevereiro, em Grândola, durante o campeonato Nacional de Taekwondo nos escalões de sub 21e Cadetes. A equipa de Taekwondo da Associação 20km de Almeirim conseguiu qualificar para esta prova sete atletas através

do campeonato distrital, 3 sub 21 (Joaquim Gomes, Miguel Brardo e Paulo Ferreira) e 4 cadetes (Adriana Gomes, João Montêz, Diana Cruz e Micael Salazar). Naquela que foi, segundo a direcção do clube “a me-

lhor participação de sempre da equipa em provas nacionais” os atletas Almeirinenses arecadaram um total de 5 medalhas, um 1º, um 2º e três 3ºs lugares. Este é o primeiro ano em que os nacionais de Taekwon-

do se realizam com coletes electrónicos, em que os atletas, para marcar pontos, têm que desferir golpes numa combinação de técnica e potência consoante as respectivas categorias de combate. No escalão de cadetes o grande destaque vai para João Montêz, 3º Classificado -44kg e Adriana Gomes 3ª classificada -54kg que venceram dois combates, mostrando já muita qualidade técnico-táctica apesar de estarem agora no ínicio de carreira, ambos perderam apenas frente ao campeão nacional das respectivas categorias. Ainda de referir o 3º posto do Micael Salazar, atleta ainda no primeiro ano de prática.

Taça Fundação do INATEL Série A-1 R. Moinhos, 0 C. Revelhos, 0

1.º Alvega 2.º Sentieiras 3.º R. Moinhos 4.º C. Revelhos 5.º Seiça

Série B-2

Sentieiras, 2 Seiça, 3

JVED G P 4 5 5 5 5

3 3 2 0 1

1 1 1 3 0

0 10-3 10 1 7-6 10 2 9-5 7 2 7-11 3 4 2-10 3

Próxima jornada: Seiça-Alvega e Sentieiras-Casais Revelhos. Folga: Rio de Moinhos.

Série B-1 B. Ribatejo, 0 Alcanhões, 2

5 5 5 4 5

3 3 2 1 0

1 0 2 1 2

1 7-3 10 2 16-7 9 1 4-5 8 2 5-7 4 3 7-17 2

Próxima jornada: Paço dos Negros-Vale de Cavalos e Parreira-Alcanhões. Folga: Benfica do Ribatejo.

Série C-1 Lapa, 1 Alcobertas, 1 1.º T. Cartaxo 2.º Almoster 3.º Alcobertas 4.º Lapa 5.º Alencalense

T. Cartaxo, 1 Alencalense, 1

JVEDG P 5 4 5 5 5

3 3 2 0 0

2 1 1 2 2

0 8-5 11 0 16-4 10 2 10-7 7 3 6-16 2 3 3-11 2

Próxima jornada: AlencalenseAlmoster e Tigres do Cartaxo-Alcobertas. Folga: Lapa.

Série D-1 S. Justa, 2 M. Pegos, 4

Carapuções, 3 F. Figueiras, 1

JVEDG P 1.º Carapuções 2.º F. Figueiras 3.º M. Pegos 4.º Santa Justa 5.º M. Alta

5 5 5 5 4

3 2 2 1 0

1 2 1 3 1

1 1 2 1 3

7-5 10 5-5 8 7-5 7 6-5 6 1-6 1

Próxima jornada: Fazenda das Figueiras-Malhada Alta e Carapuções-Montinho dos Pegos. Folga: Santa Justa.

Série A-2 L. Carvalhal, 0 Sabacheira, 0

Bairro, 1 Olival, 2

JVEDG P 1.º Olival 2.º Bairro 3.º Amoreira 4.º L Carvalhal 5.º Sabacheira

5 5 4 5 5

4 3 1 1 0

0 1 2 2 1

Arreciadas, 3 Ortiga, 2

JVEDG P 1.º Arreciadas 2.º Ortiga 3.º Carvoeiro 4.º S. Facundo 5.º Envendos

5 5 4 5 5

3 3 2 2 0

1 0 1 0 2

1 14-7 10 2 6-5 9 1 7-7 7 3 5-9 6 3 7-11 2

Próxima jornada: Ortiga-Carvoeiro e Arreciadas-Envendos Folga: S. Facundo.

Série C-2 Raposa, 2 S. Domingos, 3

Carregueira, 0 Ulme, 0

JVEDG P

Parreira, 1 P. Negros. 6

JVEDG P 1.º B. Ribatejo 2.º Paço Negros 3.º Parreira 4.º V. Cavalos 5.º Alcanhões

S. Facundo, 0 Envendos, 1

1 15-6 12 1 5-6 10 1 7-7 5 2 7-9 5 4 3-9 1

Próxima jornada: Olival-Amoreira e Bairro-Sabacheira. Folga: Lobos de Carvalhal.

5 5 5 5 4

1.º Raposa 2.º S. Domingos 3.º Carregueira 4.º Ulme 5.º Alvitejo

4 2 0 0 0

1 2 4 3 2

0 1 1 2 2

8-2 13 8-4 8 1-3 4 1-6 3 1-4 2

Próxima jornada: Ulme-Alvitejo e Carregueira-S. Domingos. Folga: Raposa.

Série D-2 C. Charneca, 2 Quebradas, 1

Assentiz, 1 Arrouquelas, 2

JVEDG P 1.º Arrouquelas 2.º Vilanovense 3.º Quebradas 4.º Assentiz 5.º C. Charneca

5 4 5 5 5

3 3 2 2 1

1 0 0 0 1

1 1 3 3 3

6-4 10 5-3 9 8-9 6 7-6 6 5-9 4

Próxima jornada: ArrouquelasVilanovense e Assentis-Quebradas. Folga: Casal da Charneca.

Série E-2 V. Pedra, 0 Valada, 6

Ereira 2 V. Santarém, 0

JVEDG P 1.º Ereira 2.º Valada 3.º V. Pinta 4.º V. Pedra 5.º V. Santarém

5 5 4 5 5

5 3 2 1 0

0 1 0 0 1

0 12-2 15 1 14-4 10 2 10-10 6 4 5-13 3 4 4-16 1

Próxima jornada: Vale de Santarém-Vale da Pinta e Ereira-Valada. Folga: Vale da Pedra.

Série F-2 CB Samora C, 4 Valverde, 1 Granho, 1 Zebrinho, 3 Fajarda, 1 F. Salvaterra, 1 1.º Fajarda 2.º Zebrinho 3.º F. Salvaterra 4.º CB Samora C 5.º Granho 6.º Valverde

JVEDG P 6 6 6 6 6 6

3 3 2 3 1 0

3 2 3 0 3 1

0 5-2 12 1 10-7 11 1 9-7 9 3 8-6 9 2 7-9 6 5 6-14 1

Próxima jornada: Granho-CB Samora Correia, Foros de Salvaterra-Valverde e Zebrinho-Fajarda.

Série G-2 V. Vale, 0 Rebocho, 1 1.º Rebocho 2.º S. Mato 3.º Azervadinha 4.º V. Vale 5.º C. Lavre

S. Mato, 0 C. Lavre, 0

JVEDG P 5 5 5 5 5

4 2 2 0 0

0 2 1 4 1

1 1 2 1 4

5-3 4-3 6-6 4-5 5-9

12 8 7 4 1

Próxima jornada: Cortiçadas de Lavre-Azervadinha e Santana do Mato-Rebocho. Folga: Volta do Vale.

Santos da casa fazem milagres Os dois lugares cimeiros do pódio da Taça ANDS ficaram em casa. O Torneio, organizado pela Associação de Natação do Distrito de Santarém, foi vencido peloTorres Novas, cabendo o segundo lugar à Scalabisport. Só os atletas da equipa de Natação de Ponte de Sor, com 318 pontos, vieram impedir o pleno de vitórias para os nadadores do distrito de Santarém, que, apesar de tudo, confirmaram a sua supremacia perante 19 Clubes, representados por 208 atletas. A nadar em Rio Maior, destaque para o Recorde Distrital de Absolutos nos 4x100 Livres femininos, obtido pelas nadadoras da Scalabisport, que ficou em segundo lugar por equipas graças às performances dos atletas Mariana Martinho, Júlia Lopes, Ricardo Lucas, Ivo Lopes, Catarina Moura, João Gabriel, João Saragoça, Inês Rodrigues, João Baeta, Marisa Antunes e Diogo Santos, que, nas diversas provas realizadas, amealharam 364 pontos.


passatempo

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

6

7 5

Preencha as casas vazias, com algarismos de 1 a 9, sem repetições em nenhuma linha ou quadrado. Quintas Delgado, Maria Lúcia Segurado d’Aguiar, Artur Ferreira, António Inocêncio Cabral Calheiros Spínola Martins, Eduardo da Luz Beirante e Luís de Avilez Melo e Castro. Em 24, Maria Vicência Lopes Quitério, Maria Aduzinda Carvalho Faustino, Maria Alda da Costa Póvoa, Marta Alexandra Louro Avelar Duarte, Maria de Castro Henriques Bela Morais, Tiago Ramada Leite Anachoreta Caldas, Miguel Augusto do Couto Abreu, Capitão João Ferreira Martinho, Francisco de Avilez Melo e Castro, Eduardo Medusa da Silva, Luís Filipe Caldas Nobre da Veiga e Fernando Abílio Guerra de Sant’Ana.

