Issuu on Google+

Vamos reciclar a informação. Ao ler este impresso, não jogue nas vias públicas, passe para outro ler.

SERVIDORES DA PREFEITURA PODEM ‘CRUZAR OS BRAÇOS’ CARAMBEÍ, 08 DE março DE 2014| EDIÇÃO 57| ANO II * DISTRIBUIÇÃO SEMANAL * EDITOR: GLEYDSON CARLOS

O presidente do SINDSERV – Sindicato dos Servidores Municipais de Carambeí, Júlio Horn, confirmou que os funcionários da secretaria municipal de Saúde poderão cruzar os braços a partir da próxima semana. “Foi elaborado um termo de compromisso entre os funcionários e o prefeito Osmar Blum

(DEM), mas ele voltou atrás e decidiu não assinar o documento em que se comprometia com algumas reivindicações da classe que está exigindo entre outras coisas uma recomposição salarial com abono de 25%, no qual deverão ser adicionados valores referentes à insalubridade e periculosidade”,

* r$ 3,00 NA REDAÇÃO

disse ele, ao informar que a data base de reajuste é março. “Eles querem nos dar entre cinco e seis por cento de aumento, mas na verdade temos direito em 6% apenas de recomposição, com base no INPC e mais 2% de promoção de antiguidade que temos direito a cada dois anos”, comentou Júlio.

CÂMARA GASTA R$ 27 MIL EM DIÁRIAS


2

MARCAS DA HISTÓRIA

OPINIÃO

A coluna desta semana fala um pouco da história do Carnaval e Quaresma

CORREIO | Carambeí | Sábado, 08 de março de 2014

| MARCAS DA HISTÓRIA | por Edi Raquel Bueno

| EDITORIAL | editor.correio@gmail.com notícia de uma possível paralisação de servidores, especialmente, na área de Saúde, trouxe à tona mais uma vez um dos problemas que aflige a administração local: gastos excessivos com o funcionalismo público. A folha de pagamento inchada dos servidores; os mesmos que prometem cruzar os braços, caso suas

reivindicações por melhores salários e condições de trabalhos não sejam atendidas. As reivindicações são legitimas, não há duvidas. No entanto, os munícipes não podem ser prejudicados pela falta de atendimento! É necessário que o Poder Executivo assuma suas responsabilidades, evitando promessas futuras

Carnaval e Quaresma

que não poderão ser cumpridas novamente. Chegou a hora de gerir a crise. Este é o desafio! Se não há dinheiro em caixa para que haja um aumento de salário, se faz necessárias ações mais concretas como a exoneração de cargos de confiança, por exemplo, a fim de livrar o orçamento municipal. Não adianta ficar chorando pelo leite derramado. É preciso entender as reivindicações dos funcionários e ver a melhor maneira de resolvê-la. ! Afinal, esses são os responsáveis pelo andamento dos postos de Saúde e muitas vezes pelo atendimento propriamente dito à população. Sinceramente, a população não quer pagar para ver até onde vai à queda de braço entre Prefeitura e Sindicato!

| SERVIÇOS | OBITUÁRIOS

Não foi divulgado.

TELEFONES ÚTEIS Agência do Trabalhador (42) 3231-4824 Biblioteca Municipal (42) 3915-1059 Centro Municipal de Saúde (42) 3231-1122 Fundação Batavo (42) 3231-1200

EXPEDIENTE

A

É preciso gerir a crise!

C

arnaval é uma festa que se originou na Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C.

A palavra Carnaval é originária do latim, carnis levale, cujo significado é retirar a carne.

Através dessa festa os gregos realizavam seus cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção. Um período de festas regido pelo ano lunar no cristianismo da Idade Média.

E está relacionado com o jejum que deveria ser realizado durante a quaresma, e também com o controle dos prazeres mundanos.

A festa carnavalesca surgiu a partir da implantação, no século XI, da semana santa para a Igreja Católica, antecedida por 40 dias de quaresma. A história do carnaval tem suas origens na antiguidade sendo uma festa tradicional e popular que chegou ao Brasil durante a colonização, é a festa popular mais celebrada no Brasil e que, ao longo, do tempo tornou-se elemento de cultura nacional. Porém, o carnaval não é uma invenção brasileira nem tampouco realizado apenas neste pais. A sua história remonta à antiguidade, tanto na mesopotânia quanto na Grécia e em Roma. Já o Brasil criou e exportou o estilo de fazer carnaval com desfiles de escolas de samba para outras cidades do mundo. O carnaval do Rio de Janeiro está hoje no Guinnes Book como o maior carnaval do mundo.

