Issuu on Google+

62

jornal

outubro 2012

COOPERFORTE Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Funcionários de Instituições Financeiras Públicas Federais Ltda. SBS / Q. 2 / Bl. A / L. I Térreo – Ed. Casa de São Paulo – 70078-900 – Brasília / DF

Novidade

Modernidade

Sustentabilidade

Página 3

Página 9

Página 10

Participe do Concurso Cultural Cooperforte

Mobile Banking. Nova opção de atendimento Cooperforte

No dia a dia, você está fazendo a sua parte?

Finanças para crianças Brincando também se ensina e se aprende ... Páginas 4, 5 e 6


2

Jornal Cooperforte nº62

ATUALIDADE

Sua força. Nossa cooperativa. Este é o novo slogan da Cooperforte

No dia 21 de agosto, a Cooperforte completou 28 anos de fundação. Para marcar a data, naquele dia foi lançado o novo slogan institucional – Sua força. Nossa cooperativa. A partir de então ele vem sendo difundido em todas as peças e mensagens promocionais da Cooperforte. As quatro palavras que o compõem formam uma mensagem simples e objetiva, que se traduz em atitudes capazes de fortalecer ainda mais o espírito de união e pertencimento de todos que fazem parte da Cooperativa.

Decisões da Assembleia Geral Extraordinária A Cooperforte realizou, no dia 19 de agosto passado, uma Assembleia Geral Extraordinária. Nela, os delegados seccionais – representantes legítimos dos associados - analisaram e discutiram os dois assuntos que, divulgados no Edital de Convocação, constituíram a ordem do dia. Por unanimidade, foram aprovadas: Modificação nos artigos 5º, 37, 38, 39 e 52 do Estatuto Social. As modificações se referem a ajustes redacionais e esclarecimentos quanto à posse de conselheiros e diretores. Alienação do imóvel onde atualmente funciona a sede da Cooperforte. O imóvel atual foi adquirido em 1992, quando a Cooperforte tinha apenas 39 funcionários e seu quadro social contava 27.811 associados. Ao final daquele ano, os ativos somavam R$ 49.179.836,00, o patrimônio líquido R$ 48.823.949,00 e os empréstimos R$38.582.420,00. Passados 20 anos, em setembro de 2012, a Cooperativa possuía 200 funcionários, quase 120 mil associados, ativos de R$ 1.170.479.882,00, patrimônio líquido de R$ 303.353.695,00 e os empréstimos somavam R$ 905.833.335,00. Tão expressivo crescimento impõe a necessidade de instalações compatíveis com a nova realidade, a fim de que o desempenho organizacional e a qualidade do atendimento aos cooperados não sejam prejudicados. Além disso, o adequado dimensionamento do espaço físico proporciona um ambiente profissional propício ao aumento da qualidade e da produtividade, além de contribuir para a redução de custos operacionais e de manutenção. Por este motivo, a partir de dezembro próximo, a sede da Cooperforte funcionará em novas instalações, no Setor Comercial Sul, em Brasília.


outubro 2012

NOVIDADE

A Cooperforte & você.

Conte sua história e concorra a vários prêmios A Cooperforte faz parte da vida de tantas pessoas que não é possível estimar o número de associados que contaram com os produtos e serviços da Cooperativa para realizar seus sonhos mais diversos: reforma da casa, troca de carro, estudo dos filhos, viagem de férias e muito mais. E também para solucionar os imprevistos financeiros que tiram o sono de muita gente. Menos de quem faz parte da Cooperati-

va, pois a Cooperforte está à disposição dos associados 24 horas por dia, sete dias por semana. Certamente este relacionamento solidário é tema de muitas e interessantes histórias. A Cooperforte quer conhecê-las e para isso lançou o concurso cultural Sua força. Nossa cooperativa. Para participar basta acessar www.compartilhecooperforte.

com.br e encaminhar um vídeo ou texto contando como a Cooperforte faz parte de sua vida, auxiliando na realização de sonhos. Os prêmios são convidativos e, só por participar, você já concorrerá a um pacote de viagem de sete dias, com acompanhante, para um destino paradisíaco: Punta Cana, na República Dominicana.

