Page 1

Vamos reciclar a informação. Ao ler este impresso, não jogue nas vias públicas, passe para outro ler.

CARAMBEÍ, 14 DE fevereIRO DE 2014| EDIÇÃO 54| ANO II * DISTRIBUIÇÃO SEMANAL * EDITOR: GLEYDSON CARLOS

ESTRADA QUE DÁ ACESSO À IGREJA causa divergências entre fiéis

REVITALIZAÇÃO TEM CONTRATO CANCELADO


| EDITORIAL | editor.correio@gmail.com

A

OPINIÃO

Leia na coluna ‘Marcas da História’ desta semana a segunda parte da história da Paróquia Imaculada Conceição, me fotos.

O patrimônio histórico e cultural

Capela Imaculada Conceição, localizada em Catanduvas de Fora, é um dos mais importantes patrimônios histórico e cultural do Brasil. O local já foi pouso de passagem das tropas. A sua praça abriga um monumento que faz menção honrosa a um dos mais importantes moradores da região, João Oliveira Carmo, um dos pracinhas que tombou durante a batalha de Monte Castello na Itália, em 1945. A imponente construção em estilo colonial e barroco, já recebeu a visita ilustre de D. Pedro I por volta do século XVIII que, ao passar por Castro, deixou um lustre de presente à Igreja Matriz. Com 151 anos de existência, a capela é um dos monumentos mais antigos do Paraná. Muito mais que um templo

religioso, a capela Imaculada Conceição em Catanduvas representa parte da história que merece ser preservada. Também se faz necessária uma intervenção mais direta do poder público, propondo parcerias com representantes da igreja e a criação de mecanismos que visem à preservação desse relevante patrimônio que vem sofrendo com a força e o desgaste do tempo. O prejuízo com a perda das características arquitetônicas é evidente, seja pela ação do tempo ou mesmo pela manutenção e reformas por parte de profissionais que não dominam a arte da preservação arquitetônica. A comunidade precisa ficar atenta, e deve ser a primeira a cobrar ações tanto das autoridades eclesiásticas quanto das políticas para preservar esse patrimônio histórico e cultural, que é de todos os paranaenses.

CORREIO | Carambeí | Sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

| MARCAS DA HISTÓRIA | por Edi Raquel Bueno

M

A história da Paróquia Imaculada Conceição

eus amigos quando recebi das mãos do senhor Estanislau Wichnievski, o material para fazermos

a matéria sobre a construção da nossa Matriz. Junto havia algumas fotos dessa época, que achei interessante compartilhar com

vocês. Que com certeza como eu, curtem o nosso passado.

Primeira missa após conclusão de construção – Natal de 1975. Fonte: Livro Tombo 804-KB.

Benção da igreja após sua conclusão – 0401-1976 – Fonte: Livro Tombo 827-KB.

Primeira missa após conclusão de construção – Natal de 1975. Fonte: Livro Tombo 804-KB.

Diretoria de construção da igreja – Fonte: Amadeu Schipanski – 195KB.

Festa para construção da igreja – Fonte: Livro Tombo – 242KB.

| SERVIÇOS | OBITUÁRIOS JOSEPHA M. BONAWITZ

TELEFONES ÚTEIS Agência do Trabalhador (42) 3231-4824 Biblioteca Municipal (42) 3915-1059 Centro Municipal de Saúde (42) 3231-1122 Fundação Batavo (42) 3231-1200

EXPEDIENTE

2

MARCAS DA HISTÓRIA

Primeira comunhão em 10-07-1972, igreja em construção – Fonte – 205KB.

PRESS CARAMBEÍ GLEIDSON CARLOS GREINERT - MEI CNPJ: 13.836.805/0001-11 END. RUA BELO HORIZONTE, 61 JARDIM BRASÍLIA CONTATOS: REDAÇÃO (42) 9937 - 9077 editor.correio@gmail.com FINANCEIRO/ COMERCIAL (42) 9926-0580 propaganda.correio@gmail.com JORNALISTA RESPONSÁVEL Gleidson Carlos Greinert DEP. COMERCIAL Gisele Povaz


PODER

CAMPANHA ELEITORAL A campanha de 2014 já começou, pelo menos para os dois principais pré-candidatos ao governo do estado.

