Page 1

Cachoeirinha, 26 de maio de 2014 ■ Pág. 1 ►FAMÍLIA

Lei da Palmada punirá pais que agredirem filhos menores de 18 anos ■Página 4

■Página 4

CORREIO DE CACHOEIRINHA ANO 2 | EDIÇÃO 331 DIÁRIO /SEGUNDA-FEIRA, 26 DE MAIO DE 2014 - R$ 1,00 Circulação nos municípios de Cachoeirinha, Gravataí, Alvorada, Canoas e Sapucaia do Sul ►CIDADE

►FAMÍLIA

Evento da semana do hip hop agita Cachoeirinha ■Página 5

►EMPREGO

Desemprego fica em 4,9% em abril, segundo o IBGE ■Página 8

►ESPORTE

Na primeira partida da semifinal, Cerâmica perdeu por 1 a 0 para o Grêmio ■Página 9

Dia da Adoção: amor maior

►POLÍCIA

Jovem de 19 anos é preso no Conheça a história de mães que adotaram seus pequenos Distrito Industrial de Cachoeirinha

e se recordam dos dias mais felizes de suas vidas

■Páginas centrais

■Página 10


Pág. 2 ■ Cachoeirinha, 26 de maio de 2014

Copa do Mundo começará com Aeroporto Salgado Filho em obras

Opinião correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

Os torcedores que vierem para ver França e Honduras, no dia 15 de junho, encontrarão o Aeroporto Internacional Salgado Filho em obras. Pouco do previsto em reformulações estará pronto até a competição esportiva. A construção do Terminal 1 de passageiros ainda nem saiu do chão e segue na fase de fundação. Já o aumento

José Rosa Soares Filho https://joserosafilho.wordpress.com/

FOTO DO DIA

CHARGE DO DIA

FOTO: FACEBOOK

Opinião

da pista sequer começou, e as propostas seguem sendo avaliadas em Brasília. A Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero) informa que a reforma e a ampliação do terminal de passageiros será entregue em duas etapas. A segunda deve ser concluída em 2016.

ONLINE EVIL: UM NOVO CAÇADOR DE ZUMBIS No linguajar da internet, uma botnet é unia rede de computadores engajada em atividades criminosas, mas sem que o dono de cada computador saiba o que está acontecendo. É uma rede de máquinas-zumbis, a serviço de um criminoso, mas, para o dono de cada um dos computadores, tudo parece funcionar normalmente. Para incluir um computador na botnet, em geral o criminoso manda um e-rnail do tipo “tire o seu nome do Serasa” ou do tipo “ela mencionou você na festa ontem à noite”, e o usuário fica curioso e clica no arquivo anexado, ou clica num link. Um grupo criminoso pode usar uma botnet para várias tarefas: atacar um website de algum governo, distribuir spam, guardar números roubados de cartões de crédito, guardar fotos e filmes pornográficos. Um crime muito comum é derrubar um website por “negação de serviço”: o criminoso ordena que todos os zumbis da botnet peçam alguma coisa para o website ao mesmo tempo, e o website sai do ar por excesso de tráfego. A pesquisadora indiana R. Anitha, da Faculdade de Tecnologia PSG, usou terramentas da estatística para criar um aplicativo que ameniza o problema: numa rede qualquer, por exemplo a rede duma empresa, o aplicativo consegue dizer quais computadores estão se comportando como se fossem zumbis. Anitha usou, especificamente, uma ideia matemática conhecida como “processo markoviano”. São aqueles processos nos quais o resultado de um evento não tem nada a ver com o resultado dos eventos anteriores. Por exemplo, sortear cara e coroa: a probabilidade de sair cara é de 50, e não importa quantas vezes tenha saído cara antes. Anitha também usou a ideia de processo semimarkoviano, no qual faz diferença o tempo decorrido entre os eventos. Se hoje fez um dia agradável, é boa a probabilidade de que amanhã também faça um dia agradável; porém, é muito menor a probabilidade de que daqui a 25 dias faça um dia agradável. A mesma ideia pode ser usada no estudo da comunicação de dados dos computadores: eles deixam sinais de suas atividades nos servidores da rede, e com a modelagem matemática dos processos markovianos e semimarkovianos, o administrador pode dizer se um computador está agindo de forma estranha conforme seu histórico – isto é, se virou um zumbi. Isso porque os criminosos conseguem disfarçar muitas características do zumbi, mas, em todo caso, ele é obrigado a se comunicar com a central de controle da botnet e tem de transmitir dados para cumprir suas atividades criminosas. Uma empresa do Grupo 2M Ltda

Representante Comercial: (51) 3272-9595

PREVISÃO DO TEMPO SEGUNDA-FEIRA, Mín.13°, máx. 19°

2ª CAMINHADA NO DIQUE - Ação de limpeza, conservação e proteção do Dique de Cachoeirinha foi realizada por jovens, no último domingo dia 25, pela manhã

Sol com muitas nuvens durante o dia. Períodos de nublado, com chuva a qualquer hora.

Artigo do dia EM NOME DOS PAIS O mês de maio tão maternal, tão mariano, tão casamenteiro. Os textos sobre a divindade da maternidade pipocam nas redes sociais e aí a gente percebe, não sem um puxão de orelhas de pais ciosos, que nós, mães, somos muito autocentradas e possessivas. A gente se acha, né não? Repassando um texto sobre o tema “quando nasce um bebê nasce também uma mãe”, recebi respostas indignadas de alguns papais. Dentre eles, do meu sobrinho - que será pai pela segunda vez - e do meu marido, um pãe (veja como as mães são egocêntricas, pois um pai presente é logo apelidado de pãe). Ambos reclamaram do unilateralismo desses artigos que mostram a mãe como o único ser devotado e por que não, sugado, pelo furacão chamado criação de filhos. Ora, o sentimento é recíproco, eles afirmam. E eu acredito. Mas, assim como as propagandas de sabão em pó e elétricos domésticos ainda são extremamente machistas, os textos e propagandas sobre filhos são extremamente feministas no sentido da exclusividade. Como se apenas as mulheres pudessem ser capazes de se sacrificar por seus rebentos. De entendê-los e entrar em sintonia com eles. Tudo bem que 90% das mães são mães dignas desse nome contra apenas uns 30% de pais responsáveis à altura do cargo. Isso é um chute meu, esclareço. Não conheço uma pesquisa sobre o tema (fica a sugestão para os acadêmicos). De qualquer modo, todos os textos e campanhas podiam sair do automático, dos clichês e mostrar que mãe também pode ser uma merda e pai também pode ser fantástico. Acredito no mito do amor materno que permanece causando polêmica por aí. Nem toda mulher ama incondicionalmente o filho desde a concepção. Algumas não vão amar nunca, aliás. E existem papais que se deslumbram com o amor filial a partir do resultado do teste de farmácia. O importante é as mulheres começarem, na prática, a dar voz a esses homens maravilhosos que assumem a sua paternidade

com bravura indômita. Conheço vários homens que são pais com P, porém, infelizmente, continuam quase invisíveis nesse cenário autoritário da maternidade. E não é essa história de dizer “ele é um pai que é uma mãe”. Santa arrogância, Batman! Pais que são pais, pronto. Ser pai é também ser mãe e ser mãe é também ser pai. A plenitude do desafio é hermafrodita e simbiótica. Como consequência dessa feroz reserva de mercado (consciente e inconsciente), vivenciamos, por exemplo, a quase ausência de educadores do sexo masculino nas classes de alfabetização. O arquétipo da mãe-polvo estende seus tentáculos onipotentes, onipresentes e oniscientes para fora do lar na pele da “tia”. Por isso, me compadeci desses pais incríveis que seguem incógnitos e desprestigiados. Não que eles não façam mais do que a obrigação, pois são pais e não apenas doadores de esperma. Todavia, a contrapartida também vale: mãe que decide ser mãe tem de ser mãe, ué! Por que todo esse auê quando a gente faz o que abrange o pacote de metas? Claro que os homens-pais nunca vão sentir a comunhão que uma mulher-mãe sente quando debaixo do chuveiro abraça seu filho e cola o corpo dele junto ao dela. Os dois retornando ao estágio original uno naquele ambiente úmido. A mulher, de repente, é toda um útero gigante acolhendo o não-feto, mas menino feito. A sinergia daquela eucaristia... Dois corações batendo em compasso perfeito remetem à origem ancestral da humanidade... Não, isso os pais não sentirão nunca, tadinho deles. Portanto, deixemos de ser tão apegadas, tão egoístas. Afinal, as mães já conhecem a melhor parte! Compartilhemos nossos filhos com esses homens que não postam todas as fofuras dos filhotes nas redes sociais, mas são capazes, sim, de trocar sucesso, poder e grana por quem eles colocaram no mundo. LUCIANA ASSUNÇÃO | http://lulupisces.blogspot.com.br/

Os artigos publicados com a assinatura nesta página não traduzem necessariamente a opinião do jornal e são de inteira responsabilidade dos seus autores. As cartas para o Espaço do Leitor, com a assinatura´, endereço, númnero de Identidade e Telefone de contato para confirmação deverão ser enviadas para o e-mail da Redação do Correio de Cachoeirinha: correio de cachoeirinha@gmail.com Por razões de clareza ou espaço, as cartas poderão ser publicadas resumidamente.