PRESS CARAMBEÍ GLEIDSON CARLOS GREINERT - MEI CNPJ: 13.836.805/0001-11 END. RUA BELO HORIZONTE, 61 JARDIM BRASÍLIA CONTATOS: REDAÇÃO (42) 9937 - 9077 editor.correio@gmail.com FINANCEIRO/ COMERCIAL (42) 9926-0580 propaganda.correio@gmail.com JORNALISTA RESPONSÁVEL Gleidson Carlos Greinert DEP. COMERCIAL/FINANCEIRO Gisele Povaz IMPRESSÃO: GRAFINORTE /APUCARANA - PR

Isso demonstra uma tentativa da Igreja Católica de enquadrar uma festa pagã.

A Igreja considera a época uma das mais importantes do ano. Esse período é uma espécie de preparação para a páscoa, quando Jesus Cristo ressucitou, depois de ter sido morto e crucificado.

Quaresma representa o preparo espiritual, essa época exige alguns sacrifícios e reflexão.

Frei Salvino Romero explica que o sofrimento de Cristo até ressucitar serve como referência, aconselha fazer alguns sacrifícios durante 40 dias. Como não comer carne nas sextas-feiras, sexta-feira santa e quarta-feira de cinzas, o que seria uma prática penitencial. O ato de comer carne está ligado a festas e banquetes, por isso o não comer esse alimento, lembra para nós uma simplicidade.

Mas o mais importante do que passar privações, é que o período seja um momento de reflexões. E que o exemplo de Cristo nos ajude a passar por uma mudança interior.

“Quaresma é esse tempo penitencial. Três práticas essenciais para o período são a oração, a caridade e o jejum. São quarenta dias para que possamos refletir, crescer na conversão e na abertura para Deus. É tempo também de caridade, de partilhar com o irmão, de perdão, de conhecer mais a palavra de Deus e de ver melhor Cristo no irmão”


3

PODER

CORREIO | Carambeí | Sábado , 08 de março de 2014

Vereadores gastam R$ 21 mil com diárias

A

Da Redação

GASTOS COM DIÁRIAS

pós ter divulgado um balanço que revela economia nas contas do Legislativo Municipal, os vereadores poderão alterar a lei que trata sobre a concessão de diárias para viagens dos parlamentares. A mudança, proposta pelo vereador Bauke De Geus (DEM) quer acrescentar uma diária a mais no caso de uma viagem com pernoite. Atualmente, se a viagem do vereador ou servidor pernoita, ele tem direito a duas diárias. Conforme a justificativa do projeto, que visa reajustar os valores das diárias, assinado pelo vereador Bauke De Geus (DEM), “considerando que o atual valor de diárias é insuficiente para custear as despesas de locomoção dos vereadores e servidores quando a serviço e no interesse do Poder Legislativo Municipal”, considera o texto. “Objetivando garantir que aos vereadores e servidores desta Casa de Leis quando serviço e no interesse do Poder Legislativo Municipal possam utilizar-se de hospedagem, embora sem luxo, digna e com o mínimo de conforto”, diz o documento. Os destinos são, em sua maioria, Curitiba, viagens para cursos e compromissos políticos como solenidades de entregas de veículos e equipamentos para o Município, visitas aos gabinetes dos deputados, consultas ao Tribunal de Contas (TCE) e a secretarias do Governo do Estado. Para vereadores e assessores, os valores de diárias sem pernoite é de R$ 100, enquanto que para servidores é R$ 70,00. O CORREIO, com base no relatório de diárias do ‘Portal da Transparência’, no site do Legislativo, revelam que a Câmara de Vereadores gastou em 2013, aproximadamente R$ 27.520,00 com despesas de viagens, sendo R$ 21.200,00 gastos pelos vereadores e R$

Valores foram gastos pelos vereadores em 2013 com diárias de viagens. | Foto: Arquivo.

