a product message image
{' '} {' '}
Limited time offer
SAVE % on your upgrade

Page 1

1

www.cooperativa.coop.com.br


EXPEDIENTE:

EDITORIAL

Palavra do Presidente

No último dia 05, comemorei mais um aniversário e pude fazê-lo na presença dos líderes de comunidades presentes na nossa reunião de comitê. Foi marcante. Falo isto com muita alegria, pois minha história na Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce Ltda. percorreu todos estes caminhos, iniciados nas comunidades e nas reuniões de comitê. Os anos passam para todos. Nossa Cooperativa em breve completará 60 anos. Uma história de milhares de pessoas que viram suas histórias marcadas pela força do Cooperativismo, na atividade pecuária.

Conselho Fiscal Turíbio Alves Modesto Marcos Leite Costa Otacílio Nunes da Silva Jasmo Antônio Braga Adair Soares dos Anjos Adalberto Corrêa de Almeida Textos Departamento de Comunicação e Eventos Juliana Pio – 12.137/MG Luciely Elorrany (estagiária)

No último dia 10/11, a Cooperativa realizou o CINE OCEMG, um evento que contou com a participação de técnicos da nossa central OCEMG / SESCOOP, e de todo o conjunto de funcionários e prestadores de serviços diretos e indiretos, no filme que contou a história dos 27 tecelões e uma tecelã que fundaram a “Sociedade dos Probos Pioneiros de Rochdale”, a primeira COOPERATIVA que deu certo no mundo, em 21 de dezembro de 1844, no bairro de Rochdale, em Manchester (Inglaterra).

Revisão Tarciso Alves

E qual a importância deste assunto para nossos dias atuais? Vejo que está na atitude. Não adianta termos conhecimento, competências e habilidades, aprimoradas pelos avanços no campo do ensino e da gestão. Sem “atitude” nada disso funciona, pois o que nos inspira são os exemplos, e não as explicações. COOPERJORNAL | Dezembro 2016

Diretoria Executiva Diretor-presidente: Guilherme Olinto Abreu Lima Resende Vice-presidente: João Marques Pereira Neto

A cada dia, os desafios se tornam cada vez mais ousados e difíceis de serem transpassados. Verdadeiramente, não há espaço para amadores, e o mercado não aceita senão os melhores. E, graças a Deus, nossa COOPERATIVA tem sido esta referência.

Tendo o homem como principal finalidade - e não o lucro - os tecelões de Rochdale buscavam naquele momento uma alternativa econômica para atuarem no mercado, frente ao capitalismo que os submetia a preços abusivos e ao desemprego crescente advindo da revolução industrial. A iniciativa desses tecelões mudau os padrões econômicos da época, e deu origem ao movimento cooperativista, do qual somos frutos.

2

Conselho Administrativo Antônio Carlos Brandão Edson Constantino Ramos Fernando Antônio Ferreira Geraldo Antônio Birro Costa Guilherme Olinto Abreu Lima Resende João Marques Pereira Neto Mário Dias Leão Elias de Oliveira Alves Maurício Francisco de Souza

Fotos Arquivo Cooperativa Luciely Elorrany Colaboração Técnica Gilmar Oliveira (Gerente Geral) Pedro Repossi Júnior (Médico Veterinário) Roberto O. Costa Filho (Eng. Agrônomo) Marciano de Jesus (Educador Cooperativista) Wilian Salvador (Controller) Projeto Gráfico e Diagramação Pop Comunicação Inteligente Impressão Gráfica Arco-Íris

Sei que estamos atravessando momentos difíceis, com definições políticas, econômicas e até climáticas ainda incertas. Nosso país está passando por uma turbulência séria em níveis que abalam sua estrutura, em todos os sentidos. O mercado de atuação da COOPERATIVA e seus COOPERADOS (pecuária leiteira) tem se mostrado cada dia mais hostil, pois várias empresas (grandes, médias e pequenas) sucumbiram nos últimos anos, incluindo algumas cooperativas, infelizmente. Neste ano, nossa COOPERATIVA foi escolhida pela OCEMG para aplicar em sua gestão o modelo de gestão adotado pela OCB – Organização das Cooperativas do Brasil, o qual visa, por meio de indicadores testados nas ultimas décadas em Cooperativas que têm dado certo no país, e são exemplos para todos nós, aprimorar o cenário da GOVERNANÇA, DOS RESULTADOS, DO QUADRO SOCIAL e, principalmente, do BEMESTAR, SAÚDE e QUALIDADE DE VIDA dos nossos COOPERADOS.

