Issuu on Google+

PUBLICIDADE

SEMANÁRIO

> NESTA EDIÇÃO:

FUNDADO EM 05 DE OUTUBRO DE 1922 DIRETOR ANTÓNIO MAGALHÃES SUB DIRETOR EDUARDO COSTA Nº 4471 - 04 DE SETEMBRO DE 2012 PREÇO 0,50 € (IVA INCLUÍDO) www.correiodeazemeis.pt Taxa Paga | Devesas - 4400 V. N. Gaia | Autorizado a circular em invólucro de plástico fechado | Autorização n.º 5804/2002 DCP-2

89

Distinguido pelo Governo com Diploma de Louvor de Mérito Jornalístico e Empresarial da Comunicação Social Regional e Local

> REUNIÃO DE CÂMARA

- Indaqua é a concessionária da água ao domicílio e saneamento

> HOSPITALIDADE OLIVEIRENSE POSTA À PROVA EM CAUSA NOBRE

Quinta do Côvo será palco do Encontro Nacional ‘Acreditar’

- Câmara de Azeméis também recebeu material da AGAPE

Páginas 08 e 09

Páginas 06 e 04

> CÂMARA MUNICIPAL APROVA A SUA EXTINÇÃO EM REUNIÃO PÚBLICA

> NOITE DE SÁBADO DIA 15

Cidade vai ‘aquecer’ com o ‘Carnaval de Verão’ Página 07 > TRIBUNAIS E POLÍCIA

Fundação La Salette ‘já era’ antes de o ser

Página 05

- Menino cai a poço com 12 metros em Ul - Vítima mortal de Cucujães em acidente de viação - Helicóptero aterra de emergência no Pinh. da Bemposta Páginas 12, 13 e 15

‘Bolsa de €mprego’ O Correio de Azeméis publica, novamente, ofertas de emprego, em colaboração com IEFP. Consulte na página 31 PUBLICIDADE


02

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

POESIA

A força e o saber de Camões

POSTAL DA SEMANA

O conselheiro Borges

Por que será que agora todos se vendem O ser humano está caro ou está barato?... Entre os grandes já ninguém os entendem Passamos para o euro e já não passam pataco O que vai ser deste coitado país... Parece tudo ter tendência para a rapina O pobre agora já está bem, já é infeliz O rico está melhor e não percebe patavina Com o meu ar apanhado das ideias... Há coisas que não me entram cá na tola: Quem muito rouba não entra nas cadeias E prendem quem anda a pedir esmola... Tanta gente carregada de virtudes Os importantes não entram em nossas casas Têm outras maneiras, outras atitudes São assim porque nós lhes demos asas...

ABERTURA

EDUARDO OLIVEIRA COSTA

O conselheiro Borges ‘lembrou-se’ de divulgar um plano alternativo à privatização, para resolver o buraco da RTP: Concessionar. O ministro Relvas insinuou que gosta do plano. O ministro Aguiar-Branco foi o primeiro do governo a discordar. O parceiro Portas deixou claro que “nem pensar”. O influente professor Marcelo disse que não entende a necessidade de privatizar ou concessionar. O respeitado Juiz Miranda a jurar que é anticonstitucional tal plano!… Haverá outra leitura possível sobre esta nova ‘confusão nacional’: talvez nunca tenha havido intenção séria de levar por diante a ideia de privatizar a RTP! Nos compromissos assinados com a Troika, nem sequer isso é mencionado. Mas, que incómodo, está no programa do governo!…

Conclusão possível depois desta ‘confusão’: não será melhor deixar tudo como está?! O cenário de ‘confusão’ agora criado, pode matar três coelhos duma só cajadada: afinal a tevê pública já dá lucro e pode viver sem comer do Orçamento do Estado (novidade!); e já vieram quase ‘todos’, oposição incluída, dizer que os parceiros do governo não podem zangar-se neste delicado momento do país, por causa da RTP, pois então! Assim, fica tudo como está e a cara de todos sai bem lavada! Inteligente, sem dúvida! Aplauso! Ah, o terceiro ‘coelho a matar’ com esta nova ‘prioridade nacional’, criada pelo inteligente conselheiro Borges: anda todo o mundo a falar disso e nem nos lembramos de coisas verdadeiramente complicadas e preocupantes!

Cá estou mais uma vez entregue à minha sorte De melhorias tenho poucas ilusões De pouco me vale a coragem ou ser forte Falta-me a força e o saber de Luís de Camões. ÁLVARO OLIVEIRA COSTA SILVA

ESTANTE

Peripécias do Coração Julia Quinn A sensata Kate Sheffield está decidida a encontrar para a sua meia-irmã Edwina um marido de reputação impecável. Mal ela sabe que o visconde Anthony Bridgerton já traçou um plano... que inclui a belíssima jovem! E ele não está habituado a ser contrariado... Embora Anthony seja o solteirão mais cobiçado da temporada, a sua reputação de mulherengo perturba Kate. Ela terá de agir rapidamente, pois Edwina vê com muito bons olhos os avanços do visconde. Mas Edwina fez uma promessa que não está disposta a quebrar: nunca casará sem a bênção de Kate. Cabe, pois, a Anthony convencer aquela que (espera) será a sua futura cunhada. Ele é um homem determinado e seguro de si... e não contava encontrar uma adversária à sua altura. Frente a frente, Kate e Anthony apercebem-se de que têm mais em comum do que imaginaram. Mas o que os une ameaça separá-los para sempre.

juntamente , sobre o Rio Antuã, foi inaugurada em 1949, A ponte do Requeixo, em Macinhata da Seixa A ponte, esia. fregu s, Alméu e Alvão à zona central da com a estrada que passou a ligar Silvares, Alda principiou a da estra da rte stez. No entanto, um muro de supo avaliada recentemente, mantém toda a robu ntemente, urge rada repa ento. Uma situação que deve ser desmoronar-se e ameaça levar consigo o pavim para pintar ade tunid opor a á nsão dos perigos. Aproveitar-seantes que o próximo inverno aumente a dime as enferrujadas guardas laterais da ponte.


ABERTURA

EDITORIAL

SEMÁFORO

Ladroeira não goza férias…

Nossa Senhora da Natividade

Os acontecimentos fazem acelerar o sentimento generalizado da insegurança. Os bustos voam, os cemitérios, campos sagrados na consciência popular, são vandalizados, desaparece tudo quanto dê dinheiro fácil e rápido. E as populações estranham, legitimamente, que, apesar de localizados alguns dos criminosos, recuperadas mesmo algumas peças, a maioria já retalhada, parece nada se ter passado, mantendo-se todos em liberdade franca, quem sabe se disponíveis para novas aventuras. Entretanto, os roubos conheceram novas variedades, com particularidades muito específicas que, na opinião de especialistas, não foram ainda devidamente classificadas. Trata-se de roubos de peças de reduzido valor, por vezes residual, de escassos euros, que podem causar prejuízos de muitos e muitos milhares. São os casos, por exemplo, de roubos de pequenas peças de quadros eléctricos de empresas, com paralisação de toda a produção; também os assaltos às linhas telefónicas, que, como se sabe, atravessam zonas desertas, de impossível vigilância, determinando o isolamento das já segredadas populações durante várias dias; ainda o assalto às linhas eléctricas, provocando a escuridão e a destruição dos pequenos “tesouros” recolhidos nas arcas. Das mais dramáticas consequências podem resultar os roubos de tampas das múltiplas redes subterrâneas – água, saneamento, gás, telefones, electricidade, sarjetas, etc. – abrindo, na negrura da noite, autênticas crateras impossíveis de desvendar em tempo útil pelos mais experimentados condutores. Para alguns, estes roubos não são praticados por grandes organizações, mas antes pequenos grupos, de rudimentares “habilitações”, o que pode tornar mais difíceis as averiguações; ratoneiros, contudo, que parecem dispor de pequenos sucateiros dispostos à recepção dos materiais, com pagamento imediato, sem o mais rudimentar controlo. Em declarações ao jornal “Público”, um oficial da GNR lamentava que, perante eventuais infracções cometidas pelos sucateiros na recepção de materiais, os militares limitam-se a elaborar o auto de notícia, prolongando-se no tempo a condenação, o que, obviamente, torna redutora a intervenção da autoridade. Sucateiros cuja actividade é suportada num modelo de contabilidade simplificada, assente numa legislação arcaica. Duro e injusto castigo este, infligido às pacíficas populações, forçadas a viver em comum com a intranquilidade e a ameaça sempre presente de chegar também a sua vez… tudo agravado quando os comentadores pressagiam dramaticamente os efeitos das novas condições sociais.

www.correiodeazemeis.pt geral@correiodeazemeis.pt

Fundador: BENTO LANDUREZA (1922) SEDE: Edifício Rainha, 8º piso Telefs. 256049890 • Fax: 256046263 3720 OLIVEIRA DE AZEMÉIS Horário de 2ª a 6ª • 9.00/18.30H Assinatura anual : (C/IVA 6%) (Entre Douro e Vouga) 20,00 (Resto do País) 22,50 (C/IVA 6%) (Europa) 65,00 (C/IVA 6%) (Resto do Mundo) 97,00 (C/IVA 6%)

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

ANTÓNIO MAGALHÃES

A Igreja de Roma celebra a 8 de Setembro a Natividade da Virgem Maria, isto é, o seu nascimento no tempo. Razão por que neste dia se sucedem as festividades em honra de Nossa Senhora da Natividade, como acontece, por exemplo, aqui bem próximo, em terras vizinhas e amigas de Macieira de Cambra. Trata-se de uma devoção profundamente arreigada no nosso povo, festejada em concorridas romarias. Noutros tempos, 8 de Setembro incluía-se no rol dos “dias santos dispensados”; tempos em que o nome de Natividade era dado praticamente a todas as jovens nascidas neste dia.

Dia internacional da Alfabetização A Unesco - Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura, celebra a 8 de Setembro o Dia Internacional da Alfabetização. O Dia, criado em 1967, tem o objetivo de “despertar a consciência da comunidade internacional e chegar a um compromisso em matéria de educação e desenvolvimento”. A ideia é destacar o papel e a importância da alfabetização para a participação, a cidadania e o desenvolvimento. Mas não apenas soletrar e rabiscar o nome. Uma pessoa alfabetizada deve saber ler, escrever, compreender e transmitir as suas ideias por escrito.

Autoestrada da Costa da Prata A A 29 – Autoestrada da Costa da Prata, na sua definição, constituiu-se como uma alternativa paralela à A 1, entre Aveiro e Porto, sendo um eixo estruturante do litoral localizado entre as duas cidades. Muitos os condutores oliveirenses que nela transitam, muitos os que dela se servem quando demandam o nosso concelho. Muitos, também, os que se nos dirigem, porque se dizem confusos por uma sinalização que esquece o nosso concelho. “Estarreja Norte” e “Avanca” não serão, de facto, as melhores indicações para os muitos que por ali passam pela primeira vez e se dirigem até nós.

03

A ‘RESSACA’ DA SEMANA Após um pequeno período de férias (neste caso ‘sempre curto’), regressamos ao convívio com os nossos leitores, assinantes e amigos. Um pouco ‘emperrada’ pela ‘ociosidade’ que teima em permanecer, a equipa redatorial pôs mãos ao trabalho e fez o balanço das últimas semanas, que, nesta edição, trazemos a público. O enfoque está na tomada de posição do executivo municipal ao propor a extinção da Fundação La Salette... isto é, o encerramento de ‘portas’ que nunca foram, legalmente, ‘abertas’. E isto após a avaliação feita pelo Ministério das Finanças. Esta decisão foi aprovada na reunião pública da Câmara Municipal, no passado dia 30 de agosto. Esta deliberação terá de passar, ainda, pelo parecer do conselho de fundadores da entidade e pelo ‘crivo’ da Assembleia Municipal. Não podemos dizer que a situação nos surpreenda, após todas as notícias vindas a público sobre os ‘cortes’ em instituições do género no nosso país, bem como pelo arrastar no tempo de uma definição quanto à ‘nossa’ fundação que, afinal, não passou de uma mera intenção e que ‘muita tinta fez correr’, sendo mesmo ‘arma de arremesso’ política no panorama concelhio. Mas nem só de fundações se vive no nosso município. Sábado dia 15, Oliveira de Azeméis recebe o Encontro Nacional ‘Acreditar’. Trata-se de um convívio bienal, que se realiza numa qualquer localidade portuguesa, e que, este ano, tem como palco a Quinta do Côvo. Um encontro para crianças com cancro, pais e equipas profissionais dos IPO’s portugueses, que conta com a organização da família Resende. Ainda a 15, a noite vai ser bem animada. Ao som de ritmos latinos, muito samba, ‘garra’ e folia, o ‘Carnaval de Verão 2012’ repete a proeza do ano passado. Não falte, porque o ambiente promete ‘aquecer’! E por falar em ‘altas temperaturas’ elas aí estão, com garantia de continuarem nos próximos dias. Com elas regressam os incêndios e a azáfama dos bombeiros. Para todos estes abnegados ‘soldados da paz’, deixamos aqui uma palavra de incentivo e um agradecimento por tudo quanto fazem na defesa de pessoas e bens. Portugal vive, efetivamente, dias ‘bem quentes’, nomeadamente com a semana que passou a ser de extrema ‘intensidade’ em matéria política. Nas ‘universidades de verão’ falou-se de tudo, mas de matérias que interessam mesmo ao ‘Zé povinho’ nem por isso. Ouviu-se alguma coisa sobre Orçamento de Estado, impostos, entendimento PSD/CDS-PP, privatização da RTP, serviço público das televisões e outras tantas coisas que tais? Não! Ou melhor, se calhar até se falou, mas ninguém explicou... e nem sempre ‘meia palavra’ basta! A REDAÇÃO

Diretor: António Magalhães • Administrador: Eduardo Costa (Cart. Prof. nº 1738) • Chefe de Redação: Ângela Amorim (Cart. Prof. nº 2855) • Redatores: • Gisélia Nunes (Cart. Prof. nº 5385) • Diana Cohen •CORRESPONDENTES: Carregosa: António Amorim: Cesar: Carlos Costa Gomes; Loureiro: Emanuela Gomes ; Macieira de Sarnes: Manuel Lopes; Macinhata da Seixa: António Magalhães; Nogueira do Cravo: Alírio Costa; Ossela: A. Jesus Gomes; S. Martinho da Gândara: Arlindo Gomes e Sérgio Tavares; S. Roque: Eduardo Costa; Santiago de Riba-Ul: Luís Mateus; Ul: Olímpio Costa. Fotógrafo: Alfredo Pinho • COLABORADORES: • Adelino Ramos • António Vidal • António Santos • Batalha Gouveia • Beatriz Costa • Frederico Bastos • Hugo Tavares • João Araújo • Joaquim Silva • Manuel Costa • Manuela Inês • Manuel Alves Paiva • Manuel dos Santos Matos • Maria Emília Costa • Mário Rui • Manuel Laia • Marisa Gonçalves • Paulo Rui • Rodrigo da Cunha (Pe) • Rui Duarte • Samuel Oliveira • Sérgio Costa • Paulo Pinho • Tavares Ribeiro. (Os artigos assinados são da inteira responsabilidade dos seus autores não vinculando necessariamente a opinião da direção) Os textos do Correio de Azeméis já obedecem às regras do acordo ortográfico, salvo os da responsabilidade de autores ainda não aderentes.

Propriedade: Globinóplia, Unipessoal, Lda NIF: 509 071 341 Ed. Rainha, 8º Piso • Oliveira de Azeméis Telef.: 256 049 890 • Fax 256 046 263 Impressão: CORAZE Oliveira de Azeméis Telf.: 910 252 676 / 910 253 116 / 914 602 969 e-mail: geral@coraze.com Depósito Legal nº 27755/89 Nº ICS 104639 Tiragem média: 6.500 exemplares


04

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

CONCELHO

> CASO DE FUNDAÇÃO SUECA ENVOLVIDA EM EVENTUAL BURLA TRAZIDO À REUNIÃO DE CÂMARA MUNICIPAL

Câmara entre as instituições que receberam material da AGAPE A edilidade oliveirense está entre as instituições lesadas no processo de doação de ajudas técnicas proveniente da Fundação AGAPE, que tanto tem dado que falar. O assunto ‘veio à tona’ na reunião de Câmara da semana passada.

Foto de Arquivo

Qualidade da água do rio deixa muito a desejar Manuel Alberto Pereira não tem dúvidas quanto às margens do Rio Caima, recentemente recuperadas, na freguesia de Palmaz, serem um espaço natural “agradável”. No entanto, o vereador afeto ao PS também é de opinião – e deu-a a conhecer na quinta-feira transata – que “a água não tem a qualidade que seria desejada para a fruição total” daquele local. Aliás, conforme alertou, “no verão, o caudal do rio é insuficiente para diluir a poluição existente, levando à morte de peixes e plantas”. A propósito, Hermínio Loureiro adiantou que, precisamente, na terça-feira

anterior, havia solicitado uma reunião à Associação de Municípios das Terras de Santa Maria, na qual vai sugerir que “seja feita uma avaliação por uma entidade externa à empresa Luságua [que tem a concessão da ETAR de Ossela]”. Isto, “atendendo à recorrência da situação” e depois de haver sido feito um levantamento por parte de técnicos camarários do que se passava e de a GNR também já ter tomado conta da ocorrência. O edil quer pôr termo a este “cenário” a que “assistimos ano após ano” e que poderá dever-se, sobretudo, a descargas ilegais levadas a cabo por empresas de fora do concelho.

> PRAÇA DA CIDADE NOVAMENTE EM FOCO

Autarquia tem de encontrar solução “até final do ano”

GISÉLIA NUNES

A autarquia de Oliveira de Azeméis está na lista das dezenas de entidades de Norte a Sul do país que receberam ajudas técnicas provenientes da Suécia, fruto de uma parceria estabelecida com a Fundação AGAPE – organização não governamental (ONG) sueca, sem fins lucrativos. E, na sequência, vê também o seu nome envolvido no caso de uma suposta burla ‘orquestrada’ por Carlos Quaresma – emigrante português que se apresentava como sendo presidente exe cutivo da referida ONG –, que ultimamente tem sido noticiado nos media nacionais. Ao corrente das várias notícias que têm vindo a público sobre esta matéria polémica, Joaquim Jorge Ferreira aproveitou o período de antes da ordem do dia da reunião de Câmara datada de 30 de agosto para apelar à cautela do executivo municipal: “Devemos ser cautelosos [no futuro] com situações que podem pôr em causa o bom nome da autarquia”. Alguns minutos depois viria a ser Hermínio Loureiro a falar sobre o assunto, começando por dizer que “partilho tudo o que foi dito” pelo membro da oposição socialista e, posteriormente,

> EXECUTIVO PREOCUPADO COM APARECIMENTO DE PEIXES E PLANTAS MORTOS NO CAIMA

Momento da entrega do material à autarquia oliveirense

adiantando que “a Associação Nacional de Municípios Portugueses contatou todas as autarquias envolvidas e pediu para centralizar aquilo que for a sua opção sobre esta matéria”. O líder político acrescentou ainda que, “segundo me disseram, o nosso processo é dos mais completos” ao ponto da edilidade oliveirense ter “uma declaração a dizer que Carlos Quaresma é o intermediário da AGAPE em Portugal”. Por isso, “estamos a ser o mais transparentes possível”, rematou. Oliveira de Azeméis recebeu dez toneladas de equipamento Recorde-se que, em agosto de 2010, a Fundação AGAPE entregou ao município, transportado por camião, dez toneladas de equipamento oriundo de hospitais e clínicas escandinavas num valor aproximado de 300 mil euros e que, já em terras de La Salette, após ter sido inventariado, foi distribuído por várias unidades de saúde e outras instituições. Isto no sentido de reforçar o trabalho da Rede Social no apoio à população mais vulnerável.

O transporte entre a Suécia e Portugal custou mais de 10 mil euros à Câmara, verba que Carlos Quaresma fez acreditar que estaria relacionada com a tramitação legal necessária para este tipo de operações – cinco mil euros seriam para o transporte e os restantes eram para pagar um suposto imposto de selo que o filho do fundador da AGAPE garantiu, em declarações recentes à RTP, que “nunca existiu”.

Depois de várias reuniões em que foi motivo de reparo por parte da oposição – como, aliás, temos vindo a noticiar – e com o fim do verão praticamente à porta, a Praça da Cidade voltou a ser focada em sede de executivo municipal. Na última sessão pública, Joaquim Jorge Ferreira defendeu que “há que tomar uma decisão”, face a esta matéria, o quanto antes, visto que, conforme argumentou, “pagámos [a autarquia] cerca de 50 mil euros aos antigos concessionários” para,

agora, “termos os equipamentos a danificarem-se”. “Espaço com tais localização e importância não se compadece com indecisões”, prosseguiu o socialista. Em resposta, o autarca Hermínio Loureiro afirmou que a “solução” tem de ser encontrada, “obrigatoriamente, até ao final do ano”, assegurando que, neste momento, “há várias soluções em cima da mesa – umas melhores do que outras – para resolvermos, e resolvermos bem, a situação”. PUB


CONCELHO

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

05

> DEPOIS DE “AVALIAÇÃO” FEITA PELO MINISTÉRIO DAS FINANÇAS

Executivo aprova extinção da Fundação La Salette O fim da ‘saga’ nunca esteve tão próximo. Legalmente constituída a 26 de outubro de 2004, por deliberação dos órgãos executivo e deliberativo municipais, a FLS vai ser extinta mesmo antes do seu reconhecimento como tal por parte da presidência do Conselho de Ministros. GISÉLIA NUNES

Na última semana, em sede de executivo municipal, foi aprovada, por unanimidade (ver texto secundário), uma proposta no sentido da extinção da Fundação La Salette (FLS), apresentada pelo presidente da Câmara. Isto, após uma “avaliação” dos seus “custo/benefício e viabilidade”, levada a cabo pelo Ministério das Finanças, “com base nos questionário, documentação e informação disponibilizados” pela própria FLS, “entre outros fatores”. Esta apreciação resultou numa outra proposta, desta feita do governo, tendo em

bleia-geral, deverá ser nomeada “imediatamente” uma comissão liquidatária, em princípio, “composta por té cnicos da autarquia devidamente habilitados, um elemento da Fundação La Salette e outro da Junta de Freguesia”. Será este conjunto de pessoas que tomará as decisões estritamente necessárias “de modo a garantir o normal funcionamento”, “até ser encontrado um novo modelo de gestão”.

