Page 1

Porto Alegre Alegre,, 1» Quinzena de Outubro 2004

Governo estadual firma convênio com FBM

Paulo Dias/Palácio Piratini

Ano XI - Nº 152

APESP

Operadores da Segurança Pública - Irmãos de Ofício

Cel Retamozo despede-se da BM * Osório (24 e 26) * Palmeira das Missões (16 e 18) * Pelotas (13) * Porto Xavier (17) * Progresso (20) * Saldanha Marinho (14) * Santa Bárbara do Sul (16) * Santa Maria (16) * Santo ångelo (17) * S‰o Jorge (20) * Sapiranga (25) * Sapucaia do Sul (10) * Serafina Corr’a (23) * Sert‰o Santana (26) * Soledade (11) * Teutônia (11) * Tr’s Coroas (21) * Uruguaiana (12) * Vanini (12) * Ven›ncio Aires (22 e 23)

Com a parceria, a Fundação da BM poderá administrar bens públicos – um antigo sonho da entidade

Águia Uno reforça policiamento de Novo Hamburgo

–3 PMs participam das atividades da Semana Farroupilha na Capital

Aniversário de OPMs e entidades 18 – CRPO-MU 22 – CRB Missões 23 – CRPO-VT 23 – PM-AP 26 – PM-RO

CB lança campanha de prevenção

ENCARTE

Viaturas da PC têm novo layout

POE comunitário é a novidade em Soledade

– 11

JœlioFerraz (E), bancário, e o Sub-Cmt do 18º BPM (D), Maj Gabriel Pinto Ribeiro, cultivam as tradições gaúchas, como o churrasco

–8 Torneio de futsal marca três anos de criação do 33º BPM – 10

Patr™ciaArtico, estudante de Jornalismo da PUC-RS e estagiária do Detran, venceu o II Concurso Nacional de Fotografia

–4 CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

–7

– 19

– 20

– 12

–5

Helicóptero Schweizer 300 CB já auxiliou em ocorr’ncias de furtos, assaltos e homic™dios

CB de Farroupilha desenvolve ações preventivas

Em Uruguaiana, CB deu in™cio ‹ campanha ÒPrevenir para SalvarÓ

Futuros capit‰es da BM desfilaram sob aplausos do governador Germano Rigotto e autoridades que prestigiaram as festividades da Semana Farroupilha

Professor, escritor e ensaísta, o Cel RR José Hilário Ajalla Retamozo deixa a esposa, Aldira, e cinco filhos

Fotógrafa do Detran recebe prêmio de Lula em Brasília

Novembro 4 – PM-RN 10 – 1º RPMon 16 – ETPM/SM 17 – SAMO 18 – Brigada Militar

Brigadianos desfilam com garbo em homenagem aos farrapos Itamar Aguiar/ Palácio Piratini

Confira nesta edição * Arroio dos Ratos (26) * Bag” (15) * Barra do Ribeiro (17) * Ca“apava do Sul (27) * Campo Bom (19) * Candelária (23) * Canoas (10) * Catu™pe (17) * Cerro Largo (27) * Colinas (19) * Encantado (21) * Espumoso (16) * Fortaleza dos Valos (14) * Gua™ba (10) * Guapor” (20) * Igrejinha (21) * Imigrantes (21) * Jœlio de Castilhos (14) * Lavras do Sul (27) * Nova Palma (15)

Porto Alegre, 1ª Quinzena/Outubro2004

CB de Sapiranga amplia atividades de salvamento

– 25 Policiamento é discutido na Fronteira Oeste

4» Feira Internacional de Tecnologia, Servi“os e Produtos para a Seguran“a Pœblica (Interseg) serviu de palco para a apresenta“‰o do novo layout das viaturas da Pol™cia Civil

–2 Morte do Cap Ledur causa comoção na BM –5

53 novos delegados reforçam a segurança pública – 27 –4


Pág 2 – 1» Quinzena de Outubro 2004

Agradecimento

MURAL DO LEITOR Em nome de todos os componentes do Cel Délbio 19ºBPM, quero parabenizar esse imperioso Encontrei, por acaso, em um consultório médico o jornal Correio Brigadiano – ABC da Seguran“a Pœblica e pude me inteirar um pouco mais do trabalho que o Cel D”lbio Ferreira Vieira vem fazendo atualmente nesse jornal. Parab”ns pelo jornal e pela tua garra do Cel D”lbio de manter-se sempre em atividade. Que Deus o conserve assim. Engenheiro Luiz Paulo Alfama Laboratório de Ensaios - PUC-RS

OPINIÃO

CORREIO BRIGADIANO

jornal pelos excelentes servi“os prestados em prol da fam™lia brigadiana e deixar registrado os nossos mais sinceros agradecimentos pela aten“‰o dispensada para com este Batalh‰o. Renovo notas de elevada estima e considera“‰o Ten Cel Jones Calixtrato B. dos Santos Cmt do 19º BPM

Dom Pedrito

O Cmt do 4º Esqd de Dom Pedrito agradece ao 2º Sgt RR José Antônio da Silva Osório, Cb RR Alvino Garcia de Oliveira e Sd RR Mario Medeiros Coelho por terem participado das festividades militares alusivas à Semana da Pátria. Eles desfilaram juntamente com o Pel Mirim deste Esqd. Foi poss™vel contemplar o ontem, o hoje e o amanh‰ da nossa gloriosa BM. 1º Ten Antônio Roberto da S. Pietro Cmt do 4º Esqd P Mon - Dom Pedrito

Correio Brigadiano

O JCB ” um importante ve™culo de comunica“‰o que divulga not™cias de interesse do pœblicointerno da BM e do pœblico externo (comunidade). Sou um defensor, divulgador e apoiador do JCB. Por este motivo, estou sempre acompanhando as reportagens. Para minha surpresa, constatei que o pœblico interno desperdi“a 80% do material que recebe. Verifiquei em alguns OPMs do Interior que os exemplares do JCB permaneciam amarrados com fita plástica e estavam em um depósito de jornais velhos. … de se pensar em diminuir a distribui“‰opara o pœblico interno e aumentar a divulga“‰odo jornal junto ao pœblico externo. O ideal seria que o JCB fosse enviado exclusivamente

para os municípios que têm anúncios nas páginas que retratam os OPMs vinculados aos CRPOs das regiões onde os anúncios foram comercializados. 1º Ten Oscar dos Santos Carvalho Cmt 5º Pel/2ª Cia/36º BPM

Os artigos publicados com assinatura nesta página não traduzem necessariamente a opini‰o do jornal e s‰o de inteira responsabilidade de seus autores. As cartas devem ser remetidas para a coluna Mural do Leitor Leitor, com assinatura, identifica“‰o e endere“o para a rua Bispo Willian Thomas, 61, CEP: 91.720030, Porto Alegre/RS. As cartas poder‰o ser publicadas resumidamente.

Honrada caixa preta da BM

Associação Pró-Editoração à Segurança Pública Utilidade Pœblica Estadual e Municipal

Presidente APESP APESP:: Maj P”rcio Brasil çlvares Vice-Presidente Vice-Presidente:: Sgt Claudio Medeiros Bayerle Tesoureiro: Sgt Luiz Antonio R. Velasques Secretário: Cap Oscar Bessi Filho Diretor-Presidente do Grupo Polost: Ten Cel Vanderlei Martins Pinheiro Registro no CRE 1.056.506

Marca no INPI processos nºs 824468635 e 824466934

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Coordena“‰oAdministrativa e Financeira: Luci M. Pinheiro Ger’ncia Administrativa: Ten Carlos Taquatiá Apoio: Antonio Carlos Leal Neto, Franciele Rodrigues Lacerda e estagiárias Daniele Pereira Costa e Luana Pereira Passos Ger’ncia de Informática: P”rcio Anelo çlvares Manuten“‰ode Informática: estagiário Stefan Klug Pereira Cursos Preparatórios e Profissionalizante: professora Marília Monteiro Ger’ncia da Polost Livros: Suanemax Pereira Pinheiro Ger’ncia de Vendas: Cap RR D”cio da Silva Menezes Apoio: representantes Apesp Ger’ncia da Polost Press e Data Polost: Cristiano Max Pinheiro Dire“‰odo JCB: Cel D”lbio Ferreira V ieira Ger’ncia GerênciadedeReda“‰o: Redação: Jornalista Luciamem Winck MTb/RS nº 6514 Auxiliar de Reda“‰o: Vera Eledina Leivas Pereira Estagiários: Felipe Bornes Samuel, Thiago de Lima Maurique e Vanessa Gon“alves Colaborador: Cap e Jornalista Paulo César Franquilin Pereira - MTb/RS nº 9751 Fotografia: En™dio Pereira, Mois”s Bastos, Paulo Pereira e arquivos de OPMs Ger’ncia da Circula“‰o: Ten Jorge Ubirajara Barros e representantes de OPMs Ger’ncia de Cidades: Ten Valter Disnei Sales Louren“o Estagiária: Andreza Schumann e Natália Mazzilli Pereira Apoio: Tatiana Dux da Silva Ger’ncia Consultor de Rede: Walter Fuentes Robella Distribui“‰ogratuita dirigida: A todos os servidores civis e militares, da ativa e inativos da BM, policiais da ativa e aposentados da Pol™cia Civil, servidores da Susepe, IGP e instituições municipais de segurança, vereadores, prefeitos e parlamentares Tiragem: 30.000 exemplares Impress‰o:Oficinas Gráficas do Grupo Sinos/NH/RS Correio Brigadiano Editora Jornal™stica Ltda CNPJ: 05974805/0001-50

E-mails Not™cias:jcb@seguranca.org.br Sempre que voc’ encontrar o ™cone Circula“‰o:circulacao@seguranca.org.br busque a reportagem ampliada no site Comercial: anuncio@seguranca.org.br www.patrulheiro.org.br anuncio-met@seguranca.org.br Suplemento Cultural: jcbcultura@seguranca.org.br Dire“‰o:jornal@seguranca.org.br Telefones: (51) 3339-7888 Reclamações: pinheiro@seguranca.org.br 3339-7754

ANO X I - nº 152 — 1ª Quinzena de Outubro 2004 Ñ A voz brigadiana da Seguran“a

Estamos em 1994. Os principais jornais gaœchose, principalmente, seus colunistas pol™ticosproduzem notas, not™cias e manchetes sobre provid’ncias governamentais para que seja extinta, na Brigada Militar , uma afamada ÒcaixapretaÓ. O trabalho da imprensa infere que a ação administrativa, da centenária corpora“‰o estadual, n‰o ” proba. Que os coron”is se locupletam na condu“‰o da verba ali gerenciada. No entanto, tal verba é oriunda de réditos, que ela própria – a BM produz atrav”s de bares nos quart”is, das chácaras, fazendas e olaria e que, com base em uma legisla“‰o muito antiga, de 1937, tem autonomia para decidir quanto a aplica“‰o. A BM era a gestora dos recursos. Um grupo de t”cnicos da Fazenda, bem postos no governo de ent‰o, entenderam que a exist’ncia de um órgão da administra“‰o direta, com autonomia administrativa, punha em risco a teoria do caixa œnico do Estado, que eles assinalavam como importante para a pol™tica governamental. Essa pendenga com t”cnicos da Fazenda estadual n‰o era nova. Desde o governo de transi“‰odemocrática, havia 12 anos, já era expressa essa pretens‰o de alguns t”cnicos. Mas o grupo sabia que o governo, só por uma press‰oorganizada, concatenada e com fundamenta“‰o,proporia a extin“‰o da Caixa da BM. Algo concreto que levantasse dœvidas sobre a idoneidade da administração desse sistema autônomo seria o mais conveniente. Se apontadas

questões duvidosas haveria capacidade de mobiliza“‰o da vontade pol™tica. E este foi o papel da mídia, apoiada em duas situações típicas que possibilitaram meses de desgaste pœblicoe gratuito da BM. Foram decisivas para a m™dia duas situações brigadianas. Elas v‰o acelerar a legitima“‰odo processo da extin“‰o. A maioria dos brigadianos, ‹ ”poca, entendia e ainda entendem, que tal fato era de interesse pessoal do governador de ent‰o. At” tinham consci’ncia da disputa com o grupo da Secretaria da Fazenda, mas não perceberam que o assunto só obteve espa“o por duas questões de origem endógena da própria corporação PM. Aparentemente, dois fatos distintos e, at” certo ponto, com oposi“‰oentre si. Trata-se de informações prestadas por um ex-soldado e pela conduta de um coronel. Na primeira um deputado oriundo dos quadros da BM, que no parlamento criou a express‰oCaixa Preta. Em seu órgão de comunica“‰osocial foi onde criou o conceito conveniente de improbidade do coronelato. De outro lado, um coronel que, participante dos mais altos escalões da administração estadual – junto ao governador – não controlou devidamente o saque de suas vantagens pessoais e, durante alguns meses, teve saque de vantagens em duplicidade – permitindo aos interessados de plant‰o proliferarem a infer’ncia de uma generalidade de tais procedimentos na BM. Os elementos indispensáveis para a ex-

tin“‰oda Caixa da BM estavam postos: o grupo da Fazenda com argumenta“‰o t”cnica suficiente; um ex-soldado deputado afirmando existirem irregularidades; e um coronel da ativa da ”poca, que permitiu tal tipo de situa“‰o. A m™dia preparou, por meses, a garantia da exist’ncia da irregularidade e manteve um sigilo sobre a identidade do envolvido. Esse fato aliado ao denuncismo do deputado brigadiano criou as condições objetivas para o grupo de t”cnicos encaminhar o pedido de extin“‰o ao governador. Estamos completando, neste ano, 10 anos em que foi executada a extin“‰o da Caixa da BM. Caixa essa denominada na Fazenda de Caixa 2 e de, caixa preta, pelos antimilitaristas. Mas, foi na solenidade de assinatura de atos do governador Germano Rigotto, para a Funda“‰o da Brigada Militar, que a extin“‰o foi citada e a honra da BM resgatada. Foi a diretora-geral da SJS, Ana Maria Pellini, que em sua fala na solenidade, referiu-se ao trabalho de auditoria, por ela produzido, e de que n‰o houve constata“‰o de irregularidades, antes t‰o midiaticamente propaladas. As manifestações de Ana Maria, temos certeza, ser‰o elementos fundamentais para desdobramentos históricos e de pesquisas da centenária corporação. A BM hoje com seu patrimônio deteriorado, pois ficou 10 anos sem os recursos que produzia para sua manuten“‰o. Apesar disso, os brigadianos podem a partir de hoje expressar com orgulho que tivemos uma Òhonradacaixa pretaÓ.

ITINERANTE Ana Pellini

Caixa 2 O momento ” realmente importante, senhor governador. Não só para a Brigada Militar e a sua Funda“‰o, mas tamb”m para o Estado do Rio Grande do Sul que, atrav”s desses conv’nios, inaugura uma nova e moderna forma de gerenciar o patrimônio público com a parceria de uma entidade privada, integrada por funcionários pœblicos ativos e inativos, entidade esta, que visa exclusivamente contribuir para que tenhamos uma seguran“a pœblica mais equipada, e conseqüentemente mais eficiente. Atrav”s da conserva“‰o e da explora“‰o de bens que já tiveram seu apogeu, mas que hoje est‰o praticamente jogados ao abandono. Nesse sentido posso dar um depoimento pessoal, pois quando ingressei no Estado, na qualidade de auditora da Contadoria e Auditoria Geral do Estado, na d”cada de 70, fui incumbida de auditar a BM que, ent‰oexplorava um vasto patrimônio de diversificadas atividades econômicas e aplicava os recursos obtidos diretamente, ou seja, sem se submeter aos controles e tr›mites legais que regem as finan“as pœblicas. Estes recursos eram chamados na ”poca de Òcaixa doisÓ da BM.Confesso que iniciei o trabalho desconfiada, e procurando irregulari-

Diretora-geral da Secretaria da Justi“a e da Seguran“a

dades. Mas o que encontrei foi uma gestão ágil e ativa, que gerava recursos para manter os quart”is em ótimas condições de conservação. Recursos que complementavam as verbas orçamentárias que, diga-se de passagem, sempre foram insuficientes face ‹s necessidades, e ainda possibilitavam o fornecimento de alimenta“‰osubsidiada aos soldados, al”m de assist’ncia m”dica e atendimento ‹s fam™lias. Os tempos mudaram, e a ger’ncia dos recursos obtidos com a explora“‰o destes bens foi retirada da BM sob o argumento de que necessitavam ser mais bem controladas. Passados menos de 20 anos, o que nós temos não s‰omais que escombros. Hoje visitei a olaria da BM onde estive há 30 anos para fazer auditoria e que estava funcionando a pleno, e que fornecia tijolos para constru“‰o e conserva“‰o, n‰oapenas para os quart”is, mas tamb”m para outros pr”dios pœblicos. Hoje, vimos um amontoado de galpões em ruínas e máquinas abandonadas que só não desapareceram porque a BM sempre se responsabilizou pela sua guarda. O mesmo ocorre com o cemit”rio, com o ginásio, com a carri‘re, com a Colônia de Férias e com os hospitais. Cada um destes bens tem a sua história. Causa estranheza o fato da BM ter um cemit”rio. Foram os brigadianos que

enfrentaram a calamidade pœblica na gripe espanhola, foram os nossos soldados que transportavam os doentes e os mortos e com isso, se contaminavam e morriam. Na ”poca havia poucos cemit”rios, ent‰o um espa“o foi destinado ‹ BM para enterrar o brigadiano morto em servi“o. Hoje esta área está completamente abandonada, mas serve perfeitamente para que se construa lá, um memorial para os soldados mortos em servi“o nesta guerra diária que estão sempre enfrentando. Foi o esp™rito pœblico que motivou os brigadianos a construir a Funda“‰o Brigada Militar para, novamente, administrar estes bens, fazendo o caminho de volta, ou seja, transformando escombros em patrimônio produtivo, gerando recursos para o aparelhamento da seguran“a pœblica. Tenho a certeza de que conseguir‰o,pois compet’ncia, persist’ncia e boa vontade n‰olhes faltam. Por fim, quero cumprimentar a Funda“‰o Brigada Militar, pelo transcurso de seu aniversário. E será um aniversário muito feliz, pois est‰o recebendo o presente mais almejado atrav”s da assinatura desses conv’nios. E ao senhor governador, quero agradecer pela confian“a depositada na Secretaria, na Brigada Militar e na Funda“‰o BM, aoacreditar e apostar nessa id”ia.

Discurso proferido durante a assinatura de conv’nio entre o governo do Estado e a Funda“‰o BM

CRPO FRONTEIRA OESTE e NOROESTE Integração é a palavra de ordem em Lavras do Sul

Mesmo sem ter realizado a cerimônia de formatura do Programa Educacional de Resist’ncia ‹ V iol’ncia e às Drogas (Proerd) – o instrutor do projeto, Sd Luis Fernando Moreira, está cursando o CTSP, em Montenegro –, a BM de Lavras do Sul conseguiu desenvolver o programa at” a penœltima aula. As palestras, realizadas desde maio, t’m o objetivo de afastar as crian“as do contato com as drogas. O Proerd beneficiou 85 estudantes do munic™pio e teve boa aceita“‰o junto ‹ popula“‰o. Apesar de n‰o ter conclu™do o curso na cidade, o Cmt do Pel, 1º Ten Holvery Rodrigues Bonilha, destacou a import›ncia dos encontros com os estudantes e a conscientiza“‰o da comunidade escolar para o problema das drogas nas escolas. “O projeto teve ótima receptividade junto aos alunos e professoresÓ, afirmou.

CB irá inaugurar sede na Fronteira Oeste em outubro

Mascote participará da campanha “Prevenir para Salvar”

O 10º CRB, que abrange municípios da FronteiraOeste, como Ca“apava do Sul, e tem sede em Santana do Livramento, irá inaugurar o novo quartel da corpora“‰o. Nas novas instalações, funcionará um posto de serviço avan“ado no bairro Armour, culminando na amplia“‰odos trabalhos de combate e preven“‰o de inc’ndio. O objetivo ” reduzir o tempo resposta nas ocorr’ncias de inc’ndio e descentralizar o servi“o de preven“‰o para os bairros. No mesmo dia, ocorrerá o lançamento da campanha ÒPrevenirpara SalvarÓ. Na solenidade, estar‰o presentes autoridades locais e regionais, al”m da participa“‰o dos mascotes Clara e Bomberucho, que ir‰o alegrar a crian“ada e os adultos que prestigiarem o evento.

1ª Quinzena de Outubro 2004 – Pág 27

Autoridades discutem policiamento comunitário na Fronteira Noroeste

Aprimorar o conhecimento dos servidores da seguran“a pœblica e da comunidade sobre a Seguindo a tend’ncia de outros munic™pi- atividade policial, enfatizando a atividade de os gaúchos, onde a união entre os órgãos pú- pol™ciacomunitária. Este foi o mote do 1º Semiblicos tem sido a tônica dos trabalhos dos ser- nário Regional de Polícia Comunitária, realizavidores da seguran“a, a BM de Lavras do Sul do em 16 de setembro, no Centro C™vico e Culbusca cada vez mais integrar-se aos poderes tural de Santa Rosa. O seminário, que foi ideamunicipais, estaduais e federais. Desde que lizado pelo Cmt do CRPO Fronteira Noroeste, assumiu o comando do 3º Pel em outubro de Ten Cel Nilson Nobre Bueno, teve a participa2003, o 1º Ten Holvery Rodrigues Bonilha pas- “‰ode mais de 350 pessoas, a maioria ligada ‹ sou a desenvolver barreiras policiais em parseguran“a pública da área do Comando Regioceria com a Inspetoria V eterinária, Secretaria nal, representantes de outros comandos, Pol™da Saœde e Pol™cia Civil, que tem ‹ frente o de- cia Civil, estudantes de Direito da Uniju™ e URI, legado Alcindo Corrêa Dutra. As ações visam a fiscaliza“‰o de cargas nas estradas que cortam o munic™pio, principalmente no que tange ‹ documenta“‰o. ÒA nossa conviv’ncia com os demais poderes ” harmoniosaÓ, confirmou o Cmt Holvery. Prova do bom relacionamento ” a participa“‰o da Brigada Militar no projeto Ações Integradas de Seguran“a Rural (Acinser), cujo objetivo ” buscar o planejamento metódico e integrado com os demais órgãos municipais e estaduais, atuando cada um na sua esfera e usando o poder de fiscalizar e autuar evetuais infratores. ÒO programa Acinser ” a amplitude do servi“o policial como um todoÓ, destacou o 1º Ten Holvery.

Proerd mobilizou 85 estudantes na região Oeste

CORREIO BRIGADIANO

al”m da comunidade. O desembargador do Tribunal de Justi“a do RS e doutor em Direito Rog”rio Gesta Leal proferiu palestra sobre ÒDireitos humanos e seguran“a pœblicaÓ, enquanto que o presidente da Funda“‰o da BM, Cel Arlindo Bonete Pereira, abordou o tema ÒComprometimento com a atividadepolicialÓ. Al”m deles, palestraram o delegado regional de Pol™cia, çlvaro Ribeiro de Oliveira Neto, cujo assunto foi “A Polícia Judiciária no controle da criminalidadeÓ, o mestre em Direito e Maj Jos” Lauri Bueno de Jesus, que abordou o tema ÒCoopera“‰oda sociedade para preven“‰o de

delitosÓ,o promotor de Justi“a, Jos” Nilton Costa de Souza, com o assunto ÒTermo Circunstaciado e a atividade de pol™ciaostensiva, e o procurador de Justi“a e coordenador da Procuradoria Criminal Mário Cavalheiro Lisboa, que tratou da ÒInsufici’ncia repressivaÓ.Tamb”m foram entregues viaturas ‹s cidades da regi‰o, Servidores da seguran“a pœblica participaram do debate realizado em Santa Rosa sendo contemplados Santo ångelo, Guarani das lho, Entre-Iju™s, Cerro largo, S‰o Paulo das MisMissões, Novo Machado, Senador Salgado Fisões e Santa Rosa.


Pág 26 – 1» Quinzena de Outubro 2004

Cavalaria do 8º BPM participou das festividades farroupilhas O 8º BPM, responsável pelo policiamento caram at” o Parque de Rodeios Jorge Dariva, de Osório, participou ativamente das comemo- em Osório, onde realizaram a cerimônia de abertura oficial da Semana rações alusivas ‹ RevoFarroupilha 2004. lu“‰oFarroupilha. No dia De acordo com o 7 de setembro, cerca de responsável pelo policia50 cavaleiros de 10 pimento montado do 8º quetes do munic™pio levaBPM, 1º Sgt Augusto ram a Chama Crioula at” Bokineto, o mau tempo a sede do 8º BPM, onde inviabilizou o desfile de ficou guarnecida pelo efe20 de Setembro. Por”m, tivo do OPM. O Cmt do 8º BPM, Maj N”lio Tedes- Chama Crioula ficou guarnecida na sede do 8º BPM segundo ele, os cavaleiros realizaram uma conco Sperling, saudou a chegada de todos os gaœchos e prendas. ÒEs- centra“‰oem frente ao CTG Est›ncia da Serra, tou muito agradecido e honrado por poder guar- onde realizaram a cerimônia de encerramento necer este s™mbolo t‰o importanteÓ, afirmou. da Semana Farroupilha 2004 e fizeram a extinNo dia 10 de setembro, os cavaleiros, es- “‰oda Chama Crioula. Na ocasi‰o, tamb”m foi feita a entrega da Ta“a Semana Farroupilha, em coltados pelos PMs do policiamento montado do 8º BPM, deslocaram a chama até a localida- premia“‰o aos vencedores das provas de tiro de de Passinho, onde foi iniciada a Cavalgada de la“o, realizadas no dia 19 no Piquete La“aFarroupilha. No dia 13, os cavaleiros se deslo- dor Mathias Velho Pacheco.

CORREIO BRIGADIANO

CRPO CENTRO SUL e LITORAL

Atuação em festas PMs de Arroio dos Pelotão Ambiental rendeu elogios à Ratos prenderam de Torres flagrou Brigada Militar assaltante foragido crime ambiental A atua“‰o de BM de Sert‰o Santana em festas do munic™pio rendeu elogios por parte da comunidade. Os PMs atuaram em dois eventos do município – o Festival do Chope, que teve 1,5 mil participantes, e a Festa da Primavera, que foi organizada pela Comunidade Evang”lica Sert‰o Santana e contou com a presen“a de 2,5 mil pessoas. De acordo com o Cmt da unidade, 3º Sgt Antônio Cesar Prado, um dos fatores que garantiram a tranqüilidade dos eventos foi a presença de PMs do 31º BPM, de Guaíba. ÒTivemos a satisfa“‰o de contar com o refor“o desses excelentes profissionaisÓ, destacou. Segundo ele, para evitar a entrada de drogas ou objetos perigosos nos eventos, foram realizadas operações Pente Fino e vistorias em veículos. O presidente da Comunidade Evang”lica Sert‰oSantana, Arno Rosenal, classificou como excelente a atua“‰o da corpora“‰o. ÒSe todos tivessem uma BM igual a nossa o Brasil estaria em pazÓ, afirmou.

Após uma denœncia recebida por telefone, no dia 31 de agosto, o 1º Sgt Wolmir Miranda Pelz e os Sd Jo‰o Batista Vargas dos Santos e Sydnei de Souza Maciel abordaram um ve™culo Gol nas proximidades da BR 290. Ao fazerem a vistoria do automóvel, os PMs encontraram uma pistola PT 380, um revólver calibre 38 com a numera“‰o raspada e um revólver calibre 32, todos sem nenhuma documenta“‰o, al”m de várias munições, algumas já deflagradas. Tamb”m foram encontrados nove talões de cheques, mais de R$ 1,4 mil em dinheiro e 84 dólares. O condutor do ve™culo e uma adolescente, de 16 anos, que o acompanhava, foram presos em flagrante e encaminhados para a Delegacia de Pol™cia, juntamente com os objetos e o automóvel apreendidos. Após a prisão do motorista, constatou-se que ele utilizava uma carteira de identidade falsa. Afinal, já tinha passagem por roubo em Caxias do Sul e era foragido do sistema penitenciário gaúcho.

Desmatamento atingiu diversas árvores nativas

ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊUma equipe do Pelot‰o Ambiental da BM de Torres flagrou, no dia 4 de setembro, mais um crime contra o meio ambiente na regi‰o. Um homem foi flagrado desmatando a flora de Porto Fagundes, no munic™pio de Dom Pedro de Alc›ntara.ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ Ele efetuava o corte de árvores pequenas e retirava a casca do caule das árvores maiores, passando ainda óleo queimado para matá-las. O desmatamento atingiu cerca de um hectare, destruindo diversos exemplares de árvores nativas. Al”m do crime contra a flora (desmatamento), o infrator ainda estava causando polui“‰oambiental. Dentre as esp”cies nativas atingidas estavam embaúbas, figueira, gerivás, butiás, patas-de-vaca, capororocas, mamicasde-cadela e maricás. Por tratar-se de crime classificado como de menor potencial ofensivo, com pena máxima não superior a dois anos, foi lavrado um Termo Circunstanciado, sendo encaminhado o responsável ao Fórum de Torres.

POLÍTICA

PMs apreenderam objetos furtados durante operação

Paulo Dias/Palácio Piratini

O governador Germano Rigotto e o secretário da Justiça e da Segurança, José Otávio Germano, promoveram em 15 de setembro, no Palácio Piratini, o lan“amento do Programa Seguran“a Solidária. A finalidade é criar condições para que entidades pœblicas e privadas interajam, de forma voluntária e solidária, com as atividades de seguran“a pœblica. Atrav”s do programa, segmentos da sociedade poder‰o interferir diretamente no combate ‹ criminalidade, colaborando com a presta“‰o dos servi“os policiais, podendo, assim, garantir a todos maior sensa“‰o de seguran“a. Para Rigotto, a medida se enquadra numa diretriz que tem especial significado para o governo, que ” a necessidade de que os problemas de seguran“a pœblica sejam tratados de modo solidário, numa articulação entre os setores envolvidos na presta“‰o dos servi“os de seguran“a, por um lado, e destes com a comunidade, por outro lado. ÒN‰o tenho dœvidas

Ministério Público esclarece dúvidas sobre as eleições

Promotor Renoir palestrou para os oficiais do CPC

ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ Em 23 de setembro, no auditório da Secretaria da Justi“a e da Seguran“a,Ê o promotor de Justi“a Renoir da Silva Cunha palestrou para todos os oficiais das unidades do Comando de Policiamento da Capital (CPC), sobre os procedimentos que a Brigada Militar , juntamente com o Judiciário e oÊ Ministério Público, deveriam adotar por ocasião das eleições municipais. O evento foi prestigiado igualmente por diversas autoridades, com destaque para o procurador de Justi“a, Gilmar Possa Maroneze, promotora de Justi“a, Synara Jaques Butelli, e o Cmt do CPC, Ten Cel Jorge Alfredo Pacheco de Barcellos. ÒEsta forma de instru“‰o aos oficiais ” muito importante para o sucesso do pleito eleitoralÓ,frisou Barcellos, esclarecendo que as informações foram transmitidas a todos os pra“as que servem na área do CPC.

Rigotto mantém disposição para conceder reajuste

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Objetos foram encotrados em uma constru“‰o

No dia três de setembro a BM de Osório foi acionada para atender a uma ocorr’ncia de arrombamento em uma resid’ncia do bairro Pitangas. Ao efetuarem inspeções no bairro, os PMs localizaram, em uma obra ao lado da resid’ncia, um forno de microondas e um aparelho de som marca Aiwa, que haviam sido furtados. No local, tamb”m foi encontrado um adolescente de 16 anos que manejava uma carro“a. O menor infrator e os objetos foram apreendidos e encaminhados ‹ Pol™cia Civil. ENDERE‡O – O Cmt do CRPO Litoral, Ten Cel S”rgio Roberto de Abreu, informou queÊ a unidade mudou de instalações, no dia 13 de setembro. A sede do CRPO está agora localizada no quilômetro 97 da BR 101, em Osório.

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 3

Programa Segurança Solidária FBM está autorizada a administrar bens públicos Rigotto foi homenageado com o certificado de Participante Institucional Benemérito da fundação beneficiará órgãos vinculados à SJS A autoriza“‰o para que a Funda“‰o de equoterapia para assistir portadores

Policiamento a cavalo é realidade em Arroio dos Ratos Uma nova modalidade de policiamento já está em funcionamento nas ruas de Arroio dos Ratos: o policiamento montado. O projeto partiu da iniciativa de empresários e comercianrtes locais que providenciaram a ced’ncia dos animais, bem como a alimenta“‰o dos mesmos e o fardamento dos policiais militares responsáveis por este policiamento. De acordo com o Cmt da BM local, 1º Sgt Wolmir Miranda Peltz, os PMs a cavalo poderão cobrir com maior eficácia os bairros mais afastados da zona urbana da cidade. ÒEstoumuito satisfeito com a iniciativa da comunidadeÓ,afirmou. Os PMs responsáveis pelo policiamento montado s‰o os Sd Sydnei de Sousa Maciel e Algemiro Tavares Pizzio.

CORREIO BRIGADIANO

Ao destacar a importância histórica da Brigada Militar para o Rio Grande do Sul, durante as comemorações alusivas à Semana Farroupilha, o governador Germano Rigotto disse que ainda não conseguiu, até agora, fazer o que já gostaria de ter feito para melhorar a situa“‰osalarial dos policiais, mas que em breve haverá uma defini“‰o.“Está sendo planejada para a Rigotto Brigada Militar uma matriz salarial, para que os aumentos, quando ocorrerem, sejam diferenciados, de modo a aproximar as dist›ncias entre os que ganham mais e os que recebem menosÓ, explicou. O projeto tem a participa“‰o das secretarias da Justi“a e da Seguran“a e da Fazenda e da Procuradoria Geral do Estado. ÒQuando dermos o primeiro passo, teremos de estar certos de que poderemos cumprir com o reajusteÓ, afirmou.

Ivan de Andrade/Palácio Piratini

Jos” Otávio, Adão Campos (Sintáxi) e Rigotto

de que rapidamente se multiplicar‰o os pontos dessa rede de prote“‰o social, com novos ganhos para a seguran“a do povo gaœchoÓ, assinalou o governador. Durante o ato, foi assinada a primeira ades‰o ao programa. O Sindicato dos Taxistas de Porto Alegre (Sintáxi) e a Secretaria da Justi“a e da Seguran“a (SJS) estabeleceram parceria que possibilitará que os 3.914 rádios VHF instalados nos táxis estejam em contato com os órgãos policiais, abrangendo 11 mil profissionais.

Brigada Militar (FBM) passe a adminisde defici’ncia, assim como cursos para trar cinco imóveis pertencentes ao Estaforma“‰ode instrutores e para crian“as do, formalizada no final da tarde do dia da comunidadeÓ, exemplificou. 17 de setembro, com a assinatura de Para a diretora-geral da Secretaria conv’nios pelo governador Germano da Justi“a e da Seguran“a, Ana Pellini, a Rigotto, representa a conquista de um assinatura dos conv’nios foi um momenantigo sonho da corpora“‰o e um preto importante n‰o apenas para a BM e sente de aniversário para a entidade, que sua Funda“‰o, mas tamb”m para todo o completa sete anos amanh‰. Os recurRio Grande do Sul, Òque ganha uma nova sos obtidos Bonete (dir) disse que o objetivo ” atender ‹s necessidades da fam™lia brigadiana e moderna forma de gerenciamento do com o gerenpatrimônio pœblicoÓ.amb”m T o Cmt-Geral, Cel ciamento do patrimô- Olaria da BM, em Gravata™. Airton Carlos da Costa, considerou a assinatunio ser‰o investidos Rigotto, que foi homenageado com o certi- ra um fato histórico, por realizar um sonho da em ações em benefí- ficado de Participante Institucional Benem”rito FBM, que agora poderá dar suporte a diferencio da BM. Dos cinco da FBM, falou sobre a melhor utiliza“‰o que a tes atividades. “Com o resultado econômico da imóveis, tr’s est‰o lo- corpora“‰opoderá oferecer a partir de agora aos administra“‰odos bens, daremos retorno concalizados em Porto bens pœblicos sob sua administra“‰o. Lembrou forme os objetivos da cria“‰o da Funda“‰o, que Ana Pellini Alegre: a Escola de que alguns deles, como o cemit”rio e o Centro ” atender ‹s necessidades da fam™lia brigadiaEduca“‰o F™sica, o Cemit”rio da Brigada e o de Equita“‰o, estavam praticamente desativa- na e dos servi“os realizados pela BrigadaÓ, obCentro de Equita“‰o. Os outros dois s‰o a Co- dos. ÒCom o retorno das atividades da primeira servou o presidente da entidade, Cel RR Arlinlônia de F”rias dos Oficiais, em Tramanda™,e a escola de equitação da Brigada, haverá sessões do Bonete Pereira.


Pág 4 – 2» Quinzena de Outubro 2004

GERAL

CORREIO BRIGADIANO

Acadepol formou 53 novos delegados para reforçar a segurança pública Curso de formação durou cerca de 180 dias, totalizando mais de 1.100 horas/aula, inclusive de aperfeiçoamento jurídico A Acadepol realizou a formatura da 41» turma de delegados de Polícia. A cerimônia aconteceu no Teatro do Sesi-Fiergs, em Porto Alegre. Na oportunidade estiveram presentes o vice-governador Antônio Hohlfeldt, o secretário da Justiça e da Seguran“a, José Otávio Germano, o chefe de Pol™cia,delegado Acelino Felipe da Fonseca Marchisio, o diretor da Acadepol, delegado ænio Gomes de Oliveira, al”m de outras autoridades ligadas ‹ seguran“a. Segundo o chefe de pol™cia, delegado Marchisio, essa nova gera“‰o de delegados ” um refor“o para o efetivo e uma demonstra“‰o da constante preocupa“‰o da corpora“‰o com a qualifica“‰o de seus profissionais. De acordo com o diretor da Acadepol, a forma“‰o dos delegados consiste, principalmente, na especiali-

Renato Araœjo/SJS

do interior do Estado. S‰o 53 novos de- va Guimar‰es, Laurence de Moraes Teixeira, legados para refor“ar a seguran“a pœbli- Liege Machado Pereira, Liliane Pasternak ca no Estado: Alexandre Augusto W eg- Kramm, Lisandra de C. de Carvalho, Luciana Cunha da Silva, Marcelo Farias Pereira, Marner, Aline Dequi Palma, Ariadne Moraes Langanke, Augusto Cavalheiro Neto, Be- celo Reginatto, Márcia Bernini, Marcos Coelho tina Martins Caumo, Carmen Kátia Régio, Gon“alves Meirelles, Maria Ang”lica Gentilini da Silva, Michele Soares Wouters, NaCaroline Virginia Bamberg, Cadine Tagliari Farias, Pablo Queiroz rolina Zimmer, Cinara StormoRocha, Patr™cia Rossato Nunes, Pavshi Freitas, Diana Casarin Zatr™ciaTolotti Rodrigues, Paulo Cesar natta, Diná Rosa Aroldi, EduarSchirrmann, Roberto Corr’a Sahado Augusto de Moraes Hartz, Essa nova gera“‰o de profissionais ” um refor“o para o efetivo goff, Rodrigo Bozzetto, Rodrigo KeEduardo Flores Machado, Eligler Duarte, Roland Alexander Short, za“‰oem técnicas e táticas específicas da pro- zabete Kaoru Shimomura, Gabriela Delegado Marchisio Rosana Maria Bulgos de Andrade, Sperb Funcke, Gerson Nadler , Gilson fiss‰o,na prepara“‰o para a administra“‰o e Sander Ribas Cajal, Sônia Patel, Tânia Regina Lippert da Silva, Gustavo Celiberto Barcellos, coordena“‰o das atividades policiais. Gomes Bortoluzzi, Tarc™sioLobato Kaltbach, TaA designa“‰o dos novos delegados, segun- Hugo Rigo Junior, Jos” Romaci Reis, Juliano tiana Barreira Bastos, Vanessa Pitrez de Aguiar do a chefia de Polícia, será feita dando priorida- Brasil Ferreira, Julio Fernandes Neto, Karine Corr’a e Vinicius de Souza Chaves. Wendt Kroth, Karla Mata Schultz, Laerte da Silde ‹s necessidades de titulares em delegacias

Sindcivis-BM tem nova diretoria Aleitamento é incentivado na BM

A Diretoria Executiva que durante o tri’nio 2004/2007 vai conduzir o Sindicato dos Servidores Civis da BM, tomou posse no dia primei-

Nova diretoria executiva eleita para o tri’nio 2004/2007

ro de setembro,Ê ficando assim composta: presidente: Leda Soares Correa, vice-presidente: Adriana Costa; 1ª secretária: Sirlei Ferreira da Silva, 2ª secretária: Waldecy Bonato Vesper, 1» tesoureira: Angela Maria Souza de Quadros, 2» tesoureira: Marli Tereza Gon“alves Ribeiro; diretora de Assuntos Sociais: Maria Teresinha Silvestri, diretora de Assuntos Jur™dicos: Maria Helena dos Santos Ribeiro. Leda Soares assinalou que a nova diretoria continuará mantendo o excelente relacionamento que sempre norteou as atividades do sindicato.

ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ De 13 a 18 de setembro,Êocorreu a Semana Mundial do Aleitamento Materno 2004. A Policlínica Odontológica Central da BM, atrav”s da m”dica Eliana Machado, desenvolveu o Programa de Incentivo ao Aleitamento Materno. Este ano o tema escolhido foi ÒAmamenta“‰oexclusiva durante os seis primeiros meses de vidaÓ. Segundo Eliana, o leite materno tem todos os nutrientes que um beb’ necessita para se desenvolver e crescer com saœde at” os seis meses.

Ela complementou que a partir do sexto m’s deve ser iniciada a alimenta“‰o sólida com frutas e legumes, inicialmente e continuar com a amamenta“‰oat” por volta dos dois anos de idade. ÒA amamenta“‰o protege contra infecções respiratórias, digestivas e urinárias e cáries, além de m Ê elhorar o desenvolvimento neurológico, intelectual e dento-facial, mastiga“‰o futura mais eficiente e profilaxia para a s™ndrome do respirador bucal e dificuldades futura na fona“‰oÒ.

Sd Helena forma-se bacharel em Direito e comemora o feito A Sd Helena Beilfuss, 29, que serve atualmente na PM3 do Estado Maior da BM, formouse em Ci’ncias Jur™dicas e Sociais, pela UniRitter. A solenidade aconteceu no Sal‰ode Atos da PUCRS, seguida pela recep“‰o e pelo baile, Sd Helena no Lindóia Tênis Clube. Helena ingressou na BM em maio de 1998, passando em seguida a cursar a faculdade, que concluiu em cinco anos, sem nunca ter repetido uma cadeira. ÒFiquei muito feliz pela conclus‰o do curso e com a presen“a dos colegas e amigos que vieram me prestigiar neste dia t‰o importanteÓ,frisou a nova bacharel em Direito.

CRPO VALE DO RIO DOS SINOS

Bombeiros ampliam atividade de busca e salvamento Sd Alex iniciou longos treinamentos com a cadela labradora que tornou-se apta para as atividades O Corpo de Bombeiros de Sapiranga recebeu o refor“o de mais uma integrante para ampliar as atividades de busca e salvamento. O bombeiro voluntário Carlinhos Alberi Jacobus doou para a corpora“‰o uma cadela d a ra“a Labrador. Testes foram aplicados comprovando que o animal era propenso a este tipo de trabalho. A cadela recebeu o aval do Sd Meireles, do Corpo de Bombeiros de Busca e Resgate da Capital e pioneiro no trabalho de busca e salvamento com c‰es no Estado. O Sd Jorge Alex da Silva Rodrigues iniciou longos treinamentos com o animal at” tor-

Semana Nacional de Trânsito 2004 movimenta cidade

Gaúcha vence concurso e recebe prêmio de Lula

GPRv fez simula“‰o de acidente com v™tima no local

Foto remete à esperança pela vitória da vida contra as drogas

A estudante de Jornalismo da PUC-RS e estagiária do Detran-RS, Patricia Artico, recebeu o pr’mio do II Concurso Nacional de Fotografia promovido pela Secretaria Nacional AntiDrogas (Senad), no Palácio do Planalto, em Bras™lia.O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua esposa Marisa Let™cia da Silva entregaram o pr’mio do concurso ‹ gaœcha, na abertura da VI Semana Anti-Drogas. Patr™cia disse que a foto intitulada ÒViva a VidaÓremete ‹ esperan“a pela vitória da vida contra as drogas. Ela foi escolhida como a melhor imagem na categoria Amador do concurso, que teve a participa“‰o de fotógrafos dos mais variados locais do pa™s.

Ex-vice-presidente do Sindcivis-BM autografa Antologia

Durante a Semana Nacional de T r›nsito, o Grupamento da Polícia Rodoviária de Sapiranga distribuiu 14 faixas com temas educativos, junto ao canteiro central da RS 239, alertando os motoristas quanto ‹ seguran“a no tr›nsito e os pontos de maior risco na rodovia. De acordo com o Cmt do GPRV de Sapiranga, 1º Ten Carlos Erinaldo Freitas Rosa, ainda foram colocados, próximo da pra“a de pedágio, veículos envolvidos em acidentes de tr›nsito para cons cientizar os condutores que trafegam pela RS 239. Na frente do GPRv fizeram uma simula“‰o de acidente envolvendo um ve™culo e uma bicicleta, com v™tima no local. ÒNesteano já estamos com 397 acidentes e 18 mortes no localÒ, diz o Ten. A área de ação do GPRv de Sapiranga vai do quilômetro13 (Novo Hamburgo) até o quilômetro 48 (Parobé). Ainda foram distribu™dos, pelos integrantes da Guarda Mirim do munic™pio, 1,5 mil folhetos educativos. As crian“as estavam vestidas de anjo.

Brigada Militar de Nova Esperança do Sul tem Proerd

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

S”rgio Ferreira na nova fase como escritor

O ex-vice-presidente do Sindcivis-BM, atualmente no IPBM, S”rgio Ferreira, que recentemente defendeu disserta“‰o de mestrado, obtendo grau 10, participou da Antologia de Cria“‰o Literária do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Letras da PUC-RS, cujo lan“amento e sessão de autógrafos ocorreu no dia 15 de setembro, no Restaurante Birra & Pasta, no Shopping Praia de Belas, em Porto Alegre. RECRUTAMENTO – A IBCM está recebendo curr™ruculosde candidatos ao cargo de auxiliar de laboratório para aproveitamento imediato. Os interessados dever‰o enviar curr™culos para a sede da institui“‰o, localizada na rua Bar‰o do Triunfo, 175, bairro Menino Deus, em Porto Alegre ou para o e-mail rh@ibcm.org.br.