CORREIO | Carambeí | Sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

PT perde diretório

O

Da Redação

Partido dos Trabalhadores (PT) perdeu o diretório municipal, após um erro de inscrição no Processo de Eleições Diretas (PED) junto ao diretório estadual. “O PT é o partido mais organizado que existe no Brasil, porém, algumas coisas são burocráticas. Isso é um exemplo. Nós tínhamos uma chapa única, unânime, montada. Dentro do prazo, fizemos todo o trâmite, mas ao invés de registrarmos a chapa no diretório estadual, registramos no diretório federal. A confusão foi no envio dos dados, pois existe uma pequena diferença entre os endereços eletrônicos. Até que, às vésperas do PED, recebemos um e-mail dizendo que não havia nenhuma chapa registrada de Carambeí”, explicou o ex-presidente da sigla, Ronaldo Bueno. Segundo Bueno, mesmo com o erro, houve uma orientação estadual para que fosse realizado normalmente todo o processo de eleição, que ocorreu, simultaneamente, em todo o país em novembro de 2013. “Um membro da executiva estadual nos orientou à realizarmos o processo eleitoral normal. E que até o começo de fevereiro haveria uma nova orientação. E foi o que fizemos, pois cumprimos todos os prazos e as datas exigidas no PED, reali-

Cafezinho Bastidores do poder!

Sem combustível? Alunos universitários que utilizam do transporte intermunicipal noturno para Ponta Grossa procuraram o CORREIO para denunciar a falta de combustível num dos ônibus da Prefeitura, conhecido por ‘Dinão’, que teria ficado sem combustível ao fim das aulas. Alunos tiveram que ser divididos em outros ve-

ículos. “Sempre dizem que não podem carregar ninguém de pé, mas desta vez viemos amontoados”, relatou um estudante. A reportagem procurou a Prefeitura, que através de sua assessoria de Comunicação informou que o ônibus teve, na verdade, um problema mecânico e não a falta de combustível.

Polarização

Ronaldo Bueno, ex-presidente do diretório municipal do PT. Foto: Arquivo CORREIO.

zamos o seminário e elegemos o diretório”, ressaltou. Porém, de acordo com ele, a executiva estadual do PT não aceitou a inscrição, e determinou que seus integrantes elegessem uma comissão provisória. “Estamos aguardando novas orientações, mas não há o que fazer, pelo menos neste ano. Temos que esperar novas eleições”, destacou Bueno, ao acrescentar que nos

Para quem acha que ainda está tudo muito tranquilo para as eleições de outubro, se engana. Algumas movimentações políticas já estão ocorrendo e, poderão definir, inclusive, votações futuras em Carambeí. Sem Marcelo Rangel (PPS), a campanha, principalmente, para deputado estadual, poderá estar po-

larizada entre o empresário, Márcio Paulik (PDT), que tem como principal cabo eleitoral o presidente da Câmara Municipal, vereador Jeverson Gomes da Silva (PDT), e Plauto Miró Guimarães (DEM), que terá como cabo eleitoral o prefeito Osmar Blum (DEM) e também a maior parte dos vereadores aliados ao governo.

deral. “O programa é um sucesso e atende a demanda por casas em todo o Brasil”.

Ela também chamou a atenção para a privatização da rodovia PR-323 entre Maringá e Iporã, proposta pelo governo estadual. Pela proposta apresentada até agora, serão duas praças de pedágio a cada 100 quilômetros, totalizando perto de R$ 8. Gleisi disse que isso é inadmissível. “É muito caro. Nas privatizações do governo federal, o mesmo trecho terá pedágio com tarifas perto de R$ 4. É preciso ter compromisso com a verdade, governador”, afirmou. *C om informações da FolhaPress.

próximos dias será convocada uma reunião sobre a eleição que definirá o presidente e os novos membros da provisória. O ex-presidente ressalta que outros diretórios municipais também enfrentaram problemas e terão que passar pelo mesmo processo. “Foi um erro coletivo, pois infelizmente não verificamos, ou ligamos para lá para ver se chegou o e-mail e se estava tudo ok”.

Beto e Gleisi trocam ‘farpas’ O jogo está aberto: No último sábado, dois dos principais pré-candidatos ao governo do Paraná em 2014 deram um gostinho de como deve ser as eleições. Beto Richa, que pretende disputar a reeleição, e Gleisi Hoffmann, ex-ministra da Casa Civil, não se acomodaram e partiram para as farpas e críticas. Eles apareceram lado a lado num encontro com agricultores em Quarto Centenário (região central) e na inauguração de 603 casas populares

3

em Umuarama (Noroeste). O motivo das farpas foram mais uma vez a discórdia entre o governo federal e o governo do estado no que engloba os repasses financeiros.

o tucano, no encerramento de seu discurso, aproveitou e fez duras críticas ao governo federal, cobrando mais investimentos e a liberação de empréstimos ao Paraná.

