Issuu on Google+

58

jornal

agosto 2011

Cooperforte Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Funcionários de Instituições Financeiras Públicas Federais Ltda. SBS / Q. 2 / Bl. A / L. I Térreo – Ed. Casa de São Paulo – 70078-900 – Brasília / DF

Atualidade

Finanças

Sustentabilidade

Página 2

Página 3

Página 8

A Cooperforte, de Norte a Sul

Seu dinheiro pode valer mais

É impossível jogar fora do planeta!

27 anos

com você! Páginas 4 e 5


2

Jornal Cooperforte nº58

agosto 2011

atualidade

Finanças Pessoais

Faça seu dinheiro valer mais!

Crescer,

para oferecer produtos ainda melhores Aumentar continuamente o quadro social, para oferecer produtos atraentes a um número cada vez maior de associados. É com este objetivo que a Cooperforte desenvolve ações presenciais em vários Estados, não só para divulgar seus produtos e serviços mas também para estreitar a aproximação e o relacionamento com os associados, funcionários dos bancos públicos federais.

No mês de agosto a Cooperforte marcou presença nos II Jogos Fenacef, que aconteceram em Brasília, reunindo aproximadamente 1.000 aposentados da Caixa Econômica Federal. Neste bimestre, está agendada a presença da Cooperforte, de 7 a 10 de setembro, nos Jogos Regionais da FENAE Nordeste (Maceió) e Centro-Oeste (Goiânia) e no Simpósio Nacional dos Economiários Aposentados (Bahia, de 2 a 6 de outubro).

Neste sentido, recentemente a Cooperfote desenvolveu uma ação direcionada para funcionários do Banco do Brasil em Curitiba, Brasília, Goiânia, São Paulo e Porto Alegre.

O desenvolvimento destas iniciativas tem impulsionado o crescimento tanto do número de associados quanto da utilização dos produtos, serviços e convênios da Cooperforte.

Novo CAC: você já fez sua adesão? Conforme vem sendo amplamente divulgado, o Contrato de Abertura de Crédito – CAC, que permite aos associados solicitar empréstimos por telefone e pela internet, foi atualizado. Quem ainda não aderiu ao novo CAC tem até o dia 30 de setembro para fazê-lo, assegurando, assim, as facilidades de operar com a Cooperativa 24 horas por dia, de qualquer lugar do país, por telefone e pela internet. Para saber mais sobre este assunto ou informar-se sobre como você deve aderir ao novo CAC é só ligar 0800 701 3766.

O que faz com que uma mesma quantia na mão de algumas pessoas se multiplique e na mão de outras, nas mesmas condições, diminua e até se transforme em pesadas dívidas? A resposta é simples: o modo como a pessoa se relaciona com o dinheiro e com o crédito. O dinheiro, em si, é uma coisa abstrata, que se materializa na forma de bens, produtos e serviços. De modo geral, também transmite ideias de poder, status, fartura, generosidade e tranquilidade – coisas cada vez mais almejadas, principalmente no mundo moderno. Entretanto, se a pessoa, no seu dia a dia, não souber lidar com o dinheiro e administrar corretamente seu uso, desde as despesas aparentemente insignificantes até os compromissos mais ousados, certamente em pouco tempo enfrentará uma situação que ninguém deseja – o desequilíbrio financeiro. Pode até parecer difícil, mas administrar bem o dinheiro é mais fácil do que parece. O primeiro passo é fazer o planejamento financeiro, que sempre começa com o levantamento das receitas e das despesas mensais. Especialis-

Novo endereço eletrônico Cooperforte Desde o dia 29 de agosto passado, a Cooperforte alterou o domínio de seu endereço eletrônico, que passou a ser www.cooperforte.coop.br. No caso de e-mails, a terminação agora é @cooperforte.coop.br. Contudo, as mensagens que forem encaminhadas para endereços eletrônicos com as terminações anteriores (@cooperforte.org.br e @cooperforte.com.br) continuarão chegando à Cooperativa.