A BM de Nova Esperan“a do Sul, a partir do m’s de junho, passou a desenvolver o Proerd. Foram beneficiadas as escolas S‰o Jos” (municipal) e José Benincá (estadual), que têm aulas ministradas para alunos de 4» s”ries, pelo 3º Sgt Italmar Domingos Tolfo, que freqüentou o curso na Academia de Pol™cia Militar , em Porto Alegre, onde se habilitou para desenvolver a fun“‰ode instrutor. O 3º Sgt Italmar é Cmt do GPM e salientou que tal atividade ao mesmo tempo em que aproxima a comunidade da BM, ainda instrui e auxilia para que a popula“‰o local possam ter uma vida mais saudável e feliz. Ele ainda explicou que os principais objetivos s‰onoções de cidadania, prevenção e redu“‰o no uso de drogas e viol’ncia entre crian“as e adolescentes. ÒElas aprendem a reconhecer e resistir às pressões para experimentar álcool, cigarro, maconha e outras drogas, ou ainda se envolverem em atividades violentasÒ, disse. São 17 lições abrangendo as mais diversas situações, buscando o envolvimento dos pais ou responsáveis nas atividades, para que possam melhor entender seus filhos e adotar procedimentos corretos. Al”m disso, s‰o ministradas palestras aos pais e alunos de idades mais elevadas referentes a drogas e tr›nsito.

1ª Quinzena de Outubro 2004 – Pág 25

CORREIO BRIGADIANO

ná-lo apto para as atividades. ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ O 3º Sgt Antônio Carlos Brum Damasceno e o Sd Jurandir Santos de Lima voluntariaram-se a trabalhar na área de faro com c‰es em Sapiranga, executando atividades de manuten“‰oe treinamentos. De acordo com o Cap Marcos Vin™ciusFalc‰o Sperinde, ao assumir o comando do CB de Sapiranga, um dos Sd Alex e a cadela integram o CB de Sapiranga projetos era de ampliar as ati-

vidades de busca e salvamento, tendo a potencialidade de atua“‰ocom c‰es de faro, inicialmente para buscas de pessoas vivas ou mortas perdidas em matas. O Cap explicou que a regi‰o de Sapiranga ” cercada por grandes extensões de florestas e morros, sendo que s‰o praticados nestas áreas esportes radicais como vôo livre, mountain bike e pára-quedismo.

Brigada Militar e Polícia Civil realizam Operação Barreiras A BM e PC realizaram a Opera“‰o Barreiras com a finalidade de fiscalizar ve™culos nas proximidades dos postos de combust™veis de maior incid’ncia de roubos. A a“‰o foi marcada por abordagens a ve™culos em 17 locais da Capital. Tamb”m participaram da opera“‰o a Empresa Pœblica de Transporte e Circula“‰o (EPTC) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF). No total, foram abordados 1.255 ve™culos e 2.625 pessoas. A opera“‰o conjunta visa combater o porte ilegal de armas, tráfico e consumo de entorpecentes, captura de pessoas foragi-

das, recupera“‰o de ve™culos furtados, recolhimento de ve™culos irregulares, al”m de aumentar a seguran“a junto a locais de grande concentra“‰ode público e próximo aos postos. A a“‰o se estendeu ainda pelos munic™pios de Alvorada, Cachoeirinha, Campo Bom, Canoas, Capela de Santana, Dois Irm‰os, Est›ncia Velha, Esteio, Glorinha, Gravata™, Ivoti, Nova Santa Rita, Novo Hamburgo, Parob”, Port‰o,Sapiranga, Sapucaia do Sul, S‰o Leopoldo e Viam‰o,com a participa“‰o do Batalh‰o de Policiamento Rodoviário (BPRv).


Pág 24 – 1» Quinzena de Outubro 2004

PMs apreendem 25 quilos de carne abatida clandestinamente o motorista, que fugiu e foi perseguido por duas viaturas da Brigada Militar, abandonando o carro perto de uma chácara. Uma inspeção no local ainda revelaria as instalações de um abate clandestino, com a localiza“‰o de uma vaca morta recentemente e duas facas carneadeiras. Tanto a propriedade quanto o automóvel pertencem ao fugitivo. Conforme o Cmt do 8º BPM, Maj Nélio TePMs encontraram animal abatido na chácara desco Sperling, a patrulha rural dispõe de uma A patrulha rural do 8º BPM, com sede em pick-up e ” composta por dois PMs. Eles exeOsório, apreendeu no dia 29 de agosto, dentro cutam o policiamento ostensivo em turno de oito de um automóvel Passat, 25 quilos de carne horas diárias nas localidades de Passinhos, Palabatida clandestinamente. O 1º Sgt Geraldo mital, Morro da Borrœssia, distritos ao longo da Martins Pereira e o Sd Saul dos Santos Macha- BR 101 at” a divisa com o munic™pio de Maquido suspeitaram do motorista que trafegava no n” e distrito de Santa Lœzia. Al”m disso, a paquilômetro 87 da RS 030 e, após consultarem o trulha atua ainda at” a divisa com T ramanda™. sistema de verifica“‰o de placas, perceberam ÒAsações são voltadas principalmente para o que o licenciamento do ve™culo estava vencido. combate ao abigeatoÓ, observou. Durante dois Com a ajuda dos Sd …rico V igian C”sar dias por semana, a patrulhal realiza o policiaCustódio e Marion da Silva, os PMs abordaram mento ostensivo montado.

CRPO LITORAL

CORREIO BRIGADIANO

8º BPM participa de campanha para registro civil

BM intensifica policiamento nas avenidas do município de Osório

Com o objetivo de recuperar ve™culos furA BM de Osório participou da Campanha tados, armamento, identificar pessoas foragidas Nacional para Registro Civil de Nascimento. O e cuidar das infrações de trânsito de Osório, a objetivo da campanha foi auxiliar a conscientiBM passou a realizar constantemente barreiras zar a popula“‰o sobre a import›ncia do registro policiais no munic™pio. As medidas adotadas vide nascimento, uma vez que a pessoa só exis- sam dar mais seguran“a ‹ popula“‰o. No que te como sujeito de direito e pode pleitear a sadiz respeito ao tr›nsito, a principal infra“‰o retisfa“‰odesses direitos de posse do documen- gistrada é o uso de películas nos automóveis to. ÒA mobiliza“‰o ocorreu principalmente na fora da regulamenta“‰o. área rural e via jornais e rádios da cidade”, resSegundo o Cmt do 8º BPM, Maj Nélio Tesaltou o Cmt do 8º BPM, Maj Nélio Tedesco desco Sperling, a BM tem trabalhado no sentiSperling. O registro é gratuito e o cartório não do de conscientizar os motoristas acerca do que pode cobrar nada para faz’-lo ou dar a primeira está previsto na lei. ÒEsclarecemos aos conduvia da certid‰o. Para registrar a crian“a ” netores de veículos automotores o que está na cessário apresentar certid‰o de casamento ou legisla“‰ode tr›nsito e o que pode ser utilizado identidade da m‰e do beb’ e declara“‰o de nas- e o que ” irregularÓ, destacou. Pela resolu“‰o cimento do hospital. Crian“as com idade supenœmero73 do Contram, a lei prev’ porcentarior a dois anos, os pais devem apresentar duas gem de transmiss‰o luminosa do conjunto vitestemunhas com identidade. Quando os pais dro-pel™cula.No pára-brisa não poderá ser infetiverem menos de 16 anos, devem ser acompa- rior a 75%, nos vidros laterais traseiros e no vinhados por seus pais ou responsáveis. dro traseiro não poderá ser inferior a 50% e nos

vidros laterais dianteiros não poderá ser inferior a 70%. Al”m disso, deve ter espelhos retrovisores externos dos lados esquerdo e direito. Atualmente, o 8º BPM utiliza nas operações um aparelho medidor de transmiss‰o luminosa (Translux) aferido pelo Inmetro. Em algumas situações, o que está sendo constatado é que as pel™culasutilizadas, mesmo possuindo o ™ndice de transmiss‰o luminosa gravadas, conforme prev’ a legisla“‰o, est‰o irregulares, ou seja, o ™ndiceestá abaixo do indicado no “selo”. Dessa forma, os policiais militares t’m que autuar os condutores por infra“‰o de tr›nsito, descrita no Art 230-XVI do Código de Tr›nsito Brasileiro. A infra“‰o ” considerada grave e o ve™culo” retido at” a sua regulariza“‰o. ÒPara evitar transtornos, o 8º BPM orienta aos condutores que verifiquem junto aos instaladores se o ™ndicede transmiss‰o luminosa condiz com o que está indicado no “selo” gravado nos vidros”, ressaltou o Cmt.

Cães auxiliam os policiais militares a localizar drogas Historicamente considerados os melhores amigos do homem, os cães que compõem o plantel do canil do 8º BPM têm comprovado, na prática, a fama. Eles t’m sido decisivos nas ações policiais desenvolvidas no munic™pio de Osório. Treinados pelo 3º Sgt Gilberto de Lima Coutinho e Sd Leandro dos Santos Pulls, os cinco cachorros da equipe, dois da ra“a Labrador e um Pastor Alem‰o, considerados c‰es de faro, um Rottweiler e outro c‰o de policiamento integram o canil. Al”m do policiamento ostensivo, em turno de seis horas, os animais s‰o empregados em eventos e operações como o Rodeio Crioulo, Feira da Produção, em ações de revistas no pres™dio, no cumprimento de mandados de busca e apreensão e em apresentações nas escolas locais. De acordo com o Cmt do 8º BPM, Maj N”lio Tedesco Sperling, o uso dos cães já ajudou a BM em diversas ocasiões. “Graças à atua“‰o dos cães, já foi possível localizar drogas e efetuar prisões de delinqüentes”, ressaltou. A popula“‰o tamb”m se sensibilizou com a atua“‰odos cães e passou a fazer doações de material nos bancos da cidade e atrav”s do Consepro para a constru“‰o de um novo canil.

PMs encontram facas e celulares em presídio local

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

BM apreendeu seis telefones celulares, estiletes e drogas

Numa opera“‰o realizada no dia 18 de agosto, no pátio do presídio albergue, em Osório, a BM apreendeu diversos tipos de facas, estiletes e seis celulares. Com a ajuda dos c‰es farejadores treinados pelo 3º Sgt Gilberto de Lima Coutinho e pelo Sd Leandro dos Santos Pulls, os PMs tamb”m localizaram no interior das celas pacotinhos de crack e um pequeno tijolo de maconha. De acordo com o Cmt do 8º BPM, Maj N”lio T edesco Sperling, a opera“‰o, que teve in™cio ‹s 21h e encerrou-se ‹s 23h, foi desenvolvida a pedido do Minist”rio Pœblico. ÒO trabalho foi um sucessoÓ, confirmou o Maj Tedesco. O estabelecimento prisional abriga 98 presidiários do regime semi-aberto.

GERAL BPA – De 20 de Maio a 30 agosto, o Batalhão de Polícia Ambiental intensificou as ações de fiscaliza“‰odas atividades de ca“a ilegal, em todo o Estado, em virtude de informações sobre a prática de abate de animais silvestres e nativos, sem autorização do órgão competente, e que ocorrem paralelamente durante esse per™odoque corresponde a temporada de ca“a amador™sticaregulada pelo IBAMA. As ações resultaram na abordagem de 4.033 ve™culos; foram apreendidas 12 armas de porte, 60 armas de ca“a, 194 aves e 42 mam™feros.

Displays do JCB JCB – Rua Bispo Willian Thomas 61 -Teresópolis; îptica Reis Reis – Av. Teresópolis 3173 Teresópolis; IBCM – Av. Rócio 350 - Partenon; Rua Bar‰o doTriunfo, 175 - Menino Deus; e Av. Cel Apar™cio Borges, 2686 - Partenon; AbamfBM – Av. Veiga 223 - Partenon; ASSTBM – Rua Manoel Vitorino 220 - Partenon; Mercado 21 21 – Rua do Presídio 21 - Partenon; Clube Farrapos Farrapos – Av. Cristiano Fischer - Jardim do Salso; Kako – Rua Humberto de Campos, 332 - Partenon; HBM – Rua Castro Menezes, 155 - Cristal; Livraria Redentor – Av. Assis Brasil, 3220; MBM MBM – Rua dos Andradas 772 - Centro; Sicredimil – Travessa Leonardo Truda, 40 - Centro; Lojas Cordeiro – Trav. Leonardo Truda, 59 - Centro; Policl™nicaOdontológica – Rua Siqueira Campos, 372 - Centro; Acadepol – Rua Comendador Tavares, 360 - Navegantes; CEF – Av. Teresópolis, 3536 - T eresópolis; Armaz”m DÕçvila– Rua Cel Jesus Linhares Guimar‰es,150 - Partenon; TudoFácil – Av Borges de Medeiros, 340 - Centro;Farmácia Phoenix – Av Calhadada, 3912 - Cavalhada.

– Capital – APM – Av. Cel Apar™cio Borges, 2001 - Partenon; DA – Rua dos Andradas, 522 - Centro; CRESA – Rua Felipe de Oliveira, 2 - Rio Branco; BPRv – Av. Cel Apar™cio Borges, 2263 - Partenon; BOE – Rua Silvado, 630 Partenon; 1º GCI – Rua Aureliano Figueiredo Pinto, 345 – Cidade Baixa; BPA – Av. Bento Gon“alves, 3850 - Partenon; Museu da BM – Rua dos Andradas, 522 - Centro; MABM – Av. Cel Apar™cio Borges, 2300 Partenon; SJS – Rua Voluntários da Pátria, 1358 - Centro (portaria e 2º andar)

– Interior –

Alvorada Alvorada: Farmais – Av. Senador Salgado Filho, 14; Bag” Bag”: Lojas Cordeiro Cordeiro – Rua Flores da Cunha, 41; Canoas Canoas: 15º BPM – Rua Santos Ferreira, 4321; Charqueadas Charqueadas:: Penitenciária de Alta Seguran“a de Charqueadas; Novo Hamburgo Hamburgo: 3º BPM – Av. Cel Travassos, 1111; Passo Fundo Fundo:: IBCM – Rua Cel Pelegrini, 618; Rio Grande Grande: Banrisul – Rua Marechal Floriano Peixoto, 256; Santa Maria ria: HBM – Rua Euclides da Cunha,1800; IBCM – Av. Nossa Senhora das Dores, 79; Viam‰o: Consultório Médico – Av. Senador Salgado Filho, 4661; 18º BPM BPM – Av. Salgado Filho, 14.

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 5

CORREIO BRIGADIANO

Tradicionalismo perde o poeta e Cap Ledur não consegue vencer compositor José Hilário Retamozo a batalha final contra o câncer O Cel RR , professor , ensa™sta e escritor oulo, ABC do Brigadiano, Cantos Provincianos Jos” Hilário Ajalla Retamozo morreu às e Décimas e Milonga, ABCdário Leonístico e ABC do 4º Dia – os dois últimos em parceria 15h15min de 19 de setembro, aos 64 anos. Natural de S‰o Borja, nasceu em 13 de janeiro com a mulher. Poeta, ganhou mais de cem trof”us em diferentes festivais de mœsica e poede 1940. Era casado com a advogada e tamsia, dentre os quais está o 1º lugar da 4ª Calib”m poetisa Aldira Correa Retamofórnia da Canção de Uruguaiana. zo, com quem teve cinco filhos. Retamozo era membro da AcaSócio-fundador da Est›ncia da demia Riograndense de Letras, na Poesia Crioula e seu ex-presidente, qual desenvolveu renomada atividao poeta era, como qualificado por seu de literária, e foi diretor do Instituto falecido amigo e poeta Apar™cio Silva Estadual do Livro. … autor de canRillo, no prefácio de seu livro O Teções brigadianas, pelas quais era souro dos Jesu™tas, um artista que Cel Retamozo conhecido nacionalmente nas pol™Òmolda‹ sua maneira o barro sens™vel que a inspira“‰o e a sensibilidade lhe colo- cias militares, e de hinos para alguns munic™picam ‹s m‰osÓ. Retamozo se dedicou ‹ Brigada os do Estado, dentre os quais Rosário do Sul, Militar por 35 anos, sendo presidente da Asso- S‰oLuiz Gonzaga e São Miguel das Missões. cia“‰o Pró-Editoração à Segurança Pública O corpo de Retamozo foi sepultado no Cemit”(Apesp). Escreveu livros que já passaram de 30 rio João XXIII, em Porto Alegre. A missa de 7º mil exemplares distribu™dos, dentre os quais dia foi celebrada na Igreja Sagrada Fam™lia. O destacam-se Reduto de Bravos, Rodeio do Tem- ato religioso teve a participa“‰o do capel‰o da BM, padre Jo‰o Peters, em sinal de respeito. po, Provincianas, Lua Andarenga, Rodeio Cri-

A turma de Tenentes 2000 perdeu, na ma- outubro de 2003, quando retornou ‹s atividadrugada de 25 de setembro, o Cap Rodrigo Le- des, sendo promovido ‹ Cap em novembro daquele ano. Mas no m’s de janeiro de 2004, num dur Amorim, que estava internado no Hospital M‰ede Deus, devido a c›ncer na bexiga que se exame de revis‰o, constataram quatro pontos de c›ncer e retomou o tratamento espalhou para outros órgãos. Oficial quimioterápico, sendo transferido jovem, morreu com apenas 28 anos, em abril deste ano para o 4º RPMon, deixando esposa, familiares e amigos onde nem chegou a trabalhar. Seu tristes com a perda de uma pessoa corpo foi sepultado no Cemit”rio alegre que n‰o se deixou abater pela Jo‰oXXIII, com a presen“a do Cmtdoen“a. Sua carreira iniciou em 1997, Geral, Cel Airton Carlos da Costa, quando ingressou na APM, tendo sido oficiais de diversas unidades do aluno do œltimo Curso de Forma“‰o Cap Ledur CPC, colegas da Turma 2000 e do de Oficiais, cujo ingresso exigia o Ensino Médio, saindo 1º Ten em 18 de novem- 4º RPMon. Ele foi enterrado com honras militabro de 2000, vindo a trabalhar no Esquadr‰o de res, incluindo Guarda Fœnebre e execu“‰o, peGuarda Externa dos Pres™dios de Porto Alegre los integrantes do POE do 4ºÊ RPMon, de três salvas de tiros de fuzil, al”m do Toque de Sil’n(EGEPPOA). No in™cio de 2003, depois de diversos exa- cio. Ele era sobrinho do Maj Nelton Henrique mes para encontrar a causa de uma dor no es- Monteiro Ledur, colunista do Jornal Correio Britômago, que acreditava ser uma œlcera, desco- gadiano. O Cap Ledur deixa uma lacuna na BM briu o c›ncer acima da bexiga e passou a tratar- – corpora“‰o a que servia com orgulho e pela qual era um apaixonado. se com quimioterapia, vencendo o c›ncer em

ÒTodaobra do Retamozo sempre foi engajada à Brigada Militar, mesmo que não abordasse ostensivamente as questões da corporação. Foi em 1987, por ocasião do sesquicentenário da corporação, que ele desabrochou em termos de Brigada Militar. Na oportunidade, publicou mais de 40 t™tulossobre obras de interesse da corpora“‰o. Foi nesta mesma ”poca, basicamente um ano antes, que Retamazo come“ou a tralharjunto ‹ Apesp, na produ“‰o de obras. No entanto, foi em 1981 que ele fez a primeira Antologia de Poetas Brigadianos. Em 1996 era publicada a quarta vers‰o da mesma obra. Retamozo tambem foi presidente da Apesp e fundador de todas as entidades de interesses brigadianosÓ. Ten Cel RR Vanderlei Martins Pinheiro – diretor-presidente do Grupo Polost

APROVA‡ÌO – O subprocurador-geral de Justi“a para Assuntos Jurídicos, Antônio Carlos de Avelar Bastos, declarou aprovadas as contas apresentadas pela Funda“‰o Walter Peracchi Barcellos (Funperacchi), com sede em Porto Alegre, relativas ao exerc™cio 2003.


Pág 6 – 1» Quinzena de Outubro 2004

Prosepa procura Jornal Correio Brigadiano para firmar parceria o objetivo de firmar parceria. Com isso, o JCB teria o papel de oferecer vagas de estágio aos adolescentes participantes do programa. A forma“‰ooferecida pelo Prosepa contempla oficinas de mec›nica, el”trica, vidra“aria, marcenaria e outras atividades profissionalizantes em alguns órgãos da BM e da comunidade. A Cap Cristine explicou que o Prosepa ” destinado a adolescentes com idades entre 14 e 18 anos “Este programa sócio-educativo mostra um trabalho que se diferencia do policiamento ostensivo, que caracteriza a imagem da corpora“‰oÓ, frisou. De acordo com o Sgt Medina, o nœmero de alunos assistidos na Capital chega a 96. ÒO Prosepa conta ainda com apoio de voluntários e empresários anônimos“, comIntegrantes do Prosepa buscam parcerias para beneficiar adolescentes plementou Medina.

Oferecer oportunidade de forma“‰o e afastar adolescentes de risco da criminalidade e das drogas. Esses s‰o os objetivos do Programa Social e Educativo de Adolescentes (Prosepa), desenvolvido pela Brigada Militar. A responsável pelo programa, Cap Cristine Thomaz Araœjo, a assistente social, V era Suzana e o coordenador-geral e do Nœcleo de Porto Alegre, 1º Sgt Carlos Augusto Medina, visitaram o Jornal Correio Brigadiano (JCB) com

CORREIO BRIGADIANO

Clube Farrapos apresenta suas jovens debutantes O Baile de Debutantes do Clube Farrapos contará com a presen“a das seguintes garotas: Aline Podlasnisky dos Santos, Ana Paula Borges Padilha, Bruna Brasil Carneiro, Camile Alves Ancines, Caroline de Godoy V idal, Cibele Almeida Nunes, Clarissa Gon“alves Rossi, Edna Cristina Arbogast Fontoura, Fernanda Portela de Oliveira, Fernanda Rippel, Gabriela Christina Vieira dos Santos, Gabriela Idu™no da Paix‰o, Helena Podlasnisky dos Santos, Let™cia Gomes Bortoluzzi, Lisiane Serrat Quintana, Nathalie Tedesco Bueno, Emily da Costa Borghetti, P›mela Nunes Azevedo, Priscila Mattos Corr’a, Rafaela Salazar Sikilero, Renata Amaral Remus, Suelen Marques Martins, Talita Sganderla Chesini, Tatiane Emmanuele da Rosa, Thyene Ribas Moreira, Vanessa Santos Mendes Flores, Jenifer Pires Ferrasa, Luiza Vergara de Azevedo Rodrigues Pinto, Nicole Borges de Carvalho, Patr™cia Alca™de aVrisco, Fernanda Bolzan Tarasiuk e Patr™cia Hexsel Rosa.

GERAL

Jornalistas do Laboratório de Comunicação buscam parceria munica“‰o com os associados atravÊ”s do jorEm 23 de setembro, as jornalistas Kerlin Escobar Dutra e Vanessa Pagliarini Gomes, do nal, al”m de realizar a assessoria de imprensa Laboratório de Comunica“‰o, estiveram visitan- e elaborar o site da entidadeÒ, disse. O jornal da AsOfBM, de oito páginas, é do o Jornal Correio Brigadiano (JCB). A empublicado mensalmente. presa de comunica“‰o O site ” atualizado semaassessora a AsOfBM, elanalmente e a parte de asborando o jornal e cuidansessoria de imprensa indo da imagem da entidatermedia a divulga“‰o de. A inten“‰o ” estabedas informações que enlecer uma parceria com o volvem a associa“‰o JCB. Kerlin revelou que para a imprensa. durante o per™odo acad’As jornalistas destamico elas adquiriram excam dois trabalhos: uma peri’ncia em assessoria Jornalistas elaboram jornal e site da AsOfBM s”rie de reportagens soempresarial e sindical. E, a partir daí, quando formadas, foram atrás des- bre TC no interior do Estado, que gerou bastante pol’mica, e outra sobre a opera“‰o padr‰o te pœblico, onde encontraram a AsOfBM. A proposta inicial foi melhorar o servi“o de da BM, onde o Laboratório de Comunicação ficomunica“‰o da institui“‰o e produzir o jornal cou responsável pela divulgação de toda a moque, at” ent‰o, n‰o tinha peridiocidade, sendo biliza“‰o. ÒNosso trabalho ” fazer com que as eventualmente feito. ÒA id”ia era melhorar a co- coisas sejam ditas e comentadasÒ, explicou.

Grupo tratará da operacionalização de órgão cultural

BM e PC recebem homenagem da Câmara Municipal

Policias foram homegeados pela C›mara Municipal

Durante uma cerimônia realizada no dia 25 de agosto, a C›mara Municipal de Serafina Corr’a conferiu a todos os PMs e PCs ativos e inativos do munic™pio Men“‰o Honrosa pelos servi“os prestados à sociedade na área de seguran“a pública. A cerimônia contou com a presen“a do Cmt da 2» Cia de Nova Prata, Maj Bento Alexandre Tarter da Silveira, representando o comando do 36º BPM. Após a solenidade, os agraciados, juntamente com autoridades e convidados, participaram de um jantar de confraterniza“‰ono Clube dos Motoristas do munic™pio.ÒA comunidade reconheceu o bom trabalho dos policiais”, afirmou o Cmt da BM local, 1º Ten Oscar dos Santos Carvalho.

Torneio integra BM e comunidades do Vale do Rio Pardo

Proposta foi apresentada ao comando da corpora“‰o

O Cmt-Geral, Cel Airton Carlos da Costa, recebeu a visita, em 22 de setembro, de um grupo de oficiais e pra“as da Ativa e da Reserva Altiva que está trabalhando na criação da Academia de Artes, Letras, Ciências e História da corpora“‰o.A id”ia nasceu da necessidade de ser profundamente estudada a história da BM. A partir do sonho de um dos precursores, o Cel RR Alberto Rosa Rodrigues, 80, engajaram-se nessa caminhada, tantos outros intelectuais e estudiosos. Tamb”m estavam presentes no encontro o Sub-Cmt, Cel Reuvaldo Antônio Vasconcellos Ferreira, o Ch do Estado Maior , Cel Ilson Pinto de Oliveira, o Cel RR Esmeraldo Fonseca Filho, o Cel RR Afonso Landa Camargo, o Cel RR Roberto Ludwig, o Ten Cel RR Joaquim Monks, o Cel RR Ubirajara Anchieta Rodrigues, o Cel RR Alberto Rosa Rodrigues, o T en Cel Moizes Silveira de Menezes, o presidente da Associa“‰oPró-Editoração à Segurança Pública (Apesp), Maj P”rcio Brasil çlvares, o secretário da Apesp, Cap Oscar Bessi Filho, o tesoureiro da Apesp, 1º Sgt Luiz Antônio Rodrigues Velasques e o jornalista Mário Emílio de Menezes. Será nomeado um grupo de trabalho para operacionalizar a id”ia.

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Visita ao Litoral

O professor Francis Rosillon (foto acima), do Departamento de Ci’ncias e Gest‰o em Meio Ambiente da Universidade Estadual de Li‘ge, na B”lgica, visitou a 3» Cia de Pol™ciaAmbiental, com sede em Osório, onde conheceu o trabalho desenvolvido pela Brigada Militar na prote“‰o e gest‰o dos recursos h™dricos do Estado. Posteriormente, ele visitou o Pel Ambiental de Torres e conheceu a Bacia Hidrográfica do Rio Tramanda™.

T™tulodo torneio ficou com a equipe de Uni‰o da Serra

Com o objetivo de aumentar os la“os de amizade entre a BM e as comunidades da regi‰o,o Cmt da BM de Serafina Corrêa, 1º Ten Oscar dos Santos Carvalho, organizou um torneio de futsal envolvendo times formados por PMs e membros das comunidades de Serafina Corr’a, Uni‰o da Serra e Montauri. De acordo com o Ten Oscar, todas as equipes chegaram ‹ rodada final, realizada em Serafina Corr’a, com chances de alcan“ar o t™tulo, que ficou nas m‰osda equipe de Uni‰o da Serra. Os participantes receberam trof”us e medalhas doadas pelas prefeituras dos tr’s munic™pios e por empresários da regi‰o. O encerramento da competi“‰oaconteceu no dia 20 de julho, com um jantar de confraterniza“‰o realizado pela C›mara de Municipal de Serafina Corr’a, no Clube Social Gaœcho. Nesta data tamb”m se comemora o Dia Municipal do Amigo, institu™do pelos vereadores da cidade.

Ten da BM colheu tubérculo gigante em seu quintal

Raiz media um metro de comprimento e pesava 17 Kg

Uma raiz gigante de mandioca foi colhida pelo 1º Ten Oscar dos Santos Carvalho no quintal de sua casa, em David Canabarro. O T en, que responde pelo comando da BM de Serafina Corr’a, precisou utilizar uma picareta para retirar o tub”rculo (aipim), que media um metro de comprimento e pesava 17 quilos.

1ª Quinzena de Outubro 2004 – Pág 23

CORREIO BRIGADIANO

CRPO VALE DO RIO PARDO

Brigada realiza programa inédito Município é referência em segurança A BM de Serafina Corr’a, em parceria com a Pol™cia Civil, Secreteria Municipal de Educa“‰oe empresários locais, desenvolveu durante o primeiro semestre um programa in”dito de educa“‰opara o tr›nsito e de combate ao uso de drogas. A iniciativa, que envolveu 180 professores e mais de 1,5 mil estudante, foi dividida em dois temas: ÒEduca“‰o para o tr›nsitoÓ e ÒDrogas– Se fosse bom não teria esse nome”. “As turmas foram divididas por faixa etáriaÓ,informou o Cmt da BM local, 1º Ten Oscar do Santos Carvalho. No dia tr’s de julho foi realizada a cerimônia de encerramento do programa. O evento contou com apresentações tea-

Programa foi destinado ‹s crian“as de 4» a 8» s”ries

treais encenadas pelas equipes do Detran-RS e da Escola Planalto. A pe“a apresentada pelo estabelecimento de ensino foi idealizada pelo Sd Tyrone Izaguirre Pereira.

O município de Serafina Corrêa está sendo refer’ncia de seguran“a pœblica na regi‰o. De acordo com o Cmt da BM local, 1º Ten Oscar dos Santos Carvalho, o munic™pio passou por um per™odo de inseguran“a em 2003. ÒO nœmero de ocorr’ncias registradas por furto e roubo chegaram a seis por diaÓ, explicou. Segundo ele, esta situa“‰o foi superada gra“as ao trabalho integrado envolvendo todos os ógãos de seguran“a pœblica do munic™pio e ao policiamento comunitário. ÒTamb”m realizamos trabalhos na área de educa“‰o, como palestras em escolas para conscientizar pais, alunos e professores sobre a import›ncia da pol™ciaÓ afirmou oen. T

PMs ministraram palestras sobre policiamento comunitário

Este trabalho resultou na pris‰o de traficantes e de uma quadrilha que agia na regi‰o, al”m da apreensão de vários veículos furtados, o que praticamente acabou com os delitos.


Pág 22 – 1» Quinzena de Outubro 2004

CRPO VALE DO RIO PARDO

CORREIO BRIGADIANO

Inaugurada escolinha de trânsito na cidade de Venâncio Aires

Instalado plantão 24 horas em prol da comunidade

23° BPM firma parceria e recebe viaturas doadas pelo Sindifumo

Em 18 de setembro, a 3ª Cia do 23º BPM, com sede em Ven›ncio Aires, inaugurou a escolinha de tr›nsito, onde mais de 50 crian“as aprenderam na prática como um motorista deve se comportar no tr›nsito . As orientações foram dadas pelos Sd Marco Antônio Dotto Severo e Jaqueline da Silva Ferreira. De acordo com o Cmt da unidade, Cap Rafael Tiarajœde Oliveira, o objetivo deste projeto ” aproximar a BM da comunidade e do pœblico infantil, repassando conceitos de seguran-

No dia 13 de agosto, foi instalado o plant‰o24 horas na Delegacia de Pol™cia de ProntoAtendimento de Ven›ncio Aires. A solenidade contou com a presen“a do chefe de Pol™cia, delegado Acelino Marchisio. No m’s de maio, reuniram-se com o secretário da Justiça e da Seguran“a, José Otávio Germano, o delegado Antônio Firmino de Freitas Neto, o delegado regional Julci Severo e o prefeito Glauco Scherer , onde foi firmada uma parceria para impulsionar a instalação. Na oportunidade, José Otávio garantiu o repasse de uma nova viatura, exclusiva para o servi“o dos plantonistas. Inclusive, a prefeitura repassou R$ 30 mil para custear a amplia“‰odo pr”dio da DP local. ÒA inten“‰o ” criar novas salas para o servi“o de pronto-atendimentoÒ,disse. O delegado Firmino ainda esclareceu que este tipo de servi“o era um antigo pleito da comunidade. ÒEm qualquer tipo de manifesta“‰o, a popula“‰o local pedia o plant‰o 24 horas na Pol™cia CivilÓ, frisou.

Em frente ao quartel do CRPO do Vale do Rio Pardo aconteceu solenidade de entrega de duas camionetes Mitsubishi e de um Gol 1.6. Estavam presentes na ocasião o secretário da Justi“a e da Segurança, José Otávio Germano, o chefe do Estado Maior da BM, Cel Ilson Pinto de Oliveira, o Cmt Interino do CRPO, T en Cel Dalvo Werner Friedrich, o Cmt do 23º BPM, Maj Claudio Mattanna, o presidente da Famurs e prefeito de Vera Cruz, Heitor Petry, o presidente do Sindicato da Indœstria do Fumo (Sindi-

Materiais doados pela comunidade e Detran-RS

PMs educam crianças através de trabalho voluntário

“a. “A violência no trânsito só deverá ser amenizada a partir do momento em que os jovens tiverem consci’ncia de que as leis de tr›nsito precisam ser respeitadasÒ, complementou. As placas de tr›nsito em miniatura foram doadas pelo Departamento Municipal de T r›nsito, e o restante dos equipamentos (carrinho de pedalar e cerca) pela comunidade local. O Cap Rafael ainda explico u que o projeto está aberto para eventos na cidade. ÒO material pode ser instalado quantas vezes for necessárioÓ.

fumo), Claudio Henn, e diversas outras autoridades do munic™pio e regi‰o. De acordo com Cmt interino do 23º BPM, Cap Francisco de Paula Vargas Jœnior, a doa“‰odesses ve™culos ” fruto da parceria firmada entre o 23º BPM e o Sindifumo com o objetivo de ampliar o patrulhamento na área rural sob responsabilidade do Batalh‰o, atrav”s da cria“‰oda Patrulha Rural. Ele ainda explicou que o patrulhamento atenderá 22 municípios do Vale do Rio Pardo, beneficiando cerca de 30 mil fam™liasprodutoras da regi‰o. Henn acredita que esta a“‰o de responsabilidade social da indœstria fumageira vem de encontro com os objetivos da comunidade rural, bem como aproximar a BM dos agricultores da maior regi‰o de produ“‰ode fumo do Estado.

Ve™culosdoados pelo Sindifumo auxiliam na amplia“ ‰odo patrulhamento na área rural

Proerd de Santa Cruz do Sul forma 215 estudantes O 23º BPM de Santa Cruz do Sul, pertencente ao CRPO Vale do Rio Pardo, formou, pelo Proerd, 215 alunos pertencentes ‹s escolas Bruno Agnes, Frederico Assmann, Dr. Guilherme Alfredo Oscar Hildebrand, S‰o Can™sio, Professor Luiz Dourado e Nossa Senhora do Rosário. Segundo o Cmt do 23º BPM, Maj Cláudio Mattanna, durante o primeiros semestre foram atendidas oito turmas, contando com tr’s instrutores – a Sgt Luzelani, o Sd Severino e a Sd Stanck. ÒEstes PMs criaram v™nculos com os alunos realizando o programa com dedica“‰o e carinho. Este tipo de atua“‰o faz com que aumente a confian“a no servi“o da BM, realizando a integra“‰o com a comunidadeÓ, assinalou Mattanna. Ele ainda disse que atrav”s da preven“‰o ” poss™vel formar melhores cidad‰os: ÒPessoasconscientes das suas responsabilidades perante ‹ sociedadeÓ. A fim de verificar o aprendizado das crian“as referente ao programa, todos os participantes foram orientados a elaborar uma reda“‰o enfocando os ensinamentos recebidos. Foram escolhidas as tr’s melhores redações por turma, cujos autores foram contemplados com medalhas.

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

PMs de Estrela realizam operações para coibir roubos A BM de Estrela realizou operações em estabelecimentos comerciais e industriais, situadas a beira da BR 386, com a inten“‰o de coibir roubos e arrombamentos. No mesmo rol de visitas estão incluídas várias escolas municipais e estaduais, al”m de sedes de comunidades religiosas. De acordo com o responsável pela Cia, Cap Ricardo Accioly Gerhard, a BM busca suprir a necessidadede de seguran“a hoje sentida em todos os munic™pios devido ao grande aumento dos ™ndices de criminalidade. ÒReduzimos ocorr’ncias envolvendo atos de vandalismo em locais pœblicos, como pra“as e parquesÒ, disse. Desde abril, a Cia de Estrela passou a sediar o OPM com jurisdi“‰o operacional de policiamento dos munic™pios de Colinas, Fazenda Vila Nova, Taba™,Paverama, Po“o das Antas, Imigrante, Westfália, Taquari, Bom Retiro do Sul e Teutônia. O Cap ainda fez men“‰o ‹ iniciativa, abnega“‰o, conhecimentos profissionais e disciplina dos PMs, que zelam todos os dias pelos moradores de Estrela.

GERAL

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 7

CORREIO BRIGADIANO

Brigada Militar desfila com garbo no 20 de Setembro Chuva não ofuscou o brilho do desfile que contou com a participação de atores globais A forte chuva que caiu na Capital n‰o foi motivo para desmobilizar os participantes da tradicional parada de 20 de setembro, realizada na avenida Loureiro da Silva, em Porto Alegre. Uma queima de fogos de artif™cio anunciou os desfiles cívico-militar-temático que apresentou ÒOs Ideais FarroupilhasÓ e de grupos tradicionalistas, tendo na assist’ncia o governador Germano Rigotto, autoridades civis e militares, representantes do setor cultural e centenas de populares. O sentimento de uni‰o que brotou dos corações dos gaœchos durante as comemorações da Semana Farroupilha foi o principal aspecto destacado por Rigotto. O secretário do Turismo, Esporte e Lazer, Lu™s Augusto Lara, disse que o Desfile Farroupilha de 2004 atingiu todos os objetivos tra“ados, principalmente no que se refere ‹ movimenta“‰o da economia, gera“‰o de emprego e renda e ‹ visibilidade proporcionada atrav”s da transmiss‰o ao vivo em rede nacional de televis‰o. ÒNem o mau tempo foi capaz de evitar que a Semana Farroupilha se consolidasse como

maior evento tur™stico do m’s de setembroÓ, festejou o secretário. O desfile iniciou ‹s 9h30min, partindo do relógio da Usina do Gasômetro, e encerrou-se na avenida Jo‰o Pessoa. Atores de express‰o nacional, como Tarc™sioMeira Filho, Z” V ictor Castiel e Batedores do BOE roubaram a cena na avenida com suas evoluções Marcos Barreto, al”m de Nico Fagundes, prestigiaram a apresenta“‰o dos grupos tradicionalistas, que contou com integrantes dos Centros de T radições Gaœchas (CTG) de Santa Catarina, Paraná e do Distrito Federal. A Brigada Militar, por sua vez, levantou a plat”ia com seus efeitos especiais, cad’ncia e evoluções. O Batalhão de Operações Especiais mais uma vez se destacou levando fuma“a nas cores da bandeira do Rio Grande do Sul Tarc™sioMeira Filho abrilhantou desfile na Capital para a Loureiro da Silva. Os alunos da Academia de Pol™cia Militar tamb”m demonstraram “as que desfilaram junto com a tropa do BP A garbo ao cruzar pelo palanque oficial. As crian- distribu™rammudas de plantas.

HBM completa 107 anos a serviço da corporação Com o lema ÒVoc’s cuidam da comunidade, mas nós cuidamos de vocês”, o Hospital da Brigada Militar completou 107 anos no dia 24 de setembro. Para comemorar este feito foi realizado um evento onde se fizeram presentes inœmeras personalidades ligadas ‹ BM, al”m de pessoas da comunidade. Durante a cerimônia foram entregues homenagens ao efetivo da Farmácia Comunitária, aos familiares do falecido Cel Figueiredo (ex-diretor-geral do HBM), aos familiares do Cel Frota, ex-CmtGeral e patrono do HBM/POA. A diretora-geral da Secretaria da Justi“a e da Seguran“a (SJS), Ana Pellini, e o assessor especial da SJS, Omar Amorim, tamb”m foram destacados. O capel‰o da BM, padre Jo‰oPeters, aben“oou os presentes e o HBM:

ÒEstacasa significa muito na vida de cada um de nós”. A história do HBM iniciou em 1897 quando o ent‰oCmt-Geral, com o apoio do governo do Estado, disponibilizou duas enfermarias na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre para Ten Cel Mauro Horowitz, destacou a import›ncia de estar ‹ frente do hospital atendimento ‹ corpora“‰o. O atual diretor do HBM, T en Cel Mauro Horowitz, destacou a import›ncia de estar ‹ frente do hospital. “A Brigada só é grande por isso. Porque nós temos garra e superamos toda e qualquer dificuldadeÓ, frisou o Cmt-Geral, Cel Airton Carlos da Costa.

IBCM completou 76 anos com festividade, missa e sessão solene Em 18 de setembro, a IBCM completou 76 anos de exist’ncia, ocasi‰o em que foi celebrada uma missa pelo capel‰o da Brigada Militar, padre Jo‰o Peters. Al”m disso, houve sess‰osolene acompanhada por várias autoridades, associados e conselheiros, que assisti-

ram a uma demostra“‰o das atividades administrativas da diretoria, que apresentou os novos servi“os instalados e postos ‹ disposi“‰o, com destaque para as salas do mamógrafo, de entrega de exames e de ecocardiograma, central de entrega de medicamentos, sistema de prontuário eletrônico digitalizado dos setores Odontológico e M”dico. Outras obras est‰o sendo realizadas na Policl™nica Cel Claudino, no Partenon, com a constru“‰ode uma escada e aumento da área física do setor de fisioterapia. A Polic™nica do Menino Deus passará a contar com novo almoxarifado e outras seAutoridades civis, militares e eclesiásticas prestigiaram o aniversário da IBCM ções no fundo do pr”dio.

GOVERNADOR – Por ocasião do pronunciamento na data festiva da Revolu“‰o Farroupilha o governador Germano Rigotto foi muito claro com rela“‰o ‹ d™vida da Uni‰o para com o Rio Grande do Sul. ÒEnquanto pagamos R$ 18,00 ‹ Uni‰o para cada R$ 100,00 arrecadados, o governo Federal penaliza o Estado que mais exporta, n‰o repassando as perdas previstas na Lei KandirÓ. Bate & Assopra relembra que este mesmo “filme” aconteceu há exatos169 anos. DESPROPîSITO – Por ocasião do desfile de 20 de setembro uma faixa continha o seguinte slogan: ÒPol™cia Civil - Civil como o povoÓ. O convidado do desfile militar n‰o somou para a desejada integra“‰o. CAPITÌES – Bem em frente ao palanque onde as autoridades assistiam ao desfile de 20 de setembro uma faixa lembrava ao governador uma das suas promessas de campanha: salário para os policiais. MATRIZ I – A comissão designada para elaborar a proposta de Matriz Salarial da Seguran“a, coordenada pela SJS, entregou a tarefa ao chefe da Casa Civil. Declarações governamentais do mesmo dia n‰o s‰o muito alentadoras. A expectativa, principalmente, dos pra“as e capit‰es ” muito grande. A penœria ” de dar dó, mas nos últimos 10 anos a arrecada“‰odo Estado dobrou de valor.

MATRIZ II – Aspectos tidos como positivos na Matriz: 1) A data-base das categorias da seguran“a passa ser em março; 2) Há um gatilho de 2% caso o incremento n‰o possibilite aumento superior a este valor; 3) O gatilho está definido para o per™odo do atual governo, podendo ser negociado em bases maiores para o próximo; 4) Trata do vale-refei“‰o e da etapa-alimenta“‰o;5) Cria a recomposi“‰o do realinhamento dos vencimentos básicos, que será compensatório, proporcionalmente, beneficiando os soldados e capit‰es por estarem mais defasados na nova verticaliza“‰o; 6) … extensiva a inativos e pensionistas. MATRIZ III – Projeção efetuada pela comiss‰oque elaborou o trabalho da matriz sobre qual seria a repercuss‰o de aumento, considerando o incremento de receita deste ano, se a lei fosse de 2003, sinalizou em torno de 4%, dos quais, soldados e capit‰es, teriam aplicados o respectivo fator que ” mais de cinco vezes ao do coronel. MATRIZ IV – Consta do referido trabalho que os aumentos anuais n‰o interferem na remunera“‰o que os policiais devem receber com os demais servidores públicos. Está or“amentado para 2005 uma previs‰o de 8% destinados aos servidores. Resta saber o que estes 8% representam para cada categoria e quando será encaminhado pelo governo.

DROGAS – O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Denarc), participou em 29 de setembro de debates sobre drogas na Casa de Cultura Mário Quintana, na Capital. O evento faz parte do projeto Bate Papo na Casa, destinado ao pœblico adolescente e realizado mensalmente pela Oficina de Arte Sapato Florido. O encontro foi prestigiado pela diretora da Divis‰o de Preven“‰oe Educa“‰o do Denarc, delegada Jovenessa Pace Soares. Houve apresenta“‰o da Bandain-Y Yang, formada por alunos do Col”gio Estadual Glic”rio Alves.

CRIMINOLOGIA E TECNOLOGIA P”rcio Brasil çlvares - Maj Bel em Direito e presidente da Apesp

pa“‰oda patul”ia no preju™zoÓ...

Não letal

Tem recebido grande aten“‰o, na atualidade, a utilização de armas não letais pelos órg‰osde seguran“a. Em decorr’ncia disso, a O Estado do Paraná foi condenado, em tend’ncia ” de que haja um incremento na fabrica“‰odessas armas no pa™s. Esse foi um dos julgamento realizado por uma das c›maras c™veisde seu Tribunal de Justi“a, a indenizar, pontos altos da Interseg – Feira Internacional de Produtos de Segurança – que aconteceu por dano moral, num total de R$ 100 mil, a concomitante ‹ 4» Confer’ncia da IACP para a fam™liade um preso que estava recolhido a uma delegacia da cidade de Barrac‰o sob acu- Am”rica do Sul, realizada em Porto Alegre, de sa“‰oda prática de latrocínio, de onde foi reti- 12 a 14 de setembro, na sede da Fiergs. rado pela popula“‰o e linchado, em janeiro de 1983. O fundamento da decis‰o foi de que havia responsabilidade do Estado não só obEnquanto as for“as da lei est‰o preocupajetiva mas tamb”m subjetiva, por omiss‰o, das com o emprego de meios e armas n‰o lefrente às manifestações havidas em frente ao tais para o enfrentamento da criminalidade, pr”dio no dia anterior ao evento. Como diz um cresce o uso de armas cada vez mais letais, famoso colunista brasileiro, ” uma decis‰o tipo pelos criminosos, contra os agentes da lei, a PPP, já que, sempre que o Estado é condena- ponto de terem sido batido os recordes de mordo, o que realmente acontece ” uma Òpartici- tes no pa™s, no primeiro semestre deste ano.

