Page 1

EDIÇÃO SEMANAL

SÁBADO, CARAMBEÍ, 10 DE FEVEREIRO DE 2018

EDITOR: GLEYDSON CARLOS

ALUNOS AGUARDAM POR MATERIAIS

Segundo a Secretaria Municipal de Educação, materiais serão entregues a partir do cronograma das diretoras de cada escola.

NA REDAÇÃO R$ 2,50 EDIÇÃO 256| ANO VI

EM JAGUARIAÍVA

JORNAL APONTA CONTRATAÇÃO DE PARENTES DE VEREADOR VIA EMPRESA DE MÁRCIO TAQUES NA CÂMARA

Jornal Tribuna do Povo publicou notícia de que nora e filho de vereador estariam prestando serviços na Câmara Municipal de Jaguariaíva através da empresa Azevedo Delgado, que tem como um dos sócios o chefe de Gabinete da Prefeitura de Carambeí, Márcio Taques.


SÁBADO, CARAMBEÍ, 10 DE FEVEREIRO DE 2018

PREFEITURA CANCELA CONTRATO; MAIS POLÊMICA! NA RAIA... A viúva do presidente do PSD, partido de Blum, Nelson Dariva, Elisabeth Dariva, teve o contrato cancelado sobre a locação de um apartamento no valor de R$ 38.400,00 para a Prefeitura de Carambeí para abrir médicos estrangeiros que atuam no município pelo ‘Programa Mais Médicos’. A repercussão nos grupos de WhatsApp foi ensejada pelo vereador Emerson Sheik (PSC) que divulgou que a locatária é sogra do atual secretário de Administração e Negócios Jurídicos, Alexandre Muller. Pelo portal da Transparência Municipal não é possível saber os argumentos que fundamentou o ‘distrato’, mas o cancelamento do contrato celado em 2017 levantou dúvidas em alguns vereadores que devem solicitar informações sobre a licitação feita sem concorrência pública, ou seja, por meio da modalidade de dispensa. O ato pode ter sido meramente administrativo, mas o motivo da contratação e de seu cancelamento surgiu com outro tom nos grupos de bate-papo. É preciso que os vereadores façam uma verdadeira varredura nos contratos de alugueis, pois é por aí que muitas vezes se encontra um verdadeiro ralo por onde escoa o dinheiro público. É muito comum ver ‘aliados’ do governo tendo contratos com o município. Alguns questionariam se é errado, só porque possuem

amizades ou são apoiadores do governo poderem contatar com a Prefeitura? Não, se o processo transcorrer de forma límpida e seguindo todos os dispositivos legais previstos na Lei das licitações, para evitar qualquer possibilidade de direcionamento. E, como verificar isso, apenas fiscalizando, não é mesmo?

É o caso da ex-vereadora Jussara Tonon, mesmo partido de Blum, que após a polemica do aluguel de sua mansão na Avenida dos Pioneiros, no valor de R$ 50 mil, com direito a piscina, para abrigar repartições públicas, nunca mais se ouviu falar no assunto. Jussara, uma das maiores defensoras do governo na gestão anterior, não reeleita, foi nomeada para a diretoria de Cultura, mas em seguida teve a portaria de sua nomeação revogada, ao mesmo tempo que conseguiu locar o seu imóvel para a Prefeitura. O fato levantou questão, mas até hoje não sabemos como se deu o contrato, se houve chamamento público e quais critérios para a escolha justamente deste imóvel.

‘Operação Quadro Negro’ deve influenciar o eleitor carambeiense contra Plauto Miró? Recebi a pergunta de um leitor que em decorrência das acusações contra Plauto, de ter recebido propina da Empreiteira Valor, acusada num gigante esquema de corrupção de ter desviado recursos destinados para a construção de escolas, para bancar as campanhas eleitorais de 2014 de políticos de alta plumagem no governo do estado. Plauto, se tratando de Carambeí, onde se sagrou o mais voltado nas últimas eleições, o deputado estadual, é sempre uma exceção. Seu eleitor, sobretudo, os agropecuaristas sempre apoiaram o deputado e garantiram reduto eleitoral, mesmo quando não havia um representante a Prefeitura. Portanto, uma votação expressiva é hoje ainda uma obrigação, até porque é o padrinho político de Blum, por intermédio de Márcio Taques.