Não perca tempo, pois o prazo de participação encerra-se no dia 30 de outubro. Acesse www.compartilhecooperforte.com.br, leia o regulamento e mande logo sua história. Dizem que “quem chega primeiro bebe água limpa”!

3


4

Jornal Cooperforte nº62

ATUALIDADE

Finanças para crianças:

brincando, se ensina e se aprende... Outubro. Mês das crianças. Tempo de reafirmar compromissos e responsabilidades com o bemestar infantil, inclusive assegurando direitos e transmitindo exemplos e ensinamentos que constituirão a base do adulto de amanhã. Neste processo, a educação financeira é tema que não pode ser esquecido e tão mais rica ela será quanto mais ampla for a visão que propiciar. Ninguém duvida que a infância, por ser a primeira fase da existência humana, é o momento ideal para se começar a receber ensinamentos importantes. No que se refere a educação financeira, quanto mais cedo a criança receber noções do que é um bem, do que é valor e do

que, verdadeiramente, constitui riqueza, mais estará capacitada para, na idade adulta, administrar com sucesso vários aspectos de sua vida e atingir os objetivos desejados. Por sua importância, a educação financeira infantil é um assunto que cada vez mais atrai a atenção de especialistas em finanças e também de pedagogos. Eles recomendam que, para despertarem interesse e serem experiências agradáveis para as crianças, as informações devem ser adequadas à idade, à capacidade de assimilação e à realidade infantil, transmitidas sempre de forma lúdica, por meio de simulações, jogos e brincadeiras.

E por falar nisto, que tal aproveitar o joguinho da página ao lado e se divertir ensinando aos pequenos?


5

O caminho da felicidade Uma tarde num parque de diversões, toda criança quer. Se o caminho que leva até lá for cheio de aventuras, melhor ainda, pois a diversão começa mais cedo... Então, convide um amigo ou uma amiga para participar deste joguinho e vamos logo começar a brincadeira.

Quem vai m

Vocês vão precisar de três moedas: duas de dez centavos (uma prateada para um e uma dourada para outro) e uma de qualquer cor e valor para jogar cara ou coroa. Toda vez que der cara, quem jogou deve andar duas casas com sua moeda de dez centavos, quando der coroa, deve andar três casas.

V

Nas casas haverá sempre uma orientação a ser seguida, ou uma mensagem a ser lida e pensada, antes de passar a vez para seu parceiro. E assim sucessivamente até chegar ao parque. Fazendo este caminho, vocês aprenderão porque é importante cuidar do dinheiro e o que a gente deve fazer para ele aumentar e nunca diminuir ou acabar. Valendooo!...

Você atrasou no pagamento das contas. Volte 5 casas! O planeta é nossa casa. Vamos preservá-lo?

PARTIDA Cara ou coroa?

Dinheiro não nasce em árvore. Por que dizem isto?

Você plantou uma árvore. Avance 2 casas!

Você não fez a lista das compras. Volte 3 casas!

Você planejou seu passeio. Avance 3 casas!

De grão em grão a galinha enche o papo. O que isto significa?

A

A união faz a força.

Sonhar é bom. Planeja e realizar é melhor ainda.


outubro 2012

Você desperdiçou água escovando os dentes com a torneira aberta. Volte 3 casas!

Você guardou suas economias. Avance 5 casas!

Quem ajuda o outro, também se ajuda.

Cooperar facilita a vida.

Dinheiro não cai do céu.

m coopera mais longe.

Você apagou a luz quando saiu do quarto. Avance 1 casa!

Evite todo tipo de desperdício.

Você controlou seus gastos. Avance 4 casas

Quem só espera, sempre alcança?

Você não economizou a mesada. Volte 4 casas!

O que é um “pé-de-meia” e para que serve? Você conferiu e economizou o troco. Avance 2 casas!

Devagar se vai ao longe.

Não basta querer. Tem que planejar.

A união é maior do que a soma.