F R

E

A

L

S

I

I

B

C

A

T

A

L

A

M

A

M

A

R A T E A

R

B

A

R

M

A

A

C

A

S

E

A

R

R

U

T

A L

U

N A C

G R E

D R A

A I L O

A

I

P

M I G U F

A I D A

N O T A B

A I R

5

8 2

1

2

8

9

5

6

2

8

7

4

3

1

9

5

6

7

4

3

7 3

3 6

4 7

5 1

C A R O P E

SOLUÇÕES

I

nio Nunes do Carmo Cláudio, José Joaquim Nunes, José Vasco de Seixas Jorge de Pina Serrano, António de Campos Mendes Serrano e José de Jesus. Em 20, Ana Maria Mennig Pombeiro, Elisa Marques Abreu, Joana Rosa Pires Semedo, Fátima Ferreirinha Machado e António Ferreira. Em 21, Hermes Hipólito do Rosário Godinho, Albertino Filipe Pisca Eugénio e Diamantino Henriques Botequim. Em 22, Maria Antónia Ginestal Monteiro de Albuquerque Cortes Rocha e Pedro Zenha Matias Roseta Casa Nova. Em 23, Maria Augusta Paixão Bastos, Maria Madalena Eloy Santos, Maria da Conceição Ferreira Fonseca, Beatriz

9 3

1

6

7 8 5 3

1 2 8

7 9 3 4 6

4 5 9 6 1

2 1 5 7 4

9 3 6 8 2

8 4 2 9 7

L E E

I M

4

2

7

9

5 1

8 2

9 8

1 5

3 6

As anedotas do Barbosa

6

SUDOKU

FAZEM ANOS: Em 19, Hermínia dos Santos Costa Lourenço, Maria José dos Reis Motta, Dilcarina Costa Durão, Maria Sá Morais Faria de Castro, Maria José de Oliveira Falcão, Helena Correia Saldanha Mendes, Maria Elisa Moreira Rato David Noronha Azevedo, Filipe de Sousa Dias Freitas, Frederico Gomes da Silva, António Gomes Costa, Hermano Trindade de Figueiredo, José Joaquim Caldas Duque, Antó-

Iam dois homens embriagados a passar uma ponte, quando um deles se desequilibra e cai ao rio. De imediato, o outro foi pedir socorro, mas quando o tiraram da água já estava morto. - Então, como é que ele está? - perguntou o outro bêbado. - Bebeu água a mais – esclareceram os socorristas. - Está a ver! Bebe água pela primeira vez e morre!...

3

6

varre a casa. – Enquanto a pedra vai e vem, Deus dará do seu bem. – Enquanto dura, vida e doçura, em acabando, gemendo e chorando. – Enquanto ferve a panela, floresce a amizade. – Enquanto há dinheiro há amigos.

mal sai, mal faz. – Entre mortos e feridos, alguém há-de escapar. – Entre o prometer e o dar, tua filha hás-de casar. – Entre os dois, venha o diabo e escolha. – Entre judeus, judeu como eles. – Entre pai e irmãos, não metas as mãos. – Entre ponto e ponto, mordedura de asno. – Entre ricos e pobres, não há parentesco. – Entre santa e santo, parede de cal e canto. In: Rifoneiro Português P. Chaves

5

4

Bertino Coelho Martins

– Enquanto o mar bonança, todos são bons pilotos. – Enquanto todos emprestam, ajuizados não compram. – Entre amigos honrados, cumprimentos são escusados. – Entre amigos, vista basta. – Entre a honra e dinheiro, o segundo é o primeiro. – Entre dizer e fazer, muita coisa há a meter. – Entre dois dentes molares, nunca metas os polegares. – Entre falar e fazer, muito há que dizer. – Entre gado ruim há pouco que escolher. – Entre guerra e paz quem

4

6

Adágios do Povo – Enquanto a gente dorme, dormem os cuidados. – Enquanto a grande se abaixa, a pequena

3

E

11

8

2

O

10

9

R

9

7 9

C

8

2

4

VERTICAIS – 1 - Tocador de arrabil. 2 - Nociva. Cortar, aparar. Outra coisa (Ant.). 3 - Dar aparência de baeta a. Reduz a fio. 4 - Coroa de louros (Poét.). Dai asas a. 5 - Quarto mais interior que a câmara. 6 Unidade de trabalho do sistema CGS. Injusto. 7 - Que tem muitos espinhos. 8 - Apraza para outro dia. Queimada. 9 - Troçava. Afastamo-nos. 10 - Vogais iguais. Pau de substância plástica impregnada de carmim e por vezes aromatizada, com que as senhoras pintam os lábios. Registo Comercial (abrev.). 11 - O m. q. Mileporídeo.

7

5 3

5 6

1

S

4

7

O

3

5

D

2

4

A

1

O

11

S

10

R

9

A

8

I

7

A

6

I

5

A

4

L

3

6

A

2

9

R

1

HORIZONTAIS – 1 - Condutor de palanquim na Índia. Cortem as bordas, agucem. 2 - Capital de Marrocos. Detestei. 3 - Género de plantas herbáceas (Bol.). 4 - Aguçaria. Berílio (s.q.). 5 - Beco sem saída (Bras.). Força Aérea Portuguesa (sigla). 6 - Filho de Abraão e de Sara. Cauteloso. 7 - O ambiente doméstico. Qualidade de amargo. 8 - Também (Arc.). O m. q. amendoína (Farm.). 9 - Flauta pequena. 10 Brilhar. Exale cheiro. 11 - O m. q. árvore-da-judeia (pl.). Aversão (Fig.).

O

CRUZADAS

25

CORREIO DO RIBATEJO

GÉMEOS

CARNEIRO

21/3 a 27/3/2011

alete de Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 31. Carta da Semana: VValete Paus, que significa Amigo, Notícias Inesperadas. Amor Amor: Poderá receber a visita inesperada de um amigo de longa data. Receba-o de braços abertos. Saúde Saúde: O seu organismo poderá andar desregulado. Esteja atento às suas indicações. Dinheiro Dinheiro: Possibilidade de ganhar 21/03 a 20/04 lucros inesperados. Seja audaz e faça um excelente investimento. Pensamento positivo: Quando quero falar com Deus, abro-lhe o meu coração e digo tudo o que sinto. Números da Sorte: 9, 11, 17, 22, 28, 29. Dia mais favorável: terça-feira.

LEÃO

24/7 a 23/8

21/3 a 27/3/2011 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 35. Carta da Semana: 6 de Ouros, que significa Generosidade Generosidade. Amor Amor: A sua cara-metade não merece ser tratada com indiferença. Pense um pouco melhor na sua forma de agir. Saúde Saúde: As tensões acumuladas podem fazer com que se sinta cansado e desmotivado. Dinheiro Dinheiro: Atenção, a sua qualidade profissional poderá estar a ser testada. Pensamento positivo: Retribuo com generosidade tudo aquilo que recebo. Números da Sorte: 6, 14, 36, 41, 45, 48. Dia mais favorável: domingo.

TOURO

21/4 a 21/5

VIRGEM

24/8 a 23/9

21/3 a 27/3/2011

igue já! 760 10 77 32. Carta da Semana: Rei de PPaus, aus, Horóscopo Diário Ligue que significa Força, Coragem e Justiça. Amor Amor: Opte por atitudes de compreensão e tolerância para com os seus filhos. Saúde Saúde: Poderá sentir-se um pouco cansado e sem energia. Melhore a sua alimentação. Dinheiro Dinheiro: Aposte na sua competência, pois poderá ser recompensado da forma como merece. Pensamento positivo: Eu procuro ser justo e correcto para com todos os que me rodeiam. Números da Sorte: 1, 5, 7, 11, 33, 39. Dia mais favorável: sexta-feira.

22/5 a 21/6

BALANÇA

24/9 a 23/10 21/3 a 27/3/2011

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 36. Carta da Semana: Ás de EspaSucesso. Amor Amor: O amor estará abençoado. Aproveite ao das, que significa Sucesso máximo este momento de comunhão. Saúde Saúde: O trabalho não é tudo! Descanse mais e pense seriamente na sua saúde. Dinheiro Dinheiro: Aja de forma ponderada, não coloque em risco a sua estabilidade financeira. Pense bem antes de gastar indevidamente. Pensamento positivo: Procuro ser simples porque sei que viver com simplicidade é mais do que um acto, é uma virtude. Números da Sorte: 4, 9, 18, 22, 32, 38. Dia mais favorável: terça-feira

21/3 a 27/3/2011 CARANGUEJO 21/3 a 27/3/2011 alete de Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 33. Carta da Semana: VValete Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 34. Carta da Semana: 9 de EspaCopas, que significa Lealdade, Reflexão. Amor: Amor A sua vida afectiva podedas, que significa Mau Pressentimento, Angústia. Amor rá não estar a ter os contornos que planeou. Procure não perder a calma e Amor:: Tome consciência dos seus actos, pois estes poderão estar a contribuir negativamente para a sua relação. Saúde Saúde: Evite situações que possam invista na sua felicidade. Trate-se com amor! Saúde Saúde: Não abuse dos aliprovocar uma alteração do seu sistema nervoso. Cuidar da sua saúde não é mentos que sabe que prejudicam o seu estômago. Dinheiro Dinheiro: Prevê-se uma Dinheiro:: Modere as palavras e pense semana extremamente positiva em termos profissionais. Pensamento po- 22/6 a 23/7 uma questão de querer. É um dever. Dinheiro sitivo: Sou leal para comigo mesmo e para com as pessoas que amo. Nú- bem antes de falar. Uma atitude irreflectida pode aborrecer um superior hierárquico. Pensamento positivo: Tenho Fé e acredito que o Universo nunca se engana. Números da Sorte: 9, meros da Sorte: 2, 9, 17, 28, 29, 47. Dia mais favorável: segunda-feira. 18, 27, 31, 39, 42. Dia mais favorável: quarta-feira. 21/3 a 27/3/2011 igue já! 760 10 77 37. Carta da Semana: 4 de EspaHoróscopo Diário Ligue das, que significa Inquietação, agitação agitação. Amor Amor: Ponha as cartas na mesa, evite esconder a verdade. Seja o mais honesto possível com a sua carametade. Saúde Saúde: Aja em consciência e não cometa excessos que o seu organismo não suporta. Dinheiro Dinheiro: Ouça os conselhos da pessoa com quem divide as tarefas diárias. Pensamento positivo: Sou honesto com as pessoas que amo, e isso tranquiliza o meu coração. Números da Sorte: 7, 22, 29, 33, 45, 48. Dia mais favorável: domingo.

