Page 1

DIA DO VINHO

CULINÁRIA

Programação envolve região da Campanha e da Serra gaúcha

Pinhão integra pratos simples e incrementa o cardápio

Página 12

Página 13

Correio Riograndense CR

Ano 106 - Nº 5.396 - R$ 2,00 - Caxias do Sul - 21 de maio de 2014 - Para assinar ligue: (54) 3220.3232 - www.correioriograndense.com.br 9912326314 - DR/RS

COPA DO MUNDO 2014

PELOTAS Fotos Divulgação/CR

Brasil busca sexto título em casa Miguel Schincariol/AFP/CR

Enquanto a Seleção se prepara para iniciar os treinos, dia 26, protestos nas ruas e obras pendentes preocupam organizadores

Corte: rainha e princesas divulgam a festa. Pág. 5

Doces atraem Valter Campanato/ABr/CR

MARCHA

Mobilização: 5.000 prefeitos em Brasília. Pág.4

Itaquerão: estádio de abertura da Copa já teve dois jogos, mas ainda está inacabado. Página 9 e Central

Gestores pedem solução à crise


CORREIO RIOGRANDENSE • Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

“Necessitamos de líderes com capacidade, coragem e ética para conduzir, com meios inovadores, a sociedade civil em sua diversidade.” Editorial

CR Editorial 2

Compartilhamentos que atentam contra a vida

A

ssistimos, recentemente, uma onda no país, onde pessoas resolvem fazer “justiça pelas próprias mãos”. E o caso mais assustador é o de Fabiane Maria de Jesus, pobre, casada, mãe de duas filhas, cristã e inocente. Tinha 33 anos. Ela foi linchada no sábado, dia três de maio, no bairro de Morrinhos, em Guarujá, município do litoral paulista. Morreu dois das depois, no hospital. Desejar a morte de alguém, concordar com a pena de morte é pecado gravíssimo, afirmam as religiões. Concordar com ondas de assepsia não combina com nenhuma religião. Porém, é mais grave para quem se diz cristão. As religiões levam no seu bojo o germe da vida.

Portanto, condenar e fazer justiça pelas próprias mãos não deve ser atribuição e nem pensamento de quem deseja um mundo melhor. Mas, vale a responsabilidade cada vez maior do cidadão comum, da imprensa, principalmente, e de quem usa a internet como forma de comunicação. A nossa responsabilidade aumenta ao replicar algo que não é checado. Ainda mais quando se sabe que a palavra escrita, agora na internet, é decodificada por muitos, em especial por aqueles que, ao longo da história, tão pouco tiveram acesso a ela. E agora a recebem como sendo “verdade”. Frases como “está no jornal”, “li no jornal” ou “vi na

CR Memória

internet” são usadas para atestar a veracidade de algo diante de outros. É o que mostra a quantidade de boatos, os mais estapafúrdios, que embaraçam diariamente as caixas de e-mail e das redes sociais, já que muitos replicam sem apurar a fonte ou sequer duvidar, com a finalidade de alertar seu circuito de conhecidos. Sim, somos culpados e seremos mais ainda se não invertermos e nos convencermos de que todas as formas de vida têm seu lugar no cosmos. Cuidemos com a informação que compramos e vendemos sem checar a sua veracidade. A velocidade dos twitters ou dos compartilhamentos podem matar muitas Fabianes inocentes.

• Em 22 de maio de 1960, a costa sul do Chile foi atingida pelo mais forte terremoto já registrado pela escala Richter. O abalo de 9,5 graus gerou ondas enormes que apagaram do mapa cidades chilenas Valdívia: vista da cidade mais atingida pelo terremoto inteiras e fizeram vítimas também em outros países banhados pelo Pacífico, como Japão, Filipinas e Estados Unidos. No total, cerca de 5.700 pessoas foram vitimadas. O Correio Riograndense registrou a tragédia na edição de 1º de junho de 1960, há 14 anos. Em destaque, no alto da página de número 2, a matéria fala da “fúria dos elementos naturais que convulsionaram a Terra”, ressalta a violência do abalo sem precedentes na história e destaca a solidariedade humana que chegava ao Chile de todas as partes do mundo.

CR Correio Riograndense Leitura crítica FUNDADO EM 13 DE FEVEREIRO DE 1909 Filiado à ADJORI-RS e ABRAJORI Diretor de Redação: frei João Carlos Romanini Editora-chefe: Andressa Boeira Editores-assistentes: Maria de Fátima Zanandrea e Marcelino C. Dezen Editado por: ASSOCIAÇÃO LITERÁRIA SÃO BOAVENTURA / EDITORA SÃO MIGUEL

Direção-geral: frei Álvaro Morés Redação, Administração, Comercial e Assinaturas: Av. Alexandre Rizzo, 534 CEP: 95110-000 - Caxias do Sul - RS Telefone: (54) 3220-3232 Impressão: Zero Hora Editora Jornalística S.A. / Jornal Pioneiro

Circulação às quartas-feiras Website:

www.correioriograndense.com.br Redação: E-mail:

jornalcr@jornalcr.com.br Comercial/Assinaturas:

comercial@jornalcr.com.br Representante Comercial

Media Opportunities do Brasil Comunicação Ltda.

Rua Frei Caneca, nº 91, 13º Andar Bairro Consolação – São Paulo/ SP Fone (11)3255-2522 - www.mobrasil.com.br (Em todo território nacional, exceto Caxias do Sul e Porto Alegre - RS) Porto Alegre (RS): Ramgrab Representações Rua Eça de Queiroz, 220/401 - Fone (51) 91050082 - 90670-020 - Porto Alegre - RS Veículo associado

Protagonista da globalização do setor de alimentos de 500 mil estrangeiros para o nosso território. Uma grande parcela deles é proveniente de países com focos de Influenza. Sobre esse assunto, há um mês abri o III omemoramos no dia 24 de maio, dois me- Workshop sobre Influenza Aviária em Campinas ses de vida da Associação Brasileira de Pro- (SP), iniciativa da nossa entidade e da Fundação teína Animal (ABPA), que reuniu a Ubabef Apinco de Ciência e Tecnologia (Facta). Mais (aves) e a Abipecs (suínos). São 60 dias intensos, importante evento sobre o tema promovido peprodutivos e de início da concretização do obje- las entidades em 2014, o workshop trouxe para tivo a que nos propusemos: construir uma entida- o Brasil algumas das maiores autoridades em Inde com representatividade ainda maior do que as fluenza Aviária do mundo, para dividir com técduas associações que a constituíram. nicos e especialistas experiências com relação à Neste período de atividades, o ponto alto da prevenção e ao monitoramento. Como nosso asagenda foram ações relasunto é sanidade, pois desta cionadas à sanidade. Recedecorre a riqueza do setor, bemos a visita do ministro A ABPA defende uma defesa manifestamos apreensão da Agricultura, Neri Geller, com a estrutura do Ministésanitária à altura do peso do ocasião em que pedimos a rio da Agricultura, que vem Brasil no cenário global de intensificação dos trabalhos sendo impactada pela insuproteína animal em prol da manutenção do ficiência de recursos para a status sanitário da suinoculexpansão das ações. tura brasileira, preservando a produção contra a Quarto maior produtor e exportador de carocorrência de Diarreia Suína Epidêmica (PED). ne suína e primeiro exportador e terceiro proEm relação a esse assunto, já havíamos encami- dutor de carne de aves, o Brasil é protagonista nhado ofício ao Ministério da Agricultura solici- da globalização no setor de alimentos. Como tando a proibição de entrada no Brasil de suínos tal, todos os eventos sanitários que acometem vivos e de material genético de suínos. a produção animal, sobretudo de aves e suínos, A prevenção à Influenza Aviária também nos ao redor do mundo, preocupam as autoridades preocupa, e ao ministro pedimos gestões em por- do país e as empresas produtoras e exportadotos, aeroportos e outras entradas do país para a ras. Por essa razão, um ponto forte da agenda garantia da manutenção do status brasileiro de da ABPA é o esforço em favor de uma defesa livre da doença. Este é um ano de eventos inter- sanitária à altura do peso do Brasil no cenário nacionais que atrairão, segundo a Embratur, mais global de proteína animal. Francisco Turra

Presidente-executivo da ABPA (Associação Brasileira de Proteína Animal)

C

Correio do leitor Mães de anjos “Parabéns ao Correio Riograndense pela belíssima reportagem “Mães de Anjos” (7/5). Nosso carinho e reverência a estas mães e tantas outras que, no anonimato, fazem da maternidade um verdadeiro sacerdócio, testemunhando amor, fé, coragem, superação e, acima de tudo, descobrem um novo sentido para suas vidas, mais pleno e humano. Estes exemplos iluminam nossas vidas. Que Deus abençoe a todas.” Ana Luíza Stefani Garibaldi - RS

Golpe militar “Se os alemães já se arrependeram pelo nazismo, por que os militares brasileiros não se arrependem pelas torturas e assassinatos durante a ditadura militar? Que ganhos e que desvios econômicos os militares criaram ao Brasil? Fatos positivos: Criaram a Embraer, indústrias armamentistas, Embratel, o BNH, fizeram o pró-alcool e mais algumas coisas que os nostálgicos podem recuperar. Fatos negativos: Criaram embustes como a Transamazônica, construíram a hidrelétrica mais cara do mundo, deixaram à míngua o transporte ferroviário, investiram em tecnologia nuclear de baixa eficiência, fecharam cooperativas de crédito em favor dos grandes bancos, estimularam o exílio de milhares de cientistas e engenheiros, não estimularam o carro popular... Enfim, fizeram muitos outros horrores econômicos que os saudosistas podem lembrar”. Pedro Mendonça

Papa Francisco “Nós católicos devemos nos sentir felizes pelo Papa que temos. Só o sorriso dele e o olhar nos ensinam muito. Também desejo que o CR continue assim, ótimo!” Zenírio Slavieiro Barão de Cotegipe - RS

Cartas e e-mails devem conter endereço completo e telefone do remetente. As correspondências não são necessariamente publicadas na íntegra.


CORREIO RIOGRANDENSE • Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

CR Caxias 3

“Estamos aguardando os trâmites do processo licitatório; deve iniciar em aproximadamente 90 dias.” Manoel Marrachinho, secretário municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana

ESTAÇÕES FLORESTA E IMIGRANTE

Funcionamento só em 2015

Olhar à vida

JAIME BETTEGA

Em ritmo de romaria

Sistema dará conta de 25% do volume do transporte coletivo

N

sistema entrar em funcionamento, ainda é necessária a pavimentação com concreto rígido nos corredores de ônibus das ruas Sinimbu e Pinheiro Machado. Essa obra, no entanto, ainda nem começou. “Estamos aguardando os trâmites do processo licitatório; deve iniciar em aproximadamente 90 dias”, disse o secretário ao repórter Cleberson Portela, da rádio São Francisco, parceira do Correio Riograndense. O prazo de término para esta etapa do SIM é de cinco meses após iniciados os trabalhos. Nesse período, a prefeitura vai aproveitar para testar o funcionamento dos duplos corredores de ônibus nessas vias, outra alteração importante para a implantação do SIM. A operação das estações de transbordo Floresta e Imigrante promove a chamada troncalização do eixo Leste-Oeste da cidade, dando conta de até 25% do volume do transporte coletivo urbano

local, respondendo por mais de um milhão de usuários por mês, a partir de um investimento de R$ 12,4 milhões, em ambas. Segundo Marrachinho, após essa primeira etapa, serão levadas adiante as obras das estações do São Ciro e da Zona Norte, cujas inaugurações estão previstas para ocorrerem em 2016. O secretário afirma que, ao término da estruturação das estações de transbordo, a velocidade média dos ônibus, nos horários de pico, poderá saltar da faixa de sete a oito quilômetros por hora para o intervalo de 17 a 22 quilômetros por hora. Conforme Marrachinho, antes da implantação completa do Sistema Integrado de Mobilidade, alguns temas ainda devem ser debatidos com a comunidade: a proibição das conversões à direita sobre corredores de ônibus e a retirada de vagas de estacionamento de toda a extensão da rua Sinimbu e de algumas outras ruas centrais. Vânia Espeiorin/Divulgação/CR

o verão de 2015, as estações de transbordo dos bairros Floresta e Imigrante devem entrar em funcionamento, ainda de maneira experimental. Essa é a previsão do secretário municipal de Trânsito, Transporte e Mobilidade Urbana, Manoel Marrachinho. Segundo ele, durante os meses de janeiro e fevereiro, tradicional período de férias, a demanda pelo transporte coletivo é menor e vai facilitar o processo de implementação. As informações sobre o Sistema Integrado de Mobilidade (SIM) foram repassadas a um grupo de vereadores que vistoriou as obras, dando início ao programa de Visitas Legislativas. As obras na estação Floresta, que fica às margens da Perimetral Sul, devem ser concluídas em 60 dias. Na estação Imigrante, localizada na BR 116, os trabalhos devem ser finalizados em cinco meses. Porém, segundo Marrachinho, para o

Visita legislativa: vereadores fiscalizaram andamento das obras nas estações de transbordo VINHO

LINHA 60

Feira terá preços promocionais Já estão definidos os preços promocionais para a Feira do Vinho na Praça, que acontecerá dias 30 e 31 de maio e 1º de junho. Conforme a secretária de Turismo, Drica de Lucena, cada garrafão de vinho branco ou tinto custará R$ 14, enquanto as garrafas se-

Concluído asfaltamento da via

rão vendidas ao preço de R$ 5 a unidade. O suco de uva terá os preços de R$ 4 para meio litro; R$ 6, um litro; R$ 8, um litro e meio; e R$ 10, dois litros. Os vinhos finos terão preços liberados. A feira funcionará das 10h às 19 horas na praça Dante Alighieri.

A pavimentação asfáltica da Estrada Municipal na Linha 60 foi entregue à comunidade. A via, com 800 metros de extensão e 5.600 m², foi pavimentada pela Codeca, num investimento de R$ 850 mil. A obra foi

solicitada pela comunidade via Orçamento Comunitário. A cerimônia ocorreu na Sociedade Esportiva e Recreativa Duque de Caxias e contou com representantes da administração e moradores do local.

O

mês de maio traz presente a Mãe de Jesus e Mãe da humanidade. Uma mesma mulher com diferentes títulos e semblantes. Seu jeito de ser inspira e inquieta a humanidade. Impossível ter fé sem se voltar para Maria e observar seu jeito simples de ser e de amar. Ela não pertence a uma religião específica. Reconhecida por muitas denominações religiosas, Maria é como um imã que agrega e reúne. Porém, não é ao seu redor que os filhos permanecem: encontram-se com ela para se encontrarem melhor com o Filho Jesus. A devoção mariana provoca caminhadas e romarias. No passado longínquo, o povo ia até Roma. Daí vem a denominação ‘romaria’. Hoje, incontáveis são os caminhos que recebem romeiros que buscam chegar até a Mãe de Jesus. Com pouca bagagem, roupas leves, o necessário na mochila colocam-se a caminho. O coração tenta acomodar incontáveis pedidos e diversos motivos de gratidão. Impossível chegar à Mãe sem ter algo para contar ou pedir. Sem dúvida, viver é empreender uma longa caColocar-se minhada. O infinito serve a caminho de referência, as margens o percurso, os para visitar a delineiam passos não vacilam. Não Mãe é um importa a distância, camijeito simples nhar é uma sina que emode restauração ciona a chegada e impõe o da esperança e alcance da meta. Quando muitos caminhos levam à de confirmação Mãe, então caminhar deixa do amor de ser uma obrigação para se tornar uma satisfação. Independente do cansaço, ir ao Santuário da Mãe é aconchego e realização. A cada ano que passa mais gente se torna romeiro. Esse movimento favorece muitos ganhos. Não basta cuidar do sedentarismo do corpo. Uma alma sedentária perde brilho e se distancia da eloquência espiritual. Se o corpo precisa de movimento, a alma se preenche de infinito. Colocar-se a caminho para visitar a Mãe é um jeito simples de restauração da esperança e de confirmação do amor. Na casa da Mãe, a vida se torna mais intensa e a serenidade se faz melodia ao coração. Impossível viver a plenitude do amor de Deus, sem contar com a inspiração da Mãe. Não se trata de adoração, mas de afeto que evoca proximidade com o Filho Jesus. Maria, de tantos títulos, é certeza do caminho que conduz da cruz à luz. Fazer romaria é fortalecer as buscas e clarear a opção. Ninguém ensina melhor do que a Mãe. Caminhar até Maria para continuar nos caminhos da vida.

Informe CR Div./CR

Maisnova FM, mais lembrada A Rede Maisnova FM é uma das 100 Marcas mais lembradas do RS, segundo Instituto Amanhã. O superintendente da rádio, frei Alceu Ferronato, recebeu o livro “100 Marcas do Rio Grande”, com a trajetória das marcas, Frei Alceu Ferronato em evento na capital.

Planos de saúde suspensos Suspensos 161 planos de 36 operadoras, devido a reclamações de consumidores que tiveram prazos de consultas descumpridos ou coberturas negadas. No RS, dois planos da Unimed RS tiveram vendas suspensas: Nacional Beta Prata e Unimódulo/GER1-AS.

