Page 39

Com as portas abertas desde 1963, sob o comando de Mariza Sá Fortes Chuairi, o ateliê começou suas atividades produzindo pequenas festas para família e amigos. Suas criações ganharam destaque permitindo que a casa se tornasse o primeiro endereço a ser consultado quando se trata de adoçar momentos especiais. O empreendedorismo da Dona Mariza – como era conhecido – fez com que o negócio crescesse cada vez mais, com suas receitas exclusivas e sob encomenda. Com o auxílio de bandejas de prata de lei, seus doces finos eram oferecidos em eventos diferenciados na tão desejadas mesas de doces, uma criação da Dona Mariza. Cada guloseima, com cores, formas e sabores diferenciados, trazia sofisticação para as mais belas decorações. “Os enfeites e composições eram lindos e, desse ponto em diante, surgiu a ideia de expor todos os doces juntos para os convidados degustarem”, lembra Silvia Chuairi, filha de Mariza e atual sócia-proprietária. Hoje, os docinhos refinados como o Cuore e a Touxinha de Coco são presença indispensável em casamentos e eventos sociais.

Delícias em mimos Mesmo sem a presença de sua fundadora, a casa manteve sua qualidade exemplar pelas mãos das filhas Silvia, Sandra e Marcia Chuairi e da sobrinha Angela Pereira. Os doces podem ser feitos sob encomenda ou podem ser adquiridos na loja do atelier. Da receita das guloseimas ao tingimento do tecido das embalagens, o Atelier Mariza Doces oferece excelência no serviço e no atendimento mais que personalizado. Todos os quitutes e forminhas, bem-casados e agregados, são desenvolvidos de maneira artesanal, nos mínimos detalhes. “Treinamos e ensinamos a arte do açúcar e conseguimos nos comunicar em forma de produto final. O serviço é impecável, pois traduzimos o que o cliente deseja”, explica Silvia. Segundo a proprietária, a mesa de doces faz parte dos sonhos e ­desejos dos

39

contemporanea NOVEMBRO  
contemporanea NOVEMBRO  

Home+Fashion+Conduct+Travel+Bazaar+Design+Sports

Advertisement