SAGITÁRIO

21/3 a 27/3/2011

ESCORPIÃO

21/3 a 27/3/2011 Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 38. Carta da Semana: O Julgamen Julgamen-to, que significa Novo Ciclo de Vida Vida. Amor Amor:: Aposte nos seus sentimentos e poderá, em conjunto com a sua cara-metade, tomar uma decisão importante para ambos. Saúde: A sua capacidade de recuperação de energias será notória. Esqueça o passado e viva o presente, o passado passou, aceite-o! Dinheiro Dinheiro: Esforce-se por conseguir atingir os seus objectivos profissionais. 24/10 a 22/11 Seja audaz e perseverante. Pensamento positivo: Procuro escolher aquilo que é melhor para mim. Números da Sorte: 1, 3, 7, 18, 22, 30. Dia mais favorável: segunda-feira.

CAPRICÓRNIO

21/3 a 27/3/2011

ua, que Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 40. Carta da Semana: A LLua, Amor Uma velha lembrança poderá pairar na significa Falsas Ilusões. Amor: sua mente, causando algumas dúvidas no seu coração. Procure ter uma vida de paz e amor. Saúde Saúde: Nesta área não terá muitas razões para ficar preocupado, o que não significa que deixe de ter os cuidados mínimos. Dinheiro Dinheiro: Utilize a sua capacidade de organização para sugerir algumas 22/12 a 20/1 mudanças no seu departamento. Pensamento positivo: Oiço a voz da minha intuição, sei que ela me diz sempre a verdade. Números da Sorte: 3, 7, 11, 18, 22, 25. Dia mais favorável: terça-feira. 21/3 a 27/3/2011 PEIXES 21/3 a 27/3/2011

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 39. Carta da Semana: A Roda da Fortuna, que significa Sorte, AAcontecimentos contecimentos Inesperados. Amor Amor: Ponha o seu orgulho de lado e vá à procura da felicidade. Seja feliz! Saúde Saúde: Lembre-se que fumar não faz mal apenas a si; tenha em atenção a saúde da sua família. Dinheiro Dinheiro: Aposte nos seus projectos pessoais. Seja inova23/11 a 21/12 dor e arrojado. Poderá ter óptimas surpresas. Pensamento positivo: Acredito que a vida me traz surpresas maravilhosas. Números da Sorte: 8, 17, 22, 24, 39, 42. Dia mais favorável: sexta-feira.

AQUÁRIO

21/1 a 19/2

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 41. Carta da Semana: O Mundo, Fertilidade. Amor Amor: Não se dedique apenas à sua vida proque significa Fertilidade fissional, dê mais atenção à pessoa que ama. Saúde Saúde: Liberte o stress que tem acumulado dentro de si. Dinheiro Dinheiro: Património protegido. Continue a adoptar uma postura de contenção. Será bastante positivo para si. Pensamento positivo: Fazer o Bem dá alegria ao meu coração! Números da Sorte: 2, 17, 19, 36, 38, 44. Dia mais favorável: quarta-feira.

20/2 a 20/3

Horóscopo Diário Ligue já! 760 10 77 42. Carta da Semana: 8 de Copas, que significa Concretização, Felicidade. Amor Amor:: Aja menos com a razão e mais com o coração. Assim, evitará conflitos desnecessários com a pessoa que ama. Saúde Saúde: Seja mais moderado e dê mais valor ao seu bemestar. Se seguir em frente e fizer o que tem de ser feito, todos acabarão por aplaudi-lo! Dinheiro Dinheiro: Esteja muito atento ao que se passa ao seu redor, pois algum colega pode não ser tão sincero quanto aparenta. Pensamento positivo: A felicidade espera por mim! Números da Sorte: 1, 8, 17, 21, 39, 48. Dia mais favorável: sábado.


26

tauromaquia

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

Coordenação de

Ludgero Mendes A Tertúlia informal da Taberna do Quinzena voltou a convidar para o habitual jantar “mensal” uma consagrada figura do toureio. Desta feita foi João Salgueiro, cavaleiro tauromáquico natural de Valada do Ribatejo, onde nasceu a 21 de Fevereiro de 1968, no seio de uma das mais distintas famílias de toureiros e de ganadeiros, que nas últimas temporadas foi considerado por diversas tertúlias e órgãos de comunicação social como o grande triunfador. “Casa cheia” para o jantar com João Salgueiro, onde marcaram presença toureiros, forcados, ganadeiros e aficionados que, assim, quiseram testemunhar ao marialva ribatejano a admiração que nutrem pela sua trajectória, distinguindo a qualidade do seu toureio, onde pontifica a verdade com que enfrenta os seus oponentes, dandolhes a primazia de investida, apertando nas reuniões do maior compromisso e cravando com acerto “de alto a baixo”. Se estes pressupostos técnicos nos permitem enquadrá-lo entre os toureiros mais classicistas da sua geração, temos de referir que João Salgueiro se

João Salgueiro na “Taberna do Quinzena”

João Salgueiro recebendo o “testemunho” da sua presença no jantar do Quinzena

destaca pela espontaneidade com que aborda os seus oponentes, bordando o toureio com detalhes estéticos de uma inspiração notável. O que, aliás, não é paradoxal, posto que a lide de um toiro deve adequar-se às suas condições e ao seu comportamento, o que, obviamente, dita uma distinta atitude técnica e artística por parte do toureiro, preservando-se, todavia, o seu estilo pessoal e a sua sensibilidade estética. João Ignácio de Ferreira Girão Salgueiro da Costa

apresentou-se em público a 31 de Agosto de 1985, em Salvaterra de Magos, prestando prova para praticante logo no ano seguinte, a 24 de Maio, na praça de toiros da Moita do Ribatejo, frente a um exemplar da ganadaria de Oliveira, Irmãos. Tomou a alternativa no dia 29 de Maio de 1988, na praça de toiros de Almeirim, lidando um toiro da Condessa de Sobral, e, tendo como padrinho o seu avô, Dr. Fernando Salgueiro, também ele cavaleiro de alternativa, e como testemunha seu pai,

Fernando Andrade Salgueiro. Partilharam ainda esse cartel os cavaleiros João Moura, Paulo Caetano e Joaquim Bastinhas. De então até ao presente João Salgueiro tem mantido um plano de primeiríssima figura, consolidando a sua carreira através de um toureio frontal, de poder a poder ou encurtando distâncias até provocar a investida do seu oponente, criando a célebre “paradinha”, e cravando a ferragem nos terrenos do maior compromisso, para se adornar, de-

pois, com o maior requinte técnico e artístico. Um primor! João Salgueiro é, sem dúvida, um toureiro de arte, de emoção, de improviso e de apurada sensibilidade estética, que nunca leva uma faena estudada para a praça… acontece aquilo que sente em cada momento. Talvez, também, por isso mesmo tenha ainda actuações que sonhou e que ainda estão por realizar. Classifica o seu toureio dentro do estilo clássico, tentando, no entanto, ser inovador e ter um pouco de tremendismo, dando vantagens aos toiros e transmitindo emo-

ção para as bancadas. Não abdica da boa monta e de ir de frente e de largo para a cara dos toiros, devagar e templando as sortes, pois, só assim considera que existe verdade na forma de tourear. Cavaleiro consagradíssimo, João Salgueiro afirma peremptoriamente que continua a ter a ilusão de ser ainda melhor, pois, no dia que deixar de ter essa ilusão… deixa de tourear! Antes de terminar este tão agradável convívio aficionado, João Salgueiro referiu alguns aspectos da sua expressão toureira e respondeu a algumas questões que, entretanto, lhe foram colocadas.

João Salgueiro dirigindo-se aos aficionados participantes no Jantar

Javier Cano vence V Certame de Atarfe Era grande a expectativa de que Paulo Jorge Santos pudesse conquistar o Rojão de Ouro em disputa no V Certamen de Rejoneo de Atarfe, pois, apresentava-se com melhor score face ao seu concorrente directo, porém, o mau uso do rojão de morte acabaria por o penalizar, proporcionando a Javier Cano o triunfo, apenas com mais 1,5 pontos do que o marialva vilafranquense. Paulo Jorge Santos proporcionou novamente uma grande tarde de bom toureio, pecando, apenas, com o rojão de morte no seu primeiro, um manso sempre a fugir ao castigo, que, apesar de três descabellos, ainda lhe valeu uma merecida orelha,. O seu segundo oponente foi um pouco mais colaborante, porém, faltavalhe transmissão, tendo que ser o jovem marialva a dar tudo e a conseguir bons momentos, principalmente com o Limoges. Matou de um bom rojão e cortou as duas orelhas. A imprensa espanhola va-

Javier Cano num momento da sua lide

lorizou a actuação do toureiro português com rasgados elogios e levou mesmo F. Martínez Perera e escrever o seguinte, no Jornal “Ideal”, de Granada: “Pau-

lo Jorge Santos fue fiel a sí mismo. Lidió muy bien, se lució como caballista, clavó casi siempre al estribo. Entendió muy bien, además, a sus dos novillos, que

no fueron precisamente fáciles, el primero por manso y rajado y el otro de mejor condición, pero algo reservón. (…) Tres merecidas orejas premiaron el conjun-

to de su labor.” Javier Cano alardeou boas faculdades, sobretudo com as bandarilhas, que colocou em sortes de frente, rematadas ao estribo, e logrou gerar uma grande empatia com o público, que esgotou a lotação do confortável tauródromo, em sortes emotivas e vibrantes de animação e alegria, onde não faltaram as sortes a quiebro e os “violinos”. O jovem rejoneador entendeu os seus oponentes e soube lidá-los como se impunha, acertando nas distâncias e nos andamentos, brilhando na colocação da ferragem, e tendo estado irrepreensível com o rojão de morte no seu último, pelo que foi premiado com duas orelhas e rabo, que, somando com a orelha cortada ao que lidou em primeiro lugar, lhe permitiu conquistar o principal troféu em disputa. Nesta corrida, em que foram lidados toiros de Los Millares, intervieram também os Forcados Amadores de Coimbra que se destaca-

ram nas pegas consumadas aos quatro toiros lidados a cavalo, enquanto os Recortadores de Taurovisión se exibiram agradavelmente fazendo acrobacias empolgantes a dois toiros da mesma ganadaria. Entretanto, Paulo Jorge Santos regista um início de temporada bastante prometedor, tendo já cortado sete orelhas, o que lhe proporcionou duas saídas em ombros nos dois espectáculos em que interveio, sendo de realçar que as quatro vezes que actuou em Atarfe conseguiu quatro saídas em ombros, o que demonstra o grande ambiente que tem nesta praça da Andaluzia. A próxima actuação de Paulo Jorge Santos será no dia 26 de Março (sábado), na Praça de Toiros de Arronches, num festival taurino onde alternará com Tito Semedo, João Domingues, Miguel Moura, o matador “Parrita” e o novilheiro João Augusto Moura.


