Page 1

ANO II • Nº 30

JORNAL DO CENTRO UNIVERSITÁRIO VILA VELHA • UVV • FACULDADE DE VITÓRIA • FACULDADE DE GUAÇUÍ • AGO/SET/2006 IMPRESSO ESPECIAL 1790/2004-DR/ES SEDES/UVV CORREIOS

IV Jornada Científica e Cultural da UVV

Uma oportunidade para compartilhar conhecimento Um giro pela UVV: notícias sobre cursos, conquistas, parcerias e tudo o que está acontecendo na UVV

Qualidade: Hospital Veterinário da UVV é referência para profissionais do mercado

Sensibilidade: conheça o aluno que transforma suas percepções do mundo em poesia

Páginas 2 e 3

Página 6

Página 7


Editorial

EM PAUTA Caros leitores, O Jornal Saber® – um veículo de divulgação dos principais acontecimentos da UVV – está completando três anos de existência. Com o objetivo de dar oportunidade a novos integrantes da comunidade acadêmica de participar com sugestão de pauta de interesse do leitor, o conselho editorial mudou a periodicidade do jornal para bimensal a partir do 2º semestre de 2006. Assim, os interessados terão mais tempo para

divulgar as notícias. Também foi alterada a tiragem do jornal de 10.000 para 12.000 exemplares para contemplar os alunos dos cursos de pós-graduação lato sensu da UVV. O jornal permanece com a proposta de levar as novidades acadêmicas até a residência de seus alunos, professores, funcionários e instituições devidamente cadastrados na UVV. Para que o leitor não deixe de receber o jornal, é necessário que atualize o endereço sempre que houver mudança.

No caso dos alunos, a atualização deve ser feita no Núcleo de Atendimento ou na Intranet Acadêmica. No caso de professores e funcionários, a atualização deve ser feita na Diretoria de Recursos Humanos. Já para as instituições externas, a mudança pode ser feita na Comunicação Institucional. Luciana Dantas Vice-Reitora

Visita ao campus A equipe de Registro de Diplomas de Instituições de Ensino do Espírito Santo (Prograd) da Ufes esteve em visita à UVV recentemente. Elas estiveram nas instalações da Reitoria, Diretoria Pedagógica e de Ensino, Divisão de Registro Acadêmico, setor de Emissão de Diplomas e outros. “Parabenizamos a instituição pela qualidade do serviço prestado à sociedade espírito-santense, em especial ao povo de Vila Velha e circunvizinhanças, tendo em vista a organização e o zelo que demonstram na transmissão do conhecimento. Agradecemos a acolhida por ocasião de nossa visita às instalações físicas desse Centro Universitário, pelo carinho a nós dispensado por toda a equipe, especialmente Luciana Dantas, vicereitora, Alessandra, Neila, Leda, professores Rogério, Luciana, Margarete e motoristas”, equipe da Prograd/UFES.

Jornal Saber “Saber” é uma publicação interna do Centro Universitário Vila Velha (UVV) Faculdade de Vitória e Faculdade de Guaçuí Ano II – Número 30 – AGO/SET/2006 Conselho Editorial: Luciana Dantas, Carmen Barreira Nielsen, Marlene Elias Pozzatto, Andréia Costa Vieira, Elizabeth Merlo, Marco Aurélio Gerosa, Rosali de Araújo Nobre, Maria Aparecida Javarini Bittencourt, Viviane Mozine e Rachel Maria Baião Duemke. Jornalista responsável: Simone Patrocínio – ES01585/JP Edição: Comunicação Institucional da UVV – Simone Patrocínio Textos: Simone Patrocínio, Ana Regina Silva Viana (7º período de Jornalismo) e Tom Castro (3º período de Jornalismo). Revisão: Maria Luiza de Barros Faria Fotografias: Tom Castro, Vanessa Soares e André Dantas Colaboração: Felipe Batista Maurício

Equipe da Prograd/Ufes em visita no campus Boa Vista

Conselho de Ética

Intercâmbio com Cave Hill

A UVV está em processo de criação do Conselho de Ética em Pesquisa, com o objetivo de acompanhamento das pesquisas que envolvem os seres humanos. O conselho é formado por oito professores, a maioria com nível de doutorado, sob a coordenação da professora Ângela Maria de Castro Simões, coordenadora do curso de Enfermagem. A formação do conselho foi recentemente aprovada pelo Ministério da Saúde. Com a proposta de realizar reuniões mensais, o conselho atualmente está em fase de elaboração de seu regimento interno, para regulamentar o seu funcionamento. “O Conselho de Ética da UVV está sendo aguardado com grande expectativa pela comunidade acadêmica e já existe uma demanda reprimida de projetos de pesquisas para serem analisados”, comenta Ângela.

