a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

1

www.cooperativa.coop.com.br


EXPEDIENTE:

EDITORIAL

Palavra do Presidente

Iniciamos mais um ciclo, diante de um mercado com expectativa de reação. Segundo os especialistas os preços irão se elevar assim como o consumo, e isso, para o produtor rural, é uma das melhores notícias dos últimos tempos, tendo a oportunidade de começar o ano na atividade com o pé direito. Em 2017 seguramos as pontas, cortamos custos e gerimos da melhor forma, para garantir a segurança do nosso patrimônio. Diferente do cenário que acompanhamos, de tantas empresas fechando as portas ou utilizando de recursos de segurança para se manter de pé, nós, da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce, conseguimos nos manter pelo fruto de larga escala de produção, inovação e dedicação dos cooperados e colaboradores. A nossa produção é o que nos mantém e, por isso, queremos produzir ainda mais, contando com mão de obra qualificada, qualidade no leite que entregamos, e inovação nas propriedades que fazem parte do nosso quadro de cooperados.

COOPERJORNAL | Março 2018

Uma empresa qualquer não investiria tanto no desenvolvimento humano e tecnológico como é feito pela Cooperativa. Ainda mais num período conturbado, de um mercado em crise. A Cooperativa está confiante na melhoria e na gestão que tem sido feita. Por isso, nesta edição especial do CooperJornal apresentamos os benefícios de fazer parte de uma Cooperativa. Trazemos aqui o nosso jeito presente em cada produto e serviço prestado, que faz o nosso diferencial. Trazemos também os resultados de Encerramento Anual 2017, a entrega do Bônus Fidelidade, realizado pelo sétimo ano consecutivo, e a certificação da 3ª Turma da Universidade do Leite.

Diretoria Executiva Diretor-presidente: Guilherme Olinto Abreu Lima Resende Vice-presidente: João Marques Pereira Neto Conselho Fiscal Jasmo Antônio Braga José Soares Teixeira Otacílio Nunes da Silva José Ferreira dos Santos Orlando Pereira Mendes Ilmo Coelho da Silva Textos Departamento de Comunicação e Eventos Juliana Pio – 12.137/MG Luciely Elorrany - 20.804/MG Revisão Tarciso Alves Fotos Arquivo Cooperativa Luciely Elorrany Colaboração Técnica Gilmar Oliveira (Gerente Geral) Alexandre Coelho (Gerente Dep. de Política Leiteira) Roberto O. Costa Filho (Eng. Agrônomo) Marciano de Jesus (Educador Cooperativista) Wilian Salvador (Controller) Projeto Gráfico e Diagramação Pop Comunicação Inteligente Impressão Gráfica Arco-Íris

Estamos renovando um ciclo e queremos você, cooperado, junto conosco. Vamos expandindo o nosso crescimento de forma estável, e por isso iremos nos capacitar cada vez mais para enfrentar as situações adversas. Agora iremos mostrar o sentido de ser Cooperativa!

Saudações cooperativistas! Guilherme Olinto Abreu Lima Resende.

2

Conselho Administrativo Antônio Carlos Brandão Edson Constantino Ramos Fernando Antônio Ferreira Geraldo Antônio Birro Costa Guilherme Olinto Abreu Lima Resende João Marques Pereira Neto Mário Dias Leão Elias de Oliveira Alves Maurício Francisco de Souza

Rua João Dias Duarte, 1371/1395 Bairro São Paulo – 35030-220 Governador Valadares – MG Fone: (33) 3202-8300


Nosso jeito de GERIR COM GOVERNANÇA A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce tem seus objetivos delineados por meio de um conjunto de ferramentas de gestão e mecanismos de controles. Tem como fundamentos: a legislação pertinente, os princípios cooperativistas e as práticas de gestão, definidas no seu planejamento estratégico e no modelo de Excelência da Gestão, proposto pelo PDGC, que é o Programa de Desenvolvimento da Gestão de Cooperativas, criado pela OCB (Organização das Cooperativas do Brasil), em parceria com a Fundação Nacional de Qualidade - tudo isso, para garantir os interesses da instituição.

O Lidercoop (Programa de Gestão Avançada para Lideranças) é uma proposta inovadora da Ocemg em parceria com a Fundação Dom Cabral (instituição renomada em educação executiva eleita pelo jornal Financial Time entre as 20 melhores escolas de negócios do mundo) que tem o objetivo de auxiliar as cooperativas na implementação de melhorias apontadas no diagnóstico do Programa de Desenvolvimento de Gestão das Cooperativas (PDGC). O Sistema Ocemg atua em benefício do crescimento e desenvolvimento do cooperativismo mineiro, orientando as cooperativas na busca por uma gestão cada vez mais eficiente, que impulsione o crescimento socioeconômico do Estado. Tudo isso faz da nossa Cooperativa uma instituição gerida por órgãos competentes e capacitados para promover o melhor aos cooperados.