Memorial 11 de Setembro Abre ao público, nesta quarta 21, o Museu e Memorial Nacional 11 de Setembro, em Nova Iorque (EUA). Construído no local onde funcionava o World Trade Center, trata-se de uma homenagem às cerca de 3.000 vítimas do atentado terrorista.

Explosão em mina na Turquia Explosão em mina de carvão, na terça 13, em Soma, na Turquia, causou a morte de pelo menos 301 mineiros, até a segunda 19. Cerca de 180 ainda estavam sob os escombros. Trata-se da maior tragédia industrial da história do país.


CORREIO RIOGRANDENSE • Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

“Reajuste defendido pelos prefeitos terá um impacto de R$ 6,4 bilhões no orçamento da União.” Paulo Ziulkoski, presidente da CNM

CR Municípios 4 Giro

MARCHA

Prefeitos pedem socorro Aumento do Fundo de Participação dos Municípios é a principal reivindicação Antonio Cruz/ABr/Correio Riograndense

E

ntres os principais avanços obtidos na XVII Marcha a Brasília em Defesa dos Municípios, encerrada na quinta-feira 15, destaca-se a instalação, na Câmara dos Deputados, da Comissão Especial para a votação, no mínimo de sessões regimental, do projeto que aumenta o Fundo de Participação dos Municípios em 2%; a inclusão na ordem do dia da apreciação da liminar (ADI 4917) concedida pela ministra Carmen Lucia na ação que trata dos royalties oriundos da plataforma continental; e a responsabilização da União em relação ao financiamento dos pisos das categorias, com o pagamento total do benefício. Após quatro dias de mobilizações, elaborou-se a carta do evento. O documento, que reforça as reivindicações dos municípios, foi entregue à presidente Dilma Rousseff pelo presidente da Confederação Nacional de Municpios (CNM), Paulo Ziulkoski, em reunião no Palácio do Planalto. Os pontos prioritários são o aumento do FPM, a redistribuição dos royalties, compensações pelas perdas por desonerações fiscais, reajuste dos valores repassados à manutenção dos programas federais, o reajuste do piso do magistério pelo INPC, a atualização da lei que trata do ISS e o encontro de contas da Previdência. Os prefeitos ainda expuseram a crise financeira enfrentada pelos municípios, apontando como principal motivo para isso a política de isenções fiscais concedidas pelo governo, que acaba

Brasília: 5.000 prefeitos solicitaram aos governos atenção à crise financeira dos municípios reduzindo o FPM. Segundo o Tribunal de Contas da União, apenas do FPM foram retirados R$ 77 bilhões nos últimos cinco anos, segundo o documento. Neste ano, além de encaminharem as suas reivindicações aos atuais representantes dos três poderes em Brasília, os mais de 5.000 prefeitos presentes no evento, ocorrido de 12 a 15 de maio, dirigiram-se aos pré-candidatos à presidência da República, dos quais cobraram o compromisso com a valorização da pauta municipalista.

Alexandra Ungaratto/Div./CR

GARIBALDI

Parcelamento do FPM é discutido “Tenho esperança, sim, no diálogo, de que na discussão se construa a solução”, disse o presidente Paulo Ziulkoski, da CNM, após encontro com a presidente Dilma. “Seguramente, não vamos sair de mãos vazias, o governo talvez não vá trazer tudo aquilo que se pede; temos que achar o consenso”, avaliou. Sobre o Fundo de Participação dos Municípios, Ziulkoski afirmou que o reajuste defendido pelos prefeitos terá um impacto menor no orçamento, em relação

ao que prevê o governo. “O ministro Guido Mantega (Fazenda) estima que seriam R$ 8 bilhões, nós estamos afirmando que será R$ 6,4 bilhões”, disse. Segundo ele, 4.000 municípios do Brasil têm no FPM a maioria da sua arrecadação. “Estamos discutindo a possibilidade de parcelamento”, revelou o presidente, para quem Dilma e os ministros Mantega e Aloizio Mercadante, da Casa Civil, foram “entusiastas” da negociação.

São Lourenço do Oeste O prefeito de São Lourenço do Oeste, Geraldino Cardoso, e secretário de Saúde, Sérgio Hentz, assinaram documento que autoriza as reformas da unidade básica de saúde do distrito São Roque. O prazo para concluir as obras é de 90 dias. Nova Roma do Sul Nova Roma do Sul adquiriu com recursos próprios um novo veículo para reforçar o sistema de saúde, a pedido do secretário Roberto Panazzolo. Em breve, mais um será destinado à Secretaria da Administração, comandada por Juli Forlin. O valor aplicado foi de R$ 84 mil. Coleta/lixo em Guaporé Guaporé implantou a coleta seletiva de lixo na cidade, na segunda 12. “Intercalando a coleta do lixo orgânico e seletivo, o sistema de rodízio não necessitará a instalação de lixeira específica”, explica o secretário do Meio Ambiente, Gabriel Sartori. Rincão dos Kroeff A Secretaria de Habitação de São Francisco de Paula realizou o cadastramento de famílias para o Programa Nacional de Habitação Rural, no distrito de Rincão dos Kroeff. A ação foi coordenada pelo secretário Otávio Dorgel Lenhardt. Serão atendidas famílias que possuam renda bruta familiar anual igual ou inferior a R$ 15 mil, comprovadamente produtores rurais ou trabalhadores rurais.

CR Correio Riograndense Informação, cultura, opinião, entretenimento, curiosidades e muito mais

9912326314 - DR/RS

Preencha o cupom e envie. Não precisa selar. Basta recortar este cupom e colocar em qualquer caixa de coleta dos correios. A cobrança será feita por boleto bancário.

Assinale a opção de assinatura: □ Via Agente: R$ 135,00 □ Via Correio: R$ 145,00 (endereço na capa - mala direta) □ Carta: R$ 230,00 (dentro de envelope lacrado)

Irmã Teofânia: palestra trata da biodiversidade alimentar

Hortas escolares são valorizadas O Convivium Slow Food Primeira Colônia Italiana, em parceria com as secretarias de Turismo e Cultura e de Educação de Garibaldi, realizou uma palestra sobre a importância das hortas escolares. O chef Rodrigo Bellora e a nutricionista Renata Boscaini conversaram com alunos do Instituto Estadual de Educação Irmã Teofânia.

A palestra “Desbravando os Sentidos” levou à reflexão sobre a importância da aquisição de novos hábitos saudáveis e sobre a adaptação a sabores diversos, que é possível. A escola já possui uma horta e as considerações reforçaram o valor da biodiversidade alimentar e nutricional de seu cultivo.

Nome: _______________________________________ CPF / CNPJ: _________________________________ Rua: __________________________________________ _____________________________ Nº ______________ Compl.: ____________ Bairro: _____________________ Cidade: ________________________________________ CEP _____________________ Estado _____________ Telefones: ( ) __________________________________ E-mail: ________________________________________ Contatos: (54) 3220 3247 ou comercial@jornalcr.com.br

Assine


CORREIO RIOGRANDENSE • Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

CR Municípios 5 Giro

PELOTAS

Festa Nacional do Doce (Fenadoce) realiza-se em Pelotas de 4 a 22 de junho, no Centro de Eventos. O local tem uma área de 280.000 m², com estrutura preparada para receber até 40 mil visitantes diariamente, e 5.000 vagas no estacionamento. Faltando poucos dias para o início da multifeira, a rainha Mylena Hermes e as princesas Letycia Grill e Ana Carolina Madruga intensificam a divulgação. Do romântico tradicional ao rock, o que não faltará é opção para curtir boa música na 22ª edição da festa. No dia 6 de junho, o público terá a oportunidade de relembrar os grandes sucessos de Amado Batista. Dia 13, é a vez do pagode com o cantor Thiaguinho. Em 20 de junho, dois grandes shows: a banda Ira e Nando Reis. Na edição de 2013, 324 mil pessoas passaram pela feira. Foram 2,95 milhões de unidades de doces comercializados. Com 250 expositores, os negócios totalizaCorte: rainha Mylena Hermes e princesas Letycia Grill e Ana Carolina Madruga divulgam a festa ram R$ 22,6 milhões.

Fotos Divulgação/Correio Riograndense

A

Fenadoce deve atrair mais de 300 mil pessoas

Fagundes Varela/lixo Fagundes Varela está realizando campanha para a destinação adequada do lixo eletrônico. Segundo o coordenador do departamento de Meio Ambiente, Ronaldo Belenzier, o descarte de lixo eletrônico em locais não específicos tem causado problemas. A coleta será feita de 2 a 4 de junho na prefeitura, junto à Secretaria de Agropecuária e Meio Ambiente.

FLORES DA CUNHA

Flores da Cunha foi homenageada na Assembleia gaúcha, na terça-feira 13, pelos 90 anos de emancipação, completados dia 17 de maio. O prefeito Lídio Scortegagna (PMDB), acompanhado de secretários, vereadores, lideranças florenses e do Coral Nova Trento, participou da homenagem, proposta pelos deputados Maria Helena Sartori e Álvaro Boessio, re-

presentando bancada do PMDB. Em Flores da Cunha, a semana do município segue até domingo 25. Apresentação do grupo Tholl, dia 22, às 20h; missa em talian, dia 24, às 18h; show com Milionário e José Rico, dia 25, às 18h. Eventos ocorrem no Parque da Vindima. Entrada: um quilo de alimento não perecível, material didático ou brinquedo.

Comitiva: 90 anos foram celebrados no plenário do Legislativo

Garibaldi/Aenotur Visando aumentar as ações de promoção dos destinos turísticos de enoturismo, Espanha, Itália, Portugal e Brasil constituíram de forma oficial, dia 7 de maio, a Associação Internacional de Enoturismo (Aenotur). O ato foi na cidade espanhola de Cambados. A secretária de Turismo e Cultura de Garibaldi, Ivane Fávero, é a vice-presidente para a América. Luis Aragunde, prefeito de Cambados, onde ficará a sede, é o presidente.

VILA MARIA Sabrina Schuster/Div./CR

FESTIVAL DA PRIMAVERA

Marcos Eifler/ AALRS/Div./CR

Homenagem pela emancipação

Festiqueijo/Olimpíada A 5ª Olimpíada Colonial Festiqueijo será realizada dia 29 de junho, no Parque da Estação, a partir das 10h30. As inscrições, gratuitas, já estão abertas e podem ser feitas até 23 de junho pelo fone (54) 3461.8991 ou e-mail juventude@carlosbarbosa.rs.gov. br. Entre as modalidades, corrida de carriola, prova da cuccagna, debulhar milho, cabo de guerra. As provas infantis incluem corrida de saco e chute a gol .

Rua Coberta: evento recebeu 45 mil visitantes no ano passado

Nova Petrópolis abre inscrições O Festival da Primavera Frühlingsfest - acontecerá em Nova Petrópolis de 10 a 19 de outubro, mas os expositores interessados em participar já podem fazer suas inscrições pelo telefone (54) 3281.1222 ou e-mail eventos1@novapetropolis.rs.gov. br. Trata-se do evento mais colorido da cidade, também conhecida como Jardim da Serra Gaúcha. Entre as atrações, o destaque é

para a comercialização e exposição de flores e projetos paisagísticos. Oficinas relacionadas a plantas, paisagismo e culinária com flores antecederão os dias do evento. A novidade desta 4ª edição será a oficina de artesanato com flores. Promovido pela Prefeitura em parceria com a Associação Tchon Ji, o evento é realizado diariamente, das 10h às 19h, na Rua Coberta.

Feira: produtos em exposição

Feicovima reúne artesãs e agentes Artesãs e agentes voluntárias de saúde de Vila Maria, assistidos pela Emater e pelo Sindicato das Trabalhadores Rurais, participaram da Feicovima, de 1º a 4 de maio. Segundo a extensionista da Emater, Lisiana Ramos, na feira, artesãs expõem suas peças e as agentes de saúde, seu trabalho com produtos naturais.

Irmãs do Imaculado Coração de Maria Solidárias na defesa e promoção da vida. É NOSSA MISSÃO! Quer juntar-se a nós? www.icmcaxias.com.br www.icm-sec.org.br


CORREIO RIOGRANDENSE • Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

“Sem liberdade e responsabilidade, não há ética humana em nenhum lugar do mundo.” Leonardo Boff

CR Opinião 6

Natureza humana: sexualidade e família LEONARDO BOFF

Filósofo e teólogo é autor de Ética da vida, Record, Rio 2009.

N O ser humano é simultaneamente sapiens e demens. Somos capazes de amor e de ódio, de guardiães da vida e de seus destruidores

a consulta mundial sobre família e sexualidade, promovida corajosamente pelo Papa Francisco, sempre volta à tona certa compreensão da lei natural e da natureza humana. Mais que oferecer uma solução, pretendemos problematizar a questão. Por uma parte pode-se afirmar que, sob certos aspectos, a natureza humana é um dado singular, sempre aberto, pois veio se formando ao longo do processo evolutivo há milhões de anos e ainda não se encontra pronto. É um dado feito. A partir desta constatação, importa reconhecer que o ser humano é uma espécie que possui constantes antropológicas que geram certo tipo de comportamento singular, caracterizado pela fala, pela liberdade, pela criatividade, pela responsabilidade, pelo amor, pelo cuidado e pela sua dimensão de abertura total. Sua realidade concreta vem ainda dramatizada pelo fato de ser simultaneamente sapiens e demens. Somos capazes de amor e de ódio, de guardiães da vida e de seus destruidores. Por outra parte, a natureza humana é histórica, porque é trabalhada pela liberdade, que lhe dá configurações culturais e a mantém aberta a novas formas futuras. Esse caráter histórico faz com que nenhuma compreensão compreenda tudo do ser humano. Só o compreende dentro de limites históricos. Não se trata apenas de saber o que é dado, mas também de constatar como o dado é feito, refeito, entendido, e reinterpretado. Ademais,

cabe compreender o potencial e o utópico também como pertencentes ao dado da natureza humana enquanto humana, fazendo que sempre alimente novos sonhos e procure realizá-los. Portanto, possui características de um sistema aberto e não fechado com vasta capacidade de criação. Aplicando esta compreensão ao ser humano: ele não é um projeto de médio ou de longo prazo, mas um projeto tendencialmente infinito. Por isso, o ser humano sente que deve ir além dele mesmo, deve se autossuperar e se autotranscender. Só assim será radicalmente humano. Dito numa palavra, o ser humano é um ser de relações ilimitadas. Ele é, portanto, um em si relacionado. Filosoficamente é uma pessoa e, como tal, um ser de relação com todas as realidades possíveis. As tendências e as paixões ou o seu capital de desejo e seu complexo universo de impulsos não indicam, concretamente, nenhuma norma de ação concreta. Esse conjunto de energias pede uma canalização para onde devem ser orientadas. É aqui que entra a liberdade humana e sua capacidade de elaborar um projeto de vida. Esse projeto de vida se orienta por valores. Esses valores são bons só para mim ou o são para todos? Aqui vale a proposição de Kant: o que é bom para mim deve poder ser universalizado. O projeto de vida põe em ação a liberdade (o que fazer e como fazer) e a responsabilidade (quais são

Dom Tomás, bispo dos excluídos Escritor, autor de “O que a vida me ensinou” (Saraiva), entre outros livros.