tas recomendam classificar as despesas por ordem de prioridade e importância, observando se têm valor fixo ou variável, para conhecer quanto cada uma pesa no orçamento. Não se pode esquecer de obrigações eventuais, como impostos e seguros, e gastos imprevistos (atendimento médico, manutenção do carro, etc). Passo seguinte é procurar reduzir o valor variável das despesas essenciais (contas de luz e de telefone, por exemplo) e analisar aquelas que podem estar impactando o orçamento sem efetivamente trazerem benefício correspondente, sendo mais comuns neste caso assinaturas de revistas que não são lidas e de programações de TV a cabo raramente assistidas. Enxugar o orçamento não significa abrir mão do lazer, basta que se faça algumas substituições. Como por exemplo aproveitar a programação gratuita de centros culturais, trocar algumas idas ao cinema pelo aluguel de DVDs, optar por passeios a parques públicos em vez de visitas a shoppings e até (por quê não?), substituir comemorações em restaurantes por jantares em família, no aconchego do lar.

Empréstimos Cooperforte – Taxas do mês de agosto MODALIDADE FORTE 60

% 2,0113

MODALIDADE FORTE 48

% 2,0113

MODALIDADE FORTE 36

% 1,7107

FORTE 24

1,6105

FORTE 12

1,3500

FORTE 6

1,0000

FORTE RÁPIDO

1,8000

FORTE 13º

2,1000

Forte Mais Previ

1,8000

TR agosto: 0,2076%

3


4

agosto 2011 5

Jornal Cooperforte nº58 Destaque

Cooperativismo e cidadania são a marca do 27º aniversário da Cooperforte No calendário da Cooperforte, 21 de agosto é uma data especial. Foi neste dia que, em 1984, em Brasília, 33 funcionários do Banco do Brasil transformaram em cooperativa uma “caixinha de empréstimos” que existia informalmente, dando origem, assim, à Cooperforte. Da capital brasileira, a Cooperforte cresceu para todo o país. Mais tarde, ampliou sua esfera de atuação: além dos funcionários do Banco do Brasil, foi disponibilizada para empregados de todos os bancos públicos federais – Banco Central, Caixa Econômica Federal, BASA, BNB e BNDES, e também para familiares dos cooperados. Atualmente, a Cooperforte reúne mais de 110 mil cooperados. Aos 27 anos de existência, a Cooperforte é uma cooperativa moderna. Oferece soluções financeiras ágeis, simples e seguras, por telefone e pela internet, atendendo aos anseios e às necessidades dos associados. Sempre harmonizando a essência cooperativista com sua natureza financeira. É desta forma que a Cooperforte se consolida, cada vez mais, como uma cooperativa cidadã.

Cooperativa jovem, madura e coerente Cada aniversário da Cooperforte é sempre uma boa oportunidade para refletir sobre a história da Cooperativa e entender como ela chegou à posição de destaque que hoje ocupa no panorama do cooperativismo de crédito nacional. Apesar de ser uma empresa relativamente jovem, a Cooperforte tem trajetória respeitável. 27 anos pode não parecer muito tempo, mas ganha significado especial quando consideramos a realidade brasileira: muitas empresas não conseguem sobreviver sequer uma década e outras, tradicionais de longa data, fecham suas portas por não se adequarem às novidades que surgem nem se prepararem para superar desafios. A Cooperforte é uma organização jovem, porém madura. Suas bases filosóficas e operacionais foram construídas sobre uma estrutura racional, desde o começo levando em conta dois aspectos constitutivos fundamentais: o Cooperativismo e as questões de mercado.