Foram seis módulos e muitas horas de estudos, onde discutimos temas importantes como o Cenário Político Econômico, Gestão Estratégica de Cooperativas, Gestão de Riscos do Negócio, Orientação para Mercados, Gestão de Mudança, Inovação em Modelo de Negócios, Finanças e Gestão de Risco Financeiro, Governança em Cooperativas, Gestão Estratégica de Pessoas, Gestão da Inovação e Sustentabilidade. Todos esses conteúdos irão nos nortear para uma gestão mais eficiente e eficaz, para assim obtermos o reconhecimento como a melhor solução de negócio no nosso segmento de atuação, pela inovação e qualidade dos produtos e serviços oferecidos.” João Marques Pereira Neto (Vice-presidente da Cooperativa)

Os departamentos, produtos e serviços são no intuito de promover o desenvolvimento tecnológico dos cooperados, oferecendo produtos e serviços inovadores que aprimorem a sua produção e contribuam para o desenvolvimento sustentável da cadeia produtiva do leite.

www.cooperativa.coop.com.br

Para o vice-presidente da Cooperativa, João Marques Pereira Neto, participar do Lidercoop foi uma oportunidade única de grande relevância, que irá contribuir muito com o jeito de gerir a Cooperativa.

3


Nosso jeito de Atender aos Cooperados COOPERJORNAL | Março 2018

Registrar e controlar as movimentações entre os cooperados e a Cooperativa, bem como as relações entre as partes e operações realizadas. O departamento que auxilia na administração e no relacionamento com o cooperado é a Unidade de Atendimento ao Cooperado (UAC).

4

No departamento é realizado o cadastro de novos associados e cadastros junto aos conveniados, como o serviço de benefícios disponíveis pelo Cartão do Cooperado (bandeira Vale Mais). Um cartão que permite antecipar as compras através de um limite

pré-estabelecido, para ser utilizado em redes conveniadas (como postos de gasolina, farmácias e supermercados). A UAC também organiza o levantamento de volume do leite gerando os créditos e débitos dos cooperados, o demonstrativo financeiro do cooperado (folha do leite) e, além disso, também é possível solicitar adiantamento de valores. A Unidade de Atendimento ao Cooperado é o local para se tirar dúvidas, fazer reclamações, sugestões e outros questionamentos relacionados à Cooperativa.

Acredito que a Unidade de Atendimento ao Cooperado é o primeiro canal de acesso do Cooperado com a Cooperativa. Estamos à disposição para ser a ponte de extensão com as demais áreas, estabelecendo um vínculo com o cooperado, nos tornando o local que o representa dentro da Cooperativa.” Erlaine Drumond (Supervisora da Unidade de Atendimento ao Cooperado)


Açucena

Santa Efigênia de Minas

Aimorés

Central de Minas

Alpercata Campanário Coroaci Divino das Laranjeiras Engenheiro Caldas Fernandes Tourinho Frei Inocêncio Galileia Governador Valadares

Sobrália Tarumirim Tumiritinga Mathias Lobato Iapu Virgolândia São Geraldo da Piedade São José da Safira Ipatinga

Santa Maria do Suaçui Conselheiro Pena Sabinopólis Frei Gaspar Ataleia Pescador Resplendor Jampruca Capitão Andrade

Bom Jesus do Galho Córrego Novo Pingo D’ Água Cuparaque São João do Manteninha Alvarenga Conceição do Mato Dentro São Geraldo do Baixio Santa Rita do Itueto

Itambacuri Itanhomi Marilac Nacip Raydan

Mendes Pimentel Sardoá Mantena Itabirinha de Mantena

Periquito Água Boa Naque São Felix de Minas

Itueta Goiabeira Bugre

www.cooperativa.coop.com.br

Você sabe onde estamos?

5


Nosso jeito de Oferecer Produtos e Serviços

COOPERJORNAL | Março 2018

A Cooperativa está cada vez mais próxima dos cooperados, prestando serviços e atendimentos que levam ao desenvolvimento tecnológico que inova a atividade leiteira. O Departamento de Política Leiteira oferece a orientação técnica para a sustentabilidade das atividades dos produtores e transportadores, visando o desenvolvimento do cooperado, além de cumprir as metas e demais procedimentos técnicos propostos pela Cooperativa para assegurar a qualidade de seus produtos e serviços Atualmente são duas assistências veterinárias gratuitas, duas visitas gratuitas, além de opção de visita adicional subsidiada, assistência agronômica permanente, orientação para melhoria na qualidade do leite através dos técnicos de captação, e uma organização logística da coleta de leite de acordo com as características da região. Além disso, tem programas para desenvolvimento dos cooperados como Educampo, um programa voltado para gestão econômica e produtiva, tem o programa de Transferência de Embrião Fertilizada In Vitro, além dos projetos de irrigação e piqueteamento para manejo de pastagens.