Rua João Dias Duarte, 1371/1395 Bairro São Paulo – 35030-220 Governador Valadares – MG Fone: (33) 3202-8300

Isso mostra que estamos no caminho certo, e os indicadores já nos colocam como vitrines de uma cooperativa que, tal como a de ROCHDALE, há quase 200 anos atrás, também sabe que a única fórmula de sucesso é a união de esforços em prol do bem comum. A força do Cooperado está aqui! Isso é mais que um mote, é nossa razão de ser. Feliz 2017. Deus nos ajude. Guilherme Olinto Abreu Lima Resende

Sumário


Encerramento Anual da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce 2016 No dia 16 de dezembro, a partir das 13h, será realizado o Encerramento Anual da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce 2016, no Parque de Exposições de Governador Valadares. É um evento tradicional e um dos mais esperados pelos cooperados, pois nele é entregue o Bônus Fidelidade. O bônus é uma premiação concedida ao cooperado pela fidelidade e confiança depositada na Cooperativa, ao entregar regularmente sua produção de leite entre 1º de janeiro e 30 de novembro de 2016.

Um dos princípios cooperativistas é a “educação, formação e informação”. As cooperativas têm como princípio promover a educação e a formação dos seus membros, cooperados, familiares, e comunidade em geral, de forma que eles possam contribuir para o desenvolvimento das suas cooperativas. Para o vice-presidente da Cooperativa, João Marques Pereira Neto, o Encerramento Anual é um momento de reflexão, conhecimento e planejamento.

Ao final de todos os anos realizamos este evento. É um momento de conhecimento para todos nós produtores, se tornando uma oportunidade de discutimos as projeções acerca do ano seguinte. É de extrema importância alinharmos o máximo de informações, para promover a satisfação de todos os interessados no crescimento do nosso segmento. João Marques Pereira Neto (vice-presidente da Cooperativa)

www.cooperativa.coop.com.br

O objetivo do evento, além da entrega do Bônus Fidelidade, é proporcionar a todos os presentes um momento de conhecimento sobre um tema relevante. Por isso, neste ano, tivemos a palestra com Nilson Dornellas de Oliveira, sobre Bem-Estar Animal, que tem como objetivo estabelecer uma relação saudável entre os homens e os animais. Dornellas é referência em cursos de Doma, Apresentação e Manejo de bovinos no pasto e no curral.

3


O 2º Workshop Crê$er Cooperativa supera as expectativas!

Mais de 300 pessoas participaram do 2º Workshop Crê$er Cooperativa, que teve como objetivo promover soluções inovadoras em pecuária leiteira. Superando as expectativas, o evento da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce, realizado no dia 18 de outubro, aconteceu no Parque de Exposições de Governador Valadares, e contou com palestrantes de renome nacional e recorde de público.

COOPERJORNAL | Dezembro 2016

Na visão do Francisco Antônio Souza Brandão, cooperado de Coroaci, o evento foi bastante proveitoso.

4

Acho que a interação que a Cooperativa proporciona é de uma visão rica em estrutura e qualidade para nós cooperados. Eu mesmo trouxe o meu filho e estou passando para ele os conhecimentos que aprendi.” Francisco Antônio Souza Brandão

Palestra: Qualidade do Leite Palestrante: Leorges Moraes da Fonseca Com o tema “Produzir leite com qualidade é um bom negócio”, o médico veterinário e professor da UFMG Leorges Borges destacou que o principal aspecto é conscientizar o produtor da importância em estar alcançando boa qualidade, visando não somente um melhor produto para entregar à cooperativa, mas também projetando lucros maiores a partir de um produto de boa qualidade.

A temática qualidade do leite, predominantemente, acaba se tornando um pré-requisito para você permanecer no mercado e progredir. São aquelas velhas expressões importantes, como ‘não é o quanto você ganha, mas é o quanto você gasta’, se tratando da fazenda, ganhando um novo sentido, já que o quanto você ganha é importante sim. Por isso, quando se fala em qualidade do leite isso é benéfico para o associado e para a indústria, pois a qualidade do leite inclui rendimento em produtos e também beneficia o próprio consumidor.”


O 2º WORKSHOP Crê$er COOPERATIVA SUPERA AS EXPECTATIVAS!