6.320,00 pelos servidores. Para o presidente da Casa, vereador Jeverson Gomes da Silva (PDT) considera que houve economia com relação à concessão de diárias neste primeiro ano da nova administração. “Com dois vereadores a menos, em 2012, a Câmara gastou praticamente um pouco mais que nós neste primeiro ano, R$ 26.210,00, quando limite é de R$ 36 mil”, assinalou. “A gente tem economizado ao máximo, orientado todos os vereadores sobre o uso com cautela de diárias, mas não podemos proibir ninguém de pedi-las. É da consciência de cada um de nós, afinal não é porque temos a verba exclusiva para isso, que precisamos usar tudo”, disse o presidente. A reportagem também elencou o ranking com os gastos dos vereadores com diárias (ver infográfico). O vereador Ilson Caninana (PSC) liderou a lista de gastos, com R$ 4,5 mil . “Realmente fiz muitos cursos ao longo de 2013. Todos muito produtivos. Porque o vereador não tem que ficar aqui na Câmara, tem que sair, se reunir com os demais ve-

Ilson Caninana (PT) R$ 4.500,00 Bauke De Geus (DEM) R$ 3.200,00 Anderson Ventura (PROS) R$ 3.200,00 Jussara Tonon (PTN) R$ 2.500,00 Juraci Ribeiro (PPS) R$ 2.300,00 Jeverson Gomes (PDT) R$ 1.600,00 Joel Aparecido (DEM) R$ 1.200,00 Henrique Harms (PP) R$ 1.200,00 Elisangela Pedroso (PRB) R$ 900,00 Élio Ratinho (PT) R$ 500,00 Inácio Povaz Filho (DEM) R$ 100,00

readores de outras cidades trocar ideias e experiências”, justificou o parlamentar, ao acrescentar que superou os demais colegas nos gastos, porque participou de um Fórum do Taxista Empreendedor em Foz do Iguaçu (PR). “Foram três dias lá, mas eu trouxe o comprovante que estava lá, como exige a lei municipal”, destaca. “Estava em nome da Câmara, pois tenho um projeto de lei para regulamentar e profissionalizar os taxistas de nossa cidade, que está na rota do turismo”. O CORREIO também ouviu o autor da proposta, que é o segundo vereador que mais gastou em 2013 com diárias, Bauke De Geus (DEM), que despendeu em 2013, R$ 3,2 mil com diárias. “Todas as minhas viagens foram a serviço do Município. Fiz sete cursos, porque a gente precisa se especializar, conhecer a realidade de outras cidades”, comentou Bauke, ao falar sobre a proposta que visa alterar a lei da concessão de diárias. “é uma pequena modificação, apenas porque antigamente você encontrava um hotel a R$ 100 reais. Hoje, por conta da Copa, não tem esse preço. A gente não quer mordomia, mas pelo menos se hospedar com dignidade, afinal está a interesse do Munícipio”.

Cafezinho Bastidores do poder!

Maconha O Congresso Nacional decidiu abrir o debate sobre a legalização do uso recreativo e medicinal da maconha. O tema é tabu e provoca desconforto quando é abordado. Mas os senadores, provocados por uma proposta de iniciativa popular, mostraram-se dispostos a discutir o assunto. A votação ainda neste ano, no entanto, está descartada. Cautelosa, a presidente da Comissão de Direitos Humanos, senadora Ana Rita (PT

-ES), onde a proposta está em debate, diz que há outras prioridades. Para Ana Rita, que afirmou não ter posição sobre a ideia de regulação do uso da maconha, uma tramitação mais ágil no Senado dependerá da pressão da sociedade. “Não será votado neste ano, temos uma agenda espremida pela eleição. Mas o Senado tem que ter a capacidade de abrir o debate sem juízo de valor, ouvindo todos os setores”, afirmou.

Roberto Requião Passada a derrota na eleição para o comando do PMDB de Curitiba e o Carnaval, o senador Roberto Requião retoma sua agenda de viagens pelo interior do Estado, em busca de apoio interno para tentar uma nova candidatura ao governo. Sexta, Requião estará em Cornélio Procópio. Além de defender candidatura própria do partido para o governo do Estado e para o Senado, Requião está reco-

lhendo material para finalizar uma proposta para recuperar as finanças do Paraná.

Requião II No sábado, o senador atende a imprensa e depois segue para Jacarezinho (Norte Pioneiro). Depois, vai para Ponta Grossa. Este ano o senador já esteve em Irati, Pitanga, Laranjeiras do Sul, Campo Mourão, Umuarama, Paranavaí, Cambé, Maringá

e Apucarana. “Eu tenho feito avaliações das reuniões que realizo no interior com os companheiros do velho PMDB de guerra e cheguei a uma conclusão definitiva: 90% do partido quer disputar o governo do Estado com candidatura própria”, garante ele.

