Issuu on Google+


Dia C Como surgiu?

Necessidade de colocar o potencial

cooperativista, e a Responsabilidade Social inerente à doutrina, a serviço do próximo, confirmando que essa é uma excelente

oportunidade para transformar e ser transformado através de atividades voluntárias norteadoras e essenciais ao bem-estar comum.


Histórico

Iniciativa do Sistema OCEMG Dia de Cooperar – Dia C.

em 2009 o Projeto

OBJETIVO

Promover e estimular a integração das ações voluntárias num grande movimento da solidariedade cooperativista. MISSÃO

Ajudar as pessoas a transformar suas vidas através do VOLUNTARIADO AMBIÇÃO

Um mundo mais justo

felizes

com pessoas mais


A marca

Doação Cidadania Solidariedade Amizade Carinho e

Cooperação

E ainda As cinco regiões do Brasil!!!


Elementos conceituais

“É ajuda, é socorro a pessoas e populações em situação de risco, mas também

transformação social”.

“É dedicar parte do seu tempo sem remuneração alguma a atividades voltadas ao bem-estar social ou a outros campos”


Ser


Na prรกtica

Pesquisa IBOPE 2011


Motivações

MOTIVAÇÕES 22%

Religiosidade

32%

Melhorar o mundo

67%

Ajudar as pessoas

dedicam cerca de 4 horas por mês

estão totalmente satisfeitos com a atividade voluntária que prestam

Pesquisa IBOPE 2011

estão totalmente motivados em continuar sua atividade voluntária


No mundo


Valores humanos são a essência

“A Cooperativa é uma organização de pessoas que se baseia em valores de ajuda mútua e responsabilidade, democracia,

igualdade, equidade e solidariedade.” “Seus associados acreditam nos valores éticos da honestidade, transparência, responsabilidade social e preocupação pelo seu semelhante.”


A relação com os nossos princípios

6º - Intercooperação - as cooperativas servem de forma mais eficaz aos seus membros e dão mais força ao movimento cooperativo,

trabalhando em conjunto, através das estruturas locais, regionais, nacionais e internacionais. 7º - Interesse pela comunidade - as cooperativas trabalham para o desenvolvimento sustentado das suas comunidades através de

políticas aprovadas pelos membros.


Reflexão “O bom navegador não espera o vento oportuno, ele vai atrás. A audácia lhe coloca uma condição: é preciso ser capaz de antecipar. Antecipar é diferente de adivinhar. Antecipar está no campo do planejamento e da ciência, enquanto adivinhar está no reino da magia.” Mário Sérgio Cortella Do livro: Qual é a tua obra?


O Voluntariado Cooperativo

“As cooperativas como Agente de Transformação Social.”


Os agentes

O que você pode fazer com suas próprias mãos para que sua cooperativa seja um agente de transformação social?


Participantes

2013 8 estados

AM, MT, MS, TO, MG, CE, RN e AL

2014 24 estados


Resultado dos Pilotos

316.659 360


A campanha 2014

A imagem Brasil com os ícones representa a totalidade e diversidade das ações realizadas na campanha mineira e nos estados piloto. Foco Demonstrar o crescimento do Dia C e convidar as cooperativas, cooperados de todo o país a participarem. Expandir ações de voluntariado cooperativista por todo o Brasil


1440

198276 BENEFICIÁRIOS

VOLUNTÁRIOS

MUNICÍPIOS

COOPERATIVAS

1060

1,4 MI


Estratégias de implantação

IDENTIDADE VISUAL


Estratégias de implantação

LANÇAMENTOS ESTADUAIS


Estratégias de implantação

Material de Orientação às Cooperativas


Estratégias de implantação

DISTRIBUIÇÃO DOS KITS

Selo

Balões Blimp Leque Cartilha Chaveiros Camisetas Mascote Bonés Tag Flyers Squeezes Cartazes Banner


Estratégias de Comunicação

Assessoria de imprensa nacional

Alimentação do Blog

Divulgação na mídia Relacionamento com cooperativas e parceiros Realização Dia C


Metodologia de trabalho


Premissas de atuação

 Liberdade de ação.

 uma ou mais cooperativas para realização do projeto - Intercooperação  O projeto pode iniciar antes e terminar após a data estipulada em setembro  O projeto pode-se estender, mas deve haver ação comemorativa no dia 06 de setembro


Elaboração dos Projetos

1º Passo – ESCOLHA participar do Dia C. 2º Passo – Defina ATORES da equipe de trabalho 3º Passo – IDENTIFIQUE as demandas de demanda de intervenção social na comunidade. 4º Passo – Apresente JUSTIFICATIVA - Qual é a real necessidade da comunidade?