E

m fevereiro de 1973, na penitenciária de Presidente Venceslau (SP), misturados a presos comuns, cinco presos políticos – frei Fernando de Brito, Maurice Politi, Ivo Lesbaupin, Wanderley Caixe e eu – fomos castigados, com 15 dias de isolamento em celas individuais, por demonstrar solidariedade ao sexto preso político, Manoel Porfírio, que sofrera punição injusta. No domingo, 11 de fevereiro, ao encerrar o período do nosso isolamento, recebemos inesperadamente a visita dos bispos Tomás Balduino, José Maria Pires, Waldyr Calheiros e José Gonçalves. Tinham aproveitado o recesso da assembleia dos bispos do Brasil, em Itaici (SP), para voar até Presidente Venceslau no teco-teco pilotado Dom Tomás por dom Tomás Balduino. Relatamos as torturas a que visitava eram submetidos os presos periodicamente comuns e as sanções injustas os frades impostas a nós, presos políticos. encarcerados Na tarde do mesmo dia, na de Itaici, os bispos e não temia reunião repetiram nossas denúncias denunciar a em coletiva de imprensa. O ditadura e diretor da penitenciária ficou defender os irritado e intrigado. Isolados estávamos, com que direitos como recursos havíamos convocado humanos a comitiva episcopal? Teríamos um radiotransmissor dentro da cela? Talvez nunca tenha se convencido de se tratar de mera coincidência. Nosso confrade na Ordem Dominicana, dom Tomás, falecido no último dia 2 de maio, em Goiânia, visitava periodicamente os frades encarcerados e não temia denunciar a ditadura e defender os direitos humanos. Nascido em Posse (GO), no último dia de 1922, seu nome de batismo era Paulo Balduíno de Sousa Décio. Ao ingressar na vida religiosa adotou, como era costume na época, o prenome de Santo Tomás de Aquino. Formado em filosofia, dom Tomás fez o

FREI BETTO mestrado de teologia em Saint Maximin, na França. Em 1957, nomeado superior da missão dominicana na prelazia de Conceição do Araguaia (PA), viveu de perto a realidade indígena e sertaneja. Na época, a pastoral da prelazia acompanhava sete grupos indígenas. Para aprimorar seu trabalho junto aos índios, fez mestrado em Antropologia e Linguística, na Universidade de Brasília (UnB), concluído em 1965. Aprendeu a língua dos índios xicrin, do grupo bacajá, kayapó. Para melhor atender a região da prelazia, que abrangia todo o Vale do Araguaia paraense e parte do Baixo Araguaia mato-grossense, frei Tomás aprendeu a pilotar avião. Amigos da Itália o presentearam com um teco-teco, com o qual prestou inestimável serviço, sobretudo na articulação de povos indígenas e também a salvar pessoas perseguidas pela ditadura militar. Em 1965, foi nomeado prelado de Conceição do Araguaia. Lá enfrentou os primeiros conflitos com grandes empresas agropecuárias que se estabeleciam na região com incentivos fiscais da extinta Sudam. Elas invadiam áreas indígenas, expulsavam famílias sertanejas (posseiros), e traziam trabalhadores braçais de outros estados, sobretudo do Nordeste, submetidos, muitas vezes, a regime análogo ao trabalho escravo. Nomeado bispo da cidade de Goiás, em 1967, foi ordenado e ali permaneceu 31 anos, até 1999. Ao completar 75 anos, apresentou sua renúncia e mudouse, como simples frade, para o convento dominicano de Goiânia. Seu ministério episcopal coincidiu, por longo tempo, com a ditadura militar (1964-1985). Movimentos sociais, como o do Custo de Vida, e a Campanha Nacional pela Reforma Agrária, contaram com todo apoio de dom Tomás, que participou ativamente da criação do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), em 1972, e da Comissão Pastoral da Terra (CPT), em 1975. Presidiu o Cimi, de 1980 a 1984, e a CPT, de 1999 a 2005. Agora, seu corpo está enterrado na catedral de Goiás. E seu exemplo de vida perdura na memória de todos que conheceram um homem fiel à proposta do Evangelho de Jesus.

as consequências de meus atos). Sem liberdade e responsabilidade não há ética humana em nenhum lugar do mundo. A liberdade como capacidade de autodeterminação e a responsabilidade como sentir que pode afetar a outros e ser afetado, são dados comuns da natureza humana. Apliquemos esta visão da natureza humana aos temas relativos à família e à sexualidade. Partimos do fato de que há algo de comum: todos somos igualmente humanos. Há também algo de distinto: somos humanos no modo chinês, yanomami, mapuche e brasileiro. Nesta quadra nova da consciência globalizada na qual temos acesso a tantas diferenças, importa entender os dois dados como diferentes e complementares. Nenhum tem o direito de se impor aos demais; devem existir como diferentes e serem aceitos como tais. Aplicadas estas reflexões ao tema da família e da sexualidade devemos dizer: importa respeitar as diferenças, identificar os elementos comuns e aprender a conviver com distintas morais e formas de família e de sexualidade. Mas sob uma condição: todas devem tratar humanamente o ser humano, nunca fazê-lo objeto, mas um ser autônomo com valor em si mesmo. A partir daí estabelecer o diálogo, fazer as críticas e ver como podemos todos nos tratar humanamente, com amor e respeito, de forma que possamos sempre sermos melhores.

Espiritualidade dez Escritor, compositor e intérprete de músicas

V

amos, venhamos e convenhamos, não há ser humano capaz de espiritualidade nota dez em nenhuma religião do mundo. Nem mesmo os que oram oito ou dez horas por dia atingem esse grau de espiritualidade, porque isso não consiste em apenas rezar muito. As muitas dimensões da espiritualidade estão descritas por Paulo na Carta aos Efésios. A pessoa Deveriam que alargar seu mergulha interior, na vida ampliar-se e espiritual expandir-se não corta para conhecer a os laços melhor altura, a com o profundidade, mundo o comprimento e com e a largura outros do mistério crentes da fé cristã. Depois disso passariam a compreender o que conheceram. É assim a espiritualidade: é abrangência. Fechar-se num grupismo estilo redoma que não se abre para outros iluminados é tudo, menos espiritualidade sadia. A pessoa que mergulha na vida espiritual não corta os laços com o mundo e com outros crentes; não despreza

PE. ZEZINHO a matéria, mas não se prende a ela; nem sempre se supera, mas não se desespera. Ela tem graça suficiente para sair do seu limite. A pessoa rica de espiritualidade não finge santidade, nem amacia a voz, nem entorna a cabeça para parecer meiga e santa. Não se minimiza, mas não se supervaloriza. Para o crente que mergulhou na contemplação de Deus e de sua obra, o que é, é! Tudo é encarado como realidade. Mas ele crê que há realidades superiores àquilo que se vê e se toca. A pessoa que atingiu um adequado grau de espiritualidade, digamos que na escala de valores de um a dez, tivesse chegado a cinco, é pessoa desprendida, madura, serena, forte. A pessoa nota zero ou dois em espiritualidade, agarra-se ao material, ao muito dinheiro, ao efêmero que compensa e dele faz sua finalidade precípua. Pessoa rica em espiritualidade não busca maisvalia e nem pensa nas próprias vantagens; vive mais para os outros do que para si; é cheia de alteridade. Se alguém tiver que ser sacrificado ou sofrer, sofre ela; se preciso, se coloca por último e jamais se imagina número um. Santidade talvez seja isso!


CORREIO RIOGRANDENSE - Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

CR Saúde 7

“Não há espaço para complacência quando se trata de reduzir o consumo nocivo de álcool.” Oleg Chestnov, diretor-geral adjunto da OMS

ÁLCOOL

Mais de 3 milhões morrem anualmente C

erca de 3,3 milhões de pessoas morreram em 2012 em todo o mundo em consequência do consumo nocivo de álcool, o que equivale a 5,9% de todas as mortes, por causas que variaram desde o câncer até a violência, informou a Organização Mundial da Saúde (OMS). A proporção de óbitos associados ao álcool é superior à mortalidade ligada ao HIV (2,8%), à violência (0,9%) e à tuberculose (1,7%), segundo o Relatório Global sobre o Álcool e a Saúde 2014. “Precisamos fazer mais para proteger as populações das consequências negativas do consumo de álcool para a saúde”, disse o diretor-geral adjunto da OMS para as Doenças Não Transmissíveis e a Saúde Mental, Oleg Líder: cerveja representa 60% do consumo de álcool no Brasil

Consumo é mais elevado no Brasil Em nível global, a Europa é a região com o consumo de álcool per capita mais elevado. O relatório conclui que o nível de consumo tem-se mantido estável nos últimos cinco anos na Europa, na África e nas Américas, mas tem aumentado no Sudeste Asiático e no Pacífico Ocidental. O Brasil está acima da média mundial em consumo de bebidas alcoólicas. Segundo o levantamento, foram consumidos no país, em média, 8,7 litros de álcool per capita por ano, entre 2008 e 2010. E o volume diminuiu. Há dez anos, o consumo era de 9,8 litros. A média mundial calculada pela OMS é de 6,2 litros. Os dados consideram o público maior de 15 anos. A cerveja representa 60% do consumo de álcool no Brasil, segundo o estudo, que diagnosticou que os homens bebem três vezes mais do que as mulheres. Ao longo de um período de três anos, eles ingeriram, em média, 13,6 litros de álcool por ano, enquanto elas consumiram 4,2 litros. Em 2010, enquanto os casos de abuso de álcool chegaram a 11,1% das mulheres que bebem, entre os homens, este número quase chegou aos 30%. Segundo a pesquisa, no Brasil se perde em média cinco anos de vida devido ao consumo de bebidas alcoólicas. A OMS estabeleceu em 2011 a necessidade de ação intensiva para reduzir o consumo de álcool, considerado um dos quatro fatores de risco para a epidemia de doenças não transmissíveis – junto com tabaco, dieta desequilibrada e falta de exercício físico.

Marcelo Camargo/ABr/CR

Ingestão de bebida alcoólica provoca dependência, mas também aumenta o risco de mais de 200 doenças Chestnov. “Não há espaço para complacência quando se trata de reduzir o consumo nocivo de álcool”, completou. O consumo nocivo de álcool é definido pela OMS como o que causa consequências negativas para o consumidor, as pessoas que o rodeiam e a sociedade como um todo, assim como padrões de consumo associados ao aumento do risco de problemas de saúde. Segundo a organização, o consumo de álcool pode provocar dependência, mas também aumenta o risco de mais de 200 doenças, incluindo cirrose hepática e alguns tipos de câncer. O consumo nocivo pode ainda provocar violência e ferimentos, assim como a maior suscetibilida-

de dos consumidores a doenças infecciosas, como tuberculose e pneumonia, por exemplo. De acordo com o relatório, cada habitante do mundo com mais de 15 anos de idade consome, em média, 6,2 litros de álcool puro por ano. No entanto, 38,3% da população afirmam beber. Isso significa que aqueles que de fato bebem consomem, em média, 17 litros de álcool puro anualmente. “Constatamos que em todo o mundo 16% dos que se declaram consumidores de álcool têm episódios de consumo excessivo, que é o considerado mais prejudicial para a saúde”, explicou o diretor para a Saúde Mental e o Abuso de Drogas e Outras Substâncias da OMS, Shekhar Saxena.

Mais de R$ 130 bilhões em crédito para o segmento que gera mais de 50% dos empregos do país. Porque a confecção do Fábio precisava de uma mãozinha na hora de ampliar.

O Banco da Micro e Pequena Empresa. O Banco do Brasil é o melhor

parceiro de quem contribui para o desenvolvimento do país. São as melhores linhas de crédito e o melhor Gerenciador Financeiro da internet para os negócios que fazem o país inteiro ser melhor.

@bancodobrasil

/bancodobrasil

bb.com.br/mpe

Central de Atendimento BB 4004 0001 ou 0800 729 0001 Serviço de Atendimento ao Consumidor - SAC 0800 729 0722 Deficiente Auditivo ou de Fala 0800 729 0088 @bancodobrasil /bancodobrasil Ouvidoria BB 0800 729 5678 *Crédito sujeito a aprovação e ao atendimento das linhas de crédito.

Fábio Bogosian, empresário


CORREIO RIOGRANDENSE • Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

“Faça a caminhada com espírito de fé e devoção. Evite atitudes que não combinam com o objetivo da caminhada.” Dica dos organizadores da 135ª Romaria de Caravaggio

CR Reportagem 8

CARAVAGGIO

Romarias atraem milhares de fiéis A 135ª Romaria de Caravaggio, em Farroupilha, aguarda mais de 200 mil peregrinos

Cavalgada da fé: pré-romaria, realizada no dia 10 de maio, atraiu mais de 2.200 cavalarianos

Réplica: Cruz Peregrina entregue aos jovens no Bote Fé de 2013

Jovens levam Cruz a Caravaggio A mobilização da juventude católica da diocese de Caxias do Sul ganha mais um capítulo no sábado 24. É a 1ª Romaria da Juventude, que reunirá centenas de integrantes de movimentos, grupos e paróquias, em caminhada rumo ao santuário de Caravaggio, em Farroupilha. A organização é do setor Juventude da diocese, liderado pelo padre Rudinei Zorzo. A concentração será em frente ao shopping MartCenter, de

onde os jovens sairão às 5 horas, carregando a réplica da Cruz Peregrina. Desde o Bote Fé, ela está passando pelas 74 paróquias da diocese, permanecendo uma semana em cada local. Na rótula da RSC-453, em Farroupilha, haverá outra concentração, que partirá em direção a Caravaggio levando uma imagem de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro. Os grupos se encontrarão na av. dos Romeiros e seguirão juntos no largo do santuário.

venda definidos pelas empresas e nos dias da romaria na esplanada do santuário. Os romeiros encontrarão alimentos nos restaurantes de Caravaggio, no andar térreo da capela das confissões e nas tendas distribuídas em torno da praça. Tam-

bém estarão disponíveis serviços de saúde pública, limpeza, meios de comunicação e segurança em pontos estratégicos instalados ao longo do trajeto e na área do santuário. Para quem for de carro, são seis estacionamentos, com capacida-

de total de cerca de 8 mil vagas. Os ônibus ficarão na plataforma de embarque; um outro estacionamento, localizado próximo ao camelódromo, será destinado às vans e ônibus de turismo. Núncio - O santuário de Caravaggio reúne, todos os anos, milhares de pessoas humildes e anônimas, mas também grandes personalidades do mundo político, religioso, esportivo, artístico... Há dias, uma das presenças ilustres foi o técnico da Seleção Brasileira, Luiz Felipe Scolari, devoto há muitos anos de Nossa Senhora. Nas celebrações do final de semana, uma presença de renome será o núncio apostólico do Brasil, dom Giovanni D’Aniello, italiano, como dom Alessandro Ruffinoni, o atual bispo diocesano de Caxias do Sul. Dom Giovanni deverá estar na missa dos jovens, às 10h30 do sábado, e permanecerá no santuário ao longo do feriado. Pré-romarias - No domingo 18 encerrou a programação das préromarias, que iniciaram no dia 20 de abril. Foram oito no total. As mais tradicionais - a 21ª Cavalgada da Fé e a 36ª romaria dos Motociclistas - reuniram, respectivamente, cerca de 2.200 cavalarianos e 20 mil motoqueiros. Pref. Municipal Canela/Div./CR

circular às 6h30 e prosseguem até as 20 horas, nos sentidos CaxiasCaravaggio e Caravaggio-Caxias. Serão 100 ônibus em operação. A passagem custa R$ 7,35 e poderá ser adquirida com antecedência nas rodoviárias de Caxias do Sul e de Farroupilha, em pontos de ComMissão Jovem/Div./CR

Serviços - Para quem for de ônibus ao santuário ou realizar a caminhada a pé e desejar retornar de ônibus, os veículos começam a

Margô Segat/Div./CR

O

santuário diocesano de Caravaggio, em Farroupilha, está pronto para acolher os mais de 200 mil romeiros que deverão participar, de 24 a 26 de maio (feriado municipal em Caxias do Sul e Farroupilha), da 135ª Romaria de Nossa Senhora de Caravaggio. O reitor do santuário, padre Gilnei Fronza, destaca que a romaria está exigindo cada vez mais dos organizadores pelo crescente número de devotos, mas que o sentido maior está no acolhimento aos peregrinos. “Antes de tudo, a romaria é para homenagear Nossa Senhora de Caravaggio”. Nos três dias da romaria as missas serão celebradas às 6, 7, 9 e 10h30 (campal, seguida de procissão), 12, 13, 15 (campal), 16, 17 e 18 horas. Após cada missa, será dada a bênção aos objetos, das crianças e da saúde. E às 14 horas ocorre a reza do terço, com procissão e bênção com o Santíssimo Sacramento. Nos dias da romaria, das 8 às 17 horas, na capela das confissões haverá preparação comunitária com confissão individual, atendida por dezenas de sacerdotes.

Santuário de Paim celebra os 60 anos Também em Paim Filho (RS) a romaria de Caravaggio é destaque. Neste ano, a cidade celebra a 63ª Romaria de Caravaggio e, ao mesmo tempo, os 60 anos do santuário. As reflexões da novena, realizada de 16 a 24 de maio, sempre às 19h30; e da festa, 24 e 25 de maio, giram em torno do lema “Todos estavam reunidos num mesmo lugar, e com eles, Maria”. No dia 23, haverá missa sertaneja, transmitida pela TV Aparecida, e no dia 24, missa seguida de procissão luminosa. Após os dois eventos, show com a dupla Raiz e Sertão. Dia 25, missa de acolhida dos romeiros às 8 horas e, às 10 horas, missa solene da 63ª Romaria e dos 60 anos do santuário. E às 14 horas, bênção com o Santíssimo, da saúde, da família, das ervas medicinais e objetos religiosos.

Hortênsias: milhares de fiéis participam da maior festa da região

Canela aguarda 100 mil romeiros De 24 a 26 de maio, também a cidade de Canela, na Serra gaúcha, aguarda milhares de romeiros, que participarão da 54ª Romaria e festa em hora a Nossa Senhora de Caravaggio. O momento mais solene ocorre no dia 26, feriado municipal em honra à padroeira, com a romaria a pé. Os devotos partirão às 8h30 da segunda-feira, da catedral de pedra, e percorrerão sete quilômetros, até o Parque Saiqui, onde haverá solene missa campal, a

partir das 10h30, diante do Monumento da Prece. Diversas romarias precedem a festa do dia 26, como a dos cavalarianos (já realizada), a da juventude, no sábado 24, e a motorizada e dos motociclistas, no domingo 25, a partir das 9 horas, quando os veículos partem da catedral de pedra em direção ao Parque Saiqui. No local, já está em construção um grande santuário, no alto do moro, dedicado a Nossa Senhora de Caravaggio.