tauromaquia

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

CORREIO DO RIBATEJO

27

Faleceu Mário Freire Já esperávamos que, mais semana menos semana, a notícia do falecimento de Mário Freire chegaria. Mas, por mais que pensemos o contrário, nunca estamos preparados para a morte de um Amigo! Mário Freire viveu um período de doença muito dolorosa; o seu estado de saúde degradava-se a olhos vistos, mas, sempre acreditávamos no milagre de o ver superar mais esta tão difícil fase. Tal não foi possível, e na passada sexta-feira, dia 11 de Março, a notícia golpeou-nos com a brutalidade de um soco no estôma+go – Mário Freire sucumbira no Hospital da CUF, em Lisboa, em vésperas de completar os 83 anos de idade. Actualmente, Mário Freire era apoderado do cavaleiro Luís Rouxinol, numa relação que se mantinha desde há cerca de vinte anos, e que ficou pautada pela seriedade e pelo empenhamento de ambos no su-

Luto na Festa

cesso do toureiro. Mário Freire, com o seu senhorio e com a simpatia que lhe era peculiar, sabia relacionar-se com toda a gente. Mais ou menos importantes, mais ou menos jovens, mais ou menos ricos! Com todos! Defendia intransigentemente

os interesses do seu apoderando, mas, fazia-o sempre com correcção, com elegância, com diplomacia. Um senhor! Conhecia Mário Freire há mais de trinta anos e tenho dele uma lembrança extraordinária. Quando travámos

conhecimento já ele era um mestre na sua arte, uma pessoa muito influente no meio, e eu era um jovem e modesto escriba que estava a dar os primeiros passos na crítica taurina, mas tratavame como se eu fosse alguém importante. Esta sua atitude era-lhe perfeitamente comum e a todos tratava de maneira idêntica, pelo que a sua perda ainda custa mais, pois, vemos tanta gente que nem serve para lhe atar os sapatos e que presume como se fosse, de facto, alguém importante. Presunção e água benta… Por isso a partida de Mário Freire ainda é mais dolorosa. Mário de Almeida Freire nasceu nos Riachos, concelho de Torres Novas, a 14 de Março de 1928, e decidiu seguir a carreira de bandarilheiro, tendo prestado provas de praticante em Santa Eulália, a 10 de Junho de 1954, tomando a alternativa no ano seguinte, a

6 de Agosto, na praça de Abiúl. Tecnicamente muito competente, Mário Freire integrou a quadrilha de diversos toureiros, destacando-se ao serviço de Diamantino Viseu, Armando Soares e de Mário Coelho. Após o 25 de Abril de 1974, quando o meio taurino vivia um período tão tumultuoso – bem à imagem do país – Mário Freire destacou-se, pela sua ponderação e inteligência, na direcção do Sindicato Nacional dos Toureiros Portugueses. Após o abandono das arenas, Mário Freire dedicouse à actividade de apoderado, designadamente, do matador Mário Coelho e do cavaleiro Luís Miguel da Veiga. Porém, a sua relação com Luís Rouxinol foi a mais marcante, posto que o acompanhou durante quase toda a sua trajectória, desde auspiciosa esperança a quem, contudo, muitas portas se vedavam, até ao pla-

no de grande figura, terminando muitas temporadas como o toureiro triunfador. A relação entre ambos assentou sempre no mesmo princípio de respeito e de harmoniosa convivência. Uma lição! Quando a praça de toiros do Campo Pequeno viveu um período de atribulação, Mário Freire foi convidado a integrar a empresa que pegou nos destinos da praça da capital, onde se ocupava da escolha dos toiros a lidar, dando uma vez mais provas da sua imensa seriedade e da sua extraordinária competência. O fatídico dia 11 de Março assinalou o final de um percurso notável, que nunca esqueceremos e que os agentes da Festa deverão tomar como exemplo. A bem da própria Festa! À Família enlutada e ao cavaleiro Luís Rouxinol apresentamos a expressão sentida e sincera das nossas condolências. Que descanse em Paz!

saída em ombros, a par dos seus alternantes. Contudo, António Ferrera, que esteve alguns anos fora destes cartéis, ainda reservaria algo de sublime, ao aproveitar superiormente o excelente toiro de Garcigrande, que muito justamente foi poupado à morte, para maior grandeza da festa, que vibra com a raça e a bravura dos melhores

toiros que aprecia ver lidar. A imprensa da especialidade é muito encomiosa com o diestro pacense, no que, convenhamos, é muito justa: “Ferrera ofreció un recital de su tauromaquia, de lo mejor de ella, logrando pasajes de toreo muy relajado por ambas manos.” Enfim, uma feira para recordar, pelas melhores e pelas piores razões.

Olivenza – Do céu ao inferno… A feira taurina de Olivenza tem vindo a impor-se no calendário taurino espanhol mercê da presença das principais figuras nos seus cartéis, a par de prestigiadas ganadarias – mau grado que os toiros nem sempre tenham emprestado a emoção que os aficionados privilegiam. Em consequência desta crescente importância, o pequeno tauródromo esgota, mesmo quando os bilhetes são adquiridos a preços bem elevados, por vezes, até, “inflaccionados” pelo mercado negro. Este ano não foi excepção, a praça encheu em todas as corridas, havendo até denúncias formais na Guardia Civil por parte de aficionados que compraram os respectivos ingressos e não conseguiram entrar na praça, que estava literalmente esgotada, ficando centenas de pessoas na rua. Algo terá acontecido de mal! Os empresários José Cutiño e Joaquín Dominguez alegam que, dado o facto de estar a chover, houve muitos espectadores que subiram algumas filas, ocupando o lugar de outros, que, assim, viram os seus lugares preenchidos, e que devolveram o valor dos bilhetes aos aficionados que não lograram assistir à corrida. Mas, há algo que carece de melhor explicação, que é o facto de a praça estar literalmente cheia e haverem tantos espectadores na rua.

António Ferrera lidando por naturais o toiro Mosquetero, de Garcigrande

Como é que tal é possível? Os mesmos empresários defendem-se, afirmando que “es imposible que nosotros podamos falsificar una entrada, ya que nuestro sistema de emisión es informático y no nos lo permitiría bajo ningún concepto. El numerado de la plaza está perfectamente informatizado. De hecho, el año pasado hubo tres llenos, y no hubo ningún problema”. Apesar de tudo, não descartam a hipótese de ter havido alguma falsificação de bilhetes, a que a empresa é, naturalmente, estranha. Os aficionados mais indignados com esta lamentável situação, dão conta de que o prejuízo não se limita ao custo dos bilhetes e à frustração por não poderem assistir à corrida, pois, muitos deslocaram-se de mais de 200 kms de distância e tiveram de suportar encargos de alojamento em hotel. Enfim, aguardemos pelas cenas dos próximos capítulos… A este autêntico inferno só se fez face com faenas de grande classe que foram

protagonizadas, nomeadamente, por Alejandro Talavante, José António “Morante de la Puebla”, “El Juli”, José Maria Manzanares e António Ferrera, que logrou aproveitar de forma sublime um excelente toiro de Garcigrande, cuja morte foi perdoada. Talavante mostrou os seus imensos recursos técnicos e artísticos e, no último do seu lote, bordou o toureio, tanto pela esquerda como com a direita, empolgando os aficionados que muito o admiram. “Morante de la Puebla” brilhou a um nível celestial, só acessível a uns raros eleitos, pelo que, artisticamente, é o grande triunfador do ciclo. Com a devida vénia, respigamos um excerto de uma inspirada crítica sobre esta sua actuação: “Morante formó un alboroto en el saludo capotero, verónicas cadenciosas, con ritmo, meciendo los brazos y hasta los mismos medios. (…)Sabor añejo ayudado por alto, para no quebrantarlo mucho y allí, descalzo, comenzó a torear con la derecha, con la mano baja, sometiendo como nadie la embestida del burel. Con la izquierda sobresalió un natural inmenso. Momentos de inspiración que hacen del toreo de Morante un compendio de tauromaquias. El valor de Manolo González, el arte y la torería de Pepe Luis, o

Morante de la Puebla” bordando o toureio em Olivenza

la gracia de Pepín Martín Vázquez. (…) Genio y figura que hacen que este torero sea único e irrepetible. Un molinete antológico, y un desplante de cartel. Un pinchazo y estocada casi entera sin puntilla que provocó el delirio de los aficionados. Las orejas son lo de menos.” “El Juli” apresentou-se com um querer inexcedível, mais parecendo um novilheiro a tentar aproveitar uma singular oportunidade do que um toureiro rico e consagrado. Mas, como é seu timbre o diestro madrileno aliou às suas ganas, a técnica e a arte que o caracterizam, pelo que, igualmente, saiu em plano de triunfador. José Maria Manzanares esteve também em plano de grande evidência, tendo sabido aproveitar ambos os oponentes, que não lhe concederam facilidades, pelo que o jovem diestro teve de arriscar uma imensidão, chegando a ser colhido, porém, com um desprendimento valoroso prosseguiu com o mesmo temple, o mesmo domínio e a mesma elegância, justificando a

Domingo, há toiros em Santarém

Grupo de Forcados Amadores de Santarém inicia no domingo a sua 97ª temporada

Não esqueça, no próximo domingo, dia 20 de Março, a Monumental “Celestino Graça”, em Santarém, abrirá as suas portas para o espectáculo inaugural da temporada escalabitana. Trata-se de uma corrida integrada nas Festas de S. José, por ocasião dos festejos do feriado municipal. Em praça estarão os cavaleiros João Salgueiro, João Telles Júnior e Tiago Carreiras, os Grupos de Forcados Amadores de Santarém e os de Alcochete – recentemente regressados da sua digressão pelo México – sendo lidados e pegados toiros de Couto de Fornilhos. A empresa anuncia preços a partir de 5 euros. Não falte!