A UVV assinou acordo histórico de intercâmbio com o Campus Cave Hill da Universidade de West Indies, Barbados. Através desse acordo os estudantes das duas instituições terão oportunidade de realizar viagens e estudo de, no mínimo, um semestre nos respectivos campi. Representantes do Campus de Cave Hill são aguardados na UVV no segundo semestre para finalizar o acordo. O primeiro contato foi durante a visita do reitor da UVV, Manoel Ceciliano

Projeto gráfico e editoração: Bios Ltda Fotolitos e impressão: Grafitusa

Salles de Almeida, ao Campus de Cave Hill, em Barbados, a convite do embaixador do Brasil naquele país, Orlando Galveas de Oliveira. O embaixador intermediou o encontro do Reitor da UVV com o Reitor do Campus de Cave Hill, Hillary Beckles. “Os estudantes poderão estudar um semestre em outro país. Eles aprenderão sobre outras culturas. Essa é a melhor forma: a experiência da globalização”, declara o Reitor da UVV.

Oficina de roteiro O curso de Comunicação Social promove, a partir do dia 2 de agosto, uma oficina de roteiro. As aulas serão realizadas das 14 às 17 horas, na sala de multimídia, na Unidade Acadêmica III, campus Boa Vista, em Vila Velha. A oficina será coordenada pelo publicitário e professor Gladson Dalmonech. As inscrições devem ser feitas no setor de empréstimo do Núcleo Integrado de Comunicação, ao lado da academia. Vagas limitadas.

Tiragem: 11.700 exemplares

Mestrado

Centro Universitário Vila Velha (UVV)

A egressa do curso de Engenharia de Produção, Mariana Porto, foi aprovada no mestrado em Engenharia Industrial e Gestão em Sistemas de Manufatura, na Suécia. O curso será realizado na Universidade de Jönköping – Escola de Engenharia (Jönköping University – School of Engineering), localizada em Jönköping. O curso tem duração de dois anos, sendo que os dois primeiros semestres são destinados às aulas, o terceiro ao estágio e o quarto ao desenvolvimento da dissertação de mestrado. “Esta será uma grande experiência tanto profissional quanto pessoal. Voltarei com um diferencial importante”, comemora Mariana.

Reitor: Manoel Ceciliano Salles de Almeida Vice-reitora: Luciana Dantas da S. Pinheiro

Jornal Saber

Pró-reitor acadêmico: Paulo Régis Vescovi Pró-reitor administrativo: Edson Franco Immaginário Rua Comissário José Dantas de Melo, 21 Boa Vista, Vila Velha, 29.102-770 www.uvv.br • jornal@uvv.br Tel.: (27) 3320.2001

Mariana

2

AGO/SET/2006


Curso de Gestão Hospitalar No período de setembro a dezembro de 2006 estarão abertas as inscrições para a segunda turma do curso de Gestão Hospitalar. Os interessados devem procurar a Diretoria de Planejamento e Ensino, de segunda a sexta-feira, das 8 às 16 horas, ou pelo telefone (27) 3320.2069. O curso tem carga horária de 160 horas, com direito a certificado. As aulas são ministradas semanalmente às terças e sextasfeiras, das 18 às 22 horas e quinzenalmente aos sábados, das 8 às 17 horas. O curso é coordenado pela professora Elizangela Campos da Rosa Broetto.

Primeira turma do curso de Gestão Hospitalar

Projeto Nações

Reconhecidos pelo MEC

Nos dias 20, 21 e 22 de outubro será realizado o “Nações – Modelos Acadêmicos das Nações Unidas – Espírito Santo”. O projeto – que é uma reelaboração do antigo SOI-ES – é realizado pelo curso de Relações Internacionais desde 2002, agora sob a coordenação dos professores Flávia Varejão e Rodrigo Cerqueira. A partir de 2006 o projeto se moderniza com a intenção de entrar para o circuito nacional de modelos de organizações internacionais, do qual fazem parte as principais universidades do Brasil. As inscrições e as instruções do evento estão disponíveis no site www. nacoes.org.br. De 1º a 25 de agosto a taxa de inscrição é R$ 25; de 26 de agosto a 15 de setembro é R$ 30; e de 16 de setembro a 10 de outubro é R$ 35. Informações no site do evento ou pelo telefone (27) 3320.2057.