Departamento de Política Leiteira

6

A Cooperativa é a única empresa que observo que se preocupa além da recepção e captação do leite. Nos outros laticínios é comum se preocupar apenas com preço e distribuição do produto. Já na Cooperativa se monta uma estrutura com equipamentos e especialistas para oferecer aos cooperados um desenvolvimento contínuo. Acredito que a vantagem de ser de uma cooperativa seja isto: desenvolver não somente uma propriedade, mas sim um patrimônio social e um capital que beneficia a todos.” Alexandre Coelho (Gerente do Departamento de Política Leiteira)


NOSSO JEITO DE OFERECER PRODUTOS E SERVIÇOS

Além da Política Leiteira, outro serviço disponível ao cooperado é o Armazém da Cooperativa, que conta com um sistema de Rotas Inteligentes que garante a entrega dos produtos semanalmente aos cooperados.

A partir do dia que fui convidado pela Diretoria, Conselhos e Gerência Geral a assumir a Gerência do Armazém, me coloquei prontamente à disposição. Assim, buscamos a cada dia cumprir o principal motivo da existência do Armazém que é levar aos cooperados os melhores produtos pelos menores preços, produtos diversificados, atendimento de qualidade e promoções. Hoje, buscamos elevar maiores benefícios para o cooperado, de forma que este seja plenamente atendido e abastecido pelo Armazém da Cooperativa.” Thiago Lemos (Gerente do Armazém da Cooperativa)

www.cooperativa.coop.com.br

O Armazém da Cooperativa possui um dos maiores mixes de produtos da região, melhores preços e formas de pagamento, canais de comunicação próprios e financiamento de máquinas e equipamentos. Atualmente conta com grandes parceiros que possibilitam um atendimento de balcão tecnificado.

7


NOSSO JEITO DE OFERECER PRODUTOS E SERVIÇOS

COOPERJORNAL | Março 2018

Rota Inteligente do Armazém

8

Programe sua compra no ArmazÉm da Cooperativa


Nosso jeito de relacionar com nossos Colaboradores A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce oferece para o seu quadro social cursos e treinamento durante todo o ano, com o objetivo de cada vez mais qualificar, buscando sempre melhores resultados no processo, contribuindo para o desenvolvimento das pessoas e a manutenção de um ambiente de trabalho seguro e saudável.

www.cooperativa.coop.com.br

Outubro Rosa

9


NOSSO JEITO DE RELACIONAR COM NOSSOS COLABORADORES

COOPERJORNAL | Março 2018

Dia da Mulher

10

Acreditamos que para bons resultados é necessário colaboradores empenhados e capacitados. Por isso estamos sempre inovando no quadro social, de forma que o colaborador seja gradativamente treinado para atender da melhor forma o cooperado, além de favorecer o crescimento pessoal. Oferecemos um ambiente de trabalho agradável, que valoriza e faz com que o colaborador se sinta parte da instituição.”

Dia dos Pais

Francislene Moreto (Coordenadora do Recursos Humanos)

Dia dos Pais


NOSSO JEITO DE RELACIONAR COM NOSSOS COLABORADORES

Reconhecimento

O quadro de colaboradores da Cooperativa é composto por grandes profissionais, que são estimados por todos e principalmente pelos cooperados. No ano de 2017 houve o desligamento de quatro colaboradores que representaram muito para a Cooperativa. O Sr. Armando Tavares há mais de 30 anos no quadro de colaboradores da Cooperativa, no relacionamento com o Cooperado nos Armazéns

Matriz e Filial. Já Adriana Freitas, por aproximadamente 24 anos, e a Sanclea Ribeiro por aproximadamente 27 anos, estiveram no relacionamento ao atendimento ao cooperado e posteriormente na Unidade de Atendimento ao Cooperado. Pedro Repossi Júnior estagiou na Cooperativa e posteriormente assumiu o Departamento de Campo, hoje, Política Leiteira. Permaneceu na Cooperativa por quase 10 anos e contribuiu para o desenvolvimento das plataformas que temos hoje.

www.cooperativa.coop.com.br

Homenagem ao Sr. Armando Tavares

Homenagem a Sanclea e Adriana

Homenagem a Pedro Repossi Júnior

11


Nosso jeito de Promover a Educação Atualmente a Educação Cooperativista da Cooperativa, além das Reuniões de Comunidade e Reunião de Comitê, está realizando visitas pontuais nas propriedades dos cooperados, com o objetivo de aproximar ainda mais dos produtores rurais, conhecendo de perto a realidade do dia a dia, e suas necessidades.

Cada comunidade possui um líder, escolhido pela própria comunidade, que é a voz ativa dentro da Cooperativa. O líder participa em toda primeira segunda-feira do mês da Reunião do Comitê Educativo, que é realizada na sede administrativa da Cooperativa, com a presença da diretoria e gestores. Assim é possível uma gestão participativa.