Linchamento

Contradição

Mortes O Brasil tornou-se o pa™s da Am”rica com maior nœmero de agentes da lei mortos de janeiro a julho, num total de 281. A m”dia ” de 40 policiais assassinados a cada m’s, pouco menor que a de soldados norte-americanos tombados na guerra convencional que está sendo travada no Iraque, que ” em m”dia de 55 por m’s desde o in™cio do conflito.

CPI Em raz‰o do espantoso nœmero de mortes de policiais no país está sendo requerida, pelas entidades de classe, a instaura“‰o de uma CPI, perante a Comiss‰o de Direitos Humanos da C›mara dos Deputados. Enquanto morre em m”dia um policial por dia no Brasil, nos EUA morre um por semana. O Rio Grande do Sul está em sétimo colocado na relação encaminhada ‹ Comiss‰o, com nove PMs assassinados at” julho deste ano.


Pág 8 – 1» Quinzena de Outubro 2004

GERAL

CORREIO BRIGADIANO

Cavalarianos e brigadianos conduziram o archote até o monumento Bento Gonçalves

Cel Vasconcellos acendeu a Chama Crioula junto ao monumento em homenagem a Bento

As comemorações da Revolução Farroupilha foram marcadas em 14 de setembro pelo acendimento da Chama Crioula junto ao Monumento a Bento Gon“alves. O archote trazendo a centelha foi escoltado por 36 cavalarianos, entre peões, prendas e PMs. O Sub-Cmt da Brigada Militar, Cel Reuvaldo Antônio Vasconcellos Ferreira, acendeu a Chama Crioula junto ‹ imagem do general Bento Gon“alves, depois de receb’-la das m‰os do presidente do Movimento Tradicionalista Gaœcho (MTG), Benoni Jesus dos Santos. O ato foi acompanhado pela 1» Prenda do Rio Grande do Sul, Anijane Luiz, e pelo presidente da Comissão das Comemorações da Semana Farroupilha, Manoelito Savaris.

O Cel Vasconcellos lembrou que a tradia for“a que deveria consolidar a pazÓ, salientou. “‰o da Chama Crioula teve origem em 7 de A Chama Crioula ficou guarnecida at” o dia 20 setembro de 1947, quando foi cedida uma cen- por PMs junto ao monumento. telha do Fogo Simbólico da Pira da Pátria para o candeeiro crioulo do Col”gio Jœlio de Castilhos. ÒA Chama Crioula ” o s™mbolo do amor pela terra e respeito às instituições, valorizando a cultura da palavra empenhadaÓ, assinalou Vasconcellos, destacando a demonstra“‰o de patriotismo e civismo do povo gaœcho. Segundo ele, a Revolu“‰o Farroupilha marcou, por dez anos, o propósito e a vontade guerreira dos gaœchos. Vasconcellos lembrou que a história da BM está vinculada ao movimento farroupilha. ÒA corpora“‰o foi criada em 18 de novembro de 1837 com a miss‰o de ser Tradicionalistas prestigiaram evento da Brigada Militar

Entidades brigadianas expressam seu tradicionalismo No piquete Estância Crioula foi O CTG Ponteiros do Rio Grande assumiu O patrão, 1º Ten Cesar Tomazzini, disse que o nos dos socos e pontap”s que acabou se dessó levar a carne que ele assava objetivo destas confraternizações é reunir as en- cuidando das pessoas que entraram no piquea Invernada da BM. No piquete, montado no tidades brigadianas para expressar o tradicionalismo, preservando desta forma o patrimônio sócio-cultural do povo gaœcho. Ao ser questionado sobre um fato curioso, o Ten fez men“‰o a um baile que a pr™ncipion‰o teria muito pœblico, mas gra“as a alguns brigões a festa foi um sucesso. Ele conta que próximo ao galp‰ocome“ou uma briga. Quem estava cuidando a portaria ficou t‰o curioso para 1º Ten Tomazzini vivencia e preserva o patrimônio cultural do povo gaúcho descobrir quem eram os do-

Parque Harmonia, foram desenvolvidas atividades culturais – palestras, oficinas e atividades campeiras –, além de bailes gauchescos.

PM acampa há mais de vinte anos no Parque Harmonia

Sd Viana acampa há 22 anos no parque Harmonia

O Sd Altamir Chaves Viana, do 4º RPMon, do Piquete Bossoroca, acampa no Parque Harmonia desde 1982. Natural de Bossoroca, o PM diz que estar presente no parque, durante a Semana Farroupilha, ” uma forma de aproxima“‰oda cultura tradicionalista, que ” t‰o presente na sua terra natal. ÒMato a saudade de Bossoroca. No nosso galp‰o crioulo cabe a fam™lia, os amigos e as bailantas que todos os dias fazemos aquiÓ, relatou. O Sd Viana ainda contou sobre as dificuldades sofridas quando o acampamento ainda era realizado somente com barracas e lonas e fez refer’ncia especial ‹ constante chegada de amigos, que sempre aparecem para tocar gaita ‹ noite. ÒEm virtude disto foi providenciada a constru“‰o do tabladoÓ.

te. Muitos com medo n‰o pensaram duas vezes e entraram na bailanta. ÒCom a chegada dos brigadianos devidamente fardados, os brigões entraram no baile e ao perceberem que a festa era de uma entidade brigadiana, se acalmaramÒ,disse. Quem entrou acabou permanecendo e aproveitando a festa. Por sua vez, os brigões, que n‰o queriam sair, em virtude dos brigadianos, se misturaram e ficaram dan“ando, sendo impossível identificá-los no meio das prendas. ÒTodo mundo se olhava e ningu”m sabia quem eram os brigões. Estávamos preocupados que n‰o ir™amos alcan“ar o pœblico previsto e de repente o piquete lotouÒ, frisou.

Contador de histórias do BPA mostra consciência social O Sd Paulo Silva Soares, do BPA, ” um contador de histórias. “Lembro como se fosse hoje. Em 1998. Dois novos Sd da corpora“‰o receberam a miss‰o de soltarem um jacarezinho. Foram feitas muitas tentativas. Jogavam o animal em direção da água e ele voltava. Resolveram chamar um Sd antigo da guarni“‰o que, ao ver a situa“‰o, disse: ÒMas tch’ , isso ” um lagarto e n‰oum jacar”Ò, contou o Sd. Al”m de divertir amigos e colegas de corpora“‰ocom as suas histórias, o Sd ainda pre-

Sd Soares já idealiza o projeto do CTG há 4 anos

ocupa-se com o lado social. Atualmente, contribui para que o projeto do CTG seja implantado, a princ™pio,em Viam‰o.O Sd esclarece que a meta ” a presta“‰o de assist’ncia social, com a finalidade de trazer a fraternidade a pessoas de rua, vindas do Interior, que ficam exclu™das socialmente nas ruas, muitas vezes usando drogas. Soares afirma que já está sendo formada uma ONG de resgate ‹ cultura gaœcha, que receberá o nome de Herança Maragata, que fará o resgate de crian“as carentes, levando-as para a reciclagem, onde receberão lições de laço, confec“‰o de pilchas, culinária, fabricação de facas, mœsica (gaita e viol‰o), corte e costura, confec“‰ode p‰es e lida campeira. As equipes já foram definidas. Este CTG, quase em fase de inaugura“‰o, tem a uni‰o de dois CTGs fortes: Aldeia dos Anjos e o 35. ÒEsta id”ia eu tive há quatro anos e atrav”s de palestras e encontros com os integrantes do CTGs, nós chegamos a um denominador comumÒ, disse. O Sd ainda adiantou que a prefeitura de V iam‰ojá cedeu o espa“o e a terra planagem para a instala“‰o.ÒEstas crian“as mais tarde ser‰o o nosso Rio Grande do SulÒ, frisou

Vai chegando gente o dia todo, não tem hora. Já diz a placa: Traz que eu asso! Essa afirma“‰o” do patr‰o e SubCmt do 18º BPM, Maj Gabriel Pinto Ribeiro, que fez men“‰o ao trabalho do assador Jœlio Ferraz que inclusive já permaneceu durante 14 horas ininterruptas assando carne. ÒDesdeo início foi assim, é só Há nove anos, qualquer pessoa leva a carne, que ” assada sem custo nenhum trazer a carne que o Jœlio, que s‰oas amizades que ele fez, que n‰o se resparticipa dos acampamentos há anos, assa com tringe somente aos integrantes da BM. ÒMe dou o maior prazer e sem custoÒ, explicou. demais com os piquetes da Pol™cia Civil e da Este ano, o acampamento teve parceria en- Pol™ciaFederal. Tenho um grupo musical que, tre o Clube Farrapos, a Academia Tiro Urbano, al”m de freqüentar, almo“a e canta em alguns a IBCM e a Secraso. O Maj enfatizou que, em bailes promovidos por estas entidadesÒ, lembra. nove anos de acampamento, existem muitas O acampamento ” caracter™stico pelos bailes histórias pitorescas, por”m o mais importante que faz, sendo que neste ano foram 12.

Guardiões do Rio Grande tem integrantes da Polícia Civil O mundo está globalizado assim como o Rio Grande está a cavalo. As nossas fronteiras foram empurradas a casco de cavalo. Como o computador está para o mundo, o cavalo está para o gaœcho. O cachorro ” o melhor amigo Ayumi Miyazaki/Inema

Lipert é patrão do CTG e policial há 30 anos

do homem, mas pela quantidade de serventias, o cavalo está bem adiante. Estas sÊão algumas das frases bairristas usadas pelos policiais civis Alvaci Carlos Bello da Silva e Joelson Lipert, do CTG Guardiões do Rio Grande. O patr‰o Lipert disse que o CTG foi fundado há 15 anos e que há seis monta o galpão no Parque Harmonia. Ele ainda explicou que o nome ” relacionado com a fun“‰o dos policiais, que é de serem os guardiões da sociedade. O CTG n‰o ” restrito a policiais civis. ÒA inten“‰o” integrar a Pol™cia Civil com a sociedade. O ex-patr‰o Bello ressaltou que tempos atrás as pessoas n‰o tinham conhecimento de que a PC tinha um CTG. Ele ainda fez quest‰o de enfatizar que não há no mundo nenhum Estado com a grandeza da cultura gaœcha. Lipert complementou dizendo que Òaquilo que leva todos a estarem no acampamento ” o mesmo motivo, o simples fato de viver no meio da tradi“‰o gaœchaÓ.

CRPO VALE DO TAQUARI e HORTÊNSIAS BM de Encantado participa de desfile de Sete de Setembro

BM participou das comemorações de Sete de Setembro

Assim como a maioria dos OPMs do Estado, a BM de Encantado participou do desfile de Sete de Setembro no munic™pio. Com tr’s Pel e mais uma Guarda Bandeira, totalizando cerca de 80 PMs, a BM embelezou o desfile em comemora“‰o‹ data. Muitas pessoas acordaram cedo e foram ‹ avenida Jœlio de Castilhos para prestigiar a passagem de diversas entidades e escolas do munic™pio. A celebra“‰o, que teve in™cio ‹s 8h30min e terminou quase ao meio-dia, foi marcada pela presen“a de diversas autoridades da seguran“a pœblica. De acordo com o Cmt do Cia, Cap Andr” da Cunha Euz”bio, a popula“‰o mant”m, todo ano, a tradi“‰ode participar ativamente das festividades. ÒOsmoradores sempre prestigiam as manifestações c™vicas que ocorrem na cidade de EbncantadoÓ, salientou o Cap Euz”bio.

BM intensifica policiamento e realiza campanha Trabalhar em prol da sociedade sempre foi um dever e uma meta para os integrantes da BM, al”m de garantir a seguran“a dos cidad‰os.Em Igrejinha, no m’s de agosto, os PMs deram uma prova de como a corpora“‰o leva o lema de colaborar com a popula“‰o a qualquer pre“o. Durante um m’s, eles arrecadaram 150 pe“as de roupas, 20 pares de cal“ados e cinco cobertores que foram entregues ‹ comunidade carente da cidade. Al”m da campanha implementada no munic™pio, o Cmt da BM local, Cap Leandro Brand‰o dos Santos, destacou que os PMs intensificaram as operações de barreiras policiais nas proximidades das obras de uma fábrica recentemente instalada na regi‰o. O objetivo foi dissuadir os funcionários do empreendimento a n‰o usarem drogas, armas ou outros objetos que não sejam necessários para o servi“o. “Após a revista, os PMs expuseram os motivos da ação e liberaram os funcionários”.

Comunidade apóia bombeiros em Três Coroas

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Bombeiros atendem todos os casos cl™nicos na cidade

Dois caminhões ABT, com capacidade para 5 e 7 mil litros, uma ambul›ncia de resgate para os casos pr”-hospitalares e material para as operações. “Toda essa estrutura existe gra“as ao apoio recebido por parte da comunidade, da iniciativa privada e, principalmente, da prefeituraÓ,afirmou o coordenador do Corpo de Bombeiros Voluntários (CBV) de Tr’s Coroas, Dejair da Silva. Al”m do bom relacionamento com a população, os bombeiros voluntários pretendem integrar-se aos órgãos de segurança pœblicae da área de saúde nos serviços prestados aos moradores do munic™pio.

1ª Quinzena de Outubro 2004 – Pág 21

CORREIO BRIGADIANO

União é a palavra-chave da Brigada Militar da cidade de Imigrante ÒN‰omedimos esfor“os para garantir a tranqüilidade e a paz de ImigranteÓ. A frase, do Cmt do GPM, Sd Valdemir Fernandes de Menezes, retrata a dedica“‰o e o empenho do grupo de PMs. O resultado ” o baixo ™ndice de criminalidade no munic™pio. A indœstria, a agricultura e a cria“‰o de aves e su™nos movem a economia da cidade, cuja popula“‰o ” de 4 mil habitantes. De acordo com o Cmt Valdemir, não há desemprego e os moradores, de descend’ncia alem‰e italiana, s‰o ordeiros e hospitaleiros. ÒOsucesso ” fruto da nossa uni‰oÓ, frisou. Destaque na área burocrática, o Sd Clau-

diomiro Chiesa tem se notabilizado na confec“‰odos TCs e dos BOs. Na parte educacional, o Sd Melquisedeque Dias Almeida ” o responsável por alertar as crian“as e os adolescentes sobre os malef™cios do uso de drogas. Atrav”s do Programa Educacional de Resist’ncia ‹ V iol’ncia e ‹s Drogas (Proerd), ele tem a miss‰o de livrar os estudantes do contato com entorpecentes. Al”m deles, o Cmt Valdemir ressaltou o desempenho dos Sd Daniel Augusto Sehn, que formou-se em Educa“‰o F™sica, e Evair Guimar‰es,atualmente fazendo o Curso T”cnico de Seguran“a Pœblica (CTSP).

Sd Chiesa

A integra“‰o tamb”m extrapola os limites do posto da Brigada Militar e atinge a co- PMs trabalham unidos para garantir a seguran“a dos 4 mil habitantes da cidade munidade. ÒCinco conselheiros tutelares foram conosco nas ocorr’ncias que envolvem menoeleitos recentemente. Todos est‰o cooperando res de idadeÓ, ressaltou o Cmt.


Pág 20 – 1» Quinzena de Outubro 2004

BM de São Jorge trabalha em benefício da comunidade local Contando com um efetivo de cinco PMs, a contribui“‰o do Sd Clairton Rojai, instrutor do BM de São Jorge está se destacando nos tra- Proerd do munic™pio. Segundo ele, o Sd atuou balhos desenvolvidos em três escolas do município – duas estaduem prol da comunida- ais e uma municipal. ÒEle conseguiu abranger de. Comandada pelo 100% das turmas de 4» s”rieÓ, disse. Sd Luiz Paulo de Godoy, a corporação está provisoriamente instalada nas depend’nciSd Luiz Paulo de Godoy as da prefeitura local. “Já recebemos a doa“‰o de um terreno para as futuras instalações da nossa sede”, afirmou. Sd Alvaro Antonio Miorando Segundo ele, os PMs do munic™pio est‰o se des- Sd Cla™rton Rojai tacando em suas atividades. ÒEles n‰o medem esfor“os quando solicitados para os atendimentos de ocorr’ncia e possuem uma perfeita harmonia junto ‹ comunidade e o poder pœblicoÓ, ressaltou. S‰o eles os Sd Alvaro Antonio Miorando, Levi Antonio Mezzomo, Clairton Rojai e Gelson Sabedot Celant. O Cmt tamb”m enalteceu a importante Sd Levi Antônio Mezzomo Sd Gelson Sabedot Celant

CORREIO BRIGADIANO

CRPO VALE DO TAQUARI e SERRA

CB de Guaporé realiza operação preventiva em comunidades pobres

tribu™mos200 metros de mangueiras e mais de Em parceria com a prefeitura local, o CB de Guaporé realizou ações de prevenção no 50 registros em 160 resid’ncias do bairroÓ, destacou o Cmt. bairro Vila Verde II, na peSegundo ele, inicialriferia do munic™pio. De mente alguns moradores acordo com o Cmt da do bairro n‰o permitiam a unidade, 1º Ten Jorge visita dos bombeiros. ÒAlLady da Silva, a localidagumas pessoas, princide foi escolhida por aprepalmente idosas, estasentar o maior ™ndice de vam confusas devido ‹ de ocorr’ncias de inc’nproximidade do per™odo dio do munic™pio. ÒA opera“‰o também é solidá- Bombeiros atuam em benef™cio de comunidade carente eleitoralÓ,explicou. A operia, pois o bairro concentra um grande nœmero ra“‰ofoi iniciada no Dia da Solidariedade e se estendeu durante a Semana de Preven“‰o a de fam™lias de baixa rendaÓ, enfatizou. Na ocasi‰o, os bombeiros verificaram as Inc’ndios e durante o m’s de agosto, quando condições dos equipamentos e acessórios das 100% das casas foram contempladas. O CB tamb”m participou do Programa do instalações de gás de cozinha, orientando os Nœcleo Universitário da Universidade de Caximoradores sobre como usar corretamente e fazer a substituição de botijões. O CB também as do Sul, ÒCidad‰o do S”culo XXIÓ, que atenrealizou gratuitamente a substitui“‰o de man- de crian“as das s”ries iniciais. A unidade ainda gueiras, bra“adeiras e registros de GLP que n‰o esteve presente na Semana da Pátria,desfilando apresentavam condições seguras de uso. “Dis- em 7 de setembro com todo efetivo e viaturas.

PM de Guaporé foi aprovado em exame da OAB O Sd Vilmar Luiz Viciniescki, da BM de Guapor”, foi aprovado em exame da OAB/RS em junho. Natural de Galv‰o,em Santa Catarina, Vilmar incluiu na Brigada Militar em 1991, no munic™pio de Passo Fundo, sendo transferido para Guapor” em 1997. Em Sd Vilmar Luiz Viciniescki mar“o de 1998, o Sd iniciou o curso de Direito no campus de Guapor” da Universidade de Caxias do Sul. O curso foi conclu™do em dezembro de 2003. De acordo com o Cmt da unidade, 1º Ten Adelir Schiavon, o Sd ” mais um exemplo da qualifica“‰o dos servidores da BM. ÒIsto vem a qualificar ainda mais o nosso trabalho junto ‹ comunidadeÓ,afirmou. Ele lembrou ainda que o os Sd Edson Quadros e Laudinei da Rosa Gomes tamb”m s‰o acad’micos de Direito e devem se formar em breve.

Ten RR Jorge Luiz mantém convivência com seus ex-colegas Mesmo após ter seguido para a reserva remunerada em dezembro de 2003, o 1º Ten Jorge Luiz Rosa Silveira n‰o deixou de lado os la“os de amizade firmados durante os 24 anos em que esteve na corpora“‰o. Inclu™dona Brigada Militar em maio de 1º Ten Jorge Luiz Silveira 1979, Jorge trabalhou em Passo Fundo, Santa Maria, Porto Alegre, Dois Lajeados e Guapor”, onde reside, al”m de ter participado de diversas edições da Operação Golfinho e da Força Tarefa. Após a aposentadoria, o Ten abriu um bar em sua casa, que é freqüentado pelos antigos colegas de farda. ÒNo tempo em que estive na corpora“‰o adquiri muito conhecimento e experi’ncia e ainda fiz grandes amigos, com os quais convivo at” hojeÓ, destacou Jorge.

Sd Bonora formou 32 alunos com o Proerd este ano

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

O Sd Gilmar Bonora, Cmt da BM de Progresso, tem recebido elogios por parte da comunidade, gra“as ao trabalho desenvolvido por ele com o Proerd. No primeiro semestre deste ano, o Cmt formou 32 alunos das escolas S‰o Francisco e Jos” Preto, do munic™pio de Progresso e da localidade de Xaxim. As formaturas foram realizadas nos dias 20 e 23 de julho e contaram com a presen“a de professores, pais e alunos do programa. De acordo com o diretor da escola S‰o Francisco, Luiz Heitor Finalto, o programa tem sido muito importante para os alunos da 4» s”rie da escola. ÒPrecisamos abrir os olhos dos nossos alunos, pois ” nessa idade que as crian“as t’m maior possibilidade de ocupar o seu tempo com drogasÓ, afirmou. Para ele, o programa tamb”m serve para aproximar os PMs e os alunos da escola.

Tranqüilidade em época de eleições surpreende a BM Acostumada com um grande nœmero de ocorr’ncias por ameaças e agressões em épocas eleitorais, a Brigada Militar de Progresso está surpresa com a tranqüilidade do pleito deste ano, uma vez que nenhuma ocorr’ncia foi registrada neste sentido. De acordo com o Cmt da unidade, Sd Gilmar Bonora, a BM tem intensificado as operações de trânsito e de policiamento ostensivo em horários bancários.

Invernadas artísticas visitam quartel do 3º RPMon Representantes das escolas Monte Castelo e Senador Alberto Pasqualini prestigiaram a BM O 3º RPMon participou dos festejos da Semana Farroupilja em Passo Fundo. Recebeu a visita das invernadas art™sticas das escolas Monte Castelo e Senador Alberto Pasqualini. A Escola Monte Castelo foi representada pelas invernadas pr”-mirim e juvenil, as quais, respectivamente, efetuaram tr’s apresentações de dan“as t™picas e tamb”m, duas prendinhas declamaram e cantaram na Est›ncia Pelegrino. PosCrian“as aproveitaram a visitar para tirar fotos com oficiais e pra“as teriormente, a Escola Senador Alberto Pasqualini apresentou duas invernadas, mirim que na escola tamb”m ” poss™vel praticar o trae juvenil, as quais tamb”m fizeram, cada uma, dicionalismo, permitindo acender desde cedo a tr’s apresentações de danças típicas. chama da tradi“‰o que o gaœcho carrega no Os estabelecimentos de ensino foram mui- cora“‰o. A programa“‰o do Regimento iniciou to bem representados. As apresentações artís- no dia 12 e só terminou no dia 20 de setembro. ticas foram de elevado n™vel, o que demonstra Tamb”m se fizeram presentes as seguintes es-

colas na Est›ncia Pelegrino, apresentando seus valores na parte art™stica. S‰o elas: Escola Estadual Anna Luiza Ferr‰oTeixeira, Escola Estadual Nicolau de Araujo Vergueiro e Escola Estadual Cardeal Arco Verde. Após as apresentações, o 3º RPMon colocou à disposição das crian“as e jovens das invernadas, dois cavalos encilhados para passeios. O comando, oficias e pra“as do Regimento prestigiaram as apresentações e oportunizaram ‹ visita“‰o da Est›ncia Pellegrino por parte de representantes da comunidade. No local, tamb”m era poss™vel tomar chimarrão. O 3º RPMon sempre está de porteiras abertas para todos os gaœchos e turistas que cultuem o tradicionalismo e valorizem os heróis da Revolução Farroupilha.

BPA impede que derramamento Ê deÊ óleoÊ polua a Lagoa dos Patos

38º BPM participa do desfile alusivo ao Dia da Pátria

Guarnições da 7» Companhia do Batalh‰o de Pol™cia Ambiental (BPA) estiveram durante cinco dias do m’s de setembro, em S‰o Louren“o do Sul, com a finalidade de evitar que uma mancha de óleo atingisse a Lagoa dos Patos. O produto foi localizado ao longo do arroio Carahá, sendo necessárias barreiras de conten“‰oe outros instrumentos para que n‰o ocorresse um desastre ecológico. No local do ato il™cito, 10 policiais militares do BPA procederam a coletas de resíduos sólidos e líquidos (água e óleo) a partir de 11 de setembro. O processo foi realizado de forma manual e com a utiliza“‰o de uma bomba-tanque para sucção e retirada do óleo das águas. A atividade teve acompanhamento e apoio do Minist”rio Pœblico local. Durante o per™odo, tamb”m foram realizadas vistorias em postos de combust™veis, oficinas, empresas de transportes coletivos com rampas para lavagem e troca de óleo de veículos. Nesses estabelecimentos foram verificadas documentações referentes ‹ legisla“‰o ambiental. Nos cinco dias de opera“‰o, os PMs recolheram 12 ton”is contendo res™duos petroCORRE‡ÌO

Estado Maior da seguran“a pœblica abriu desfile

O desfile cívico da Semana da Pátria contou com a participa“‰o da Brigada Militar e demais órgãos da segurança pública, sob a coorqu™micose cinco mil litros de l™quidos contendo dena“‰odo Cap Jorge Ferrari. A novidade fio produto contaminante. O material foi encami- cou por conta da apresenta“‰o do Estado Mainhado ‹ Refinaria Ipiranga, de Rio Grande, que or dos órgãos vinculados à Secretaria da Justiauxiliou no processo de identifica“‰o e reapro- “a e da Seguran“a de Carazinho, que abriu o veitamento do produto. desfile, trazendo representações da Brigada A continuidade da limpeza do arroio Carahá Militar e Polícia Civil, além da Polícia Rodoviáficou a cargo da Secretaria Municipal do Meio ria Federal. Em seguida desfilou o POE do 38º Ambiente de São Lourenço do Sul. Guarnições BPM. Apresentaram-se ainda o Corpo de Bomda 7» Companhia do Batalh‰o Ambiental conti- beiros, a Pol™cia Ambiental e o Corpo oVluntánuar‰ocom ações de fiscalização e com dili- rio de Militares Inativos. ÒA participa“‰o do efeg’ncias no sentido de averiguar o autor do dano. tivo do 38º BPM engrandeceu o desfile e foi eloRelatório de todas atividades do BP A será en- giada pela comunidade e imprensa localÓ, discaminhado ao Minist”rio Pœblico local.ÊÊ se o Cmt, Maj Aderli Maximino Dal Bosco.

Barreiras de conten“‰o evitar maiores danos ‹ natureza

BM de Bom Jesus recebe nova viatura

Em 29 de agosto, em frente ao quartel da Brigada Militar de Bom Jesus, com as presen“as do secretário da Justiça e da Seguran“a, José Otávio Germano, do Cmt- Geral, Cel Airton Carlos da Costa, do Cmt do CRPO Hort’nsias, Maj Gelso Guimar‰es Gollo, autoridades locais e regionais, houve a entrega de um Fiat Uno 2002 à corporação. Já a Polícia Civil de Bom Jesus foi contemplada com um Corsa Sedan, zero quilômetro. Diferentemente do que foi divulgado na página 27 da edi“‰o 150, os PMs de Bom Jesus n‰o apreenderam 30 armas furtadas nas

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 9

CORREIO BRIGADIANO

INTERIOR

propriedades rurais da cidade. ÒSe isso tivesse ocorrido, certamente o feito seria alvo de ampla reportagem por parte dos jornais de grande circula“‰ono Estado”, comentou o Cmt do Pel, 1º Ten Nelson Corr’a Prates. Em nota enviada ‹ reda“‰o do Jornal Correio Brigadiano, o Cmt da BM de Bom Jesus afirma ter desenvolvido operações isoladas e conjuntas com a PC. Essas ações, segundo informou, resultaram at” o momento na recupera“‰ode 40% do armamento furtado. O 1º Ten lembrou que, em 25 de julho, após ocorrência de furto qualificado em propriedade rural, o 1º

Sgt Doraci Guilherme Boeira e o Sd Andr” Remonti prenderam em flagrante, durante a fuga, com objetos do delito e uma arma de fogo, um delinqüente considerado mentor de vários arrombamentos na regi‰o O Cmt tamb”m informou que, em 21 de abril, durante uma abordagem, o Sd V aldecir Jos” da Silva ffoi ferido a tiro por um delinqüente. Em leg™tima defesa, baleou o agressor que foi preso em flagrante. O marginal portava uma pistola de fabrica“‰o argentina, com numera“‰oraspada. Em 23 de agosto, o Sd Valdecir retornou ao trabalho, no servi“o interno.

FALANDO COM O CORPO Tarso Antônio Marcadella - Cel

Professor de Educa“‰o F™sica (EsEF/IP A) CREF 252-G/RS Fone: 9963-3285 e-mail: tarso.apef@terra.org.br

15º CONGEF CONGEF – Um sucesso a procura para o 15º Congresso Gaœcho de Educa“‰o F™sica, em Tramanda™.Os cursos oferecidos pela APEF-RS são de ótima receptividade. A tradicional feira de produtos, equipamentos, vestuário, calçados e livros será montada na SAT e ” aberta ao pœblico. As festas noturnas como sempre s‰o bem preparadas e prometem. As mesas cient™ficas ir‰o abordar legisla“‰o, ato m”dico, exposi“‰o solar e prescri“‰o de exerc™ciosa doentes card™acos em discuss‰o com o Conselho Federal de Medicina. Participem! Fa“am suas inscrições pela APEF-RS, através do telefone (51) 3221-6964 ou do e-mail apefrs@terra.com.br. PRIMAVERA – Uma estação em que o corpo humano fica mais alegre. As flores, o ar,o cheiro e as pessoas ficam mais interativas. Há sempre mais luz durante o dia. E tamb”m mais horas de exposi“‰o solar.Muitos ficam motivados a colocar um cal“‰o e um t’nis para praticar esportes. Fica o nosso alerta. N‰o esque“a de visitar o m”dico para exames de rotina. Procure um profissional de Educa“‰o F™sica e viva mais feliz. RESPONSABILIDADE SOCIAL – A responsabilidade do profissional de Educa“‰o F™sica, na indica“‰ode atividades f™sicas ” leg™tima e legal a partir da lei 9696/98. Ela exige uma rela“‰oefetiva entre o orientador e o orientado. … uma intera“‰o ”tica de compet’ncia e comprometimento. O profissional tem um processo de forma“‰ode mais de 2.800 horas em, no m™nimo, quatro anos. RESPONSABILIDADE PROFISSIONAL – Estudam três eixos de conhecimento: teórico e prático as disciplinas biológicas (anatomia, fisiologia do esfor“o, biomec›nica e cinesiologia, o eixo das disciplinas profissionais (desporto, relações das academias e respectivas atividades, musculação e ginástica) e o eixo das vivências pedagógicas (didática aplicada, metodologia de pesquisa, disciplinas rducacionais e estágios). Além da formação geral e cultural como filosofia, sociologia, evolu“‰o e a história da Educação Física. Esta formação ” muito significativa e convincente impondo um profissional competente. CHç VERDE VERDE – É uma erva cam”lia sinensis, tamb”m conhecida como chá verde, consumida por mais de cinco milhões de pessoas diariamente e no mundo oriental há mais de quatro mil anos. Reduz o colesterol ruim, fortalece vasos sangüíneos, favorece o coração, revitaliza a pele, al”m de ser energ”tico, diur”tico e antioxidante.. Experimente após as refeições.

SALVA-VIDAS – Mais uma Operação Golfinho vem e exige novamente uma verdadeira engenharia para compor os servi“os de salva-vidas. Primeiro para treinar e selecionar os efetivos civis. Depois, estabelecer o nœmero de guaritas, bem como o horário de funcionamento especial conforme a cultura dos banhistas. E, por œltimo, adequar o or“amento ‹s necessidades de defasagem histórica. É uma quest‰omuito delicada, pois ” eminentemente técnica e as prefeituras – grandes beneficiadas – pouco ou quase nada participam com suas estruturas. Temos a cren“a de que seguran“a pœblica ” dever do Estado, mas tamb”m ” responsabilidade de todos, principalmente das autoridades. BRASIL OLêMPICO OLÍMPICO – Ligo a TV e constato que o esporte de alto n™vel tomou conta das programações. Fortunas s‰o investidas. Quer nos produtos, roupas ou em equipamentos. Ou tamb”m em energ”ticos e refrigerantes. Telespectadores extasiados. … um grande mercado. Como brasileiro patriota confesso que fiquei com minha estima muito baixa ao final dos Jogos Ol™mpicos de Atenas. Como fator de integra“‰o e congra“amento entre os povos do globo ” muito importante, mas os resultados expõem as políticas públicas de educa“‰o e desportos de uma Na“‰o. Ficamos atrás de países africanos em medalhas de ouro, mas mandamos a maior delega“‰o e participamos em quase todos os desportos. BRASIL PARAOLêMPICO– Os resultados da delega“‰o do Brasil nas Paraolimp™adas foram exemplares, pois superaram em mais de 200% a œltima edi“‰o. Parab”ns pela determina“‰o de t”cnicos, preparadores f™sicos e pela garra dos atletas que elevaram e escreveram a história brasileira nestes jogos em Atenas. É lamentável a escassa participação na transmiss‰o dos jogos ao vivo na TV. POLêTICAPòBLICA PÚBLICA RESPONSçVEL RESPONSÁVEL – Temos centenas de ginásios subutilizados, principalmente nos finais de semana. Poucas pistas para treinar atletismo. No m™nimo cada prefeitura deve ter a sua e, se poss™vel, tamb”m uma piscina pœblica e t”rmica. … preciso querer, ter vontade social e coragem pol™tica para investirmos na qualidade de vida. Só assim as crian“as estar‰o treinando e investindo a energia vital no útil e no válido. Deixando, desta forma, de canalizar o potencial para os delitos. É muito melhor assistir durante os sábados e domingos jogos e competições do que rebeliões, acidentes e mortes em roubos e seqüestros ou guerras.


Pág 10 – 1» Quinzena de Outubro 2004

CORREIO BRIGADIANO

CRPO METROPOLITANO e CENTRO SUL

Batalhão de Operações Especiais 33º BPM comemorou 3º aniversário No dia 20 de agosto, o 33º BPM de Sapumado pelo 2º Sgt Geverson Aparício Ferrari e apreendeu maconha em Guaíba caia do Sul completou tr’s anos de exist’ncia. pelos Sd Luis Alberto Trindade Machado, Pau-

Para festejar a data, a corpora“‰o realizou um Integrantes do Batalh‰ode Operações EsTorneio de Futsal, no Ginásio Kurashiki. A equipeciais (BOE), de Porto Alegre, apreenderam pe do 4º e 1º Turnos da Cia do 33º BPM, formaquase dois quilos de maconha em inspe“‰o reda pelos Sd Gilmar Gomes da Silva, Sidinei dos alizada no bairro Cohab, em Gua™ba. Os PMs que Santos Garcia, S”rgio Luis Ferreira, S”rgio Maiparticiparam diretamente da opera“‰o, que contou chon Dias Quevedo e Neimar Jos” Moreira Foncom cerca de cinco viaturas, foram os Sd Mário Cletoura, foi a campeã. Já os Sd José Roberto ber Antunes Aguirre, Ederson Magno da Cunha e Marinho da Silva, Márcio Leandro Murussi PresS”rgio Luis Flores Pereira e o 3º Sgt Paulo Roberto tes, Marcelo Aloy da Silveira, H”lio dos Santos da Silva Marques. Escouto, Marcos Antonio Flores Pacheco, EdDurante patrulhamento, os policiais militaOpera“‰odo BOE atraiu a aten“‰o dos moradores son Albino Rodrigues e Anderson Clipes Corres avistaram duas pessoas numa motocicleta os tripulantes da moto, que fugiram. A partir da™, deiro ficaram em 2º lugar. Por sua vez, a equipe em atividade suspeita. Eles tentaram abordar originou-se uma persegui“‰o aos suspeitos. Na da Cia do 33º BPM ficou em 3º. O time era foraltura da avenida C, os PMs alcan“aram os indiv™duos,mas um deles fugiu por entre as casas. O outro foi preso em flagrante, pois portava maconha, distribu™daem dois tijolos. Entre as missões afetas ao BOE estão escolta de dignitários, guardas de honra, patrulhas especiais de seguran“a, escolta de valores e de presos, operações contra distœrbios e motins nos estabelecimentos penais e assalto com ref”ns. PMs prendem traficante e apreendem 2 Kg de maconha

Equipe do 4º e 1º Turnos da Cia do 33º BPM vence

lo S”rgio Pereira, Jo‰o Luis de Azevedo e Carlos Alberto Gularte da Silva.

Atletas do POE conquistam a 2» coloca“‰o

PMs do turno da manhã da Cia ficam em 3º lugar

DMT de Canoas promove Semana Nacional do Trânsito ÊODepartamento Municipal de T r›nsito (DMT), da Secretaria Municipal de T ransportes e Serviços Públicos de Canoas, foi responsável pela Semana Nacional do Tr›nsito, que aconteceu em setembro. O tema desta edi“‰o foi ÒComportamento seguro no tr›nsito ” sinal de intelig’nciaÒ. O objetivo foi desenvolver a criatividade de crian“as e adolescentes sobre educa“‰o e preven“‰o nas ruas e no volante, al”m de mobilizar pedestres e motoristas. A coordenadora do trabalho, pedagoga Nara Trapp, salientou que a participa“‰o das escolas no evento foi fundamental. ÒOs col”gios v’m realizando um trabalho educativo na área ao longo do ano e é isso que alimenta essas grandes ações”, explicou. Diversas atividades aconteceram durante a Semana do Tr›nsito envolvendo alunos, professores e agentes de trânsito. As atrações consistiram em apresentações artísticas e exposições de trabalhos elaborados pelos alunos, caminhadas e panfletagem nos bairros. Agentes de tr›nsito promoveram blitze em vários pontos da cidade, junto aos estudantes de 33 escolas da rede de ensino do munic™pio.Sem realizar autuações, a intenção do trabalho foi educar e orientar os condutores.

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Sd visitou APAE de Sapucaia do Sul e cantou para menores

CRPO VALE DO TAQUARI e VALE DO RIO DOS SINOS

CORREIO BRIGADIANO

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 19

CBV de Campo Bom recebem material Órgãos da segurança contam com o apoio do Águia Uno O CB Voluntários de Campo Bom adquiriu, beiros da corpora“‰o, que mostram o que ” ser atrav”s de palestras realizadas em empresas de voluntário. ÒNingu”m faz nada sozinho. Somos Novo Hamburgo, dois uma fam™liaÓ, disse. mobilizadores de cabeEm 4 de setembro “a adulto e duas tesouocorreu o Grande Bingo ras multiuso. Atualmendos Bombeiros Voluntáte, o CB ” formado por rios a fim de arrecadar 51 voluntários e tem cafundos para compra e dastrado cerca de 1 16 manuten“‰ode equipaBVs, que s‰o acionados mentos. Os bombeiros em situações de emervoluntários tamb”m g’ncias de grande vulto. Crian“as conheceram a sede da corporação, após palestra sobre totre palestraram para a O Cmt da unidade, Paulo Cesar Machado comunidade escolar sobre as conseqüências Ricardo, agradece em especial a todos os bom- dos trotes passados via telefone.

BM de São Leopoldo participa do desfile de Sete de Setembro

25º BPM ainda participou com bicicletas e motocicletas

No dia 7 de setembro, A BM de S‰o Leopoldo participou do desfile c™vico-militar , que marcou as comemorações em torno do dia da independ’ncia do Brasil O evento teve a participa“‰o de mais de 30 Escolas Infantis, Grupos Escolares do Munic™pio e do Estado, CTGs eropas T do Ex”rcito (19 BIMtz e 16º Grupo de Artilharia deÊ Campanha Auto Propulsável). A BM se fez presente com 10 viaturas do 2Ê º CRB e três bicicletas, três motocicletas, três cavalos e14 viaturas do 25º BPM. O ponto alto das festividades ficou por conta do Òmascotefogogildo contra inc’ndioÒ, que se deslocou do munic™pio de Esteio para abrilhantar o desfile dos bombeiros em S‰o Leopoldo, juntamente com a guarni“‰o da BM.

Em comemora“‰o ‹ Semana do Excepcional, no dia 27 de agosto, a Sd Ana Lœcia Garcia Pacheco, do 33º BPM, esteve presente na sede da Associa“‰o de Pais e Amigos dos Excepcionais de Sapucaia do Sul (AP AE). Na oportunidade, a PM cantou para todas as crian“as e pais presentes. ÒHouve muita emo“‰o. As criSd Ana an“as cantaram junto as mœsicas crist‰s gospel, coisa que ” dif™cil para uma crian“a especial. Teve at” pedido de bisÒ,disse. Ela ainda relatou que ao terminar as mœsicas uma crian“a se abra“ou nela, chorando e pedindo que a Sd voltasse. ÒA sensa“‰oque tive foi de estar em um mundo sem mal™cia,sem distin“‰o de sexo, cor , idade, raz‰osocial ou até poder econômico. Nunca estive num local que eu aprendesse tanto. Aprendi a ter for“as para lutar , para ensinar e at” mesmo viver . A minha realiza“‰o foi imensaÒ, enfatizou. Atrav”s de congressos, encontros, cursos ou palestras, a APAE tem o objetivo de sensibilizar a sociedade em geral, bem como viabilizar os mecanismos que garantam os direitos da cidadania da s pessoas portadoras de necessidades especiais.

Foi realizada formatura de 700 alunos do Proerd, na sede do Paladino T’nis Clube, em Gravata™.De acordo com o Cmt do 17º BPM, Ten Cel Jo‰o Batista Gil, o Proerd vem sendo um importante elo de aproxima“‰o entre escola, fam™lia e a Brigada Militar. ÒJuntos contribu™mos para uma sociedade livre de drogas e da viol’ncia Ó, frisou. Ele assinalou ainda que s‰o usados m” todos que priorizam a afetividade, moral e os bons costumes. ÒQueremos ensinar as crian“as e os adolescentes a reconhecerem e resistirem ‹ s pressões diretas e indiretas que as influenciam a experimentar drogasÒ, complementou.

Representantes de lotéricas participam de reunião na BM

Sd Cleber responde pelo comando do GPM de Colinas

No quartel do 26º BPM, em Cachoeirinha, proprietários e representantes de ag’ncias lot”ricas do munic™pio reuniram-se com o Cmt da 1» Cia, Cap Nauri Rodrigues Camargo, que tamb”m está respondendo pelo comando da 2» Cia. Na oportunidade ainda estavam presentes o Cmt do Batalh‰o,Ten Cel Luiz Carlos Martins, e o Cmt do 2º Pel da 2ª Cia, 1º Ten Sandro Ricardo da Silva. Na ocasi‰o foram abordados sobre o histórico de ocorr’ncias envolvendo as ag’ncias lot”ricas, forma de atua“‰o dos criminosos que agem neste tipo de delito, equipamentos eletrônicos de seguran“a patrimonial e metodologia do novo Cmt 26º BPM. No encontro, o Cap Camargo solicitou aos presentes o engajamento das empresas no Programa de Participa“‰o Popular, com vistas ao orçamento de 2005, na área de seguran“a pœblica em Cachoeirinha.

O Sd Cleber de Jesus Gomes Rodrigues passou a responder pelo comando do GPM de Colinas. O Sd destacou que o cotidiano dos moradores ” marcado pela tranq üilidade e paz. ÒAs ocorr’ncias registradas s‰o quase insignificantes, sendo que as mais corriqueiras se d‰o em virtude de divisas de propriedades, uma vez que a economia é baseada na agropecuáriaÓ, disse. Inclusive a BM local tem um bom relacionamento com a comunidade, Conselho Tutelar e demais órgãos pœblicos do munic™pio.

Proerd forma 700 novos alunos na cidade de Gravataí

SUCESSO – De 12 de agosto a 21 de setembro, o 25º BPMÊ, de S‰o Leopoldo, recebeu149 armas da comunidade. De acordo com o Cmt da unidade, Maj Antônio Scussel, as armas – em sua grande maioria – est‰oem condições de uso e os proprietários receber‰oindeniza“‰oarbitrada pela Uni‰o.

Em oito meses , o helicóptero auxiliou em ocorrências de assaltos, furtos, homicídios, roubos e seqüestros A Diretoria de Vigil›ncia A”rea da SecreDe acordo com o assessor de vôo Udo Sartaria Municipal de Tr›nsito, Transporte e Se- let, o órg‰ocompletou oito meses de opera“‰o guran“ a Êde Novo Hamburgo – Êœnica entidade municipal de helicóptero do Brasil – conta com um helicóptero Schweizer 300 CB de fabrica“‰oamericana, denominado Òçguia UnoÓ (modelo id’ntico ao usado pelo GPMA). Ele trabalha em colaboração aos órgãos de seguran“a pública – Brigada Militar, Pol™cia Civil e Pol™cia Rodoviária Federal –, al”m da Guarda Municipal e de outros órgãos vinculados ‹ administra“‰opœblica. Águia Uno tem o modelo idêntico ao helicóptero usado pelo GPMA

em 5 de setembro, tendo auxiliado em diversas ocorr’ncias, com destaque para oito assaltos a bancos, 33 furtos qualificados, 80 furtos de ve™culos, tr’s homicídios, 43 roubos, três seqüestros, tendo participa“‰o direta em 32 prisões. Tamb” m participou de ocorr’ncias sob a coordena“‰o ao GPMA, com aeronaves Ximango. Udo lembrou que nas missões atendidas pelo çguia Uno,Ê 72% foram em apoio ‹ BM, Ê9% aos órgãos ambientais ,Ê5% à Guarda Municipal, 3,6% ‹ Pol™cia Civil, 1% aos bombeiros e 9,4% a outros org‰os pœblicos municipais.