Um novo modelo de gestão do parque de La Salette tem de ser estudado e adotado.

vista a “cessação imediata da atividade”, sobretudo, “dadas as atuais exigências da nova lei-quadro, que implicam um conjunto de requisitos e obrigações legais de funcionamento, que não se mostram adequadas, comportáveis e eficientes face ao modelo (fundação) até agora adotado para a gestão e dinamização do parque de La Salette”. Segundo Hermínio Loureiro, foi mesmo essa a posição do secretário de Estado da Administração Pública – “extinga-se a Fundação La Salette”. Recorde-se que – como, aliás, tem sido amplamente

difundido pelos media – “o atual contexto de contenção e racionalização das despesas públicas e os compromissos assumidos por Portugal no quadro do Programa de Ajustamento Económico e Financeiro (PAEF) justificaram a realização de um censo às fundações, nacionais ou estrangeiras, que prossigam os seus fins em território nacional”, entre as quais a FLS.

de agosto, na qual Ricardo Tavares, que, além de vicepresidente da edilidade, encabeça o conselho de administração da FLS, não esteve presente, “o processo tem de ser iniciado em sede de executivo municipal e, depois, ser encaminhado para a Assembleia Municipal e o conselho de fundadores” do organismo que, neste momento, ainda gere o ‘pulmão verde’ da cidade oliveirense. É precisamente ao conComissão liquidatária selho de fundadores que garantirá “normal “compete” “deliberar o fim funcionamento” da Fundação La Salette ou De acordo com as expli- a sua extinção”. E uma vez cações dadas pelo edil oli- dissolvida a FLS, fruto de veirense na sessão de 30 decisão tomada pela assem-

> PS PRONUNCIASE SOBRE O ASSUNTO:

“Estamos a extinguir um erro de gestão” Chegada a hora da votação da proposta de extinção da FLS, o PS votou a favor, chamando a atenção para que não concordava apenas com um dos considerandos do documento – “3.º – que se reconheça como válidos e legítimos os apoios financeiros já atribuídos e pagos à Fundação La Salette, ainda que não re-

conhe cida” –, visto que, desde o início, se posicionou contra este tipo de gestão do parque de La Salette. Aliás, “estamos a extinguir um erro de gestão”, afir mou Joaquim Jorge Ferreira, para quem “a Câmara tem recursos técnicos e humanos para gerir o parque de La Salette”. “Ao longo dos anos, temos vindo a criticar

a utilidade e funcionalidade da Fundação La Salette” e este desfecho, para o socialista, só vem demonstrar que, “mais uma vez, o PS tem razão”. No entender do socialista, “a Fundação La Salette não serviu os propósitos para os quais foi constituída”, sendo certo que “o que herdámos foi um monte de problemas”.

“Investimentos do QREN estão salvaguardados” Para Hermínio Loureiro, toda esta “situação” que, pre sentemente, envolve a FLS, embora não seja “fácil” nem “agradável”, “é inevitável para evitar constran gimentos futuros associados ao parque de La Salette”. De qualquer modo, o responsável político também afirmou que os “investimentos do QREN [Quadro de Referência Estratégico Nacional] estão salvaguardados” e que no que concerne aos “cinco postos de trabalho” que têm vindo a ser assegurados pela FLS “ainda não temos enquadramento”. “Poderão vir a ser extintos ou então enquadrados no futuro modelo de gestão”, que, na sua ótica, “deverá ser o mais unânime possível”.

> PARQUE DO CERCAL

Obra arranca esta semana O início da construção do Parque do Cercal – Campus para a Inovação, Competitividade e Empreendedorismo Qualificado, na Quinta do Comandante, pela empresa Costa & Carvalho, S.A., está previsto para “a primeira semana de setembro”. Quem o disse foi o autarca Hermínio Loureiro na sequência da votação de dois pontos da ordem de trabalhos relacionados com a empreitada. Na reunião de Câmara, foram aprovados o plano de segurança e saúde para a execução da obra e a lista dos elementos designados pelo empreiteiro adjudicatário que vão intervir na edificação do equipamento, para onde se mudará a Escola Superior Aveiro Norte, neste momento, a funcionar em alguns pisos do Edifício Rainha.


06

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

> E apresenta declaração de voto

Partido Socialista vota contra concessão Com a ‘concessão da exploração e gestão dos serviços públicos de distribuição de água e da recolha, tratamento e rejeição de águas residuais de Oliveira de Azeméis’ sobre a mesa de trabalhos, para votação, o PS votou contra, justificando a sua posição com uma declaração de voto, à qual o Correio de Azeméis teve acesso. No documento, os vereadores socialistas afirmam que “o relatório do júri foi-nos facultado somente com dois dias de antecedência em relação à data de realização da reunião, não nos tendo sido disponibilizada informação suficiente para uma análise detalhada e rigorosa deste dossiê, nomeadamente as propostas dos concorrentes”. E, precisamente, por isso, “solicitamos no início da discussão a retirada do ponto da ordem de trabalhos”, com o objetivo de poder “analisar e estudar as propostas de concessão com o rigor que uma matéria desta importância exige”. Tal pedido acabou por ser “perentoriamente recusado pelo presidente da Câmara”, que “justificou a sua recusa ao solicitado com a urgência em aprovar a concessão, “justificação absolutamente incompreensível, pois o PSD arrasta este dossiê desde o início do mandato (há quase três anos), não sendo certamente mais uma ou duas semanas que prejudicariam o processo”. Os autarcas do ‘partido da rosa’ prosseguem, chamando a atenção para que, “com esta concessão, o Município pretendia que o concessionário realizasse em seis anos os investimentos necessários, para se alcançar uma taxa de cobertura de 95% na rede de abastecimento de água e de 90% na rede de drenagem e tratamento de águas residuais”. No entanto, “constata-se que no item ‘Cumprimento dos objetivos definidos no caderno de en-

cargos da concessão”, a proposta vencedora “fica muito abaixo do que se exigia no programa de concurso, pois obtém apenas 20,4 pontos dos 100 possíveis”. “Na prática, isto - na ótica dos membros da oposição - pode significar que a proposta vencedora só se compromete a manter taxas de funcionamento com esta concessão, até ao final do plano de investimentos de seis anos, de 70,14% na rede de abastecimento de água e de 42% na rede de drenagem e tratamento de águas residuai”, o que, “a ser verdade”, compromete a decisão aprovada em Assembleia Municipal que previa nos objetivos da concessão investimentos por parte da entidade privada capazes de cumprir as metas do PEAASAR para o período de 2007-2013, isto é, taxas de cobertura de 95% na rede de abastecimento de água e de 90% na rede de drenagem e tratamento de águas residuais”. “A confirmarem-se as condições acima descritas, consideramos que não será um ato de boa gestão conceder a privados as redes existentes, de forma praticamen­te gratuita e com taxas de rentabilidade bastante si­gni­ fi­cativas, sem exigir como contrapartida ao concessio­ nário a realização do inves­ timento que permita o alar­gamento das taxas de cobertura das redes de água e saneamento para os níveis pretendidos”. Mais ainda: “Tendo Hermínio Loureiro e o PSD mentido aos oliveirenses ao prometerem nas autárquicas a cobertura integral do concelho com as redes de água e saneamento em apenas quatro anos, a atribuição desta concessão sem a realização do investimento privado nos moldes inicialmente previstos seria mais uma grave mentira, já que estaríamos a ceder serviços estratégicos e importantes fontes de receita do Município, sem que o privado fosse obrigado a investir conforme exigido no caderno de encargos, ficando o investimento a realizar por este, no alargamento das referidas redes, dependente de eventuais apoios no âmbito de candidaturas a fundos comunitários”, rematam.

concelho

> Exploração e gestão dos serviços públicos de distribuição de água e da recolha, tratamento e rejeição de águas residuais

Concessão adjudicada à empresa INDAQUA Maioria e oposição continuam a não se entender quanto à solução encontrada para a implementação dos sistemas de saneamento e distribuição de água no concelho. Divergências à parte, acaba de ser aprovada, em sede de executivo municipal, a adjudicação da concessão do serviço, por um período de 30 anos, à empresa INDAQUA. Gisélia Nunes

Depois de, há mais de um ano, ter procedido ao lançamento do concurso e tendo em conta o ‘relatório final da fase de apresentação e análise das propostas e da adjudicação’ do júri, a autarquia de Oliveira de Azeméis acaba de aprovar, com os votos contra do PS (ver texto ao lado), a entrega da concessão dos sistemas de saneamento e distribuição de água no concelho à proposta apre­sentada pela concorrente INDAQUA – Indústria e Gestão de Águas, S.A.. Note-se que, além desta empresa, que, neste momento, ‘tem em mãos’ concessões idênticas nos municípios de Fafe, Santo Tirso, etc., houve uma outra que concorreu, nomeadamente a AQUAPOR – Serviços, S.A.. No entanto, no entender de quem avaliou, conforme disse o autarca Hermínio Loureiro, “a proposta da INDAQUA é a mais forte e a que nos dá mais garantias”. O assunto foi discutido na reunião de Câmara realizada no penúltimo dia de agosto, com a maioria e a oposição a defenderem diferentes pontos de vista relativamente a esta “opção” política, como, aliás, já o tinham feito em anteriores sessões do executivo camarário e até da Assembleia Municipal (AM).

DR

PS solicita retirada de ponto; PSD entende que não há tempo a perder “Analisar um documento desta natureza, com tantas implicações futuras para os oliveirenses, requer mais tempo”, defendeu Hélder Simões, para quem, uma vez que a matéria em causa ainda terá que passar pelo crivo da AM, “não perderíamos tempo se retirássemos este ponto” da ordem de trabalhos e a sua discussão fosse adiada para a “próxima reunião”. Hermínio Loureiro ouviu o vereador do PS, mas os argumentos deste não o convenceram. Na ótica do edil, “não temos mais tempo a perder” e o que realmente interessa “é andar para a frente”. “Queremos valas abertas, a ETAR construída, em suma, obra no terreno”, frisou, deixando claro que “esta é a nossa opção”, tendo em conta a conjuntura financeira e os valores de investimento em causa. Aliás, para o líder autárquico, o próprio facto do “concorrente preterido” não ter levantado “qualquer questão” face à decisão do júri “nos dá tranquilidade”. Mas se isso ainda não for suficiente para a dissipação das dúvidas do ‘partido da rosa’, “coloco o júri à vossa disposição para prestar qualquer tipo de esclarecimento”, acrescentou.

igual­mente, sobre o tema. A advogada ligada ao PS disse, uma vez mais, que, “por princípio, sou contra este modelo de concessão”. De qualquer modo, também era de opinião que, embora as opções do PS e do PSD relativamente a esta matéria fossem diferentes, “as nossas sugestões poderiam servir para melhorar a vossa opção [dos social-democratas]”. E ‘tocando pelo mesmo diapasão’, Joaquim Jorge Ferreira defendeu que este “é um assunto demasiado sério” para poder ser tratado “sem uma análise pormenorizada”. “Estamos a cumprir com aquilo que está no caderno de encargos?”, questionou, prosseguindo: “E as metas do PEAASAR [Plano Estratégico de Abastecimento de Água e Saneamento de Águas Residuais] vão ser cumpridas por este concessionário?”. Acontece que, de acordo com o presidente da edilidade, essas “sugestões” dos socialistas serão “bem-vindas”, mas “em sede de contrato”. “Quando for para aprovar o contrato – documento que nos compromete do ponto de vista político e ao Município – todas essas sugestões e todo esse pormenor serão bem-vindos”, bem como “acau­telados”, reforçou a ideia, adiantando ainda que há pos“Sugestões” socialistas sibilidade de se vir recorrer ao serão “bem-vindas” QREN (Quadro de Referência “em sede de contrato” Estratégico Nacional) para leAna de Jesus quis opinar, var avante as várias obras.


CONCELHO

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

07

> GRUPOS E ESCOLAS DE SAMBA VÃO PÔR EM REBOLIÇO A CIDADE DE OLIVEIRA DE AZEMÉIS

Carnaval de Verão ‘samba’ nas ruas no sábado dia 15 Na noite do dia 15, sábado, oito grupos - entre os quais quatro escolas de samba - animam o ‘Carnaval de Verão, que percorre a cidade. Um evento que teve a sua génese no ano passado e que parece ter vindo para ficar.

Foto de arquivo

ANGELA AMORIM

Quatro grupos carnavalescos - Desafio d’ Arte e Associação Recreativa e Cultural do Curval, ambos do Pinheiro da Bemposta, e mais dois também do concelho ainda não confirmados - juntamse a outras tantas escolas de samba, que vão desfilar no Carnaval de Verão deste ano em Oliveira de Azeméis. Para além das ‘nossas’ - de Pindelo, leia-se - ‘Renascer’ e ‘Pioneiros’, a noite de sábado, dia 15 de setembro (a partir das 21h00), anima-se com a atuação das congéneres ‘Juventude Vareira’, de Ovar, e ‘Vai quem quer’, de Estarreja. Ao ritmo do samba - muito samba e melodias bem quentes, a puxarem pelos corpos e a fazerem mexer bem os quadris - os cerca de 600 figurantes que se esperam (mais 200 do que no ano passado, sensivelmente) prometem um frenesim e uma folia que só iniciativas do género conseguem obter. Estas são as contas feitas por alto por António Grifo, presidente da FAMOA - Federação das Associações do Município de Oliveira de Azeméis, ao nosso semanário, quando ainda se ultimam os preparativos para esta segunda edição, que é uma parceria entre esta entidade e a Câmara Municipal. De reter que este Carnaval tem a particularidade de todas as associações participantes deverem apresentar música e dança com coreografia, não contemplando carros alegóricos. De qualquer modo, o líder da Federação do movimento associativo do concelho avança

O Carnaval de Verão Oliveirense deu o pontapé de saída no ano passado

> DIA 15 TERÁ RUAS INTERDITAS AO TRÂNSITO

Centro da cidade vira ‘sambódromo’ na noite de sábado O desfile do Carnaval de Verão Oliveirense tem início marcado para cerca das 21h00 no antigo quartel dos Bombeiros. O pecurso dita a passagem pela Rua Ernesto Pinto Basto, Largo Luís de Camões (Rainha), ruas Aníbal Beleza e Eng. Arantes e Oliveira, que “todos os grupos são bem-vindos, desde que se apresentem com coreografia e alguma qualidade”, até porque todos a apresentarão na Praça da Cidade, onde termina o corso. Primeira edição foi um ótimo trampolim Recorde-se que a primeira edição do Carnaval de Verão teve lugar em 2011. Tratouse de “um apalpar de pulso à reação da população face à criação de um evento que já se pratica em várias localidades do país”, explica-nos António Grifo, um dos principais mentores deste projeto. O balanço foi “muito positivo e até ultrapassou todas as expetativas”, abrindo, desse modo, um precedente à organização do evento em 2012. E ele aí está, já dia 15 próximo. Por outro lado, com o ‘corte’ dos feriados e uma eventual não tolerância de ponto para terça-feira gorda, esta solução pode ser uma alternativa, que chegou na hora certa. Isto não quer dizer que o Carnaval, que sai às ruas de

encerrando na Praça da Cidade. Aqui neste nóvel espaço, está prevista a apresentação das coreografias dos grupos e das escolas de samba participantes. Assim a organização informa que, nessa noite e por um período de sensivelmente três horas, estas artérias e outras limítrofes estão interditas ao trânsito, apelando à compreensão de todos e pedindo desculpa por eventuais transtornos que tal situação possa causar.

Oliveira de Azeméis na sua época tradicional, deixe de se promover, até porque ainda é cedo para uma definição, de acordo com o que pudemos concluir das palavras do líder da FAMOA, mas - pelo sim, pelo não - nada como se encarar a eventualidade já com ‘trunfos na manga’. Até porque a não se realizar na terça-feira, o Carnaval Oliveirense (de inverno, digamos) no domingo gordo será um pouco mais difícil, tendo em conta o habitual desfile que se realiza em Pindelo, uma freguesia que ‘dá cartas’ no entrudo do concelho e cuja participação muita falta fará ao desfile na cidade em caso de simultaneidade. Relação custo/benefício muito positiva António Grifo não tem ainda a certeza de quanto irá gastar este ano, mas revelou que fica aquém do protocolado entre a FAMOA e a Câmara para o Carnaval de Verão. O responsável federativo tem consciência que, tendo em conta o número de pessoas

A cidade de Oliveira de Azeméis ‘vai aquecer’, no próximo dia 15 de setembro, com a segunda edição do Carnaval de Verão Oliveirense

que - espera - atrair à urbecom o Carnaval de Verão e o grande espetáculo que este irá proporcionar, “o custo acaba por ser irrisório”. O presidente da FAMOA faz vincar de que “com muito pouco se pode fazer uma grande festa”, filosofia que nem sempre é seguida por quem organiza este ou outro tipo de eventos. Resta esperar que o S. Pedro esteja ‘pelos ajustes’ e proporcione, igualmente, uma noite ótima - mas não ao ‘preço da chuva’. N.R.: Caso as condições climatéricas sejam adversas à realização do ‘Carnaval de Verão’ na noite de 15 de setembro, este decorrerá no sábado seguinte.


08

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

CONCELHO

> UMA MENSAGEM DE ‘AMIZADE E ESPERANÇA’ DE OLIVEIRA DE AZEMÉIS PARA O MUNDO

Encontro Nacional ‘Acreditar’ na Quinta do Côvo O convívio que, de dois em dois anos, a ‘Acreditar’ - que apoia crianças com cancro e respetivos pais e amigos – promove, realiza-se este ano na Quinta do Côvo. Um objetivo da família Resende que dia 15 é concretizado.

Angela Amorim

“Uma simples palavra e um sorriso de conforto podem ser suficientes para elevar a moral de quem pensa que o mundo desabou sobre si”

ANGELA AMORIM

Oliveira de Azeméis volta a estar no centro das atenções no próximo dia 15 de setembro. Desta vez a causa é solidária e nobre. Focalizase nas crianças com cancro, pais e familiares, equipas médicas e de enfermagem, técnicos e auxiliares dos Institutos Portugueses de Oncologia (IPO’s), entre outros. O Encontro Nacional ‘Acreditar’ deste ano decorre na Quinta do Côvo, graças ao empenho da família Resende, residente em Cidacos, que conta com a disponibilidade de Sebastião Castro e Lemos e respetiva família, na cedência deste belo e histórico espaço para a sua realização. Na comunidade oliveirense, nomeadamente junto da indústria, comércio e até de particulares, a família Resende encontrou muitas ‘portas abertas’ para ajudar a organização deste convívio, que reúne mais de centena e meia de pessoas, vindas de todo o país. Um dia em cheio com um programa assinalável (ver caixa) espera-se para esse sábado, contando ainda os promotores com o apoio logístico da Câmara Municipal e a colaboração de quatro grupos do concelho para animar o arraial (ver caixa). E porque ‘os animais são nossos amigos’, sendo quantas vezes “os maiores confidentes e companheiros daqueles que sofrem o drama de um cancro”, está agendada, também, a demonstração de treino de cães da raça ‘Labrador Retriever’, criados e preparados por Sebastião Castro e Lemos, na

António Resende, o mentor da ação, com Sebastião Castro e Lemos, que, desde logo, apoiou a ideia, explicaram-nos o projeto na Quinta do Côvo.

> ‘ACREDITAR’  ENCONTRO NACIONAL 2012

“Um dia diferente na Quinta do Côvo”

A comitiva pernoita no INATEL de Santa Maria da Feira e, no dia seguinte, visita diversos locais desse concelho.

Programa 11h00 - Acolhimento 11h30 - Sessão de boas-vindas 13h00 - Almoço 15h00 - Demonstração do treino de cães da raça ‘Labrador Retriever’ criados na Quinta do Côvo por Sebastião Castro e Lemos; Sensibilização dos cuidados a ter com os cães para a prevenção de doenças pela Dr.ª Lurdes da Clínica Veterinária ‘Azeméis Vete’ 15h30 - Arraial com a presença dos grupos de Bombos e Gigantones ‘Os Janizários’, Folclóricos de Cidacos e ‘As Padeirinhas de Ul’, e Rancho Infantil e Juvenil de Cucujães 17h00 - Lanche.

Associação ‘Acreditar’ A ‘Acreditar’ é uma Instituição Particular de Solidariedade Social que, desde 1993, se dedica a apoiar as crianças e jovens com cancro e famílias, estando junto dos principais centros de oncologia pediátrica do país. O trabalho é feito maioritariamente por voluntários, devidamente credenciados, que colaboram na missão de “tratar a criança com cancro e não só o cancro na criança”. Os fundos angariados através da “prenda solidária” servem para a manutenção das casas de acolhimento de crianças e famílias, deslocadas para tratamentos, existentes em Lisboa, Funchal e Coimbra.

sua Quinta do Côvo. “Este convívio já estava pre visto e planeado há longo tempo, enquanto encontro regional, abrangendo apenas o núcleo do Norte da Associação ‘Acreditar’”. Porém, “quando a Dr.ª Antonieta, responsável dessa associação, tomou conhecimento do espaço disponível, logo concluiu que estavam reunidas todas as condições para se tornar de âmbito nacional”, aliás como é habitual de dois em dois anos. Projeto ‘Cidade Viva de Azeméis’ Esta ideia da organização do encontro entre nós anda a

germinar desde que, no ano passado, António Resende lançou o projeto – juntamente com a sua família – ‘Cidade Viva de Azeméis’. Este tornou-se publicamente conhecido com a pintura mural, em jeito de grafite, que, em 2011, coloriu um muro em Cidacos, propriedade da família, conforme então demos notícia. Trata-se de “uma forma de agradecer a todos os pais de outras crianças portadoras de cancro, que nos apoiaram desde o primeiro dia em que entrámos no IPO do Porto. Um reconhecimento, também, a todos os médicos, enfermeiros, técnicos e auxilia-

res que nos ajudaram nos momentos tão difíceis por que passámos, bem como à Associação ‘Acreditar’ e aos seus responsáveis”. Esta é “uma forma de voluntariado e de partilha do sofrimento das crianças com tumores… dos seus familiares e dos seus amigos”. É que, finalmente, como conclui este abnegado pai, “uma simples palavra e um sorriso de conforto podem ser suficientes para elevar a moral de quem pensa que o mundo desabou sobre si”. Recorde-se que a família Resende já teve no seu seio a vivência de um caso deste tipo, tendo sido diagnosti-

cado um sarcoma de Ewing (tumor ósseo) a uma das suas duas filhas. Estávamos no ano de 2006. Neste momento a jovem encontra-se bem e estável, sendo um exemplo de resignação e, simultaneamente, de coragem e força de viver. Até porque, como defendem, “vale a pena ‘acreditar’ porque o cancro tem cura”. Mensagem ao mundo a partir de Azeméis É esta mensagem de esperança e de fé que a família Resende quer levar o mais longe possível a partir de Oliveira de Azeméis. Através da ‘Acreditar - Associação de Pais e Amigos das Crianças com Cancro’ (ver caixa) e deste seu encontro – que se realiza numa localidade qualquer de Portugal bienalmente – faz-se chegar um alerta para a possibilidade de cura das neoplasias que, geralmente, traumatizam não só os pacientes, como familiares e amigos. Igualmente a página criada no facebook ‘Amizade e Esperança’ traz uma mensagem, a partir da nossa cidade, a hospitais, equipas de profissionais dos IPO’s, pais e doentes oncológicos, bem como a técnicos e cientistas que se empenham na investigação de novas formas de cura e combate do cancro. A todos a família Resende quer transmitir o seu “muito obrigado”. É que só quem “passa por elas” conhece o valor que todos estes agentes, “unidos e de mãos dadas”, representam para a recuperação da estabilidade física e emocional de uma pessoa com cancro e de quem lhe é mais querido.