Em Quarto Centenário, Gleisi estava “pipocante”, brincou com os presentes, subiu em uma colheitadeira e até jogou grãos para o alto, e para completar foi recebida no evento aos gritos de “governadora”. Em tom festivo, ela falou antes que Richa. Já

Já em Umuarama, os dois participaram da inauguração de casas populares do programa Minha Casa, Minha Vida. Na cidade, Richa falou antes de Gleisi e tentou ser ameno em seu discurso. Elogiou o programa habitacional do governo fe-

Sob o calor de quase 40 graus, Gleisi manteve a suavidade até perto do final do discurso. Mas, quando o público achava que ela iria encerrar a fala, veio a alfinetada: A petista se dirigiu ao governador e disse que a presidente Dilma Rousseff tem respeito pelo povo do Paraná e “só não autoriza repassar os recursos para quem não está com as contas em dia”, rebateu.


4

CORREIO | CarambeĂ­ | Sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

PUBLICIDADE


PUBLICIDADE

CORREIO | CarambeĂ­ | Sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

5


6

Neste final de semana, ocorre uma consulta aos moradores sobre o fechamento ou não de uma das principais vias de acesso à Capela.

Igreja consulta fiéis sobre fechamento H

COTIDIANO

POLÊMICA

Da Redação

á 11 km de Carambeí, a Capela Imaculada Conceição sobrevive à força e o desgaste provocado pela força do tempo. Aos 151 anos de existência, pois se acredita que ela foi erguida no século XVII, a igrejinha, localizada na região de Catanduvas de Fora, possui um estilo colonial barroco. Ela foi construída sob alicerces de cantaria (pedra) e paredes feitas de taipa de pilão (barro socado), sendo reforçada por gaiolas de madeira (aroeira). É o templo mais antigo que se tem notícia nos Campos Gerais. Há pouco tempo, a capela recebeu uma restauração, pois ameaçava desabar. A comunidade local se uniu, criou uma comissão para organizar a restauração do patrimônio histórico. “A gente foi atrás de recursos na comunidade e nas indústrias”, comenta o aposentado, Gerson Sviercoski, membro da comissão. Ao iniciar a restauração, de acordo com Sviercoski, o primeiro passo foi à retirada do telhado. Em seguida à armação. “Nós substituímos o reboco que estava caindo, e foi aí que vimos algumas rachaduras de grande porte. A gente seguiu a reforma até 2010, até quando tínhamos recursos”, disse ele. “Nesta época, a Prefeitura fez a proposta de tombar o prédio como patrimônio histórico. Conversaram com o padre e tudo foi acertado, mas até hoje nada aconteceu. Então, se decidiu dar sequência à restauração”. De acordo com Gerson, a igreja vem sendo danificada pelo tráfego pesado de veículos. “Diariamente passam caminhões e carretas de até 60 toneladas muito próximo da torre da igreja. Temos que proteger esse patrimônio para as próximas gerações”, justifica. Para garantir a integrida-

Consulta à população sobre o fechamento da estrada será nesse domingo.| Foto: Arquivo CORREIO.

de do imóvel, segundo ele, é que a comissão organizou uma consulta à comunidade. “Não vamos fechar a estrada, mas sim desviar o curso dela, por cerca de 70 metros. A ideia consiste apenas em retirar o tráfego pesado. Ela começa antes da igreja, passando pela frente do cemitério e sai normalmente no asfalto. Incorporando inclusive o salão da igreja”, destaca Sviercoski. “Além de toda a poeira da estrada que é empurrada para dentro da igreja”. A consulta aos moradores ocorrerá no domingo (16), no salão da igreja, das 8h às 17h. “Todos os moradores que moram aqui, ou possuem imóveis na região têm direito a voto. É bom ressaltar que para votar é necessário o morador está previamente cadastrado. Na hora da votação terá que levar um documento com foto e um comprovante de propriedade do imóvel”, comenta. “É uma forma bem democrática, se a população decidir fechar, tudo bem. Se não, deixamos aberta”, afirmou Gerson. “Não há ilegalidade, procuramos o prefeito [Osmar Blum], que juntamente com o seu assessor jurídico, consultou o Fórum Eleitoral de Castro, e não nada que impeça a comunidade de votar”. No entanto, o ‘fechamento’ da rua está causando divergências entre os moradores. “É uma consulta arbitraria e irregular. Primeiro que ele está