Jornal Correio de Cachoeirinha registrado sob o número 18.507 | Fl. 185 - Livro A - 03 da Comarca de Cachoeirinha | Ofício dos Registros Públicos Jornal Diário Oficial dos Municípios Ltda | CNPJ nº 08070493/0001-48 | Tiragem – 8.000 exemplares

| Avenida General Flores da Cunha, nº 1320 sala 802 - Cachoeirinha - RS | CEP: 949100-002

Fone: 51 - 34971078 | Acesse o site: www.correiodecachoeirinha.com

Diretor geral: Moacir Oliveira Menezes | Departamento comercial: Grupo de Diários | Edição e diagramação: Carolina Candido (MTE 14787) | Redação: Caroline Weigel e Érika Waleska Estagiário de jornalismo Guilherme Augusto | Colaboradores: Roberto Teixeira, Aline Cruz e Volnei Borba


Cachoeirinha, 26 de maio de 2014 ■ Pág. 3

Obras do Hospital de Clinicas começarão em junho

Opinião correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

As obras que vão aumentar em 70% a capacidade do Hospital de Clínicas, na Capital, devem iniciar nos primeiros dias de junho. A previsão anterior era de começo da construção ainda em maio. Hoje será realizado o planejamento do corte de 284

árvores do pátio da instituição. Haverá compensação ambiental definida pela Secretaria do Meio Ambiente com o plantio de mudas no entorno do hospital. A conclusão está prevista para 2017.

Em oito anos, dos 22km da RS-118 apenas 2km estão duplicados. Qual sua opinião sobre isso? “Acho que falta fiscalização e cobrança por parte dos Deputados Estaduais, e também do TCE, se há farra com do dinheiro público, é porque alguém está permitindo, então, todos deveriam responder solidariamente por isso, a ERS 118 já era para estar quase concluída”.

PEDRO FRAGA

pdfraga@hotmail.com

Calçadas do Carlos Wilkens verdadeira armadilhas para alunos

Rogério Torres de Moraes, morador de Cachoeirinha.

“A minha opinião é de que só pode ser deboche, desrespeito, descaso. Quando uma obra é de interesse, a verba é conseguida rapidinho. Se o problema não é verba, o que seria?

Nádia Bertol Britzke, moradora de Cachoeirinha.

As calçadas da EMEF Carlos Wilkens, no bairro Veranópolis como em toda a cidade está em estado lastimável. Além de entulhos de podas de árvores, todas jogadas no passeio público são verdadeiras armadilhas para os alunos. Tanto no portão da

escola quanto em seu entorno, alunos disputam as calçadas com buracos, pedaços de laje e as ondulações do péssimo estado de conservação. Será necessário que um acidente ocorra para tomarem-se as medidas necessárias.

Uma cratera no Fernando Ferrari com Frederico Ritter ■ Cavaletes e fitas demarcam uma cratera, que se abriu na rotatória da rua Fernando Ferrari com a avenida Frederico Ritter. Tornando-se um empecilho para quem utiliza aquela via de intenso fluxo. Acredita-se que uma via de tal importância deveria receber um conserto de urgência no final de semana (o fluxo de veículos é menor),pois pelo tamanho da cratera ocorrerá um transtorno para motorista que usam esta avenida que é de suma importância para o Distrito Industrial da cidade.

“Simples: descaso e incompetência. Uma vergonha! Já vi tanta gente boa morrer nesse trecho que não entendo como isso pode estar assim. Eu mudei do sul pra São Paulo, e cada vez que volto pra rever a família está pior ao invés de melhorar”.

Moradores da Canarinho recebem telhas da Defesa Civil

Paulo Vaz

“A retirada das famílias na RS foi muito demorada, ainda há muitos embaraços na medição e no material, mais a mão de obra e o dinheiro para pagar as despesas. Eu acho que é tudo fachada”.

Tarcisio Richard Silveira, morador de Gravataí.

■ A Defesa Civil trouxe alívio para as famílias das ruas Araras, Bem-te-vi e Águia com a entrega de telhas. Moradores aguardavam há uma semana,

desde o último temporal. No mesmo instante da entrega, já iniciou a troca das telhas danificadas, pois além do frio a previsão é de mais chuvas.


Pág. 4 ■ Cachoeirinha, 26 de maio de 2014 -

Política Política correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078 correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

Ana Amélia Lemos, PP, e o Encontro da Esperança

Esse foi o nome dado a pré-convenção, que apresentou a dobradinha que será feita pela pré-candidata ao governo do Estado Ana Amélia, PP e o pré-candidato a vice Cassiá Carpes, Solidariedade. O grande encontro ocorreu no último

sábado na Assembleia Legislativa. Oficializando seu apoio, os vereadores Deoclécio Mello, Gelson Braga e demais filiados do Solidariedade de Cachoeirinha compareceram em peso ao evento. O PSDB também garantiu apoio aos candidatos.

Lei da Palmada punirá pais que agredirem filhos menores de 18 anos Especialistas afirmam que o diálogo é o mais importante

(IN) SEGURANÇA I: BRIGADIANOS NA COPA ■ O GGIM (Gabinete de Gestão Integrada Municipal) reuniu seus membros numa reunião ampliada na terça-feira passada. A reunião foi conduzida pelo seu presidente, Prefeito Vicente Pires (matéria publicada na edição 328, de quarta-feira, no Correio de Cachoeirinha). Estiveram presentes várias autoridades do município, bem com o Sr. Grabriel Maceno, assessor do Secretário de Segurança Pública do Estado do RS. A pauta principal da reunião foi a decisão do Governo Estadual em deslocar brigadianos para a capital durante o período da Copa do Mundo. Desrespeito total ao GGIM, pois, esta instância não foi consultada. O município contribui significativamente com recursos e total apoio à brigada militar e à polícia civil para que tenhamos uma segurança pública de qualidade.

(IN) SEGURANÇA II: ÍNDICES DE VIOLÊNCIA ■ Cachoeirinha conseguiu através de uma ação integrada reduzir a criminalidade, porém nos últimos meses temos acompanhado uma crescente onda de violência, como furto e roubo de veículos, roubo a pedestre e a residências, homicídios, etc. Observa-se que tais índices de criminalidade estão associados à falta de mais policiamento. Digo isso porque durante o verão, justamente no período em que policiais são enviados para a operação verão, o gráfico da criminalidade cresce na cidade. Ora, é preciso repensar a segurança pública. É dito frequentemente com relação à esse tema que o “cobertor é curto”... eu diria que “furtaram o cobertor”! Estamos sem uma política de segurança no País. O triste fenômeno da “justiça” com as próprias mãos ganhou força nos últimos tempos. É o retorno da barbárie!

(IN) SEGURANÇA III: LUTA PELA SEGURANÇA ■ Como presidente da Comissão de Segurança na Câmara de Vereadores tenho buscado articular juntamente com as demais entidades do município ações concretas na luta pelos nossos direitos. Nossa luta garantiu: a criação da 2ª Vara Criminal em Cachoeirinha, apoio na formação dos brigadianos para permanência na cidade, aumento do repasse de recursos para as polícias via CONSEPRO, disponibilidade de estagiários, etc. Cabe lembrar que as ações da prefeitura são louváveis uma vez que está expressamente dito na Constituição Federal que Segurança Pública é dever do Estado “Art. 144”.

(IN) SEGURANÇA IV: ESPERA POR RESPOSTAS ■ Fui o proponente de uma moção de repúdio ao ato de transferência dos brigadianos e viaturas para o policiamento em Porto Alegre durante a Copa do Mundo. Apenas dois vereadores da oposição votaram contra a moção. A mobilização de entidades, Câmara de vereadores e prefeitura já está surtindo efeito, pois segundo o Sr. Gabriel Maceno, que esteve na reunião do GGIM, garantiu que medidas alternativas serão propostas para não prejudicar no trabalho da BM. Aguardemos...

(IN) SEGURANÇA V: ASSEMBLEIA NA ABIM ■ Na próxima quinta-feira dia 29/05, a partir das 19h30 a comunidade da Região I estará se reunindo com representantes da Brigada Militar e da Polícia Civil de Cachoeirinha para reivindicar mais segurança.