28

publicidade

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

RESTAURANTES COM SABORES DO RIBATEJO A TAVERNA DO FADO Encerra ao domingo

ESPECIALIDADE:

Centro Histórico

Cozinha Regional

Encerra ao domingo

ALMOÇOS E JANTARES

Rua Pedro de Santarém, 73 – SANTARÉM Telemóvel 913 135 862

Travessa da Boleta, n.º 2-4 Telefone 243306519 Telemóvel 964569837

Segunda - Feira Entrecosto Frito c/ Arroz de Feijão Terça - Feira Queixadas/Pernil (assado) Quarta - Feira Naco de Novilho Bravo à moda da charneca Quinta - Feira Molhinhos c/Feijão Branco Sexta-Feira Cozido à Portuguesa Sábado Cabrito à Padeira

Almoços – Jantares – Casamentos – Baptizados Travessa Bairro Falcão, 21 – 2000-085 Santarém Telef. 243 323 687 – Telemóveis 917 598 861- 916 209 031 www.aromatejo.pt Encerra às segundas e terças-feiras

Especialidades • Bife à “Beco” • Lulas Fritas com Camarão • Bife Mostrada Balsâmica • Bife Mostarda Mel & Champanhe • Folhado de Frutos Silvestres Esplanada Inferior – Sobremesas Deliciosas Jantares e Almoços de Grupo Beco dos Fiéis de Deus, 15 – 2000-089 Santarém (junto à igreja da Misericórdia) Telef. 243391247 – Telemóvel 917416627 Encerra aos domingos

Grelhados no Carvão

Recomendamos: Terça-feira – Cozido à Portuguesa Quinta-feira – Queixadas no Forno

Bacalhau com Magusto Lulas à LLagareiro agareiro

Encerra ao sábado

Restaurante O MICAS

VISITE-NOS

entre outras especialidades Encerra ao domingo

Rua Dr. António José de Almeida, Lote 9 - r/c Esq. 2005-138 SANTARÉM Telef. 243327015 – TM. 969312938

Estrada Nacional 3 – Alto do Vale – 2005-050 Vale de Santarém Telef. 243 761 268 – Telemóvel 961 613 868

RESTAURANTE Restaurante “O Chefe”

ADIAFA “ONDE CADA REFEIÇÃO É UMA FESTA” Encerra à terça-feira

Telemóvel 912 378 869 – airespinheiro@hotmail.com Campo Emílio Infante da Câmara – 2000-014 Santarém s ao a rr os ce ng En omi D

Rua Elias Garcia, 6-10 – 2000-051 Santarém – Tel. 243322239 – TM. 936604663

e nt o bie n a d Amccio le se

A Varanda do Parque

Encerra ao domingo

“RESTAURANTE”

Ribatejo à mesa

Salas para 200, 400, 1000, 2000 ou mais pessoas

Travessa do Marecos, 10 r/c – 2000-064 Santarém – TM. 968251343

“O BRANDÃO”

Tel./Fax 243 306 600 Qt.ª das Cegonhas – SANTARÉM TM. 919 617 962 / 918 204 801 (Centro Nacional de Exposições) Apartado 331 – 2001-904 SANTARÉM E-mail: varandadoparque@sapo.pt

Telemóvel 917 642 221 Telefone 243 351 812

Encerra ao domingo

Almoço

se

Café Restaurante, Lda.

egiona zinha r s – Co e r a t n ja

l

ENCERRA AOS DOMINGOS

Rua Cidade de Santarém – CORTELO – 2005-017 VÁRZEA – SANTARÉM

Duas salas Reservas para grupos

GASTRONOMIA REGIONAL INTERNACIONAL E DE AUTOR NUNO DE CARVALHO – TM. 969040316

Encerra ao domingo

JARDIM DAS PORTAS DO SOL LARGO ALCÁÇOVAS SANTARÉM

Cervejaria

Rua do Matadouro Regional, Lote 22 – Zona Industrial – Várzea – Santarém – Tel. 243325144

QUINZENA II – Cerca da Mecheira, 20 – Santarém Telef. 243333110

2.ª F eir a Feir eira Naco de Toiro Bravo Avinhado 3.ª F eir a Feir eira Pernil de Porco no Forno 4.ª F eir a Feir eira Cabrito Assado no Forno 5.ª F eir a Feir eira Cozido à Portuguesa 6.ª F eir a Feir eira Pato Assado no Forno c/ arroz Sábado Magusto c/ Bacalhau Assado

2.ª F eir a Feir eira Magusto c/ Bacalhau Assado 3.ª F eir a Feir eira Pato Assado no Forno c/ arroz 4.ª F eir a Feir eira Cozido à Portuguesa 5.ª F eir a Feir eira Cabrito Assado no Forrno 6.ª F eir a Feir eira Pernil de Porco no Forno Sábado Naco de Toiro Bravo Avinhado

s

m go rra min e c o En s d ao

TABERNA DO QUINZENA – Rua Pedro de Santarém, 93-95 Telef. 243322804


vinhos

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

CORREIO DO RIBATEJO

PUB

“Pai” Reserva: um vinho do Tejo Porquê um Vinho do Tejo chamado ‘Pai’? O objectivo do produtor “Casa Paciência” ao criar esta marca é o de prestar uma homenagem a todos os pais, incluindo, os que são pais a dobrar. Numa altura em que existem tantas marcas e grande diversidade na oferta, apostaram num produto diferenciado e que, embora com características sazonais, tem procura todo o ano. O produtor procurou personalizar neste Vinho do Tejo todos aqueles atributos que tornam o pai único, como sugere a rotulagem: “Para ti, Pai / Este Vinho é como tu: / Masculino, só pode ser bebido por homens / Vigoroso/Robusto, mas lembra-te que a “idade não perdoa” / Cheio, embora p`ra mim estejas sempre elegante / Torrado, quando te “torro” a paciência / Macio, quando com a minha persistência te deixo em “ponto de rebuçado” /

Longo, como a nossa cumplicidade... Quaisquer outras semelhanças são pura coincidência... O vinho ‘Pai’ é um Regional Tejo Reserva, colheita de 2010, com Selo de Certificação de Produção Integrada pela Sativa. É composto pelas castas Alicante Bouchet, Tinta Roriz e Cabernet Sauvignon e possui um grau alcoólico de 14.º Estagiou três meses em barrica. Pode ser encontrado na Grande Distribuição: El Corte Inglês, Continente, E.Leclerc de Santarém (PVP: 5,99 j) e apresentase também em caixas de oferta com três garrafas ou caixa com garrafa + copo personalizado.

Máquinas e Ferramentas As melhores marcas CASA DAS BORRACHAS Rua Dr. Teixeira Guedes, 20-A – Apartado 80 – 2001-901 SANTARÉM Telef. 243 303 270 – Fax 243 303 276 – truxi@mail.ptprime.pt Departamento de Máquinas e Ferramentas Zona Industrial – S. Pedro – Telef. e Fax 243 351 596 Visite o nosso site: www.truxi.pt

1ª Mostra de

inhos do Tejo

PROGRAMA 19 de Março (14h00 às 19h00) Casa do Campino 14h00: Inauguração Oficial 14h00 às 19h00: ƒ Exposição de 19 Produtores de Vinhos do Tejo, com Provas gratuitas e Vendas de vinhos. ƒ Exposição de outros produtos regionais (queijos, enchidos, etc.) e prova dos mesmos, através da participação da Caminhos do Ribatejo. ƒ Momentos de Fado ao longo do evento ƒ Tasquinha da Escola de Hotelaria e Turismo de Santarém 15h00: Showcooking de Pratos Regionais 16h30: Showcooking de Pastelaria 17h00: Prova Comentada por Enólogo (inscrições no local) 18h00: Showcooking de Peixe do Rio 19h00:

29

Encerramento

Passe um Dia do Pai diferente, visite-nos e venha conhecer o que de melhor se produz na nossa Região. Aproveite e ofereça Vinhos do Tejo ao seu Pai. Ele

vai adorar!


30

vinhos

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

2.º Concurso de Iguarias e Vinhos do Tejo decorre até domingo na Região Vitivinícola do Tejo

Júri visita restaurantes a concurso O júri do 2.º Concurso de Iguarias e Vinhos do Tejo visitou durante a semana, de segunda a quinta-feira, os restaurantes a concurso tendo apreciado todas as ementas que esta semana aqui reproduzimos na íntegra. A qualidade generalizada foi uma nota dominante e que, decerto, tornará difícil a escolha do júri responsável pela avaliação dos pratos e da sua relação com os vinhos, composto por Mário Louro (presidente), Igor Martinho, Chef de Cozinha, Fernando Melo, jornalista de Gastronomia; João Geirinhas, Luís Antunes e João Paulo Martins (Revista de Vinhos), João Paulo Narci-

O Júri num dos restaurantes a concurso

so (Correio do Ribatejo), Helena Mira, António Rhodes Sérgio, Carla Rosa e José Pinto Gaspar, presidente da CVR Tejo. Os objectivos do Concurso são “promover os Vinhos do Tejo e a Gastronomia do Ribatejo”, assim como “identificar e distinguir a restauração que melhor enquadra os Vinhos do Tejo com a cozinha tradicional.” O menu a concurso é composto por Entrada, Prato Principal e Sobremesa acompanhados por Vinhos do Tejo certificados. Durante o período do concurso, 5 a 20 de Março, o menu deverá estar disponível aos clientes nos restaurantes. A CVR Tejo, promotora do

Concurso, atribuirá os seguintes prémios de acordo com a pontuação atingida: Diploma de Prestígio: 170 a 200 pontos, Diploma de Ouro: 120 a 170 pontos, Diploma de Prata: 70 a 120 pontos, Abaixo dos 70 pontos há lugar a Diploma de Participação. Existem ainda as categorias Diploma “A Melhor Carta de Vinhos do Tejo”, Diploma “A Melhor Carta de Azeites do Ribatejo”, Diploma “Vinagres DoTejo”, Diploma “Melhor Promoção”, Diploma “Melhor Restaurante Gourmet” e Diploma “O Melhor Restaurante”. Os prémios serão entregues na II Gala Vinhos do Tejo, dia 28 de Maio, em Vila Chã de Ourique.