Outro ponto chave da Educação Cooperativista é a possibilidade de ter maior conhecimento técnico. A Cooperativa dispõe para o cooperado um Calendário Técnico e um Calendário Anual facilitando o acompanhamento das reuniões e toda a programação da instituição, abordando os assuntos relevantes, de acordo com cada época.

COOPERJORNAL | Março 2018

A Cooperativa conta com reuniões na região dos 56 municípios que atua, há mais de 30 anos, de forma ininterrupta. O trabalho desenvolvido através do educador cooperativista aproxima o cooperado do dia a dia da instituição e vice-versa, além de possibilitar que ele transmita a realidade de cada área de atuação.

12

Reunião do Comitê Educativo


NOSSO JEITO DE PROMOVER A EDUCAÇÃO

Workshop Crê$er Cooperativa

2° Semana Acadêmica do Cooperativismo (UFV)

A Cooperativa é um empreendimento coletivo, em que os donos são os cooperados. As reuniões de comunidade são um dos canais que possibilitam levar informações a respeito do negócio e do patrimônio dele, mostrando cenários de mercado, e assuntos técnicos que podem auxiliar no cotidiano da fazenda, entre outros. Essa aproximação também faz com que possamos tratar as necessidades de cada comunidade onde os cooperados estão inseridos.” Marciano Adalberto (Educador Cooperativista)

Universidade do Leite

www.cooperativa.coop.com.br

Agropecuária na Escola

13


Nosso jeito de GERAR RESULTADOS COOPERJORNAL | Março 2018

O Departamento de Controladoria e Finanças administra as questões contábeis, financeira e o controle do patrimônio. É o departamento responsável por assegurar a governança da Cooperativa, garantindo a sua segurança contábil, fiscal e patrimonial, gerando informações para a tomada de decisões pela Diretoria Executiva. A Controladoria e Finanças também concentra os débitos e créditos do cooperado, realizando as negociações de dívidas, refinanciamento e adiantamento solicitados pela Unidade de Atendimento ao Cooperado (UAC). Para avaliar todo o trabalho realizado pelo departamento, são realizadas auditorias externas pontuais, de forma que permitam a verificação dos dados apresentados. Também é realizado um acompanhamento dos conselheiros fiscais, que permite assegurar todo o patrimônio que é a Cooperativa.

Gerenciar a controladoria e finanças é uma grande responsabilidade e ao mesmo tempo uma grande satisfação. Administramos todo o patrimônio do cooperado, de acordo com a lei 5764, normas contábeis e estatuto vigente para que ele tenha segurança nos resultados gerados pela Cooperativa.”

Wilian Salvador (Gerente do Departamento de Controladoria e Finanças)

14


Nosso jeito de COOPERAR: Uma Atitude Transformadora Há 59 anos a Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce Ltda se tornou a realidade de sonhos de poucos empreendedores, que nos mesmos caminhos dos “probos de Rochdale”, aqueles 28 ingleses que iniciaram, em 1844, a primeira Cooperativa que deu certo no mundo e isso inspirou milhares de produtores de leite que desde então, tem depositado sua confiança e, juntos, estão construindo uma história linda no Vale do Rio Doce, empreendendo de forma cooperativa.

Eu tenho uma fórmula de responder a todos que me perguntam: “Gilmar, você está bem?”. Eu sempre respondo: “Sim, muito bem. As circunstâncias ás vezes, nem tanto”. Nesse sentido te encorajo a pensar que, apesar das circunstâncias, quando cooperamos, marcamos positivamente nossa história e a do nosso semelhante, e essas atitudes transformadoras, de dentro para fora, produzem pessoas melhores, empreendimentos melhores e uma sociedade melhor.

O mundo muda a todo instante. Em cada época, ele impregna um ritmo que molda as pessoas ao contexto social, político e econômico, de tal forma que é impossível não influenciar-se pelas tendências, ainda mais hoje, interligados numa grande teia global, onde somos vizinhos uns dos outros, não havendo mais distâncias geográficas, ou de crenças, costumes, língua, raças, culturas – enfim, estamos todos conectados. Agora falamos em “Geração Y”, esta dos jovens que estão dominando a cadeia produtiva de valores das grandes empresas e moldando produtos e serviços ao estilo destes que promovem um novo conceito de vida e consumo e, com esta nova fase da humanidade, outras mudanças estão moldando nossos conceitos e trazendo um novo desafio – adaptação!

www.cooperativa.coop.com.br

Li esta semana que “Produtores rurais são seres naturalmente otimistas. Investem seu capital e plantam, apesar de terem como única certeza a de que nada é garantido na sua atividade. Mesmo que façam tudo certo, de acordo com as melhores práticas existentes, estão sujeitos ao imponderável e ao incontrolável – a começar pelo clima. Apesar de tudo, todo ano (ou melhor, mais de uma vez por ano, no caso brasileiro) eles começam tudo de novo, a partir de um pedaço de terra nua. Eles simplesmente acreditam e empreendem”. O entusiasmo natural de um produtor rural, sua garra e determinação, aliados a uma atitude de cooperação tem o poder de transformar positivamente, numa corrente do bem, a vida do cooperante e de todos que participam direta ou indiretamente de uma vida cooperativa.