Você faz parte desta história Nunca é demais lembrar que o sucesso de nossa cooperativa, em grande parte, deve-se à visão de futuro que orienta o posicionamento interno e externo. Isto se confirma pela busca constante de modernização e aprimoramento, materializados: • no uso da tecnologia como ferramenta importante para a excelência do atendimento e • na qualificação do corpo funcional, para humanizar qualitativamente o atendimento e, em consequência, garantir a satisfação dos associados. Em igual importância, o sucesso da Cooperforte se deve ao comprometimento e à confiança dos cooperados. Por tudo isso, não há dúvida: especialmente em cada mês de agosto a comunidade Cooperforte tem muito a comemorar. Comemorar a história que você ajuda a construir!

Mais modernidade e facilidade nas operações eletrônicas Um ambiente eletrônico mais moderno e “amigável” para você realizar, pela internet, operações financeiras com a Cooperforte. Este é o presente que a Cooperativa ofereceu, no mês de agosto, para os associados, marcando a data em que completou o 27º aniversário. Como você percebeu, a área restrita do site www.cooperforte.coop.br agora tem nova apresentação visual. Vários elementos foram reorganizados, para tornar ainda mais fácil e rápida sua navegação e utilização, seja para tomar empréstimos, realizar aplicações, emitir declarações ou utilizar o Clube de Compras. Tudo com a maior segurança. A modernização da área restrita do site Cooperforte é mais uma prova de que a Cooperativa faz tudo para facilitar a vida dos associados.


v

6

Jornal Cooperforte nº58

agosto 2011

DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS / 2011 BALANCETES E BALANÇO PATRIMONIAIS

(R$ mil)

maio

junho

junho (balanço)

julho

493.739

494.097

494.097

494.787

8

66

66

13

ATIVO CIRCULANTE Disponibilidades Aplicações Interfinanceiras de Liquidez Títulos e Valores Mobiliários Relações Interfinanceiras Operações de Crédito

16.159

16.316

16.316

16.476

235.268

227.609

227.609

223.190

5.038

5.222

5.222

4.019

235.968

243.534

243.534

249.738

Outros Créditos

957

1.033

1.033

1.054

Outros Valores e Bens

341

317

317

297

NÃO CIRCULANTE

500.355

508.846

508.846

518.176

Realizável a Longo Prazo

490.595

499.128

499.128

507.432

488.310

497.233

497.233

505.537

2.285

1.895

1.895

1.895

Investimentos

5.167

5.204

5.024

6.152

Imobilizado

4.210

4.158

4.158

4.263

383

356

356

329

994.094

1.002.943

1.002.943

1.012.963

CIRCULANTE

744.071

748.258

748.258

752.425

Depósitos

727.925

731.196

731.196

736.657

2.119

2.234

2.234

2.031

Outras Obrigações

14.027

14.828

14.828

13.737

NÃO CIRCULANTE

206

107

107

36

Exigível a Longo Prazo

206

107

107

36

206

107

107

36

PATRIMÔNIO LÍQUIDO

249.817

254.578

254.578

260.502

Capital Social

136.464

137.098

137.098

138.085

Reservas

93.066

93.066

93.066

93.066

Sobras Acumuladas

20.287

24.414

24.414

29.351

TOTAL DO PASSIVO

Operações de Crédito Outros Créditos

Diferido TOTAL DO ATIVO PASSIVO

Obrigações p/Empréstimos e Repasses

Obrigações para Empréstimos e Repasses

994.094

1.002.943

1.002.943

1.012.963

DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO

maio

junho

semestre

julho

Receitas da Intermediação Financeira

16.900

16.698

95.298

17.173

Despesas da Intermediação Financeira

(8.435)

(8.182)

(46.048)

(8.172)

RESULTADO BRUTO INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA

8.465

8.516

49.250

9.001

(4.368)

(4.387)

(24.832)

(4.064)

Despesas de Pessoal

(1.607)

(1.554)

(9.169)

(1.512)

Despesas Administrativas

(1.361)

(1.435)

(8.013)

(1.503)

(11)

(11)

(72)

(11)

56

19

224

342

(1.445)