CORREIO RIOGRANDENSE - Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

“Um futebol que consegue o milagre de possuir o único rei que o mundo ainda respeita não pode ser vencido por ninguém.” Daily Mirror, jornal inglês, sobre Pelé e a seleção

CR Esportes 9

COPA DO MUNDO

O Brasil nas Copas

‘A taça do mundo é nossa’

1966

O tricampeonato veio em 1970, com a melhor seleção da história

D

xico, em 1970, tudo foi diferente. O Brasil montou o seu melhor time da história para faturar o melhor Mundial de todos os tempos. Pouco antes do início do torneio, o técnico João Saldanha foi afastado e substituído por Zagallo, que como jogador, já havia vencido as Copas de 1958 e 1962. E a equipe contava com Pelé, que disputava sua quarta Copa, Tostão, Clodoaldo, Jairzinho, Rivelino, Gerson, Carlos Alberto e outros craques. A campanha foi impecável seis jogos, seis vitórias, 19 gols a favor e sete contra. O gol de Pelé, contra a Itália, entrou para a história como o 100º da Seleção em

Copas do Mundo. O Brasil foi empolgante e arrasador. Pelé, aos 29 anos e em plena forma, seria o primeiro tricampeão mundial. Eleito o craque da Copa, faria três jogadas antológicas, beirando à genialidade: um chute do meio do campo, que encobriu o goleiro tcheco Viktor e passou raspando a trave; o drible de corpo sem bola e o chute de primeira que interceptou de um tiro de meta do goleiro uruguaio Mazurkiewicz. A Copa do México consagrou a música “Pra Frente, Brasil”, do compositor Miguel Gustavo. Os versos “Noventa milhões em ação/Pra frente, Brasil/Do

meu coração” foram cantados à exaustão, de norte a sul. Foi a primeira Copa transmitida ao vivo pela televisão. A taça Jules Rimet veio em definitivo para o Brasil, até ser roubada e derretida. Criada pelo escultor francês Abel Leffeur, media 30 cm de altura e pesava 4 quilos (1,8 kg de ouro puro). A seleção que conquistasse três Copas ficaria com ela para sempre, mas no dia 26 de dezembro de 1983 foi roubada da sede da CBF, no Rio. A atual - Taça Fifa - tem 36 cm de altura e 5 kg de ouro. Sua posse é transitória e os campeões recebem réplicas do troféu. Reprodução/CR

epois de conquistar o bicampeonato (na Suécia e no Chile), a Seleção Brasileira, que teria a chance de buscar o tricampeonato, em 1966, e garantir a posse definitiva da Taça Jules Rimet, foi para a Inglaterra sem uma equipe base. Poucas vezes se viu uma seleção tão desorganizada. Foram chamados 44 jogadores e nas três partidas que o Brasil disputou, 20 atletas foram utilizados. Como resultado da bagunça, a seleção canarinho fez feio naquela Copa e foi eliminada ainda na primeira fase, depois de uma vitória e duas derrotas. Mas na Copa seguinte, no Mé-

Tricampeões: Carlos Alberto, Félix, Piazza, Brito, Clodoaldo e Everaldo (de pé). Jairzinho, Gérson, Tostão, Pelé e Rivelino (agachados)

(Resultados) Brasil 2 x 0 Bulgária Brasil 1 x 3 Hungria Brasil 1 x 3 Portugal Colocação: 11º lugar

1970

Brasil 4 x 1 Tchecoslováquia Brasil 1 x 0 Inglaterra Brasil 3 x 2 Romênia Brasil 4 x 2 Peru Brasil 3 x 1 Uruguai Brasil 4 x 1 Itália Colocação: Tricampeão

Apenas oito países conquistaram título Nos 84 anos de disputa da Copa do Mundo, apenas 8 seleções se sagraram campeãs. O Brasil lidera, com cinco conquistas, seguido da Itália, com quatro, e Alemanha com três títulos. Sempre houve uma disputa muito acirrada, mas restrita apenas a dois blocos - os sul-americanos e os europeus. O velho continente leva pequena vantagem no geral, com 10 títulos contra 9 dos sul-americanos (veja tabela, abaixo), mas estes podem empatar a disputa, já que o Brasil é o grande favorito ao título, sem contar a Argentina, que também está muito bem cotada.

Campeões do mundo 1930 • Uruguai 1934 • Itália 1938 • Itália 1950 • Uruguai 1954 • Alemanha 1958 • Brasil 1962 • Brasil 1966 • Inglaterra 1970 • Brasil 1974 • Alemanha 1978 • Argentina 1982 • Itália 1986 • Argentina 1990 • Alemanha 1994 • Brasil 1998 • França 2002 • Brasil 2006 • Itália 2010 • Espanha


Marina Mattar, do Comitê Poupar da Copa de SP

CR 10

Espo

Em busca do hexa Convocados se apresentam no dia 26 de maio. Manifestações contra a Copa preocupam o governo

Alina Souza/Palácio Piratini/Div./CR

“A questão não é se vai ter Copa. Teremos Copa. Nosso objetivo é que a gente conquiste alguns direitos que a Copa ajudou a usurpar.”

CORREIO RIOGRANDENSE • C

Beira-Rio: Estádio do Internacional, em Porto Alegre, terá quatro jogos da primeira fase e um das oitavas de final. Tem capacidade para 50.267 torcedores

A

Seleção Brasileira, convocada pelo técnico Luiz Felipe Scolari, se apresenta no dia 26 de maio para a disputa da Copa do Mundo de 2014. Conforme a programação divulgada pela CBF, os jogadores se reunirão às 10 horas, no Aeroporto Internacional Tom Jobim (Galeão), no Rio de Janeiro, de onde a delegação segue para o Centro de Treinamento da Seleção, na Granja Comary, em Teresópolis (RJ). Nos três primeiros dias os jogadores serão submetidos a exames médicos. O primeiro treino será no dia 28. E no dia 1º de junho a delegação viajará para Goiânia, onde, no dia 3 de junho, no Serra Dourada, fará um amistoso contra o Panamá. O segundo amisto-

Copa do Mundo Brasil 2014

Cerca de 2,57 milhões de ingressos no total Venda ao público: 1.591.435 Brasileiros Resto mundo

65%

35%

1.041.418

Brasil EUA

12 estádios: 3,7 milhões de assentos

154.412

Austrália

40.681

Inglaterra

38.043

Colômbia

33.126

Fábio Rodrigues Pozzebom/ABr/CR

Fonte: FIFA

Descontentamento: milhares foram às ruas para criticar gastança

so está marcado para o dia 6 de junho, no Morumbi, em São Paulo, contra a Sérvia. Assim como acontecerá em dias de jogos da Copa do Mundo, nos dias dos dois amistosos a delegação retorna ao Rio no mesmo dia. O Brasil fará a abertura do Mundial em 12 de junho, às 17 horas, contra a Croácia, na Arena Corinthians, em São Paulo. Na semana passada, a CBF divulgou a relação dos 30 jogadores da Seleção Brasileira que podem ser inscritos na Copa. Como Felipão já havia anunciado os 23 que representarão o país, a novidade foram os sete que completam a lista exigida pela Fifa. Entre as sete opções, o técnico gaúcho incluiu o goleiro Diego Cavalieri

(Fluminense), os laterais Rafinha (Bayern) e Felipe Luis (Atlético de Madrid), o zagueiro Miranda (Atlético de Madrid), o volante Lucas Leiva (Liverpool), o meia Lucas (PSG) e o centroavante Alan Kardec (São Paulo). A lista final com os 23 nomes oficiais será enviada à Fifa até 2 de junho. Enquanto as seleções que vêm ao Brasil vão oficializando os locais onde irão se hospedar, alguns estádios ainda não estão totalmente prontos. É o caso da Arena Pantanal, de Cuiabá (MT); da Arena da Baixada, de Curitiba (PR); e da Arena Corinthians, em São Paulo (SP). Os outros estão concluídos, mas muitas obras, no entorno, ainda estão em andamento.

Greves e protestos contra Mundial sacodem o país Uma série de manifestações tomou conta das principais cidades do país na quinta 15, no Dia Mundial de Lutas Contra a Copa. Em São Paulo, a Polícia Militar utilizou bombas de gás lacrimogêneo para dispersar os protestos contra os gastos abusivos da Copa do Mundo. Organizada pelo Comitê Popular da Copa de São Paulo, a manifestação iniciou pacífica, mas se transformou em tumulto quando pessoas começaram a fazer pichações e depredar e invadir lojas. Os manifestantes atearam fogo em sacos de lixo, utilizando-os

como barricadas. Diversas pessoas ficaram feridas e pelo menos 20 foram presas. Segundo a PM, elas carregavam martelos e coquetéis molotov. Também ocorreram manifestações em Curitiba, Rio de Janeiro, Belo Horizonte, Porto Alegre e Fortaleza. Na região metropolitana do Recife, a greve de bombeiros e policiais militares deu origem a violentos saques e pânico na população. Os protestos continuaram nos dias seguintes em várias partes do país e poderão se repetir até o início da Copa e durante o Mundial. Para o Comitê Popular da Copa

de SP, a repressão dos protestos é mais uma prova da incapacidade do poder público de lidar com a livre expressão e do recrudescimento da violência estatal contra movimentos sociais e atos públicos. O comitê planeja novas ações para as próximas semanas. As manifestações são contra os gastos abusivos na construção e reforma dos estádios para a Copa e por mais investimentos em saúde, educação, transporte, segurança... Mesmo que o governo diga o contrário, os protestos das ruas são uma grande preocupação em Brasília.


ias do Sul, 21 de maio de 2014

ortes

11

CR

“O Brasil jogará em casa, com todo o apoio, e com muitas grandes figuras, mas estaremos preparados para lutar pela bola e também atacá-los.” Miguel Herrera, técnico do México

Brasil inicia Copa de olho nas oitavas

O

Brasil, no Grupo A, tem como adversários México, Croácia e Camarões. Pelo histórico de confrontos em Copas do Mundo, a seleção deverá encontrar poucas dificuldades na primeira fase. Nenhuma das três venceu ou sequer empatou com o Brasil em jogos do Mundial. Mas também foram poucos – três com o México e venceu todos, um contra a Croácia (1 x 0 em 2006); e um com Camarões (3 x 0 em 1994, nos EUA). Das três seleções, a Croácia

deverá impor a maior resistência. Ela vem para o Brasil com uma das melhores seleções depois da ótima campanha da Copa de 1998. Tem como craques Mandzukic e Modric, mas o primeiro não joga contra o Brasil, pois cumpre suspensão por ter sido expulso contra a Islândia, na repescagem. A seleção mexicana é a mais fraca das últimas décadas e quase ficou de fora nas Eliminatórias. Entre os convocados de Miguel Herrera, que havia ameaçado cha-

mar só jogadores que atuam no México, o destaque é Javier Hernández, o Chicharito, que atua no Manchester United. Camarões, treinada pelo alemão Volker Finke, vem com 15 jogadores que atuaram na Copa de 2010. O destaque é Samuel Eto’o, do Chelsea. Mas os “leões indomáveis” são uma incógnita. Os problemas para o Brasil deverão iniciar nas oitavas, quando as prováveis adversárias serão Holanda ou Espanha.

Sete brasileiros em outras seleções Especialistas em futebol afirmam que o Brasil poderia convocar quatro seleções com condições de disputar a Copa do Mundo. Exageros à parte, além dos 23 jogadores chamados pelo técnico Felipão, outros sete atletas brasileiros estarão em ação no Mundial, mas defendendo as cores de outros cinco países. A Itália convocou Rômulo, um gaúcho de Cerrito, que pas-

sou por Caxias e Juventude, e o paulista Thiago Motta; a Croácia conta com o baiano Jorge Sammir e o carioca Eduardo da Silva; a Espanha, com o sergipano Diego Costa; o Chile com o carioca Marcos González; e Portugal convocou o alagoano Pepe, que atua no Real Madrid. Como eles nunca jogaram pela seleção brasileira e se naturalizaram, a Fifa permite que atuem por outro país.

Calendário da Copa do Mundo 2014 GRUPO Brasil Croácia México Camarões

GRUPO

GRUPO

Espanha Holanda Chile Austrália

Colômbia Grécia Costa do Marfim Japão

GRUPO

Uruguai Costa Rica Inglaterra Itália

Suíça Equador França Honduras

GRUPO

GRUPO

Argentina

Alemanha Portugal Gana

Bósnia H.

Irã Nigéria

EUA

GRUPO Bélgica Argélia Rússia Coreia do Sul

12 de junho - São Paulo Brasil x Croácia

13 de junho - Cuiabá Chile x Austrália

14 de junho - Belo Horizonte Colômbia x Grécia

14 de junho - Fortaleza Uruguai x Costa Rica

15 de junho - Brasília Suíça x Equador

15 de junho - Rio de Janeiro Argentina x Bósnia H.

16 de junho - Natal Alemanha x Portugal

17 de junho - Belo Horizonte Bélgica x Argélia

13 de junho - Natal México x Camarões

13 de junho - Salvador

14 de junho - Recife Costa do Marfim x Japão

14 de junho - Manaus Inglaterra x Itália

15 de junho - Porto Alegre França x Honduras

16 de junho - Curitiba Irã x Nigéria

16 de junho - Salvador

Espanha x Holanda

Gana x EUA

17 de junho - Cuiabá Rússia x Coreia do Sul

17 de junho - Fortaleza Brasil x México

18 de junho - Porto Alegre Holanda x Austrália

19 de junho - Brasília Colômbia x C. do Marfim

19 de junho - São Paulo Uruguai x Inglaterra

20 de junho - Curitiba Equador x Honduras

21 de junho - Belo Horizonte Argentina x Irã

21 de junho - Fortaleza Alemanha x Gana

22 de junho - Porto Alegre Argélia x Coreia do Sul

18 de junho - Manaus Croácia x Camarões

18 de junho - Rio de Janeiro Espanha x Chile

19 de junho - Natal Grécia x Japão

20 de junho - Recife Costa Rica x Itália

20 de junho - Salvador

Suíça x França

21 de junho - Cuiabá Bósnia H. x Nigéria

22 de junho - Manaus Portugal x EUA

22 de junho - Rio de Janeiro Bélgica x Rússia

23 de junho - Brasília Brasil x Camarões

23 de junho - Curitiba Espanha x Austrália

24 de junho - Cuiabá Colômbia x Japão

24 de junho - Belo Horizonte Costa Rica x Inglaterra

25 de junho - Manaus Suíça x Honduras

25 de junho - Porto Alegre Argentina x Nigéria

26 de junho - Brasília Portugal x Gana

26 de junho - Curitiba Argélia x Rússia

23 de junho - Recife Croácia x México

23 de junho - São Paulo Holanda x Chile

24 de junho - Fortaleza Grécia x C. do Marfim

24 de junho - Natal Uruguai x Itália

25 de junho - Rio de Janeiro Equador x França

25 de junho - Salvador

26 de junho - Recife Alemanha x EUA

26 de junho - São Paulo Bélgica x Coreia do Sul

OITAVAS DE FINAL

Bósnia H. x Irã

OITAVAS DE FINAL

28 de junho

QUARTAS DE FINAL

QUARTAS DE FINAL

29 de junho

Primeiro A x Segundo B Belo Horizonte

4 de julho

5 de julho

Primeiro B x Segundo A Fortaleza

Fortaleza

Salvador

28 de junho Primeiro C x Segundo D Rio de Janeiro

30 de junho Primeiro E x Segundo F Brasília

30 de junho paz pizarro

GRUPO

Primeiro G x Segundo H Porto Alegre

4 de julho Rio de Janeiro

SEMIFINAIS

FINAL

SEMIFINAIS

8 de julho

13 de julho

9 de julho

Belo Horizonte

Maracanã, Rio de Janeiro

São Paulo

12 de julho Partida pelo 3º lugar

Brasília

29 de junho Primeiro D x Segundo C Recife

1 de julho 5 de julho Brasília

Primeiro F x Segundo E São Paulo

1 de julho Primeiro H x Segundo G Salvador


CORREIO RIOGRANDENSE • Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

“Vinho não é só um produto comercial; na cadeia do vinho temos história, cultura, tradição e sucessão secular de famílias.” Tarso Genro, governador do RS

CR Agricultura 12

DIA DO VINHO

Números consolidam o evento no RS Quinta edição terá a participação de 13 municípios e mais de 200 empreendimentos envolvidos Caco Argemi/PP/Divulgação/Correio Riograndense

A

programação do Dia do Vinho chega neste ano com números expressivos, demonstrando engajamento pela celebração da cultura do vinho no Rio Grande do Sul. A partir da sexta dia 23, até 1º de junho, estão agendados 56 eventos, com a participação de 214 empreendimentos e atividades alusivas ao tema. Entre eles, constam 70 vinícolas oferecendo descontos de até 50% em seus produtos, seis agências de viagens com ofertas de passeios exclusivos, 50 restaurantes com promoções e refeições especiais e 32 hotéis com pacotes e atividades relacionadas à data. O lançamento estadual foi realizado na terça 13, no Galpão Crioulo do Palácio Piratini, com a presença do governador, Tarso Genro. “Vinho não é só um produto comercial e um processo econômico; na cadeia do vinho temos história, cultura, tradição e a sucessão secular de famílias”, declarou Tarso na abertura do evento.