fazendo uma eleição com um regulamento próprio. Uma eleição comunitária tem que ser regida por um órgão oficial. Além de extraoficial, essa eleição é dirigida. Então, de repente as pessoas que sabe que podem votar contra, ele tentará barrar”, revela o fotógrafo Antônio Carlos Demário, morador de Ponta Grossa, mas que possui propriedade em Catanduvas. “Essa estrada é bicentenária, foi caminho das tropas”. Ele conta que tem propriedade em Catanduvas há mais de 50 anos e já teve a oportunidade de dirigir à capela no passado. Outro fato importate é que a praça tratase de uma homenagem a um dos pracinhas da região que morreu durante a batalha de Monte Castelo, na Itália, por volta de 1945. “Sou o maior defensor deste patrimônio. Meus irmãos ainda moram aqui. Eu que convenci meu pai a doar este terreno onde está a pracinha para a mitra, porque achei que estaria em boas mãos, seria muito bem administrada, mas vi que me enganei”, afirmou Demário, ao acrescentar que já procurou o bispo da Diocese de Ponta Grossa sobre o fato. “Falei com Dom Sérgio que me garantiu que desconhecer totalmente essa situação e iria procurar o padre para se informar”. Na opinião dele, a consulta não tem nenhum valor legal. “Isso é fazer as pessoas de

CORREIO | Carambeí | Sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

EM TEMPO |||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||||

Multirão da limpeza

Um mutirão de limpeza e conscientização ambiental mobilizará a população de Carambeí neste dia 14, a partir das 9h, na região das vilas AFCB e Jardim Bela Vista III. Estarão participando dos eventos, alunos das escolas Geralda Harms (AFCB), Fá-

tima Augusta Bosa (Jardim Bela Vista) e também do Colégio SESI. A atividade vai credenciar voluntários para o trabalho de Agentes da Defesa Ambiental. O evento ra marca as comemorações do dia do Agente de Defesa.

bobas. Quando você faz algo em desacordo com aquilo que a comunidade quer, isso se chama fanatismo”, considera, ao acusar que a comissão está agindo e forma arbitrária, e que até mesmo o clero está sendo omissão em toda a situação. “Ele [padre] deveria vir aqui, pois é o principal responsável pela comunidade”, destaca ele, ao acrescentar que por três vezes procurou o padre, juntamente com uma comitiva. “Uma hora estava em Pontas Gros-

sa, na hora que deveria estar em casa, não estava. Então, fica difícil de resolver as coisas desta maneira. Não estamos contra a igreja, mas sim contra o fechamento da estrada que irá prejudicar muito as comunidades no entorno”.

As divergências em torno do fechamento da estrada poderão ganhar maiores proporções. De acordo com o vereador Ilson Caninana (PSC), que acompanha a situação, os moradores protocolaram uma liminar pedindo a suspensão da consulta aos moradores. “Estivemos lá onde os moradores protocolaram um abaixo-assinado, com cerca de 100 assinaturas, manifestando a vontade contraria da população em fechar aquela via”, disse.

própria votação”, observou. “A Promotoria informou que irá se pronunciar nos próximos dias, notificando oficialmente inclusive os representantes da igreja, além do prefeito Osmar Blum (DEM), que teria autorizado à consulta”, disse.

A nossa reportagem procurou o pároco da comunidade na igreja matriz, mas ele informou através de sua secretária que não irá se manifestar sobre o assunto.

Moradores vão à Justiça

Caninana reafirmou se tratar de uma votação sem nenhum amparo legal. “O abaixo-assinado tem mais poder do que a

Através do Facebook, o chefe de Gabinete da Prefeitura, Márcio Taques, negou que o prefeito tivesse autorizado qualquer consulta. “O prefeito Osmar Blum não autorizou nenhuma consulta, tão pouco autorizou alguém usar o nome dele, portanto esta informação não procede”, escreveu.


GERAL

REVITALIZAÇÃO A Prefeitura informou esta semana que rompeu o contrato com a empreiteira responsável pela revitalização da Av. dos Pioneiros.

CORREIO | Carambeí | Sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

7

Prefeitura cancela contrato com Starke Das assessorias

A

Prefeitura de Carambeí rompeu neste mês o contrato com a empreiteira Starke, ganhadora do processo licitatório para a recuperação da Avenida dos Pioneiros, principal via de acesso ao Parque Industrial e um dos cartões postais de Carambeí. A obra é fruto de um convênio entre o Município e o Estado que liberou R$ 2,9 milhões para a realização das obras que comtemplam os serviços de drenagem das águas pluviais, instalação de rede de esgoto, águas, construção de calçadas e passeios, além do novo pavimento.