CONCELHO

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

09

> GRANDE ADESÃO E ENVOLVIMENTO DA COMUNIDADE OLIVEIRENSE

Hospitalidade e gastronomia em foco A comunidade oliveirense ultrapassou as expetativas da família Resende e tem demonstrado grande abertura em apoiar o projeto. O ‘Acreditar 2012’ vai projetar a hospitalidade, a gastronomia, os usos e costumes de Azeméis.

Angela Amorim

> SEBASTIÃO CASTRO E LEMOS AO NOSSO JORNAL

“Move-me a questão solidária”

ANGELA AMORIM

Depois de passar grande parte das suas férias de 2011 e de 2012 a preparar o Encontro Nacional ‘Acreditar’ 2012 para que nada falhe, António Resende confessou, à reportagem do Correio de Azeméis, a sua satisfação pela adesão que a comunidade oliveirense está a proporcionar. As ‘portas abertas’ que tem encontrado – quer no tecido empresarial, quer junto mesmo de particulares – foram os principais incentivos para continuar o seu sonho, prestes a ser concretizado. Desde logo a disponibilidade da família Castro e Lemos na cedência da sua propriedade – Quinta do Côvo, como já adiantámos na página anterior. Para além disso, “tenho encontrado um grande acolhimento junto de empresas ligadas à restauração e à gastronomia. Estão mesmo a ser feitos contatos com hipermercados e outros estabelecimentos comerciais para o fornecimento de fruta, legumes (etc.), porque tanto o almoço como o lanche é da nossa responsabilidade”. Não contabiliza orçamentos e dá um ar de riso quando questionado sobre esse aspeto. “Todos fazem parte desse orçamento e para ele têm contribuído”. Um outro objetivo seu está, deste modo, a ser cumprido: “Envolver a comunidade oliveirense neste projeto ‘Cidade Viva de Azeméis’, levando-a a acreditar que tudo é possível com o empenhamento e esforço voluntários de todos”. Por outro lado, o ‘Acreditar’ – Encontro Nacional permite “a promoção e divulgação da gastronomia de Oliveira de Azeméis”, como faz notar o ‘patriarca’ da família Resende. Representadas estão várias as-

A beleza da Quinta do Côvo, onde se respira história em cada canto, é um ponto de partida para o êxito do encontro.

> PRESIDENTE DA REPÚBLICA TOMA CONHECIMENTO

Cavaco Silva felicita espírito solidário do projeto António Resende ao Correio de Azeméis: “Em março, deste ano, dei a conhecer ao Senhor Presidente da República o projeto. No dia 10 de abril, recebi dele as felicitações pelo espírito solidário desta ideia. Acaba por ser um projeto que foi, deste modo, reconhecido a alto nível”. António Resende na página do facebook ‘Amizade e Esperança’: “Olá Amigos, sociações, iguarias e especialidades do nosso concelho, como a Confraria das Papas S. Miguel (papas S. Miguel), APPUL – Associação de Produtores de Pão de Ul (pão e regueifas de Ul, também oferecidas por outras entidades e pessoas), Padaria/ pastelaria de Flor de Ossela (bo-

Se conhecem alguns amigos e/ou familiares que tenham crianças portadoras de cancro de Oliveira de Azeméis e que queiram participar no evento (Encontro Nacional 2012 da ‘Acreditar’), a realizar na Quinta do Côvo no dia 15 de setembro entre as 11h00 e as 18h00, p.f. façam chegar esta informação ao(s) destinatário(s) e, se estiverem interessados, entrem em contato até ao dia 07 para os endereços eletrónicos: projetocidadevivadeazemeis@gmail.com; antonio.resende.7@gmail.com; antonio. resende.7@netvisao.pt Ou, ainda, para o meu contato pessoal: 914 809 847. Obrigado”.

lo/boroa de canela), etc.. O porco no espeto não faltará, numa oferta pessoal de um empresário da ‘nossa praça’, entre tantos outros produtos e artigos já disponibilizados. Espera-se, portanto, uma grande jornada para sábado dia 15. Se o S. Pedro ajudar a confraternização decorre

num enorme espaço ao ar livre – que já está a ser limpo e preparado – no acesso à Quinta do Côvo. Caso contrário, Sebastião Castro e Lemos já tem alternativa: um picadeiro coberto fará as honras aos visitantes e a prova da nossa sempre pronta hospitalidade.

Caso as condições climatéricas sejam adversas, este picadeiro está preparado para receber os visitantes.

“Como reagi ao repto da família Resende? Reagi bem. Só não esperava que fosse tanta gente. Isto é grande, mas gerir este espaço para tantas pessoas é o mais complicado; porém acho que resolvemos o problema. No fundo, o que me move é a questão solidária. São casos que chocam sempre, especialmente com crianças… aliás, acho que chocam todos. Com crianças são sempre mais impressionante. Contudo, se se tratasse de um encontro para pessoas mais velhas faria a mesma coisa”. Palavras de Sebastião Castro e Lemos que, simpaticamente, nos recebeu em sua casa na Quinta do Côvo. E se a cedência das instalações é uma colaboração da família Castro e Lemos, já a demonstração com cães ‘Labrador’ é a sua pessoal contribuição. “A demonstração será para as crianças e pais com cães que estão habituados a lidar com casos deste género. Tenho um que já tem feito trabalhos em hospitais, com crianças multideficientes, em unidades de cuidados paliativos, etc.”. No fundo, a presença de um cão num hospital, por exemplo, “é desde logo uma distração, uma novidade e vai estimulá-los (...)”. N.R.: Aproveitando a troca de impressões com este ‘expert’ na matéria, o Correio de Azeméis tocou no tema das raças ditas “perigosas”. Um assunto a que voltaremos em próxima edição.


10

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

M€rcados à terça

Novas leis do trabalho e a gestão dos recursos humanos

José Brandão Sousa*

Entrou em vigor um extenso pacote de legislação que vai alterar profundamente o modo como as empresas vão passar a contratar, administrar e despedir os trabalhadores. Este conjunto de alterações vai ao encontro dos anseios que os empresários há muito tempo sentiam e que as respetivas associações vinham defendendo publicamente. O racional por detrás da nova legislação é o da flexibilização. Flexibilização na administração da prestação do trabalho, da remuneração e do despedimento. A ideia é que, quebrando a invocada rigidez das leis anteriores, se tornará muito menos ‘arriscado’ contratar novos trabalhadores. Como consequência, na opinião do governo, iremos, assim, assistir a um assinalável crescimento do emprego. A ver vamos… Mas, afinal, o que muda nas leis do trabalho? Aqui ficam indicadas as mais importantes normas alteradas: é alterado o regime de prestação de trabalho suplementar (as horas extraordinárias) e a redução da sua remuneração; é alterado o regime de banco de horas; é eliminado o descanso compensatório do trabalho suplementar e alguns feriados civis e religiosos; são alteradas as regras do despedimento, nomeadamente as relativas às indemnizações, e são alterados alguns tipos de contrato de trabalho. Tão extensa e complexa teia de alterações levanta alguns problemas a quem tem a missão de gerir os recursos humanos numa empresa. Em 1º lugar, a necessidade de um conhecimento pormenorizado da lei. É importante que nas empresas haja um conhecimento profundo destas alterações para que possam ser devidamente explicadas e corretamente aplicadas, evitando-se a criação de mal-estar e mesmo de problemas graves. Em 2º lugar, dada a extensão das alterações, a rutura que se faz com a situação anterior e levando em consideração a situação económica e social que se vive, é previsível que possam vir a ser causa de um aumento drástico da conflitualidade e, até, da litigância laboral. Há que estar prevenido e preparado para lidar com essas ocorrências. Numa outra perspetiva, há ainda que ter em conta que a flexibilização da prestação do trabalho atua nos dois sentidos. Isto é, o trabalhador ao sentir que é ténue, frágil, o vínculo que o liga à empresa pode facilmente deixar de ter motivação para nela permanecer, passando a valorizar exclusivamente o aspeto do salário. Isto leva a que possamos vir a criar uma população trabalhadora que, saltitando de aprendiz de oficina para caixa de supermercado e daqui para empregado do MacDonalds, nunca ligue verdadeiramente a uma empresa e, pior ainda, que nunca se torne verdadeiramente experiente/ especialista numa profissão. É aqui que, paradoxalmente, poderá residir o maior desafio que estas alterações colocam a quem gere os recursos humanos de uma empresa: como reter os seus trabalhadores, sobretudo os melhores? *j.brandao.sousa@olivetree.pt

O trabalhador ao sentir que é ténue, frágil, o vínculo que o liga à empresa pode facilmente deixar de ter motivação para nela permanecer...

opinião

Bioética e sabedoria... (cont. n.º anterior)

Carlos Costa Gomes

O homem moderno pensava que tinha um pedaço de terra firme debaixo dos pés: a sua razão; o homem pós-moderno perdeu já esse naco de terra e de razão, e está dentro do navio que se afunda, sendo ao mesmo tempo náufrago e espetador. Neste sentido, a sabedoria como uma bioética vivida – ética da vida – é, na nossa perspetiva, uma via possível para tentar construir, com

“A sabedoria bioética consiste... em não se tornar insensível às causas da vida, aos sonhos, à vida sem amor, nem dor, nem alegria,

os restos do navio desconstruído, um modo de vida que permita viver um tempo na horizontal, em que cada um se fecha na sua concha, no seu pequeno grupo de amigos, individualmente juntos no seu mundo fechado, à volta de umas quantas latas de cerveja, mas “cada um está sozinho no coração da terra/ atravessado por um raio de sol:/ e é logo noite” (Salvatore Quasimodo). A sabedoria bioética consiste, pois, em não se tornar insensível às causas da vida, aos sonhos, à vida sem amor, nem dor, nem alegria, sem perguntas e sem espera; consiste, pois, em construir um tempo aberto ao outro que se chama relação… Porque depois da luz/vem a noite/ e depois da noite/ vem a aurora, a luz que vem de fora…

sem perguntas e sem espera;”

Regime livre na eletricidade

Liliana Melo*

Por imposição comunitária, os preços da eletricidade deixarão, em, breve, de estar regulados, estabelecendo-se um regime de livre mercado; quer isto dizer que os preços da eletricidade já não vão estar tabeladas pela Lei, mas serão livremente estabelecidos pelos novos e diversos prestadores de serviços. Contudo, estes efeitos não são imediatos, mas sim graduais. De acordo com a legislação, os clientes de eletricidade em Baixa Tensão Normal (BTN) veem extintas as tarifas reguladas, a partir de 01 de Julho de 2012, para consumidores com potência contratada igual ou superior a 10,35 kVA, e, a partir de 01 de Janeiro de 2013, para os consumidores com potência contratada inferior a 10,35 kVA. Para saber qual a sua potência contratada, pode consultar uma fatura de eletricidade, pois o valor daquela é sempre identificado. Assim, para os consumidores que celebrem contrato de fornecimento de eletricidade a partir daquelas datas, já serão aplicadas as tarifas não reguladas. Para os consumidores que possuem, à data, contrato de fornecimento de eletricidade, terão que alterar o seu pres-

tador do serviço, isto é, fazer um novo contrato com uma das empresas existentes. Resumindo, de acordo com a potência contratada, todos teremos de aderir ao mercado livre de fornecimento de eletricidade. Há a ressalvar que se o consumidor não aderir, dentro daqueles prazos ao contrato de tarifa não regulada, poderá vir a ser penalizado. De facto, estabelece a Lei que os consumidores poderão manter os contratos atuais, sendo aos mesmos aplicável uma tarifa transitória revista trimestralmente pela ERSE, entidade reguladora do setor, à qual acrescerá um fator de agravamento no valor a pagar por kVA. Deste modo, para os consumidores com uma potência contratada entre 10,35 e 41,4 kVA, poderão estar nesta tarifa transitória até 31 de Dezembro de 2014, enquanto que os consumidores com uma potência contratada inferior a 10,35 kVA poderão manter-se até 31 de Dezembro de 2015, mas sempre com aquele agravamento do custo. Não se pode, contudo, falar em que o consumidor será multado; sofrerá, sim, um agravamento do preço a pagar. *Jurista da DECO

Faça-se assinante do Correio de Azeméis Ligue-nos: 256 049 891


opinião

Praça pública Cá estamos após uma breve pausa. Façamos a rentrée, francesismo que já faz parte do léxico politiquez nacional. Muitos eram os assuntos que me motivavam a escrever neste momento. A execução orçamental, o défice das contas públicas, as muitas trapalhadas do Dr. Relvas, a oferta a privados da RTP que continuará a ser paga com dinheiros públicos, as brechas que se começam a notar, cada vez mais, na coligação governamental. Podia falar da taxa de desemprego e desse grande “profeta maravilhas” António Borges… Mas resolvi falar de outra coisa muito importante, a minha cidade, a nossa cidade, Oliveira de Azeméis. Pela escolha do tema já perceberam que vou confessar a minha angústia, lamentar a total inércia do poder local e tornar pública a minha enorme tristeza. Sei que não estou sozinha e que apenas vou escrever aquilo que vejo, que sinto e que ouço todos os dias dito por pessoas que não têm acesso, como eu, a este espaço. A cidade não existe. É amorfa, não tem vida, ficou algures, há muitos anos, no tempo da minha infância, perdida nas memórias de uma vila atrativa e cobiçada por alguns vizinhos. Durante décadas ouvi gerações sucessivas queixarem-se do estrangulamento que a velhinha EN1 provocava em Oliveira de Azeméis, tal como em S. João da Madeira ou em Águeda. Muitas foram as vozes que se ergueram contra o obstáculo ao desenvolvimento e ao planeamento da cidade que aquela via provocava. Já la vão mais de vinte anos sobre a entrada em funcionamento do IC2. Já lá vão cinco executivos municipais e o sexto está em funções. A cidade, essa, continua por planear e quanto a desenvolvimento estas décadas passadas só serviram para que, uma após outra, fossemos perdendo coisas. Há diferenças. Fechou-se ao trânsito (pedonizou-se!) um dos sentidos da velha EN1, a Bento Carqueja e António Alegria e, recentemente, operou-se a “revolução” de alterar o sentido do trânsito da Avenida António José de Almeida, permitindo o estacionamento dos dois lados da dita, pago como é evidente, precisamente na Zona onde a dita Avenida é mais estreita. O centro da cidade é lúgubre, isto partindo do princípio que temos uma cidade e ela tem um centro. Onde é o centro da nossa cidade? É no jardim público? Do qual, daquelas memórias, apenas restam as velhas tílias e a estatua do soldado desconhecido que homenageando os ex-combatentes nos dá a ideia de ser o guardião do que sobra. É no largo Camões? Onde até a fonte, que um privado ofereceu, tem estado mais vezes seca do que a jorrar água? É no largo do Gemini onde, depois de décadas termos tido uma elevação de terra batida hoje temos uma construção de gosto duvidoso, sem nenhuma utilidade e completamente abandonada? Aceitam-se sugestões… Voltarei ao tema nos números seguintes.

Helena Terra

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

11

Causa comum Momento de reflexão

À boa maneira dos nossos órgãos de comunicação social, por estes dias em Portugal não se fala de outra coisa que não o futuro da RTP. De facto, este parece ser o único assunto importante para os nossos jornais e televisões. Que bom seria se de facto não tivéssemos assuntos mais complicados e difíceis de gerir. De repente todos acordaram para a questão do serviço público de televisão, de repente surgiu um coro de críticas, vindas dos mais diferentes quadrantes políticos e da sociedade civil, contra algo que na realidade não existe. Um consultor do Governo comunicou que uma das hipóteses para o futuro da RTP passaria pela concessão a privados. Repito que o que foi comunicado foi um cenário, não uma decisão. Podemos criticar o facto de um consultor adiantar cenários que ainda não tem a aprovação final de que governa, mas tal não justifica tanto ruído sobre uma mera possibilidade. O nosso Primeiro-Ministro já afirmou que este assunto continuará a ser estudado com transparência e sem tabus, e que nenhuma decisão está tomada. Mas este tema tornou-se num facto político relevante. Do lado da extrema-esquerda Portuguesa, mais conhecida por Bloco de Esquerda, e à boa maneira Soviética, com o objectivo de impor e afirmar uma liderança a todo o custo de João Semedo e Catarina Martins, esta última tem-se multiplicado em declarações exclusivas sobre esta matéria. Catarina Martins é ainda uma desconhecida e esta é a forma que o Bloco encontrou para a dar a conhecer. O problema é que a senhora se repete tantas vezes que quase conseguimos adivinhar o que ela vai dizer a seguir. Do PS, mais do mesmo, ou seja a demonstração pública de grande indignação, qual salvador da pátria e único detentor da moral política, sempre com soluções prontas para tudo, mas o problema é depois quando chegam ao governo, falam, falam, falam mas não fazem nada. Curiosa, ou talvez não, é a posição do CDS. Foram dos primeiros a contribuir para o ruído. Recordo que se trata de uma mera possibilidade em estudo. Durante a semana foram várias as infelizes declarações de elementos do CDS sobre esta matéria, esquecendo que governam com o PSD os destinos do país e que a unidade governativa étão decisiva neste momento. Tudo culminou no passado sábado com as declarações de Paulo Portas ao jornal Expresso, afirmando que teria de conversar com Miguel Relvas sobre este tema, e que as coisas não poderiam ficar assim. Pois bem, não podia estar mais de acordo, ou seja, seria muito importante que antes de vir falar para a praça pública, Paulo Portas falasse com os seus colegas de Governo sobre esta matéria. Mas é dificil não questionar se existirá aproveitamento político por parte do CDS, ou mesmo tentativa de desviar as atenções em relação a outros assuntos bem mais delicados para o seu líder. Para quem tem memória, não é algo novo em Portas. É pena é que alguns políticos continuem a colocar os seus interesses pessoais e eleitorais acima dos interesses do país. Antes de ver uma solução para os meios de comunicação que pertencem ao Estado, gostaria que todos, Governo incluído, dicutissem em que consiste o serviço público de televisão e rádio. Como podemos decidir se queremos manter o alienar algo que não sabemos o que é e o que virá a ser?

José Campos

Estimados leitores esta semana venho falar-vos da evolução rápida que a sociedade portuguesa teve nas últimas duas a três décadas. Passamos dum estilo de vida bastante rural onde as pequenas cidades concentravam um razoável número de pessoas e que era onde muitas iam á procura de melhores dias. Com o andar dos anos foram melhorando Miguel as vias de comunicação, as cidades Portela e o litoral foram ficando mais perto e o sonho de procurar as sociedades que cresciam nas cidades ficou ali tão perto. A vida dura do campo onde se tinha o essencial mas implicava trabalhar de sol a sol e onde os sonhos não iam para além das fronteiras das aldeias limítrofes não apelavam às gerações mais novas. Este elevado ritmo de evolução da sociedade portuguesa, levou a que uma grande parte do setor primário fosse sendo abandonada passando quase todos a ser consumidores e muito poucos, e os mais velhos, os produtores de bens de consumo. Deste modo vamos sendo gradualmente mais dependentes, do que nos mandam do exterior e deixando desta forma os nossos terrenos abandonados sem qualquer aproveitamento. Pelo país fora ainda podemos ir descobrindo exemplos de aldeias perdidas nas serranias onde alguns punhados de resistentes fazem da terra o seu difícil modo de vida. A nossa carne referenciada (Arouquesa, Barrosã, etc.), os nossos queijos, os nossos frutos, as nossas compotas para além de inúmeros outros produtos que precisam desta produção ligada às origens e que mantêm a matéria-prima da identidade de fazer bem e em Portugal com os nossos produtos não pode nem deve acabar, faz parte de nós. Numa altura em que o desemprego dispara e onde as novas gerações não têm perspectivas de empregos de futuro, seria uma possibilidade tentarmos revolucionar o nosso setor produtivo, arranjando formas de o tornar apetecível às novas gerações e desta forma garantirmos uma maior sustentabilidade para alimentar para o nosso país. O facto da dureza deste setor ser uma realidade inegável não sendo muito estimulante para as novas gerações, Penso que será importante utilizar a evolução das técnicas que já abrandou alguma da dureza deste setor, e dessa forma torná-la uma prioridade para as novas gerações. Se conseguirmos criar as condições para que, retirar valor a partir da terra seja uma maneira de viver e crescer na sociedade poderemos ter um futuro mais sustentável para o nosso país. Despeço-me com amizade.


12

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

TRIBUNAIS E POLÍCIA

> VIATURA DE NOGUEIRA DO CRAVO ENCONTRADA CALCINADA EM MACIEIRA DE SARNES

Ladrões queimam carro após colisão Uma vaga de assaltos, no penúltimo fim de semana, no Norte do distrito, culminou com o desaparecimento de três automóveis. Um dos quais foi incendiado em Macieira de Sarnes.

Diana Cohen

DIANA COHEN

A viatura que, no sábado, dia 25 de agosto, desapareceu do pátio de um morador de Nogueira do Cravo, foi encontrada dois dias depois, com a frente destruída e totalmente calcinada. Tudo indica que, antes das 06h00 de segunda-feira, a viatura em questão, um Peugeot 308, tenha entrado em despiste, numa curva existente na Rua das Picarotas, na freguesia vizinha de Macieira de Sarnes. O automóvel derrubou um eucalipto e imobilizou-se na berma da estrada. Depois, os assaltantes incendiaram o veículo furtado e colocaram-se em fuga, ainda antes da chegada dos bombeiros, que controlaram as labaredas.

Os ladrões perderam o controlo do carro e colidiram contra uma árvore, incendiando-o em seguida

Chave suplente já tinha desaparecido Pedro Oliveira, que, desde a madrugada do furto, ansiava por receber informações sobre o paradeiro do seu automóvel, foi acordado com uma chamada da GNR, dando-lhe conta do sucedido. Recorda que, no mês de maio, desconhecidos entraram na sua propriedade, na Rua Luís de Camões, para assaltar uma das suas viaturas, de onde desapareceu a chave suplente do Peugeot. “No

sábado passado, regressaram, desmontaram o portão de entrada e levaram carro”, concluiu o empresário, que não duvida de que os assaltantes sejam da região. A Polícia Judiciária do Porto investiga a ocorrência.

segunda-feira, ladrões, em número desconhecido, introduziram-se numa garagem coletiva, assaltaram cinco automóveis e furtaram outros dois. O prejuízo maior coube a Sandra Almeida e Pedro Azevedo, um jovem casal que reside no prédio, situado na Rua Casal fica sem duas viaturas das Dentazes (a 1,5 kms de em madrugada de furtos distância do local onde ardeu o A onda de assaltos alastrou- carro, em Macieira de Sarnes), se a Milheirós de Poiares, con- e que ficou perplexo quando, celho da Feira, onde, também pelas 07h30, se apercebeu de durante a madrugada dessa que os seus dois carros haviam

sido furtados. “Saltaram o muro de acesso ao parque de estacionamento descoberto, arrombaram a fechadura do nosso Fiat Punto e, lá dentro, encontraram a chave suplente da Volkswagen Passat”, explicou Pedro Azevedo. Astutos, os criminosos terão calculado que a carrinha estaria estacionada na garagem coletiva. Então, arrombaram o portão e dirigiram-se ao automóvel, onde, por sua vez, encontraram as chaves do Fiat Punto. Em suma, em poucos instantes, os meliantes arrombaram seis fechaduras de automóveis e subtraíram, do interior de cinco delas, auto-rádios e outros bens. Depois, abriram o portão do parque de estacionamento com o comando de Sandra Almeida e Pedro Azevedo, levando, consigo, as duas viaturas. “Um vizinho ouviu uns ruídos por volta da 01h00, mas pensou que fosse algo insignificante”, relatou o lesado. Os lesados apresentaram queixa na GNR que, através do Núcleo de Investigação Criminal de Santa Maria da Feira, assumiu as investigações do caso e está a tentar encontrar os suspeitos.