Galpão Crioulo: Tarso Genro lança o Dia do Vinho em evento que reuniu cerca de 100 pessoas Promovido pelo Instituto Brasileiro do Vinho (Ibravin) e pelo Sindicato dos Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares Região Uva e Vinho (SHRBS), o mote

IBIAÇÁ

da edição deste ano é “Vem aí o Dia do Vinho. Uma semana de programação especial na região Uva e Vinho e Campanha Gaúcha”. Os municípios de Antônio

Prado, Bento Gonçalves, Caxias do Sul, Farroupilha, Flores da Cunha, Garibaldi, Monte Belo do Sul e Pinto Bandeira, além de quatro cidades da Campanha

QUEIJO SERRANO

Div./CR

Alimentação: participantes elaboram receitas à base de peixes

Rejane Paludo/Div./CR

entre outros. “Com essas atividades estamos buscando envolver toda a família rural, com foco na produção e no aproveitamento do pescado na alimentação”, explicou a extensionista da Emater de Ibiaçá, Lisiana Rosa Carra. O programa de Apoio ao Desenvolvimento da Piscicultura assiste a 16 produtores, com 32 tanques e uma área alagada de 6,5 hectares, segundo o técnico Amauri Marmentini. “As metas são reformar e adequar os açudes, capacitar os produtores em criação e processamento, construir ou fazer parcerias com abatedouros e buscar mercado”, conclui.

Avaliação: 47 queijos de 13 cidades do RS e de SC participaram

Concurso valoriza a produção Pela primeira vez, uma atividade realizada há mais de 200 anos é vedete de concurso. Trata-se do Concurso Regional do Queijo Artesanal Serrano, que avaliou 10 queijos de seis municípios de SC (Capão Alto, São José do Cerrito, Bocaina do Sul, Painel, Ponte Alta e São Joaquim) e 37 de sete municípios do RS (São Francisco de Paula, São José dos Ausentes, Cambará do Sul, Jaquirana, Muitos Capões, Bom Jesus e Monte Alegre dos Campos). “Como são artesanais, são 47 queijos diferentes, cada um com um padrão de qualidade próprio”, salientou o veterinário da Emater/RS, João da Luz. Os queijos foram avaliados por uma comissão composta por jurados da Emater e da Epagri. Eles escolheram os melhores queijos

Concurso - Durante o Dia do Vinho será divulgado o concurso cultural Beba Com Descontração. A plataforma está disponível no site www.bebacomdescontracao. com.br. Os participantes são convidados a escrever uma frase que responda a pergunta: o que é para você beber com descontração os vinhos do Brasil? Após, deve selecionar uma foto de uma lista prédeterminada ou enviar a própria imagem que ilustre a frase criada. Os melhores conjuntos de frase e foto serão avaliados por uma comissão julgadora e as cinco vencedoras serão premiadas com viagens com acompanhante para a Serra gaúcha com hospedagem, passeios turísticos, visitas a vinícolas, além de almoços e jantares harmonizados com vinhos brasileiros.

MERCOLÁCTEA

Curso ensina a aproveitar pescado O município de Ibiaçá (RS), que conta com 70 piscicultores, implantou o programa de Apoio ao Desenvolvimento da Piscicultura. Com isso, a Emater desenvolve cursos de aproveitamento de pescado. A comunidade Santa Terezinha recebeu o curso no início deste mês. A atividade contou com a participação de 20 pessoas. Na propriedade de Almeiri e Aldacira Biondo, os extensionistas da Emater mostraram como fazer a despesca, o abate e a filetagem dos peixes. Após, foram elaborados pratos à base de peixes, como lasanha, croquete, salpicão, peixes fritos e na grelha,

Gaúcha, integram as ações. Porto Alegre também adere à série de eventos, com a realização da Feira do Vinho, entre os dias 28 de maio e 1º de junho, na Usina do Gasômetro.

artesanais serranos com base em cinco critérios: apresentação, coloração, textura, consistência e sabor e aroma. Os três primeiros classificados foram: Rafael dos Santos Medeiros, de Bom Jesus (RS), em 1º lugar; Ilda de Oliveira Corrêa, de São José do Cerrito (SC), em 2º lugar, e Antônia Vieira, de São José dos Ausentes (RS), em 3º lugar. Outra avaliação foi feita pelo público da Festa do Pinhão, de Muitos Capões, que foi convidado a degustar os queijos e dar sua nota. O mais saboroso, na avaliação popular, foi o da produtora Rovena Vergulina, de São Joaquim (SC). “Esse prêmio é reconhecimento pelo trabalho de 16 anos, que vem de família”, afirma Ilda Corrêa, que produz até dez quilos de queijo por dia.

Evento reúne a cadeia produtiva A Marcoláctea abre nesta quinta 22 e segue até domingo 25, no Parque de Exposições Tancredo Neves, em Chapecó (SC). A Expomerco, exposição e feira anual de gado, fará parte, a partir deste ano, da Mercoláctea. O foco desta edição é a automação rural. A feira técnica receberá 12 mil pessoas. Os eventos pecuários reunirão 2 mil animais.

MÁQUINA AGRÍCOLA

Dilma veta o fim do emplacamento A presidente Dilma Rousseff vetou o projeto de lei que previa o fim do licenciamento e emplacamento de máquinas agrícolas. O projeto havia sido aprovado na Câmara e no Senado. O preço médio do emplacamento é estimado entre R$ 500 e R$ 1 mil por máquina, no RS, o que pode aumentar conforme valor do maquinário. Agora caberá ao Congresso apreciar o veto. Se for derrubado, a lei passa a valer; caso contrário, a matéria volta à estaca zero e a partir de janeiro de 2015 a obrigatoriedade do registro e licenciamento entra em vigor.


CORREIO RIOGRANDENSE • Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

“O prazer da comida é o único que, desfrutado com moderação, não acaba por cansar.” Anthelme Brillat-Savarin (1755-1826), gastrônomo francês

CR Culinária 13

Semente vai à mesa em pratos diversos Modo de preparar: Moa os pinhões. Em seguida misture com os ovos, o trigo e o leite. À parte refogue os temperos, o camarão, o sal e os tomates. Coloque o recheio sobre a massa, enrolando-a. Cubra as panquecas com o molho de Modo de preparar: Passe os pinhões, a massa de tomate e o queijo. Se desejar, cebola e o alho no liquidificador, mistu- coloque um pouco no forno para gratinar. rando um pouco de água. Coloque os ingredientes já triturados, o caldo de carne • PICADINHO Ingredientes: Pinhões cozidos, carne e o limão em uma panela com o restante da água, mexendo sempre. Se o caldo fi- em cubinhos, cebola, alho, pimenta, sal car muito grosso, acrescente mais água. e cheiro-verde.

• SOPA DE CREME Ingredientes: 1 xícara de pinhão cru, 1 litro de água, 1 cubinho de caldo de carne, algumas gotas de limão, cebola e alho a gosto.

Modo de preparar: Refogue todos os temperos e coloque a carne, junte os pinhões cortados em rodelas finas e acresModo de preparar: Cozinhe os pi- cente um pouco de água, deixando-os nhões em água e sal. Descasque-os, cozinhar. mantendo-os inteiros. Em seguida, enrole cada pinhão em uma fatia de bacon • PINHÃO AO MOLHO BRANCO Ingredientes: pinhões cozidos, 1 cocortada bem fina, prendendo-a com um palito. Frite até dourar, servindo-os ain- lher de manteiga, 2 colheres de farinha de trigo, 1 xícara de leite, sal. da quentes. Modo de preparar: Refogue alguns pinhões cozidos cortados em rodelas • SUFLÊ Ingredientes: 2 xícaras de pinhão cozi- finas. À parte, faz-se um molho branco do, 1 xícara de leite, 3 ovos, 1 cebola, 3 com a manteiga e o sal, engrossando colheres de queijo ralado, 2 colheres de com a farinha de trigo. Acrescente finalfarinha de trigo, 1 colher de margarina, mente o refogado de pinhões. sal, pimenta e tempero-verde a gosto. • BOM-BOCADO Modo de preparar. Frite na margarina Ingredientes: 1 xícara de pinhão cru, 2 a cebola bem picadinha e o tempero- xícaras de leite, 4 ovos, 10 colheres de verde. Acrescente os pinhões cortados açúcar, 1 colher de farinha de trigo, 2 em rodelas, deixando refogar. À parte, colheres de manteiga. misture o leite, a farinha de trigo, as geModo de preparar: Moa os pinhões no mas, o sal e a pimenta. Junte aos poucos todos os ingredientes, acrescentando por liquidificador, misture todos os ingreúltimo o queijo. Deixe esfriar e junte as dientes e despeje em forminhas untadas, três claras batidas em neve. Coloque em assando em forno moderado. uma forma refratária, assando em fogo • PUDIM moderado. Ingredientes: 2 xícaras de pinhão cru, 2 1/2 xícaras de açúcar, 3/4 de xícara de • PANQUECAS Ingredientes: 4 colheres de pinhão cru, rum, 1/2 xícara de passas, 3 xícaras de 6 colheres de trigo, uma xícara de leite, leite, 5 ovos, 1 colher de margarina. 2 ovos, 300 gramas de camarão, tomate, Modo de preparar: Moa os pinhões no alho, pimenta, cebola, tempero verde, liquidificador. Deixe as passas de molho queijo ralado, massa de tomate.

Fotos Divulgação/Correio Riograndense

PINHÃO

Além do consumo in natura, alimento integra receitas simples, doces e salgadas, renovando o cardápio

• APERITIVOS Ingredientes: pinhão, bacon, sal.

• CROQUETES Ingredientes: 2 xícaras de pinhão cru, 1 ovo, carne moída, farinha de trigo, leite, farinha de pão, sal e cheiro-verde a gosto. Modo de preparar:

Moa os pinhões no liquidificador. Junte a carne, a farinha de trigo, o leite, o sal e os temperos. Amasse até soltar das mãos. Passe no ovo e na farinha de pão, fritando-os em seguida.

no rum. Misture, batendo bem, todos os ingredientes, acrescentando finalmente as passas. Caramele uma forma de pudim, despejando a massa. Leve ao forno por aproximadamente uma hora. Assar em banho-maria. • BOLO

Ingredientes: 1 xícara de pinhão cru, 2 xícaras de açúcar, 2 xícaras de farinha de trigo, 1 xícara de maisena, 1 xícara de leite, 3 colheres de margarina, 4 ovos, 1 colher de fermento em pó. Modo de preparar: Moa os pinhões,

bata bem as gemas, a margarina e o açúcar. Peneire e acrescente a farinha de trigo, a maisena e o pinhão, juntando-se a massa alternadamente com o leite. Por último acrescente as claras em neve e o fermento. Asse em forno bem quente. • ARROZ

Ingredientes: legumes de sua preferência, 800 ml de água, 2 cebolas picadas, 1 colher (sopa) de óleo, 3 dentes de alho amassados, 400 gramas de linguiça fina e defumada, 2 tomates picados, temperos a gosto, 600 g de pinhão cozido e cortado em rodelas, 3 xícaras (chá) de arroz branco, 1 pimentão picado, 100 g de queijo parmesão ralado, 100 g de rúcula, ½ molho de tempero-verde picado, sal e 3 colheres (sopa) de requeijão. Modo de preparar: Cozinhe os legumes de sua preferência, como cenoura, chuchu, abobrinha etc. na água, até desmancharem. Em separado, refogue a

cebola com o óleo. A seguir, acrescente os dentes de alho amassados e a linguiça fina defumada cortada em rodelas, deixando no fogo por alguns minutos até fritar a linguiça. Acrescente então o tomate, os temperos a gosto, o pinhão e misture. Coloque, em seguida, o arroz branco, acrescentando junto o caldo de legumes e deixe cozinhar, por 15 minutos. Coloque o pimentão, o queijo parmesão ralado, a rúcula, o tempero-verde picado e sal a gosto. Despeje o requeijão e misture. • PASTEL

Ingredientes: Pinhão cozido e moído, linguiça colonial, 1 cebola grande, 1 colher (sopa) de óleo, cebolinha, salsa e sal a gosto. Modo de preparar: Pinhão já deve estar cozido. Para preparar o recheio, tire o pinhão da casca. Após, moa todo pinhão. Refogue uma cebola grande, já picada, em panela com óleo. Depois, acrescente a linguiça colonial, também picada, na panela. Dê uma refogada também na linguiça. Acrescente o pinhão moído e cozido na panela e deixe fritar. Tempere com a quantidade de sal que desejar. Tempere com salsa e cebolinha a gosto. Mexa bem para não grudar na panela. Fique mexendo por uns dez minutos. Após, deixe esfriar o recheio. Pegue massa para fazer pastel (pode comprar pronta). Passe um pouco de água nas pontas da massa do pastel. Acrescente duas colheres de recheio no centro da massa. Feche a massa, passe o rolinho para fechar bem as bordas da massa e frite.


CORREIO RIOGRANDENSE - Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

CR Geral 14

“Pelo consumo desenfreado, o Planeta leva um ano e meio para recuperar o que dele retiramos ao longo de um ano.” Leonardo Boff

Panorama

Para Boff, a ecologia é a resposta à crise global da humanidade

Div./CR

VILA MARIA

Gastronomia: atração do 8º Filó

Filó valoriza a cultura italiana Com o objetivo de resgatar a cultura italiana foi realizado, na comunidade de São José, em Vila Maria (RS), o 8º Filó Italiano. O evento, realizado dia 10 de maio, reuniu cerca de 400 pessoas das comunidades e municípios da região. Apresentações artísticas, danças e culinária típica foram atrações do encontro.

Claiton Stumpf/Div./CR

A

utor de mais de 60 livros nas áreas de teologia, ecologia, filosofia, espiritualidade, antropologia e mística, o filósofo e teólogo Leonardo Boff, que também é colunista do CR, esteve em Caxias do Sul palestrando sobre o tema “Seres humanos e o Planeta: a mística do cuidado”. A convite da deputada Marisa Formolo, que preside a Frente Parlamentar em Defesa da Agricultura Ecológica, na Assembleia Legislativa, Boff realizou duas palestras - no teatro da Faculdade Murialdo (lotado por quase 600 pessoas), na terça 13, e no Centro Diocesano de Pastoral, na quarta 14. Boff apresentou muitos dados sobre as ameaças que pairam sobre o planeta e as formas possíveis para mudar esse cenário. Segundo ele, temos duas graves ameaças que pesam sobre a Terra e que podem significar o fim da nossa espécie – as armas químicas, biológicas e nucleares e o aquecimento global. “Estamos nos limites da Terra, isto é, o planeta precisa de um ano e meio para repor o que lhe é tirado em um ano”. Para o teólogo, a Terra perdeu seu centro de equilíbrio, caminha lentamente para a agonia. Conforme Boff, assim como o corpo humano reage às doenças com a febre, a Terra reage aos danos que lhe são causados com o aquecimento global. “Estamos destruindo a base da vida e correndo um perigoso risco de dese-

Palestra: Marisa Formolo (E), Boff e padre Joacir Della Giustina quilíbrio planetário, com possibilidade de danos irreversíveis”. Ao descrever o cenário dramático que ameaça nossa Mãe Terra, Boff destacou que o objetivo de sua palestra não é fazer um discurso alarmista, mas um alerta para que haja uma mudança de comportamento. Para Boff, há duas atitudes para enfrentar isso - a sustentabilidade e o cuidado. Como sustentabilidade, Boff entende a criação de meios que permitam que todos possam existir, se reproduzir e coevoluir. Ou seja, garantir que a Terra mantenha um modo sustentável de vida. Quanto ao cuidado, Boff destaca a necessidade de trabalhar

com o coração. “A essência do humano é o cuidado. Somos filhos do cuidado. O cuidado é um imperativo categórico”. Sem ele, afirma o palestrante, a semente não brota, não garantimos a sustentabilidade. “Ou fazemos um pacto mundial pelo cuidado da Terra ou então veremos a sua destruição”. Em síntese, ou mudamos ou morremos. Boff destacou que vivemos uma crise de civilização. A crise purifica, faz recomeçar. “Precisamos buscar novas alternativas, uma nova mentalidade, um coração novo. Se não posso mudar o mundo, posso mudar esse pedaço de mundo que sou eu mesmo e posso recomeçar”, concluiu.

Rasip Alimentos completa 35 anos A Rasip Alimentos, de Vacaria, completou 35 anos de atividades na quinta 15. A data foi comemorada com atividades culturais e comunitárias, começando com um almoço de confraternização com seus 800 funcionários. Para envolver famílias e comunidade, a empresa lançou uma ação cultural voltada aos filhos dos funcionários e integrantes do programa Florescer de Vacaria. A ideia é premiar a criatividade dos participantes na forma de representação do aniversário da Rasip. Trabalhos selecionados farão parte de um calendáRaul Randon: idealizador da Rasip rio comemorativo para 2015.

