Issuu on Google+

B6

Cidades

Paraíba - Quinta-feira, 27 de outubro de 2011

Alunos do CFO recebem R$ 1,4 mil Curso paga estudantes já no primeiro ano e tem maior concorrência do PSS com 75,8 candidatos por vaga

de Formação de Oficiais tem a duração de três anos O Cur- em regime de semi internaso de Forma- to, com carga horária total ção de Oficiais de 3.470 horas. Durante a (CFO) para Po- formação, o aluno é chalicial Militar mado de cadete e, quando Feminino foi o curso mais formado, é nomeado aspiprocurado no Processo Se- rante a oficial e é consideletivo Seriado (PSS) 2012, rado bacharel em Segurancom 379 inscritas e 75,8 ça Pública. “Após o período candidatas por vaga. Se- de oito meses no cargo, o gundo alunos do CFO, o aspirante é promovido a 2º curso exige disciplina e or- Tenente PM ou BM”, exganização. De acordo com plicou o major Rochester. o major Rochester Vale, co- As demais patentes que os mandante da Academia da aspirantes podem alcançar Polícia Militar do Estado, o são: 1° tenente, capitão, curso tem a estabilidade e major, tenente-coronel e crescimento profissional coronel. Este ano, se forcomo maiores atrativos. marão aproximadamente O cadete do 1° ano recebe 65 novos Oficiais. um salário de R$1.006,08, O coordenador de enalém de uma bolsa no valor sino, treinamento e pesquide R$430,00 do Governo sa do Centro de Educação Federal. As provas do PSS da Polícia Militar da Paraí2012 serão aplicadas em ba, major Roberto, explicou 20 e 21 de a diferença novembro (1ª entre oficial Promoção e 2ª séries, da Polícia MirespectivaApós o período de oito litar e Bommente) e 18 e Militar. meses no cargo, o aspi- beiro 19 de dezem“Um aluno rante é promovido a 2º aspirante a bro (3ª série). Tenente PM ou BM O Curso oficial da Po-

STANLEY TALIÃO

CELINA MODESTO

Major Rochester diz que procura é grande porque curso tem estabilidade e crescimento profissional lícia Militar tem uma formação mais voltada para a área de humanas, já que tem de lidar e entender o ser humano para agir nas mais diversas e adversas si-

tuações. Então, ele estuda disciplinas como psicologia e sociologia. Já um aspirante a bombeiro militar tem a formação voltada para a área de exatas e estuda dis-

ciplinas como química e física. Um bombeiro tem autoridade para emitir laudos técnicos, por exemplo, e, portanto, ele deve ter uma formação mais técnica”, es-

clareceu. Durante o curso, os alunos estudam disciplinas Jurídicas, de Conhecimento geral, Técnicas e Gerenciais, que o habilitam tanto para o serviço burocrático como para o serviço externo. Além disso, os alunos são responsáveis pela higiene e organização do quartel. De acordo com o Major Roberto, essas atividades ajudam a desenvolver a disciplina pessoal e melhoram a convivência interpessoal. “A higiene e a organização pessoal são características muito importantes e é isso o que passamos aos alunos. Assim, eles se tornam seres humanos mais disciplinados, com hábitos saudáveis, se apresentam melhor e aprendem a importância do respeito às pessoas. No primeiro ano de curso, cada aluno recebe uma plantinha e ele deve cuidar bem dela, podar e regar. A plantinha é, na verdade, um gesto simbólico de como o profissional deve tratar as pessoas”, disse.

Cadetes dizem que disciplina e organização são importantes Os cadetes do 3° ano, Thiago Carneiro e Augusto Aguiar, são símbolos de perseverança: tentaram ingressar na corporação cinco e quatro vezes, respectivamente. De acordo com o cadete Augusto, determinação e disciplina foram essenciais para continuar tentando. “Eu trabalhava na Polícia de Campina Grande, então, quis entrar no Curso de Formação porque já gostava muito do meu trabalho. O cansaço tornava o estudo mais difícil, a prova teórica foi mais difícil do que a prova prática, para mim, porque eu já tinha o condicionamento físico e treinava diariamente. A dica que eu dou é que os candidatos tenham disciplina e determinação que o sucesso será garantido”, disse. O cadete ressaltou que o curso é bastante dinâmico. “Eu gosto muito do curso, ele é super dinâmico. Aqui, além do tra-

Augusto Aguiar

Shimena Targino

Thiago Carneiro

Eu gosto muito do curso, que é muito dinâmico. Além do trabalho psicológico temos o físico e o intelectual

No início passamos 40 dias alojados na academia para ter ideia da conduta militar.”

