Issuu on Google+

Um Projecto Editorial Sem Precedentes, Numa Edição Profusamente Ilustrada

CONHEÇA A VIDA DOS HOMENS E MULHERES QUE FORJARAM A NOSSA HISTÓRIA


GRANDES PROTAGONISTAS A Editora Planeta DeAgostini orgulha-se de apresentar a colecção Grandes Protagonistas da História de Portugal, onde são apresentadas as biografias de homens e mulheres que deixaram a sua marca na nossa história, independentemente da sua filiação política, crença religiosa ou função que exerciam. Portugueses que fizeram história: políticos e governantes, militares e sacerdotes, conquistadores e pensadores, cientistas e escritores, monárquicos e republicanos, reaccionários e revolucionários, numa palavra, todos os que contribuiram para desenhar o destino de uma nação.

E aqueles que por obras valerosas Se vão da lei da Morte libertando: Cantando espalharei por toda a parte, Se a tanto me ajudar o engenho e a arte. Camões

DA HISTÓRIA DE PORTUGAL A colecção Grandes Protagonistas da História de Portugal aposta na biografia como um género historiográfico capaz de iluminar o devir do País através da vida dos «grandes homens». Dos fundadores da nacionalidade aos conquistadores do Império, das figuras míticas aos construtores da contemporaneidade – políticos, poetas, artistas –, toda uma plêiade de indivíduos que fizeram o mundo à sua volta, que se ergueram acima da normalidade e se impuseram aos seus contemporâneos, abrindo espaços inegáveis de liberdade. Na verdade, a biografia permite compreender o indivíduo complexo, muitas vezes contraditório, com atitudes que se modelam de acordo com a evolução do mundo que o cerca, pelo qual é igualmente modelado, sem que a sua margem de liberdade, mesmo reduzida, possa ser ignorada. Mas, simultaneamente, a biografia permite mostrar como uma vida individual adquire um significado que ultrapassa a esfera restrita da sua singularidade para se tornar, ao mesmo tempo, exemplar e representativa, inovadora e generalizável, permitindo a compreensão do todo pela parte. Pela vida destes «heróis», teremos acesso a alguns dos episódios e conjunturas mais relevantes da História de Portugal. Os autores destas biografias são, em grande medida, colaboradores da revista História que nos habituaram a um trabalho profícuo de rigor científico a que sempre souberam aliar uma forma de escrita atraente e acessível a um público alargado. A escolha destes biógrafos é, portanto, uma garantia prévia do valor que estas histórias de vida virão, decerto, a adquirir junto de um público cada vez mais interessado pelo género biográfico.

Luís Farinha Director-Adjunto da revista História

2

3


GRANDES PROTAGONISTAS Maior que nós, simples mortais, este Gigante foi da glória dum povo o semideus radiante. Cavaleiro e pastor, lavrador e soldado seu torrão dilatou, inóspito montado, numa Pátria... E que Pátria! A mais formosa e linda que ondas do mar e luz do luar viram ainda. Assim se referia Junqueiro a Portugal. Na realidade, ninguém transpôs melhor em verbo o heroísmo, a tenacidade, a capacidade de sofrimento, a vontade desta Nação que é das mais antigas da Europa, e aquela, decerto, que mais mundos deu ao mundo – como os seus maiores poetas a cantaram, de Camões a Fernando Pessoa. Terra e mar... Mar cujo sal tem lágrimas de Portugal... E um povo... Um povo que desde sempre manifestou a sua vontade de afirmação: em Aljubarrota, na saga de Quinhentos, em 1640, em 1820...

DA HISTÓRIA DE PORTUGAL Como dizia Camões:

E julgareis qual é mais excelente, Se ser do mundo rei, se de tal gente. Pois é desta Nação, da sua gente, dos seus maiores a que esta colecção se refere. Escritores, artistas, militares, descobridores, monarcas, políticos, cientistas, criadores, cidadãos ilustres, muitos deles tiveram vidas fascinantes, momentos de tragédia e de glória. Surgem agora em toda a sua grandeza, revelando as suas esperanças e receios, as suas tristezas e momentos de felicidade, as suas ideias e paixões, as suas lutas. São essas vozes que vêm de longe, existimos porque elas existiram, somos porque eles foram.