Universidade do Leite: Módulo Reprodução Palestrante: Marcos Flávio Teixeira Pereira O coordenador de território da MSD Saúde Animal, Marcos Flávio, ministrou o quarto módulo da Universidade do Leite, com o tema Reprodução, e não só os alunos da Universidade do Leite MSD puderam participar, mas todos os presentes no Wokshop discutiram sobre como é possível aumentar a eficiência reprodutiva do rebanho.

www.cooperativa.coop.com.br

O quarto módulo da Universidade do Leite MSD ganhou um sentido especial. Não somente pela participação em massa dos alunos e dos participantes do Worskhop, mas também pela discussão aberta de temas relevantes para o produtor. Quando falamos de reprodução, estamos falando de preparar o rebanho para uma atividade mercantil, que irá exigir maior qualidade de manejo, o uso de genética adequada às novas tecnologias, obtendo uma boa lactação do animal, etc. Ter um leite com alta qualidade, rico em gordura e demais nutrientes é cuidar do animal presente na fazenda desde o ato reprodutivo.”

5


O 2º WORKSHOP Crê$er COOPERATIVA SUPERA AS EXPECTATIVAS!

Experiência de Sucesso Palestrante: Maurício Silveira Coelho

COOPERJORNAL | Dezembro 2016

O proprietário da Fazenda Santa Luzia, Maurício Silveira, contou a sua experiência de sucesso do benefício de utilização de embriões FIV para a reprodução de 100% do rebanho.

Experiência de Sucesso Palestrante: Ronald Rabbers Participante pela segunda vez do nosso Workshop, o proprietário da Chácara Roelandt, Ronald Rabbers, contou a sua experiência de sucesso na criação do Gado Holandês, e os desafios na gestão da fazenda, principalmente no uso de FIV.

6

Há uma preocupação maior com o uso das novas tecnologias e cada oportunidade de saber um pouco mais a respeito se torna única. A nossa fazenda é conhecida pela excelência em criação e uso de técnicas de reprodução que visam obter o máximo de resultados possíveis nos animais presentes na propriedade.”

A gente sabe que o processo de sexagem diminui a viabilidade do sêmen, que piora sua qualidade natural. Não é fácil ser usado no diaa-dia das fazendas, tanto é que muita gente utiliza sêmen nas novilhas porque elas têm maior fertilidade. Ou seja, é difícil usar sêmen sexado em vacas. E a FIV permitiu a gente fazer isso, e o desempenho do sêmen sexado passou a ser muito bom. Acho que isso é uma maneira de o produtor crescer sua genética superior muito rápido; é uma tecnologia que precisa ser aproveitada.”


O palestrante motivacional Aionor Lotério ministrou a palestra “A cooperação como uma atitude, e a cooperativa como uma sociedade de pessoas que se fortalecem e fazem a diferença”. Esse momento foi bem descontraído e contou com várias dinâmicas que possibilitaram uma grande interação com todos os presentes. Lotério ressalta que é importante para o cooperado se sentir se dono da Cooperativa. Para ele, a Cooperativa está na fazenda, assim como a fazenda deve estar na Cooperativa.

O cooperado cria laços cooperativos indo desde a propriedade até a Cooperativa. É nesse sentido que a gente vem trazer a mensagem do cooperativismo como uma forma de vida, para a família e para a sociedade. Muitas vezes, o associado vê o cooperativismo como uma atitude boa, mas que não cria raízes com a filosofia. A cooperativa é uma sociedade de pessoas que vieram para servir e que querem o bem comum.”

www.cooperativa.coop.com.br

Palestra: Momento Cooperativista Palestrante: Ainor Lotério

7


Sorteio: mais de R$ 10 mil reais em premiações! A Cooperativa, em parceria com Sicoob Crediriodoce, Ouro Fino, Hertape, Virbac, Elanco, UCB Vet, Capul, Guabi, MSD Saúde Animal, Riber, In Vitro Brasil e Big Mais Supermercados, sorteou vários prêmios para os cooperados participantes no final do 2º Workshop Crê$er Cooperativa.

COOPERJORNAL | Dezembro 2016

O vice-presidente da Cooperativa, João Marques Pereira Neto, destaca a importância da realização deste evento.