Falando nisso, essa semana o deputado federal Osmar Bertoldi, do DEM, esteve em Carambeí destinando recursos. Apesar de ter uma das maiores bancadas na Câmara Municipal, desprestigiado foi o evento de recepção do deputado, organizado por Márcio Taques, onde compareceu [dos vereadores] apenas o vereador Joel Rosas (DEM). Em tom de ironia, Márcio publicou em sua conta no Facebook reconhecendo que apenas o vereador Joel é um vereador fiel ao partido. O divórcio entre o DEM e os vereadores Joel Coza e João Penteado já aconteceu há tempos, não sendo de hoje que Taques faz insinuações de expulsão do partido. Seria um favor aos vereadores, pois ao serem expulsos do DEM poderiam tranquilamente, enfim, migrar de fato para um partido de oposição.

O auxílio moradia para juízes

O

s demais poderes são regidos pelo Judiciário, não há instância superior. Esta é a classe predominante no país, são juízes, promotores e desembargadores. O auxilio moradia a essa classe nos impõe uma reflexão de que o corporativismo no Brasil impera e que dificilmente conseguiremos ‘quebrar’ essa corrente que aprisiona a moralidade. As benesses astronômicas que fazem do nosso país essa ‘bandalheira’, agora, fica mais evidente: está presente nos três poderes. Para um país que está sendo passado a limpo, é inaceitável que a população, que já arca com uma carga tributária de impostos, e assiste diariamente capítulos de corrupção com seu dinheiro, tenha que engolir o pagamento de auxilio moradia que em média paga a juízas cerca de R$ 4 mil reais a mais em seus ordenados. A imoralidade em muitas vezes sobrepõe a legalidade. É uma questão de bom senso, se no alto de suas majestades, muitos olhassem para o horizonte, pela vidraça da janela que fosse, veriam um país que se desmancha pela corrupção e pelo sobrepeso do estado cada vez mais insuportável sobre os ombros dos contribuintes. Pode ser exagero, mas é preciso equiparar a corrupção as benesses, pois de um lado e do outro, a consciência parece faltar não somente aos políticos, mas por quem deveria primar pelo equilíbrio. É intragável o fato de que muitos juízes recebam auxílio moradia, mesmo possuindo imóveis, visando apenas engordar os próprios salários, enquanto a população não tem moradia, está na miséria, está à mercê de um estado que oferece serviços públicos de baixa qualidade. É o assalto descarado, institucionalizado, amparado pela lei que, diga-se de passagem, que beneficia os mesmos que fazem as regras do jogo.

De poucos amigos, Márcio Taques prefere não confiar em ninguém, mas não dispensa ‘bajuladores’. Apesar de estar entre ‘aliados’, já percebeu que poucos, ou quase ninguém se põe na linha de defesa quando se fala das acusações em Jaguariaíva. Nem a favor, nem contra. Todos sabem que as denúncias fazem parte dos seus pesadelos mais íntimos e cada vez mais intensos, que podem causar de vez uma insônia, não apenas a ele, mas aos demais que de alguma forma estão atrelados. Se olhar para o lado, dificilmente verá entre os seus ‘amigos’ mais próximos alguém que não sofra algum tipo de processo ou esteja sob investigação. A verossimilhança é de que os Desfile dos 50 anos da imigração holandesa em Carambei. mesmos que hoje transitam por Carambeí tenham passado ou estejam envoltos aos escândalos 1961. Foto gentilmente cedida pelo senhor João Maria da Luz. Página no Facebook Memórias Carambeí. de Jaguariaíva. Há quem aposte em um 2018 bastante longo para alguns políticos...