15

Não tenho dúvida ou receito de afirmar: Quer viver numa sociedade melhor? COOPERE. Esta atitude é transformadora para você. seu empreendimento e a sociedade! Gilmar Oliveira (Gerente Geral da Cooperativa)


Nosso jeito de RECONHECER O COOPERADO FIEL O tatersal do Parque de Exposições de Governador Valadares ficou pequeno para cooperados e convidados que participaram do Encerramento Anual 2017 da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce. Com aproximadamente 400 pessoas, o dia 18 de dezembro teve grandes comemorações para os cooperados fiéis.

COOPERJORNAL | Março 2018

O Encerramento Anual é um evento tradicional e o mais esperado por todos os cooperados, pois é o momento da premiação do Bônus Fidelidade, para os cooperados que foram fiéis, e entregaram regularmente a produção de leite da sua propriedade, entre o dia 1º de janeiro a 30 de novembro de 2017 à Cooperativa. Valorizando e acreditando na missão em promover o desenvolvimento dos cooperados, a Cooperativa entregou em 2017, pelo sétimo ano consecutivo, o Bônus Fidelidade, no valor total de quase R$2.000.000,00. Para representar o quadro de cooperados fiéis, o Sr. Genserico Barroso recebeu simbolicamente o cartão Bônus Fidelidade 2017. Para o Sr. Genserico Barroso foi uma honra receber o Bônus Fidelidade, representando os cooperados.

Fiquei honrado em representar os cooperados fiéis. Um condecoração merecida para cada um que faz parte da nossa Cooperativa.” Genserico Barroso (Cooperado representante do Bônus Fidelidade 2017)

16


NOSSO JEITO DE RECONHECER O COOPERADO FIEL

Estar em Governador Valadares e falar com os produtores rurais sobre o mercado lácteo e as expectativas de 2018 foi uma troca de experiência enriquecedora. Foi gratificante conhecer de perto o trabalho que a Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce oferece para os seus cooperados, principalmente diante de um mercado tão competitivo como o mercado lácteo.”

“Cooperativas felizes, pessoas engajadas, resultados que fazem a diferença!”, foi o tema da segunda palestra do Encerramento Anual 2017, ministrada pelo Benedito Nunes Rosa. Benedito é Idealizador e Fundador do Instituto Movimento pela Felicidade, Consultor do Sistema OCB Nacional, Ocemg, Ocepar, Ocesp e Moderador de Grupos de Trabalho. Para Benedito trazer um momento de reflexão para os cooperados foi motivador.

Fiquei impressionado com o trabalho realizado pela Cooperativa para os seus cooperados. Fico feliz de participar de momentos como este.” Benedito Nunes (Palestrante)

Valter Bertin Galan (Palestrante)

www.cooperativa.coop.com.br

Além da entrega do Bônus Fidelidade aconteceram duas palestras. A primeira ministrada por Valter Bertin Galan, com o tema “Perspectivas do Mercado Lácteo 2018”, o consultor atua na empresa MilkPoint (maior portal de leite brasileiro), com mais de 20 anos de experiência, apresentou dados relevantes para o produtor rural, que permitiram mostrar a realidade do cenário do mercado de leite e as expectativas. Para Galan, foi ótima a oportunidade de falar com produtores da região do Vale do Rio Doce.

17

Entrega do Certificado de Conclusão do Curso da 3ª turma da Universidade do Leite.


COOPERJORNAL | Março 2018

MARÇO

18

1/3 1/3 1/3 1/3 1/3 1/3 1/3 1/3 2/3 2/3 3/3 3/3 3/3 4/3 4/3 4/3 4/3 5/3 5/3 5/3 6/3 6/3 6/3 7/3 7/3 7/3 8/3 9/3 9/3 10/3 10/3 10/3 10/3 10/3 11/3 11/3 11/3 11/3 11/3 13/3 13/3 14/3 14/3 14/3 14/3 14/3 15/3 15/3 16/3 16/3 16/3 17/3 18/3 19/3 19/3 19/3 20/3 20/3 21/3 21/3 22/3 22/3 22/3 23/3 23/3 23/3 24/3 24/3 25/3 25/3 25/3 25/3 26/3