8

O sucesso deste evento só foi possível através dos grandes parceiros que apoiam os projetos da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce, e nós só temos que agradecer. Palestrantes de alto nível técnico estiveram presentes no nosso Workshop, toda a programação foi pensada para o produtor rural que deseja crescer em produção, qualidade e gestão.” 2º Workshop Crê$er Cooperativa Soluções Inovadoras em Pecuária Leiteira


Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce é uma das pioneiras em Minas Gerais a utilizar o Programa de Acompanhamento Econômico e Financeiro das Cooperativas (GDA)

O Programa está sendo desenvolvido pelo Sistema OCB (Organização das Cooperativas Brasileiras), e viabiliza um monitoramento sistemático dos principais indicadores de desempenho econômico-financeiro do segmento, permitindo que as informações do balanço das cooperativas sejam transformadas em dados gerenciais, dando mais transparência para a gestão e um melhor acompanhamento através dos relatórios gerados. Foram escolhidas quatro entidades modelo para experimentar previamente os benefícios do programa. Caso obtenha sucesso, a intenção do sistema OCB é implementar nas demais cooperativas. “É uma ferramenta completa. Antes tínhamos um sistema interno da cooperativa, mas não existia comparativo com outras organizações”, frisou o gerente da controladoria da Cooperativa, Willian Salvador.

Para o presidente da Cooperativa, Guilherme Olinto Resende, é uma honra ser uma das cooperativas modelo que farão o uso prévio do programa desenvolvido pelo sistema nacional.

É sempre um privilégio sermos reconhecidos pelo trabalho que realizamos. A ferramenta de que iremos dispor será para facilitar o dia a dia na administração Guilherme Olinto Resende (presidente da Cooperativa) da empresa. Ter a oportunidade de fazer parte do grupo pioneiro é uma enorme satisfação.”

www.cooperativa.coop.com.br

A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce participou na sede do Sistema Ocemg, em Belo Horizonte, do treinamento sobre a metodologia e funcionamento do Programa de Acompanhamento Econômico e Financeiro das Cooperativas (GDA).

9


Mais um Dia de Campo da Cooperativa

COOPERJORNAL | Dezembro 2016

A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce, em parceria com o Sebrae Educampo, realizou no dia 7 de novembro, mais um Dia de Campo, em Tarumirim.

10

Para o consultor do Educampo, Bruno Magalhães, o Dia de Campo foi estratégico, já que estamos no período do início das chuvas, momento em que os produtores começam a preparação do plantio do volumoso para o período de seca. “É muito importante conhecer os processos envolvidos no plantio e manejo dos canaviais, para alcançarmos produtividade com custo baixo”, destaca Magalhães. O encontro desta vez foi na propriedade do cooperado Sebastião Lopes, em Tarumirim. O objetivo foi abordar o custo/benefício do investimento em cana-de-açúcar para o gado leiteiro, além de focar nos tipos de plantio e manejo que se adequam na nossa região. Para o Aersio Lopes, filho do cooperado Sebastião Lopes, o Dia de Campo foi de muito conhecimento, e todos que participaram saíram satisfeitos com as informações passadas.

Aersio Lopes

A gente já trabalha há muito tempo com plantio de canade-açúcar e achávamos que fazíamos tudo certo, mas com as informações que tivemos no Dia de Campo, vimos que podemos melhorar cada dia mais, buscando sempre melhores resultados no plantio ideal para a nossa região”


Cana-de-açúcar

Tudo isso faz com que se torne um dos volumosos mais usados em nossa região para o trato de vacas de leite no período da seca, atendendo às necessidades nutricionais com a adição de uréia na hora do trato. A escolha das variedades é fundamental, devendo ser plantadas uma ou mais variedades industriais melhoradas de cana-de-açúcar, adaptadas às condições locais, considerando-se o relevo, a fertilidade do solo e o clima da região, além de apresentar características

desejáveis como alta produtividade, alto teor de açúcar, rebrota vigorosa, ausência de tombamento e resistência a pragas e doenças. Duas são as épocas de plantio: 1. Cana de ano, plantada em setembro/outubro e colhida a partir de junho do ano seguinte. 2. Cana de ano e meio, plantada de janeiro a março (dependente de chuvas ou irrigação) e colhida a partir de junho do ano seguinte. O maior limitante ao uso da cana-de-açúcar ainda é a mão de obra, que se torna cada vez mais escassa no campo. Apesar disso, algumas pesquisas mostram um resultado positivo ensilando, com isso otimizando a mão de obra, que deixa de ser diária e passa a ser de uma só vez na colheita.

www.cooperativa.coop.com.br

Cultura tradicional no Brasil, alta produção por unidade de área (70 a 200 t/ha), cultura de implantação e manejo simples, exigindo poucos tratos culturais, período de maturação e colheita coincidentes com o período de escassez de forragem nas pastagens, pequena taxa de risco de perda da cultura, disponibilidade e qualidade constantes se plantadas variedades de ciclos médio e tardio, cultura perene, produzindo um corte a cada doze meses, fonte rica de carboidratos, na forma de sacarose, bem consumida pelos animais.