[...] sente-se a voz dos teus egrégios avós que hão de guiar-te à vitória [...]

4

5


AS BIOGRAFIAS DOS SÉCULOS XII A XX, UMA GALERIA DE PERSONALIDADES QUE, PARA O BEM OU PARA O MAL, DEIXARAM UMA MARCA INDELÉVEL NOS DESTINOS DE UM POVO E NA VIDA DE UMA NAÇÃO DAS MAIS ANTIGAS DA EUROPA

VASCO DA

INFANTE

G AMA

D. HENRIQUE

No alvor do Renascimento, um homem perseguido por uma missão vai concretizar um objectivo mítico para o seu país e o seu rei. Nada favorece o sucesso da jornada. Tudo a contraria e atraiçoa. Mas a obstinação quase insana desse homem abrirá as portas de metade do mundo. Vasco da Gama descobriu o caminho marítimo que levou os portugueses à Índia.

O mar era o seu sonho. A Descoberta o seu desígnio. Os conhecimentos empíricos, já caldeados pelo espírito científico, seriam as ferramentas do Infante D. Henrique, o príncipe que reuniu todos os meios de um pequeno país encostado ao Atlântico e o transformou na coroa que dominou três mares, ligou continentes, encontrou novos povos.

GRANDES PROTAGONISTAS

FRANCISCO

DA HISTÓRIA DE PORTUGAL

LUÍS VAZ DE

SÁ CARNEIRO

CAMÕES

No final da década de 60 do século xx, Portugal era um país que se encontrava numa difícil encruzilhada. Agora, com o 25 de Abril, os ventos mudavam de feição. E um homem haveria de emergir com o ímpeto de um furacão. Nos alvores incipientes da democracia, Francisco Sá Carneiro tem uma ideia para o país. Funda um partido. Persegue a maioria. Será Primeiro-Ministro. Morre tragicamente. Torna-se um mito.

Com um poema épico, um fidalgo da mais baixa condição vai selar a identidade nacional. Luís Vaz de Camões, o príncipe das letras portuguesas, incendiou com a sua escrita a alma lusitana. E tem confundida a data da sua morte com o Dia de Portugal. Morreu pobre, cansado, precocemente envelhecido. Só o tempo lhe daria o lugar que ocupa nas letras e no imaginário de uma nação: o lugar cimeiro.

D. AFONSO

HENRIQUES Nasce herdeiro de um Condado, subordinado ao Reino de Leão. Morrerá Rei de uma nação independente. Este foi o caminho traçado por D. Afonso Henriques a golpes de espada, tanto contra o Islão como contra a própria família. O seu sonho chamou-se Portugal. Haveria de torná-lo realidade. O primeiro monarca português deixou um legado imorredouro.

6

7


8

GRANDES PROTAGONISTAS

DA HISTÓRIA DE PORTUGAL

QUINZENALMENTE, A EMOÇÃO DE CONHECER OS HOMENS E MULHERES QUE FIZERAM A NOSSA HISTÓRIA

A OBRA QUE ENALTECE PORTUGAL 9


AS BIOGRAFIAS MARQUÊS DE

POMBAL Chegado ao poder com cinquenta anos, Sebastião José de Carvalho e Melo vai, com uma energia e uma determinação extraordinárias, deixar uma marca indelével em Portugal e no seu império, e mesmo na Europa. Mas, no Marquês de Pombal, ao racionalismo iluminista que orienta a sua acção reúne-se, igualmente, o lado negro de um déspota sem piedade.