Os cursos de graduação em Engenharia de Petróleo e Psicologia foram reconhecidos pelo MEC com conceitos MB (Muito Bom), MB (Muito Bom) e B (Bom). “A avaliação do MEC é uma espécie de “certificação” da instituição. “Quando o MEC diz – através de uma Comissão de Especialistas – que um curso é MB, ele está dando um certificado de qualidade ao trabalho desenvolvido”, explica a diretora Pedagógica, Leda Maria Couto Nogueira. Os avaliadores do MEC visitam a instituição para conferir, in loco, as informações enviadas para o MEC. O curso de Engenharia de Petróleo é inédito no Estado e um dos poucos do país. Possui grade curricular, programas e disciplinas focadas na formação de um profissional multidisciplinar. O curso já passou pelo teste do mercado quando conquistou, antes mesmo de formar a

primeira turma, a aprovação de 31 alunos no concurso nacional da Petrobras. “O reconhecimento do curso pelo MEC, com nota máxima, representa, acima de tudo, que o projeto deu certo. Um projeto pioneiro concebido dentro de uma estrutura curricular inovadora e desenvolvido por profissionais de alto nível”, afirma José Maria Rodrigues Nicolau, coordenador do curso. O curso de Psicologia está comemorando a obtenção dos conceitos MB em organização didático-pedagógica, MB em instalações e B em corpo docente. “Esse resultado positivo no reconhecimento é fruto do trabalho de toda a equipe. O curso já está procurando aprimorar e incrementar atividades da clínica, além de desenvolver outras propostas de integração pedagógica”, comenta Adriana Pessoa, coordenadora do curso.

Campeonato de Surf Universitário Palestra com a representante da União Européia O lugar mais alto no pódio do Campeonato de Surf Universitário, realizado na Praia do Ulé, em Guarapari, ficou para a equipe da UVV, que mostrou muita intimidade com as ondas. A competição aconteceu em cima de ondas variando entre meio metro e um metro de altura. A UVV, com os atletas Michel Gratz, Leandro Moulin e Túlio Moulin disputou o título por equipe com os atletas do Salesiano. A atleta da UVV, Francine Néri, também foi muito bem e conquistou o primeiro lugar na categoria Feminina.

Olimpíadas Universitárias A UVV garantiu a 9ª colocação entre as 250 instituições que participaram das Olimpíadas Universitárias, em Brasília, no mês de julho. A instituição conquistou sete medalhas. Os melhores resultados foram obtidos nas modalidades individuais, com destaque para a natação e o judô. Nas categorias coletivas, o destaque foi o vice-campeonato conquistado pelo futsal, o que deu acesso à divisão especial. A delegação da UVV foi composta por 50 atletas.

No dia 21 de agosto, às 19 horas, no Cineteatro da UVV, o curso de Direito promove a palestra “Um panorama do crescimento da União Européia e alguns aspectos do direito ao trabalho no mercado comum”. O tema será ministrado por Katerina Kyrieri, doutora, PHD em Direito Europeu e consultora jurídica da Comissão da União Européia. O evento é gratuito e aberto à comunidade acadêmica. Informações pelo telefone 3320-2062.

Seminário de Administração Em comemoração ao Dia do Administrador, 09 de setembro, será realizado o Seminário de Administração 2006. O tema do seminário – que acontece entre os dias 11 e 13 de setembro – será “Administração, inovação, ambiente e sociedade”. A palestra de abertura será sobre “Gestão Ambiental e Responsabilidade Sócio Organizacional”. Nos dias 12 e 13 serão realizadas mesa-redonda, palestra e mostra de vídeos. Mais informações no telefone (27) 3320.2040.

A logomarca do curso de Gastronomia foi escolhida por meio de um concurso entre os alunos do segundo período do curso de Desenho Industrial. O concurso foi uma atividade interdisciplinar entre as disciplinas “Projeto de Design I”, “Gráfica I” e “Metodologia do Projeto”. Segundo Marina Ramos Neves, “os trabalhos foram muito bem feitos”. “Eu gostei muito da logomarca vencedora”, comenta. A dupla vencedora foi Camila Barbosa Rodrigues e Carlos Henrique Morellato. Na logomarca “queremos destacar o elemento que pode ser considerado primordial na combinação desses elementos, o sal”, afirma a dupla no manual de identidade visual.

Jornal Saber

Concurso de logomarcas

Carlos Henrique e Camila

AGO/SET/2006

3


CAPA ESPECIAL

Oportunidade para compartilhar A Jornada Científica é uma excelente oportunidade para socializar os resultados obtidos nas produções científicas desenvolvidas durante todo o ano Simone Patrocínio

Informações sobre as normas de preparação dos trabalhos no site

Jornal Saber

www.uvv.br.

4

AGO/SET/2006

A Jornada Científica é um grande fórum, meticulosamente preparado para promover a discussão do pensamento científico e suas conquistas. Além de divulgar as ações comunitárias implementadas pela UVV e por outras instituições parceiras na busca de uma sociedade mais justa, responsável e consciente de suas limitações e potencialidades. Durante o ano letivo são desenvolvidas muitas produções científicas por professores e alunos. Pesquisas, trabalhos de conclusão de curso, seminários, todas essas produções são trabalhadas com grupos específicos. Por isso, a comunidade acadêmica da UVV tem um momento de socialização dessas produções. A Jornada Científica – que está em sua quarta edição – tem como principal objetivo disseminar a produção científica da comunidade acadêmica e de convidados do Centro Universitário Vila Velha, permitindo a avaliação dos resultados obtidos e apresentados. A IV Jornada Científica e Cultural da UVV será realizada nos dias 26 e 27 de outubro, no campus Boa Vista, sob o tema “Responsabilidade das Instituições de Ensino Superior na Promoção do Desenvolvimento Sustentável”.