ROBERTO COSTA Engenheiro Agrônomo

11


12 COOPERJORNAL | Dezembro 2016


Mercado do Leite GILMAR DE OLIVEIRA Gerente Geral da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce

Prezado(a)(s) Cooperado(a)(s),

Os reflexos dos acontecimentos de 2016 são difíceis de mensurar, pois ainda não temos consolidada nossa nova plataforma política pós-impeachment, nem tampouco as atuações do poder judiciário, tendo a operação Lava-Jato como motriz de uma visão mundial sobre a crise de identidade institucional e ética de nosso país, que afeta diretamente nosso dia a dia, como atores da exploração da atividade econômica. E como será o ano de 2017? Para nós da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce Ltda., a crença nos seus valores e na sua missão continuam sendo nossa base de sustentação, para vivenciarmos dias melhores. Nossa missão nos impulsiona a desenvolvermos nossos cooperados em todos os sentidos, e isso traz como retorno o desenvolvimento da própria Cooperativa. O que diferencia uma cooperativa da COOPERATIVA é que aqui o cooperativismo verdadeiramente acontece com a nossa interação com o cooperado, e isso diariamente nos faz acreditar que é possível superar sim as dificuldades e os cenários adversos, mesmo sendo as perspectivas tão ruins. A lógica deste pensamento parte do pressuposto que sendo a Cooperativa uma sociedade empresarial diferente das demais, por serem as pessoas o seu objeto, o seu capital, tem-se que está aí o segredo do seu sucesso, pois a atividade desenvolvida por esses, quando unidos, se torna o negócio de todos.

Quando dizemos que a “Força do Cooperado está aqui”, temos duas intepretações: não há cooperativa forte sem cooperados fortalecidos, nem cooperados fortes sem uma cooperativa fortalecida! Diante desta realidade que traduz a nossa essência, refletimos a pecuária leiteira e todas as nuances que a cercam. Diante das inúmeras variáveis, podemos afirmar que o sucesso desta atividade tão somente acontecerá se aplicarmos às matrizes de nossa atuação todo o nosso esforço. Onde estão nossas forças? E nossas fraquezas? Oportunidades e ameaças são o cenário do lado de fora da porteira, onde nossa condição é de platéia. Do lado de dentro, somos atores da nossa própria existência e da nossa atividade, e somente assim atuando conseguiremos transpor nossas fronteiras e dificuldades, aplicando as melhores técnicas de gestão, para tomada de decisão assertiva, sempre que necessário. Finalizo com a história de José do Egito. Vacas gordas e vacas magras. Oportunidades e ameaças. A questão nunca foi a fartura ou a escassez. Foi a atitude deste homem que ousou ser diferente. Analisando os seus cenários, idealizou um horizonte e tratou das questões urgentes e importantes no tempo certo, planejou a longo prazo aquelas não urgentes, mas importantes, delegou aquelas que eram urgentes, mas não importantes, e eliminou da sua agenda as questões que não eram nem urgentes, nem importantes! O resultado todos conhecem. E que assim também sejam os nossos horizontes em 2017. Há sempre oportunidades, mesmo em situações adversas. Saibamos aproveitá-las! Tenhamos todos sucesso em 2017, e que Deus seja conosco, tal como era com José!

www.cooperativa.coop.com.br

O ano de 2016 chega ao seu fim. Um ano difícil, muito difícil. Nosso país viveu um crise política sem precedentes, nossa economia viu-se em declínio, culminando com recessão, desemprego e um prognóstico de estagnação, que ainda não foi superado.

13

LINHA INTRAMAMÁRIOS MSD SAÚDE ANIMAL

A CIÊNCIA PARA ANIMAIS MAIS SAUDÁVEIS


Pitadas

Entrega de Certificados

No dia 18 de outubro, no Armazém da Cooperativa, foram entregues os certificados para todos os colaboradores e terceirizados da Cooperativa que participaram do curso de “Negociação e Excelência no Atendimento a Clientes”. O curso aconteceu nos dias 29 e 30 de agosto, ministrado pelo coach multiempresarial João Carlos Santanna. Essa ação é uma parceria da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce com a Virbac.