Pág 18 – 1» Quinzena de Outubro 2004

CORREIO BRIGADIANO

Ações sociais marcam atividades do CB de Palmeira das Missões Além de desenvolverem ações preventivas durante o ano, os bombeiros também se dedicam a causas sociais do município aplausos integram o CB local. cipal Assis Brasil, cujo tema Este ano, os bombeiros, era o Dia do Bombeiro. Ê sob comando do 1º Ten GerO aluno vencedor do mano Angelus Soares, repe- concurso foi contemplado tiram o feito e organizaram com um tratamento dentário atividades para incentivar a gratuito. Os bombeiros manparticipa“‰oda comunidade. t’m a tradi“‰o de participarUma mateada, realizada na das campanhas de vacina“‰o pra“a Vila Velha, no dia 26 de contra a paralisia infantil, disjulho, alusiva ‹ Semana de ponibilizando as instalações Bombeiro ajudou na campanha da vacina“‰o contra a paralisia infantil Vencedor do concurso de redação ganhou tratamento dentário gratuito Preven“‰o Contra Inc’ndio, do CB e o seu efetivo. Eles atendem ocorr’ncias de acidentes de arrecadou alimentos n‰o perec™veis e agasaMesmo com uma defasagem de mais de lhos, al”m de expor materiais e equipamentos carro, fogo em lavoura e contratempos diver50% no efetivo, os servidores n‰o medem essos durante o ano. Al”m disso, fiscalizam as con- do CB. ÒProporcionamos Êpasseios de ABT aos for“os para ajudar a comunidade. ÒT rabalhamos dições de preven“‰o contra inc’ndio nos esta- participantes, distribuímos mudas de árvores na base da supera“‰o e da uni‰o, que s‰o cabelecimentos comerciais de Palmeira das Mis- nativas, panfletos educativos e senhas para as racter™sticaspróprias dos bombeiros”, ressaltou. pessoas concorrerem a brindes no Dia do Bom- O 1º Ten acrescentou que, durante a semana sões. Somado ‹s tarefas rotineiras, ainda arranjam tempo para desempenhar, paralelamen- beiroÓ,destacou o Cmt Germano. ÊÊÊÊÊÊÊN‰o bastasde preven“‰o, foram arrecadadas cerca de cinte, o seu lado c™vico e profissional, realizando se a participa“‰o do CB, familiares e escoteiros co mil pe“as de roupas. Ele salientou ainda que campanhas de solidariedade no munic™pio. Os colaboraram com a campanha, que teve tamo comprometimento e a dedica“‰o dos bombeib”m um concurso de reda“‰o na Escola Muni- ros s‰o algumas das virtudes da equipe. responsáveis por essas atitudes dignas de CB arrecadou cerca de 5 mil roupas na campanha

CRPO PLANALTO Bombeiros são responsáveis por 14 municípios

Adolescentes posaram para foto com os bombeiros

N‰obastasse serem responsáveis pela preven“‰ocontra inc’ndios em Palmeira das Missões, os bombeiros daquela cidade tamb”m t’m a incumb’ncia de fiscalizar 13 munic™pios da regi‰odo Planalto. A miss‰o ” capitaneada pelo Cmt do CB local, 1º Ten Germano Angelus Soares, que desde 1995 está à frente da unidade. Dois caminhões ABT e três viaturas leves, uma em excelente condi“‰o e duas em bom estado de conservação, compõem a frota dos bombeiros. Apesar do número razoável de viaturas, o Cmt precisa contornar um problema comum na corpora“‰o:a defasagem de efetivo. Com apenas 14 servidores ‹ disposi“‰o, menos da metade do grupo previsto, sobra dedica“‰o e supera“‰o do elenco. “Nós, bombeiros, somos unidos por natureza”, elogiou o 1º Ten. Na Semana de Preven“‰o Contra Inc’ndio, os bombeiros tiveram o apoio dos adolescentes do projeto Bombeiro Mirim, que posaram para fotos com os integrantes do CB e colaboraram na divulga“‰oda campanha no munic™pio.

Proerd forma mais 80 estudantes no município de Paraí

CRPO VALE DO TAQUARI e PLANALTO

Brigada ativa POE comunitário

A BM Soledade reativou, no dia 14 de julho, o seu Pelotão de Operações Especiais (POE) com uma nova filosofia: a do Policiamento Comunitário. Com esta filosofia de trabalho, a BM pretende melhorar o atendimento ‹ comunidade soledadense, buscando uma resposta mais rápida e eficaz às ocorrências de maior potencial ofensivo do munic™pio, al”m de realizar operações de políciamento ostensivo. O policiamento comunitário tem o objetivo de estreitar o relacionamento entre a BM e a comunidade, al”m de conquistar colaboradores que se disponham a informar situações suspeitas, sempre com a identidade preservada.

Vítimas potenciais possuem telefones confidenciais da BM A BM de Soledade está apostando em um novo programa para tentar solucionar os problemas de seguran“a pœblica do munic™pio: o programa Cliente Preferencial. Nele, a Cia disponibiliza todos os nœmeros de telefones de contato com a BM para pessoas que apresentam uma maior probabilidade de serem alvos da ação de criminosos. ”São pessoas que já foram v™timas de assaltos e que poder‰o fazer denœnciasutilizando outros nœmeros al”m do 190Ó,informou o Cmt do 2º Pel da BM local, 1º Ten Edelvi Graff Vieira. Segundo ele, a BM está distribuindo cartões contendo todos os telefones da 2» Cia aos indicados pelo programa, al”m de realizar contatos com eles na execu“‰o do policiamento ostensivo. O Ten Graff informou que o nœmero total de colaboradores do programa ” de 100 pessoas, entre empresários, gerentes de bancos e lideran“as da comunidade. ÒOs clientes preferenciais repassam informações ‹ BM, sugerem, opinam, fazem cr™ticas e participam da din›mica operacionalÓ.

Brigada realiza integração na Semana Farroupilha

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Alunos escreveram redações sobre prevenção a drogas

Conscientizar as crian“as sobre os malef™cios do uso de drogas atrav”s de cursos n‰o ” nenhuma novidade para a BM. Há seis anos, o Programa Educacional de Resist’ncia ‹ V iol’ncia e ‹s Drogas (Proerd) vem encantado as comunidades do interior do Estado e da Capital. Em Paraí, a 212 quilômetros de Porto Alegre, em cerimônia realizada no salão da Escola Estadual Divino Mestre, 80 alunos de quatro escolas municipais – São Lucas, Mateus Dall Pozzo, 9 de Julho e Divino Mestre – receberam o diploma de conclus‰o do curso no primeiro semestre. Os estudantes tamb”m fizeram uma reda“‰o cujo o tema foi a preven“‰o ‹s drogas. Os quatro primeiros colocados foram premiados. A aluna Cris Kelen Radin, do col”gio Divino Mestre, foi a vencedora do concurso e ganhou um patinete. Na solenidade de formatura do programa, que foi desenvolvido pelo Sd Nelson Richetti, estiveram presentes o Cmt da Cia de Nova Prata, Maj Bento Alexandre da Silveira, e o Cmt do GPM de Paraí à época, 1º Sgt José Carlos Fernandes Poncet. FREDERICO WESTPHALEN – A BM está desenvolvendo, desde o dia 9 de setembro, o policiamento ostensivo montado. O Cmt do 37º BPM, Ten Cel Paulo Kirchmann, pretende implantar a patrulha montada em Palmeira das Missões ainda no m’s de outubro.

Churrasco reuniu ativos e inativos da BM

Como parte das comemorações alusivas ‹ Semana Farroupilha, a BM de Soledade promoveu, no dia 19 de setembro, um churrasco de integra“‰o que reuniu todos os integrantes ativos e inativos da corpora“‰o, al”m de seus familiares, autoridades, colaboradores e convidados. O evento aconteceu no tradicional Galp‰oCrioulo do munic™pio e uniu ainda mais a fam™liabrigadiana e os segmentos representativos da comunidade. Na recep“‰o aos convidados o Cap Antônio Augusto Barros Nunes, Cmt da BM local, ressaltou a import›ncia desta integra“‰o.ÒO integrante da BM, oficial ou soldado, ” tamb”m um cidad‰o e pai de fam™lia, que além do seu trabalho e de suas obrigações, tamb”m gosta e precisa viver em sociedadeÓ, afirmou. Para ele, cultivar os valores e as tradições gaœchas, tem um grande valor educativo. CONSEPRO – O Consepro de Teutônia tem prestado uma importante colaboração aos órg‰osde segura“a pœblica do munic™pio. De acordo com o presidente da entidade, Willy Ricardo Wolf, o Consepro doa de R$ 3,5 mil a R$ 4 mil mensais ‹ BM e ‹ PC locais. Segundo ele, o dinheiro ” utilizado para compra de equipamentos de informática e telefonia e no reparo de viaturas. ÒEste ano reformamos duas viaturas, uma da PC e uma da BMÓ, enfatizou.

No último mês, vários foram os trabalhos realizados com êxito, entre eles, seis prisões, duas apreenções de tóxicos, duas apreensões de armas, al”m da captura de um foragido.

BOE de Soledade utiliza o policiamento comunitário

CORREIO BRIGADIANO

CBV de Soledade é mantido pela prefeitura municipal Mantido pela prefeitura, o Corpo de Bombeiros Voluntários de Soledade atende a diversos chamados. Muitos dos casos registrados s‰ode incêndios em casas e galpões, além de acidentes de tr›nsito e fogo em mato. A unidade possui quatro servidores, que fizeram treinamentos junto ao CB de Guapor”. ÓAtualmente, apenas três estão em serviço, pois um está de licen“a saœdeÓ, afirmou o bombeiro Diorge Ramos. Para combater os sinistros o CBV dispõe de dois caminhões do tipo ABT.

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 11

PMs jogaram futebol de bombacha

Dentro das comemorações da Semana tre outros produtos naturais. Para o próximo ano, além da reedição do Farroupilha, o CTG Quer’ncia do Botucarai promoveu uma já tradicional partida de futebol onde evento, a promessa é de que será realizado tamtodos os jogadores se apresentaram pilchados. b”m uma partidas com as prendas. O evento, denominado ÒFutebol de Bombacha, Tch’Ó, teve, neste ano, um convidado especial: a equipe da Brigada Militar. Numa partida movimentad™ssima,hilariante e de grande n™vel t”cnico, os PMs venceram a equipe do CTG pelo placar de 2x1. Após o confronto, que serviu pra estreitar ainda mais os v™nculos de amizade das duas instituições, a direção do CTG brindou os vencedores com uma cesta de produtos como Trajes típicos substituíram calções e chuteiras batatas, mandiocas, morangas, abóboras, en-


Pág 12 – 1» Quinzena de Outubro 2004

CORREIO BRIGADIANO

35 PMs temporários reforçam BM de Uruguaiana Durante dois meses, os aprendizes tiveram aulas com o 1º Ten Vitor Manoel Gediel Machado Desde o m’s de julho, a Brigada Rena Freitas de Oliveira, Claudio FerMilitar de Uruguaiana passou a contar nades da Silva, Cleisson Ribeiro Rodricom o reforço de 35 PMs temporários. O gues, Cristian de Moura Pinto, Daniel Curso de Habilita“‰o de PM Temporário Francisco Ferraz Borges, Daniel Isaque (CHPMT-2004) teve in™cio no dia 3 de Riet Cardoso, Diego Soares Umpierre, junho, tendo 38 alunos matriculados. Do Douglas de Mattos Rodrigues, Edersom total, 37 foram aprovados, dos quais dois Ademir Lopes Rodrigues, Edimar Pena acabaram eliminados de acordo com o Dutra, Emerson Rodrigues Cabreira, Faedital de abertura de processo seletivo, br™cioda Silva Oliveira, Gibran Bitencourt e um acabou desistindo. de Campos, Gregory Christian Monteiro PMs prestaram juramento na cerimônia de conclusão do curso de habilitação A cerimônia de conclusão do curso, Saiago, Jeyson Muller Nunez Romes, que teve o 1º Ten Vitor Manoel Gediel Machado mais interesse e vontade dos candidatos a PMs Jo‰oCarlos Barcelos Aquino, Jonatham Gomes temporários. ÒSe houvesse a disciplina de Or- Moll, Leandro da Silva Menezes, Márcio de Soucomo coordenador da turma, foi realizada no quartel do 22º BPM, subordinado ao CRPO dem Unida, talvez despertasse neles o esp™rito za Saucedo, Marco Antonio da Silva Fernandes, Fronteira Oeste. Os PMs temporários têm re- de corpoÓ, lamentou. Mesmo sem generalizar, Paulo Henrique da Silva Araujo, Rafael Machafor“ado a guarda do pres™dio da cidade e de- o 1º Ten Gediel apontou a baixa m”dia de idade do Kaube, Rafael Pereira Rodrigues, Rafael – 21 anos – e a falta de perspectiva como PM Urcuiza Moletta, Ricardo Pedroso Almeida, Rosempenhado atividades internas no quartel. ÒElesest‰o sempre acompanhados de PMs temporário como algumas das causas do rendi- bson Benites Haetinger, Rodrigo dos Santos mais experientes, sendo que na guarda prisio- mento dos contratados. Apesar disso, ele disse Barboza, Rodrigo Guimar‰es da Silva, Romulo nal pelo menos um ter“o da equipe ” composta que a presen“a dos novatos ” bem-vinda. Anchieta Calvo, Vagner Amaro Gomes, Vagner Conclu™ramo CHTPM: Anderson Neto Is- Valerio Antunes Carrazoni, Eduardo de Souza de PMs veteranos”, salientou o 1º Ten Gediel. barrola, Carlos Eduardo Falc‰o Pinto, Carlos Ferreira e Jonas Alexandre Peralta Leal. O coordenador tamb”m revelou que esperava

CRPO PLANALTO e FRONTEIRA OESTE

Bombeiros lançam campanha preventiva de alerta a incêndios Como ocorreu na maioria dos munic™pios da regi‰o da Fronteira Oeste, o CB de Uruguaiana lan“ou, no dia 24 de setembro, no Parque Dom Pedro II, o Parc‰o, a campanha ÒPrevenir para SalvarÓ. Uma solenidade com a presen“a de autoridades locais e regionais marcou a amplia“‰o da campanha, cujo in™cio ofi- Bombeiros ter‰o a miss‰o de alertar as crian“as sobre os riscos da eletricidade cial aconteceu no dia 12 de setembro, em Bag”, s‰oas maiores v™timas dos acidentes com eletricidades na regi‰o da Campanha e da Fronteina 3» Se“‰o de Combate ‹ Inc’ndio. ra Oeste, formando uma gera“‰o que n‰o neDe acordo com o Cmt do CB de Uruguaina, 1º Ten Paulo Duarte Mota, os bombeiros ir‰o gligencie nos cuidados com equipamentos el”tricos, tomadas, fios desencapados entre outros utilizar o mesmo personagem escolhido pelos companheiros de farda de Bag”, a mascote Cla- riscosÓ,acrescentou. Para implantar o projeto ra. A boneca atuará nos eventos preventivos na cidade, o 1º Ten Mota irá contar com o reforpromovidos pelo 10º CRB, através das frações “o dos 12 novos Sd formados pela Escola de subordinadas nos 13 munic™pios da regi‰o. ÒO Bombeiros (EsBo) que passaram a integrar a objetivo ” atingir principalmente as crian“as, que corpora“‰ono m’s passado.

PMs de Vanini trabalham em parceria com a PC O discurso de integra“‰o entre BM e PC, muitas vezes propalado nas cidades mas sem efeito prático, é realidade no município de Vanini. Conforme o Cmt do GPM local, 1º Sgt Assis Natalino Ribeiro da Costa, as operações conjuntas com os policiais civis de Casca, próxima a Vanini, s‰o uma constante na cidade. Uma reuni‰ocom a delegada Ivone Cataneo Guimar‰es,que assumiu o comando da PC daquele munic™piono lugar do delegado Gilberto Dunki, selou o cronograma das ações integradas entre militares e civis na região. “Já desenvolvemos várias operações de busca e apreensão”, atestou o 1º Sgt Assis, que também está respondendo pelo comando da BM de Casca. As principais ocorr’ncias registradas em V anini s‰o desordem e pequenos furtos. Ë frente do GPM há 14 anos, o 1º Sgt Assis afirmou que desde 1990, quando assumiu a BM, n‰o houve nenhum caso de homic™dio na cidade. No m’s de julho, os PMs prenderam tr’s homens em flagrante por furto de su™nos. ÒN‰o ” comum o abigeato na regi‰o, mas eles deixaram rastro de sangue e nós conseguimos localizá-los”, comemorou o Cmt. Al”m disso, uma TV roubada foi recuperada pela BM no mesmo m’s.

BM apreende 1,7 quilos de maconha em ação especial

CRPO CENTRO SUL e FRONTEIRA NOROESTE Proerd é sucesso em escolas de Santo Ângelo

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Uma a“‰o conjunta entre os integrantes da Se“‰ode Inteligência, do canil do 22º BPM e do GOE, em cumprimento a mandado de busca e apreens‰o,resultou na localiza“‰o de 1,7 quilos de maconha em uma casa de Uruguaiana. Com a ajuda dos c‰es, os PMs localizaram a droga e prenderam uma pessoa em flagrante. Al”m da droga, os PMs ainda apreenderam um revólver. PROERD – O Sd Alceu Lorenset, do GPM do munic™piode Vanini, desenvolveu no primeiro semestre deste ano o Proerd. Desde 1998 ‹ frente do projeto, o curso formou 23 estudantes. A previs‰opara o segundo semestre ” de que mais 23 alunos sejam contemplados com o projeto.

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 17

11º CRB apresenta os bombeiros que se destacaram

O 11º Comando Regional de Bombeiros está perto de completar dois anos de cria“‰o. Tendo como responsabilidade territorial 39 muO Programa Educacional de Resist’ncia O 1º Sgt Alberto Bratz assumiu o comando nic™piosdas regiões das Missões e Fronteira ‹ Viol’ncia e às Drogas (Proerd) está fazendo da BM de Porto Xavi- Oeste, a unidade possui frações nos municípisucesso entre a garotada de Santo ångelo. er em 19 de setemos de Santo Ângelo, Santa Rosa, Giruá, São Ministrado por PMs do 27º BPM, o programa bro. Ele substitui o 1º Luiz Gonzaga e S‰o Borja. De acordo com o atende mais de 10 escolas por semestre, cheTen Jaime Dilamar Cmt da unidade, Maj Evilton Pereira Diaz, al- 1º Sgt José Antônio Matte 1º Sgt Luiz Mar“al de Oliveira 3º Sgt Uclaiton Dreifke Soares Sd Saulo Joel de Lima gando a formar 470 alunos a cada seis meses. Gomes da Silva, guns PMs se destacaram no desempenho de Al”m de instruir alunos das escolas de Santo transferido paraSanto suas funções durante este período. São eles: “al de Oliveira, da Seção de Pessoal; e o 3º Sgt O Cmt ainda enalteceu a atua“‰o do efetiångelo, os instrutores do 27º BPM também atuUclaiton Dreifke Soares, da Se“‰o de Informa- vo, dizendo que todos os seus comandados s‰o ångelo. ÒPorto Xavier 1º Ten Geolar Fernandes Teixeira e Sd Saulo am nos munic™pios de Entre-Iju™s, Guarani das ” um munic™pio tran- Joel de Lima, da Seção de Logística e Patrimô- ções. ÒEste per™odo inicial foi o dif™cil come“o deextremamente competentes no desempenhar 1º Sgt Alberto Bratz Missões e Ubiretama. de suas funções, não medindo esforços para qüilo, com pouqu™ssi- nio; 1º Sgt José Antonio Matte, da Seção de uma caminhada rumo ‹ excel’ncia no servi“o mas ocorr’ncias de maior gravidadeÓ, frisou. Preven“‰oa Incêndios; 1º Sgt Luis Salazar Mar- de Bombeiro na regi‰oÓ, afirmou o Maj Evilton. fazer um trabalho competente e qualificado.

Patrulheiros ajudam produtores que vivem na zona rural

O BPRv de Santo ångelo presta um grande aux™lio aos produtores rurais da regi‰o. De acordo com o Cmt da unidade, 3º Sgt Drací Ávila Machado, os patrulheiros fazem a escolta de máquinas agr™colas, como tratores e colheitadeiras, nas rodovias locais. ÒA id”ia ” evitar acidentes, pois as nossas estradas possuem poucos trechos que possibilitam ultrapassagensÓ, explicou. Segundo ele, algumas pontes precisam ser totalmente fechadas para que a passagem das máquinas seja possível.

Condutores são orientados por policiais rodoviários Os patrulheiros rodoviários estaduais de Santo ångelo, em parceria com o Detran-RS e com os Centros de Forma“‰o de Condutores locais, est‰o realizando campanhas de orienta“‰o aos condutores que transitam pelas rodovias da regi‰o. De acordo com o Cmt da unidade, 3º Sgt Drací Ávila Machado, o objetivo é conscientizar os motoristas sobre a forma correta de conduzir os ve™culos. ÒOrientamos os motoristas para que n‰o utilizem celulares ao volante, n‰o bebam antes de dirigir, n‰o ultrapassem em locais proibidos e utilizem o cinto de seguran“aÓ, destacou. Segundo ele, tamb”m foram distribu™dos panfletos explicativos aos condutores, que apoiaram a iniciativa. ÒTodos entenderam a import›ncia do programaÓ, lembrou. Eles tamb”m realizam palestras nas escolas localizadas ‹s margens das rodovias.

Novas viaturas incrementam ação dos brigadianos

Viaturas ser‰o utilizadas no patrulhamento dos munic™pios

C‰esajudaram na apreens‰o de drogas em Uruguaiana

1º Sgt Alberto Bratz é o novo Cmt da BM de Porto Xavier

CORREIO BRIGADIANO

A comunidade de Santo Ângelo está comemorando o recebimento de mais uma viatura para a BM do município. A viatura, que será utilizada para patrulhamento, foi entregue no dia 16 de setembro, em Santa Rosa, em uma cerimônia realizada durante o Seminário de Policiamento Comunitário. Na solenidade estiveram presentes o Sub-Cmt da BM, Cel Reuvado Antonio Vasconcellos Ferreira, o Cmt do CRPO Fronteira Noroeste, Ten Cel Nilson Nobre Bueno, o Ten Cel RR Jorge Luiz de Oliveira Flores, representando o secretário da Justiça e da Seguran“a, al”m de prefeitos de diversos munic™pios.Al”m de Santo ångelo, tamb”m receberam viaturas as cidades de Novo Machado, Senador Salgado Filho, Entre-Iju™s, Cerro Largo, Guarani das Missões, São Nicolau e São Paulo das Missões.


Pág 16 – 1» Quinzena de Outubro 2004

CORREIO BRIGADIANO

Ten da Ponte é novo CCDH-AL promove Cmt do 2º Pel de painel para discutir Santa Bárbara do Sul sobre segurança No dia seis de agosto, o 1º Ten Sirlando da Ponte assumiu o comando do 2º Pel da BM de Santa Bárbara do Sul. O novo Cmt declarou que pretende dar continuidade ao trabalho iniciado pelo ex-Cmt, 1º Ten Jo‰o Batista Motta Dias, que ” o de aproximar a comunidade, trocando id”i1º Ten Sirlando da Ponte as e convidando os moradores para, em conjunto, debater e tra“ar as prioridades da regi‰o. ÒA participa“‰o ” prevista no artigo 144 da Constitui“‰o FederalÒ.O 1º Ten da Ponte ainda enfatizou que esta integra“‰o não enfrentará dificuldades, pois todos os PMs que prestam os serviços em Santa Bárbara do Sul, moram no próprio município, fator este preponderante, pois a família brigadiana já ” reconhecida, pelos exemplos de relações e bons trabalhos prestados nesta comunidade.

A Comiss‰o de Cidadania e Direitos Humanos da Assembl”ia Legislativa (CCDHAL) promoveu, no dia 6 de setembro, um painel para discutir a situa“‰o da seguran“a pœblicano Estado e, tamb”m o caso espec™fico daregi‰o de Santa Maria. O evento contou com as presen“as do Cmt do CRPOCentral, Cel Ernesto Bortoluzzi Filho, que abordou a conjuntura de seguran“a na sua área de a“‰o. O presidente CCDH-AL, Fabiano Pereira (PT), que coordenou o evento, explicou os motivos da promo“‰o do painel: "Tivemos a oportunidade de organizar um evento semelhante em Porto Alegre. Al”m disso, vi que era importante que a popula“‰oda regi‰o Central tomasse conhecimento de novas ações visando amenizar os alarmantes e crescentes ™ndices de viol’nciaÓ. O parlamentar disse ainda que era importante que as discussões acerca deste tema n‰ofiquem restritas ao foro da Capital.

CRPO PLANALTO e CENTRAL

Germano Rigotto entregou 17 novas viaturas em Santa Maria O governador Germano Rigotto entregou, Nabor Goulart/Palácio Piratini na tarde de 6 de setembro, em solenidade na pra“a Saldanha Marinho, em Santa Maria, 17 novas viaturas para investiga“‰o especializada e patrulhamento ostensivo, que ser‰o incorporadas ao sistema de seguran“a pœblica de Santa Maria, atrav”s da Brigada Militar e da Pol™cia Civil. Rigotto destacou o grande esfor“o do governo para reduzir os ™ndices de criCel Costa acompanha Rigotto na entrega das viaturas minalidade no Rio Grande do Sul, mesmo com os graves problemas financeiros nove viaturas para uso da BM, al”m de dispoque o Estado enfrenta. rem de acessórios para comunicação, são iden"Nunca Santa Maria teve tantas viaturas tificadas com o novo símbolo gráfico da corpoentregues de uma só vez. As 17 viaturas vão ra“‰oe adesivos reflexivos para facilitar a visuinstrumentalizar melhor os órgãos de seguranaliza“‰o ‹ dist›ncia. Estavam presentes ‹ so“a. Elas s‰o importantes para Santa Maria, para lenidade o Cmt-Geral, Cel Airton Carlos da Cosa regi‰o e para o EstadoÓ, destacou. Os oito ta, deputados estaduais e federais, represencarros entregues ‹ Pol™cia Civil s‰o discretos e tantes do Conselho Comunitário Pró-Seguranpossuem rádios transmissores, enquanto as “a Pœblica (Consepro) e autoridades locais.

Efetivo da 3ª Cia recebe informações sobre as eleições

CRPO SUL CRPO Sul promoveu palestra a fim de motivar a tropa

Valdeir Lemos/Jornal da Produ“‰o

Evento teve a participa“‰o de 48 PMsda 3» Cia

Com o intuito de instruir o efetivo da 3» Cia de Palmeira das Missões sobre os delitos mais comuns e incidentes no per™odo pr”-eleitoral, realizou-se na Sala de Sessões do Tribunal do Jœride Palmeira das Missões, uma instrução/ palestra com o Coordenador do Minist”rio Pœblico e responsável pela área eleitoral da 32ª Zona Eleitoral, promotor de Justi“a Cristiano Ledur. De acordo com o Cmt da unidade, Cap Romulo Ricardo Serafini, Êparticiparam da instru“‰o PMs dos munic™pios de Palmeira das Missões, Boa Vista das Missões, Jaboticaba, Lajeado do Bugre, Sagrada Fam™lia, Cerro Grande e Novo Barreiro. Al”m do assunto “eleições”, tamb”m foram estabelecidos debates sobre a situa“‰o do porte de arma branca, bem como sobre o delito de “perturbação da tranqüilidade” promovido por motoristas de ve™culos.

BM de Palmeira das Missões brilha na Semana Farroupilha A 3ª Cia do 37º BPM participou ativamente das comemorações da Semana Farroupilha em Palmeira das Missões. De acordo com o Cmt da 3º Cia, Cap Romulo Ricardo Serafini, as atividades foram desenvolvidas ao longo dos sete dias, havendo em todos os seis CTGs da cidade rondas crioulas alternadas, al”m de um atividade idealizada pela coordenadores dos eventos em homenagem ‹ Revolu“‰o Farroupilha e que tamb”m foi prestigiada pela BM. Ele ainda explicou que al”m de participar de todas as aberturas das rondas, a BM de Palmeira das Missões ainda realizou o Òbatedor avan“adoÓ em todos os deslocamentos da Chama Crioula, sendo a institui“‰o alvo de voto de congratulações por parte da C›mara Municipal pela importante participa“‰o dos brigadianos nas comemorações. Valdeir Lemos/Jornal da Produ“‰o

Evento teve a presen“a de PMs das unidades do CRPO

O CRPO Sul promoveu palestra com o tema “Mudança”. O painelista foi o funcionário pœblicoaposentado do Banco do Brasil e chefe de gabinete do deputado estadual Janir Branco, Leonardo Salum. O encontro aconteceu na sede do Círculo Operário Pelotense, em Pelotas. Entre os temas abordados durante o evento, Salum falou da vida, conceito de mudan“a, a import›ncia do trabalho e de buscar novos caminhos, vis‰o de futuro, solidariedade e fez men“‰o a Jesus Cristo, que segundo ele ” o maior palestrante do mundo. Para o 1º Sgt Ewerton Porciuncula Moreira a palestra foi importante. ÒFoi um momento de reflex‰o sobre nós mesmos. Tempo necessário para avaliarmos e sermos mais solidários”, complementou. No encerramento, o chefe do Estado Maior do CRPO Sul, Maj Paulo Roberto Lima de Castro, entregou – como forma de agradecimento – um diploma a Leonardo Salum.

PM de Rio Grande é campeão de torneio de xadrez …de Rio Grande o campe‰o de xadrez do Torneio de Aniversário da Escola de Educação F™sicada BM. O enxadrista Rinaldo Rodrigues dos Santos ” Sd do 6 o BPM, pertencente ao CRPO Sul, e serve na corporação há 11 anos. Dedicado ao esporte há 21 anos, Santos disse que o xadrez faz parte de sua vida. ÒMinha fam™liajá se dedicava ao esporte. Aos 10 anos me vi competindo. De lá para cá foram várias conquistas, mas a vitória maior que tive foi no poder de concentração e no raciocínio lógico que obtive ao exercitar a arte do xadrezÓ, declarou. A conquista veio depois das vitórias nas duas etapas: torneio absoluto, com integrantes da Secretaria de Justi“a e da Seguran“a, Pol™cia Federal e For“as Armadas; e prova interna, competindo com colegas de farda.

Alunos da Furg venceram o Robocup 2004 em Salvador

Viatura da 3» Cia na abertura da Semana Farroupilha

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Fogo Simbólico passou pela cidade de Espumoso O fogo simbólico da Semana da Pátria passou por Espumoso. A Liga de Defesa Nacional, para fins de reflexão, estudos e pesquisa na área estudantil, em n™vel nacional, escolheu o tema ÒCidadania,deveres e direitoÓ.De acordo com o responsável pelo comando da 4» Cia de Espumoso, 1º Ten Marcos Fernando Ponsoni, a chegada do fogo simbólico marcou o in™cio da programa“‰o da Semana da Pátria que teve, no Módulo Esportivo, apresentações especiais de escolas e entidades. A chama percorreu 212 munic™pios gaœchos, levada por cinco viaturas que percorreram itinerários distintos pelo interior do RS.

Integrantes da equipe vencedora do RobCup 2004

Os universitários Lorenzo Tadei, Renato Silva das Neves, Igor Bandeira e Daniel Guimar‰es,alunos do curso de Engenharia da Computa“‰oda Funda“‰oUniversidade Federal do Rio Grande (Furg), venceram o Robocup Brasil 2004, que aconteceu em Salvador (BA) A nova meta da equipe ” buscar patroc™nio para participar do campeonato latino-americano de futebol de robôs, que acontecerá em Monterrey, no M”xico, entre 25 e 27 de outubro. Filho do Ten Antônio Riete Pereira das Neves – colaborador do JCB –, Renato anunciou o lançamento da campanha Adote um Robô. “É uma forma de estimular o desenvolvimento cient™fico e tecnológico da região Sul do Brasil“.

CORREIO BRIGADIANO

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 13

Parceira possibilita curso para PMs 4o BPM qualifica PMs do POE Resultante de uma parceria entre o CRPO Sul e a UCPel, desde o m’s de agosto, PMs passaram a freqüentar aulas inglês e espanhol na própria sede do comando. De acordo o Cmt interino do CRPO Sul, Ten Cel Odiomar Luis Bittencourt Teixeira, o objetivo ” qualificar os profissionais da seguran“a disponibilizando aos mesmos conhecimento em outras áreas. ÒOcurso visa uma melhor comunica“‰o do policial militar com a comunidadeÓ, explicou. ÒOdom™nio de outro idioma estreita relações e valoriza, além do homem, a própria corpora“‰o que ele representaÓ, comentou a 3º Sgt e pedagoga Claire Vergara, que idealizou

o curso – acolhido pela Faculdade de Educa“‰oda universidade. O curso, que tem 40 horas/aula de dura“‰o,” um projeto- piloto, no qual as professoras são estagiárias da Faculdade de Letras da UCPel. Entre os 15 alunos, o destaque ifca por conta do Sub-Cmt da Brigada Militar de Jaguar‰o,1º Ten Oscar Barbosa Dias, que nos dias do curso, altera o seu horário de trabalho para n‰operder as aulas. ÒS‰o cinco horas de viagem, mas vale a pena. O conhecimento deve ser uma busca de todos e se o local onde trabalhamos nos propicia o aprimoramento, temos que participarÓ, salientou.

Policiais militares do POE do 4o BPM rece- grupos da Ronda Ostensiva T opias Aguiar beram instru“‰o de defesa de facas. De acordo (Rota), Grupo de Ações Tático-Especiais (Gate) com o Cmt do POE, Cap Cláudio Cesar Moreira e Grupo Especial em Ocorr’ncia com Ref”ns Vargas, o objetivo do comando do 4o BPM, al”m (Ger) paulistas, já têm esta qualificação por inde qualificar o seu gruterm”dio da instru“‰o po de policiais, foi orienministrada pelo Sd petá-los sobre como delotense, que serve no vem agir nas situações 4 o BPM, Alessandro em que o agressor esLucas Souza. teja com facas e invista Ò…a possibilidade contra o PM. do policial militar usar As pol™cias militat”cnicas n‰o letais, com res de Bras™lia e S‰o o uso gradual da for“aÓ, Paulo, em especial os Entre os alunos estavam presentes rec”m formados e veteranos comentou Lucas.


Pág 14 – 1» Quinzena de Outubro 2004

Penitenciária aposta em trabalho e educação para recuperar internos A Penitenciária Estadual de Júlio de Casti- Segundo ele, os detentos que trabalham interlhos tem buscado alternativas para a recupera- namente fazem servi“os de faxina, manuten“‰o e cozinha, recebendo “‰ode seus internos. De salário a cada tr’s meacordo com agente penises. Os que fazem servitenciário S™lvio Bighelini “o externo est‰o em rede Almeida, que está gime semi-aberto e recesubstituindo o administrabem seus vencimentos dor da casa prisional, os conforme o combinado internos participam de aucom o empregador. Tolas de alfabetiza“‰o, Edudos os internos que traca“‰oF™sica e artesanabalham recebem reduto. ÒCom as aulas, os pre- Pres™diode Jœlio de Castilhos abriga 69 internos “‰ode pena. ÒA cada 30 sos ocupam o tempo ocioso, melhoram o com- dias trabalhados, a pena ” reduzida em 10 diasÓ, portamento e adquirem conhecimentoÓ, desta- exemplificou S™lvio. Ele lembrou ainda que escou. Segundo ele, a cada oito horas de aula, os tes internos recebem, em uma conta bancária apenados t’m redu“‰o de um dia de pena. aberta no nome de cada um deles, uma quantia S™lviotamb”m lembrou que existe um gran- que só pode ser utilizada no momento em que de nœmero de presos que realizam servi“os in- reconquistarem a liberdade. ÒA id”ia ” dar ao ternos no pres™dio e externos na comunidade. preso condições de reestruturar a sua vida no ÒTrabalhando, a pessoa se sente valorizada e momento em que voltar a integrar a sociedaisso ajuda na recupera“‰o dos presos e na re- deÓ,afirmou. Para sacar o dinheiro os ex-presiintegra“‰odeles com a comunidadeÓ, destacou. diários necessitam de autoriza“‰o judicial.

CORREIO BRIGADIANO

BM de Júlio de Castilhos destaca autoridades locais Em uma formatura alusiva ‹ Semana Tiradentes, o 7º Esq do 1º RPMon de Júlio de Castilhos entregou diplomas de Amigo da BM ao prefeito Romeu Martins Ribeiro, à secretária municipal de Educa“‰o Maria do Carmo Martins Ribeiro, ao presidente do Conselho Municipal de Desporto, Alceu Martins Torres, e às rádios Itapu‰FM e 14 de Julho AM. Na ocasi‰o, tamb”m recebeu o diploma de Honra ao M”rito o Sd Everaldo Moro da Rosa, PM Destaque 2003. O evento contou com a presença do Cmt do 1º RPMon, Ten Cel S™lvio R”gis Rosa Machado. Durante a solenidade, o Cmt da unidade, Cap Eduardo de Oliviera Fockink, relatou que após completar dois anos de atividades, a patrulha de combate ao abigeato do Esqd vem sendo destaque no campo operacional. Os patrulheiros realizam operações em apoio ao efetivo de policiamento, efetuando prisões. A patrulha é composta pelo 3º Sgt Joelce Mello de Carvalho e pelo Sd Ademir Sattes Ribeiro.

CRPO CENTRAL

Associação Beneficente dos Praças escolhe sua primeira diretoria Uma solenidade realizada no dia 24 de juO Departamento Tradicionalista foi fundalho marcou a posse da diretoria do Nœcleo Re- do no dia 24 de agosto de 2003 e tem a finalidagional Jœlio de Castilhos de de cultivar as tradida Associa“‰o Benefienções gaœchas. Assim como no ano anterior, o te dos Pra“as da Brigada departamento participou Militar do Rio Grande do ativamente das festividaSul (Asbenp-BM/RS), fundes da Semana Farroudado 23 dias antes. A cepilha, realizando diverrimônia foi realizada na sos eventos em sua sede sede provisória da entidae participando, inclusive, de, anexo ao quartel do 7º Esqd. A nova diretoria foi Diretoria da entidade foi empossada no dia 24 de julho do desfile de 20 de Seempossa pelo presidente estadual da Asbenp- tembro. ÒNos organizamos para conseguir repetir o sucesso do ano passado e obtivemos BM/RS, Neri Santo de Almeida, e ” composta ’xitoÓ, afirmou o patr‰o da entidade, Sd Jos” pelos seguintes PMs: Sd Alexandre Matias da Silva (presidente); Sd Jos” Benevenuto Dal For- Benevenuto Dal Forno. A nova patronagem do no Pedros (vice-presidente); 2º Sgt CVMI Luiz Departamento Tradicionalista foi escolhida no dia Alberi da Silva Fernandes (tesoureiro) e Sd Ro- 24 de agosto deste ano e ” constitu™da pelo Sd g”rio Miguel Barcelos (secretáris). O núcleo re- Jos” Benevenuto Dal Forno Pedroso (patr‰o); gional também será representado pelo Depar- Sd Rog”rio Miguel Barcelos (capataz) e Sd Jotamento Tradicionalista Tropeiros da Liberdade. elce Mello de Carvalho (sota-capataz).

Brigada Militar é atuante e zelosa em Saldanha Marinho A BM de Saldanha Marinho tem garantido a tranqüilidade dos moradores do município. De acordo com o Cmt da unidade, 1º Sgt Reider Henrique Cavalheiro Pinto, após a prisão de uma quadrilha de Porto Alegre que havia tentado assaltar o Banco Sicredi, em junho, a Brigada Militar n‰o registrou nenhuma ocorr’ncia de maior relev›ncia. ÒO nosso œnico problema era o pessoal que vinha de fora para roubarÓ, destacou o Cmt. Segundo ele, a BM refor“ou o policiamento o turno da noite, o que aumentou ainda mais a sensa“‰o de seguran“a. O Cmt afirmou ainda que perturba“‰o da ordem e amea“as figuram entre a maioria das ocorr’ncias.

29ºBPM discute segurança para escolas de Ijuí

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Reuni‰ofoi realizada no Galpão Crioulo do 29º BPM

O Cmt do 29º BPM, Maj Eglair Moisés Oliveira Chaves, e o delegado da 36ª CRE, Cláudio Souza, estiveram reunidos com diretores e representantes das escolas estaduais de Iju™ no dia 21 de setembro. A reuni‰o, realizada no Galp‰oCrioulo da BM, teve por objetivo discutir o aumento do nœmero de ocorr’ncias, como arrombamentos e furtos nos estabelecimentos de ensino. Ò… preciso uma atua“‰o conjunta dos órgãos responsáveis pela segurança pública e uma participa“‰o direta da comunidade para auxiliar na identifica“‰o dos supostos causadores da intranqüilidade escolar”, enfatizou o Maj Eglair. O Cmt tamb”m informou que a patrulha escolar será reforçada. Outra providência a ser tomada pelo comando do 29º BPM é a implanta“‰odo programa ÒPM Amigo da EscolaÓ. A iniciativa consiste na utiliza“‰o de PMs conhecedores dos problemas espec™ficos de cada estabelecimento (pais de alunos), para que fa“am visitas constantes ‹ escola e mantenham o comando informado sobre eventuais problemas, buscando subsídios que sustentem as ações a serem desenvolvidas no combate aos il™citos.

CRPO CENTRAL e FRONTEIRA OESTE BM de Nova Palma trabalha integrada com a Polícia Civil

Mascotes reforçam campanha de prevenção de incêndios na fronteira

Com um efetivo de apenas quatro servidores, a BM de Nova Palma tem contornado a car’ncia de PMs trabalhando em conjunto com a PC local e os OPMs vizinhos. De acordo com o 3º Sgt Oreci Severo Borges, responsável pelo GPM, as operações conjuntas com os policiais civis, principalmente na busca e apreens‰o de A mascote Clara animou a crian“ada na campanha... criminosos e em barreiras nas estradas que ligam a cidade a outros munic™pios, s‰o realizaDesde o dia 12 de setembro, a 3» Se“‰o das com freqüência. “A nossa integração é boa”, de Combate a Inc’ndio (3» SCI), sediada em destacou o 3º Sgt Borges, que desde 13 de Bag”, recebeu o refor“o da mascote Clara para setembro está respondendo pelo expediente administrativo. Al”m do aux™lio da PC, a BM local conta com o apoio dos companheiros de farda de Faxinal do Soturno e S‰o Jo‰o do Pol’sine, ambos comandados pelo 1º Ten Eduardo Brum Neto. ÒSempre que precisamos de ajuda, eles nos d‰o uma for“a e vice-versaÓ,assegurou. No ver‰o, o suporte dos PMs vizinhos ” maior , uma vez que a cidade tem um balneário que reúne, nos finais de semana, cerca de três mil turistas. “Já conversei com o 1º Ten Eduardo para planejar o policiamento do veraneio”, salientou o 3º Sgt.

Pelotão Mirim mobiliza jovens da Fronteira Oeste Desde o dia 21 de julho, quando ocorreu a aula inaugural do projeto Pelot‰o Mirim em Dom Pedrito, subordinado ao CRPO Fronteira Oeste, 31 crian“as, com idades entre oito e 13 anos, est‰o participando do programa. O objetivo ” promover a ”tica, a cidadania, a integra“‰oe a valoriza“‰o dos adolescentes de classes menos favorecidas da comunidade. Com o apoio do 6º RPMon e do Conselho Municipal dos Direitos da Crian“a e do Adolescente, a BM busca resgatar a auto-estima das crian“as e inseri-las na sociedade em condições de diginidade e respeitabilidade. Ò… importante a participa“‰ode entidades prestadoras de servi“o e dos órgãos municipais, principalmente da psicóloga Helena Coradine e do advogado Jesus Melleu da Fontoura, responsáveis pela elabora“‰odo projetoÓ, destacou o Cmt do Esqd de Dom Pedrito, 1º Ten Antônio Roberto Pietro. Al”m de Helena e de Fontoura, compõem a equipe técnica responsável pela execução do projeto o Cmt do Pel Mirim, 1º Sgt Edelclides Xavier Oliveira, e a Sd Adriana Gomes Osório.

Reunião projeta ações na Bacia do Rio Uruguai Uma reuni‰o na C›mara Municipal de Barra do Quara™ foi prestigiada pelo Batalh‰o de Pol™ciaAmbiental (BPA) e representantes do Fundo Argentino de Coopera“‰o Horizontal, da Comiss‰oBinacional do Rio Uruguai, da Acupumaru, da Pol™cia Uruguaia e o Comando da 2» Cia Pol™cia Ambiental. As entidades fizeram um relato das suas atividades em rela“‰o ‹ Bacia do Rio Uruguai e dos projetos a serem desenvolvidos neste ano e em 2005. Um dos assuntos discutidos na reuni‰o foi a proposta do projeto ÒOpera“‰o DouradoÓ, na qual o ABP pretende desenvolver atividades de orienta“‰o, educa“‰o ambiental e fiscaliza“‰o da pesca predatória durante o per™odo da Piracema, entre outubro e fevereiro, al”m de cuidar de outros tipos de delitos relativos ao ecossistema do Rio Uruguai. Os representantes do Fundo Argentino de Coopera“‰o Horizontal solicitaram uma cópia do projeto para a análise, pois existe a possibilidade de destina“‰o de recursos visando a suprir as necessidades na execu“‰o do projeto, uma vez que se trata de um trabalho de interesse da regi‰o da Fronteira Oeste.

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 15

CORREIO BRIGADIANO

a campanha ÒPrevenir para SalvarÓ. Escolhida pelo voto popular, ela foi idealizada para ganhar vida e atuar nos eventos preventivos promovidos pelo 10º CRB, como frações subordinadas em escolas, solenidades, bairros e vilas que estejam recebendo as equipes do Corpo de Bombeiros. Nos encontros, os bombeiros promovem orientações preventivas de cuidados com eletricidade para os participantes. Com a cria“‰o do personagem, os bombeiros pretendem atingir principalmente as crian“as, que s‰o as maiores v™timas dos acidentes com eletricidade nas regiões da Campanha

e Fronteira Oeste. Na estr”ia de Clara, uma multid‰ode cinco mil pessoas reunidas na pra“a General Osório, em Bagé, participou dos shows art™sticos,jogos e brincadeiras. Em Santana do Livramento, no dia 7 de outubro, o 10º CRB irá ampliar o serviço de combate ao fogo e preven“‰o de inc’ndio, instalando um quartel onde funcionará um posto de servi“o avançado. A mascote Clara também irá participar da cerimônia de instalação, que tamb”m terá o reforço do mascote Bombeirucho. Ambos estar‰o acompanhados de bombeiros mirins, que ajudar‰o a abrilhantar a festa e ani-

...enquanto o Bombeirucho foi abra“ado pela garotada

mar o pœblico infantil. Ser‰o distribu™dos brindes da Campanha ÒPrevenir para SalvarÓ entre outras atrações que ocorrerão no novo quartel.