A

Comissão a definição para castigo é a seguinte: “ação de Consde natureza disciplinar ou tituição punitiva com o uso da e Justiça força física que resulte e Cidadania (CCJ) da em sofrimento físico Câmara aprovou na quartaou lesão à criança ou -feira, 21, após acordo ao adolescente”. entre parlamentares, a A orientadora educachamada Lei da Palmada, cional Reginalda Macharebatizada Lei Menino do Guimarães não estava Bernardo. O nome foi escompletamente apropriada colhido por causa do caso de do que estava contido na lei por ser Bernardo Boldrini, o jovem de uma aprovação recente, mas 11 anos morto com uma injedeu um parecer sobre o relacioção letal – o pai, a namento sadio com madrasta e uma asa criança. Segundo "A palmada pode ter sistente social foram ela, as crianças presignificados diferentes para indiciados pelo cricisam de amor e came em 13 de maio. cada criança. Mas assim como rinho para um bom A proposta proíse espera que adultos resolvam desenvolvimento. be pais e responsá“O melhor caminho as coisas com o diálogo, veis legais por criané o diálogo para a ças e adolescentes esperasse que os pais façam educação eficaz”, de baterem nos constata. o mesmo com seus filhos" menores de 18 anos. O psicólogo AnAprovada em caráter dré Betts, 24 anos, terminativo, seguirá afirma que alguns diretamente para análise pelo Senado, sem pais acabam utilizando a palmada por não necessidade de votação no plenário da Câma- conseguirem o respeito através da conversa. ra. O projeto inclui dispositivos no Estatuto “A palmada pode ter significados diferentes da Criança e do Adolescente (Lei 8.069/90). para cada criança. Mas assim como se espera O projeto prevê que os pais que agredirem que adultos resolvam as coisas com o diáfisicamente os filhos devem ser encaminhalogo, esperasse que os pais façam o mesmo dos a cursos de orientação e a tratamento psi- com seus filhos”, esclarece o psicólogo. cológico ou psiquiátrico, além de receberem Ele relata que atualmente os pais estão advertência. com dificuldade de dar limites aos filhos, inAlém disso, o profissional de saúde, de dependente das palmadas. “Os pais não toeducação ou assistência social que não noleram que seus filhos passem por frustrações. tificar o conselho sobre casos suspeitos ou Mas elas fazem parte da vida, são necessárias confirmados de castigos físicos poderá pagar para o desenvolvimento”, conta André. multa de 3 a 20 salários mínimos, valor que é “É difícil prever como será o processo dobrado na reincidência. dessa lei na prática, pois depende de muitos O impasse era sobre o uso de expressões fatores: se haverão denúncias, como serão no texto. Os parlamentares chegaram a um julgados, se haverá fiscalização”, finaliza. acordo e alteraram o texto para deixar claro De acordo com a Secretaria de Direitos o que seria considerado castigo físico. O tex- Humanos, pasta responsável pelo Disque to em discussão definia castigo físico como 100, a central recebeu 124.094 denúncias de “ação de natureza disciplinar ou punitiva com agressão contra crianças em 2013. Em 2012, o uso da força física que resulte em sofrimen- foram 130.033 ligações, enquanto em 2012 to ou lesão à criança ou adolescente”. O rela- foram 96.474. As denúncias incluem violêntor da proposta, deputado Alessandro Molon cia, exploração de menores, abuso sexual, (PT-RJ), apresentou uma emenda acrescentrabalho forçado, negligência e violência psitando a expressão “sofrimento físico”. Assim, cológica.


Cachoeirinha, 26 de maio de 2014 ■ Pág. 5

Geral correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

Miki Breier visita SAC Resgate Na última quinta-feira, 22, o deputado Miki Breier visitou o SAC Resgate, para conhecer o trabalho de resgate e também dar apoio ao projeto. O Presidente Coordenador dos Socorristas

Anônimos de Cachoeirinha afirmou que o deputado irá auxiliar o grupo no sentido de buscar ajuda e apoiadores para a instituição, além de articular um apoio da prefeitura.

Evento da semana do hip hop agita Cachoeirinha O evento foi de encerramento de uma semana toda especial

N

este domingo, 25, ocorreu ao lado do ginásio da Fátima o evento de encerramento da semana do hip-hop, que foi toda especial e voltada para esse meio. As atrações foram: Duo, Verso Inverso, Mano Odair, Clandestino, Elemento D, Profecia Urbana, Guerreiro Poeta, Fábula de Rua, The Gangster, Milagre Vivo, Reduto, RP3, Questão de Respeito, Ministro, Epsodium, Dj Abú, B. Boy Régis e Grafitagem Flash. Durante toda a semana houve eventos especiais ao dia do hip hop, no município. A

abertura foi no dia 19, na Praça da Juventude, com o lançamento do DVD Resgate das Ruas e do dia 20 ao dia 23 foi ministrado palestras e workshops. Os eventos da semana do hip hop tem como apoio a Coordenadoria da Juventude, que já vem promovendo ações como no dia do grafite, onde aconteceu ao lado da Câmara dos Vereadores e teve grafitagem no muro e várias outras atividades. O objetivo é trazer cada vez mais a cultura do hip hop para o município.

Governo lança campanha “Violência contra as mulheres – eu ligo” O governo lançou a campanha nacional “Violência contra as mulheres – Eu ligo” que visa a estimular as denúncias por meio da Central de Atendimento à Mulher - Ligue 180. A campanha, que começou a ser veiculada em TV aberta e fechada neste domingo, 25, fica no ar por um mês e terá a participação das atrizes Luana Piovani e Sheron Menezzes. Além das peças para televisão, a campanha inclui rádio, internet, folhetos e cartazes. A iniciativa é da Secretaria de Políticas para as Mulheres, do Ministério das Cidades e da Secretaria de Comunicação Social da Presidência. “Esperamos que essa campanha elimine de vez a violência contra as mulheres ao sensibilizar toda a sociedade para abraçar essa luta. A campanha é lançada agora, na época da Copa do Mundo, porque temos que nos preocupar com a preservação da garantia dos direitos das me-

ninas e mulheres. As crianças e mulheres brasileiras não podem ser vítimas de turismo sexual. Receberemos com maior carinho a todos os turistas que vierem, mas não admitiremos da parte de brasileiros ou de estrangeiros qualquer violência contra as nossas mulheres. Qualquer pessoa que estiver no nosso país e usar as mulheres para fins de exploração sexual ou de turismo sexual terá que responder como qualquer brasileiro”, disse a ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres, Eleonora Menicucci. Em março, a secretaria adaptou o Ligue 180 para o formato disque denúncia. Com isso, as denúncias recebidas são encaminhadas aos sistemas de segurança pública e ao Ministério Público de cada um dos estados e do Distrito Federal. De acordo com a secretaria, a mudança trouxe mais agilidade à apuração das denúncias. As ligações são gratuitas e o serviço

■ A ministra da Secretaria de Políticas para as Mulheres da Presidência da República, Eleonora Menicucci, no lançamento da campanha nacional: Violência contra as Mulheres - Eu ligo

funciona 24 horas. No evento, também foi lançado o aplicativo para celular Clique 180, desenvolvido pela Secretaria de Políticas para as Mulheres e pela ONU Mulheres. O aplicativo permite o acesso direto ao Ligue 180 e contém informações sobre os tipos de violência contra a mulher, dados de localização dos serviços da rede de atendimento e proteção, além de sugestões de rota

para chegar até eles. O aplicativo também traz o conteúdo da Lei Maria da Penha e uma ferramenta que mapeia os locais da cidade que oferecem mais risco às mulheres. Serão indicados, por exemplo, locais pouco iluminados ou onde há ocorrências de roubos nas cidades. O aplicativo gratuito está disponível para os sistemas IOS do Iphone e Android dos demais

smarthpones. “O Clique 180 é mais um instrumento no combate à violência contra a mulher. Esperamos que essa campanha de divulgação massiva leve informações importantes para a sociedade que podem salvar a vida das mulheres”, disse a diretora da ONU Mulheres no Brasil, Nadine Gasman. Agência Brasil


Pág. 6 ■ Cachoeirinha, 26 de maio de 2014

Dia Nacional da Adoç

Data foi lembrada no último domingo e quer incentivar a adoção em todo o Brasil; conheç

N

o último domingo, 25, foi comemorado o Dia Nacional da Adoção. Em 1996, representantes dos catorze Grupos de Apoio à Adoção então existentes no Brasil se reuniram em Rio Claro, interior de São Paulo, no I Encontro Nacional de Associações e Grupos de Apoio à Adoção, nos dias 24 e 25 de maio. Na ocasião, os grupos elegeram

o dia 25 de maio como o Dia Nacional da Adoção. Seis anos depois, em 9 de maio de 2002, a lei foi sancionada sob o nº 10.447. Porém, o processo de adoção no Brasil ainda é muito burocrático. Pais ficam na fila de espera durante anos, esperando para passar todo o amor que sentem para uma criança, que pode não ser filha biológica, mas é tão amada quanto.

Dindos adotaram legalmente

■ Com toda a família reunida, Nilta demonstra muito amor por todos

Nilta Maria Vargas de Rosso, 54 anos, e Carlos Alberto Rodrigues, 48 anos, são pais da pequena Kauani de Rosso Rodrigues, 9 anos. “Ela foi deixada pela mãe dela com uma prima, que é nossa vizinha. Fomos convidados para sermos padrinhos de batismo dela, na igreja, e eu comecei a cuidar dela para que a prima pudesse trabalhar”, relembra Nilta. Ela conta que chegou uma época em que levariam a menina para Imbé, para ficar com a avó. Foi quando eles decidiram fazer o contato com a família para adotar a afilhada, que já amavam como filha. “Entramos com um pro-

cesso de adoção. Levou 1 ano e 1 mês todo o processo. Anularam a certidão de nascimento dela e foi feita uma nova, onde constava que éramos os pais”, diz Nilta. A mãe biológica de Kauani afirmou que só assinaria os papéis se fosse para a filha ficar com os padrinhos. “Se fosse para outro ela não assinava. Então ela nos autorizou a adotar a nossa filha”, explica. E o amor entre a família é muito grande. Nilta já é mãe de Gustavo, 27, e Rafaela, 19, esses biológicos. Mas entre todos há uma grande proximidade. “Quando eu viajo, a Kauani tem febre, fica doente de saudade. Ela sabe de toda

a história, levo ela para a bisavó, ela continua o contato com a família dela”, afirma. Mas durante todo o processo, o pai se sentiu muito emocionado, na expectativa de saber se conseguiria adotá-la. “Estávamos preparados para tudo, queríamos muito adotar, mas se não desse não perderíamos o contato com ela. Me emocionei, tinha medo que o juiz não me desse ela. Ela já começou a mandar em mim desde nova”, conta Carlos Alberto. Nilta fala sobre a adoção: “para ti adotar tem que ter amor, bastante amor. È tu dedicar um tempo integral ao teu filho”.