Requião II Os ministros do governo federal e magistrados que pretendem concorrer a um cargo eletivo, nas eleições de outubro, têm um mês para deixar os cargos. O prazo de desincompatibilização termina no dia 5 de abril, seis meses antes do primeiro turno. A regra está prevista na Lei de Inelegibilidades (Lei Complementar nº 64/1990), que estabelece os prazos para que agentes públicos saiam

do governo para não ficarem inelegíveis.De acordo com a lei, além de ministros de Estado e magistrados, presidentes, diretores e superintendentes de empresas públicas, bem como chefes de órgãos que fazem assessoramento direto, também devem pedir exenoração na mesma data. Candidatos à reeleição para os cargos de governador e presidente da República não precisam deixar o cargo.


4

CORREIO | Carambeí | Sábado, 08 de março de 2014

PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

CORREIO | Carambeí | Sábado, 08 de março de 2014

5


6

GERAL

CORREIO | Carambeí | Sábado, 08 de março de 2014

Servidores ameaçam greve por salário O Da Redação

presidente do SINDSERV – Sindicato dos Servidores Municipais de Carambeí, Júlio Horn, confirmou que os funcionários da secretaria municipal de Saúde poderão cruzar os braços a partir da próxima semana. “Foi elaborado um termo de compromisso entre os funcionários e o prefeito Osmar Blum (DEM), mas ele voltou atrás e decidiu não assinar o documento em que se comprometia com algumas reivindicações da classe que está exigindo entre outras coisas uma recomposição salarial com abono de 25%, no qual deverão ser adicionados valores referentes à insalubridade e periculosidade”, disse ele, ao informar que a data base de reajuste é março. “Eles querem nos dar entre cinco e seis por cento de aumento, mas na verdade temos direito em 6% apenas de recomposição, com base no INPC e mais 2% de promoção de antiguidade que temos direito a cada dois anos”, comentou Júlio.

Durante reunião realizada na semana passada com os funcionários, o presidente do sindicato destacou que até esta sexta-feira (7) deve publicar edital de convocação de assembleia que decidi-

rá ou não pela deflação da greve. “Nós vamos notificar o prefeito. Se os funcionários quiserem mesmo parar, teremos que fazer tudo dentro da legalidade”, afirmou Horn. “Vamos convocar a todos os servidores para participar da assembleia, inclusive do Parque de Máquinas”.

Na opinião dele, o prefeito desrespeitou o acordo firmado com os servidores que previam estas reivindicações. “Elaboramos juntos, mas na hora de assinar o prefeito se recusou, disse que iria solicitar um parecer jurídico sobre o assunto. Foi quando recebemos um oficio assinado pelo chefe de Gabinete, Márcio Taques, sugerindo que o termo assinado não tem nenhum valor legal”, destacou o presidente ao destacar que ele [prefeito] agiu de má fé. “Não quis assinar o documento para não se comprometer. Diz que não tem como fazer por causa do Limite Prudencial, mas para aumentar o próprio salário e dos seus secretários (em torno de 40%) ele tinha”, desabafou. A reportagem teve acesso ao parecer jurídico emitido pela assessoria da Prefeitura, com a assinatura do chefe de Gabinete. “Inicialmente, cumpre destacar a louvável

iniciativa do Sindicato dos Servidores Públicos de Carambeí em relação a melhoria das condições de trabalho dos servidores nesta administração”, começa o parecer.

No documento, a assessoria questiona a legalidade do Termo de Compromisso, visto que, de acordo com documento, “a negociação coletiva acontece via acordo Coletivo ou Convenção Coletiva, juntos aos órgãos de classe, isto é Sindicatos de Classe a que o servidor se vincula. Pode-se verificar que tal documento é apenas uma premissa em relação à negociação sindical propriamente dita, a qual deveria seguir trâmites legais, que não ocorreu”, diz. O parecer destaca ainda que no tocante a revisão salarial pleiteada, bem como o abono salarial de 25%, é necessária analisar de forma financeira o impacto nas despesas com pessoal, onde não pode ultrapassar o limite prudencial fixado por legislação própria e fiscalizado pelo Tribunal de Contas (TCE). “[...] Salienta-se que atualmente o Município de Carambeí, encontra-se a margem de tal limite, como comprova documento demonstrativo em anexo”, esclarece.