> NUM POÇO NO LUGAR DE ADÃES, FREGUESIA DE UL

Menino escapou ileso de queda de 12 metros Uma brincadeira de três crianças por pouco não terminou em tragédia, na tarde de quinta-feira, dia 23 de agosto em Ul. Uma delas sofreu uma queda abrupta de cerca de 12 metros e teve que ser resgatada do fundo de um poço pelos bombeiros de Azeméis. João António, de sete anos, encontrava-se no jardim do café conhecido como ‘Tasca do Arlindo Bastos’, em Adães, a brincar com dois amigos, nomeadamente a neta da mulher que explora o estabelecimento e o filho duma funcionária. “A certa altura, pôs-se em cima do poço, que estava tapado com platex, e, como as placas já deveriam estar podres, cederam”, relatou uma vizinha. “Tiveram muita sorte. Poderiam ter caído os três e, aí,

Diana Cohen

O pequeno João António caiu dentro deste poço quando brincava com os amigos

seria muito pior”, acrescentou. Perante o olhar aterrorizado dos amigos, o pequeno João desapareceu e estatelou-se no fundo do poço vazio, não

tendo, contudo, sofrido lesões graves; aparentemente, apenas algumas escoriações. A equipa de salvamento e resgate dos bombeiros, que re-

cebeu o alerta às 14h35, conseguiu descer e salvar a criança, puxando-a depois com cordas. O pequeno esteve, no total, 45 minutos no interior da cai-

xa. Enquanto era socorrido, estava um pouco assustado, mas os bombeiros conseguiram acalmá-lo. “Aí, ele animouse e ainda brincou, dizendo que parecia que estava a viver uma aventura”, contou fonte dos voluntários ao Correio de Azeméis. O pai do menor estava num café existente nas proximidades quando o menino caiu. Assim que soube do sucedido, correu para o local e, após o resgate, seguiu para o Hospital de S. João, no Porto, para onde a criança foi transportada depois de imobilizada. A comerciante que explora o café, que pertence, atualmente, à Caixa de Crédito Agrícola, segundo apurámos, recusouse a comentar o sucedido. DIANA COHEN


TRIBUNAIS E POLÍCIA

13

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

> VÍTIMA MORTAL RESIDIA NA VILA DE CUCUJÃES

Condutor morre em colisão com viaturas de alta cilindrada O acidente provocou, também, ferimentos graves num dos ocupantes de um Porsche. O carro da vítima mortal, residente em Cucujães, ficou totalmente destruído.

Diana Cohen

DIANA COHEN

O cenário com que os bombeiros se depararam ao chegar à saída para Santa Maria da Feira, na A1, onde ocorreu um acidente que resultou na morte de um homem natural da Vila de Cucujães e feriu outros três, um deles com gravidade, na noite do passado dia 24, foi aterrador. No interior de um Renault antigo - embora estivesse praticamente irreconhecível - encontraram, já sem vida, o condutor e único ocupante daquele automóvel. Davide Oliveira, de 30 anos, não sobreviveu ao acidente, no qual estiveram envolvidos, ainda, dois automóveis de alta cilindrada: uma carrinha de marca Audi e um Porsche.

O cadáver foi projetado para o lugar do pendura e ficou preso nos destroços.

Origem do acidente por explicar Os contornos do acidente estão a ser apurados, não se sabendo, com certeza, o que esteve na origem da colisão entre os três carros, que seguiam no sentido Norte/Sul. É seguro, apenas, afirmar que uma das viaturas embateu nos rails de proteção laterais, antes da saída, e que o

carro em que seguia a vítima mortal acabou por chocar contra o separador existente na bifurcação do acesso às portagens, ao quilómetro 275, junto ao centro de ciência ‘Visionarium’. O forte embate fez com que Davide Oliveira, solteiro e sem filhos, fosse projetado para o lugar do pendura. Depois de os Bombeiros Voluntários de

Lourosa o retirarem do meio dos destroços, transportaramno para a morgue do Hospital de S. Sebastião, em Santa Maria da Feira, onde o corpo foi autopsiado. Vítima alegadamente regressava a casa Segundo o que o Correio de Azeméis apurou, a vítima tra-

balhava no Porto e regressava a casa quando o trágico acidente lhe ceifou a vida. No Porsche seguiam dois homens, um dos quais ficou gravemente ferido, que tiveram que ser desencarcerados. Depois, os sinistrados, na casa dos 30 anos, da zona de Braga, foram assistidos por uma ambulância do INEM e outra dos Bombeiros de Espinho, e também seguiram para o hospital. O condutor da carrinha Audi, de 28 anos e com residência em Gondomar, sofreu alguns ferimentos, mas, à semelhança de um dos ocupantes do Porsche, o seu estado de saúde não inspirava grandes cuidados. A investigação das causas do sinistro cabem a uma equipa de militares do Núcleo de Investigação Criminal de Acidentes de Viação da GNR, que se deslocou, pelas 00h30, àquela zona da A1. No local estiveram, ainda, elementos da Brisa e a Viatura Médica de Emergência e Reanimação do Hospital de Gaia. Enquanto a situação não ficou resolvida, o trânsito foi desviado para o centro de Santa Maria da Feira.

>CRUZAMENTO ENTRE AZEMÉIS E ESTARREJA FREGUESIA DE LOUREIRO

Colisão feriu homem com gravidade Um casal ficou encarcerado depois de uma colisão entre duas viaturas, em meados de agosto, em Loureiro, que provocou ferimentos graves numa das vítimas do sinistro.

tura que embateu noutra, cerca das 15h00 do dia 14, num cruzamento existente na EN 224, que liga Oliveira de Azeméis a Estarreja. A mulher do ferido, de 55 anos, que também seguia nesse carro, e o condutor do outro veículo sofreram, apenas, ferimentos ligeiros. Todos os sinistrados foram DC socorridos pelos Bombeiros Voluntários de Oliveira de O ferido que mais cuidados Azeméis e uma equipa da Viatuinspirava - de 58 anos, residente ra Médica de Emergência e Reem Avanca - apresentando sus- animação do Hospital Infante peitas de fraturas nos membros D. Pedro, de Aveiro, para onde inferiores, circulava numa via- foram transportados.

Deste acidente resultou um ferido grave e dois ligeiros.

As suas férias estão aqui! TRANSATLÂNTICO LISBOA – SANTOS Partida de Lisboa a 2 Dez.’12 | A bordo do Costa Favolosa Visitando: Funchal, Santa Cruz de Tenerife, Recife, Maceió, Salvador, Ilhéus, Rio de Janeiro e Santos 15 noites | Pensão Completa Inclui: Cruzeiro em regime de Pensão Completa e taxas portuárias (€225) Exclui: Voo de regresso e gratificações a pagar a bordo.

Desde:

499

por pessoa em categoria Interior

BENELUX, PARIS E VALE DO RENO Partida do Porto a 22 Set.’12 Visitando: Amesterdão, Roterdão, Bruxelas, Colónia, Cruzeiro no Reno, Luxemburgo, Reims e Paris Inclui: avião + transfers + 7 em APA + 4 refeições + Hotéis de 4 estrelas + guia Agência Abreu + taxas de aeroporto, segurança e combustível (€ 135 para partidas do Porto) + Seguro Multiviagens.

Desde:

1.104

por pessoa em duplo

Exclui: Despesa de reserva (€29 por processo e não por pessoa) + suplementos. Lugares limitados; taxas sujeitas a alteração; sujeito às nossas condições gerais. Por favor consulte-nos. RNAVT 1702

ABERTO À HORA DE ALMOÇO Rua Doutor Aníbal Beleza, 97 | 3720-251 OLIVEIRA DE AZEMÉIS Email: oazemeis@abreu.pt | Tel.: 256 690 080


14

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

necrologia

Carlos César da Costa Soares - 33 Anos

Maria Amélia de Sousa - 85 Anos

A família de Carlos César da Costa Soares, sensibilizada e reco­ nhecida com todas as provas de carinho e pesar recebidas aquan­ do do seu falecimento e missa do 7.º dia .

A família de Maria Amélia de Sousa, sensibilizada e reconhecida com todas as provas de carinho e pesar recebidas aquando do seu falecimento e missa do 7º dia .

- Codal-Vale de Cambra (F. 14-08-2012)

- Ossela (F. 18-08-2012)

Funerária José Pina Lda, Praça José da Costa, n.º 107 - 3720-217 Oliveira de Azeméis Telf.: 256 682 116 * Telm.: 919 743 670 * E-mail: funerariajosepina@hotmail.com

Funerária José Pina Lda, Praça José da Costa, n.º 107 - 3720-217 Oliveira de Azeméis Telf.: 256 682 116 * Telm.: 919 743 670 * E-mail: funerariajosepina@hotmail.com

Maria Amélia Ferreira da Silva - 77 Anos

Maria da Graça Arede Martins Rosa - 55 Anos

A família de Maria Amélia Ferreira da Silva, sensibilizada e reco­ nhecida com todas as provas de carinho e pesar recebidas aquan­ do do seu falecimento e missa do 7º dia.

A família de Maria Arede Martins Rosa, sensibilizada e reconhe­ cida com todas as provas de carinho e pesar recebidas aquando do seu falecimento e missa do 7º dia.

Funerária José Pina Lda, Praça José da Costa, n.º 107 - 3720-217 Oliveira de Azeméis Telf.: 256 682 116 * Telm.: 919 743 670 * E-mail: funerariajosepina@hotmail.com

Funerária José Pina Lda, Praça José da Costa, n.º 107 - 3720-217 Oliveira de Azeméis Telf.: 256 682 116 * Telm.: 919 743 670 * E-mail: funerariajosepina@hotmail.com

- Travanca (F. 12-08-2012)

- Pinheiro da Bemposta (F. 18-08-2012)

Margarida Emília Correia Ferreira - 88 Anos

Maria Teresa Santos da Silva (‘Teresa do Lino’) - 72 Anos

Sua filha, netos, bisnetos e demais família vêm, por este meio, agrade­ cer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em su­ frágio pela sua alma, que se realizou no passado dia 01 de setembro, pelas 17h30, em Nogueira do Cravo.

Seu marido, filhos, netos e demais família vêm, por este meio, agrade­ cer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em su­ frágio pela sua alma, que se realizou no passado dia 01 de setembro, pelas 18h00, em Macieira de Sarnes.

Casa Guedes - Agência Funerária - Rua Dr. Guilherme Alves Moreira, N.º 316 - 3700-457 Milheirós de Poiares Telf.: 256 841 179 * Telm.: 965 815 114/969 015 754/968 685 709

Casa Guedes - Agência Funerária - Rua Dr. Guilherme Alves Moreira, N.º 316 - 3700-457 Milheirós de Poiares Telf.: 256 841 179 * Telm.: 965 815 114/969 015 754/968 685 709

- Calçada do Arco - Nogueira do Cravo -

- Rua da Ribeira - Macieira de Sarnes -

Jandira Rosa de Paiva - 101 Anos

Maria da Conceição Costa dos Santos - 44 Anos

Seus filhos, genro, nora, netos, bisneta e demais família vêm, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma, que se realizou no passado dia 01 de setembro, pelas 20h00, em Romariz.

Sua mãe, irmãos e demais família vêm, por este meio, agradecer a to­ das as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma, que se realizou no passado dia 29 de agosto, pelas 19h00, em Romariz.

- Rua Senhora da Silva - Romariz -

Casa Guedes - Agência Funerária - Rua Dr. Guilherme Alves Moreira, N.º 316 - 3700-457 Milheirós de Poiares Telf.: 256 841 179 * Telm.: 965 815 114/969 015 754/968 685 709

Albino Gomes de Oliveira - 84 Anos

- Presas do Monte - Romariz -

Casa Guedes - Agência Funerária - Rua Dr. Guilherme Alves Moreira, N.º 316 - 3700-457 Milheirós de Poiares Telf.: 256 841 179 * Telm.: 965 815 114/969 015 754/968 685 709

Armando Rosa Gonçalves - 76 Anos

- Rua Monte Calvo - Romariz -

- Rua D. Afonso Henriques - Milheirós de Poiares -

Sua esposa, filhos, noras, genros, netos, bisnetos e demais família vêm, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças ami­ gas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma, que se realizou no passado dia 18 de agosto, pelas 20h00, em Romariz.

Sua esposa, filhos, genros, nora, netos, bisnetos e demais família vêm, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes asso­ ciaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma, que se realizou no pas­ sado dia 25 de agosto, pelas 20h00, em Milheirós de Poiares.

Casa Guedes - Agência Funerária - Rua Dr. Guilherme Alves Moreira, N.º 316 - 3700-457 Milheirós de Poiares Telf.: 256 841 179 * Telm.: 965 815 114/969 015 754/968 685 709

Casa Guedes - Agência Funerária - Rua Dr. Guilherme Alves Moreira, N.º 316 - 3700-457 Milheirós de Poiares Telf.: 256 841 179 * Telm.: 965 815 114/969 015 754/968 685 709

Edmundo Filipe Guedes Teixeira - 36 Anos

César Correia de Oliveira - 66 Anos

Sua esposa e filhos vêm, por este meio, agradecer a todas as pes­ soas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma.

Sua esposa, filhos, nora, netos e demais família vêm, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das ceri­ mónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma, que se realizou no passado dia 18 de agosto, pelas 17h00, em Nogueira do Cravo.

Casa Guedes - Agência Funerária - Rua Dr. Guilherme Alves Moreira, N.º 316 - 3700-457 Milheirós de Poiares Telf.: 256 841 179 * Telm.: 965 815 114/969 015 754/968 685 709

Casa Guedes - Agência Funerária - Rua Dr. Guilherme Alves Moreira, N.º 316 - 3700-457 Milheirós de Poiares Telf.: 256 841 179 * Telm.: 965 815 114/969 015 754/968 685 709

- Rua dos Moinhos - S. Félix da Marinha -

Marciano de Oliveira Miranda - 85 Anos

- Rua Entre Serras - Nogueira do Cravo -

Franclim Pinto da Silva - 82 Anos

- Rua Padre Baltazar Pereira Pina - ajões -

- Rua Dr. José Lopes de Oliveira - Nogueira do Cravo -

Sua esposa, filhos, genros, noras, netos, bisnetos e demais família vêm, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças ami­ gas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma, que se realizou no passado dia 10 de agosto, pelas 19h00, em Fajões.

Seus filhos, genro, nora, netos, bisneto e demais família vêm, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma, que se realizou no passado dia 18 de agosto, pelas 17h00, em Nogueira do Cravo.

Casa Guedes - Agência Funerária - Rua Dr. Guilherme Alves Moreira, N.º 316 - 3700-457 Milheirós de Poiares Telf.: 256 841 179 * Telm.: 965 815 114/969 015 754/968 685 709

Casa Guedes - Agência Funerária - Rua Dr. Guilherme Alves Moreira, N.º 316 - 3700-457 Milheirós de Poiares Telf.: 256 841 179 * Telm.: 965 815 114/969 015 754/968 685 709

Rufino Henriques dos Santos - 91 Anos

Manuel Correia Freitas - 83 Anos

Sua esposa, filhos, noras, netos e demais família vêm, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das ce­ rimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma, que se realizou no passado dia 08 de agosto, pelas 18h00, em Macieira de Sarnes.

Sua esposa, filho, nora, neta e demais família vêm, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das ce­ rimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma, que se realizou no passado dia 17 de agosto, pelas 20h30, em Cesar.

Casa Guedes - Agência Funerária - Rua Dr. Guilherme Alves Moreira, N.º 316 - 3700-457 Milheirós de Poiares Telf.: 256 841 179 * Telm.: 965 815 114/969 015 754/968 685 709

Casa Guedes - Agência Funerária - Rua Dr. Guilherme Alves Moreira, N.º 316 - 3700-457 Milheirós de Poiares Telf.: 256 841 179 * Telm.: 965 815 114/969 015 754/968 685 709

- Rua da Aldeia Nova - Macieira de Sarnes -

- Rua Central de Mirões - Cesar -


REGIONAL > RESIDE NA VILA DE CUCUJÃES

Rouba esmolas e vai para a cadeia O indivíduo que, na madrugada de sexta-feira, foi apanhado, pelo pároco, a assaltar a Capela de Santo António, em Vila Chã (Vale de Cambra), vai aguardar julgamento em prisão preventiva. Cerca da 01h00, o suspeito, de 41 anos, residente na Vila de Cucujães, deslocou-se ao concelho vizinho para roubar a caixa das esmolas, tendo partido a janela do auditório com uma pedra. O Padre Araújo acordou, apercebeu-se do que se estava a passar e chamou a GNR, que consumou a detenção do cadastrado.

PINHEIRO DA BEMPOSTA> ASSOCIAÇÃO CENOGRÁFICA COMPLETOU QUATRO ANOS DE ATIVIDADE

Desafio d’ Arte é já referência no concelho

OSSELA > NA TARDE DE SÁBADO PASSADO

Botija de gás explodiu em habitação O rebentamento de uma botija de gás, na tarde de sábado passado, em Ossela, lançou o pânico, mas do incidente resultaram, apenas, danos materiais. A explosão, que aconteceu cerca das 18h00, destruiu a cozinha de uma casa, situada no lugar de Mosteiro. Na altura em que se deu a explosão, a família encontrava-se no jardim, pelo que do acidente não resultaram ferimentos em nenhum dos moradores. Os Bombeiros Voluntários de Oliveira de Azeméis estiveram no local.

A Desafio d’ Arte – Associação Cenográfica de Pinheiro da Bemposta comemorou, no passado dia 28 de julho, o seu quarto aniver-

sário, tendo tido o lugar da Bemposta, onde, aliás, está sedeada, como palco da festa. Música, dança, karaoke, pinturas faciais, palhaços, magia, um bar com bebidas e ainda um delicioso pernil no espeto ‘fizeram as delícias’ dos muitos alunos, sócios, amigos, familiares, professores e equipa diretiva que, segundo palavras dos dirigentes, “carinhosamente, presentearam a coletividade com a sua presença”. Passados quatro anos desde a sua criação, esta associação “está profundamente enraizada nas diversas faixas etárias da freguesia e do concelho onde tem vindo a desenvolver a sua atividade”. No entanto, a direção não deixa de aproveitar esta

a ocasião para apelar a todos os que gostam de se divertir, em particular de dançar, e àqueles que ainda não são sócios para que passem fazer parte da ‘família’ da Desafio d’ Arte. Por último, os mesmos responsáveis agradecem, especialmente, à Junta de Freguesia de Pinheiro da Bemposta, Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis, à Federação das Associações do Município de Oliveira de Azeméis (FAMOA), Agrupamento de Escolas de Pinheiro da Bemposta, “por estarem sempre disponíveis para nos apoiar, assim como à escola de dança oliveirense Meia Ponta e ao Patronato de Santo António, este último uma instituição pinheirense”.

OLIVEIRA DE AZEMÉIS> NO PRÓXIMO DIA 30 DE SETEMBRO

GRACC comemora 40 anos Fundado a 29 de setembro de 1972, o Grupo Recreativo, Associativo e Cultural de Cidacos (GRACC) comemora o seu 40.º aniversário no próximo dia 30. Além de

muita animação, a festa vai contar com porco no espeto e papas de S. Miguel, servidos ao fim da tarde, sendo que os adultos interessados em participar têm de pagar

uma inscrição (que deve ser feita até 23 de setembro na sede desta coletividade oliveirense) no valor de cinco euros, enquanto as crianças com idades até aos 14 anos

> EM MACINHATA DA SEIXA E TRAVANCA

Acidentes de viação feriram seis pessoas Dois acidentes, praticamente à mesma hora, mas em locais distintos, na manhã deste sábado, resultaram em seis feridos, um deles com gravidade. A situação mais grave ocorreu no IC2, em Macinhata da Seixa, sentido Norte/Sul. Este acidente, uma colisão entre três veículos, resultou em três feridos, que ficaram encarcerados. A vítima que mais cuidados inspirava, um jovem de 27 anos, estava inconsciente quando os meios de socorro chegaram ao local. Depois de estabilizado, foi transportado para o Hospital Santos Silva, em Gaia. A outra ocorrência, que feriu três vítimas, sem gravidade, registou-se em Travanca. Nenhuma delas inspirava cuidados de maior. PINHEIRO DA BEMPOSTA > HÉLICES ROÇARAM EM ÁRVORE

Desafio d’Arte completou quatro anos de existência

Apesar da ‘tenra idade’, a Desafio d’ Arte já se tornou numa referência do associativismo concelhio. Basta atentar ao que, ao longo destes seus quatro anos de atividade, tem levado a cabo envolvendo diversas faixas etárias.

15

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

não pagam. Não deixe de se associar ao GRACC nesta altura festiva. Siga a nossa sugestão e vá até Cidacos, em Oliveira de Azeméis, divertir-se!

Helicóptero fez aterragem de emergência Alfredo Pinho

O piloto de um helicóptero que ajudava no combate às chamas, no lugar de Minhoteira, Pinheiro da Bemposta, foi obrigado a fazer uma aterragem de emergência, na tarde de sábado último. As pás do meio aéreo terão roçado numa árvore e ficaram danificadas, pelo que helicóptero aterrou numa zona de mato, embora situada a apenas algumas dezenas de metros de habitações. O incidente não feriu ninguém e o piloto e os cinco militares do Grupo de Intervenção de Proteção e Socorro também escaparam ilesos. Nos últimos anos, a zona de Minhoteira tem sido bastante fustigada pelas chamas. Este Verão não é exceção. DC


16

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

UL > NO PASSADO DIA 17 DE AGOSTO

Casal ‘Peixoto’ comemorou seis décadas de matrimónio Viver em comunhão matrimonial durante 60 anos, nos tempos que correm, é efetivamente, uma situação que merece grande relevo e felicitações. Foi o que aconteceu, no passado dia 17 de agosto, com António José Pereira da Silva (‘Peixoto’) e sua esposa, Maria Isaura Pereira Marques. O ‘Sr. Peixoto’ como é conhecido quer na freguesia, quer praticamente em todo o concelho e não só, foi o fundador do Grupo Folclórico ‘As Padeirinhas’ de Ul, que se associa a esta data festiva, enviando ao seu ‘patriarca’ saudações. A equipa do Correio de Azeméis, também, felicita o casal, não esquecendo que António ‘Peixoto’ foi, durante muitos anos, o seu correspondente da freguesia de Ul. Assim, pela passagem de tão bonito acontecimento, igualmente seus filhos, noras, genros, netos e bisneto desejam ao casal muitas felicidades, com votos de muita saúde e de que esta data se repita por longos anos.