Segundo a coordenadora de Pesquisa, Renata Diniz Ferreira, o tema foi escolhido tendo em vista toda a discussão atual sobre a reforma universitária e o papel das Instituições de Ensino Superior nas transformações da sociedade como sustentabilidade ambiental, social e econômica. “Não podemos mais pensar nas Universidades como instituições isoladas das comunidades onde estão inseridas, sem que as mesmas participem ou procurem dar respostas aos problemas atuais, afinal elas são, ou deveriam ser, o centro das inovações científicas e tecnológicas do país, além de responsáveis pela formação dos profissionais que enfrentam ou enfrentarão os desafios do mundo moderno”, afirma Renata. O Centro Universitário Vila Velha, enquanto busca sua transformação em Universidade, tem pautado suas ações neste novo paradigma, ou seja, crescer como instituição promovendo o crescimento do seu entorno. “Os trabalhos de conclusão de curso e as monografias dos nossos alunos de graduação e pós-graduação; as pesquisas e atividades de extensão patrocinadas pela Instituição buscam identificar a realidade do nosso território como um todo e reconhecer o papel da UVV

como co-responsável pelo crescimento com sustentabilidade”, comenta Renata.

Fazer parte Nas três edições realizadas da Jornada Científica foram apresentados cerca de 600 trabalhos na forma de palestras, mesas redondas, apresentações orais e pôsteres. As produções científicas foram compartilhadas com 6.540 pessoas, sendo que 1.394 participaram diretamente, apresentando trabalhos em diferentes modalidades. Ao final de cada jornada é elaborado um relatório quantitativo e qualitativo sobre o evento, com vistas a um melhor desempenho no ano seguinte. Durante a Jornada Científica toda a comunidade acadêmica é envolvida nas atividades. O campus Boa Vista torna-se cenário de mesas redondas, apresentações orais e pôsteres, além das atividades da Jornada Cultural, realizada simultaneamente à Jornada Científica. “A maior dica que posso dar aos nossos alunos e professores é incentivar a participação dos mesmos neste grande evento que é a Jornada Científica da UVV. Precisamos criar a cultura sadia da exposição das idéias, do debate acalorado, da divulgação de informações científicas, da valorização do aprendizado obtido em sala de aula e nas atividades desenvolvidas com a comunidade. Cada um de nós, sem dúvida nenhuma, tem uma contribuição a dar neste processo tão humano que é evoluir utilizando aquilo que temos de melhor, ou seja, a socialização do conhecimento”, Renata Diniz Ferreira, coordenadora de Pesquisa da UVV e organizadora da Jornada Científica. Para não ficar fora do maior evento científico do Centro Universitário Vila Velha basta seguir as normas para a preparação das apresentações de trabalhos e ficar de olho no prazo de inscrição. As normas das modalidades de apresentação de trabalhos e as fichas de inscrição estão disponíveis no site www.uvv.br. Segundo Renata Diniz, a modalidade Pôster dá, aos alunos e professores, a oportunidade para a apresentação dos trabalhos que são desenvolvidos em sala de aula, além dos TCC’s e das monografias defendidas pelos discentes dos cursos de graduação e pós-graduação.


Apresentação Oral Para quem deseja participar da Jornada Científica na modalidade de apresentação oral é necessário acessar o site da UVV, preencher a ficha de inscrição e o campo destinado ao resumo, que deve ser escrito em parágrafo único, entre 300 e 500 palavras, apresentando os objetivos, a metodologia, os resultados finais ou parciais e as conclusões. O resumo e a ficha de inscrição devem ser encaminhadas para o e-mail jornadacientifica@uvv. br, até o dia 5 de setembro, às 18 horas.

As apresentações orais permitem, principalmente ao corpo docente da UVV e das outras IES, uma rara oportunidade para análise e comparação dos resultados obtidos nos projetos de pesquisa e de extensão desenvolvidos ao longo dos anos. As mesas redondas, segundo Renata, favorecem o debate com especialistas e técnicos, não só das IES, mas de todos os demais segmentos da sociedade envolvidos com as questões pertinentes ao tema central do encontro. “A Jornada Científica tem se caracterizado como uma oportunidade de reunir trabalhos acadêmicos científicos de alunos e professores, oferecendo um espaço importante para o compartilhamento de conhecimentos”, comenta a professora do curso de Enfermagem Maria Tereza Coimbra de Carvalho. “É o estímulo que faltava para todos que querem começar a trilhar os caminhos da pesquisa e utilizá-la como instrumento de transformação”, acrescenta. “É uma oportunidade importante para o aluno. Eu participei depois que colei grau, mas foi válido porque pude estudar novamente o meu TCC. A apresentação foi oral, com uma breve fala, e participei também com um banner. É muito importante participar porque conta muito para a vida acadêmica e para a vida profissional também”, opina Priscila Gozzer, egressa do curso de Farmácia.