(1.406)

(7.802)

(1.380)

4.097

4.129

24.418

4.937

Outras Receitas/Despesas Operacionais

Despesas Tributárias Outras Receitas Operacionais Outras Despesas Operacionais RESULTADO OPERACIONAL Resultado Não Operacional RESULTADO NO MÊS

(2)

(2)

(4)

4.095

4.127

24.414

4.937

DIRETORIA EXECUTIVA José Valdir Ribeiro dos Reis (Presidente), Kédson Pereira Macêdo e Josué Martins Neto (Diretores). GERÊNCIA de adm. , fin. e contabilidade Ardêmio João Brixner (Gerente) e Laércio Zipperer Villalba (Contador) (CRC DF 7386)

Aplicforte RDC

Quanto maior for o prazo escolhido, maiores as vantagens... As aplicações financeiras que os associados realizam na Cooperforte são da modalidade Recibo de Depósito Cooperativo – RDC. Nossos produtos, denominados Aplicforte RDC, estão disponíveis nas modalidades Aplicforte RDC, Aplicforte RDC Programado e Aplicforte RDC IRRF, conforme detalhado no site www.cooperforte.coop.br. A modalidade RDC é vantajosa por vários motivos, entre eles: nnA partir do 30º dia do depósito, os valores aplicados já passam a receber rendimentos diários, calculados retroativamente à data em que foram depositados; nnO associado pode fazer resgates total ou parciais a qualquer tempo, sendo que, tendo cumprido a carência inicial citada, as aplicações recebem juros pelo tempo em estiveram depositadas na Cooperforte; nnQuanto maior for o prazo da aplicação, maior será o rendimento líquido pela incidência de alíquota menor de Imposto de Renda sobre o rendimento, conforme a tabela*. Prazo

Alíquota do IR (%)

Até 180 dias

22,5

De 181 dias a 360 dias

20,0

361 a 720 dias

17,5

Acima de 720 dias

15,0

*Na Cooperforte, o prazo mínimo para contratar o Aplicforte RDC é 24 meses

O Imposto de Renda é calculado e descontado no momento do resgate ou no vencimento do prazo estabelecido. Ocorrendo este segundo caso, a aplicação é renovada automaticamente, pelo prazo de 60 meses, que é o mais vantajoso para os associados. As renovações são informadas no Extrato de Movimentação como “Depósito.” Cada Aplicforte RDC é considerado uma operação independente e isolada, recebendo número identificador próprio, pois a carência e os rendimentos começam a ser contados a partir do dia do depósito. Vale ressaltar que contratar uma operação pelo prazo de 60 meses significa que a alíquota do IR incidente sobre os valores a serem resgatados após 720 dias e até seu vencimento final será de apenas 15%. Numa aplicação de 24 meses, os rendimentos serão creditados ao completar 720 dias, descontando-se o IR de 15%. A operação é então liquidada, transformando-se em novo depósito, com novo enquadramento dos prazos para incidência do Imposto de Renda, conforme informado na tabela ao lado.

Declarações Retificadoras do Imposto de Renda Muita gente tem dúvidas quando a questão é fazer uma declaração retificadora do IRPF, mas os associados Cooperforte podem contar com uma ajuda importante nestas ocasiões: o associado Cleber Coimbra se dispõe a esclarecer dúvidas e colaborar na solução de problemas com o “leão”, gratuitamente, pelo e-mail cleberjcoimbra@uol.com.br