Elaboração dos Projetos

5º Passo –Defina PÚBLICO ALVO - Quem o projeto beneficiará? 6º Passo – IDENTIFIQUE OS PARCEIROS - Busque na comunidade empresas, organizações, cooperativas, escolas, etc...para parcerias no projeto. 7º Passo – Defina OBJETIVOS - O que se espera alcançar, enquanto transformação social, com a execução do projeto? 8º Passo – Proponha METAS – Crie indicadores (qualitativos e quantitativos) que possam mensurar os resultados/impactos gerados pelo projeto


Elaboração dos Projetos

9º Passo – Determine o TEMPO Período de desenvolvimento Culminância 10º Passo – Elabore a METODOLOGIA Defina as estratégias de trabalho para o desenvolvimento do projeto

11º Passo – CONSOLIDE O PLANO DE AÇÃO O que? ( Estratégia) Quem? (Responsável) Quando? (Prazo/Tempo) Onde ? (Local) Porque? (Razão/Motivo) Como? (Procedimento a ser adotado) Quanto? (Valor/ financeiro)


Reflexão

Esse projeto dará a

você

a

agente de transformação social? oportunidade de atuar como

Esse projeto dará visibilidade para a sua cooperativa?


Naturezas das iniciativas

Educação - Ações educativas voltadas para o desenvolvimento individual ou coletivo das pessoas, sem vínculo obrigatório com suas atribuições profissionais Cultura - Ações que fortalecem o cooperativismo, por meio da preservação dos seus hábitos, seus costumes, crenças e valores formadores da cultura Saúde - Ações que contribuem para o bem-estar físico, mental e social das pessoas, priorizando a prevenção e manutenção da saúde, para minimizar o combate às doenças


Naturezas das iniciativas

Esporte e Lazer - Ações que estimulam e viabilizam a prática esportiva, a diversão, a recreação e o entretenimento individual ou coletivo das pessoas Integração - Ações que viabilizam oportunidades de integração entre as pessoas, voltadas para o desenvolvimento do cooperativismo e das cooperativas Responsabilidade Socioambiental - Ações que estimulam a reflexão e práticas voltadas para a preservação do meio ambiente e o desenvolvimento social e econômico das pessoas


Beneficiários

Instituições ( uma ou mais entidades carentes PJ, ONGs) Público direto (pessoas atendidas ligadas ou não a uma entidade ex; sopão etc) Público indireto (público presente em uma atividade artística etc) Número de atendimentos no dia de celebrar


Escolhas e prioridades

ď śNegocie com o grupo, veja o que ĂŠ mais importante ou urgente. ď śDependendo

do

tamanho

do

grupo

pode-se

realizar mais de uma atividade. Lembre-se: a soma das diferentes maneiras de exercer o voluntariado torna-o mais rico!


Simplicidade

Fortalecer as pessoas e as instituições é a melhor contribuição do Dia C. Praticar ações diretas, objetivas e focadas no resultado geralmente custa menos esforço e gera mais satisfação e resultados.


Onde se inscrever?

www.brasilcooperativo.coop.br/diac


Celebração do Dia C

No dia C em setembro, os voluntários das cooperativas participantes do Dia C estarão realizando suas iniciativas individuais da campanha e as comemorações em cada instituição beneficiada.

Enquanto isso estiver acontecendo, as unidades estaduais farão, simultaneamente, o evento de divulgação/celebração, que também será caracterizado pela promoção de bem-estar, saúde, cultura e lazer a todos que estiverem presentes, prestigiando a ação.


Celebração do Dia C

Será promovido pela unidade estadual, com a possibilidade de participação de suas cooperativas filiadas para demonstrar às comunidades seu potencial voluntário, em um espaço público, de circulação, aberto à

sociedade.


Relatório final

Visa identificar os principais resultados do Dia C, desenvolvido pelas Cooperativas em seus estados. Ele deve ser preenchido por completo com o objetivo de fornecer informações que serão consolidadas no Relatório Geral do

Dia C Nacional.

O preenchimento dos formulários de resultados é essencial

para a continuidade do projeto Dia C, em âmbito nacional

A partir do sucesso das iniciativas relatadas, novas cooperativas e parceiros se sentirão atraídos a participar deste movimento de voluntariado


O que queremos com o Dia C?

Sustentabilidade Benefícios institucionais Benefícios organizacionais Benefícios pessoais Benefícios comunitários


Sustentabilidade


Como queremos?

“Dia de Cooperar” como a maior campanha de mobilização de voluntários cooperativistas na busca do desenvolvimento humano.


Vamos juntos...

Status de relacionamento dos voluntários: Em um relacionamento sério com o Dia C”


E


Apresentação estadual dia c para cooperativas es