preservacionista e envolver as comunidades que participam das atividades de extensão promovidas pela UVV. A abertura da Jornada Científica e Cultural será realizada no dia 26 de outubro, pela manhã, no Ginásio de Esportes, com a apresentação do Coral da UVV. Durante a Jornada Cultural o campus Boa Vista torna-se palco de apresentações de balé e capoeira, dos alunos do projeto Esporte Cidadão® - desenvolvido pelo curso de Educação Física -; da exposição de cães, realizada pelo curso de Medicina Veterinária; e da exposição de maquetes ambientais e de solos, realizada por alunos dos cursos de Zootecnia e Engenharia de Petróleo; e da exposição de fotos dos projetos de extensão, realizada por alunos do curso de Fotografia e Jornalismo. “Queremos envolver todos os professores, alunos e funcionários da UVV, além da comunidade do entorno e instituições de ensino parceiras”, comenta a vice-reitora, Luciana Dantas. Para os alunos do Ensino Médio, a UVV irá realizar a Mostra de Profissões e Cursos, com o objetivo de auxiliar o aluno na escolha da profissão. A mostra

será realizada durante a programação da Jornada Científica e Cultural. Os estudantes participarão da cerimônia de abertura da Jornada, em seguida de uma palestra sobre “Empreendedorismo” com a professora Elizabeth Merlo. Após a palestra os alunos farão um tour pelo campus e terão a oportunidade de prestigiar apresentações de trabalhos científicos e culturais. Durante a Jornada Científica e Cultural também será realizada a III Semana do Livro, na Biblioteca Central da UVV. Na abertura da Semana do Livro os usuários da biblioteca presenciarão artistas caracterizados de Charlie Chaplin entregando materiais do evento, como folderes e marcadores de livro, com orientações sobre procedimentos para preservação do acervo. Os materiais também reforçam a campanha pelo silêncio dentro da Biblioteca. Serão realizadas, no hall de entrada da Biblioteca Central, as exposições de materiais danificados e de gravuras contendo as partes principais de um livro. Para a coordenadora de Extensão, Maria Araci Grapiuna de Carvalho, este será um grande momento de integração da UVV entre o ensino, a pesquisa e a extensão universitária.

Cultura A Jornada Cultural da UVV acontece simultaneamente a programação da Jornada Científica. Os principais objetivos das atividades culturais são – além de divulgar a cultura – contribuir para o desenvolvimento da consciência artística e

Pôsteres As inscrições para a modalidade pôster poderão ser feitas até o dia 20 de setembro, às 18 horas. O aluno ou professor deve acessar o site da UVV e preencher a ficha de inscrição e o campo destinado ao resumo, que deve conter uma descrição sucinta do trabalho que será apresentado – com título, nome dos autores, nome do orientador, objetivos, resultados e conclusão. O resumo e a inscrição devem ser encaminhados para o e-mail jornadacientifca@uvv.br. O pôster deve ter 90 cm de largura e um metro de altura, a diagramação é livre, podendo utilizar imagens e gráficos.

Mesa redonda A modalidade de mesa redonda está dividida em duas categorias diferentes: mesa redonda, onde dois ou mais cursos podem organizar um debate sobre um mesmo tema. Podem ser organizadas até cinco mesas redondas para cada área do conhecimento – saúde, agrárias, tecnologias e ciências sociais. E mesa redonda júnior, para os alunos que desejarem organizar debates sobre um tema comum a dois ou mais cursos. Pode ser organizada apenas uma mesa redonda Júnior por área do conhecimento. Um professor deverá ser o orientador da mesa redonda júnior. Cada mesa redonda deverá ter um moderador, além de, no mínimo, três participantes. As inscrições para a modalidade de mesa redonda podem ser feitas até o dia 20 de setembro, às 18 horas.

Apresentação de capoeira

AGO/SET/2006

5

Jornal Saber

Apresentação de pôsteres


DE BEM COM A VIDA SAÚDE

Referência em qualidade Profissionais de outros Estados escolhem o Hospital Veterinário da UVV para disseminação de técnica inovadora em cirurgia ortopédica em cães Francisca Pereira

“A troca de experiência e o ganho profissional foi o maior benefício da participação e engajamento da UVV no XXVII Congresso da Anclivepa”, Gilberto Marcos

Jornal Saber

Júnior.