Pág 14 – 1» Quinzena de Outubro 2004

Penitenciária aposta em trabalho e educação para recuperar internos A Penitenciária Estadual de Júlio de Casti- Segundo ele, os detentos que trabalham interlhos tem buscado alternativas para a recupera- namente fazem servi“os de faxina, manuten“‰o e cozinha, recebendo “‰ode seus internos. De salário a cada tr’s meacordo com agente penises. Os que fazem servitenciário S™lvio Bighelini “o externo est‰o em rede Almeida, que está gime semi-aberto e recesubstituindo o administrabem seus vencimentos dor da casa prisional, os conforme o combinado internos participam de aucom o empregador. Tolas de alfabetiza“‰o, Edudos os internos que traca“‰oF™sica e artesanabalham recebem reduto. ÒCom as aulas, os pre- Pres™diode Jœlio de Castilhos abriga 69 internos “‰ode pena. ÒA cada 30 sos ocupam o tempo ocioso, melhoram o com- dias trabalhados, a pena ” reduzida em 10 diasÓ, portamento e adquirem conhecimentoÓ, desta- exemplificou S™lvio. Ele lembrou ainda que escou. Segundo ele, a cada oito horas de aula, os tes internos recebem, em uma conta bancária apenados t’m redu“‰o de um dia de pena. aberta no nome de cada um deles, uma quantia S™lviotamb”m lembrou que existe um gran- que só pode ser utilizada no momento em que de nœmero de presos que realizam servi“os in- reconquistarem a liberdade. ÒA id”ia ” dar ao ternos no pres™dio e externos na comunidade. preso condições de reestruturar a sua vida no ÒTrabalhando, a pessoa se sente valorizada e momento em que voltar a integrar a sociedaisso ajuda na recupera“‰o dos presos e na re- deÓ,afirmou. Para sacar o dinheiro os ex-presiintegra“‰odeles com a comunidadeÓ, destacou. diários necessitam de autoriza“‰o judicial.

CORREIO BRIGADIANO

BM de Júlio de Castilhos destaca autoridades locais Em uma formatura alusiva ‹ Semana Tiradentes, o 7º Esq do 1º RPMon de Júlio de Castilhos entregou diplomas de Amigo da BM ao prefeito Romeu Martins Ribeiro, à secretária municipal de Educa“‰o Maria do Carmo Martins Ribeiro, ao presidente do Conselho Municipal de Desporto, Alceu Martins Torres, e às rádios Itapu‰FM e 14 de Julho AM. Na ocasi‰o, tamb”m recebeu o diploma de Honra ao M”rito o Sd Everaldo Moro da Rosa, PM Destaque 2003. O evento contou com a presença do Cmt do 1º RPMon, Ten Cel S™lvio R”gis Rosa Machado. Durante a solenidade, o Cmt da unidade, Cap Eduardo de Oliviera Fockink, relatou que após completar dois anos de atividades, a patrulha de combate ao abigeato do Esqd vem sendo destaque no campo operacional. Os patrulheiros realizam operações em apoio ao efetivo de policiamento, efetuando prisões. A patrulha é composta pelo 3º Sgt Joelce Mello de Carvalho e pelo Sd Ademir Sattes Ribeiro.

CRPO CENTRAL

Associação Beneficente dos Praças escolhe sua primeira diretoria Uma solenidade realizada no dia 24 de juO Departamento Tradicionalista foi fundalho marcou a posse da diretoria do Nœcleo Re- do no dia 24 de agosto de 2003 e tem a finalidagional Jœlio de Castilhos de de cultivar as tradida Associa“‰o Benefienções gaœchas. Assim como no ano anterior, o te dos Pra“as da Brigada departamento participou Militar do Rio Grande do ativamente das festividaSul (Asbenp-BM/RS), fundes da Semana Farroudado 23 dias antes. A cepilha, realizando diverrimônia foi realizada na sos eventos em sua sede sede provisória da entidae participando, inclusive, de, anexo ao quartel do 7º Esqd. A nova diretoria foi Diretoria da entidade foi empossada no dia 24 de julho do desfile de 20 de Seempossa pelo presidente estadual da Asbenp- tembro. ÒNos organizamos para conseguir repetir o sucesso do ano passado e obtivemos BM/RS, Neri Santo de Almeida, e ” composta ’xitoÓ, afirmou o patr‰o da entidade, Sd Jos” pelos seguintes PMs: Sd Alexandre Matias da Silva (presidente); Sd Jos” Benevenuto Dal For- Benevenuto Dal Forno. A nova patronagem do no Pedros (vice-presidente); 2º Sgt CVMI Luiz Departamento Tradicionalista foi escolhida no dia Alberi da Silva Fernandes (tesoureiro) e Sd Ro- 24 de agosto deste ano e ” constitu™da pelo Sd g”rio Miguel Barcelos (secretáris). O núcleo re- Jos” Benevenuto Dal Forno Pedroso (patr‰o); gional também será representado pelo Depar- Sd Rog”rio Miguel Barcelos (capataz) e Sd Jotamento Tradicionalista Tropeiros da Liberdade. elce Mello de Carvalho (sota-capataz).

Brigada Militar é atuante e zelosa em Saldanha Marinho A BM de Saldanha Marinho tem garantido a tranqüilidade dos moradores do município. De acordo com o Cmt da unidade, 1º Sgt Reider Henrique Cavalheiro Pinto, após a prisão de uma quadrilha de Porto Alegre que havia tentado assaltar o Banco Sicredi, em junho, a Brigada Militar n‰o registrou nenhuma ocorr’ncia de maior relev›ncia. ÒO nosso œnico problema era o pessoal que vinha de fora para roubarÓ, destacou o Cmt. Segundo ele, a BM refor“ou o policiamento o turno da noite, o que aumentou ainda mais a sensa“‰o de seguran“a. O Cmt afirmou ainda que perturba“‰o da ordem e amea“as figuram entre a maioria das ocorr’ncias.

29ºBPM discute segurança para escolas de Ijuí

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Reuni‰ofoi realizada no Galpão Crioulo do 29º BPM

O Cmt do 29º BPM, Maj Eglair Moisés Oliveira Chaves, e o delegado da 36ª CRE, Cláudio Souza, estiveram reunidos com diretores e representantes das escolas estaduais de Iju™ no dia 21 de setembro. A reuni‰o, realizada no Galp‰oCrioulo da BM, teve por objetivo discutir o aumento do nœmero de ocorr’ncias, como arrombamentos e furtos nos estabelecimentos de ensino. Ò… preciso uma atua“‰o conjunta dos órgãos responsáveis pela segurança pública e uma participa“‰o direta da comunidade para auxiliar na identifica“‰o dos supostos causadores da intranqüilidade escolar”, enfatizou o Maj Eglair. O Cmt tamb”m informou que a patrulha escolar será reforçada. Outra providência a ser tomada pelo comando do 29º BPM é a implanta“‰odo programa ÒPM Amigo da EscolaÓ. A iniciativa consiste na utiliza“‰o de PMs conhecedores dos problemas espec™ficos de cada estabelecimento (pais de alunos), para que fa“am visitas constantes ‹ escola e mantenham o comando informado sobre eventuais problemas, buscando subsídios que sustentem as ações a serem desenvolvidas no combate aos il™citos.

CRPO CENTRAL e FRONTEIRA OESTE BM de Nova Palma trabalha integrada com a Polícia Civil

Mascotes reforçam campanha de prevenção de incêndios na fronteira

Com um efetivo de apenas quatro servidores, a BM de Nova Palma tem contornado a car’ncia de PMs trabalhando em conjunto com a PC local e os OPMs vizinhos. De acordo com o 3º Sgt Oreci Severo Borges, responsável pelo GPM, as operações conjuntas com os policiais civis, principalmente na busca e apreens‰o de A mascote Clara animou a crian“ada na campanha... criminosos e em barreiras nas estradas que ligam a cidade a outros munic™pios, s‰o realizaDesde o dia 12 de setembro, a 3» Se“‰o das com freqüência. “A nossa integração é boa”, de Combate a Inc’ndio (3» SCI), sediada em destacou o 3º Sgt Borges, que desde 13 de Bag”, recebeu o refor“o da mascote Clara para setembro está respondendo pelo expediente administrativo. Al”m do aux™lio da PC, a BM local conta com o apoio dos companheiros de farda de Faxinal do Soturno e S‰o Jo‰o do Pol’sine, ambos comandados pelo 1º Ten Eduardo Brum Neto. ÒSempre que precisamos de ajuda, eles nos d‰o uma for“a e vice-versaÓ,assegurou. No ver‰o, o suporte dos PMs vizinhos ” maior , uma vez que a cidade tem um balneário que reúne, nos finais de semana, cerca de três mil turistas. “Já conversei com o 1º Ten Eduardo para planejar o policiamento do veraneio”, salientou o 3º Sgt.

Pelotão Mirim mobiliza jovens da Fronteira Oeste Desde o dia 21 de julho, quando ocorreu a aula inaugural do projeto Pelot‰o Mirim em Dom Pedrito, subordinado ao CRPO Fronteira Oeste, 31 crian“as, com idades entre oito e 13 anos, est‰o participando do programa. O objetivo ” promover a ”tica, a cidadania, a integra“‰oe a valoriza“‰o dos adolescentes de classes menos favorecidas da comunidade. Com o apoio do 6º RPMon e do Conselho Municipal dos Direitos da Crian“a e do Adolescente, a BM busca resgatar a auto-estima das crian“as e inseri-las na sociedade em condições de diginidade e respeitabilidade. Ò… importante a participa“‰ode entidades prestadoras de servi“o e dos órgãos municipais, principalmente da psicóloga Helena Coradine e do advogado Jesus Melleu da Fontoura, responsáveis pela elabora“‰odo projetoÓ, destacou o Cmt do Esqd de Dom Pedrito, 1º Ten Antônio Roberto Pietro. Al”m de Helena e de Fontoura, compõem a equipe técnica responsável pela execução do projeto o Cmt do Pel Mirim, 1º Sgt Edelclides Xavier Oliveira, e a Sd Adriana Gomes Osório.

Reunião projeta ações na Bacia do Rio Uruguai Uma reuni‰o na C›mara Municipal de Barra do Quara™ foi prestigiada pelo Batalh‰o de Pol™ciaAmbiental (BPA) e representantes do Fundo Argentino de Coopera“‰o Horizontal, da Comiss‰oBinacional do Rio Uruguai, da Acupumaru, da Pol™cia Uruguaia e o Comando da 2» Cia Pol™cia Ambiental. As entidades fizeram um relato das suas atividades em rela“‰o ‹ Bacia do Rio Uruguai e dos projetos a serem desenvolvidos neste ano e em 2005. Um dos assuntos discutidos na reuni‰o foi a proposta do projeto ÒOpera“‰o DouradoÓ, na qual o ABP pretende desenvolver atividades de orienta“‰o, educa“‰o ambiental e fiscaliza“‰o da pesca predatória durante o per™odo da Piracema, entre outubro e fevereiro, al”m de cuidar de outros tipos de delitos relativos ao ecossistema do Rio Uruguai. Os representantes do Fundo Argentino de Coopera“‰o Horizontal solicitaram uma cópia do projeto para a análise, pois existe a possibilidade de destina“‰o de recursos visando a suprir as necessidades na execu“‰o do projeto, uma vez que se trata de um trabalho de interesse da regi‰o da Fronteira Oeste.

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 15

CORREIO BRIGADIANO

a campanha ÒPrevenir para SalvarÓ. Escolhida pelo voto popular, ela foi idealizada para ganhar vida e atuar nos eventos preventivos promovidos pelo 10º CRB, como frações subordinadas em escolas, solenidades, bairros e vilas que estejam recebendo as equipes do Corpo de Bombeiros. Nos encontros, os bombeiros promovem orientações preventivas de cuidados com eletricidade para os participantes. Com a cria“‰o do personagem, os bombeiros pretendem atingir principalmente as crian“as, que s‰o as maiores v™timas dos acidentes com eletricidade nas regiões da Campanha

e Fronteira Oeste. Na estr”ia de Clara, uma multid‰ode cinco mil pessoas reunidas na pra“a General Osório, em Bagé, participou dos shows art™sticos,jogos e brincadeiras. Em Santana do Livramento, no dia 7 de outubro, o 10º CRB irá ampliar o serviço de combate ao fogo e preven“‰o de inc’ndio, instalando um quartel onde funcionará um posto de servi“o avançado. A mascote Clara também irá participar da cerimônia de instalação, que tamb”m terá o reforço do mascote Bombeirucho. Ambos estar‰o acompanhados de bombeiros mirins, que ajudar‰o a abrilhantar a festa e ani-

...enquanto o Bombeirucho foi abra“ado pela garotada

mar o pœblico infantil. Ser‰o distribu™dos brindes da Campanha ÒPrevenir para SalvarÓ entre outras atrações que ocorrerão no novo quartel.


Pág 16 – 1» Quinzena de Outubro 2004

CORREIO BRIGADIANO

Ten da Ponte é novo CCDH-AL promove Cmt do 2º Pel de painel para discutir Santa Bárbara do Sul sobre segurança No dia seis de agosto, o 1º Ten Sirlando da Ponte assumiu o comando do 2º Pel da BM de Santa Bárbara do Sul. O novo Cmt declarou que pretende dar continuidade ao trabalho iniciado pelo ex-Cmt, 1º Ten Jo‰o Batista Motta Dias, que ” o de aproximar a comunidade, trocando id”i1º Ten Sirlando da Ponte as e convidando os moradores para, em conjunto, debater e tra“ar as prioridades da regi‰o. ÒA participa“‰o ” prevista no artigo 144 da Constitui“‰o FederalÒ.O 1º Ten da Ponte ainda enfatizou que esta integra“‰o não enfrentará dificuldades, pois todos os PMs que prestam os serviços em Santa Bárbara do Sul, moram no próprio município, fator este preponderante, pois a família brigadiana já ” reconhecida, pelos exemplos de relações e bons trabalhos prestados nesta comunidade.

A Comiss‰o de Cidadania e Direitos Humanos da Assembl”ia Legislativa (CCDHAL) promoveu, no dia 6 de setembro, um painel para discutir a situa“‰o da seguran“a pœblicano Estado e, tamb”m o caso espec™fico daregi‰o de Santa Maria. O evento contou com as presen“as do Cmt do CRPOCentral, Cel Ernesto Bortoluzzi Filho, que abordou a conjuntura de seguran“a na sua área de a“‰o. O presidente CCDH-AL, Fabiano Pereira (PT), que coordenou o evento, explicou os motivos da promo“‰o do painel: "Tivemos a oportunidade de organizar um evento semelhante em Porto Alegre. Al”m disso, vi que era importante que a popula“‰oda regi‰o Central tomasse conhecimento de novas ações visando amenizar os alarmantes e crescentes ™ndices de viol’nciaÓ. O parlamentar disse ainda que era importante que as discussões acerca deste tema n‰ofiquem restritas ao foro da Capital.

CRPO PLANALTO e CENTRAL

Germano Rigotto entregou 17 novas viaturas em Santa Maria O governador Germano Rigotto entregou, Nabor Goulart/Palácio Piratini na tarde de 6 de setembro, em solenidade na pra“a Saldanha Marinho, em Santa Maria, 17 novas viaturas para investiga“‰o especializada e patrulhamento ostensivo, que ser‰o incorporadas ao sistema de seguran“a pœblica de Santa Maria, atrav”s da Brigada Militar e da Pol™cia Civil. Rigotto destacou o grande esfor“o do governo para reduzir os ™ndices de criCel Costa acompanha Rigotto na entrega das viaturas minalidade no Rio Grande do Sul, mesmo com os graves problemas financeiros nove viaturas para uso da BM, al”m de dispoque o Estado enfrenta. rem de acessórios para comunicação, são iden"Nunca Santa Maria teve tantas viaturas tificadas com o novo símbolo gráfico da corpoentregues de uma só vez. As 17 viaturas vão ra“‰oe adesivos reflexivos para facilitar a visuinstrumentalizar melhor os órgãos de seguranaliza“‰o ‹ dist›ncia. Estavam presentes ‹ so“a. Elas s‰o importantes para Santa Maria, para lenidade o Cmt-Geral, Cel Airton Carlos da Cosa regi‰o e para o EstadoÓ, destacou. Os oito ta, deputados estaduais e federais, represencarros entregues ‹ Pol™cia Civil s‰o discretos e tantes do Conselho Comunitário Pró-Seguranpossuem rádios transmissores, enquanto as “a Pœblica (Consepro) e autoridades locais.

Efetivo da 3ª Cia recebe informações sobre as eleições

CRPO SUL CRPO Sul promoveu palestra a fim de motivar a tropa

Valdeir Lemos/Jornal da Produ“‰o

Evento teve a participa“‰o de 48 PMsda 3» Cia

Com o intuito de instruir o efetivo da 3» Cia de Palmeira das Missões sobre os delitos mais comuns e incidentes no per™odo pr”-eleitoral, realizou-se na Sala de Sessões do Tribunal do Jœride Palmeira das Missões, uma instrução/ palestra com o Coordenador do Minist”rio Pœblico e responsável pela área eleitoral da 32ª Zona Eleitoral, promotor de Justi“a Cristiano Ledur. De acordo com o Cmt da unidade, Cap Romulo Ricardo Serafini, Êparticiparam da instru“‰o PMs dos munic™pios de Palmeira das Missões, Boa Vista das Missões, Jaboticaba, Lajeado do Bugre, Sagrada Fam™lia, Cerro Grande e Novo Barreiro. Al”m do assunto “eleições”, tamb”m foram estabelecidos debates sobre a situa“‰o do porte de arma branca, bem como sobre o delito de “perturbação da tranqüilidade” promovido por motoristas de ve™culos.

BM de Palmeira das Missões brilha na Semana Farroupilha A 3ª Cia do 37º BPM participou ativamente das comemorações da Semana Farroupilha em Palmeira das Missões. De acordo com o Cmt da 3º Cia, Cap Romulo Ricardo Serafini, as atividades foram desenvolvidas ao longo dos sete dias, havendo em todos os seis CTGs da cidade rondas crioulas alternadas, al”m de um atividade idealizada pela coordenadores dos eventos em homenagem ‹ Revolu“‰o Farroupilha e que tamb”m foi prestigiada pela BM. Ele ainda explicou que al”m de participar de todas as aberturas das rondas, a BM de Palmeira das Missões ainda realizou o Òbatedor avan“adoÓ em todos os deslocamentos da Chama Crioula, sendo a institui“‰o alvo de voto de congratulações por parte da C›mara Municipal pela importante participa“‰o dos brigadianos nas comemorações. Valdeir Lemos/Jornal da Produ“‰o

Evento teve a presen“a de PMs das unidades do CRPO

O CRPO Sul promoveu palestra com o tema “Mudança”. O painelista foi o funcionário pœblicoaposentado do Banco do Brasil e chefe de gabinete do deputado estadual Janir Branco, Leonardo Salum. O encontro aconteceu na sede do Círculo Operário Pelotense, em Pelotas. Entre os temas abordados durante o evento, Salum falou da vida, conceito de mudan“a, a import›ncia do trabalho e de buscar novos caminhos, vis‰o de futuro, solidariedade e fez men“‰o a Jesus Cristo, que segundo ele ” o maior palestrante do mundo. Para o 1º Sgt Ewerton Porciuncula Moreira a palestra foi importante. ÒFoi um momento de reflex‰o sobre nós mesmos. Tempo necessário para avaliarmos e sermos mais solidários”, complementou. No encerramento, o chefe do Estado Maior do CRPO Sul, Maj Paulo Roberto Lima de Castro, entregou – como forma de agradecimento – um diploma a Leonardo Salum.

PM de Rio Grande é campeão de torneio de xadrez …de Rio Grande o campe‰o de xadrez do Torneio de Aniversário da Escola de Educação F™sicada BM. O enxadrista Rinaldo Rodrigues dos Santos ” Sd do 6 o BPM, pertencente ao CRPO Sul, e serve na corporação há 11 anos. Dedicado ao esporte há 21 anos, Santos disse que o xadrez faz parte de sua vida. ÒMinha fam™liajá se dedicava ao esporte. Aos 10 anos me vi competindo. De lá para cá foram várias conquistas, mas a vitória maior que tive foi no poder de concentração e no raciocínio lógico que obtive ao exercitar a arte do xadrezÓ, declarou. A conquista veio depois das vitórias nas duas etapas: torneio absoluto, com integrantes da Secretaria de Justi“a e da Seguran“a, Pol™cia Federal e For“as Armadas; e prova interna, competindo com colegas de farda.

Alunos da Furg venceram o Robocup 2004 em Salvador

Viatura da 3» Cia na abertura da Semana Farroupilha

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Fogo Simbólico passou pela cidade de Espumoso O fogo simbólico da Semana da Pátria passou por Espumoso. A Liga de Defesa Nacional, para fins de reflexão, estudos e pesquisa na área estudantil, em n™vel nacional, escolheu o tema ÒCidadania,deveres e direitoÓ.De acordo com o responsável pelo comando da 4» Cia de Espumoso, 1º Ten Marcos Fernando Ponsoni, a chegada do fogo simbólico marcou o in™cio da programa“‰o da Semana da Pátria que teve, no Módulo Esportivo, apresentações especiais de escolas e entidades. A chama percorreu 212 munic™pios gaœchos, levada por cinco viaturas que percorreram itinerários distintos pelo interior do RS.

Integrantes da equipe vencedora do RobCup 2004

Os universitários Lorenzo Tadei, Renato Silva das Neves, Igor Bandeira e Daniel Guimar‰es,alunos do curso de Engenharia da Computa“‰oda Funda“‰oUniversidade Federal do Rio Grande (Furg), venceram o Robocup Brasil 2004, que aconteceu em Salvador (BA) A nova meta da equipe ” buscar patroc™nio para participar do campeonato latino-americano de futebol de robôs, que acontecerá em Monterrey, no M”xico, entre 25 e 27 de outubro. Filho do Ten Antônio Riete Pereira das Neves – colaborador do JCB –, Renato anunciou o lançamento da campanha Adote um Robô. “É uma forma de estimular o desenvolvimento cient™fico e tecnológico da região Sul do Brasil“.

CORREIO BRIGADIANO

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 13

Parceira possibilita curso para PMs 4o BPM qualifica PMs do POE Resultante de uma parceria entre o CRPO Sul e a UCPel, desde o m’s de agosto, PMs passaram a freqüentar aulas inglês e espanhol na própria sede do comando. De acordo o Cmt interino do CRPO Sul, Ten Cel Odiomar Luis Bittencourt Teixeira, o objetivo ” qualificar os profissionais da seguran“a disponibilizando aos mesmos conhecimento em outras áreas. ÒOcurso visa uma melhor comunica“‰o do policial militar com a comunidadeÓ, explicou. ÒOdom™nio de outro idioma estreita relações e valoriza, além do homem, a própria corpora“‰o que ele representaÓ, comentou a 3º Sgt e pedagoga Claire Vergara, que idealizou

o curso – acolhido pela Faculdade de Educa“‰oda universidade. O curso, que tem 40 horas/aula de dura“‰o,” um projeto- piloto, no qual as professoras são estagiárias da Faculdade de Letras da UCPel. Entre os 15 alunos, o destaque ifca por conta do Sub-Cmt da Brigada Militar de Jaguar‰o,1º Ten Oscar Barbosa Dias, que nos dias do curso, altera o seu horário de trabalho para n‰operder as aulas. ÒS‰o cinco horas de viagem, mas vale a pena. O conhecimento deve ser uma busca de todos e se o local onde trabalhamos nos propicia o aprimoramento, temos que participarÓ, salientou.

Policiais militares do POE do 4o BPM rece- grupos da Ronda Ostensiva T opias Aguiar beram instru“‰o de defesa de facas. De acordo (Rota), Grupo de Ações Tático-Especiais (Gate) com o Cmt do POE, Cap Cláudio Cesar Moreira e Grupo Especial em Ocorr’ncia com Ref”ns Vargas, o objetivo do comando do 4o BPM, al”m (Ger) paulistas, já têm esta qualificação por inde qualificar o seu gruterm”dio da instru“‰o po de policiais, foi orienministrada pelo Sd petá-los sobre como delotense, que serve no vem agir nas situações 4 o BPM, Alessandro em que o agressor esLucas Souza. teja com facas e invista Ò…a possibilidade contra o PM. do policial militar usar As pol™cias militat”cnicas n‰o letais, com res de Bras™lia e S‰o o uso gradual da for“aÓ, Paulo, em especial os Entre os alunos estavam presentes rec”m formados e veteranos comentou Lucas.


Pág 12 – 1» Quinzena de Outubro 2004

CORREIO BRIGADIANO

35 PMs temporários reforçam BM de Uruguaiana Durante dois meses, os aprendizes tiveram aulas com o 1º Ten Vitor Manoel Gediel Machado Desde o m’s de julho, a Brigada Rena Freitas de Oliveira, Claudio FerMilitar de Uruguaiana passou a contar nades da Silva, Cleisson Ribeiro Rodricom o reforço de 35 PMs temporários. O gues, Cristian de Moura Pinto, Daniel Curso de Habilita“‰o de PM Temporário Francisco Ferraz Borges, Daniel Isaque (CHPMT-2004) teve in™cio no dia 3 de Riet Cardoso, Diego Soares Umpierre, junho, tendo 38 alunos matriculados. Do Douglas de Mattos Rodrigues, Edersom total, 37 foram aprovados, dos quais dois Ademir Lopes Rodrigues, Edimar Pena acabaram eliminados de acordo com o Dutra, Emerson Rodrigues Cabreira, Faedital de abertura de processo seletivo, br™cioda Silva Oliveira, Gibran Bitencourt e um acabou desistindo. de Campos, Gregory Christian Monteiro PMs prestaram juramento na cerimônia de conclusão do curso de habilitação A cerimônia de conclusão do curso, Saiago, Jeyson Muller Nunez Romes, que teve o 1º Ten Vitor Manoel Gediel Machado mais interesse e vontade dos candidatos a PMs Jo‰oCarlos Barcelos Aquino, Jonatham Gomes temporários. ÒSe houvesse a disciplina de Or- Moll, Leandro da Silva Menezes, Márcio de Soucomo coordenador da turma, foi realizada no quartel do 22º BPM, subordinado ao CRPO dem Unida, talvez despertasse neles o esp™rito za Saucedo, Marco Antonio da Silva Fernandes, Fronteira Oeste. Os PMs temporários têm re- de corpoÓ, lamentou. Mesmo sem generalizar, Paulo Henrique da Silva Araujo, Rafael Machafor“ado a guarda do pres™dio da cidade e de- o 1º Ten Gediel apontou a baixa m”dia de idade do Kaube, Rafael Pereira Rodrigues, Rafael – 21 anos – e a falta de perspectiva como PM Urcuiza Moletta, Ricardo Pedroso Almeida, Rosempenhado atividades internas no quartel. ÒElesest‰o sempre acompanhados de PMs temporário como algumas das causas do rendi- bson Benites Haetinger, Rodrigo dos Santos mais experientes, sendo que na guarda prisio- mento dos contratados. Apesar disso, ele disse Barboza, Rodrigo Guimar‰es da Silva, Romulo nal pelo menos um ter“o da equipe ” composta que a presen“a dos novatos ” bem-vinda. Anchieta Calvo, Vagner Amaro Gomes, Vagner Conclu™ramo CHTPM: Anderson Neto Is- Valerio Antunes Carrazoni, Eduardo de Souza de PMs veteranos”, salientou o 1º Ten Gediel. barrola, Carlos Eduardo Falc‰o Pinto, Carlos Ferreira e Jonas Alexandre Peralta Leal. O coordenador tamb”m revelou que esperava

CRPO PLANALTO e FRONTEIRA OESTE

Bombeiros lançam campanha preventiva de alerta a incêndios Como ocorreu na maioria dos munic™pios da regi‰o da Fronteira Oeste, o CB de Uruguaiana lan“ou, no dia 24 de setembro, no Parque Dom Pedro II, o Parc‰o, a campanha ÒPrevenir para SalvarÓ. Uma solenidade com a presen“a de autoridades locais e regionais marcou a amplia“‰o da campanha, cujo in™cio ofi- Bombeiros ter‰o a miss‰o de alertar as crian“as sobre os riscos da eletricidade cial aconteceu no dia 12 de setembro, em Bag”, s‰oas maiores v™timas dos acidentes com eletricidades na regi‰o da Campanha e da Fronteina 3» Se“‰o de Combate ‹ Inc’ndio. ra Oeste, formando uma gera“‰o que n‰o neDe acordo com o Cmt do CB de Uruguaina, 1º Ten Paulo Duarte Mota, os bombeiros ir‰o gligencie nos cuidados com equipamentos el”tricos, tomadas, fios desencapados entre outros utilizar o mesmo personagem escolhido pelos companheiros de farda de Bag”, a mascote Cla- riscosÓ,acrescentou. Para implantar o projeto ra. A boneca atuará nos eventos preventivos na cidade, o 1º Ten Mota irá contar com o reforpromovidos pelo 10º CRB, através das frações “o dos 12 novos Sd formados pela Escola de subordinadas nos 13 munic™pios da regi‰o. ÒO Bombeiros (EsBo) que passaram a integrar a objetivo ” atingir principalmente as crian“as, que corpora“‰ono m’s passado.

PMs de Vanini trabalham em parceria com a PC O discurso de integra“‰o entre BM e PC, muitas vezes propalado nas cidades mas sem efeito prático, é realidade no município de Vanini. Conforme o Cmt do GPM local, 1º Sgt Assis Natalino Ribeiro da Costa, as operações conjuntas com os policiais civis de Casca, próxima a Vanini, s‰o uma constante na cidade. Uma reuni‰ocom a delegada Ivone Cataneo Guimar‰es,que assumiu o comando da PC daquele munic™piono lugar do delegado Gilberto Dunki, selou o cronograma das ações integradas entre militares e civis na região. “Já desenvolvemos várias operações de busca e apreensão”, atestou o 1º Sgt Assis, que também está respondendo pelo comando da BM de Casca. As principais ocorr’ncias registradas em V anini s‰o desordem e pequenos furtos. Ë frente do GPM há 14 anos, o 1º Sgt Assis afirmou que desde 1990, quando assumiu a BM, n‰o houve nenhum caso de homic™dio na cidade. No m’s de julho, os PMs prenderam tr’s homens em flagrante por furto de su™nos. ÒN‰o ” comum o abigeato na regi‰o, mas eles deixaram rastro de sangue e nós conseguimos localizá-los”, comemorou o Cmt. Al”m disso, uma TV roubada foi recuperada pela BM no mesmo m’s.

BM apreende 1,7 quilos de maconha em ação especial

CRPO CENTRO SUL e FRONTEIRA NOROESTE Proerd é sucesso em escolas de Santo Ângelo

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Uma a“‰o conjunta entre os integrantes da Se“‰ode Inteligência, do canil do 22º BPM e do GOE, em cumprimento a mandado de busca e apreens‰o,resultou na localiza“‰o de 1,7 quilos de maconha em uma casa de Uruguaiana. Com a ajuda dos c‰es, os PMs localizaram a droga e prenderam uma pessoa em flagrante. Al”m da droga, os PMs ainda apreenderam um revólver. PROERD – O Sd Alceu Lorenset, do GPM do munic™piode Vanini, desenvolveu no primeiro semestre deste ano o Proerd. Desde 1998 ‹ frente do projeto, o curso formou 23 estudantes. A previs‰opara o segundo semestre ” de que mais 23 alunos sejam contemplados com o projeto.

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 17

11º CRB apresenta os bombeiros que se destacaram

O 11º Comando Regional de Bombeiros está perto de completar dois anos de cria“‰o. Tendo como responsabilidade territorial 39 muO Programa Educacional de Resist’ncia O 1º Sgt Alberto Bratz assumiu o comando nic™piosdas regiões das Missões e Fronteira ‹ Viol’ncia e às Drogas (Proerd) está fazendo da BM de Porto Xavi- Oeste, a unidade possui frações nos municípisucesso entre a garotada de Santo ångelo. er em 19 de setemos de Santo Ângelo, Santa Rosa, Giruá, São Ministrado por PMs do 27º BPM, o programa bro. Ele substitui o 1º Luiz Gonzaga e S‰o Borja. De acordo com o atende mais de 10 escolas por semestre, cheTen Jaime Dilamar Cmt da unidade, Maj Evilton Pereira Diaz, al- 1º Sgt José Antônio Matte 1º Sgt Luiz Mar“al de Oliveira 3º Sgt Uclaiton Dreifke Soares Sd Saulo Joel de Lima gando a formar 470 alunos a cada seis meses. Gomes da Silva, guns PMs se destacaram no desempenho de Al”m de instruir alunos das escolas de Santo transferido paraSanto suas funções durante este período. São eles: “al de Oliveira, da Seção de Pessoal; e o 3º Sgt O Cmt ainda enalteceu a atua“‰o do efetiångelo, os instrutores do 27º BPM também atuUclaiton Dreifke Soares, da Se“‰o de Informa- vo, dizendo que todos os seus comandados s‰o ångelo. ÒPorto Xavier 1º Ten Geolar Fernandes Teixeira e Sd Saulo am nos munic™pios de Entre-Iju™s, Guarani das ” um munic™pio tran- Joel de Lima, da Seção de Logística e Patrimô- ções. ÒEste per™odo inicial foi o dif™cil come“o deextremamente competentes no desempenhar 1º Sgt Alberto Bratz Missões e Ubiretama. de suas funções, não medindo esforços para qüilo, com pouqu™ssi- nio; 1º Sgt José Antonio Matte, da Seção de uma caminhada rumo ‹ excel’ncia no servi“o mas ocorr’ncias de maior gravidadeÓ, frisou. Preven“‰oa Incêndios; 1º Sgt Luis Salazar Mar- de Bombeiro na regi‰oÓ, afirmou o Maj Evilton. fazer um trabalho competente e qualificado.

Patrulheiros ajudam produtores que vivem na zona rural

O BPRv de Santo ångelo presta um grande aux™lio aos produtores rurais da regi‰o. De acordo com o Cmt da unidade, 3º Sgt Drací Ávila Machado, os patrulheiros fazem a escolta de máquinas agr™colas, como tratores e colheitadeiras, nas rodovias locais. ÒA id”ia ” evitar acidentes, pois as nossas estradas possuem poucos trechos que possibilitam ultrapassagensÓ, explicou. Segundo ele, algumas pontes precisam ser totalmente fechadas para que a passagem das máquinas seja possível.

Condutores são orientados por policiais rodoviários Os patrulheiros rodoviários estaduais de Santo ångelo, em parceria com o Detran-RS e com os Centros de Forma“‰o de Condutores locais, est‰o realizando campanhas de orienta“‰o aos condutores que transitam pelas rodovias da regi‰o. De acordo com o Cmt da unidade, 3º Sgt Drací Ávila Machado, o objetivo é conscientizar os motoristas sobre a forma correta de conduzir os ve™culos. ÒOrientamos os motoristas para que n‰o utilizem celulares ao volante, n‰o bebam antes de dirigir, n‰o ultrapassem em locais proibidos e utilizem o cinto de seguran“aÓ, destacou. Segundo ele, tamb”m foram distribu™dos panfletos explicativos aos condutores, que apoiaram a iniciativa. ÒTodos entenderam a import›ncia do programaÓ, lembrou. Eles tamb”m realizam palestras nas escolas localizadas ‹s margens das rodovias.

Novas viaturas incrementam ação dos brigadianos

Viaturas ser‰o utilizadas no patrulhamento dos munic™pios

C‰esajudaram na apreens‰o de drogas em Uruguaiana

1º Sgt Alberto Bratz é o novo Cmt da BM de Porto Xavier

CORREIO BRIGADIANO

A comunidade de Santo Ângelo está comemorando o recebimento de mais uma viatura para a BM do município. A viatura, que será utilizada para patrulhamento, foi entregue no dia 16 de setembro, em Santa Rosa, em uma cerimônia realizada durante o Seminário de Policiamento Comunitário. Na solenidade estiveram presentes o Sub-Cmt da BM, Cel Reuvado Antonio Vasconcellos Ferreira, o Cmt do CRPO Fronteira Noroeste, Ten Cel Nilson Nobre Bueno, o Ten Cel RR Jorge Luiz de Oliveira Flores, representando o secretário da Justiça e da Seguran“a, al”m de prefeitos de diversos munic™pios.Al”m de Santo ångelo, tamb”m receberam viaturas as cidades de Novo Machado, Senador Salgado Filho, Entre-Iju™s, Cerro Largo, Guarani das Missões, São Nicolau e São Paulo das Missões.


Pág 18 – 1» Quinzena de Outubro 2004

CORREIO BRIGADIANO

Ações sociais marcam atividades do CB de Palmeira das Missões Além de desenvolverem ações preventivas durante o ano, os bombeiros também se dedicam a causas sociais do município aplausos integram o CB local. cipal Assis Brasil, cujo tema Este ano, os bombeiros, era o Dia do Bombeiro. Ê sob comando do 1º Ten GerO aluno vencedor do mano Angelus Soares, repe- concurso foi contemplado tiram o feito e organizaram com um tratamento dentário atividades para incentivar a gratuito. Os bombeiros manparticipa“‰oda comunidade. t’m a tradi“‰o de participarUma mateada, realizada na das campanhas de vacina“‰o pra“a Vila Velha, no dia 26 de contra a paralisia infantil, disjulho, alusiva ‹ Semana de ponibilizando as instalações Bombeiro ajudou na campanha da vacina“‰o contra a paralisia infantil Vencedor do concurso de redação ganhou tratamento dentário gratuito Preven“‰o Contra Inc’ndio, do CB e o seu efetivo. Eles atendem ocorr’ncias de acidentes de arrecadou alimentos n‰o perec™veis e agasaMesmo com uma defasagem de mais de lhos, al”m de expor materiais e equipamentos carro, fogo em lavoura e contratempos diver50% no efetivo, os servidores n‰o medem essos durante o ano. Al”m disso, fiscalizam as con- do CB. ÒProporcionamos Êpasseios de ABT aos for“os para ajudar a comunidade. ÒT rabalhamos dições de preven“‰o contra inc’ndio nos esta- participantes, distribuímos mudas de árvores na base da supera“‰o e da uni‰o, que s‰o cabelecimentos comerciais de Palmeira das Mis- nativas, panfletos educativos e senhas para as racter™sticaspróprias dos bombeiros”, ressaltou. pessoas concorrerem a brindes no Dia do Bom- O 1º Ten acrescentou que, durante a semana sões. Somado ‹s tarefas rotineiras, ainda arranjam tempo para desempenhar, paralelamen- beiroÓ,destacou o Cmt Germano. ÊÊÊÊÊÊÊN‰o bastasde preven“‰o, foram arrecadadas cerca de cinte, o seu lado c™vico e profissional, realizando se a participa“‰o do CB, familiares e escoteiros co mil pe“as de roupas. Ele salientou ainda que campanhas de solidariedade no munic™pio. Os colaboraram com a campanha, que teve tamo comprometimento e a dedica“‰o dos bombeib”m um concurso de reda“‰o na Escola Muni- ros s‰o algumas das virtudes da equipe. responsáveis por essas atitudes dignas de CB arrecadou cerca de 5 mil roupas na campanha

CRPO PLANALTO Bombeiros são responsáveis por 14 municípios

Adolescentes posaram para foto com os bombeiros

N‰obastasse serem responsáveis pela preven“‰ocontra inc’ndios em Palmeira das Missões, os bombeiros daquela cidade tamb”m t’m a incumb’ncia de fiscalizar 13 munic™pios da regi‰odo Planalto. A miss‰o ” capitaneada pelo Cmt do CB local, 1º Ten Germano Angelus Soares, que desde 1995 está à frente da unidade. Dois caminhões ABT e três viaturas leves, uma em excelente condi“‰o e duas em bom estado de conservação, compõem a frota dos bombeiros. Apesar do número razoável de viaturas, o Cmt precisa contornar um problema comum na corpora“‰o:a defasagem de efetivo. Com apenas 14 servidores ‹ disposi“‰o, menos da metade do grupo previsto, sobra dedica“‰o e supera“‰o do elenco. “Nós, bombeiros, somos unidos por natureza”, elogiou o 1º Ten. Na Semana de Preven“‰o Contra Inc’ndio, os bombeiros tiveram o apoio dos adolescentes do projeto Bombeiro Mirim, que posaram para fotos com os integrantes do CB e colaboraram na divulga“‰oda campanha no munic™pio.

Proerd forma mais 80 estudantes no município de Paraí

CRPO VALE DO TAQUARI e PLANALTO

Brigada ativa POE comunitário

A BM Soledade reativou, no dia 14 de julho, o seu Pelotão de Operações Especiais (POE) com uma nova filosofia: a do Policiamento Comunitário. Com esta filosofia de trabalho, a BM pretende melhorar o atendimento ‹ comunidade soledadense, buscando uma resposta mais rápida e eficaz às ocorrências de maior potencial ofensivo do munic™pio, al”m de realizar operações de políciamento ostensivo. O policiamento comunitário tem o objetivo de estreitar o relacionamento entre a BM e a comunidade, al”m de conquistar colaboradores que se disponham a informar situações suspeitas, sempre com a identidade preservada.

Vítimas potenciais possuem telefones confidenciais da BM A BM de Soledade está apostando em um novo programa para tentar solucionar os problemas de seguran“a pœblica do munic™pio: o programa Cliente Preferencial. Nele, a Cia disponibiliza todos os nœmeros de telefones de contato com a BM para pessoas que apresentam uma maior probabilidade de serem alvos da ação de criminosos. ”São pessoas que já foram v™timas de assaltos e que poder‰o fazer denœnciasutilizando outros nœmeros al”m do 190Ó,informou o Cmt do 2º Pel da BM local, 1º Ten Edelvi Graff Vieira. Segundo ele, a BM está distribuindo cartões contendo todos os telefones da 2» Cia aos indicados pelo programa, al”m de realizar contatos com eles na execu“‰o do policiamento ostensivo. O Ten Graff informou que o nœmero total de colaboradores do programa ” de 100 pessoas, entre empresários, gerentes de bancos e lideran“as da comunidade. ÒOs clientes preferenciais repassam informações ‹ BM, sugerem, opinam, fazem cr™ticas e participam da din›mica operacionalÓ.

Brigada realiza integração na Semana Farroupilha

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Alunos escreveram redações sobre prevenção a drogas

Conscientizar as crian“as sobre os malef™cios do uso de drogas atrav”s de cursos n‰o ” nenhuma novidade para a BM. Há seis anos, o Programa Educacional de Resist’ncia ‹ V iol’ncia e ‹s Drogas (Proerd) vem encantado as comunidades do interior do Estado e da Capital. Em Paraí, a 212 quilômetros de Porto Alegre, em cerimônia realizada no salão da Escola Estadual Divino Mestre, 80 alunos de quatro escolas municipais – São Lucas, Mateus Dall Pozzo, 9 de Julho e Divino Mestre – receberam o diploma de conclus‰o do curso no primeiro semestre. Os estudantes tamb”m fizeram uma reda“‰o cujo o tema foi a preven“‰o ‹s drogas. Os quatro primeiros colocados foram premiados. A aluna Cris Kelen Radin, do col”gio Divino Mestre, foi a vencedora do concurso e ganhou um patinete. Na solenidade de formatura do programa, que foi desenvolvido pelo Sd Nelson Richetti, estiveram presentes o Cmt da Cia de Nova Prata, Maj Bento Alexandre da Silveira, e o Cmt do GPM de Paraí à época, 1º Sgt José Carlos Fernandes Poncet. FREDERICO WESTPHALEN – A BM está desenvolvendo, desde o dia 9 de setembro, o policiamento ostensivo montado. O Cmt do 37º BPM, Ten Cel Paulo Kirchmann, pretende implantar a patrulha montada em Palmeira das Missões ainda no m’s de outubro.

Churrasco reuniu ativos e inativos da BM

Como parte das comemorações alusivas ‹ Semana Farroupilha, a BM de Soledade promoveu, no dia 19 de setembro, um churrasco de integra“‰o que reuniu todos os integrantes ativos e inativos da corpora“‰o, al”m de seus familiares, autoridades, colaboradores e convidados. O evento aconteceu no tradicional Galp‰oCrioulo do munic™pio e uniu ainda mais a fam™liabrigadiana e os segmentos representativos da comunidade. Na recep“‰o aos convidados o Cap Antônio Augusto Barros Nunes, Cmt da BM local, ressaltou a import›ncia desta integra“‰o.ÒO integrante da BM, oficial ou soldado, ” tamb”m um cidad‰o e pai de fam™lia, que além do seu trabalho e de suas obrigações, tamb”m gosta e precisa viver em sociedadeÓ, afirmou. Para ele, cultivar os valores e as tradições gaœchas, tem um grande valor educativo. CONSEPRO – O Consepro de Teutônia tem prestado uma importante colaboração aos órg‰osde segura“a pœblica do munic™pio. De acordo com o presidente da entidade, Willy Ricardo Wolf, o Consepro doa de R$ 3,5 mil a R$ 4 mil mensais ‹ BM e ‹ PC locais. Segundo ele, o dinheiro ” utilizado para compra de equipamentos de informática e telefonia e no reparo de viaturas. ÒEste ano reformamos duas viaturas, uma da PC e uma da BMÓ, enfatizou.

No último mês, vários foram os trabalhos realizados com êxito, entre eles, seis prisões, duas apreenções de tóxicos, duas apreensões de armas, al”m da captura de um foragido.

BOE de Soledade utiliza o policiamento comunitário

CORREIO BRIGADIANO

CBV de Soledade é mantido pela prefeitura municipal Mantido pela prefeitura, o Corpo de Bombeiros Voluntários de Soledade atende a diversos chamados. Muitos dos casos registrados s‰ode incêndios em casas e galpões, além de acidentes de tr›nsito e fogo em mato. A unidade possui quatro servidores, que fizeram treinamentos junto ao CB de Guapor”. ÓAtualmente, apenas três estão em serviço, pois um está de licen“a saœdeÓ, afirmou o bombeiro Diorge Ramos. Para combater os sinistros o CBV dispõe de dois caminhões do tipo ABT.