SÁBADO, CARAMBEÍ, 10 DE FEVEREIRO DE 2018

► ANO LETIVO

Kits ainda serão entregues aos alunos conforme programação de escolas DIVULG/PREFEITURA

Nova viatura destinada por deputado Romanelli começa a patrulhar

DA REDAÇÃO

M

uitas mães que levaram seus filhos para o primeiro dia de aula viram seus filhos voltar de mãos abanando para a casa, sem o kit escolar prometido pela Prefeitura. Contudo, a Secretaria Municipal de Educação e Cultura informou que o kit escolar será entregue aos alunos de acordo com a logística que cada escola estabelecer, algumas estão programadas para realizar a entrega aos pais, outras diretamente aos alunos. Na Escola Municipal José Pedro Novaes Rosas, que acolhe aproximadamente 600 alunos, a diretora Ana Maria Silva, realizará a entrega do kit escolar ao pais, que serão convidados a comparecerem na escola. Ela avisa que todos serão convidados, seguindo uma agenda de dias e horários para que a entrega possa ocorrer com tranquilidade. A diretora Elma do Rocio Macedo, da Escola Municipal Geralda Harms, definiu efetuar a entrega do kit escolar diretamente aos alunos onde eles deverão guardar

Cronograma de entregas dos kits será definido pelas diretoras das escolas.

nas suas casas e carregar na mochila somente os itens que estão em uso. As diretoras são unânimes em salientar a importância dos pais em guardar o material e controlar o uso para que todos os itens possam suprir o ano letivo. Todos os pais assinarão termo de recebimento e também serão de suas responsabilidades encapar os cadernos bem como fazer a identificação com etiquetas. Kit Nessas duas primeiras semanas de aula os alunos estarão em período de adaptação que acontece com atividades diferenciadas. O kit escolar contempla cadernos, mochila, lápis de cor, giz de cera, canetas, colas, tesoura, tinta guache e régua. Aulas As aulas da Rede Municipal de Ensino de Carambeí, iniciaram esta semana e todo

o alunado está em ritmo de adaptação e muitas novidades. Novos professores, novas turmas, novos colegas e material escolar gratuito. Todas as unidades escolares e Centros Municipais de Educação (Cmeis) estão recebendo os itens que compõem o kit escolar. CONTEÚDO DE ASSESSORIAS

Tempo e temperatura

SÁBADO

Máx. 29ºC Mín. 18ºC Pancadas de chuva isoladas a partir da tarde

DOMINGO Máx. 27ºC Mín. 16ºC Instável com pancadas de chuvas

Obituários

FONTE: SIMEPAR

05/02 - Valdeci Ianke do Carmo - 50 anos.

A nova viatura, uma caminhonete Amarok, da Polícia Militar de Carambeí começou a rodar pela cidade. Ela foi adquirida através de uma destinação de verba do gabinete do deputado estadual Romanelli, a pedido da ex-vereadora e atual assessora parlamentar, Elisangela Pedroso; e dos vereadores Emerson Sheik (PSC), Jeverson Gomes (PDT), João Penteado (DEM), Paulo Valenga (PDT) e Joel Coza (DEM). A viatura irá dar mais agilidade aos serviços da polícia, por ser veículo forte e alto, auxiliará nos patrulhamentos urbano e rural.


Nicinha Pompeo SÁBADO, CARAMBEÍ, 10 DE FEVEREIRO DE 2018

nice.correio@gmail.com

Evelyn Oliveira pelas lentes do fotógrafo Althieres.

Quem esteve visitando cidade aproveitou saborear famosas tortas foi o humorista Hallorino Jr., conhecido pelos caricatos personagens ´Lurde’ e ‘Carmo’.

Destaque nesta coluna para Jociane Bezerra. Adriana Mello, será bastante cumprimentada essa semana pela passagem de su aniversário.