“Dia mais feliz da minha vida” Angélica Borges, 36 anos, adotou a recém-nascida Vitória Maria Borges de Souza, que hoje está com quase 9 anos. Ela conta que o processo foi muito demorado e doloroso, pois sempre havia o medo de não dar certo.“Sempre tive o sonho de ser mãe, na época eu não podia engravidar. Todo o processo demorou cerca de dois anos. Tivemos que passar por psicóloga, assistente social, conselho tutelar e muitas documentações, sempre com medo de não dar certo, mas com todas as coisas dela arrumadas, roupas, quarto e brinquedos”, relembra. Mas toda espera valeu a pena. O dia da adoção é descrito como o mais feliz na vida de Angélica. “Não sai da minha memória a chegada dela à nossa casa, foi o dia mais feliz da minha vida!”, afirma. Dentre as dificuldades, Angélica destaca que o principal problema no processo de adoção é a burocracia. “Me dói saber que tem tantas crianças querendo um lar e família e não

tem por causa da burocracia. A promotoria de Cachoeirinha acha certo mandar uma recém-nascida para a casa de passagem do que deixar com uma família. Depois que ela ficou doente eles resolveram nos entregar”, afirma. E amor é o que não falta na casa: “Ela é uma menina muito amada pelos pais e por toda a família, que a recebeu com muita alegria”, declara. “A Vitória me trouxe todas as alegrias do mundo, só em acordar todos os dias e ouvir ela dizer ‘bom dia, mãe’ ou ‘eu te amo, mãe’, isso não tem preço. Ela foi o maior presente de Deus, a joia mais cobiçada, não consigo imaginar minha vida sem ela!”.

■ Angélica ao lado da filha Vitória


Cachoeirinha, 26 de maio de 2014 ■ Pág. 7

ção: filhos de coração

ça a história de mães que adotaram e colocam esse como o dia mais feliz de suas vidas

Processo foi complicado

■ Rosane ao lado de sua filha amada

Rosane Machado de Souza Schutz, 50 anos, adotou Ana Carolina de Souza Schutz, mas lembra que o processo todo foi muito complicado. “O processo de adoção foi demorado, doloroso, complicado, dois anos de uma espera sem fim. Foram entrevistas, visitas, assistente social, tudo muito complicado”, lembra. Ela afirma que a adoção no Brasil é muito burocrática, mas que vale a pena. “Quando nos ligaram, foi uma corrida ao Fórum, e quando vi aqueles

olhinhos foi a maior emoção da minha vida. Naquele momento conheci minha filha, é um amor imensurável, o amor da minha vida. Hoje sou viúva, há quatro anos perdi meu outro amor, minha vida se quebrou, mas foi por ela que tive que recomeçar e recomeço todos os dias”, conta. Atualmente, Ana Carolina está com 14 anos, é atleta da IAR, já participou de muitos campeonatos e sempre traz uma medalha. É o orgulho da mãe: “é um amor que nunca se acaba”, conclui.

VARA DA INFÂNCIA E JUVENTUDE Segundo Lauro Marcelo Lonardi de Souza, assessor jurídico da promotoria especializada da Vara da Infância e Juventude em Cachoeirinha, atualmente na cidade existem três meninas no Acolhimento Institucional Amarelinha, as quais já podem ser adotadas por eventuais interessados. “Há outras crianças acolhidas, mas ainda não houve deliberação sobre a destituição do poder familiar, pois o ECA

determina que deve ser priorizado o retorno da criança à família natural, ou sua colocação em família extensa (parentes), e somente após deve-se destinar aquela para adoção”. Para quem quiser adotar, ele explica que é necessário procurar o Juizado da Infância e Juventude da sua Comarca e se informar sobre a documentação e os procedimentos necessários para habilitação para adoção.

O TRABALHO POR TRÁS DA ADOÇÃO O Conselho Tutelar e o Acolhimento Institucional Municipal Amarelinha – AIMA são uns dos principais meios que ajudam nos casos de adoção. Dentro do Estatuto da Criança e do Adolescente, a função do Conselho é encaminhar a questão da adoção para a Vara da Infância e da Juventude. Crianças e adolescentes que não possuem responsáveis legais, são encaminhadas para o acolhimento e o AIMA faz todo o procedimento de adoção. De acordo com o Coordenador do AIMA, Adriano Oliveira da Luz, a adoção ficou mais engessada a partir de 2009, depois que houve uma alteração da lei feita pelo ECA. “Através dessa lei, que entrou em vigor em 2010, deram prioridade a manutenção da família na criança ou adolescente. Isso dificultou muito mais a adoção”, explica o coordenador. A Lei nº 12010 dispõe sobre o aperfeiçoamento da sistematização prevista, para garantir o direito da convivência familiar. “Independente das condições em que se encontra a família, é preferível trabalhar a manutenção familiar do que por a criança para adoção. Eu não sei em número, mas com essa alteração, de 2009 para cá, a adoção diminuiu muito”, afirma Adriano. O processo de adoção Quem está querendo entrar no processo de adoção, primeiramente deve ir direto se habilitar ao Juizado da Infância e da Juventude, levar vários documentos e escolher o perfil da criança que estão interessados como: cor, idade, sexo. Após isso, um cadastro é preenchido e o casal fica no aguardo. “Primeiro o perfil que eles querem vai para dentro do município, se não encontram, abre para o estado, depois para a Federação e em último caso se abre para o internacional”, explica Adriano. O número de casais que querem adotar bebês é grande, no entanto não é fácil. Casais tendem a ficar anos na fila de espera. “A última adoção de bebê que teve, o casal já estava na fila de espera há seis anos e meio”, conta Adriano. O problema na espera é que, o casal faz a entrevista necessária no juizado, leva a documentação e é preenchido o cadastro. Porém o contato do poder judiciário com os adotantes termina ali, não há um acompanhamento sistemático da família. Se a criança bate com o perfil da família, a única função é buscar o cadastro e fazer contato com a família para ir até o abrigo, segundo Adriano. “Nesse lapso de quase sete anos, por exemplo, não houve mais nenhum contato, uma entrevista, uma avaliação sócio assistencial. A situação da família nesse tempo poderia ter mudado, nesse caso mudou para melhor, mas acontece muito de ter

■ O Coordenador do AIMA, Adriano Oliveira da Luz e a Conselheira Tutelar Tárcis Gonçalves Laus Teixeira

piorado”, conta. O certo, segundo Adriano, seria que esses casais que permanecem muito tempo na fila de espera, serem contatados uma vez por ano para participarem de palestras, alguma forma de incentivo como o apadrinhamento afetivo. “Até seria bom esse contato, para trabalhar melhor aqueles casais que querem um bebê, porque daqui a pouco, conversando e explicando, eles podem abrir um leque de possibilidade e quem sabe adotar crianças mais velhas”, afirma. A adoção tardia Quando o assunto é adolescente a adoção já é quase inexistente, explica Adriano, com as experiências vivenciadas no AIMA. “Até os cinco anos conseguimos, mas passou disso já não adotam mais. Vira problema, porque a criança já tem toda uma carga emocional, uma vivência maior da família e isso acaba se tornando uma dificuldade para que sejam adotadas. Tenho duas irmãs, uma de quatro e outra de sete, que já estão na terceira tentativa frustrada”, conta. Às vezes os casais se habilitam e as crianças são encaminhadas para a adoção, porém muitas vezes nem sequer houve a destituição do poder familiar, eles são encaminhados apenas com o termo de guarda e o processo continua correndo. Adriano conta que possuem cinco casos de crianças que estão a um tempo com as famílias, porém ainda não saiu a destituição familiar. “O que acontece, a criança às vezes passa um, dois anos com a família apenas com o termo de guarda e a adoção só vale após ocorrer a destituição. Só que logo depois que sai vem o deferimento do estágio de convivência, onde a criança tem mais seis meses para completar esse processo de adoção, que também é outro grande problema, porque a família já está a um ano e acha que não se sente segura e devolve a criança, a família tem esse direito”, relata.