Menus dos restaurantes participantes do 2.º Concurso de Iguarias e Vinhos do Tejo 2011 A Cernelha (Cartaxo) Menu Salada de Coelho servida c/ BRIDÃO Branco 2009 Ensopado de galo c/ Grão-de-bico servido c/ QUINTA VALE DE FORNOS Cabernet Sauvignon/Castelão/Syrah Tinto Cascata de Maçã servida c/ PLEXUS Frisante Rosé 2010 A Coudelaria (Samora Correia) Menu Cogumelos da Terra Recheados servidos c/ COMPANHIA DAS LEZÍRIAS Branco 2010. Polvo no “Prado” servido c/ CIDADE DE SAMORA Tinto 2008. Segredo da Coudelaria c/ Espeto de Frutos servido c/ Espumante COMPANHIA DAS LEZÍRIAS Branco 2009 A Grelha (Santarém) Menu Folhado de Alheira de Caça em Cama de Grelos servido c/ GUARDA RIOS Rosé 2009. Medalhões de tamboril Gratinados c/ Amêijoa e Camarão servidos c/ QUINTA DA LAPA Tamarez/Arinto Branco 2009. Flor de Maçã Assada c/ Leite-creme aromatizada c/ Coco e Canela servida c/ QUINTA DA LAGOALVA Colheita Tardia 2009 A Lúria (S. Pedro de Tomar-Tomar) Menu Morcela de Arroz guarnecida c/ Estaladiços servida c/ HERDADE DOS TEMPLÁRIOS Touriga Nacional Tinto 2009. Cabrito c/ Salteado de Couve Portuguesa e Batatinhas a Murro servido c/ HERDADE DOS TEMPLÁRIOS Grande Escolha Tinto 2006. Cordão de Amêndoa sobre Pêra Caramelizada servido c/ HERDADE DOS TEMPLÁRIOS Rosé 2009 Adega do Bacalhau (Santarém) Menu Petinguinhas de Escabeche c/ Peixinhos da Horta servidas c/ CASAL DA COELHEIRA Rosé 2010. Bacalhau Assado c/ Mangusto servido c/ QUINTA DA LAGOALVA Talhão 1 Branco 2008. Pudim Mistério servido c/ Licoroso GOUXA Almourol (Tancos) Menu Petisquinho de Peixe servido c/ QUINTA DA ALORNA Rosé 2009. Molhata de Enguias servida c/ QUINTA DA LAPA Tamarez/Arinto Branco 2009. Doce Regional de Tancos servido c/ CADOUÇOS NATUR Tinto 2007 Capriola – Hotel (Golegã) Menu Ovos Baldeados c/ Espargos, Farinheira e Figo Pinga Mel servidos c/ QUINTA DA LAGOALVA Reserva Branco 2009. Lombo de Touro em Redução de Vinho Tinto, Misto de Cogumelos, Esparregado e Batata servido c/ QUINTA DA ALORNA Reserva Tinto 2008. Pudim de Queijo Fresco servido c/ LAGOALVA Talhão 1 Branco 2010 Cavalaria 7 (Cartaxo) Menu Escabeche de galinha da Cavalaria 7 servido c/ QUINTA DA LAPA Branco 2009. Segredo da Cavalaria 7 servido c/ TERRA SILVESTRE Tinto 2008. Torta da Cavalaria 7 servida c/ Licoroso GOUXA 2006 Chocolate em Flor (Rio Maior) Menu Farinheira de Canela c/ Mel Aromatizada c/ Vinagre Balsâmico servida c/ QUINTA DA LAPA Tamarez/Arinto Branco 2009. Porco Ibérico Marinado no Espeto c/ Migas e Batatas Fritas c/ Pimenta servido c/ NINFA Escolha Tinto 2007. Bolo de Chocolate c/ Praliné Crocante e Frutos Silvestres servido c/ QUINTA DA CORTIÇADA Grande Escolha Tinto 2008

David Park (Almeirim) Menu Amêijoas à Bulhão Pato servidas c/ PORTAS DO TEJO Branco 2009. Bacalhau à David Park servido c/ FALCOARIA Tinto 2006. Doce Gelado servido c/ PLANÍCIE Tinto 2007

Oficina dos Sabores (Aveiras de Cima) Menu Bacalhau c/ Torricado servido c/ TERRA SILVESTRE Branco 2009. Galinha do Campo de Cabidela servido c/ TERRA SILVESTRE Tinto 2008. Farófias à Casa servidas c/ QUINTA DA ALORNA Colheita Tardia 2008

O Batalhoz (Cartaxo) Menu Fígado à “Batalhoz” servido c/ BRIDÃO Branco 2009. Bife à “Batalhoz” servido c/ COUDEL MOR Tinto 2009. O Sensual servido c/ PLEXUS Frisante Rosé 2010

Palhinhas Gold (Rio Maior) Menu Carpaccio de “Vitela da Charneca DOP” servido c/ SERRADAYRES Rosé Touriga Nacional/Syrah 2009. Bochechas de Porco Estufadas, Esparregado e Batata Assada no Forno servidas c/ QUINTA DOS PENEGRAIS Touriga Nacional Reserva Tinto 2009. Gratinado de Maçã Morno c/ Creme de Baunilha servido c/ QUINTA DA ALORNA Colheita Tardia 2007

O Bernardo (S. Vicente do Paúl-Santarém) Menu Queijo Fresco Aromatizado servido c/ TERRA DE LOBOS Branco 2009. Cabrito no Forno à Moda do Bairro servido c/ FALCOARIA Tinto 2007. Pudim Caseiro servido c/ Licoroso GOUXA O Bom Garfo (Santarém) Menu Trouxas de Bacalhau e Queijo de Cabra servidas c/ QUINTA DA RONCA Branco 2009. Naquinhos de Vitela c/ Magusto e Frutos Secos servidas c/ VALE DE LOBOS Touriga Nacional Tinto 2005. Tentação de Leite-creme servido c/ VALE DE LOBOS Colheita Tardia 2006 O Cavalo do Sorraia (Alpiarça) Menu Pezinhos de Coentrada sobre Tosta de Broa ao Aroma de Azeite e Tomilho servidos c/ QUINTA DA LAGOALVA Arinto/Chardonnay Branco. Arroz de Pato e Salada de Alface c/ Brunesa de Ananás e Tomate Cereja servido c/ QUINTA DA LAGOALVA Castelão/Touriga Tinto. Trufa de Gelado c/ Licor Beirão sobre Quadradinho de Alpiarça servida c/ QUINTA DA LAGOALVA Colheita Tardia O Escaroupim (Salvaterra de Magos) Menu Cogumelos Recheados servidos c/ GUARDA RIOS Branco 2009. Tarte de Perdiz servida c/ PAÇO DE AVIZ Cabernet Sauvignon Tinto 2004. Papos de Anjo servidos c/ QUINTA DA LAGOALVA Colheita Tardia 2009 O Farnel (Coruche) Menu Espargos c/ Ovos e Naquinhos de Javali servidos c/ QUINTA DA LAPA Syrah Tinto 2009. Rolinhos de Toiro Bravo c/ Rosmaninho, Batatinha Roleira Cerejada e Grelos servidos c/ QUINTA DA LAPA Reserva Tinto 2008. Toiro Doce servido c/ Espumante MONGE Branco 2007 O Mal Cozinhado (Monsanto-Alcanena) Menu Pimentos Recheados c/ Requeijão e Azeitonas servidos c/ GUARDA RIOS Branco 2009. Cabrito Assado c/ Arroz de Miúdos servido c/ QUINTA DA LAPA Reserva Tinto 2008. Delícia de Amêndoa servido c/ Espumante MONGE Branco 2007 O Pinto (Marinhais) Menu Enguias de Fricassé servidas c/ AREIAS GORDAS Colheita Tardia 2009. Arroz de Bacalhau c/ Farinheira servido c/ QUINTA DA LAGOALVA Reserva Tinto 2009. Estrapalhado servido c/ Licoroso GOUXA O Poizo do Bezouro (Chamusca) Menu Chouriço c/ Cogumelos servido c/ LAGOALVA Talhão 1 Branco 2009. Bacalhau Assado na Brasa c/ Couve a Soco servido c/ HERDADE DOS TEMPLÁRIOS Rosé 2010. Trouxa-de-ovos da Chamusca c/ Ananás e Limão servida c/ QUINTA DA LAGOALVA Colheita Tardia 2008