6

AGO/SET/2006

O Hospital Veterinário “Prof. Ricardo Alexandre Hippler” foi a estrutura escolhida no Estado – por médicos veterinários do Rio de Janeiro – para divulgar a nova técnica para cirurgia ortopédica em cães – a TPLO (Tibial Plateau Leveling Osteotomy), ou seja, nivelamento do platô tibeal. A primeira cirurgia no Estado com a nova técnica foi realizada no hospital veterinário da UVV em junho deste ano, num cão da raça labrador. Trata-se de uma técnica de correção da instabilidade do joelho no cão gerada por ruptura do ligamento cruzado cranial. A TPLO foi desenvolvida pela Slocum Enterprises, de Oregon, Estados Unidos, e trazida para o Brasil pela médica veterinária Hélia Zamprogno, professora do Centro Universitário Plínio Leite – RJ (Unipli) e da Fundação Dom Arco Verde – RJ (FAA). A professora, para aplicar a técnica, adquiriu o equipamento adequado e participou de cursos de capacitação nos Estados Unidos. O diferencial da técnica é a rápida recuperação do animal, que em três dias já está apto a se apoiar na perna lesionada. A técnica anteriormente utilizada exigia do animal até um mês para iniciar o apoio. Outra vantagem, explica Hélia Zamprogno, é que essa é uma técnica segura também para cães de grande porte e pesados e evita a recidiva do problema. Hélia defende uma maior divulgação dos avanços da medicina veterinária. “É fantástica essa oportunidade de difundir no Espírito Santo uma técnica já tão conhecida e utilizada em outros países e estabelecer um vínculo com os profissionais capixabas.

Esse tipo de cirurgia e intercâmbio traz um ganho acadêmico enorme”, afirma. Na cirurgia realizada no hospital da UVV, participaram – além da professora Hélia – o professor André Lacerda, da Universidade Estadual Norte-Fluminense (UENF), de Campos, os médicos veterinários do Rio de Janeiro, Aline Grama Moreira Brandão e Rodrigo Silva, e o professor da UVV, Gustavo Cancian Baiotto.

Congresso O professor e diretor do Hospital Veterinário da UVV Gilberto Marcos Júnior comenta que os frutos da participação da UVV no XXVII Congresso Brasileiro da Anclivepa e III Congresso Fiavac estão começando a aparecer. Lembra também que a aluna que acompanhou a Drª Hélia Zomprogno manifestou interesse em prestar residência em cirurgia no hospital da UVV. A técnica TPLO foi apresentada no XXVII Congresso Brasileiro da Anclivepa (Associação Nacional de Clínicos Veterinários de Pequenos Animais) e III Congresso Fiavac (Federação Ibero-americana de Veterinários de Animais de Companhia), realizados no início de junho, no Centro de Convenções de Vitória. A cirurgia foi realizada no Hospital Veterinário da UVV e transmitida ao vivo para o congresso, que reuniu cerca de mil e quinhentos profissionais do Brasil e de outros países. Outras técnicas modernas também foram apresentadas no evento como a Facoemulsificação e a Facectomia, que são técnicas usadas na cirurgia de catarata. A cirurgia foi feita pela médica veterinária Maria Faria, que faz residência em Medicina Veterinária em Madison,

Estados Unidos. A professora Hélia Zamprogno participou da equipe cirúrgica e cedeu o equipamento, que é o único do país. Essa foi uma das quinze cirurgias em cães e gatos realizadas no Hospital Veterinário da UVV e transmitidas ao vivo para o evento. A transmissão ao vivo foi feita com uso de equipamentos e tecnologia da TV Rede UVV, do curso de Comunicação Social da UVV. O diretor do Hospital Veterinário da UVV, professor Gilberto Marcos Júnior, ressaltou a importância da aproximação de profissionais, estagiários e alunos, visando desenvolver laços, a interdisciplinaridade e a promoção de intercâmbio de conhecimento. “A troca de experiência e o ganho profissional foi o maior benefício da participação e engajamento da UVV no XXVII Congresso da Anclivepa”, revela. “O curso de Medicina Veterinária, o Hospital Veterinário e o Curso de Comunicação da UVV estão amparados por infra-estrutura, equipamentos e material humano de altíssima capacidade”, acrescenta. Segundo Gilberto, “o professor Gustavo C. Baiotto, chefe da equipe cirúrgica da UVV, foi peça importante na montagem da equipe cirúrgica do congresso. Os professores da UVV Séfora Vieira S. Barros, Giuliano Moraes Figueiró e o residente Thadeu Mourão Pinto e os veterinários cirurgiões convidados foram importantíssimos. Além da professora Elizabeth Nader Simões, do Curso de Comunicação Social, e toda a equipe técnica da TV Rede UVV, que demonstraram extremo profissionalismo”, esclarece.