Mortes nas rodovias estaduais caem 54% durante o Carnaval

O relatório parcial da “Operação Carnaval” nas rodovias estaduais, realizada pelo Batalhão de Polícia Rodoviária, registrou 10 mortes nas estradas do Paraná durante o feriado, contra 22 no Carnaval de 2013, uma redução de 54,55%. A unidade também emitiu 8.437 autuações de trânsito neste período, 44,25% mais que ano passado, em que foram 5.849 autuações. O número de acidentes foi quase o mesmo - subiu de

165 para 166. Os dados correspondem ao período das 14h de sexta-feira (28) até as 14h desta quarta-feira (05)

“A operação foi extremamente positiva, já que conseguimos manter estável o número de acidentes e reduzir bastante o número de mortes, mesmo tendo um maior número de veículos circulando pelas rodovias. Quanto às notificações, a maioria é identificada por radares e muitas

por excesso de velocidade e embriaguez”, avalia o comandante do Batalhão da Polícia Rodociária, tenente-coronel Daniel dos Santos. “No litoral, nesta quarta-feira (05), contamos com o apoio do Batalhão de Operações Aéreas (BPMOA), que nos auxiliou na fiscalização com uma aeronave. Alcançamos o objetivo em relação à preservação de vidas nas estradas”, completa. A fiscalização da Polícia Ro-

doviária Estadual também foi intensa em relação à embriaguez ao volante. O BPRv realizou em todo o Paraná nestes cinco dias 2.390 testes etilomêtricos – com bafômetro - 47,62% mais que no Carnaval de 2013, quando foram 1.619. Durante os cinco dias foram registradas 15 prisões por embriaguez no Paraná e 48 notificações. O relatório apresenta ainda aumento no número de feridos, que subiu de 153 em 2013 para 175 neste ano, uma diferença de 14,38%. Neste Carnaval foram registrados quatro atropelamentos, enquanto no feriado do ano passado foram dois. Os policiais militares do Batalhão da Polícia Rodoviária fazem blitzes nas rodovias, fis-

calizações de velocidade com o auxílio de radares fotográficos e, também, da ingestão de bebidas alcoólicas com o uso de aparelhos de bafômetro. “O policiamento rodoviário é realizado em todas as rodovias sob a jurisdição da polícia rodoviária estadual, isto é, em 12.421 quilômetros, para coibir os excessos”, explica o tenente-coronel.

Nos trechos de rodovias estaduais no Litoral, a Polícia Rodoviária Estadual também realizou diversas fiscalizações. Nestes trechos não foi registrada nenhuma morte durante o Carnaval. Foram emitidas 1.199 autuações de trânsito neste período, 54,10% a menos que no feriado do ano anterior, com 2.612 emissões.


7

COTIDIANO

CORREIO | Carambeí | Sábado, 08 de março de

BRF nega a intenção de vender Batavo

N

Da Redação

os últimos dias, o setor econômico do país ficou em alerta após rumores de que a BRFoods, dona das marcas Sadia e Perdigão, teria a intenção de negociar parcialmente, ou integralmente, a sua divisão de lácteos. Contudo, as informações parecem ter ficado mesmo somente no rol das especulações. O presidente da companhia, Cláudio Galeazzi, disse ter havido uma “falha de comunicação” na informação divulgada pela empresa na quarta-feira. “Contratamos o (banco) Itaú BBA para vermos oportunidades que possam existir, sejam de joint venture ou associação, mas elas excluem venda parcial, ou total, da área de lácteos”, disse o executivo, braço direito de Abílio Diniz, que assumiu a presidência do Conselho de Administração da empresa em abril do ano passado e desde então vem comandando uma ampla reestruturação nos seus negócios. A BRF é líder em vendas de carne de frango no mundo e a quarta maior exportadora do país. No mercado de leite e derivados a empresa atua com as Marcas Batavo e Elegê, tendo participação de 10,7% das vendas.

Na área de lácteos, além da Batavo, a companhia é dona também da marca Elegê. | Foto: Divulgação.

Lucro da BRF desaba no 4º tri O lucro líquido da empresa de alimentos BRF recuou 60 por cento no quarto trimestre de 2013, para 208 milhões de reais, por gastos financeiros e despesas operacionais mais elevados em um ambiente de vendas mais fracas no mercado interno. As informações são da revista Exame. A empresa líder nas vendas globais de carne de frango e quarta maior exportadora do país encerrou o ano, contudo, com lucro de 1,1 bilhão de reais, alta de 38 por cento ante 2012. A BRF teve lucro líquido de

208 milhões de reais nos últimos três meses de 2013, abaixo das estimativas, ante 520 milhões de reais no mesmo período do ano anterior, informou a empresa nesta quintafeira. A média das estimativas em relatórios de seis bancos e corretoras apontava para uma queda de 44,3 por cento no lucro, para 313 milhões de reais. A receita líquida somou 8,2 bilhões de reais no trimestre, alta 0,8 por cento na comparação anual. O volume total de vendas, contudo, caiu 8,1 por cento na mesma comparação, para 1,5 milhão de toneladas.