ARISTóTELES GOMES NETO Cleisson de Oliveira Marques ENéIAS FERREIRA BRAGA HéLIO DA SILVEIRA LEITE José ALVES JúNIOR José RODRIGUES DE PAULA REGINALDO CECíLIO DE SOUZA SILVéRIO ALBERTO DE CARVALHO IDéSIO ALVARENGA DE PINHO Rony Célio Valim ELIMAR ALVES DOS SANTOS EUSTáQUIO NUNES DOS SANTOS José FELIPE DA ROCHA DINALDO DE OLIVEIRA EXPEDITO CALAZANZ DE SOUZA JOZIAS MOREIRA DA SILVA MARIA José AUGUSTO ANDRADE VILELA DOUGLAS BEZERRA ADILSON LAIR MACHADO MADRONA ROSANA SALVADOR P. MONTENEGRO Antônio VITOR SAN SEVERINO Guilherme de Almeida Rodrigues José Silvio Magri Antônio ALVES DOS SANTOS HERMINIO PINTO DE CARVALHO Márcio José DE FREITAS MARTINS CAZERINA CAL SOARES GENSERICO BARROSO FILHO José OLIMPIO ROSA AMILTON CAIO DE FIGUEIREDO GERALDO ALVES PEREIRA Ivan Flores de Azeredo JAIR MODESTO João FERREIRA DOS SANTOS Antônio Walter Braga CHRISTIAN AVELAR SENDAS João MARQUES PEREIRA NETO NIVALDO DE LIMA PEREIRA RAMON LAZARO VAZQUEZ P. M. DO VALE DOMINGOS TEMPONI FILHO OLDAIR MARTINS SOARES FILHO Antônio PEDRO BRAGA NETO DINAH REZENDE DE MACEDO HELOíSA CéLIA LORENTZ MAGALHãES OZéIAS BATISTA RAMOS Sebastião AUGUSTO DE OLIVEIRA OLIVEIRO MEIRELES MENDES OZELIO FERREIRA BARBOSA EUNILSON OLIVEIRA COSTA Júnior JASMO Antônio BRAGA Pauliano Heriberto da Silva José DOS ANJOS MODESTO DE SOUZA Pedro Santos de Souza José FRANCISCO DE LIMA MILTON DIAS GODINHO VICENTE LOXE MADRONA Amir Nunes de Morais VICENTE MATOLA TOMAZ Diones Fernandes de Souza Reinalda da Silva Marques EUSANIA KARLA MIRANDA DA COSTA MOISéS BICALHO DE PINHO Osias de Souza Valverde Filho EDSON INáCIO FERNANDES LINALDO BARBOSA GOULARTE MARCELA DE SOUSA MARTINS Geraldo Rômulo da Silva Márcio SANTOS FIGUEIREDO GRIMALDO LEITE João Salvador Martins Vieira JORGE NUNES DE OLIVEIRA José DE FREITAS DA COSTA ANILDO LUIZ NETO

26/3 27/3 27/3 27/3 27/3 27/3 28/3 28/3 28/3 29/3 29/3 29/3 30/3 30/3 30/3 30/3 31/3 31/3 31/3

ILMO COELHO DA SILVA Célio COUTINHO Júnior EDMA SANTOS DE SOUZA LIMA EDMAR DIAS DE ANDRADE Márcio Brandão Costa MARILDA LIDYA SOARES TEIXEIRA EDWARD MARIANTE José FERREIRA DE ALMEIDA FILHO José PERPéTUO LACERDA Antônio LúCIO PEREIRA JONATAN MACHADO SILVANI APARECIDO DO NASCIMENTO Adilson Gonçalves Pontes Einer Schiavo Coelho ITAMAR BARRETO DOS REIS NEOMIZA MARIA PEREIRA ANDRADE José Márcio Soares de Sales Josias Balbino do Prado KELYENE SUED LEITE RABELO

ABRIL 1/4 1/4 2/4 2/4 3/4 3/4 3/4 4/4 4/4 4/4 4/4 4/4 5/4 5/4 5/4 5/4 5/4 5/4 5/4 6/4 6/4 7/4 7/4 7/4 8/4 8/4 8/4 8/4 9/4 9/4 10/4 10/4 10/4 10/4 11/4 11/4 11/4 11/4 11/4 12/4 12/4 12/4 12/4 13/4 13/4 14/4 14/4 14/4 15/4 15/4 15/4 15/4