TALENTOS LITERATURA

Uma vida de impressões As impressões da vida de Andrey Luis Mozzer não podem passar despercebidas porque, para ele, são elas que nos permitem fazer novas descobertas

Andrey

Sua inspiração vem da vida, das percepções que tem do mundo, e dos sentimentos que movem o ser humano. “Eu não escrevo só sobre a beleza que há no mundo, escrevo também sobre o que é feio e pobre. Escrevo o que vejo em filmes, as coisas que acontecem comigo, o que eu leio, o que eu questiono. Escrevo sobre o que me incomoda. E hoje me incomoda muito a ética vigente em nosso país, essa nossa despreocupação compulsiva com a realidade e com o outro. Tudo isso acaba de algum jeito me forçando a escrever”, conta. “A idéia fica ‘martelando’ na cabeça até eu decifrá-la”, acrescenta. O curso de Psicologia – que chegou após duas tentativas de outros cursos superiores – é hoje uma fonte de inspiração para Andrey. “Até mesmo os temas dos seminários me fazem escrever. Quanto mais informações eu adquiro, mais consigo tocar as coisas”, diz. “O curso de Psicologia me permite falar com uma maior riqueza de detalhes, sobre coisas que antes eu só intuía. Está sendo muito importante esta minha consolidação de conceitos”, acrescenta. Na hora de eleger seus preferidos, Andrey tem muita cautela para não ser injusto com seus ídolos. “Os melhores autores, pra mim, são Fernando Pessoa, Machado de Assis, Walt Whitmann, Guimarães Rosa, José Régio, Rubem Alves, Federico García Lorca, Autran Dourado, George Orwell, Augusto dos Anjos, Diogo Cão, Cruz e Souza, Pablo Neruda, Pádua Lima, Vladimir Maiakovski, Carlos Drummond, Hermann Hesse, Álvares de Azevedo, Moacir Félix, para citar alguns poucos”. Todos, sem exceção, têm grande influência nos textos de Andrey. No dia 1º de junho deste ano, Andrey lançou seu primeiro livro – “Impressões – Ofereço Presentes, Enigmas, Lembranças, Arapucas e Provocações”. Dos 600 poemas já escritos pelo futuro psicólogo, 110 foram selecionados para compor sua obra. “Eu gosto da maioria deles, mas era preciso fazer uma triagem, pedi ajuda a minha namorada e

a um grande amigo nessa difícil tarefa”, comenta Andrey, que não considera seu livro uma obra autobiográfica. “O que eu escrevo são insights das coisas que eu vejo, sinto e penso, não sobre a minha vida pessoal. Alguns poemas são experiências bem particulares, mas conseguem atingir uma linguagem universal”, explica. Quem quiser conhecer a obra de Andrey Mozzer pode adquirir o livro “Impressões”, na livraria Nobel de Jardim da Penha, em algumas livrarias do Shopping Vitória, ou com o próprio autor pelo telefone (27) 9808.1001.

“Eu não escrevo só sobre a beleza que há no mundo, escrevo também sobre o que é feio e pobre”, Andrey Mozzer.

Tenta traduzir Aquilo que está posto Aos nossos sentidos Aquilo que é nítido, óbvio Mas de tanta usurpação Nos é negado ver Surge então o ladrão de fogo O filho de Prometeus Guerreiro das palavras Com sua lança sobre a folha Traduzindo os sentidos Mostrando a realidade Escondida por trás da bruma

Jornal Saber

Aos 12 anos de idade Andrey Luis Mozzer, aluno do curso de Psicologia, já conhecia a magia da leitura graças à biblioteca que seu pai tinha em casa. Foi nas páginas do livro “O homem, o Tempo e o seu Motivo”, de Pádua Lima – poeta brasileiro pouco conhecido – que Andrey se encantou pela poesia. “O que me chamou a atenção foi o título da obra. “Comecei a me interessar mais pela leitura e a buscar outros autores”, diz. O encanto pela literatura foi tanto que, aos 14 anos de idade, começou a rascunhar os primeiros poemas de sua vida. Textos descompromissados, mas que registravam as impressões do pré-adolescente. Os modestos rascunhos eram segredos guardados a sete chaves. “Eu não tinha interesse em mostrar para as pessoas os meus pensamentos, preferia guardá-los”, lembra. Mas foi aos 16 anos de idade que Andrey escreveu o que entendeu ser o seu primeiro poema digno de nota – “A bela mulher de nome psicopata”. “A partir dele fiquei mais motivado com o que eu escrevia, e aí não parei mais”, comenta.

Dos sentidos (Trechos do poema “Em verdade um bom poema”.)