Outubro Rosa

COOPERJORNAL | Dezembro 2016

O dia 25 de outubro foi especialmente dedicado à ação “Outubro Rosa” na Cooperativa. Pela manhã, as colaboradoras cuidaram da pele e da beleza durante o “Momento Mary Kay”. No período da tarde, aconteceu a palestra “A importância da alimentação saudável”, em parceria com a Unimed, quando foram informados os benefícios em consumir alimentos orgânicos. Todos os colaboradores receberam o laço rosa, símbolo da luta contra o Câncer de Mama. A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce apoia essa causa!

14

Reunião de Comunidade em Córregos dos Bernardos No dia 24 de outubro aconteceu a Reunião de Comunidade, em parceria com a Associação de Moradores e Amigos de Córrego dos Bernardos. A reunião, realizada pelo educador cooperativista Marciano Adalberto, contou com a presença do gerente comercial do Armazém da Cooperativa, Armando Tavares; do representante do Departamento de Política Leiteira, responsável pela logística, Hudson Cardoso, e da assessora de comunicação Juliana Pio. Na oportunidade o presidente da Associação e Conselheiro Fiscal da Cooperativa, Otacílio Nunes da Silva, lançou o projeto Musicalidade, coordenado pela associação de moradores.


PITADAS

Novembro Azul A Reunião do Comitê Educativo realizada com os Líderes de Comunidade no mês de novembro ganhou um sentido especial. Após os momentos sobre “Qualidade de vida”, ministrados pelo gerente geral Gilmar Oliveira, as informações sobre o “Armazém da Cooperativa”, ministradas pelo gerente comercial Thiago Lemos, e as palavras sobre o “Mercado do Leite”, ditas pelo presidente Guilherme Olinto, aconteceu a palestra “Alimentação Saudável”, em parceria com a Unimed. Além disso, todos os presentes puderam realizar aferição de pressão arterial e consultar o nível de glicose, após a reunião. O momento durante o Comitê Educativo foi uma das ações da Cooperativa na campanha “Novembro Azul”, uma causa que é mundialmente conhecida para a prevenção do câncer de próstata. A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce apoia essa causa!

XIII Encontro Estadual dos Profissionais de Secretariado das Cooperativas de Minas Gerais As colaboradoras Francielly Cunha e Jéssica Carolina participaram, no dia 17 de novembro, do XIII Encontro Estadual dos Profissionais de Secretariado das Cooperativas de Minas Gerais, no Sistema Ocemg, em Belo Horizonte. O encontro, além de promover a integração entre os profissionais do setor, apresentou ferramentas e técnicas que contribuem para o desenvolvimento das habilidades e competências de acordo com as exigências e tendências do mercado, assim como forneceu instrumentos que auxiliam na execução das atividades, gerando os resultados esperados pela organização.

Formandos 2016

No mês de novembro, os colaboradores Adriana Freitas, Francislene Moreto e Marciano Adalberto concluíram curso no Educa OQS (Programa de Formação Técnica e Acompanhamento da Organização do Quadro Social das Cooperativas Mineiras). O objetivo do programa, realizado pelo Sistema Ocemg, é capacitar e acompanhar as cooperativas participantes, no âmbito da organização de seus públicos alvos. “Grandes vitórias são o resultado das pequenas conquistas diárias. Lute, persista e nunca desista, pois todas elas acabarão por acontecer na sua vida.” A Cooperativa parabeniza os colaboradores formandos que concluíram os estudos de graduação neste mês de dezembro: Davi Pereira (Agronomia), Fábio Caldeira (Ciências Contábeis), Mayara Castelar (Direito), Rita Mendes (Agronomia) e Samuel Lucchesi (Agronomia).

www.cooperativa.coop.com.br

Educa OQS

15


COOPERJORNAL | Dezembro 2016

DEZEMBRO

16

1/12 1/12 1/12 2/12 2/12 2/12 4/12 5/12 6/12 6/12 6/12 7/12 7/12 7/12 8/12 8/12 9/12 9/12 10/12 10/12 10/12 10/12 11/12 11/12 11/12 12/12 12/12 12/12 12/12 13/12 13/12 13/12 14/12 14/12 14/12 14/12 15/12 16/12 17/12 17/12 17/12 18/12 19/12 19/12 20/12 20/12