REGIONAL

CESAR> SESSENTA ANOS DEPOIS…

Colegas de comunhão solene em convívio

60 Anos após terem feito a profissão de fé, os jovens de então, hoje com cerca de 70 anos de idade, reuniram--se numa missa de ação de graças para comemorar a data, rumando de seguida ao cemitério local para uma homenagem aos companheiros já falecidos.

O grupo de companheiros da profissão de fé que assinalaram as seis décadas já decorridas.

JOAQUIM SILVA

Esta efeméride teve lugar na igreja matriz de Cesar, no passado dia 25 de agosto, com a presença de 23 comungantes - 13 mulheres e 10 homens. Há 60 anos atrás eram 51, no entanto dez dos comungantes já faleceram e os restantes 18,

por motivos pessoais, não puderam estar presentes. A celebração da eucaristia foi um momento alto para todos quantos nela participaram. Depois da parte religiosa, vivida com alegria, os par-

ticipantes neste ato festivo agradeceram ao reverendo Padre Joaquim Cavadas e rumaram, com a respetiva família presente, ao restaurante ‘Casa Rocha’ para um almoço convívio, que decorreu dentro de um grande es-

pírito de amizade e que contou também com a presença do senhor Padre Joaquim Cavadas. Este, usando da palavra, agradeceu o convite e recordou todos os párocos que na época estiveram com os convivas.

As No passado dia 15 de agosto, o Grupo Folclórico N.ª à Padeirinhas de Ul quis reviver a antiga romaria de Sr.ª da Saúde, em São Pedro de Castelões, Vale muitos Cambra. À semelhança do que, antigamente, zonas peregrinos faziam, inclusive os oriundos das costeiras, no mês passado, os componentes do bem ir agrupamento de folclore ulense acharam por os, os a pé à Sr.ª da Saúde, tal como, em outros temp seus antepassados também faziam.

>TRIUMBEATO’TRIP

Uma viagem rumo ao ‘Alto’ CLAUDIA ALMEIDA*

A Triumbeato’Trip foi uma experiência que vai marcar todos os que embarcaram nesta aventura. Na minha opinião, esta viagem juntou grandes histórias de três grandes pessoas, com toda a paisagem idílica da Europa. Assim sendo, ao longo de toda a viagem juntámos a parte turístico-cultural à nossa espiritualidade. Na primeira parte, visitámos a terra-natal do beato Marcel Callo - Rennes, situado no Norte de França. Aí aprofundámos um pouco mais a vida deste beato, que levou Cristo para todo o lado onde estava, desde o local de trabalho, até onde morreu aos 24 anos - um campo de concentração (daí a nossa visita ao campo de concentração em Dachau). Depois dessa intensa visita em Dachau, onde surgiram várias perguntas à nossa mente - nomeadamente “como

é possível o ser humano ser tão cruel?” -, tivemos um dia de viagem maravilhoso. Atravessámos uma parte dos Alpes e passámos por vários países. Esta viagem foi como um dia de reflexão após o difícil dia anterior. Então iniciámos outra jornada na viagem: a de Pier Gorgio Frassatti em Itália, o jovem que tinha tudo a nível material, mas que escolheu uma vida humilde, seguindo sempre as bemaventuranças. Este jovem, cheio de energia e vitalidade, foi o nosso guia na caminhada do dia seguinte até ao santuário de Oropa a oito quilómetros de Pollone - local onde estávamos alojados e local de férias do Beato. Seguimos para Sasselo, onde as emoções estiveram sempre à flor da pele; afinal foi lá onde conhecemos os pais da beata Chiara Luce Badano, que nos deram um testemunho de grande amor.

Aquilo que mais me impressionou foi o facto do quarto de Chiara ter tantas semelhanças aos nossos, apesar de ter uma aura de serenidade e santidade. (...)Ainda com todas estas emoções na pele, foi a vez de Barcelona, onde passamos todos um grande dia e visitámos a Sagrada Família. Depois disso, seguimos para casa, mas ainda parámos no Vale dos Caídos e no Escorial. Esta viagem, aqui resumida, foi sem dúvida uma das melhores da minha vida e nunca me vou esquecer de tudo aquilo que vivi e das pessoas que conheci. Agradeço a D. Manuel Clemente por nos acompanhar nesta viagem e nos guiar tanto espiritualmente, como também histórica e geograficamente, por onde íamos passando. É, obviamente, algo a repetir. *SECRETARIADO DA JUVENTUDE DE CUCUJÃES


REGIONAL

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

17

OSSELA > NA CENTRAL HIDROELÉTRICA DO CRASTO

Produção de eletricidade começou há cem anos Todas as instalações foram construídas entre 1909 e 1914 no extremo do lugar do Carvalhal, a nascente, na margem direita do Rio Caima e ao fundo do histórico Monte do Crasto. A produção de eletricidade começou antes do termo daquele espaço de tempo, com duas turbinas em funcionamento. ANTÓNIO JESUS GOMES

Foi obra da firma inglesa ‘The Anglo-Peninsular Mining & Chemical, C.ª Lda.’ que começou a explorar as Minas do Pintor, em Nogueira do Cravo, nos meados do século XIX, e sentiu necessidade de lá ter corrente elétrica. Construiu, também, a “estrada da Serra da Esculca, para melhor passagem das mercadorias e dos cavalos”. Tratou-se de um investimento dispendioso, mas, passado muito pouco tempo, segundo foi escrito na altura, estava saldado, tal a vantagem que a energia elétrica levou às minas, que, entretanto, em 1958, foram abandonadas, mas os fornos continuaram a funcionar até 1995, separando o arsénico do minério que vinha das minas de Jales. A Central Elétrica não teve melhor sorte. Foi desativada em 1974, os fios e os postes foram retirados, contudo, as instalações ficaram ao abandono e começaram a desmoronar-se, tal como a residência do diretor e a casa subterrânea, onde os cavalos se acomodavam durante a permanência dos altos funcionários daquela firma inglesa. O terreno do pomar e da vinha mais parecia uma selva impenetrável. As portas tiveram de ser trancadas, pois as coisas que tinham valor iam desaparecendo. Todos os visitantes queriam levar uma recordação. A venda de todo aquele

António Jesus Gomes

Pecuária Pinto Triunfante de Vale de Cambra, Lda.’ comprou todo o complexo industrial. Procedeu a grandes reparações, tendo investido cerca de 120 mil contos (beneficiando de um subsídio de 25 mil contos do Programa VALOREM) e começou a produzir de novo energia elétrica, no início da década de 1990, indo reforçar a rede de distribuição da EDP. Segundo dados divulgados em 1993, a turbina instalada é de grande dimensão, tem a potência de 702 CV, consome um caudal de 500 litros por segundo e, em condições normais (se não houver escassez de água), produz 525 kilowatts/hora. O investimento Aqui se começou, há cem anos, a produzir energia elétrica incluiu um quilómetro de canal, que conduz a água à turbina, restauro do açude, conjunto de casas e terrenos rado com sucesso. No entan- mo no pino do verão. onde foram aplicadas alguafigurava-se difícil, tendo to, garantiam os entendidos mas toneladas de betão, e sido até sugerido à Câmara na matéria que, se as velhas Uma firma de Vale melhoria do acesso desde o que o adquirisse. Com tanta turbinas fossem substituídas, de Cambra reativou Carvalhal, que antes era um demora e tal degradação, não poderia sair dali muito mais a Central Hidroelétrica estreito caminho de passaparecia verosímil que algo energia do que a quantidade Alguns anos depois, a gem dos cavalos e dos cardaquilo pudesse ser restau- que Ossela consumia, mes- firma ‘Exploração Agro- ros de bois.


18

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

apontamentos fotográficos Por: Júlio Abreu e Sousa

tempos livres

Antigos combatentes da Guiné convivem em Viseu O 31.º almoço convívio nacional dos antigos combatentes da Guiné já tem data e lugar marcados. Organizado pelo ex-combatente Isaías Peralta, o repasto realiza-se no próximo feriado, dia 05 de outubro, no Regimento de Infantaria n.º 14, em Viseu. Os interessados, que podem inscrever familiares, devem escrever para ‘31.º Almoço/Convívio – Guiné 2012, Apartado 42 – 3534 – 909 Mangualde’.

Semana Europeia da Mobilidade em Azeméis A Câmara Municipal associa-se às comemorações da Semana Europeia da Mobilidade promovendo entre os dias 16 e 22 de setembro um conjunto de atividades. A iniciativa tem como objetivo encorajar a promoção de comportamentos compatíveis com o desenvolvimento sustentável e, em particular, com a proteção da qualidade do ar, com a mitigação do aquecimento global e com a redução do ruído, consciencializar os cidadãos para os efeitos que a sua escolha de um modo de transporte terão na qualidade do ambiente, etc..

Dia Mundial do Animal Desta feita, na semana de 24 a 29, a autarquia oliveirense assinala o Dia Mundial do Animal. As comemorações incluem, no dia 29, uma campanha de adoção entre as 14h30 e as 17h00. Mas do programa também constam uma campanha de recolha de bens (alimentos, medicamentos, agasalhos, brinquedos); uma exposição ‘Os animais nos livros’; e sessões de sensibilização para adoção responsável junto das escolas (DMACN). Há ainda, entre 25 e 27 de setembro, ‘Horas do Conto’ dedicadas a estórias com e sobre animais. Ainda para o dia 25 do mês em curso estão agendadas uma demonstração de cães treinados para idosos e workshop subordinado ao tema ‘Grooming para cães de pelo semilongo e comprido’.

Palavras cruzadas HORIZONTAIS: 1-Livre, repete; 2-Nome de homem, Cúrio (s.q.), sinal ortográfico (inv); 3-Verde (fig), acusados, outras coisas; 4-Nota de música, divertem-se (fig); 5-Criado, retábulos; 6-Plebeu, prazo; 7-Sensatez, espaço de tempo; 8-Corajoso, basta; 9-Batráquio, pancada, aqui está; 10-Infame, preposição, Objecto Voador Não Identificado (sigla); 11-Protecção (fig), glóbulos. VERTICAIS: 1-Sagrada, volta; 2-Operário, gritos; 3-Ócio (pop), metal precioso, decifrei; 4-Tálio (s.q.), apresenta (razões); 5-Sossegado; 6-Refeição (depois da meia noite), tabaco moido para cheirar; 7-Isenção; 8-Cura, letra grega (inv); 9-Artigo antigo, objectivo (fig), nome de mulher; 10-Braço de mar, violáceo; 11-Mapa, lugar com vegetação no deserto.

Soluções:

Por: Augusto Vilhena

sudoku

Farmácias de Serviço setembro Falcão

2 5 8 11 14 17 20 23 26 29

Moderna

3 6 9 12 15 18 21 24 27 30

Gomes da Costa 1 4 7 10 13 16 19 22 25 28

Táxis

256682230

Bombeiros Voluntários Fajões Voluntários O. Azeméis

256851122 256682122

GNR Oliveira de Azeméis Cucujães Cesar

256600740 256890283 256851772

Centros de Saúde O. Azeméis Cucujães Carregosa Cesar Fajões Loureiro Nog. Cravo Ossela P. Bemposta Pindelo Travanca S. M. Gândara S. Roque

256664070 256891666 256412197 256851584 256852651 256692409 256866151 256482013 256999339 256602990 256681242 256686188 256871400

Serviços de saúde Ambulâncias Cruz Vermelha 256688901 Delegação de Saúde 256682281 Hospital 256600800 Policlínica de Az eméis 256682842 Viatuasaúde 256998124/5 Clínica de Bustelo 256388581 Gab. Rad. de Azeméis 256661200 C. Enfer. Teixeira 256682370 C. Enferm. Geral 256682619 C. Enferm. Santos Corr. e Fern., LDª 256674833 Centro Clínico Indumed 256687035 Cliaz 256660818 Farmaze 256607005 Invistasaúde 256285040 Clinica dos Afectos 309892018 Farmácias Falcão Gomes da Costa Moderna Farmácia Santiago Amorim (Carregosa) Pindelo Cesar Bessa (Cucujães) Cunha e Silva (Cucujães) Castro (Loureiro) Conceição (Nog. Cravo) Santos (Ossela) Valente (S.M. Gândara) Ferraz (S. Roque) Pinheirense (Pinheiro da Bemposta)

256682018 256682563 256682151 256668235 256412165 256607101 256851284 256890797 256890233 256692099 256868124 256482107 256674178 256871116 256999138

Finanças O. Azeméis Tesouraria O. Azeméis

256665230 256673846

CTT - Correios de Portugal O. Azeméis Carregosa Cesar Cucujães Loureiro Nogueira do Cravo Pinheiro da Bemposta S. Martinho da Gândara S. Roque Centro de Distrib. Postal/Z. Industrial

256660630 256412051 256850110 256899000 256692168 256860210 256999111 256682106 256871032 256600793

Câmara Municipal Geral Serviços água

256600600 256600627

Juntas de Freguesia Carregosa Cesar Cucujães Fajões Loureiro Macieira de Sarnes Macinhata da Seixa Madail Nog. Cravo O. Azeméis Ossela Palmaz Pindelo P. Bemposta S. Roque S.M. Gândara S.T. Riba Ul Travanca Ul

256412393 256852246 256890210 256851522 256692000 256834861 256673413 256688910 256866128 256674181 256484885 256999822 256602635 256991128 256871275 256687920 256686318 256687962 256686511

Horizontais: 1-Solto, itera; 2-Abel, Cm, lit (til); 3-Cru, réus, al; 4-Ré, reinam; 5-Aio, painéis; 6-Ruão, data; 7-Cordura, ano; 8-Ousado, ta; 9-Rã, zape, eis; 10-Vil, de, OVNI; 11-Asilo, grãos. Verticais: 1-Sacra, curva; 2-Obreiro, ais; 3-Léu, ouro, li; 4-Tl, aduz; 5-Repousado; 6-Ceia, rapé; 7-Imunidade; 8-Sana, or (ro); 9-El, meta, Eva; 10-Ria, iântino; 11-Atlas, oásis.


20

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

DESPORTO

TAÇA DE PORTUGAL> SUPREMACIA BUSTELENSE FOI EVIDENTE NOS AÇORES

LIGA DE HONRA>

Bustelo segue em frente na Taça de Portugal

Oliveirense invencível em casa

O Bustelo iniciou a época com um encontro para a Taça de Portugal e quis o sorteio que a equipa, que é novamente liderada pelo técnico Miguel Oliveira, se deslocasse aos Açores para defrontar uma formação local. A equipa bustelense entrou a comandar a partida e demonstrou ser realmente de um escalão superior em relação ao seu opositor, que, apesar de ter conseguido equilibrar na primeira metade, apenas procurou neste período surpreender a defensiva visitante, jogando no erro do seu adversário e, através de contra-ataques, chegar com perigo à baliza de Jorge. Num desses lances podia mesmo ter inaugura-

A equipa comandada por Miguel Oliveira (foto) está a aguardar pelo adversário na 2ª eliminatória da Taça de Portugal

do o marcador e foi o guardião bustelense a revelar-se em bom plano. Apesar desta perdida dos locais, os visitantes foram a equipa que mais se acercou da baliza contrária sem que, no entanto, conseguisse materializar em golos o seu ligeiro ascendente. Na segunda metade, os locais foram impotentes para travar a avalanche ofensiva visitante, que se revelou muito mais perigosa com as alterações efetuadas. E foi com naturalidade que chegaram à vantagem, com os recémentrados Diego e Alves a fabricarem o primeiro golo da partida. Pouco depois foi a vez de Gonzaga marcar de grande penalidade, a castigar uma mão de um defensor local no interior da área, fixando o placar final e levando o Bustelo à segunda eliminatória da Taça de Portugal, onde vai defrontar fora, no próximo dia 16, o vencedor do jogo entre o Varzim e o Marinhas.

TAÇA DE PORTUGAL> 1.ª ELIMINATÓRIA

Golo nos descontos trama Cesarense GONDOMAR, 2 CESARENSE, 1 Gondomar: César,Marco André, Tiago Graça, Ricardo, Joel, Luís Neves, Pinto (Júlio, 90’), Bruno Mendes, Denilson (Catarino, 64’), Igor, Júlio César T.: José Alberto Cesarense: Marco,Miguel Ângelo,Rosas, Tiago, Américo, Tiago (Graça, 86’), Tó Frangolho, Magno (Bruno Anciães, 74’), Mosca, Fábio, Manuel Pinto T.: Joaquim Martins Estádio S. Miguel, Gondomar Árbitro: Pedro Vilaça (Porto) Cartão amarelo: Joel (40’), Tiago (40’), Manuel Pinto (44 + 90+3’), Júlio César (63’), Ricardo (84’), Bruno Anciães (85’), Tiago Ferreira (90’) Cartão vermelho: Tiago (90’+3’) Marcadores: Luís Neves (78’ g.p.), Manuel Pinto (84’ g.p.), Júlio Cesar (90+3’g.p.)

No primeiro jogo oficial da época, o FC Cesarense apresentou-se em Gondomar com ambição de fazer um bom jogo e passar a primeira eliminatória da Taça de Portugal. No entanto, a equipa de Joaquim Martins acabou derrotada num encontro em que todos os golos foram marcados de grande penalidade e o

O Cesarense perdeu na deslocação a Gondomar e está fora da Taça de Portugal

último, que afastou a equipa da prova, surgiu já em tempos de descontos. Num jogo muito disputado a meio campo, os golos acabaram por surgir apenas no segundo tempo com Luís Neves, aos 78’, a abrir o ativo para a equipa da casa. Manuel Pinto ainda repôs a igualdade e devolveu as es-

peranças aos visitantes, mas, já nos descontos, Júlio César garantiu a continuidade do Gondomar na Taça de Portugal. O Cesarense não teve a sorte do jogo, assim como também não teve a simpatia da equipa de arbitragem, muito caseira e com decisões polémicas a influenciarem negativamente o resultado

final, em particular na segunda parte. Uma derrota polémica já ao cair do pano, a atirar o Cesarense para fora da Taça de Portugal, com a agravante de penalizar injustificadamente a equipa a nível disciplinar. No mínimo, por aquilo que fez, o Cesarense merecia ir ao prolongamento.

À passagem da quinta jornada do campeonato, a Oliveirense regista três vitórias em outros tantos jogos realizados no Estádio Carlos Osório, onde soma cinco golos marcados e não sofreu nenhum. Depois do nosso semanário ter entrado de férias, a Oliveirense deslocou-se, na 2.ª jornada, ao terreno do Covilhã e averbou um empate a uma bola num encontro em que os golos foram marcados na primeira meia hora. Tarcísio inaugurou o marcador para os serranos logo aos 5’, mas aos 24’ o recém-entrado Carlitos, que substituiu o lesionado Barry, restabeleceu o empate que se manteve até ao apito final. Na terceira jornada do campeonato, a Oliveirense recebeu o Marítimo B e somou a segunda vitória em casa com o golo solitário a ser marcado por Diogo num encontro muito disputado, mas sempre dominado pela formação de João de Deus. A única derrota até ao momento da Oliveirense na Liga de Honra surgiu à quarta jornada na deslocação ao reduto do Arouca (2-1). Apesar de ter jogado em desvantagem numérica desde os 31 minutos, o jogo foi equilibrado. O Arouca abriu o ativo ao minuto 63, de grande penalidade convertida por Joeano, e quando a Oliveirense procurava a igualdade foi Amessan, aos 89’, que aumentou a vantagem. Já nos descontos, Barry reduziu a desvantagem.


DESPORTO

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

2.ª DIVISÃO NACIONAL> NA SUA ESTREIA NA 2.ª DIVISÃO NACIONAL

Bustelo cede empate na estreia na 2.ª Divisão BUSTELO, 0 BENFICA C. BRANCO, 0 Bustelo: Jorge; Paivinha, Bruno, Aguiar, Zé Pedro, Tiago Filipe, Dani (Diego, 84’), Gonzaga, Saraiva, Marcelo (Azevedo , 79’) e Márcio (Alves, 57’). Treinador: Miguel Oliveira. Benfica e Castelo Branco: Fábio; André Cunha, Tarzan, Vasco Guerra, João Afonso, Graça, Ronan (Rabaa, 89’), Tomás Sousa (Fábio Brito, 64’), Patrick, Guerra (Vieira, 77’) e Telmo. Treinador: Ricardo António. Estádio da Quinta do Côvo, em Bustelo. Árbitro: José Laranjeira (AF Coimbra). Assistentes: Celso Pereira e Duarte Santos. Cartão amarelo: Tiago Filipe (7’), Guerra (68’), Saraiva (78’), Telmo (82’).

Bustelo e Benfica e Castelo Branco, duas equipas promovidas este ano à 2.ª Divisão Nacional, embora para o Bustelo seja a estreia neste escalão, empataram a zero no primeiro jogo do campeonato.

Bustelo realizou uma exibição aquém daquilo a que habituou os seus adeptos na última época

Este foi um jogo típico de início de época, muito quizilento e com a bola a ser muito mal tratada, muitos lances pelo ar e poucas jogadas de ataque organizado. Os lances de golo foram quase uma raridade e quando surgiam faltava algum discernimento e tranquilidade nos remates à baliza. O início de jogo ainda prometia ser de alguma qualidade quando, logo aos 4’, Márcio rematou forte para boa defesa do guarda-redes visitante.

Pouco depois, Gonzaga fugiu bem aos defesas do Benfica e Castelo Branco, mas já na área deixou-se antecipar por um adversário. Os visitantes também foram criando alguns lances de perigo mas apenas com remates de longa distância, obrigando, no entanto, Jorge a boas intervenções. Aos 35’ de jogo, o Bustelo esteve perto de abrir o ativo, mas Saraiva, na cara do guarda-redes, permitiu a defesa após cruzamento de Márcio.

Na segunda parte, o Bustelo continuou a apresentar um futebol muito aquém daquilo a que habituou os adeptos na última temporada e foram mesmo os visitantes que obrigaram Jorge a boas defesas (52’ e 55’). Ao minuto 80, num dos raros lances de ataque criados, Azevedo, acabado de entrar, rematou para o golo, mas Fábio defendeu. O empate aceita-se entre duas equipas que ainda estão à procura da sua melhor forma.