Desses cinco casos que Adriano menciona, quatro tiveram problema nesse sentido, pois a família queria devolver. Por isso há todo um trabalho do pessoal do abrigo de conversar e trabalhar. “Se há um pouco mais de agilidade no processo e passou do estágio, adotou e deu, o filho é seu e agora tu terá de trabalhar o psicológico da criança, agir como pai. Mas infelizmente as adoções tardias são difíceis”, afirma. No AIMA há 18 crianças, porém uma delas está em uma clínica em Taquara, mas sobre cuidados do Conselho e do abrigo, que acolhe crianças de 0 a 18 anos. “Estou com um grupo de adolescentes agora. Só que não há adoção para adolescente, não tem e por mais que a família esteja em uma situação difícil, a gente trabalha a manutenção”, conta. A conselheira Tarcis Laus, afirma que a adaptação do adolescente dificulta muito mais também. “Porque o adolescente já vem com uma carga e até ela soltar, leva tempo. A família acaba se deparando com a realidade, não se vê nas condições de se manter com esse adolescente e acaba devolvendo. Para adotar um adolescente a família teria que ter muita boa vontade”, afirma Tarcis. O AIMA Com 29 funcionários e sendo o maior equipamento da SMCAS, o abrigo, como era chamado, funciona como uma casa, todos dormem, fazem suas refeições, saem para pra curso, estudar, porém não saem sozinhos, sempre acompanhados de um educador. Adoção de forma errada É mais comum do que se pensa os casos de adoções “a brasileira” como explica Tarcis. Mães que estão grávidas, porém querem dar seus filhos para outro casal, tudo sem passar pelo processo jurídico. “O conselho intervém junto da assistente social do hospital, juntamente do hospital, do Ministério Público e o Judiciário, e a criança só sai de lá encaminhada diretamente para o AIMA, se existe essa suspeita”, conta. Nesses casos o próprio hospital, que desconfia, faz a denúncia e isso tudo é muito comum. “Estamos com uma menina de vinte dias que o hospital desconfiou e a juíza deu o aval, agora está no abrigo. Porém já apareceram dois dizendo ser o pai e mais um casal do interior do estado, de Tapejaras”, conta Adriano. Quem quiser adotar Tanto Tarcis quanto Adriano afirmam que tem de ter paciência, pois é um processo muito demorado e com várias dificuldades. “Pedimos também que não façam ‘a brasileira’, sempre pelo modo correto de adoção”, completa Tarcis.


Pág. 8 ■ Cachoeirinha, 26 de maio de 2014

Emprego correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

Criação de empregos formais tem pior abril em 15 anos O país criou 105.384 empregos com carteira assinada em abril, o que representa uma queda de 46,48% frente ao mesmo período do ano passado, quando foram

Concursos Públicos Concurso Tribunal de Contas do Estado do Rio Grande do Sul Vagas: 31 vagas, além de formar cadastro reserva, na função de Auditor Público Externo, nível III; Salário: R$ 14.107,38; Inscrições: Até o dia 10 de junho através do site www.concursosfcc. com.br; Taxa: R$ 145,21. Concurso SEFAZ Vagas: 100 cargos na classe inicial (letra A) da carreira de Auditor-Fiscal da Receita Estadual; Salário: R$ 10.940,00; Inscrições: Até o dia 11 de junho através do site www.fundatec.org.br Taxa: R$ 145,22. Concurso do Tribunal Regional Federal da 4ª Região Vagas: Para os cargos de analista judiciário e técnico judiciário (níveis médio e superior); Salário: De R$ 5.007,82 e 8.178,06; Inscrições: Até o dia 13 de maio através do site www.concursosfcc. com.br; Taxa: Ensino Superior Completo: R$ 88,00 - para todos os cargos de Analista Judiciário; Ensino Médio Completo: R$ 78,00 - para todos os cargos de Técnico Judiciário. Concurso da Conab Vagas: 219 vagas para Administração (76), Contabilidade (38), Direito (16), Economia (22), Engenharia Agrícola (10) Engenharia Agronômica ou Agronomia (52), Engenharia Civil (01) Engenharia Elétrica (01), Engenharia Mecânica (01), Gestão do Agronegócio (02), Auditoria (CR) e Comunicação Social (CR); Salário: R$ 5.112,07; Inscrições: Até o dia 28 de maio através do site http://www.iades. com.br; Taxa: R$ 46,00.

abertas 196.913 vagas formais. Os dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) foram divulgados pelo Ministério do Trabalho.

Desemprego fica em 4,9% em abril, segundo o IBGE Taxa é a menor da série para meses de abril e, no entanto, rendimento médio real dos ocupados ficou menor

A

taxa de desemprego no país voltou a recuar e ficou em 4,9% em abril, segundo dados divulgados nesta última quinta-feira, 22, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Em março, o índice era de 5%. O resultado é o menor já registrado para meses de abril na série histórica do IBGE, que teve início em 2002. Em abril de 2013, o desemprego foi estimado em 5,8% para o conjunto das seis regiões metropolitanas pesquisadas. Segundo Adriana Araújo Beringuy, técnica da Coordenação de Trabalho e Rendimento do IBGE, a queda do desemprego em abril ocorreu porque houve redução da procura de trabalho, e não geração significativa de novos postos. O instituto verificou, no ano, uma queda no número de pessoas desocupadas, mas que procuram trabalho (índice conhecido como PD), e uma estabilidade na PEA, o número de pessoas economicamente ativas, que incluem empregados e desempregados em busca de vaga. "A gente percebe que essa taxa [PD] no mês fica estável, mas, no ano, ela baixou. E essa redução da taxa de desocupação, que agora registra 4,9%, expressa que PD cai e a PEA se mantém estável. Então, quem se movimentou foi a desocupação. Ela caiu. E essa taxa caiu não porque houve geração significativa de postos, mas porque houve redução da procura por trabalho”, explicou Adriana Araújo Beringuy. O IBGE estimou que 1,2 milhão de brasileiros estavam desocupados em abril, estável na comparação com março. Frente a abril de 2013, houve queda de 17%. Mesmo em um momento de baixa confiança dos empresários, com menor oferta de vagas, a maior parte das pessoas que pro-

cura emprego acaba encontrando. O número de pessoas que trabalham, estimado em 22,9 milhões, não tem crescido. O total de trabalhadores com carteira assinada no setor privado também não variou na comparação com março, ficando em 11,7 milhões. "Não tem apresentado movimentos que façam que haja aumento de população [ocupada] em números significativos. Ela não estava diminuindo, mas ela também não estava crescendo. Podemos dizer que estava vivendo um cenário de estabilidade da ocupação”, completou a técnica da Coordenação de Trabalho e Rendimento do IBGE. “A população ocupada vai depender tanto da iniciativa de quem procura o trabalho, e o lado da demanda por trabalho, que são os contratantes. Como a pesquisa é domiciliar, eu estou analisando o movimento do respondente que diz que está procurando ou não e se está ocupado. No que diz respeito à PME [pesquisa mensal de emprego], ela não está captando aumento da ocupação”, afirmou. RENDIMENTO Apesar da queda no desemprego, o rendimento médio real habitual dos ocupados ficou menor no mês passado, de 0,6% frente a março, caindo de R$ 2.040,27 para R$ 2.028,00. A massa de rendimento real habitual (total dos rendimentos pagos) também teve queda, de 0,5%, para R$ 47,2 bilhões. A maior queda de salário foi registrada entre os trabalhadores da educação, saúde, serviços sociais, administração pública, defesa e seguridade social, de 2,4% em relação a março. Já os trabalhadores da construção tiveram

alta de 2,3%. “O rendimento no mês de abril a gente teve uma pequena redução de 0,6% e aumento na comparação de doze meses. Além da questão do rendimento ter aumentado no período, a gente percebeu também um aumento da formação de postos de trabalho, ainda que num percentual menor dos que vinham sendo observados em meses dos anos anteriores, de emprego com carteira. Esse aumento com emprego com carteira veio acompanhado com a redução do contingente de trabalhadores que estariam sem o emprego, sem a carteira", explicou Adriana. "De modo geral, a PME mostrou um mercado de trabalho que no momento não está apresentando movimentos significativos, seja no que diz respeito na taxa de desocupação como também no comportamento do rendimento e também nas formas de vínculo de emprego”, concluiu. REGIÕES Segundo o IBGE, o desemprego ficou praticamente estável em todas as regiões pesquisadas. O maior recuo foi registrado em São Paulo, onde a taxa caiu de 5,7% para 5,2% na passagem de março para abril. Houve alta apenas em Recife, onde o desemprego passou de 5,5% para 6,3%. Frente a abril de 2013, houve recuo no Rio de Janeiro (de 4,8% para 3,5%), São Paulo (6,7% para 5,2%), Porto Alegre (de 4% para 3,2%), Belo Horizonte (de 4,2% para 3,6%) e Recife (de 6,4% para 6,3%). Na contramão, o desemprego aumentou em Salvador, passando de 7,7% para 9,1% – a maior taxa entre as regiões pesquisadas.


Cachoeirinha, 26 de maio de 2014 ■ Pág. 9

Esporte correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

Rui Costa afirma que ser capitão não garante a Barcos titularidade Os gols perdidos por Barcos na derrota de 1 a 0 para o São Paulo na noite de sábado, 24, no Morumbi irritaram a torcida gremista. O argentino, titular desde que chegou ao clube, é capitão e um

dos principais líderes do elenco. Apesar disso, o diretor-executivo tricolor Rui Costa afirmou que essa liderança não garante a titularidade do camisa 9.