GILFARLEY MADRONA DA SILVA José TEODORO LEITE NESTOR BATISTA RAMOS RILZA DE CASTRO SILVA José FRANCISCO DE SOUZA MARILZA DE ALMEIDA BACELAR ROOSEVELT MOREIRA ROCHA ERNANI ALVES SANTIAGO GERALDO MARTINS DA COSTA Leonel Gonzaga da Cunha MARIA NILDEIA PEREIRA WILSON DE CARVALHO NUNES Anderson Alves de Souza CONCEIçãO APARECIDA DE OLIVEIRA HILDO VALIM MARCOS VINíCIUS MATIAS DE MELO VAGMAR DIAS AREDES VALDEMAR MARQUES PEREIRA VICENTE José CARDOSO José Antônio DE ARAúJO Mires Maria Soares DOMINGOS RAMOS DE CARVALHO Marli Pereira de Brito WANDERSON SALVINO DE ANDRADE Joaquim Correia Júnior José FLáVIO ANDRADE QUINTãO José MARIANO PIRES VIANA LAUDISON ALVES DE OLIVEIRA GEDEãO DE SOUZA BRAGA WESLEY OLIVEIRA MOURA êNIO CELSO GOMES BATALHA João DAMIAO DA SILVA João Daniel Gomes VIVALDO MARQUES PEREIRA ABRAãO ROLDãO SARAIVA ATAIDE LEãO CAMPOS ELDER MORAIS BENTO Sebastião Batista da Silva VERA LúCIA PEREIRA DOS SANTOS CLEUSA CECíLIO DAMACENO DE SOUZA EPAMINONDAS DE FREITAS SOBRINHO ITAMAR SOARES William Ferreira da Silva FRANCISCO PIRES NETO MARTA MARIA DE OLIVEIRA ARAúJO Helenide Rodrigues M. de Paula OTACíLIO NUNES DA SILVA Sebastião ALBERTO SFALSINI Adyr de Souza Diniz José GERALDO SOARES SALLES José LAURENCO DE LIMA PAULO VERGILIO

16/4 17/4 17/4 17/4 17/4 17/4 18/4 18/4 18/4 18/4 19/4 19/4 19/4 20/4 20/4 21/4 21/4 21/4 21/4 22/4 22/4 22/4 23/4 23/4 23/4 23/4 23/4 23/4 24/4 24/4 25/4 25/4 26/4 26/4 26/4 27/4 28/4 28/4 28/4 29/4 29/4

GERALDO COELHO CAMPOS Alverindo Rosa EDSON CARLOS SAMPAIO FáBIO Antônio LUCAS HILáRIO MARQUES DE OLIVEIRA MILTON VICENTE LOPES BARRETO AROLDO MIRANDA DA SILVA EDMILSON FERNANDES SOBRINHO MARIA LOPES DA SILVA ARAúJO Raimundo Ramos Lopes José ALVES José CRISTIANO PIMENTA FILHO UIRVO DE SOUZA COSTA CEZáRIO LOTE DE OLIVEIRA WIBER SILVA RAMOS ABíLIO SOARES ROCHA Gentil Antônio dos Santos Valdelícia Duarte Wagno Rodrigues de Oliveira Antônio José DE MATTOS PIMENTA José Geraldo da Silva TOMAZ GARCIA MENDES ETELVINA BIRRO COSTA JOILSON SODRé Jorge Ardisson JORGE DE OLIVEIRA CHAVES Luciano Fernandes dos Santos PEDRO JORGE DE FREITAS Balcine Denadai JORGE ADRIãO DA SILVA GERALDO RODRIGUES PEDRA NILZA DE LIMA REZENDE ELBIS ADRIANO DOS SANTOS JORGE LUIZ DOMINGUES MOTA Maria Aparecida Maimoni AILTON CEZAR DE OLIVEIRA GERALDO CARDOSO COELHO HEDI APARECIDA DE JESUS Landerci Amélia da S. Ferrante João CARRIJO SOBRINHO RIVALDO GOMES DA SILVA

MAIO 1/5 1/5 1/5 1/5 1/5 1/5 2/5 3/5 3/5 3/5 3/5 4/5 4/5 4/5 5/5 5/5 5/5 5/5 6/5 6/5 6/5 7/5 7/5 7/5 8/5 8/5 9/5 9/5 9/5

BERNADINO NUNES GOVEIA ELI TEODORO DOS SANTOS João BATISTA DIAMANTINO DA SILVA José Aures Rodrigues Otacílio de Oliveira Filho Sebastião VIANA JúNIOR José GERALDO VIEIRA CHAVES JOAQUIM DA CRUZ MARTINS LAéRCIO VIANA Araújo Oldack Nunes de Menezes WANDERLEY QUIRINO SOARES DJALMA COSTA DE SOUZA GERALDA PEREIRA DE SOUZA WILSON MARIA DE FIGUEIREDO ABELARDO LUCAS EVANGELISTA CEDIL MARCELINO ENéIAS FERREIRA SOARES VERDI FERREIRA DOS SANTOS José FRANCISCO NETTO Odilei Rufino Pereira VICENTE LOPES FILHO ENéIAS DE OLIVEIRA PINHO José Cleber Venancio de Souza LúCIO CUNHA DE MELO Deilson Pereira Rosa EDER MIGUEL DE FIGUEIREDO ENéSIO CARVALHO DE SOUSA João Gonçalves DA SILVA ZENI ALVES LIMA