Quem guarda, sempre tem.

ar

A natureza precisa de nós. E nós, dela!

Você desperdiçou energia elétrica esquecendo a TV ligada. Volte 2 casas!

Você gastou mais do que podia. Volte para o começo

Idealização e criação – Cooperforte / Finalização – In Press

Você não ajudou o colega de escola. Volte 3 casas!

Você só comprou o que precisava. Avance 3 casas!

Não dê passo maior do que a perna.

CHEGADA!

6


7

Jornal Cooperforte nº62

FIQUE POR DENTRO

Educação Financeira:

caminho para outra realidade

“Mais de 1/3 dos brasileiros gasta sem pensar”. Este é o título da matéria que, publicada no jornal Folha de S. Paulo, mostra que educação financeira não é o forte de nosso país. Também informa que, entre os brasileiros, 38% não controlam nem ganhos nem gastos, fazendo o endividamento chegar a 44% da renda anual das famílias. Educação começa em casa e continua na escola - Para as crianças menores, a primeira escola de educação financeira deve ser a própria casa, recomendam especialistas. A partir da fase escolar até a adolescência, o ensino formal também pode desempenhar importante papel, complementando e enriquecendo os ensinamentos aprendidos em família.

Pensando assim, alguns órgãos públicos, ligados à educação e a finanças, e organizações financeiras da iniciativa privada se uniram para implementar a Estratégia Nacional de Educação Financeira-ENEF. A primeira iniciativa dessa estratégia foi o projeto piloto implantado em 900 escolas de seis estados. Com duração de três semestres, teve como público 26 mil alunos do ensino médio. Os resultados foram satisfatórios, pois, conforme pesquisa realizada pelo Banco Mundial e divulgada pela BM&FBovespa, os alunos que tiveram aulas de educação financeira apresentaram melhores hábitos de poupança e comportamento de consumo: 63% passaram a poupar parte de sua renda e 16% a fazer lista de despesas mensais.

Fontes: Jornal Folha de S. Paulo, 8/10/12, caderno Folhainvest, página B3 http://www.bmfbovespa.com.br/pt-br/noticias/2012/Programa-de-educacao-financeira-nas-escolas-aumenta-poupanca-2012-06-11.aspx?tipoNoticia=1&idioma=pt-br, acessada em 9/10/2012 (pesquisa)


8 DEMONSTRAÇÕES CONTÁBEIS / 2012 Balanço 1º semestre ATIVO CIRCULANTE Disponibilidades Aplicações Interfinanceiras de Liquidez Títulos e Valores Mobiliários Relações Interfinanceiras Operações de Crédito Outros Créditos Outros Valores e Bens NÃO CIRCULANTE Realizável a Longo Prazo Operações de Crédito Outros Créditos Permanente Investimentos Imobilizado Diferido TOTAL DO ATIVO PASSIVO CIRCULANTE Depósitos Obrigações p/ Empréstimos e Repasses Outras Obrigações NÃO CIRCULANTE Exigível a Longo Prazo Obrigações p/ Empréstimos e Repasses Outras Obrigações - Diversas PATRIMÔNIO LÍQUIDO Capital Social Reservas Sobras Acumuladas TOTAL DO PASSIVO DEMONSTRAÇÃO DO RESULTADO Receitas da Intermediação Financeira Despesas da Intermediação Financeira RESULTADO BRUTO INTERMEDIAÇÃO FINANCEIRA Outras Receitas/Despesas Operacionais Ingresso de Depósitos Intercooperativos Outras Receitas Operacionais Despesas de Pessoal Despesas Administrativas Despesas Tributárias Outras Despesas Operacionais RESULTADO OPERACIONAL Resultado Não Operacional Despesas de Juros ao Capital RESULTADO NO MÊS

junho

(R$ MIL)

Balancetes julho

agosto

570.203 33 18.083 276.239 5.067 269.409 1.118 254 567.783 556.098 554.058 2.040 11.685 6.751 4.831 103 1.137.986

