Issuu on Google+

Por: Silvana L. de Jesus


*

A teoria dos mapas conceituais foi desenvolvida na dĂŠcada de 70 pelo pesquisador Joseph Novak, com base na teoria da aprendizagem significativa. O pesquisador define mapa conceitual como uma ferramenta para organizar e representar o conhecimento.


São representações gráficas semelhantes a diagramas, que indicam relações entre conceitos ligados por palavras.


• Reduz

de forma analítica, a estrutura cognitiva subjacente a um dado conhecimento, aos seus elementos básicos.

•Servem

como instrumentos para facilitar o aprendizado do conteúdo sistematizado em conteúdo significativo para o aprendiz.


*Podemos

fazer uma vaga definição de mapa conceitual como uma Árvore do saber ou uma mapa que guia as pessoas por trajetos (setas) com o intuito de obter um esclarecimento sobre o item anterior OU como uma caça ao tesouro, onde cada seta significa uma pista do tesouro a ser decifrada e no fim o saber será o tesouro a ser encontrado (talvez o maior de todos os tesouros – segundo alguns povos précolombianos).


* * PROPOSIÇÃO: são os elementos que definem o mapa conceitual.

* Ela possui: CONCEITO

inicial

TERMO DE LIGAÇÃO

Sentido de leitura

CONCEITO

final


* São as regularidades ou padrões percebidos em eventos e objetos.

* Objetos: coisas com átomos (matéria)

* Eventos: coisas que acontecem * Uma ou poucas palavras * Substantivos ou adjetivos (qualificadores)


* É a explicação para a relação observada entre 2 conceitos; * Poucas palavras: direta e objetiva * Verbo: aumenta a clareza da explicação

MAPAS CONCEITUAIS

TERMO DE LIGAÇÃO Facilitam a

APRENDIZAGEM


* *Trata-se

de uma Ăłtima ferramenta para organizar e representar o conhecimento, reduzindo de forma analĂ­tica, a estrutura cognitiva a um dado conhecimento, aos seus elementos bĂĄsicos, contribuindo para uma aprendizagem de maior qualidade.


Mapas conceituais