Guilherme Jordani/Div./CR

A mística do cuidado

Empresa investe em frutas, mudas e lácteos Fundada em 1979 pelo em- des viníferas destinadas à fabripresário Raul Randon, a Rasip cação do vinho RAR e é pioneifoca suas atividades de negócios ra e líder no mercado brasileiro na produção de frutas, mudas na produção do queijo tipo grafrutíferas e produtos lácteos. É na Gran Formaggio e seus deriuma das maiores produtoras de vados; creme de leite, manteiga maçãs do país, cultiva varieda- e queijo ralado. Vinic. Perini/Div./CR

ECOLOGIA

Campanha: rolhas colecionáveis

Vinícola Perini Para instigar o consumidor, a Vinícola Perini está promovendo um concurso cultural envolvendo uma de suas linhas mais tradicionais e premiadas: a Casa Perini. A vinícola escolherá 10 frases originais e criativas que irão figurar nas novas rolhas colecionáveis da linha. Os autores também terão seus nomes gravados nas rolhas. Regulamento no site http://migre.me/j7nfy. As frases devem ser enviadas até 31 de maio para o e-mail rolhascolecionaveis@vinicolaperini.com.br. Lucro do Banrisul O lucro líquido alcançado pelo Banrisul no primeiro trimestre de 2014 somou R$ 77,8 milhões e o lucro líquido ajustado foi de R$ 137,9 milhões. A carteira de crédito ampliada atingiu saldo de R$ 28,4 bilhões em março, incremento de 10,7% comparado com março de 2013. O crédito rural agregou R$ 550,5 milhões, incremento de 30,5% em relação ao 1º trimestre do ano passado.

CDL Caxias/Pescar Estão abertas até 30 de maio as inscrições para o curso gratuito de iniciação profissional em Operações para o Comércio, da Câmara de Dirigentes Lojistas de Caxias. Poderão inscrever-se para a 4ª turma do Projeto Pescar jovens de ambos os sexos, com idades entre 16 e 19 anos. Informações (54) 3209.9977, ramal 1114, ou pelo e-mail luciani@cdlcaxias.com.br. Fundação Caxias Para marcar a passagem dos 45 anos de existência, a Fundação Caxias apresenta nova identidade visual. O logotipo foi desenvolvido pela agência de comunicação Ative e representa o engajamento de diversas pessoas, empresas e entidades na centralização e distribuição de donativos. Vendas em queda As exportações do Rio Grande do Sul caíram 8% no primeiro trimestre de 2014, comparado com igual período do ano passado. As vendas alcançaram US$ 3,25 bilhões. Conforme dados da Fiergs, pesaram negativamente o desempenho ruim de produtos básicos (queda de 42,4%, especialmente milho, trigo e tabaco) e da indústria (-0,9%).


CORREIO RIOGRANDENSE • Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

CR Editais 15

LOTERIA FEDERAL 17/05/2014 1º .............................77.209 2º .............................62.259 3º .............................65.168 4º .............................15.397 5º .............................11.453 QUINA Concurso 3486 07 - 09 - 46 - 53 - 76 Concurso 3487 04 - 08 - 41 - 76 - 79 Concurso 3488 01 - 10 - 36 - 46 - 80 Concurso 3489 01 - 02 - 07 - 23 - 61 Concurso 3490 25 - 28 - 35 - 54 - 69 Concurso 3491 09 - 32 - 54 - 55 - 75 LOTOFÁCIL Concurso 1054 02 - 03 - 04 - 05 - 06 09 - 12 - 13 - 15 -16 17 - 18 - 20 - 24 - 25 Concurso 1055 01 - 02 - 03 - 07 - 08 09 - 10 - 12 - 13 - 14 18 - 22 - 23 - 24 - 25 Concurso 1056 02 - 04 - 05 - 06 - 08 09 - 10 - 11 - 14 - 15 18 - 19 - 21 - 22 - 23 MEGA-SENA Concurso 1599 03 - 10 - 15 - 35 - 36 - 58 Concurso 1600 09 - 23 - 32 - 35 - 46 - 57 LOTOMANIA Concurso 1452 03 - 08 - 09 - 11 - 19 - 20 - 28 35 - 40 - 48 - 49 - 56 - 59 - 69 70 - 84 - 85 - 90 - 94 - 95

CAXIAS DO SUL

Coluna do Agente

A

Curso de Teologia a Distância

lertamos a todos os interessados em realizar o Curso de Teologia a Distância, oferecido pelo Correio Riograndense e pela Estef, que ainda poderão inscrever-se se, por algum motivo ou dúvida, ainda não o fizeram. Mas a data limite da inscrição é 30 de maio. Neste ano, os temas são Evangelho de Mateus (9/4 a 18/6); Eclesiologia - a Casa da Igreja (25/6 a 03/9) e Família (10/9 a 19/11). As inscrições devem ser feitas pelo e-mail extensao@estef.edu. br, pelo fax (51) 3217.4567 ou pelo correio (Estef, Rua Tomaz Edson, 212, CEP 90640-000 Porto Alegre-RS). Não é preciso ter participado das edições anteriores

do curso. Para participar, é necessário ser assinante ou ter acesso ao CR. Existe um prazo limite para o envio (à Estef) das respostas de cada módulo. Do primeiro, que está sendo publicado, a data é 29 de agosto. Nas respostas, deve constar o mesmo nome dado na inscrição. Dúvidas a respeito do curso, com a própria Estef.

Pratal S/A

Vêneto e Jardim Teresópolis. A área, de 362m², será ocupada pela Associação Literária São Boaventura, de Caxias, cujos trabalhos assistenciais são coordenados pelo frei Jaime Bettega, que fará no local um Centro de Atendimento aos Idosos.

ASSEMBLEIA GERAL ORDINÁRIA

SOCIEDADE DO CEMITÉRIO COMUNITÁRIO DO DESVIO RIZZO Convidamos os Senhores Associados a se reunirem em Assembleia Geral Ordinária, na sala das capelas, no dia 31 de maio de 2014, às 15h. Ordem do dia: 1) Prestação de contas dos anos 2013 e 2014; 2) Eleição da nova diretoria; 3) Assuntos gerais. A Direção. Caxias do Sul, 21 de maio de 2014.

CASAMENTOS

REGISTRO CIVIL DE ANA RECH - CAXIAS DO SUL-RS BR116, km 147, nº 15.999 - CEP 95059-520 Caxias do Sul-RS - Fone: (54) 3238.1111 Cláudio Klering - oficial Emerson Roberto Klering - oficial substituto Comunica que pretendem contrair matrimônio as seguintes pessoas: EDITAIS: 6084/067 até 6087/070 1 - JOHNATAN KOPPE E FRANCIELE VELHO. 2 - JÔNATHAN FOGAÇA DOS SANTOS E PÂMELA THAÍS SIQUEIRA. 3 - AMÂNDIO ALVES MACIEL E MARIA CLEMAIR SOUSA. 4 - RODRIGO DOS SANTOS GOMES E ADRIANA ANDRÉIA SCHMITZ ENS. Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o no prazo e na forma da lei. Caxias do Sul, 14 de maio de 2014

Rua Alfredo Chaves, nº 557 - Fone: 3221.7645 CARLOS ALBERTO FRAINER - Registrador PELO REGISTRO CIVIL DE PESSOAS NATURAIS E DE INTERDIÇÕES E TUTELAS DA 2ª ZONA DESTA CIDADE, HABILITARAM-SE PARA CASAR AS SEGUINTES PESSOAS: Editais nº 31.535 á 31.543 - JASON DA SILVA E DAIANE MOREIRA DA SILVA - ROBERTO BRANDÃO BECK E BRUNA MINHOS GOMES - SAMUEL BOEIRA MACHADO E BRUNA FERNANDES LOPES - JÁDER GUSTAVO DECÓ E CHAIANE VARGAS - PAULO RICARDO NUNES E ELAINE SOARES DE AGUIAR - ALEXANDRE DE LIMA TORRES E ANA MARIA TOLOMINI DA LUZ - GIULIANO BARBOSA HOMEM E ANNELISE LOURDES LOVISON - JOHNATAN SANTOS DE CAMARGO E JANETE FERREIRA SILVA - RAFAEL FEITOSA VIANA E KIMBERLI DOS SANTOS Caxias do Sul, 19 de maio de 2014

REPÚBLICA FEDERATIVA DO BRASIL - ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL PODER JUDICIÁRIO - COMARCA DE CAXIAS DO SUL SERVIÇO DE REGISTRO CIVIL DAS PESSOAS NATURAIS DA 1ª ZONA

CASAMENTOS

Fone: 3226-7980 ROBERTO RUSCHEL DA SILVA - Oficial Registrador. FAZ SABER, que por este Serviço, habilitaram-se ao casamento as seguintes pessoas: (Editais nº 27.646 ao 27.659)

Nas BANCAS

O prefeito Alceu Barbosa Velho assinou o termo de permissão de uso da área pública onde funcionava o antigo Mercado Castilhos, no sábado 10, durante a 6ª Agenda na Comunidade, realizada na região Monte Carmelo, que abrange ainda os bairros Nova Esperança,

Feriado - Comunicamos a agentes e assinantes que, em virtude do feriado de Caravaggio, no dia 26 de maio, nos municípios de Caxias do Sul e Farroupilha, a edição do dia 28 circulará na quarta-feira 28 e não na terça, como ocorre normalmente. Portanto, com um dia de atraso.

CASAMENTOS

CNPJ 88.611.652/0001-03 - NIRE 433.0001995-1 Convocação para Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária Convocamos os senhores acionistas, para a Assembleia Geral Ordinária e Extraordinária, a ser realizada no dia 30 de maio de 2014, na sede da Companhia situada à Avenida Júlio de Castilhos, n° 2030, Bairro Centro, nesta cidade de Caxias do Sul - RS, com início às 18:00 horas, tendo por pauta a seguinte Ordem do Dia: 1. Exame, discussão e votação do Relatório da Administração, das Demonstrações Financeiras e demais documentos relativos ao Exercício Social encerrado em 31 de dezembro de 2013; 2. Exame, discussão e votação de proposta de destinação do lucro líquido do exercício e distribuição de dividendos; 3. Eleição do Conselho de Administração; 4. Fixação da Remuneração dos Administradores; 5. Outros assuntos de interesse da sociedade. Caxias do Sul, 5 de maio de 2014. Octavio Coelho Dozza - Presidente do Conselho de Administração.

Área é destinada a atender idosos

Ícaro Campos/Div./CR

Loterias

- Vilmar Gwiazdecki e Janise Steglich - João Luiz Pieri e Érika da Silva Manso - Daniel Fonseca e Patricia Saionara da Silva - Adelar de Lima Gomes e Ana Marcon - Eduardo Santos de Azevedo e Lucinéia Villa Lima - Gustavo Felipe Bertoti e Daniele Rocha - Douglas Fausto de Oliveira e Cristine Canton - João Vargas de Souza e Francisca de Sousa Silva - Júnior Prestes e Rosemar Correia Rodrigues - Adelir Willig e Luana Boniatti - João Adenilson da Silva Rodrigues e Andressa Cecilia dos Santos Cabral - Gustavo Corso dos Santos e Carine Antunes da Silva - Tiago Zan e Débora Venzon - Uiliam Ricardo da Silva e Silvana Vargas Gomes SE ALGUÉM SOUBER de algum impedimento, oponha-o no prazo e na forma da lei. Caxias do Sul, 19 de maio de 2014 ROBERTO RUSCHEL DA SILVA - Oficial Registrador

Frei Jaime: prefeito assinou permissão de uso à entidade social TRÊS DE MAIO

NOVA BASSANO

3ª ExpoTerneira

1ª Expo Bassano

Dia de campo com foco no manejo da atividade leiteira é uma das atrações principais da 3ª ExpoTerneira, em Três de Maio. O evento ocorre nesta quinta 22 e deve contar com a presença de mil agricultores da região. Criação da terneira, forrageiras, manejo da fertilidade do solo na produção de cereais com duplo propósito, produção de alimentos para autoconsumo, requisitos para qualidade do leite, saneamento ambiental e embelezamento de arredores são os temas das estações, que ocorrem no Parque Municipal de Exposições.

Com o objetivo de comemorar os 50 anos de emancipação, Nova Bassano realiza a 1ª Expo Bassano e Feira Agroindustrial. O evento ocorre de 22 a 25 de maio. As soberanas são a rainha Juliane Sordi e as princesas Paloma Busatto e Tamires Segalin. O presidente da Expo Bassano é Eduardo Motta Caldieraro. Entre as atrações, haverá shows com Papas da Língua e a dupla João Bosco e Vinícius, gastronomia e palestras. Abrindo a festa, na quinta 22, a população poderá curtir show com Marcelo Caminha e na sequência o grupo gaúcho Os Serranos.

CASAMENTOS

SERVIÇO NOTARIAL E DE REGISTROS DE SANTA LÚCIA DO PIAÍ MUNICÍPIO DE CAXIAS DO SUL-RS Rua Rosa Franciosi Giordani, nº 110, sala 03 - Distrito de Santa Lúcia do Piaí CEP 95.130-000 - Telefone/Fax: (54)3266-1286 Daniela Bellaver Fistarol Registradora Civil Comunica que se habilitaram ao casamento, as seguintes pessoas: Edital nº 820 ALEXANDRO BOFF e CARINA ROBERTA CECCONI Se alguém souber de algum impedimento, oponha-o no prazo e na forma da lei. Caxias do Sul-RS, 12 de Maio de 2014 Daniela Bellaver Registradora Civil

EDITAL DE INTIMAÇÃO Vara da Direção do Foro - Comarca de Caxias do Sul. Natureza: Notificação. Processo: 010/1.13.0026204-4. (CNJ:.0047724-57.2013.8.21.0010). Autor: Empreendimentos Imobiliários Villagio Madre Bárbara Ltda. Réu: Raul Santos de Oliveira. Objeto: O Juízo da Vara da Direção do Foro da Comarca de Caxias do Sul, através do processo supra, NOTIFICA o réu RAUL SANTOS DE OLIVEIRA, CPF nº 031.881.880-99, atualmente em lugar incerto e não sabido, para que no prazo de 15 dias a contar da publicação deste edital, conforme cláusula 2.5 do contrato particular de promessa de compra e venda de imóveis urbanos para entrega futura com financiamento bancário, firmado em 14 de fevereiro de 2013, forneça toda a documentação exigida pela instituição financeira para aprovação do cadastro, comprovação da capacidade de pagamento e enquadramento nas normas gerais disciplinadoras da aplicação de recursos do FGTS e nas demais que regulam essa modalidade de operação. O não atendimento entender-se-á como desistência do negócio por parte do Notificado, independente da vontade deste, implicando na rescisão do contrato, perdendo o mesmo valor pago a título de comissão de corretagem calculado em 4% sobre o preço corrigido do imóvel. Caxias do Sul, 26 de março de 2014. SERVIDOR: Andiara C. Menegotto. JUIZ: Sérgio Fusquine Gonçalves.


CORREIO RIOGRANDENSE • Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

“Só existe uma maneira de se evitar as críticas: não fazer nada, não dizer nada e não ser nada.” Aristóteles (384 - 322 a.C.), filósofo grego

CR Sabe-Tudo 16 Fotos Divulgação/Correio Riograndense

ILHAS

Ria se puder A mulher viaja 1.000 Km para visitar o filho que não vê há dois anos. Chega sem avisar e vai direto ao trabalho dele. Ansiosa, ignora a recepcionista e logo aborda o chefe da empresa: - Senhor, desculpa entrar apressada, mas preciso ver o Pedro, sou a mãe dele. O chefe, distraído, responde: - Ele não veio. Tirou oito dias de licença para ir ao enterro da senhora!

Palavras cruzadas diretas PALAVRAS CRUZADAS DIRETAS

www.coquetel.com.br Privado Proteger da visão contra Tranquilo; agressão sossegado

© Revistas COQUETEL Temor; receio Grupo carnavalesco que apresenta carros alegóricos

Solenidade como a formatura Ene

Atirador de (?), atração de circos

Afirmar que não

Assustadora: Queimada Grande, habitat da jararaca-ilhoa, é considerada no meio científico o maior serpentário natural do mundo

Sufixo de "frutose"

Aquele que cumpre pena na penitenciária

"O (?) Leão", desenho da Disney

Tipo de pelo facial Deus do amor (Mit.)

Relativo ao nariz Bairro de São Paulo

Peça que imobiliza fraturas Promessa; juramento Suporte de iluminação

Alumínio (símbolo) Olívia Torres, atriz brasileira

Som de pancada "A fé remove (?)" (dito)

BANCO

3.000, em algarismos romanos

Brado de incentivo aos toureiros

Bahia (sigla) Hora decisiva

55

Solução

• Ilha Ramree, Myanmar: situada no litoral do Myanmar, a ilha Ramree é conhecida por um incidente que ocorreu durante a Segunda Guerra Mundial. Em 1945, após uma batalha entre tropas japonesas e britânicas, soldados nipônicos foram obrigados a se esconder em pântanos e mais de 400 deles foram devorados por crocodilos. O episódio entrou no livro dos recordes como “o maior desastre sofrido por homens por causa de animais”.