570.203 33 18.083 276.239 5.067 269.409 1.118 254 567.783 556.098 554.058 2.040 11.685 6.751 4.831 103 1.137.986

557.659 54 18.188 255.441 5.052 277.529 1.153 242 587.603 575.659 573.619 2.040 11.944 6.785 5.069 90 1.145.262

547.700 30 18.315 238.220 5.168 284.627 1.097 243 605.110 593.229 591.104 2.125 11.881 6.818 4.995 68 1.152.810

847.852 826.912 2.202 18.738 274 274 – 274 289.860 158.159 106.724 24.977 1.137.986 1º semestre 104.150 (51.283) 52.867 (21.690) 234 383 (10.776) (8.681) (85) (2.765) 31.177 44 (6.244) 24.977

847.852 826.912 2.202 18.738 274 274 – 274 289.860 158.159 106.724 24.977 1.137.986 junho 16.849 (8.161) 8.688 (3.546) 36 (2) (1.847) (1.280) (13) (440) 5.142 29 (1.023) 4.148

851.070 829.783 2.211 19.076 274 274 – 274 293.918 159.040 106.723 28.155 1.145.262 julho 15.969 (8.134) 7.835 (3.630) 38 1 (1.879) (1.309) (13) (468) 4.205 – (1.027) 3.178

853.968 832.677 2.256 19.035 314 314 65 249 298.528 159.863 106.723 31.942 1.152.810 agosto 16.467 (7.760) 8.707 (3.967) 41 7 (1.878) (1.639) (20) (478) 4.740 – (953) 3.787

DIRETORIA EXECUTIVA José Valdir Ribeiro dos Reis (Presidente), Kédson Pereira Macêdo e Josué Martins Neto (Diretores). GERÊNCIA DE ADM. , FIN. E CONTABILIDADE Ardêmio João Brixner (Gerente) e Laércio Zipperer Villalba (Contador) (CRC DF 7386)

OUTRAS INFORMAÇÕES QUADRO SOCIAL Associados

MODALIDADE

1º semestre 115.851

junho 115.851

julho 116.312

EMPRÉSTIMOS COOPERFORTE – TAXAS OUTUBRO / 2012 % MODALIDADE % MODALIDADE AA-A B-H AA-A B-H

agosto 117.198

% AA-A

B-H

Forte 60

1,5900

1,7900

Forte 24

1,3900

1,5900

Forte Rápido

1,5900

-

Forte 48

1,5900

1,7900

Forte 12

1,0900

1,2900

Forte 13º

2,1000

2,3000

Forte 36

1,4900

1,6900

Forte 6

0,7500

0,9500

Forte Mais Previ

1,5900

1,7900

TR OUTUBRO: 0,0000%


outubro 2012

MODERNIDADE

Mobile Bank Cooperforte

Soluções financeiras na palma de sua mão Agora está ainda mais fácil e moderno realizar negócios com a Cooperforte, pois recentemente a Cooperativa disponibilizou para os associados um novo canal de atendimento negocial: o Mobile Bank Cooperforte. Com ele, os associados podem simular e solicitar empréstimos, fazer aplicações, consultar

extratos, utilizar o Clube de Compras e emitir declaração para obter descontos nos convênios educacionais, diretamente de smartphones com sistema Android (versão 2.2 ou superior) e de Ipad, Iphone e Ipod Touch (sistema IOS 5 ou superior). Para isso, basta que tenham instalado em seu aparelho o aplicativo da Cooperforte por meio das lojas Apple Store ou Google Play.

Segurança As operações realizadas no Mobile Bank Cooperforte tem a mesma segurança dos negócios realizados por autoatendimento telefônico ou eletrônico, sendo recomendável que o usuário utilize um programa antivírus sempre atualizado. Com o Mobile Bank Cooperforte, a Cooperativa estará literalmente o tempo todo ainda mais perto dos associados, ao seu alcance ou até mesmo “na palma de sua mão”.

9


COOPERFORTE outubro 2012 – nº 62

1.09.003.1

jornal

Mala Direta Postal

9912245459-DR/BSB

Cooperforte

COOPERANDO COM O PLANETA

Cooperativa de Economia e Crédito Mútuo dos Funcionários de Instituições Financeiras Públicas Federais Ltda.