2.ª DIVISÃO NACIONAL> NA JORNADA INAUGURAL DO CAMPEONATO

Cesarense soma empate em Viseu AC. VISEU, 1 CESARENSE, 1 Ac. Viseu: Nuno Ricardo, Calico, Campinho, Tiago Gonçalves, Helder Rodrigues, Pedro Ribeiro (David Nunez, 50´), Marco Almeida, Ricardo, Luis Cardoso (Zé Rui, 70´), Luisinho, Rodolfo Simões. Treinador: Carlos Agostinho. Cesarense: Marco, Oliveira, Américo, Rosas, Mosca, Tó Frangolho, Tiago Ferreira, Miguel Carvalho, Ricardo Pina (Fabio Valente, 46’), Magno (João Marcelo, 74’), Bruno Anciães (Luis Cabel). Treinador: Joaquim Martins. Estádio Municipal do Fontelo, Viseu. Árbitro: Pedro Maia (AF Porto) Cartão amarelo: Rodolfo Simões (24’), Calico (33’), Magno (58´), Campinho (60´), Bruno Anciães (66´), Tó Frangolho (68´ e 69’). Cartão vermelho: Tó Frangolho (69´, a.a.). Marcadores: Bruno Anciães (27´) e Luisinho (69´).

O Cesarense deslocouse a Viseu para defrontar a equipa local desfalcado de duas ‘pedras’ importantes, Tiago Resende e Paulo Jorge, a cumprirem castigo federativo, depois de

à passagem dos 10’, com um excelente remate de meia distância que Marco defendeu com segurança. O Cesarense procurava controlar o jogo a meio campo, com uma postura mais defensiva do que o seu adversário e tentando criar lances de contra-ataque. Aos 25’, na origem da marcação de uma falta do lado direito do ataque do Cesarense, Magno consegue bater com perigo criando imensas dificuldades a Nuno Ricardo que, com os pés, consegue O Cesarense também evitar milagrosamente um averbou um empate golo quase certo. Após dois minutos, cruter sido eliminado zamento da direita para a área do Ac. Viseu. O guardainjustamente da Taça redes da casa sai ao lance de Portugal. mas, inadvertidamente deixa a bola escapar por entre as R. CASTRO mãos e Bruno Anciães aproveitou para inaugurar o marOs primeiros minutos do cador para gáudio dos muitos jogo foram muito mornos, adeptos alvi-negros presensem emotividade e sem lances tes no Fontelo. Ainda antes de perigo, cabendo à equipa do intervalo, Marco evita o da casa abrir as hostilidades golo de empate defendendo

com muita dificuldade uma bola bem batida na cobrança de um livre directo. No reatamento, Joaquim Martins fez entrar Fábio Valente para dar mais agressividade ao contra-ataque cesarense que, no minuto seguinte, dispôs de uma excelente oportunidade para dilatar a vantagem mas, na cara do guarda-redes, não teve a frieza necessária para arriscar o golo. O Cesarense dava mostras de controlo absoluto do jogo mas, inexplicavelmente, á passagem dos 69’, Tó Frangolho vê o cartão amarelo ser-lhe mostrado duas vezes em dois lances distintos, obrigando a sua equipa a um esforço suplementar para garantir um resultado positivo. Na cobrança do livre, primorosamente marcado por Luisinho, sem hipóteses para Marco, a equipa de Viseu chegou ao empate e ganhou novo fôlego, mas o resultado não mais se alterou.

21 > COM VÁRIAS INICIATIVAS AGENDADAS

Grupo ‘Os Leões do Monte’ continua em festa O Grupo Desportivo, Recreativo e Cultural ‘Os Leões do Monte’ está a comemorar o seu 38º aniversário com um leque de atividades muito diversificado. Depois da missa de ação de graças em sufrágio pelos sócios e amigos já falecidos e do torneio da malha e malha ao galo já realizados, a associação da freguesia de Cucujães vai dar continuidade às atividades no próximo sábado com um torneio de sueca relâmpago (14h00) e no domingo com uma caminhada (10h00). Para o dia 15 de setembro está agendado um torneio de xadrez organizado pelos Leões do Monte com o apoio da Junta de Freguesia local. Com início marcado para as 14h00 no Centro Cultural de Cucujães, o torneio é aberto a jogadores filiados, ou não, na Federação Portuguesa de Xadrez. As inscrições são gratuitas e podem ser feitas através do email leoesdomonte@ hotmail.com ou no dia e local da prova caso haja disponibilidade. A organização distribuirá prémios aos três primeiros classificados da geral e ao primeiro classificado dos escalões sub 8, sub 10, sub 12, sub 14, sub 16 e sub 18.


22

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

DESPORTO

> CARREGOSENSE ESPERA ÉPOCA TRANQUILA COM ORÇAMENTO REALISTA

Manutenção é a meta a alcançar Para o presidente do S. Roque, Pedro Maia, a manutenção é o objetivo

> ‘CANARINHOS’ DEFRONTAM OS JUNIORES DA SANJOANENSE

O Carregosense apresenta-se amanhã, às 19h45, aos seus associados num jogo com a Oliveirense

A Juventude Desportiva Carregosense arranca, para esta temporada, com as mesmas ambições de sempre: conquistar um lugar seguro nesta cada vez mais difícil I Divisão Distrital. Com algumas mexidas em relação à época transata, as contratações vêm dotar o plantel de uma maior qualidade e de mais soluções, o que irá provocar uma maior e melhor competitividade entre os jogadores. A aposta foi na juventude, pois os carregosenses preocuparam-se em aliar jovens a alguns jogadores experientes e com qualidade para conseguirem assegurar um lugar nos oito primeiros para não descerem de divisão. Luís Miguel Martins mantém-se no comando técnico da equipa. Com o fim da 3.ª Divisão Nacional e a consequente e hipotética descida de clubes aveirenses às distritais, as equipas que militam nesta 1.ª Distrital

serão obrigadas a garantir um lugar nos primeiros oito para não serem ‘forçadas’ a descer de divisão na secretaria. Assim, sendo, perspetiva-se um campeonato com grande emoção e em que as formações tudo farão para somar o mais rapidamente possível os pontos suficientes para não sofrerem dissabores. O Carregosense reforçou-se com a entrada de treze jogadores: Miguel Silva (ex-júnior Arrifanense), Rui Faria (exSanjoanense), Pedro Justo (exMilheiroense), Pardal (Sanjoanense), Steeve (ex-Cesarense), Barbosa (ex-S. Roque), Tiago Ribeiro (ex-Fiães), Rogerinho (ex-Sanjoanense), Rui Silva (ex-Milheiroense), Zé do Porto (Canedo), Carvalho (ex-Valecambrense), Antero (ex-Nogueirense) e Pipi (ex-júnior Carregosense). Da época transata continuam Leandro, Bruno Alves, Dany, Ricardo Paiva, Rogério, Frodo e Hélder. A equipa técnica é composta por Luís Miguel Martins (treinador), Luís Teixeira (adjunto), Óscar Teixeira (treinador de guarda-redes), Filipa Bispo (fisioterapeuta) e pelo Dr.º Antero Aguiar (médico). Luís Miguel Martins chegou ao clube de Carregosa em

dezembro de 2011 e este ano mereceu novamente a confiança da direção para mais uma época. O técnico confessa que gostou do ambiente que encontrou no clube e adianta que a classificação final “soube a pouco”. “Penso que com uma equipa mais equilibrada poderíamos ter feito muito melhor. Este ano, o presidente João Campos, ao convidarme para renovar, deu-me a oportunidade de fazer uma equipa mais equilibrada em todos os setores, dentro do orçamento disponível”, afirma Luís Miguel, que espera levar o Carregosense a superar o 10.º lugar alcançado na última época. “O orçamento foi feito e ajustado em função da dimensão do clube e da atualidade”, explica o presidente João Campos, adiantando que o clube vai fazer uma campanha de angariação de sócios. “Devido às dificuldades financeiras por que passam todos os portugueses, criaremos uma nova categoria de quotas, mais económica, com o objetivo de passar a haver uma maior proximidade entre os carregosenses e o clube”, salienta o dirigente.

FUTEBOL> 1.ª DISTRITAL ARRANCA DOMINGO

Carregosense recebe a Sanjoanense na jornada inaugural O campeonato da 1.ª Divisão Distrital arranca no próximo domingo, 09 de setembro, com três equipas do concelho em prova e logo com um dérbi entre vizi-

nhos: o Carregosense recebe a Sanjoanense, despromovida aos distritais na última temporada. O Cucujães também joga em casa na jornada inaugural diante do Lusitâ-

nia Lourosa, que na última época foi 3.º classificado. Já o S. Roque joga fora de portas, deslocando-se ao reduto do Gafanha. Os jogos têm início às 17h00.

Amanhã há jogo em S. Roque O GD S. Roque abriu as PLANTEL: portas ao novo plantel no passado dia 20 de agosto. Depois de saber que tinha fica- Guarda-redes: Amílcar (ex-Valecambrense), Loudo na 1.ª Divisao Distrital, o presidente dos ‘canarinhos’ reiro e Hugo. deu as boas vindas ao novo conjunto de jogadores, dese- Defesas: Fi (ex-Carregojando boa sorte a todos e afir- sense), Filipe Gama (exNogueirense), Caxana (exmando que a manutenção é Valecambrense), Barbosa o objetivo num campeonato (ex-U. Lamas), Talheiro que vai ser “extremamente dificil”. Pedro Maia salien- (ex-Nogueirense), Rui (extou que o clube “paga pouco, Feirense) e Diogo. mas paga” e disse aos jogadores que do S. Roque têm saí- Médios: Carlitos (ex-Rio Meão), Farinhas (ex-S.V. do atletas para campeonatos Pereira), Fábio (ex-Milheinacionais, “o que significa roense), Joel (ex-Oliveirenque o clube valoriza os seus se), Ruben (ex-Feirense), jogadores”. Casalinho e os ex-juniores Com apenas três dias de Salvador, Brunito e Nuno. treino, o S. Roque fez o seu primeiro jogo amigável com o Avançados: Dani (exNogueirense, tendo empatado a duas bolas. O mesmo resul- Valonguense), Sá Dias tado verificou-se com o Ma- (ex-Paços Brandão), João Marques (ex-Oliveirense), cieirense no segundo jogo de Jonas (ex-Feirense) e preparação. Na apresentação aos seus as- Acosta. sociados, os ‘canarinhos’ receberam a visita do ilustre convi- Treinador: Simão Ferreira dado da 2.ª Liga, a Oliveirense, Treinador-adjunto: Fábio Gaio que com a sua equipa principal levou de vencida a equipa do S. Fisioterapeuta: Verinha Chefe departamento futeRoque por 0-2, num excelente jogo de futebol, onde é de real- bol sénior: Carla Santos çar o fair-play, dentro e fora das quatro linhas, entre dois clubes com excelentes relações. defrontando no ‘Calvário’, peAmanhã, o S. Roque faz o las 19h30, a equipa de juniores seu último jogo de preparação, da Sanjoanense. > POR MOTIVOS AINDA NÃO ADIANTADOS

4.ª Prova do Caima Radical cancelada De acordo com a informação prestada pela direção da Caima Radical Clube TT de Palmaz, a organização informa que a 4.ª prova inserida no II Troféu Caima Radical/Câmara Municipal de Oliveira de Azeméis/GEDAZ, que teria lugar no dia 09 de setembro próximo não se realizará por motivos diversos, que a seu tempo serão esclarecidos. Quanto à competição de outubro, se algo em contrário surgir, será dada informação atempada.


DESPORTO

23

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

> TREINADOR LAMENTA NÃO TER AINDA TODOS OS JOGADORES AO SEU SERVIÇO

Plantel do Cucujães dá “boas garantias” para a nova época O Cucujães apresentou-se aos sócios no passado domingo num encontro diante do Mansores, tendo perdido por 2-1. Sendo o resultado o menos importante, Durbalino Lima ainda não contou com todos os jogadores à sua disposição. Aliás, esta foi uma constante ao longo de toda a préépoca. Durbalino Lima, que se mantém no comando técnico do Cucujães, realizou toda a pré-época sem poder contar, ao mesmo tempo, com todos os 26 jogadores que integram o plantel sénior de futebol. “A pré-época em termos de jogos já terminou e foi proveitosa, embora não tivéssemos tido todos os jogadores disponí-

Plantel Guarda-redes: Ricardo (ex-Rio Meão), Pedro (ex-S. Roque) e Pena (ex-júnior). Defesas: Rebelo (ex- S. Roque), Paivinha, Stefano, Carlitos (ex-ADRAV), Valdemar (ex-júnior Lourosa), Gonçalo, Roscas, Hélder. O Cucujães vai procurar obter a melhor classificação possível para escapar à despromoção

veis. Foi uma pré-época muito atípica e isso causou-me problemas na preparação da equipa”, lamentou o treinador. Salientando que o plantel está mais equilibrado do que na época transata, Durbalino Lima destaca, portanto, que o mesmo oferece “boas garantias”. Enfrentando um modelo novo de campeonato, no qual vão descer muitas equipas em virtude do fim da 3.ª Divisão

Nacional, Durbalino Lima aponta o objetivo para o melhor lugar possível na classificação final. “Queremos fazer o melhor campeonato possível e procurar um lugar que nos permita manter na 1.ª Divisão Distrital”, acrescenta o técnico. Apesar do Cucujães ter sido derrotado (1-2) no jogo de apresentação, realizado no passado domingo diante do Mansores, Durbalino Lima adianta

que a equipa já começa a “dar um ar da sua graça”, embora ainda não tenha tido ao seu dispor os avançados que, à partida, podem ser titulares. Para a estreia no campeonato, no próximo domingo no reduto do Gafanha, o treinador promete uma equipa aguerrida a lutar pelos pontos. “Diante do principal candidato ao título tudo vamos fazer para somar pontos”, conclui Durbalino Lima.

> COM O PLANTEL JÁ FECHADO PARA A NOVA ÉPOCA

Macieirense apresentou-se aos adeptos No passado sábado, o Macieirense realizou o seu jogo de apresentação frente ao S.V.Pereira e venceu por 3-0, com dois golos de Sérgio Gomes e um de Ricardinho. Após uma época algo dececionante, a formação de Macieira de Sarnes encara com mais otimismo a nova temporada, sempre com o objetivo de andar pelos lugares cimeiros da classificação. Ao contrário do ano passado, o Macieirense já fechou o seu plantel, que será composto por 24 jogadores. A base da época passada mantevese, registando-se apenas a saída de Carriça, e para além da entrada de alguns jovens atletas, merecem destaque os regressos ao clube de Paulinho e Sérgio Gomes. Esta nova temporada marca o início de um novo ciclo no comando técnico do Macieirense, que vai passar a ser liderado pelo treinador Zé Manel, que gostou da exibição da sua equi-

Médios: Márcio, Rui Correia, Jorge (ex-júnior), Nuno Reis (ex-Avanca), Diogo (exjúnior), Ricardo Nuno (ex-ADRAV), Miguel (ex-júnior Lourosa), Tiago Rogério. Avançados: Tiago Valente, André Neves, Canelas (ex-ADRAV), Marcelo (ex-júnior), Brinca (ex-Valecambrense), Bruno Resende e Telminho.

Plantel Guarda-Redes: Padeiro, Fábio (ex-júnior Cucujães) e Luís (ex-Arrifanense) Defesas: Moisés, Brunito, Gustavo, Bernardo, Luís Ferreira (ex-Valecambrense), Miguel Valente (ex-júnior Guizande) e Carvalho (ex-Carregosense) Médios: Dani, Ricardinho, Samu, Lúcio, Leite, Joe (exjúnior Arrifanense) e Nuno Dias (sem clube)

A formação do Macieirense encara com mais otimismo esta nova temporada

pa e referiu que “podíamos ter marcado cinco ou seis golos”. O técnico achou que este foi “um bom teste para o campeonato que aí vem, onde já há alguns candidatos assumidos”, mas o Macieirense vai, dentro dos objetivos traçados, “tentar aproximar-se dessas equipas”. Por fim, mostrou-se satisfeito

com o plantel que tem ao seu dispor. Devido à desistência de muitos clubes, o campeonato da 2.ª Divisão Distrital foi dividido em três séries e na Série A, onde está inserido o Macieirense, vão competir apenas 13 clubes, o que dá um total de 24 jornadas. A abrir a nova temporada,

a equipa de Macieira de Sarnes vai ter logo duas provas de fogo: no dia 16 visita o reduto da Ovarense, para a 1.ª eliminatória da Taça de Aveiro, e no domingo seguinte, desloca-se a S.Miguel de Souto para defrontar o Soutense, já para o campeonato. PAULO RUI

Avançados: Leandro, Josué, Fábio Anjos, Paulinho (ex-Valecambrense), Sérgio Gomes (ex-Carregosense), Costinha (sem clube) e Marcelo (ex-júnior Cesarense). Equipa técnica: Zé Manel (treinador) e Prof. João Lima (trein. adjunto) Saídas: Carriça (Mansores), Paulo, Casanova, Tiago e Jorge


24

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

DESPORTO

CICLISMO> CIDADE VOLTOU A RECEBER UMA CHEGADA DA PROVA

Azeméis lotada para aplaudir a Volta a Portugal Na 5.ª etapa da 74.ª edição da Volta a Portugal em Bicicleta, que ligou Armamar a Oliveira de Azeméis, numa distância de 177 quilómetros, o ciclista português Sérgio Ribeiro, da equipa EfapelGlassdrive, foi o primeiro a cortar a meta. A cidade oliveirense foi invadida, no passado dia 20 de agosto, por milhares de visitantes para viverem, de perto, as emoções da Volta a Portugal. Depois de há dois anos Oliveira de Azeméis se ter estreado na prova com uma chegada da etapa, e do ano passado a partida, na mesma urbe, ter sido assombrada por um forte temporal, este ano foram muitos os milhares de adeptos do ciclismo que quiseram marcar pre-

Figuras políticas, inclusive o presidente da Câmara, Hermínio Loureiro, no momento da consagração do vencedor da etapa que terminou um Oliveira de Azeméis, Sérgio Ribeiro

sença neste evento. Apesar do ponto alto ter sido vivido com a chegada do vencedor da etapa, a festa começou bem antes com o programa Televisivo ‘Há Volta’ sob um sol tórrido, mas que mesmo assim não afastou os curiosos para verem atuar Iran Costa ou grupos como os Santa Maria e os The Rangers. E o calor também não afastou os populares de estarem nas filas para tentarem a sua sorte para ganhar um boné ou ou-

Atuação da banda oliveirense The Rangers no programa da RTP 1 ‘Há Volta’

tro artigo memorável da 74.ª edição da Volta a Portugal num dos vários stands dos patrocinadores que deram forma à Feira de Animação também ela situada junto à meta. O presidente da Câmara Municipal, Hermínio Loureiro, reconheceu que a chegada da Volta foi “importante, porque promoveu a imagem do concelho e a modalidade com a qual a cidade tem uma relação íntima”. Segundo o autarca, “Oliveira de Azeméis é uma terra de fortes tradições no desportivas, em particular do ciclismo que tem ocupado um lugar fundamental na estratégia do município”. Por esse motivo, continuou Hermínio Loureiro, “podemos fazer um balanço verdadeiramente positivo desta iniciativa que é considerada a maior prova do calendário velocipédico nacional”. Recorde-se que a 74ª edição da Volta a Portugal, que terminou no dia 26 de agosto, consagrou, em Lisboa, David Blanco como o vencedor da prova.

HÓQUEI EM PATINS> VÁRIOS JOGOS AGENDADOS

Cucujães na Taça Jorge Coutinho O Cucujães abriu a nova época 2012/2013 com elementos da época passada e com três reforços: João Teles (exSanjoanense), Cunha (ex-Escola Livre) e André Pinto (ex-Lavra). Já a treinar desde a semana passada para procurar a melhor forma física, o Cucujães tem já agendados alguns jogos. No primeiro jogo amigável, a equipa, que continua a ser treinada por Rui Tavares, des-

Rui Tavares (na foto) renovou o contrato com o Cucujães e vai treinar a equipa mais uma época

O.P. n.º 36404

ARRENDA-SE Apartamento T3 Mobilado Centro da Cidade 350 euros/mês

917 268 127

Este espaço pode ser seu Contacte-nos: 256 049 890

loca-se ao reduto do Cambra já amanhã e no sábado vai a S. João da Madeira para mais um treino com Sanjoanense agendado para as 18h00. O Cucujães vai ainda participar na Taça Jorge Coutinho que se vai realizar no Minho nos dias 11,12 e 13 deste mês. O grupo do Cucujães é constituído por Braga, Famalicense, C D Póvoa e Juventude de Viana. No dia 11, a equipa de Rui Tavares

defronta o CD Póvoa, em Braga, a partir das 20h30; no dia seguinte joga com o Juventude de Viana, em Barcelos, a partir das 22h00; e no dia 13 defronta o Braga, em Famalicão, às 20h00. No dia 20, o Cucujães defronta o Famalicense, na Póvoa do Varzim, às 20h00. Pelo meio da Taça, no dia 18, o Cucujães tem agendado uma partida amigável em casa do Infante de Sagres a

partir das 21h15. A formação do concelho de Oliveira de Azeméis vai também participar no Torneio Triangular de Coimbra, defrontando o Ac. Feira (11h00) e o Coimbra (17h00) no dia 22. Para o campeonato, a equipa do Cucujães vai integrar a zona Centro onde as deslocações são mais distantes. A direção pede, por isso,o apoio de todos os simpatizantes e sócios. PUB

Luciana Gomes da Silva (Leira) - 85 Anos - Rua do Candal - Fajões -

Seus filhos, genro, nora, netos e demais família vêm, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma, que se realizou no passado dia 11 de agosto, pelas 19h00, em Fajões. Casa Guedes - Agência Funerária - Rua Dr. Guilherme Alves Moreira, N.º 316 - 3700-457 Milheirós de Poiares Telf.: 256 841 179 * Telm.: 965 815 114/969 015 754/968 685 709


DESPORTO

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

HÓQUEI EM PATINS> EQUIPA QUER COMEÇAR A ÉPOCA A FAZER HISTÓRIA

Oliveirense já trabalha com a mente na Supertaça A Oliveirense iniciou a pré-época e no horizonte está já o primeiro jogo oficial da época e, logo, uma final frente ao Benfica. A Supertaça joga-se no dia 29 e o treinador promete uma equipa lutadora para vencer o troféu. A Oliveirense já começou a preparar a nova época com vista aos lugares cimeiros do campeonato, tal como tem sido o objetivo dos últimos anos. Embora sem o guardaredes Diogo Almeida, que se encontra ao serviço da Seleção Nacional que vai participar no Campeonato da Europa, Nuno Resende tem tido todo o restante plantel às suas ordens, inclusive os três reforços: Miguel Rocha, ex-júnior do Benfica; Gonçalo Alves, ex-Sporting; e Nelson Pereira, que regressa, assim, a uma casa que já conhece após uma passagem pelo FC Porto. Embora ainda não esteja totalmente definido se acumulará funções até ao fim do campeonato, certo é que Nuno Resende vai começar a época ainda com os patins calçados e a rolar nos rinques enquanto tiver jogadores ao serviço das seleções nacionais. Ao fim de quase duas semanas de trabalho, Nuno Resende faz um balanço “muito positivo” dos trabalhos e destaca a “aplicação”, a “muita vontade” e o “querer evoluir” dos seus atletas para estarem na máxima força no início das provas oficiais. “Temos um plantel com bastante qualidade e o que prometemos é muita dedicação, entrega e a humildade típica dos planteis da Oliveirense”, afirmou o treinador que aponta a equipa para um “terceiro ou quarto lugar” no campeonato. “Queremos vencer a Supertaça” Se na Liga dos Campeões o objetivo passa pelo apuramento para os quartos de

25 “Venho para a Oliveirense com vontade de conquistar títulos. Foi a grandeza deste clube que me fez vir para cá, bem como a possibilidade de jogar numa equipa sénior. Já conhecia o clube, porque o meu pai (António Rocha) já jogou cá durante três anos. Fui muito bem recebido e estou a gostar muito. Espero que consigamos cumprir com os objetivos estipulados e ganhar o máximo de títulos possível. A Supertaça é já para ganhar”.