Sub-20: decisão ficou para quarta-feira Na primeira partida da semifinal, Cerâmica perdeu por 1 a 0 para o Grêmio FOTO: RODRIGO FIGUEIRÓ/CAC

N

a tarde de sábado, 24, o Cerâmica enfrentou a equipe de melhor campanha no Estadual júnior, o Grêmio. Jogando a primeira partida da semifinal em casa, no Estádio Antônio Vieira Ramos, o Tricolor de Gravataí acabou sendo derrotado pelo Tricolor de Porto Alegre por 1 a 0. O gol gremista foi marcado por Pedro Rocha. “Ficou difícil, mas não é impossível reverter essa situação. Nós não fizemos o gol quando tivemos oportunidade, eles foram lá e fizeram”, analisou o técnico Paulo Cézar Magalhães. A equipe Ceramista entrou em campo para garantir um bom resultado em casa e na frente de sua torcida. Na primeira etapa o time jogou bem e desperdiçou algumas chances de fazer o gol. O Grêmio também preocupou a defesa do Tricolor de Gravataí, mas o goleiro André foi seguro em todos os lances. Aos 23 minutos, Yoras arriscou de fora da área, mas o chute saiu fraco e o goleiro gremista segurou firme. Com 43 minutos da etapa inicial, João Victor bateu prensado e a bola acabou saindo para escanteio. Aos 45 minutos, o mesmo João Victor invadiu a área driblando os marcadores e foi derrubado. O juiz da partida Fábio Souza de Souza nada marcou. Na segunda etapa novamente o Tricolor de Porto Alegre teve mais domínio de bola, mas o Cerâmica continuava atacando também. Aos 32 minutos, Roger chutou forte e o goleiro Leonardo mandou para escanteio. Após a cobrança, o zagueiro Ceramista Roger subiu mais alto que a defesa gremista para cabecear, mas a bola passou raspando o poste direito. Com 38 minutos, após cruzamento da direita, a bola acabou sobrando

■Time lutou, mas acabou sofrendo um gol

para Pedro Rocha, que de cabeça abriu o marcador e decretou a vitória do Grêmio por 1 a 0 em cima do Cerâmica. A partida de volta ocorre na próxima quarta-feira, 28, no CT Hélio Dourado, em Eldorado do Sul. No jogo que vai começar às 15h, o Tricolor da Aldeia vai precisar vencer por dois gols de diferença para garantir vaga à final da competição.

Sequência de vitórias é interrompida no Morumbi Na noite de sábado, 24, no Morumbi, o Grêmio acabou perdendo uma série de cinco jogos invictos e três vitórias consecutivas dentro do Campeonato Brasileiro. Em um jogo muito disputado, o Tricolor acabou superado pelo São Paulo pelo placar de 1 a 0, gol marcado pelo zagueiro Lucão, na etapa final. Com o resultado, o Grêmio perdeu a oportunidade de assumir a liderança momentânea da competição. Com a confirmação do retorno de Edinho ao meio-campo, o Grêmio entrou no gramado do Morumbi jogando de igual para igual com o São Paulo. No primeiro minutos, com toque de bola de qualidade, chegou a colocar os paulistas pressionados contra seu

próprio campo. Porém, o primeiro lance de perigo da partida foi dos donos da casa, aos 13 minutos de jogo: Luís Fabiano, sempre perigoso, tabelou com Paulo Henrique Ganso pela direita, recebeu fora da área e chutou rasteiro, forte. O gramado molhado dificultou a defesa de Marcelo Grohe, que mandou para escanteio. O lance acordou o time paulista e sua pequena torcida nas arquibancadas. Aos poucos, o São Paulo passou a dominar as ações. Mas o primeiro tempo terminou sem gols para os dois times. São Paulo e Grêmio retornaram para etapa final sem modificações, mas, logo Enderson Moreira foi obrigado a colocar Matheus Biteco no lugar de Rive-

ros, que saiu sentindo um choque com Luís Fabiano, ocorrido ainda na primeira etapa. O segundo tempo começou sem atrativos, com as defesas levando a melhor sobre os atacantes. Aos 15 minutos, o São Paulo achou seu primeiro gol em uma jogada de bola parada: Paulo Henrique Ganso cobrou falta da intermediária, pela direita, na marca de pênalti. Lucão apareceu de cabeça e fez um leve desviou. Desta vez, Marcelo Grohe não conseguiu fazer a defesa. A bola passou por ele e morreu nas redes do Tricolor. São Paulo 1 a 0. Aos 22 minutos, Enderson Moreira colocou Zé Roberto no lugar de Breno. Aos poucos, o Tricolor foi esboçando uma reação den-

tro da partida, precisando reverter o resultado negativo. No minuto 32, a última modificação no Grêmio: Maxi Rodriguez entrou no lugar de Ramiro. O Tricolor passou a pressionar o São Paulo nos minutos finais em busca do empate. Já nos descontos, após um lançamento do campo de defesa, Barcos ganhou do marcador, dominou no peito, invadiu a área pela esquerda, mas chutou por sobre o travessão na saída de Rogério Ceni. Era a última chance. No apito final, os paulistas comemoraram muito o resultado positivo sobre o vice-líder. Agora o Grêmio segue em São Paulo e viaja direto para Recife, onde enfrenta o Sport, na próxima quarta-feira, 28, às 19h30.

Brasil Sub-21 consegue segunda vitória: 2 a 1 na Colômbia Em mais um jogo equilibrado no Torneio Internacional de Toulon, a Seleção Brasileira Sub-21 conseguiu sua segunda vitória e segue 100% na competição. Desta vez, a vítima foi a Colômbia, derrotada por 2 a 1. Ademílson e Rodrigo Caio marcaram os gols na tarde deste sábado em Hyeres, na França. A partida começou com o Brasil mostrando que estava a mil por hora. Em falta cobrada da intermediária, Lucas Evangelista achou Marquinhos na segunda trave. A cabeçada do zagueiro foi quase perfeita, mas ao invés de balançar as redes, explodiu na trave colombiana. Após este primeiro lance, o jogo ficou equilibrado e muito brigado no meio de campo por quase toda a primeira etapa. No entanto, no último minuto, a estrela do decisivo Ademílson brilhou. O camisa 10 da Seleção Sub-21 recebeu dentro da área, driblou o marcador e foi derrubado. Ele mesmo pegou a bola, pôs na marca do pênalti e cobrou com perfeição. Redonda de uma lado, goleiro do outro e Brasil 1 a 0. No intervalo, Alexandre Gallo substituiu Leandro por Luan. A mudança, que já havia dado resultado na estreia contra a Coreia do Sul, novamente se revelaria acertada neste duelo com a Colômbia. Perto dos 20 minutos do segundo tempo, depois de Thalles ganhar uma bola na intermediária, foi Luan quem percebeu a infiltração surpresa do volante Rodrigo Caio. O passe, na medida, encontrou o camisa 5 livre para dominar e fazer o segundo. Tudo parecia se encaminhar para uma vitória tranquila, já que o Brasil dominava a partida. Um pouco antes de ampliar o placar, Alisson havia acertado o travessão colombiano em belo chute de esquerda e a posse de bola era toda brasileira. No entanto, em lance que o árbitro interpretou como recuo de bola para o goleiro Marcos, a Colômbia soube aproveitar e diminuiu o placar. Resultado: os últimos 10 minutos de jogo foram emocionantes, com correria do lado colombiano, muita entrega por parte dos brasileiros e as típicas provocações ao juiz. Felizmente, o placar não se alterou e o Brasil somou mais três pontos. O próximo duelo da Seleção Sub-21 será contra a Inglaterra. O jogo está marcado para as 19h30 em Saint Raphael. No momento, com um jogo a mais que os ingleses, o Brasil lidera o Grupo B com seis pontos.


Pág. 10 ■ Cachoeirinha, 26 de maio de 2014 -

Polícia correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

Homem de 24 anos é preso por estupro em Serafina Corrêa Policiais civis de Serafina Corrêa prenderam na manhã de sábado, 24, um homem, N.F.S., de 25 anos, suspeito de estupro. A prisão ocorreu durante cumprimento de mandado de prisão preventiva expedido pela Comarca de Guaporé. O fato ocorreu em Serafina Corrêa no início da manhã da última quinta-feira,

22, onde uma jovem foi vítima de estupro. Durante a investigação, o suspeito foi reconhecido pela vítima, o que possibilitou o cumprimento da prisão preventiva do homem. Após os procedimentos de praxe, o preso foi encaminhado ao Presídio Estadual de Guaporé.

Jovem de 19 anos é preso no Distrito Industrial de Cachoeirinha

■ HOMEM FURTA IGREJA NA ZONA SUL DA CAPITAL E FOGE DE BATINA Um jovem de 25 anos foi flagrado de batina na madrugada de sábado, 24, após furtar uma igreja na zona Sul de Porto Alegre. Ele foi detido por policias militares (PMs) – que estranharam a vestimenta do rapaz – na Avenida Edgar Pires de Castro, bairro Lami. O comandante do 21º Batalhão de Polícia Militar (BPM), tenente-coronel Oto Eduardo Amorim, relatou que o fato é inusitado já que o jovem decidiu vestir uma batina branca que encontrou após furtar a igreja. Segundo a Brigada Militar, o rapaz invadiu o local pelo telhado. Com ele, os PMs apreenderam um televisor, um computador portátil, dois roteadores e um tênis.