A sustentabilidade começa em casa! Desperdício, todo mundo sabe, só traz prejuízos. Não só para o bolso, mas também para o meio ambiente. Às vezes os dois se juntam, mas existem situações em que o prejuízo ambiental é muito maior do que a perda financeira. Principalmente quando os danos ecológicos são irreversíveis ou de difícil recuperação.

CONSCIÊNCIA AMBIENTAL Como a natureza é patrimônio do planeta e da humanidade, os recursos naturais são bens da coletividade, devem ser usados com mais zelo do que se cuida do patrimônio pessoal. Escovar os dentes, ensaboar-se no banho ou lavar louças com a torneira aberta, ao mesmo tempo em que pesa no bolso, causa baixas no patrimônio ambiental. Em relação à eletricidade, o mesmo acontece quando deixamos a luz acesa em dependências vazias e equipamentos eletrônicos ou eletrodomésticos ligados desnecessariamente. Com alimentos, móveis e roupas também é assim: quando compramos além do necessário, não cuidamos para sua conservação ou nem os aproveitamos completamente, estamos desperdiçando não só o bem adquirido, mas também todos os recursos, materiais e mão de obra que foram empregados na sua produção.

COMPROMISSO DE TODOS Isto mostra que a sustentabilidade ambiental não deve ser responsabilidade exclusiva dos governos nem obrigação unicamente das empresas. Cuidar pela preservação do meio ambiente e pelo bom uso dos recursos naturais deve ser um compromisso de toda a sociedade. Então, que tal rever seus hábitos cotidianos e incentivar sua família, seus amigos, vizinhos e colegas de trabalho a também alinharem suas atitudes em favor da sustentabilidade ambiental?

SBS – Quadra 2 – Bloco A – Loja 79 T��rreo – Ed. Casa de São Paulo CEP: 70078-900 – Brasília / DF POSTOS DE ATENDIMENTO São Paulo Av. S. João 32 – 11º andar (11) 3106 6969 / fax (11) 3104 1679 Belo Horizonte Rua Rio de Janeiro 750 – 7º andar (31) 3217 3362 / fax (31) 32173085 Porto Alegre Rua Uruguai 300 – 3º andar (51) 3224 2944 / fone/fax (51) 3224 2883 Rio de Janeiro Av. Nilo Peçanha 50, sala 1.612 – Ed. De Paoli (21) 2104 0953 / fax (21) 2220 0171 DIRETORIA EXECUTIVA Presidente José Valdir Ribeiro dos Reis Diretores Josué Martins Neto Kedson Pereira Macedo CONSELHO DE ADMINISTRAÇÃO Presidente José Valdir Ribeiro dos Reis Conselheiros Carlos de Araújo Barreto Marconi Tavares França Paulo Rochadel Lima Romildo Gouveia Pinto Ubaldo Evangelista Neto Vamplê Bras de Lucena CONSELHO FISCAL Benedito Carlos Florêncio Silva Haroldo do Rosário Vieira Moysés Aparecido Berndt JORNALISTA RESPONSÁVEL Antonio Emilio da Costa MTb 5.200/83 – DRT/DF DESIGN GRÁFICO In Press Porter Novelli TIRAGEM 95.000 exemplares A Cooperforte, ciente de suas responsabilidades ambientais, utiliza papéis com certificação FSC (Forest Steawardship Council) na impressão deste material. Tal certificação garante que a matéria prima proveio e foi produzida de modo ecologicamente correto, socialmente justo e economicamente viável. Impresso na Gráfica Coronário, certificada na Cadeia de Custódia FSC. CONTATOS www.cooperforte.coop.br faleconosco@cooperforte.coop.br 0800 701 3766 0800 61 3766 fax (61) 2106 7260 Ouvidoria 0800 701 3766 opção 4 SAC 0800 701 3766 opção 3


48edc4f80ddb3b2711c22a870429646772b9e9d7