Fátima Povaz. A empresária, recebeu os parabéns por ocasião de seu aniversário.

A bela Marisa Rodriguês, estreou idade nova essa semana.

Isabelle Iantas comemorou aniversário neste mês. Sucesso!


SÁBADO, CARAMBEÍ, 10 DE FEVEREIRO DE 2018


SÁBADO, CARAMBEÍ, 10 DE FEVEREIRO DE 2018

► CARNAVAL

‘Domingo Cultural’

acontece na Praça Cívica

DA REDAÇÃO

O

Primeiro Domingo Cultural de Carnaval acontecerá no próximo dia,11, às 13 h na Praça Cívica, o evento contará com atrações musicais, brincadeiras para as crianças, concurso de fantasias e praça de alimentação com food’s trucks da cidade. Durante todo o dia serão apresentadas marchinhas de Carnaval. Entre as atividades também haverá um aulão com instrutores de Educação Física que ensinarão os ritmos do Carnaval. Quem quiser participar do concurso de fantasias deverá comparecer fantasiado e fazer as inscrições na hora do evento. O diretor do departamento Municipal de Cultura, Rosnei de Oliveira, explica que após essa primeira edição do Domingo Cultural, serão realizadas outras durante o ano. Também estão previstas eventos nos bairros. O Domingo Cultural de Carnaval é uma realização da secretaria Municipal de Educação e Cultura em parceria com a secretaria de Esportes. CONTEÚDO DE ASSESSORIAS

▼VARIEDADES


SÁBADO, CARAMBEÍ, 10 DE FEVEREIRO DE 2018

► TRIBUNA DO POVO:

Nora e filho de vereador prestam serviços pela empresa de Márcio Jornal publicou fato que está sendo apurado pelo MP em Jaguariaíva; também o fato de que funcionários que não cumpririam a carga horária.

QUADRO NEGRO, A PASSOS MAIS RÁPIDOS!

Ouvidos na Polícia Federal de Curitiba, na semana passada, 18 dos personagens apontados pelo delator Eduardo Lopes de Souza, dono da Construtora Valor, como envolvidos na recepção e distribuição de verbas que não foram (como deviam) servir para construir escolas no Paraná, o próximo passo esperado é a homologação de outra delação-bomba – a do ex-diretor da Educação Maurício Fanini, o amigo de Beto Richa que articulou o esquema da Quadro Negro.

DA REDAÇÃO

O

jornal Tribuna do Povo, de Jaguariaíva, publicou na semana anterior um novo capítulo sobre as investigações nos contratos entre a Câmara Municipal de lá e a empresa Azevedo Delgado, cujo um dos proprietários é o chefe de gabinete da Prefeitura de Carambeí, Márcio Taques. Os contratos com a Câmara ocorrem desde 2009, apesar da recomendação do Ministério Público Estadual ter recomendado a suspensão, ação não acatada pelo atual presidente José Marcos Pessa Filho – conhecido como Marquito. A novidade, no entanto, levantada pelo jornal é a suposta contratação da nora e do filho do vereador Gilmar da Costa Passos, que seriam funcionários da empresa de Márcio e estariam prestando serviços na Câmara Municipal. “Buscamos checar as informações junto aos documentos de referida empresa e pudemos constatar a veracidade de tais informações, tendo inclusive encontrado o registro de ponto de tais funcionários”, diz a notícia. De acordo com o jornal, o contrato é firmado para a contratação de pessoal, há

Jornal apresentou ‘lista de ponto’, que comprovaria a contratação dos parentes do vereador via empresa de Márcio Taques (foto).