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 11

PMs jogaram futebol de bombacha

Dentro das comemorações da Semana tre outros produtos naturais. Para o próximo ano, além da reedição do Farroupilha, o CTG Quer’ncia do Botucarai promoveu uma já tradicional partida de futebol onde evento, a promessa é de que será realizado tamtodos os jogadores se apresentaram pilchados. b”m uma partidas com as prendas. O evento, denominado ÒFutebol de Bombacha, Tch’Ó, teve, neste ano, um convidado especial: a equipe da Brigada Militar. Numa partida movimentad™ssima,hilariante e de grande n™vel t”cnico, os PMs venceram a equipe do CTG pelo placar de 2x1. Após o confronto, que serviu pra estreitar ainda mais os v™nculos de amizade das duas instituições, a direção do CTG brindou os vencedores com uma cesta de produtos como Trajes típicos substituíram calções e chuteiras batatas, mandiocas, morangas, abóboras, en-


Pág 10 – 1» Quinzena de Outubro 2004

CORREIO BRIGADIANO

CRPO METROPOLITANO e CENTRO SUL

Batalhão de Operações Especiais 33º BPM comemorou 3º aniversário No dia 20 de agosto, o 33º BPM de Sapumado pelo 2º Sgt Geverson Aparício Ferrari e apreendeu maconha em Guaíba caia do Sul completou tr’s anos de exist’ncia. pelos Sd Luis Alberto Trindade Machado, Pau-

Para festejar a data, a corpora“‰o realizou um Integrantes do Batalh‰ode Operações EsTorneio de Futsal, no Ginásio Kurashiki. A equipeciais (BOE), de Porto Alegre, apreenderam pe do 4º e 1º Turnos da Cia do 33º BPM, formaquase dois quilos de maconha em inspe“‰o reda pelos Sd Gilmar Gomes da Silva, Sidinei dos alizada no bairro Cohab, em Gua™ba. Os PMs que Santos Garcia, S”rgio Luis Ferreira, S”rgio Maiparticiparam diretamente da opera“‰o, que contou chon Dias Quevedo e Neimar Jos” Moreira Foncom cerca de cinco viaturas, foram os Sd Mário Cletoura, foi a campeã. Já os Sd José Roberto ber Antunes Aguirre, Ederson Magno da Cunha e Marinho da Silva, Márcio Leandro Murussi PresS”rgio Luis Flores Pereira e o 3º Sgt Paulo Roberto tes, Marcelo Aloy da Silveira, H”lio dos Santos da Silva Marques. Escouto, Marcos Antonio Flores Pacheco, EdDurante patrulhamento, os policiais militaOpera“‰odo BOE atraiu a aten“‰o dos moradores son Albino Rodrigues e Anderson Clipes Corres avistaram duas pessoas numa motocicleta os tripulantes da moto, que fugiram. A partir da™, deiro ficaram em 2º lugar. Por sua vez, a equipe em atividade suspeita. Eles tentaram abordar originou-se uma persegui“‰o aos suspeitos. Na da Cia do 33º BPM ficou em 3º. O time era foraltura da avenida C, os PMs alcan“aram os indiv™duos,mas um deles fugiu por entre as casas. O outro foi preso em flagrante, pois portava maconha, distribu™daem dois tijolos. Entre as missões afetas ao BOE estão escolta de dignitários, guardas de honra, patrulhas especiais de seguran“a, escolta de valores e de presos, operações contra distœrbios e motins nos estabelecimentos penais e assalto com ref”ns. PMs prendem traficante e apreendem 2 Kg de maconha

Equipe do 4º e 1º Turnos da Cia do 33º BPM vence

lo S”rgio Pereira, Jo‰o Luis de Azevedo e Carlos Alberto Gularte da Silva.

Atletas do POE conquistam a 2» coloca“‰o

PMs do turno da manhã da Cia ficam em 3º lugar

DMT de Canoas promove Semana Nacional do Trânsito ÊODepartamento Municipal de T r›nsito (DMT), da Secretaria Municipal de T ransportes e Serviços Públicos de Canoas, foi responsável pela Semana Nacional do Tr›nsito, que aconteceu em setembro. O tema desta edi“‰o foi ÒComportamento seguro no tr›nsito ” sinal de intelig’nciaÒ. O objetivo foi desenvolver a criatividade de crian“as e adolescentes sobre educa“‰o e preven“‰o nas ruas e no volante, al”m de mobilizar pedestres e motoristas. A coordenadora do trabalho, pedagoga Nara Trapp, salientou que a participa“‰o das escolas no evento foi fundamental. ÒOs col”gios v’m realizando um trabalho educativo na área ao longo do ano e é isso que alimenta essas grandes ações”, explicou. Diversas atividades aconteceram durante a Semana do Tr›nsito envolvendo alunos, professores e agentes de trânsito. As atrações consistiram em apresentações artísticas e exposições de trabalhos elaborados pelos alunos, caminhadas e panfletagem nos bairros. Agentes de tr›nsito promoveram blitze em vários pontos da cidade, junto aos estudantes de 33 escolas da rede de ensino do munic™pio.Sem realizar autuações, a intenção do trabalho foi educar e orientar os condutores.

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Sd visitou APAE de Sapucaia do Sul e cantou para menores

CRPO VALE DO TAQUARI e VALE DO RIO DOS SINOS

CORREIO BRIGADIANO

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 19

CBV de Campo Bom recebem material Órgãos da segurança contam com o apoio do Águia Uno O CB Voluntários de Campo Bom adquiriu, beiros da corpora“‰o, que mostram o que ” ser atrav”s de palestras realizadas em empresas de voluntário. ÒNingu”m faz nada sozinho. Somos Novo Hamburgo, dois uma fam™liaÓ, disse. mobilizadores de cabeEm 4 de setembro “a adulto e duas tesouocorreu o Grande Bingo ras multiuso. Atualmendos Bombeiros Voluntáte, o CB ” formado por rios a fim de arrecadar 51 voluntários e tem cafundos para compra e dastrado cerca de 1 16 manuten“‰ode equipaBVs, que s‰o acionados mentos. Os bombeiros em situações de emervoluntários tamb”m g’ncias de grande vulto. Crian“as conheceram a sede da corporação, após palestra sobre totre palestraram para a O Cmt da unidade, Paulo Cesar Machado comunidade escolar sobre as conseqüências Ricardo, agradece em especial a todos os bom- dos trotes passados via telefone.

BM de São Leopoldo participa do desfile de Sete de Setembro

25º BPM ainda participou com bicicletas e motocicletas

No dia 7 de setembro, A BM de S‰o Leopoldo participou do desfile c™vico-militar , que marcou as comemorações em torno do dia da independ’ncia do Brasil O evento teve a participa“‰o de mais de 30 Escolas Infantis, Grupos Escolares do Munic™pio e do Estado, CTGs eropas T do Ex”rcito (19 BIMtz e 16º Grupo de Artilharia deÊ Campanha Auto Propulsável). A BM se fez presente com 10 viaturas do 2Ê º CRB e três bicicletas, três motocicletas, três cavalos e14 viaturas do 25º BPM. O ponto alto das festividades ficou por conta do Òmascotefogogildo contra inc’ndioÒ, que se deslocou do munic™pio de Esteio para abrilhantar o desfile dos bombeiros em S‰o Leopoldo, juntamente com a guarni“‰o da BM.

Em comemora“‰o ‹ Semana do Excepcional, no dia 27 de agosto, a Sd Ana Lœcia Garcia Pacheco, do 33º BPM, esteve presente na sede da Associa“‰o de Pais e Amigos dos Excepcionais de Sapucaia do Sul (AP AE). Na oportunidade, a PM cantou para todas as crian“as e pais presentes. ÒHouve muita emo“‰o. As criSd Ana an“as cantaram junto as mœsicas crist‰s gospel, coisa que ” dif™cil para uma crian“a especial. Teve at” pedido de bisÒ,disse. Ela ainda relatou que ao terminar as mœsicas uma crian“a se abra“ou nela, chorando e pedindo que a Sd voltasse. ÒA sensa“‰oque tive foi de estar em um mundo sem mal™cia,sem distin“‰o de sexo, cor , idade, raz‰osocial ou até poder econômico. Nunca estive num local que eu aprendesse tanto. Aprendi a ter for“as para lutar , para ensinar e at” mesmo viver . A minha realiza“‰o foi imensaÒ, enfatizou. Atrav”s de congressos, encontros, cursos ou palestras, a APAE tem o objetivo de sensibilizar a sociedade em geral, bem como viabilizar os mecanismos que garantam os direitos da cidadania da s pessoas portadoras de necessidades especiais.

Foi realizada formatura de 700 alunos do Proerd, na sede do Paladino T’nis Clube, em Gravata™.De acordo com o Cmt do 17º BPM, Ten Cel Jo‰o Batista Gil, o Proerd vem sendo um importante elo de aproxima“‰o entre escola, fam™lia e a Brigada Militar. ÒJuntos contribu™mos para uma sociedade livre de drogas e da viol’ncia Ó, frisou. Ele assinalou ainda que s‰o usados m” todos que priorizam a afetividade, moral e os bons costumes. ÒQueremos ensinar as crian“as e os adolescentes a reconhecerem e resistirem ‹ s pressões diretas e indiretas que as influenciam a experimentar drogasÒ, complementou.

Representantes de lotéricas participam de reunião na BM

Sd Cleber responde pelo comando do GPM de Colinas

No quartel do 26º BPM, em Cachoeirinha, proprietários e representantes de ag’ncias lot”ricas do munic™pio reuniram-se com o Cmt da 1» Cia, Cap Nauri Rodrigues Camargo, que tamb”m está respondendo pelo comando da 2» Cia. Na oportunidade ainda estavam presentes o Cmt do Batalh‰o,Ten Cel Luiz Carlos Martins, e o Cmt do 2º Pel da 2ª Cia, 1º Ten Sandro Ricardo da Silva. Na ocasi‰o foram abordados sobre o histórico de ocorr’ncias envolvendo as ag’ncias lot”ricas, forma de atua“‰o dos criminosos que agem neste tipo de delito, equipamentos eletrônicos de seguran“a patrimonial e metodologia do novo Cmt 26º BPM. No encontro, o Cap Camargo solicitou aos presentes o engajamento das empresas no Programa de Participa“‰o Popular, com vistas ao orçamento de 2005, na área de seguran“a pœblica em Cachoeirinha.

O Sd Cleber de Jesus Gomes Rodrigues passou a responder pelo comando do GPM de Colinas. O Sd destacou que o cotidiano dos moradores ” marcado pela tranq üilidade e paz. ÒAs ocorr’ncias registradas s‰o quase insignificantes, sendo que as mais corriqueiras se d‰o em virtude de divisas de propriedades, uma vez que a economia é baseada na agropecuáriaÓ, disse. Inclusive a BM local tem um bom relacionamento com a comunidade, Conselho Tutelar e demais órgãos pœblicos do munic™pio.

Proerd forma 700 novos alunos na cidade de Gravataí

SUCESSO – De 12 de agosto a 21 de setembro, o 25º BPMÊ, de S‰o Leopoldo, recebeu149 armas da comunidade. De acordo com o Cmt da unidade, Maj Antônio Scussel, as armas – em sua grande maioria – est‰oem condições de uso e os proprietários receber‰oindeniza“‰oarbitrada pela Uni‰o.

Em oito meses , o helicóptero auxiliou em ocorrências de assaltos, furtos, homicídios, roubos e seqüestros A Diretoria de Vigil›ncia A”rea da SecreDe acordo com o assessor de vôo Udo Sartaria Municipal de Tr›nsito, Transporte e Se- let, o órg‰ocompletou oito meses de opera“‰o guran“ a Êde Novo Hamburgo – Êœnica entidade municipal de helicóptero do Brasil – conta com um helicóptero Schweizer 300 CB de fabrica“‰oamericana, denominado Òçguia UnoÓ (modelo id’ntico ao usado pelo GPMA). Ele trabalha em colaboração aos órgãos de seguran“a pública – Brigada Militar, Pol™cia Civil e Pol™cia Rodoviária Federal –, al”m da Guarda Municipal e de outros órgãos vinculados ‹ administra“‰opœblica. Águia Uno tem o modelo idêntico ao helicóptero usado pelo GPMA

em 5 de setembro, tendo auxiliado em diversas ocorr’ncias, com destaque para oito assaltos a bancos, 33 furtos qualificados, 80 furtos de ve™culos, tr’s homicídios, 43 roubos, três seqüestros, tendo participa“‰o direta em 32 prisões. Tamb” m participou de ocorr’ncias sob a coordena“‰o ao GPMA, com aeronaves Ximango. Udo lembrou que nas missões atendidas pelo çguia Uno,Ê 72% foram em apoio ‹ BM, Ê9% aos órgãos ambientais ,Ê5% à Guarda Municipal, 3,6% ‹ Pol™cia Civil, 1% aos bombeiros e 9,4% a outros org‰os pœblicos municipais.


Pág 20 – 1» Quinzena de Outubro 2004

BM de São Jorge trabalha em benefício da comunidade local Contando com um efetivo de cinco PMs, a contribui“‰o do Sd Clairton Rojai, instrutor do BM de São Jorge está se destacando nos tra- Proerd do munic™pio. Segundo ele, o Sd atuou balhos desenvolvidos em três escolas do município – duas estaduem prol da comunida- ais e uma municipal. ÒEle conseguiu abranger de. Comandada pelo 100% das turmas de 4» s”rieÓ, disse. Sd Luiz Paulo de Godoy, a corporação está provisoriamente instalada nas depend’nciSd Luiz Paulo de Godoy as da prefeitura local. “Já recebemos a doa“‰o de um terreno para as futuras instalações da nossa sede”, afirmou. Sd Alvaro Antonio Miorando Segundo ele, os PMs do munic™pio est‰o se des- Sd Cla™rton Rojai tacando em suas atividades. ÒEles n‰o medem esfor“os quando solicitados para os atendimentos de ocorr’ncia e possuem uma perfeita harmonia junto ‹ comunidade e o poder pœblicoÓ, ressaltou. S‰o eles os Sd Alvaro Antonio Miorando, Levi Antonio Mezzomo, Clairton Rojai e Gelson Sabedot Celant. O Cmt tamb”m enalteceu a importante Sd Levi Antônio Mezzomo Sd Gelson Sabedot Celant

CORREIO BRIGADIANO

CRPO VALE DO TAQUARI e SERRA

CB de Guaporé realiza operação preventiva em comunidades pobres

tribu™mos200 metros de mangueiras e mais de Em parceria com a prefeitura local, o CB de Guaporé realizou ações de prevenção no 50 registros em 160 resid’ncias do bairroÓ, destacou o Cmt. bairro Vila Verde II, na peSegundo ele, inicialriferia do munic™pio. De mente alguns moradores acordo com o Cmt da do bairro n‰o permitiam a unidade, 1º Ten Jorge visita dos bombeiros. ÒAlLady da Silva, a localidagumas pessoas, princide foi escolhida por aprepalmente idosas, estasentar o maior ™ndice de vam confusas devido ‹ de ocorr’ncias de inc’nproximidade do per™odo dio do munic™pio. ÒA opera“‰o também é solidá- Bombeiros atuam em benef™cio de comunidade carente eleitoralÓ,explicou. A operia, pois o bairro concentra um grande nœmero ra“‰ofoi iniciada no Dia da Solidariedade e se estendeu durante a Semana de Preven“‰o a de fam™lias de baixa rendaÓ, enfatizou. Na ocasi‰o, os bombeiros verificaram as Inc’ndios e durante o m’s de agosto, quando condições dos equipamentos e acessórios das 100% das casas foram contempladas. O CB tamb”m participou do Programa do instalações de gás de cozinha, orientando os Nœcleo Universitário da Universidade de Caximoradores sobre como usar corretamente e fazer a substituição de botijões. O CB também as do Sul, ÒCidad‰o do S”culo XXIÓ, que atenrealizou gratuitamente a substitui“‰o de man- de crian“as das s”ries iniciais. A unidade ainda gueiras, bra“adeiras e registros de GLP que n‰o esteve presente na Semana da Pátria,desfilando apresentavam condições seguras de uso. “Dis- em 7 de setembro com todo efetivo e viaturas.

PM de Guaporé foi aprovado em exame da OAB O Sd Vilmar Luiz Viciniescki, da BM de Guapor”, foi aprovado em exame da OAB/RS em junho. Natural de Galv‰o,em Santa Catarina, Vilmar incluiu na Brigada Militar em 1991, no munic™pio de Passo Fundo, sendo transferido para Guapor” em 1997. Em Sd Vilmar Luiz Viciniescki mar“o de 1998, o Sd iniciou o curso de Direito no campus de Guapor” da Universidade de Caxias do Sul. O curso foi conclu™do em dezembro de 2003. De acordo com o Cmt da unidade, 1º Ten Adelir Schiavon, o Sd ” mais um exemplo da qualifica“‰o dos servidores da BM. ÒIsto vem a qualificar ainda mais o nosso trabalho junto ‹ comunidadeÓ,afirmou. Ele lembrou ainda que o os Sd Edson Quadros e Laudinei da Rosa Gomes tamb”m s‰o acad’micos de Direito e devem se formar em breve.

Ten RR Jorge Luiz mantém convivência com seus ex-colegas Mesmo após ter seguido para a reserva remunerada em dezembro de 2003, o 1º Ten Jorge Luiz Rosa Silveira n‰o deixou de lado os la“os de amizade firmados durante os 24 anos em que esteve na corpora“‰o. Inclu™dona Brigada Militar em maio de 1º Ten Jorge Luiz Silveira 1979, Jorge trabalhou em Passo Fundo, Santa Maria, Porto Alegre, Dois Lajeados e Guapor”, onde reside, al”m de ter participado de diversas edições da Operação Golfinho e da Força Tarefa. Após a aposentadoria, o Ten abriu um bar em sua casa, que é freqüentado pelos antigos colegas de farda. ÒNo tempo em que estive na corpora“‰o adquiri muito conhecimento e experi’ncia e ainda fiz grandes amigos, com os quais convivo at” hojeÓ, destacou Jorge.

Sd Bonora formou 32 alunos com o Proerd este ano

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

O Sd Gilmar Bonora, Cmt da BM de Progresso, tem recebido elogios por parte da comunidade, gra“as ao trabalho desenvolvido por ele com o Proerd. No primeiro semestre deste ano, o Cmt formou 32 alunos das escolas S‰o Francisco e Jos” Preto, do munic™pio de Progresso e da localidade de Xaxim. As formaturas foram realizadas nos dias 20 e 23 de julho e contaram com a presen“a de professores, pais e alunos do programa. De acordo com o diretor da escola S‰o Francisco, Luiz Heitor Finalto, o programa tem sido muito importante para os alunos da 4» s”rie da escola. ÒPrecisamos abrir os olhos dos nossos alunos, pois ” nessa idade que as crian“as t’m maior possibilidade de ocupar o seu tempo com drogasÓ, afirmou. Para ele, o programa tamb”m serve para aproximar os PMs e os alunos da escola.

Tranqüilidade em época de eleições surpreende a BM Acostumada com um grande nœmero de ocorr’ncias por ameaças e agressões em épocas eleitorais, a Brigada Militar de Progresso está surpresa com a tranqüilidade do pleito deste ano, uma vez que nenhuma ocorr’ncia foi registrada neste sentido. De acordo com o Cmt da unidade, Sd Gilmar Bonora, a BM tem intensificado as operações de trânsito e de policiamento ostensivo em horários bancários.

Invernadas artísticas visitam quartel do 3º RPMon Representantes das escolas Monte Castelo e Senador Alberto Pasqualini prestigiaram a BM O 3º RPMon participou dos festejos da Semana Farroupilja em Passo Fundo. Recebeu a visita das invernadas art™sticas das escolas Monte Castelo e Senador Alberto Pasqualini. A Escola Monte Castelo foi representada pelas invernadas pr”-mirim e juvenil, as quais, respectivamente, efetuaram tr’s apresentações de dan“as t™picas e tamb”m, duas prendinhas declamaram e cantaram na Est›ncia Pelegrino. PosCrian“as aproveitaram a visitar para tirar fotos com oficiais e pra“as teriormente, a Escola Senador Alberto Pasqualini apresentou duas invernadas, mirim que na escola tamb”m ” poss™vel praticar o trae juvenil, as quais tamb”m fizeram, cada uma, dicionalismo, permitindo acender desde cedo a tr’s apresentações de danças típicas. chama da tradi“‰o que o gaœcho carrega no Os estabelecimentos de ensino foram mui- cora“‰o. A programa“‰o do Regimento iniciou to bem representados. As apresentações artís- no dia 12 e só terminou no dia 20 de setembro. ticas foram de elevado n™vel, o que demonstra Tamb”m se fizeram presentes as seguintes es-

colas na Est›ncia Pelegrino, apresentando seus valores na parte art™stica. S‰o elas: Escola Estadual Anna Luiza Ferr‰oTeixeira, Escola Estadual Nicolau de Araujo Vergueiro e Escola Estadual Cardeal Arco Verde. Após as apresentações, o 3º RPMon colocou à disposição das crian“as e jovens das invernadas, dois cavalos encilhados para passeios. O comando, oficias e pra“as do Regimento prestigiaram as apresentações e oportunizaram ‹ visita“‰o da Est›ncia Pellegrino por parte de representantes da comunidade. No local, tamb”m era poss™vel tomar chimarrão. O 3º RPMon sempre está de porteiras abertas para todos os gaœchos e turistas que cultuem o tradicionalismo e valorizem os heróis da Revolução Farroupilha.

BPA impede que derramamento Ê deÊ óleoÊ polua a Lagoa dos Patos

38º BPM participa do desfile alusivo ao Dia da Pátria

Guarnições da 7» Companhia do Batalh‰o de Pol™cia Ambiental (BPA) estiveram durante cinco dias do m’s de setembro, em S‰o Louren“o do Sul, com a finalidade de evitar que uma mancha de óleo atingisse a Lagoa dos Patos. O produto foi localizado ao longo do arroio Carahá, sendo necessárias barreiras de conten“‰oe outros instrumentos para que n‰o ocorresse um desastre ecológico. No local do ato il™cito, 10 policiais militares do BPA procederam a coletas de resíduos sólidos e líquidos (água e óleo) a partir de 11 de setembro. O processo foi realizado de forma manual e com a utiliza“‰o de uma bomba-tanque para sucção e retirada do óleo das águas. A atividade teve acompanhamento e apoio do Minist”rio Pœblico local. Durante o per™odo, tamb”m foram realizadas vistorias em postos de combust™veis, oficinas, empresas de transportes coletivos com rampas para lavagem e troca de óleo de veículos. Nesses estabelecimentos foram verificadas documentações referentes ‹ legisla“‰o ambiental. Nos cinco dias de opera“‰o, os PMs recolheram 12 ton”is contendo res™duos petroCORRE‡ÌO

Estado Maior da seguran“a pœblica abriu desfile

O desfile cívico da Semana da Pátria contou com a participa“‰o da Brigada Militar e demais órgãos da segurança pública, sob a coorqu™micose cinco mil litros de l™quidos contendo dena“‰odo Cap Jorge Ferrari. A novidade fio produto contaminante. O material foi encami- cou por conta da apresenta“‰o do Estado Mainhado ‹ Refinaria Ipiranga, de Rio Grande, que or dos órgãos vinculados à Secretaria da Justiauxiliou no processo de identifica“‰o e reapro- “a e da Seguran“a de Carazinho, que abriu o veitamento do produto. desfile, trazendo representações da Brigada A continuidade da limpeza do arroio Carahá Militar e Polícia Civil, além da Polícia Rodoviáficou a cargo da Secretaria Municipal do Meio ria Federal. Em seguida desfilou o POE do 38º Ambiente de São Lourenço do Sul. Guarnições BPM. Apresentaram-se ainda o Corpo de Bomda 7» Companhia do Batalh‰o Ambiental conti- beiros, a Pol™cia Ambiental e o Corpo oVluntánuar‰ocom ações de fiscalização e com dili- rio de Militares Inativos. ÒA participa“‰o do efeg’ncias no sentido de averiguar o autor do dano. tivo do 38º BPM engrandeceu o desfile e foi eloRelatório de todas atividades do BP A será en- giada pela comunidade e imprensa localÓ, discaminhado ao Minist”rio Pœblico local.ÊÊ se o Cmt, Maj Aderli Maximino Dal Bosco.

Barreiras de conten“‰o evitar maiores danos ‹ natureza

BM de Bom Jesus recebe nova viatura

Em 29 de agosto, em frente ao quartel da Brigada Militar de Bom Jesus, com as presen“as do secretário da Justiça e da Seguran“a, José Otávio Germano, do Cmt- Geral, Cel Airton Carlos da Costa, do Cmt do CRPO Hort’nsias, Maj Gelso Guimar‰es Gollo, autoridades locais e regionais, houve a entrega de um Fiat Uno 2002 à corporação. Já a Polícia Civil de Bom Jesus foi contemplada com um Corsa Sedan, zero quilômetro. Diferentemente do que foi divulgado na página 27 da edi“‰o 150, os PMs de Bom Jesus n‰o apreenderam 30 armas furtadas nas

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 9

CORREIO BRIGADIANO

INTERIOR

propriedades rurais da cidade. ÒSe isso tivesse ocorrido, certamente o feito seria alvo de ampla reportagem por parte dos jornais de grande circula“‰ono Estado”, comentou o Cmt do Pel, 1º Ten Nelson Corr’a Prates. Em nota enviada ‹ reda“‰o do Jornal Correio Brigadiano, o Cmt da BM de Bom Jesus afirma ter desenvolvido operações isoladas e conjuntas com a PC. Essas ações, segundo informou, resultaram at” o momento na recupera“‰ode 40% do armamento furtado. O 1º Ten lembrou que, em 25 de julho, após ocorrência de furto qualificado em propriedade rural, o 1º

Sgt Doraci Guilherme Boeira e o Sd Andr” Remonti prenderam em flagrante, durante a fuga, com objetos do delito e uma arma de fogo, um delinqüente considerado mentor de vários arrombamentos na regi‰o O Cmt tamb”m informou que, em 21 de abril, durante uma abordagem, o Sd V aldecir Jos” da Silva ffoi ferido a tiro por um delinqüente. Em leg™tima defesa, baleou o agressor que foi preso em flagrante. O marginal portava uma pistola de fabrica“‰o argentina, com numera“‰oraspada. Em 23 de agosto, o Sd Valdecir retornou ao trabalho, no servi“o interno.

FALANDO COM O CORPO Tarso Antônio Marcadella - Cel

Professor de Educa“‰o F™sica (EsEF/IP A) CREF 252-G/RS Fone: 9963-3285 e-mail: tarso.apef@terra.org.br

15º CONGEF CONGEF – Um sucesso a procura para o 15º Congresso Gaœcho de Educa“‰o F™sica, em Tramanda™.Os cursos oferecidos pela APEF-RS são de ótima receptividade. A tradicional feira de produtos, equipamentos, vestuário, calçados e livros será montada na SAT e ” aberta ao pœblico. As festas noturnas como sempre s‰o bem preparadas e prometem. As mesas cient™ficas ir‰o abordar legisla“‰o, ato m”dico, exposi“‰o solar e prescri“‰o de exerc™ciosa doentes card™acos em discuss‰o com o Conselho Federal de Medicina. Participem! Fa“am suas inscrições pela APEF-RS, através do telefone (51) 3221-6964 ou do e-mail apefrs@terra.com.br. PRIMAVERA – Uma estação em que o corpo humano fica mais alegre. As flores, o ar,o cheiro e as pessoas ficam mais interativas. Há sempre mais luz durante o dia. E tamb”m mais horas de exposi“‰o solar.Muitos ficam motivados a colocar um cal“‰o e um t’nis para praticar esportes. Fica o nosso alerta. N‰o esque“a de visitar o m”dico para exames de rotina. Procure um profissional de Educa“‰o F™sica e viva mais feliz. RESPONSABILIDADE SOCIAL – A responsabilidade do profissional de Educa“‰o F™sica, na indica“‰ode atividades f™sicas ” leg™tima e legal a partir da lei 9696/98. Ela exige uma rela“‰oefetiva entre o orientador e o orientado. … uma intera“‰o ”tica de compet’ncia e comprometimento. O profissional tem um processo de forma“‰ode mais de 2.800 horas em, no m™nimo, quatro anos. RESPONSABILIDADE PROFISSIONAL – Estudam três eixos de conhecimento: teórico e prático as disciplinas biológicas (anatomia, fisiologia do esfor“o, biomec›nica e cinesiologia, o eixo das disciplinas profissionais (desporto, relações das academias e respectivas atividades, musculação e ginástica) e o eixo das vivências pedagógicas (didática aplicada, metodologia de pesquisa, disciplinas rducacionais e estágios). Além da formação geral e cultural como filosofia, sociologia, evolu“‰o e a história da Educação Física. Esta formação ” muito significativa e convincente impondo um profissional competente. CHç VERDE VERDE – É uma erva cam”lia sinensis, tamb”m conhecida como chá verde, consumida por mais de cinco milhões de pessoas diariamente e no mundo oriental há mais de quatro mil anos. Reduz o colesterol ruim, fortalece vasos sangüíneos, favorece o coração, revitaliza a pele, al”m de ser energ”tico, diur”tico e antioxidante.. Experimente após as refeições.

SALVA-VIDAS – Mais uma Operação Golfinho vem e exige novamente uma verdadeira engenharia para compor os servi“os de salva-vidas. Primeiro para treinar e selecionar os efetivos civis. Depois, estabelecer o nœmero de guaritas, bem como o horário de funcionamento especial conforme a cultura dos banhistas. E, por œltimo, adequar o or“amento ‹s necessidades de defasagem histórica. É uma quest‰omuito delicada, pois ” eminentemente técnica e as prefeituras – grandes beneficiadas – pouco ou quase nada participam com suas estruturas. Temos a cren“a de que seguran“a pœblica ” dever do Estado, mas tamb”m ” responsabilidade de todos, principalmente das autoridades. BRASIL OLêMPICO OLÍMPICO – Ligo a TV e constato que o esporte de alto n™vel tomou conta das programações. Fortunas s‰o investidas. Quer nos produtos, roupas ou em equipamentos. Ou tamb”m em energ”ticos e refrigerantes. Telespectadores extasiados. … um grande mercado. Como brasileiro patriota confesso que fiquei com minha estima muito baixa ao final dos Jogos Ol™mpicos de Atenas. Como fator de integra“‰o e congra“amento entre os povos do globo ” muito importante, mas os resultados expõem as políticas públicas de educa“‰o e desportos de uma Na“‰o. Ficamos atrás de países africanos em medalhas de ouro, mas mandamos a maior delega“‰o e participamos em quase todos os desportos. BRASIL PARAOLêMPICO– Os resultados da delega“‰o do Brasil nas Paraolimp™adas foram exemplares, pois superaram em mais de 200% a œltima edi“‰o. Parab”ns pela determina“‰o de t”cnicos, preparadores f™sicos e pela garra dos atletas que elevaram e escreveram a história brasileira nestes jogos em Atenas. É lamentável a escassa participação na transmiss‰o dos jogos ao vivo na TV. POLêTICAPòBLICA PÚBLICA RESPONSçVEL RESPONSÁVEL – Temos centenas de ginásios subutilizados, principalmente nos finais de semana. Poucas pistas para treinar atletismo. No m™nimo cada prefeitura deve ter a sua e, se poss™vel, tamb”m uma piscina pœblica e t”rmica. … preciso querer, ter vontade social e coragem pol™tica para investirmos na qualidade de vida. Só assim as crian“as estar‰o treinando e investindo a energia vital no útil e no válido. Deixando, desta forma, de canalizar o potencial para os delitos. É muito melhor assistir durante os sábados e domingos jogos e competições do que rebeliões, acidentes e mortes em roubos e seqüestros ou guerras.


Pág 8 – 1» Quinzena de Outubro 2004

GERAL

CORREIO BRIGADIANO

Cavalarianos e brigadianos conduziram o archote até o monumento Bento Gonçalves

Cel Vasconcellos acendeu a Chama Crioula junto ao monumento em homenagem a Bento

As comemorações da Revolução Farroupilha foram marcadas em 14 de setembro pelo acendimento da Chama Crioula junto ao Monumento a Bento Gon“alves. O archote trazendo a centelha foi escoltado por 36 cavalarianos, entre peões, prendas e PMs. O Sub-Cmt da Brigada Militar, Cel Reuvaldo Antônio Vasconcellos Ferreira, acendeu a Chama Crioula junto ‹ imagem do general Bento Gon“alves, depois de receb’-la das m‰os do presidente do Movimento Tradicionalista Gaœcho (MTG), Benoni Jesus dos Santos. O ato foi acompanhado pela 1» Prenda do Rio Grande do Sul, Anijane Luiz, e pelo presidente da Comissão das Comemorações da Semana Farroupilha, Manoelito Savaris.

O Cel Vasconcellos lembrou que a tradia for“a que deveria consolidar a pazÓ, salientou. “‰o da Chama Crioula teve origem em 7 de A Chama Crioula ficou guarnecida at” o dia 20 setembro de 1947, quando foi cedida uma cen- por PMs junto ao monumento. telha do Fogo Simbólico da Pira da Pátria para o candeeiro crioulo do Col”gio Jœlio de Castilhos. ÒA Chama Crioula ” o s™mbolo do amor pela terra e respeito às instituições, valorizando a cultura da palavra empenhadaÓ, assinalou Vasconcellos, destacando a demonstra“‰o de patriotismo e civismo do povo gaœcho. Segundo ele, a Revolu“‰o Farroupilha marcou, por dez anos, o propósito e a vontade guerreira dos gaœchos. Vasconcellos lembrou que a história da BM está vinculada ao movimento farroupilha. ÒA corpora“‰o foi criada em 18 de novembro de 1837 com a miss‰o de ser Tradicionalistas prestigiaram evento da Brigada Militar

Entidades brigadianas expressam seu tradicionalismo No piquete Estância Crioula foi O CTG Ponteiros do Rio Grande assumiu O patrão, 1º Ten Cesar Tomazzini, disse que o nos dos socos e pontap”s que acabou se dessó levar a carne que ele assava objetivo destas confraternizações é reunir as en- cuidando das pessoas que entraram no piquea Invernada da BM. No piquete, montado no tidades brigadianas para expressar o tradicionalismo, preservando desta forma o patrimônio sócio-cultural do povo gaœcho. Ao ser questionado sobre um fato curioso, o Ten fez men“‰o a um baile que a pr™ncipion‰o teria muito pœblico, mas gra“as a alguns brigões a festa foi um sucesso. Ele conta que próximo ao galp‰ocome“ou uma briga. Quem estava cuidando a portaria ficou t‰o curioso para 1º Ten Tomazzini vivencia e preserva o patrimônio cultural do povo gaúcho descobrir quem eram os do-

Parque Harmonia, foram desenvolvidas atividades culturais – palestras, oficinas e atividades campeiras –, além de bailes gauchescos.

PM acampa há mais de vinte anos no Parque Harmonia

Sd Viana acampa há 22 anos no parque Harmonia

O Sd Altamir Chaves Viana, do 4º RPMon, do Piquete Bossoroca, acampa no Parque Harmonia desde 1982. Natural de Bossoroca, o PM diz que estar presente no parque, durante a Semana Farroupilha, ” uma forma de aproxima“‰oda cultura tradicionalista, que ” t‰o presente na sua terra natal. ÒMato a saudade de Bossoroca. No nosso galp‰o crioulo cabe a fam™lia, os amigos e as bailantas que todos os dias fazemos aquiÓ, relatou. O Sd Viana ainda contou sobre as dificuldades sofridas quando o acampamento ainda era realizado somente com barracas e lonas e fez refer’ncia especial ‹ constante chegada de amigos, que sempre aparecem para tocar gaita ‹ noite. ÒEm virtude disto foi providenciada a constru“‰o do tabladoÓ.

te. Muitos com medo n‰o pensaram duas vezes e entraram na bailanta. ÒCom a chegada dos brigadianos devidamente fardados, os brigões entraram no baile e ao perceberem que a festa era de uma entidade brigadiana, se acalmaramÒ,disse. Quem entrou acabou permanecendo e aproveitando a festa. Por sua vez, os brigões, que n‰o queriam sair, em virtude dos brigadianos, se misturaram e ficaram dan“ando, sendo impossível identificá-los no meio das prendas. ÒTodo mundo se olhava e ningu”m sabia quem eram os brigões. Estávamos preocupados que n‰o ir™amos alcan“ar o pœblico previsto e de repente o piquete lotouÒ, frisou.

Contador de histórias do BPA mostra consciência social O Sd Paulo Silva Soares, do BPA, ” um contador de histórias. “Lembro como se fosse hoje. Em 1998. Dois novos Sd da corpora“‰o receberam a miss‰o de soltarem um jacarezinho. Foram feitas muitas tentativas. Jogavam o animal em direção da água e ele voltava. Resolveram chamar um Sd antigo da guarni“‰o que, ao ver a situa“‰o, disse: ÒMas tch’ , isso ” um lagarto e n‰oum jacar”Ò, contou o Sd. Al”m de divertir amigos e colegas de corpora“‰ocom as suas histórias, o Sd ainda pre-

Sd Soares já idealiza o projeto do CTG há 4 anos

ocupa-se com o lado social. Atualmente, contribui para que o projeto do CTG seja implantado, a princ™pio,em Viam‰o.O Sd esclarece que a meta ” a presta“‰o de assist’ncia social, com a finalidade de trazer a fraternidade a pessoas de rua, vindas do Interior, que ficam exclu™das socialmente nas ruas, muitas vezes usando drogas. Soares afirma que já está sendo formada uma ONG de resgate ‹ cultura gaœcha, que receberá o nome de Herança Maragata, que fará o resgate de crian“as carentes, levando-as para a reciclagem, onde receberão lições de laço, confec“‰o de pilchas, culinária, fabricação de facas, mœsica (gaita e viol‰o), corte e costura, confec“‰ode p‰es e lida campeira. As equipes já foram definidas. Este CTG, quase em fase de inaugura“‰o, tem a uni‰o de dois CTGs fortes: Aldeia dos Anjos e o 35. ÒEsta id”ia eu tive há quatro anos e atrav”s de palestras e encontros com os integrantes do CTGs, nós chegamos a um denominador comumÒ, disse. O Sd ainda adiantou que a prefeitura de V iam‰ojá cedeu o espa“o e a terra planagem para a instala“‰o.ÒEstas crian“as mais tarde ser‰o o nosso Rio Grande do SulÒ, frisou

Vai chegando gente o dia todo, não tem hora. Já diz a placa: Traz que eu asso! Essa afirma“‰o” do patr‰o e SubCmt do 18º BPM, Maj Gabriel Pinto Ribeiro, que fez men“‰o ao trabalho do assador Jœlio Ferraz que inclusive já permaneceu durante 14 horas ininterruptas assando carne. ÒDesdeo início foi assim, é só Há nove anos, qualquer pessoa leva a carne, que ” assada sem custo nenhum trazer a carne que o Jœlio, que s‰oas amizades que ele fez, que n‰o se resparticipa dos acampamentos há anos, assa com tringe somente aos integrantes da BM. ÒMe dou o maior prazer e sem custoÒ, explicou. demais com os piquetes da Pol™cia Civil e da Este ano, o acampamento teve parceria en- Pol™ciaFederal. Tenho um grupo musical que, tre o Clube Farrapos, a Academia Tiro Urbano, al”m de freqüentar, almo“a e canta em alguns a IBCM e a Secraso. O Maj enfatizou que, em bailes promovidos por estas entidadesÒ, lembra. nove anos de acampamento, existem muitas O acampamento ” caracter™stico pelos bailes histórias pitorescas, por”m o mais importante que faz, sendo que neste ano foram 12.

Guardiões do Rio Grande tem integrantes da Polícia Civil O mundo está globalizado assim como o Rio Grande está a cavalo. As nossas fronteiras foram empurradas a casco de cavalo. Como o computador está para o mundo, o cavalo está para o gaœcho. O cachorro ” o melhor amigo Ayumi Miyazaki/Inema

Lipert é patrão do CTG e policial há 30 anos

do homem, mas pela quantidade de serventias, o cavalo está bem adiante. Estas sÊão algumas das frases bairristas usadas pelos policiais civis Alvaci Carlos Bello da Silva e Joelson Lipert, do CTG Guardiões do Rio Grande. O patr‰o Lipert disse que o CTG foi fundado há 15 anos e que há seis monta o galpão no Parque Harmonia. Ele ainda explicou que o nome ” relacionado com a fun“‰o dos policiais, que é de serem os guardiões da sociedade. O CTG n‰o ” restrito a policiais civis. ÒA inten“‰o” integrar a Pol™cia Civil com a sociedade. O ex-patr‰o Bello ressaltou que tempos atrás as pessoas n‰o tinham conhecimento de que a PC tinha um CTG. Ele ainda fez quest‰o de enfatizar que não há no mundo nenhum Estado com a grandeza da cultura gaœcha. Lipert complementou dizendo que Òaquilo que leva todos a estarem no acampamento ” o mesmo motivo, o simples fato de viver no meio da tradi“‰o gaœchaÓ.

CRPO VALE DO TAQUARI e HORTÊNSIAS BM de Encantado participa de desfile de Sete de Setembro

BM participou das comemorações de Sete de Setembro

Assim como a maioria dos OPMs do Estado, a BM de Encantado participou do desfile de Sete de Setembro no munic™pio. Com tr’s Pel e mais uma Guarda Bandeira, totalizando cerca de 80 PMs, a BM embelezou o desfile em comemora“‰o‹ data. Muitas pessoas acordaram cedo e foram ‹ avenida Jœlio de Castilhos para prestigiar a passagem de diversas entidades e escolas do munic™pio. A celebra“‰o, que teve in™cio ‹s 8h30min e terminou quase ao meio-dia, foi marcada pela presen“a de diversas autoridades da seguran“a pœblica. De acordo com o Cmt do Cia, Cap Andr” da Cunha Euz”bio, a popula“‰o mant”m, todo ano, a tradi“‰ode participar ativamente das festividades. ÒOsmoradores sempre prestigiam as manifestações c™vicas que ocorrem na cidade de EbncantadoÓ, salientou o Cap Euz”bio.

BM intensifica policiamento e realiza campanha Trabalhar em prol da sociedade sempre foi um dever e uma meta para os integrantes da BM, al”m de garantir a seguran“a dos cidad‰os.Em Igrejinha, no m’s de agosto, os PMs deram uma prova de como a corpora“‰o leva o lema de colaborar com a popula“‰o a qualquer pre“o. Durante um m’s, eles arrecadaram 150 pe“as de roupas, 20 pares de cal“ados e cinco cobertores que foram entregues ‹ comunidade carente da cidade. Al”m da campanha implementada no munic™pio, o Cmt da BM local, Cap Leandro Brand‰o dos Santos, destacou que os PMs intensificaram as operações de barreiras policiais nas proximidades das obras de uma fábrica recentemente instalada na regi‰o. O objetivo foi dissuadir os funcionários do empreendimento a n‰o usarem drogas, armas ou outros objetos que não sejam necessários para o servi“o. “Após a revista, os PMs expuseram os motivos da ação e liberaram os funcionários”.

Comunidade apóia bombeiros em Três Coroas

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Bombeiros atendem todos os casos cl™nicos na cidade

Dois caminhões ABT, com capacidade para 5 e 7 mil litros, uma ambul›ncia de resgate para os casos pr”-hospitalares e material para as operações. “Toda essa estrutura existe gra“as ao apoio recebido por parte da comunidade, da iniciativa privada e, principalmente, da prefeituraÓ,afirmou o coordenador do Corpo de Bombeiros Voluntários (CBV) de Tr’s Coroas, Dejair da Silva. Al”m do bom relacionamento com a população, os bombeiros voluntários pretendem integrar-se aos órgãos de segurança pœblicae da área de saúde nos serviços prestados aos moradores do munic™pio.

1ª Quinzena de Outubro 2004 – Pág 21

CORREIO BRIGADIANO

União é a palavra-chave da Brigada Militar da cidade de Imigrante ÒN‰omedimos esfor“os para garantir a tranqüilidade e a paz de ImigranteÓ. A frase, do Cmt do GPM, Sd Valdemir Fernandes de Menezes, retrata a dedica“‰o e o empenho do grupo de PMs. O resultado ” o baixo ™ndice de criminalidade no munic™pio. A indœstria, a agricultura e a cria“‰o de aves e su™nos movem a economia da cidade, cuja popula“‰o ” de 4 mil habitantes. De acordo com o Cmt Valdemir, não há desemprego e os moradores, de descend’ncia alem‰e italiana, s‰o ordeiros e hospitaleiros. ÒOsucesso ” fruto da nossa uni‰oÓ, frisou. Destaque na área burocrática, o Sd Clau-

diomiro Chiesa tem se notabilizado na confec“‰odos TCs e dos BOs. Na parte educacional, o Sd Melquisedeque Dias Almeida ” o responsável por alertar as crian“as e os adolescentes sobre os malef™cios do uso de drogas. Atrav”s do Programa Educacional de Resist’ncia ‹ V iol’ncia e ‹s Drogas (Proerd), ele tem a miss‰o de livrar os estudantes do contato com entorpecentes. Al”m deles, o Cmt Valdemir ressaltou o desempenho dos Sd Daniel Augusto Sehn, que formou-se em Educa“‰o F™sica, e Evair Guimar‰es,atualmente fazendo o Curso T”cnico de Seguran“a Pœblica (CTSP).

Sd Chiesa

A integra“‰o tamb”m extrapola os limites do posto da Brigada Militar e atinge a co- PMs trabalham unidos para garantir a seguran“a dos 4 mil habitantes da cidade munidade. ÒCinco conselheiros tutelares foram conosco nas ocorr’ncias que envolvem menoeleitos recentemente. Todos est‰o cooperando res de idadeÓ, ressaltou o Cmt.


Pág 22 – 1» Quinzena de Outubro 2004

CRPO VALE DO RIO PARDO

CORREIO BRIGADIANO

Inaugurada escolinha de trânsito na cidade de Venâncio Aires

Instalado plantão 24 horas em prol da comunidade

23° BPM firma parceria e recebe viaturas doadas pelo Sindifumo

Em 18 de setembro, a 3ª Cia do 23º BPM, com sede em Ven›ncio Aires, inaugurou a escolinha de tr›nsito, onde mais de 50 crian“as aprenderam na prática como um motorista deve se comportar no tr›nsito . As orientações foram dadas pelos Sd Marco Antônio Dotto Severo e Jaqueline da Silva Ferreira. De acordo com o Cmt da unidade, Cap Rafael Tiarajœde Oliveira, o objetivo deste projeto ” aproximar a BM da comunidade e do pœblico infantil, repassando conceitos de seguran-

No dia 13 de agosto, foi instalado o plant‰o24 horas na Delegacia de Pol™cia de ProntoAtendimento de Ven›ncio Aires. A solenidade contou com a presen“a do chefe de Pol™cia, delegado Acelino Marchisio. No m’s de maio, reuniram-se com o secretário da Justiça e da Seguran“a, José Otávio Germano, o delegado Antônio Firmino de Freitas Neto, o delegado regional Julci Severo e o prefeito Glauco Scherer , onde foi firmada uma parceria para impulsionar a instalação. Na oportunidade, José Otávio garantiu o repasse de uma nova viatura, exclusiva para o servi“o dos plantonistas. Inclusive, a prefeitura repassou R$ 30 mil para custear a amplia“‰odo pr”dio da DP local. ÒA inten“‰o ” criar novas salas para o servi“o de pronto-atendimentoÒ,disse. O delegado Firmino ainda esclareceu que este tipo de servi“o era um antigo pleito da comunidade. ÒEm qualquer tipo de manifesta“‰o, a popula“‰o local pedia o plant‰o 24 horas na Pol™cia CivilÓ, frisou.