7


Cooperando com o planeta

Consumismo, desequilíbrio financeiro & prejuízos ambientais O mundo hoje vive a era “descartável”. Inovações se sucedem, o desenvolvimento tecnológico e industrial barateia custos de produção e a publicidade/propaganda dissemina a ânsia pelo novo, pelo que é de última geração. Assim, artigos e produtos em perfeitas condições de uso são logo substituídos por outros mais modernos, alimentando o consumismo. Muito se fala sobre os efeitos do consumismo, tanto na economia de mercado quanto na economia pessoal. Para a primeira, ele é uma prática desejável e positiva, por incentivar a produção e a geração de emprego e renda. Para a economia pessoal, quando exagerado, o consumismo é um comportamento preocupante, por desvirtuar o conceito de felicidade e facilitar o desequilíbrio financeiro e ambiental. À medida em que as pessoas se tormam mais conscientes, aumenta também a visão do planeta como algo único e indivisivelmente integrado. Nesta ótica, descartar é possível, jogar fora não, no que o economista Hugo Penteado é elucidativo: “O fora, na verdade, não existe” já que vivemos na terra e, apesar dos avanços espaciais, ainda não é possível habitar outros planetas. Então, cuidemos da Terra, que é a nossa casa!

1.09.003.1

agosto 2011 – nº 58

Mala Direta Postal

9912245459-DR/BSB

Cooperforte

Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Funcionários de Instituições Financeiras Públicas Federais Ltda. SBS – Quadra 2 – Bloco A – Loja 79 Térreo – Ed. Casa de São Paulo CEP: 70078-900 – Brasília / DF POSTOS DE ATENDIMENTO São Paulo Av. S. João 32 – 11º andar (11) 3106 6969 / fax (11) 3104 1679 Belo Horizonte Rua Rio de Janeiro 750 – 7º andar (31) 3217 3362 / fax (31) 32173085 Porto Alegre Rua Uruguai 300 – 3º andar (51) 3224 2944 / fone/fax (51) 3224 2883 Rio de Janeiro Av. Nilo Peçanha 50, sala 1.612 – Ed. De Paoli (21) 2104 0953 / fax (21) 2220 0171 diretoria executiva Presidente José Valdir Ribeiro dos Reis Diretores Josué Martins Neto Kedson Pereira Macedo conselho DE administraÇÃO Presidente Jos�� Valdir Ribeiro dos Reis Conselheiros Carlos de Araújo Barreto Marconi Tavares França Paulo Rochadel Lima Romildo Gouveia Pinto Ubaldo Evangelista Neto Vamplê Bras de Lucena conselho fiscal Benedito Carlos Florêncio Silva Haroldo do Rosário Vieira Mauro Braga de Souza jornalista responsável Antonio Emilio da Costa MTb 5.200/83 – DRT/DF

O cartão de crédito, por sua praticidade, abrangência e comodidade, cada vez mais faz parte do dia a dia dos brasileiros. Contudo, se não for usado com cautela e racionalidade, pode trazer preocupações, que vão da segurança (roubo e clonagem) até o desequilíbrio orçamentário (o dinheiro virtual facilita ceder a impulsos consumistas). Pensando nisto, a Associação Brasileira das Empresas de Cartão de Crédito e Serviços – ABECS criou a cartilha eletrônica Cartão. A dica é saber usar, disponível no site www.dicasdocartao.com.br. O site é visualmente criativo e traz informações úteis sobre o uso correto do “dinheiro de plástico”, com controle e segurança. Traz também uma planilha que ajuda você a conhecer o total de suas despesas e calcular quanto elas pesam no orçamento.

design gráfico In Press Porter Novelli tiragem 92.000 exemplares

A Cooperforte, ciente de suas responsabilidades ambientais, utiliza papéis com certificação FSC (Forest Steawardship Council) na impressão deste material. Tal certificação garante que a matéria prima proveio e foi produzida de modo ecologicamente correto, socialmente justo e economicamente viável. Impresso na Gráfica Coronário, certificada na Cadeia de Custódia FSC. DÊ SUA OPINIÃO. Entre em contato conosco. www.cooperforte.coop.br faleconosco@cooperforte.coop.br 0800 701 3766

fax (61) 3314 7260

Ouvidoria 0800 701 3766 opção 4


80beab14c9b7e337eff28d91aad4d24084f0fd33