Carga horária muito tempo a Câmara Municipal não abre concurso público, preferindo sempre contratar aqueles que acabam servindo como eternos cabos eleitorais. Além disso tudo, de acordo com a Tribuna existem dois inquéritos tramitando no Ministério Público local sobre possíveis irregularidades e direcionamentos em licitações que acabam por beneficiar esta empresa que dos cofres da Câmara Municipal de Jaguariaíva já levou mais de R$ 1,5 milhão. A matéria faz referência ainda que por ser Jaguariaíva uma pequena cidade e raramente abre cedo, tendo expediente somente após as 12 horas fica difícil imaginar como pagamos 05 vigias diurnos ou 2 porteiros. E acreditem, todos assinam o ponto como se trabalhassem das 8h às 12h horas e das 13h30 às 17h:30.

O Tribuna do Povo acusa ainda que que a situação envolve ainda uma assessora do presidente que é através da empresa de Taques aonde ‘funcionários’ supostamente não cumprem a carga horária. A assessora seria, segundo o jornal, diretora de uma escola e o seu esposo, que também apareceria na lista de funcionários da Azevedo e Delgado, nunca trabalhou como vigia na Câmara, mas estaria recebendo salário. Empresa A empresa tem como sócio Álamo Vila Azevedo Delgado que já figura como réu em outras doze (12) Ações de Improbidade e Dano ao Erário, e Márcio Taques, chefe de Gabinete do prefeito de Carambeí e também é ré em Ação de Improbidade por, em tese, irregularidades em licitações com a Autarquia de Águas e Esgoto - SAMAE.

A maioria dos intimados pela Polícia Federal faz parte do entorno do governador, desde seu chefe de Gabinete e secretário da Comunicação, Deonilson Roldo, até o secretário do Cerimonial Ezequias Moreira e outras autoridades e assessores muito próximos e com atuação no 3.º andar do Palácio Iguaçu. Se a premiação chegar a termos que a PGR considere razoáveis (lembre-se que neste sentido Raquel Dodge tem sido mais rigorosa que Rodrigo Janot), o relator da Quadro Negro, ministro Luiz Fux, poderá também acelerar a homologação – e deixar o governador Beto Richa a um passo da simples condição de citado para subir à condição de investigado e réu após denúncia a ser oferecida pela PGR. Fanini se encontra preso e este é um fator a mais para aumentar o ritmo do processo. Novidades podem surgir logo após o Carnaval.

Uma pergunta que não quer calar: que motivos de “foro íntimo” fizeram com que a juíza Danielle Comar decidisse se considerar “suspeita” para continuar presidindo o julgamento dos réus da Operação Quadro Negro que tramitava há dois anos na 9.ª Vara Criminal de Curitiba?A denúncia foi apresentada pelo Ministério Público em março de 2016 e recebida pela juíza, que procedeu até o momento a todos os passos da ação penal, incluindo os de mandar prender e soltar réus. A ação foi interrompida por alguns meses por determinação do STF, em razão da presença, entre os réus, de autoridades com foro privilegiado.

Se são íntimos os motivos da magistrada, não nos é dado o direito de ficar bisbilhotando. Mas é razoável que perguntemos mesmo sem esperar resposta: que motivos terem sido estes? que fatos novos ocorreram nos últimos dias que a levaram a se considerar impedida de continuar à frente do processo, justamente no momento em que, praticamente, só lhe cabia sentenciar os réus? Tudo pode ter levado a juíza a rever sua participação no caso e nem pode passar pela cabeça de ninguém que ela tenha cedido a pressões ou influências externas. Todos sabemos que juízes não se sujeitam a pressões ou influências. Caberá agora ao Tribunal de Justiça indicar um novo juiz para fazer o encerramento da parte criminal da Quadro Negro. (por Ruth Bolognese) – A senadora Gleisi Hoffmann, PT, denuncia que com o que se paga por 5 litros de leite dá para comprar comprar um litro de gasolina no Brasil. Prova, segundo ela, da desvalorização do produtor rural.


SÁBADO, CARAMBEÍ, 10 DE FEVEREIRO DE 2018

Correio Carambeiense  

Edição 256

Correio Carambeiense  

Edição 256

Advertisement