CELSO CHAVES DE SÁ RONALDO BATISTA DE CARVALHO SALVADOR PEREIRA DOS SANTOS GUILHERME OLINTO RESENDE JAIR FERNANDES José CAMPOS MADRONA ADEMAR FELICIANO LEITE Flávio DE FREITAS MADUREIRA MARIA Gonçalves DE SOUZA LEITE Otacílio DE SOUZA PERPETUO REGINALDO CAMPOS DE OLIVEIRA ADEILTON GOMES DA SILVA EDNILDA ROSA COSTA PABLO José ANDRADE José AFONSO CAMELO Milton Joviano Pereira FERNANDES José DE OLIVEIRA ZILDA BATISTA DE FIGUEIREDO GERALDO SOUZA GOURLARTE Hermani Bagli José LAVIOLA NETO DE LIRA WILSON FERREIRA DE Sá CARLOS José RODRIGUES JUAREZ PEDRO SALES DA SILVA WEMERSON José SOARES ALISSON José DIAS ANTONINO ANDRADE Gonçalves João GOMES DE OLIVEIRA Sebastião DE ALMEIDA Luciano Nicoli Luzia Cardoso Dias de Oliveira SINVAL José DA SILVA ANADéLIA PIRES DE SOUZA COSTA ANDERSON FERREIRA DA SILVA Rubens Antônio Pissimilio VALDEMAR GESTEIRA DE SANTANA Manoel Vicente Ferreira ADELSON VASCONCELOS PINTO Antônio Carlos Braga Filho DOUGLAS RIBEIRO Gonçalves RAMOS Sebastião CARDOSO DE ARAUJO ADAIRTON DIAS DA SILVA ABíLIO FAUSTINO PEREIRA CLóVES ANDRADE SILVA CARLOS SOUZA CARVALHO éLCIO DA SILVA BOARETO

20/12 21/12 21/12 21/12 21/12 21/12 21/12 22/12 22/12 22/12 23/12 24/12 24/12 25/12 25/12 26/12 26/12 27/12 27/12 28/12 29/12 29/12 30/12 30/12 31/12 31/12 31/12 31/12

José FIGUEIREDO DOS REIS ADILSON MARTINS DE OLIVEIRA DANIEL Antônio LUCAS Erestides Venâncio de Souza MARIA APARECIDA FERREIRA SOUZA MAXWELL OLIVEIRA TERTO DA COSTA Ueldes de Oliveira Cândido CELSO Gonçalves DIAS GERSONEY RUELA DE OLIVEIRA Romildo Silvio Rodrigues MARIA LOURENçO XAVIER CUNHA ILES JANUáRIO DE SOUZA José PEDRO DE OLIVEIRA EUDES TADEU DO NASCIMENTO WANDERLEI PEDRO BARBOSA José Daniel Zeferino PAULO ROBERTO MARTINS REGINO João ROSA Sebastião Celso de Aguiar Guerra LUZIA REIS DE SOUZA ELIAS DE OLIVEIRA ALVES JOAQUIM FERREIRA NETO FERNANDO FERNANDES JANUáRIO DAFLON FARIA André AUGUSTO DE OLIVEIRA Áurea Alves de Sousa MANOEL MARCOS RODRIGUES SILVESTRE INáCIO DE OLIVEIRA

JANEIRO 1/1 1/1 1/1 1/1 2/1 2/1 2/1 3/1 3/1 4/1 4/1 5/1 5/1 7/1 8/1 9/1

ELIANA MACHADO DE ALMEIDA ELIEZER LOURENçO DOS SANTOS João FERNANDES NETO José GARCIA VALADARES Antônio CARLOS MARTINS GUEDES EDILSON RIBEIRO DOS SANTOS José MOISéS DO NASCIMENTO NILCEIA Gonçalves DE SOUZA NILZA APARECIDA MOREIRA SILVA Geraldo Magno Pacheco João ALBANO DE SOUZA ERLON PEREIRA GUALBERTO GILMAR LOPES FRAGA DARCI LUCIANO DE PINHO José MARIA DE SOUZA Joaquim Coelho Pinheiro

10/1 11/1 11/1 12/1 13/1 13/1 14/1 15/1 15/1 15/1 16/1 16/1 16/1 16/1 17/1 17/1 18/1 19/1 19/1 20/1 20/1 20/1 20/1 21/1 21/1 22/1 22/1 22/1 24/1 25/1 25/1 25/1 25/1 25/1 25/1 26/1 27/1 27/1 28/1 28/1 29/1 29/1 29/1 30/1 30/1 30/1 31/1