A L M A S R O L E R E

As outras • Ilhas Farallon, Estados Unidos: entre 1946 e 1970, o litoral das Ilhas Farallon foi usado como depósito de lixo radioativo. • Saba, Antilhas Holandesas: tem cerca de 1,2 mil habitantes. Nos últimos 150 anos, a ilha foi atingida por mais furacões do que qualquer outra região. • Atol de Bikini, Ilhas Marshall: formado por 36 ilhotas que rodeiam uma lagoa, o atol é símbolo do auge dos testes nucleares. O local foi usado para testar armas nucleares mais de 20 vezes entre 1946 e 1958. • Ilha de Gruinard, Escócia: foi usada pelo governo britânico para testes com armas biológicas durante a Segunda Guerra Mundial. Foi descontaminada nos anos 80, usando-se toneladas de produtos químicos. • Danger Island, Seychelles: encontra-se 800 km ao sul das Maldivas, no Oceano Índico, e recebeu esse nome pela ausência de ancoragem segura. É uma estrutura de coral de 2 km de comprimento por 400 m de largura.

Parte espiritual do homem (pl.)

Na (?) da mãe joana todos mandam

Material dos favos da abelha

M C E E N D E R O S I O C M A D O O E L N A S A I G O D A V E C A S T E A A M M L E B A N H A

• Queimada Grande, Brasil: mais conhecida como ilha das cobras, a Queimada Grande fica a 35 quilômetros de Itanhaém, no litoral de São Paulo, e é uma das mais perigosas e assustadoras do planeta. Estima-se que a ilha tenha uma população de cinco serpentes por metro quadrado de uma espécie conhecida como jararaca-ilhoa (Bothrops insularis), uma das mais venenosas do mundo, endêmica do local. Desabitada, a ilha de 430.000 m² tem acesso proibido e restrito a analistas ambientais do Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, órgão federal que administra as unidades de conservação do Brasil, bem como a cientistas autorizados por essa instituição. A denominação Queimada Grande tem origem no fato de, no passado, even-

• Miyake-Jima, Japão: é uma das seis ilhas vulcânicas que formam o arquipélago de Izu, perto do litoral de Tóquio, no Japão. A ilha é famosa pelo seu Monte Oyama, um dos vulcões mais ativos do planeta nos últimos anos. Desde sua última erupção, em 2005, o Oyama expele constantemente um gás venenoso, que obriga os habitantes a carregar uma máscara de proteção para usar quando sirenes instaladas na ilha os avisam que os níveis tóxicos estão muito altos.

Cada divisão de uma corrente

C E F G A O C A E S I B E R R A O S S O N T

Q

tuais visitantes (sobretudo pescadores da região) atearem fogo na vegetação costeira para afugentar as serpentes e então poder desembarcar em terra firme. A ilha é considerada no meio científico como o maior serpentário natural do mundo,

Esportista que não se profissionalizou

D N E S P P R R E O C J U P Z A D M O

Representante brasileira é habitat de serpentes venenosas

O bife enrolado e recheado

3/rei — zás. 4/medo. 5/preso. 6/bigode. 9/montanhas.

As mais perigosas uando se fala em ilhas, logo vem à mente paisagens paradisíacas, com belas praias, pontos de descanso, fauna e flora exuberante. Algumas, porém, contrariando essa lógica, oferecem perigos e afugentam turistas e habitantes. Animais venenosos ou agressivos, vestígios de produtos nucleares, condições climáticas extremas, fenômenos naturais são algumas das ameaças nas ilhas mais perigosas do planeta, selecionadas pelo jornal inglês The Telegraph. E, entre elas, há uma representante brasileira!

Período em que a pesca é proibida

Membro de um clube

Contos populares

Monte Oyama: ilha abriga vulcão ativo

Por que o mar é salgado - contos populares da Noruega (Berlendis & Vertecchia Editores) é uma seleção de dez contos traduzidos por Kristin Lie Garrubo. A obra traz histórias com criaturas sobrenaturais, sobre o filho mais novo, com animais que viram heróis, entre outras que mostram ao jovem leitor um mundo mágico e, ao mesmo tempo, natural. O ilustrador Cárcamo traduz os contos em imagens. O livro tem 67 páginas.


CORREIO RIOGRANDENSE • Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

CR Imigração 17

“Doman matina ndaremo veder ndove ze ndati tuti i nostri suduri, le nostre giornade de laoro.” Zia Marieta

ARLINDO BATTISTEL

Honório Tonial Lídia M. Bonfante Erechim - RS

A

nca mi, tante olte me penso De saver tante cose de sto mondo. Basta vardarse un poco intorno Par capir la mancansa de bon senso. Go idea che se deventa sbaliadi Pròpio imbambidi e insucadi... Quante stele gavaralo el firmamento? O quanti fiori ntel giardin dea piassa? Quanta aqua ntel pontesel che passa Sgrandindose in ogni momento. Aqua che va al mar in movimento. Quanti insonii ntea note mal dormida Quanto velen de na bruta bissa cativa. Ntea praia, grani de sàbia. Mila oséi ntea gàbia. E le piante, ntea foresta, Le se sfrega , le fa festa! La brina, De matina. El sol, De Dio, el fiol. La luna, Ntea note bruna, Inserca dea felicità. Nissuni i la catarà! El pensamento, De un bel invento... El arcobaleno verso sera. Un sonàmbolo che disispera. Quando faremo la misura, Vignarà la note scura? Persone sapiente Che no le sa poco o gnente. Quanto depì studiemo Pi gnoranti se catemo Noantri, pori viaianti, Pimpian, ndemo avanti!

El idioma talian El me sangue ntele vene Lu el mostra la verità I ricordi, tuti insieme Da distante, i ritornarà I me ispira, i conclama Onorar la me cara mama Maravéia de un bambin A imparar ogni sciantin Tesori de sta maestra A la drita e a la reversa La vera lìngua del pupà I vocàboli dea comunità Adesso, a tuti, devo dir: No vui, me sangue tradir.

Par rìder un pochetin Divòrsio: El giuis el strània la domanda de divòrsio. – Zelo pròpio per compatibilità, parona? – Sì, meritíssimo! A mi me piase el sinema e anca a lu, me piase ndar a le spiaie e anca lu, me piase ndar al balo e anca lu. Me piase i òmeni e anca lu... La polìssia: El polissioto ghe domanda a un, ntela rua: - Ghetu visto un omo scavessar la schina? – Nò; quando son rivà qua, la schina deromai la gera storta! Gnente: Se un giorno i te ciama de ‘gnente’, no stà inrabiarte, ma resta contento. Gnente ze perfeto!

El ritorno de Nanetto Pipetta (767)

Z

Ilustração Derli Dutra, São José do Ouro (RS)

La piova de sassi fenisse fora tuto

era otobre e el mìlio bonorivo l’era belche alto on metro. La prima passada de erbe ndava polito, parché la rampeghina zera ncora pìcola e le sielde ciare. El tempo, caldo par la staion, co piove ben compassade, giutava gran tanto crèscere la piantaion. De di, fava caldo come fusse febraro e tuti i giorni, rente sera, se armava temporal, scuasi sempre sensa tante consequense, fora na sventadela de quà o na brentana de aqua de là. Se la staion continoasse cossita, la ricolta de mìlio la saria gaiarda e bonoriva. Quanto manco stasse in colònia, manco ris-cii de dano ghe saria, come seca o massa piova col zera drio meter panòcia. Ze stà cossita on paro de setimane, fin che on giorno se ga armà, verso sera, nùvole gigantesche. Tronade e s-ciantisi de far vegner el pel de oca. Ga scomissià sventar e sùbito na piova diluviana se à despicà dele nùvole. La vegnea zo a càntari. Quando tuto pareva chietarse e no ghe zera altri pensieri do che star al querto e spetar che la piova passasse, ga scomissià cascar tempesta. La se à invià fineta e dopo, tel corso del tempo, la ga ingrossà, de maniera stupenda. Ze stà solo trè menuti de sassi, grossi come uvi de galina, ma ga bastà par rovinar fora tuto. La stala e el staloto querti de brasilite de trè milìmetri, pareva che i fusse querti

Sergio Angelo Grando Porto Alegre - RS

co’n grande tamiso. Piovea rento par tuti i cantuni. El vento ga cavà via on paro de cupi dea casa e ghe ga volesto ndarghe drio, par no veder i quarti pieni de aqua. Se ga fato note e pianpianelo el temporal se ga mansà, col aiuto del fumo de olivo benedeto che la mama ga brusà. - Ben, dis la zia Marieta, senemo calcossa, disemo su la corona e ndemo riposar. Doman matina ndaremo veder ndove ze ndati tuti i nostri suduri, le nostre giornade de laoro. De note, gnensuni ga dormio polito. Mal e mal s-ciarà el di e tuti zera drio el fogon. Un pareciava el simaron, l’altro colava el cafè. La Marcolina brustolava la polenta e la zia Marieta pareciava la tola.

Co i ga fenio la colassion, i ze ndati guarnar le bèstie e dopo ndai veder i dani tea piantaion. I frutari in fior e quei che gaveva i frutini, le vigne e soratuto i persegari, la tempesta ga fato campagna rasa. Tuto pelà come gavesse passà na mùcia de cavre piene de fame. Ndai zo tea rossa de mìlio. Tuto sensa foie, come fusse stae petenade o restelade de qualche gigante e dopo on samo de cavalete gavesse fato el resto. - Dir ché? Sia fata la volontà de Dio. Scomissiemo tuto nantra volta. Le sarà mia sempre solo sassade, dise la zia Marieta. - Se ghe manca polenta, soto tera ghe ze le patate, mandolini, mangioca. Ghe ze ncora tanto tempo de traspiantar e far on bon ricolto ncora sto ano.

Sabores da terra Sanduíche de patê

Ingredientes: 1 pão fatiado; 4 ou 5

salsichas cozidas; 4 pepinos médios em conserva; 3 colheres (sopa) de maionese; 2 colheres (sopa) de vinagre do pepino. Modo de fazer: bater tudo no liquidificador até formar um patê. Depois, passar no pão e cortar em forma de quadrado ou triângulo. Servir.

Reprod./CR

Vita, Stòria e Fròtole

Fonte: Caderno de Receitas.Valorização da Mulher do Meio Rural. Organizado pela Coordenadoria Municipal da Mulher. Caxias do Sul, 2007 2ª edição.

• Receita de Denise Fátima G. Razadori - Vila Cristina Modo de fazer: bater as claras em neve mistura. Por último, juntar as claras em neve. Levar para assar em forma unta- e as gemas, separadas. Depois, misturar xícaras de farinha de trigo; 4 colheres da. Colocar sobre o bolo ainda quente as duas e os demais ingredientes. Untar e enfarinhar uma forma, derramar a de manteiga; 4 ovos; 1 garrafinha de o leite de coco reservado. massa na espessura de um dedo, aproxileite de coco; 1 colher (sopa) de fer• Receita de Therezinha L. Borelli - Fazenda Souza madamente, e levar ao forno até dourar. mento; leite. Tirar do forno e deixar esfriar. Cortar Modo de fazer: reservar metade do em quadradinhos. Está pronta para coSopa real Ingredientes: 10 ovos; 18 colheres de locar em um bom caldo! Pode ser conleite de coco com quatro colheres de açúcar. Bater as gemas com o açúcar e queijo ralado; 8 colheres de farinha de gelada para usar quando quiser. a manteiga. Misturar a farinha e o fer- trigo; ½ colher de noz moscada; manjemento. Completar a garrafa de leite de rona picada bem fina; uma pitada de sal; • Receita de Lizete B. dos Santos e Ernestina Viganó Fazenda Souza coco com leite de vaca e acrescentar à uma colher de manteiga.

Amor em pedaços

Ingredientes: 2 xícaras de açúcar; 2


CORREIO RIOGRANDENSE • Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

“Dom Tomás viveu o que o Papa Francisco prega, de a Igreja sair das sacristias, estar presente nas periferias existenciais.” Dom Enemésio Lazzaris, bispo de Balsas (MA), na missa de exéquias

CR Igreja 18

FALECIMENTOS

Distância entre teoria e prática

F

amoso palestrante ganhava a vida como especialista em educação. O auditório lotava para ouvir suas orientações. Título da palestra: “Os Dez Mandamentos para educar os filhos”. Tinha resposta para tudo. Era solteiro e sem filhos. Um dia casou com a mulher de seus sonhos e nasceu o primeiro filho. Diante da nova realidade, mudou o título da palestra: “Dez Regras de Ouro para a educação dos filhos”. O tempo passou e o palestrante tornou-se pai pela segunda vez. Continuou a dar palestras, porém com mais humildade. O título agora era: “Dez Sugestões para educar filhos”. A autossuficiência foi substituída pela humildade. A teoria precisou levar em conta a prática. Um psicólogo tinha cinco normas infalíveis para educar os filhos. Anos depois, pai de cinco filhos, admitiu que não possuía normas definitivas, mas pistas sobre educação. Cada filho é único. Vivemos um tempo de mudanças. “Tudo o que é sólido se desmancha no ar”, garante Marshall Berman (1940-2013). O que, no passado, acontecia ao longo de um século, hoje acontece em seis meses. Há algumas décadas, o aprendizado da passava por Mudam as criança um círculo fechado: técnicas, pais, professora, mudam Igreja. Hoje é cada os pontos vez menor o tempo de de vista, convivência entre pais mudam as e filhos e diminuiu a dinâmicas, influência da família, escola e da Igreja. mas os da Com o decréscimo valores destas referências, permanecem surgiram outras matrizes de educação e conhecimento, sobretudo a partir da televisão, da internet e de toda a diversidade da informática. Um empresário, sempre que recebia um projeto para sua fábrica, pedia: faça mais dois projetos diferentes. Há muitas maneiras de fazer a mesma coisa. O que há vinte anos surgia como última novidade, hoje provoca risos. Mudam as técnicas, mudam os pontos de vista, mudam as dinâmicas, mas os valores permanecem. A chave da educação permanece sempre igual. Educar supõe amor, muito amor. Um amor exigente, responsável e flexível. Isto implica numa trindade de atitudes: amor, firmeza e diálogo. E quando isso não dá certo, é preciso recomeçar a partir do perdão. O amor pode demorar para apresentar resultados, mas não tem alternativas. E o amor não é dogmático, mas deve transitar em mão dupla. O diálogo implica em saber escutar e admitir: talvez ele tenha razão Já Adão e Eva tiveram problemas com os filhos. Hoje os problemas se multiplicaram, mas uma certeza permanece: educar é possível. E isto implica também em educar-se, permanentemente.

Vida dedicada aos menos favorecidos Direitos humanos foram sempre a grande bandeira de luta de dom Tomás Balduíno

P

ersonagem central na fundação da Comissão Pastoral da Terra (CPT) e do Conselho Indigenista Missionário (Cimi), figura destacada na oposição ao regime militar, dom Tomás foi defensor intransigente dos direitos dos índios, dos trabalhadores sem-terra e dos mais pobres”. Com essas palavras, a presidente Dilma Rousseff destacou a luta pelos direitos humanos de dom Tomás Balduíno, falecido no dia 2 de maio, aos 91 anos. Dom Tomás morreu em Goiânia, onde estava internado desde o dia 25 de abril, e não resistiu a uma tromboembolia pulmonar. As notícias de sua morte se espalharam pelo mundo afora e de todos os lados foram enviadas mensagens ressaltando a importância de sua figura e o que ele representou para a Igreja e a sociedade. Paulo Balduíno de Souza Décio nasceu em Posse (GO), no dia 31 de dezembro de 1922 e, ao assumir a vida religiosa dominicana, adotou o nome de frei Tomás. Em 1957 foi nomeado superior da missão dos dominicanos na Prelazia de Conceição do Araguaia (PA), onde viveu de perto a realidade indígena e sertaneja, que o tornaram um incansável lutador em favor dos desfavorecidos. Em 1967 foi nomeado bispo da diocese de Goiás (GO), onde permaneceu durante 31 anos, até a renúncia em 1999. Dom Tomás foi personagem fundamental no

Dom Tomás: defensor das causas sociais processo de criação do Cimi, em 1972, e da CPT, em 1975. Por sua atuação firme e corajosa, recebeu diversas condecorações e homenagens no Brasil e no exterior. Era querido por todos, pessoa amiga, alegre e brincalhona. Em sintonia com a 52ª Assembleia da CNBB, realizada de 30/4 a 9/5, até momentos antes da morte queria contribuir de alguma forma com o documento “A Igreja e a Questão Agrária”, aprovada pelos bispos. Seu corpo foi sepultado no interior da catedral da cidade de Goiás.

Dom Altamiro: 28 anos como bispo

Indagações da fé

Igreja no Mundo

Teólogo - Estef • E-mail: freiglaab@gmail.com

Oração de São Francisco Os bispos argentinos pro- pendência. A Argentina propuseram a oração pela paz, clamou a independência no de São Francisco de Assis, dia 25 de maio de 1810, fato para ser rezada no dia 25 de que entrou para a história maio, festa nacional da inde- como a Revolução de Maio. Pela convivência pacífica O pedido da Conferência Nossa Senhora de Luján, Episcopal foi feito durante que convida o povo a não se o lançamento de um docu- acostumar com as situações mento, no dia 8 de maio, fes- de violência hoje existentes ta da padroeira da Argentina, no país. Paulo VI será beatificado O Papa Francisco aprovou o decreto de um milagre ocorrido por intercessão do Papa Paulo VI (Giovanni Battista Montini - 1897-1978) e fixou o dia 19 de outubro próximo como data da beatificação, que ocorrerá no Vaticano.