NUNO ÁLVARES

PEREIRA

Ao lado do seu Rei, que como um irmão tratava, Nuno Álvares Pereira vai dar tudo de si pela independência da Pátria. É o seu génio militar, ao serviço de D. João I, que conduzirá as forças portuguesas ao triunfo sobre a poderosa nação vizinha, libertando Portugal do jugo castelhano. Herói bélico se tornou, mas os seus últimos anos serão uma perseguição da santidade.

GRANDES PROTAGONISTAS

DA HISTÓRIA DE PORTUGAL

PEDRO ÁLVARES

AMÁLIA

A 21 de Junho de 1500, a segunda armada da Índia avista terra a ocidente das costas africanas. Capitaneada por Pedro Álvares Cabral, a frota portuguesa acabava de fazer o «achamento» do Brasil, feito glorioso pelo qual o fidalgo nascido em Belmonte ficará na História. Mas as severas perdas da jornada vão afastá-lo dos favores reais. Não voltará a desbravar os mares.

Filha do povo era, condição que nunca escondeu. Começou a cantar nas ruas de Lisboa, por acaso e alegria, para espantar as tristezas de uma vida sofrida. Mas em breve o seu talento seria descoberto. Primeiro conquista os corações da capital. Com os anos, o seu palco foi o mundo, transcendendo em muito os limites do fado. Amália, uma cantora universal e um mito vivo do século xx.

CABRAL

RODRIGUES

EGAS

MONIZ O primeiro Prémio Nobel português nasce num meio improvável – o Portugal rural e atávico – e distingue-se numa área, as Ciências Médicas, difícil de imaginar num país que, nos meados do século xx, vivia um considerável atraso. Nada fez recuar António Egas Moniz, que, com as suas grandes descobertas, a angiografia e a lobotomia, ganhou um lugar no panteão dos imortais.

10

11


OS LIVROS

GRANDES PROTAGONISTAS

DA HISTÓRIA DE PORTUGAL

CADA VOLUME FOI CONCEBIDO PARA LHE OFERECER UMA LEITURA AMENA E ÁGIL, NUMA LINGUAGEM SIMPLES E ACESSÍVEL, SEM PREJUÍZO DO RIGOR CIENTÍFICO. Cada livro é composto por diversas partes que, no seu conjunto, propiciam ao leitor uma visão total do protagonista e do tempo em que viveu.

CAPÍTULOS O texto central, dividido em capítulos e sub-capítulos, narra a vida de cada protagonista, dando relevo aos momentos difíceis e decisivos por que passou, à sua vida privada e actuação pública, aos problemas que enfrentou e às consequências dos seus actos, numa palavra, a fazer reviver para o leitor a intensidade de uma vida.

CAIXAS O texto é acompanhado por várias «caixas» que ilustram certas passagens ou dão relevo a opiniões sobre a vida do biografado ou sobre outros acontecimentos significativos da sua época.

CRONOLOGIA No final de cada volume, encontrará uma útil e pormenorizada cronologia da vida de cada personalidade, que lhe permitirá, de uma forma acessível, situá-la no tempo. 12

BIBLIOGRAFIA E como o objectivo último de qualquer biografia é despertar a curiosidade e a ânsia de saber mais, cada volume oferece uma bibliografia onde são recomendadas outras obras sobre a mesma personalidade e o seu tempo.

ICONOGRAFIA É de salientar, também, que cada volume é enriquecido com uma abundante iconografia, composta por reproduções de pinturas, retratos, ilustrações e mapas, que permitem ao leitor integrar-se no ambiente da época e nas circunstâncias da vida de cada protagonista. 13


OS AUTORES

GRANDES PROTAGONISTAS

DAS BIOGRAFIAS

Professor de Filosofia no ensino secundário (Penafiel). Tem publicado artigos em diversas revistas sobre questões de filosofia, política e literatura. Co-autor do livro Factos Desconhecidos da História de Portugal.