Em frente ao quartel do CRPO do Vale do Rio Pardo aconteceu solenidade de entrega de duas camionetes Mitsubishi e de um Gol 1.6. Estavam presentes na ocasião o secretário da Justi“a e da Segurança, José Otávio Germano, o chefe do Estado Maior da BM, Cel Ilson Pinto de Oliveira, o Cmt Interino do CRPO, T en Cel Dalvo Werner Friedrich, o Cmt do 23º BPM, Maj Claudio Mattanna, o presidente da Famurs e prefeito de Vera Cruz, Heitor Petry, o presidente do Sindicato da Indœstria do Fumo (Sindi-

Materiais doados pela comunidade e Detran-RS

PMs educam crianças através de trabalho voluntário

“a. “A violência no trânsito só deverá ser amenizada a partir do momento em que os jovens tiverem consci’ncia de que as leis de tr›nsito precisam ser respeitadasÒ, complementou. As placas de tr›nsito em miniatura foram doadas pelo Departamento Municipal de T r›nsito, e o restante dos equipamentos (carrinho de pedalar e cerca) pela comunidade local. O Cap Rafael ainda explico u que o projeto está aberto para eventos na cidade. ÒO material pode ser instalado quantas vezes for necessárioÓ.

fumo), Claudio Henn, e diversas outras autoridades do munic™pio e regi‰o. De acordo com Cmt interino do 23º BPM, Cap Francisco de Paula Vargas Jœnior, a doa“‰odesses ve™culos ” fruto da parceria firmada entre o 23º BPM e o Sindifumo com o objetivo de ampliar o patrulhamento na área rural sob responsabilidade do Batalh‰o, atrav”s da cria“‰oda Patrulha Rural. Ele ainda explicou que o patrulhamento atenderá 22 municípios do Vale do Rio Pardo, beneficiando cerca de 30 mil fam™liasprodutoras da regi‰o. Henn acredita que esta a“‰o de responsabilidade social da indœstria fumageira vem de encontro com os objetivos da comunidade rural, bem como aproximar a BM dos agricultores da maior regi‰o de produ“‰ode fumo do Estado.

Ve™culosdoados pelo Sindifumo auxiliam na amplia“ ‰odo patrulhamento na área rural

Proerd de Santa Cruz do Sul forma 215 estudantes O 23º BPM de Santa Cruz do Sul, pertencente ao CRPO Vale do Rio Pardo, formou, pelo Proerd, 215 alunos pertencentes ‹s escolas Bruno Agnes, Frederico Assmann, Dr. Guilherme Alfredo Oscar Hildebrand, S‰o Can™sio, Professor Luiz Dourado e Nossa Senhora do Rosário. Segundo o Cmt do 23º BPM, Maj Cláudio Mattanna, durante o primeiros semestre foram atendidas oito turmas, contando com tr’s instrutores – a Sgt Luzelani, o Sd Severino e a Sd Stanck. ÒEstes PMs criaram v™nculos com os alunos realizando o programa com dedica“‰o e carinho. Este tipo de atua“‰o faz com que aumente a confian“a no servi“o da BM, realizando a integra“‰o com a comunidadeÓ, assinalou Mattanna. Ele ainda disse que atrav”s da preven“‰o ” poss™vel formar melhores cidad‰os: ÒPessoasconscientes das suas responsabilidades perante ‹ sociedadeÓ. A fim de verificar o aprendizado das crian“as referente ao programa, todos os participantes foram orientados a elaborar uma reda“‰o enfocando os ensinamentos recebidos. Foram escolhidas as tr’s melhores redações por turma, cujos autores foram contemplados com medalhas.

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

PMs de Estrela realizam operações para coibir roubos A BM de Estrela realizou operações em estabelecimentos comerciais e industriais, situadas a beira da BR 386, com a inten“‰o de coibir roubos e arrombamentos. No mesmo rol de visitas estão incluídas várias escolas municipais e estaduais, al”m de sedes de comunidades religiosas. De acordo com o responsável pela Cia, Cap Ricardo Accioly Gerhard, a BM busca suprir a necessidadede de seguran“a hoje sentida em todos os munic™pios devido ao grande aumento dos ™ndices de criminalidade. ÒReduzimos ocorr’ncias envolvendo atos de vandalismo em locais pœblicos, como pra“as e parquesÒ, disse. Desde abril, a Cia de Estrela passou a sediar o OPM com jurisdi“‰o operacional de policiamento dos munic™pios de Colinas, Fazenda Vila Nova, Taba™,Paverama, Po“o das Antas, Imigrante, Westfália, Taquari, Bom Retiro do Sul e Teutônia. O Cap ainda fez men“‰o ‹ iniciativa, abnega“‰o, conhecimentos profissionais e disciplina dos PMs, que zelam todos os dias pelos moradores de Estrela.

GERAL

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 7

CORREIO BRIGADIANO

Brigada Militar desfila com garbo no 20 de Setembro Chuva não ofuscou o brilho do desfile que contou com a participação de atores globais A forte chuva que caiu na Capital n‰o foi motivo para desmobilizar os participantes da tradicional parada de 20 de setembro, realizada na avenida Loureiro da Silva, em Porto Alegre. Uma queima de fogos de artif™cio anunciou os desfiles cívico-militar-temático que apresentou ÒOs Ideais FarroupilhasÓ e de grupos tradicionalistas, tendo na assist’ncia o governador Germano Rigotto, autoridades civis e militares, representantes do setor cultural e centenas de populares. O sentimento de uni‰o que brotou dos corações dos gaœchos durante as comemorações da Semana Farroupilha foi o principal aspecto destacado por Rigotto. O secretário do Turismo, Esporte e Lazer, Lu™s Augusto Lara, disse que o Desfile Farroupilha de 2004 atingiu todos os objetivos tra“ados, principalmente no que se refere ‹ movimenta“‰o da economia, gera“‰o de emprego e renda e ‹ visibilidade proporcionada atrav”s da transmiss‰o ao vivo em rede nacional de televis‰o. ÒNem o mau tempo foi capaz de evitar que a Semana Farroupilha se consolidasse como

maior evento tur™stico do m’s de setembroÓ, festejou o secretário. O desfile iniciou ‹s 9h30min, partindo do relógio da Usina do Gasômetro, e encerrou-se na avenida Jo‰o Pessoa. Atores de express‰o nacional, como Tarc™sioMeira Filho, Z” V ictor Castiel e Batedores do BOE roubaram a cena na avenida com suas evoluções Marcos Barreto, al”m de Nico Fagundes, prestigiaram a apresenta“‰o dos grupos tradicionalistas, que contou com integrantes dos Centros de T radições Gaœchas (CTG) de Santa Catarina, Paraná e do Distrito Federal. A Brigada Militar, por sua vez, levantou a plat”ia com seus efeitos especiais, cad’ncia e evoluções. O Batalhão de Operações Especiais mais uma vez se destacou levando fuma“a nas cores da bandeira do Rio Grande do Sul Tarc™sioMeira Filho abrilhantou desfile na Capital para a Loureiro da Silva. Os alunos da Academia de Pol™cia Militar tamb”m demonstraram “as que desfilaram junto com a tropa do BP A garbo ao cruzar pelo palanque oficial. As crian- distribu™rammudas de plantas.

HBM completa 107 anos a serviço da corporação Com o lema ÒVoc’s cuidam da comunidade, mas nós cuidamos de vocês”, o Hospital da Brigada Militar completou 107 anos no dia 24 de setembro. Para comemorar este feito foi realizado um evento onde se fizeram presentes inœmeras personalidades ligadas ‹ BM, al”m de pessoas da comunidade. Durante a cerimônia foram entregues homenagens ao efetivo da Farmácia Comunitária, aos familiares do falecido Cel Figueiredo (ex-diretor-geral do HBM), aos familiares do Cel Frota, ex-CmtGeral e patrono do HBM/POA. A diretora-geral da Secretaria da Justi“a e da Seguran“a (SJS), Ana Pellini, e o assessor especial da SJS, Omar Amorim, tamb”m foram destacados. O capel‰o da BM, padre Jo‰oPeters, aben“oou os presentes e o HBM:

ÒEstacasa significa muito na vida de cada um de nós”. A história do HBM iniciou em 1897 quando o ent‰oCmt-Geral, com o apoio do governo do Estado, disponibilizou duas enfermarias na Irmandade da Santa Casa de Misericórdia de Porto Alegre para Ten Cel Mauro Horowitz, destacou a import›ncia de estar ‹ frente do hospital atendimento ‹ corpora“‰o. O atual diretor do HBM, T en Cel Mauro Horowitz, destacou a import›ncia de estar ‹ frente do hospital. “A Brigada só é grande por isso. Porque nós temos garra e superamos toda e qualquer dificuldadeÓ, frisou o Cmt-Geral, Cel Airton Carlos da Costa.

IBCM completou 76 anos com festividade, missa e sessão solene Em 18 de setembro, a IBCM completou 76 anos de exist’ncia, ocasi‰o em que foi celebrada uma missa pelo capel‰o da Brigada Militar, padre Jo‰o Peters. Al”m disso, houve sess‰osolene acompanhada por várias autoridades, associados e conselheiros, que assisti-

ram a uma demostra“‰o das atividades administrativas da diretoria, que apresentou os novos servi“os instalados e postos ‹ disposi“‰o, com destaque para as salas do mamógrafo, de entrega de exames e de ecocardiograma, central de entrega de medicamentos, sistema de prontuário eletrônico digitalizado dos setores Odontológico e M”dico. Outras obras est‰o sendo realizadas na Policl™nica Cel Claudino, no Partenon, com a constru“‰ode uma escada e aumento da área física do setor de fisioterapia. A Polic™nica do Menino Deus passará a contar com novo almoxarifado e outras seAutoridades civis, militares e eclesiásticas prestigiaram o aniversário da IBCM ções no fundo do pr”dio.

GOVERNADOR – Por ocasião do pronunciamento na data festiva da Revolu“‰o Farroupilha o governador Germano Rigotto foi muito claro com rela“‰o ‹ d™vida da Uni‰o para com o Rio Grande do Sul. ÒEnquanto pagamos R$ 18,00 ‹ Uni‰o para cada R$ 100,00 arrecadados, o governo Federal penaliza o Estado que mais exporta, n‰o repassando as perdas previstas na Lei KandirÓ. Bate & Assopra relembra que este mesmo “filme” aconteceu há exatos169 anos. DESPROPîSITO – Por ocasião do desfile de 20 de setembro uma faixa continha o seguinte slogan: ÒPol™cia Civil - Civil como o povoÓ. O convidado do desfile militar n‰o somou para a desejada integra“‰o. CAPITÌES – Bem em frente ao palanque onde as autoridades assistiam ao desfile de 20 de setembro uma faixa lembrava ao governador uma das suas promessas de campanha: salário para os policiais. MATRIZ I – A comissão designada para elaborar a proposta de Matriz Salarial da Seguran“a, coordenada pela SJS, entregou a tarefa ao chefe da Casa Civil. Declarações governamentais do mesmo dia n‰o s‰o muito alentadoras. A expectativa, principalmente, dos pra“as e capit‰es ” muito grande. A penœria ” de dar dó, mas nos últimos 10 anos a arrecada“‰odo Estado dobrou de valor.

MATRIZ II – Aspectos tidos como positivos na Matriz: 1) A data-base das categorias da seguran“a passa ser em março; 2) Há um gatilho de 2% caso o incremento n‰o possibilite aumento superior a este valor; 3) O gatilho está definido para o per™odo do atual governo, podendo ser negociado em bases maiores para o próximo; 4) Trata do vale-refei“‰o e da etapa-alimenta“‰o;5) Cria a recomposi“‰o do realinhamento dos vencimentos básicos, que será compensatório, proporcionalmente, beneficiando os soldados e capit‰es por estarem mais defasados na nova verticaliza“‰o; 6) … extensiva a inativos e pensionistas. MATRIZ III – Projeção efetuada pela comiss‰oque elaborou o trabalho da matriz sobre qual seria a repercuss‰o de aumento, considerando o incremento de receita deste ano, se a lei fosse de 2003, sinalizou em torno de 4%, dos quais, soldados e capit‰es, teriam aplicados o respectivo fator que ” mais de cinco vezes ao do coronel. MATRIZ IV – Consta do referido trabalho que os aumentos anuais n‰o interferem na remunera“‰o que os policiais devem receber com os demais servidores públicos. Está or“amentado para 2005 uma previs‰o de 8% destinados aos servidores. Resta saber o que estes 8% representam para cada categoria e quando será encaminhado pelo governo.

DROGAS – O Departamento Estadual de Investigações Criminais (Denarc), participou em 29 de setembro de debates sobre drogas na Casa de Cultura Mário Quintana, na Capital. O evento faz parte do projeto Bate Papo na Casa, destinado ao pœblico adolescente e realizado mensalmente pela Oficina de Arte Sapato Florido. O encontro foi prestigiado pela diretora da Divis‰o de Preven“‰oe Educa“‰o do Denarc, delegada Jovenessa Pace Soares. Houve apresenta“‰o da Bandain-Y Yang, formada por alunos do Col”gio Estadual Glic”rio Alves.

CRIMINOLOGIA E TECNOLOGIA P”rcio Brasil çlvares - Maj Bel em Direito e presidente da Apesp

pa“‰oda patul”ia no preju™zoÓ...

Não letal

Tem recebido grande aten“‰o, na atualidade, a utilização de armas não letais pelos órg‰osde seguran“a. Em decorr’ncia disso, a O Estado do Paraná foi condenado, em tend’ncia ” de que haja um incremento na fabrica“‰odessas armas no pa™s. Esse foi um dos julgamento realizado por uma das c›maras c™veisde seu Tribunal de Justi“a, a indenizar, pontos altos da Interseg – Feira Internacional de Produtos de Segurança – que aconteceu por dano moral, num total de R$ 100 mil, a concomitante ‹ 4» Confer’ncia da IACP para a fam™liade um preso que estava recolhido a uma delegacia da cidade de Barrac‰o sob acu- Am”rica do Sul, realizada em Porto Alegre, de sa“‰oda prática de latrocínio, de onde foi reti- 12 a 14 de setembro, na sede da Fiergs. rado pela popula“‰o e linchado, em janeiro de 1983. O fundamento da decis‰o foi de que havia responsabilidade do Estado não só obEnquanto as for“as da lei est‰o preocupajetiva mas tamb”m subjetiva, por omiss‰o, das com o emprego de meios e armas n‰o lefrente às manifestações havidas em frente ao tais para o enfrentamento da criminalidade, pr”dio no dia anterior ao evento. Como diz um cresce o uso de armas cada vez mais letais, famoso colunista brasileiro, ” uma decis‰o tipo pelos criminosos, contra os agentes da lei, a PPP, já que, sempre que o Estado é condena- ponto de terem sido batido os recordes de mordo, o que realmente acontece ” uma Òpartici- tes no pa™s, no primeiro semestre deste ano.

Linchamento

Contradição

Mortes O Brasil tornou-se o pa™s da Am”rica com maior nœmero de agentes da lei mortos de janeiro a julho, num total de 281. A m”dia ” de 40 policiais assassinados a cada m’s, pouco menor que a de soldados norte-americanos tombados na guerra convencional que está sendo travada no Iraque, que ” em m”dia de 55 por m’s desde o in™cio do conflito.

CPI Em raz‰o do espantoso nœmero de mortes de policiais no país está sendo requerida, pelas entidades de classe, a instaura“‰o de uma CPI, perante a Comiss‰o de Direitos Humanos da C›mara dos Deputados. Enquanto morre em m”dia um policial por dia no Brasil, nos EUA morre um por semana. O Rio Grande do Sul está em sétimo colocado na relação encaminhada ‹ Comiss‰o, com nove PMs assassinados at” julho deste ano.


Pág 6 – 1» Quinzena de Outubro 2004

Prosepa procura Jornal Correio Brigadiano para firmar parceria o objetivo de firmar parceria. Com isso, o JCB teria o papel de oferecer vagas de estágio aos adolescentes participantes do programa. A forma“‰ooferecida pelo Prosepa contempla oficinas de mec›nica, el”trica, vidra“aria, marcenaria e outras atividades profissionalizantes em alguns órgãos da BM e da comunidade. A Cap Cristine explicou que o Prosepa ” destinado a adolescentes com idades entre 14 e 18 anos “Este programa sócio-educativo mostra um trabalho que se diferencia do policiamento ostensivo, que caracteriza a imagem da corpora“‰oÓ, frisou. De acordo com o Sgt Medina, o nœmero de alunos assistidos na Capital chega a 96. ÒO Prosepa conta ainda com apoio de voluntários e empresários anônimos“, comIntegrantes do Prosepa buscam parcerias para beneficiar adolescentes plementou Medina.

Oferecer oportunidade de forma“‰o e afastar adolescentes de risco da criminalidade e das drogas. Esses s‰o os objetivos do Programa Social e Educativo de Adolescentes (Prosepa), desenvolvido pela Brigada Militar. A responsável pelo programa, Cap Cristine Thomaz Araœjo, a assistente social, V era Suzana e o coordenador-geral e do Nœcleo de Porto Alegre, 1º Sgt Carlos Augusto Medina, visitaram o Jornal Correio Brigadiano (JCB) com

CORREIO BRIGADIANO

Clube Farrapos apresenta suas jovens debutantes O Baile de Debutantes do Clube Farrapos contará com a presen“a das seguintes garotas: Aline Podlasnisky dos Santos, Ana Paula Borges Padilha, Bruna Brasil Carneiro, Camile Alves Ancines, Caroline de Godoy V idal, Cibele Almeida Nunes, Clarissa Gon“alves Rossi, Edna Cristina Arbogast Fontoura, Fernanda Portela de Oliveira, Fernanda Rippel, Gabriela Christina Vieira dos Santos, Gabriela Idu™no da Paix‰o, Helena Podlasnisky dos Santos, Let™cia Gomes Bortoluzzi, Lisiane Serrat Quintana, Nathalie Tedesco Bueno, Emily da Costa Borghetti, P›mela Nunes Azevedo, Priscila Mattos Corr’a, Rafaela Salazar Sikilero, Renata Amaral Remus, Suelen Marques Martins, Talita Sganderla Chesini, Tatiane Emmanuele da Rosa, Thyene Ribas Moreira, Vanessa Santos Mendes Flores, Jenifer Pires Ferrasa, Luiza Vergara de Azevedo Rodrigues Pinto, Nicole Borges de Carvalho, Patr™cia Alca™de aVrisco, Fernanda Bolzan Tarasiuk e Patr™cia Hexsel Rosa.

GERAL

Jornalistas do Laboratório de Comunicação buscam parceria munica“‰o com os associados atravÊ”s do jorEm 23 de setembro, as jornalistas Kerlin Escobar Dutra e Vanessa Pagliarini Gomes, do nal, al”m de realizar a assessoria de imprensa Laboratório de Comunica“‰o, estiveram visitan- e elaborar o site da entidadeÒ, disse. O jornal da AsOfBM, de oito páginas, é do o Jornal Correio Brigadiano (JCB). A empublicado mensalmente. presa de comunica“‰o O site ” atualizado semaassessora a AsOfBM, elanalmente e a parte de asborando o jornal e cuidansessoria de imprensa indo da imagem da entidatermedia a divulga“‰o de. A inten“‰o ” estabedas informações que enlecer uma parceria com o volvem a associa“‰o JCB. Kerlin revelou que para a imprensa. durante o per™odo acad’As jornalistas destamico elas adquiriram excam dois trabalhos: uma peri’ncia em assessoria Jornalistas elaboram jornal e site da AsOfBM s”rie de reportagens soempresarial e sindical. E, a partir daí, quando formadas, foram atrás des- bre TC no interior do Estado, que gerou bastante pol’mica, e outra sobre a opera“‰o padr‰o te pœblico, onde encontraram a AsOfBM. A proposta inicial foi melhorar o servi“o de da BM, onde o Laboratório de Comunicação ficomunica“‰o da institui“‰o e produzir o jornal cou responsável pela divulgação de toda a moque, at” ent‰o, n‰o tinha peridiocidade, sendo biliza“‰o. ÒNosso trabalho ” fazer com que as eventualmente feito. ÒA id”ia era melhorar a co- coisas sejam ditas e comentadasÒ, explicou.

Grupo tratará da operacionalização de órgão cultural

BM e PC recebem homenagem da Câmara Municipal

Policias foram homegeados pela C›mara Municipal

Durante uma cerimônia realizada no dia 25 de agosto, a C›mara Municipal de Serafina Corr’a conferiu a todos os PMs e PCs ativos e inativos do munic™pio Men“‰o Honrosa pelos servi“os prestados à sociedade na área de seguran“a pública. A cerimônia contou com a presen“a do Cmt da 2» Cia de Nova Prata, Maj Bento Alexandre Tarter da Silveira, representando o comando do 36º BPM. Após a solenidade, os agraciados, juntamente com autoridades e convidados, participaram de um jantar de confraterniza“‰ono Clube dos Motoristas do munic™pio.ÒA comunidade reconheceu o bom trabalho dos policiais”, afirmou o Cmt da BM local, 1º Ten Oscar dos Santos Carvalho.

Torneio integra BM e comunidades do Vale do Rio Pardo

Proposta foi apresentada ao comando da corpora“‰o

O Cmt-Geral, Cel Airton Carlos da Costa, recebeu a visita, em 22 de setembro, de um grupo de oficiais e pra“as da Ativa e da Reserva Altiva que está trabalhando na criação da Academia de Artes, Letras, Ciências e História da corpora“‰o.A id”ia nasceu da necessidade de ser profundamente estudada a história da BM. A partir do sonho de um dos precursores, o Cel RR Alberto Rosa Rodrigues, 80, engajaram-se nessa caminhada, tantos outros intelectuais e estudiosos. Tamb”m estavam presentes no encontro o Sub-Cmt, Cel Reuvaldo Antônio Vasconcellos Ferreira, o Ch do Estado Maior , Cel Ilson Pinto de Oliveira, o Cel RR Esmeraldo Fonseca Filho, o Cel RR Afonso Landa Camargo, o Cel RR Roberto Ludwig, o Ten Cel RR Joaquim Monks, o Cel RR Ubirajara Anchieta Rodrigues, o Cel RR Alberto Rosa Rodrigues, o T en Cel Moizes Silveira de Menezes, o presidente da Associa“‰oPró-Editoração à Segurança Pública (Apesp), Maj P”rcio Brasil çlvares, o secretário da Apesp, Cap Oscar Bessi Filho, o tesoureiro da Apesp, 1º Sgt Luiz Antônio Rodrigues Velasques e o jornalista Mário Emílio de Menezes. Será nomeado um grupo de trabalho para operacionalizar a id”ia.

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Visita ao Litoral

O professor Francis Rosillon (foto acima), do Departamento de Ci’ncias e Gest‰o em Meio Ambiente da Universidade Estadual de Li‘ge, na B”lgica, visitou a 3» Cia de Pol™ciaAmbiental, com sede em Osório, onde conheceu o trabalho desenvolvido pela Brigada Militar na prote“‰o e gest‰o dos recursos h™dricos do Estado. Posteriormente, ele visitou o Pel Ambiental de Torres e conheceu a Bacia Hidrográfica do Rio Tramanda™.

T™tulodo torneio ficou com a equipe de Uni‰o da Serra

Com o objetivo de aumentar os la“os de amizade entre a BM e as comunidades da regi‰o,o Cmt da BM de Serafina Corrêa, 1º Ten Oscar dos Santos Carvalho, organizou um torneio de futsal envolvendo times formados por PMs e membros das comunidades de Serafina Corr’a, Uni‰o da Serra e Montauri. De acordo com o Ten Oscar, todas as equipes chegaram ‹ rodada final, realizada em Serafina Corr’a, com chances de alcan“ar o t™tulo, que ficou nas m‰osda equipe de Uni‰o da Serra. Os participantes receberam trof”us e medalhas doadas pelas prefeituras dos tr’s munic™pios e por empresários da regi‰o. O encerramento da competi“‰oaconteceu no dia 20 de julho, com um jantar de confraterniza“‰o realizado pela C›mara de Municipal de Serafina Corr’a, no Clube Social Gaœcho. Nesta data tamb”m se comemora o Dia Municipal do Amigo, institu™do pelos vereadores da cidade.

Ten da BM colheu tubérculo gigante em seu quintal

Raiz media um metro de comprimento e pesava 17 Kg

Uma raiz gigante de mandioca foi colhida pelo 1º Ten Oscar dos Santos Carvalho no quintal de sua casa, em David Canabarro. O T en, que responde pelo comando da BM de Serafina Corr’a, precisou utilizar uma picareta para retirar o tub”rculo (aipim), que media um metro de comprimento e pesava 17 quilos.

1ª Quinzena de Outubro 2004 – Pág 23

CORREIO BRIGADIANO

CRPO VALE DO RIO PARDO

Brigada realiza programa inédito Município é referência em segurança A BM de Serafina Corr’a, em parceria com a Pol™cia Civil, Secreteria Municipal de Educa“‰oe empresários locais, desenvolveu durante o primeiro semestre um programa in”dito de educa“‰opara o tr›nsito e de combate ao uso de drogas. A iniciativa, que envolveu 180 professores e mais de 1,5 mil estudante, foi dividida em dois temas: ÒEduca“‰o para o tr›nsitoÓ e ÒDrogas– Se fosse bom não teria esse nome”. “As turmas foram divididas por faixa etáriaÓ,informou o Cmt da BM local, 1º Ten Oscar do Santos Carvalho. No dia tr’s de julho foi realizada a cerimônia de encerramento do programa. O evento contou com apresentações tea-

Programa foi destinado ‹s crian“as de 4» a 8» s”ries

treais encenadas pelas equipes do Detran-RS e da Escola Planalto. A pe“a apresentada pelo estabelecimento de ensino foi idealizada pelo Sd Tyrone Izaguirre Pereira.

O município de Serafina Corrêa está sendo refer’ncia de seguran“a pœblica na regi‰o. De acordo com o Cmt da BM local, 1º Ten Oscar dos Santos Carvalho, o munic™pio passou por um per™odo de inseguran“a em 2003. ÒO nœmero de ocorr’ncias registradas por furto e roubo chegaram a seis por diaÓ, explicou. Segundo ele, esta situa“‰o foi superada gra“as ao trabalho integrado envolvendo todos os ógãos de seguran“a pœblica do munic™pio e ao policiamento comunitário. ÒTamb”m realizamos trabalhos na área de educa“‰o, como palestras em escolas para conscientizar pais, alunos e professores sobre a import›ncia da pol™ciaÓ afirmou oen. T

PMs ministraram palestras sobre policiamento comunitário

Este trabalho resultou na pris‰o de traficantes e de uma quadrilha que agia na regi‰o, al”m da apreensão de vários veículos furtados, o que praticamente acabou com os delitos.


Pág 24 – 1» Quinzena de Outubro 2004

PMs apreendem 25 quilos de carne abatida clandestinamente o motorista, que fugiu e foi perseguido por duas viaturas da Brigada Militar, abandonando o carro perto de uma chácara. Uma inspeção no local ainda revelaria as instalações de um abate clandestino, com a localiza“‰o de uma vaca morta recentemente e duas facas carneadeiras. Tanto a propriedade quanto o automóvel pertencem ao fugitivo. Conforme o Cmt do 8º BPM, Maj Nélio TePMs encontraram animal abatido na chácara desco Sperling, a patrulha rural dispõe de uma A patrulha rural do 8º BPM, com sede em pick-up e ” composta por dois PMs. Eles exeOsório, apreendeu no dia 29 de agosto, dentro cutam o policiamento ostensivo em turno de oito de um automóvel Passat, 25 quilos de carne horas diárias nas localidades de Passinhos, Palabatida clandestinamente. O 1º Sgt Geraldo mital, Morro da Borrœssia, distritos ao longo da Martins Pereira e o Sd Saul dos Santos Macha- BR 101 at” a divisa com o munic™pio de Maquido suspeitaram do motorista que trafegava no n” e distrito de Santa Lœzia. Al”m disso, a paquilômetro 87 da RS 030 e, após consultarem o trulha atua ainda at” a divisa com T ramanda™. sistema de verifica“‰o de placas, perceberam ÒAsações são voltadas principalmente para o que o licenciamento do ve™culo estava vencido. combate ao abigeatoÓ, observou. Durante dois Com a ajuda dos Sd …rico V igian C”sar dias por semana, a patrulhal realiza o policiaCustódio e Marion da Silva, os PMs abordaram mento ostensivo montado.

CRPO LITORAL

CORREIO BRIGADIANO

8º BPM participa de campanha para registro civil

BM intensifica policiamento nas avenidas do município de Osório

Com o objetivo de recuperar ve™culos furA BM de Osório participou da Campanha tados, armamento, identificar pessoas foragidas Nacional para Registro Civil de Nascimento. O e cuidar das infrações de trânsito de Osório, a objetivo da campanha foi auxiliar a conscientiBM passou a realizar constantemente barreiras zar a popula“‰o sobre a import›ncia do registro policiais no munic™pio. As medidas adotadas vide nascimento, uma vez que a pessoa só exis- sam dar mais seguran“a ‹ popula“‰o. No que te como sujeito de direito e pode pleitear a sadiz respeito ao tr›nsito, a principal infra“‰o retisfa“‰odesses direitos de posse do documen- gistrada é o uso de películas nos automóveis to. ÒA mobiliza“‰o ocorreu principalmente na fora da regulamenta“‰o. área rural e via jornais e rádios da cidade”, resSegundo o Cmt do 8º BPM, Maj Nélio Tesaltou o Cmt do 8º BPM, Maj Nélio Tedesco desco Sperling, a BM tem trabalhado no sentiSperling. O registro é gratuito e o cartório não do de conscientizar os motoristas acerca do que pode cobrar nada para faz’-lo ou dar a primeira está previsto na lei. ÒEsclarecemos aos conduvia da certid‰o. Para registrar a crian“a ” netores de veículos automotores o que está na cessário apresentar certid‰o de casamento ou legisla“‰ode tr›nsito e o que pode ser utilizado identidade da m‰e do beb’ e declara“‰o de nas- e o que ” irregularÓ, destacou. Pela resolu“‰o cimento do hospital. Crian“as com idade supenœmero73 do Contram, a lei prev’ porcentarior a dois anos, os pais devem apresentar duas gem de transmiss‰o luminosa do conjunto vitestemunhas com identidade. Quando os pais dro-pel™cula.No pára-brisa não poderá ser infetiverem menos de 16 anos, devem ser acompa- rior a 75%, nos vidros laterais traseiros e no vinhados por seus pais ou responsáveis. dro traseiro não poderá ser inferior a 50% e nos

vidros laterais dianteiros não poderá ser inferior a 70%. Al”m disso, deve ter espelhos retrovisores externos dos lados esquerdo e direito. Atualmente, o 8º BPM utiliza nas operações um aparelho medidor de transmiss‰o luminosa (Translux) aferido pelo Inmetro. Em algumas situações, o que está sendo constatado é que as pel™culasutilizadas, mesmo possuindo o ™ndice de transmiss‰o luminosa gravadas, conforme prev’ a legisla“‰o, est‰o irregulares, ou seja, o ™ndiceestá abaixo do indicado no “selo”. Dessa forma, os policiais militares t’m que autuar os condutores por infra“‰o de tr›nsito, descrita no Art 230-XVI do Código de Tr›nsito Brasileiro. A infra“‰o ” considerada grave e o ve™culo” retido at” a sua regulariza“‰o. ÒPara evitar transtornos, o 8º BPM orienta aos condutores que verifiquem junto aos instaladores se o ™ndicede transmiss‰o luminosa condiz com o que está indicado no “selo” gravado nos vidros”, ressaltou o Cmt.

Cães auxiliam os policiais militares a localizar drogas Historicamente considerados os melhores amigos do homem, os cães que compõem o plantel do canil do 8º BPM têm comprovado, na prática, a fama. Eles t’m sido decisivos nas ações policiais desenvolvidas no munic™pio de Osório. Treinados pelo 3º Sgt Gilberto de Lima Coutinho e Sd Leandro dos Santos Pulls, os cinco cachorros da equipe, dois da ra“a Labrador e um Pastor Alem‰o, considerados c‰es de faro, um Rottweiler e outro c‰o de policiamento integram o canil. Al”m do policiamento ostensivo, em turno de seis horas, os animais s‰o empregados em eventos e operações como o Rodeio Crioulo, Feira da Produção, em ações de revistas no pres™dio, no cumprimento de mandados de busca e apreensão e em apresentações nas escolas locais. De acordo com o Cmt do 8º BPM, Maj N”lio Tedesco Sperling, o uso dos cães já ajudou a BM em diversas ocasiões. “Graças à atua“‰o dos cães, já foi possível localizar drogas e efetuar prisões de delinqüentes”, ressaltou. A popula“‰o tamb”m se sensibilizou com a atua“‰odos cães e passou a fazer doações de material nos bancos da cidade e atrav”s do Consepro para a constru“‰o de um novo canil.

PMs encontram facas e celulares em presídio local

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

BM apreendeu seis telefones celulares, estiletes e drogas

Numa opera“‰o realizada no dia 18 de agosto, no pátio do presídio albergue, em Osório, a BM apreendeu diversos tipos de facas, estiletes e seis celulares. Com a ajuda dos c‰es farejadores treinados pelo 3º Sgt Gilberto de Lima Coutinho e pelo Sd Leandro dos Santos Pulls, os PMs tamb”m localizaram no interior das celas pacotinhos de crack e um pequeno tijolo de maconha. De acordo com o Cmt do 8º BPM, Maj N”lio T edesco Sperling, a opera“‰o, que teve in™cio ‹s 21h e encerrou-se ‹s 23h, foi desenvolvida a pedido do Minist”rio Pœblico. ÒO trabalho foi um sucessoÓ, confirmou o Maj Tedesco. O estabelecimento prisional abriga 98 presidiários do regime semi-aberto.

GERAL BPA – De 20 de Maio a 30 agosto, o Batalhão de Polícia Ambiental intensificou as ações de fiscaliza“‰odas atividades de ca“a ilegal, em todo o Estado, em virtude de informações sobre a prática de abate de animais silvestres e nativos, sem autorização do órgão competente, e que ocorrem paralelamente durante esse per™odoque corresponde a temporada de ca“a amador™sticaregulada pelo IBAMA. As ações resultaram na abordagem de 4.033 ve™culos; foram apreendidas 12 armas de porte, 60 armas de ca“a, 194 aves e 42 mam™feros.

Displays do JCB JCB – Rua Bispo Willian Thomas 61 -Teresópolis; îptica Reis Reis – Av. Teresópolis 3173 Teresópolis; IBCM – Av. Rócio 350 - Partenon; Rua Bar‰o doTriunfo, 175 - Menino Deus; e Av. Cel Apar™cio Borges, 2686 - Partenon; AbamfBM – Av. Veiga 223 - Partenon; ASSTBM – Rua Manoel Vitorino 220 - Partenon; Mercado 21 21 – Rua do Presídio 21 - Partenon; Clube Farrapos Farrapos – Av. Cristiano Fischer - Jardim do Salso; Kako – Rua Humberto de Campos, 332 - Partenon; HBM – Rua Castro Menezes, 155 - Cristal; Livraria Redentor – Av. Assis Brasil, 3220; MBM MBM – Rua dos Andradas 772 - Centro; Sicredimil – Travessa Leonardo Truda, 40 - Centro; Lojas Cordeiro – Trav. Leonardo Truda, 59 - Centro; Policl™nicaOdontológica – Rua Siqueira Campos, 372 - Centro; Acadepol – Rua Comendador Tavares, 360 - Navegantes; CEF – Av. Teresópolis, 3536 - T eresópolis; Armaz”m DÕçvila– Rua Cel Jesus Linhares Guimar‰es,150 - Partenon; TudoFácil – Av Borges de Medeiros, 340 - Centro;Farmácia Phoenix – Av Calhadada, 3912 - Cavalhada.

– Capital – APM – Av. Cel Apar™cio Borges, 2001 - Partenon; DA – Rua dos Andradas, 522 - Centro; CRESA – Rua Felipe de Oliveira, 2 - Rio Branco; BPRv – Av. Cel Apar™cio Borges, 2263 - Partenon; BOE – Rua Silvado, 630 Partenon; 1º GCI – Rua Aureliano Figueiredo Pinto, 345 – Cidade Baixa; BPA – Av. Bento Gon“alves, 3850 - Partenon; Museu da BM – Rua dos Andradas, 522 - Centro; MABM – Av. Cel Apar™cio Borges, 2300 Partenon; SJS – Rua Voluntários da Pátria, 1358 - Centro (portaria e 2º andar)

– Interior –

Alvorada Alvorada: Farmais – Av. Senador Salgado Filho, 14; Bag” Bag”: Lojas Cordeiro Cordeiro – Rua Flores da Cunha, 41; Canoas Canoas: 15º BPM – Rua Santos Ferreira, 4321; Charqueadas Charqueadas:: Penitenciária de Alta Seguran“a de Charqueadas; Novo Hamburgo Hamburgo: 3º BPM – Av. Cel Travassos, 1111; Passo Fundo Fundo:: IBCM – Rua Cel Pelegrini, 618; Rio Grande Grande: Banrisul – Rua Marechal Floriano Peixoto, 256; Santa Maria ria: HBM – Rua Euclides da Cunha,1800; IBCM – Av. Nossa Senhora das Dores, 79; Viam‰o: Consultório Médico – Av. Senador Salgado Filho, 4661; 18º BPM BPM – Av. Salgado Filho, 14.

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 5

CORREIO BRIGADIANO

Tradicionalismo perde o poeta e Cap Ledur não consegue vencer compositor José Hilário Retamozo a batalha final contra o câncer O Cel RR , professor , ensa™sta e escritor oulo, ABC do Brigadiano, Cantos Provincianos Jos” Hilário Ajalla Retamozo morreu às e Décimas e Milonga, ABCdário Leonístico e ABC do 4º Dia – os dois últimos em parceria 15h15min de 19 de setembro, aos 64 anos. Natural de S‰o Borja, nasceu em 13 de janeiro com a mulher. Poeta, ganhou mais de cem trof”us em diferentes festivais de mœsica e poede 1940. Era casado com a advogada e tamsia, dentre os quais está o 1º lugar da 4ª Calib”m poetisa Aldira Correa Retamofórnia da Canção de Uruguaiana. zo, com quem teve cinco filhos. Retamozo era membro da AcaSócio-fundador da Est›ncia da demia Riograndense de Letras, na Poesia Crioula e seu ex-presidente, qual desenvolveu renomada atividao poeta era, como qualificado por seu de literária, e foi diretor do Instituto falecido amigo e poeta Apar™cio Silva Estadual do Livro. … autor de canRillo, no prefácio de seu livro O Teções brigadianas, pelas quais era souro dos Jesu™tas, um artista que Cel Retamozo conhecido nacionalmente nas pol™Òmolda‹ sua maneira o barro sens™vel que a inspira“‰o e a sensibilidade lhe colo- cias militares, e de hinos para alguns munic™picam ‹s m‰osÓ. Retamozo se dedicou ‹ Brigada os do Estado, dentre os quais Rosário do Sul, Militar por 35 anos, sendo presidente da Asso- S‰oLuiz Gonzaga e São Miguel das Missões. cia“‰o Pró-Editoração à Segurança Pública O corpo de Retamozo foi sepultado no Cemit”(Apesp). Escreveu livros que já passaram de 30 rio João XXIII, em Porto Alegre. A missa de 7º mil exemplares distribu™dos, dentre os quais dia foi celebrada na Igreja Sagrada Fam™lia. O destacam-se Reduto de Bravos, Rodeio do Tem- ato religioso teve a participa“‰o do capel‰o da BM, padre Jo‰o Peters, em sinal de respeito. po, Provincianas, Lua Andarenga, Rodeio Cri-

A turma de Tenentes 2000 perdeu, na ma- outubro de 2003, quando retornou ‹s atividadrugada de 25 de setembro, o Cap Rodrigo Le- des, sendo promovido ‹ Cap em novembro daquele ano. Mas no m’s de janeiro de 2004, num dur Amorim, que estava internado no Hospital M‰ede Deus, devido a c›ncer na bexiga que se exame de revis‰o, constataram quatro pontos de c›ncer e retomou o tratamento espalhou para outros órgãos. Oficial quimioterápico, sendo transferido jovem, morreu com apenas 28 anos, em abril deste ano para o 4º RPMon, deixando esposa, familiares e amigos onde nem chegou a trabalhar. Seu tristes com a perda de uma pessoa corpo foi sepultado no Cemit”rio alegre que n‰o se deixou abater pela Jo‰oXXIII, com a presen“a do Cmtdoen“a. Sua carreira iniciou em 1997, Geral, Cel Airton Carlos da Costa, quando ingressou na APM, tendo sido oficiais de diversas unidades do aluno do œltimo Curso de Forma“‰o Cap Ledur CPC, colegas da Turma 2000 e do de Oficiais, cujo ingresso exigia o Ensino Médio, saindo 1º Ten em 18 de novem- 4º RPMon. Ele foi enterrado com honras militabro de 2000, vindo a trabalhar no Esquadr‰o de res, incluindo Guarda Fœnebre e execu“‰o, peGuarda Externa dos Pres™dios de Porto Alegre los integrantes do POE do 4ºÊ RPMon, de três salvas de tiros de fuzil, al”m do Toque de Sil’n(EGEPPOA). No in™cio de 2003, depois de diversos exa- cio. Ele era sobrinho do Maj Nelton Henrique mes para encontrar a causa de uma dor no es- Monteiro Ledur, colunista do Jornal Correio Britômago, que acreditava ser uma œlcera, desco- gadiano. O Cap Ledur deixa uma lacuna na BM briu o c›ncer acima da bexiga e passou a tratar- – corpora“‰o a que servia com orgulho e pela qual era um apaixonado. se com quimioterapia, vencendo o c›ncer em

ÒTodaobra do Retamozo sempre foi engajada à Brigada Militar, mesmo que não abordasse ostensivamente as questões da corporação. Foi em 1987, por ocasião do sesquicentenário da corporação, que ele desabrochou em termos de Brigada Militar. Na oportunidade, publicou mais de 40 t™tulossobre obras de interesse da corpora“‰o. Foi nesta mesma ”poca, basicamente um ano antes, que Retamazo come“ou a tralharjunto ‹ Apesp, na produ“‰o de obras. No entanto, foi em 1981 que ele fez a primeira Antologia de Poetas Brigadianos. Em 1996 era publicada a quarta vers‰o da mesma obra. Retamozo tambem foi presidente da Apesp e fundador de todas as entidades de interesses brigadianosÓ. Ten Cel RR Vanderlei Martins Pinheiro – diretor-presidente do Grupo Polost

APROVA‡ÌO – O subprocurador-geral de Justi“a para Assuntos Jurídicos, Antônio Carlos de Avelar Bastos, declarou aprovadas as contas apresentadas pela Funda“‰o Walter Peracchi Barcellos (Funperacchi), com sede em Porto Alegre, relativas ao exerc™cio 2003.


Pág 4 – 2» Quinzena de Outubro 2004

GERAL

CORREIO BRIGADIANO

Acadepol formou 53 novos delegados para reforçar a segurança pública Curso de formação durou cerca de 180 dias, totalizando mais de 1.100 horas/aula, inclusive de aperfeiçoamento jurídico A Acadepol realizou a formatura da 41» turma de delegados de Polícia. A cerimônia aconteceu no Teatro do Sesi-Fiergs, em Porto Alegre. Na oportunidade estiveram presentes o vice-governador Antônio Hohlfeldt, o secretário da Justiça e da Seguran“a, José Otávio Germano, o chefe de Pol™cia,delegado Acelino Felipe da Fonseca Marchisio, o diretor da Acadepol, delegado ænio Gomes de Oliveira, al”m de outras autoridades ligadas ‹ seguran“a. Segundo o chefe de pol™cia, delegado Marchisio, essa nova gera“‰o de delegados ” um refor“o para o efetivo e uma demonstra“‰o da constante preocupa“‰o da corpora“‰o com a qualifica“‰o de seus profissionais. De acordo com o diretor da Acadepol, a forma“‰o dos delegados consiste, principalmente, na especiali-

Renato Araœjo/SJS

do interior do Estado. S‰o 53 novos de- va Guimar‰es, Laurence de Moraes Teixeira, legados para refor“ar a seguran“a pœbli- Liege Machado Pereira, Liliane Pasternak ca no Estado: Alexandre Augusto W eg- Kramm, Lisandra de C. de Carvalho, Luciana Cunha da Silva, Marcelo Farias Pereira, Marner, Aline Dequi Palma, Ariadne Moraes Langanke, Augusto Cavalheiro Neto, Be- celo Reginatto, Márcia Bernini, Marcos Coelho tina Martins Caumo, Carmen Kátia Régio, Gon“alves Meirelles, Maria Ang”lica Gentilini da Silva, Michele Soares Wouters, NaCaroline Virginia Bamberg, Cadine Tagliari Farias, Pablo Queiroz rolina Zimmer, Cinara StormoRocha, Patr™cia Rossato Nunes, Pavshi Freitas, Diana Casarin Zatr™ciaTolotti Rodrigues, Paulo Cesar natta, Diná Rosa Aroldi, EduarSchirrmann, Roberto Corr’a Sahado Augusto de Moraes Hartz, Essa nova gera“‰o de profissionais ” um refor“o para o efetivo goff, Rodrigo Bozzetto, Rodrigo KeEduardo Flores Machado, Eligler Duarte, Roland Alexander Short, za“‰oem técnicas e táticas específicas da pro- zabete Kaoru Shimomura, Gabriela Delegado Marchisio Rosana Maria Bulgos de Andrade, Sperb Funcke, Gerson Nadler , Gilson fiss‰o,na prepara“‰o para a administra“‰o e Sander Ribas Cajal, Sônia Patel, Tânia Regina Lippert da Silva, Gustavo Celiberto Barcellos, coordena“‰o das atividades policiais. Gomes Bortoluzzi, Tarc™sioLobato Kaltbach, TaA designa“‰o dos novos delegados, segun- Hugo Rigo Junior, Jos” Romaci Reis, Juliano tiana Barreira Bastos, Vanessa Pitrez de Aguiar do a chefia de Polícia, será feita dando priorida- Brasil Ferreira, Julio Fernandes Neto, Karine Corr’a e Vinicius de Souza Chaves. Wendt Kroth, Karla Mata Schultz, Laerte da Silde ‹s necessidades de titulares em delegacias

Sindcivis-BM tem nova diretoria Aleitamento é incentivado na BM

A Diretoria Executiva que durante o tri’nio 2004/2007 vai conduzir o Sindicato dos Servidores Civis da BM, tomou posse no dia primei-

Nova diretoria executiva eleita para o tri’nio 2004/2007

ro de setembro,Ê ficando assim composta: presidente: Leda Soares Correa, vice-presidente: Adriana Costa; 1ª secretária: Sirlei Ferreira da Silva, 2ª secretária: Waldecy Bonato Vesper, 1» tesoureira: Angela Maria Souza de Quadros, 2» tesoureira: Marli Tereza Gon“alves Ribeiro; diretora de Assuntos Sociais: Maria Teresinha Silvestri, diretora de Assuntos Jur™dicos: Maria Helena dos Santos Ribeiro. Leda Soares assinalou que a nova diretoria continuará mantendo o excelente relacionamento que sempre norteou as atividades do sindicato.

ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ De 13 a 18 de setembro,Êocorreu a Semana Mundial do Aleitamento Materno 2004. A Policlínica Odontológica Central da BM, atrav”s da m”dica Eliana Machado, desenvolveu o Programa de Incentivo ao Aleitamento Materno. Este ano o tema escolhido foi ÒAmamenta“‰oexclusiva durante os seis primeiros meses de vidaÓ. Segundo Eliana, o leite materno tem todos os nutrientes que um beb’ necessita para se desenvolver e crescer com saœde at” os seis meses.

Ela complementou que a partir do sexto m’s deve ser iniciada a alimenta“‰o sólida com frutas e legumes, inicialmente e continuar com a amamenta“‰oat” por volta dos dois anos de idade. ÒA amamenta“‰o protege contra infecções respiratórias, digestivas e urinárias e cáries, além de m Ê elhorar o desenvolvimento neurológico, intelectual e dento-facial, mastiga“‰o futura mais eficiente e profilaxia para a s™ndrome do respirador bucal e dificuldades futura na fona“‰oÒ.

Sd Helena forma-se bacharel em Direito e comemora o feito A Sd Helena Beilfuss, 29, que serve atualmente na PM3 do Estado Maior da BM, formouse em Ci’ncias Jur™dicas e Sociais, pela UniRitter. A solenidade aconteceu no Sal‰ode Atos da PUCRS, seguida pela recep“‰o e pelo baile, Sd Helena no Lindóia Tênis Clube. Helena ingressou na BM em maio de 1998, passando em seguida a cursar a faculdade, que concluiu em cinco anos, sem nunca ter repetido uma cadeira. ÒFiquei muito feliz pela conclus‰o do curso e com a presen“a dos colegas e amigos que vieram me prestigiar neste dia t‰o importanteÓ,frisou a nova bacharel em Direito.

CRPO VALE DO RIO DOS SINOS

Bombeiros ampliam atividade de busca e salvamento Sd Alex iniciou longos treinamentos com a cadela labradora que tornou-se apta para as atividades O Corpo de Bombeiros de Sapiranga recebeu o refor“o de mais uma integrante para ampliar as atividades de busca e salvamento. O bombeiro voluntário Carlinhos Alberi Jacobus doou para a corpora“‰o uma cadela d a ra“a Labrador. Testes foram aplicados comprovando que o animal era propenso a este tipo de trabalho. A cadela recebeu o aval do Sd Meireles, do Corpo de Bombeiros de Busca e Resgate da Capital e pioneiro no trabalho de busca e salvamento com c‰es no Estado. O Sd Jorge Alex da Silva Rodrigues iniciou longos treinamentos com o animal at” tor-

Semana Nacional de Trânsito 2004 movimenta cidade

Gaúcha vence concurso e recebe prêmio de Lula

GPRv fez simula“‰o de acidente com v™tima no local

Foto remete à esperança pela vitória da vida contra as drogas

A estudante de Jornalismo da PUC-RS e estagiária do Detran-RS, Patricia Artico, recebeu o pr’mio do II Concurso Nacional de Fotografia promovido pela Secretaria Nacional AntiDrogas (Senad), no Palácio do Planalto, em Bras™lia.O presidente Luiz Inácio Lula da Silva e sua esposa Marisa Let™cia da Silva entregaram o pr’mio do concurso ‹ gaœcha, na abertura da VI Semana Anti-Drogas. Patr™cia disse que a foto intitulada ÒViva a VidaÓremete ‹ esperan“a pela vitória da vida contra as drogas. Ela foi escolhida como a melhor imagem na categoria Amador do concurso, que teve a participa“‰o de fotógrafos dos mais variados locais do pa™s.

Ex-vice-presidente do Sindcivis-BM autografa Antologia

Durante a Semana Nacional de T r›nsito, o Grupamento da Polícia Rodoviária de Sapiranga distribuiu 14 faixas com temas educativos, junto ao canteiro central da RS 239, alertando os motoristas quanto ‹ seguran“a no tr›nsito e os pontos de maior risco na rodovia. De acordo com o Cmt do GPRV de Sapiranga, 1º Ten Carlos Erinaldo Freitas Rosa, ainda foram colocados, próximo da pra“a de pedágio, veículos envolvidos em acidentes de tr›nsito para cons cientizar os condutores que trafegam pela RS 239. Na frente do GPRv fizeram uma simula“‰o de acidente envolvendo um ve™culo e uma bicicleta, com v™tima no local. ÒNesteano já estamos com 397 acidentes e 18 mortes no localÒ, diz o Ten. A área de ação do GPRv de Sapiranga vai do quilômetro13 (Novo Hamburgo) até o quilômetro 48 (Parobé). Ainda foram distribu™dos, pelos integrantes da Guarda Mirim do munic™pio, 1,5 mil folhetos educativos. As crian“as estavam vestidas de anjo.

Brigada Militar de Nova Esperança do Sul tem Proerd

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

S”rgio Ferreira na nova fase como escritor

O ex-vice-presidente do Sindcivis-BM, atualmente no IPBM, S”rgio Ferreira, que recentemente defendeu disserta“‰o de mestrado, obtendo grau 10, participou da Antologia de Cria“‰o Literária do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Letras da PUC-RS, cujo lan“amento e sessão de autógrafos ocorreu no dia 15 de setembro, no Restaurante Birra & Pasta, no Shopping Praia de Belas, em Porto Alegre. RECRUTAMENTO – A IBCM está recebendo curr™ruculosde candidatos ao cargo de auxiliar de laboratório para aproveitamento imediato. Os interessados dever‰o enviar curr™culos para a sede da institui“‰o, localizada na rua Bar‰o do Triunfo, 175, bairro Menino Deus, em Porto Alegre ou para o e-mail rh@ibcm.org.br.

A BM de Nova Esperan“a do Sul, a partir do m’s de junho, passou a desenvolver o Proerd. Foram beneficiadas as escolas S‰o Jos” (municipal) e José Benincá (estadual), que têm aulas ministradas para alunos de 4» s”ries, pelo 3º Sgt Italmar Domingos Tolfo, que freqüentou o curso na Academia de Pol™cia Militar , em Porto Alegre, onde se habilitou para desenvolver a fun“‰ode instrutor. O 3º Sgt Italmar é Cmt do GPM e salientou que tal atividade ao mesmo tempo em que aproxima a comunidade da BM, ainda instrui e auxilia para que a popula“‰o local possam ter uma vida mais saudável e feliz. Ele ainda explicou que os principais objetivos s‰onoções de cidadania, prevenção e redu“‰o no uso de drogas e viol’ncia entre crian“as e adolescentes. ÒElas aprendem a reconhecer e resistir às pressões para experimentar álcool, cigarro, maconha e outras drogas, ou ainda se envolverem em atividades violentasÒ, disse. São 17 lições abrangendo as mais diversas situações, buscando o envolvimento dos pais ou responsáveis nas atividades, para que possam melhor entender seus filhos e adotar procedimentos corretos. Al”m disso, s‰o ministradas palestras aos pais e alunos de idades mais elevadas referentes a drogas e tr›nsito.

1ª Quinzena de Outubro 2004 – Pág 25

CORREIO BRIGADIANO

ná-lo apto para as atividades. ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ O 3º Sgt Antônio Carlos Brum Damasceno e o Sd Jurandir Santos de Lima voluntariaram-se a trabalhar na área de faro com c‰es em Sapiranga, executando atividades de manuten“‰oe treinamentos. De acordo com o Cap Marcos Vin™ciusFalc‰o Sperinde, ao assumir o comando do CB de Sapiranga, um dos Sd Alex e a cadela integram o CB de Sapiranga projetos era de ampliar as ati-

vidades de busca e salvamento, tendo a potencialidade de atua“‰ocom c‰es de faro, inicialmente para buscas de pessoas vivas ou mortas perdidas em matas. O Cap explicou que a regi‰o de Sapiranga ” cercada por grandes extensões de florestas e morros, sendo que s‰o praticados nestas áreas esportes radicais como vôo livre, mountain bike e pára-quedismo.

Brigada Militar e Polícia Civil realizam Operação Barreiras A BM e PC realizaram a Opera“‰o Barreiras com a finalidade de fiscalizar ve™culos nas proximidades dos postos de combust™veis de maior incid’ncia de roubos. A a“‰o foi marcada por abordagens a ve™culos em 17 locais da Capital. Tamb”m participaram da opera“‰o a Empresa Pœblica de Transporte e Circula“‰o (EPTC) e a Polícia Rodoviária Federal (PRF). No total, foram abordados 1.255 ve™culos e 2.625 pessoas. A opera“‰o conjunta visa combater o porte ilegal de armas, tráfico e consumo de entorpecentes, captura de pessoas foragi-

das, recupera“‰o de ve™culos furtados, recolhimento de ve™culos irregulares, al”m de aumentar a seguran“a junto a locais de grande concentra“‰ode público e próximo aos postos. A a“‰o se estendeu ainda pelos munic™pios de Alvorada, Cachoeirinha, Campo Bom, Canoas, Capela de Santana, Dois Irm‰os, Est›ncia Velha, Esteio, Glorinha, Gravata™, Ivoti, Nova Santa Rita, Novo Hamburgo, Parob”, Port‰o,Sapiranga, Sapucaia do Sul, S‰o Leopoldo e Viam‰o,com a participa“‰o do Batalh‰o de Policiamento Rodoviário (BPRv).


Pág 26 – 1» Quinzena de Outubro 2004

Cavalaria do 8º BPM participou das festividades farroupilhas O 8º BPM, responsável pelo policiamento caram at” o Parque de Rodeios Jorge Dariva, de Osório, participou ativamente das comemo- em Osório, onde realizaram a cerimônia de abertura oficial da Semana rações alusivas ‹ RevoFarroupilha 2004. lu“‰oFarroupilha. No dia De acordo com o 7 de setembro, cerca de responsável pelo policia50 cavaleiros de 10 pimento montado do 8º quetes do munic™pio levaBPM, 1º Sgt Augusto ram a Chama Crioula at” Bokineto, o mau tempo a sede do 8º BPM, onde inviabilizou o desfile de ficou guarnecida pelo efe20 de Setembro. Por”m, tivo do OPM. O Cmt do 8º BPM, Maj N”lio Tedes- Chama Crioula ficou guarnecida na sede do 8º BPM segundo ele, os cavaleiros realizaram uma conco Sperling, saudou a chegada de todos os gaœchos e prendas. ÒEs- centra“‰oem frente ao CTG Est›ncia da Serra, tou muito agradecido e honrado por poder guar- onde realizaram a cerimônia de encerramento necer este s™mbolo t‰o importanteÓ, afirmou. da Semana Farroupilha 2004 e fizeram a extinNo dia 10 de setembro, os cavaleiros, es- “‰oda Chama Crioula. Na ocasi‰o, tamb”m foi feita a entrega da Ta“a Semana Farroupilha, em coltados pelos PMs do policiamento montado do 8º BPM, deslocaram a chama até a localida- premia“‰o aos vencedores das provas de tiro de de Passinho, onde foi iniciada a Cavalgada de la“o, realizadas no dia 19 no Piquete La“aFarroupilha. No dia 13, os cavaleiros se deslo- dor Mathias Velho Pacheco.

CORREIO BRIGADIANO

CRPO CENTRO SUL e LITORAL

Atuação em festas PMs de Arroio dos Pelotão Ambiental rendeu elogios à Ratos prenderam de Torres flagrou Brigada Militar assaltante foragido crime ambiental A atua“‰o de BM de Sert‰o Santana em festas do munic™pio rendeu elogios por parte da comunidade. Os PMs atuaram em dois eventos do município – o Festival do Chope, que teve 1,5 mil participantes, e a Festa da Primavera, que foi organizada pela Comunidade Evang”lica Sert‰o Santana e contou com a presen“a de 2,5 mil pessoas. De acordo com o Cmt da unidade, 3º Sgt Antônio Cesar Prado, um dos fatores que garantiram a tranqüilidade dos eventos foi a presença de PMs do 31º BPM, de Guaíba. ÒTivemos a satisfa“‰o de contar com o refor“o desses excelentes profissionaisÓ, destacou. Segundo ele, para evitar a entrada de drogas ou objetos perigosos nos eventos, foram realizadas operações Pente Fino e vistorias em veículos. O presidente da Comunidade Evang”lica Sert‰oSantana, Arno Rosenal, classificou como excelente a atua“‰o da corpora“‰o. ÒSe todos tivessem uma BM igual a nossa o Brasil estaria em pazÓ, afirmou.

Após uma denœncia recebida por telefone, no dia 31 de agosto, o 1º Sgt Wolmir Miranda Pelz e os Sd Jo‰o Batista Vargas dos Santos e Sydnei de Souza Maciel abordaram um ve™culo Gol nas proximidades da BR 290. Ao fazerem a vistoria do automóvel, os PMs encontraram uma pistola PT 380, um revólver calibre 38 com a numera“‰o raspada e um revólver calibre 32, todos sem nenhuma documenta“‰o, al”m de várias munições, algumas já deflagradas. Tamb”m foram encontrados nove talões de cheques, mais de R$ 1,4 mil em dinheiro e 84 dólares. O condutor do ve™culo e uma adolescente, de 16 anos, que o acompanhava, foram presos em flagrante e encaminhados para a Delegacia de Pol™cia, juntamente com os objetos e o automóvel apreendidos. Após a prisão do motorista, constatou-se que ele utilizava uma carteira de identidade falsa. Afinal, já tinha passagem por roubo em Caxias do Sul e era foragido do sistema penitenciário gaúcho.

Desmatamento atingiu diversas árvores nativas

ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊUma equipe do Pelot‰o Ambiental da BM de Torres flagrou, no dia 4 de setembro, mais um crime contra o meio ambiente na regi‰o. Um homem foi flagrado desmatando a flora de Porto Fagundes, no munic™pio de Dom Pedro de Alc›ntara.ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ Ele efetuava o corte de árvores pequenas e retirava a casca do caule das árvores maiores, passando ainda óleo queimado para matá-las. O desmatamento atingiu cerca de um hectare, destruindo diversos exemplares de árvores nativas. Al”m do crime contra a flora (desmatamento), o infrator ainda estava causando polui“‰oambiental. Dentre as esp”cies nativas atingidas estavam embaúbas, figueira, gerivás, butiás, patas-de-vaca, capororocas, mamicasde-cadela e maricás. Por tratar-se de crime classificado como de menor potencial ofensivo, com pena máxima não superior a dois anos, foi lavrado um Termo Circunstanciado, sendo encaminhado o responsável ao Fórum de Torres.

POLÍTICA

PMs apreenderam objetos furtados durante operação

Paulo Dias/Palácio Piratini

O governador Germano Rigotto e o secretário da Justiça e da Segurança, José Otávio Germano, promoveram em 15 de setembro, no Palácio Piratini, o lan“amento do Programa Seguran“a Solidária. A finalidade é criar condições para que entidades pœblicas e privadas interajam, de forma voluntária e solidária, com as atividades de seguran“a pœblica. Atrav”s do programa, segmentos da sociedade poder‰o interferir diretamente no combate ‹ criminalidade, colaborando com a presta“‰o dos servi“os policiais, podendo, assim, garantir a todos maior sensa“‰o de seguran“a. Para Rigotto, a medida se enquadra numa diretriz que tem especial significado para o governo, que ” a necessidade de que os problemas de seguran“a pœblica sejam tratados de modo solidário, numa articulação entre os setores envolvidos na presta“‰o dos servi“os de seguran“a, por um lado, e destes com a comunidade, por outro lado. ÒN‰o tenho dœvidas

Ministério Público esclarece dúvidas sobre as eleições

Promotor Renoir palestrou para os oficiais do CPC

ÊÊÊÊÊÊÊÊÊÊ Em 23 de setembro, no auditório da Secretaria da Justi“a e da Seguran“a,Ê o promotor de Justi“a Renoir da Silva Cunha palestrou para todos os oficiais das unidades do Comando de Policiamento da Capital (CPC), sobre os procedimentos que a Brigada Militar , juntamente com o Judiciário e oÊ Ministério Público, deveriam adotar por ocasião das eleições municipais. O evento foi prestigiado igualmente por diversas autoridades, com destaque para o procurador de Justi“a, Gilmar Possa Maroneze, promotora de Justi“a, Synara Jaques Butelli, e o Cmt do CPC, Ten Cel Jorge Alfredo Pacheco de Barcellos. ÒEsta forma de instru“‰o aos oficiais ” muito importante para o sucesso do pleito eleitoralÓ,frisou Barcellos, esclarecendo que as informações foram transmitidas a todos os pra“as que servem na área do CPC.

Rigotto mantém disposição para conceder reajuste

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Objetos foram encotrados em uma constru“‰o

No dia três de setembro a BM de Osório foi acionada para atender a uma ocorr’ncia de arrombamento em uma resid’ncia do bairro Pitangas. Ao efetuarem inspeções no bairro, os PMs localizaram, em uma obra ao lado da resid’ncia, um forno de microondas e um aparelho de som marca Aiwa, que haviam sido furtados. No local, tamb”m foi encontrado um adolescente de 16 anos que manejava uma carro“a. O menor infrator e os objetos foram apreendidos e encaminhados ‹ Pol™cia Civil. ENDERE‡O – O Cmt do CRPO Litoral, Ten Cel S”rgio Roberto de Abreu, informou queÊ a unidade mudou de instalações, no dia 13 de setembro. A sede do CRPO está agora localizada no quilômetro 97 da BR 101, em Osório.

1» Quinzena de Outubro 2004 – Pág 3

Programa Segurança Solidária FBM está autorizada a administrar bens públicos Rigotto foi homenageado com o certificado de Participante Institucional Benemérito da fundação beneficiará órgãos vinculados à SJS A autoriza“‰o para que a Funda“‰o de equoterapia para assistir portadores

Policiamento a cavalo é realidade em Arroio dos Ratos Uma nova modalidade de policiamento já está em funcionamento nas ruas de Arroio dos Ratos: o policiamento montado. O projeto partiu da iniciativa de empresários e comercianrtes locais que providenciaram a ced’ncia dos animais, bem como a alimenta“‰o dos mesmos e o fardamento dos policiais militares responsáveis por este policiamento. De acordo com o Cmt da BM local, 1º Sgt Wolmir Miranda Peltz, os PMs a cavalo poderão cobrir com maior eficácia os bairros mais afastados da zona urbana da cidade. ÒEstoumuito satisfeito com a iniciativa da comunidadeÓ,afirmou. Os PMs responsáveis pelo policiamento montado s‰o os Sd Sydnei de Sousa Maciel e Algemiro Tavares Pizzio.

CORREIO BRIGADIANO

Ao destacar a importância histórica da Brigada Militar para o Rio Grande do Sul, durante as comemorações alusivas à Semana Farroupilha, o governador Germano Rigotto disse que ainda não conseguiu, até agora, fazer o que já gostaria de ter feito para melhorar a situa“‰osalarial dos policiais, mas que em breve haverá uma defini“‰o.“Está sendo planejada para a Rigotto Brigada Militar uma matriz salarial, para que os aumentos, quando ocorrerem, sejam diferenciados, de modo a aproximar as dist›ncias entre os que ganham mais e os que recebem menosÓ, explicou. O projeto tem a participa“‰o das secretarias da Justi“a e da Seguran“a e da Fazenda e da Procuradoria Geral do Estado. ÒQuando dermos o primeiro passo, teremos de estar certos de que poderemos cumprir com o reajusteÓ, afirmou.

Ivan de Andrade/Palácio Piratini

Jos” Otávio, Adão Campos (Sintáxi) e Rigotto

de que rapidamente se multiplicar‰o os pontos dessa rede de prote“‰o social, com novos ganhos para a seguran“a do povo gaœchoÓ, assinalou o governador. Durante o ato, foi assinada a primeira ades‰o ao programa. O Sindicato dos Taxistas de Porto Alegre (Sintáxi) e a Secretaria da Justi“a e da Seguran“a (SJS) estabeleceram parceria que possibilitará que os 3.914 rádios VHF instalados nos táxis estejam em contato com os órgãos policiais, abrangendo 11 mil profissionais.

Brigada Militar (FBM) passe a adminisde defici’ncia, assim como cursos para trar cinco imóveis pertencentes ao Estaforma“‰ode instrutores e para crian“as do, formalizada no final da tarde do dia da comunidadeÓ, exemplificou. 17 de setembro, com a assinatura de Para a diretora-geral da Secretaria conv’nios pelo governador Germano da Justi“a e da Seguran“a, Ana Pellini, a Rigotto, representa a conquista de um assinatura dos conv’nios foi um momenantigo sonho da corpora“‰o e um preto importante n‰o apenas para a BM e sente de aniversário para a entidade, que sua Funda“‰o, mas tamb”m para todo o completa sete anos amanh‰. Os recurRio Grande do Sul, Òque ganha uma nova sos obtidos Bonete (dir) disse que o objetivo ” atender ‹s necessidades da fam™lia brigadiana e moderna forma de gerenciamento do com o gerenpatrimônio pœblicoÓ.amb”m T o Cmt-Geral, Cel ciamento do patrimô- Olaria da BM, em Gravata™. Airton Carlos da Costa, considerou a assinatunio ser‰o investidos Rigotto, que foi homenageado com o certi- ra um fato histórico, por realizar um sonho da em ações em benefí- ficado de Participante Institucional Benem”rito FBM, que agora poderá dar suporte a diferencio da BM. Dos cinco da FBM, falou sobre a melhor utiliza“‰o que a tes atividades. “Com o resultado econômico da imóveis, tr’s est‰o lo- corpora“‰opoderá oferecer a partir de agora aos administra“‰odos bens, daremos retorno concalizados em Porto bens pœblicos sob sua administra“‰o. Lembrou forme os objetivos da cria“‰o da Funda“‰o, que Ana Pellini Alegre: a Escola de que alguns deles, como o cemit”rio e o Centro ” atender ‹s necessidades da fam™lia brigadiaEduca“‰o F™sica, o Cemit”rio da Brigada e o de Equita“‰o, estavam praticamente desativa- na e dos servi“os realizados pela BrigadaÓ, obCentro de Equita“‰o. Os outros dois s‰o a Co- dos. ÒCom o retorno das atividades da primeira servou o presidente da entidade, Cel RR Arlinlônia de F”rias dos Oficiais, em Tramanda™,e a escola de equitação da Brigada, haverá sessões do Bonete Pereira.


Pág 2 – 1» Quinzena de Outubro 2004

Agradecimento

MURAL DO LEITOR Em nome de todos os componentes do Cel Délbio 19ºBPM, quero parabenizar esse imperioso Encontrei, por acaso, em um consultório médico o jornal Correio Brigadiano – ABC da Seguran“a Pœblica e pude me inteirar um pouco mais do trabalho que o Cel D”lbio Ferreira Vieira vem fazendo atualmente nesse jornal. Parab”ns pelo jornal e pela tua garra do Cel D”lbio de manter-se sempre em atividade. Que Deus o conserve assim. Engenheiro Luiz Paulo Alfama Laboratório de Ensaios - PUC-RS

OPINIÃO

CORREIO BRIGADIANO

jornal pelos excelentes servi“os prestados em prol da fam™lia brigadiana e deixar registrado os nossos mais sinceros agradecimentos pela aten“‰o dispensada para com este Batalh‰o. Renovo notas de elevada estima e considera“‰o Ten Cel Jones Calixtrato B. dos Santos Cmt do 19º BPM

Dom Pedrito

O Cmt do 4º Esqd de Dom Pedrito agradece ao 2º Sgt RR José Antônio da Silva Osório, Cb RR Alvino Garcia de Oliveira e Sd RR Mario Medeiros Coelho por terem participado das festividades militares alusivas à Semana da Pátria. Eles desfilaram juntamente com o Pel Mirim deste Esqd. Foi poss™vel contemplar o ontem, o hoje e o amanh‰ da nossa gloriosa BM. 1º Ten Antônio Roberto da S. Pietro Cmt do 4º Esqd P Mon - Dom Pedrito

Correio Brigadiano

O JCB ” um importante ve™culo de comunica“‰o que divulga not™cias de interesse do pœblicointerno da BM e do pœblico externo (comunidade). Sou um defensor, divulgador e apoiador do JCB. Por este motivo, estou sempre acompanhando as reportagens. Para minha surpresa, constatei que o pœblico interno desperdi“a 80% do material que recebe. Verifiquei em alguns OPMs do Interior que os exemplares do JCB permaneciam amarrados com fita plástica e estavam em um depósito de jornais velhos. … de se pensar em diminuir a distribui“‰opara o pœblico interno e aumentar a divulga“‰odo jornal junto ao pœblico externo. O ideal seria que o JCB fosse enviado exclusivamente

para os municípios que têm anúncios nas páginas que retratam os OPMs vinculados aos CRPOs das regiões onde os anúncios foram comercializados. 1º Ten Oscar dos Santos Carvalho Cmt 5º Pel/2ª Cia/36º BPM

Os artigos publicados com assinatura nesta página não traduzem necessariamente a opini‰o do jornal e s‰o de inteira responsabilidade de seus autores. As cartas devem ser remetidas para a coluna Mural do Leitor Leitor, com assinatura, identifica“‰o e endere“o para a rua Bispo Willian Thomas, 61, CEP: 91.720030, Porto Alegre/RS. As cartas poder‰o ser publicadas resumidamente.

Honrada caixa preta da BM

Associação Pró-Editoração à Segurança Pública Utilidade Pœblica Estadual e Municipal

Presidente APESP APESP:: Maj P”rcio Brasil çlvares Vice-Presidente Vice-Presidente:: Sgt Claudio Medeiros Bayerle Tesoureiro: Sgt Luiz Antonio R. Velasques Secretário: Cap Oscar Bessi Filho Diretor-Presidente do Grupo Polost: Ten Cel Vanderlei Martins Pinheiro Registro no CRE 1.056.506

Marca no INPI processos nºs 824468635 e 824466934

CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

Coordena“‰oAdministrativa e Financeira: Luci M. Pinheiro Ger’ncia Administrativa: Ten Carlos Taquatiá Apoio: Antonio Carlos Leal Neto, Franciele Rodrigues Lacerda e estagiárias Daniele Pereira Costa e Luana Pereira Passos Ger’ncia de Informática: P”rcio Anelo çlvares Manuten“‰ode Informática: estagiário Stefan Klug Pereira Cursos Preparatórios e Profissionalizante: professora Marília Monteiro Ger’ncia da Polost Livros: Suanemax Pereira Pinheiro Ger’ncia de Vendas: Cap RR D”cio da Silva Menezes Apoio: representantes Apesp Ger’ncia da Polost Press e Data Polost: Cristiano Max Pinheiro Dire“‰odo JCB: Cel D”lbio Ferreira V ieira Ger’ncia GerênciadedeReda“‰o: Redação: Jornalista Luciamem Winck MTb/RS nº 6514 Auxiliar de Reda“‰o: Vera Eledina Leivas Pereira Estagiários: Felipe Bornes Samuel, Thiago de Lima Maurique e Vanessa Gon“alves Colaborador: Cap e Jornalista Paulo César Franquilin Pereira - MTb/RS nº 9751 Fotografia: En™dio Pereira, Mois”s Bastos, Paulo Pereira e arquivos de OPMs Ger’ncia da Circula“‰o: Ten Jorge Ubirajara Barros e representantes de OPMs Ger’ncia de Cidades: Ten Valter Disnei Sales Louren“o Estagiária: Andreza Schumann e Natália Mazzilli Pereira Apoio: Tatiana Dux da Silva Ger’ncia Consultor de Rede: Walter Fuentes Robella Distribui“‰ogratuita dirigida: A todos os servidores civis e militares, da ativa e inativos da BM, policiais da ativa e aposentados da Pol™cia Civil, servidores da Susepe, IGP e instituições municipais de segurança, vereadores, prefeitos e parlamentares Tiragem: 30.000 exemplares Impress‰o:Oficinas Gráficas do Grupo Sinos/NH/RS Correio Brigadiano Editora Jornal™stica Ltda CNPJ: 05974805/0001-50

E-mails Not™cias:jcb@seguranca.org.br Sempre que voc’ encontrar o ™cone Circula“‰o:circulacao@seguranca.org.br busque a reportagem ampliada no site Comercial: anuncio@seguranca.org.br www.patrulheiro.org.br anuncio-met@seguranca.org.br Suplemento Cultural: jcbcultura@seguranca.org.br Dire“‰o:jornal@seguranca.org.br Telefones: (51) 3339-7888 Reclamações: pinheiro@seguranca.org.br 3339-7754

ANO X I - nº 152 — 1ª Quinzena de Outubro 2004 Ñ A voz brigadiana da Seguran“a

Estamos em 1994. Os principais jornais gaœchose, principalmente, seus colunistas pol™ticosproduzem notas, not™cias e manchetes sobre provid’ncias governamentais para que seja extinta, na Brigada Militar , uma afamada ÒcaixapretaÓ. O trabalho da imprensa infere que a ação administrativa, da centenária corpora“‰o estadual, n‰o ” proba. Que os coron”is se locupletam na condu“‰o da verba ali gerenciada. No entanto, tal verba é oriunda de réditos, que ela própria – a BM produz atrav”s de bares nos quart”is, das chácaras, fazendas e olaria e que, com base em uma legisla“‰o muito antiga, de 1937, tem autonomia para decidir quanto a aplica“‰o. A BM era a gestora dos recursos. Um grupo de t”cnicos da Fazenda, bem postos no governo de ent‰o, entenderam que a exist’ncia de um órgão da administra“‰o direta, com autonomia administrativa, punha em risco a teoria do caixa œnico do Estado, que eles assinalavam como importante para a pol™tica governamental. Essa pendenga com t”cnicos da Fazenda estadual n‰o era nova. Desde o governo de transi“‰odemocrática, havia 12 anos, já era expressa essa pretens‰o de alguns t”cnicos. Mas o grupo sabia que o governo, só por uma press‰oorganizada, concatenada e com fundamenta“‰o,proporia a extin“‰o da Caixa da BM. Algo concreto que levantasse dœvidas sobre a idoneidade da administração desse sistema autônomo seria o mais conveniente. Se apontadas

questões duvidosas haveria capacidade de mobiliza“‰o da vontade pol™tica. E este foi o papel da mídia, apoiada em duas situações típicas que possibilitaram meses de desgaste pœblicoe gratuito da BM. Foram decisivas para a m™dia duas situações brigadianas. Elas v‰o acelerar a legitima“‰odo processo da extin“‰o. A maioria dos brigadianos, ‹ ”poca, entendia e ainda entendem, que tal fato era de interesse pessoal do governador de ent‰o. At” tinham consci’ncia da disputa com o grupo da Secretaria da Fazenda, mas não perceberam que o assunto só obteve espa“o por duas questões de origem endógena da própria corporação PM. Aparentemente, dois fatos distintos e, at” certo ponto, com oposi“‰oentre si. Trata-se de informações prestadas por um ex-soldado e pela conduta de um coronel. Na primeira um deputado oriundo dos quadros da BM, que no parlamento criou a express‰oCaixa Preta. Em seu órgão de comunica“‰osocial foi onde criou o conceito conveniente de improbidade do coronelato. De outro lado, um coronel que, participante dos mais altos escalões da administração estadual – junto ao governador – não controlou devidamente o saque de suas vantagens pessoais e, durante alguns meses, teve saque de vantagens em duplicidade – permitindo aos interessados de plant‰o proliferarem a infer’ncia de uma generalidade de tais procedimentos na BM. Os elementos indispensáveis para a ex-

tin“‰oda Caixa da BM estavam postos: o grupo da Fazenda com argumenta“‰o t”cnica suficiente; um ex-soldado deputado afirmando existirem irregularidades; e um coronel da ativa da ”poca, que permitiu tal tipo de situa“‰o. A m™dia preparou, por meses, a garantia da exist’ncia da irregularidade e manteve um sigilo sobre a identidade do envolvido. Esse fato aliado ao denuncismo do deputado brigadiano criou as condições objetivas para o grupo de t”cnicos encaminhar o pedido de extin“‰o ao governador. Estamos completando, neste ano, 10 anos em que foi executada a extin“‰o da Caixa da BM. Caixa essa denominada na Fazenda de Caixa 2 e de, caixa preta, pelos antimilitaristas. Mas, foi na solenidade de assinatura de atos do governador Germano Rigotto, para a Funda“‰o da Brigada Militar, que a extin“‰o foi citada e a honra da BM resgatada. Foi a diretora-geral da SJS, Ana Maria Pellini, que em sua fala na solenidade, referiu-se ao trabalho de auditoria, por ela produzido, e de que n‰o houve constata“‰o de irregularidades, antes t‰o midiaticamente propaladas. As manifestações de Ana Maria, temos certeza, ser‰o elementos fundamentais para desdobramentos históricos e de pesquisas da centenária corporação. A BM hoje com seu patrimônio deteriorado, pois ficou 10 anos sem os recursos que produzia para sua manuten“‰o. Apesar disso, os brigadianos podem a partir de hoje expressar com orgulho que tivemos uma Òhonradacaixa pretaÓ.

ITINERANTE Ana Pellini

Caixa 2 O momento ” realmente importante, senhor governador. Não só para a Brigada Militar e a sua Funda“‰o, mas tamb”m para o Estado do Rio Grande do Sul que, atrav”s desses conv’nios, inaugura uma nova e moderna forma de gerenciar o patrimônio público com a parceria de uma entidade privada, integrada por funcionários pœblicos ativos e inativos, entidade esta, que visa exclusivamente contribuir para que tenhamos uma seguran“a pœblica mais equipada, e conseqüentemente mais eficiente. Atrav”s da conserva“‰o e da explora“‰o de bens que já tiveram seu apogeu, mas que hoje est‰o praticamente jogados ao abandono. Nesse sentido posso dar um depoimento pessoal, pois quando ingressei no Estado, na qualidade de auditora da Contadoria e Auditoria Geral do Estado, na d”cada de 70, fui incumbida de auditar a BM que, ent‰oexplorava um vasto patrimônio de diversificadas atividades econômicas e aplicava os recursos obtidos diretamente, ou seja, sem se submeter aos controles e tr›mites legais que regem as finan“as pœblicas. Estes recursos eram chamados na ”poca de Òcaixa doisÓ da BM.Confesso que iniciei o trabalho desconfiada, e procurando irregulari-

Diretora-geral da Secretaria da Justi“a e da Seguran“a

dades. Mas o que encontrei foi uma gestão ágil e ativa, que gerava recursos para manter os quart”is em ótimas condições de conservação. Recursos que complementavam as verbas orçamentárias que, diga-se de passagem, sempre foram insuficientes face ‹s necessidades, e ainda possibilitavam o fornecimento de alimenta“‰osubsidiada aos soldados, al”m de assist’ncia m”dica e atendimento ‹s fam™lias. Os tempos mudaram, e a ger’ncia dos recursos obtidos com a explora“‰o destes bens foi retirada da BM sob o argumento de que necessitavam ser mais bem controladas. Passados menos de 20 anos, o que nós temos não s‰omais que escombros. Hoje visitei a olaria da BM onde estive há 30 anos para fazer auditoria e que estava funcionando a pleno, e que fornecia tijolos para constru“‰o e conserva“‰o, n‰oapenas para os quart”is, mas tamb”m para outros pr”dios pœblicos. Hoje, vimos um amontoado de galpões em ruínas e máquinas abandonadas que só não desapareceram porque a BM sempre se responsabilizou pela sua guarda. O mesmo ocorre com o cemit”rio, com o ginásio, com a carri‘re, com a Colônia de Férias e com os hospitais. Cada um destes bens tem a sua história. Causa estranheza o fato da BM ter um cemit”rio. Foram os brigadianos que

enfrentaram a calamidade pœblica na gripe espanhola, foram os nossos soldados que transportavam os doentes e os mortos e com isso, se contaminavam e morriam. Na ”poca havia poucos cemit”rios, ent‰o um espa“o foi destinado ‹ BM para enterrar o brigadiano morto em servi“o. Hoje esta área está completamente abandonada, mas serve perfeitamente para que se construa lá, um memorial para os soldados mortos em servi“o nesta guerra diária que estão sempre enfrentando. Foi o esp™rito pœblico que motivou os brigadianos a construir a Funda“‰o Brigada Militar para, novamente, administrar estes bens, fazendo o caminho de volta, ou seja, transformando escombros em patrimônio produtivo, gerando recursos para o aparelhamento da seguran“a pœblica. Tenho a certeza de que conseguir‰o,pois compet’ncia, persist’ncia e boa vontade n‰olhes faltam. Por fim, quero cumprimentar a Funda“‰o Brigada Militar, pelo transcurso de seu aniversário. E será um aniversário muito feliz, pois est‰o recebendo o presente mais almejado atrav”s da assinatura desses conv’nios. E ao senhor governador, quero agradecer pela confian“a depositada na Secretaria, na Brigada Militar e na Funda“‰o BM, aoacreditar e apostar nessa id”ia.

Discurso proferido durante a assinatura de conv’nio entre o governo do Estado e a Funda“‰o BM

CRPO FRONTEIRA OESTE e NOROESTE Integração é a palavra de ordem em Lavras do Sul

Mesmo sem ter realizado a cerimônia de formatura do Programa Educacional de Resist’ncia ‹ V iol’ncia e às Drogas (Proerd) – o instrutor do projeto, Sd Luis Fernando Moreira, está cursando o CTSP, em Montenegro –, a BM de Lavras do Sul conseguiu desenvolver o programa at” a penœltima aula. As palestras, realizadas desde maio, t’m o objetivo de afastar as crian“as do contato com as drogas. O Proerd beneficiou 85 estudantes do munic™pio e teve boa aceita“‰o junto ‹ popula“‰o. Apesar de n‰o ter conclu™do o curso na cidade, o Cmt do Pel, 1º Ten Holvery Rodrigues Bonilha, destacou a import›ncia dos encontros com os estudantes e a conscientiza“‰o da comunidade escolar para o problema das drogas nas escolas. “O projeto teve ótima receptividade junto aos alunos e professoresÓ, afirmou.

CB irá inaugurar sede na Fronteira Oeste em outubro

Mascote participará da campanha “Prevenir para Salvar”

O 10º CRB, que abrange municípios da FronteiraOeste, como Ca“apava do Sul, e tem sede em Santana do Livramento, irá inaugurar o novo quartel da corpora“‰o. Nas novas instalações, funcionará um posto de serviço avan“ado no bairro Armour, culminando na amplia“‰odos trabalhos de combate e preven“‰o de inc’ndio. O objetivo ” reduzir o tempo resposta nas ocorr’ncias de inc’ndio e descentralizar o servi“o de preven“‰o para os bairros. No mesmo dia, ocorrerá o lançamento da campanha ÒPrevenirpara SalvarÓ. Na solenidade, estar‰o presentes autoridades locais e regionais, al”m da participa“‰o dos mascotes Clara e Bomberucho, que ir‰o alegrar a crian“ada e os adultos que prestigiarem o evento.

1ª Quinzena de Outubro 2004 – Pág 27

Autoridades discutem policiamento comunitário na Fronteira Noroeste

Aprimorar o conhecimento dos servidores da seguran“a pœblica e da comunidade sobre a Seguindo a tend’ncia de outros munic™pi- atividade policial, enfatizando a atividade de os gaúchos, onde a união entre os órgãos pú- pol™ciacomunitária. Este foi o mote do 1º Semiblicos tem sido a tônica dos trabalhos dos ser- nário Regional de Polícia Comunitária, realizavidores da seguran“a, a BM de Lavras do Sul do em 16 de setembro, no Centro C™vico e Culbusca cada vez mais integrar-se aos poderes tural de Santa Rosa. O seminário, que foi ideamunicipais, estaduais e federais. Desde que lizado pelo Cmt do CRPO Fronteira Noroeste, assumiu o comando do 3º Pel em outubro de Ten Cel Nilson Nobre Bueno, teve a participa2003, o 1º Ten Holvery Rodrigues Bonilha pas- “‰ode mais de 350 pessoas, a maioria ligada ‹ sou a desenvolver barreiras policiais em parseguran“a pública da área do Comando Regioceria com a Inspetoria V eterinária, Secretaria nal, representantes de outros comandos, Pol™da Saœde e Pol™cia Civil, que tem ‹ frente o de- cia Civil, estudantes de Direito da Uniju™ e URI, legado Alcindo Corrêa Dutra. As ações visam a fiscaliza“‰o de cargas nas estradas que cortam o munic™pio, principalmente no que tange ‹ documenta“‰o. ÒA nossa conviv’ncia com os demais poderes ” harmoniosaÓ, confirmou o Cmt Holvery. Prova do bom relacionamento ” a participa“‰o da Brigada Militar no projeto Ações Integradas de Seguran“a Rural (Acinser), cujo objetivo ” buscar o planejamento metódico e integrado com os demais órgãos municipais e estaduais, atuando cada um na sua esfera e usando o poder de fiscalizar e autuar evetuais infratores. ÒO programa Acinser ” a amplitude do servi“o policial como um todoÓ, destacou o 1º Ten Holvery.

Proerd mobilizou 85 estudantes na região Oeste

CORREIO BRIGADIANO

al”m da comunidade. O desembargador do Tribunal de Justi“a do RS e doutor em Direito Rog”rio Gesta Leal proferiu palestra sobre ÒDireitos humanos e seguran“a pœblicaÓ, enquanto que o presidente da Funda“‰o da BM, Cel Arlindo Bonete Pereira, abordou o tema ÒComprometimento com a atividadepolicialÓ. Al”m deles, palestraram o delegado regional de Pol™cia, çlvaro Ribeiro de Oliveira Neto, cujo assunto foi “A Polícia Judiciária no controle da criminalidadeÓ, o mestre em Direito e Maj Jos” Lauri Bueno de Jesus, que abordou o tema ÒCoopera“‰oda sociedade para preven“‰o de

delitosÓ,o promotor de Justi“a, Jos” Nilton Costa de Souza, com o assunto ÒTermo Circunstaciado e a atividade de pol™ciaostensiva, e o procurador de Justi“a e coordenador da Procuradoria Criminal Mário Cavalheiro Lisboa, que tratou da ÒInsufici’ncia repressivaÓ.Tamb”m foram entregues viaturas ‹s cidades da regi‰o, Servidores da seguran“a pœblica participaram do debate realizado em Santa Rosa sendo contemplados Santo ångelo, Guarani das lho, Entre-Iju™s, Cerro largo, S‰o Paulo das MisMissões, Novo Machado, Senador Salgado Fisões e Santa Rosa.


Porto Alegre Alegre,, 1» Quinzena de Outubro 2004

Governo estadual firma convênio com FBM

Paulo Dias/Palácio Piratini

Ano XI - Nº 152

APESP

Operadores da Segurança Pública - Irmãos de Ofício

Cel Retamozo despede-se da BM * Osório (24 e 26) * Palmeira das Missões (16 e 18) * Pelotas (13) * Porto Xavier (17) * Progresso (20) * Saldanha Marinho (14) * Santa Bárbara do Sul (16) * Santa Maria (16) * Santo ångelo (17) * S‰o Jorge (20) * Sapiranga (25) * Sapucaia do Sul (10) * Serafina Corr’a (23) * Sert‰o Santana (26) * Soledade (11) * Teutônia (11) * Tr’s Coroas (21) * Uruguaiana (12) * Vanini (12) * Ven›ncio Aires (22 e 23)

Com a parceria, a Fundação da BM poderá administrar bens públicos – um antigo sonho da entidade

Águia Uno reforça policiamento de Novo Hamburgo

–3 PMs participam das atividades da Semana Farroupilha na Capital

Aniversário de OPMs e entidades 18 – CRPO-MU 22 – CRB Missões 23 – CRPO-VT 23 – PM-AP 26 – PM-RO

CB lança campanha de prevenção

ENCARTE

Viaturas da PC têm novo layout

POE comunitário é a novidade em Soledade

– 11

JœlioFerraz (E), bancário, e o Sub-Cmt do 18º BPM (D), Maj Gabriel Pinto Ribeiro, cultivam as tradições gaúchas, como o churrasco

–8 Torneio de futsal marca três anos de criação do 33º BPM – 10

Patr™ciaArtico, estudante de Jornalismo da PUC-RS e estagiária do Detran, venceu o II Concurso Nacional de Fotografia

–4 CIANOMAGENTAAMARELOPRETO

–7

– 19

– 20

– 12

–5

Helicóptero Schweizer 300 CB já auxiliou em ocorr’ncias de furtos, assaltos e homic™dios

CB de Farroupilha desenvolve ações preventivas

Em Uruguaiana, CB deu in™cio ‹ campanha ÒPrevenir para SalvarÓ

Futuros capit‰es da BM desfilaram sob aplausos do governador Germano Rigotto e autoridades que prestigiaram as festividades da Semana Farroupilha

Professor, escritor e ensaísta, o Cel RR José Hilário Ajalla Retamozo deixa a esposa, Aldira, e cinco filhos

Fotógrafa do Detran recebe prêmio de Lula em Brasília

Novembro 4 – PM-RN 10 – 1º RPMon 16 – ETPM/SM 17 – SAMO 18 – Brigada Militar

Brigadianos desfilam com garbo em homenagem aos farrapos Itamar Aguiar/ Palácio Piratini

Confira nesta edição * Arroio dos Ratos (26) * Bag” (15) * Barra do Ribeiro (17) * Ca“apava do Sul (27) * Campo Bom (19) * Candelária (23) * Canoas (10) * Catu™pe (17) * Cerro Largo (27) * Colinas (19) * Encantado (21) * Espumoso (16) * Fortaleza dos Valos (14) * Gua™ba (10) * Guapor” (20) * Igrejinha (21) * Imigrantes (21) * Jœlio de Castilhos (14) * Lavras do Sul (27) * Nova Palma (15)

Porto Alegre, 1ª Quinzena/Outubro2004

CB de Sapiranga amplia atividades de salvamento

– 25 Policiamento é discutido na Fronteira Oeste

4» Feira Internacional de Tecnologia, Servi“os e Produtos para a Seguran“a Pœblica (Interseg) serviu de palco para a apresenta“‰o do novo layout das viaturas da Pol™cia Civil

–2 Morte do Cap Ledur causa comoção na BM –5

53 novos delegados reforçam a segurança pública – 27 –4

JCB 152 Out2004  

Notícias dos integrantes e das instituições de segurança pública do Estado do Rio Grande do Sul, no Brasil.

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you