■ IDOSA É ENCONTRADA MORTA E COM OS OLHOS ARRANCADOS EM NOVO HAMBURGO Uma idosa foi encontrada morta por volta das 21h de sexta-feira, 23, no bairro Canudos em Novo Hamburgo, no Vale do Sinos. Maria Laura Silva da Rosa, 63 anos, foi localizada em cima da cama, na própria casa, na rua Athanásio Becker. Os olhos foram arrancados do corpo. A Brigada Militar (BM) foi acionada por vizinhos que teriam ouvido uma discussão entre a mulher e o companheiro. Conforme os policiais militares que atenderam a ocorrência, foram retirados os olhos da idosa e parte da pele do rosto. O companheiro não foi localizado pela polícia. ■ CASAL MORRE EM ACIDENTE DE TRÂNSITO NA ESTRADA DO MAR Duas pessoas morreram na tarde de sábado, 24, em acidente envolvendo um Ford Focus e uma moto na no km 7 da ERS 389, na Estrada do Mar, em Osório, no Litoral Norte. O casal que estava na moto morreu no local e o motorista do carro não se feriu. A área ficou isolada para o trabalho da Perícia. Em função disso, o trânsito ficou parcialmente bloqueado no trecho, no sentido Xangri-lá-Osório. ■ UM HOMEM COM ANTECEDENTES POR CONTRABANDO E TENTATIVA DE ATROPELAMENTO DE UM POLICIAL É PRESO Um homem de 29 anos foi preso na manhã de sábado, 24. Ele não obedeceu a barreira e após houve perseguição entre ele e integrantes da Policia Rodoviária Federal (PRF) e da Brigada Militar (BM) em Santa Maria. Ele conduzia uma caminhonete Hilux, com placas clonadas, pela BR 158. Uma barreira foi montada, mas o condutor, no entanto, "furou" a barrreira, jogando o carro contra os policiais militares (PMs). O motorista entrou na Avenida Paulo Lauda pela contramão e acabou capotando na BR 287. Com diversos antecedentes como contrabando e tentativa de atropelamento contra um outro policial, ele foi preso em flagrante. A caminhonete tinha sido roubada em novembro passado em Canoas.

N

Ele já tinha um mandado de prisão expedido por Passo Fundo

a sexta-feira, por volta das 15h40min, policiais do 26°BPM, em patrulhamento pela Rua Frederico Augusto Ritter, Distrito In-

dustrial, abordou E.H.F, 19 anos. O jovem possuía antecedentes policiais por roubo de veículo, tráfico de drogas, receptação, e em verificação ao sistema CNJ.

Além disso, ele tinha um mandado de prisão expedido pela comarca de Passo Fundo. O foi conduzido ao posto 24 horas posterior a DPPA de Gravataí.

Um homem de 29 anos foi preso em Gravataí por homicídio Ele já tinha um mandado de prisão e cumprirá 52 anos no Presidio Central A equipe de investigações da 1ª Delegacia de Polícia de Gravataí cumpriu na tarde de sexta-feira, 23, dois mandados de busca e apreensão, respectivamente, na Vila COHAB e Casenco, n/m. A ação foi coordenada

pelo delegado Anderson Spier. Foi preso um homem de 29 anos, que já estava condenado pela Comarca de Gravataí pela prática de homicídio qualificado ocorrido no ano de 2005. O preso foi conduzido ao Presídio Central, onde cumprirá a pena de 52 anos.

Suspeito de receptação é preso em Gravataí Na quinta-feira, 22, em cumprimento a mandado de busca e apreensão, policiais da 2ª Delegacia de Gravataí prenderam em flagrante R.M.S., 37 anos, pelo crime de receptação. A prisão ocorreu no Bairro Passo das Pedras, em Porto Alegre. A ação foi coordenada pelo delegado Paulo Costa Prado. Na casa do detido foram encontrados alguns dos objetos furtados da Joalheria e ótica Estrela, localizada na parada 66, no último dia 7 de maio. Segundo Carlos Augusto Silva, chefe de investigação da 2ªDP de Gravataí, os objetos foram apreendidos e serão restituídos à proprietária. Foram encontrados também documentos furtados anteriormente que acabaram sendo usados para a compra de serviços de telefone e TV a cabo no nome da vítima. De acordo com o delegado Prado, R.M.S. já havia sido preso anteriormente por embriaguez e possui histórico como autor em crimes de estelionato, pelo qual também já foi preso. Após os procedimentos legais, o preso foi encaminhado ao sistema prisional.

■Homem é condenado há 52 anos de prisão por homicídio ocorrido em 2005

Mais de 400 condutores podem ter CNH suspensa por prática de “racha” Neste final do mês de maio, o Detran/RS está instaurando processos de suspensão do direito de dirigir para condutores flagrados praticando “racha”. A infração está prevista no artigo 173, do Código de Trânsito Brasileiro. Em um primeiro momento, 442 condutores autuados pela infração de 2009 a 2013 serão notificados e podem ter a CNH suspensa por um período que varia de dois a sete meses. A aplicação da penalidade pelo Detran/RS vem acompanhar as mudanças na legislação que aumentaram as multas e penas para praticantes e promotores de “rachas”. As mudanças no Código de Trânsito Brasileiro estabelecem fator multiplicador de 10 para multas de infrações relacionadas a rachas: disputar corrida, promover ou participar de evento de competição ou exibição, demonstrar ou exibir manobra perigosa, etc. Também estabelecem penas maiores para prática de racha em via pública que resulta em lesão ou morte.

Com a medida o Detran/ RS visa reeducar os motoristas infratores para o convívio civilizado no trânsito. Para isso, o CTB prevê, além da multa e do período de suspensão de dois a sete meses (oito a 16 meses, na reincidência), o curso de reciclagem de 30 horas com caráter educativo e pedagógico, além da aprovação em prova teórica. Processo de suspensão do direito de dirigir O processo de suspensão do direito de dirigir obedece aos princípios constitucionais do contraditório e da ampla defesa. Após a notificação de instauração do processo, o condutor tem 15 dias para apresentar defesa por escrito. Se indeferida a defesa, o condutor pode ainda recorrer da decisão proferida junto à Jari do Detran/ RS, no prazo informado na notificação. Indeferido o recurso na primeira instância, o condutor tem ainda a possibilidade de recorrer em segunda instância junto ao Cetran/RS.


Cachoeirinha, 26 de maio de 2014 ■ Pág. 11

Di Ferrero é vetado em série de TV

Entretenimento correiodecachoeirinha@gmail.com 3497-1078

Não será dessa vez que Di Ferrero, vocalista da banda NX Zero, vai estrear como ator. O músico fez teste e foi aprovado para a série policia Na Mira do Crime, que Tiago Santiago escreveu para a Fox em parceria com a Record, mas, segundo a assessoria do canal pago, ele perdeu o papel porque ainda não tem o registro profissional (DRT) exigido pelo Sindicato dos Artistas.

Di segue interessado em investir na atuação, tanto que contratou uma coach, com quem tem aulas de interpretação. "Estou me preparando e quero parecer o mais natural possível. Estou disposto a aprender, mas quero deixar rolar, sem forçar a barra de nada”, explica o cantor em entrevista.

"Roberto Carlos é obsessivo e quer controlar tudo e todos ao seu redor", diz biógrafo

“E

le é obsessivo compulsivo, ele quer controlar tudo”. É assim que Paulo Cesar de Araújo, biógrafo de Roberto Carlos, explica o motivo de ter sido censurado pelo cantor há sete anos pelo livro Roberto Carlos em Detalhes, que foi recolhido das prateleiras em 2007, após batalha judicial. Para Paulo não tem nada de segredos que Roberto não queira revelar, como muita gente pensa. O problema é mesmo alguém desafiar o Rei, lançar um livro sobre sua vida sem uma autorização oficial. Nesta semana, o biógrafo do Rei lançou o livro O Réu e o Rei (Companhia das Letras, 528 págs, R$ 45), que conta justamente todo o bastidor do polê-

Cruzadas

mico embate entre o biógrafo e Roberto Carlos nos tribunais. Em entrevista ao R7, Paulo César pontuou as principais características do Rei, que muita gente não conhece. Com propriedade, afinal, o autor passou 15 anos da vida estudando Roberto Carlos e tudo que o cerca. — Roberto é um ser humano com limitações, obsessões que limitam esse artista genial. Nós temos um gênio da canção que ao mesmo tempo é um ser humano com suas contradições e limitações. Confira um trecho da entrevista: Por que você acha que Roberto Carlos ficou tão furioso e não quis saber do seu livro?

Paulo César de Araújo: Porque o livro chegou com força, o livro chegou completo e foi elogiado pela crítica e pelo público. Por isso. Porque quanto mais falam para o Roberto que o livro é bom, mais ele fica irritado com isso. Se o livro fosse qualquer coisa, pequenininho, vagabundo, ele deixava pra lá. Mas, não. E ele é compulsivo obsessivo. Ele tem a obsessão compulsiva de controlar tudo e todos em torno dele. E ele pratica isso diariamente. A TV Globo não faz nada que ele não quer. O Canecão não faz nada que ele não quer, fazia, quando existia o Canecão. Tudo dele é esse controle. Ele rejeitou o livro não pelo conteúdo do livro, mas pela forma do livro, por ser um livro completo, por ser uma biografia não autorizada. Foi isso que o incomodou, fez com que ele partisse como tudo e que esteja lutando até hoje para que livros iguais a esse sejam feitos sem a autorização dele.

Horóscopo

www.coquetel.com.br

Câncer: Seu re-

Touro: A Lua se una a Vênus, seu regente em Áries e você fica mais fechado, preferindo estar junto dos seus ou curtindo momentos de intimidade com seu amor. O momento é ótimo para se entregar e fazer projetos a dois. Uma nova fase começa em poucos dias.