ANDRESSA MARQUES ROELLA IDáRIO DOS SANTOS PENA Nair Elgita de Oliveira Maria Verônica Goulart Lopes MARIA AIRES ANDRADE SUELI DOS REIS REZENDE José EURICO LUIZ DE ALMEIDA ADELCIO CALDEIRA DOS SANTOS EDIGAR FRAGA GERALDO MAGELA BORGES ERLEI NATO DA COSTA José Faria da Silva MARCELO DE MATOS FERREIRA SEBASTIANA MARTINS DA SILVA Antônio DA SILVA COSTA JUAREZ RUY BARBOSA GERALDO DIAS Leão MANOEL CASSUNDé DE OLIVEIRA ROBERTO CARLOS DE OLIVEIRA JARDELISON GILANY DA SILVA MARCOS MOREIRA DA SILVA PEDRO PEREIRA CARDOSO JúNIOR VITALINA MARCELINA ROMãO Carlos Quirino Vieira OSVALDO VICENTE DOS SANTOS AIRTON BESSA SOUTO GERRI CRISTOVAO LUCAS VALDECIR PINTO DE FARIAS HERSON DE OLIVEIRA ADAIR SOARES DOS ANJOS Antônio Carlos de Aguiar CERVO PAULO DO CARMO EDNA APARECIDA SILVEIRA JOAQUIM RAPOSO BARBOSA JOVENTINO NUNES RUSEMBERGUE MARTINS GUALBERTO José FERREIRA DE SOUZA LEôNIDAS DA SILVA PEREIRA ADEMAR CâNDIDO AVELINO PEDRO Gonçalves CHAVES FRANCISCO PIRES DE SALES MARIA DE LOURDES PEREIRA WILSON ALBARES DE Sá CELMA Gonçalves DE ANDRADE SILVA GERALDO LOPES VASCONCELOS NILSON DOS SANTOS GILBERTO Antônio BRAGA GARCIA

PARA BENS

Colaboradores DEZEMBRO 02/12 08/12 16/12 24/12 26/12 30/12

Guilherme Olinto Abreu Resende Antônio Rodrigues Pinheiro Mayara Lemos Castelar Erlaine de Oliveira Drumond Sélio Francisco Alves Francielly da Cunha Reis

JANEIRO 04/01 07/01 13/01 16/01 19/01 24/01

Eliomar Rodrigues Ventura Fabiane Cristina da Silva Brant David Oliveira Santos Ismael Barbosa Cleber Gomes Silva Armando de Oliveira Tavares


Cine Ocemg: “Os Pioneiros de Rochdale”

Essa iniciativa faz parte do Programa Crê$er Educação que trabalha a OQS (Organização do Quadro Social) na Cooperativa. Com base nos sete princípios cooperativistas, é desenvolvido o planejamento estratégico da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce, e o 5º princípio destaca a “Educação, Formação e Informação”. As cooperativas têm como princípio promover a educação e a formação dos seus membros, cooperados, familiares, comunidade em geral, e também dos seus colaboradores, de forma que estes possam

contribuir para o desenvolvimento das suas cooperativas. Várias ações e treinamentos foram realizados na nossa Cooperativa com este objetivo. Dentre eles, podemos citar a participação de cinco colaboradores no MBA em Gestão Estratégica de Cooperativas, que teve como trabalho de Conclusão de Curso, a implementação do Programa Crê$er Educação na plataforma Crê$er; e a participação no curso Educa OQS (Organização do Quadro Social) realizado pelo Sistema OCEMG. Segundo o participante da equipe Educa OQS da Cooperativa, Marciano Adalberto, a ideia do Cine Ocemg na Cooperativa surgiu da necessidade de alinhar os conhecimentos a respeito do cooperativismo no quadro de colaboradores.

Precisamos que fique bem claro para nós colaboradores o que é cooperativismo e a diferença de uma cooperativa com uma empresa de característica diferente, para melhorar a cada dia, os produtos e serviços prestados aos cooperados.”

www.cooperativa.coop.com.br

A Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce e o Sistema Ocemg receberam mais de 70 convidados, entre colaboradores e terceirizados da Cooperativa, no dia 10 de novembro, no auditório do Senac de Governador Valadares, para uma seção de cinema, assistindo o filme “Os Pioneiros de Rochdale”.

Marciano Adalberto

0800 940 3100 www.guabi.com.br

17


18 COOPERJORNAL | Dezembro 2016


19

www.cooperativa.coop.com.br


20 COOPERJORNAL | Dezembro 2016

Profile for cooperativagv

COOPERJORNAL DEZEMBRO DE 2016  

O Cooperjornal é a revista da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce que mantém seus cooperados e públicos de interesse informados sobre...

COOPERJORNAL DEZEMBRO DE 2016  

O Cooperjornal é a revista da Cooperativa Agropecuária Vale do Rio Doce que mantém seus cooperados e públicos de interesse informados sobre...

Advertisement