Eu já tentei me formar em outros cursos, mas nunca me identifiquei. Então fiz o CFO.”

balho psicológico, temos o físico e o intelectual e os professores realizam muitas atividades variadas. O curso não me decepcionou de forma alguma, estou muito feliz em ter insistido

nele”, afirmou. O cadete Thiago Carneiro também afirmou que se identifica bastante com o curso. “Eu já tentei me formar em outros cursos. Cursei três períodos de

Mais sobre o curso - O aluno não pode trancar o curso e só pode repetir o ano uma vez. Caso contrário, o aluno é dispensado da corporação; - Desde o 1º ano, o aluno já pode agir como um policial formado, desde que atue dentro da lei; - Horário das aulas: das 07h30 às 12h50 e das 14h20 às 18h00; - Cadete do 1º ano: R$1.006,08 + bolsa de R$430 - Cadete do 2º ano: R$1.153,90 + bolsa de R$430 - Cadete do 3º ano: R$1.326,03 + bolsa de R$430 - Até 2007, foram formados 431 alunos; - Público-alvo: Jovens brasileiros de ambos os sexos, dentro da faixa etária dos 18 aos 30 anos de idade; - O cadete já tem inscrição na Polícia Militar do Estado da Paraíba desde o 1º ano de curso.

!

administração, dois de Relações Públicas e um de Engenharia Química, mas nunca me identifiquei. Então, resolvi me dedicar para passar no CFO. Eu treinava a parte física

diariamente e estudava à tarde e à noite, já que eu trabalhava na Polícia em Santa Rita. Nos fins de semana, além de trabalhar, eu estudava sempre que tinha tempo. Eu indico que todos que querem ingressar no Curso dediquem-se totalmente porque vale à pena”, afirmou. O cadete também falou que o curso é bastante dinâmico e cada dia é uma surpresa. “Nós sabemos as aulas que iremos assistir, mas todo dia é uma surpresa e isso é muito emocionante. Por isso gosto tanto do curso”, disse. A cadete do 3° Shimena Targino explicou a rotina do curso. “Assim que entra, o cadete fica aproximadamente 40 dias alojado aqui na Academia. Esse período serve para que o aluno de adapte à rotina do curso e aprenda hinos, canções, a importância da organização e adquira a postura militar. Essa época foi bem importante

Correio no Vestibular 2012 O Correio inicia hoje uma série de matérias com dicas sobre assuntos do PSS 2012 e sobre profissões e o mercado de trabalho. Segundo a gerente comercial do Sistema Correio, Glícia Rangel, a iniciativa faz parte do Projeto Vestibular, que começou com o

fascículo Correio Enem e agora continua com a Série PSS. “Queremos que o Jornal seja instrumento de pesquisa, informação e de responsabilidade social e criar um elo com esse leitor jovem. Aqui ele poderá encontrar uma fonte de apoio e dicas e o

para mim porque eu não tinha nenhuma idéia da conduta militar. Então, eu tive de me adaptar, mas me adaptei bem rápido. Aqui, aprendi que do que sou capaz e me superei em muitos aspectos, então, compensou bastante ingressar na instituição”, disse. Antes de ingressar no curso, a cadete estudava Relações Internacionais e, nas horas vagas, estudava a parte teórica. Além disso, ela começou a malhar e a ter aulas com um instrutor para corridas e, segundo a cadete, a parte física foi a que ela mais se dedicou durante a preparação para a prova. “A minha dica é que o candidato se esforce bastante, não desanime com os obstáculos e se informe sobre o curso porque muitos que entram desistem porque não sabiam que o curso exigia disciplina e organização ou não se adaptaram a rotina militar”, disse.

!

Correio quer ser parceiro dele nessa etapa difícil”, afirma. O hotsite do Projeto Vestibular continua no www.portalcorreio.com. br e os estudantes podem interagir com dúvidas e sugestões através do email vestibular@correiodaparaiba.com.br.


Correio no Vestibular 2012