Gêmeos: Lua e Vênus unidas em Áries movimentam sua vida social e pode trazer novidades ao seu coração. Você estará mais aberto ao amor, que pode se voltar para os amigos ou para o seu amor. Se estiver só, um novo amor pode surgir.

A Lua se une a Vênus em Áries indicando um ótimo momento para planejar uma viagem internacional. Os contatos com pessoas e empresas estrangeiras são beneficiados neste período. Ótimos negócios podem ser feitos.

Virgem: A Lua se une a Vênus em Áries deixando você mais fechado e carente. A consciência de suas fragilidades emocionais e necessidades, ficam mais afloradas. O momento envolve algumas mudanças importantes em seus sentimentos.

Libra: A Lua se une ao seu regente em Áries e promete um dia cheio de amor e acolhimento. Você estará mais aberto e mais voltado para o amor. Caso esteja só, olhe para os lados, pois um novo amor pode estar muito perto de você.

Escorpião: A Lua se une a Vênus em Áries indicado um dia de trabalho carregado de alegrias e bons sentimentos. O relacionamento com colegas e superiores melhora significativamente. Um novo projeto de trabalho ou um novo emprego pode surgir.

Sagitário: A Lua se

Capricórnio: A Lua se une a Vênus em Áries trazendo ótimos momentos em sua vida domestica e nos relacionamentos familiares, especialmente se você for casado. Energias pesadas que acometeram sua casa no ultimo mês fica para trás.

Aquário: Lua e Vênus unidas em Áries movimentam novamente sua vida social e traz uma nova e boa amizade à sua vida. É possível que um antigo amigo surja de repente e a promessa é de boas conversas e ótimos momentos de prazer e divertimento.

Peixes: A Lua se una

Áries: A lua se une a Vênus em seu signo e você sente que todo amor do mundo cabe em seu coração. Hoje você consegue dar e receber amor com muita facilidade. O dia segue tranquilo, mas cuidado com explosões e impaciência com imprevistos.

Leão:

une a Vênus em Áries e movimenta intensamente seu coração. Caso esteja só, um novo amor pode surgir em sua vida. Se já for comprometido, o momento promete muito amor e acolhimento. Vida social mais movimentada.

gente, a Lua, se une a Vênus em Áries indicando um ótimo momento para você apresentar seus projetos de trabalho. um novo passo em sua carreira pode ser dado no dia de hoje. Momento ótimo para melhorar sua imagem profissional.

a Vênus em Áries indicando uma grande melhora em sua vida material e financeira. O momento é de recuperação, no entanto, economize. A fase pode indicar também um ótimo momento para aquisição de um imóvel.

Acesse nosso site www.correiodecachoeirinha.com

Salas em Cachoeirinha Filme

|

Sala

Arcoplex Shopping do Vale Endereço: Av. Tutor Flores da Cunha, 4.001 - Centro - Cidade: Cachoeirinha, RS. Telefone: (51) 3469-1106

Ender’s Game – O jogo do exterminador – DUB | 14:10, 16:20 Tarzan – A evolução da Lenda – 3D/DUB | 14:10, 16:00 Caminhando com dinossauros – 3D/DUB |17:50, 19:40, 21:30 Frozen: uma aventura congelante – DUB | 14:00, 16:10, 18:20, 20:30 Até que a sorte nos separe 2 | 19:00, 21:00


Pág. 12 ■ Cachoeirinha, 26 de maio de 2014

CORREIO DE CACHOEIRINHA Segunda-feira, 26 de maio de 2014

Vanessa Pellizzaro Nutricionista Funcional Contato: Clinica Equilibrium fone: 3471-1728

por Carlos Panni médico

Cachoeirinha – Terra nossa! Os nossos compromissos – da casa para o trabalho e do trabalho para casa – podem fazer com que não encontremos tempo para ver e sentir Cachoeirinha num contexto mais amplo, sua complexidade, suas carências e necessidades e tudo que nos oferece ou pode oferecer. Quem mora em Cachoeirinha há mais de cinqüenta anos, como muitos de nós, presenciou incontáveis mudanças... não há como aquilatar tudo o que já foi feito. Quem não se lembra da Av. Flores da Cunha “virada em pó ou lama”, dependendo das condições atmosféricas... Da Igreja Matriz, que de minúscula tornou-se imponente graças à liderança do saudoso Pe. Jeremias, um dos nossos emancipadores... E do Grupo Escolar Rodrigues Alves, na esquina da Av. Flores da Cunha com a Rua Papa João XXIII: uma casa de madeira com apenas cinco ou seis peças... Muitas coisas mudaram, algumas por obra dos Poderes Públicos, outras pela iniciativa privada... e a população foi crescendo e as necessidades também. Hoje temos uma cidade que se orgulha de ter uma das maiores arrecadações do Estado do Rio Grande do Sul graças à pujança do comércio, da indústria e dos inúmeros serviços privados que são oferecidos ao povo. Contudo, ao se aproximar mais um aniversário do nosso município, cabem, aos cidadãos conscientes, algumas reflexões importantes: - Por que o povo ainda não se mobilizou, através das suas inúmeras entidades, para resolver o doloroso e permanente sofrimento na travessia da ponte sobre o Rio Gravataí? Sei dos esforços que algumas lideranças políticas e civis estão empreendendo, mas sem o respaldo das inúmeras e influentes entidades que se omitem “porque não lhes diz respeito”. Assim é o calçamento precário ou inexistente em várias ruas ou o lixo e os entulhos que impedem o trânsito de crianças, adultos e idosos que são obrigados a se exporem aos riscos de andarem no meio da rua. Estes e inúmeros outros problemas da cidade poderiam ser solucionados se povo, governo e entidades se unissem pelo bom, o necessário e o belo para que, a cada aniversário, Cachoeirinha pudesse se orgulhar de ser cada vez mais um lugar bonito, seguro e acolhedor para quem aqui chega e, muito especialmente, para quem aqui vive! Parabéns CACHOEIRINHA!!! Contatos através do e-mail: carlospanni@terra.com.br

HÁBITOS ALIMENTARES SAUDÁVEIS: UMA CONSTRUÇÃO AO LONGO DO TEMPO

É

necessário entender primeiramente que a alimentação faz parte da cultura de uma sociedade e, não é feita apenas para satisfazer a fome e preservar a saúde, mas possui também aspectos educacionais, afetivos, sociais. Os hábitos alimentares, ou seja, o gosto pelos alimentos, está relacionado com as comidas da infância, e é influenciada pelo hábito da casa, da família e das escolas. Logo, é importante oferecer desde cedo, alimentos variados, sob diversas formas de preparo, para que seu filho comece a comer de tudo um pouco. A família é responsável pela alimentação da criança e, por-

tanto, pela formação do hábito alimentar, pois a riqueza da nossa cultura alimentar precisa ser preservada pelos adultos e ensinada às crianças e adolescentes. Desta maneira, é muito importante, nos períodos em que seus filhos estão em casa, que participem do momento da refeição, convivendo com a fa-

mília em um ambiente acolhedor, agradável, tranqüilo e estimulante, para que comam com prazer e levem boas recordações da infância. Hoje em dia nossos filhos entram nas escolas cada vez mais cedo e, a responsabilidade com relação à formação do hábito alimentar passa a ser dividida com a escola. Na escola também se aprende a comer e ter responsabilidade nas suas escolhas alimentares! Não seria muito mais saudável incentivar o seu filho a se alimentar da refeição oferecida na escola ao invés de comer salgadinhos cheios de gordura e sal, refrigerantes e outras guloseimas, de origem muitas vezes desconhecida?

A importância de uma Boa Alimentação Ninguém tem dúvida, existe uma relação direta entre nutrição e saúde. Alimentar-se corretamente é um dos principais fatores para o crescimento e desenvolvimento saudáveis, portanto uma boa alimentação é melhor forma para prevenir e combater as doenças e, melhorar a qualidade de vida. Uma criança ou adolescente, com alimentação pouco variada e em quantidade insuficiente pode desenvolver algumas doenças, como anemia, desnutrição, entre outras. Por outro lado, crianças consideradas “gordinhas”, muitas vezes estão acima do peso e

nem sempre estão saudáveis e bem nutridas, pois o excesso de peso, a obesidade, é considerado uma doença que pode levar ainda a diabetes, pressão alta, doenças do coração, entre outras. (ASSISTA o documentário E REFLITA sobre a nova epidemia mundial - a OBESIDADE: (http://www.muitoalemdopeso.com.br/)). O nosso corpo pode ser comparado como uma espécie de máquina, que trabalha até em repouso. Podemos imaginar então, o cuidado que devemos ter com ele, pois há um gasto constante de energia para mantê-lo em bom estado. (até dormindo gas-

tamos energia). São os alimentos que vão construir nosso corpo; fornecer maior resistência para as doenças; dar energia e calor; melhorar nossa aparência física; e ainda, através deles, temos maior capacidade para aprender e melhor disposição para estudar. Assim, cuidar da alimentação do seu filho é uma necessidade básica e fundamental. Cuide-se também, dê o exemplo. A educação nutricional é a maior herança que você pode passar para seus filhos. Procure um nutricionista para lhe orientar e garantir saúde para a família toda.

ANO 2 | EDIÇÃO 331 DIÁRIO /segunda-feira, 26 de maio de 2014 - R$ 1,00  

ANO 2 | EDIÇÃO 331 DIÁRIO /segunda-feira, 26 de maio de 2014 - R$ 1,00