Avenida recebe nova pintura de faixa

O município está recebendo nova sinalização de trânsito horizontal com faixas de pedestres pintadas de branco e vermelho. A intenção é tornar a sinalização mais visível para pedestres e condutores de veículos. O Detransede já realizou a pintura da nova faixa na Avenida do Ouro, esquina com Rua dos Brilhantes. Carambeí esta entre os primeiros dez municípios do Estado a aderir a cor vermelha na sinalização horizontal.

De acordo com Antonio Joel Cosa, diretor do Detransede , as faixas em frente ao Colégio Estadual Júlia Wanderley e também a BRF serão repintadas obedecendo o novo padrão de cores. Ele explica que gradativamente todas receberão a cor vermelha, sendo que nos pontos de maior fluxo de pedestres serão construídas as faixas elevadas, que também tem a função de reduzir a velocidade de veículos, além de facilitar

a passagem de cadeirantes. O diretor do Detransede esclarece que a mudança obedece determinação do Código de Trânsito Brasileiro (CTB), que estabelece as condições e locais em que sinalização horizontal deve ser colocada, como expõe o artigo 80, que diz que deve tornar “perfeitamente visível e legível durante o dia e a noite, em distância compatível com a segurança do trânsito”

‘Minha Casa’ em Carambeí Das Assessorias Da Redação

O Programa Minha Casa Minha Vida Rural beneficiou oito famílias de Carambeí e este ano deverá atender mais 11 famílias, no primeiro semestre. As moradias em alvenaria substituem as edificações precárias em madeira , trazendo mais dignidade e cidadania aos pequenos produtores rurais. O programa é um trabalho que conta com parcerias entre Cohapar, Emater, Caixa Econômica Federal, Banco do Brasil, Governo do Estado e Prefeitura Municipal objetivando a promoção e reordenamento das políticas públicas habitacionais no meio rural. As secretarias municipais de Planejamento e de Assistência Social trabalham na identificação das famílias beneficiadas, realização de cadastro, levantamento de documentos e orientações. De acordo com Sergio Rodrigues da Luz, secretário municipal de Planejamento e Urbanismo, os pequenos produtores rurais que estão sendo beneficiados são aqueles que tem rendimento anual de 120 reais até 15 mil e que não

possuem moradia adequada edificada em sua área rural. A moradia com 46,74m² tem um subsídio de R$ 28.500,00 sendo R$18.981,00 para materiais de construção e R$9.519,00 para o custeio da mão de obra. Cabe ao beneficiado o pagamento de quatro parcelas anuais de R$285,00 para quitação do imóvel, sendo que a primeira vence um ano após a assinatura do contrato. Ele explica que além das quatro parcelas , a contra partida dos beneficiados é a participação em palestras e atividades promovidas pela Emater e Prefeitura Municipal. As palestras abordam temas pertinente ao trabalho no campo e a preservação do meio ambiente, buscando alternativas e ações de crescimento para as famílias envolvidas . O secretário comenta que as primeiras oito famílias estão na localidade do Jotuva e Ciganas, sendo que as próximas moradias irão beneficiar pequenos produtores rurais da região do Catanduva.


IMPORTANTE: Serão publicadas apenas fotos com boa resolução.

8

Nicinha Pompeo

nice.correio@gmail.com

SOCIAL

CORREIO | Carambeí | Sábado, 08 de março de 2014

Quem comemora idade nova é Gabriela Freytag. Homenagens de seus Em comemoração ao aniveramigos e sário de 62 anos Reinaldo Dias familiares. Nascimento, rodeado pelos seu bisnetos Ryan,Juarez Junior,Livia e Maria Helena. Felicidades aos recém-casados Gracielle Agostinho e Almir Rogério Varrasquim.

Belíssima, Juh Lima.

Ondina Bueno Menarim comemorou 87 anos junto com seus familiares e amigos, muitas felicidades.

Grupo ‘Trintões do Samba’ animou o Carnaval em Carambeí.

Parabéns, Elenice Raimundini. Ela comemora idade nova.

Pose especial, Eduarda de Paula.


Correio Carambeiense