Page 1

Prefeito: GILBERTO KASSAB

D.O.C.; São Paulo, 54 (33), quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009 Prefeito: GILBERTO KASSAB

Táxis acessíveis para pessoas com deficiência começam a rodar na Cidade Texto: Bernadete Druzian bdruzian@prefeitura.sp.gov.br

Fotos: João Luiz G. Silva/Secom

O

Veículos são adaptados para cadeirantes

prefeito de São Paulo apresentou ontem os primeiros táxis acessíveis para o transporte de pessoas com deficiência, especialmente aquelas que usam cadeiras de roda. Inicialmente, começam a circular 20 veículos adaptados com equipamentos que possibilitam a entrada do passageiro com a própria cadeira para ser transportado em segurança. A Prefeitura concedeu 80 licenças para condutores particulares ou empresas para circular com os táxis acessíveis e outras 40 licenças para suplentes. Os veículos adaptados cobrarão a mesma tarifa dos táxis convencionais. “Nós já tínhamos aprovado esse modelo há alguns meses e agora começamos a fazer o processo em série de transformação do veículos, até chegar a 80 carros adaptados. Isso vai dar um conforto muito grande às pessoas que têm dificuldade de locomoção”, disse o prefeito. Ele destacou que, de acordo com a necessidade de utilização, a frota de veículos adaptados poderá ser ampliada, mediante concessão de novos alvarás. Para o prefeito, a adaptação da frota de táxis representa os investimentos da Cidade para promover, cada vez mais, a acessibilidade. Os veículos são adaptados pelos próprios condutores ou pelas empresas que

trabalham com frotas de táxi. São carros equipados conforme as normas estabelecidas pelo Conselho Nacional de Trânsito. Além de equipamentos próprios para acomodar o passageiro com deficiência, eles também contam com radiotransmissor, arcondicionado, música ambiente e sistema de rastreamento. São itens que possibilitam mais agilidade no atendimento, conforto e segurança para o passageiro. Os táxis rodam interligados com centrais telefônicas para facilitar o atendimento dos usuários. Os veículos serão distribuídos em localidades diversas, de forma que possam chegar rapidamente ao destino solicitado. No site da Secretaria Municipal de Transportes podem ser consultados os números das Centrais de Operação de cada empresa. Os interessados em conhecer os critérios de funcionamento dos táxis acessíveis podem consultar o Manual dos Requisitos Básicos para Táxi Acessível, disponível no site <www. prefeitura.sp.gov.br/smt>. O valor das tarifas é idêntico ao cobrado pelos carros convencionais: R$ 3,50 a bandeirada; R$ 2,10 o quilômetro rodado; R$ 28 a hora parada; além da taxa de R$ 3,50 de radiotáxi. Os veículos adaptados têm identificação visual própria, com indicação do serviço especial para o qual estão preparados. Os motoristas receberam treinamento para lidar com os equipamentos e para auxiliar os passageiros.

Secretaria de Controle Urbano flagra uso de amianto em construção Texto: Gisleine Caron gcaron@prefeitura.sp.gov.br

Em fiscalização rotineira realizada ontem em Perdizes, agentes da Secretaria de Controle Urbano identificaram o uso de amianto em um canteiro de obras. Acionada a fiscalização integrada, a

operação contou com a participação da Subprefeitura Lapa e da Secretaria do Verde e do Meio Ambiente, que vistoriaram a obra da Via Empreendimento Imobiliários, localizada na rua Ministro Godoy, 1.186. A operação constatou que o canteiro da obra tinha instalação de

telhas de hidrocimento composto por amianto, produto cujo uso é proibido em São Paulo pela Lei nº 13.113/01, por ser cancerígeno. Foi determinada a imediata retirada do material, que deverá ser transportado para a empresa coletora especializada e registrado na Cetesb, a quem cabe dar o

destino adequado ao produto, de modo a não prejudicar o meio ambiente. A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente aplicará ao responsável as punições previstas na legislação - multa de 600 Unidades Fiscais de Referência (Ufirs) pelo uso de produto proibido.

Texto: Alice Cardoso alicecardoso@prefeitura.sp.gov.br

A Subprefeitura Itaquera realiza hoje a quarta Operação Cata-Bagulho do ano. Desta vez, serão beneficiados os moradores do Jardim Elian, no Parque do Carmo. Os principais objetivos dessas ações são combater as enchentes e eliminar os focos do mosquito da dengue. As três operações anteriores, realizadas no Jardim Eliane (17 de janeiro), Zorrilho (24 de janeiro) e Jardim Eliane (14 de fevereiro), recolheram mais de 100 toneladas de lixo e entulho das ruas de Itaquera. As equipes, ligadas à Supervisão de Serviço e Limpeza da subprefeitura e à Supervisão de Saúde (Zoonoses), traba-

lham juntas, recolhendo grandes objetos das vias e passeios e distribuindo panfletos explicativos sobre a doença provocada pelo mosquito Aedes aegypti. Os moradores colaboram depositando nas calçadas tudo aquilo que não usam mais, como colchões velhos e objetos quebrados. Os locais escolhidos, por meio do cruzamento de dados da subprefeitura e da Secretaria Municipal de Saúde, são geralmente áreas com grande número de moradias, às margens de córregos ou terrenos baldios. Operação Cata-Bagulho Dia: 18/02/2009 Horário: das 8h às 12h Local: Jardim Elian (Parque do Carmo)

Foto: Alice Cardoso/Subprefeitura Itaquera

Subprefeitura Itaquera faz cata-bagulho para combater as enchentes e a dengue

Operação recolhe objetos em desuso deixados pelos moradores

amianto_em_predio_17.02.09  

destino adequado ao produto, de modo a não prejudicar o meio ambiente. A Secretaria do Verde e do Meio Ambiente aplicará ao responsável as p...

Read more
Read more
Similar to
Popular now
Just for you