MIGUEL ROCHA (EX-JÚNIOR DO BENFICA)

O plantel da Oliveirense está a trabalhar sem o guarda-redes Diogo Almeida, que está na Seleção

Jogo amigável hoje com a Seleção Nacional A Oliveirense tem já alguns jogos de preparação agendados e o primeiro é já hoje, às 21h00, diante da Seleção Nacional, em Paredes, onde vai decorrer o Campeonato da Europa entre os dias 09 e 15 de setembro. Já na próxima sexta-feira, a formação de Nuno final e na Taça de Portugal por chegar à final four, na Supertaça a palavra de ordem é apenas uma: vencer! Reeditando a última edição da final da Taça de Portugal, a Oliveirense volta a encontrar o Benfica no próximo dia 29 para disputar a Supertaça António Livramento e a equipa de Oliveira de Azeméis quer repetir a façanha e vencer de novo a formação das águias. “Será um jogo muito difícil, mas vamos tentar vencer. O Benfica é favorito, mas nós não fugimos às nossas obrigações e vamos tentar vencer a Supertaça, o que seria um feito histórico para a Oliveirense”, defendeu Nuno Resende que promete muita luta para conquistar este troféu, que seria o segundo da sua carreira de treinador. Nuno Resende assumiu o comando técnico da Oliveirense na última temporada, quando esta já tinha algumas jornadas disputadas, substituindo no cargo José

Resende vai disputar novo jogo de treino desta feita em S. João da Madeira, frente à Sanjoanense, a partir das 20h00. Nos dias 21 e 22, a Oliveirense vai marcar presença no Torneio Internacional de Espinho e no dia seguinte é a equipa convidada para apadrinhar a apresentação da Escola Livre de Azeméis aos seus sócios.

Querido, e terminou a época com a conquista da Taça de Portugal, em S. João da Madeira, a sua terra natal. “Foi um começo de sonho, mas, se pretendo andar por aqui alguns anos, todos os anos são importantes e não nos podemos deixar iludir por uma conquista”. O técnico, de 37 anos, confessa que ser

treinador estava nos seus horizontes após terminar a carreira de jogador, mas “não me passava pela cabeça ter um ‘barco’ tão grande para navegar”. Nuno Resende considera que esta foi uma “oportunidade única” e agora quer continuar a mostrar à direção que está à altura deste cargo.

Os reforços da Oliveirense querem ajudar o clube a ganhar títulos

“O facto da Oliveirense ter uma estrutura já trabalhada há muitos anos, de lutar por lugares cimeiros na tabela e de lutar pela Liga Europeia, bem como ser um clube onde eu possa crescer cada vez mais, foram aspetos que me levaram a vir jogar para cá. Espero ajudar a Oliveirense a alcançar os objetivos e tentar vencer todas as provas em que estamos inseridos”.

GONÇALO ALVES (EX-SPORTING)

“Esta é uma casa que já conheço e que sempre me tratou bem. Havia vontade de ambas as partes para eu voltar e, por isso, estou contente. No FC Porto conquistei apenas um título e num clube como o FC Porto esperamos ganhar sempre mais. A nível individual também não joguei como esperava. Agora quero recuperar o ritmo de jogo e, em conjunto com os colegas, ganhar títulos. Prometo máxima dedicação e trabalho para que surjam resultados positivos. Vamos trabalhar para conquistar a Supertaça e dar o máximo nas outras competições”.

NELSON PEREIRA (EX-FC PORTO)


26

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

desporto

Boccia> Atleta de Azeméis estreia-se nos Jogos

LIGA DE HONRA

Resultados – 5.ª Jornada U. Madeira 0 2 Benfica B Sporting B 3 2 Marítimo B Oliveirense 3 0 FC Porto B Sp. Covilhã 1 0 Atlético Belenenses 1 0 Naval Desp. Aves 0 0 Santa Clara Portimonense 2 1 Feirense V. Guimarães B 1 1 Arouca Tondela 2 1 Braga B Leixões 2 2 Freamunde Penafiel 1 1 Trofense Classificação J V E D F - C Sporting B 5 4 0 1 9 - 5 Belenenses 5 4 0 1 9 - 8 Arouca 5 3 2 0 10 - 4 Benfica B 5 3 1 1 15 - 6 Oliveirense 5 3 1 1 7 - 3 Leixões 5 3 1 1 5 - 3 Aves 4 2 2 0 5 - 2 Tondela 5 2 2 1 6 - 5 Portimonense 5 2 1 2 8 - 8 Trofense 5 2 1 2 5 - 6 Penafiel 5 2 1 2 4 - 6 Marítimo B 5 2 0 3 6 - 5 Sta. Clara 4 1 2 1 4 - 5 União 4 1 2 1 3 - 4 Covilhã 5 1 2 2 3 - 4 V. Guimarães B 5 1 2 2 3 - 4 Naval 5 1 2 2 3 - 5 Braga B 5 0 3 2 4 - 6 FC Porto B 5 0 3 2 4 - 8 Atlético 5 1 0 4 2 - 8 Freamunde 4 0 1 3 4 - 8 Feirense 5 0 1 4 4 - 10 Próxima Jornada –19 Setembro Arouca – Sporting B FC Porto B – Belenenses Santa Clara – Leixões Feirense – Desp. Aves Benfica B – Tondela Naval – U. Madeira Atlético – Oliveirense Marítimo B – Sp. Covilhã

P 12 12 11 10 10 10 8 8 7 7 7 6 5 5 5 5 5 3 3 3 1 1

Trofense – V. Guimarães Freamunde – Penafiel Braga B – Portimonense

II Divisão Nacional

Resultados – 1.ª Jornada S. João Ver 0 1 Anadia Ac. Viseu 1 1 Cesarense Tocha 1 1 Operário Coimbrões 1 0 Lusitânia Cinfães 2 1 AD Nogueirense Tourizense 1 1 Pampilhosa Bustelo 0 0 Benf. C. Branco Sp. Espinho 1 0 Sousense Classificação J V E D F - C P Cinfães 1 1 0 0 2 - 1 3 Sp. Espinho 1 1 0 0 1 - 0 3 Coimbrões 1 1 0 0 1 - 0 3 Anadia 1 1 0 0 1 - 0 3 Operário 1 0 1 0 1 - 1 1 Tocha 1 0 1 0 1 - 1 1 Tourizense 1 0 1 0 1 - 1 1 Pampilhosa 1 0 1 0 1 - 1 1 Cesarense 1 0 1 0 1 - 1 1 Ac. Viseu 1 0 1 0 1 - 1 1 Benf. C. Branco 1 0 1 0 0 - 0 1 Bustelo 1 0 1 0 0 - 0 1 AD Nogueirense 1 0 0 1 1 - 2 0 Sousense 1 0 0 1 0 - 1 0 Lusitânia 1 0 0 1 0 - 1 0 S. João Ver 1 0 0 1 0 - 1 0 Próxima Jornada – 23 Setembro Anadia – Sp. Espinho Cesarense – S. João Ver Operário – Ac. Viseu Lusitânia – Tocha AD Nogueirense – Coimbrões Pampilhosa – Cinfães Benf. C. Branco – Tourizense Sousense – Bustelo

1ª Div. Nacional Juniores-Norte

Resultados – 4.ª Jornada Boavista 1 4 FC Porto P. Ferreira 4 1 Varzim Académica 0 1 Leixões SC Braga 0 2 Rio Ave Oliveirense 2 1 Penafiel Freamunde 2 5 V. Guimarães Classificação J V E D F - C Rio Ave 4 4 0 0 12 - 3 SC Braga 4 3 0 1 9 - 4 Oliveirense 4 2 2 0 7 - 4 FC Porto 4 2 1 1 11 - 5 V. Guimarães 4 2 1 1 11 - 7 P. Ferreira 4 2 0 2 9 - 9 Leixões 4 2 0 2 7 - 7 Boavista 4 1 2 1 8 - 9 Académica 4 1 1 2 6 - 7 Freamunde 4 0 2 2 6 - 13 Penafiel 4 0 1 3 4 - 12 Varzim 4 0 0 4 3 - 13 Próxima Jornada –08 Setembro Académica – SC Braga Penafiel – Freamunde Leixões – V. Guimarães FC Porto – Oliveirense Rio Ave – P. Ferreira Varzim – Boavista

Oliveirense Abílio Valente nos Jogos Paralímpicos 2012

Dif

4 1 6 9 4 2 3 1 0 -1 -2 1 -1 -1 -1 -1 -2 -2 -4 -6 -4 -6

O oliveirense Abílio Valente está a participar nos Jogos Paralímpicos de Londres Desp. 2012. O atleta Aves-Penafiel; Fátima-Beira Mar; de 31 anos integra a Seleção Nacional de BC1/BC2 na classe de Boccia (paralisia cerebral) na sua estreia nos Jogos. A seleção portuguesa de BC1/BC2, composta por João Paulo Fernandes, Fernando Ferreira, Cristina Gonçalves Dife Abílio Valente, disputou on#### tem as meias-finais das provas #### #### dos Jogos Paralímpicos, mas #### #### foi eliminada pela China por #### 6-4, falhando assim a possibi#### #### lidade de marcar presença na #### #### final, tal como aconteceu em #### Pequim, onde Portugal foi me#### #### dalha de prata. #### #### No entanto, a equipa tem #### ainda oportunidade de con#### #### quistar a medalha de bronze #### #### na disputa pelo terceiro lugar contra a Inglaterra que se reaparte da equipa portuguesa Os Jogos Paralímpicos vão liza hoje de manhã (10H35). Treinado por Luís Ferreira e que ficou em primeiro lugar decorrer até ao dia 09 de seDesp. Aves-Penafiel; Fátima-Beira Mar; Helena Bastos, Abílio Valente, na Taça do Mundo em 2011, tembro e Portugal está representado por 30 atletas. atleta da ARDA - Porto, fez na prova individual BC2.

NAC – Núcleo Atletismo de Cucujães ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA C O N V O CATÓ R IA Venho por este meio convocar todos os associados do NAC – Núcleo de Atletismo de Cucujães, para uma Assembleia Geral Ordinária, a realizar na nossa sede, sita na Rua Almira Brandão, 94, nesta vila de Cucujães, no dia 7 de Setembro de 2012, pelas 18H30, com a seguinte ORDEM DE TRABALHOS 1 – Apresentação, análise e votação do Relatório de Actividades e Contas, referente ao período Setembro de 2011 a Agosto de 2012; 2 – Apresentação do Plano de Actividades e Orçamento, para o 2º ano deste mandato; 3 – Assuntos de interesse para a vida associativa NOTA: Caso não estejam presentes, na hora marcada, a maioria dos associados, a Assembleia reunirá meia hora mais tarde, com qualquer número de presentes. Cucujães, 6 de Agosto de 2012 O Presidente da Assembleia Geral (António Manuel Moreira de Pinho)

> No dia 14 de outubro P 12 9 8 7 7 6 6 5 4 2 1 0

Inscrições abertas para a Rota do Cuco

Dif

#### #### 9 #### ####

A I Rota do Cuco é um desafio que o Núcleo de Atletismo de 3 Cucujães (NAC) lança a todos 6 4 praticantes de BTT. A iniciaos

tiva - a decorrer no próximo dia 14 de Outubro - irá desenrolarse em trilhos que prometem surpreender. A receita do even-

to reverte a favor da construção da nova sede do NAC, coletividade com uma forte penetração junto da comunidade jovem

local. Mais informações e inscrições online no blogue oficial do evento em http://rotadocuco. blogspot.com/.

-1 #### #### #### #### ####

> Comissão de festas de Nossa Senhora de La Salette

Números premiados na tômbola Desp. Aves-Penafiel; Fátima-Beira Mar;

PUB

1.º Aniversário Lutuoso - 01/09/2012 Maria de Lurdes Pinho Ferreira - Rua da Lomba-Carregosa -

Passado mais um ano da sua partida, a família recorda-a com profunda saudade e agradece a todos a solidariedade prestado ao longo deste ano. “Porque, se cremos que Jesus morreu e ressuscitou, assim, também, aos que em Jesus dormem, Deus os tornará a trazer com ele.” (1.ª Tessalonicenses 4,14)

1º Prémio 2546-Colchão de casal 2º Prémio 1020-Colchão individual 3º Prémio 2238-Panela de pressão 4º Prémio 3287-Tábua de passar a ferro 5º Prémio 2771-Forno elétrico 6º Prémio 0697-Mesa de plástico com quatro cadeiras

7º Prémio 0993-Mochila 8º Prémio 1463-Imagem santa 9º Prémio 3005-Conjunto de relógios 10º Prémio1200-Quadro de parede O prazo para levantamento dos prémios termina no próximo dia 31 outubro.


Necrologia

27

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

Domingos Tavares - 86 Anos

Maria Irene Alves Rodrigues - 88 Anos

- Lações de Cima-Oliveira de Azeméis -

Seu filho, nora, netos e demais família agradecem, reconhecidamente, a todas as pessoas que acompanharam as cerimónias fúnebres, assim como a missa do 7.º dia, ou que, de outra forma, lhes manifestaram o seu pesar.

Seus filhos, nora, genros e demais família agradecem, reconhecidamente, a todas as pessoas que acompanharam as cerimónias fúnebres, assim como a missa do 7.º dia, ou que, de outra forma, lhes manifestaram o seu pesar.

- Rua Quinta do Formal-São Martinho da Gândara -

Agência Beira-Mar, Ldª - Oliveira de Azeméis - Telf.: 256 682 905 * Telm.: 917 533 018 (24 horas)

Agência Beira-Mar, Ldª - Oliveira de Azeméis - Telf.: 256 682 905 * Telm.: 917 533 018 (24 horas)

Abel Pereira Valente - 81 Anos

Armindo de Pinho Brandão - 64 Anos

- Lugar de Valverde-Loureiro -

- Lações de Baixo-Oliveira de Azeméis -

Sua esposa, filhos, nora, genro, netos e demais família agradecem, reconhecidamente, a todas as pessoas que acompanharam as cerimónias fúnebres, assim como a missa do 7.º dia, ou que, de outra forma, lhes manifestaram o seu pesar.

Sua esposa, filhos, nora, genro, netos e demais família agradecem, reconhecidamente, a todas as pessoas que acompanharam as cerimónias fúnebres, assim como a missa do 7.º dia, ou que, de outra forma, lhes manifestaram o seu pesar.

Agência Beira-Mar, Ldª - Oliveira de Azeméis - Telf.: 256 682 905 * Telm.: 917 533 018 (24 horas)

Agência Beira-Mar, Ldª - Oliveira de Azeméis - Telf.: 256 682 905 * Telm.: 917 533 018 (24 horas)

António dos Santos Martins - 75 Anos

Manuel Costa da Silva (‘Furão’) - 68 Anos

- Oliveira de Azeméis -

- Lugar da Graciosa-Loureiro -

Sua esposa, filhos, nora, genro, netos e demais família agradecem, reconhecidamente, a todas as pessoas que acompanharam as cerimónias fúnebres, assim como a missa do 7.º dia, ou que, de outra forma, lhes manifestaram o seu pesar.

Sua esposa, filhos, noras, genro, netos e demais família agradecem, reconhecidamente, a todas as pessoas que acompanharam as cerimónias fúnebres, assim como a missa do 7.º dia, ou que, de outra forma, lhes manifestaram o seu pesar.

Agência Beira-Mar, Ldª - Oliveira de Azeméis - Telf.: 256 682 905 * Telm.: 917 533 018 (24 horas)

José António da Costa Godinho - 80 Anos - Vila Cova-Santiago de Riba-Ul -

Agência Beira-Mar, Ldª - Oliveira de Azeméis - Telf.: 256 682 905 * Telm.: 917 533 018 (24 horas)

Manuel Soares da Costa - 77 Anos - Lugar de Damonde-Travanca -

Sua esposa, filhos, noras, genros e netos vêm, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma, que se realiza no próximo dia 06 de setembro, pelas 19h00, na capela do Senhor da Campa. Funerária Cristino Ldª - Santiago de Riba-Ul - Telf.: 256 682 451 * Telm.: 919 697 374

Sua esposa, filhos, noras, netos e demais família agradecem, reconhecidamente, a todas as pessoas que acompanharam as ce­ rimónias fúnebres, assim como a missa do 7.º dia, ou que, de outra forma, lhes manifestaram o seu pesar. Agência Beira-Mar, Ldª - Oliveira de Azeméis - Telf.: 256 682 905 * Telm.: 917 533 018 (24 horas)

Davide de Resende Oliveira - 30 Anos

Alfredo Ferreira da Silva - 79 Anos

Seus pais, irmã, cunhada e sobrinhos vêm, por este meio, agrade­ cer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma.

Sua esposa, filhos, noras, genro e netos vêm, por este meio, agra­ decer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das ce­ rimónias fúnebres, ou que, de outra forma se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma.

- Monte-Vila de Cucujães -

Funerária Cristino Ldª - Santiago de Riba-Ul - Telf.: 256 682 451 * Telm.: 919 697 374

- Rua do Baixinho-Ul -

Funerária Cristino Ldª - Santiago de Riba-Ul - Telf.: 256 682 451 * Telm.: 919 697 374

Gracinda Ferreira Gomes - 91 Anos

Hernani de Oliveira Alves - 89 Anos

Sua filha, genro e netas vêm, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma.

Seus filhos, noras, genro e netos vêm, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma.

- Ponte de Cavaleiros-Santiago de Riba-Ul -

- Margonça-Vila de Cucujães -

Funerária Cristino Ldª - Santiago de Riba-Ul - Telf.: 256 682 451 * Telm.: 919 697 374

4.º Aniversário Lutuoso - 05/09/12 80.º Aniversário (caso fosse vivo) - 10/09/2012

O.P. n.º 36399

Miguel Ricardo de Albergaria Gomes 1.º Aniversário da sua partida - 27/08/12

Manuel Ferreira da Costa (Vidraceiro)

- Vila Cova-Santiago de Riba-Ul “Eu vou para Deus, mas não esquecerei Aqueles a quem amei na terra” Na passagem de ambas as datas, sua esposa, filhos, netos e bisnetos recordam o seu ente querido, Manuel Ferreira da Costa, com profunda e eterna saudade. Mandam celebrar missa pela sua alma, amanhã, dia 05 de sete­mbro, pelas 19h00, na igreja de Cucujães.

Manuel Valente Silva

Funerária Cristino Ldª - Santiago de Riba-Ul - Telf.: 256 682 451 * Telm.: 919 697 374

O.P. n.º 36402

- Devesas - S. J. Madeira -

Sua esposa e filha vêm, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor, no funeral que se realizou no dia 25 de agosto, em Nogueira do Cravo. Renovam profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma. Ag. Fun. S. Pedro Escariz - Manuel Moreira & Deolinda Torres, Lda - Lugar do Cruzeiro - Escariz Tlf.: 256 926 100 | Tlm.: 916 861 328

Querido filho Miguel, um ano se passou, Difícil aceitar para sempre esta ausência, Nossa enorme dor e saudade aumentaram, Doloroso habituarmo-nos sem a tua presença. Um pedaço de nós num instante se foi, Sem sequer tal ser esperado, Tanto... mas tanto, que nos dói Do nosso ente querido se ficar privado. Como em vida foste exemplar, Pedimos que estejas junto a Deus, Por ti, nós continuaremos a rezar, Será este o contributo dos teus. Esta, dizem ser a ordem da vida, Sim! Quando se tem bastante idade, Mesmo assim é sempre triste a partida, Dolorosa (!) é a dor quando toca na mocidade Dos teus pais, irmã e filha Funerária José Pina Lda, Praça José da Costa, n.º 107 - 3720-217 Oliveira de Azeméis Telf.: 256 682 116 * Telm.: 919 743 670 * E-mail: funerariajosepina@hotmail.com


28

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

publicações/pub.

Casamento Elegante Cláudia e David

Bodas de Ouro Matrimoniais - 15/08/2012

Silvino Marques Deolinda Bastos da Silva

- Residentes em França -

- Palmaz -

Contraíram matrimónio, no santuário de Nossa Senhora de La Salette, no passado dia 18 de agosto, os jovens David e Cláudia, sendo esta neta do nosso assinante Manuel Carvalho Pinho Castro. Os avós e família do nóvel casal felicitamno, fazendo votos para que a sua vida em comum se transforme num futuro risonho, aproveitando para agradecer a bonita e exemplar homília proferida pelo pároco de Oliveira de Azeméis, Reverendo Pde. Albino Fernandes. A festa concluiu-se na Quinta da Julieta, em Cesar. O.P. n.º 36395

No dia em que Silvino Mar­ques e Deolinda Bastos da Silva comemoraram os 50 anos de vida em comum, sua família desejam-lhes muitas felicidades e fazem votos para que este dia se repita por muitos anos. Parabéns!

Maria Fernanda Silva

Artur Bastos Pereira da Costa

- Serro-Ul -

Celeste da Conceição Barbosa - Vilar -

Nascida no dia 04 de setembro de 1936, com- 04/09/2012 pleta hoje, terça-feira, 76 anos. Seu marido e 76 Anos toda a família associam-se a este lindo momento festivo, fazendo votos para que esta bela data possa ser festejada com muita saúde e alegria por muitos e muitos anos. Parabéns!