DA HISTÓRIA DE PORTUGAL

João Marques Lopes

Júlia Leitão de Barros Doutoranda em História Contemporânea pela Universidade Nova de Lisboa. Co-autora (com Joaquim Vieira) das Fotobiografias de Afonso Costa e Alfredo da Silva (Círculo de Leitores).

António Simões do Paço | Coordenador Científico Jornalista, licenciado em História pela Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa. Colaborador e antigo editor da revista História. Coordenador da obra Factos Desconhecidos da História de Portugal (Selecções do Reader’s Digest).

Adriano Alcântara Professor de literatura portuguesa e francesa. Mestre em literaturas africanas de expressão portuguesa. Foi leitor de Português em Moçambique e na Universidade de Nantes, França. Actualmente professor do ensino secundário em Mafra.

Alice Samara Investigadora do Instituto de História Contemporânea da FCSH da Universidade Nova de Lisboa. Recentemente recebeu o Prémio da Fundação Mário Soares pelo seu livro Verdes e Vermelhos.

António Ventura Professor da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa e autor de vasta obra sobre os séculos xix e xx em Portugal. Entre os títulos mais recentes estão A Guerra das Laranjas (Ed. Prefácio) e a Nova História Militar de Portugal (Círculo de Leitores), de que é co-autor.

Cristina Portela Jornalista (Folha de São Paulo, O Dia, O Estado de São Paulo). Editora do Sabiá, jornal da Casa do Brasil em Lisboa. Frequenta o curso de História da Universidade Nova de Lisboa. 14

Luís Leiria Jornalista. Antigo editor da revista História. Co-autor de documentários sobre a história do Mediterrâneo e do Médio Oriente para a RTP.

Manuel Margarido Editor e antigo director literário (Editorial Estampa), com formação em Estudos Portugueses pela Universidade Nova de Lisboa. Autor de diversas obras, entre as quais Os Inesquecíveis (em co-autoria) e Alta de Lisboa, A Memória e o Futuro.

Margarida Garcês Ventura Professora da Faculdade de Letras da Universidade de Lisboa, especialista em história medieval de Portugal. Autora, entre outros, de Igreja e Poder no Século xv (Colibri) e Santo António na Ericeira (Mar de Letras).

Raquel Varela Prepara o doutoramento em História Moderna e Contemporânea (ISCTE, Lisboa, e Universidad Autonoma, Madrid). Colaboradora da revista História. Co-autora do livro Factos Desconhecidos da História de Portugal.

Teresa Nunes Mestre em História Contemporânea pela Faculdade de Letras de Lisboa. Docente da Escola Superior de Gestão de Santarém (IPS), co-autora de diversas obras sobre história contemporânea de Portugal. 15


GRANDES PROTAGONISTAS

DA HISTÓRIA DE PORTUGAL

A COLECÇÃO QUE IRÁ OCUPAR UM LUGAR DE DESTAQUE NA SUA BIBLIOTECA. VASCO DA GAMA FRANCISCO SÁ CARNEIRO MARQUÊS DE POMBAL LUÍS VAZ DE CAMÕES D. AFONSO HENRIQUES PEDRO ÁLVARES CABRAL INFANTE D. HENRIQUE D. NUNO ÁLVARES PEREIRA FERNANDO PESSOA EGAS MONIZ

D. JOÃO II AMÁLIA RODRIGUES ANTÓNIO DE OLIVEIRA SALAZAR INÊS DE CASTRO HUMBERTO DELGADO AFONSO DE ALBUQUERQUE SANTO ANTÓNIO ANTÓNIO DE SPÍNOLA D. PEDRO IV MOUSINHO DE ALBUQUERQUE EÇA DE QUEIRÓS

FERNÃO DE MAGALHÃES ALMEIDA GARRETT FONTES PEREIRA DE MELO AFONSO COSTA MANUEL Mª B. DU BOCAGE SIDÓNIO PAIS PADRE ANTÓNIO VIEIRA CAMILO CASTELO BRANCO D. JOÃO I D. DINIS


Protagonistas