Portal da Vila (Alpiarça) Menu Tábua de Entradas servida c/ LAGOALVA TALHÃO 1 Branco 2010. Nacos de Toiro Bravo servido c/ CASA PACIÊNCIA Reserva Tinto 2007. Arroz Doce à Moda de Alpiarça servido c/ QUINTA DA LAGOALVA Arinto e Chardonnay Reserva Branco 2004 Rosa Alta – Hotel (Cartaxo) Menu Travessa de Entradas Regionais servida c/ QUINTA DA LAPA Branco. Pato Assado c/ Laranja e Arroz de Miúdos servido c/ QUINTA DA LAPA Tinto 2009. Pinhas Douradas servidas c/ PLEXUS Frisante Rosé Sabores de Coruche (Coruche) Menu Espargos Bravos c/ Ovos servidos c/ QUINTA DA ARRIÇA Colheita Seleccionada Tinto 2006. Espetadas de Vitela Brava em Pau de Louro Verde c/ Migas de Broa e Couve servidas c/ QUINTA DA ARRIÇA Reserva Tinto 2007. Bolo de Noz de Coruche servido c/ QUINTA DA ALORNA COLHEITA TARDIA 2007 Segredos de Vale Manso – Hotel (Abrantes) Menu Tâmaras à Segredos servidas c/ VILA JARDIM Rosé 2009. Bacalhau à Segredos servido c/ VILA JARDIM Branco 2009. Farófia à Vale Manso servida c/ Espumante MONGE 2007 Taberna do Alfaiate (Lapa-Cartaxo) Menu Manja de Bacalhau servida c/ VALE D’ALGARES Selection Branco 2008. Pato c/ Mel Avinhado servido c/ QUINTA DA LAPA Reserva Tinto 2008. Tarte de Arrepiado c/ Xarope de Vinho Tinto servida c/ QUINTA DA ALORNA Colheita Tardia 2007 Taberna do Gaio (Cartaxo) Menu Alheira de Caça c/ Queijos derretidos em Broa de Milho Frita servida c/ QUINTA DA LAPA Branco 2009. Galo de Cabidela servido c/ BRIDÃO Tinto 2008. Pêra Bêbada c/ Hortelã e Gelado de limão servida c/ Espumante MONGE 2007 Tertulia Quinta de Sant’ana (Almeirim) Menu Sopa de Pedra servida c/ Varandas Tinto 2008. Bacalhau c/ Grão à Charneca servido c/ Varandas Branco 2010. Arroz Doce da Minha Avó servido c/ Licoroso GOUXA Vila Hotel (Benavente) Menu Trio de Sabores do Tejo servido c/ FALCOARIA Branco 2008. Mil Folhas de Bacalhau servido c/ QUINTA DO CASAL BRANCO Touriga Nacional Tinto 2007. Falua de Mel servida c/ FALCOARIA Reserva Tinto 2007


saúde

Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

A Câmara de Santarém e a Junta de Freguesia de Alcanhões vão assinar um protocolo visando a reparação da cobertura, actualmente muito degradada, do edifício onde funciona a

FARMÁCIAS DE SERVIÇO EM MARÇO Santarém Batista Veríssimo S. Nicolau Francisco Viegas Oliveira Pereira Sá da Bandeira Confiança Vitorino Helena Flamma Vitae

1 2 3 4 5

6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16

17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27

28 29 30 31

Extensão de Saúde de Alcanhões do Centro de Saúde de Santarém. Caberá à Câmara realizar a intervenção necessária, orçada em 14 mil euros, que permitirá melhorar significativamente as actuais condições de atendimento das populações. A Junta de Freguesia, proprietária do imóvel, compromete-se a ceder o espaço pelo período de 25 anos, para ser utilizada como extensão de saúde, a título de compensação pelas obras realizadas. Há muito que o presidente da Junta de Freguesia, Pedro Mena Esteves (PS) vinha alertando para a necessidade de uma intervenção naquele espaço, face aos danos causados pelas infiltrações de água das chuvas.

“Logo que tomei posse, verifiquei o mau estado da cobertura. Inclusive, houve algumas quedas de pessoas, devido ao piso escorregadio pela água da chuva. Os tempos não estão fáceis, mas, felizmente, encontrou-se esta solução. Espero que, no próximo Inverno, a Extensão de Saúde já esteja a funcionar com a dignidade que os utentes merecem”, disse ao Correio do Ribatejo, o presidente da Junta. O vereador João Leite, com o pelouro das Obras Municipais, está convicto de que, no final do Verão, os trabalhos estarão concluídos. As obras, estimadas em 14 mil euros, serão alvo de ajuste directo e deverão arrancar no próximo mês, segundo o vereador.

Almeirim Mendonça

3, 7, 11, 15, 19, 23, 27, 31.

Correia de Oliveira

4, 8, 12, 16, 20, 24, 28.

Central

1, 5, 9, 13, 17, 21, 25, 29.

Alpiarça 3, 5, 6, 9, 15, 18, 21, 24, 26, 27, 30. 1, 4, 7, 10, 12, 13, 16, 22, 25, 28, 31.

Gameiro

2, 8, 11, 14, 17, 19, 20, 23, 29.

Aguiar

Cartaxo Central do Cartaxo

2, 6, 10, 14, 18, 22, 26, 30

Abílio Guerra

3, 7, 11, 15, 19, 23, 27, 31.

Correia dos Santos

4, 8, 12, 16, 20, 24, 28.

Pereira

1, 5, 9, 13, 17, 21, 25, 29.

Recolha de sangue este sábado em Santarém O Grupo de Dadores de Sangue dos Serviços Sociais da Caixa Geral de Depósitos e o Centro Nacional de Dadores de Células de Medula Óssea (CEDACE), promovem amanhã, sábado (dia 19), entre as 10h00 e as 18h00, nas instalações da CGD, na rua Teixeira Guedes (junto aos CTT), em Santarém, a angariação de eventuais dadores de medula óssea. Para tal, é necessário apenas colher uma pequena amostra de sangue, para estudo de histocompatibilidade, fazendo o registo no banco de dados, como eventual dador de medula. Basta que tenha entre 18 e 45 anos e o mínimo 50 Kgs.

CENTRO CLÍNICO

CHOUPAL

Medicina Física e de Reabilitação

Rio Maior 4, 6, 7, 8, 9, Cândido Barbosa 10, 25, 26, 27, 28, 29, 30, 31. Almeida

11, 12, 13, 14, 15, 16, 17.

Central

1, 2, 3, 18, 19, 20, 21, 22, 23, 24.

Consulta de: – Ortopedia – Dr. António Júlio Silva – Fisiatra – Dr.ª Helena Martins – Psicóloga – Dr.ª Teresa Molina – Fisioterapia Acordos de Fisioterapia com ADSE, SAMS, C.G.D., P.T., A.D.M., SEGURADORAS, MEDIS e MULTICAR TRATAMENTOS COM LASER GINÁSIO DE MANUTENÇÃO MASSAGEM DE RELAXAMENTO E DRENAGEM Rua Capitão António Montês, 4 A (Rampa dos Ciclistas) Telef. 243326935 – Fax 243325937 – 2000-243 Santarém

Salvaterra M. Carvalho

Martins

1, 2, 3, 11, 13, 14, 15, 17, 25, 26, 28, 29, 30,

SEMANÁRIO REGIONAL

www.correiodoribatejo.com

ANÁLISES CLÍNICAS Dr.ª M. Fátima Consciência HORÁRIO: 2.ª a 6.ª feira das 8 às 19 horas e Sábados, das 8 às 12 horas Recolhas das 8 às 11 horas Rua Luís de Camões, 10, 2000-116 Santarém Tel: 243309780 Fax: 243309781 biolabor@biolabor.pt www.biolabor.pt

POSTOS DE COLHEITA TREMÊS – Rua Santiago, n.º 128 - Loja, 1 – 3.as e 5.as-feiras, das 8.30 às 10 horas ALMEIRIM – Rua Bernardo Gonçalves, n.º 69 - H – 2.a a 6.a-feira, das 8 às 13 horas ALCANHÕES – Rua Paulino da Cunha e Silva, n.º 315 – Quarta-feira, das 8.30 às 10 horas

12, 16, 27, 31.

4, 5, 6, 7, 8, 9, 10, 18, 19, 20, 21, 22, 23, 24.

Clínica Médica e Dentária Dr.ª Teresa Cristina Garcia Rastreio de dentes mal posicionados GRATUITO

Facilidades de pagamento em aparelhos dentários. PNEUMOLOGIA/ALERGOLOGIA – Dr.ª Wanda Videira (Assist. Hosp. Graduada Hosp. Pulido Valente)

243 32 32 33 – 96 40 10 359 – Praceta Pedro Escuro, 10 - 2.º Esq. 2000-183 Santarém

Propriedade da Firma João Arruda, Sucessores, Limitada Fundado em 1891 Há três séculos a servir a Região

Administração:

Mário da Conceição Lopes Luís Manuel Pires Marques Manuel Oliveira Canelas Director:

João P aulo Narciso Paulo (Cart. prof. n.º 2097)

Redacção:

Sofia Meneses

(Cart. prof. n.º 2486)

Filipe Mendes

Estagiário (Cart. prof. n.º 7984)

MEDICINA DENTÁRIA DR. BART LIMBURG Consultas todos os dias úteis, das 8.30 às 13 horas e das 14 às 17.30 horas. Acordos com a C. G. D. Av.ª Bernardo Santareno, 13 1.º Dt.º (Av.ª do Hospital Novo) Telef. 243332757 – SANTARÉM

MANUEL JOÃO GOMES MEDICINA INTERNA – DIABETES

2, 6, 10, 14, 18, 22, 26, 30.

Leitão

CORREIO DO RIBATEJO

MÉDICO

Barreto do Carmo

31

PUB

Protocolo entre a Câmara e a Junta de Alcanhões

Catorze mil euros para reparar cobertura da Extensão de Saúde

CORREIO DO RIBATEJO

Rua Dr. António José de Almeida, 11 - 4.º Dt.º Telef. 243326957 – SANTARÉM

Colaboradores habituais:

Joaquim Veríssimo Serrão, João Gomes Moreira, Ludgero Mendes, Martinho Vicente Rodrigues, José Miguel Correia Noras, Victor Bezerra, José Gonçalves Frazão, Luís Cunha Romão, Carlos Oliveira, António Carreira, Eusébio Jorge, António Semedo, António Valente, Bertino Coelho Martins, Pedro Canavarro, Mário de Sousa Cardoso, Maria Regina Pinto da Rocha, Vanda do Nascimento, Rogério Cordeiro Soares, Humberto Nelson Ferrão, Maria Fernanda Barata, Vicente Batalha, José Varzeano, Teresa Lopes Moreira, Luísa Barbosa, António Canavarro, Humberto Pinho da Silva, Jaime de Lemos Rebelo Pinto, Afonso Serrão Gomes, Hélio Lopes, António Madeira, A. Pena Monteiro, António Soares Fernandes e Aurélio Lopes. ALCANEDE: Joaquim Silva. ALMEIRIM: Hermenegildo Marmelo. CARTAXO: Luís do Montejunto.