AGO/SET/2006

7


VITRINE UVV CLASSIFICADOS

ARTIGO

Pós-graduação UVV

Jornal Saber

Estão abertas as inscrições para os 14 cursos ofertados neste semestre pelo programa de Pós-graduação da UVV. As novidades são os cursos de Higiene Ocupacional, Engenharia de Segurança do Trabalho e MBA em Gestão de Eventos. Além dos cursos inéditos, estão ofertados os cursos de Audiologia, Gestão Ambiental, Engenharia de Software, MBA em Telecomunicações – Negócios/Redes; MBA em Gerência de Projetos, MBA em Gestão Empresarial/ Negócios, MBA Gestão do Varejo e Empreendedorismo, MBA Gestão Estratégica de Pessoas, Contabilidade e Auditoria Pública, Auditoria e Perícia Judicial e Design Produção de Moda. Com dez anos de atuação na oferta de cursos de pós-graduação lato sensu, a UVV possui uma experiência consolidada, com a realização de 136 cursos, dos quais já participaram mais de 3.500 alunos. “O programa se preocupa em ofertar cursos que agreguem conhecimento com base no princípio de educação continuada”, esclarece a diretora de Pós-graduação e Pesquisa, Danièlle Bresciani. A melhoria da qualidade dos projetos pedagógicos dos cursos constitui-se numa das metas da pós-graduação. No momento, a UVV vem concentrando esforços para criar os programas stricto sensu,

8

AGO/SET/2006

com envolvimento dos professores doutores pesquisadores. São oferecidas turmas especiais voltadas para os interesses e para as necessidades apresentadas por empresas privadas e órgãos governamentais. Entre essas iniciativas destacam-se as parcerias com as Universidades Federais de Ouro Preto (UFOP) e da Paraíba (UFPB), que propiciam a realização de cursos corporativos em Engenharia de Materiais e Engenharia de Produção, tendo como parceiro principal a CST-Arcelor Brasil. Os cursos de pós-graduação da UVV contam com uma equipe de professores mestres e doutores – docentes da instituição ou convidados – e excelente infra-estrutura formada por salas de aula confortáveis e re f r i ge rad a s, l a b o ra t ó r i o de informática e biblioteca. “A clientela da UVV é formada principalmente por jovens universitários e executivos que sentem necessidade de investir em sua carreira e pretendem crescer no mercado, fazendo uma pósgraduação lato sensu“, avalia a coordenadora de Pós-graduação da UVV, Denise Simões Motta. “A UVV destaca-se na excelência dos cursos, na inovação da oferta de títulos inéditos e na contribuição à formação dos profissionais capixabas”, opina a coordenadora.

Segundo ela, toda a equipe está à disposição para fornecer aos interessados informações sobre os cursos de pós, visando facilitar a escolha e esclarecer as dúvidas sobre o curso desejado. Os candidatos podem entrar em contato com os coordenadores através de seus endereços eletrônicos divulgados no site da UVV, onde estão disponibilizadas todas as informações sobre os cursos oferecidos em 2006. A Diretoria de Pós-graduação e os cursos funcionam na UVV Vitória, localizada junto às instalações do Colégio Sagrado Coração de Maria (Sacré-Coeur), na Rua Sagrado Coração de Maria, 315, Praia do Canto, em Vitória. Informações pelo telefone (27) 3314.2525, e-mail dpg@uvv.br ou no site www.uvv.br. A carga horária dos cursos varia de 360 a 500 horas/aulas, com funcionamento quinzenal e duração de 18 meses. Exalunos da UVV têm 10% de desconto nas mensalidades. As inscrições são feitas pela internet através do site www.uvv. br. No ato da matrícula os candidatos devem apresentar na Secretaria de Pósgraduação a seguinte documentação: cópias autenticadas do diploma de graduação registrado, documento de identidade, CPF, além de uma foto 3X4 e Curriculum Vitae. As aulas têm início em setembro, dependendo do calendário de cada curso.

DIVERSOS Quero uma câmera fotográfica digital profissional. Falar com Milton Florêncio de Carvalho. Contatos: (27) 3396.4492/ 9299.7442. Vendo clarineta Bb Niquelada 17 chaves da Weril. Case. Boquilha Rico Royal. Seminova. Falar com André Luiz de Oliveira Guimarães. Contatos: (27) 3236.8229/ 8811.3785. Vendo P4 3.4 Ghz, 512 DDR2 533mhz, HD 80Gb SATA, VGA 6200 PCI-Express 16X Off-board. R$ 2.600, negociáveis. Falar com Leonardo Pedrini. Contatos: (27) 3229.4406/ 8111.4406. Vendem-se móveis seminovos. Geladeira, fogão, etc. Barato. Falar com Luiz Cláudio de Souza Júnior. Contatos: (27) 9903.8478/ 3319.4690. Vendo Kimonos Koral. Todos os tamanhos. Falar com Marcelo Nunes. Contato (27) 9999.7171. Compro urgente livro de anatomia Van de Graff 2003. Falar com Rafael Adriano Xavier de Novaes. Contatos: (27) 9222 – 5116/ 3340 – 7177. Vendo câmera digital 4.0 M.P.- Coolpix L4 Nikon - Zoom 3x + Cartão 256MB, nova. Valor R$ 700,00. Falar com Elaine Colodetti. Contato: (27) 3339.3702.

Teste  

Testando a descrição