10/5 10/5 11/5 11/5 11/5 11/5 11/5 12/5 13/5 13/5 13/5 14/5 14/5 14/5 15/5 15/5 15/5 15/5 15/5 16/5 16/5 16/5 17/5 17/5 17/5 18/5 18/5 19/5 19/5 19/5 19/5 19/5 19/5 20/5 20/5 20/5 20/5 21/5 21/5 21/5 21/5 22/5 22/5 22/5 22/5 22/5 23/5 23/5 24/5 24/5 24/5 25/5 25/5 25/5 25/5 26/5 26/5 27/5 27/5 27/5 27/5 28/5 28/5 29/5 29/5 29/5 29/5 29/5 29/5 30/5 30/5 31/5 31/5 31/5

José ALVES TIMóTEO RENATO NEVES DA SILVEIRA José FRANCISCO DE SOUZA FILHO José SILVA DE MOURA MARIA ALICE ALMEIDA MIRANDA Nalzira de Souza Sudre POMPéIA JORGE SELIM DE SALES Wagner Jacinto Muniz HENRIQUE ALVES PEREIRA João Gomes Sobrinho Marcondes Gomes Ribeiro Johane Cândido da Silva Avelino Juberto Elias Quinup MARCOS Antônio DE SOUZA EDMILSON SANCHES BRANDãO FRANCISCO Araújo DE SOUZA Gilmar Gomes Ferreira José João DA SILVA PAULO CELSO LUCIANO ADEMIR DIAS DA SILVA Cláudio Fontana de Souza TEREZINHA SILVIANO DE JESUS ILDEU LEITE MOREIRA José Francisco Sobrinho Nilo Luiz Segal Martins ALESSANDRO DE PINHO COELHO JACHSON DUARTE Araújo EDSON FERREIRA TIMOTEU GILSON APOLôNIO ALMEIDA João Miguel José GERALDO DA SILVA JUSCELINO RODRIGUES COELHO Sebastião LUIZ DE OLIVEIRA ALLAN GOMES DE SOUSA BERNADINO MARTINS QUINTãO BERNARDINO CAMPOS PINTO Felipe de Castro Mendes José BERNARDINO DE CARVALHO MATUZALEM LUCIANO DE SOUZA OSVALDO PATROCíNIO DA SILVA Paulo César Portela Dias Azemar da Silva Dorneles Gerson Messias da Silva João José DE ANDRADE MARIA LEOPOLDINA QUINTãO PEREIRA OTACíLIO DE Araújo COSTA MARIA SOARES TEIXEIRA NORBERTO LUIZ DE ALMEIDA João GOMES BATALHA José MARTINS DA SILVA Otília da Silva Maia ALDO FRANCA SOUTO Emir Miguel MARCELO FRANCA COELHO WASHINGTON MARTINS DA COSTA CARLITO CUSTóDIO ANDRADE Omar da Silva Camelo José Gonçalves RODRIGUES José MIGUEL FILHO SHIRLEY PEREIRA DA SILVA VINíCIUS VENâNCIO BACELAR ADELAR LíRIO CARLOS SILVEIRO RABELO SOUTO FERNANDO MOREIRA SANTANA MARIA DO ROSáRIO ALVES SANTOS NIVALDO PEREIRA DE Araújo OLGA MARIA BICALHO Pedro Castelane PEDRO DE SOUZA MENDES Júlio Cezar Pinto Coelho TIAGO VIEIRA DOS SANTOS Alberone Teixeira Gonçalves HAROLDO GERALDO DE ANDRADE Rúbens Silveira Vilete

PARA BENS

Colaboradores MARÇO

3/3 11/3 11/3 16/3 16/3 19/3 22/3 30/3

DELVAIR PIRES DE SOUSA João MARQUES PEREIRA NETO MARCOS ROBERTO DOS SANTOS ALBINO ENéZIO DOS SANTOS JASMO Antônio BRAGA CARLOS LúCIO MARTINS MARQUES JAQUELINE ALVES DA SILVA SOUZA SAMUEL LUCCHESI NASCIMENTO SOUTO

ABRIL 1/4 7/4 14/4 21/4 23/4 24/4 26/4

JEAN MARCELL ALVES COIMBRA RIBEIRO RAFAEL GOMES CAMPOS OTACíLIO NUNES DA SILVA NILTON Gonçalves PóVOA NETO GILSON MENDES PEREIRA KELEN CRISTINA Gonçalves DOS S. SILVA SABRINA DE OLIVEIRA SOUTO

MAIO 3/5 5/5 5/5 18/5 25/5

MARCIANO ADALBERTO DE JESUS HUDSON CARDOSO NETO WELLINGTON OLIVEIRA MARçAL MARIANA DE JESUS SOUTO DOUGLAS DE SOUZA LOPES


19

www.cooperativa.coop.com.br


20 COOPERJORNAL | Marรงo 2018

Profile for cooperativagv

COOPERJORNAL MARÇO DE 2018  

O Cooperjornal é a revista da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce que mantém seus cooperados e públicos de interesse informados sobre...

COOPERJORNAL MARÇO DE 2018  

O Cooperjornal é a revista da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce que mantém seus cooperados e públicos de interesse informados sobre...

Advertisement