Laboratório Certificado ISO 9001:2000

DIRECTORA TÉCNICA

Dr.ª Mónica Cardoso Sistema de Gestão da Qualidade Contrato com todas as entidades SANTARÉM – R. Teixeira Guedes, 17 - 19 – 2000-029 SANTARÉM – Telef. 243323923 Segunda a sexta-feira, das 8 às 19 horas. – Sábados das 8 às 12 horas ALPIARÇA – Praça José Faustino Rodrigues Pinhão, n.º 13 2090-056 ALPIARÇA – Telef. 243 556 238 Segunda a sexta-feira, das 8 às 12 horas.

Casa dos Óculos CASA DOS ÓCULOS

BAZAR SCALABITANO DAS NOVIDADES, LDA.

OPTOMETRIA E CONTACTOLOGIA ÓPTICA MÉDICA TAÇAS MEDALHAS E TROFÉUS

CORUCHE: João F. da Cruz Ferreira. FAZENDAS DE ALMEIRIM Manuel Alberto Silva. RIO MAIOR: Henrique de Oliveira. DESPORTO Coordenador: Manuel Oliveira Canelas

Departamento Comercial: Octávio Mendes TM 919709383 Telefone 243333116 Fax 243333258 E-mail: correiodoribatejo@mail.telepac.pt ASSINATURAS Semestral: 9 Euros Anual: 18 Euros Avulso: 0,60 Euros (c/ IVA incluído)

IMPRESSÃO CORAZE Oliveira de Azeméis Telef. 256 600 580 Fax 256 600 589 E-mail: grafica@coraze.com SEDE Rua Serpa Pinto, 98 a 104 Apartado 323 2001-904 Santarém

N.º de Contribuinte: 500906564 N.º do Depósito Legal: 66102/93 N.º de Registo do Título: 102555 ISSN 1647-2608 Tiragem neste número de 5.000 exemplares

DESPORTIVOS Rua Serpa Pinto, 88 - 92 • Telef. 243 322 915 Fax 243 322 924 • 2000-046 SANTARÉM

ASSOCIAÇÃO PORTUGUESA PARA O CONTROLO DE TIRAGEM E CIRCULAÇÃO


última

CORREIO DO RIBATEJO Edição n.º 6.248 | 18 de Março de 2011

Ao balcão do Quinzena

32

O histórico líder da CGTP de Santarém, Valdemar Henriques diz que o Governo “anda a apagar fogos com gasolina”.

É o mesmo que dizer que solucionar a crise com medidas de austeridade não acalmam, antes aumentam, “a ganância dos mercados financeiros e pioram a vida dos portugueses”!

Ao preço que os combustíveis estão, não me parece uma boa política…

Herman e Orquestra Típica Scalabitana no feriado municipal

Festas de S. José animam Santarém As Festas de São José em Santarém foram inauguradas ontem, ao fim da tarde, ao som de acordeonistas, Irmandade dos Romeiros de S. José e campinos a cavalo. Seguiu-se a homenagem a Celestino Graça, junto ao seu busto. Um encontro de Tunas e a banda de Santarém “Vulture” completaram o programa do primeiro dia de festa. Hoje, sexta-feira, às 23h00, sobe ao palco da festa a cantora Aurea que tem vindo a surpreender o panorama musical português com o single “Busy (For Me)”, já disco de ouro. À tarde, pelas 17h00, será assinado um protocolo com o Ministério da Justiça com vista à criação da cidade judiciária em Santarém, na antiga Escola Prática de Cavalaria. O feriado municipal de amanhã, sábado, Dia de S. José, será animado por um desfile etnográfico pelas ruas do centro histórico, a partir das 11 horas. Entre as 14 e as 19 horas, a Casa do Campino recebe uma Mostra de Vinhos do Tejo, numa organização da Escola de Hotelaria e Turismo de Santarém, da rede de escolas do Turismo de Portugal, parceira da Comissão Vitivinícola Regional do Tejo. Uma missa de S. José, pelas 15h30, na Catedral de Santarém, antecede a procissão pelo centro histórico e a entronização e bênção à Irmandade dos Romeiros de S. José (Largo da Piedade, às 16h30).

A Orquestra Típica Scalabitana lança amanhã o seu novo CD “65 Anos a Cantar o Ribatejo”

Orquestra Típica e Herman no dia de S. José A noite do feriado municipal promete muita animação. No recinto das festas, a Orquestra Típica Scalabitana comemora com um concerto o seu 65º aniversário e aproveita para lançar o CD “65 Anos a Cantar o Ribatejo” que inclui músicas retiradas de todos os seis discos já editados, relembrando vários maestros, compositores e intérpretes. Outra das atracções da noite é o espectáculo One (Her)man Show com a banda de Pedro Duarte, marcado para as 22h30. O humorista preparou um programa especial para Santarém, no dia em que assinala mais um aniversário.

Condecorações municipais O Executivo da Câmara Municipal de Santarém

aprovou na reunião de 10 de Março atribuir condecorações municipais, domingo (dia 20), às 11h00, no Salão Nobre dos Paços do Concelho, numa cerimónia inserida nas Festas de S. José. Vão ser entregues as seguintes Medalhas do Município: Atribuição de Medalha de Ouro: Mário Lino Soares Correia, Fundação Passos de Canavarro - Arte, Ciência e Democracia, Leonardo Ribeiro de Almeida (a título póstumo). Atribuição de Medalha de Prata: Fernando Medina Maciel Almeida Correia. Atribuição de Medalha de Honra: Bombeiros Municipais de Santarém, Bombeiros Voluntários de Santarém, Bombeiros Voluntários de Pernes, Bombeiros Voluntários de Alcanede. Atribuição de Medalha de Mérito: Fernando Sousa Caeiros, Presidente da

Junta de Freguesia do Pombalinho Luís Filipe Santana Júlio, Escola Secundária Sá da Bandeira, Rancho Folclórico do Vale de Santarém. A partir das 15 horas, a tarde é dedicada ao folclore, com a actuação de ranchos do Concelho. A Monumental Celestino Graça abre a época com uma corrida de toiros onde participam os cavaleiros João Telles Jr., Tiago Carreiras e João Salgueiro e os grupos de forcados Amadores de Santarém e de Alcochete. A noite de domingo, último dia das festas de S. José, está reservada à fadista Joana Amendoeira, às 21h30, no palco Super Bock. Durante as festas, no Campo Emílio Infante da Câmara, realiza-se um mercado tradicional. Os mais pequenos têm também à disposição um espaço de diversões da Águas de Santarém e na manga vão decorrer largadas de toiros. Para os mais resistentes, todas as noites haverá animação nos bares com DJ’s. À semelhança do ano passado, as Festas de S. José continuam com os palcos privilegiados da Casa do Campino e cavalariças anexas, onde estão instalados restaurantes e expositores de artesanato. O recinto das festas tem, este ano, uma área maior e conta com um novo espaço comercial, com cerca de 50 expositores.

Ponto final Pese embora a admirável constatação de ainda ser possível encontrar foliões no país que temos, o Carnaval foi, este ano, um exemplo do tempo em que estamos: chuvoso, cinzento, repetitivo e pouco motivador. A crise económica contribuiu para cortar gastos públicos, noutros anos muitas vezes desmesurados, à boa maneira de um país que há muito tempo se viciou em viver acima das suas possibilidades. A atitude de anestesia mental de um país estupefacto com os, até pouco tempo atrás inimagináveis, cortes salariais directos, é igualmente tudo menos propício a tais folias. Afinal, quem é que ainda tem vontade de se rir da situação deplorável em que vivemos? Que incompetências, corrupções, multiplicações de tachos e repetidos TGV, ajudaram a criar? O episódio mais marcante (para lá da peculiar escolha da representação portuguesa à Eurovisão), acabou por ser um comentário do Primeiro-Ministro, mais interessado em fazer campanha eleitoral do que em afinar os tais mecanismos, tantas vezes apregoados, de equilíbrio das contas públicas. Reputar de “brincadeira de carnaval” os protestos públicos com que foi confrontado, constituiu uma indesculpável falta de respeito pela população de um país recorrente e intoleravelmente sujeito a todos os usos e abusos por parte da respectiva classe política*. No contexto social em que vivemos (e de que o dito tem indubitáveis responsabilidades) quaisquer protestos, mesmo que eventualmente ilegais, serão sempre legítimos! Mesmo que eventualmente injustos, são sempre compreensíveis! Resultam de um direito à indignação que, convenhamos, é um dos poucos que ainda nos vão restando. Deste modo (independentemente do que pensamos delas), aceitar como plenamente justificadas as críticas e as manifestações de desacordo, deveria constituir condição necessária para alguém que, neste país, quisesse continuar a ser Primeiro-Ministro. Para alguém para quem os interesses nacionais estivessem em primeiro lugar! E não os egoístas interesses de carreira, cuja preocupação maior parece ser, já, a criação de condições para disputar o poder após, a mais ou menos próxima (mas esperada) dissolução da Assembleia! Cuja tomada de posse presidencial constituiu, aliás, um pré-anúncio bradado aos quatro ventos! * Já depois de escrito este texto aconteceram as grandiosas manifestações das “gerações à rasca”, de sábado passado. A tal “indignação”, de que falava, rebentou. Apenas foi preciso os mais novos tomarem a iniciativa. A “anestesia” vigente deu lugar a um impressionante mar de protestos e contestações. A resposta à sobranceira arrogância de Sócrates e afins foi inequivocamente dada. Aurélio Lopes PUB

PUB

Tudo em Pneus Sede: Av. D. Afonso Henriques, 87-91 – Telef. 243 323 304 – Fax 243 326 719 – Apartado 161 – 2001-902 SANTARÉM Filial: Estrada Nacional 3 Km. 41,2 – Portela das Padeiras – Telef. 243 356 000 – Fax 242352113 – 2000-646 SANTARÉM

E-mail-pneusol_str@sapo.pt

Experiência Profissionalismo aos melhores preços do mercado


Edicao_nr_6248_18_março_2011  

Correio do Ribatejo fundado por João Arruda

Advertisement
Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you