O arcebispo emérito da arquidiocese de Porto Alegre, dom Altamiro Rossato, morreu na manhã da terça 13, aos 88 anos, vítima de falência múltipla de órgãos. Ele estava internado na UTI do Hospital São Francisco há duas semanas. Dom Altamiro nasceu no dia 23 de junho de 1925 em Santa Rosa (RS). Foi ordenado presbítero em dezembro de 1951, em Tietê (SP). Em dezembro de 1985 foi nomeado bispo da diocese de Marabá (PA), por João Paulo II. Anos depois, em 1989 foi designado bispo coadjutor da arquidiocese de Porto Alegre, com direito à sucessão, o que aconteceu em julho de 1991, quando substituiu dom Cláudio Colling, tornando-se o quinto arcebispo metropolitano da capital gaúcha, permanecendo até 2001, quando tornou-se bispo emérito. Era um homem de espírito conciliador, alegre e bondoso. Seu lema episcopal era “Faça-se a tua vontade”. Arquid. Porto Alegre/Div./CR

ALDO COLOMBO

Divulgação/CR

Olhar diferente

Dom Altamiro morre aos 88 anos de idade

Tempo da Família A Colômbia está dedicando um mês para rezar e refletir sobre a família. A iniciativa Tempo da Família - lançada pelos bispos, iniciou em 15 de maio (Dia das Mães) e se estende até 15 de junho (Dia dos Pais). Durante esse período, foi incluída a “Semana da Família” (25 a 30 de maio).

BRUNO GLAAB

Leonardo Boff e Frei Betto são mesmo comunistas, como já ouvi falar? Por que o CR publica seus artigos? Zeno Tavares, Canoas - RS

Absolutamente, não. Nem o Boff, nem o Betto são comunistas. Eles são cristãos. Havia, no passado, um preconceito doentio entre as pessoas de tendência mais conservadora, de rotular de comunistas todas as pessoas que tivessem uma preocupação com as causas sociais e humanas. É uma maneira maldosa de desclassificar quem quer comprometer a fé com a vida. Quem lê a Bíblia percebe que as causas sociais não são estranhas a Deus. Veja Ex 3,7ss; Is 5,8ss, Is 58,1ss; Am 2,4ss, etc. O mesmo se diga no NT, quando Jesus nos diz que no julgamento se dirá: “Tive fome e me deste de comer...” (Mt 25,31ss). “Eu vim para que todos tenham

vida...” (Jo 10,10). Em At 2,42 e 4,32 se fala da partilha dos bens. Assim sendo, a Bíblia se preocupa com as causas sociais, como terra, comida, moradia, dignidade etc. Portanto, partilhar comida, gerar condições dignas de vida são questões de fé, muito antes de Karl Marx falar em teoria comunista. Não são apenas Boff e Betto que recebem este rótulo, também nosso grande Dom Helder era chamado de comunista. Se Moisés, Isaías, Amós, João Batista e Jesus Cristo voltassem de forma física e continuassem sua pregação, também eles seriam classificados de comunistas. O comunismo é ateu, mas não nos iludamos, o capitalismo também é ateu, na prática.


CORREIO RIOGRANDENSE • Caxias do Sul, 21 de maio de 2014

CR Igreja 19

TRÁFICO HUMANO

ueremos criar um clima de vigi“ lância e de reação ao tráfico humano e à exploração sexual que, em tempos de megaeventos, como a Copa, tendem a crescer”. A afirmação é da coordenadora da Rede um Grito pela Vida, irmã Eurides Alves de Oliveira, icm, durante lançamento da campanha “Jogue a favor da vida – denuncie o tráfico de pessoas”, realizado na quarta 14, na sede da Conferência dos Religiosos do Brasil (CRB), em Brasília. O evento reuniu jornalistas, representantes de Igrejas cristãs, universidades, instituições o organismos afins. A campanha é uma iniciativa da CRB, coordenada pela Rede um Grito pela Vida. Visa alertar a sociedade brasileira sobre o tráfico de pessoas, a exploração sexual, especialmente de menores, e outras formas de violação dos direitos humanos, que podem aumentar no período da Copa do Mundo. Ao apresentar a campanha, irmã Eurides explicou que as ações já começaram em todo o Brasil, com atividades coletivas de imprensa, debates, panfletagens, caminhadas e celebrações. Agora, a previsão é intensificar essas ações nas cidades-sedes da Copa. “Cada núcleo da Rede está mapeando lugares estratégicos, aeroportos, estações rodoviárias e de trens, corredores de ônibus, lugares de maior fluxo de turismo como capitais litorâneas e praias, para esta conscienti-

No coração da vida

LUIZ TURRA

Jaime C. Patias/CRB/Div./CR

Q

CRB convida a jogar em favor da vida

Brasília: lançamento da campanha reuniu lideranças religiosas e civis zação”. Conforme a irmã, a campanha quer mostrar aos turistas que o Brasil se opõe radicalmente ao tráfico humano e à exploração sexual. O secretário-geral da CNBB, dom Leonardo Steiner, salientou que a CF 2014 ajudou o Brasil a abrir os olhos para a dura realidade do tráfico humano. Agora, “o país abrirá ainda mais os olhos com o ‘gol’ que a CRB está fazendo desde já, com esta campanha, e está incidindo, como vida religiosa, lá onde as pessoas mais sofrem, de maneira dis-

creta, mas muito eficaz e evangélica, consoladora e samaritana”, disse. A CRB Nacional expressou agradecimentos pela parceria com diversas entidades, como a CNBB, Conselho Nacional de Igrejas Cristãs (Conic), Pontifícias Obras Missionárias, OAB, Rede Vida de Televisão, entre outras. Fundada em 1954, a CRB celebra, em 2014, 60 anos de existência. A entidade congrega cerca de 40 mil religiosos e religiosas de diversas congregações e ordens de vida consagrada.

ENCANTADO

A diocese de Santa Cruz do Sul está oferecendo, em parceria com a Estef, de Porto Alegre, o Curso de Teologia Popular. O curso ocorre ao longo de dois anos, com encontros presenciais em um sábado por mês, totalizando 160 horas. No dia 26 de abril ocorreu o 2º encontro, no Centro de Evangelização de Encantado (RS). Contou com 90 participantes, dos municípios de Encantado, Muçum, Vespasiano Correa, Relvado, Dr. Ricardo, Putinga, Nova Bréscia, Anta Gorda, Coqueiro Baixo, Arroio do Meio, Capitão, Arvorezinha, Itapuca e Ilópois. Os freis Arno Frelich e Wilson Dallagnol, da Estef, já trabalharam, nos encontros, os temas “InCurso: participantes de diversos municípios presentes ao 2º encontro trodução à Teologia” e “Eclesiologia”.

Divulgação/CR

Diocese de Santa Cruz do Sul oferece curso de teologia popular

FRANCISCANOS

Um século de existência, 80 anos de vida religiosa e 74 de sacerdócio. Os números dessa existência longa e fecunda são de frei Isidro Bottega, que no dia 29 de abril completou 100 anos. As homenagens ocorreram no dia 1º de maio, no provincialado dos freis franciscanos, e Porto Alegre, com a presença de confrades, seminaristas, familiares e amigos, todos acolhidos alegremente pelo próprio frei Isidro na portaria da casa. Houve missa, presidida pelo provincial, frei Inácio Dellazari. Frei Isidro talvez seja o religioso mais idoso do Sul do país. Em sua homilia, o provincial salientou que frei Isidro, “com 100 anos de idade, é um grande missionário. Frei Isidro: alegria no aniversário

Prov. Franciscanos/Div./CR

Frei Isidro Bottega comemora 100 anos de vida e 80 de frade Através dele é anunciada a eterna jovialidade de Deus, a ternura que Deus é, a compaixão de Deus, o amor de Deus”. Frei Isidro nasceu em Garibaldi (RS) aos 29 de abril de 1914, filho de André e Itália Daltoé Bottega. Cursou Filosofia e Teologia na Holanda, concluindo-os em Divinópolis (MG). Foi ordenado sacerdote em 1940. Destacou-se especialmente nas atividades pastorais, em Minas e no RS. Reside no Lar dos Idosos, dos frades, em Porto Alegre. Em invejável lucidez, conta com jeito malandro que, na Holanda, o médico que o examinou antes de entrar para a Ordem, desaconselhou-o para a vida religiosa. Motivo: saúde frágil...

Atenção... hoje é o dia certo!

S

e existe uma tarefa humana importante, mas também difícil, é a justa administração do tempo. O balanço de nossa vida oscila muito entre o ontem e o amanhã. Difícil é nos equilibrar no hoje e vivê-lo com toda a intensidade e com a melhor qualidade. Arriscamos viver de saudades ou podemos nos iludir com um amanhã que hoje não é preparado. Também podemos nos equivocar ao levantar muralhas ao passado e ao futuro, criando um presentismo que não aceita a memória, nem semeia para colher amanhã. O Dalai Lama, com sua sabedoria e experiência, nos afirma: “Só existem dois dias no ano em que nada pode ser feito. Um se chama ontem e o outro se chama amanhã. Portanto, hoje é o dia certo para amar, acreditar, fazer e, principalmente, viver”. Quando somos acolhidos pelo sono da noite, depois de termos vivido o dia certo, repousaremos tranquilos e acordaremos para mais um dia certo, que a bênção da vida nos concede. O Papa João XXIII, canonizado no dia 27 de abril de 2014 como o Santo da Bondade e o mentor do Concílio Vaticano II, em sua monumental experiência de vida assumiu um programa com dez compromissos. Todos eles iniciam com o refrão: “Só por hoje...”. Em homenagem ao Papa Bom, peço licença aos leitores para registrá-los literalmente: 1. “Só por hoje tratarei de viver exclusivamente Se existe este meu dia, sem querer uma tarefa resolver o problema da humana vida, todo de uma vez. importante, 2. Só por hoje terei o máximo cuidado com mas também o meu modo de tratar muito difícil, os outros: delicado nas é a justa minhas maneiras; não administração criticarei a ninguém, não do tempo pretenderei melhorar ou disciplinar ninguém, senão a mim. 3. Só por hoje me sentirei feliz com a certeza de ter sido criado para ser feliz não só no outro mundo, mas também neste. 4. Só por hoje me adaptarei às circunstâncias sem pretender que as circunstâncias se adaptem todas aos meus desejos. 5. Só por hoje dedicarei dez minutos do meu tempo a uma boa leitura, lembrando-me que assim como é preciso comer para sustentar o meu corpo, assim também a leitura é necessária para alimentar a vida da minha alma. 6. Só por hoje praticarei uma boa ação sem contá-la a ninguém. 7. Só por hoje farei uma coisa de que não gosto e, se for ofendido nos meus sentimentos, procurarei que ninguém o saiba. 8. Só por hoje farei um programa bem completo do meu dia. Talvez não o execute perfeitamente, mas em todo o caso, vou fazê-lo. E me guardarei bem de duas calamidades: a pressa e a indecisão. 9. Só por hoje ficarei bem firme na fé, de que a Divina Providência se ocupa de mim como se estivesse somente eu no mundo – ainda que as circunstâncias manifestem o contrário. 10. Só por hoje não terei medo de nada. Em particular, não terei medo de gozar do que é belo e não terei medo de crer na bondade. Durante doze horas de um dia posso fazer bem o que me desanimaria se tivesse que fazê-lo durante toda a minha vida”.


CR Correio Riograndense

PARA USO DOS CORREIOS

Caxias do Sul - 21 de maio de 2014

Margô Segat/Div./CR

ROMARIA DE CARAVAGGIO

Serra gaúcha busca proteção de Maria

■ MUDOU-SE ■ CEP ■ DESCONHECIDO ■ NÃO EXISTE Nº INDICADO ■ RECUSADO ■ FALECIDO ■ INORMAÇÃO ESCRITA PELO ■ AUSENTE PORTEIRO OU ■ NÃO PROCURADO SÍNDICO ■ END. INSUFICIENTE REINTEGRADO AO SERVIÇO POSTAL EM ___/___/___

___/___/___

_________________ RESPONSÁVEL

Palavras “Sinto-me livre. Com a idade a gente fica ainda mais livre. Tenho pena de quem não pode dizer o que pensa, de quem não pode contestar.”

Santuário aguarda mais de 200 mil peregrinos de 24 a 26 de maio

DOM TOMÁS BALDUÍNO (1922-2014), bispo católico brasileiro, falecido no dia 2 de maio

“Quando se deixa de acreditar em Deus, rapidamente se acredita em qualquer outra coisa.” GILBERT K. CHESTERTON (1874-1936), escritor, poeta e teólogo britânico

“A alegria está em tudo; precisamos saber extraí-la.” Tradição: milhares de fiéis participaram da 36ª Romaria dos Motociclistas, a mais antiga das pré-romarias, no domingo 18. Página 8

CONFÚCIO (551-479 a.C), filósofo chinês

Curso de Teologia a Distância - Edição 2014 Evangelho de Mateus - Lição 6

N

Sinais do reino

Discurso das parábolas esta lição vamos estudar o terceiro discurso de Jesus, o discurso em parábolas. (Ler Mt 13,1-52)

AS PARÁBOLAS DO REINO O texto de Mt 11,1-12,50 antecede o discurso das parábolas. Trata-se de uma narração sobre como Jesus foi concretizando sua missão. Dessa vez, aparecem, de modo mais explícito, os conflitos gerados pela presença de Jesus. Há uma enumeração das categorias que não conseguiram compreender o que Jesus estava fazendo: João Batista, parte do povo, os sábios e doutores da Lei, os parentes. Somente os pequeninos foram capazes de perceber que algo novo estava acontecendo. Neste contexto, surgem as sete parábolas, que ocupam a parte central do Evangelho. Jesus está na Galileia, ou seja, em plena atividade missionária, e seu discurso é dedicado inicialmente à multidão e, em outra ocasião, somente aos discípulos (13,2.36). As parábolas têm como objetivo permitir que os ouvintes saibam o que é o Reino de Deus na ótica de Jesus. Ao ler e rezar as parábolas, as comunidades notaram que o Reino de Deus, semeado por Jesus de Nazaré, está cheio de

Ir. Joyce Moreira dos Anjos

Ir. Katia Rejane Sassi

4º Ano de Teologia na Estef

Professora da Estef

vida como uma semente, age silenciosamente como um fermento. Nada pode parar o processo iniciado pelo Mestre, pois o Reino concretiza-se dia a dia. Ainda que desprezem esse Reino, ele já está em andamento e somente os pequeninos poderão identificar esse tesouro.

estou? Perguntamo-nos, por que Jesus não explica para a multidão o sentido das parábolas (13,13)? A chave para compreensão das parábolas é o próprio Jesus. Por isso, não é possível que toda a multidão entenda o que ele quer com as comparações. Enquanto cada pessoa não compreende quem é Jesus e sua Boa Notícia, enquanto cada um não sai da opinião comum da multidão para tornar-se discípulo fiel, não pode acolher a mensagem que aponta para o Reino de Deus.

A CATEQUESE DE MATEUS O autor do Evangelho de Mateus utilizou largamente as parábolas como método pedagógico de transmissão da mensagem de Jesus. São sete as parábolas do Reino dos Céus, que agora estamos estudando e, mais dez parábolas ao longo do Evangelho. Com base na Boa Nova de Marcos e na fonte Quelle, as parábolas de Mateus ganham um novo significado, indicam o caminho da justiça do Reino de Deus. Parábola é uma comparação ou imagem tirada do dia a dia para fazer o ouvinte refletir sobre determinado assunto. A intenção da parábola não é dizer o caminho ou dar a resposta, mas permitir que quem a ouve, pense em sua vida e pergunte-se a si mesmo: em qual etapa do caminho

QUESTÕES: 1. Para que Jesus contava parábolas?

2. Das sete parábolas do discurso, com qual você mais se identificou e por quê? 3. Como o Reino de Deus acontece hoje?

O Discurso das Parábolas revela o confronto entre Reino dos Céus e o reino do império. Através das diversas comparações: sementes, campos, tesouros, fermento..., os leitores são convidados a escolher os sinais que apontam para o Reino de Deus. Nesse discurso está presente o retrato das comunidades de Mateus nos anos 80 d.C., onde as parábolas do semeador (13,3b-23), do grão de mostarda (13,31-32) e do fermento (13,33) foram colocadas para animar as comunidades cristãs que se sentiam impotentes e desanimadas com os problemas internos e externos.

PRAZO: Para enviar as respostas desta lição: 29 de agosto de 2014 RESPOSTAS PARA: ESTEF - Escola Superior de Teologia e Espiritualidade Franciscana - Rua Tomaz Edson, 50 - 90640-100 - Porto Alegre - RS E-mail: extensao@estef.edu.br Fax: (51) 3217.4567

Cr2105  
Cr2105  
Advertisement