02/06/2012 80 Anos

No dia em que Artur Bastos Pereira da Costa e Celeste da Conceição Barbosa completam mais um aniversário, seus filhos e netos desejam-lhes uma feliz efeméride e fazem votos para que este dia se repita por muitos anos de vida. O.P. n.º 36403

MANUEL AUGUSTO ESTEVES RAPOSO NOTÁRIO DE ESTARREJA JUSTIFICAÇÃO

Certifico, narrativamente, para efeito de publicação, que por escritura de Justificação, lavrada em vinte e nove de Agosto de dois mil e doze, do Cartório Notarial do Notário Manuel Augusto Esteves Raposo, sito na Rua Manuel Lopes Rodrigues, nº 6, nesta cidade e concelho de Estarreja, e exarada a folhas 22 e seguintes, do livro de notas para escrituras diversas com o número 94 – E, A) - MANUEL ADELINO CORREIA VALENTE, NIF 177 468 998 e mulher MARIA FLORINDA DO FUNDO TEIXEIRA, NIF 177 469 005, casados sob o regime da comunhão geral, naturais res­pectivamente da freguesia de S. Vicente de Pereira Jusã, concelho de Ovar, e da freguesia de Padrela e Tazem, concelho de Valpaços, residentes na Rua Padre Cruz, número 9, na cidade de Ovar; B) MARIA CLARINDA DE JESUS DA SILVA OLIVEIRA, NIF 143 034 871 e marido MANUEL OLIVEIRA DA SILVA, NIF 152 111 220, casados sob o regime da comunhão geral, naturais, ela da freguesia de Avanca, concelho de Estarreja e ele da freguesia de Ul, concelho de Oliveira de Azeméis, residentes na Rua dos Combatentes, número 135, Passos, freguesia e concelho de Oliveira de Azeméis; C) - ROSA EMÍLIA DE JESUS DA SILVA RIBEIRO, NIF 104 914 769 e marido MANUEL DA ROCHA RIBEIRO, NIF 104 914 696, casados sob o regime da comunhão geral, naturais, ela da freguesia de Avanca, concelho de Estarreja e ele da freguesia de Loureiro, concelho de Oliveira de Azeméis e residentes na Rua do Monte, número 22, Sanfins, em Santa Maria da Feira; e D) - MARIA OTÍLIA DE JESUS DA SILVA REIS, NIF 174 396 716, casada sob o regime da comunhão de adquiridos com Manuel José Reis Loureira, NIF 150 284 730, natural da freguesia de Avanca, concelho de Estarreja, residente na Rua Hospedaria da Malaposta, número 10, terceiro andar direito, na cidade de Oliveira de Azeméis, por não possuirem título suficiente que legitime o seu direito, invocaram a aquisição por usucapião, dos seguintes bens imóveis, de que são donos e legítimos possuidores, com exclusão de outrém, em comum e na proporção de um quarto para os identificados na alínea A), um quarto para os identificados na alínea B), um quarto para os identificados na alínea C) e um quarto para a outorgante identificada na alínea D), de cada um dos seguintes bens imóveis: UM - PRÉDIO RÚSTICO, composto de terreno de cultura, com a área de dois mil setecentos e cinquenta metros quadrados, sito no Serrado, freguesia de Loureiro, concelho de Oliveira de Azeméis, a confrontar do Norte com rêgo de água, do Sul com Joaquina da Silva Monteiro, do Nascente com Manuel Marques Azevedo e do Poente com caminho, inscrito na matriz respectiva em nome dos justificantes Rosa Emília, Maria Clarinda, Maria Otília e Manuel Adelino sob o artigo 5.000, com o valor patrimonial de IMT

e atribuído de 1.455,39 €, omisso na Conservatória do Registo Predial de Oliveira de Azeméis; DOIS - PRÉDIO RÚSTICO, composto de terreno de cultura, com a área de duzentos metros quadrados, sito no Serrado, freguesia de Loureiro, concelho de Oliveira de Azeméis, a confrontar do Norte com Joaquina da Silva Monteiro, do Sul com Maria Emília da Silva Monteiro e outro, do Nascente com Herdeiros de Manuel Soares de Oliveira e do Poente com caminho, inscrito na matriz respectiva em nome dos justificantes Rosa Emília, Maria Clarinda, Maria Otília e Manuel Adelino sob o artigo 5.002, com o valor patrimonial de IMT e atribuído de € 101,24 omisso na Conservatória do Registo Predial de Oliveira de Azeméis. Está conforme ao original.

fábrica de calçado Precisa de funcionário (m/f) Para colar solas de sapatos Luís XV

256 674 771

arrenda-se T2 equipado

Estarreja, vinte e nove de Agosto de dois mil e doze. O NOTÁRIO: (Manuel Augusto Esteves Raposo) Conta registada sob o nº 1650

Zona Industrial de Oliveira de Azeméis

C. A. n.º4471 de 04/09/2012 O.P. n.º 36401

917 622 210

alugam-se Quartos

Abertura de concurso AEC - 2012/2013 Nos termos do Decreto-Lei n.º 212/2009, de 3 de setembro, e do Despacho n.º 14460/2008 de 15 de maio, alterado pelo Despacho n.º 8683/2011 de 28 de junho, a diretora do Agrupamento de Escolas de Ferreira de Castro, concelho de Oliveira de Azeméis, torna público que se encontra aberto, pelo período de 4 a 6 de setembro de 2012, na aplicação informática no sítio da DGRHE, o procedimento com vista à contratação de docentes de Atividade Física e Desportiva, Inglês e Atividades Lúdico Expressivas no âmbito das Atividades de Enriquecimento Curricular (AEC) no 1.º Ciclo do Ensino Básico. Para obter mais informações, consultar o site www.esfcastro.net.

(Perto Escola Secundária Ferreira de Castro) O.P. n.º 36400

09/09/2012 83 Anos

O.P. n.º 36392

A partir de 100 euros

915 830 163

Importante grupo industrial Ro­ me­no, em franco crescimento, oferecendo condições muito atrativas, desenvolvendo a sua ati­vi­dade no fabrico de moldes XXL (acessórios auto) PROCURA profissionais portugueses reco­nhecidos pela sua experiência, autónomos e sérios, para os lugares de Responsável de Produção e Design. Respostas com CV detalhado para provider4business@hotmail.com


saúde e bem-estar

29

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

> Medidas de auto-proteção para os dias de calor...

Proteja-se!

Ingira água ou outros líquidos não açucarados com regularidade, mesmo que não sinta sede. Pessoas que sofram de epilepsia, doenças cardíacas, renais ou de fígado ou que tenham problemas de retenção de líquidos devem consultar um médico antes de aumentarem o consumo de líquidos.

das, de modo a permitir a circulação de ar. - Durante a noite, abra bem as janelas para que o ar circule e a casa arrefeça. - Evite sair à rua nas horas de maior calor, mas, se tiver de o fazer, protejase usando um chapéu ou um lenço. - Vista roupas leves de algodão e de cores claras. As cores escuras absorvem maior quantidade de calor. - Evite usar vestuário com fibras sintéticas ou lã. Provocam transpiração, podendo levar à desidratação. - Evite fazer exercício físico ou outras atividades que exijam muito esforço. - Evite estar de pé durante muito tempo, especialmente em filas e ao sol. - Se tem idosos em casa incentive-os - Se tiver oportunidade, desloque-se a beber pelo menos mais um litro de nas horas de maior calor para locais água por dia para além da que bebem com ar condicionado. normalmente. Eles vão rejeitar, mas - Um pequeno duche de água tédeve insistir. pida arrefece o seu corpo rapida- Procure manter-se dentro de casa mente, aumentando o seu conforto. ou em locais frescos. Se o seu corpo estiver muito quente - Em casa, durante o dia, abra as ja- não deve tomar banho com água nelas e mantenha as persianas fecha- muito fria.

o mais arejadas possível, vestindo-lhes o mínimo de roupa e dando-lhes frequentemente água a beber. - Se viajar com bebés tenha em atenção que o leite é a sua refeição normal e que no intervalo entre as mamadas devem beber bastante água. - Tenha atenção aos idosos que viajam consigo. Não devem vestir de negro nem roupas de fibra sintética e devem também beber um suplemento de água. - Coma poucas quantidades de cada vez e várias vezes ao dia. - As refeições devem ser ligeiras, sopas frias ou tépidas, saladas, grelhados, comidas com pouca gordura e pouco condimentadas, acompanhadas de preferência com água, chá fraco ou outros líquidos não açucarados. Quando viajar - Não beba bebidas alcoólicas. Num - Viaje de preferência a horas de me- organismo desidratado são absorvidas nos calor ou à noite. rapidamente, podendo levar a estados - Quando viajar de automóvel faça-o de embriaguez com maior facilidade. por períodos curtos. Se tiver que fazer grandes viagens leve consigo água ou Na praia outros líquidos não alcoólicos e não - Vá à praia apenas nas primeiras açucarados em quantidades suficien- horas da manhã (até às 11h00) ou ao tes. fim da tarde (depois das 17h00). Man- Proteja os passageiros da exposição tenha-se à sombra, use chapéu, óculos ao sol, cobrindo as janelas com telas escuros e cremes de proteção solar. apropriadas, que não dificultem ou Uma exposição ao sol prolongada leva prejudiquem a condução. a queimaduras de pele que, só por si, - Nunca viaje com as janelas total- aumentam a perda de líquidos. mente fechadas a não ser que tenha ar Não se esqueça que os bebés e os condicionado no seu carro. idosos são especialmente sensíveis às - Se viajar com crianças mantenha-as ondas de calor...

Gabriela Ribeiro Ferreira - Fajões -

Parabéns para a nossa filhota que completou ontem três primaveras. Felicidades e muitos bei­jinhos dos papás!

03/09/2012 3 Anos


30

necrologia

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

53.º Aniversário (caso fosse vivo) - 08/09/12 António Silva da Fonseca

O.P. n.º 36365

10.º Aniversário Lutuoso-30/08/2012

- França -

No dia em que se completaria o 53.º aniversário natalício, caso fosse vivo, sua esposa, filhas, genro e neto recordam este dia com saudade. Mandam celebrar missa pela sua alma no próximo dia 08 de se­te­m­ bro, pelas 19h30, na igreja matriz de Oliveira de Azeméis.

Ilídio de Oliveira Freitas - Cesar -

“A morte levou aquele que tanto amávamos, mas a sua memória ficará para sempre no nosso coração.”

No dia em que se completa o 6.º aniversário sobre o faleci­ mento de Maria Augusta de Andrade, seus filhos e restante família recordam, com pro­funda e eterna saudade, este seu ente querido.

No dia em que se completou o 10º aniversário so­ bre o falecimento de Ilídio de Oliveira Freitas, sua mãe, irmão, cunhada e sobrinhas recor­daram, com profunda e eterna saudade, este seu ente querido, agradecendo a todos os que participaram na missa em sufrágio pela sua alma, celebrada no passado dia 30 de agosto, na igreja matriz de Cesar. Paz à sua alma.

O.P. n.º 36377

O.P. n.º 36393

6.º Aniversário Lutuoso - 30/08/2012 Maria Augusta de Andrade - Salgueiro-Santiago de Riba-Ul -

5.º Aniversário Lutuoso - 03/09/2012 Augusto Gomes Correia

9.º Aniversário Lutuoso - 27/08/2012

- Ul -

Pede um pouco por todos. A quem deixaste a chorar. Que nós aqui, todos juntos, continuaremos a te amar. No dia em que se completa o 5.º aniversário sobre o falecimento de Augusto Gomes Correia, sua esposa, filhos e netos recordam, com profunda e eterna saudade, este seu ente querido.

6.º Aniversário Lutuoso - 01/09/2012 Augusto Luís de Almeida Gonçalo

O.P. n.º 36397

- Santiago de Riba-Ul -

Augusto, partiste há seis anos para bem longe de todos nós. Com muitas saudades lembramo-nos de ti, porque estás dentro do nosso coração.

António Soares Silva - Monte d’Além-Travanca -

“A morte levou aquele que tanto amei, mas a sua memória ficará para sempre no meu coração” Na passagem do 9.º aniversário sobre o falecimento de António Soares Silva, o seu neto Ivo Palhas recorda-o com profunda saudade.

Da tua ex-esposa Madalena.

Arnaldo da Silva - 78 Anos

- Rua do Cruzeiro-Nogueira do Cravo Sua família vem, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, realizadas em Nogueira do Cravo, no passado dia 17 de agosto, ou que, de outra forma, se lhe associaram na dor. Renova profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma. Funeral a cargo de Funerária Triste Ajuda de Alcino e Filho, Ldª www.alcinoefilho.com - Telf.: 256 412 007 * Telm.: 917 571 219 *

Durbalino Tavares da Silva - 72 Anos

- Rua do Outeiro-Cesar Sua família vem, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres realizadas em Cesar, no passado dia 16 de agosto, ou que, de outra forma, se lhe associaram na dor. Renova profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma. Funeral a cargo de Funerária Triste Ajuda de Alcino e Filho, Ldª www.alcinoefilho.com - Telf.: 256 412 007 * Telm.: 917 571 219 *

O.P. n.º 36396

- Macinhata da Seixa No dia em que se completa o 1.º aniversário sobre o falecimento de Armando Valente Soares, suas filhas, genros, netos e demais família recordam, com pro­funda e eterna saudade, este seu ente querido. Agradecem também a todos que participaram na missa, celebrada no passado dia 29 de agosto, na igreja matriz de Oli­ veira de Azeméis.

Manuel Tavares - 87 Anos

- Rua da Prancha-Cesar Sua família vem, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres realizadas em Cesar, no passado dia 17 de agosto, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renova profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma. Funeral a cargo de Funerária Triste Ajuda de Alcino e Filho, Ldª www.alcinoefilho.com - Telf.: 256 412 007 * Telm.: 917 571 219 *

Angelina Augusta Valente - 83 Anos

Ângelo Rodrigues - 82 Anos

- Arrifaninha-Codal Sua família vem, por este meio, agradecer a todas as pessoas que se dignaram tomar parte das cerimónias fúnebres, realizadas em Codal, no passado dia 13 de agosto, ou que, de outra forma, se lhe associaram na dor. Renova profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia do 7.º dia em sufrágio pela sua alma. Funeral a cargo de Funerária Triste Ajuda de Alcino e Filho, Ldª www.alcinoefilho.com - Telf.: 256 412 007 * Telm.: 917 571 219 *

Ana Marques Alves - 76 Anos

1.º Aniversário Lutuoso - 29/08/2012 Armando Valente Soares

- Rua Nova - Nogueira do Cravo Sua família vem por este meio agradecer a todos quantos se dig­ naram tomar parte nas cerimónias fúnebres, ou que de outra forma se lhes associaram na dor. Renova profunda gratidão pelas pre­ senças amigas na liturgia de 7º dia que se realizou no passado sábado dia 25 de agosto, pelas 17h30, na Igreja Matriz de Noguei­ ra do Cravo - Oliveira de Azeméis, em sufrágio pela sua alma. luz do horizonte - Funerária, Lda. (Rui Santos & M. Augusto - Vale de Cambra - Telms.: 918 712 770/914 542 819

O.P. n.º 36394

- Rua do Serrado-Loureiro Sua filha, genro, netos e demais família, profundamente sensibili­ zados, vêm, por este meio, agradecer, reconhecidamente, a todas as pessoas que se dignaram incorporar-se no funeral da saudosa extinta, realizado no dia 24 de agosto, ou que, de outra forma, lhes manifestaram o seu pesar. Para todos a sua profunda gratidão. Agência Funerária Resende, Lda - Válega - Ovar - Telf.: 256 502 200 - Telm.: 919 764 922

Maria Adelaide Gomes da Silva - 81 Anos - Rua da Lousa-Pindelo-OAZ -

Sua família vem, por este meio, agradecer a todos quantos se di­ gnaram tomar parte nas cerimónias fúnebres, ou que, de outra forma, se lhes associaram na dor. Renova profunda gratidão pelas presenças amigas na liturgia de 7.º dia, em sufrágio pela sua alma. luz do horizonte - Funerária, Lda. (Rui Santos & M. Augusto - Vale de Cambra - Telms.: 918 712 770/914 542 819


publicidade

Pavilhão c/ 200m2 e cave c/ 80m2 Para armazém ou indústria em Santiago de Riba-Ul (Alto do Adão) A 3Kms de OAZ - Preço acessível

Contacte-nos: 256 049 890

vende-se

Venha conhecer o seu futuro, através das cartas

Edifício Gemini - OAZ Contato: 912 680 616

2 (Coimbra) 1 (Águeda) 1 (Oliveira de Azeméis) Negócio muito rentável Telm: 961 805 061

Empresa de Moldes de Oliveira de Azeméis

O.P. n.º 36362

pretende selecionar (M/F)

S. Roque Aluga

Escritórios - Lojas - Pavilhões

Telem.: 935 130 880 compra-se

Ouro usado ouro - prata - jóias - relógios diamantes - moedas - c. penhor - etc.

santa maria da feira r. dr. vitorino de sá, nº 4 - 1º j (ao lado da farmácia araújo) tlm.: 919 855 215 * tlf: 256 336 220

são joão da madeira r. joão de deus, nº 76 - 1º g (edf. turumo ao lado do tribunal) tlm: 917 812 543 * tlf: 256 413 298 **E-mail: jantobil@hotmail.com**

Fresadores, Mandriladoras e Programadores com conhecimentos nesta área. Resposta à redação ao nr. 36362

ArrendaM-se

narciso fbp imob.

Quartos mobilados a 150m do Centro Comercial Rainha Água, Gás, Eletricidade Preço 120€ por mês

917 268 127

vende-se Apartamentos T2 e T3

Em OAZ Empréstimo a 100% Spreed reduzidíssimo Preços especiais 967 827 691

vende-se Moradia Isolada

Cave / R/C e Andar Jardim com pátio Vários Extras Ótimo preço

963 021 817

31

Sociedade do ramo de ourivesaria com quatro lojas

taróloga estela

O.P. n.º 35784

256 682 930

Este espaço pode ser seu

O.P. n.º 36312

O.P. n.º 36316

aluga-se

Terça-feira, 04 de setembro de 2012


32

Terça-feira, 04 de setembro de 2012

ECONOMIA

Foto de Arquivo

> FUNDAÇÃO TERRAS DE SANTA MARIA DA FEIRA

Melhor Fundação público-privada do país Foto de Arquivo

As longas e demoradas filas de espera à porta dos centros de emprego continuam a aumentar. S. João da Madeira - que cobre a nossa região - não é exceção.

> NO DISTRITO DE AVEIRO, OLIVEIRA DE AZEMÉIS ESCAPA À ‘ONDA’

Desemprego continua a aumentar O desemprego aumentou de junho para julho, apesar deste período se inserir na época sazonal “em que, normalmente, aumenta o número de ocupações temporárias”. O aumento da taxa de desemprego entre junho e julho últimos trata-se de “um facto relevante” notado pela União de Sindicatos de Aveiro (USA) no habitual relatório que divulga sobre a evolução do desemprego. De acordo com dados do Ins-

tituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP) observa-se que o número de desempregados registados no distrito de Aveiro em julho último foi de 42.225, “mais 700 do que em junho de 2012 e mais 21,2% do que no mês homólogo”. Em julho inscreveram-se nos centros de emprego do distrito 3.377 novos desempregados. Oliveira de Azeméis estabilizado Em dezembro de 2011 existiam 38.694 pessoas sem emprego registadas. De janeiro a julho deste ano registaram-se mais 24.685, o que dá um total de 63.379. Por isso, a USA quer saber “onde param 21.154 que faltam?”. O IEFP dá conta de 42.225

desempregados no distrito, ou seja, 6,78% do Continente (622.997). “A variação mensal foi de 1,42% no continente e de 1,69%, no distrito”, refere a mesma fonte. O número de desempregados registados representa 11,41% da população ativa distrital. O desemprego registado aumentou em todos os concelhos, com exceção de Anadia, Espinho, Oliveira de Azeméis e Vale de Cambra. As mulheres continuam a ser mais afetadas em julho (56,12%). Os desempregados de longa duração atingem 17.501 trabalhadores (41,45%). O desemprego registado dos jovens com idade inferior a 34 anos é de 14.820 (35,10%).

O Isvouga integra a Fundação Terras de Santa Maria da Feira

A Fundação Terras de Santa Maria da Feira, entidade titular do ISVOUGA - Instituto Superior de Entre Douro e Vouga, foi considerada a melhor Fundação público-privada do país e obteve a 7ª melhor classificação global do estudo encomendado pelo governo e coordenado pelo Ministério das Finanças.

O estudo incluiu 190 fundações, 106 exclusivamente privadas, 73 públicas de direito privado e 11 público-privadas. Os critéri os de avaliação foram a per tinência/relevância, eficácia e sustentabilidade. Criada há 22 anos atrás Recorde-se que a Fundação Terras de Santa Maria da Feira foi criada há 22 anos pelo município de Santa Maria da Feira, personalidades do meio académico e um conjunto de prestigiadas empresas da região do Entre Douro e Vouga. A presidência da Fundação é assumida estatutariamente pela Câmara Municipal de Santa Maria da Feira.

> EMPREGO: PROGRAMA ‘ESTÍMULO’

Ajuda empresas a contratar 700 desempregados no Norte Tendo em vista potenciar a contratação de desempregados e o aumento dos respetivos níveis de empregabilidade, em sede de concertação social, o governo e os parceiros sociais aprovaram a medida ‘Estímulo 2012’, que consiste na concessão de um apoio financeiro à entidade empregadora, para estimular a contratação e formação profissional de desempregados inscritos no Centro de Emprego há pelo menos seis meses consecutivos. Esta medida está publicada na Portaria nº 45/2012 de 13 de Fevereiro. Para beneficiar do ‘Estímulo 2012’, a empresa deve celebrar um contrato de trabalho

a tempo completo e por um período não inferior a seis meses. Por outro lado, deve criar novos postos de trabalho, registando um número total de trabalhadores igual ou superior à média de trabalhadores nos 12 meses que precedem a apresentação da candidatura, acrescida do número de trabalhadores abrangidos pela presente medida. Segundo o delegado regional do Norte do IEFP, César Ferreira, o “grande objetivo desta medida inovadora é apoiar a contratação de desempregados e incentivar o emprego.” O processo de candidatura é simples: “A em-

presa deve colocar a oferta de trabalho no portal de internet NetEmprego do Instituto do Emprego e Formação Profissional (www.netemprego. gov.pt), permitindo que um conjunto alargado de desempregos se possa candidatar a essa vaga”, sublinha. O apoio financeiro, a conceder às entidades empregadoras, consiste num valor mensal correspondente a 50% da retribuição mensal paga ao desempregado contratado, com um limite de €419,22 (1x Indexante dos Apoios Sociais), durante um período máximo de seis meses. A percentagem do apoio

financeiro sobe para 60% no caso de ser celebrado contrato de trabalho sem termo ou de serem contratados desempregados com maiores dificuldades de reentrada no mercado de trabalho, nomeadamente inscritos em Centro de Emprego há pelo menos 12 meses consecutivos, beneficiários de Rendimento Social de Inserção, com idade igual ou inferior a 25 anos, com deficiência ou incapacidade, ou mulheres com um nível de habilitações inferior ao 3º ciclo do ensino básico. O apoio é pago em três prestações: a primeira no montante do indexante dos apoios sociais (€419,22), a

segunda no montante de dois IAS e a terceira no montante remanescente, após a entrega do comprovativo da formação profissional. O delegado regional do Norte do IEFP explica que outro aspeto inovador é “a formação profissional prevista nesta medida que visa assegurar perspetivas duradouras de reinserção no mercado de trabalho, através do reforço das competências dos trabalhadores abrangidos. Este aspeto é desenvolvido através de formação, em contexto de trabalho, adaptada às necessidades específicas de cada posto de trabalho”.


04-09-2012