Ocorre que, a obra, que deveria estar concluída em doze meses, está atrasada. Atingiu apenas 30 % do que estava previsto no projeto e já custou aos cofres públicos pouco mais de 800 mil reais. O secretário de Planejamento e Urbanismo, Sérgio Rodrigues da Luz, justifica que a rescisão contratual era uma dos maiores empecilhos para que atual administração pudesse dar sequencia à revitalização.

“A empresa não atendia à requisitos básicos para a execução da obra, como capacidade técnica e financeira, por exemplo. Não cancelamos antes, principalmente por ser uma obra em conjunto com o ‘ParanáCidade’. O Munícipio não poderia cancelar, e assumir um prejuízo”, destaca Rodrigues.

O secretário considera a revitalização como algo ‘inviável’. “O momento não era este para essa revitalização, mas a administração anterior insistiu. Pelo menos não antes da construção de um dos contornos para desviar o trânsito pesado de caminhões”, observa. “Principalmente, porque se projetou uma avenida históri-

Revitalização está atrasada. Nestes dois anos, sequer 30% por cento das obras foram executadas. | Foto: Arquivo.

Revitalização até a BRF

Prefeitura projeta que revitalçização chegue até a BRF, com duas rotatórias. | Foto: Reprodução Google/Maps.

A partir do rompimento do contrato, de acordo com a secretaria de Planejamento e Urbanismo, o próximo passo será a elaboração de um novo projeto. “Vamos começar do zero. O novo projeto será divido em três etapas: paisagismo, recape e calçadas/passeios, visto que são trabalhos distintos. Para cada um deles é necessário à contratação de uma empresa. O maior erro foi pensar que apenas uma empresa

dava conta de tudo”, disse.

ca e turística, ao invés de uma via de tráfego pesado, como é a realidade”. A previsão é

de que os serviços comecem a partir de março e o termino das obras para o final de 2014.

Entre as mudanças, está a ampliação do trecho de revitalização. “Queremos que a revitalização chegue próximo à BRF. Além da construção de pelo menos duas rotatórias neste trecho, para fluir melhor o tráfego, sendo uma no encontra com a Rua da Campina, que dá acesso ao bairro AFCB, e outro em frente ao supermercado e ao acesso a Vila Limãozinho”.

Moradores reclamam à falta de segurança e os prejuízos causados pelas obras. | Foto: Arquivo CORREIO.

Moradores e comerciantes da Avenida dos Pioneiros não reclamam apenas da demora no término das obras, mas também pelo prejuízo causado por elas. O proprietário de uma locadora conta que problema maior se dá nas horas de picos em que veículos trafegam em alta velocidade. “A má condição do asfalto provocou rachaduras na parede, balança tudo. Não há sinalização, muito menos uma lombada que segure o trânsito que é pesado”, comenta. “A gente vê de longe a qualidade de algumas coisas, por exemplo, o bueiro. A Prefeitura vive fazendo manutenção, mas não demora muito, passa um caminhão e quebra novamente”, relata o proprietário, ao ressaltar o perigo também aos pedestres.


Nicinha Pompeo

Destaque para a pequena Yasmin Silveira

nice.correio@gmail.com

Felicidades a Josiane e Everaldo que este mês comemoram 20 anos de casados.

Dia 10, foi a vez de Sindi Monteiro comemorar idade nova. Parabéns!

Daniele Los e Adelar Boscato

SOCIAL

CORREIO | Carambeí | Sexta-feira, 14 de fevereiro de 2014

Abrilhantando a coluna desta semana, a pequena Geovana Louise Chamberleim. A prefeitura municipal de Carambeí, através da secretaria municipal de saúde vai realizar no sábado, dia 15 de fevereiro, mais um dia de mutirão de coleta do exame que detecta o câncer do colo do útero, o chamado “papanicolau”. Os exames serão realizados na unidade de saúde da vila Nova Holanda, pela enfermeira Elisete Stocco. O resultado chega em média entre 30 e 40 dias. Segundo a diretora do departamento de Saúde, Roseli Galdino, “trata-se de um exame que deve ser realizado para detectar o câncer de ovário e câncer de endométrio, além de câncer de colo do útero e outras doenças, ainda em estágio inicial, a recomendação dos médicos é para que assim que se inicie a vida sexual, se comece a realizar o exame, em qualquer idade.

AGENDA AGENDA

IMPORTANTE: Serão publicadas apenas fotos com boa resolução.

8

Correio Carambeiense  

Edição 53

Advertisement